Você está na página 1de 17

À IMAGEM E SEMELHANÇA

De Evana Ribeiro
CAPÍTULO 31

Copyright
CENA 1 - AP DE ANA PAULA E MILENA/SALA - INT - NOITE
Continuação da cena final do capítulo anterior.
Milena disfarça o susto ao ouvir o nome de Kátia.
MILENA
Puxa... Coitada. Ela te disse mais
alguma coisa?
LEON
Bom, ela mais chorou do que tudo...
Fiquei muito triste por ela.
MILENA
Imagino...
LEON
Uma garota tão jovem, tão bonita,
se entregando pra um monte de
caras... Já pensou nisso, Mi? Uma
mulher que passa por isso fica
marcada pro resto da vida!
MILENA
(triste)
É verdade.
Corta para mostrar Ana Paula, escondida na cozinha, ouvindo
toda a conversa.
FADE PARA

CENA 2 - PRAÇA DO DIÁRIO - EXT - DIA


Flashback do dia em que Ana Paula e Milena foram assaltadas.
Elas caminham pela praça, olhando para os lados.
ANA PAULA
Sem dinheiro, sem telefone, sem
documentos...
MILENA
O que a gente vai fazer agora?
ANA PAULA
Perguntou pra pessoa errada,
queridinha.
Uma garota pequena, mas com feições muito femininas e
extremamente mal vestida, aproxima-se das duas.
2.

KATIA
Problemas?
MILENA
(virando-se assustada)
Oi?
KATIA
Perguntei se vocês estão com
problemas.
ANA PAULA
Todos! Tem um trocado pra dar a
duas criaturas sem sorte que querem
voltar pra casa?
KATIA
Não tenho nem pra mim! O negócio tá
ruim aqui na praça hoje.
MILENA
Trabalha aqui?
KATIA
É. Por quê?
FADE PARA

CENA 3 - AP DE ANA PAULA E MILENA - INT - NOITE


Continuação da cena 1.
ANA PAULA
(para si própria)
Mas vejam só que mundo pequeno.
Agora Leon conhece uma coleguinha
nossa! Espero que isso não dê
confusão pro nosso lado...
Ana Paula entra na cozinha.
CORTA PARA

CENA 4 - FLAT DE VALENTINA/VARANDA - INT - NOITE


Valentina e Layla tomam chá.
LAYLA
Seu flat é muito bonito! Pena que
não é muito grande...
3.

VALENTINA
É, mas tá perfeito pra nós três.
Não faço muita questão de grandes
espaços...
LAYLA
Entendo. E esse problema da sua
porta, hein?
VALENTINA
Graças a Deus, não aconteceu nada
de mau. Mas eu fiquei muito
preocupada.
LAYLA
Imagino. Você deve ficar muito
preocupada, ainda mais sem um homem
que possa protegê-la, não?
Valentina ri.
VALENTINA
Você é que não deve ter esse
problema, não é?
LAYLA
(pensativa)
É... Johann sempre foi um bom
companheiro. Principalmente no que
diz respeito ao trabalho. Se não
fosse ele, eu não teria chegado
onde cheguei.
Valentina acena afirmativamente com a cabeça e sorri.
CORTA PARA

CENA 5 - VIDEOCLIPE
Tomada do amanhecer de Recife, terminando ao mostrar o Ed.
Atlanta.
CORTA PARA

CENA 6 - AP DE ANA PAULA E MILENA/SALA - INT - DIA


Jerri está sozinho na sala. Milena volta com um maço de
notas de alto valor em uma das mãos.
4.

MILENA
(estendendo o maço para Jerri)
Aqui tem 450 reais. Tá bom ou
precisa de mais?
JERRI
(guardando o dinheiro no
bolso)
Dá e sobra!
MILENA
Mas toma cuidado, hein? Se você
perder esse não tenho mais pra te
dar.
JERRI
Ok. Vou cuidar como se fosse meu. E
Aninha, cadê?
MILENA
Tá tomando banho. Vai esperar?
JERRI
Não, depois eu falo com ela... Diga
que mandei um beijo.
MILENA
Tá bom.
Jerri sai.
CORTA PARA

CENA 7 - FLAT DE VALENTINA/COZINHA - INT - DIA


Valentina, Angela e Lucille tomam café da manhã.
LUCILLE
Layla saiu daqui muito tarde?
VALENTINA
Não muito... Conversamos até as 11
da noite.
LUCILLE
Sei... E sobre o que conversaram?
VALENTINA
Ai, tanta coisa! Até do casamento
dela a gente falou.
5.

LUCILLE
(interessada)
Foi? Alguma história interessante?
VALENTINA
Intrigante. Em meia hora de
conversa, ela falou sobre tudo o
que Johann fez por ela com relação
ao trabalho e praticamente nada de
pessoal! Dá pra acreditar que em
mais de 30 anos de vida em comum o
trabalho os una mais do que
qualquer outra coisa?
LUCILLE
É, no mínimo, muito estranho. Ainda
mais considerando que eles tiveram
três filhos.
VALENTINA
Mas eles parecem bem felizes
vivendo assim...
LUCILLE
Que bom, não?
VALENTINA
É... (para si própria) Layla parece
feliz. Mas será que Johann é?
CORTA PARA

CENA 8 - CASA DE MEIRE/SALA - INT - DIA


Meire está lendo mais uma carta das filhas, em silêncio.
Instantes depois, pega o envelope e retira dele uma foto.
Olha demoradamente para o retrato e começa a chorar.
MEIRE
(chorando e beijando repetidas
vezes o retrato)
Minhas filhinhas! Que lindo as três
juntas...
Meire levanta e vai até uma prateleira com vários
porta-retratos. Pega um deles, que tem uma foto dela com
roupa de espetáculo, retira esta foto e põe o retrato das
meninas no lugar. Depois, rasga a outra foto, com
satisfação.
CORTA PARA
6.

CENA 9 - VIDEOCLIPE
Imagens panorâmicas de São Paulo, indicando passagem de
algumas horas. A cena termina mostrando o sítio de Marcelo e
Alice.
CORTA PARA

CENA 10 - SÍTIO DE MARCELO/QUARTO - INT - TARDE


Alice abre o guarda-roupa e começa a tirar, cuidadosamente,
todas as suas roupas, que coloca sobre a cama. Em seguida,
abre uma mala e começa a guardar as roupas. Depois de fechar
a primeira mala, pára e olha para o espelho, com ar
sonhador.
ALICE
(suspira)
Que saudade do meu garoto... Como
ele deve estar agora? (tempo)
Amanhã mesmo estarei ao lado do meu
filhinho, meu Leon, e nunca mais
vou me separar dele!
Alice começa a arrumar a segunda mala. Marcelo entra no
quarto.
MARCELO
Mas já?
ALICE
Sim! Vamos sair o mais cedo
possível. Você acha que podemos
chegar ainda na noite de hoje?
MARCELO
Acho que não... E se chover, talvez
nem viajemos hoje.
ALICE
Como assim, não vamos viajar? Faça
chuva ou faça sol, quero voltar pra
minha casa hoje mesmo. (tempo) Quer
que eu faça suas malas ou prefere
arrumá-las você mesmo?
MARCELO
Pode deixar que eu arrumo...
Marcelo sai. Alice continua arrumando a mala.
CORTA PARA
7.

CENA 11 - AP DE ANA PAULA E MILENA/QUARTO - INT - TARDE


Ana Paula faz contas, com ar preocupado. Milena entra e a
vê.
MILENA
Nossa, que carinha de preocupada! O
que aconteceu?
ANA PAULA
Temo que tenhamos de voltar à
praça...
MILENA
(preocupada)
Como assim?
ANA PAULA
O dinheiro que a gente tem não vai
dar pra pagar condomínio, luz,
telefone, água... Muito mal dá pro
aluguel e a feira.
MILENA
Tem certeza?
ANA PAULA
Absoluta. (estende o caderno para
Ana Paula) Olha só.
Milena olha as contas com atenção e olha para Ana Paula,
muito preocupada.
MILENA
Aninha, vamos dar outro jeito! Mas
voltar a fazer programa não, pelo
amor de Deus!
ANA PAULA
Eu não quero, mas pelo jeito vamos
ser obrigadas a isso. Até agora não
recebi nenhum retorno pros
currículos que deixei por aí, e as
dívidas não esperam... Seria muito
bom se Erasmo dissesse quando vamos
começar a filmar e quanto vou
receber pelo trabalho, mas ele não
disse mais nada!
Milena acena a cabeça negativamente e suspira.
8.

MILENA
(para si própria)
Falsas esperanças... Queria tanto
dizer pra Aninha que esse negócio
de filme é mentira! Mas é melhor
deixar quieto e seja o que Deus
quiser.
CORTA PARA

CENA 12 - FLAT DE VALENTINA/QUARTO - INT - TARDE


Angela está sozinha, fazendo a lição de casa. Lucille entra,
trazendo uma bandeja de biscoitos.
LUCILLE
Hora do lanche!
ANGELA
Obrigada, vovó.
LUCILLE
Já terminou a lição?
ANGELA
Falta só uma coisinha.
Angela pega um lápis colorido, faz alguns traços e depois
olha o trabalho, satisfeita.
ANGELA
Pronto, acabei!
LUCILLE
Muito bem! Agora come que depois
nós vamos fazer um presentinho pra
mamãe, tá? Mas vamos rapidinho,
antes que ela chegue do trabalho,
tá?
Angela começa a comer os biscoitos.
CORTA PARA

CENA 13 - ESCRITÓRIO DE FERNANDO/SLA DE ESPERA - INT - TARDE


Gabriel chega e se dirige para a mesa da secretária.
GABRIEL
Boa tarde, Adriana... Meu pai tá
aí?
9.

ADRIANA
Boa tarde, Gabriel. Doutor Fernando
não está. Ele saiu há pouco mais de
meia hora, depois de uma reunião
com os sócios.
GABRIEL
Ele disse onde ia?
ADRIANA
A mim ele não disse nada.
GABRIEL
Tudo bem, obrigado.
Gabriel sai, um pouco desanimado.
CORTA PARA

CENA 14 - RUA - EXT - TARDE


Gabriel sai do prédio, tirando seu celular do bolso. Ele
busca o número de Fernando na agenda e o chama. Aguarda por
alguns instantes, sem receber resposta. Tenta mais duas
vezes, até que desiste, desapontado, e torna a guardar o
aparelho no bolso.
GABRIEL
Ah, meu Deus... Onde será que meu
pai se meteu? Tomara que esta noite
ele passe em casa. E sóbrio!
Gabriel se dirige ao ponto de ônibus mais próximo.
CORTA PARA

CENA 15 - CASA DE LAYLA/SALA - INT - TARDE


Isaac, Amanda, Johann, Layla e Liv Helen conversam.
MICHAEL
Bem, Isaac, ninguém fez essa
pergunta ainda, mas acho que eu
posso... Quais são as suas
intenções com a minha irmã?
ISAAC
As melhores possíveis! Eu gosto
muito de sua irmã e quero fazê-la
muito feliz.
10.

JOHANN
Que bom, rapaz! Que bom! Sabia que
você é o primeiro namorado que
Amanda traz para casa?
AMANDA
(com leve tom de reprovação)
Papai! Se até hoje não tinha
trazido ninguém pra conhecer vocês,
é porque sou muito seletiva.
Todos riem.
CORTA PARA

CENA 16 - CASA DE LAYLA/QTO DO CASAL - INT - TARDE


Layla e Johann entram juntos.
JOHANN
Gostei desse rapaz. Gostei mesmo. É
sério, tem ambição...
LAYLA
E um grande senso de humor também.
JOHANN
Você gostou dele também?
LAYLA
Sim, gostei! Só espero que Amanda
não enfie os pés pelas mãos. Sabe
como é, primeiro namorado...
JOHANN
Vai hoje para o atelier?
Layla pára no meio do quarto e fica por alguns instantes
pensativa. Depois, vira-se para ele, com ar tranqüilo.
LAYLA
Não. Hoje vou só descansar e passar
um tempo com minha família. Afinal,
vocês merecem, não é?
Layla vai até a cama e se deita, sem tirar os sapatos.
CORTA PARA
11.

CENA 17 - QTO DO ALBERGUE DO SOL AZUL - INT - TARDE


Aurora está sozinha no quarto e começa a procurar a caixa de
sapatos de Cristina. Encontra a caixa embaixo da cama e logo
tenta abri-la. Cristina sai do banheiro e a surpreende.
CRISTINA
O que você está fazendo?
AURORA
Eu vi você tirando dinheiro do seu
irmão. Isso não é justo, minha
filha!
CRISTINA
Ele já me deu o dinheiro. E injusto
foi o que vocês fizeram com o meu
pai.
AURORA
Cristina, a gente precisa falar
sobre isso.
CRISTINA
E o que você vai dizer? Que tudo o
que eu vi não passou de uma ilusão
de ótica?
AURORA
Não, minha filha. Tudo o que você
viu é verdade, tão verdadeiro
quanto é o meu arrependimento. Foi
um momento de fraqueza, eu... Eu
errei! E quero muito o seu perdão.
CRISTINA
Não sei por que, mas não consigo
acreditar em você.
AURORA
Cris, por favor...
CRISTINA
Eu só conseguiria te perdoar se
tivesse a certeza de que você e o
Flávio nunca mais tiveram nada, e
nunca mais vão ter nada.
AURORA
Eu te dou a minha palavra de que
nunca mais vou ceder a tentação.
Nunca mais! Agora esquece esse
negócio de chantagem e devolve esse
dinheiro...
12.

Cristina fica por algum tempo em silêncio, olhando para


baixo. Em seguida, ainda em silêncio, pega a caixa e sai.
Aurora, novamente sozinha, chora olhando para a porta.
CORTA PARA

CENA 18 - SHOPPING CENTER/INT - TARDE


Cristina caminha pelos corredores do shopping, procurando
por lojas de agências de viagens, ao som de Last child -
Aerosmith. Avista de longe um cartaz anunciando preços de
passagens e se aproxima, apressada. Pára diante do cartaz, o
observa com atenção e entra na loja. [obs.: a música segue
nas cenas 19 e 20]
CORTA PARA

CENA 19 - VIDEOCLIPE
Imagens panorâmicas de Recife, mostrando o começo da noite
na cidade.
CORTA PARA

CENA 20 - QTO DO ALBERGUE DO SOL AZUL - INT - NOITE


Cristina, sentada na cama, faz anotações em sua agenda.
CRISTINA
Hum... Acho que é em Salvador que
eu vou conseguir realizar meus
planos de me tornar militar... Se
Deus quiser eu vou pra lá.
Cristina fecha a agenda e a guarda na bolsa.
CORTA PARA

CENA 21 - LOJA DE DEPARTAMENTOS EM LONDRES - INT - NOITE


Herman caminha por entre as prateleiras, procurando por um
presente para Valentina.
Corta para mostrar Michael e Liv Helen na mesma loja, vindo
do lado oposto.
13.

A tela se divide em duas, mostrando os dois vindo um em


direção ao outro, olhando para as prateleiras. A tela volta
a ser única quando os dois se encontram. Eles se olham, mas
não se falam. Em seguida eles seguem para lados opostos. Liv
Helen olha para trás, um pouco espantada.
LIV HELEN
Quem é esse, pai? Por que ele te
olhava daquele jeito?
MICHAEL
Ele é amigo da Valentina. Agora
porque me olhou feio daquele jeito
eu não sei, minha filha...
LIV HELEN
Parecia que ele não gostava muito
de você.
MICHAEL
Esqueça isso, Liv. Vamos continuar
procurando o presente, tá?
Liv e Michael seguem de mãos dadas.
CORTA PARA

CENA 22 - AP DE LEON/COZINHA - INT - NOITE


Leon e Milena jantam juntos.
MILENA
Espero que a comida esteja boa...
LEON
Tá ótima, meu amor.
MILENA
Hum... Acho que você está dizendo
isso só porque tá com muita fome.
LEON
Não, é sério! Eu até fiz um lanche
com a Kátia hoje.
MILENA
Essa Kátia tá te perseguindo, né?
Olha que eu vou começar a ficar com
ciúmes...
14.

LEON
Não precisa ficar com ciúmes não,
minha linda. A Kátia só me vê como
um bom amigo, ela desabafa comigo.
Ela é uma boa menina, acho que
vocês iam se dar bem. (tempo) Que
tal se um dia desses você fosse lá
no colégio no fim do expediente? Aí
eu te apresentava a ela.
MILENA
(pensativa)
Hum... Vamos ver. (levanta) Eu vou
lá dentro. Não demoro.
Milena sai deixando seu celular sobre a mesa. Instantes
depois o aparelho toca e Leon atende.
LEON
Alô. (tempo) Quem? (tempo)
Desculpe, mas esse telefone não é
de nenhuma Lanna. (tempo) O senhor
está enganado, sinto muito.
Leon desliga o telefone, irritado.
LEON
Ora essa... O cara liga, vê que é
engano e ainda assim fica soltando
desaforo? Que coisa...
MILENA
(voltando)
O que foi, Leon?
LEON
Nada... Só um sujeito que ligou pro
seu celular procurando uma tal de
Lanna... Pelo jeito que ele falava,
acho que era uma prostituta.
MILENA
(um pouco desconcertada, mas
tentando disfarçar)
É? Pôxa...
Milena volta a sentar e se serve de uma xícara de café.
CORTA PARA
15.

CENA 23 - SÍTIO DE MARCELO/VARANDA - INT - NOITE


Chove forte nas imediações da fazenda. Alice está sentada,
junto a suas malas, esperando por Marcelo. Ele chega.
ALICE
(olhando para ele)
Então, podemos ir? Onde estão suas
malas?
MARCELO
Alice, eu temo que hoje não dê pra
gente ir... Olha só essa chuva. É
perigoso sair assim.
ALICE
Ora, Marcelo! A chuva nem tá tão
forte assim.
MARCELO
Você sabe como são essas
estradas... Se sem chuva já são
perigosas, imagine com ela!
ALICE
Por favor! Amanhã é o aniversário
do nosso filho, temos que estar lá!
MARCELO
Já passamos dois anos longe deles
no aniversário. Que custa passar
mais esse? O que não convém é
arriscar.
ALICE
(levanta, resoluta)
Marcelo... Se você não quiser ir
comigo, eu pego aquele carro e vou
sozinha! Só não vou deixar de
viajar por causa de uma chuva
idiota.
Alice pega suas duas malas e faz menção de sair. Marcelo a
detém.
MARCELO
Tá bom! Eu vou com você. Acho isso
uma loucura, mas não vou deixar
você sozinha. Espere aqui.
Marcelo entra na casa e logo volta, trazendo suas malas. Os
dois saem sob a chuva.
CORTA PARA
16.

CENA 24 - CARRO - INT - NOITE


A chuva está mais forte. Marcelo dirige com dificuldade.
MARCELO
Eu avisei, Alice... Eu avisei que
sair nessa chuva não ia dar certo!
ALICE
Já estamos aqui mesmo! Não vai
acontecer nada, Deus não vai
permitir.
Marcelo continua dirigindo, até que um cavalo atravessa o
caminho. Ele tenta desviar. Alice grita.
Corta para mostrar o carro saindo da pista e batendo em um
muro. Uma das portas se abre, lançando Alice para fora do
veículo.
CORTA PARA

CENA 25 - VIDEOCLIPE
Imagens do nascer do sol em São Paulo, Recife e Londres.
CORTA PARA

CENA 26 - QTO DE LEON/QTO DE VALENTINA - INT - DIA


A tela está dividida em duas. Leon e Valentina dormem
profundamente. Lucille, Angela, Ana Paula, Milena e Jerri
entram e os acordam, cantando Parabéns a você.
Leon e Valentina, ainda enrolados nos lençóis, se levantam
com muita preguiça, e sorriem.

********** FIM DO CAPÍTULO 31 **********

Interesses relacionados