Você está na página 1de 9

Sistema Muscular

INTRODUÇÃO

- São mais de 600 músculos do corpo humano;


- Três tipos: Músculo esquelético, liso e cardíaco;
- Possui células de contração e relaxamento;
- Miofibrila: Actina + Miosina;
- Interpostos entre 2 ou mais ossos, cruzando uma ou mais articulações;
- Confere posição e postura; Promove movimento, Produção de calor;
- Para saber a função: Começa e termina onde? / Qual articulação cruza? / Direção das fibras? / Posterior,
Anterior, Medial ou Lateral?

Quanto aos tipos de fibras


- Estriado: esquelético e cardíaco;
- Liso/Visceral: liso;
Quanto ao controle neural
- Voluntário;
- Involuntário;

UNIDADE MORFOFUNCIONAL

Hipertrofia: aumento do tamanho da fibra muscular, devido a uma sobrecarga; Precisa produzir mais actina e
miosina.

Miofibrila: Actina + Miosina.

MÚSCULO

Porção Média
Ventre muscular: parte carnosa e contrátil (rica em fibras musculares);

Porção das Extremidades (Tecido conjuntivo rico em colágeno)


Tendão: forma de fita/corda;
Aponeuroses: forma de lâmina;
Obs:
Ponto Fixo: Tendão ligado ao osso que não se desloca durante o movimento (geralmente, proximal);
Ponto Móvel: Tendão ligado ao osso que se desloca durante o movimento (geralmente, distal);

- Tendões e Aponeuroses servem para


prender o músculo ao esqueleto; NÃO
tem capacidade de contração;

- Endomísio, Perimísio e Epimísio;

Fáscia Muscular
- Proporciona origens e inserções aos
músculos;
- Bainha Elástica;
- Forma Retináculos;
- Deslizamento;
- Transporta vasos e nervos;
- Limita a expansão muscular;

Cada célula terá várias miofibrilas (ponto vermelho) tem ao redor o Endomísio (tecido conjuntivo
que penetra profundamente o músculo e é possível levar articulação, impulso nervoso para cada miofibrila.).

O conjunto de várias miofibrilas forma um fascículo, e envolvendo tudo o Epimísio e o conjunto de


todo músculo será o perimísio. E os vários músculos serão envolvidos pela fáscia, promovendo a proteção,
diminuindo o atrito entre os músculos.

O trabalho muscular é diretamente proporcional à força e a amplitude dos movimentos. Quanto maior o
número de fibras que tenha em um músculo, maior a força que ele vai poder executar o movimento. Número
de fibras aumenta a força e consequentemente o trabalho também. O grau de encurtamento das fibras
determina a amplitude do movimento. Quanto mais encurtada a fibra maior a amplitude. Quanto maior o
número de fibras e quanto maior o encurtamento, maior o trabalho.

Trabalho muscular = Força x Amplitude


OBS.: Fáscia muscular = envoltório dos ventres musculares que diminui o atrito, não está presente nos
músculos faciais.
Bolsas Sinoviais: Bolsas cheias de líquido sinovial, responsável por evitar atrito de tendões contra outros
tendões, músculos, ossos, pele, etc.

Bainha Sinovial: tubos que revestem parte de tendões (proteger);

Retináculo: “Pulseira” – organizar, compactar.

CLASSIFICAÇÃO

 Quanto à forma e arranjo das fibras


Paralelas: começam em um tendão ou aponeurose e terminam em outro tendão ou aponeurose, vai de
um lado a outro;
Músculos longos (predominam o comprimento), largos (comprimento e largura se equivalem),
Fusiforme (tem maior diâmetro na parte média do que nas extremidades) e Leque (as fibras podem convergir
para um tendão em uma das extremidades, tomando um aspecto de um leque).
Oblíqua: formam obliquamente ao eixo do músculo (um ponto do tendão ou aponeurose a outro
tendão ou aponeurose).
Unipenado (quando os feixes musculares se prendem numa só borda do tendão);
Bipenado (quando os feixes se prendem nas duas bordas do tendão);

 Quanto à origem
Quando os músculos se originam por mais de um tendão, diz-se que apresentam mais de uma cabeça
de origem.
Uníceps: uma cabeça;
Bíceps: duas cabeças;
Tríceps: três cabeças;
Quadríceps: quatro cabeças;
Obs:
Músculos do Jarrete: porção longa do bíceps femoral, semimembranoso, semitendinoso.
Músculos da Pata de Ganso: Sartório, grácil, semitendinoso.
Tubérculo de Gerdy: abaixo do joelho, lateralmente (na tíbia); Fonte de enxerto ósseo (usado para a
recuperação da mandíbula/maxila. Importante para o implante dentário;

 Quanto ao número de ventres


Para definir o número de ventre muscular, ele deve está separado por uma aponeurose ou por um tendão
intermediário.
Unigástricos: um ventre;
Digástricos: dois ventres; Poligástricos: mais de dois ventres;
 Quanto a função do músculo
Agonista: Principal músculo do movimento;
Antagonista: Se opõe ao movimento – modula a velocidade e força do movimento;
Sinergista: Auxilia o movimento;
Fixadores: Estabilidade do corpo. Distante do agonista;

GRUPO DO MANGUITO ROTADOR DO OMBRO


São músculos que auxiliam, principalmente, nos movimentos rotacionais do ombro e na estabilização
gleno-umeral. Pelo fato da articulação gleno-umeral ser relativamente instável, ela precisa de elementos
estabilizadores dinâmicos (músculos) e esta estabilidade será feito pelos músculos do manguito rotador. São 4
músculos: supraespinal, infraespinhal, redondo menor e subescapular.
GRUPO DO JARRETE
São músculos localizados na parte posterior da coxa. Todos estes músculos são inervados pelo nervo
ciático (porção tibial). Tem função de flexão do joelho. Temos 3 músculos que formam este grupo:
Semitendíneo, Semimembranáceo e Bíceps femoral.
GRUPO DOS SUPRA-HIOIDES
Músculos digástrico, estilo-hioide, milo-hioide e gênio-hioideo.
O MÚSCULO DO TENISTA
Músculo Infraespinhal (Tem na foto do Manguito rotador);

MÚSCULOS PARAVERTEBRAIS
Músculo escaleno anterior, escaleno médio e escaleno posterior;

GRUPO DA PATA DE GANSO


Esse nome revela a semelhança entre a pata do animal e a inserção contígua dos músculos
grácil, Sartório e Semitendíneo na porção proximal e medial da tíbia. É relevante clinicamente pela
frequente inflamação na bursas localizada entre os tendões e a tíbia, levando ao quadro de bursite da
pata de ganso, ou pela própria tendinite da pata de ganso.
QUADRÍCEPS DA COXA

MÚSCULOS DA MASTIGAÇÃO
MÚSCULO DA COSTUREIRA
O músculo Sartório também é conhecido como músculo costureiro;
(Olhar na imagem do grupo da pata de ganso)

TUBÉRCULO DE GERDY
Saliência Óssea palpável, no lado externo da perna, logo abaixo do joelho. Sua importância
clínica é para o preenchimento ósseo, pela retirada da medula desse local e sua colocação em outras
localidades ósseas como na mandíbula.

MÚSCULO DA BAILARINA
Músculo Sóleo

Você também pode gostar