Você está na página 1de 71

W 130

CONTROLE E
DISTR.DE CORRENTE

TRANSMISSÃO

PAINEL DE INSTRUMENTOS

ILUMINAÇÃO

CONTROLES DA MÁQUINA
RÁDIO E CONECTORES
W 130
W 130
CHOQUE ELÉTRICO

CORRENTE ALTERNADA COM 60 Hz PODE CAUSAR ;



QUEIMADURAS

FIBRILAÇÃO VENTRICULAR, QUANDO O CORAÇÃO PERDE O BATIMENTO CARDÍACO
NORMAL E ENTRA NUM ESTADO DE VIBRAÇÃO.
CORAÇÃO : É UMA BOMBA DE DUPLO CIRCUITO, ONDE O PRIMEIRO ESTÁ
LIGADO AO PULMÃO , ATRAVÉS DO QUAL O SANGUE É ENRIQUECIDO COM
OXIGÊNIO; O SEGUNDO ESTÁ LIGADO AO SISTEMA VASCULAR, QUE RECEBE O
SANGUE RICO EM OXIGÊNIO, PARA DISTRIBUI-LO PELO CORPO.
O CORAÇÃO GERA A TENSÃO ELÉTRICA NECESSÁRIA PARA O SEU TRABALHO,
ENTRE 1 a 1,6 Mv, COM FREQUÊNCIA DE 1,1 a 1,3 Hz

CORRENTE ALTERNADA(CA)

CORRENTE CONTÍNUA (CC)

MÁXIMO ! W 130
SINTOMAS

EM FUNÇÃO DE FATORES DETERMINANTES DA GRAVIDADE DO CHOQUE COMO:


•Intensidade da corrente mA
•Tempo de duração do choque m S (1 segundo tem 1000 m S )
•Percurso da corrente no corpo Zero à 10 % ASFIXIA=AUSÊNCIA DE
•Resistência do corpo e Isolamento Ohms RESPIRAÇÃO
ANOXIA=AUSÊNCIA DE
•Resistência de contato(áreas de contato) Ohms OXIGÊNIO NO SISTEMA
CUIDADO AO TRABALHAR
•Condições orgânicas do indivíduo RESPIRATÓRIO
COM ELETRICIDADE !
•Natureza da CORRENTE CA - CC ANOXEMIA=AUSÊNCIA DE
OXIGÊNIO NO SANGUE


Sensação dolorosa . Morte aparente


Contrações musculares violentas . Respiração


Asfixia+Anoxia+Anoxemia artificial


Pertubações circulatórias . Restabelecimento

W 130
DIFERENÇA DE POTENCIAL

Va =12 V(potencial do ponto a)


Vb = 0 V(potencial do ponto b)

DDP
Vab = Va - Vb
Vab = 12 V - 0 V
Vab = 12 V = DDP

W 130
ALIMENTAÇÃO POSITIVA

(IGN )

(ST)

W 130
ALIMENTAÇÃO POSITIVA

CONSTANTE

W 130
QUADRO DE FUSÍVEIS, DIODOS E RELÉS
12 11

10 9

13 5

3
14 15

21

W 130
A e T são fusíveis da
TRANSMISSÃO

Relé do freio de
estacionamento

W 130
FUSÍVEIS DIODOS
RELÉS

Relé 13 dos
faróis

Relé 15 do freio de
estacionamento

DIODOS PARA EVITAR

W 130
CORRENTE DE RETORNO
NOS RELÉS
FUSÍVEIS

SÃO DISPOSITIVOS DE PROTEÇÃO QUE SÃO INSTALADOS NO


CIRCUITO PARA PREVENIR DANOS NOS FIOS ELÉTRICOS E
COMPONENTES.
OS FUSÍVEIS SÃO“ INTERROMPIDOS ” PELA GERAÇÃO DE CALOR.
ASSIM QUE A CORRENTE QUE FLUI PELO FUSÍVEL EXCEDE O LIMITE
DO FUSÍVEL, E GERADO CALOR QUE “ CORTA ” O FLUXO DE
CORRENTE W 130
FUSÍVEIS

CONECTOR 18F

W 130
FUSÍVEIS
A= Controle da transmissão
B=Emergência
C=Ride Control
D=Freio de estacionamento
E=Partida a frio
F=Corte do motor
G=Interuptor do ventilador
H=Alarme de ré
J=Limpador / Lavador dianteiro
K=Limpador / Lavador traseiro
L=Rádio
M=Sistema Secundário de direção

W 130
N= Compressor FUSÍVEIS
P=Engate /Acoplamento
R=Sistema Secundário de direção
T=Controle da transmissão
U=Lâmpada do teto e buzina
V=Voltímetro
W=Acendedor de cigarros
X=Luz rotativa
Z= Lanternas dianteiras
A’=Lanternas traseiras
B’=Farol alto esquerdo
C’= Farol alto direito

D”=Farol baixo esquerdo


E’=Farol baixo direito
F’=Lanterna traseira esquerda
G”=Lanterna traseira direita
W 130
RELÉ
O relé é um dos vários dispositivos cujo
funcionamento se baseia no
ELETROMAGNETISMO. Ele é composto
85 86
basicamente por uma bobina que,ao ser
energizada, cria um campo magnético que
atua sobre uma parte metálica ligada os
30 87 contatos, fechando os contatos
normalmente abertos e abrindo os
normalmente fechados.A corrente
necessária para energizar a bobina(corrente
de comando) é muito menor que a corrente
da carga a ser acionada(corrente de carga),
pois o circuito de carga é isolado do circuito
de comando, o que é uma grande vantagem
do emprego dos RELÉS.

8 6 + = CONTROLE DO INTERRUPTOR Outra vantagem é a alta


85 = MASSA velocidade de atracamento dos
contatos,
30 = ENTRADA DE CORRENTE(POSITIVO)
87 = NORMALMENTE ABERTO reduzindo desgastes dos
contatos por arco elétrico
8 7 A = NORMALMENTE FECHADO
W 130
RELÉS
1= Ignição
2= ignição
3= acessórios
4=Ride control(não)
5=Buzina
6= Partida à frio
7= Alarme da ré
8= Partida em neutro(não)
9=Freio de estacionamento
10= Pilot Control
11= Partida em neutro w 130

12=Voltímetro
13= Luz alta e luz baixa(cx. Metálica)
14=Ar condicionado W 130
15= Luz de freio
RELÉ DO FREIO DE
ESTACIONAMENTO

FUSÍVEL

W 130
RELÉ DE IGNIÇÃO Nº1

W 130
RELÉ DE FAROL ALTO / BAIXO

W 130
RELÉ DE PARTIDA
DO MOTOR

RELÉ DE
COMBUSTÍVEL OU
DE PARADA DO
MOTOR

W 130
SOLENÓIDE

A VÁLVULA SOLENÓIDE CRIA UM CAMPO MAGNÉTICO QUANDO ENERGIZADO E


MOVE UM PINO CONECTADO A UM CARRETEL DENTRO DE UMA VÁLVULA
HIDRÁULICA E FISÍCAMENTE MOVE OU DESLOCA O CARRETEL.
QUANDO A BOBINA DO SOLENÓIDE E DESATIVADA, O CARRETEL VOLTA A
NEUTRO POR AÇÃO DE MOLA.
COMO O SOLENÓIDE E SIMILAR AO RELÉ, TAMBÉM GERA PICOS DE TENSÃO
QUANDO DESLIGADO, ENTÃO POR ISSO TAMBÉM TEM DIODOS SUPRESSORES.

W 130
VÁLVULA SOLENÓIDE 24 V DE PARADA DO MOTOR

MOTOR FUNCIONANDO:HASTE
ACIONADA PELA BOBINA DE
ATRAÇÃO (MOMENTANEO) E
RETIDA PELA BOBINA DE
RETENÇÃO

W 130
W 130
BOTÃO DE REDUÇÃO
10-SENSOR MOTOR
TECLA AUTOMÁTICO
9-SENSOR TURBINA
8-SENSOR INTERMEDIÁRIO
D ECM

11-SENSOR
DE SAÍDA

SWITCH
DECLUTCH

ZF 4WG160 W 130
INTERME TURBINA
DIÁRIA MOTOR

VPS1/VPS2 PROGRESSIVA
ALIMENTAÇÃO

SAÍDA

W 130
SENSORES INDUTIVOS OU DE
RELUTÂNCIA VARIÁVEL

• 2 PINOS • 3 PINOS
•IMÃ PERMANENTE •ALIMENTAÇÃO 24 V
•1050 +/-10% Ohms @ 20ºC •Lê de 2 Hz à 5 kHz
• TEM “RESISTÊNCIA •FIO LARANJA É +
MAGNÉTICA” QUE SE •FIO AZUL
CHAMA •FIO PRETO É -
“RELUTÂNCIA” •18000 Ohms entre azul e preto W 130
CAMPO MAGNÉTICO

DENTES DA
ENGRENAGEM

N
BOBINA SINAL ENVIADO
PELOS 2 PINOS

S
+ + +
QUAL A
TENSÃO NESSE - -
MOMENTO ?
SENOIDAL

SENSOR DE 2 IMÃ PERMANENTE


PINOS

W 130
EXEMPLO DE SINAL DO SENSOR INDUTIVO

W 130
Sensores de Hall Effect contêm
uma peça de material de
semicondutor que muda
condutância na presença de
metal. Isto é chamado o " efeito "
Hall. Estes sensores são
basicamente sensores de
proximidade e detectam quando o
metal está dentro de 2,54 mm da
frente do sensor. Um circuito
integrado dentro do sensor gera
um sinal de voltagem para
mostrar proximidade. O sinal de
voltagem do sensor será alto
quando o sensor está perto do
metal e o sinal de voltagem será
CONDUTÂNCIA = CONDUTIVIDADE
baixo quando o sensor não está
perto do metal. A velocidade do = PERMITIR PASSAGEM DE CORRENTE
transcurso designado pelo sensor = INVERSO DA RESISTÊNCIA
não afeta a habilidade do sensor
em gerar um sinal. W 130
SENSOR INDUTIVO TIPO HALL
Sensores de Hall-Effect fornecem um sinal
digital preciso em lugar de um sinal
analógico fornecido através dos sensores
de relutância variáveis.

+ 2

3
_ 1
+
mV

_ 4

MASSA

SINAL 24V MASSA SINAL PWM W 130


SINAL PWM
5% ON

95% OFF
50% ON

50% OFF 95% ON

EXEMPLO: TENSÃO DE 12 VOLTS


5 % => 0,6 VOLTS 5 % OFF

50 % => 6,0 VOLTS


95 % => 11,40 VOLTS W 130
W 130
CÓDIGO COMEÇA COM ZERO > 0
MASSA
COR DO FIO É Black ( Bk )

W 130
LIGAÇÃO DE MASSA DA CABINE
DICA:
CÓDIGO
COMEÇADO
COM ZERO É
MASSA

W 130
LIGAÇÃO DE MASSA DA CABINE

W 130
T 3 - LIGAÇÃO DE
MASSA AO BLOCO
DO MOTOR

SOLENÓIDE DE PARADA

W 130
T 4 - TERMINAL DE MASSA DIANTEIRO DO MOTOR

POSITIVO DA BATERIA
NO MOTOR DE PARTIDA
(B1)

ATERRAMENTO DO POLO NEGATIVO DAS BATERIAS AO


BLOCO DO MOTOR ATRAVÉS DA CHAVE GERAL ( )

W 130
POSITIVO DA BATERIA ( 1_NB R - 6 2 )

MOTOR DE
PARTIDA

B1 - TERMINAL B+ DO
MOTOR DE PARTIDA
W 130
B 2 - PINO POSITIVO DA CABINE
CORRENTE VINDA DO TERMINAL B+ DO MOTOR DE
PARTIDA

W 130
Localização das baterias (2 x 12 v )

Bateria
• Fácil acesso para
verificações e
manutenção

Bateria

W 130
W 130
COMANDOS DO CONSOLE DIREITO

Aquecedor Limpador
Intermitente /
Lavador

Ar-Condicionado Faróis e Luzes


de Trabalho

Velocidade do
Ventilador

W 130
COMANDOS DO CONSOLE DIREITO

•Desacoplamento(de
clutch)
•Controle de altura da
Caçamba
•Retornar ao
deslocamento/Flutuar
•Reversão do
Ventilador
•Transmissão Automática
•Ride control (5 Km/h)
•Acoplamento hidráulico

•Limpador/Lavador Traseiro

W 130
INTERRUPTOR DE MODO AUTOMÁTICO

OPERADOR:

Selecionar a 4ª marcha antes de


colocar em automático.

W 130
OPERAÇÃO FRENTE / RÉ

 Tempos de ciclo
mais rápidos
 O operador
pode
concentrar-se
no RÉ
posicionamento
da máquina F

W 130
INTERRUPTOR DE DESACOPLAMENTO DA TRANSMISSÃO -
DECLUTCH

Seleciona
o modo desacoplado de operação

W 130
W 130
o temporizador alimenta o
TCM e o painel por 10
segundos.

Temporizador

Módulo de piscas

W 130 NÃO tem


temporizador
W 130
SOLENÓIDE DO
FREIO DE ESTAC.

CUT IN/CUT OUT


PRESSOSTATO DE
LIBERAÇÃO DA
TRANSMISSÃO

LUZ DE FREIO
ABRE COM 60 PSI

W 130
B

QUANDO A PRESSÃO DE ÓLEO ATINGE 100


BAR ATUA NO PRESSOSTATO “B”, QUE
ENVIA UM SINAL PARA O PINO 21 DO TCM
QUE LIBERA A TRANSMISSÃO W 130
40,3a 20 C
0

1)O SOLENÓIDE DO
FREIO DE
ESTACIONAMENTO”A”
É ENERGIZADO E
LIBERA A PASSAGEM
DE ÓLEO PARA O
FREIO DE
ESTACIONAMENTO.
2)QUANDO A PRESSÃO
DE ÓLEO ATINGE 100
BAR ATUA NO
PRESSOSTATO “B”,
QUE ENVIA UM SINAL
PARA O PINO 21 DO
TCM QUE LIBERA A
TRANSMISSÃO
3) A LUZ“P” NO
PAINEL DE
INSTRUMENTOS SE
APAGA. W 130
MÓDULO DE PISCAS
Ao acionar a alavanca de seta, flui corrente do pino 66 da alavanca para o terminal 10
do módulo de pisca, que pelo seu terminal 8 envia sinal de 24 volts para o terminal 16
do painel de instrumentos,
acendendo a luz
indicadora de direção
esquerda e informando o
operador.

W 130
ALAVANCA DE SETAS

PAINEL

W 130
INTERRUPTOR DA LUZ DE FREIO

NORMALMENTE
ABERTO, FECHA COM
60 PSI=4 BAR

AO PISAR O PEDAL DE
FREIO, ESTE
INTERRUPTOR
ENERGIZA A BOBINA
DO RELÉ “15” DA LUZ
DE FREIO, QUE
LIBERA CORRENTE
PARA AS LUZES DE
FREIO(STOP)
W 130
INTERRUPTOR DECLUTCH(DESACOPLA A TRANSMISSÃO)

liga

desliga

Sinal de 24 v

W 130
INTERRUPTOR DE PRESSÃO DO DECLUTCH

1) A AÇÃO DE ACIONAR
A TECLA DO DECLUTCH
NO PAINEL LATERAL,
“CORTA” O SINAL QUE
O PINO 66 DO ECM
VINHA RECEBENDO.

2) AO PISAR O PEDAL
DE FREIO ESTE
INTERRUPTOR “ABRE
COM 14 BAR” E “CORTA”
O SINAL QUE O PINO 66
DO ECM VINHA
RECEBENDO.

O TCM “ SEM NENHUM SINAL” => MANTÉM KV COM MÍNIMA PRESSÃO W 130
INTERRUPTOR

24 V

ECM
PEDAL

DECLUTCH
W 130
INTERRUPTOR

24 V

ECM
PEDAL

DECLUTCH
W 130
O QUE É PRECISO PARA DAR A PARTIDA NO MOTOR ?

ENERGIZAR O ALTERNADOR(IGN) ALIMENTAR A CHAVE DE


IGNIÇÃO(BAT) - LINHA 30

ENERGIZAR BOBINA DO RELÉ DE


PARTIDA EM NEUTRO COM SINAL DE
NEUTRO DA ALAVANCA DE MUDANÇAS
DAR A PARTIDA(ST) - LINHA 50

ALIMENTAR O SOLENÓIDE DE
RETENÇÃO( IGN )- LINHA 15 / 54

SINAL PARA O ECM

ENERGIZAR MOMENTANÊAMENTE AS
BOBINAS DOS RELÉS DE PARTIDA E
DE COMBUSTÍVEL
W 130
FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE PARTIDA

O motor de partida tem um circuito elétrico principal e outro de comando.


No circuito principal, a corrente que sai da bateria circula pelo contato
interno da chave magnética, pelas bobinas de campo e pelo induzido, voltando
à bateria.
O circuito de comando é responsável por projetar para frente o pinhão,
e ainda energizar o circuito principal, através do fechamento do contato
interno da chave magnética.
A chave magnética possui duas bobinas internas, uma de atração e outra de
retenção.
Quando a chave de ignição é girada para dar a partida no motor, as duas
bobinas são energizadas simultaneamente.

W 130
FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE PARTIDA

Quando energizadas, as duas bobinas criam uma elevada força magnética,


que provoca o deslocamento do núcleo móvel da chave magnética.
Ao se deslocar, o núcleo móvel movimenta a alavanca de comando ( garfo ),
que projeta para frente o pinhão logo em seguida, fechando o contato interno
para permitir a energização do motor de partida.
Por uma questão de segurança, o motor de partida somente é energizado
depois que o pinhão é projetado para frente, pois não seria possível
o acoplamento com o rotor girando.
O pinhão do motor de partida gira no sentido horário e, quando
acoplado à cremalheira, faz com que ela gire no sentido anti-horário.

W 130
FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE PARTIDA

Linha15

Bobina de atração Chave magnética


Linha 50

Linha 31 30

Comutador de
ignição Contato interno

M
Bobina de retenção
Linha 31

W 130
FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE PARTIDA

Linha15

Bobina de atração Chave magnética


Linha 50

Linha 31 30

Comutador de
ignição

M
Bobina de retenção
Linha 31

W 130
ALIMENTAÇÃO DA
CHAVE DE IGNIÇÃO

B+

W 130
A
L
I
M
PARA OS
E RELÉS DE
N PARTIDA E
T
COMBUSTÍVEL

8
PARA ECM

PARTIDA

W 130
621 D

PARA OS
RELÉS DE
PARTIDA E
COMBUSTÍVEL
W 130

RELÉ DE PARTIDA ERGO II

W 130
MOMENTO DA
PARTIDA

30

8
87

W 130
PARTIDA

MOMENTO DA PARTIDA

W 130
SOLENÓIDE DE ATRAÇÃO
LINHA 15 / 54 ATIVA O
SOLENÓIDE DE RETENÇÃO
JUNTO COM ATRAÇÃO

MASSA

CORRENTE VINDA DE “IGN”AO SOLTAR A CHAVE DE IGNIÇÃO W 130


RELÉ DO VOLTÍMETRO (12)

RI2
ALIMENTAÇÃO F2
DO SOLENÓIDE
DE RETENÇÃO VIA
CHAVE GERAL

12,5 A
RI 1

W 130