Você está na página 1de 12

Valores pessoais: respeitá-los é

fundamental para a sua


felicidade
20 de agosto de 2017 Por Lilian Sanches

Você sabe quais são os seus valores pessoais mais


marcantes?
Uma forma de ter clareza sobre seus valores é
através do autoconhecimento: identificar tudo o que
é imprescindível para você, aquilo que é
fundamental e que possui alto significado em suas
ações, na sua vida.
 

Os valores também tem impacto na sua motivação –


é sobre porquê você age. Tem total ligação com a
sua interpretação de certo e errado, por isso também
é muito pessoal.
 
Também podem ser herdados da sua família ou
adquiridos socialmente, através de regras impostas
ou exemplos vividos ou narrados.
 
 

Em resumo, nós somos uma junção de tudo aquilo


que vivenciamos e acreditamos.
 

Um exemplo fictício: Joana é uma profissional com


grande desejo de crescimento profissional (o
porquê), e por isso, ela se dedica muito à carreira e
estudos. Porém, ela é muito amiga do seu superior,
que a contratou, e que frequentemente sai mais
cedo e deixa para ela tarefas que não seriam de sua
alçada. Por Joana ter como valores a lealdade e a
gratidão (o como age) ela não reclama para
ninguém da situação, continua fazendo o seu
trabalho e o do chefe.
 

Quando olhamos para os valores fica claro perceber


porque pessoas com os mesmo objetivos pegam
caminhos diferentes na hora da execução.
Quando nossos valores pessoais e
profissionais não são respeitados, surgem as
situações onde não nos sentimos pertencendo à
situação ou lugar.
 

Sem o sentimento de pertencimento, não existe o


engajamento e a motivação.
Por isso vemos excelentes profissionais
desmotivados nas empresas, pessoas que não
acreditam no discurso de missão, visão e valores
que estampa os quadros de aviso ou os sites das
corporações, mas que, na prática, não acontecem
exatamente como na teoria.
 

Um exemplo: se você tem como valor a liberdade,


veja como isso acontece na suas relações pessoais
e profissionais. Estar em uma empresa que não te
permite flexibilidade – de agir, pensar, etc. – ou em
relações onde você se sinta sufocado causarão
frustrações, desânimo, apatia.
 

Quando esta incompatibilidade de valores ocorre


pode ser hora de mudar.
Clique aqui e veja como fazer esta mudança – vídeo
+ manual
 

Na vida pessoal, são nossos valores que também


irão guiar nossos relacionamentos e ações. Os
valores servem de base para nossas escolhas
diárias.
 

Quando priorizamos o trabalho, quando sofremos


por algo que está acontecendo em nossa família – e
que não temos ação – ou quando paramos nossa
rotina para aprender algo novo ou ajudar alguém,
também são nossos valores os responsáveis pelas
ações.
 

Nestas situações, pessoais ou profissionais, o uso


dos nossos valores – ou a falta deles, nos conduzirá
para a vida desejada ou para a plena frustração.
 
Quando não temos clareza sobre nossos valores e
nem a percepção da importância deles em nossas
escolhas e decisões, podemos agir sem muita
consciência de como esta ação trará impactos
futuros como conflitos internos, inabilidade social,
desgaste emocional, etc.
Já quando temos clareza sobre nossos valores e
conseguimos ajustar nossas decisões,
relacionamentos e o ambiente externo à eles, nos
aproximamos da vida que desejamos.
 

E quando precisamos abrir mão de nossos valores


por algo maior?
 

Nestes casos, precisamos ter consciência do porquê


, por qual motivo estamos abrindo mão de algo que é
importante para nós.
 

Por exemplo: se você tem como valor o


aprendizado, ficar muito tempo numa profissão ou
cargo em que não esteja crescendo, se
desenvolvendo, pode ser frustrante. Porém, se o
motivo que te mantém neste emprego é o sustento
da família (que é outro valor seu), irá enfrentar essa
falta de um valor de forma mais tranquila. Analise o
porquê de você estar nessa situação, qual o motivo
e o que pode fazer para mudar isso, mesmo que aos
poucos.
Em qualquer processo de mudança ou aceitação
deve haver a análise consciente, ou seja, saber do
que está abrindo mão e em troca do que. Analise
também o impacto futuro da sua ação: como você irá
conviver com essa situação em longo prazo e se
você se sente confortável em falar com as pessoas
quanto à ela. Qualquer resposta negativa indica que
você precisa mudar algo.
 

E aí, você tem clareza sobre quais são os seus valores


fundamentais?
Ao ter clareza sobre seus valores, sobre o que é
fundamental pra você, reflita:
 

 Tenho vivido de acordo e em respeito aos meus


valores?
 Minha escolhas de vida e carreira correspondem
a estes valores?
 Se não, o que posso fazer para mudar?
 

 Valores pessoais – significado


Primeiramente entenda que os valores são o
conjunto de características de uma determinada
pessoa ou organização, que determinam a forma
como a pessoa ou organização se comportam e
interagem com outros indivíduos e com o meio onde
interage.
 

No comportamento humano os valores morais


afetam a conduta das pessoas e constituem um
conjunto de regras estabelecidas para uma
convivência saudável dentro de uma sociedade.
 

Cada pessoa tem um pensamento sobre os valores


mais importantes na vida. Há quem determina com
mais precioso a família, outros o trabalho, a carreira,
a profissão.
 

Saiba que as suas condutas no trabalho são


intimamente influenciadas pelos seus valores
pessoais e profissionais que se moldam de acordo
com vários conceitos que construiu ao longa da sua
vida.
 

O que é o valor de uma pessoa?


 

Dentre bilhões de seres humanos não há uma só


pessoa que seja absolutamente igualzinha a outra.
Sempre haverá alguma opinião ou valor diferente. O
que pode haver são as afinidades e assim fazer
parte de grupos sociais que se identifica, mas ainda
assim dentro destes grupos cada membro é
diferente no que pensa sobre qualquer temática ou
decisão.
 
O verdadeiro tesouro para sua vida é você mesmo,
porém, infelizmente há muitas pessoas que dão
importância sobre o que pensam sobre você e por
isso se limitam a acreditar em crenças, posições
sociais, e ideias de terceiros com receio sobre o que
os outros pensam sobre você.
 

Com isso, deixamos para trás projetos, sonhos,


ideais que realmente nos motivam e nos fazem
crescer.
 

Se você está insatisfeito com sua carreira faça


aqui o teste online para entender o que está
acontecendo.
 

No final deste artigo apresento 6 virtudes e


valores importantes para a sua vida.
 

A Psicologia Positiva e o estudo das forças e virtudes


A psicologia positiva, da qual sou especialista e
entusiasta – foi desenvolvida no final do século XX e
apresenta um novo olhar sobre a psique e sobre o
ser humano. Ao invés de focar a atenção nos
problemas, dificuldades e sintomas, ela procura
estudar, pesquisar e motivar as virtudes, as forças
do caráter, os talentos e as habilidades – ou seja,
olhar para o positivo e potencializar a vida de
pessoas mentalmente sãs.
 

Martin Seligman, o “pai da Psicologia Positiva” e ex-


Presidente da American Psychological Association, e
o Dr. Christofer Peterson, levaram três anos
pesquisando a potencialidade humana. Eles se
empenharam em elucidar e catalogar as forças
psicológicas humanas, nosso  “pontos fortes”.
 

O resultado deste estudo foi apresentado no


livro Character Strengths and Virtues: A
Handbook and Classification.
 

A pesquisa foi realizada em inúmeras culturas ao


redor do mundo e os pesquisadores concluíram que
as forças e virtudes do caráter são mais universais
do que eles esperavam e resultado foi uma lista com
24 forças pessoais.
 

Qual a diferença entre forças e virtudes?


Segundo Seligman, “Virtudes são as características
centrais valorizadas pelos filósofos e pensadores
religiosos: sabedoria, coragem, humanidade, justiça,
temperança e transcendência” (…) e Forças do
caráter são os ingredientes psicológicos – processos
ou mecanismos – que definem as virtudes. (…) Por
exemplo, a virtude da sabedoria pode ser atingida
através de forças tais como criatividade, curiosidade,
amor pela aprendizagem, ser mente aberta, e o que
nós chamamos perspectiva – ter uma visão ampla
sobre a vida”.
 

Como identificar uma força ou qualidade pessoal?


 

Ao utilizar sua habilidade ou força pessoal, você


sentirá uma ou mais das alternativas abaixo:
 Senso de autenticidade (isto é meu!).
 Sentimento de excitação, satisfação ou prazer
ao realizar algo ou usar sua habilidade.
 Grande facilidade de aprendizado e eficiência
no uso da habilidade.
 Sentimento de que nasceu com essa habilidade
e que não consegue agir sem usá-la.
 Após a execução de algo, sente-se energizado
ao invés de cansado.
 

Aqui estão descritas as 24 forças de caráter


agrupadas nas 6 virtudes ou valores pessoais
 

(LOGO ABAIXO EU TRAGO O LINK PARA VOCÊ


FAZER O TESTE GRATUITO)
 

Virtude: SABEDORIA
CRIATIVIDADE – pensar de forma inovadora e
produtiva para conceituar e agir;
CURIOSIDADE – ter interesse nas experiências,
explorar, descobrir;
MENTE ABERTA – ter a mente aberta, pensar tendo
em perspectiva todos os pontos de vista possíveis;
AMOR À APRENDIZAGEM – gostar de aprender
novas habilidades e conhecimentos, em atividades
formais ou informais;
PERSPECTIVA – conseguir olhar o mundo do seu
próprio ponto de vista e a partir de outros pontos de
vista;
 

Virtude: CORAGEM
BRAVURA – não temer desafios, ameaças,
dificuldades ou dor, agir pelas convicções ainda que
sejam impopulares;
PERSEVERANÇA – terminar o que começou;
persistir durante a ação;
INTEGRIDADE – se apresentar de um forma
genuína, autêntica, ter responsabilidade pelos
próprios sentimentos e ações;
VITALIDADE – agir na vida com energia, excitação,
se sentir vivo e ativo;
 

Virtude: HUMANIDADE
AMOR – valorizar relacionamentos próximos com as
outras pessoas;
BONDADE – fazer favores e boas ações para os
outros, sem esperar nada em troca;
INTELIGÊNCIA SOCIAL – estar consciente dos
motivos e sentimentos das outras pessoas e de si
mesmo;
 

Virtude: JUSTIÇA
CIDADANIA – trabalhar bem e agir bem como
membro de um grupo, de uma equipe, ser leal a um
grupo social;
LEALDADE – tratar as pessoas de acordo com as
noções de justiça, lealdade, não deixando que
opiniões pessoais e subjetivas possam intervir no
julgamento sobre os outros;
LIDERANÇA – encorajar os membros de um grupo
na busca de um objetivo comum;
 

Virtude – TEMPERANÇA
PERDÃO – perdoar o erro alheio, dar uma segunda
chance;
MODÉSTIA – não se considerar mais especial ou
importante que os outros;
PRUDÊNCIA – ser cuidadoso sobre as próprias
escolhas, ou seja, não fazer coisas que depois serão
motivo de arrependimento ou culpa;
AUTO-CONTROLE – conseguir controlar o que se
sente, pensa ou faz;
 

Virtude – TRANSCENDÊNCIA
APRECIAÇÃO DA BELEZA – ter a capacidade de
apreciar, de valorizar, de buscar a beleza e a
excelência em diversas áreas da vida;
GRATIDÃO – ser grato pelas colaborações de outras
pessoas;
ESPERANÇA – esperar o melhor para o futuro;
HUMOR – ter apreço pelo riso e pela alegria, fazer
os outros sorrirem;
ESPIRITUALIDADE – ter crenças coerente a
respeito de propósitos superiores, buscar o sentido
da vida e o sentido do universo.
 

O que as forças e virtudes tem de similaridade com nossos


valores? Tudo!
Como visto acima, as forças e virtudes muitas vezes
são valores, além de serem ações fundamentais em
nossa vida. O estudo sobre forças e virtudes diz que
todos nós temos as 24 forças acima, em menor ou
maior uso, porém o estudo também fala sobre as
forças que definem a nossa “assinatura pessoal”, ou
seja, aquelas das quais não abrimos mão e que
usamos habitualmente.
 

As nossas forças principais são as 5 primeiras do


teste disponibilizado gratuitamente no site oficial:
https://www.viacharacter.org/survey/account/register 
.
 

Faça seu teste, descubra suas 5 principais forças e


veja se você realmente tem usado as suas principais
forças e virtudes em tudo o que faz.
 

São perguntas e analises simples, porém profundas,


que nos guiam em busca do autoconhecimento e da
vida e carreira realmente autêntica, leve e realizada
que tanto buscamos.
Saiba o que é fundamental em sua vida, use suas
potencialidades e mantenha-se afastado de tudo o
que não valioso pra você.
**
 

E se você quiser saber mais sobre


autoconhecimento, baixe gratuitamente:
Viagem Em Busca De Quem Eu Sou! Um roteiro de
reflexões e atividades de autoconhecimento para
viver a sua vida e carreira autênticas. (clique aqui
para baixar)