Você está na página 1de 258

CONTEÚDO

1 COMEÇANDO 9

1.1 Instalação e ativação 9

1,2 Sobre este manual 13

2. PÁGINAS 17

2.1 Começar 17

2.2 Canção 19

2,3 Projeto (Studio One Professional) 20

2.4 Quick Switch 21

3. FUNDAMENTOS 22

3.1 Nondestructive Edição e desfazer / refazer 22

3.2 Alta Precisão Motor Mix 22

3,3 Compensação Automática de atraso 22

3,4 Olha mãe, No MIDI! 23

3,5 Arrastar-e-soltar 23

3,6 link Control 23

4. CONFIGURAÇÃO 24

4.1 Requisitos de sistema 24

4,2 Configurar o seu dispositivo de áudio 25

4.3 Áudio Input Device / Configuração de saída 27

4,4 Configurar seus dispositivos MIDI 29

4,5 Gerir o seu conteúdo 35

4,6 Criando uma nova canção 37

4.7 Opções avançadas 39


5 GRAVAÇÃO 44

5.1 faixas de áudio 44

5.2 faixas de instrumentos 48

5,3 ativando Gravação 53

5,4 Controle Metronome 55

5.5 Gravação de circuito em trilhas de áudio 57

5.6 Modos de Gravação faixa de instrumento 59

5,7 Camadas de pista 60

5,8 Formato de gravação de áudio 60

5,9 Criar uma boa mistura de monitorização 60

5.10 Cue Misturas e Monitorização Zero-Latência 62

5.11 Efeitos de impressão durante a gravação 65

6 EDIÇÃO 66

6.1 Eventos 66

6.2 Organizar vista mouse Tools 68

6,3 The Grid 72

6,4 Ações de edição comuns 73

6,5 Loops de Áudio e Música Loops 78

6,6 Editar Grupos 80

6,7 timestretching 81

6.8 comping 84

6,9 Detecção transitória e Edição 86

6.10 acompanhar Transformada 91

6.11 Efeitos de eventos 93

6.12 Edit View edição de eventos 94

6,13 Correção campo com Integração Melodyne 101


6.14 Comandos de edição 103

6,15 História Undo 103

6,16 Navegando com Zoom 103

6,17 Editando Sugestões 104

7 O NAVEGADOR 106

7.1 O Navegador Tabs e Pesquisa 106

7,2 Importando arquivos com o navegador 107

7.3 A piscina 111

7,4 Arquivo e comandos de pastas 113

7,5 Instrumentos e efeitos de áudio 114

7,6 Conjuntos de som 116

7.7 Navegação de música e conteúdo do projeto 116

7,8 Importando Outro aplicativo Arquivos do projeto 117

8 ARRANJANDO 118

8.1 Duplicando rapidamente Eventos 118

8.2 duplicando Tracks 118

8,3 Pista Tempo 119

8.4 Assinatura tempo 119

8,5 ressalto 120

8,6 Adição de hora para o Arranjo 122

8,7 Excluindo Tempo do Arranjo 122

8,8 pastas de faixas 122

8,9 tracklist 124

9 MISTURA 126

9.1 o Console 126


9.2 Roteamento de sinal 135

9,3 grupos 143

9.4 Medição 144

9,5 Automático Plug-In Delay Compensation 145

9.6 Manual de Audio Track Delay 146

9,7 Usando a faixa de marcador 146

9,8 Looping durante a mistura 148

9.9 mistura de Down 148

9.10 Exportação Hastes de sua canção 150

9.11 Sugestões de mistura 152

10 AUTOMAÇÃO 156

10.1 O que é Automação? 156

10.2 pista Automation 156

10.3 Envelopes edição de automação 159

10.4 Modos de automação 162

10,5 Instrumento Parte Automation 163

11 LINK CONTROL 166

11.1 O que é Link Control? 166

11.2 Configurar seus dispositivos externas 166

11.3 Mapeie seu teclado 166

11.4 Linking controle 168

11,5 Mapeamento Global e Foco 169

11,6 Automação com controladores de hardware 171

12 DOMÍNIO 174

12.1 Criando um novo projeto 174


12.2 adicionando Tracks 175

12,3 Sequenciamento pista 178

12,4 edição de pistas 178

12,5 Usando efeitos de inserção 180

12,6 Mestre cremalheira Dispositivo 181

12,7 Medição 181

12.8 A publicação de seu projeto 182

12,9 Integração canção e Projeto 185

13 Efeitos embutidos 188

13.1 Built-in Effect Micro Visualizações 188

13.2 Built-in de Efeito opções de medição 188

13,3 Medição, Análise e Geração de Sinais 189

13,4 Demora 195

13,5 Distorção 199

13,6 Dinâmica 204

13.7 domínio 210

13.8 misturando 213

13,9 Modulação 218

13.10 Ressonância 223

13.11 Pipeline (Studio One Professional) 228

14 EMBUTIDO instrumentos virtuais 232

14.1 SampleOne 232

14.2 Impacto 238

14,3 Presença 243

14.4 Mojito 249


15 REPRODUÇÃO DE VÍDEO E SYNC 252

15.1 Video Interface do Jogador 252

15.2 Formatos de vídeo suportados 253

15,3 Importar vídeo 253

15,4 Sync para Vídeo 253

15.5 Diferenças de plataforma 254

16. EXTENSÕES 255

16,1 SoundCloud Cliente (Studio One Professional) 255


INTRODUÇÃO

Obrigado por adquirir o software PreSonus ™ Studio One ™, e bem-vindo ao Studio One Manual de Referência!

Studio One é uma música-criação e aplicação de produção inovador para Mac ® OS X e Windows ® que faz gravação de
áudio, seqüenciamento MIDI, e (na versão Professional) masterização de áudio fácil e divertido-a forma como deve ser.
Rastreiem a mistura para dominar e distribuição, Studio One é um ambiente criativo construído para uso intuitivo,
velocidade e eficiência no entanto, é robusta o suficiente para as produções mais complexas. Versão 2 adiciona uma ampla
gama de novas funcionalidades, melhorias e tecnologias avançadas.

Este manual é um ótimo lugar para começar a aprender sobre Studio One, e também fornece uma referência aprofundada para

usuários de software de áudio novos e experientes igualmente.

Nós encorajamos você a contactar-nos com perguntas ou comentários sobre este produto. Nossos fóruns são uma grande fonte

de informações de nossa equipe e de outros usuários Studio One. Utilizadores nos EUA também pode chegar até nós pelo

e-mail techsupport@presonus.com ou ligue para + 1225-216-7887 nove horas - cinco horas US Central Time (GMT 05:00).

Usuários de outros países devem entrar em contato com seus distribuidores locais PreSonus para suporte técnico. PreSonus

está comprometida com a melhoria constante do produto, e valorizamos suas sugestões altamente. Acreditamos que a melhor

maneira de alcançar o nosso objectivo de melhoria contínua é ouvindo os verdadeiros especialistas: os nossos valiosos clientes.

Agradecemos o apoio que nos mostraram através da compra deste software.


1 Começando

1.1 Instal lação e Ativação

Studio One pode ser instalado a partir de qualquer um disco de instalação ou de um pacote de instalação descarregado, dependendo do

que você compra. Se você tem um disco físico, simplesmente insira o disco na unidade de DVD do seu computador. O instalador irá

executar automaticamente; em seguida, siga as instruções na tela.

Se você baixou um pacote de instalação a partir de sua conta de usuário, clique duas vezes para executar o instalador e siga as

instruções na tela. Certifique-se de baixar o instalador específicas para seu sistema operacional.

1.1.1 Ativação

Uma vez instalado, o Studio One deve ser ativado. A seguir descreve as etapas necessárias para ativar Studio One.

Passo 1: Criar uma conta de usuário

Depois de instalar o Studio One, o lançamento do programa, eo menu de ativação do Studio One aparecerá.
Se você é um novo Studio One usuário, você terá de criar uma conta de usuário. Clique em Criar Nova Conta, se seu computador

está conectado à Internet, e preencha os seus dados da conta do usuário desejados.

Se o seu computador não está conectado à Internet, vá a um computador que esteja conectado à Internet e visitar este
URL: http://www.presonus.com/registration. Uma vez na página de registro, clique no link Register, preencha o formulário
e clique em Enviar.

Um email de PreSonus Registro será automaticamente enviada para o endereço de e-mail que você forneceu, a fim de verificar

o seu endereço de e-mail. Por favor, ter a certeza que o endereço de email fornecido está correto e que e-mails de PreSonus

não serão filtrados ou excluídos por um filtro de spam ou outro software. Clique no link neste e-mail para ativar sua conta. Se

você não vir o e-mail dentro de alguns minutos de clicar em Enviar, em seguida, o e-mail, provavelmente, acabou em uma pasta

de spam ou foi excluído automaticamente pelo seu cliente de e-mail. Neste caso, entre em contato techsupport@presonus.com

ter sua conta ativada manualmente.

Passo 2: Uma Activa Estúdio

Agora que você criou e ativou sua conta de usuário, você pode ativar sua cópia do Studio One. Se você
não tiver feito isso, o Studio One e abra a Um menu de Studio One / Ativar Studio.

Ativação on-line

Se o computador no qual o Studio One foi instalado está conectado à Internet, clique no link Ativar Online. Em seguida,
digite seu nome de usuário criado anteriormente conta, a senha e a chave do produto que você recebeu ou com o disco
de instalação do Studio One ou via e-mail, se você comprou o software online. Clique no botão Ativar para concluir o
processo de ativação.
ativação offline

Se o computador no qual o Studio One foi instalado não está conectado à Internet, clique no link Ativar off-line no
menu de ativação e anote o código de ativação mostrado no Passo 3 nas instruções. Em seguida, ir a um
computador com ligação à Internet, visite http://www.presonus.com/registration, e efetue login na sua conta.
Clique no link Registro de Software e digite a chave do produto, como impresso no pacote Um estúdio ou
fornecido via e-mail. Clique em Enviar, e você será levado para sua Lista de Software, que deve listar a sua
versão do Studio One.

Em seguida, clique no link Ativar listado ao lado de sua versão do Studio One e insira o código de ativação, como dado no menu

offline Activation. Você pode listar um nome de computador para ajudá-lo a manter o controle de seus cinco ativações permitidas;

Por exemplo, se você pretende instalar o Studio One em um desktop e laptop, você pode optar por nomear as ativações

"Desktop" e "laptop."

Em seguida, será dado um link para o download do arquivo de licença do usuário. Salve esse arquivo em alguma mídia externa (CD, pen

drive, etc.), e, em seguida, copiar o arquivo para o computador no qual o Studio One está instalado. Finalmente, você pode localizar o

arquivo no menu offline Activation, ou simplesmente arrastá-anddrop o arquivo no topo do menu, para ativar Studio One.

1.1.2 Regulamento Instal conteúdo

Studio One vem com muitos loops de áudio e instrumentos que são organizados em conjuntos de som, bem como músicas
demo e vídeos tutoriais. O número de Som Define disponíveis para instalação dependerá da versão do Studio One de ter
instalado (intérprete, produtor, ou Professional). Para instalar os conjuntos de som e materiais de demonstração / tutorial, o
Studio One e abra o menu Um Installation Studio One / Studio.
Note que você pode instalar o conteúdo a partir de qualquer DVD de seu pacote de varejo ou diretamente de sua conta de usuário se você tiver

uma conexão com a internet. Além disso, você pode instalar qualquer conteúdo a qualquer momento que você gosta deste menu.

Por padrão, cada pacote com a sua versão do Studio One serão selecionadas para instalação. Você pode configurar a instalação para

local para qualquer local desejado no seu computador (muitas pessoas optam por armazenar arquivos de áudio em um disco rígido

diferente da unidade de inicialização OS) e clique em Instalar pacotes. Se você estiver instalando o conteúdo de discos, você será

solicitado a inserir os DVDs necessários durante a instalação.

Após a instalação, você vai encontrar todo o conteúdo instalado na guia Sons do navegador, o que está na página Song.

Demonstrações e tutoriais podem ser acessados ​a partir da página inicial. Você também vai encontrar presets de instrumentos previstas

no âmbito do instrumento relacionado na guia Instruments do navegador.

Instale o Conteúdo de Terceiros incluído

Fizemos uma parceria com fabricantes de software de terceiros Toontrack, Native Instruments, e Celemony para
trazer-lhe alguns plug-ins de instrumentos muito legal e efeitos. A seguir irá guiá-lo através da instalação e ativação de
cada pacote.

Instalando o software de terceiros é relativamente simples. Abra o menu de uma instalação Studio One / Studio e
clique na guia de Terceiros. Dependendo da versão do Studio One você tiver ativado, você verá a seguinte
listados:

• Toontrack EZdrummer Lite Plus (artista, produtor e Professional)


• Native Instruments Komplete Players (Artist) ou Komplete Elements (Producer e Professional)

• Celemony Melodyne Trial (Artist) ou Melodyne Essential (Producer e Professional)

Observe que ao lado de cada pacote, números de série são listados com um botão Copiar; esses números de série será
importante após a instalação, quando você precisa autorizar esses plug-ins.

Para instalar cada um dos plug-ins, clique no botão de seta para a esquerda. Isto irá iniciar o instalador de terceiros para o

plug-in. Siga todas as instruções de instalação cuidadosamente.

Após a instalação foi concluída para cada plug-in, reinicie Studio One para que ele possa procurar e encontrar cada
plug-in. Você precisará autorizar cada plug-in na primeira vez que abri-lo.

Autorização

Toontrack EZdrummer Lite Plus:

Para autorizar EZdrummer Lite Plus, coloque o instrumento na página música, arrastando anddropping-lo a partir do
navegador Instruments para o arranjo, em seguida, usar a interface autorização embutido. O número de série está
listado no menu Installation Studio One, como mencionado anteriormente, na seção Instalação deste guia. Você
precisará visitar o site Toontrack no http://www.toontrack.com/new_user.asp e criar uma conta de usuário. Regista a tua
número de série em que conta e copiar e colar o código de autorização para EZdrummer autorizá-lo.

Native Instruments Komplete Elementos / Jogadores:

O Centro de Assistência NI está instalado com este pacote; usar isso para autorizar Komplete Elementos / Players. Centro de

Assistência NI deve abrir automaticamente na primeira vez que você abrir qualquer plug-in no pacote, mas ele também pode ser

lançado como um aplicativo independente. Você precisará criar uma conta de usuário NI, se você não tiver um, e em seguida, digite

os números de série para cada plug-in. O número de série está listado no menu Installation Studio One, ao lado dos Elementos /

Jogadores listagem.

Celemony Melodyne Teste / Essencial:

Para autorizar Melodyne, carregar o plug-in de um canal na página canção de Estúdio Um; janela do Melodyne
Licenciante será aberta.

Se você estiver executando o Studio One Artist ou Produtor, clique em “modo de teste Ativar” para ativar o período de avaliação

online. Note-se que durante o período de teste, você precisará estar conectado à Internet cada vez que você iniciar editor

Melodyne. Se você estiver executando Studio One Professional, clique em “Enter Serial Number” e siga as instruções para ativar

o Melodyne Essential.

1,2 Sobre este manual

1.2.1 Versões

Existem três versões do Studio One 2: artista, produtor e Professional. Studio One usa um único instalador para todas as
versões, e a chave do produto com o qual você ativar Studio One irá determinar a versão de executar. A seguir descreve
as principais diferenças entre as três versões. Este manual pode fazer referência a recursos não incluídos na sua versão,
então por favor, se familiarizar com as capacidades da sua versão.

Studio One Artist

• áudio ilimitado e faixas MIDI, entradas recordes simultâneos ilimitados

• Pesquisador de conteúdos com guias de usuário e pesquisa

• recursos avançados de edição, incluindo comping, detecção transitória e edição, correção de pitch (Melodyne
versão de teste), e muito mais

• 25 Efeitos nativos e 4 instrumentos virtuais

• EZdrummer Lite Plus

• Native Instruments Komplete Jogadores

Studio One Produtor


• Inclui todas as funcionalidades da versão do artista e conteúdo

• Adiciona ReWire e VST de terceiros e AU plug-in apoio

• Native Instruments Elementos Komplete

Studio One Professional

• Inclui todos os recursos do artista e produtor e conteúdo

• Adiciona a página do projeto, uma solução dominar integrado

• Adiciona totalmente licenciada Melodyne correção de pitch Essencial

• Adiciona Suporte SoundCloud ™

• Adiciona reprodução de vídeo e sincronização

• Adiciona sulco de retardo, Multibanda Dynamics, OPENAIR, oleoduto, e IR fabricante Efeitos nativos plug-ins

Todas as imagens contidas neste manual são tomadas a partir da versão do Windows.

1.2.2 Informações Ver

O painel Informações View, acessado através do ícone de ponto de interrogação na barra superior nas páginas Song e Projeto, exibe todas as

ações possíveis para a ferramenta do mouse selecionado, bem como mostrando as possíveis modificadores e suas ações relacionadas. Isso

ajuda você a descobrir as características e proporciona uma referência conveniente, sensível ao contexto.

Observe também que se você flutuar o mouse sobre qualquer ferramenta, botão ou janela no Studio One por alguns segundos, uma dica de

ferramenta aparecerá que os nomes a função de ferramenta, botão ou janela serve.

1.2.3 Comandos chave

Muitas operações no Studio One associaram comandos de teclas, ou atalhos de teclado, que podem ser usados ​em vez de

navegar menus com o mouse. Alguns comandos de teclas usar teclas modificadoras, e algumas teclas modificadoras diferente,

dependendo do sistema operacional.

Neste manual, os comandos de teclas com teclas modificadoras são mostrados com a tecla modificadora do Windows primeiro, como segue:

[Win modificador da tecla] / [tecla modificadora Mac] + [chave]. Por exemplo: [Ctrl] / [Command] - [C] significa “prima [Ctrl] + C no Windows, ou

pressione [Cmd] + C no Mac OS X.”

Onde não há diferença entre a versão Windows e Mac de um comando chave, apenas um comando chave
será exibida. Exemplo: [F3].
Em vários casos, as opções estão localizados no Um menu de Estúdio na versão Windows, mas em Preferências na versão Mac

OS X. Nestes casos, a localização do Windows é dada em primeiro lugar, ea localização Mac segue em [colchetes].

Uma lista completa dos comandos de teclas está sempre disponível via Estúdio Shortcuts One / teclado, o que vai tornar um

documento HTML e abri-lo no seu navegador com os comandos principais configurados atualmente.

1.2.4 Comandos de tecla para usuários migrando

Se você estiver migrando de outro DAW para Studio One, você pode achar que é útil para mudar a chave de comando definido para um

criado especificamente para fazer a transição a partir de outro DAW mais fácil.

No menu Estúdio One / Opções / Atalhos de teclado, você vai encontrar uma rubrica denominada Teclado esquema de mapeamento. Aqui, você

pode selecionar a partir de mapas de teclado para várias DAWs; selecionar um mapa, e Studio One irá reconhecer e aplicar comandos de teclas

comuns do que DAW. Em seguida, você pode personalizar os-comandos de teclas para ajustar seu fluxo de trabalho.

Os comandos de teclas usadas para cada DAW pode ser visto no menu Command Key e podem ser exportados em diversos tipos de

arquivos para visualização externa.

1.2.5 Comandos chave personalizados de mapeamento

No menu Estúdio One / Opções / Atalhos de teclado, você pode modificar os comandos de teclas existentes para ser qualquer coisa que você

gosta, assim como comandos que adicionam para funções que não possuem comandos de teclas padrão.

Para modificar qualquer comando chave:

• Encontre a função para a qual você deseja editar o comando chave, digitando o nome da função
no campo Pesquisar.

• Quando a função for encontrada, selecione-o clicando nele na lista à esquerda.

• Clique no campo Tecla Enter e, em seguida, introduzir qualquer combinação de teclas, usando o teclado do

computador. Sua combinação de teclas deve então ser exibido.

• Clique em Atribuir para atribuir este comando chave para a função selecionada.

• Se o comando de chave que você está tentando atribuir já está em uso, o uso atual será exibida abaixo do campo

tecla Enter, juntamente com um link Mostrar que irá selecionar essa função para você assim que você pode

mudá-lo.

• Clique na caixa de seleção de teclado esquema de mapeamento para escolher entre as seguintes opções:

Importação: Selecione para importar um Studio One Keyboard esquema de mapeamento.


Exportação: Selecione para exportar seu esquema de mapeamento do teclado Studio One. Exportar como texto: selecione para

exportar seu esquema de mapeamento do teclado Studio One como um arquivo de texto de modo que você pode criar um guia de

referência para os mapeamentos personalizados.

Uma lista completa dos comandos de teclas podem ser visualizados através Ajuda / Atalhos do Teclado, que prestam um documento

HTML que mostra os principais comandos atualmente configurados e vai abrir o documento no seu browser.

1.2.6 Funções do menu

Muitas funções podem ser acessadas através dos menus hierárquicos. Onde menu de navegação é referenciado neste

manual, ele aparecerá como segue: Entrada Menu / Menu / ... / Função.
2. Páginas

Studio One é um ambiente completo de música-produção com três páginas principais: Iniciar, Song, e Projeto ( somente no Studio

One Professional). Cada página é projetado para ajudá-lo a realizar uma tarefa específica, e cada um está acessível em todos os

momentos.

Neste capítulo, vamos discutir o layout geral da interface do usuário para cada página. Para obter informações mais detalhadas

sobre qualquer coisa mencionada neste capítulo, consulte o Índice.

2.1 Começar

Quando Studio One é lançado, por padrão, você será levado para o Começar página.

Nesta página, você encontrará controles de gerenciamento de documentos e dispositivo de configuração, bem como um perfil de

artista, um feed de notícias e links para demonstrações e tutoriais. A seção a seguir fornece uma breve descrição da página inicial.

2.1.1 Tarefas

Na parte superior da página inicial, você vai encontrar três opções: Criar uma nova canção, criar um novo projeto, e Abra uma

música existente ou projeto. A canção é onde você pode gravar, editar, organizar e misturar dados de áudio e musicais. Um Projeto é

onde várias músicas ou arquivos de áudio podem ser organizadas e misturado em uma única linha do tempo para fins de dominar. As

músicas são acessados ​na página Song, e Projetos são acessados ​na página do projeto.
2.1.2 recentes Fi les, Músicas, Projetos

A lista Arquivos Recentes irá incluir links para os documentos mais acessados ​recentemente. Clique em qualquer um desses links para abrir

rapidamente a canção associada ou projeto. Flutuando o mouse para a esquerda de qualquer documento listado irá revelar um ícone Pin

que, quando clicado, irá fixar esse documento à lista de Arquivos recentes até que seja soltos.

A lista de canções e Projetos irá listar todas as músicas e projetos contidos no local de armazenamento do usuário.

2.1.3 Setup

Esta janela irá exibir o seu dispositivo de áudio selecionado e contém links para configurar o seu dispositivo de áudio, configurar os

dispositivos externos, verifique se há atualizações e exibir informações sobre Studio One.

Dispositivo 2.1.4 Configurar Áudio

Studio One seleciona automaticamente, a partir de uma lista de dispositivos instalados no seu computador, um dispositivo de áudio (como uma

interface de áudio) a ser usado para entrada e saída de áudio. Para selecionar um dispositivo diferente, clique no link Configurar dispositivo de

áudio para acessar o guia de configuração de áudio no menu Opções. Para obter informações detalhadas sobre como configurar seu dispositivo

de áudio, consulte o Configurar o seu dispositivo de áudio seção do capítulo “Setup”.

2.1.5 Dispositivos externos: teclados, instrumentos e Controle Surfaces

Studio One pode enviar e receber dados musicais de e para qualquer dispositivo MIDI conectado ao seu computador. uso avançado do Studio

One de dispositivos MIDI exige que você diga a ele algumas coisas sobre os seus dispositivos. Para obter detalhes sobre como configurar estes

dispositivos, consulte o Configurar seus dispositivos MIDI

seção do capítulo “Setup”.

2.1.6 Verificar atualizações

De tempos em tempos, PreSonus emitirá atualizações de software para Studio One para incorporar correções de bugs e adicionar

funcionalidades. Para verificar manualmente as atualizações, clique no link Verificar Atualizações. O número da versão, assim como

o número da versão mais atual, será exibida. Se uma versão mais recente do Studio One está disponível, um link para baixar a nova

versão também será exibido.

2.1.7 Sobre

Clique no link Sobre para visualizar as informações de licença e versão actual, bem como informações sobre a equipe

de desenvolvimento do Studio One.


2.1.8 Perfil do Artista

Aqui você pode especificar determinada meta-informação que é usada para marcar os seus músicas, incluindo uma imagem, o nome do

artista, gênero e artista URL Web. Para adicionar uma imagem para a informação do artista, dragand drop-lo para o ícone de imagem a

partir de qualquer local no seu computador. Além de permitir que você personalize Studio One, este recurso poupa o esforço de

preenchimento de meta-informação para cada canção.

2.1.9 News Feed

O Studio One feed de notícias vem diretamente da PreSonus. Este feed de notícias contém informações úteis relacionadas

com Studio One e irá atualizar automaticamente se o seu computador está conectado à Internet.

2.1.10 demonstrações e tutoriais

demos instalados e canções tutorial aparecer na lista Demos, que pode ser iniciado clicando no nome de
demonstração-canção. Use estas músicas demo de verificar vários aspectos do Studio One.

2.2 Canção

Quando uma nova música é criada, ou uma música existente é aberto, você será levado para a página de Song. Esta página contém

todas as ferramentas necessárias para gravar, editar, organizar e misturar áudio multitrack.
2.2.1 música Page fluxo de trabalho

A página Canção é um ambiente multitrack completa de áudio-produção com uma interface de janela única. Nesta página, qualquer

número de faixas de áudio e instrumentos podem ser gravados, editados e organizados. Qualquer número de efeitos de áudio,

instrumentos virtuais e efeitos externos e instrumentos podem ser utilizados, e quase qualquer parâmetro pode ser automatizado

usando faixa ou automação parte.

Um browser integrado torna mais rápido e fácil de encontrar e de importação de áudio e arquivos de dados musicais, VST / efeitos de áudio AU

e VST / AU instrumentos virtuais e aplicações. Os arquivos de áudio podem ser importados e automaticamente tempo-esticado para se ajustar

ao tempo atual. instrumentos virtuais podem ser arrastados a partir do browser diretamente na Canção para instalação imediata de todos os

parâmetros, permitindo um fluxo de trabalho rápido quando a inspiração bate. .

2,3 Projeto (Studio One Professional)

Quando você criar ou abrir um projeto no Studio One Professional, você será levado para a página do projeto. Esta área contém as

ferramentas que você precisa para dominar e publicar áudio.

2.3.1 Projeto página Fluxo de Trabalho

A página do projeto é uma solução masterização dedicado integrado em Studio One Professional. Aqui, você pode queimar CDs de

áudio Red Book padrão da indústria, criar álbuns de MP3 de alta qualidade, e disco padrão e imagens DDP. Músicas e arquivos de áudio

são organizados como uma seqüência de faixas em uma linha de tempo contínuo.
Você pode aplicar efeitos de faixas individuais, bem como para a faixa de saída de mestre, a fim de conseguir a continuidade

sonora durante todo o projeto. Um browser integrado torna Canções importadores, arquivos de áudio e efeitos de áudio rápido

e simples.

medição de mestre-saída de alta qualidade é exibido em todos os momentos, incluindo Spectrum, Peak / RMS, e Fasometros. Estas

ferramentas vão ajudá-lo a saber rapidamente exatamente o que está acontecendo em seu projeto.

Como mencionado, canções podem ser importados diretamente em seus projetos sem ter que exportar um mix Song. Depois

de importar uma canção em um projeto, você pode voltar e mudar o mix Song, eo Projeto será atualizado automaticamente.

Para obter informações detalhadas na página do projeto, consulte o domínio capítulo.

2.4 Quick Switch

No Studio One Professional, você pode ter várias músicas e projetos abertos simultaneamente e pode alternar entre eles

rapidamente. A maneira mais rápida de alternar entre qualquer canção aberta ou projeto, bem como a página inicial, é

pressionar [Ctrl] + [Tab] e continuar a manter [Ctrl] no teclado. Isto irá mostrar uma lista pop-up de todos os documentos

abertos.

Enquanto mantém [Ctrl], pressione [Tab] para percorrer os documentos abertos. Libertação [Ctrl] quando o documento desejado é

seleccionado; agora você pode visualizar esse documento.


3. Fundamentos

O capítulo seguinte apresenta aspectos de design importantes, fundamentais da Studio One. A familiaridade com esses

aspectos do Studio One irá ajudar a garantir que sua experiência é tão agradável e criativamente estimulante quanto

possível.

3.1 Nondestructive Edição e desfazer / refazer

Quase todas as ações edição no Studio One pode ser desfeito e refeito. Não há limite para o quanto as ações de volta pode ser

desfeita e até que ponto a frente acções pode ser refeito depois de terem sido desfeita. A maioria das ações que não podem ser

anuladas e repetidas são acompanhadas por caixas de diálogo de verificação. Até mesmo mudanças Console e plug-in pode

efetivamente ser desfeita usando o Console Lixeira .

Portanto, sinta-se livre para explorar sem medo de que você vai alterar permanentemente nada. Na verdade, apenas pressionando

botões pode ser o caminho mais rápido para aprender, e que muitas vezes leva a resultados não alcançáveis ​por qualquer outra forma!

3.2 Alta Precisão Motor Mix

Studio One apresenta um corte de ponta motor de mistura de alta precisão. Um motor de mistura é o “número cruncher” que faz

a soma matemática necessário para misturar várias fontes de áudio digital. Um estúdio emprega um 32- / 64-bit de ponto

flutuante, o motor de modo misto. Isto significa que o motor de áudio pode alternar automaticamente entre usando 32 bits, ponto

flutuante de precisão única e 64-bit, dupla precisão matemática de ponto flutuante em tempo real, dependendo da capacidade

dos plug-ins (VST / efeitos da UA, etc) inserido na cadeia de sinal.

No Studio One / Opções / Configuração de áudio (Mac OS X: Preferências / Opções / Configuração de Áudio), definir Processo de precisão para

duplo (64-bit) para ativar o processamento de 64-bit. Caso contrário, todo o processamento será feito em precisão simples (32 bits).

Studio One irá processar áudio tão precisa quanto a tecnologia atual permite, garantindo que o seu áudio mantém a mais
alta qualidade possível.

3,3 Compensação Automática de atraso

Studio One compensa automaticamente o tempo de atraso que resulta de alguns VST e processamento UA. Isso evita ter que

realinhar manualmente faixas para compensar o atraso e mantém todas as faixas em perfeita sincronia, independentemente do

número de plug-ins virtuais e efeitos que você executa. Se você não quiser Studio One para compensar automaticamente para

isso, selecione Ignorar Plug-in Latência no menu Transporte. Para mais informações sobre este tópico, consulte o Automático

Plug-in Delay Compensation seção da “mistura” capítulo.


3,4 Olha mãe, No MIDI!

O (MIDI) especificação Musical Instrument Digital Interface foi criado em 1983. Embora tenha servido músicos bem para
mais de 25 anos, tem limitações. Ironicamente, enquanto a integração MidiDevice no Studio One oferece flexibilidade
revolucionária e facilidade de uso, grande parte desta funcionalidade é possível por não usar MIDI internamente.

Como um exemplo, quase saltar automação parâmetro livre é fornecido dentro de partes de instrumentos virtuais, em vez de muito

baixa resolução (128 passos) de controle de automatização-dados MIDI. o

link Control sistema também é possível abstraindo MIDI de nossos processos internos. Como evolui MIDI, e novos
padrões potenciais são desenvolvidos, Studio One permanece preparada para as inovações do futuro.

3,5 Arrastar-e-soltar

Muitas funções no Studio One têm suporte drag-and-drop integrado. Isso significa que os objetos podem ser clicado e depois

arrastado para vários locais e mais outros objetos, a fim de realizar determinadas tarefas. Por exemplo, você pode encontrar um

efeito de áudio no navegador e clique e arraste-o diretamente em uma faixa para inserir o efeito sobre essa faixa. Você pode

então clickand arrastar esse efeito em outra faixa para copiar esse efeito e suas configurações para uma nova trilha.

Você pode arrastar um instrumento virtual do navegador e soltá-lo em um espaço em branco na janela de arranjo para criar uma nova

pista de instrumento com esse instrumento virtual. Você também pode deixar cair o instrumento virtual em cima de uma pista de

instrumento para substituir o instrumento virtual existente.

Estes, e muitos outros recursos de arrastar-e-soltar, permitem que você trabalhe muito rapidamente, sem ter que parar para navegação no

menu ou outros processos de distracção. Dê seu cérebro deixou uma pausa e permanecer na zona criativo!

3,6 link Control

Para utilizar dispositivos MIDI hardware para controlar parâmetros de software, tem-se geralmente necessária uma compreensão

completa de MIDI arquitetura e muita paciência. Studio One muda tudo isso com o link Control sistema, o mais intuitivo sistema

MIDI de mapeamento disponíveis. Com muito pouco de configuração, você pode conseguir um monte de controle sobre seu

software e do equipamento externo. Simplesmente movendo os controles de hardware e software para ser ligado e depois

clicando no botão Link realiza em segundos o que costumavam exigir uma tarde inteira. Além disso, com modos de mapeamento

global e foco, o sistema de controle de vínculo oferece flexibilidade incomparável.

Para saber mais sobre o Sistema de Link Control, consulte o “ link Control ”Capítulo.
4. Configuração

Este capítulo contém informações sobre requisitos de sistema, configuração de hardware do dispositivo e configuração do

software. Um conhecimento profundo desta informação será útil antes de tentar trabalhar no Studio One.

4.1 Requisitos de sistema

A seguir estão os requisitos de sistema para executar o Studio One.

MAC ® OS X 10.6.8 ou superior

Hardware mínimo

• Intel ® processador de núcleo ™ Duo

• 2 GB RAM

Hardware recomendado

• Intel Core 2 Duo ou Intel Xeon ou melhor


• 4 GB de memória RAM

Windows® XP, VISTA ™, 7 (32 ou 64 bits)

Hardware mínimo

• Intel Core Duo ou AMD Athlon ™ X2 processador

• 2 GB RAM

Hardware recomendado

• Intel Core 2 Quad ou AMD Athlon X4 ou melhor

• 4 GB de memória RAM

OUTROS REQUERIMENTOS

• Conexão de internet ( Isto não é necessário para a operação, mas é necessário para a activação.)

• unidade de DVD-ROM

• A resolução do monitor não inferior a 1280x768 pixels


• 20 GB de espaço disponível no disco rígido
4,2 Configurar o seu dispositivo de áudio

Studio One seleciona automaticamente, a partir de uma lista de dispositivos instalados no seu computador, um dispositivo de áudio a ser usado

para entrada e saída de áudio. Para selecionar um dispositivo diferente, navegue até Studio One / Opções / Configuração de áudio (Mac OS X:

Preferências / Opções / Configuração de áudio).

Em seguida, siga estes passos para configurar o dispositivo de áudio para uso em Studio One:

1 Selecione um dispositivo a partir do menu drop-down dispositivo de áudio sob o Estúdio

Um / Opções / Configuração de áudio (Mac OS X: / / Preferences Opções de Configuração de Áudio) Menu.

2 Se você deseja alterar as configurações do dispositivo selecionado, clique no Painel de Controle

botão ao lado do menu drop-down-seleção do dispositivo e faça as alterações no painel de controle do


dispositivo.

3 Ao utilizar um dispositivo Core Audio, você verá uma definição Tamanho Block Device. O dispositivo

Tamanho do bloco é o tamanho do buffer do dispositivo de áudio, que tem um impacto direto sobre o desempenho do seu dispositivo

de áudio. Você pode aumentar ou diminuir o Dispositivo de Bloco Tamanho deslizando o fader horizontal para a esquerda ou direita.

A definição apropriada depende do seu uso específico do Studio One. Para saber mais sobre este consulte o Maximização de

alimentação do computador de processamento seção da “mistura” capítulo.

4 Na versão Windows do Studio One, Bloco Interno Tamanho pode ser bloqueado para o Dispositivo

Tamanho do bloco, marcando a caixa Lock (marcada por padrão). O bloco interno Tamanho é o tamanho do buffer de software, o

que terá um impacto directo sobre a sua sistema de computador e sobre o desempenho do Studio One. Para saber mais sobre isso,

consulte a seção Processamento Maximização de alimentação do computador da “mistura” capítulo.

• Se desbloqueado, o bloco interno Tamanho pode ser selecionado a partir de um menu drop-down. Se você não tiver certeza da

melhor configuração, deixe bloco interno Tamanho bloqueado para Block Device Size.

• Para efeitos orientada por hardware e instrumentos virtuais, como o PowerCore TC Electronic e cartão Universal Audio

UAD, bloqueando o bloco interno tamanho do seu dispositivo de áudio é fundamental para garantir o funcionamento

adequado.
5 Por padrão, precisão processo do Studio One é fixado em Individual (32-bit). Você pode escolher

precisão dupla (64 bits) a partir do menu drop-down processo de precisão.

6 Se o computador tiver vários processadores ou núcleos de processamento, Ativar Multi-Processing

será marcada por padrão. A menos que você enfrentar problemas de desempenho, recomenda-se

deixar este na configuração padrão para o melhor desempenho.

7 Quando as configurações acima mencionadas são selecionados, a corrente de entrada total do seu sistema e

latência de saída, taxa de amostragem e profundidade de bits será relatado abaixo dos menus de configuração de áudio.

4.2.1 Dispositivos suportados

Studio One suporta a maioria dos dispositivos de áudio, incluindo ASIO, Core Audio (Mac OS X), Direct Sound (Windows XP), e

WASAPI dispositivos (Windows Vista / 7).

Ao utilizar um dispositivo WASAPI de áudio no Windows Vista / 7, note que WASAPI suporta um modo exclusivo e compartilhada.

No modo exclusivo, menor latência pode ser alcançado, mas outras aplicações (como o Windows Media Player) não pode usar o

dispositivo de áudio ao mesmo tempo. Consulte o Controle do Windows Painel / Hardware e Som / Som para configurar as opções

para o seu dispositivo WASAPI.

Monitor de Desempenho 4.2.2

Ao configurar o seu dispositivo de áudio, especificamente na determinação apropriada interno ou dispositivo de bloco tamanho, ou

selecionando Processo de precisão simples ou duplo-que você precisa para ter em conta as exigências de desempenho relacionados

no seu computador.

Abra o Monitor de desempenho, selecionando-o a partir do menu View, ou clicando sobre a palavra “performance” no
Transporte. Este monitor irá mostrar o atual desempenho da CPU e do disco geral relativa, bem como o desempenho
dos instrumentos e automação.

Quando estes medidores aproximar ou alcançar o topo da sua gama, pode ser necessário considerar alterar suas configurações de áudio do

dispositivo, ou mudar a música ou o projeto, para evitar cliques audíveis e pops ou possível instabilidade. Por exemplo, é comum para diminuir o

dispositivo e / ou bloco interno Tamanho durante a gravação para manter a latência de monitoramento baixo, mas, em seguida, para aumentar o

tamanho do bloco, enquanto a mistura para fornecer o máximo de espaço livre CPU quanto possível para efeitos de processamento.

Se quaisquer problemas de reprodução são encontrados com terceiros instrumento ou efeito plug-ins virtuais que têm a sua

própria implementação suporte multiprocessador (por exemplo, NI Kontakt, FL Studio), recomenda-se que este apoio ser

desativado nos plug-ins. Neste caso, Studio One irá gerir toda a programação do processador.
4.3 Áudio Input Device / Configuração de saída

4.3.1 O que são canais de software de E / S?

Na maioria das aplicações de gravação, faixas de áudio diretamente usar canais do seu dispositivo de áudio hardware. No Studio

One, há uma camada de software I / O (entrada e saída) canais entre o hardware de canais de áudio do dispositivo e suas faixas.

Esta configuração oferece muitas vantagens em relação ao método tradicional.

Por exemplo, digamos que você produzir uma música em seu estúdio, usando uma interface multi-canal, em seguida, tomar o seu arquivo de

música para o estúdio de seu amigo, onde você vai usar uma interface de áudio diferente. Basta conectar canais de hardware de áudio do

dispositivo de seu amigo para o software correto I / O canais. Quando você voltar para o seu estúdio, a configuração original de I / O para a

canção será automaticamente carregado para você, como se você nunca saiu. Você pode fazer a mesma coisa, se você precisa para abrir a

canção em seu laptop usando o seu hardware de áudio embutido.

Isto é possível porque Studio One lojas de I / O Configurações com sua canção, por computador e por driver de áudio do

dispositivo, garantindo que a sua música permanece altamente portáteis e nunca é “quebrado”, alterando dispositivos de áudio.

4.3.2 Audio I / O Setup Menu

Cada faixa de música vai receber um sinal a partir de uma fonte de entrada e via vontade de um destino de saída. As fontes de entrada

e destinos de saída disponibilizados para cada faixa são determinadas pelo software I / configuração do canal O criado no menu de

configuração de áudio I / O. Para visualizar este menu e configurar uma configuração padrão I / O para cada música, criar uma nova

canção, clicando em Create New Song na Página inicial e navegue até Configuração da Música / Música / Configuração de Áudio I / O.

A configuração da configuração de áudio I / O é feito dentro de cada

música, de modo que é possível para cada canção ter uma

configuração de I / O em separado. Como discutido no seção de

configuração padrão I / O , Uma configuração padrão I / O podem ser

criadas para que cada novo padrão música a uma determinada

configuração de I / O, se você desejar.

No menu de configuração de áudio I / O, você encontrará duas

guias: uma para configuração de entrada e outro para

configuração de saída. Em cada guia, uma vista da matriz de

encaminhamento mostra a configuração actual, com as colunas

verticais indicam hardware canais de áudio do dispositivo

(Hardware I / O) e as linhas horizontais indicando software criado I / O canais. função de software de E / S canais como as
fontes de entrada e destinos de saída disponíveis para faixas individuais em Studio One.
4.3.3 Adicionar ou remover software que eu Canais / S

Clique em Add (Mono) ou no botão Adicionar (Stereo) para adicionar uma entrada ou saída do canal, dependendo da guia que

você está vendo. Quando é adicionado um novo canal, as entradas de hardware não atribuídos próximos ou saídas serão

designados para o novo canal por padrão.

Para remover qualquer canal, clique no canal para selecioná-lo e, em seguida, clique no botão Remover. Para mudar o nome de qualquer canal,

clique duas vezes sobre o nome do canal, digite um novo nome e pressione Enter. Para que as alterações de software de E / S para ocorrer, não

se esqueça de clicar em Aplicar antes de sair deste menu.

4.3.4 Atribuição de Hardware I / O para canais de software de E / S

Entradas e saídas de hardware são atribuídos ao software canais I / O de um roteador de matriz, que é uma representação
visual do encaminhamento. canais de software (mono e estéreo) são dadas a cada uma linha horizontal, e as entradas e
saídas de hardware são dadas colunas verticais. Os pontos em que essas linhas e colunas se cruzam representam
conexões potenciais, ou rotas, entre o hardware I / O e software I / O canais.

Por padrão, o Studio One cria três canais de entrada: um aparelho de som e dois mono. Esses canais vão ser rotulado de entrada L + R

(estéreo), entrada L (mono), e Entrada R (mono). Por padrão, o canal de entrada estéreo irá receber entrada do primeiro par de entrada

hardware stereo do seu dispositivo de áudio selecionado. Os dois canais mono vai receber a entrada a partir do mesmo par estéreo de

entrada de hardware.

O canal de saída é rotulado Main Out (estéreo) e será encaminhado por padrão para o primeiro par de saídas estéreo hardware

do seu dispositivo de áudio selecionado.

Para criar uma rota entre software canais de I / O e hardware de I / O, clique no quadrado vazio na intersecção da ferragem
entrada desejado ou de saída e de entrada ou de saída do canal de software. Um quadrado de cor aparece com um, G, ou R
etiqueta M, que indica se o percurso é uma rota mono (M) ou o lado esquerdo ou direito de uma rota estéreo (L ou R).

Embora seja incomum para modificações / Configuração de áudio I O ser exigido no meio da produção de música, o áudio I / roteamento O pode

ser alterado a qualquer momento. No entanto, você deve estar ciente de que as mudanças de roteamento irá afectar todas as faixas associadas,

possivelmente, mudar entradas para faixas de áudio, alteração da saída de hardware para a saída principal, e assim por diante.

Ao fazer novas rotas no menu de configuração de áudio I / O, observe as metros à esquerda do software de E / S
canais. Ao exibir os níveis de sinal em cada canal, estes medidores ajudar a garantir que as rotas apropriadas
foram feitas.

Dispositivo I / Setup 4.3.5 Padrão O

Recomendamos que você crie um padrão de configuração de E / S Audio I que pode ser um ponto de partida para todas as novas músicas.

Isso permitirá que você para começar imediatamente a trabalhar em seu novo Canção com configuração pouco ou nenhum preliminar.
Para fazer isso, criar software de E / S canais para todas as entradas e saídas de uso geral do seu dispositivo de áudio e nomeá-los

adequadamente. Em seguida, clique no botão Make Default no menu de configuração de áudio I / O, e uma janela aparecerá para

confirmar que você deseja fazer a configuração atual I / O o padrão para novas músicas. Clique em Sim e, a partir desse ponto em

diante, todas as novas músicas serão criados com este I / O Setup áudio.

4.3.6 Audition Canal

O jogador de visualização no navegador e no menu arquivo de importação utiliza o canal de Audition para reprodução de áudio.

Qualquer saída estéreo Canal pode ser usado como o canal de Audition, permitindo-lhe a audição sons de uma saída diferente da

sua saída principal.

4,4 Configurar seus dispositivos MIDI

Todos os dispositivos de hardware MIDI com capacidade são referidos coletivamente como dispositivos externos no Studio One. Existem três

tipos de dispositivos externos, incluindo teclados, instrumentos, e superfícies de controlo. Enquanto cada tipo de dispositivo funciona de maneira

um pouco diferente, há um menu para adicionar e configurar qualquer dispositivo externo. O menu pode ser encontrado navegando para Studio

One / Opções / dispositivos externos / Adicionar dispositivo (Mac OS X: Preferências / Opções / dispositivos externos / Adicionar dispositivo).

4.4.1 configurar teclados MIDI

Um controlador de teclado MIDI é um dispositivo MIDI hardware, que geralmente é usado para reproduzir e controlar outros dispositivos

MIDI, instrumentos virtuais de software e parâmetros do programa. No Studio One, estes dispositivos são referidos como teclados. Para usar

um teclado e gravar uma performance, o hardware deve primeiro ser configurado. Uma vez que um teclado está configurado, ele estará

disponível em todos os momentos para uso em Studio One.


Para configurar o teclado, navegue até Studio One / Opções / dispositivos externos (Mac OS X: Preferências / Opções

/ dispositivos externos) e siga estes passos:

1. No menu Opções / dispositivos externos, clique no botão Adicionar.

2. No menu pop-up Add Device, selecione Teclado.

3. Escolha o seu dispositivo na lista de dispositivos pré-definido ou definir isso para New Keyboard se

não vê o seu dispositivo na lista.

• Se definido como New teclado, você pode desejar para digitar um nome do fabricante e um nome de dispositivo nos

campos apropriados. Isso fará com que trabalhar com o seu teclado mais fácil.

4. Especifique quais canais MIDI serão usados ​para se comunicar com este teclado. todos MIDI
canais são selecionados por padrão.

• Se você não tiver certeza dos canais MIDI apropriadas de usar, basta deixar este na configuração padrão.

5. Engajados Canais racharam se você gostaria de criar uma entrada de pista de instrumento separado

para cada canal MIDI do teclado.

6. Especifique o dispositivo para o qual o teclado está enviando eo dispositivo a partir do qual é

receber via Studio One. Selecione o nome do driver de dispositivo a partir do menu drop-down para ambos Receba

From e Send To.

7. Você pode optar por usar este teclado como o seu Input Padrão Instrumento Virtual por

marcando a caixa apropriada. Se você estiver usando apenas um teclado com o Studio One, você deve verificar esta

caixa.

8. O teclado é agora pronto para uso em Studio One.

• Clique no botão Adicionar dispositivo externo na janela externa do Mixer para configurar rapidamente um novo teclado

ou outro dispositivo externo.


4.4.2 Instruments Hardware Set Up externas

Em Studio One, um instrumento externo é um sintetizador externo hardware MIDI, estação de trabalho, ou outro dispositivo que pode gerar ou

manipular o som. Instrumentos externos são configurados globalmente e, em seguida, estão disponíveis para uso em qualquer Song.

Para configurar o instrumento, navegue até Studio One / Opções / dispositivos externos (Mac OS X: Preferências / Opções

/ dispositivos externos) e siga estes passos:

1. No menu Opções / dispositivos externos, clique no botão Adicionar.

2. No navegador do lado esquerdo, escolha o seu dispositivo na lista de dispositivos predefinida. Defina esta opção para Novo

Instrumento se você não ver o seu dispositivo na lista. Se definido como novo instrumento, você pode desejar para digitar um

nome do fabricante e um nome de dispositivo nos campos apropriados. Isso vai fazer usando o seu novo instrumento mais fácil.

3. Especifique quais canais MIDI serão usados ​para se comunicar com este instrumento. MIDI
Canal 1 é selecionada por padrão. Se você não tiver certeza dos canais MIDI apropriadas de usar, basta deixar este na

configuração padrão.

4. Especifique o dispositivo para o qual o Studio One está enviando MIDI e o dispositivo a partir do qual o

software está recebendo MIDI. Selecione o dispositivo MIDI apropriado a partir do menu drop-down para Enviar para

e (opcionalmente) Receber do. É provável que o seu instrumento externo não está ligado diretamente ao computador.

Neste caso, o seu instrumento externo deve estar fisicamente ligado a outro dispositivo MIDI (como uma interface

MIDI) que faz conectar ao seu computador; você precisará selecionar o driver para esse dispositivo.

5. Você pode optar por enviar MIDI Clock para este instrumento e / ou usar MIDI Clock Comece

marcando as caixas apropriadas. Você deve enviar MIDI Clock para o seu instrumento se ele tem um sequenciador ou

componentes (como LFOs) que precisam sincronizar com o Studio One embutido. Permitindo MIDI Clock Iniciar irá

enviar sinais MIDI Clock início ao seu instrumento.


6. Finalmente, você pode optar por enviar MIDI Time Code ao presente instrumento. Você pode definir um

Exibição offset em Configuração de Canção / Song / General para corrigir time-code variações com dispositivos externos.

Seu Instrumento externa está agora disponível para uso em qualquer Song. Para usar um instrumento externo em uma canção, certifique-se de

que uma pista de instrumento é encaminhado a ele e que as faixas de áudio apropriados foram adicionados e configurados. Referir-se Monitorização

um instrumento externo Para saber mais sobre este tema.

Note-se que se o seu instrumento externa é também um controlador (como uma estação de trabalho teclado), você precisará configurá-lo duas

vezes. Primeiro, configurá-lo como um instrumento externo sem Receber do seleção e, em seguida, configurá-lo como um teclado, sem Enviar

para seleção. Isso permite que a secção de teclado-controlador da estação de trabalho para ser utilizada como uma fonte para faixas de

instrumentos, ao mesmo tempo permitindo que a secção sintetizador para ser utilizado como um instrumento externo.

4.4.3 Configurar Controle Surfaces

Em Studio One, uma superfície de controlo é um dispositivo de hardware que inclui controlos de transporte, atenuadores, e outros controlos

especializados. A superfície de controlo pode usar MIDI directamente ou através de uma camada de controlo especiais, tais como Mackie

Control.

Para configurar uma superfície de controle, faça o seguinte:

1. No menu Opções / dispositivos externos, clique no botão Adicionar.

2. Escolha o seu dispositivo na lista de dispositivos predefinida. Defina esta opção para nova superfície de controle se

você não vê o seu dispositivo na lista. Se definido como nova superfície de controle, você pode querer digitar um nome do

fabricante e um nome de dispositivo nos campos apropriados. Isso fará com que usando a superfície de controle mais fácil.
3. Especifique o dispositivo para o qual a superfície de controle é o envio e o dispositivo a partir do qual

ele está recebendo via Studio One. Escolha o seu MIDI nome do driver de dispositivo a partir do menu drop-down para ambos

Receba From e Send To.

4. Você não precisa especificar os canais MIDI sua superfície de controle vai usar, como controle

superfícies usar protocolos alternativos, tais como o controlo Mackie, para comunicar com o Studio Uma.

5. Sua superfície de controle está agora pronto para uso no Studio One.

4.4.4 personalizada Colocação de superfícies de controle

Se você estiver usando várias superfícies com faders motorizados, você pode personalizar a colocação dos bancos de fader para

que os canais no Studio One Console estão espalhados por suas superfícies na ordem desejada.

Para personalizar este posicionamento, clique no posicionamento da / menu de opções de dispositivos externos após a adição de suas

superfícies. Todas as superfícies não agrupadas aparecerá sob a guia Desagrupado. Para colocar uma superfície em um grupo, selecione uma

guia Group, em seguida, clique e arraste a superfície da área Desagrupado para a área grupo selecionado. Para ajustar a ordem das superfícies

agrupados, clique e arraste-os para a esquerda ou direita. Canais no Console aparecerá então em ordem através das superfícies da esquerda

para a direita.

Até quatro grupos podem ser criados, para permitir o espelhamento de canais em várias superfícies. Isso é útil se você tiver

mais de um local no estúdio onde você deseja usar superfícies de controle (por exemplo, um A quarto e B quarto ou uma sala

de controle e sala ao vivo).

Suportado apenas e superfícies de controlo predefinidos aparecerá no menu Placement. dispositivos definidas pelo usuário

não aparecerá neste menu.


4.4.5 Use o teclado do computador como um teclado MIDI

Você pode usar seu teclado normal de computador QWERTY como um teclado MIDI para tocar instrumentos virtuais e gravar dados

musicais no Studio One. Para fazer isso, adicionar um novo dispositivo nas Opções / Dispositivos externos / Adicionar menu Dispositivo,

escolha o dispositivo teclado QWERTY da pasta dispositivo PreSonus.

Com o dispositivo adicionado, usar o teclado como um teclado MIDI, abra a interface para o dispositivo teclado QWERTY com

um duplo clique sobre ele no painel externo do Console. Qualquer pista de instrumento activada ficha-se, em seguida, receber

entrada a partir do teclado QWERTY a, como mostrado na interface do dispositivo de teclado QWERTY. Seu teclado só irá

transmitir dados para Instrument Tracks enquanto a interface QWERTY dispositivo de teclado está aberto.

4.4.6 Usando o PreSonus FaderPort

Se você tem um PreSonus FaderPort conectado a um computador com o Mac OS X ou o Microsoft Windows Vista ou 7, Studio

One irá reconhecê-lo automaticamente e configurá-lo para uso. Basta abrir uma música ou um projeto para usar o FaderPort

imediatamente.

Se você estiver usando o Windows XP, siga as instruções em Configurar Controle Surfaces para configurar o FaderPort, que podem ser

selecionados a partir da lista de dispositivos pré-definidos nos dispositivos externos / Adicionar menu Dispositivo.

4.4.7 Dispositivos Reconecte

Na maioria das aplicações, quando os dispositivos MIDI se desconectar enquanto o aplicativo é executado, você geralmente

tem que reiniciar o aplicativo, eo software pode falhar. Em contraste, se um dispositivo MIDI externo se desligar enquanto Studio

One está sendo executado com um aberto canção ou projeto, o dispositivo pode ser restabelecida sem reiniciar Studio One.

Se isso ocorrer, navegue até Studio One / Opções / dispositivos externos (Mac OS X: Preferências / Opções / dispositivos externos) e clique

em Reconnect na parte inferior do menu. Em seguida, volte a ligar os seus dispositivos e clique em OK. Os dispositivos agora irá funcionar

normalmente em Studio One.

Se um dispositivo externo não está presente quando Studio One é iniciado-por exemplo, se você estiver viajando e não têm alguns dos seu

equipamento com você, o aplicativo ainda será executado normalmente. Você deverá ver uma mensagem de aviso que o faz consciente da

situação. Se a sua configuração muda com freqüência, você pode querer desativar essa mensagem de aviso por desengatar a notificar-me

se os dispositivos não estão disponíveis quando Studio One Inicia opção.


Mais tarde, quando você começar a Studio One com o dispositivo ligado ao computador, Studio One irá reconhecer o dispositivo

automaticamente, e pode ser usado exatamente como antes, sem nenhuma outra configuração necessária.

4.5 Gerenciando conteúdo

gerenciamento de conteúdo e gerenciamento de arquivos pode se tornar inviável rapidamente quando se trabalha com software estação de

trabalho de áudio digital, devido ao grande volume de loops, efeitos, idéias de canções, faixas individuais, e assim por diante. No Studio One,

você só precisa localizar seu conteúdo preexistente uma vez, após o qual todos os locais será lembrado. Qualquer conteúdo que você cria

usando o Studio One serão geridas de forma semelhante. No Studio One, o seu conteúdo é mantido em categorias distintas.

A seguir descreve o processo de gerenciamento de seu conteúdo usando o Studio One Studio One / Opções / Localização

(Mac OS X: Preferências / Opções / Localização) menu.

Dados 4.5.1 Usuário

Qualquer conteúdo que você cria usando o Studio One serão armazenadas automaticamente no local especificado. Isso inclui as

músicas, Projetos, efeitos pré-selecionados, e todos os arquivos dessas categorias contêm. Toda a sua produção criativa será

logicamente organizado e mantido em um único local, o que torna futura localização e backup uma brisa.

Ao criar uma nova canção ou projeto, a pasta de dados do usuário será o local padrão de salvamento. Enquanto nós recomendamos usar

este local, você pode especificar qualquer local de salvamento ao criar qualquer nova canção ou projeto.

Também é possível engajar Autosave, que irá salvar automaticamente qualquer documento aberto em um interno de tempo

especificado.

Ao salvar uma música, se algum arquivo que está sendo usado na canção existir fora da pasta de mídia da Canção, você será

perguntado se você gostaria de copiar arquivos externos para a pasta de mídia.

4.5.2 Fi le Tipos

Todas as extensões de arquivos suportados são listados no estúdio de menu Tipos One / Opções / Localização / arquivo. Somente esses tipos

de arquivos suportados será exibido no navegador.

É possível adicionar extensões de arquivo a esta lista clicando no botão Adicionar. No menu pop-up, você pode escolher um ícone,

digite a extensão do arquivo, e fornecer uma descrição para o tipo de arquivo. Selecione uma extensão de usuário adicionada a partir

da lista e clique em Remover para removê-lo.

4.5.3 conjuntos de som

pacotes pré-configurados de loops e samples são empacotados com Studio One. Som do navegador Define pasta faz
encontrar este conteúdo rápido e fácil. Estes pacotes também contêm informações sobre cada fornecedor de conteúdo,
que é exibido no navegador quando um pacote é
selecionado. Clique no link Vendor no navegador para mais informações sobre o fornecedor e o conteúdo que
fornecem.

4.5.4 Biblioteca Instrument

Studio One inclui um instrumento virtual nativa chamada Presença que utiliza sons internos e fontes de som (SF2 e SFZ).
Fontes de som conter uma ou mais amostras de áudio que podem ser resynthesized em diferentes campos e níveis
dinâmicos. Usando a Biblioteca de Instrumento, Presença pode procurar sons, que são vistos como predefinições.

Para adicionar arquivos de som da fonte para a sua Biblioteca Instrumento, no Arquivo / Opções / Localização Library / Instrumento: menu [Mac

OS X Preferences / Localização / Biblioteca instrumento], clique no botão Adicionar e especificar um local de arquivo e clique em OK. Você pode

especificar como muitos locais como você precisa.

Para mais informações sobre a presença built-in instrumento virtual, consulte a seção Presença do “Built-In
Instrumentos Virtuais” capítulo.

4.5.5 Localizando plug-ins

Quando Studio One é iniciado pela primeira vez, a maioria de seus plug-ins estão localizados automaticamente e está pronto para usar

imediatamente. Se Studio One não consegue encontrar certos plug-ins, adicionando-los é fácil.

Para adicionar qualquer plug-ins VST que faltava para Studio One, navegue até o Estúdio

Um / Opções / Localização / plug-ins VST (Mac OS X: Preferências / Opções / Localização / plug-ins VST) do menu e clique no botão

Adicionar, em seguida, especifique um local e clique em OK. Você pode também dragand-soltar qualquer pasta a partir do Explorador /

Finder para a lista Locais. Studio One irá escanear estes locais na inicialização, incluindo procura de novos plug-ins que você

adicionou. Você sempre pode adicionar mais locais, se necessário.

plug-ins e aplicativos AU, VST 3, e ReWire habilitados têm o seu próprio caminho de arquivo no sistema operacional e não terá de ser

localizada manualmente.

4.5.6 Os plug-ins falhados

Se qualquer plug-in falha ao iniciar corretamente quando digitalizado no arranque, um aviso aparecerá ao lado de seu nome na lista de

mensagens de inicialização e uma mensagem de aviso deve aparecer. Se o plug-in continua a falhar na instância startup-para, se não for

autorizado corretamente ou uma chave iLok necessária não está presente-Studio One irá colocar o plug-in em uma lista negra e ignorá-lo na

inicialização a partir desse ponto.

Para repor essa lista negra e força Studio One para digitalizar faltando plug-ins novamente na inicialização, navegue até Studio One /

Opções / Localização / plug-ins VST (Mac OS X: Preferências / Opções / Localização / plug-ins VST) e clique em repor Blacklist. A

próxima vez que você começar a Studio One, os plug-ins anteriormente na lista negra será verificado novamente. Se os problemas que

causaram os plug-ins a falhar a varredura foram resolvidos, os plug-ins serão disponibilizados.


Suporte 4.5.7 VST

Studio One Produtor e apoio profissional VST 2.4 (incluindo VSTXML para a estrutura hierárquica parâmetro)
e VST 3.

4,6 Criando uma nova canção

A canção é onde toda a gravação, edição, organização e mistura tem lugar. Para criar uma canção nova, faça um dos seguintes

procedimentos:

• Na página Iniciar, clique no link New Song.

• Navegue até Arquivo / New Song.

• Pressione [Ctrl] / [Command] + N no teclado.

• A partir da página do projeto, se nenhuma canção está atualmente aberto, clique no botão de acesso rápido Song.

4.6.1 Song Templates

No lado esquerdo do menu criação New Song, você vai encontrar uma lista de modelos de músicas pré-configuradas, que são

projetados para ajudar você a começar rapidamente com várias tarefas de gravação.

Os modelos podem incluir em particular de E / S e configurações de pista, efeitos plug-in e processamento virtualinstrument, e todos os

outros aspectos de uma canção. Por padrão, o modelo Canção vazio é selecionado, que irá criar uma canção completamente vazio, sem

faixas ou configuração I / O pré-configurado.

4.6.2 Criar um modelo de canção

Se houver uma configuração de música em particular que você vai usar uma e outra vez, ele pode ser útil para criar um modelo. Para

isso, primeiro crie uma nova canção Empty. Em seguida, configure o I / O e criar e configurar todas as faixas e instrumentos virtuais,

efeitos plug-ins, e quaisquer outros aspectos da música que você precisa no seu modelo. Em seguida, no menu Arquivo, selecione

Salvar como modelo.

Digite um título e descrição, escolha uma imagem para o ícone do modelo, se quiser, e selecione OK. Você também
pode arrastar uma imagem do Windows Explorer / Finder para o ícone para
usar essa imagem. O estado atual exata da Canção agora estará disponível como um modelo no menu de criação Canção

Nova.

4.6.3 Título e Local

O título de sua canção será o nome do arquivo Song (Title.song) e o nome da pasta padrão que contém todos os dados relacionados

com a sua canção. O local padrão onde novas músicas e todos os dados relacionados serão salvos está na sua localização de dados do

usuário, sob Estúdio

Um / Opções / Localização / dados do usuário (Mac OS X: Preferências / Opções / Localização / User Data). Se quiser, você pode

escolher um local de arquivo diferente, clicando no botão New Localização e navegar para qualquer local.

Taxa 4.6.4 Amostra

“Taxa de amostragem” refere-se à taxa à qual o áudio analógico de entrada é amostrado por segundo durante a conversão de um sinal

digital. O cenário mais comum é a taxa de amostragem padrão para CDs de áudio: 44,1 kHz, o que significa 44.100 amostras por

segundo.

A taxa Uma amostra Studio deve coincidir com a taxa de amostragem de sua interface de áudio, então por padrão, a taxa de amostragem é definida

como taxa de amostragem de sua interface de áudio atual e alterar esta configuração irá iniciar uma mudança de taxa de amostra nesse dispositivo.

Se as taxas de amostragem não corresponderem, Studio One vai resample todos os arquivos de áudio para coincidir com a taxa de amostragem do

hardware, mas isso pode causar problemas de desempenho e deve ser evitado. Studio One é capaz de gravar em qualquer taxa de amostragem

seu hardware ofertas dispositivo de áudio.

Nem todos os dispositivos permitem que um aplicativo de software de terceiros para alterar a taxa de amostragem hardware. A taxa de

amostragem desejada deve ser ajustado antes de criar uma nova canção.

tamanho do arquivo é diretamente proporcional à taxa e resolução de amostra. Quanto maior for a taxa de amostragem e resolução,

maior o arquivo de áudio resultante será.

4.6.5 resolução

“Resolução” refere-se à profundidade de áudio digital, que está relacionado com a faixa dinâmica da audio bit. áudio CD
padrão tem uma resolução de 16 bits, o que resulta em cerca de 96 dB de faixa dinâmica. Assim, com áudio “com qualidade
de CD”, a diferença entre os mais silenciosos e mais alto soa possível é 96 dB. A resolução mais comum pondo em
gravação profissional é de 24 bits, o que produz uma gama dinâmica de cerca de 144 dB.

Studio One pode gravar áudio com 16, resolução de 24 ou 32 bits (ponto flutuante). Qual a resolução de usar é uma questão de

preferência. Se você não estiver familiarizado com esses conceitos, tente experimentar com a gravação em cada resolução e

comparando seus resultados.

4.6.6 Base de tempo e duração da música

A base de tempo de sua nova música vai determinar a forma como a linha do tempo é representado. A seleção timebase

pode ser alterado a qualquer momento. Você tem a opção do seguinte:


• Segundos: A divisão cronograma será uma expressão de horas: minutos: segundos: milissegundos.

• Amostras: A divisão linha de tempo será uma expressão de amostras.

• Bares: A divisão cronograma será uma expressão de bares e batidas musicais.

• Caixilharia: A divisão cronograma será uma expressão de quadros.

4.6.7 estiramento

Ao criar uma nova canção, você pode optar por automaticamente tempo-esticar qualquer arquivo de áudio importado que tem um ritmo

de informação, a fim de coincidir com ritmo atual do seu Song. Isso é altamente recomendado para evitar ter de esticar manualmente

faixas de áudio ou colocar em modo de TimeStretch.

No entanto, se você não pretende trabalhar com timestretching em sua música e querem garantir que nada é timestretched
automaticamente por engano, certifique-se essa opção estiver desmarcada.

Apenas as faixas de áudio com informações ritmo codificado será automaticamente ampliada com esta opção envolvidos. Studio One

irá lembrar de informações tempo que você especificar dentro da visão Inspector para qualquer arquivo de áudio.

4.6.8 Selecione uma música padrão ou Projeto

No One Opções / menu de Estúdio / General, você pode optar por abrir uma canção padrão ou Projeto ao lançar Studio One.
Para definir a canção ou projeto que será aberta neste caso, criar uma música ou um projeto e salvá-lo, com o nome “default”,
as músicas ou pasta de projectos localizados no local atual de dados do usuário definido em Opções / Locais.

4.7 Opções avançadas

Studio One oferece as seguintes maneiras de personalizar o seu fluxo de trabalho. Clique em cada guia no One Opções / menu de

Estúdio / Avançado para acessar essas opções.

4.7.1 edição

Clique na aba Edição para acessar as seguintes opções.

4.7.1.1 Ferramentas

A opção de cursor sobreposições Janela do Editor está envolvida por padrão. Isso vai evitar que um cursor cronograma piscando

no Windows Vista e 7, mas pode causar problemas de gestão de janela indesejados. Se você tiver esses problemas, tente

desativar esta opção.

O Ativar Crosshair Cursor para a opção Tools está envolvida por padrão. Ele permite um grande mira, branco, vertical e
horizontal, na janela de arranjo que auxilia na exibindo a posição exacta das várias ferramentas de ratinho.
Localize quando clicado no espaço vazio não está envolvida por padrão. Quando contratado, ele permite que o cursor cronograma

a ser localizada com base em clicar no espaço vazio ou clicando onde não há eventos.

4.7.1.2 Aspecto Evento

A opção Não mostrar nomes de eventos irá remover a legenda dos nomes dos eventos na vista Arranjo. Isto é
puramente uma diferença estética e não vai mudar quaisquer funções.

A opção Translúcido Desenhar Eventos não está envolvida por padrão. Ele permite que a grade Timeline na Organizar e
Editar vista a ser visto no fundo, por meio de eventos. Vendo a grade pode ajudar com várias tarefas de edição.

As bordas lisas opção Envelopes Automação de fornece anti-aliasing apoio às linhas gráficas de envelopes de
automação, ajudando-os a olhar liso e reto. Esta opção só afeta a aparência dos envelopes si mesmos e não
afeta o comportamento dos envelopes.

4.7.2 Automação

Clique na guia de automação para acessar as seguintes opções:

A automação segue a opção de Eventos está envolvida por padrão. Isto significa que envelopes de automação irá travar a

eventos para que se deslocam de um evento com automação “em” que também irá mover a automação.

Os Eventos Desativar opção Envelopes Automation Sob também está envolvida por padrão. Isso faz com que eventos disponível para as

ferramentas do mouse durante a visualização de um envelope de automação, o que ajuda a impedir que você editar involuntariamente

Eventos subjacentes durante a edição de automação.

Os adicionar automaticamente Envelopes para Todos opção Parâmetros Tocado não está envolvida por padrão. Envolver-se esta

opção se você gostaria de um envelope de automação a ser adicionado automaticamente para qualquer parâmetro que é tocada por

um controlador (isto significa que o dispositivo o parâmetro pertence está no modo de automação Touch, e um controle de hardware

atribuído a este parâmetro via Link Control é se mudou).

Os Envelopes padrão para Tracks novo áudio permite que você especifique se Volume, Pan, e envelopes Mute será criado para

novas faixas de áudio automaticamente. Volume e Pan estão envolvidos por padrão, Mute não é.

4.7.3 Áudio

Clique na guia Áudio para acessar as seguintes opções:

Jogar eventos sobrepostos não está envolvida por padrão. Quando envolvido, isso significa que quando os eventos de áudio se sobrepõem,

você vai ouvir uma mistura de ambos os eventos. Se você preferir para um para jogar, e o outro para ser silenciado, deixe esta opção

desengatada.
A opção Áudio Arquivo de Acesso Uso Não-buffer não está envolvida por padrão. Esta opção desativa o cache feito pelo sistema

operacional quando a leitura de um arquivo. O sistema operacional geralmente lê mais dados do que foi solicitada pelo aplicativo

quando o cache, o que pode ter um impacto negativo sobre o desempenho da reprodução, especialmente em máquinas lentas. Nós

recomendamos que você deixar esta opção desengatado a menos que você encontrar um problema técnico relacionado.

O uso de cache opção Timestretched áudio para está envolvida por padrão. Ele é descrito em profundidade na seção
Usando TimeStretch Cache do capítulo “TimeStretch”.

As informações do registro Tempo opção arquivos de áudio para está envolvida por padrão. Quando envolvido, esta opção permite

marcação de ritmo para qualquer arquivo de áudio gravado no Studio One. O tempo da música na posição hora da gravação serão

salvos com o arquivo, para que timestretching automático pode ser realizado. Se outro aplicativo tem problemas de leitura de

arquivos de áudio do Studio One, tente desativar esta opção.

Use Dithering para dispositivos de áudio e Exportação de arquivo de áudio está envolvida por padrão e significa que hesitar triangular (sem

ruído-shaping) será aplicado quando a profundidade de bits do sinal de áudio é reduzida de uma profundidade de bits mais elevada por um

dispositivo ou durante a exportação de arquivos. Desligue isto se você gostaria de usar um terceiro solução, composição de cores, como um

efeito limitador de inserção na saída principal, que foi construído com composição de cores com características que você preferir.

Envolver o uso Realtime Processing ao atualizar opção Arquivos de Mastering para garantir que processamento em tempo real é usado

quando o arquivo de domínio para uma determinada canção é atualizado automaticamente. Isso é necessário quando as músicas utilizar

determinados dispositivos, como instrumentos externos, que exigem uma mixagem em tempo real, a fim de ser incluído na mistura.

Parar reprodução ao abrir Opções está envolvida por padrão. Ele simplesmente pára a reprodução dentro de uma música ou um

projeto quando os Estúdios / Opções (Mac OS X: Preferências / Opções) menu é aberto. Isso vai evitar mudanças no Studio One

opções de afetar imediatamente o som durante a reprodução.

Lançamento dispositivo de áudio no fundo não está envolvida por padrão. Quando acionado, o dispositivo de áudio usado atualmente

serão disponibilizados para outras aplicações quando Studio One é minimizado.

Processo de áudio no modo de segurança não está envolvida por padrão. Quando envolvido, mais largura de banda de processamento é dado a

tarefas de processamento de áudio, resultando em maior latência. Esta opção pode ser útil em computadores de baixa potência ou em

computadores que apresentam problemas de desempenho.

Ignorar aparelho de áudio Timestamps não está envolvida por padrão. Quando envolvido, Timestamps dispositivo de áudio são

ignorados, eo relógio do sistema é usado para gerar timestamps vez. Esta opção pode ser útil quando as exposições do dispositivo

de áudio problemas de tempo.

4.7.4 MIDI

Filtro Aftertouch e Mudança Programa filtro não estão envolvidos por padrão. Eles podem ser usados ​para permitir Studio One para filtrar

ou remover estas mensagens a partir de um dispositivo MIDI de entrada.


Timecode Segue laço está envolvida por padrão e permite MIDI timecode para permanecer em sincronia quando Repetição está ativa em

uma canção ou projeto. Com este desengatada, MIDI Timecode continuará a funcionar de forma linear (contando) enquanto o transporte do

Studio One é looping.

Perseguição notas longas está envolvida por padrão. Quando envolvido, se a reprodução é iniciada depois de um início nota, a

nota será tocada como se a sua hora de início foram na posição em que a reprodução começou. Por exemplo, se uma nota synth

pad começa no bar 1 e dura até bar 8, ea reprodução é iniciada no bar 4, a nota vai jogar a partir bar 4 como seria normalmente

de bar 1. Com esta opção desengatada, no exemplo acima , a nota não iria jogar em tudo.

Corte notas longas na Parte Final não está envolvida por padrão. Quando contratado, este significa que notas serão cortados no final de

uma peça em que seria de outra forma se estendem para além da parte de extremidade. Isto coloca efetivamente a nota-off na parte final.

Registro de deslocamento permite a entrada de um valor, em milissegundos, pelo qual qualquer performance musical gravado

deve ser compensado no arranjo, compensando assim a latência dispositivo / driver.

Janelas MIDI (essas opções só aparecem se estiver rodando Studio One no Windows):

• Esconder portas Emulated DirectMusic está envolvida por padrão e elimina possíveis despedimentos em portas de

dispositivo como MIDI são apresentados no Studio One

• Use Legado MIDI em vez de DirectMusic não está envolvida por padrão. Envolver isto significa Studio One irá
ignorar dispositivos DirectMusic MIDI e irá acessar dispositivos MIDI através Legado MIDI vez.

• Ignorar Timestamps MIDI não está envolvida por padrão. Esta opção é útil quando um dispositivo MIDI apresenta problemas de

temporização, tais como o desvio ou um desvio geral.

4.7.5 Devices

O Editor do dispositivo Segue Seleção de canal Opção está envolvida por padrão e faz com que dispositivos de canal actualmente

visíveis, como efeitos virtuais ou instrumentos, para alternar automaticamente quando um canal é selecionado. Isso garante você só

está vendo os dispositivos relacionados com o canal selecionado.

Se você gostaria de áudio ou Instrumento Faixa de monitoramento para ser ativado automaticamente quando a gravação é

ativada em um Track, envolver o Monitoramento da trilha de áudio segue Record e Monitoramento pista de instrumento Segue

opções Record.

A opção Modo de Fader estiver definida como Touch por padrão, o que significa que você deve clicar no próprio punho fader para

mover o fader de um canal no Console Mix. Defina esta opção para saltar se você gostaria de ser capaz de clicar em qualquer lugar na

pista fader em vez disso, e ter o salto fader para essa posição.

4.7.6 Serviços
É possível, no Studio One, para ativar seletivamente e desativar serviços específicos ou módulos, que permitem características

específicas. Isso pode ser útil ao solucionar problemas. Por exemplo, se um dispositivo ReWire parece estar causando um problema, você

pode desativar o serviço ReWire para ver se isso resolve o problema. Este tipo de solução de problemas vai permitir que a equipe de

suporte técnico Um Studio para localizar rapidamente e resolver problemas específicos com o sistema de computador e para identificar

quaisquer problemas anteriormente desconhecidos no programa.

Todos os serviços são ativados por padrão. Para desativar qualquer serviço, clique na guia Serviços na One Opções / menu de

Estúdio / Avançado e clique no botão de confirmação, com especial atenção para a mensagem de aviso. Em seguida, clique em

qualquer serviço na lista e clique no botão Desactivar para desactivar o serviço. Você deve reiniciar Studio One para que estas

alterações entrem em vigor.

Se um serviço foi desativado, siga as instruções acima, e clique no botão Ativar para o serviço, a fim de reativá-lo. Mais
uma vez, Studio One terá de ser reiniciado para que qualquer uma dessas alterações tenham efeito.
5 Gravação

O capítulo seguinte discute aspectos da gravação no Studio One, incluindo áudio e Instrument Tracks, modos
de gravação e formatos, e dicas de gravação.

5.1 faixas de áudio

Antes da gravação pode ter lugar, você precisa de pelo menos uma pista na qual gravar. Studio One tem dois tipos de faixas para

gravação básica: a faixa de áudio e a pista de instrumento. O áudio é gravado com faixas de áudio, enquanto os dados musical

desempenho é registrado para Instrument Tracks.

5.1.1 Criando uma faixa de áudio

Para criar uma faixa de áudio, navegue para Rastrear / Adicionar Faixas ou pressione [T] para abrir o menu Adicionar faixas.

As seguintes opções estão disponíveis neste menu:

• Nome: Clique aqui e digite um nome para a nova faixa.

• Contagem: Escolha o número de faixas que você gostaria de criar.

• Formato: Escolha um mono ou estéreo faixa de áudio.

• Predefinido: Escolha uma Cadeia FX a ser pré-carregados sobre os trilhos.

• Cor: Escolha uma cor.

• Auto-Cor: Marque esta caixa se você gostaria suas faixas auto-colorido.

Uma vez que estas opções são configuradas, clique em OK, e as faixas aparecerão na janela de arranjo.

Navegue até faixa / Adicionar faixa de áudio (mono ou estéreo) para adicionar rapidamente uma faixa de áudio.

[Direita] / [Control] -clique no espaço em branco na coluna da trilha e selecione Add Tracks para todas as entradas para adicionar rapidamente

uma pista para cada entrada configurado em Configuração de Áudio I / O.

Alternativamente, você pode [Direita] / [Control] -clique em qualquer espaço em branco na coluna da trilha da janela de arranjo e selecione Add

Audio Track (Mono) ou Adicionar faixa de áudio (estéreo) para adicionar rapidamente uma faixa de áudio.
5.1.2 Uso e criar predefinições

No Studio One, você pode armazenar presets de toda uma cadeia de efeitos plug-ins como uma Cadeia FX, permitindo recuperação rápida de

configurações de efeitos complexos em qualquer pista. Qualquer predefinido de fábrica ou FX Chain criado pelo utilizador pode ser seleccionada

como uma predefinição ao criar uma faixa. Para mais informações, consulte a seção FX Cadeia da “mistura” capítulo.

5.1.3 Configurando uma faixa de áudio

Esta seção descreve os parâmetros Audio Track editáveis.

5.1.3.1 Input / Output Seleção

canal de I / O de uma faixa de áudio (s) podem ser selecionados a partir de três locais: A coluna Track, o console, eo

inspetor Track.

Selecionando um canal de entrada da Coluna da faixa:

• Defina o Organizar vista Faixa tamanho de médio ou grande para ser capaz de acessar a seleção Canal de Entrada atual

para qualquer faixa.

• Clique na janela imediatamente abaixo do fader faixa horizontal para escolher qualquer canal de entrada
configurado.

Selecionando uma entrada ou canal de saída do Console:

• Abra o Console clicando no botão Mix, ou pressione [F3] no teclado, e certifique-se tanto todos os canais
ou áudio é selecionado na janela de Banks.

• Clique na janela acima Fader de cada faixa e Pan controla para escolher uma entrada e / ou saída Channel. O
seletor de canal de entrada está no topo, com o selector de saída do canal debaixo.

Selecionando uma entrada ou canal de saída do Inspector:

• Abra a janela Inspetor clicando no botão Inspector acima da Coluna faixa ou pressionando
[F4] no teclado.

• Na área do canal da janela do Inspector, você vai encontrar de alternância da faixa atualmente selecionada Channel

Mode (mono ou estéreo) e seletores de entrada e canal de saída.

• Clique na entrada ou saída seletor de canais para seleccionar um canal.

Estéreo As faixas podem escolher entre mono e estéreo de entrada Canais, enquanto Mono Faixas só pode selecionar a partir de Canais

mono de entrada.
5.1.3.2 Modo Tempo

O modo de Tempo, encontrados no Inspector, afeta a maneira pela qual áudio eventos são tratados em qualquer faixa de áudio.

Há três modos de Tempo:

• Não siga. Eventos de áudio na faixa selecionada não será afetado por tempo da música.

• Segue. A posição de início de eventos de áudio na faixa selecionada serão ajustados com mudanças de tempo, de modo que os

eventos permanecer em sincronia com a posição suas barras (barras e batidas). O comprimento do evento não será afetado.

• Timestretch. Supondo que o arquivo Canção contém informações tempo, mudanças de tempo fará com que eventos de áudio

na faixa selecionada para ser esticado de forma dinâmica para que os horários de início e término dos eventos permanecer em

sincronia com suas barras (barras e batidas) posições. O comprimento ea temporização interna do evento serão afetados no

processo de alongamento, mas a afinação do áudio não serão afectados.

Se os arquivos de áudio estiramento em Tempo opção for selecionada ao criar uma nova canção, TimeStretch será o modo de tempo

padrão para todas as novas faixas de áudio.

5.1.4 Record-Ativando uma faixa de áudio

Para gravar uma faixa de áudio, a faixa deve ser recorde habilitado. Para gravar a activar uma faixa de áudio, clique na Record da

faixa botão Ativar uma ou selecionar a faixa e pressione [R] no teclado. Selecionar várias faixas e gravar habilitar qualquer um deles

para gravar habilitar todas as faixas selecionadas. O botão Record Enable ficará vermelho quando ativo, e medidor da faixa

começará a se mover para cima e para baixo se houver entrada de áudio ao vivo na entrada selecionado da faixa Channel.
Alternativamente, se você pressionar a tecla [Alt] / [Option] no teclado e clique em Record Enable, você quer recorde de permitir

que a pista relacionado e desarmar recorde de habilitar para todas as outras faixas.

No menu Opções, você vai encontrar opção Seleção da entrada de áudio a seguir. Engajar-se este registro e

automaticamente o monitor habilita a última faixa selecionada na janela de arranjo.

Quando uma faixa de áudio é o registro habilitado, um indicador de clipe aparecerá no topo do medidor InputLevel para essa faixa

na janela de arranjo. Se ocorrer recorte na entrada, o indicador de clip acenderá. Quando recorte ocorre, você deve ajustar o

ganho de entrada / nível na sua interface de áudio, como uma vez que o sinal distorcido é gravada, ela não pode ser fixo.

Uma vez que uma faixa de áudio é o registro habilitado, você está pronto para gravar. Referir-se ativando Gravação

Para saber mais sobre este tema.

Monitoramento 5.1.5 Software

Para monitorar (ouvir) vivem entrada de áudio em uma faixa de áudio no Studio One, clique no Monitor de botão permitem uma vez.

Este botão deve ficar azul, e você deve começar a ouvir a sua entrada de áudio ao vivo e ver o seu nível de entrada no medidor pista.

Você também pode segurar [Alt] / [Option] no teclado e, em seguida, clique no botão Monitor de permitir a se envolver simultaneamente

monitoramento em uma pista e desengatar o monitoramento em todas as outras faixas.

Pode ser útil imaginar o caminho do sinal para entender exatamente o que está acontecendo. Por exemplo, se você estiver ouvindo

uma guitarra conectado no canal 1 no seu interface de áudio, em seguida, Studio One recebe a entrada de guitarra na entrada de

hardware 1.

Na configuração de áudio I / O, você terá criado uma entrada mono canal com entrada de Hardware 1 como sua fonte. Sua

faixa de áudio terá que Canal de Entrada selecionado como sua entrada. A saída de sua faixa de áudio é provável que seja a

saída principal, que é um canal de saída estéreo. A saída do canal irá enviar a um par estéreo designado de saídas em sua

interface de áudio hardware, que presumivelmente são conectados a seus alto-falantes ou fones de ouvido.

Ao monitorar a entrada de áudio ao vivo de um microfone, evitar ouvir com alto-falantes que estão em estreita proximidade com o

microfone. Caso contrário, você pode criar um loop de feedback que pode rapidamente gerar níveis de áudio perigosamente muito fortes,

possivelmente prejudicar os ouvidos e os alto-falantes.

Monitoramento 5.1.6 Hardware

Algumas interfaces de áudio possuem a capacidade de monitorar as entradas e saídas de hardware diretamente, ao contrário de

monitoramento através de software. Isto é referido como “monitoramento de hardware” ou “monitoramento de latência zero.” Ao

utilizar este tipo de interface, recomendamos que você monitorar a entrada de áudio ao vivo através do hardware, e não através do

software. Isso ajudará a evitar problemas comuns que resultam de latência software, tais como ouvir um atraso quando você gravar

os vocais, ou gravar off-beat.


5.1.7 Definindo Níveis de Entrada

Definindo bons níveis de entrada é fundamental para fazer uma boa gravação. Isso começa com a interface de áudio hardware. Se o

nível de entrada do hardware está definido muito baixo, e você aumenta o nível mais tarde no Studio One para compensar, você

também vai elevar o nível de ruído no sinal. Se o nível é muito alto, você pode sobrecarregar a entrada de hardware, causando

distorção de limitação desagradável que não pode ser fixo. Portanto, você deve definir o ganho de entrada na sua interface de áudio tão

alto quanto possível, sem sobrecarregar a entrada. Há geralmente um indicador de clip para cada entrada na interface de áudio para

ajudá-lo na detecção de sobrecargas.

Enquanto os níveis de entrada não são recorte em sua interface de áudio ou na pista para a qual você está gravando no Studio
One, você sempre pode ajustar os níveis de material gravado após a gravação é feita. Para monitorar visualmente os níveis de
entrada para qualquer entrada no Studio One, é melhor para ver os canais de entrada no Console Mix clicando na guia
Entradas no Console.

5.2 faixas de instrumentos

Instrumento faixas são, onde os dados de desempenho é gravado, tirada, e editada. Estes dados geralmente vem de um teclado,

que é usado para tocar um módulo de som do instrumento ou hardware virtual. Os dados de desempenho não é de áudio; o

instrumento virtual ou módulo de som é a fonte de áudio.

No Studio One, controladores MIDI são referidos como teclados. Se você não tiver configurado um teclado, consulte a configurar

sua seção Dispositivos MIDI do capítulo “Setup”.

5.2.1 Criando uma pista de instrumento

Para criar uma pista de instrumento, navegue até faixa / AddTracks ou pressione [T] para abrir o menu Adicionar faixas.

As seguintes opções estão disponíveis neste menu:

• Nome. Clique aqui e digite um nome para a nova faixa.

• Contagem. Escolha o número de faixas que você gostaria de criar.

• Formato. Escolha pista de instrumento.

• Cor. Escolha uma cor.

• Auto-Color. Marque esta caixa se você gostaria suas faixas auto-colorido.


Uma vez que estas opções são configuradas, clique em OK, e as faixas aparecerão na janela de arranjo. É importante
notar que Instrument Tracks não aparecem diretamente no console, como fazem som não se ouve. Os instrumentos
virtuais gerar som e são representadas no Console de Canais Instrumento.

Alternativamente, [Direita] / [Control] -clique em um espaço em branco na coluna Track of the Organizar vista e selecione Add Track

Instrumento no menu pop-up para adicionar rapidamente uma pista de instrumento.

5.2.2 A configuração de uma pista de instrumento

No Studio One, uma pista de instrumento só pode receber entrada de um teclado que foi configurado no menu de dispositivos

externos. Para configurar um teclado, consulte a configurar sua seção Dispositivos MIDI do capítulo “Setup”. Se você tem um

teclado configurado como entrada pista de instrumento padrão, todas as faixas de instrumentos será o padrão para usar esse

teclado.

Uma pista de instrumento pode desencadear um instrumento virtual que foi criado em uma música ou um instrumento externo. A

entrada da faixa de instrumentos e de saída cada um pode ser selecionado em um dos dois locais:

Selecionando uma entrada pista de instrumento ou de saída da coluna da faixa:

• Defina o Organizar vista Faixa tamanho de médio ou grande para ser capaz de acessar a corrente de entrada pista de

instrumento.

• Há duas janelas de seleção na pista de instrumento. Clique na janela inferior para escolher a partir de qualquer

entrada de teclado configurado. Clique na janela Top escolher uma saída para qualquer previamente configurado

instrumento virtual ou externo.

Selecionando uma entrada pista de instrumento ou de saída do Inspector:

• Abra a janela Inspetor clicando no botão Inspector acima da Coluna faixa ou pressionando
[F4] no teclado.

• Clique na janela de entrada ou seletor de saída para selecionar a partir de qualquer entrada de teclado configurado ou para

desencadear qualquer previamente configurado instrumento virtual ou externo.

Pressione [F11] para abrir o editor de instrumento para a pista de instrumento selecionado.

Note que é possível selecionar Todas as entradas como entrada para faixas de instrumentos, que combina a entrada de todos os dispositivos de

teclado definidos. Se Input Instrumento Padrão não é verificada para qualquer dispositivo de teclado, novas faixas de instrumentos usará

automaticamente todas as entradas.


Este item está sempre na lista de entradas, mesmo que nenhum dispositivo de teclado está definido. No entanto, para qualquer entrada MIDI a

ser recebido em uma pista de instrumento, o dispositivo de entrada MIDI (controlador de teclado, etc.) deve primeiro ser configurado no menu

de dispositivos externos como um teclado.

5.2.3 Configurar um instrumento virtual

Studio One Produtor e VST apoio profissional e instrumentos virtuais da UA, aplicações ReWire, e instrumentos virtuais nativos
do Studio One. A diferença entre estes tipos de instrumentos virtuais é transparente para o usuário no Studio One, como eles
são todos tratados da mesma maneira. Para usar qualquer VST ou instrumento virtual AU, você precisa ter certeza de Studio
One sabe onde eles estão instalados em seu computador. Consulte a Localizando Plug-ins seção do capítulo “Setup” para mais
informações sobre a localização de seus plug-ins.

5.2.4 Adicionar um instrumento virtual a partir do browser

Para adicionar qualquer VST, AU, ReWire, ou built-in instrumento virtual à sua Song, abrir a vista em Procurar e clique na guia Instruments

para ver o seu instrumento virtual. Em seguida, faça um dos seguintes procedimentos:

• Clique e arraste qualquer instrumento virtual para um espaço vazio na janela de arranjo para adicionar

simultaneamente o instrumento virtual para a sua canção e criar uma pista de instrumento com sua saída

encaminhado para o instrumento virtual. A pista de instrumento vai convenientemente herdar o nome do

instrumento virtual.

• Clicar e arrastar qualquer instrumento virtual em cima de uma pista de instrumento existente para substituir

instrumento virtual atual da pista.

• Clique e arraste qualquer instrumento virtual para a janela Instruments na Mixer simplesmente adicionar o

instrumento virtual para sua canção. A fim de controlar ou tocar este instrumento virtual, você precisará selecioná-lo

como a saída para uma pista de instrumento.

• O instrumento virtual está agora configurado e pronto para jogar e terá um ou mais dedicados canais
de áudio no Mixer.

Uma vez que um instrumento virtual é adicionado ao seu Song, ter certeza de que uma pista de instrumento é encaminhado a ele para que o

instrumento pode ser jogado.


5.2.5 configurar várias saídas instrumento virtual

Muitos instrumentos virtuais têm a capacidade de enviar áudio em mais de um canal. No Studio One, apenas o primeiro
par de qualquer instrumento virtual de saída ou saída será ativada por padrão.

Para ativar as outras possíveis Canais-instrumento virtual saída no console:

• Abra o console pressionando [F3] no teclado, em seguida, abra o painel de instrumentos (aberta por
padrão), clicando no Instr. botão para a esquerda do Console.

• Clique uma vez sobre o instrumento virtual no painel de instrumentos, eo menu de ativação do canal de saída vai se

expandir.

• Clique na caixa de seleção ao lado de qualquer saída para ativar que a saída para o instrumento virtual.

• Cada saída de instrumento virtual ativa terá um canal dedicado para áudio na consola.

Você também pode ativar saídas de instrumento virtual na janela do plug-in. plug-in any-instrumento virtual que
oferece vários canais de saída terá um botão de Canais no topo da janela do plug-in. Clique neste botão para exibir
e ativar as saídas disponíveis.

5.2.6 Configurar uma aplicação ReWire ™

Religar aplicativos são configurados de forma similar aos instrumentos virtuais. Quaisquer aplicações ReWire conhecidos Studio One

Professional serão listados na guia Instruments navegador, juntamente com todos os instrumentos virtuais conhecidos. Você pode

arrastar na aplicação ReWire apenas como um instrumento, e Studio One tem um objeto ReWire especial para representar o aplicativo.
A janela de interface ReWire é semelhante ao das janelas interface de instrumento virtual. Há também dois controles
especiais, Abrir Aplicação e fechar aplicativos, o que pode abrir e fechar mais religar aplicações, para que você não
precisa deixar o Studio One para abrir ou fechar a aplicação ReWire.

Se clicar em Abrir aplicativo não iniciar imediatamente sua aplicação ReWire, isso significa que a aplicação
ReWire não suporta esta função, então você precisa para lançar o aplicativo manualmente. A aplicação deve
iniciar no modo escravo ReWire.

Engajar-se “Permitir alterações tempo / assinatura” na janela da interface ReWire permite a aplicação ReWire para fazer ritmo
e tempo assinatura mudanças dentro de Studio One. Para suprimir essas mudanças a partir da aplicação ReWire, desative
esta opção.

5.2.7 Gravar Ativando uma pista de instrumento

Para gravar dados de desempenho musical a uma pista de instrumento, a pista deve estar habilitado para registro. Para gravar a activar uma

pista de instrumento, clique no botão Record Enable uma vez; ele deve ficar vermelha.

Além disso, note que monitor de permitir é, por padrão, automaticamente acionado quando Record Enable está envolvida. Este

comportamento pode ser configurado nas opções de menu / Studio One / Avançado / Devices. Se os dados musical chega de teclado

selecionado da faixa, medidor de Pista O instrumento irá mover para cima e para baixo, o que corresponde a essa entrada.

Uma vez que uma pista de instrumento é o registro habilitado, você está pronto para gravar dados de desempenho musicais para essa faixa.

Referir-se ativando Gravação Para saber mais sobre este tema.

5.2.8 Monitorização uma pista de instrumento

Instrumento faixas de dados de gravação e produção musical em desempenho, e não de áudio. O instrumento virtual ou

externo ao qual a pista de instrumento é encaminhado gera o áudio. O seguinte descreve como a saída do instrumento

de áudio virtual e externo é monitorado.

5.2.9 Monitoramento de um instrumento virtual

instrumentos virtuais normalmente carregar com um som padrão; no entanto, você deve ter certeza que o instrumento virtual que

você deseja monitorar está configurado corretamente para gerar áudio. Com a saída de uma pista de instrumento encaminhado para

o instrumento virtual que você deseja monitorar, clique no botão Monitor, e ele vai ficar azul.

Agora você deve ser capaz de tocar o teclado que você selecionou como a entrada para a pista de instrumento e deve ver o
movimento do medidor trilha, bem como ouvir a saída de áudio do virtual
instrumento. Se não for possível ouvir a saída de áudio do instrumento virtual, certifique-se de que o seu instrumento virtual está

configurado corretamente e que os canais de áudio correspondentes no Console Mix não está silenciado.

Se você selecionar a opção Seleção no menu Opções do Input Instrumento segue, qualquer pista de instrumento que você

selecionar terá automaticamente monitorar e gravar habilitado, e todas as outras faixas de instrumentos terá estes desativado.

5.2.10 Monitorização um instrumento externo

Para monitorar e gravar a saída de áudio hardware de um instrumento externo, uma ou mais faixas de áudio precisam ser
criados para receber essa saída. Isso significa que seu instrumento externo precisa ser fisicamente ligado a uma ou mais
entradas na sua interface de áudio. Assim, a monitorização de um instrumento externo envolve o seguinte:

• A saída de uma pista de instrumento é encaminhado para o instrumento externo, que foi configurada para

receber a entrada MIDI do Studio One.

• A pista de instrumento é habilitado para monitor.

• Uma ou mais faixas de áudio ter sido criado e configurado para usar os canais de entrada para o qual a
saída de áudio do instrumento externo está conectado.

• As faixas de áudio estão habilitados para monitor.

Com as condições acima atendidos, você será capaz de jogar o seu teclado e veja o medidor movimento pista de instrumento. Você

também vai ver os medidores de trilha de áudio relacionados em movimento, bem como ouvir a entrada de áudio ao vivo do instrumento

externo.

5,3 ativando Gravação

Depois de ter as faixas desejadas criadas, configuração e habilitados para registro, o próximo passo é gravar. O seguinte
ilustra várias maneiras de ativar a gravação, cada um associado a um propósito diferente.

5.3.1 ly manual

Manualmente gravação ativando é a forma mais básica para gravar. A gravação será iniciada na posição atual de
reprodução-cursor e vai continuar até que você parar manualmente a gravação. Para ativar manualmente a gravação, clique
no botão Gravar no transporte ou pressione [NumPad *] no teclado.

O botão Gravar no transporte ficará vermelho, o cursor de reprodução vai começar a rolar da esquerda para a direita, e um novo

evento será gravado para qualquer faixa habilitado para recordes. A gravação continuará até que você pará-lo manualmente.
5.3.2 Pré-Roll

Gravação com pré-Roll envolvidos permite que você especifique um número de bares que vão jogar antes do início da
gravação. Por exemplo, quando você quer gravar uma parte vocal para um coro, o vocalista terá de ouvir alguma parcela de
referência das faixas gravadas antes de começar a cantar, e um guitarrista gravar um solo terá de ouvir a música que leva
ao Solo. Pré-Roll permite que você especifique o número de barras que você vai ouvir antes de gravar automaticamente
começa e poupa o trabalho de apagar o espaço antes a parte gravada começa.

Siga estes passos para utilizar Pre-Roll:

• Clique no botão Pré-Roll no transporte ou pressione [O] no teclado para envolver Pre-Roll.

• Clique no botão de configuração Metronome para abrir o menu de configuração Metronome.

• Sob Precount no menu Configuração Metronome, insira um número no campo Bares Precount para o número de

barras que você deseja jogar antes do início da gravação.

• Defina o cursor de reprodução para a posição de linha do tempo em que você deseja iniciar a gravação.

• Clique no botão Gravar no transporte ou pressione [NumPad *] para iniciar a gravação. A reprodução começará no número

especificado de bares antes da posição que você escolheu, com o cursor de reprodução se movendo da esquerda para a

direita.

• A gravação será ativado automaticamente na posição que você escolheu. O botão Gravar no transporte ficará vermelho, o

cursor de reprodução continuará a deslocar da esquerda para a direita, e um novo evento irá começar a gravar a quaisquer

faixas habilitado para recordes.

• A gravação continuará até que você pará-lo manualmente, pressionando [Barra de Espaço] no teclado ou clicar

em Parar no Transporte.

5.3.3 Auto perfurador

Às vezes é útil para automatizar o ponto em que a gravação irá começar e terminar. Por exemplo, se você quiser gravar mais de

uma frase específica de uma parte vocal, mas não antes ou após essa frase, você pode começar de forma automática e gravação

de final em pontos específicos. Este processo é comumente referido como “perfuração dentro e para fora,” e o novo evento de

áudio resultante é referido como o “punch-in.”


No Studio One, perfurar in / out é conseguido com o recurso Auto Punch. Siga estes passos para envolver Auto Punch:

• Defina o localizador esquerdo na Timeline Régua da janela de arranjo na posição que você deseja dar um soco no, isto

é, onde a gravação deve começar.

• Defina o localizador direito na Linha do Tempo Régua da janela de arranjo na posição que deseja para perfurar para

fora, isto é, onde a gravação deve parar.

• Clique no botão Auto soco no transporte, ou pressione [I] (a letra 'i') no teclado.

• Com faixas registro habilitado, iniciar a gravação a qualquer momento antes da posição Esquerda Locator.

• A reprodução será iniciada e a gravação será ativado automaticamente na posição Esquerda Locator. O botão Gravar

no transporte ficará vermelho, o cursor de reprodução continuará a deslocar da esquerda para a direita, e um novo

evento irá começar a gravar a quaisquer faixas habilitado para recordes.

• A gravação pára automaticamente na posição correta Locator. No entanto, a reprodução continuará para além da

posição direita Locator até que você pará-lo manualmente, pressionando [Barra de Espaço] no teclado ou clicando em

Parar no Transporte.

Se você usar o recurso Auto-Punch no Studio One para gravar seu punch-ins, ou se você perfurar manualmente, o áudio
recém-gravado é automaticamente crossfaded em suas bordas com o áudio Evento existente, para que a transição entre o
velho eo novo áudio não é audível. O tempo de mistura será muito pequeno e não audível; no entanto, você pode editar o
crossfade manualmente.

5.4 Controlo Metrônomo

Um metrônomo faz cliques audíveis ou outros sons que correspondem a batidas em um ritmo selecionável, fornecendo os
músicos com uma referência ritmo durante a gravação. Isto é especialmente útil para gravar tambores ou outras
faixas-ritmo intensivo, como a edição e processos de organizar são feitas muito mais fácil quando as linhas de áudio
gravados com barras e batidas musicais.

No Studio One, o metrônomo pode ser acoplada e desacoplada tanto a nível global e para cada saída de hardware no
console, incluindo o Out principal e qualquer Outs Sub.

5.4.1 Gire o Metronome On / Off ly manual

No transporte, o botão Metronome está à esquerda do fader de volume principal e medidor. Clique no botão
Metronome, ou pressione [C] no teclado, para participar globalmente e desengatar o metrônomo. O metrônomo é
globalmente desengatada por padrão.
Os canais de saída no console também apresentam botões metrônomo e controles de nível para a direita dos botões
Mute e Solo. Esses controles permitem que você escolha, para cada saída, com ou sem o metrônomo será ouvida e
seu nível.

5.4.2 Configurar Comportamento Metronome

O menu de configurações metrônomo pode ser acessada clicando no botão Configurações Metronome, localizada ao lado do

botão Metronome no Transporte. Neste menu, você encontrará configurações Precount Áudio Clique e.

Nas configurações clique em Áudio, você pode escolher uma amostra Clique e nível

correspondente, bem como uma amostra Accent e nível correspondente. O Accent

será sempre a batida downbeat, ou em primeiro lugar, de cada novo bar. Você pode

escolher entre quatro amostras padrão para o Click e Accent, incluindo Click, Clave,

Rim tiro, e pandeiro. Por padrão, a configuração Accent nível é mais elevado do que

a configuração Clique em Nível, como a maioria dos músicos gostam de ter o tempo

forte de cada barra enfatizou para ajudar a manter o tempo.

O metrônomo também pode clicar com o dobro ritmo. Por exemplo, se a assinatura de tempo é fixado em 4/4, o metrônomo pode saída

de oito nota clica em vez de cliques de semínima, proporcionando uma subdivisão da batida. Isso pode ajudar a manter o tempo em

ritmos mais lentos, ou ainda guiar o performer através de um ritmo complexo. Envolver a opção Duplo Tempo para ativar esse

comportamento.

5.4.3 Clique em Reprodução

A Clique na opção de reprodução no menu de configuração Metronome permite ativar / desativar o metrônomo durante a reprodução, ao

contrário durante a gravação. Desativando Clique em Playback permite que você deixe o Metronome envolvida no transporte em todos os

momentos, de modo que se você está gravando, você vai ouvir um clique, mas se você está jogando para trás, você não vai ouvir o clique.

Clique em Reprodução está envolvida por padrão; clique no Clique na caixa de seleção de reprodução para desengatar o metrônomo

durante a reprodução.

5.4.4 Clique Apenas em Precount

Quando a gravação é acionado com Pre-Roll envolvidos, como discutido na Pré-Roll seção deste capítulo, um determinado

número de bares Precount vai jogar antes de atingir a posição atual do cursor de reprodução. O número de barras Precount é

especificada no menu Configuração Metronome. Neste mesmo menu, há uma caixa de seleção para envolver o Click Apenas em

opção Precount, que é desengatada por padrão.

Com o Click Apenas em Precount envolvidos, o metrônomo irá fornecer uma contagem-in tradicional durante as barras

Precount e não será ouvido além desses bares.


5.4.5 usar sons personalizados no Metronome

É possível utilizar qualquer amostra de áudio no Metronome. Para adicionar amostras ao menu Configurações Metronome, navegue até a

localização do usuário, conforme especificado em Opções / Localização, e em seguida, COPY e-colar qualquer WAV, AIFF ou arquivo de

áudio MP3 para a pasta cliques. Qualquer arquivo de áudio adicionado à pasta cliques estará disponível como uma opção para a amostra

Downbeat e Accent Nível no menu Configurações do metrônomo.

5.5 Gravação de circuito em trilhas de áudio

Pode ser muito útil para repetir uma seção específica durante a gravação, a fim de capturar várias performances ou toma

da mesma passagem musical. No Studio One, isso é chamado de “Gravação Loop.”

Siga estes passos para realizar loop de gravação:

• Defina a Esquerda e localizadores bem no Timeline Régua no início e final, respectivamente, da


área em que você deseja gravar.

• Clique no botão de Loop no transporte ou pressione [NumPad] no teclado para envolver Looping.

• Ative a gravação manualmente ou através de pré-Roll ou Auto Punch.

• Quando o cursor de reprodução alcança a posição de direito Locator, que fará um loop de volta para a posição esquerda Locator.

• A gravação continuará até que você pará-lo manualmente, pressionando [Barra de Espaço] no teclado ou clicar

em Parar no Transporte.

Quando Repetição de gravação com faixas de áudio, várias tomadas será criada. Estes Toma representam cada passe

gravada através da região de laçada. Se o registro preciso para Layers está envolvida no painel Record, aberta a partir do

menu View ou com [Shift] + [Alt] + [R] no teclado, a demora será automaticamente colocado em camadas separadas que são

expandidos quando a gravação é interrompida . Consulte a seção Comping do capítulo “Edição” deste manual para mais

informações.

5.5.1 Seleção Toma de um evento de áudio

Quando há vários takes disponível para um evento de áudio, o ícone Faça aparecerá no canto inferior esquerdo do
Evento na janela de arranjo.
Por padrão, a última tomada gravada é selecionado. Para selecionar qualquer outro take, [Direita] / [Control] -clique no evento de áudio para

expor uma lista de Toma. Clique em qualquer Faça numeradas para selecioná-lo. Toma são editados como um único áudio de eventos, de modo

a cola ou splicing qualquer Faça vai unir todos os takes contida no evento de áudio.

É possível emendar um evento de áudio que contém vários takes, em seguida, selecione uma tomada diferente para cada
emenda do evento original. Por exemplo, se você gravou três takes para um verso vocal, você poderia dividir essa Áudio
Evento entre cada frase vocal, e então, para cada frase, selecione o melhor dos três Toma.

5.5.2 Descompacte Toma

Quando dois ou mais Toma existir para um evento de áudio, é possível descompactar o indivíduo leva para separar eventos em

novas faixas, novas camadas ou camadas existentes. Para fazer isso, [Direita] / [Control] Clique no evento e clique em

Descompacte Toma no menu contextual.

Escolha Descompacte para Tracks para colocar cada Tomar no momento apropriado em sua própria nova Track. Note-se que as

definições da trilha de origem não são duplicados para as novas faixas.

Escolha Descompacte preciso para novas camadas para colocar cada Leve em sua própria camada. Isso geralmente é feito para Composites,

discutido em detalhe na seção Comping do capítulo “Edição”. Escolha Descompacte preciso para camadas existentes se você gostaria de

descompactar o preciso para camadas existentes.

5.5.3 Definir e Shift loop

Vários comandos de teclas que podem ser úteis quando a gravação do circuito estão disponíveis no menu de atalhos de
teclado e, por padrão não têm comando tecla atribuída.

Definir Loop Start e Set Loop End permitem que você coloque os localizadores esquerdo e direito na posição de reprodução-cursor

atual. Os mesmos comandos podem ser usados ​ao definir localizadores esquerdo e direito para um punch-in usando Auto Punch.

Mudança de Loop e Shift loop para trás permitem mover a faixa de loop para a seguinte ou anterior gama de tempo igual. Por
exemplo, se você tem oito bares em loop, Shift loop iria mover o intervalo loop para os próximos oito bares.
5.6 Modos de Gravação faixa de instrumento

tem vários modos de gravação para uma faixa de instrumento. Para alternar entre esses modos, navegue até o menu Exibir e
selecione o painel Record, ou pressione [Shift] + [Alt] + [R] no teclado. No painel Record, você pode ativar o modo Record
Overdub ou modo de gravação Substituir e laço registro ocupa ou Loop Mix Record. O que se segue descreve cada modo de
gravação de pista de instrumento.

5.6.1 Modo de gravação Overdub e Substituir

Quando no modo de gravação Overdub, a gravação através de qualquer parte do instrumento existente irá resultar no material

gravado recentemente a ser sobreposta, ou adicionado a, o material existente. Durante a gravação, você vai ouvir a jogar o

Evento previamente gravada, juntamente com o material que está sendo gravado, supondo que você está monitorando a pista de

instrumento.

Quando no modo Substituir gravação, a gravação sobre qualquer instrumento Parte existente resultará no novo material a ser
gravado para um novo evento, que substitui a parte do evento original. Durante a gravação, você não vai ouvir o evento
previamente gravada jogando para trás, como o objetivo desta modalidade é para substituir o material existente.

5.6.2 Circuito registro ocupa e Mix

Se laço está envolvida no transporte durante a gravação, o modo de gravação vai mudar, quer para loop ficha Toma ou Loop
mistura da ficha, dependendo da selecção, no painel de ficha. Estes modos são funcionalmente semelhantes ao normal Modo
de gravação Overdub e modo de gravação Substituir.

Quando loop registro ocupa é selecionado, cada passagem pela região em loop é gravado para um novo Tome dentro de uma única

nova parte de instrumento. Quando a gravação é interrompida, cada tomada individualmente selecionável por [Direita] / [Control]

-clicking na parte de instrumento e escolher uma das numeradas leva a partir do topo do menu pop-up. Apenas uma tomada pode ser

selecionado por vez para qualquer parte do instrumento.

Assume partes de instrumento pode ser descompactado para novas faixas de instrumentos, como com leva Áudio Evento, descrito

na Descompacte Toma seção deste capítulo.

Quando loop mistura da ficha é seleccionada, cada passar através da região anelada é adicionado ao material existente dentro de uma

única nova parte de instrumento. Por exemplo, se você executar um loop de uma região de quatro barras para gravar uma nova parte da

bateria, isso permitirá que você jogue uma peça do kit de bateria durante cada passagem até que você gravou toda a parte.
5.6.3 Nota Erase

Se Nota Erase é selecionada no painel Record, quaisquer notas tocadas durante a passagem de gravação actual irá apagar notas

existentes com o mesmo valor da nota. Por exemplo, se você começar a gravar um padrão de bateria, eo padrão chute é em C1 e

tem um extra de colcheia bater em vencer quatro, você poderia mudar para Nota Erase durante a gravação e jogar C1 na batida 4

por uma colcheia, e que iria apagar a nota previamente gravada.

Você também pode especificar uma chave Erase no painel Record, que funciona como um interruptor para Nota Erase. Enquanto esta

nota é realizada, Nota Erase está ativo e quaisquer notas tocadas durante a passagem de gravação actual irá apagar notas existentes

com o mesmo valor da nota. Isso pode ser mais conveniente do que usar o mouse para clicar em Nota Erase para mudar o modo.

5,7 Camadas de pista

No Studio One, as faixas de áudio e instrumentos têm camadas opcionais que podem ser usados ​para gravar várias ideias diferentes

para uma única faixa. Por exemplo, você pode querer comparar um conjunto de letras para uma faixa vocal para outro conjunto de letras.

Neste caso, você pode gravar duas apresentações diferentes para duas camadas separadas em uma única faixa e alternar rapidamente

entre os dois sem a necessidade de uma segunda pista.

Para criar uma nova camada em qualquer pista, abra o Inspector pressionando [F4] no teclado e selecione Adicionar camada na

caixa de seleção Layer. A nova camada é efetivamente como ter toda uma nova faixa sem duplicar inserções, envia e configuração

I / O. Você também pode duplicar camadas, selecionando Duplicar Camada da caixa de seleção da camada, o que lhe permite

experimentar e comparar duas edições diferentes dos mesmos eventos em duas camadas.

Camadas também são usados ​no sistema comping da Studio One, conforme descrito na seção Comping do
capítulo “Edição” deste manual.

5,8 Formato de gravação de áudio

Studio One registros no formato de arquivo Broadcast Wave. Este é o único formato suportado, como é o formato mais utilizado, e que

contém timestamps que marcam quando as gravações começam dentro de uma Song. Quando os arquivos de áudio Broadcast Wave

gravadas ficam maiores do que 4 GB, o formato de arquivo RF64 é automaticamente usado como formato de arquivo padrão.

O sistema de arquivos recomendado para a partição de gravação no seu computador é NTFS para Windows e HFS +

para Mac OS X.

5,9 Criar uma boa mistura de monitorização

Ao gravar qualquer performance no estúdio, tomar o tempo para construir uma grande mistura de monitorização para os artistas. É

fundamental que eles ouvir claramente o seu desempenho eo de outros músicos, e uma boa mistura de monitorização ajuda a inspirar um

melhor desempenho. Idealmente, cada artista deve se sentir como eles estão jogando em um registro acabado.
Por exemplo, é comum em muitos estilos de música para os vocais de ter algum reverb para que eles se sentam bem no
espaço do mix global. Portanto, durante a gravação de voz, às vezes é uma boa idéia para incluir reverb na mistura de
monitorização do vocalista. Desta forma, o vocal vai soar mais como uma produção acabado. Esta abordagem muitas vezes
ajuda ao gravar guitarras, teclados e outros instrumentos, bem.

Se o seu dispositivo de áudio suporta o monitoramento de hardware de latência zero, usar isso como a fonte monitor principal, de

modo que nenhum delay. Além disso, você pode usar envia e canais FX no console, como faria normalmente em um mix, para

construir um melhor som monitor. Por exemplo, na faixa de áudio para o qual você está gravando, você pode adicionar uma envio

para um canal FX com um reverb. Você pode então encaminhar a saída FX Channel para um Sub Out Channel e de volta para sua

interface de áudio, onde pode ser misturado com o sinal seco com latência zero.

Ao adicionar efeitos baseados no tempo, tais como reverb ou atraso, você geralmente não tem que se preocupar com atraso plug-in e

latência que poderiam resultar da utilização de software plug-ins em uma fonte de entrada ao vivo. A poucos milissegundos de atraso de

processamento em um reverb provavelmente não será audível.


5,10 Cue Misturas e Zero-Latência Monitorização

Studio One possui integração hardware poderoso com certas interfaces de áudio da PreSonus. Nesta seção, vamos
discutir como tirar proveito dessa integração para criar mixagens cue e usar o monitoramento de latência zero.

5.10.1 Criando uma saída Cue Mix

No Studio One, é possível criar rápida e facilmente várias misturas de sinalização. Uma mistura de sinalização é separado a partir da

mistura principal e é normalmente fornecido aos músicos para efeitos de controlo, durante a gravação.

Por exemplo, ao gravar os vocais, o engenheiro e vocalista provavelmente vai querer ouvir diferentes misturas. A maioria dos

vocalistas querer ouvir mais de seus vocais na mistura, possivelmente com alguma reverberação para tornar o som natural, enquanto

o engenheiro pode se concentrar em como os saldos de desempenho com o resto da mistura. Juntos, uma interface FireStudio ™

-SERIES Studio One e fazer esta simples.

O primeiro passo na construção de uma mistura sugestão é criar um outro canal de saída. Para fazer isso, abra o Setup Música / Música /

Áudio I menu Configuração / O em uma canção, mude para o separador Saídas, e adicionar um novo canal de saída estéreo. Em seguida,

especificar que esta saída é uma saída cue-mix clicando no checkbox Cue Mix do canal. Você pode criar tantos sugestão mistura como sua

interface de áudio tem saídas estéreo disponíveis.


Agora que você criou uma saída Cue Mix, você vai notar um objeto Enviar especial nos canais da consola. Este objeto Enviar
é chamado um objeto Cue Mix. Na vista consola pequeno, objectos Cue Mix aparecem na coluna mais à esquerda do canal
prolongado. Na visão Grande Console, objetos Cue Mix aparecem abaixo da cremalheira Enviar dispositivo em cada canal.

Cada objeto Cue Mix possui um botão Ativar, nível horizontal e faders pan, e um bloqueio botão para canal. Quando se utiliza

uma interface PreSonus FireStudio-série, em canais de áudio com uma entrada de áudio atribuído, o objeto Cue mistura também

apresentam um interruptor de Latência zero, a função das quais é descrita abaixo.

5.10.2 Misturando a mistura de Cue

misturas Cue são construídos usando objetos Cue Mix. Por padrão, os valores de nível e pan são bloqueadas para o nível do canal e

atenuadores pan. Isto significa que cada mistura Cue será idêntico à mistura principal na consola. Alterando o nível ou panela no objecto

Cue mistura vai desbloquear ambas as configurações, o que permite o controle independente de nível e panela para cada canal em cada

mistura Cue. Assim, o nível e a bandeja para canais em uma mistura de sinalização pode ser completamente diferente do nível relacionado

e pan na mistura principal.

A qualquer momento, você pode bloquear o nível cue-mix e pan de volta para as configurações de canal clicando no bloqueio botão para canal.

Para remover completamente qualquer canal a partir de uma mistura de sinalização, simplesmente desactivar o objecto Cue mistura para aquele

canal.
5.10.3 Monitoramento entrada ao vivo em um Mix Cue

misturas Cue são normalmente utilizados em uma situação de gravação em que um ou mais entradas ao vivo precisam ser monitorados.

Este é o lugar onde a funcionalidade Cue Mix do Studio One, integrada com uma interface FireStudio-série PreSonus, fica muito legal.

as interfaces FireStudio-série apresentam misturadores de hardware internos que fornecem monitoramento de latência zero. Enquanto

estes misturadores são fáceis de usar, Studio One torna ainda mais fácil, permitindo-lhe controlar os misturadores de dentro do software.

Usando esse recurso envolve apenas clicando em um botão.

Vamos voltar ao nosso exemplo de gravar os vocais ao vivo. Para um vocalista para ser confortável e um bom
desempenho, é importante que o som desempenho tão natural e tão polido quanto possível. Vocalistas precisa ouvir-se
bem, com nenhum atraso audível de suas vozes na
misturar. Adicionando um pouco de reverb oferece um pouco ambiente assim que a voz não é seco e sem vida.

Veja como este cenário ficaria em Studio One:

• Configurar uma saída Cue Mix para o vocalista.

• Record-ativar e monitorar a activar a faixa vocal.

• Envolver o botão zero Latência no objecto Cue mistura para o canal vocal. Isso permite o monitoramento

directamente a partir do hardware (como oposição a monitorização por meio de software) para que o canal em

mistura Cue latência zero.

• Criar um Envio no canal vocal a um canal FX com o efeito de reverberação favorito.

• O vocalista, então, ouvir a entrada ao vivo, com latência zero do hardware, bem como o resto do mix
sugestão, incluindo a saída do reverb. Ajuste o nível dos canais vocais e outros no mix sugestão ao gosto do
vocalista, e você está pronto para gravar.

Em poucos segundos, você pode garantir que vocalistas ouvir suas vozes sem latência, em um mix personalizado que inclui efeitos.

Simultaneamente, você pode ouvir uma principal completamente independente

misturar, permitindo que você se concentre em engenharia enquanto o artista se concentra no desempenho.

Note-se que ao monitorar com o botão Zero Latency envolvidos, você não vai ouvir efeitos de inserção nesse canal, como
você está monitorando o sinal antes de ser processada no software. Se você precisa ouvir efeitos de inserção, não se
envolver no botão Zero Latency.

5.10.4 O principal resultado como uma mistura Cue

É possível designar a saída principal na configuração de áudio I / O como uma mistura cue. Isso é útil se você costuma gravar a si mesmo

com uma interface de série FireStudio e requerem acesso rápido para monitoramento zerolatency para entradas ao vivo. Quando a saída

principal é designado como um mix sugestão, um botão Zero Latency vai aparecer em qualquer canal de áudio com uma entrada de áudio

atribuída no Console, abaixo do Mute, Solo, Record e botões do monitor.


Com o botão Latência Zero e Monitor de Ativar ambos envolvidos, você ouvirá a entrada zerolatency ao vivo direto do seu
interface de série FireStudio (não através do software). Como tal, você não vai mais ouvir os efeitos de quaisquer inserções
no canal. No entanto, você ainda vai ouvir o resultado de qualquer envia no canal, como Bus e Canais FX vai ainda emitido
normalmente.

5.11 Efeitos de impressão Whi le gravação

Algumas pessoas preferem colocar efeitos de inserção nos canais de entrada para que esses efeitos podem ser impressos para a

pista durante a gravação. Por exemplo, você pode colocar um compressor, EQ, ou outro efeito em um canal de entrada vocal, a fim

de economizar tempo e recursos de computador mais tarde, quando a mistura. Isso é fácil de realizar em Studio One. Pode ser útil

para rever o capítulo “Mistura”, a fim de melhor compreender estas instruções.

Para inserir um efeito em um canal de entrada, abra o console e clique na guia Entradas no canto esquerdo para ver os canais de entrada. Se

você estiver trabalhando na visualização Console Pequeno, clique duas vezes no canal de entrada para abrir sua cremalheira Insira o

dispositivo.

Inserir um efeito no rack dispositivo Inserir em qualquer um dos canais de

entrada, e esses efeitos serão registrados na entrada de qualquer faixa que

utiliza essa fonte. Studio One irá compensar automaticamente para qualquer

latência causada pelos efeitos de inserção.

Observe que, quando efeitos de inserção são usados ​em canais de entrada, e os

efeitos são registrados para uma pista, não há maneira de voltar atrás e mudar o

som da gravação. Para evitar esse cenário, você pode considerar a colocação

de efeitos sobre os canais de áudio ao qual você está gravando apenas e

imprimir efeitos de controlo com efeitos em mixagem.


6 edição

Depois da gravação, o passo seguinte na produção é geralmente de editar os eventos registados para alcançar um som

desejado. O capítulo seguinte discute aspectos da edição no Studio One, incluindo Organizar visualizar e editar vista de edição,

ferramentas de rato, envelopes eventos, editar grupos, timestretching, comping, correção Melodyne campo integrado, e detecção

transitória e edição.

6.1 Eventos

Todos os dados de áudio e musical que existe dentro do cronograma de sua canção são representados visualmente por eventos. Eventos que

contêm áudio são chamados de eventos de áudio e só podem ser localizados em faixas de áudio. Eventos de áudio são distintos em que eles

exibem formas de onda de áudio. Peças de áudio são eventos que contêm vários eventos de áudio.

Eventos que contêm dados musicais são chamados de Instrumento Peças e só podem ser localizados em faixas de

instrumentos. Instrumento peças são distintos em que eles exibem informações musical desempenho.

Eventos de áudio e partes de instrumentos são referidos coletivamente como eventos neste manual. edição do evento pode ocorrer

tanto na janela de arranjo ea vista Editar. Eventos de áudio e partes de instrumentos podem ser editados de forma semelhante, mas

cada um tem considerações especiais.

Direito [Control] -clicking em qualquer evento irá exibir o menu contextual do evento, que contém ações edição de todos os

relacionados, logicamente agrupadas. No topo do menu contextual, você vai encontrar o nome do evento, que pode ser editado

clicando duas vezes sobre ele e entrar um novo nome. Você pode renomear todos os eventos em uma trilha, renomeando a pista

e segurando [Shift] enquanto pressiona [Enter] depois de digitar o novo nome. Você também pode mudar a cor do evento

clicando na barra de cores ao lado do nome e selecionando uma cor ou percorrer as cores com a roda do mouse.
ações de edição comuns são listadas sob o nome do evento, bem como uma lista de itens recentes que contém as cinco ações mais

recentemente usados. Desta forma, você tem acesso instantâneo às ações de edição que você provavelmente deseja usar.

Note-se que as ações disponíveis listados no menu contextual Evento depender se você está trabalhando com um evento
de áudio ou uma parte de instrumento, e as ações podem variar um pouco dependendo da sua versão do Studio One.

6.1.1 Ferramenta e agarramento Evento

Agarramento permite ações de edição para ocorrer apenas em divisões especificados no tempo, tais como bares e batidas. Por

exemplo, agarramento torna possível para reorganizar batidas específicas de um bar de um loop de bateria, mantendo o resto do

circuito no tempo. Pressão está envolvida por padrão e pode ser desativado, clicando no botão snap. Você também pode derrotar

temporariamente agarramento, pressionando a tecla [Shift] enquanto move o mouse.

Se snap está ativado, a atual configuração de snap afetará o comportamento de ferramentas e edição de eventos, encaixando a ferramenta ou

Evento para valores de tempo próximos, como segue:

• Adaptive. A configuração padrão, onde tirando ocorrerá na subdivisão lógica mais próxima da base de
tempo atual, com base no nível atual de zoom-line Time.

• Barra. Tirando irá ocorrer na linha de bar musical mais próximo.

• Quantize. Tirando ocorrerá na subdivisão musical mais próximo da configuração Quantize atual.

• Frames. Tirando ocorrerá na subdivisão da estrutura mais próximo.

Há quatro comportamentos opcionais que podem ser selecionados, e será aplicada a qualquer um dos quatro modos acima:

• Encaixe para Cursor e Loop. Esta opção permite o encaixe para o cursor de reprodução e localizadores Loop.

• Encaixe de Eventos. Esta opção permite o encaixe em relação a eventos no Convénio.

• Alinhar à grade. Esta opção está envolvida por padrão, permitindo ferramenta e Evento encaixe na grade.

• Grelha relativa. Esta opção irá manter a relação tempo relativo à rede para qualquer evento, de modo que
quando o evento é movido, a posição de encaixe mantém a posição original em relação à rede, em vez de
estalar diretamente à rede.
6.2 Organizar vista mouse Tools

As ferramentas de mouse permitem interação direta com os eventos, usando o mouse. É útil lembrar que as ações feito usando as ferramentas do

mouse pode ser desfeita a qualquer momento, tão à vontade para explorá-las. Clique no botão do meio do mouse (roda de rolagem) para exibir

uma lista das ferramentas; em seguida, clique esquerdo para selecionar a ferramenta desejada.

Na janela de arranjo, as seguintes ferramentas do mouse e funções relacionadas estão disponíveis a partir da esquerda para a direita na barra de

ferramentas.

6.2.1 Seta Ferramenta

Esta ferramenta é selecionada por padrão. Clique no botão da ferramenta Seta ou pressione [número 1] (acima das teclas QWERTY

regulares) no teclado para selecionar a ferramenta Arrow.

Segurando [Ctrl] / [Command] no teclado enquanto a ferramenta Seta é selecionado irá mudar temporariamente para a ferramenta Range.

A ferramenta Arrow pode ser utilizado para os seguintes fins:

6.2.1.1 Mover um Evento

Para mover um evento usando a ferramenta Seta, clique em qualquer lugar no evento e arraste para a esquerda, direita, para cima ou para

baixo. Arrastando o Evento esquerda ou direita irá mover o evento para trás e para frente no tempo, em relação à base de tempo atual e

zoom Timeline. Ao arrastar um evento para a esquerda ou direita para além do arranjo visível, segure [Barra de Espaço] no teclado para

acelerar a rolagem.

Arrastando o Evento cima ou para baixo irá mover o evento para outra faixa existente do mesmo tipo. Se o evento é

arrastado para uma posição onde nenhuma faixa existe atualmente, Studio One irá criar uma nova faixa do mesmo tipo.

Ao arrastar um evento de uma faixa para outra (para cima ou para baixo), a posição do evento serão constrangidos dentro de uma faixa de

encaixe automático para tornar mais fácil para manter o evento na mesma posição tempo. Para derrotar este encaixe, segure a tecla Shift

enquanto arrasta o evento para cima ou para baixo.

6.2.1.2 Tamanho um Evento

Os eventos podem ser pensado como janelas para arquivos de áudio e apresentações musicais, onde o que você vê é o que você ouve. A

calibragem é uma técnica fundamental que eventos são feitos mais ou menos longo, de modo que apenas uma parte do áudio ou de dados

musicais que eles contêm é visto e ouvido. Para dimensionar qualquer Evento usando a ferramenta Arrow, flutuar o mouse para a borda esquerda

ou direita do evento para revelar a ferramenta de dimensionamento. Quando esta ferramenta aparece, clique e arraste para a esquerda ou direita

para o tamanho do evento. Os eventos podem ser dimensionados e redimensionadas nondestructively qualquer número de vezes.
Dois eventos adjacentes podem ser dimensionados simultaneamente de modo que nenhuma lacuna é criada entre eles. Para fazer isso, flutuar a

ferramenta Seta para a parte inferior, onde os dois eventos se encontram na Timeline, onde você verá o ícone de dimensionamento com ambas

as setas esquerda e direita iluminados, e depois clickand-arraste para a esquerda ou direita.

Segurando [Alt] / [Option] no teclado e, em seguida, o dimensionamento de um evento a partir da borda direita vai resultar em que o

evento seja timestretched livremente. Consulte a timestretching seção deste capítulo para mais informações.

6.2.1.3 Ajuste de Áudio Eventos Desconto Envelopes

Todos os eventos de áudio apresentam um envelope volume básico que permite que o volume do áudio a ser moldado em diversas

formas. Usando o envelope de volume, você pode criar um fade-in e fade-out, bem como definir um nível de volume constante entre os

fades. O envelope de volume aplica as alterações de ganho para o clipe de áudio no evento e é, portanto, na extremidade frontal do

caminho do sinal de áudio.

Para criar um fade-in ou fade-out, clique e arraste para a esquerda ou para a direita na bandeira desvanece-se no canto superior esquerdo ou

direito de um evento de áudio. Por padrão, um fade linear será criado ao longo do comprimento de ter movido a bandeira desvanece-se. vezes

desaparecer, assim como o ganho de evento, também podem ser editados no Inspector para qualquer evento selecionado.

Para alterar a curva do fade, clique na caixa de desvanece-se da curva no meio da curva de fade e arraste para cima ou para baixo. A curva de

fade vai determinar o quão rápido ou devagar o fade ocorre e mudanças ao longo do tempo. Se você pressionar a tecla [Shift] ao editar o

comprimento fade ou a curva, você pode editar ambos ao mesmo tempo. Arrastando para cima ou para baixo edita a curva, e arrastando para a

esquerda ou direita altera o comprimento.

Também é possível arrastar um crossfade completo para a esquerda ou direita, para cima ou para baixo, a fim de mudar a localização e

as características do fade. Flutuar o mouse para o centro do crossfade até o ícone de mão aparece, em seguida, clique e arraste para

ajustar. Arrastando para a esquerda ou direita irá ajustar a localização do fade, estender ou encurtar os eventos crossfaded. Arrastando

para cima ou para baixo irá alterar a forma do crossfade.

Para ajustar o nível do volume global de um evento de áudio, clique na caixa de volume no centro do envelope de volume e

arraste para cima ou para baixo. Como você ajustar o envelope de volume, a forma de onda de áudio será redesenhado para

aproximar o efeito do ajuste.


6.2.1.4 selecionar vários eventos

Vários eventos podem ser selecionados, a fim de editá-los todos de uma vez, com uma única ação. Para selecionar vários eventos com a

ferramenta Seta, faça um dos seguintes procedimentos:

• Clique fora da faixa de um evento, e em seguida, arraste sobre quaisquer outros eventos; uma caixa cinza será desenhado

enquanto arrasta sobre a área de seleção-alvo. Solte o botão do mouse uma vez que a caixa é desenhada sobre todos os

eventos que deseja editar, e esses eventos serão selecionados para edição.

• Clique em qualquer evento; em seguida, mantendo [Shift] no teclado, clique em quaisquer outros eventos para selecioná-los. Isso

permite que você selecione vários eventos que não estão em estreita proximidade um do outro. Todos os eventos selecionados

podem ser editados ao mesmo tempo.

6.2.2 Ferramenta Gama

A ferramenta Gama é usado para selecionar uma faixa, ou área, dentro de Eventos. Clique no botão da ferramenta Faixa ou pressione [número 2]

no teclado para selecionar a ferramenta Range.

Para selecionar um intervalo dentro de um Evento, usando a ferramenta Range, clique e arraste sobre a área a ser selecionada; uma

caixa cinza será desenhada sobre a área de seleção de alvos. Solte o botão do mouse quando a caixa é desenhada sobre o alcance

dos eventos que deseja selecionar. O intervalo que você selecionou é agora tratada como um evento único, consolidado.

Por exemplo, você pode usar a ferramenta Range para selecionar o conteúdo de vários eventos de áudio em várias faixas na barra 12,

e depois usar a ferramenta Seta para mover a seção de áudio para barrar 14. Outro uso comum da ferramenta Faixa é rapidamente

selecionar e excluir uma série de áudio dentro de um evento, em vez de usar a ferramenta Dividir para fazer dois splits, em seguida,

selecione e exclua a seção com a ferramenta Arrow.

Quando você flutuar o cursor do mouse sobre um intervalo selecionado, a ferramenta Seta aparecerá temporariamente. Isto torna mais

fácil para selecionar e editar rapidamente uma série de eventos.

Para seleccionar vários intervalos descontínua através de qualquer evento, em qualquer pista, segure a tecla [Shift] ao usar a ferramenta

Range. Continue a pressionar [Shift] e usar a ferramenta Seta para selecionar eventos inteiros. Por exemplo, ao usar a ferramenta Seta, se

você pressionar a tecla [Ctrl], você começa a ferramenta Range. Pressione e segure [Ctrl] e [Shift] para selecionar várias faixas, em seguida,

continuar a manter [Shift], mas liberar [Ctrl]; agora você tem a ferramenta Seta e pode selecionar eventos inteiros. Todas as suas seleções

permanecerá selecionado.

intervalos selecionados podem ser dimensionados, flutuando a ferramenta Gama na borda esquerda / direita da seleção. Você também pode

dividir um intervalo selecionado nas margens esquerda e direita da seleção escolhendo Split Range no menu Editar ou pressionando [Ctrl] /

[Command] + [Alt] + X depois de selecionar um Range.


6.2.3 Spl ele Ferramenta

Usando a ferramenta Split, únicos eventos podem ser divididos em vários eventos. Clique no botão Dividir Tool, ou pressione

[número 3] no teclado para selecionar a ferramenta Split.

Com a ferramenta Dividir selecionado, uma linha vertical e horizontal serão sorteados perto da posição atual do mouse-cursor. A

linha vertical indica a posição exata do tempo da ferramenta Split, enquanto a linha horizontal ressalta a pista em que o evento

seja dividido reside. A ferramenta Dividir é diretamente afetado pela corrente estalo configurações.

Clique em qualquer evento com a ferramenta Dividir para dividir o evento em que posição. Ao dividir um único evento, você cria dois eventos

que podem ser editados de forma independente. Se vários eventos são selecionados através de múltiplas faixas, a ferramenta Dividir afetará

todos os eventos selecionados da mesma forma.

Também é possível dividir eventos selecionados no cursor cronograma, sem usar a ferramenta Split, pressionando [Alt] + [X]
no teclado.

6.2.4 Eraser Tool

A ferramenta Eraser é usado para excluir um evento. Clique no botão ou pressione Eraser Tool [número 4] no teclado para selecionar a

ferramenta Eraser. Para excluir qualquer evento usando a ferramenta Borracha, basta clicar sobre o evento. A ferramenta Borracha não

é afetada pela seleção atual e só vai afetar o evento que é clicado diretamente sobre.

No entanto, se você clicar em um elemento selecionado com a ferramenta Eraser, todos os elementos atualmente selecionados serão apagados.

Ferramenta 6.2.5 pintura

Na visão Organizar, a ferramenta Paint só pode ser usado para criar um Instrumento parte vazia em uma pista de instrumento.

Clique no botão Paint Tool ou pressione [número 5] no teclado para selecionar a ferramenta Paint.

Para criar um novo, vazio Instrumento Parte em uma pista de instrumento com a ferramenta Paint, clique com o botão anddrag sobre qualquer

área vazia na pista da trilha da pista de instrumento. Ao clicar uma vez com a ferramenta Paint irá criar uma parte de instrumento vazio que

varia em comprimento de acordo com a configuração de base de tempo atual.

A ferramenta Paint vai se tornar a ferramenta Seta quando o cursor do mouse é flutuava sobre qualquer área de uma faixa de áudio.

6.2.6 Ferramenta Mute

Na visão Organizar, a ferramenta Mute é usada para silenciar Eventos de Áudio e Instrumento Parts. Clique no botão ou pressione Mute

ferramenta [número 6] no teclado para selecionar a ferramenta Mute. Para silenciar qualquer evento de áudio ou parte de instrumento,

simplesmente clique nele com a ferramenta Mute. Quando um evento ou


Parte é silenciado, ele aparecerá em cinza, e um ícone de “m” aparecerá no canto inferior esquerdo do evento ou parte.

Para ativar o som de um evento ou Part, clique nele com a ferramenta Mute. Clicando e arrastando a ferramenta Mute sobre qualquer

número de eventos e peças em um movimento irá ativar ou desativar todos os eventos e peças tocadas pela ferramenta.

6.2.7 Ferramenta de Curva

Na visão Organizar, a ferramenta Curva é usado para manipular, adicionar e remover Dobre Marcadores. Para mais informações

sobre Dobre marcadores, consulte a seção Detecção transitória e edição deste capítulo.

6.2.8 Ouça Ferramenta

Na visão Organizar, clique e segure em qualquer evento de áudio ou Instrumento Parte instantaneamente a solo da pista relacionados e

iniciar a reprodução a partir da posição onde você clicou. A reprodução continuará enquanto o clique do mouse é realizada. Quando o

clique do mouse é liberado, a reprodução é interrompida, ea pista relacionado é unsoloed.

6,3 The Grid

A grelha é composta Arranjo dos carrapatos na linha de tempo e as linhas verticais que se estendem a partir desses carrapatos

através do fundo do arranjo. Esta grade usa a configuração de base de tempo como base para a sua exibição. As configurações de

base de tempo são Segundos, amostras, bares e Frames, e eles determinam o comportamento do evento e tirando ferramenta. A

base de tempo pode ser alterada em qualquer altura, sem afectar directamente o arranjo.

Talvez a definição Timebase mais comum é Bares, que irá mostrar o tempo em um formato musical de bares e
batidas. Com esta definição Timebase, a grade será determinada pelas configurações no painel de Quantize.

6.3.1 Painel de Quantize

O painel Quantize pode ser aberto a partir da barra de ferramentas clicando no botão Painel de Quantize, ou selecionando

Quantize do menu / vistas adicionais View. O painel de quantificação pode ser destacado e colocado livremente sobre a tela.

Neste painel, você pode editar todas as configurações relacionadas à rede Quantize que são exibidos no Acordo. Da esquerda

para a direita no painel, você verá áreas de Grade ou modo de sulco; nota-valor de seleção; agrupamento nota e montante do

balanço; Start, End, percentagens Velocity, e variam; e gerenciamento pré-definido.

Com o modo de grade selecionada, você pode escolher um valor da nota entre uma nota inteira e pode selecionar uma nota 64, e os

seguintes agrupamentos de notas musicais: Em linha reta, Triplet (3 notas no espaço de

2), Quintole (um quintupleto com 5 notas no espaço de 4), ou Septole (septupleto uma com 7 notas
no espaço de 8). Estas definições irão determinar a aparência eo comportamento da grade do Convénio. Para obter

informações sobre o modo de sulco do painel de Quantize, consulte a secção

6.7.5.

Os padrões percentuais começar a 100%, o que significa que o início de uma nota, de eventos ou transitória selecionado se encaixará

na grade se quantizado. Este é efetivamente um parâmetro de quantização-força, onde nada menos do que 100% vai mover a nota,

evento ou transitória uma quantidade relativa mais perto da grade, em vez de todo o caminho para a rede.

A percentagem End afeta apenas notas em Instrumento Parts. A função é semelhante à percentagem Iniciar, exceto que ele afeta o

fim nota, efetivamente fazendo anotações quantizados mais curto ou mais longo. A percentagem de Velocidade também só afecta

notas, e ajusta a velocidade das notas de acordo com uma ranhura extraiu-se o modo de quantização é definido como ranhura

(consultar a secção 6.7.5 para mais informação).

A percentagem Faixa define o intervalo relativo de linhas de grade na qual notas, eventos, ou transientes serão
quantizadas. notas, eventos, ou transientes além desta faixa relativa não será quantificada. Como não há visor indicando
o Range, quantização várias vezes ao ajustar essa configuração pode levar a melhores resultados.

A área de pré-ajustes do painel de Quantize permite alternar rapidamente entre até cinco configurações do painel de Quantize, para que trabalhar

com várias configurações de quantização complexos é muito fácil. Você também pode armazenar e recuperar configurações do painel de Quantize,

assim como você iria armazenar um efeito ou instrumento predefinido.

6,4 Ações de edição comuns

6.4.1 Cortar, Copiar, Colar

Tal como acontece com a maioria das aplicações de software, Studio One suporta cortar, copiar e colar ações. Depois de ter seleccionado

um evento ou uma série de eventos, você pode executar essas ações:

• Cortar. Pressione [Ctrl] / [Command] + X no teclado para cortar a seleção atual.

• Cópia de. Pressione [Ctrl] / [Command] + C no teclado para copiar a seleção atual.

• Colar. Uma vez que uma selecção é cortado ou copiado, pressione [Ctrl] / [Command] + P no teclado para colar a selecção.

Os eventos serão colados no caminho selecionado, na posição atual do cursor de reprodução. Se você selecionar e copiar

eventos em várias faixas, em seguida, selecione outro local cronograma na primeira faixa, e em seguida, cole, os eventos

serão copiados e colado nas faixas e locais apropriados, começando com a primeira faixa (selecionado).

Vamos dizer que você queria copiar e colar um evento de uma música para outra música ou outra versão da canção, e você
quer que o evento seja em sua posição original na linha do tempo. Você pode fazer isso, copiando o evento e, em seguida,
colando com [Ctrl] + [Shift] + [V].
6.4.2 Áudio Sl Evento ip

Muitas vezes, depois de um evento de áudio foi dimensionada para atender a uma região específica do tempo, o clipe de áudio de eventos

contém precisa ser movido para a frente ou para trás no tempo, sem alterar o comprimento e volume de envelope do evento. Esta ação é

comumente chamado de “escorregar” ou “deslizamento”, e muitas vezes é usado juntamente com a divisão, ou splicing, para corrigir o timing de

faixas de ritmo. Por exemplo, se um hit laço de tambor está fora da batida por um pouco, você poderia dividir o evento em ambos os lados da

seção e, em seguida, deslizar o áudio em tempo perfeito.

Para usar Slip, selecione a ferramenta Arrow, e em seguida, pressione e segure [Ctrl] / [Command] + [Alt] no teclado, enquanto flutuando o mouse

sobre um evento de áudio. O ícone da ferramenta deslizamento aparecerá. Clique e arraste sobre o evento a escorregar de áudio esquerda ou

direita ao longo da linha do tempo. Vários eventos de áudio podem ser selecionados e caiu de uma vez, mesmo em várias faixas.

Ao deslizar o áudio em um evento de áudio, note que todas as características do evento permanecem inalterados, incluindo o

tamanho do evento, posição, parâmetros Inspector, e envelope volume.

Um evento de áudio pode ser deslizado apenas na medida do comprimento do clipe de áudio que ele contém.

6.4.3 Áudio Transposição Evento e Tune

A capacidade de transpor e afinar áudio acrescenta muita flexibilidade quando se trabalha com arquivos de áudio. Por exemplo, se

você tem uma coleção de loop teclado em que cada ciclo está na chave de C, sendo capaz de transpor estes laços para qualquer

outra tecla abre muitas possibilidades.

No Studio One, transposição e afinação são uma parte do mesmo conjunto de algoritmos avançados como timestretching, assim que a

qualidade é extremamente alta.

Para transpor qualquer evento de áudio, selecione-o e abra o Inspector pressionando [F4] no teclado ou clicar no
botão Inspector acima da coluna Track. Em seguida, digite um valor no campo Transpor, de -24 a +24 semitons.

O ajuste é semelhante ao da transposição, mas o passo é alterada em centavos, em vez de

meios tons. Insira um valor de -100 a 100 centavos no campo Tune para ajustar o evento de

áudio.

Qualquer número de eventos podem ser selecionados e transposta ou sintonizada

simultaneamente.
6.4.4 Nudge

Nudging é uma alternativa para mover eventos e notas em toda a linha do tempo com o mouse. Para deslocar qualquer evento ou

nota, selecione-o e faça um dos seguintes:

• Deslocar. Pressione [Alt] + [seta para a direita] no teclado para mover o evento ou a nota para a frente no tempo pelo

valor de pressão atual no Arranjo ou Editor. Com snap desativada, cutucando irá ajustar em milissegundos.

• Deslocar Back. Pressione [Alt] + [seta esquerda] no teclado para mover o evento ou nota para trás no tempo.

• Deslocar Bar. Pressione [Ctrl] / [Command] + [seta para a direita] para mover o evento ou a nota para a frente por um Bar.

• Deslocar Bar Back. [ Ctrl] / [Command] + [seta para a esquerda] para mover o evento ou nota para trás por um Bar.

Qualquer número de eventos ou notas podem ser selecionado e cutucou simultaneamente. Os comandos Nudge também estão

disponíveis no menu Editar.

6.4.5 Duplicate

A ação Duplicate essencialmente combina o Copiar e colar ações e inteligentemente coloca a seleção colada com base no
tempo musical da seleção na música. Pressione [D] no teclado para duplicar a seleção atual. O evento duplicado será sempre
colocado após o evento original, e ele é automaticamente selecionada uma vez duplicado. Tal como acontece com as outras
ações de edição, Duplicate pode ser aplicado a qualquer número de eventos selecionados atualmente.

Uma boa utilização do comando duplicado é criar rapidamente cópias de um laço através de uma região de uma canção,

seleccionando um evento e pressionando repetidamente a tecla [D] no teclado. Outro uso interessante envolve a seleção de regiões

muito curtos dentro de um loop, usando a ferramenta Range, e duplicando-los várias vezes, consecutivamente, a fim de criar um efeito

de gagueira que é popular na música eletrônica.

Se você gostaria de duplicar um evento e empurrar o material existente para a direita na linha do tempo para dar
espaço para o evento duplicado, pressione [Alt] + [D] no teclado para usar o Duplicate e comando INSERT.

6.4.6 Explode Pitches para Tracks

Às vezes é útil para explodir campos existentes dentro de uma parte de instrumento para novas faixas, colocando cada campo dentro

de partes de instrumentos individuais em trilhas separadas. Por exemplo, se você tem um loop MIDI para usar com um instrumento de

tambor virtual, você pode querer ter cada peça do kit de bateria em sua própria pista de instrumento.

Para fazer isso, [Direita] / [Control] + Clique em uma parte de instrumento no arranjo e selecione Explode Pitches para

Faixas do menu da peça.


6.4.7 Faixa de Si lence

É bastante comum que, como resultado da gravação contínua, alguns eventos de áudio podem ter lacunas de silêncio ou níveis

relativamente baixos entre performances. Pode ser útil nestes casos para remover as lacunas e manter apenas as seções

desejadas do evento registrado. Função Faixa de Silêncio do Studio One, controlado a partir do painel da Faixa Silêncio, é

projetado para lidar com essa tarefa.

Abra o painel de tira Silence clicando no botão Faixa de silêncio na barra de ferramentas, ou selecione Faixa de silêncio a partir do

menu / vistas adicionais View. Selecione os eventos de áudio a partir do qual você deseja retirar silêncio, faça as configurações

desejadas e clique em Aplicar. Clique no botão Padrão para retornar todas as configurações no painel para seus padrões.

O resultado do processo de tira de silêncio é semelhante à utilização de um processador de porta apenas para permitir que o sinal desejado

a ser ouvido, excepto que o Evento vai ser editado.

Quando a pequena luz indicadora ao lado do botão Aplicar está aceso, isso significa que a mudança do Detection ou opções de eventos e,

em seguida, clicar em Aplicar irá desfazer automaticamente a operação anterior, tornando mais fácil para encontrar as configurações

corretas, exibindo o resultado do processo Faixa de Silêncio , em seguida, ajustar as configurações, se necessário, sem ter que desfazer

manualmente. Qualquer alteração na seleção, ou outras operações de edição, vai perder esse estado automática, e o indicador não se

acenderá

A seguir descreve cada configuração:

Detecção. Isto determina como Studio One irá identificar silêncio nas áreas que você deseja processar.

• Material. As três primeiras opções definir o limite de abrir e fechar para o algoritmo portão
automaticamente.
o Lotes de silêncio. Escolha isso por material que contém grande quantidade de silêncio e

visitas-para individuais exemplo, um, típico gravação limpa-tambor único (chapéu, pontapé).

o Pouco de silêncio. Escolha esta para o material que tem alguma ação acontecendo, mas ainda

tem alguma exemplo silêncio-para, mínimo Techno / lacetes único tambor, passeio, ou snare faixas.

o Noise Floor. Escolha esta para o material onde não há quase nenhuma silêncio- reais

por exemplo, as gravações de tambor ruidosos, despesas gerais, misturas de tambor, e loops de bateria.

o Manual. Permite que o Threshold Abrir e fechar para ser editado manualmente.

• Abrir Threshold. Situado entre -80 e 0,00 dB.


• Threshold Fazer a ligação. Envolver-se para ligar o Fechar Threshold ao Limiar Abrir.

• Fechar Threshold. Situado entre -80 e 0,00 dB.

Eventos. Esta seção determina a natureza dos eventos criados após a remoção de silêncio.
• Comprimento mínimo. Determina o comprimento mínimo em segundos para qualquer Evento resultante.

• Pré-Roll. Determina a quantidade de tempo, em segundos, que deve permanecer no início de eventos resultando a

partir do momento em que o silêncio anteriormente detectado termina.

• Post-Roll. Determina a quantidade de tempo, em segundos, que deve permanecer no final de eventos resultando a partir do

momento em que começa silêncio recentemente detectado.

• Aparecimento gradual. Determina a duração em segundos da fade-in linear aplicada a resultante eventos.

• Desaparecer. Determina a duração em segundos da Fade-out linear aplicada a resultante eventos.

6.4.8 Peças de áudio

Muitas vezes é conveniente para mesclar vários eventos separados em um único objeto, a fim de movê-los todos
juntos ou simplesmente para limpar o Arranjo. Isso é feito com peças de áudio.

Para criar uma peça de áudio, selecione os eventos de áudio e pressione [G] no teclado. Isso faz com que os eventos
separados aparecer e funcionar como um único evento no arranjo enquanto também aparecendo e funcionando como eventos
separados no Editor. Em seguida, é muito mais simples, por exemplo, duplicar um coro no arranjo e manter o acesso aos
eventos individuais para a edição de crossfades e outros detalhes.

Uma parte de áudio também podem ser criados com a ferramenta Lápis no Editor de áudio e eventos de áudio podem ser arrastadas

dentro ou fora da peça. Note-se que um evento deve ser completamente dentro ou fora da parte para entrar ou sair dele.

Observe que o suporte de áudio Peças compartilhada, ou fantasma, cópias, com a exceção de qualquer FX Evento que são estritamente por

instância do evento.

Uma parte de áudio tem duas opções no Inspetor de Evento:


• modo de jogar.

o Normal só vai jogar os mais altos eventos e quaisquer sobreposições não são reproduzidos.

o sobreposições permitirá que qualquer áudio de sobreposição para reproduzir misto, em vez de

cortando no final de cada fatia individual. Isso muitas vezes acontece se fatias individuais são foram
quantificadas, mas não timestretched.

o Slices é otimizado para arquivos REX e Áudio loop e irá adicionar fades curtas para

fatias durante a reprodução. Cada fatia é acionado apenas uma vez, e sem sobreposições será reproduzida.

• Eventos estiramento vai TimeStretch eventos dentro da parte de áudio para coincidir com o tempo da música.

Para dissolver uma parte de áudio, clique com o botão direito sobre a parte de áudio e escolha Dissolver Parte de áudio no menu de contexto.

6.4.9 Opções de Edição

As seguintes opções estão relacionados com o fluxo de trabalho de edição.

6.4.9.1 Retorno à posição inicial em Parar

Muitas pessoas preferem que quando a reprodução estiver parada, o cursor de reprodução retorna para a posição a partir da qual

começou. Isso permite audição rápida de edições por iniciar e parar a reprodução de uma posição específica na linha do tempo

repetidamente.

Para habilitar esse comportamento, selecione o Retorno sobre opção Parar no menu arquivo Opções.

6.4.9.2 Localize ao cursor do mouse

Para localizar rapidamente a reprodução posição para a posição cursor do mouse, pressione [Ctrl] / [Command] + [Space] no

teclado. Isto é muito útil quando você quiser navegar rapidamente para várias edições para audição ou posterior edição, sem clicar

na linha do tempo .

6.4.9.3 Siga Song e Siga Editar Posição

Se você gostaria que a janela de arranjo de seguir a posição de reprodução-cursor atual, envolver Autoscroll na barra de ferramentas, ou

pressione [F] no teclado. Isto irá manter todos os eventos sonoros em vista.

Se você gostaria que a posição de reprodução-cursor para seguir a posição atual de edição, envolver Siga Editar Posição, que fica ao

lado Siga Canção na barra de ferramentas. Com esta envolvido, a posição de reprodução-cursor irá saltar para o início de qualquer

evento ou nota sendo movido, ou para a posição de qualquer marcador que está sendo movido.

6,5 Loops de Áudio e Música Loops

Studio One possui dois formatos proprietários, Áudio Loop (.audioloop) e música Loop (.musicloop), que melhorar
significativamente a sua capacidade de criar e reutilizar material original em sua
produções e para compartilhar seu material com outros usuários do Studio One. A seguir descreve esses formatos e
como usá-los.

6.5.1 loops de áudio

Loops de áudio são essencialmente peças de áudio marcados com um ritmo e prestados com compressão sem perdas. Para criar um

loop de áudio, arraste qualquer parte de áudio para o Navegador de arquivos. então você vai ver o loop de áudio listados, juntamente

com uma seta drop-down no navegador que, quando clicado, revela as fatias que o loop de áudio contém.

Áudio Loops permitir a criação rápida de loops de áudio flexíveis de qualquer fonte. Por exemplo, você pode participar de uma

gravação de bateria que acabou de fazer e transformá-lo em um loop, fazendo o seguinte:

• Exportar uma haste para o ônibus do tambor para o alcance desejado para uma nova faixa estéreo.

• Detectar transientes na nova pista e, em seguida, aplicar a ação Fatia, com a opção Mesclar verificado no
painel de áudio Bend.
• Arraste a parte de áudio ao navegador para exportar um loop de áudio que você pode usar em qualquer canção e pode compartilhar

com outros usuários Studio One.

6.5.2 Música Loops

A Loop Música consiste em tudo que é necessário para recriar uma performance musical, incluindo a pré-configuração virtual instrumento,

presets multicanal cadeia FX para as saídas de instrumentos virtuais, o arquivo de música no desempenho, e um loop de áudio. Loops de

música podem ser arrastados a partir do navegador, assim como um arquivo MIDI, mas eles são muito mais poderosos na medida em que

pode recriar a configuração exata usada para fazer a performance original.

Para criar um laço música, arraste qualquer parte de instrumento no navegador. Você verá uma tela pop-up indicando se

você estiver exportando um loop música ou um arquivo MIDI. Por padrão, música de Loop é selecionado. Para alterar esta

seleção, pressione [Alt] / [Option] no teclado. Uma vez exportado, você vai ver o arquivo .musicloop no Browser.

Agora você pode arrastar esse laço música em qualquer Song to instantaneamente recriar

esse desempenho, incluindo a criação da pista de instrumento, carregando o instrumento

virtual, e carregar quaisquer efeitos sobre as saídas de instrumentos virtuais. A Loop

Música podem ser visualizadas no navegador, assim como de áudio; O navegador


reproduzir o arquivo de áudio prestados.

Para ver o conteúdo da música Loop, clique com o botão direito sobre a música de Loop e escolha Mostrar conteúdo do pacote.

Você vai ver agora uma seta drop-down que, quando clicado, revela os elementos descritos acima. Cada elemento pode ser

arrastado em separado; Por exemplo, se você só queria carregar o instrumento predefinido da música Loop. Outro benefício

agradável de Música Loops é que o áudio processado pode ser usado mesmo se o instrumento e os efeitos usados ​para criar o laço

da música não estão instalados.

Note que ao criar laços da música, o volume do canal relacionado, pan, FX envia e / ou busing não é uma parte do

pré-ajuste de áudio ou armazenados prestados.

Loops de música são uma excelente maneira de armazenar uma biblioteca pessoal de material original com muita facilidade e compartilhar esse

material com os outros sem se preocupar com que instrumentos ou efeitos que eles têm.

6,6 Editar Grupos

Pode ser útil agrupar várias faixas juntos para que quaisquer edições feitas a um evento em uma faixa do grupo são

automaticamente feito para todos os eventos para cada faixa no grupo. Por exemplo, você pode querer agrupar todas as suas

faixas de bateria em conjunto de modo que quando os eventos são cortadas e se mudou, o tempo relativo entre as faixas

permanece intacta.

6.6.1 Criando Editar Grupos

Para criar uma nova edição Group, faça o seguinte:

• Selecione as faixas que deseja agrupar.

• [Direita] / [Control] -clique em qualquer faixa atualmente selecionada.

• Escolha Grupo de faixas seleccionadas de menu pop-up.

Todas as faixas que foram selecionados será agora uma parte do novo Grupo Editar. Editar Grupos são automaticamente nomeadas

com base na ordem em que eles são criados, e eles são mostrados como Grupo 1, Grupo 2, e assim por diante. O nome do novo

Grupo Editar será mostrada na caixa de seleção de Editar Grupo sob o ícone Tipo de faixa em todas as faixas no grupo. Você pode

renomear um Grupo Editar, clicando na caixa de seleção do Grupo em qualquer pista no Grupo e selecionando Renomear

Grupo.

Para adicionar uma faixa num grupo Editar existente, clique na caixa Editar Grupo (sob o ícone

Tipo Track) sobre a faixa desejada na janela de arranjo. Em seguida, no menu pop-up, escolha o

Grupo Editar ao qual você deseja adicionar a faixa.

Quando uma faixa está incluído em um grupo Editar, selecionar a faixa irá selecionar todas as faixas no grupo.

Editar ações realizadas em qualquer evento para qualquer faixa


no Grupo será realizada em todos os eventos para cada faixa do grupo.

No Studio One, Editar Grupos também agrupar os faders para os canais relacionados no Grupo. Este tópico é discutido
mais adiante na grupos seção da “mistura” capítulo. Note que também é possível criar um Grupo Editar partir de uma faixa
da pasta.

Se uma faixa está em um Grupo Editar e, em um evento da trilha é visto na vista Editar, o ícone do grupo será exibido no canto

superior esquerdo da vista Editar, indicando que as edições realizadas no evento, tendo em vista afetará outros eventos .

6.6.2 Dissolução Editar Grupos

Para dissolver, ou desagrupar, um Grupo Editar, [Direita] / [Ctrl] -clique em qualquer faixa do grupo na janela de arranjo. Em

seguida, seleccionar Dissolver Grupo (1, 2, 3 ...), e o Grupo será dissolvida. Agrupamento e ações de dissolução pode ser desfeita

e refeita, como a maioria das ações do usuário.

6.6.3 suspensão temporária Editar Grupos

Certos acções-tais como mover um fader, silenciamento, e solos, podem ser realizados numa pista dentro de um grupo Editar,

sem afectar o grupo como um todo, através da suspensão temporária do grupo. Para fazer isso, segure [Alt] / [Option] no

teclado durante a execução de uma ação em uma faixa.

6,7 timestretching

É possível esticar um evento de áudio para caber um ritmo diferente de seu tempo original, sem alterar o tom. Isso é chamado

timestretching, e ele pode ser usado para diminuir eficazmente para baixo ou acelerar um evento de áudio. Por exemplo, um

circuito de tambor 1-bar gravada a 120 bpm (batidas por minuto) pode ser esticado para encaixar-se uma barra da 100 ou 140

rpm, sem alterar significativamente o campo e som global do áudio original.

Timestretching e definir um ritmo de arquivo não são destrutivas, para que possam ser desfeitas e refeitas. Também é possível alternar

entre os modos Tempo para qualquer faixa de áudio, em tempo real. Por exemplo, a mudança para seguir ou não siga a partir

TimeStretch retornará qualquer evento de áudio timestretched que a faixa contém volta ao seu estado original.

Quando timestretching, se o tempo é mudado drasticamente (por cerca de 30 bpm ou mais), o áudio pode tornar-se

ligeiramente distorcida. Enquanto isso pode levar a efeitos interessantes, você deve estar ciente da limitação desta tecnologia.

No Studio One, timestretching pode ocorrer automaticamente ou manualmente. O seguinte descreve essas funções.

6.7.1 timestretching manual

Com timestretching manual, você pode esticar um evento de áudio independentemente do tempo da música ou ritmo arquivo de

áudio.
Para esticar manualmente um evento de áudio com a ferramenta Arrow, flutuar o cursor do mouse para a borda da meta Áudio

Evento e segure [Alt] / [Option] no teclado. A ferramenta TimeStretch irá aparecer, permitindo que você clique na borda do evento e

arraste para a esquerda ou direita para TimeStretch o evento, tornando-o mais curto ou mais longo Neste caso, o comprimento do

Evento vai mudar, usando o fator Speedup, mas o afinação do áudio do evento contém permanecerá o mesmo. Somente o evento

que você selecionou para timestretching serão afetados.

fator de aceleração é uma função timestretching para fazer um clipe de áudio mais ou menos longo, mantendo o seu campo. Os

valores maiores do que um aumento do comprimento do clipe, enquanto que os valores inferiores a 1 fazer o grampo mais curto. Isto

é usado para esticar eventos de áudio quando você não quiser definir um tempo para o clipe de áudio original, o que afetaria todos

os eventos associados a esse clipe. O fator Speedup podem ser inseridos no Inspetor de eventos.

6.7.2 timestretching automática

timestretching automática é baseada na relação entre o tempo da música e ritmo do arquivo de áudio.

Cada faixa de áudio tem um modo de Tempo, que controla o comportamento dos eventos na pista, com base no tempo da

música. O modo de Tempo pode ser selecionado no Inspetor Track. Os seguintes modos estão disponíveis:

• Não siga. Eventos neste trilha são independentes do tempo da música. Eles nunca são movidos ou esticado
automaticamente.

• Segue. As posições iniciais dos eventos nesta trilha são vinculados à rede musical. Assim, os eventos se movem

quando as mudanças de tempo canção, mas eles não são esticados.

• Timestretch. posições de início do evento siga o tempo da música, como no modo Seguir. Além disso, os eventos são

esticados para se ajustar o tempo da música.

6.7.3 Arquivo de áudio Informação Tempo

Para timestretching automática para funcionar como descrito, Studio One precisa saber o tempo original de um arquivo de áudio.

O software pode então calcular como esticar o arquivo para caber o tempo da música. Muitos loops de áudio tem esta informação

codificada.

Arquivos sem informações ritmo não será timestretched, mesmo se o modo de tempo da faixa é definido para TimeStretch.

Studio One oferece duas maneiras de definir ou alterar as informações tempo original de um arquivo de áudio.

Se o tempo original para um evento de áudio é desconhecida, a função de ferramenta TimeStretch Arrow pode ser usado para ajustar

manualmente o evento de áudio para um período de tempo específico (barras e batidas, etc). Para fazer isso, defina o modo de Tempo

da pista para “TimeStretch.” Float o cursor do mouse para a borda da meta Áudio Evento e segure [Ctrl] + [Alt] / [Command] + [Option]

no teclado. A ferramenta Definir Tempo irá aparecer, permitindo que você clique na borda do evento e arraste para a esquerda ou
direito de esticá-lo. Neste caso, o tempo para o clipe original será definido com base no comprimento musical ao qual o evento
é esticada, e todos os eventos na canção que usam este clipe original será atualizado.

Se o tempo original para um evento de áudio é conhecido, mas não é codificado no arquivo original que as referências de Eventos, você

pode facilmente definir o tempo de arquivo para o evento no Inspector. Clique na caixa Tempo do arquivo, digite um novo valor e

pressione [Enter] do teclado para introduzir um novo tempo de arquivo. Se o modo de Tempo correspondente da faixa de áudio está

definido para TimeStretch, inserindo um novo valor no arquivo Tempo vai esticar todos os eventos na canção que usam este clipe original,

com base no valor do tempo entrou.

6.7.4 Tap Tempo

Você pode usar a função Tap Tempo para ajustar o andamento música atual com o tempo que você ouve em seus eventos de áudio.

Para fazer isso, clique repetidamente sobre a palavra “Tempo” no Transporte, clicando uma vez em cada batida que você ouve. Studio

One irá determinar o ritmo de áudio Evento com base no tempo de seus cliques e vai definir o tempo para a canção em conformidade.

Certifique-se de que o modo de Tempo para a faixa de áudio está definido para Não Siga; caso contrário, os eventos será esticada ou

movidos enquanto você estiver usando a função Tap Tempo, tornando-se impossível encontrar um ritmo consistente.

6.7.5 modos materiais timestretching

Studio One apresenta vários modos timestretching otimizados que podem produzir melhores resultados com certos tipos de

material de áudio. Para acessar esses modos, abra o Inspector pressionando [F4] no teclado e clique no visor de materiais. Clique

em qualquer modo para selecioná-lo para a faixa atualmente selecionada. Os modos são:

• Bateria. Utilize este modo otimizado em qualquer pista de percussão para alcançar os melhores resultados quando alongamento

áudio percussivo.

• Som. Utilize este modo geral em qualquer outro tipo de pista.

• Solo. Utilize este modo otimizado em qualquer instrumento solo ou faixa vocal para alcançar os melhores resultados.

• Áudio Bend. Utilize este modo otimizado ao manipular Dobre marcadores em qualquer evento de áudio na pista.

6.7.6 Usando TimeStretch cache

Por padrão, o uso de cache para Timestretched áudio está envolvida. Esta opção também pode ser selecionado no

menu Opções Um Estúdio / / Avançado / Audio (Mac:

Preferências / Opções / Avançado / Audio Engine). Timestretch Cache cria um arquivo de cache no tempo correto para

quaisquer arquivos que precisam timestretching, com base no que está sendo esticado em sua canção. Isso melhora o

desempenho do Studio One, como o processo timestretch


já não precisa de ocorrer durante a reprodução. Studio One também pode usar uma configuração timestretch de maior qualidade

quando se cria o arquivo de cache.

Usando TimeStretch Cache requer uma certa quantidade de espaço disponível no disco rígido. Se você sabe que o espaço é

relativamente limitada no seu disco rígido, ou se surgirem problemas de desempenho, desativar esse recurso. Quando Usar cache para

Timestretched áudio estiver desmarcada, Studio One irá TimeStretch o arquivo em tempo real, durante a reprodução, como o arquivo

está sendo lido a partir do disco rígido do computador.

6.7.7 Modo Padrão Tempo para novas faixas

Ao criar uma nova canção, notar que o menu de configuração New Song inclui um áudio pelo alongamento caixa Canção
Tempo. Com esta opção envolvidos, qualquer nova pista que é criado nesta canção terá o modo de Tempo definido para
TimeStretch, eo software vai tentar esticar automaticamente arquivos de áudio para o tempo da música atual quando eles são
importados para o Song. Caso contrário, o modo de Tempo padrão para novas faixas serão Seguir.

6.8 comping

Maqueta é o processo de juntar várias actuações para uma única desempenho, contínua. Por exemplo, você pode gravar
os vocais para um versículo várias vezes, em seguida, editar as melhores partes de cada passam para uma única
apresentação, híbrido que, idealmente, soa como se ele foi realizado em uma passagem. Maqueta e informações
relacionadas são abordados nas seções seguintes.

6.8.1 Toma e Camadas

O cenário mais comum comping envolve gravar vários takes de áudio e, em seguida, editar os leva. No Studio One, leva
são criados quando a gravação em uma ou mais faixas com laço envolvidos. Uma tomada nova é criada sempre que o
localizador direito é atingido eo transporte laços de volta para o localizador esquerdo. A fim de, em seguida, comp estes
leva juntos na pista, eles devem ser colocados em camadas.

Leva podem ser registados directamente para Camadas acoplando a ficha Toma opção camadas no painel da ficha, aberto com

[Shift] + [Alt] / [Option] + [R] Para, antes da gravação em loop. Com essa opção envolvidos, todos registrados leva será colocado

em camadas, com uma camada por tomada, e as camadas será mostrada assim que a gravação é interrompida. O último take

gravado será colocado na pista automaticamente. Note que esta opção também se aplica quando loop gravação Instrumento Parts

Se o registro Toma opção está envolvida no painel Record.

Por [Direita] / [Control] + clicar em uma trilha, você pode escolher Add Layer para adicionar manualmente uma camada a qualquer momento. Você

pode então arrastar áudio ou MIDI para a camada da mesma maneira que arrastá-lo para a pista. Isso permite que algumas possibilidades

criativas comping muito interessantes além da simples gravação e edição. Para mudar o nome do Layer selecionado atualmente, [Direita] /

[Control] + Clique em uma faixa e escolha Layers / Renomear Camada a partir do menu de contexto.

Camadas são exibidos como faixas diretamente sob a pista na qual eles pertencem.
Para ocultar ou mostrar camadas, clique com o botão direito em uma trilha e clique em Expandir Layers. Camadas têm
seus próprios controles de trilha, incluindo Solo, Ativar, duplicar e remover. Clique no botão Solo em uma camada de solo
de Camada na pista. Clicando no botão Ativar vai colocar essa camada na pista, e o conteúdo atual da pista vai tomar o
lugar dessa camada em uma nova camada sob a Track. Duplicate criará uma duplicata da camada em uma nova
camada, e Remover irá remover a camada da pista.

6.8.2 Auditioning Toma

Quando comping, é útil para ser capaz de audição rapidamente as várias tomadas para determinar as partes desejadas de cada

tomada. Solando Layers permite alternar rapidamente entre as tomadas exclusivamente, como apenas uma camada de uma faixa

pode ser solado a qualquer momento. Note-se que Pista Solo é independente deste, para que você pode solo da pista ou não,

dependendo se você gostaria de ouvir as performances que você está comping no contexto das outras faixas em seu Song.

Como alternativa, a ferramenta Ouça é bem adequado para audição leva. Com a ferramenta Ouça selecionado, você pode simplesmente clicar

em qualquer lugar em qualquer exame para ouvi-lo instantaneamente. Observe que usar a ferramenta Ouça será também a solo do Track.

6.8.3 Copiando Ranges para a faixa

Studio One torna o processo comping muito simples. Com a ferramenta Seta selecionado, flutuando o mouse sobre qualquer camada irá

mudar para uma ferramenta Gama especial, indicado com o ícone do cursor Range. Clique e arraste com esta ferramenta para selecionar

qualquer faixa de um take, então flutuar o mouse sobre esse intervalo selecionado ea ferramenta irá voltar para a ferramenta Seta. Agora

clique duas vezes no intervalo selecionado para copiá-lo para a pista.

Uma vez que a gama foi copiado para o Track, sua cor mudará de modo que você pode ter sempre a certeza onde o material na

trilha está vindo. Onde uma gama recém-copiado sobrepõe-se com um intervalo existente na pista, um crossfade automático 10

ms será aplicado para ajudar a evitar cliques


ou outros artefactos indesejáveis. Este crossfade pode ser editado como qualquer outro, e pode ser removido.

Se uma ou mais faixas estão em um grupo, e maqueta é realizada em qualquer uma dessas faixas, edições idênticas serão
executadas nas outras faixas no grupo. Por exemplo, comping pode ser realizado em uma única faixa de um grupo de
tambor, e essas edições idênticas serão realizadas através das outras faixas do grupo. Embora possa ser melhor evitar o
cenário, comping pode ser realizada através das trilhas agrupadas com um número diferente de camadas; posições camada
sob a Tracks determinar o comportamento das edições.

6.8.4 O que vem a seguir?

Após a maqueta em uma faixa de áudio, é comum a consolidar, ou saltar, separados Eventos de áudio em um único evento,

contínua. Você pode fazer isso rapidamente, selecionando as Eventos áudio na pista e pressionando [Ctrl] + [B] no teclado. Este

irá processar um novo arquivo de áudio e de eventos, e colocá-lo na trilha na posição correta. Uma maneira mais flexível para

ganhar uma conveniência semelhante é fundir os eventos de áudio separadas em uma parte de áudio escolhendo os eventos de

áudio e, em seguida, pressionar [L] no teclado.

6,9 Detecção transitória e Edição

Detecção transiente é o processo de determinação da localização de transientes no interior do material de áudio, que podem

então ser utilizadas como base para a edição. Um transiente pode ser definido como um sinal que representa uma shortduration

fase de ataque não harmónico de um som musical ou palavra falada. Ele contém um elevado grau de componentes

não-periódicas e uma maior magnitude de altas frequências do que o conteúdo harmónico de que o som. Ao olhar para a forma

de onda de um golpe na caixa gravada, a primeira parte do hit-o ataque vai olhar distintamente mais alto do que o resto do sinal;

a parte “mais alto” é o transitório, eo resto do sinal é comumente chamado de “cauda”.

Transientes geralmente indicam ritmo no material musical, de modo que quando são conhecidas as posições dos transientes,

torna-se possível quantificar ou corrigir o tempo de, áudio gravado. Por exemplo, se um baterista foi cedo, na downbeat após um

preenchimento assassino, você pode corrigi-lo assim que é perfeitamente a tempo. Na verdade, é possível alterar toda a sensação

de uma performance e até extrair a sensação de um desempenho registrado e aplicá-lo para outro.

6.9.1 Detecção de Transitórios

Para detectar transientes em qualquer áudio em um arranjo, selecione um evento de áudio e abra o painel Curva da barra de ferramentas

superior, em seguida, escolha Analisar da área de detecção. Alternativamente, [Direita] / [Control] + clique em um evento de áudio e

escolher Detectar Transitórios no menu de contexto de Áudio / Áudio Bend.


O clipe de áudio original que usa o evento é então analisada, como indicado no canto inferior esquerdo do evento com uma

exibição de “percentagem de conclusão”. Após detecção, o Evento irá tornar-se um pouco translúcida, e azul Linhas de dobra

Marcadores-vertical com altura do Evento-será colocado em cada transiente.

Dois modos podem ser utilizados para a detecção transitória: Padrão e sensível. Estes modos são acedidos no painel da

curvatura; Para mais informações consulte a secção 6.9.2.2.

Se você pretende quantificar ou cortar o evento de áudio, você não precisa para detectar transientes em primeiro lugar; você pode ir direto

para a área de ação do painel de áudio Bend. Qualquer ação aplicada irá detectar transientes.

6.9.1.1 Tab para transitória

É possível guia para transientes, tanto na janela de arranjo e editor de áudio pressionando [Tab] no teclado, mesmo que
transitórios ainda não foram detectadas para o evento. Isto irá mover o cursor de reprodução para o próximo transitório no
Evento.

6.9.2 Curva Markers

Dobre Marcadores são utilizados em Studio One para esticar áudio dentro de um evento de áudio, sem a necessidade de cortar o

Evento em vários pedaços. Eles são adicionados a um evento de áudio ao detectar transientes no Painel de Bend, e também pode ser

adicionado manualmente. Ao detectar transientes, o limite padrão usado para marcadores Dobre colocados em transientes é de 80%,

que pode ser ajustado no topo do menu de contexto do evento ou no Inspector, de modo que Dobre Marcadores são colocados apenas

nos transientes com o qual pretende trabalhos. Também é possível inserir manualmente curvatura marcadores, antes ou depois de

detectar transientes.

Embora seja possível inserir e editar Dobre Marcadores com curvatura marcadores escondidos, você provavelmente vai querer que eles sejam

mostrados durante a edição. Marque a caixa Mostrar Dobre marcadores no menu do painel ou contexto Evento Bend a mostrar ou ocultar Dobre

Marcadores.

Se Dobre marcadores foram inseridos como resultado da detecção transitória, muito curta, destacou gama-visível se
ampliado longe o suficiente-precederá the Bend marcador. Esta gama representa a totalidade do que foi detectado como um
passageiro, e é importante quando Studio One quantifica áudio baseado em Dobre Marcadores.

Note-se que curvatura Marcadores são propriedades do clipe de áudio que um referências de eventos, o que significa que vários eventos

referenciando o mesmo clipe de áudio na piscina (ou seja, um loop de bateria duplicada várias vezes) irá compartilhar a mesma curvatura

marcadores, e ser efectuada por qualquer Dobre edição marcador.


Se você deseja processar eventos duplicados de forma diferente, por exemplo, para fornecer variação rítmica com um loop de bateria

duplicado, em seguida, saltar o evento para um novo arquivo antes da edição.

6.9.2.1 Edição Dobre Markers

Para inserir manualmente Dobre Markers, mude para a ferramenta Bend, em seguida, flutuar o mouse sobre qualquer evento de áudio e clique onde

você gostaria de inserir the Bend marcador. Dê um duplo clique em qualquer marcador Bend com a ferramenta Curva para removê-lo; qualquer

efeito que o marcador tinha sobre o áudio será desfeita.

Com a ferramenta de dobra selecionada, clique e arraste em qualquer marcador Bend a manipular manualmente o áudio

esquerda ou direita na linha do tempo. Se o fizer, vai esticar ou comprimir o áudio em torno da curvatura Marker, e the Bend

marcador irá exibir uma bandeira esquerda ou direita enfrentando na parte inferior, indicando a direção em que ele foi movido.

Se o áudio é esticada, a forma de onda será de cor vermelha, com a intensidade da cor aumentando ainda mais o áudio é

esticada. Se o áudio é comprimido, a forma de onda será de cor verde.

Se você está manipulando Dobre marcadores em uma trilha, você deve definir o modo TimeStretch da pista para Áudio
Bend, de modo que o áudio é processado com o algoritmo correto. Este algoritmo irá garantir que transientes não são
afetados, apenas a esticar ou comprimir a “cauda”, ou conteúdo harmônico, que segue o transitório.

Note-se que para áudio para ser esticada ou comprimida por manipulação de uma curvatura do marcador, pelo menos, um outro

marcador de curvatura deve existir para a esquerda ou para a direita do que está a ser manipulada, para ser usado como a base para

esticar ou comprimir. Se nenhum outro Dobre marcador existe, será utilizado no início e final do clipe de áudio para o evento. Por

exemplo, se você quiser mudar o fraseado rítmico de uma palavra em uma parte vocal, você vai querer adicionar uma curva marcador à

esquerda e à direita da palavra que deseja alterar antes de tentar mover a própria palavra.

Várias curvatura Os marcadores podem ser seleccionados e editados ao mesmo tempo com a ferramenta de curvatura segurando a tecla Shift,

clicando e arrastando-a para seleccionar a curvatura marcadores, e, em seguida, realizando as edições desejadas.

Você pode redefinir uma curva marcador à sua posição original clicando com o botão direito sobre ele e seleccionar Repor Dobre marcador. Vários

Dobre Marcadores selecionados pode ser reposto ao mesmo tempo, tornando possível para restaurar facilmente o momento original, se a edição

produziu resultados indesejáveis.


Painel 6.9.2.2 Use The Bend

Ao trabalhar com Dobre Marcadores, você pode achar que é útil ter o painel de curvatura exibido, como este é onde as ações

relacionadas com o marcador Dobre mais comuns são encontrados. Para abrir o painel de Bend, clique no botão Bend-painel na barra

de ferramentas ou selecione Curva do menu / vistas adicionais Views. O painel da curvatura também pode ser destacado e colocado

livremente na tela.

Na seção Detecção, você pode alterar o modo de detecção transitória, que é definida como padrão por padrão. Se este
modo não localizar com precisão transientes ao seu gosto, mude o modo para Sensitive e analisar o áudio novamente.

Na seção Curva Marker, você pode remover todos os marcadores de dobrar ou Restaurar todos os marcadores curva no evento selecionado,

clicando nos respectivos botões. Você também pode ajustar o Threshold Dobre Marker, usando o controle deslizante.

Na seção Track, você pode definir o modo de TimeStretch para a pista na qual reside o evento selecionado e pode

selecionar Guia faixas se que a pista está em um grupo.

Na seção Ação, Quantize é selecionada por padrão, e um controle deslizante percentual Força é exibida. Clique em Aplicar para

quantificar qualquer evento selecionado. A definição de força irá alterar o percentual Iniciar no painel de Quantize, fornecendo

uma maneira simples de alterar a força do processo de quantização.

Alternativamente, você pode escolher a ação Fatia, que irá cortar o evento seleccionado, utilizando a sua curvatura Marcadores como

base, com resultados diferentes dependendo das opções selecionadas. Verifique Autofades se você quiser as fatias individuais

resultantes para cada um tem uma pequena fade-in e fade-out para evitar clique audível. Verifique Mesclar se você gostaria que as

fatias individuais a serem incorporadas pela parte de áudio após o processamento. Verifique Quantize se você gostaria de quantificar

as resultantes de eventos individuais, e definir a força usando o campo de porcentagem. Note-se que neste processo, não

timestretching ocorrerá; em vez disso, um único evento contínuo será cortado em suas transientes detectadas, e os vários eventos

resultantes si será quantificada através da linha do tempo.

Tal como acontece com o painel de Faixa de silêncio, quando a pequena luz indicadora ao lado do botão Aplicar está aceso, isso significa

que a mudança do Detection, curvatura Marker, Track, ou ação opções e, em seguida, clicar em Aplicar irá desfazer automaticamente a

operação anterior, tornando mais fácil encontrar as configurações corretas, visualizando o resultado do processo do Painel Bend, em

seguida, ajustar as configurações, se necessário, sem ter que desfazer manualmente. Qualquer alteração na seleção, ou outras operações

de edição, vai perder esse estado automática, e o indicador não se acenderá

6.9.4 Quantize Áudio

É muito simples para quantizar áudio no Studio One. Selecione o evento de áudio, em seguida, pressione [Q] no teclado para quantizar.

Transientes serão detectados para o evento selecionado, o áudio vai pular instantaneamente para a grade de quantização atual, the Bend

Marcadores indicará eles foram movidos para a esquerda ou direita, e as formas de onda serão apropriadamente colorida, conforme

descrito no seção

6.9.2.1 .
Quando quantização de áudio, modo TimeStretch da faixa de áudio está definido para Áudio Bend a garantir os melhores resultados sonoros.

Os mesmos comandos de quantização estão disponíveis para áudio detectado-transiente como por Instrumento Parts. [Q] vai

quantizar os eventos seleccionados, [Alt] / [Option] + [Q] vai quantizar 50%, e [Shift] + [Q] vai restaurar a temporização original.

6.9.4 Phase-Coherent multipista quantização

Quando vários microfones são usados ​para gravar o mesmo instrumento em várias faixas, como com como um conjunto de
tambor, é muito importante que as relações de fase em todo o áudio multitrack permanecem inalterados. Você pode pensar em
relações de fase como o tempo que leva o som para chegar a cada microfone da fonte, como um tambor. Como as formas de
onda alinhar em cada faixa é criticamente importante para o som alcançados; se um hit laço é movido no tempo em uma pista e
não os outros, o som colectivo resultante do hit armadilha pode ser drasticamente alterado.

Portanto, quando quantização ou corte de áudio multitrack, é importante que todas as edições são realizadas em todas as faixas

de uma forma que preserva as relações de fase. Isso é conhecido como a edição fase coerente. No Studio One, tudo o que é

necessário para garantir que isso acontece é para as faixas a serem agrupados. Uma vez que as faixas são agrupados, Studio

One cuida de coerência de fase para você.

Por exemplo, vamos considerar um cenário com quatro faixas de bateria: bumbo, caixa, e as despesas gerais esquerda e direita.

Antes de editar em qualquer pista individualmente, você seria agrupar os Tracks, selecionando-as e pressionando [Ctrl] /

[Command] + [G] no teclado. Se você, em seguida, quantizar áudio em qualquer pista no grupo, Studio One irá determinar as

relações de fase entre as vias e, em seguida, irá quantificar ou cortar o áudio em todas as trilhas baseadas em transientes em

faixas individuais. Por exemplo, onde existe um acerto laço, o primeiro transiente encontrado (dentro do intervalo do hit laço) nas

faixas de cima para baixo vai ser utilizado como a base para a quantificao de todos os quatro faixas; as outras faixas serão

simplesmente manter as suas relações de fase existentes para a faixa quantized, e, portanto, será quantificada de maneira fase

coerente.

No cenário acima, você pode verificar exatamente o Studio One tem feito por zoom em qualquer marcador Bend. Você vai ver

que o Range marcador da curvatura em cada pista foi ajustado para uma hora de início comum, com a curvatura marcador

usado como base para a quantização. Manual Curva Marcador edita em trilhas agrupadas irá realizar o mesmo processo.

Também é possível excluir quaisquer faixas de um grupo de análise transiente e, portanto, não usá-los como referência no
processo de quantização ou corte. Quando são selecionados Eventos que estão contidos em uma trilha em um grupo, uma
caixa de seleção de grupo aparecerá na área de faixa do painel de Bend, juntamente com um menu drop-down
Guias-seleção que contém todas as faixas no grupo. Para excluir faixas de análise, basta desmarcar-los. Como exemplo,
você só pode querer usar o bumbo e caixa faixas como a base para a quantização ou corte do grupo, caso em que você
desmarque todas as faixas, exceto o bumbo e caixa e aplicar a ação desejada no painel de Bend.
6.9.6 sulco Extração e Quantize

Sulco Extraction é um extremamente poderoso, mas simples, característica. Vamos considerar o cenário em que você quer uma parte

do baixo mal tocou para acompanhar de perto o bumbo. Para que isso aconteça, abra o painel de Quantize e mudar o modo para o

Groove. Em seguida, arraste o evento de bumbo no painel de Groove, e depois quantificar o evento baixo. Naqueles poucos

movimentos que você tem efetivamente detectados todos os transientes necessários, extraído do sulco do bumbo, e quantizado o

baixo para que groove.

Da mesma forma, você pode arrastar uma parte de instrumento no painel Groove para extrair o ritmo e então quantizar áudio
para que groove. Quando você extrair o sulco de um evento de áudio ou Instrumento Parte, a grade no arranjo é, então, com
base no que groove, e qualquer coisa no arranjo podem ser quantificados para a rede.

Isto é extremamente útil para a limpeza de multi-desempenhos do instrumento, e é igualmente útil para fins de criação, tais como a

extracção de uma grande ranhura a partir de um circuito de funk e aplicando-o a um loop de bateria linear oitavo.

Você também pode arrastar o próprio sulco a uma pista de instrumento, o que tornará a ranhura como uma série de notas, uma para cada

hit no sulco, mesmo ajustando velocidade da nota de acordo com o nível relativo dos hits. Isso permite que você para construir

instantaneamente uma parte instrumento baixo virtual, por exemplo, que correspondem exatamente um desempenho de tambor. Basta

arrastar o desempenho de tambor para a área de Groove, em seguida, arraste-o para o baixo Track, e mudar as notas para o padrão

desejado.

Ou, você pode preferir arrastar em um evento de áudio, arraste-o para uma pista de instrumento para ajustar o sulco musicalmente, em

seguida, arraste que parte de instrumento, e quantificar o evento de áudio original para isso. As possibilidades são infinitas!

6,10 Pista Transform

6.10.1 Faixa de Áudio Transform

As faixas de áudio têm sempre um canal directamente relacionada na consola de mistura no qual inserir efeitos pode ser configurado.

No processo de edição e organizando, às vezes é necessário para tornar uma faixa de áudio para que os efeitos de inserção se tornar

uma parte da forma de onda de áudio na trilha no arranjo. Você pode fazer isso para fins criativos ou simplesmente para permitir que

você para remover os efeitos de inserção, a fim de economizar energia da CPU.

Studio One torna esta incrivelmente simples com a trilha recurso Transform. Com qualquer faixa de áudio que tem efeitos inseridos em seu

canal correspondente selecionado, clique com o botão direito sobre a faixa e selecione Transform para áudio processado a partir do menu

de contexto. Verifique Preserve State Realtime se você gostaria de ser capaz de transformar de volta para a trilha original. Especifique

uma quantidade cauda, ​em segundos, se houver um atraso, reverb ou efeito semelhante que você vai querer prestar além do comprimento

do evento na pista.
Clique OK, e da trilha de áudio será devolvida, com seus efeitos de inserção; em

seguida, a faixa de áudio original será substituído com o áudio recém saltou sobre

uma nova faixa de áudio com o mesmo nome. Se uma quantidade cauda foi

especificado, você vai notar que os fade-outs foram aplicadas automaticamente

em toda a duração da cauda especificado para cada evento. Os efeitos de

inserção não será inserido na nova pista, uma vez que foram prestados para o

áudio na pista.

Se você marcou Preserve State Original Track, então é possível transformar de volta para a trilha original, com efeitos
inseridos no canal correspondente, clicando com o botão direito na trilha e selecionando Transform para Realtime áudio a
partir do menu de contexto.

Acompanhar Transformada também manterá o roteamento de saída e enviar configuração entre as faixas originais e

novas, eliminando o gerenciamento manual deste aspecto.

6.10.2 Pista Instrumento Transform

Instrumento Tracks contêm apresentações de música MIDI que controlam instrumentos virtuais. A saída de instrumentos
virtuais para um ou mais canais de áudio no Console Mix, e você pode configurar efeitos de inserção, envia e rotas de saída
para os canais. Com esta abordagem, pode ser difícil para tornar Instrumento Faixas de áudio corretamente.

Studio One torna mais simples, transformando Instrumento faixas em faixas de áudio em uma única etapa. Clique com o botão direito em

qualquer pista de instrumento e selecione Transform para faixa de áudio a partir do menu de contexto. em seguida, você verá várias opções

no menu pop-up:

• Tornar inserções. Se você gostaria de tornar os efeitos de inserção no Canal instrumento virtual relacionado
saída, marque esta opção.

• Preserve Instrumento Faixa Estado. Se você gostaria de ser capaz de transformar a partir da nova faixa de áudio de volta para

a pista de instrumento original, marque esta opção.

• Remover Instrumento. Se você gostaria de remover o instrumento virtual, a fim de economizar energia da CPU, em seguida,

após a renderização de áudio e criar a nova faixa de áudio, marque esta opção.

• Cauda (segundos). Especifique uma quantidade cauda, ​em segundos, se o instrumento de som virtual é tal que o áudio existe para

além do fim de qualquer componente do equipamento na pista.

• Canal. Selecione o instrumento virtual canal de saída desejado no campo Channel. (Alguns instrumentos
virtuais podem ter mais de um canal de saída.)

Clique OK, e todas as partes sobre a pista de instrumento será processado para áudio e colocado em uma nova faixa de áudio.
Se uma quantidade cauda foi especificado, você vai notar que os fade-outs foram aplicadas automaticamente em toda a duração da

cauda especificado para cada evento. Além disso, o encaminhamento de configuração de envio e de saída da nova faixa de áudio será

idêntico ao da trilha instrumento original.

6.11 Efeitos de Eventos

É possível inserir efeitos directamente sobre um evento de áudio no arranjo, em oposição a inserção de efeitos em todo o canal de

áudio para a Pista relacionada, afectando assim todos os eventos na pista. Efeitos de eventos são comumente usados ​para

adicionar variedade ao arranjo ou para inserir efeitos de utilidade, tais como correcção do passo, em eventos específicos.

6.11.1 Efeitos Eventos Inserir

Para inserir um efeito sobre um evento, selecione o evento e abra o Inspector pressionando [F4] no teclado. Na área de
Inspector Evento do Inspector, você verá uma guia evento FX com um botão Ativar. Clique em Ativar, e um rack de
dispositivos Insert será aberta.

Inserir efeitos ou FX Chains aqui, como faria normalmente, e o evento será então processada em

conformidade, em tempo real, durante a reprodução. O som resultante será exatamente como se você

tivesse inserido o efeito sobre a faixa: Você vai ouvir todas as outras faixas jogar e pode fazer

alterações efeitos de parâmetros ao ouvir os resultados no contexto com o resto da mistura.

Como Efeitos de eventos podem alterar o volume relativo de um evento, inclinando desse modo os envelopes de

volume de fade existentes, uma opção foi fornecida para processar envelopes de volume após Efeitos de eventos.

Clique no ícone mais à esquerda ao lado da cauda, ​na área acima da cremalheira dispositivo Inserir, para ativar

esse

opção.

6.11.2 renderização Efeitos Eventos

Uma vez que o som pretendido é conseguido através de um efeito de evento, é provável uma boa idéia para tornar o áudio, a fim de preservar

os recursos da CPU. Studio One fornece uma maneira muito flexível para fazer isso que lhe permite reverter para processamento em tempo

real, a qualquer momento, a fim de fazer alterações.

Para tornar qualquer evento de áudio com efeitos de eventos inseridos, clique em Render, acima da cremalheira dispositivo

Evento FX Insert. O Rack dispositivo Inserir entrará em colapso, um novo evento de áudio com o áudio processado irá substituir o

evento original no arranjo, e Render botão será


rotulado Restaurar. A qualquer momento, clique em Restaurar para substituir o evento processado com o original e restaurar quaisquer efeitos

inserido para seus estados pré-renderizados.

Ao renderizar Evento FX, note que a configuração acima da cremalheira dispositivo Inserção da cauda permite que você especifique um

comprimento de prestar para além do final do evento de áudio. Isto é crítico para captar adequadamente caudas de reverberação, linhas de atraso e

outros caudas de áudio semelhantes causadas por efeitos inseridos. Quando um valor de cauda é dado, um fade volume será aplicado em todo o

comprimento dessa cauda no Evento proferida após processamento para garantir resultados suave sonoridade. Este envelope de fade pode ser

modificado, como de costume.

A capacidade de facilmente mover e para trás de processamento em tempo real de eventos FX e áudio processado é exclusivo

para o Studio One e permite-lhe adicionar variedade ao seu regime e usar plug-ins de uso intensivo da CPU sem tensão

contínua no seu computador.

6,12 Edit View edição de eventos

Em muitos casos, ações de edição vai exigir um olhar mais atento sobre os eventos que estão sendo editadas. Para executar estas

edições na exibição Organizar exigiria o zoom para um nível que tornaria difícil para manter seu senso da estrutura global Song, em

seguida, zoom de volta após as edições são realizadas. visualizações de edição permitirá que você evite essa ineficiência. Para abrir

a vista Editar para o evento selecionado, clique no botão Editar vista, prima [F2] no teclado, ou clique duas vezes em qualquer evento.

Enquanto não há uma visão comum Editar, Áudio Eventos aberto no editor de áudio e partes de instrumento aberto no Editor Music.

A vista Editar irá mostrar o evento atualmente selecionado em um cronograma que é independente da linha do tempo
Organize-view. Por padrão, o cronograma Editar-view é ampliada além do cronograma padrão Organize-view. A posição
central do ecrã é baseado em posição no caso em que foi clicado por último na janela de arranjo, e clicando em uma nova
posição no Evento na janela de arranjo irá re-centro da tela Editar-view.

O editor pode ser retirado para sua própria janela de tamanho considerável, clicando no botão Detach no canto superior direito do Editor.

Qualquer pista pode ser selecionado de drop-down selector faixa na parte superior esquerda do Editor, sob a barra de ferramentas.

6.12.1 Audio Editor

A exibição do Editor de Áudio opera independentemente da janela de arranjo e tem uma configuração de base de tempo independente.

Opções que aparecem no Editor são os mesmos que na Organizar visualizar e afetará ferramentas e eventos da mesma maneira. Observe

que as configurações Quantize, pressão, e base de tempo não são compartilhados entre a janela de arranjo e editor; eles permanecem

independentes. A opção Ajustar à Hotspots evento é encontrado no menu suspenso Editor de snap; ele permite que a ferramenta e Evento

de encaixe para hotspots, como a curvatura Marcadores.


A escala de nível exibido à esquerda da pista forma de onda no editor de áudio pode ser ajustada clicando nele e arrastando para a

esquerda ou direita. Este zooms eficazmente a amplitude da forma de onda, que pode ser útil quando a edição de áudio com níveis

relativamente baixos. [Direita] / [Control] + clique nessa área permite a seleção de uma escala percentage- ou baseado em dB.

6.12.1.1 Tools

A maioria das ferramentas na Organizar vista estão disponíveis no editor de áudio e função há exatamente como eles fazem na

janela de arranjo.

6.12.2 Music Editor

Instrumento Parts contêm notas, que representam dados musicais no desempenho e são um tipo de evento. As notas podem ser movidas,

corte, copiados, colados, duplicado, e desenhado usando ferramentas rato, comandos de teclas, e certos comandos de menu Eventos.

Várias notas podem ser selecionado e editado em conjunto, como em outros eventos.

Para a edição rápida de todas as notas em uma parte ou na pista, use [Ctrl] / [Command] + [A] para selecionar todas as notas na parte focada no

Editor de Música, ou [Ctrl] / [Command] + [Shift] + [a] para selecionar todas as notas em todas as partes na pista.

6.12.2.1 Timebase, Quantize, e Scale

O Editor de música tem ajustes independentes semelhantes aos do Editor de Áudio. Enquanto Quantize afeta o encaixe de
valor de tempo horizontal, o Music Editor também possui Escala encaixe (vertical notevalue). As configurações de escala
permitem agarrar a valores de notas específicas em diferentes escalas musicais. Selecione uma escala escolhendo a nota de
partida ea escala musical nos respectivos seletores. As notas contidas na escala selecionada são marcadas no visor do teclado
singleoctave, abaixo do seletor de Escala.

6.12.2.2 Seta Ferramenta

A ferramenta Arrow in the Music Editor é usado com notas essencialmente da mesma forma que a ferramenta Seta na janela de

arranjo é usado com eventos. Várias notas podem ser selecionado e editado em conjunto na mesma forma que Eventos .
Para mover uma mensagem usando a ferramenta Seta, clique em qualquer lugar da nota e arraste para a esquerda, direita, para cima

ou para baixo. Arrastando a nota para a esquerda ou direita irá movê-lo para trás e para frente no tempo, em relação ao atual

timebase Editar vista e zoom cronograma. Arrastando a nota para cima ou para baixo irá transpor (alterar o tom de) a nota. O

intervalo de transposição pode ser determinado usando a tela do teclado vertical à esquerda do Editor Music.

Para dimensionar qualquer nota usando a ferramenta Arrow, flutuar o mouse para a borda esquerda ou direita da nota para revelar a ferramenta

de dimensionamento. Quando esta ferramenta aparece, clique e arraste para a esquerda ou direita para o tamanho da nota. Tal como acontece

com eventos, as notas podem ser dimensionados e redimensionadas nondestructively qualquer número de vezes.

Ao dimensionar várias notas selecionado no editor de música com a ferramenta Seta, dois comportamentos adicionais são agora

possíveis com modificadores. Ao clicar em uma nota e, em seguida, segurando [Ctrl] / [Command] enquanto dimensionamento resultará

em todas as notas selecionadas tirando ao mesmo comprimento musical da nota em que você clicou. Ao clicar em uma nota e, em

seguida, segurando [Alt] / [Option] resultará na Nota Off posições (extremidades) de todas as notas selecionadas tirando ao mesmo Note

Off posição da nota em que você clicou.

Para duplicar notas selecionadas usando a ferramenta Seta, segure [Alt] / [Option] no teclado, clique na seleção e arraste para a

esquerda ou direita. Solte o botão do mouse quando a posição desejada seja atingida, ea seleção será duplicado para esta posição.

Para mudar temporariamente para a pintura ferramenta, pressione e segure [Ctrl].

6.12.2.3 ferramenta Dividir

A ferramenta Dividir no Editor de Música permite dividir notas para que se tornem duas notas separadas. Clicando em qualquer nota

diretamente irá dividi-lo nessa posição, ao selecionar várias notas e, em seguida, divisão, irá dividir todas as notas selecionadas.

Segurando [Alt] ao clicar com esta ferramenta irá realizar um desdobramento de todas as notas selecionadas, bem como uma divisão da

própria parte, de modo que uma parte se torna dois.

Ferramenta de pintura 6.12.2.4

A ferramenta Paint no Editor de música é usada para desenhar notas em uma parte de instrumento. A ferramenta Paint se encaixará

ao desenhar a certas posições verticais e horizontais com base na Escala e Quantize configurações. Quando o cursor do mouse é

flutuava sobre o Editor de música com a ferramenta Paint selecionado, o valor da nota para a posição atual do cursor é realçado no

visor do teclado.

Note-se que a apresentação do teclado pode ser ligado a um monitor Tambor Mapa clicando no botão Tambor Mapa acima da
tela do teclado. O visor Tambor Mapa essencialmente elimina o teclado virtual e permite mais espaço para exibir os nomes de
amostra horizontalmente para cada posição nota vertical.

Os nomes passo no mapa de bateria pode ser editado clicando no botão Editar e digitando nomes para cada campo no menu

pop-up. então você pode salvar o Mapa de lembrar em um momento posterior, clicando no botão loja predefinido. Selecione

qualquer mapa da lista para carregá-lo. (Um mapa geral MIDI tambor é fornecido.)
Para desenhar uma nota com a ferramenta Paint, clique na posição desejada. Se você clicar uma vez, a nova nota terá um comprimento igual ao

valor temporal do ajuste Quantize atual. Se você clicar e arrastar para a direita, você pode fazer a nota qualquer comprimento que você deseja.

Com a ferramenta de pintura seleccionado, flutuar o cursor do rato para a borda de qualquer nota existente para o tamanho da nota, como com o ferramenta

arrow . Para excluir um nota, clique nela usando a ferramenta Paint.

Para editar a velocidade de uma nota enquanto desenha a nota com a ferramenta Paint, arraste para cima e para baixo depois de clicar para

chamar a nota. Para editar a velocidade de uma única nota, usando a ferramenta Paint, segure [Alt] / [Option] no teclado e clique e arraste para

cima ou para baixo sobre a nota desejada.

Você também pode editar as velocidades das notas na pista Parte Automação do Music Editor, que é discutido na Instrumento
Parte Automation seção do capítulo “Automação”.

Pressione e segure [Alt] no teclado com a ferramenta Paint selecionado para entrar no modo de desenho de linha. Neste modo, você pode

desenhar uma linha de eventos de nota no Editor de música, e você pode desenhar linhas em envelopes de automação, como discutido mais

adiante neste manual.

Para selecionar momentaneamente a ferramenta Seta ao usar a ferramenta Paint, segure [Ctrl] / [Command] no teclado.

6.12.2.5 Eraser Tool

A ferramenta Borracha no Music Editor é usado para excluir notas. Com a ferramenta Eraser selecionado, clique diretamente em qualquer nota

para excluí-lo.

6.12.2.6 ferramenta Mute

o ferramenta Mute é usado no Editor de música tanto quanto ele é usado na janela de arranjo. Com a ferramenta Mute selecionado, clique em

qualquer nota para silenciá-lo, e clique em qualquer nota silenciado para liberar o som dele. Clique e arraste sobre qualquer número de notas em

um movimento para silenciar ou não todo o grupo de notas.

6.12.2.7 Cortar, Copiar, Colar e notas duplicadas

Você pode cortar, copiar, colar, e duplicar notas exatamente como você pode com eventos na exibição Organizar, conforme
descrito no Ações de edição comuns seção deste capítulo. Também é possível recortar ou copiar notas e colá-los
diretamente para o arranjo em uma pista de instrumento selecionado.

6.12.2.8 transposição Notes, Instrumento Peças e trajectos

Transpondo notas, ou alterar um grupo de notas por um determinado intervalo de tempo, é uma ação comum que aproveita a

flexibilidade de dados musicais. É possível a qualquer momento para transpor notas, um Instrumento Parte inteiro, ou todo o conteúdo

de uma pista de instrumento.

Para transpor uma nota ou grupo de notas dentro de uma parte de instrumento, abra o Editor de música clicando duas vezes

sobre a parte desejada, e faça o seguinte:


• Selecione todas as notas que você deseja transpor.

• Selecione Transposição do submenu Funções Musical.

• Escolha a partir de uma das transposições predefinidas ou usar o fader horizontal para definir o número de semitons pelo qual

as notas selecionadas serão transpostas. Um número positivo resultados nas notas que estão sendo transpostas para cima, e

um número negativo resultados nas notas a ser transposta para baixo.

Para transpor um Instrumento Parte inteira:

• Selecione a parte que deseja Transposição na janela de arranjo.

• Selecione Transpose no menu Eventos.

• Escolha de uma das transposições predefinidos, ou utilizar o fader horizontal para definir o número de meios tons,

através da qual a parte seleccionada será transpostas. Um número positivo resultados na parte em fase de

transposição, e um número negativo resulta na Parte ser transposta para baixo.

Aquando da transposição notas ou partes, as notas musicais serão movidos graficamente para representar a mudança. Neste

caso, as notas indicadas serão as notas que ouve.

Para transpor todo o conteúdo de uma pista de instrumento:

• Selecione a pista de instrumento que você deseja transpor.

• Abra o Inspector pressionando [F4] no teclado.

• Insira um valor no campo Transpor para o número de semitons pelo qual o traçado será transposta.

Quando transposição de uma trilha através do Inspector, a transposição não serão refletidas graficamente. As posições das

notas em todas as partes sobre a faixa não serão afectados. Neste caso, as notas indicadas podem não ser as notas que ouve.

Este parâmetro também afetará as notas que ouve quando você jogar o seu teclado.

6.12.2.9 Parts Quantização Instrumento

Quantificação Instrumento Peças permite-lhe realinhar notas a tempo de coincidir com uma determinada subdivisão tempo musical ou outra

grade mais de perto. Na prática, de quantização é geralmente usado para limpar tempo musical para corresponder melhor o tempo

pretendido, embora também possa ser utilizado de forma criativa.

Os resultados de quantificação são determinadas com as configurações Quantize como encontrado no painel de quantização. O painel

Quantize permite muito preciso sobre todas as configurações quânticas. Referir-se seção 6.3.1

Para maiores informações.


É possível extrair um groove de uma parte de instrumento, arrastando-os e soltando-lo para a seção de sulco do painel de
Quantize, assim como com um evento de áudio. Qualquer Evento Instrumento Parte ou áudio pode ser quantificada para que
sulco extraído.

Para ativar as notas de quantificação durante a gravação, clique no botão Input Quantize logo abaixo da caixa de seleção de quantização.

quantização de entrada pode ser desfeita se você quiser usar o desempenho, uma vez que foi jogado.

É possível dividir uma única nota em várias notas com base na configuração Quantize atual. Selecione qualquer número de

notas e escolha Eventos Split a partir do menu de funções Musical. Notas será dividido com base em sua posição relativa à

linha de bar, com separação ocorre apenas até a próxima linha bar após o tempo de nota início. Também é possível aplicar

Eventos Split para partes de instrumentos integrais e Áudio Eventos.

6.12.2.10 Quantize e restauração do sincronismo

Quantizar um Instrumento Parte inteira, selecione a parte na Organizar vista e pressione [Q] no teclado ou escolher
Quantize do menu Funções Musical. Quantizar uma nota ou notas individuais, selecione as notas no Editor de Música e,
em seguida, aplicar quantização, como antes.

Alternativamente, se as notas são selecionados no Editor de Música, e depois o valor Quantize é alterado com Auto envolvidos, as

notas selecionadas são automaticamente quantizado utilizando o valor Quantize recém-selecionado.

Além disso, você pode quantificar extremidades nota, que irá ajustar o Note Off tempo para quaisquer notas selecionadas,

selecionando Quantize final no menu Funções Musical.

Para restaurar a temporização original para quantizado Parts ou notas Instrumento, selecione a parte ou notas e pressione [Shift] +

Q no teclado, ou selecione Restaurar sincronismo no menu Funções Musical.

6.12.2.11 Congelar Quantize

Às vezes é muito útil para fazer a anotação de quantização permanente para que possa quantificar novamente com base nas

posições quantizadas atuais, em vez das posições da nota originais. Para fazer isso, selecione as notas e selecione Congelar

Quantize do Musical menu de funções. Você não será capaz de restaurar a temporização para estas notas, como as posições recém

quantificados vai se tornar efetivamente as posições originais.

6.12.2.12 Humanizar

Estritamente quantização cada nota de forma que os ritmos são perfeitamente precisos pode causar música ao som sem vida e

mecânica. Os altera a função humanizar notar tempos e velocidade de início e fim dentro de um pequeno limite, com base em regras

modeladas em padrões comuns de desempenho humano. Isso proporciona variação apenas o suficiente para fazer uma performance

soar mais como um ser humano jogado as partes.


Para utilizar esta função, selecione as notas e, em seguida, escolher Humanizar a partir do menu Editar / Funções musicais. Note-se que os

resultados exatos não podem ser controlados diretamente. Você também pode escolher de Humanização Menos, que altera as notas em uma

forma similar como Humanizar mas com base em regras destinadas a resultar em padrões de desempenho menos humanizadas.

6.12.2.13 Inspector Music Editor

Quando uma nota é seleccionado, as suas posições inicial e final são marcados, como estão a sua altura, a velocidade, e o estado muda.

Cada um destes parâmetros pode ser editada directamente no Inspector. Ao editar notas usando o Inspector, todas as notas selecionadas

serão afetados.

A maneira mais simples para editar posições inicial e final, pitch e velocidade é colocar o cursor do mouse sobre o parâmetro e gire a

roda do mouse para cima ou para baixo. Outra maneira de modificar uma nota seleccionada ' s velocidade é clicar com o botão e

arraste o fader de velocidade horizontal no Editor Music. Quando você soltar o botão do mouse, o valor Velocity será aplicado a

todas as notas selecionadas.

6.12.3 multipista Music Editing

É possível visualizar e editar mais de uma pista de instrumento em um momento no Editor Music. Para ver rapidamente mais de

uma faixa no Editor de Música, segure Shift e selecione Instrumento Peças em pistas diferentes no Convénio. Mais As peças

podem ser adicionados a qualquer momento, segurando Shift e selecionando-os no Acordo.

Dê um duplo clique em qualquer parte no Acordo de rapidamente fazer a sua faixa a faixa única vistos no Music Editor. Isso também

irá dimensionar automaticamente o zoom Music Editor horizontalmente e verticalmente para mostrar todas as notas da faixa contém,

no nível de zoom mais alto.

O Editor de música também tem a sua própria lista de faixas, abriu através do ícone da Lista de faixas no canto esquerdo do Editor Toolbar

Music. Neste Track List, você pode mostrar ou ocultar faixas através do botão Show / Hide à esquerda do nome da faixa e pode definir de

forma independente cada faixa para editar o Active através do botão ícone do Lápis na extremidade direita do nome do Track. Se uma faixa é

mostrado, e Editar ativo não está envolvida, notas da faixa não será selecionável, permitindo-lhe ser facilmente visto como uma referência,

sem preocupação com a alterá-lo acidentalmente.


Quando várias peças são exibidas, as notas de cada parte são coloridos com suas cores trilha e audição normalmente através de

suas trilhas. notas selecionadas serão exibidas em vermelho. Além disso, quando várias peças são exibidos, é possível transferir

notas de um lado para outro usando o [Direita] / [Control] + clique do menu de contexto de transferência item de Notas. Isto irá

remover as notas seleccionadas na parte original, indicado com uma marca de verificação na lista de transferência Notes, à parte

selecionada.

Clique no botão link ao lado do botão Track List para vincular a seleção da trilha no arranjo com a
seleção de faixa no Editor Music.

6.12.4 Nota Chase e Cut

No Opções / menu MIDI Studio One / Avançado /, você vai encontrar duas opções: perseguição notas longas e Corte de notas longas na

parte final.

Perseguição notas longas deve ser contratado se você gostaria Studio One para reproduzir uma nota longa, mesmo que a reprodução

começa depois Note-se que de nota Na posição, efetivamente tratar a posição de reprodução como o Note On. Isto é muito útil

quando se trabalha com, peças sintéticas longas drones, por exemplo, que podem ter um Note On na barra 1 e, em seguida

continuam ao longo do resto da canção.

Corte notas longas na parte final deve ser contratado se você gostaria de uma nota para parar a reprodução se o Instrumento parte

relacionada termina antes a posição dessa nota Note Off.

6,13 Afastamento Correcção com Integração Melodyne

Studio One apresenta uma solução única pitch-correção: Ele se integra perfeitamente Melodyne de Celemony, o melhor software

pitch-correção comercial do mundo. Isso é feito com a tecnologia nova co-desenvolvido e isso só é possível com o Studio One.

Studio One Professional apresenta uma cópia totalmente licenciada do Melodyne Essential, enquanto Studio One Produtor e

Studio One Artist apresentam a versão Melodyne experimentação. Se você já possui qualquer versão do Melodyne, atualização

para a versão 1.3 ou posterior para o suporte integrado para função no Studio One.

Para informações específicas sobre como usar Melodyne, por favor consulte a documentação do Melodyne e aos materiais em

linha úteis, tais como vídeos tutoriais e FAQs, encontrados em

www.celemony.com .

6.13.1 Editar com Melodyne

Qualquer evento de áudio pode ser editado com Melodyne. Para fazer isso, selecione o evento e pressione [Ctrl] / [Command] + [M]

no teclado, ou [Direita] + [Control] + clique em um evento de áudio e selecione Editar com Melodyne no menu de contexto.

Melodyne será inserido no rack Dispositivo Evento FX para o evento, ea visão integrada Melodyne Editar será aberta, encontrada

no mesmo local que os editores de áudio e música.


O áudio em caso é analisado automaticamente e as notas detectadas são exibidos, pronto para edição. Note-se que o ponto de

vista Melodyne Editar pode ser maximizada e destacado da mesma forma como os editores de áudio e música.

Quando o efeito Evento Melodyne está ativa (ou seja, o FX Evento não foram prestados), clicar duas vezes no evento
de áudio irá abrir a vista Melodyne Editar. Para mudar para o Editor de áudio, pressione [F2] no teclado, ou clique no
botão Editar.

6.13.2 Tempo Real e renderização

Tal como com outros FX Evento, Melodyne é executado em tempo real, por padrão. Isso permite audição imediata do material que está

sendo editado juntamente com o resto da mistura. No entanto, é provavelmente melhor para tornar as edições quando você tiver terminado, a

fim de recuperar os recursos da CPU. Para fazer isso, clique no botão Render para o Rack Dispositivo Evento FX Insert no Inspetor de

eventos para o evento de áudio.

Tal como com outros FX Evento, o estado antes da prestação é armazenado, o que lhe permite voltar para posterior edição. Melodyne

também pode ser removido totalmente do evento de áudio, removendo-o do rack Dispositivo Evento FX Insert para o evento, caso em que

todas as alterações serão perdidas.

6.13.3 Arraste o áudio a pista de instrumento

Quando um evento de áudio é editado com o Melodyne, as notas resultantes da análise aparecerá na forma de onda, como com

laços da música. Neste estado, é possível arrastar o evento de áudio a um


Pista instrumento pista no Arranjo para extrair as notas, resultando em uma parte de instrumento que combina perfeitamente

com o desempenho de áudio. As notas e velocidade para a parte do instrumento são derivados a partir da análise Melodyne e

edição.

Isso torna possível, por exemplo, a cantar uma melodia e, em seguida, arraste-o para uma pista de instrumento para um

instrumento virtual para jogar, ao invés de tentar descobrir como jogá-lo em um controlador de teclado. Você também pode

querer substituir ou melhorar uma performance acústica-instrumento com um instrumento virtual. Estas técnicas e muitos mais

estão agora possível com um único drag-and-drop.

6.14 comandos de edição

6.14.1 Música comandos de edição comuns

Ao editar no Editor de música, vários comandos de edição são susceptíveis de ser usado muitas vezes. Nós colocamos esses

comandos em um menu que permite acesso rápido, localizada à direita dos ícones de ferramentas na parte superior esquerda do

Editor Music. Clique no botão de ação para revelar um menu suspenso de comandos com o qual você pode editar qualquer notas

selecionadas no Editor Music.

6.15 Histórico Undo

O menu Histórico Desfazer, acessada em Editar / História, permite visualizar e percorrer virtualmente cada função de edição
que ocorreu desde um documento foi aberto. Basta clicar em qualquer edição na lista para rolar instantaneamente o
documento de volta para o ponto onde essa edição foi feita.

Note-se que a história é limpo quando um documento é fechado, mas permanece intacto quando o documento é salvo e

mantida aberta.

6.16 Navegar com Zoom

Ao editar ou organizar em uma canção, zoom in e out na linha do tempo pode ser benéfico tanto no Editar e Organizar pontos
de vista. comandos de teclas do Studio One fazer zoom uma alternativa rápida e fácil de usar um mouse. Os seguintes
comandos de teclas afetar zoom:

zoom horizontalmente

• Zoom In [E]
• Zoom Out [W]

zoom verticalmente

• Aumentar (verticalmente) [Shift] + [E]

• Afastar (verticalmente) [Shift] + [W]

Outros comandos de zoom

• Zoom para loop [Shift] + [L]


• Aumentar a seleção de alternância (horizontal e verticalmente) [Shift] + [S]

• Aumentar a seleção de alternância (horizontalmente) [ALT] + [S]

• Zoom completa [ALT] + [Z] (afasta horizontalmente, tanto quanto possível)

Também é possível definir comandos de teclas para acessar diretamente a faixa Heights disponível na página Organizar no

menu Keyboard Shortcuts.

6.16.1 Histórico Zoom

Os mais recentes estados de zoom horizontais e verticais em um arranjo ou editor são lembrados na história
Zoom. Você pode voltar ao estado anterior usando Undo Zoom [Alt] + [W] e pode avançar com Redo Zoom
[Alt] + [E].

6.16.2 Alternar Zoom

Você pode alternar rapidamente entre dois estados de zoom com o comando de alavanca Zoom [Z]. Este comando troca o estado

atual do zoom com uma definição de zoom armazenado. O estado atual é armazenado, e o estado em memória é restaurada.

Pressionando [Z] novamente leva de volta ao estado original.

O comando loja State Zoom [Shift] + [Z] armazena apenas o estado atual e não alterna estados. Isso pode ser usado para

definir uma posição do zoom âncora que você quer recordar mais tarde com o comando de alavanca Zoom [Z].

6.17 Sugestões Edição

6.17.1 fazer edições Limpo

Na produção de áudio, o processo de edição pode ser implacável. Pequenas imprecisões Ao dividir, móveis, ou realizando
outras ações em áudio gravado pode levar a artefatos sonoros indesejados. A seguir descreve algumas práticas de edição
recomendadas.

6.17.2 Ouça durante a edição

Ouvindo suas edições que você fizer vai economizar tempo e frustração em quase todos os casos. Por exemplo, quando o

dimensionamento das bordas de uma parte vocal para remover sons indesejados entre as palavras, é tentador fazer edições com base na

representação gráfica da forma de onda. Às vezes isso funciona, mas mesmo quando você editar visualmente, é uma boa idéia para repetir

a seção que você está editando e ouvir como você dimensionar os eventos para se certificar de que você não está removendo uma parte

crítica dos vocais.

Para rapidamente loop de uma seleção precisa, selecione uma faixa com a ferramenta Range, e então pressione [Shift] + [P] no teclado para

definir os localizadores esquerdo e direito precisamente em torno desse intervalo. Em seguida, clique no botão de Loop no transporte, ou

pressione [Num Pad /] no teclado, para repetir a reprodução durante o intervalo selecionado.

Você também pode usar a ferramenta Ouça a solo rapidamente e ouvir a qualquer elemento no arranjo.
6.17.3 Eliminando Artifacts audíveis

No Studio One, fazemos todos os esforços para agilizar o processo de edição e evitar tarefas tediosas. Por exemplo, nós aplicamos

desaparece automaticamente para punch-in gravações para garantir que o novo áudio combina perfeitamente com o áudio existente.

No entanto, inevitavelmente, haverá casos em que a edição de áudio leva a artefatos audíveis. Esses artefatos pode soar como

cliques curtos ou carrapatos de ruído, e eles geralmente ocorrem no início ou no final de um evento de áudio que foi dividida ou

cortada. Quando isso acontece, usar o envelope de fade fornecidos em cada evento de áudio para aplicar um fade-in rápido ou

fade-out, experimentando até o artefato não pode mais ser ouvido.


7 o Navegador

O Browser é um poderoso recurso que permite navegação rápida de instrumentos virtuais, efeitos, e uma variedade de tipos de arquivos

em seu computador, incluindo arquivos de áudio e musical de dados. O navegador funciona um pouco como o Windows Explorer ou o Mac

OS X Finder, na medida em que permite que você navegue diretórios de arquivos no seu computador de maneiras específicas. arquivos de

áudio e musical de dados, bem como instrumentos virtuais e efeitos plug-in, pode ser arrastado do navegador diretamente para a sua

música ou projeto.

7.1 O Navegador Tabs e Pesquisa

O navegador é dividido em cinco guias que organizam seu conteúdo em Instruments, Efeitos, Sons, Arquivos e do exterior. A guia

Início dá acesso a todas as guias. Todos os instrumentos e efeitos virtuais de partido terceira nativa e vai aparecer nas guias

instrumentos e efeitos. Todo o conteúdo Studio One Sound Set aparecerá na guia Sons. A guia Arquivos dá-lhe acesso directo ao

sistema de arquivos do seu computador, e Pool permite o acesso rápido a todos os arquivos associados com a música atual.

É possível pesquisar em qualquer guia e dentro de qualquer local um separador pode conter. Clicando no ícone de pesquisa no canto

superior direito do navegador abrirá um campo de pesquisa de texto e irá mostrar a localização que está sendo procurado. Digitar o texto

no campo de pesquisa começará imediatamente a busca, e apenas os resultados que correspondem ao texto da pesquisa será exibido no

navegador.

Uma vez que os resultados de pesquisa são preenchidos, o conteúdo encontrado pode ser usado diretamente. Você pode também

[Direita] / [Control] -clique em qualquer resultado de pesquisa e escolha Mostrar no Contexto ou Mostrar no Explorer / Finder em ordem

para acessar rapidamente o conteúdo no mesmo local.


O navegador tem um papel fundamental no fluxo de trabalho do Studio One, por isso não deixe para se familiarizar com tudo o que ela

oferece.

7,2 Importando Fi les com o navegador

É possível importar vários tipos de arquivo a partir do browser para a sua música ou projeto, incluindo WAV (BWF e RF64),

AIFF, REX, Apple Loops (CAF apenas no Mac OS X), Ogg Vorbis, FLAC e arquivos de áudio MP3, bem como padrão arquivos

MIDI, e de loops de áudio do curso Studio One e Música Loops.

7.2.1 Encontrar Áudio Fi les no Browser

Abra o navegador clicando no botão Procurar ou pressione [F5] no teclado, e clique no botão Arquivos na parte inferior do

navegador para visualizar arquivos e locais no seu computador. Você também pode pressionar [F9] no teclado para abrir o

navegador de arquivos diretamente.

Por padrão, o Navegador de Arquivos irá exibir quatro pastas:

• Área de Trabalho. Este irá conter todas as pastas e arquivos em seu desktop.

• Documentos. Esta é a pasta documentos padrão para o seu computador (Windows e Mac OS X).

• Conteúdo. Esta é a pasta de conteúdo conforme especificado no Studio One / Opções /

Localização / Usuário menu de configuração de dados (Mac OS X:

Preferências / Opções / Localização / User Data), que conterá todas as Músicas, Projetos, Presets, e outros

Studio One arquivos. Esta localização é nomeado 'Studio One' no Browser.

• Volumes. Esta pasta irá conter todos os locais de armazenamento de arquivos em seu computador, tais como a unidade (C :) no

Windows.

• Servidores. Esta pasta irá conter localizações específicas do servidor que o Studio One interfaces com, como o

SoundCloud (no Studio One Professional).

Navegar no navegador, clicando em qualquer pasta para exibir seu conteúdo, como você faria com o Windows Explorer ou o

Mac OS X Finder.

Ao navegar arquivos de áudio loop e arquivos de áudio REX, observe a seta drop-down que se expande para revelar as fatias do

arquivo REX. Se você arrastar em qualquer um desses arquivos, as fatias será contido em uma parte de áudio.

É possível que os arquivos adicionados ou se mudou, o seu computador enquanto o Studio One está aberto não aparecerá no Browser. Se

você encontrar esse, [Direita] / [Control] -clique no navegador e selecione Atualizar para recarregar os pontos de vista dos locais de

armazenamento no seu computador.


7.2.2 visualizar um arquivo de áudio no navegador

Quando um arquivo de áudio é selecionado no Navegador, a janela inferior do navegador se tornará a visualização Player, exibindo

controles de transporte e informações sobre o arquivo selecionado. Quando a pré-visualização do Jogador aparece, você pode ouvir o

arquivo selecionado diretamente no navegador. Para iniciar a reprodução de arquivos, clique duas vezes no arquivo no navegador ou

clique no botão Play na visualização do jogador com o ficheiro pretendido seleccionado.

reprodução de pré-visualização Player é independente da reprodução da música principal, então você vai notar o cursor de

reprodução-posição não se movem através da janela de arranjo ao visualizar um arquivo. A visualização jogador tem seu próprio indicador

de reprodução posições que se move da esquerda para a direita para indicar a posição de reprodução atual no arquivo selecionado. O

indicador de posição pode ser clicado-anddragged para navegar através do arquivo selecionado durante a reprodução. Um fader de volume

controla o nível de reprodução da visualização Player.

reprodução de pré-visualização Player pode ser sincronizado com a reprodução da música para permitir audição de arquivos junto com a

reprodução da música. Clique no botão Reproduzir na Canção Tempo, que está envolvida por padrão, para permitir a visualização Player para

sincronizar com o ritmo da música atual.

Se o tempo do arquivo selecionado atualmente é conhecido, e jogar em Canção Tempo está envolvida enquanto visualiza, o arquivo será

timestretched on the fly para coincidir com o tempo da música atual. Para visualizar enquanto se ouve a sua música, iniciar a reprodução da

música em primeiro lugar, e, em seguida, selecionar um arquivo e visualizá-lo.

Para repetir o arquivo selecionado durante a reprodução de visualização, clique no botão Loop Preview Player, que está envolvida por

padrão. Looping durante a reprodução de visualização torna mais fácil para ouvir o arquivo selecionado no contexto de sua canção.

Uma maneira fácil de audição muitos loops de áudio de uma única pasta, como uma biblioteca loop, é definir os localizadores esquerdo

e direito em todo o intervalo da canção na qual você vai importar o loop, em seguida, a reprodução em loop no Transporte dentro desse

intervalo . Em seguida, visualize o primeiro ciclo na pasta e, em seguida, use as teclas de seta para cima e para baixo no teclado para

percorrer cada ciclo nessa pasta.

7.2.3 Importar um arquivo de áudio em Your Song

Importando um arquivo de áudio a partir do browser em sua canção é tão fácil como clicar sobre o arquivo e arrastando-o à janela de

arranjo da música. Quando o arquivo é arrastado para o espaço vazio, um mono ou estéreo faixa de áudio será criado com o arquivo

colocado sobre ele como um novo evento de áudio, localizado na posição para a qual ele foi arrastado. Quando o arquivo é arrastado

para um áudio existente


Track, ele será colocado como um novo evento de áudio em que pista, na posição para a qual ele foi arrastado. Se você importar

um arquivo estéreo para uma faixa mono, o evento criado será estéreo, mas a saída será mono, uma vez que a pista é mono. Se

você importar um arquivo mono para uma faixa estéreo, a saída será dual mono, isto é, o mesmo sinal igualmente em ambos os

lados.

É possível selecionar vários arquivos no Navegador e arraste todos eles de uma vez, fazendo a transferência de gravações

feitas em outra DAW um processo de um clique.

Para os instrumentos virtuais que suportam áudio de arquivo de importação usando drag-and-drop (como muitos samplers de bateria), você pode

arrastar e soltar arquivos de áudio a partir do browser diretamente sobre os instrumentos para carregar arquivos de áudio.

Você também pode / [Control] -clique [Direita] em qualquer arquivo de áudio e selecione Enviar para New SampleOne para carregar

instantaneamente o arquivo como um exemplo no ™ instrumento virtual built-in SampleOne. Se você fizer isso com um arquivo de áudio de áudio

loop ou REX, suas fatias serão mapeados automaticamente através do teclado (até 96 fatias).

7.2.4 MP3 automático para conversão WAV

Quando você importa um arquivo MP3 em uma canção, ou qualquer outro tipo de arquivo, ele é automaticamente convertido em um arquivo

WAV. Isto é feito para garantir a reprodução de áudio de alta qualidade e desempenho, ajudando a tornar a produção global mais uniforme e

consistente.

O arquivo WAV criado durante a conversão será armazenado na pasta de mídia da Canção em que o arquivo foi importado e terá o mesmo

nome que o arquivo original, com a extensão de arquivo .wav. O arquivo WAV recém-criado herdará (profundidade de bits) da Canção taxa de

amostragem e resolução, tal como estabelecido no programa de configuração Canção / Song.

7.2.5 Operações do navegador de arquivos de áudio

Os arquivos de áudio podem ser processados ​diretamente do navegador usando o [Direita] / [Control] -clique menu contextual como segue.

Note-se que em todos os casos, o arquivo de áudio original é deixado inalterado. É possível selecionar vários arquivos de áudio do mesmo

formato e aplicar o processamento de todos eles ao mesmo tempo.

• Dividir um arquivo de áudio multi-canal em dois arquivos mono separados

• Mesclar L / R mono arquivos de áudio em um único arquivo estéreo

o Selecionar dois arquivos de áudio mono, em seguida, [Direita] / [Control] -clique e selecione Mesclar para

Arquivo Stereo

• Converter um arquivo de formato de áudio não-Wave para um arquivo Wave. Isso também pode ser usado para achatar arquivos

cortados, tais como áudio e Loop REX, no qual as fatias será processado em seu tempo original.

Converter qualquer arquivo de áudio para um loop de áudio.


7.2.6 Importando arquivos MIDI com o navegador

Para importar um arquivo MIDI usando o navegador, navegue até o arquivo desejado, como você faria para um arquivo de áudio e clique

com o botão e arraste-lo em seu Song. Se o arquivo MIDI é arrastado para um espaço vazio na janela de arranjo, uma nova pista de

instrumento será criado com esse arquivo colocado na pista na posição para a qual ele foi arrastado. Se o arquivo é arrastado para uma

faixa MIDI existente, o arquivo será colocado como uma nova componente do equipamento na pista, na posição para a qual ele foi arrastado.

Alguns arquivos MIDI irá conter mais de uma parte MIDI na sequência. Se este for o caso, uma seta suspensa será ao lado do

arquivo no navegador; clique na seta drop-down para revelar as partes independentes. Se você arrastar em um arquivo com

várias partes, todos eles serão exibidos ao arrastar o arquivo para o seu Song.

Tal como acontece com todas as faixas de instrumentos, você vai precisar para assegurar a nova pista de instrumento é encaminhado para um

instrumento virtual ou externo, a fim de ouvir a nova parte de instrumento. Consulte o Monitoramento uma seção de pista de instrumento do

capítulo “Gravação” para mais informações.

Você também pode arrastar um arquivo MIDI diretamente sobre instrumentos virtuais que suporta a importação MIDI drag-and-drop.

7.2.7 Pré-Visualização MIDI Fi les do navegador

Quando qualquer arquivo MIDI é selecionado no navegador, você pode visualizar o arquivo MIDI através de qualquer instrumento virtual

carregado na música. Para fazer isso, selecione um arquivo MIDI, em seguida, selecione pista de instrumento no arranjo e ele aparecerá na

visualização Jogador como o canal selecionado.

Agora, quando você iniciar a reprodução com a visualização Player, o arquivo MIDI vai jogar com o instrumento virtual para que essa

pista de instrumento é encaminhado. Você pode alternar Instrumento Tracks on the fly para a audição uma parte rapidamente através

de diversos instrumentos.

7.2.8 Exportar um MIDI Fi le

Para exportar uma parte de instrumento para um arquivo MIDI, [Direita] / [Control] -clique na peça e selecione Export Peças de arquivo MIDI.

Escolha um nome de arquivo e local de armazenamento no menu pop-up e clique em OK. Um arquivo MIDI padrão será criado com uma

extensão de arquivo .MID.

Várias partes de instrumento pode ser exportado de uma vez para um único arquivo. Para fazer isso, selecione as peças desejadas e usar

o mesmo processo como acima. Um arquivo MIDI será criado, que inclui clipes individuais MIDI para cada parte, na sequência correcta,

com uma hora de início comum.


Você também pode arrastar e soltar qualquer parte do instrumento para um local no navegador de arquivos para exportar um arquivo MIDI

para esse local. Se você arrastar e soltar várias peças de uma vez, eles vão ser escrito para um arquivo MIDI com várias partes.

Padrão arquivos MIDI exportados do Studio One pode ser usado por praticamente qualquer aplicativo que suporte MIDI.

7.2.9 Exportação Música Loops e loops de áudio

Você pode arrastar qualquer parte do instrumento para o browser para exportar um laço música, ou pressione [Alt] enquanto paira a parte

sobre o navegador para mudar para exportar um arquivo MIDI padrão. Você também pode arrastar qualquer parte de áudio do Arranjo

para o browser para exportar um loop de áudio.

7.2.10 fazer encontrar o seu favorito Fi les Fácil

É comum que os grupos de arquivos, como loops de bateria, são armazenados em uma pasta no computador. Se você sabe que vai

constantemente acessar essas pastas no navegador, você pode criar Tabs para estes lugares. Por padrão, há duas abas na parte

superior do navegador de arquivos, chamado “Arquivos" e 'Studio One'. A guia Arquivos dá acesso a toda a estrutura do seu

computador arquivo, eo Um guia Estúdio mostra os dados do usuário localização conforme definido no / Localização / menu de

dados do usuário Opções.

Para criar uma guia para qualquer local do arquivo, vá até o local e arraste-o para a parte superior da barra. Isto irá adicionar uma nova

aba no topo do navegador de arquivos com o nome da pasta, permitindo acesso instantâneo. Você também pode / [Control] -clique

[Direita] em qualquer local, ou qualquer arquivo dentro desse local e selecione New Tab From Here no menu pop-up.

Para renomear uma guia, / [Control] -clique [Direita] na guia e selecione Renomear Tab. Digite um novo nome no menu pop-up e

clique em OK.

Tabs criados no File Browser será exibido para todas as músicas e Projetos, e você pode criar quantas abas que você precisar.

Quando o navegador ficar sem espaço para Tabs a ser exibido, uma lista suspensa é criado para a extrema direita da barra de

guias. Clique no botão drop-down Tab para escolher um separador da lista.

Para fechar ou remover Tabs, / [Control] -clique [Direita] no separador desejado e selecione Fechar Tab no menu pop-up.
Para subir um nível no File Browser, [Direita] / [Control] -clique e selecione “Up”.

7.3 A piscina

Quando você importa um arquivo de áudio ou gravar uma faixa de áudio, um evento de áudio é criado na janela de arranjo da

canção, e uma representação do arquivo de áudio original associado ao evento, chamado de Clip, é colocado no exterior. A piscina

vai, assim, conter todos os arquivos de áudio que estão em qualquer ponto associado a um evento de áudio na sua canção.
Para abrir o Pool, primeiro abra o navegador, clicando no botão Browse, em seguida, clique no botão Pool. Você também pode

pressionar [F10] no teclado para abrir o exterior diretamente.

7.3.1 Navegar the Pool

A Piscina exibe clipes de áudio como formas de onda. Estes clipes podem ser classificados usando o menu Classificar por, na parte superior da

piscina. A seguir Classificar por opções estão disponíveis:

• Plano. Ver todos os clipes sem fim.

• Track. Veja clipes pela pista em que são actualmente ou foram utilizados anteriormente.

• Tipo. Veja clipes de grampo tipo (áudio ou sons).

• Localização. Ver Clipes pelo local de armazenamento no qual eles existem em seu computador.

• Faça Record. Ver Clipes pela ordem de registro leva dentro de seu Song.

7.3.2 Use arquivos de áudio a partir do exterior

O clipe de áudio associado a qualquer evento em sua canção estará sempre disponível no exterior, independentemente dos

eventos associados a esse clipe permanecer na janela de arranjo da música. Isto significa que o estado original de um clipe com

que um evento é associado pode ser rapidamente restaurada por carregá-lo directamente a partir do exterior.

Clique e arraste todo o grampo ou vídeo a partir do exterior à janela de arranjo, como seria de ao importar qualquer arquivo a

partir do browser .

Alguns clipes de áudio no Pool mostrar um ícone de anexo:

• Loops de música importados para faixas irá mostrar a performance musical como um anexo.

• clipes de áudio editadas com Melodyne irá mostrar as notas detectadas.

• clipes de áudio com transformado FX Evento mostrará o evento original como um anexo.

Os anexos podem ser arrastados separadamente no Arranjo, ou apagados através do [Direita] / [Control] + Clique

no menu de contexto (cuidado: não desfazer possível neste caso).

7.3.3 Import Áudio Fi les à Piscina

Se você sabe que um determinado conjunto de arquivos será usado em uma canção, mas não querem para importá-los para a canção

diretamente, você pode simplesmente importar os arquivos para o Pool. Mais tarde, você pode rapidamente importar arquivos a partir do exterior.

Se você quiser cópias a ser colocado na pasta de mídia da música quando você importar arquivos para o exterior, [Direita] / -clique [Control] no

Pool e selecione Copiar arquivos externos a partir do menu pop-up. Isso garante que todos os elementos de sua canção estão contidos na pasta

Song.
Para importar um arquivo para o exterior, [Direita] / [Control] -clique sobre ela no navegador de arquivo e selecione Importar para Pool.

Alternativamente, você pode simplesmente arrastar os arquivos do Windows Explorer ou o Mac Finder para a Piscina.

7.3.4 Copiar externo Fi les para a pasta Canção

Se loops de áudio e outros arquivos usados ​em sua canção são armazenados em muitos locais diferentes de arquivo em seu computador, pode

ser difícil encontrá-los, especialmente se os arquivos são movidos ou excluídos. arquivos espalhados também torná-lo difícil de fazer backup de

sua música e todo o seu conteúdo para um único local ou para partilhar a sua música com um colaborador.

Para copiar rapidamente todos os arquivos externos usados ​em sua canção para a pasta de mídia da canção, [Direita] / [Control] -clique

no Pool e selecione Copiar arquivos externos a partir do menu pop-up. Apenas os ficheiros que não existiam anteriormente na pasta

Canção vai ser copiado e colocado na pasta de mídia.

Você também é convidado, ao salvar a sua canção, se você gostaria de copiar mídia externa se qualquer nova mídia foi
adicionada à música desde a última gravação.

7.3.5 Back Up ou Partilhar Your Song

Depois de todos os arquivos externos foram copiados para a pasta Song, você pode fazer backup de sua música e todo o seu conteúdo

simplesmente copiando a pasta música para um disco rígido externo ou DVD. Para compartilhar sua música com outra Studio One usuário,

você pode simplesmente comprimir a pasta Canção em um

. zip ou arquivo .sit e-mail ou transferir o arquivo.

É prudente confiar em um arquivo compactado para backup, como futura compatibilidade com o tipo de arquivo é incerto, e os erros de

arquivos de gravação pode levar a um arquivo inutilizável. A melhor prática é criar um arquivo Wave para cada faixa em sua canção e

armazenar esses arquivos, não comprimidos, juntamente com o arquivo de Música original.

7,4 Fi le e Comandos de pastas

[Direita] / [Control] -clique em um arquivo ou pasta para acessar os seguintes comandos no Navegador de arquivo:

• Definir como Raiz. Selecione para definir a pasta para a raiz do guia atual.

• Importar para Pool. Selecione para importar o arquivo para o navegador Pool.

• Mostrar no Explorer / Finder. Selecione para mostrar o arquivo ou pasta no Explorer [Mac OSX. Localizador].

• Nova pasta. Selecione para criar uma nova pasta dentro de outra pasta.

• Renomear. Selecione para renomear qualquer arquivo ou pasta.


• Excluir. Excluir qualquer arquivo ou pasta permanentemente. Isto irá colocar o arquivo ou pasta na lixeira ou

lixo.

Você também pode mover ou copiar qualquer arquivo ou pasta para outro local dentro do Navegador de arquivos. Para mover um arquivo ou

pasta, clique e arraste em cima de outra pasta. Para copiar um arquivo ou pasta, segure [Ctrl] / [Command] enquanto arrasta.

Use [Alt] / [Option] + [seta para cima] para recolher todos os diretórios ao navegar o navegador de arquivos.

7.2.7 Comandos Piscina

[Direita] / [Control] -clique na janela de Piscina navegador para selecionar um dos seguintes comandos:

• Renomear arquivo. Mudar o nome do clipe atualmente selecionado.

• Localize o arquivo. Localizar um arquivo para o clipe selecionado no momento (por exemplo, para encontrar um arquivo ausente).

• Mostrar no Explorer. Abra o local do arquivo para o clipe selecionado no Windows Explorer / Mac Finder.

• Selecione na pista. Selecione todos os eventos associados com o clipe atualmente selecionado na janela de arranjo.

• Retire do Pool. Remova o clipe atualmente selecionado a partir do exterior. Isso não exclui o arquivo.

• Excluir arquivo permanentemente. Permanentemente excluir o arquivo associado ao clipe atualmente selecionado.

• Converta arquivos. Converter arquivos selecionados na piscina para a atual taxa de amostragem e profundidade de bits de Song. O

menu Arquivo Convert aparecerá com as opções de arquivo. Um novo arquivo será criado para cada arquivo selecionado e colocado

na pasta de mídia do atual Song.

• Refrescar. Atualizar a lista de conteúdos do exterior para refletir o estado atual de seu Song e computador.

• Localizar arquivos ausentes. Se houver arquivos faltando em sua Song-geralmente isso ocorre porque os arquivos

foram movidos-usar este comando para localizar os arquivos ausentes.

• Remover o material não usado. Remova todos os clipes da piscina que não são actualmente utilizados na música. Isso não

vai apagar os arquivos.

• Mostrar a pasta de mídia em Explorer. Abra a pasta de mídia para a música atual no Windows Explorer
ou o Mac Finder.

7,5 Instrumentos e efeitos de áudio


O navegador faz encontrar e utilizar seus instrumentos virtuais e efeitos de áudio rápido e fácil. A seguir descreve
esse recurso.

7.5.1 Navegar para Instrumentos Virtuais

Clique na guia Instruments no navegador ou prima [F6] no teclado para navegar pelos seus instrumentos virtuais.

7.5.2 Classificar a exibição Instrumentos

A lista de instrumentos virtuais podem ser classificados para ajudá-lo a encontrar o que está procurando. Clique no Classificar por janela na parte

superior do navegador para classificar a seguinte redacção:

• Plano. Classifica os instrumentos em ordem alfabética numa lista contínua.

• Pasta. Classifica os instrumentos baseados nas pastas local de armazenamento em que residem.

• Fornecedor. Classifica os instrumentos em pastas por fornecedor.

• Categoria. Classifica os instrumentos em pastas por tipo (Nativo, ReWire, VST2, VST3, AU).

7.5.3 Arraste um instrumento virtual em Your Song

Quando tiver encontrado um instrumento virtual que você deseja usar em sua canção, você pode simplesmente clickand arraste-o

à janela de arranjo a partir do browser. Se você arrastar o instrumento para o espaço em branco, o instrumento virtual será

carregado no rack Dispositivo Instruments, e uma nova pista de instrumento será criado que é encaminhado para o Instrumento. A

nova faixa será recordenabled e monitorar habilitado por padrão, então você pode jogar o instrumento virtual imediatamente com o

seu teclado padrão.

Se você arrastar e soltar um instrumento a partir do browser em cima de outro instrumento ou em uma faixa de instrumento existente

que é encaminhado para outro instrumento virtual, o instrumento carregado anteriormente serão substituídos pelo novo instrumento.

Um menu pop-up será exibida para verificar esta ação.

7.5.4 Pré-ajustes Instrumento

Os pré-ajustes para o Studio One built-in instrumentos virtuais, incluindo Impacto, SampleOne e Presença, podem ser carregados em

sua Canção da mesma forma como os instrumentos. Arrastar e soltar uma predefinição no navegador para carregar o instrumento em

seu Song, com essa predefinição já carregado. Alternativamente, quando o instrumento está aberto, você pode carregar qualquer

predefinição para esse instrumento, basta clicar duas vezes sobre o preset no navegador ou clicando no pré-ajuste para selecioná-lo e,

em seguida, bater [Return].

7.5.5 Navegar para efeitos de áudio


Clique na aba Efeitos no navegador ou prima [F7] no teclado para encontrar seus efeitos de áudio .

7.5.6 Ordenar os efeitos de áudio Ver

Você pode classificar a lista de efeitos de áudio para ajudá-lo a encontrar o que está procurando. Clique no Classificar por janela na parte superior

do navegador para classificar a seguinte redacção:

• Plano. Classifica os efeitos em ordem alfabética em uma lista contínua.

• Pasta. Classifica os efeitos com base nas pastas de localização de armazenamento em que residem.

• Fornecedor. Classifica os efeitos em pastas por fornecedor.

• Categoria. Classifica os efeitos em pastas por tipo de plug-in (Native, VST2, VST3, AU, FX Chains).

7.5.7 Arrastar um efeito de áudio em sua canção

efeitos de áudio podem ser arrastados para sua canção em um número de maneiras, com resultados ligeiramente diferentes. Para

carregar um efeito sobre uma faixa de áudio existente, arraste e solte a partir do navegador para a trilha na janela de arranjo. Também é

possível arrastar e soltar um efeito em qualquer canal na consola. Se preferir, você pode até mesmo arrastar e soltar um efeito a partir

do browser diretamente em uma posição particular no rack de dispositivos de inserção de nenhum canal.

Para criar um novo canal FX na consola com um efeito particular, pré-carregado, arrastar e soltar o efeito do
navegador em qualquer espaço em branco na consola ou para o envio de qualquer canal. O novo canal FX será
automaticamente dado o nome do efeito.

7.5.8 Áudio Efeitos Presets e FX Chains

Os pré-ajustes para o Studio One built-in efeitos de áudio podem ser carregados em sua Canção da mesma forma como os efeitos de

áudio de terceiros. Arrastar e soltar uma predefinição do navegador em sua canção para carregar o efeito com essa predefinição.

Alternativamente, se um efeito de áudio é aberta, você pode carregar qualquer pré-definidos para o efeito, clicando duas vezes sobre o

preset no navegador ou clicando no pré-ajuste para selecioná-lo e, em seguida, bater [Return]. Cadeias FX pode ser carregado da mesma

maneira, como descrito na secção de FX Chains da “mistura” capítulo. Isso faz com que a configuração mesmo a combinação mais

complicada rápido e fácil.

7,6 Conjuntos de som

O áudio loops, samples, e presets instrumento incluído no Studio One são agrupados em conjuntos de som e podem ser

rapidamente localizado e usado clicando na guia Sons no Browser. Os conjuntos de som são cuidadosamente organizados para

fazer encontrar o que você quer muito fácil.

7.7 Navegação de música e conteúdo do projeto


Ao trabalhar em uma nova canção ou projeto, incorporando elementos utilizados anteriormente pode ser útil em uma variedade de

maneiras. Por exemplo, você pode querer reutilizar um som synth particular ou parte de instrumento, ou talvez você quiser usar uma

configuração de efeito especial ou cadeia de efeitos em um canal. Procurando o conteúdo de músicas e Projetos previamente criados e

salvos é uma maneira rápida e fácil de encontrar material reutilizável.

Para navegar pelo conteúdo canção criada anteriormente, abra a guia Arquivos no navegador e navegue até a pasta de conteúdo (que

contém todas as suas músicas, Projetos e arquivos associados, por padrão) ou para o local que você escolheu para esses arquivos. Abra

a pasta de música ou projeto para exibir o arquivo de música ou de projeto e, em seguida, [Direita] / [Control] -clique neste arquivo e

selecione Mostrar conteúdo do pacote a partir do menu pop-up.

O arquivo terá, então, uma seta de navegação próxima a ele que, quando clicado, irá expor uma ou duas pastas de Performances e

Presets- dependendo do conteúdo da música ou do projeto. A pasta Performances contém todas as partes de instrumentos

gravados em uma canção, que são salvos como um tipo de arquivo “.music” interno. A pasta Presets contém uma pasta Canais que

armazena as configurações atuais para cada efeito de áudio utilizado, e uma pasta Instrumentos que contém as definições de todos

os instrumentos virtuais.

Basta clicar e arrastar qualquer parte deste conteúdo diretamente do navegador em uma nova canção ou projeto.

7,8 Importando Outro projeto de aplicativo Fi les

Studio One pode abrir vários outros tipos de arquivos de projeto do aplicativo. Estes incluem PreSonus Captura ™ Sessões (.capture),

Steinberg Cubase Pista de Arquivos (.xml), Projetos Steinberg Sequel (.steinberg-projeto), Kristal Projetos motor de áudio (.kristal), e

Open TL (.tl). Para abrir qualquer um desses tipos de arquivo de projeto no Studio One, navegue até Arquivo / Abrir e selecione o

arquivo desejado.
8 organizando

Organizando pode implicar reposicionamento áudio gravado ou importado e dados musicais para mudar a estrutura da canção, a

inserção de tempo ou tempo de assinatura mudanças, e muitos outros processos. O capítulo seguinte aborda aspectos da organização

no Studio One, incluindo a importação de arquivos, trabalhar com loops de áudio, a faixa Tempo, e muito mais.

8.1 Duplicando rapidamente Eventos

Os eventos são muitas vezes copiado e colado em uma determinada região para construir rapidamente um acordo. Por exemplo, você

pode querer um loop de bateria 1-bar para continuar por 8 bares, ou você pode querer uma melodia 4bar synth para continuar por 12

bares. Você pode usar a função Duplicar para copiar e colar rapidamente qualquer evento desta forma.

Para duplicar um evento, selecione-o e pressione [D] no teclado. Os resultados são afectados pela actual Organizar configurações de

exibição instantâneos e base de tempo. Com snap desengatada, o evento será copiado e uma nova instância do evento será

colocado precisamente no final do evento original. Com a pressão envolvida, quando um evento é duplicada, a nova instância do

evento será colocado na próxima posição lógica snap. Por exemplo, um evento de aproximadamente uma barra de comprimento vai

ser colocado no início da próxima barra, enquanto que um evento de uma meia barra no comprimento seria colocado na próxima

meia barra.

Pressione [D] no teclado várias vezes para copiar e colar rapidamente um evento selecionado em qualquer região. Se vários eventos

são selecionados, todos eles podem ser duplicados ao mesmo tempo, da mesma forma como um único evento. Por exemplo, você

poderia duplicar um verso inteiro e coro de 24 faixas em poucos segundos. Isso é muitas vezes feito para construir um arranjo áspera de

uma Song, após o qual peças únicas para cada seção são registrados.

Para entender a função Duplicate no Studio One, experiência com eventos de vários comprimentos e com várias

configurações de snap e base de tempo na janela de arranjo.

8.2 Dupl icating Tracks

As faixas também podem ser facilmente duplicada, com ou sem os eventos que contêm. Para duplicar uma trilha, selecione a faixa ou

qualquer evento que ele contém e, em seguida, selecione Duplicar no menu Track. Isto irá duplicar a pista e todas as suas

configurações, incluindo inserções e envia.

Se você quiser que os eventos a faixa contém a ser duplicado, assim, selecionar Duplicate com eventos no menu Track. Se várias

faixas são seleccionadas quando a função faixas duplicadas é utilizada, cada uma das faixas seleccionadas serão duplicados. Para

selecionar várias faixas em ordem, selecionar uma faixa, segure [Shift] e pressione as teclas de seta acima ou abaixo para selecionar

faixas adjacentes.

Alternativamente, você pode duplicar faixas selecionadas segurando [Ctrl] no teclado e clickingand-arrastando os
Tracks cima ou para baixo na coluna Track. A linha azul horizontal aparecerá na coluna da trilha ao arrastar as faixas
para indicar a função Duplicate, ao invés de simplesmente reordenar Trilhas na Coluna Track.
8,3 Pista Tempo

Muitas gravações modernas som mecânico, como uma música máquina de jogo. Isto é frequentemente porque a gravação tem um único

tempo, estática, enquanto o ritmo em uma performance natural tende a deriva ligeiramente. resultados interessantes e musicais pode ser

conseguido através da variação do ritmo em suas gravações. mudanças de tempo não irá afectar a sua capacidade de sincronizar

gravações com o tempo, como a pista clique e todos os outros elementos no Studio One irá seguir o ritmo dinamicamente à medida que

muda.

8.3.1 Inserção Tempo Alterações

Para inserir uma mudança de andamento, abrir a trilha Tempo, clicando no botão Tempo trilha acima da coluna Track. Em seguida, selecione

a ferramenta Desenhar na janela de arranjo. Clique em qualquer posição na trilha Tempo para inserir uma mudança de andamento e arraste

para cima ou para baixo para ajustar o valor do Tempo nessa posição.

Para alterar um valor de tempo existente na trilha Tempo, flutuar o sorteio ou ferramenta Seta para o topo da região do Tempo e clique e

arraste o valor do tempo para cima ou para baixo. Você também pode clicar com o anddrag o início de qualquer região nova Tempo

esquerda ou direita sobre a linha do tempo para reposicionar a mudança de tempo na trilha Tempo.

O valor definido pela mudança de tempo vai continuar para o resto da música ou até a próxima mudança de tempo. Além

disso, o valor do tempo em Transporte será atualizado imediatamente no momento apropriado, de acordo com cada mudança

de tempo.

Se os relacionados faixas de áudio estão no modo TimeStretch, Áudio Eventos será esticada dinamicamente para refletir qualquer mudança

de tempo em tempo real, sem necessidade de dividir ou não editar os eventos.

Note que também é possível arrastar um evento de áudio para que o ritmo é conhecido a partir do arranjo para a pista Tempo

para definir o ritmo para o intervalo de tempo do evento. Esta é uma forma muito rápida para ajustar as faixas de tempo para se

encaixar material no arranjo.

8.4 Assinatura tempo

A assinatura de tempo é uma convenção usada na notação musical ocidental para especificar quantas batidas estão em
cada barra e qual o valor nota constitui uma batida. A assinatura tempo é anotado como uma fração, onde o numerador
(número superior) é igual ao número de batidas no bar, e o denominador (o número inferior) é igual ao valor da nota para
cada batida.
Por padrão, a assinatura de tempo está definido para 4/4 para todas as novas músicas. Isto significa que haverá quatro quartas de notas por

bar. Para alterar a assinatura de tempo para o seu Song, faça um dos seguintes:

• Clique no número superior ou inferior da assinatura de tempo no transporte e seleccionar um novo valor a partir do

menu pop-up.

• Dê um duplo clique sobre a assinatura marcador de tempo para a extrema esquerda da Régua na exibição Organizar e selecionar

novos valores a partir do menu pop-up.

comportamento Metronome é afetada pela assinatura de tempo. As batidas downbeat e outros determinar a amostra
e nível utilizado para a Accent e clicar, respectivamente.

8.4.1 Alterações Assinatura Inserir Tempo

É possível que a sua canção exige mais do que uma assinatura de tempo, caso em que você vai querer inserir mudanças

tempo de assinatura em vários lugares. Para inserir uma mudança de tempo-assinatura, [Direita] / [Control] -clique na régua

Timeline onde você deseja inserir a mudança e selecione Insert Time Signature. Digite os valores para a nova fórmula de

compasso no menu pop-up e clique em OK, e um novo marcador de compasso de tempo será inserido nessa posição.

Você pode clicar e arrastar uma assinatura marcador de tempo para qualquer posição bar-line na Régua; a assinatura de tempo deve

mudar em um novo bar. Dê um duplo clique no marcador Assinatura Tempo e escolher novos valores para alterar a assinatura de tempo na

posição daquele marcador.

Your Song pode conter qualquer número de mudanças de tempo de assinatura, e a fórmula de compasso atual é sempre exibido

no transporte.

8,5 ressalto

8.5.1 Peças Bouncing Instrumento

Ao trabalhar com dados musical desempenho, os usuários muitas vezes querem imprimir o áudio que está sendo gerado pelo MIDI

externo e instrumentos virtuais internos para áudio, de forma que a parte pode ser tratada como uma pista normal de áudio. Studio One

oferece uma característica especial para acomodar isso.

Para saltar rapidamente qualquer parte do instrumento para uma faixa de áudio, selecionar a parte do instrumento e selecione Bounce

Selection no menu arquivo do evento ou simplesmente pressione [Ctrl] / [Command] + [B] no teclado do computador. Isso vai tornar o

Instrumento Parte selecionada para um novo evento de áudio e colocá-lo na posição correta Timeline em uma nova faixa de áudio.
Quando uma parte de instrumento é devolvida, a Parte será silenciado, desde que o novo evento de áudio está tomando seu lugar. A

parte de instrumento será esmaecida para indicar isso. Para alternar o mudo sobre a Part, selecionar a parte e pressione [Shift] + [M]

no teclado.

Qualquer número de instrumento peças podem ser selecionados e saltou para áudio de uma só vez, mesmo em várias faixas de

instrumentos. A nova faixa de áudio será criado para cada pista de instrumento cuja parte é devolvida ao áudio.

Se você quiser criar um único evento de áudio, você deve primeiro unir várias partes de instrumento em uma pista de

instrumento para criar um único instrumento contínuo. Para fazer isso, selecione as peças desejadas e escolha Merge Eventos,

ou pressione [G] no teclado.

8.5.2 Eventos Bouncing áudio

Quando muitas edições foram realizadas através de uma faixa de áudio para um ou vários eventos de áudio, o arranjo pode se

tornar difícil de se ver e difícil de trabalhar. Por exemplo, se um loop de bateria foi cortada em muitas fatias, com algumas partes

duplicadas, outras partes apagadas, e assim por diante, em movimento ou reorganizar os eventos podem se tornar difícil.

Neste caso, pode ser útil para tornar alguns ou todos os conteúdos de uma trilha a um único, novo evento de áudio, contínua. Para

fazer isso, selecione os eventos de áudio desejado e pressionar [Ctrl] / [Command] + [B], ou selecione Bounce Selection no menu

Eventos. Um novo evento de áudio será criado para cada faixa que tem um evento selecionado. Os novos eventos de áudio será

criada e colocada de acordo com a posição e amplitude dos eventos seleccionados para cada pista.

Note-se que Bounce Selection não é afetado pela Track Volume, Pan, e inserir as configurações, uma vez que só é lidar com os eventos de

áudio exatamente como eles existem na janela de arranjo. Assim, o resultado deste processo não afetará o que você ouve; é simplesmente

uma ferramenta organizacional.

Da mesma forma, drag-and-drop qualquer evento de áudio ou intervalo selecionado de áudio para um local no navegador de arquivos para

exportar um arquivo de áudio para esse local.

8.5.3 Criação de Peças de áudio

Também é possível limpar o arranjo usando áudio Peças, onde vários eventos de áudio separadas podem ser
colocados em um único recipiente no arranjo, mantendo os eventos separados acessíveis no Editor de Áudio. Para
fazer isso, selecione vários eventos de áudio no arranjo e pressione [G] no teclado, ou [Direita] / [Control] + Clique
e selecione Evento / Mesclar Eventos no menu de contexto.
Uma parte de áudio também podem ser criados com a ferramenta Lápis no Editor de áudio e eventos de áudio podem ser arrastadas

dentro ou fora da peça. Note-se que um evento deve ser completamente dentro ou fora da parte para entrar ou sair dele.

Se você arrastar e soltar uma parte de áudio do arranjo para o navegador de arquivos, você vai exportar um loop de áudio. Para

mais informações sobre loops de áudio, consulte o capítulo “Editar”.

Para dissolver uma parte de áudio para que os distintos eventos de áudio são novamente acessível no arranjo, [Direita] /

[Control] + clique na parte de áudio e selecione Áudio / Dissolve Parte de áudio no menu de contexto.

8,6 Adição de hora para o Arranjo

Muitas vezes, é útil para inserir um intervalo de silêncio para um arranjo, de forma eficaz a adição de tempo de uma secção. Para fazer isso,

selecione a ferramenta Gama na exibição Organizar, em seguida, selecionar um intervalo através de quaisquer faixas em que você deseja

inserir silêncio. Com a gama seleccionada, pressione [Ctrl] + [Alt] + [I] no teclado para inserir um silêncio nesse intervalo.

Todos os eventos que estavam na faixa onde o silêncio foi inserido será dividida, se necessário, e mudou-se para a direita

na linha do tempo.

8,7 Excluindo Tempo do Arranjo

Pode ser muito útil para remover uma secção da disposição em todas as faixas em movimento, enquanto simultaneamente qualquer

matéria que vem depois da secção removida para trás no tempo, em vez de deixar um intervalo de silêncio. Para fazer isso no Studio

One, selecione um intervalo com a ferramenta Escala e selecione Tempo Excluir no menu Editar ou pressione [Ctrl] / [Command] + [Alt] +

[D] no teclado.

8,8 pastas de faixas

Mantendo a janela de arranjo organizado pode ser fundamental para fluxo de trabalho e pastas de faixas têm tradicionalmente ajudado nesta

área. Faixas de pasta do Studio One também incluem opções de agrupamento e Busing, estendendo-se melhorias para edição e mixagem de

fluxo de trabalho.
8.8.1 criar uma faixa de pastas

Se organizar faixas existentes, o método mais simples de colocar as faixas em uma nova pasta Track é para selecioná-los todos na Coluna

Track, em seguida, clique com o botão direito e escolha Pacote de pasta a partir do menu contextual. Isto irá criar uma nova faixa de pasta

e coloque todas as faixas selecionadas na mesma. Alternativamente, você pode arrastar e soltar qualquer faixa em uma faixa de pasta

existente. Também é possível criar uma faixa da pasta no adicionar faixas de menu, assim como qualquer outro Track. Tracks pasta pode

conter áudio, Instrumento, Automação, e até mesmo outras pastas de faixas.

Clicando no ícone da pasta em uma trilha pasta irá mostrar e ocultar as faixas dentro da pasta na janela de arranjo.

8.8.2 Pasta Faixa Agrupamento

Clicando no ícone Grupo em uma trilha pasta irá criar um grupo com o nome da faixa da pasta e vai colocar todas as faixas
que ele contém no Grupo. Este é exatamente o mesmo que selecionar todas as faixas e agrupando-os com [Ctrl] /
[Command] + G: as faixas serão selecionados juntos no Mixer e Organizar pontos de vista, e os eventos nas trilhas serão
editados juntos. Se o ícone Grupo está envolvida em uma trilha da pasta, clicando nele novamente irá remover o grupo.

Se uma faixa já está no grupo antes de ser colocado em uma faixa de pasta, e a Pista Grupo pasta está envolvida, que
traçado será colocado na Pista Grupo pasta quando colocado na Pista pasta. Se removido da pista pasta, uma faixa vai
manter a sua configuração de grupo.

8.8.3 Pasta Faixa Busing

Ao clicar na caixa de seleção de autocarro à direita do ícone de Grupo em uma trilha pasta permitirá que a seleção ou criação de um

Canal Bus. Escolha entre um autocarro Canal existente ou adicionar um autocarro para alternar a saída de todas as faixas contidas na

trilha pasta para um Canal Bus. Se a adição de um novo Bus Channel, o autocarro vai levar o nome da faixa da pasta.
Se uma selecção de autocarros é feito, a faixa de pasta irá actuar como um alvo efeitos-gota para o Canal de autocarros

quando arrastando efeitos do navegador sobre a faixa de pasta.

Tal como acontece com pasta Pista Agrupamento, se a faixa de pasta tem uma selecção de linha do canal, qualquer faixa adicionada à

pasta vai ser encaminhado para que autocarro quando colocado na Pista pasta. Se removido da pista pasta, uma faixa manterá o

autocarro como a sua selecção de canais de saída.

Para faixas de instrumentos, canal de áudio relacionado da faixa será encaminhado para o canal Pasta Faixa Bus. O canal de áudio

relacionado é a mostrada na Inspector sob a fora e para dentro selecções para uma pista de instrumento. Conforme observado em

outras partes deste manual, a selecção de áudio para uma pista de instrumento é puramente organizacional e permite Studio One

para realizar melhorias de fluxo de trabalho, como o acima mencionado. Se um instrumento virtual é utilizando vários canais de

saída, você deve ter o tempo para organizar quais faixas de instrumentos encaminhadas para que instrumento virtual estão

relacionados com quais canais de saída do Inspector.

8.8.4 Pasta Faixa de assentamento

Quando as faixas de pasta são aninhadas, isto é, quando uma pasta trilha é colocado dentro de outro-as opções de trilha

Agrupamento e Busing pasta ainda só se aplicam para os Tracks dentro de cada pasta. Aqui está um exemplo:

Faixas de 1 a 8 estão em Pasta Faixa A, que tem Grupo habilitado e é encaminhado para Bus A. Faixas 9-12 são embalados para uma

nova pasta B, Grupo está habilitado lá, e um novo autocarro B é criado. Pasta B é então arrastado para pasta A. as faixas na pasta B

ainda estão agrupados no Grupo B, e ainda são encaminhados para o autocarro B. A única diferença é organizacional: pasta escondendo

um Tracks também irá esconder pasta B.

8,9 tracklist

A lista Organizar vista da trilha é aberta clicando no ícone Lista de faixas no canto superior esquerdo da página Song. A lista de

faixas dá uma visão geral de todas as faixas existentes. Cada faixa tem uma seta para baixo ao lado dele que, quando clicado, irá

exibir Tracks relacionados, envelopes e Layers.

Nível de metros para o lado esquerdo de nomes das faixas indicam níveis durante a

reprodução de todas as faixas. Clicando e arrastando-a sobre o ícone da trilha ao lado do

nome da trilha permite mover a faixa para mudar a ordem das faixas. Se qualquer faixa está

em um grupo, o nome do grupo será exibido ao lado dele na coluna Grupo da lista de faixas.

Tal como acontece com o painel de Console Banks, As faixas podem ser ocultadas ou mostradas

clicando no Hide / Show ícone à esquerda do nome do Track. É possível clicar e arrastar para cima ou

para baixo para esconder rapidamente ou mostrar qualquer número de faixas. Escondendo uma faixa

pasta também irá esconder todas as pistas que ele contém.

Na parte inferior da lista de faixas, você vai notar os ícones para cada tipo Track. Clicando sobre

estes ícones will hide ou mostrar todas as faixas de que


tipo. A lista de faixas pode ser sincronizado com o painel de Mix Banks para que quaisquer Tracks ocultas ou mostrados na Lista de

faixas têm os seus canais de áudio relacionados oculto ou mostrado no Console Mix, e vice-versa. Clique no ícone do link à direita dos

ícones de esteiras para habilitar essa sincronização.

8.9.1 lista de faixas Presets

Configurações de faixas mostradas e ocultas podem ser armazenados como Presets, tornando possível a concentrar-se rapidamente em

trilhas desejadas em um instante. Para criar uma nova faixa de lista predefinida, configurar as faixas escondidas e mostrados como desejado,

em seguida, clique no ícone "+" sob os ícones Tipo de faixa na parte inferior da lista de faixas. Nome do Track List Preset, e ele irá aparecer

no menu de selecção Faixa de lista predefinida. Seleção de uma faixa de lista predefinida será imediatamente restaurar seus ajustes

escondidos e mostrados.

Se você vai querer se concentrar em certas faixas de novo e de novo, pode ser útil para armazenar Lista de faixas Presets, a fim de mostrar de

forma rápida e esconder o que você precisa com um clique.


9 misturando

A mistura é a parte do processo de produção em que todo o material gravado e arranjado é equilibrado em volume
relativo, frequência, e um conteúdo dinâmico, a fim de alcançar uma boa coeso desejado.

O capítulo seguinte discute aspectos básicos da mistura no Studio One, incluindo o Console, os tipos de canais e
inserções e envia. Para mais tópicos de mistura avançadas, como automação, consulte os capítulos posteriores.

9.1 o Console

Misturar no Studio One é feito principalmente no Console. Abra o Console clicando no botão Mix ou
pressionando [F3] no teclado.

Cada canal de áudio em sua canção é representado por um canal no Console. As faixas de áudio na janela de arranjo estão
directamente representados pelos canais de áudio no console, enquanto instrumento Tracks não têm representação direta
no Console. Em vez disso, Canais Instrumento representam a saída de áudio de instrumentos virtuais. Existem vários outros
tipos de canais discutidos abaixo, incluindo entrada, saída Bus e canais FX.

É importante notar que o console é aberto por padrão no modo pequeno, e as seguintes descrições assumir este modo está

envolvida salvo indicação em contrário. Para saber mais sobre este assunto, consulte a Alternativa Console Disposição seção

deste capítulo.

9.1.1 Características do Canal

Certas características são comuns a todos os canais.

9.1.2 Input / Output

Na parte superior de cada canal é um visor da sua entrada e saída configurada, com a entrada mostrado na parte superior e a

saída mostrada na parte inferior. Todos os canais são configurados com Main Out como sua saída por padrão.
Canais de Áudio mostrar a seleção de entrada de áudio hardware, e Bus e Canais FX exibir sem entrada, como sua fonte de
entrada é geralmente a partir de múltiplos canais. Canais instrumento exibir o nome do instrumento virtual a partir do qual eles
obter a sua entrada.

Clique em qualquer entrada ou saída para exibir e escolher entre uma lista de opções de roteamento disponíveis para qualquer canal.

Clicando sobre a entrada para um canal de instrumento irá abrir a interface para o instrumento virtual de origem.

9.1.3 Panner e Fader

Todos os canais apresentam uma panner horizontal e fader vertical abaixo do visor de E / S-I selecção. O panner pode ser

clicado-e-arrastado na horizontal, permitindo o áudio para cada canal a ser posicionado esquerda ou para a direita no campo estéreo.

Os valores numéricos também podem ser inseridos para pan. Studio One usa uma lei pan -3 dB para todos panning canal. Em canais

estéreo, o panner ajusta o balanço de níveis de sinal esquerda e direita. O atenuador pode ser clique-e-arrastado verticalmente para

controlar o volume de saída para cada canal.

9.1.4 Mute / Solo

Os canais podem ser silenciadas ou soladas, clicando em seus botões Mute e Solo, respectivamente. Você também pode pressionar

[M] para Mute ou [S] para Solo no teclado para silenciar ou canais de solo selecionados. Silenciamento silenciar o áudio do canal a

partir do Console para que você não vai ouvir isso. Soloing vai silenciar todos, exceto o áudio para o canal solado, assim você só vai

ouvir o canal solado. Qualquer número de canais pode ser cortado ou solado de uma só vez.

Você pode executar uma Solo Off Global, que desengata Solo em qualquer pista que tem envolvido, pressionando e segurando [Ctrl]

no teclado e, em seguida, clicar em qualquer botão Solo. Realizando o [Ctrl] + Clique novamente irá recordar os ajustes solo

anteriores, retornando quaisquer canais anteriormente solados para o estado do solo. Isso pode ser útil quando se compara um grupo

de trilhas soladas para outras faixas em sua mistura.

9.1.5 Modo Automation

O modo de automatização para cada canal é apresentado na parte inferior do canal. Por padrão, este modo está definido para Off.

Clique neste visor para escolher um modo de automação ou adicionar e remover parâmetros de automação.

9.1.6 Nome

Os nomes dos canais são mostradas na parte inferior de cada canal na consola. Dê um duplo clique sobre o nome, escreva um

novo nome e pressione Enter para alterar o nome de qualquer canal.

9.1.7 Expandir Canal

Todos os canais possuem um botão de canal Expandir, o que amplia o canal visível à direita, revelando novas
possibilidades de encaminhamento Console. Áudio, instrumento, e Autocarro Canais incluirá Inserir e Envie Racks
dispositivo. Canais FX só terá um rack Insira o dispositivo.
9.1.8 tipos de canais

9.1.8.1 Input

Os canais de entrada representam as entradas de áudio de hardware configurados. Eles podem ser mono ou estéreo, dependendo da

configuração da entrada de hardware que eles representam. Use os canais de entrada com precisão entradas do medidor ou para adicionar efeitos

de transformação a uma entrada.

9.1.8.2 Áudio

Canais de áudio são representações diretas de faixas de áudio na janela de arranjo. Cada faixa de áudio terá um
canal de áudio correspondente no Console, com o correspondente Record Enable, Monitor Ativar, Solo, e controles
mudo.

9.1.8.3 Instrumento

Faixas de instrumentos na janela de arranjo ter canais não directamente correspondente. Uma pista de instrumento emite a
um instrumento virtual, eo instrumento virtual, em seguida, cria um som. Assim, os instrumentos virtuais saída de áudio para
Canais instrumento na Console. Um instrumento virtual pode ter qualquer número de saídas, conforme descrito no Configurar
várias saídas instrumento virtual secção do capítulo “Gravação”, e cada uma terá um canal correspondente na consola.

9.1.8.4 Bus

A saída de áudio de múltiplos canais pode ser encaminhado diretamente para um único autocarro Channel, que é sempre um canal

estéreo. Isso permite criar um submix para que o áudio de vários canais podem ser processados ​juntos antes de ser encaminhado

para a saída principal. Embora menos comum, também é possível usar envia para encaminhar o áudio para Canais de ônibus.

Por exemplo, várias faixas de bateria pode ser encaminhado para um autocarro Drum, onde o áudio é comprimido e empatou, e, em seguida,

encaminhado para a saída principal. Que o áudio também pode ser encaminhado para um canal FX, através de um envio, para aplicar um efeito

de reverberação, que seria aplicada a todo o áudio encaminhado para que FX Channel.

9.1.8.5 FX

O canal FX é usado para aplicar efeitos de áudio via envia de outros canais. O áudio pode ser encaminhado a partir de qualquer canal

através de um envio para um canal FX, que pode ter qualquer número de efeitos inseridos em sua cremalheira Insira o dispositivo. Por

exemplo, várias faixas de teclado e uma pista de guitarra poderia ser encaminhado via envia a um canal FX com um reverb inserido para

que eles soam como eles estão no mesmo espaço.


9.1.8.6 saída

canais de saída são encaminhados diretamente para as saídas de áudio hardware e pode ser mono ou estéreo, dependendo das

saídas configuradas para que eles se conectam. Cada canção terá pelo menos uma saída estéreo Channel, que é nomeado Main

Out por padrão. O Main Out é, por padrão, onde todo o mix Console de todos os outros canais é encaminhado. Geralmente você

vai ouvir esta saída ao monitorar seu mix, pois esta é a saída a partir do qual arquivos de edição exportados são derivados.

The Main Out Channel está sempre trancada até a extremidade direita da consola e não pode ser movido. Esta saída apresenta

um aparelho de som Peak / metro RMS , assim como opções K-sistema de medição . Outras saídas de hardware configurados

estão representados no Console por um tipo de canal de saída chamado de Sub Out. Sub Outs aparecerá à direita do

misturador quando o painel Saídas está aberta, à esquerda do canal Main Out.

O Fora Principal e Sub Out canais possuem controles Metronome, permitindo metrônomo independentes on / off e controle de nível

para cada saída hardware. Note-se que cada saída estéreo Canal também possui um interruptor Mono para permitir a

monitorização em mono resumiu rápida, que é comumente usado para verificar uma mistura de compatibilidade mono.

9.1.9 Visão geral do console Painel

A consola inclui vários painéis que podem ser mostrados ou ocultos, conforme necessário. Cada painel tem funções diferentes e

é acessado a partir da coluna de navegação Console para o lado esquerdo do Console.

9.1.9.1 Entradas e saídas

O painel Entradas é fechado por padrão e pode ser aberta e fechada, clicando no botão Entradas na coluna de
navegação Console. O painel Entradas irá exibir canais de áudio no
Console para cada entrada de áudio hardware configurado, conforme descrito na seção tipos de canais deste capítulo.

O painel de Saídas é fechado por padrão e pode ser aberta e fechada, clicando no botão Saídas na coluna
de navegação Console. O painel de saídas irá exibir canais de áudio na consola para cada saída de áudio
hardware configurado.

9.1.9.2 Trash Bin

O painel de Bin Trash é fechado por padrão e pode ser aberta e fechada, clicando no botão Lixo na coluna de navegação.
O painel de Bin Trash exibe uma lista de objetos do console removidos, incluindo canais, efeitos virtuais e instrumentos
virtuais. Cada objeto na lista conterá o estado exato de todo o canal, efeito, ou instrumento quando ele foi removido,
tornando possível para restaurar as configurações anteriores e estados no Console a qualquer momento.

Para restaurar um objeto no Caixote do Lixo ao seu estado anterior e localização no Console, [Direita] / [Control] -clique sobre

ele no Caixote do Lixo e selecione Restaurar no menu pop-up. Para remover permanentemente um objeto da lixeira, [Direita] /

[Control] -clique sobre ele no Caixote do Lixo e selecione Excluir no menu pop-up.
9.1.9.3 externa

O painel externo é fechado por padrão e pode ser aberta e fechada, clicando no botão externo na coluna de
navegação. O painel externo mostra uma lista de dispositivos externos configuradas, incluindo teclados,
instrumentos externos, e superfícies de controlo.

A configuração para cada dispositivo pode ser acessado e editado clicando na seta do menu para o dispositivo e selecionando, a partir do

menu pop-up, ou Editar para a configuração de mapeamento ou de configuração para configuração do dispositivo. Clique no botão

Adicionar dispositivo externo para adicionar um dispositivo externo.

9.1.9.4 Instruments

O painel de instrumentos é aberta por padrão e é fechado e aberto, clicando no botão Instrumento na coluna de
navegação. O painel de instrumentos exibe todos atualmente carregado instrumentos virtuais. Se nenhuma pista de
instrumento está conectado ao instrumento, ele aparecerá esmaecido.
Abre a interface para um instrumento virtual clicando duas vezes sobre ele no painel de instrumentos ou clicando na seta do
menu do instrumento virtual e selecione Editar a partir do menu pop-up.

Ao clicar na seta do menu e selecionando Save Preset a partir do menu pop-up, você pode salvar as configurações atuais para

qualquer instrumento virtual como uma predefinição. Selecionando Remover no menu pop-up irá remover o instrumento virtual de

seu Song.

9.1.9.5 Banks

O painel Banks é aberto por padrão e é fechado e aberto, clicando no botão Banks na coluna de navegação. Os
controlos do painel Bancos que canais na consola são visíveis, bem como os canais que estão disponíveis para uma
superfície de controlo configurado.

Canais que aparecem na lista do painel de bancos podem ser mostrados ou escondidos no Console. Clique diretamente em

qualquer nome do canal na lista para mostrar ou ocultar o canal; canais ocultos são destacadas em cinza. Cada tipo de canal tem

um botão correspondente na parte inferior do painel de bancos que pode ser clicado para mostrar ou ocultar todos os canais desse

tipo no console.

bancos de canais podem ser armazenados e comutação de entre no painel de bancos para permitir a navegação muito rápida de

determinados conjuntos de canais no Console. Clique no botão Mais na parte inferior da lista de canais Banks para salvar a configuração

Banks atual como um banco de canais. Qualquer número de bancos podem ser salvas e recuperadas dentro de cada canção. Clique no

botão Menos para remover o banco atual canal Console.

Os números dos canais e medidores de nível pode ser exibido na lista de bancos para ajudar você a entender onde o som está vindo

durante a mistura, independentemente de quais canais são mostrados ou escondidos no console. Para fazer isso, [Direita] / [Control]

-clique no painel Bancos e selecione Visualizar / Níveis e Visão / Canal # (número).


9.1.10 Alternativa Console Disposição

O Console foi projetado para atender às necessidades da maioria dos usuários. Ele tem dois modos possíveis: pequenos e
grandes. Além disso, cada modo podem ser feitas estreita. O console também pode ser separado do resto da interface do
usuário de uma única tela. O layout Console é estritamente uma questão de preferência: Não há diferença audível entre o
pequeno eo modo Grande, nem retirar o Console afetam suas funções.

9.1.10.1 O Console Grande

O Console está no modo pequeno por padrão. Para mudar para o modo Console Grande, clique no botão Maximizar no
topo da coluna Console Navigation. Alternativamente, você pode pressionar [Shift] + [F3] no teclado quando o console está
aberto.

No modo Grande, você pode ver o Insert e enviar Racks dispositivo na parte superior de cada canal, permitindo um acesso mais rápido a

esses elementos. A porção inferior do canal é ligeiramente maior, bem como, permitindo facilitar a visualização dos medidores e outros

elementos.

Inserir e enviar Racks dispositivo podem ser feitos sob medida verticalmente, clicando e arrastando-a no divisor entre eles. Segurar [Shift]

enquanto arrasta para somente o tamanho da cremalheira Dispositivo para o canal actual. Segure [Ctrl] / [Command] enquanto arrasta para

definir o tamanho para todos os Racks dispositivo em todos os canais.


9.1.10.2 Modo Narrow

Tanto o pequeno e Consolas grandes podem ser feitas estreito através do botão Narrow / Normal para o lado esquerdo do
Console. modo estreito foi projetado para maximizar o número de canais visíveis da esquerda para a direita na Console.

Quando no modo estreito, os canais Console pequeno irá mudar de modo a que uma alça de volume de desbotamento é sobreposta

sobre o medidor de nível do canal, com Mute e Solo controla abaixo do medidor. Resta possível expandir um canal para revelar

suas inserções e envia, utilizando o botão Expandir na parte superior do canal.

O Console Grande no modo estreito substitui o Insert e enviar Racks dispositivo com medidores de nível de canal, além de estreitar

os outros controles. Para expandir qualquer canal para mostrar o seu Inserir e Envie Racks dispositivo enquanto no modo estreito,

clique duas vezes sobre o seu medidor de nível.


9.1.10.3 O Console Moradia

A consola pode ser isolada a partir da janela principal e colocado numa janela independente de modo que possa ser localizado

livremente na tela ou num segundo monitor de computador.

Para retirar o Console, clique no botão Detach no topo da coluna de navegação Console. O Console Moradia pode ser em
pequena ou modo Grande, ea janela também pode ser dimensionada e maximizada para caber no monitor do
computador. Para voltar a colocar o console para a interface principal, clique no botão Detach no topo da coluna de
navegação Console.

9.2 Roteamento de sinal

processamento de efeitos, incluindo o processamento de dinâmica e de modulação, é crítico quando se mistura. Efeitos são tradicionalmente

aplicadas a áudio via uma inserção ou um envio.

9.2.1 Configurando Inserções

Uma inserção é usado para aplicar um efeito directamente a um único canal. O efeito é literalmente inserido na cadeia de sinais de

áudio no interior do canal.

9.2.2 Adicionar um Insert

A cremalheira Dispositivo de Inserção contém todos os efeitos de inserção em um determinado canal e está visível na consola. Para adicionar um

efeito de inserção para qualquer canal, arrastar e soltar um efeito a partir do browser no dispositivo da cremalheira Inserção de um canal na

consola ou clicar e de arrastar directamente para uma faixa ou Faixa pista na janela de arranjo.

Você vai notar que, quando navegar efeitos de áudio no browser, que alguns efeitos têm

uma seta de navegação ao lado deles. Clique neste seta para expor as predefinições

para o efeito. Clique e arraste uma predefinição no rack dispositivo Inserir em qualquer

canal para adicionar o efeito com o preset já carregado.

Alternativamente, você pode clicar no botão Adicionar Inserir no topo do rack Insira o

dispositivo para adicionar um efeito de inserção para um canal a partir de um menu pop-up.

Você pode navegar esta lista usando as teclas [seta] no teclado e também pode localizar

rapidamente os efeitos desta lista, digitando qualquer texto.


9.2.3 Editar um Insert

Para editar uma inserção, clique duas vezes sobre ele no rack dispositivo Inserir ou clique na seta de menu e selecione Editar no

menu pop-up. Isso abre a interface do usuário para o efeito de inserção, onde você pode editar os parâmetros do efeito.

Quando são inseridos efeitos de áudio no mesmo canal, todos os plug-ins aparece em guias na parte superior do GUI

cabeçalho plug-in. Isso faz com que a mudança entre efeitos no mesmo rack Insira o dispositivo e caminho de sinal rápido e

fácil.

As interfaces de usuário para efeitos de outros fabricantes irão variar drasticamente; Para mais informações, por favor consulte a

documentação para cada efeito. efeitos integrados do Studio One são discutidos em profundidade na “ Os efeitos incorporados ”Capítulo.

9.2.4 Insere Reordenar

Inserções afectar o percurso de sinal de áudio no topo-a-inferior ordem sequencial na qual estão inseridos. Um inserto pode ser
reordenada clicando e arrastando--lo acima, abaixo, ou entre outros inserções. É útil para experimentar com diferentes
caminhos de sinal para conseguir o melhor som possível, ou um efeito particular.

9.2.5 Insere Navegando

Por padrão, apenas uma janela mostra a interface do usuário para um efeito de inserção aberta. Isso mantém a desordem da tela e

malabarismo janela para um mínimo. Para mudar rapidamente entre os efeitos de inserção de um único canal, aberto um dos efeitos de

inserção e fazer um do seguinte:

Clique em qualquer outra guia efeito, na parte superior do GUI cabeçalho plug-in para mudar para um efeito sobre o mesmo canal.

Clique sobre a seta para a esquerda ou para a direita no canto superior esquerdo da janela Inserir Efeito para o passo sequencialmente através

da interface para cada inserção no canal.

Clique na seta para baixo no canto superior esquerdo da janela do Insert Effect e escolha a partir da lista de inserções para selecionar a

interface para uma inserção específica no canal.

Selecione Show em Console, na parte inferior da lista para ver rapidamente o canal relacionada no Console.

Flutuar o cursor do rato sobre a seta para baixo no canto superior esquerdo da janela Inserir Efeito, em seguida, rato-roda para cima ou

para baixo para o passo sequencialmente através da interface para cada inserção no canal.

Alternativamente, pressione [F11] no teclado para abrir o editor de efeito para a faixa de áudio selecionado, em seguida, pressione

[Ctrl] + [Page Up] / [Page Down] para percorrer os efeitos em rack de dispositivos desse canal.

Ao clicar no botão Pin no canto superior direito da janela do Insert Effect, a interface para qualquer inserção pode ser feito para

permanecer aberto em uma janela independente até que você escolher para a fechar.
Com um efeito de inserção fixada, abrindo um outro efeito de inserção irá abrir uma nova janela Inserir Efeito. Qualquer

número de janelas Insert Effect pode ser fixado e aberto simultaneamente.

9.2.6 Copiar um Insert para outro canal

Muitas vezes, é útil para ser capaz de copiar um efeito de inserção, incluindo suas configurações atuais, para outro canal. Para fazer isso, clica

no efeito de inserção desejada na cremalheira Dispositivo de Inserção e arrastá-lo directamente para qualquer outro canal ou na cremalheira

Dispositivo de inserção em qualquer outro canal. Arrastando um efeito de inserção para a borda esquerda ou à direita do Console visível vai

rolar o Console esquerda ou direita para expor todos os canais, além daqueles atualmente visível.

Também é possível clicar no botão Copiar na GUI cabeçalho plug-in, em seguida, mudar para outra instância do mesmo plug-in

e clique em Colar para copiar as configurações de uma instância para outra.

9.2.7 Comparar

O botão Compare no GUI cabeçalho plug-in permite que você compare as configurações atuais para um plug-in para as configurações

armazenadas a última vez que a música ou o projeto foi salvo.

Isso torna possível comparar livremente mudanças potenciais para um plug-in para as configurações existentes, mantendo uma maneira rápida

de volta para as configurações existentes.

9.2.8 Ignorando e desactivação Inserções

É possível contornar, bem como dispositivos de desactivar, de inserção. Ao desativar um efeito de inserção, a inserção é completamente

desligado, o que pode liberar recursos da CPU. Quando uma inserção é ignorada, o sinal de áudio é simplesmente redirecionada ao

redor da inserção. Inibir é automatizável; activação de inserção não é.

Para ignorar um efeito de inserção, clique no botão Bypass encontrados tanto na parte superior esquerda do cabeçalho GUI do efeito ou

dentro do GUI efeito, dependendo do efeito.

Para desativar ou desligar, um efeito de inserção, clique no botão Ativar para o efeito de inserção no rack dispositivo Inserir. Há

também um botão Ativar no canto superior esquerdo de cada janela Insert Effect. Desativando um efeito de inserção vai parar todo o

processamento relacionado a ele, o que libera os recursos de processamento do computador anteriormente dedicadas a esse efeito de

inserção.

Para desativar ou ativar todos os efeitos de inserção em qualquer rack de dispositivos Inserir, clique em Ativar Todos botão na parte superior

do rack dispositivo Inserir.


9.2.9 Remover um Insert

Para remover um efeito de inserção da cremalheira Dispositivo de inserção, fazer um do seguinte:

• Clique na seta do menu para o efeito de inserção no rack dispositivo Inserir e selecione Remover no
menu pop-up.
• Clique no efeito de inserção no rack Dispositivo de Inserção e arrastá-lo para o painel de Lixo do Console.

Todas as inserções podem ser simultaneamente removidos de um rack de dispositivos Inserir, clicando na seta de menu no topo do rack

e selecionando Remover tudo. Quando qualquer efeito de inserção é removido, ele é colocado na lixeira, onde ele pode ser reposto no

seu estado original e localização a qualquer momento.

9.2.10 Inserções Hardware

Você pode inserir processadores de hardware externo em canais de áudio na consola, usando o plug-in Pipeline (somente no

Studio One Professional). O plug-in Pipeline pode ser encontrado na pasta PreSonus do navegador de efeitos quando

classificadas segundo a pasta, Vendedor, ou Categoria.

Os plug-in rotas Pipeline de áudio para um processador de hardware e, em seguida, de volta do que o processador através de entradas e

saídas específicas sobre sua interface de áudio, enquanto compensando automaticamente a latência de ida e volta incorridos no processo.

Você pode inserir uma instância de Pipeline em qualquer rack Insira o dispositivo.

Para saber mais sobre Pipeline, consulte seção 13.11 deste manual.

9.2.11 Configurando Sends

Um envio é utilizado para encaminhar a saída de áudio, pré ou pós-fader, de um canal para outra fonte, como um
canal FX.

9.2.12 Enviar a um canal FX

Para criar simultaneamente um novo FX Channel e criar um envio para que FX Canal a partir de um canal existente, clique e

arraste um efeito a partir do browser no rack Enviar de dispositivos em um canal. Isto irá criar um envio para o canal para um novo

canal FX com o efeito seleccionado colocado na sua cremalheira Inserção do dispositivo.

Você também pode arrastar um efeito de áudio em um espaço em branco no Console para criar um canal FX com

o efeito carregado em sua cremalheira Insira o dispositivo. Para encaminhar o áudio de um canal para um FX

Canal existente, clique no botão Enviar Adicionar na cremalheira dispositivo Enviar e escolher o canal FX da lista.

Alternativamente, você pode criar um canal FX por [Direita] / [Control] -clicking no espaço em branco no

Console, ou em qualquer canal, e selecionando Adicionar FX. Isto irá adicionar um Canal FX ao Console sem

inserções, que pode ser o destino de qualquer envio.


Canais FX só pode saída para o canal principal da consola.

Para ver rapidamente os efeitos no rack Insira o dispositivo de canal de destino do envio, clique duas vezes sobre o envio.

Você pode, então, navegar janela Inserir Effect como sempre.

9.2.13 Nível de envio de e Pre / Post Fader

Uma vez que um envio foi adicionado a um canal, o dispositivo de envio aparecerá no rack Dispositivo Enviar para
esse canal. Você vai encontrar um botão Ativar, horizontal Nível e Pan faders, e um botão Pre / Post Fader. Clique no
botão Ativar para ativar / desativar o envio; isso não afeta canal de destino do envio.

Clique e arraste sobre o fader nível horizontal para ajustar o nível de envio entre - ∞ e +10 dB. Clique e arraste sobre o fader

Pan para ajustar o balanço do material de origem indo para o destino de envio. Clique no botão Pre / Post Fader para mudar

a fonte de envio para pré-fader ou postfader. Pré-fader permite que você defina um nível de envio independente do fader de

canal para que o nível não é afetado pela posição do fader.

O sinal da fonte de envio é sempre pós-inserções.

9.2.14 sidechaining

Alguns efeitos podem aceitar uma entrada de uma fonte de áudio que muda dinamicamente o comportamento do efeito. Isso é

chamado de “sidechaining,” e facilita processos tais como digitação, esquivando-se, e de-esser. Sidechaining é realizado usando um

envio para encaminhar o áudio para uma entrada Sidechain especial sobre um efeito de inserção.

É possível enviar para a entrada Sidechain de qualquer efeito de inserção, ou não a cadeia lateral está envolvida no efeito.
Para a cadeia lateral para trabalhar no efeito, deve ser envolvida no efeito.

Um exemplo de sidechaining é quando um portão é acionado por um sinal de áudio específica. Neste caso, o portão irá
abrir e fechar de forma dinâmica em resposta ao sinal de áudio vindo na cadeia lateral, ao invés de responder ao sinal
de programa no canal onde o portão está inserido. Vários dos sidechaining apoio efeitos integrados do Studio One,
incluindo o compressor e Gate. Para mais informações, consulte o capítulo “built-in efeitos”.

9.2.15 Enviar a um Bus

É possível usar um envio para rotear áudio para um Canal Bus. Isso é feito da mesma maneira que um envio é usado para
rotear áudio para um canal FX, exceto que o Canal Bus é selecionado. Isto pode ser usado, entre outras coisas, para
“multing” -routing um canal para vários lugares- que é uma forma conveniente para a camada sons.
9.2.16 Copiar um envio para outro canal

Envia pode ser copiado a partir de um canal para outro da mesma maneira como inserções. Para fazer isso, clique com o anddrag um

envio de um Enviar cremalheira dispositivo para outro. Isto irá criar um envio idêntica no canal.

9.2.17 Navegar e criar efeitos Presets

No topo de cada janela plug-in é um conjunto de controles padrão. No canto superior esquerdo, ao lado do botão Ativar, são controles

predefinidos, incluindo um botão loja predefinida e uma janela Presets. Para ver as predefinições para um efeito, clique na janela de

Presets e navegar na lista pop-up. Para selecionar uma predefinição, clique uma vez no predefinido na lista.

9.2.18 armazenar uma predefinição

Para armazenar uma predefinição contendo as configurações atuais de um efeito, clique no botão loja predefinido e escolha Loja predefinido.

Digite um nome para a predefinição no menu pop-up e clique em OK para guardar a predefinição.

Para substituir uma predefinição existente, selecione Substituir predefinição, no menu pop-up. As configurações para o preset

atualmente exibido na janela predefinido será substituído com as configurações atuais do efeito.

Você também pode armazenar qualquer efeito ou predefinição Instrumento arrastando e soltando o efeito de inserção ou instrumento a

partir do console para o navegador. Se arrastado para um local no Navegador de ficheiros, a predefinição será armazenado nesse local.

Se arrastado para os efeitos ou Instruments navegador, a predefinição será armazenado no seu local de dados do usuário (como definido

nas opções de menu / Studio One / Localização) e estará disponível nas listas suspensas predefinidos do navegador e efeito ou

Instrumento.

9.2.19 loja um padrão predefinido

É possível armazenar as configurações atuais de um efeito como um padrão predefinido para que o efeito será aberta com essas configurações

quando carregado em uma Song. Para armazenar uma predefinição padrão para qualquer efeito, clique no botão loja predefinida e selecione

Store como padrão predefinido .

9.2.20 usar predefinições para Bui LD A única Som

sistema predefinido do Studio One é muito fácil de usar. Se você tomar o tempo para carregar presets de plug-in e ajustá-los até um pouco, em

seguida, salvar seus sons personalizados como predefinições originais no Studio One, você pode construir uma biblioteca distintivo. Depois

disso, você pode localizar rapidamente as predefinições personalizadas no Browser; sem cavar através de cada preset apenas para encontrar o

que deseja.
9.2.21 FX Chains

Você pode querer inserir certas combinações de efeitos juntos em um canal. Por exemplo, você pode aplicar
regularmente um compressor, EQ, e coro às suas faixas vocais.

No Studio One, FX Chains são usados ​para salvar a configuração exata de uma cremalheira dispositivo Inserir para que toda a cadeia de efeitos,

incluindo todas as configurações, podem ser recuperados imediatamente. Para criar uma cadeia FX:

• Configurar uma cremalheira Dispositivo Inserção num canal com os efeitos e as configurações desejadas.

• Clique na seta de menu no topo do rack dispositivo Inserir, ao lado do rótulo Inserir e escolha Salvar
predefinição a partir do menu pop-up.

• Digite um nome exclusivo para a cadeia FX e clique pressione OK ou [Enter] no teclado.

Alternativamente, você pode arrastar e soltar o cabeçalho cremalheira Inserir Dispositivo ao navegador de efeitos para criar

instantaneamente uma cadeia FX com o nome do canal.

FX Chains podem ser encontrados na pasta FX Chains na Efeitos de áudio Navegador . Para inserir o FX Chain na cremalheira Dispositivo de

inserção de um canal, arrastar qualquer Cadeia de FX a partir do navegador para o canal.

Clique na seta do menu ao lado do nome Cadeia FX no navegador de efeitos de áudio para ver e selecionar os efeitos individuais.

então você pode clicar na seta do menu ao lado de cada nome do efeito dentro da cadeia FX para ver as predefinições utilizadas

para cada efeito na cadeia FX. Ambos os efeitos individuais e cada alvo pode ser arrastado para a cremalheira Dispositivo de

inserção de qualquer canal.

Também é possível acessar FX Chains do rack dispositivo Inserir, clicando na seta de menu no topo do rack e selecionar
uma Cadeia FX da lista. Isto irá carregar o FX Chain seleccionado na cremalheira Dispositivo de Inserção.
9.2.22 Busing

Autocarros pode ser extremamente útil quando se mistura. Você pode rotear canais diretamente para autocarros para ajudar a organizar uma

mistura em elementos comuns, tais como roteamento tudo tambor faixas diretamente a um barramento de tambores. Envia são muitas vezes

utilizados para encaminhar um canal de múltiplos autocarros, a fim da camada de um sinal em vários elementos de uma mistura.

Para criar um novo autocarro, [Direita] / [Control] -clique no espaço em branco no Console, ou em qualquer canal, e selecione Add Bus. Você

também pode selecionar qualquer número de canais, então] / [] -clique direito de controle sobre um dos canais selecionados e escolha Add Bus

para canais selecionados para criar rapidamente um novo Bus e encaminhar os canais selecionados para que o novo ônibus.

Você pode então escolher o ônibus como a saída ou Enviar destino para qualquer canal de áudio ou Instrumento no Console. O

ônibus envia seu sinal somado ao Main Out por padrão, mas também pode ser encaminhado para Sub Out Canais. Os ônibus têm

envia que pode ser usado da mesma forma que outro envia em Studio One.

É possível para os autocarros ninho infinitamente (A para B, B para C, C e D, e assim por diante). prevenção feedback é no lugar para que você

não pode criar uma rota de ônibus que poderia causar um ciclo de realimentação (por exemplo, A para B, de B para C, de C para A).

9.2.23 Salvar Solo

É possível colocar canais console em modo de economia de Solo. Quando qualquer canal no Console estiver solado, todos os canais

com Salvar Solo envolvidos também são solados, e todos os outros canais são silenciados. Para envolver Salvar Solo em qualquer canal,

[Shift] + clique no seu botão solo em Console. O botão Solo será verde quando Salvar Solo está envolvida.

Note que os canais FX tem Salvar Solo envolvidos por padrão porque os efeitos podem ser críticas à forma como solados canais de

som na mistura, por isso, quando qualquer canal estiver solado, você provavelmente vai querer ouvir a saída FX Canal aplicável

também.
9,3 grupos

Como discutido no Editar Grupos seção do capítulo “Edição”, é possível agrupar várias faixas juntos para que quaisquer edições

feitas a um evento em uma faixa do grupo são automaticamente feito para todos os eventos para todas as faixas no grupo. Estes

mesmos Editar Grupos afetar a forma como os seus faders relacionados irá se comportar no Console.

9.3.1 Criar ou Dissolver um grupo no Console

Para criar um grupo no Console, selecione os canais desejados e, em seguida, [Direita] / [Control] -clique e selecione Grupo

de faixas seleccionadas de menu pop-up. Para dissolver, ou desagrupar, canais agrupados no console, / [Control] -clique

[Direita] em qualquer canal no Grupo e selecione Dissolver Grupo a partir do menu pop-up.

Quando um canal está em um grupo, o ícone Grupo aparecerá no canal.

9.3.2 Comportamento Grupo no Console

Quando um canal é colocado em um grupo, atenuador sua vai ser ligada aos atenuadores para todas as outras faixas no grupo, de

modo que todos os atenuadores se move quando qualquer deles é movido. O movimento dos faders no Grupo será em relação ao

outro, mantendo as relações de valor dB corretos entre os faders. Note-se que Canal Pan não é afetado por agrupamento, como

canais dentro de um grupo são muitas vezes criticado separadamente.

Solo, Mute, Record Enable, e Monitor Ativar controles também será ligado para todos os canais em um grupo. Nenhum outro
aspecto do canal na consola é afectada pelo agrupamento.

Tracks instrumento na janela de arranjo não têm representação direta no Console. As saídas de áudio dos instrumentos
virtuais a que são encaminhados terá canais no Console. Deve-se notar, no entanto, que o agrupamento Instrumento
Trilhas na janela de arranjo afeta apenas editar essas faixas e não tem efeito sobre os Canais de instrumentos para as
saídas de áudio-instrumento virtual.

9.3.3 suspender temporariamente Grupos

É possível suspender temporariamente a um grupo de modo a que, por exemplo, o fader para um canal em que um grupo
pode ser editada, sem afectar os outros canais no grupo. Para suspender o Grupo, segure [Alt] / [Option] no teclado
enquanto clica no Fader, Mute, Solo, Record Enable, ou Monitor Ativar controles.
9.4 medição

Medição é uma parte crítica do processo de produção. metros do Studio One exibir visualmente os níveis de áudio que de perto

correspondem com intensidade percebida, e você pode meter estes níveis em vários estágios no caminho do sinal. medidores de

pico pode ser encontrada em todos os canais no Console, exceto os canais de saída, que apresentam adequadamente um pico mais

informativo / metro RMS com opções K-sistema de medição .

9.4.1 medidores de pico

medidores de pico medir o nível de áudio instantânea de momento a momento em uma resolução muito rápido e exibir o mais alto

nível de saída em qualquer instante. Estes medidores ajudar a determinar a relação entre um determinado nível de áudio e outros

níveis de áudio na mistura. Muitos plugins efeitos possuem medidores de pico na entrada e saída de modo que qualquer

atenuação do nível do efeito transmite o sinal de áudio pode ser visto.

[Direita] / [Control] + Clique em um medidor de pico para ajustar sua espera VU e Hold definições de comprimento.

Os medidores de pico no Studio One será automaticamente mono ou estéreo, dependendo da fonte de áudio.

9.4.2 Peak / RMS Metros

Os canais Main Out e Sub Out apresentam pico / RMS metros, que mostram simultaneamente os níveis de RMS de pico e.

Considerando um medidor de pico irá mostrar o mais alto nível de saída em qualquer instante, um medidor RMS irá mostrar uma média

dos altos e baixos de um sinal de áudio ao longo do tempo. Um medidor RMS pretende indicar a percepção da sonoridade do áudio

que está sendo medido pelo funcionamento de um modo semelhante ao ouvido humano e é, portanto, muitas vezes usado como uma

verdadeira medida da intensidade eficaz.

9.4.3 Main Out Clipe Contador

O canal principal para fora caracteriza uma Contador clipe acima seu medidor de Peak / RMS.

O contador ficará vermelho quando os clipes de sinal principal para fora, e vai contar o número total de clipes que

ocorrem. Use o contador para ajudar a impedir o corte das mixagem estéreo final do seu Song. O contador irá

reiniciar quando clicado ou quando o fader Main Out está ajustado.


9.4.4 K-Sistema de Medição

O pico / RMS metros de Studio One também apresentam opções de medição K-System. O K-sistema é um sistema de medição

integrado amarrado ao controlo de ganho, e pretende-se à normalização dos níveis a que o som é misturado e dominado. Este

sistema de medição apresenta três escalas medidor diferentes chamados K-20, K-14 e K-12. Estas três escalas são destinadas a

ser usado com diferentes tipos de produção de áudio e foram descritos pelo inventor K-System Bob Katz em seu documento

técnico Audio Engineering Society “ Uma abordagem integrada para medição, monitoramento e Práticas de nivelamento .”Katz

escreveu:

“O medidor de K-20 é para uso com grande material de dynamic-range, por exemplo, grandes misturas de teatro, mixes 'home

theater ousadas', música audiófilo clássicas (sinfônica) música, espero que o futuro da música pop 'audiófilo' misturado em 5.1, e em

breve. O medidor de K-14 é para a grande maioria das produções HighFidelity para o lar, por exemplo, home theater e música pop

(que inclui a grande variedade de música moderadamente comprimido, de música popular ao hard rock). E o medidor de K-12 é para

produções que ser dedicado para a transmissão “.

Para mudar a qualquer medidor de K-System, [Direita] / [Control] -clique em qualquer Peak metro / RMS e escolha uma opção no

menu.

Ao usar qualquer uma das três escalas K-System, a marca de 0 VU deve ser calibrado para 85 dB SPL de seus monitores, que

você deve medir com um medidor SPL. Por exemplo, a reprodução de uma -14 dBFS onda senoidal no Studio One, enquanto

utilizando a escala K-14 fará com que o medidor para ler 0 VU para ambos os níveis de pico e média, e os monitores deve ser

ajustada de modo que o medidor SPL no posição de audição lê 85 dB SPL.

9,5 Automático Plug-In Delay Compensation

Alguns efeitos de plug-in inerentemente tem algum atraso ou latência. É preciso uma certa quantidade de tempo para esses plug-ins para

processar o áudio encaminhado para eles, o que significa que o áudio de saída resultante é ligeiramente atrasado. Isso se aplica

especialmente à dinâmica do processador plug-ins que apresentam uma função look-ahead, como a incluída Compressor .

No Studio One, este atraso inerente é gerido com compensação de atraso plug-in através de todo o caminho de áudio. Não existem

definições para gerir, como esse recurso é completamente automático. A sincronização e temporização de todos os canais de áudio em

sua canção são automaticamente mantidos, não importa o que o processamento está sendo usado.

O tempo de atraso do plug-in de corrente total é exibido no transporte do lado esquerdo, abaixo da taxa de amostragem corrente.

Se desejar, você pode desativar a compensação de atraso plug-in, selecionando Ignorar Plug-in Delay no menu arquivo Transportes.

Quando este modo é selecionado, a sincronização de todos os canais de áudio terá de ser feita manualmente, ajustando posições

eventos ou momentos da trilha atraso no Inspector Track.


9.6 Manual de Audio Track Delay

Às vezes, é necessário adiar manualmente a reprodução de áudio para mantê-lo em sincronia com outros tipos de áudio. Um

exemplo clássico é o caso de gravação de um desempenho ao vivo, em que as faixas são registados directamente a partir da mesa

de mistura, enquanto microfones ambiente captar o som público a partir de uma posição bem longe do palco. O som direto a partir do

console chega ao gravador de quase instantaneamente; ele leva mais tempo para o som para alcançar os microfones ambiente do

palco. Quando os sinais são misturados, a diferença de tempo resulta em problemas de atraso e de fase audíveis. Para alinhar

corretamente o áudio gravado com os microfones ambientais com o resto do mix gravado, você pode aplicar um montante negativo

de atraso manual para a gravação ambiente.

Abra a visualização Inspetor clicando no botão Inspector ou pressionando [F4] no teclado. Digite um valor de atraso positiva
ou negativa, em milissegundos, para aplicar um atraso para a pista.

Para calcular o valor para aplicar a microfones ambiente no exemplo, fazer o seguinte:

• Medir a distância a partir da fase para os microfones ambiente.

• Dividir a distância em centímetros por 1129, que é aproximadamente a velocidade do som (ao nível do mar, a 1 atmosfera

de pressão) em pés por segundo. (Divida a distância em metros por 343 por metros por segundo.) O valor resultante é a

quantidade de segundos que levou para o som chegar aos seus microfones ambientais. Por exemplo, se a distância era

de 100 pés, o valor resultante de tempo é 0,0885 segundos (100 / 1.129 = 0,0885), ou 88,5 milissegundos.

• Para a faixa mic ambiente estéreo, ou para cada faixa mono, você entrará em um valor de atraso de -88,5, que
remove o atraso gravada e coloca os Tracks em sincronia com o resto da gravação.

9,7 Usando a faixa de marcador

Você provavelmente vai querer navegar rapidamente para várias áreas de sua canção durante a mixagem. No Studio One, a faixa de

marcador é usado para colocar marcadores em locais desejados na linha do tempo, após o qual a navegação para os marcadores é

fácil. Para abrir a faixa de marcador, clique no botão Marcador da trilha acima da coluna trilha na janela de arranjo.

Observe o botão Timebase à direita da faixa de marcador na coluna Track. O ícone musicalnote no botão Base de
tempo indica que Marcadores vai aderir a sua posição com base em bares e batidas, por isso, se as mudanças de
tempo, os marcadores irá avançar ou retroceder no tempo em relação à sua posição musical.

Se você clicar no botão Base de tempo, ele irá mudar para um ícone de relógio, indicando que os marcadores irá aderir à sua

posição absoluta no tempo. Se o ritmo muda, os marcadores não se move, como eles estão presos a uma posição de tempo

absoluto na linha do tempo.


9.7.1 introduzindo marcadores

Para inserir um novo marcador para a faixa de marcador, com reprodução em execução ou parado, clique no botão Adicionar

marcador ou pressione [Insert] / [Y] no teclado. Cada novo marcador será numerado sequencialmente por padrão (1, 2, 3 ...). Para

renomear um marcador, clique duas vezes sobre ele na faixa de marcador, digite um novo nome e pressione [Enter] no teclado.

9.7.2 Navegando Markers

Você pode saltar rapidamente o cursor de reprodução entre os marcadores na faixa de marcador. Clique no botão Anterior

marcador no transporte, ou pressione [Shift] + B no teclado, para saltar para o marcador anterior. Clique no botão Avançar

marcador no transporte, ou pressione [Shift] + N no teclado, para saltar para o próximo marcador. Saltar para marcadores

durante a reprodução permite comparações rápidas entre seções de seu Song.

Você também pode saltar para até sete diferentes marcadores no menu Transporte / Goto marcador.

9.7.3 Canção de início e fim Markers

Quando uma nova música é criada, você pode especificar um comprimento Song. O comprimento padrão é de 5 minutos ou 151 bares no

Tempo BPM padrão 120. No início e no final da região determinada, Song Iniciar e marcadores de fim são automaticamente colocados no

marcador Track. Estes marcadores podem ser utilizados no menu Arquivo Exportar para áudio para definir a região da linha do tempo a ser

exportado, e eles são usados ​por padrão na atualização Dominar processo de Arquivo.
9,8 Looping durante a mistura

Looping uma seção de áudio (por exemplo, um coro), enquanto mistura permite que você se concentrar em uma área particular de

sua canção geral sem ter que parar constantemente, voltar, e retomar a reprodução.

Para rapidamente loop de uma seção de áudio, selecione primeiro o áudio que você quer fazer um loop por qualquer selecionar um intervalo

com a ferramenta Faixa ou diretamente selecionando um evento ou vários eventos com a ferramenta Seta na janela de arranjo. Em seguida,

pressione [P] no teclado para definir a Esquerda e localizadores direita em torno de sua seleção. Alternativamente, pressione [Shift] + [P] no

teclado para ignorar de pressão ao ajustar os localizadores. Por fim, clique no botão de Loop no transporte, ou pressione [Num Pad /] no

teclado, para repetir a reprodução entre a esquerda ea direita localizadores.

Você pode ajustar manualmente a Esquerda e localizadores direito a um intervalo desejado e, em seguida, envolver laço no Transporte.

Para fazer isso, flutuar o cursor do mouse para o topo da Timeline Régua até ver a ferramenta Desenhar aparecer. Em seguida, clique e

arraste para a direita para chamar a região de loop (Esquerda e Direita localizadores) em torno da área que deseja loop. Segure [Alt] no

teclado enquanto arrasta para envolver simultaneamente laço no Transporte.

Você também pode mover manualmente a Esquerda e Direita localizadores, clicando e arrastando-os para a esquerda ou direita na linha do tempo

Régua.

9.9 Mistura de Down

Na maioria das vezes, você vai gravar várias faixas em cada canção, mas você vai precisar misturar essas faixas de estéreo para distribuição

em CD, DVD, ou na Web. Com uma DAW como o Studio One, isso simplesmente significa salvar o seu mix para um arquivo de som.

9.9.1 Criar um Mixdown

Para criar um mix de sua canção no Studio One, navegue até Música / Mixdown para arquivo

de áudio ou pressione [Ctrl] / [Command] + E no teclado para abrir a exportação ao menu de

arquivo de áudio.
9.9.2 Localização

A seção superior do menu Arquivo Mixdown para áudio é onde você vai selecionar um local e um nome para o arquivo mix. Clique no

botão Localização para escolher um local de arquivo. Dê um duplo clique no nome do arquivo, digite um novo nome e pressione [Enter]

para escolher um nome para o arquivo.

9.9.3 Formato

Escolha o formato para o arquivo mix na seção do meio do menu Arquivo Exportar para áudio. Escolha a partir de Onda, AIFF,

Ogg Vorbis, ou arquivo MP3, e depois escolher a resolução e taxa de amostra desejada.

Se você quiser colocar o seu mix em um CD de áudio padrão, criar um arquivo de onda 44.1 kHz 16-bit.

9.9.4 Opções

A seção inferior do Export to menu Arquivo Audio tem várias opções que afectam a forma como o arquivo mix é criada.

Escolha a partir de Exportação loop Gama ou exportar entre Canção Início / Fim marcador. A opção Exportar loop Gama só irá
exportar o alcance da sua música entre Esquerda e Direita localizadores. Exportação Entre Canção Início / Fim marcador irá
exportar o alcance da sua música entre o Iniciar Song and End marcadores, como visto na faixa de marcador. A duração do
intervalo a ser exportado é exibido no campo Duração.

Escolha uma saída a partir do qual a mistura será criado na caixa de seleção de saída. Apenas o Main Out irá aparecer na lista,

por padrão, mas se houver qualquer Outs Sub No console, eles irão aparecer nesta lista também. Verifique Import para monitorar

se você gostaria que a mistura importada para uma nova faixa em seu Song.

Verifique Realtime Processing se você deseja exportar o seu mix em tempo real. Esta opção deve ser usada Se a sua música

requer instrumentos externos ou processamento de hardware externo para que dados musicais e áudio irá fluir para e através

destas fontes externas durante a mixagem.

Verifique Fechar Depois Export se você gostaria de fechar a Mixdown ao menu de arquivo de áudio depois de exportar o seu mix.

Verifique Bypass Efeitos Master para contornar os efeitos de inserção no canal de saída principal do console quando o

processamento da mixagem. Isso é útil se você tiver inserido efeitos para simular a fase de masterização, como um compressor

e limitador, mas gostaria de tornar a mixagem sem eles, a fim de abordar isso em um projeto de masterização, ou para

preservar a flexibilidade para outro engenheiro de masterização.

9.9.5 Canção Meta-Informação

Alguns formatos de arquivo, como MP3, pode conter informações adicionais sobre o áudio que é referido como "meta-informação". No

Setup Música / Música / menu Informações Meta muitos campos de dados que podem ser preenchidos para cada canção. Esses campos

são usados ​para marcar arquivos de áudio, de modo que


eles são rotulados corretamente para reprodução no software e vários tocadores de mídia. Todos os arquivos de áudio exportados a

partir de uma canção que podem conter metainformation serão marcados com o metainformation fornecida aqui.

Na parte inferior do menu Informações Meta, você pode optar por exibir metainformation da música quando a música for

aberta. A informação também pode ser visto em qualquer momento selecionando informações sobre a música a partir do

menu Song.

A meta-informação exibida representa o que os ouvintes vão ver em seus players de mídia Ao reproduzir a música. Exibindo
esta informação também pode ser útil para lembrar os aspectos da produção canção mais tarde.

Meta-informações preenchidas por qualquer canção será automaticamente preenchido para essa música quando é importado para um

projeto de masterização. Para saber mais sobre isso, consulte o Meta-Informação seção no capítulo “Mastering”.

9.10 Exportação Hastes de sua canção

Pode ser útil para exportar rapidamente faixas individuais a partir de sua canção. Por exemplo, você pode querer enviar as

faixas para alguém que vai preparar uma mistura diferente ou vai remixar a canção. O Export Hastes recurso no Studio One

fornece uma maneira fácil de fazer isso.

9.10.1 selecionar faixas e Canais

Para exportação decorre de sua canção no Studio One,

navegue até Canção / Export Hastes para abrir o menu de

Exportação Hastes.

Uma vez neste menu, você verá duas guias


faixas e Canais rotulados. A lista de faixas
serão as faixas da janela de arranjo, enquanto a
lista de canais será a lista de canais no
Console. Faixas e canais suaves estará
acinzentada nesta lista. Selecione as faixas e
canais que deseja exportar, verificando cada
faixa ou canal na lista.

Note que o arquivo de áudio criado para qualquer faixa ou canal selecionado será o equivalente a solando a faixa ou
canal no console e ouvir o resultado. O arquivo de áudio irá incluir os resultados de todas as inserções e envia na pista
ou canal. Se você não quer que as inserções ou envia incluídos no áudio exportado, desativá-los antes de exportar.
9.10.2 Localização

Você pode selecionar um local e um nome para os arquivos exportados na seção superior do Export menu de hastes. Clique no botão

Localização para escolher um local de arquivo. Dê um duplo clique no nome do arquivo, digite um novo nome e pressione [Enter] para

escolher um nome para o arquivo. O nome de cada faixa na música que está a ser exportada será anexada ao seu nome especificado

pelo utilizador.

9.10.3 Format

Escolha o formato para o arquivo mix na seção intermediária do Export menu de hastes. Escolha a partir de Onda, AIFF,

FLAC, Ogg Vorbis ou MP3 e, em seguida, escolher a resolução e taxa de amostra desejada.

9.10.4 Opções

A seção inferior do Export Hastes menu tem várias opções que afectam a forma como os arquivos são criados.

Selecione um intervalo de tempo para exportar seleccionando Loop, entre canto Start / End Marker, entre cada marcador, ou entre

os marcadores selecionados. A opção Exportar loop Gama só irá exportar o alcance da sua música entre Esquerda e Direita

localizadores. Exportação Entre Canção Início / Fim marcador irá exportar o alcance da sua música entre o Iniciar Song and End

marcadores, como visto na faixa de marcador.

O Export entre cada opção marcador irá exportar arquivos de áudio separadas para o intervalo entre cada marcador no Cântico

para cada faixa, colocando-os em pastas com o nome dos marcadores. O Export Entre opção marcadores selecionados permite

que você escolha qualquer intervalo de tempo entre dois marcadores na música. A duração do intervalo a ser exportado é

exibido no campo Duração.

Seleção Manter Mono Faixas Mono se você gostaria faixas mono para processar arquivos de áudio mono. Se você estiver usando

efeitos estéreo com faixas mono, você pode desejar para soltar esta opção. Verifique Import para monitorar se você gostaria as faixas

exportados a ser importado para novas faixas em seu Song.

Verifique Realtime Processing se você deseja exportar suas faixas em tempo real. Esta opção deve ser usada Se a sua música
requer instrumentos externos ou processamento de hardware externo, de modo que dados musicais e áudio irá fluir para e
através dessas fontes durante a mixagem.

Verifique Fechar Depois Export se você gostaria de fechar os Tracks exportar como menu de áudio depois de exportar suas trilhas. Verifique

Sobreposição e especifique uma duração se você gostaria de adicionar uma sobreposição com a faixa exportados para que você possa

criar crossfades entre eles mais tarde.


9.11 Sugestões de mistura

9.11.1 Antes de misturar

O trabalho de produção feito antes de mistura tem um grande impacto sobre o processo de mistura. Aqui estão algumas orientações que

podem ser úteis:

• Terminar o arranjo de sua canção antes de tentar misturar. A adição, exclusão e rearranjo das partes
pode alterar as relações entre todas as partes em sua canção, o que afetará a mistura.

• Se qualquer parte da sua canção é problemático, é improvável que funcione bem em um mix. A abordagem “corrigi-lo na mistura”,

geralmente leva a um monte de desperdício de tempo, apenas para conseguir resultados pobres. Certifique-se de que você está

satisfeito com as peças individuais de sua canção antes de tentar

misturar.

• Algumas partes do seu canção pode contar com uma certa quantidade de mistura e processamento de efeitos
para alcançar o som desejado e caráter no arranjo. É muito fácil deixar este tipo de “mistura” transitar em misturar
toda a canção. Se você está trabalhando em muitas faixas de uma vez, provavelmente você está misturando a
Song, em vez de uma parte particular.

• Se a sua música não tem personalidade, vibração, ou sensação antes de começar a misturar, é improvável que ganhar qualquer uma

dessas qualidades subjetivas durante a mixagem. Neste caso, o tempo necessário para regravar certas partes, reorganizar a canção,

ou até mesmo começar de novo a partir do zero.

9.11.2 Fluxo de Trabalho Misturar

Enquanto de mistura requer um conhecimento objectivo de muitas ferramentas, o processo é uma forma de arte. Se você fosse perguntar

a dez engenheiros mistura para misturar a mesma canção, cada um mix soaria diferente. Não há passo a passo, ou “mix by Numbers”

instruções que você pode seguir para alcançar bons resultados. Os seguintes conceitos amplos pode ajudar a guiá-lo no processo de

mistura.

9.11.3 Balance

A mistura é em grande parte uma questão de equilíbrio. Os vários elementos de uma mistura são equilibrados uns com os outros de modo que

cada elemento pode ser claramente ouvido e contribui como desejado para a estrutura global. Isto implica usando os faders para variar os

níveis e equalizar os sons de modo que não há nenhuma “competição” entre elementos com conteúdo de freqüência similar. Há uma

quantidade limitada de espaço no

misturar, com base em níveis de energia individuais para cada frequência do espectro sonoro e as relações dos
sons dentro do campo estéreo.

Uma vista popular na mistura que mantém percepção auditiva ocorre dentro de um espaço tridimensional, em que os
princípios da mistura são altamente visual. Uma série de variáveis ​determinam como percebemos localização, incluindo
a frequência, fase, reflexões, e amplitude relativa (nível).
Portanto, enquanto se mistura, vários elementos pode ser posicionado no espaço de audição 3-D, utilizando atenuadores,

equalizadores, efeitos ambientais, e de filtração para atingir o equilíbrio apropriado por toda a mistura.

9.11.4 Busing

Busing pode fazer misturar muito mais fácil através da criação de submixes de certos elementos. Por exemplo, um conjunto de tambores

vivo pode ser gravado em oito ou mais canais individuais. Neste caso, os cilindros podem ser primeiro sub-mixadas ao seu próprio

autocarro ou canais estéreo, e, em seguida, o sub-mistura pode ser misturada na mistura global. Para conseguir isso no Studio One,

consulte tanto o busing e

grupos seções deste capítulo.

Busing também é usado para construir em faixas individuais para criar um som “maior”. Por exemplo, uma pista de voz pode ser bused

para um Canal FX com um efeito coro inserido, bem como a um barramento no qual todos os vocais são misturadas e enviadas para um

reverberação. Estes vários elementos estão todos misturados usando faders individuais e adicionar o som vocal geral na mistura.

Busing pode ser utilizado de forma criativa para obter uma infinita variedade de resultados. Experiência com este conceito para ajudar a

alcançar um som único.

9.11.5 Preparando seu Mix para dominar

Muitas vezes, as misturas são enviados para a fase de masterização da produção depois de terem sido comprimido, empatou, limitado, e

geralmente processada para os mais altos níveis possíveis. Este é geralmente o resultado de pessoas que comparam suas misturas

indomada para terminar, dominado, publicada canções. Na verdade, é tentador fazer suas mixagens tão alto quanto possível, enquanto

mistura.

No entanto, a mistura é principalmente sobre a realização de excelente equilíbrio. Não se trata de fazer a mistura alto, especialmente

quando comparado com misturas dominado. Durante dominar, você pode trazer o volume total até sem afetar o equilíbrio alcançado

durante a mistura. Mas se suas mixagens já estão tão alto quanto eles possivelmente pode ser, pouco pode ser feito durante a

masterização para fazer a maior parte do saldo que você alcançado na mistura, nem você pode equilibrar facilmente um mix com um

outro para criar um álbum coeso.

Portanto, quando ouvir material de referência (que é altamente recomendável), tentar ignorar o volume total e apenas
prestar atenção à forma como os elementos individuais são equilibrados. Evite colocar compressores / limitadores no
canal mestre de seu mix.

9.11.6 Maximização do computador Poder de Processamento

Se você está apenas ouvindo a reprodução de faixas gravadas anteriormente, e não para viver entradas sendo gravada, a entrada e latência de

saída (o tempo que leva para chegar áudio para dentro e para trás para fora do computador) é irrelevante. Além disso, demora compensação

automática do Studio One irá manter todas as faixas de reprodução em sincronia uns com os outros, independentemente de processamento de

plug-in. Portanto, durante a mixagem, o tamanho do bloco pode ser aumentado para permitir mais tempo para o processamento de ocorrer

antes da saída de áudio, o que permitirá que você use mais plug-ins e outras transformações.
Para ajustar o tamanho do bloco, navegue até o menu Opções Studio One / / Audio Setup (Mac OS X: Preferências / Opções /

Configuração de Áudio). No Windows, se a sua interface de áudio permite que ele, como a maioria dos dispositivos ASIO fazer, ajustar

o Hardware Block Size, clicando e arrastando o fader horizontal. O valor do Hardware Tamanho do bloco é relatado ao lado do fader

horizontal. No Mac OS X, há um menu pop-up para ajustar tamanho do bloco.

Na versão Windows do Studio One, o bloco interno Tamanho está bloqueado por padrão para o mesmo valor que o Hardware Tamanho do

bloco. Clique na caixa de seleção de bloqueio para desbloquear o bloco interno Size. Em seguida, clique sobre o valor Tamanho do bloco

interno para escolher a lista de valores disponíveis.

No Mac OS X, não há diferença entre interno e Hardware Tamanho do bloco.

9.11.7 Rendering e instrumentos virtuais desactivação

instrumentos virtuais podem exigir um monte de recursos do computador, o que limita o poder de computação que está disponível

para outros processos. Por isso, às vezes é útil para processar a saída de áudio de uma pista de instrumento para uma faixa de

áudio e, em seguida, desactivar o instrumento virtual.

A opção mais flexível que você tem é usar trilha Transform para tornar faixas de áudio e Instrumento e remover
temporariamente os instrumentos ou efeitos virtuais relacionados, conforme descrito no capítulo “Edição”.

Alternativamente, você pode fazer o seguinte para fazer isso:

• Selecione todas as partes de instrumento sobre o Instrumento faixas que você gostaria de prestar a áudio.

• Selecione Bounce Instrumento Parts no menu Evento ou pressione [Ctrl] / [Command] + [B] no teclado. Cada parte de

instrumento será processado para um evento de áudio e colocado de forma adequada em uma nova faixa de áudio.

• Clique no ícone Instrumento na Instrument Tracks para abrir a interface de usuário para o seu instrumento virtual e
clique no botão Ativar para desativá-lo. Isto irá liberar quaisquer recursos do computador previamente sendo usados
​pelo instrumento virtual.

O mesmo conceito se aplica ao uso intensivo de recursos áudio efeito plug-ins. Você pode exportar áudio para uma nova faixa usando a canção /

Export ao menu de arquivo de áudio, em seguida, remover a faixa pré-renderizados de áudio.

9.11.8 Áudio Motor Overload

Os computadores têm uma quantidade limitada de poder de processamento, e você pode chegar a um ponto em que o sistema não pode

suportar todos os processos em execução. Se isso ocorrer ao usar o Studio One, o motor de áudio Studio One irá sobrecarregar, fazendo

com que o aplicativo para parar de responder ou congelados.

Se isso acontecer, e Studio One deixa de responder por mais de 15 segundos, o sistema é automaticamente parado, e o
dispositivo de áudio está suspenso. Uma mensagem de aviso será exibida para notificar que isso tenha acontecido.
Quando você ver esta mensagem, salve imediatamente a sua música ou projeto. Depois de salvar, desativar alguns plug-ins, incluindo

efeitos de áudio e instrumentos virtuais, para reduzir a quantidade de processamento do computador necessários para reproduzir a música

ou projeto. Quando retomar a reprodução, o motor de áudio irá funcionar normalmente. Se você ver o aviso novamente, tente desativar

mais plug-ins.

Este recurso é destinado para fazer a experiência de usar o Studio One estável e agradável em computadores menos potentes. Se você

estiver usando um computador relativamente poderosa, você provavelmente nunca vai sobrecarregar o motor de áudio.
10 Automação

Automação é uma parte crítica da mistura moderna. O capítulo seguinte discute aspectos de automação em Studio
One, incluindo Track and Parte automação, modos de automação, e envelopes de automação.

10.1 O que é Automação?

Automação permite gravar alterações nos valores dos parâmetros; depois, Studio One pode executar essas alterações de valor para você.

Por exemplo, você pode gravar mudanças de nível em uma faixa, capturando seus movimentos de fader durante a reprodução; a partir de

então, Studio One pode executar as mudanças de nível.

Antes do advento da automação, a mistura era muito mais uma performance. Às vezes, ele levou muitos pares de mãos sobre a

mesa de mistura de realizar todo o fader, mute, solo, e outros movimentos para alcançar um mix. Automação torna possível

gravar o desempenho da mistura em qualquer maneira que desejar e infinitamente ajustar todos os parâmetros até que o mix

desejado seja alcançado.

Em Studio One, automação é gravado em envelopes de automação, que são uma série de pontos de dados ligadas por

linhas que representam os valores de mudança do parâmetro a ser automatizado.

10,2 trilha Automation

Quase todos os parâmetros no Studio One pode ser automatizado. Várias maneiras de automatizar parâmetros

são fornecidos, incluindo automação trilha, trilhas de automação e automação Part. As secções seguintes

descrevem estes tipos de automação.

10.2.1 Faixa Automation

automação pista permite automatizar qualquer parâmetro relacionado com um áudio ou pista de instrumento e os eventos que ele

contém. A automação pode ser visto através do botão Show Automation no topo da coluna trilha na janela de arranjo ou clicando

com o botão direito em uma trilha e selecionando Expandir Envelopes.

Note que os envelopes de automação em Instrument Tracks controlar os parâmetros do instrumento virtual ao qual a pista de

instrumento é encaminhado. Todos os outros aspectos de envelopes de automação faixa de instrumento funciona da mesma forma

como acontece com automação faixa de áudio.


10.2.1.1 Envelopes de automação na pista

Para ver envelopes de automação de um de cada vez, sobreposta em cima de Eventos sobre a faixa, pressione [A] no
teclado ou clique no botão Show Automation no topo da coluna trilha na janela de arranjo. Com esta envolvida, a coluna
da trilha da visão Organizar mudanças para revelar parâmetros de automação, incluindo um botão On / Off, o nome do
parâmetro para o envelope mostrado atualmente, e selecção do modo de automação.

Clique no visor Automation parâmetro, que é rotulado de “Display: Off” por padrão, para revelar os envelopes de automação
disponíveis para um Track. ( “Display: Off” indica que os eventos da trilha será exibido, em vez de um envelope de
automação.) Volume e Pan automação envelopes estão disponíveis por padrão em cada faixa de áudio. Selecione um
parâmetro da lista para visualizar e editar o envelope de automação, ou clique em Adicionar / Remover para abrir o menu de
automação para o Track.

10.2.1.2 Envelopes automação no Lanes

Para visualizar vários envelopes de automação de uma vez, com cada um em uma pista sob o Track, rightclick em uma faixa e

selecione Expandir Envelopes. Alternativamente, você pode clicar nas setas suspensas para uma trilha na Track List para expor

seus envelopes de automação da mesma forma. Para ocultar os envelopes de automação, desmarque Expandir Envelopes no

menu contextual Track.


10.2.2 Ligue Automation On / Off

envelopes de automação pode ser ligado e desligado, assim você pode decidir quando vai afetar o parâmetro controlado. Para virar

um envelope ligado ou desligado, clique no botão On / Off para que Envelope. Cada envelope de automação pode ser ligado /

desligado de forma independente. Transformar um envelope de automação on / off durante a reprodução tem resultados diferentes

dependendo da corrente

modo de automação para a faixa.

10.2.3 Adicionar Envelopes automação para uma faixa

Qualquer número de envelopes de automação pode ser adicionado a uma Track. A maneira mais rápida para adicionar um envelope de

automação para uma faixa é a seguinte:

• Modificar qualquer parâmetro para uma faixa de áudio ou de suas inserções ou envia, e que parâmetro será exibido na

janela de parâmetros do Software na extrema esquerda da Organizar vista barra de ferramentas na janela Song.

• Clique no ícone Mão na janela do Software Parameter, e arrastá-lo para a pista para adicionar um envelope
de automação para esse parâmetro para a pista. Se o envelope já existir, ele será exibido e não será
adicionado um novo envelope.

Uma forma alternativa de adicionar envelopes de automação para uma faixa é descrito como se segue.

• Pressione [A] no teclado para mostrar automação.

• Clique na janela de parâmetro na trilha na coluna da trilha da janela de arranjo e selecione Adicionar /
Remover da lista. Isto irá abrir o menu de automação para essa faixa.

• No lado esquerdo do menu Automation, os envelopes de automação existentes serão listados, juntamente com o seu

modo de automação associados e dispositivo. No lado direito deste menu são os parâmetros para os quais podem ser

adicionados novos envelopes de automação.

• Selecione qualquer parâmetro do lado direito e clique em Adicionar para criar um novo envelope de automação. Clique

em qualquer parâmetro à esquerda e clique em Remover para remover o envelope de automação existente.

No topo do menu Automation, você vai notar que você pode navegar através de todas as faixas em sua canção para visualizar e editar

os envelopes de automação para qualquer faixa. Você também pode clicar no botão Adicionar Automation trilha para adicionar um novo

Automation Track.
10.2.4 Tracks Automação

Studio One apresenta um tipo de pista dedicada à automação que contém apenas envelopes de automação. Uma trilha de

automatização podem conter envelopes de automação relacionados com qualquer Track and quaisquer plug-ins. Para adicionar uma

faixa Automation, pressione [T] no teclado para abrir o menu Add Track, e selecione Automation. Note-se que pelo menos um envelope

de Automação Tracks é sempre visível, e os envelopes podem ser visualizados na própria pista ou em pistas, assim como com outros

tipos de vias.

Apenas os parâmetros para os quais um envelope de automação ainda não existir estará disponível para automação. No entanto,

você pode arrastar e soltar um envelope de automação de qualquer outra faixa à uma faixa de automação. Todos os outros aspectos

de envelopes de automação trilha de automatização funcionam da mesma forma que com a automação Track.

Você pode usar a automação de trilhas para automatizar ônibus, FX, e canal de saída parâmetros e inserções e para manter envelopes

de automação críticas organizadas em um só lugar e facilmente acessível.

10.3 Envelopes Edição Automation

envelopes de automatização pode ser editada directamente, usando o rato, bem como com os controladores de hardware externo.

A seguir descreve envelopes de automação de edição com o mouse. Consulte a Automação com controladores de hardware seção

do capítulo “Link Control” para mais informações sobre envelopes edição com controladores de hardware externo.

Para editar um envelope de automação, você primeiro precisa mostrar automação clicando no botão Show
Automation no topo da coluna da trilha ou escolhendo Expandir Layers no menu contextual Track.

10.3.1 Seta Ferramenta

Editar um envelope de automação com o mouse, usando a ferramenta Arrow, permite-lhe adicionar novos pontos para o envelope,

mova pontos existentes, e selecionar e eliminar pontos existentes. Certifique-se de selecionar a ferramenta Seta na janela de

arranjo antes de tentar os seguintes processos.

10.3.2 Adicionar um Ponto de automação Nova

Para adicionar um novo ponto de um envelope de automação utilizando a ferramenta Seta, flutuar o mouse por cima do envelope

na trilha da pista para que o cursor de mão é exibido. Clique para criar um novo ponto, mantenha o clique e mova o mouse para

mover o novo ponto.


10.3.3 mover um ponto de Automação

Para mover qualquer ponto em um envelope de automação, utilizando a ferramenta Seta, clique e segure em qualquer ponto

existente no envelope. Mantendo o clique, movendo o ponto seleccionado verticalmente muda o seu valor do parâmetro, e

mover o ponto de muda a sua posição horizontal tempo.

Ao mover um ponto de automação, observe o indicador de valor pop-up. Isto mostra o valor do parâmetro atual.
A faixa e o tipo de valor depende do parâmetro a ser automatizada e no valor de tempo actual exibido na base
de tempo seleccionado na janela de arranjo.

No Studio One, você pode arrastar um ponto de automação como muito além da posição de outros pontos de automação, conforme

necessário. Movendo um ponto de automação além de outros pontos do envelope fará com que os outros pontos para mover também. Os

outros pontos que estão sendo movidos serão restauradas para suas posições originais na linha do tempo se o ponto que lhes causou a

ser movido é movida de volta para além de suas posições originais.

Note-se que quando os eventos de áudio ou instrumento peças são movidos, qualquer automação pista subjacente será movida junto

com os eventos, por padrão. Para desengatar essa opção, consulte as Opções / Avançado / edição / menu Ferramentas e desmarque a

opção Eventos de Automação segue.

10.3.4 excluir um ponto de Automação

Para excluir um ponto existente em um envelope de automação utilizando a ferramenta Seta, primeiro clique em um ponto para

selecioná-lo. Em seguida, pressione [Delete] no teclado para apagar o ponto. Alternativamente, / [Control] -clique [Direita] em qualquer

ponto de automação e selecione Excluir no menu pop-up para excluí-lo.

10.3.5 editar vários pontos de uma só vez

É possível editar simultaneamente qualquer número de pontos em um envelope de automação. Usando a ferramenta Seta, clique na

trilha Lane, longe de qualquer ponto de automação existente, e em seguida, arraste para desenhar uma caixa de seleção ao redor dos

pontos que você quer editar. Com vários pontos selecionado, clique e arraste, usando a ferramenta Seta, em qualquer um dos pontos

selecionados, a fim de movê-los todos. Movendo-se vários pontos verticalmente para ajustar os valores do parâmetro irá ajustar cada

valor do parâmetro em relação ao ponto a ser movida.

Ferramenta 10.3.6 pintura

Editar um envelope de automação com a ferramenta Paint permite desenhar muitos pontos de automação com um único

movimento do mouse, pintura efetivamente um envelope. Você pode escolher entre várias figuras ao usar a ferramenta de pintura

ou você pode usar o editor Transform. Ter certeza de mostrar Automação e selecione a ferramenta de pintura na janela de arranjo

antes de tentar os seguintes processos.


10.3.6.1 Desenhe um envelope Automation

Para desenhar um envelope de automação utilizando a ferramenta Paint, clique e arraste a trilha Lane. Enquanto você está desenhando o

envelope horizontalmente, os pontos serão adicionados em diferentes incrementos de tempo com base na base de tempo atual. No

entanto, quando o botão do mouse é liberado depois de desenhar um envelope com a ferramenta Paint, as curvas desenhadas do

envelope será inteligente e com precisão aproximada de alcançar o resultado desejado com o menor número de pontos possível, que pode

ou não pode remover alguns pontos desnecessários do envelope. Se snap está envolvida na janela de arranjo, os pontos de envelope que

está sendo desenhados se encaixará na grade em conformidade.

Desenhando um envelope com a ferramenta Paint sobre os pontos existentes em um envelope de automação fará com que os pontos

existentes sejam substituídos com os pontos de recém-desenhados. Essas ações podem ser desfeitas e refeitas.

10.3.6.2 desenhar com as Figuras

Ao selecionar a ferramenta Paint, role a roda do mouse para revelar várias ferramentas de desenho figura, incluindo uma ferramenta de linha e

quadrado, serra, triângulo, e as ferramentas de forma de onda senoidal. Com qualquer uma dessas ferramentas selecionadas, clique e arraste

em qualquer envelope de automação para desenhar o envelope desejado. Ao usar as ferramentas de forma de onda, segure [Alt] para ajustar a

freqüência da forma de onda enquanto arrasta.

10.3.6.3 Transform Automation

Você também pode escolher a ferramenta Transformar da lista drop-down ferramenta Paint para alterar a automação existente, ou adicionar

nova automação. Com a ferramenta Transformação selecionado, clique e arraste uma caixa de seleção em torno de qualquer área de um

envelope de automação; em seguida, ajuste a caixa de seleção clicando e arrastando-a em uma das oito alças (quatro lados e quatro cantos)

para dimensionar os pontos de automação selecionados.

Esta ferramenta é exclusivo para o Studio One e pode ser usado para criar padrões de automação-envelope que de outra

forma seria impossível criar.


10.4 Modos de automação

No Studio One, modos de automação são específicos para dispositivos em cada pista. Um efeito de atraso em uma faixa de áudio

pode estar no modo de toque, enquanto o volume, pan, e outros efeitos nessa faixa estão em modos diferentes. Isto permite uma

grande flexibilidade.

Com Show Automation selecionado, o modo de automação atual é visível. Para selecionar qualquer modo, clique na janela
Modo de automação e selecione a partir da lista. A seguir descreve os modos de automação.

10.4.1 Auto: Off

Quando Auto: Off está selecionado na janela Modo de automação, toda a automação para o parâmetro atual e para todos os

parâmetros relacionados serão desligados.

Por exemplo, se você está vendo o envelope Ataque por um compressor inserido em uma faixa de áudio, e você selecionar
Auto: Off, toda a automação de parâmetro para o compressor será desligado. No entanto, envelopes de automação para os
parâmetros que não pertencem ao compressor ainda pode usar um modo de automação diferente.

Este não é o mesmo como virar um envelope de automação indivíduo ligado e desligado, conforme descrito na Ligue

Automation On / Off seção deste capítulo, como o botão on / off afeta somente o envelope de automação visível no momento.

10.4.2 Leia

Quando você seleciona Leia na janela Modo Automation, todos os envelopes de automação existentes na pista pelo dispositivo

relacionado será lido, e esses envelopes irá controlar seus parâmetros relacionados. modo de leitura será automaticamente

envolvido quando você desenhar um novo envelope de automação com o mouse.

• Pressione [J] no teclado para alternar para o modo de leitura Automation manualmente nas trilhas selecionadas.

10.4.3 Toque

Quando Touch é selecionado na janela do Modo Automation, envelopes de automação pode ser afetada por, controladores de

hardware externo sensíveis ao toque, para que nova automação é escrito quando um controle hardware é tocado, e automação

é lido quando o controle de hardware não está sendo tocado. Isso permite que o usuário manipular o controle a qualquer

momento, a fim de escrever nova automação ou substituir automação existente. Studio One irá retomar a leitura de automação

quando o controle é liberado.

• Pressione [K] no teclado para alternar para o modo de Toque manualmente nas trilhas selecionadas.
modo de toque pode ser usado mesmo se o controlador de hardware não tem sensibilidade ao toque. Neste caso, a

automação é escrito quando você move o controlador de hardware e automação existente será lido quando você não está

movendo o controlador de hardware.

10.4.5 Trava

Quando o trinco é seleccionado na janela de modo a automação, automação serão lidos até que um controlo de hardware é

manipulado, na qual automação ponto será escrito continuamente até que a reprodução é parado. Quando a reprodução é

retomada, automação será lido até um controle de hardware é novamente tocado.

10.4.6 Write

Quando Write for selecionado na janela do Modo de automação, automação é continuamente escrito com base na posição
atual de controladores de hardware externo. automação existente não será lido em qualquer ponto e em vez disso, ser
substituído com a nova automação.

10,5 Instrumento Parte Automation

Em um recurso exclusivo ao Studio One, envelopes de automação para qualquer instrumento virtual pode escrito e acessado

diretamente dentro Instrumento Parts, assim como parâmetros de dados musical, como velocidade e pitch bend. automação parte é

integrada no Instrumento Parts, de modo que não importa onde uma parte de instrumento é movido, ou como ele é editado, a

automação vai ficar no lugar. Desta forma,-instrumento virtual de automação pode ser mantido onde ele pertence com as peças do

instrumento em sua canção.

Assim, automação Instrument Parte é funcionalmente semelhante ao sistema track-automação, mas é dedicado a peças de

instrumentos e os instrumentos virtuais que controlam, oferecendo uma enorme flexibilidade.

10.5.1 Gravação Parte Automation

Quando uma parte do instrumento está a ser gravada, e qualquer um dos controlos de um instrumento virtual ligada ou Instrumento

externa do são manipulados com o rato ou com um controlador de hardware externo, essas mudanças de controlo são gravadas no

Parte como automação Parte. A qualquer momento, automação Parte pode ser gravado ao vivo a uma peça nova ou já existente,

permitindo Record e manipular os controles de instrumento virtual.

A pista de instrumento relacionado deve ser conectado a um instrumento virtual ou instrumento externo, a fim de automação
parte a ser gravada.
10.5.2 Ver Automation Parte

Para visualizar e editar automação Parte de uma parte de instrumento, selecione a parte do instrumento desejado e abrir a vista

Editar pressionando [F2] no teclado, clicando duas vezes sobre a parte do instrumento, ou clicando no botão Editar.

Abaixo do editor de música (que mostra as notas musicais para o Instrumento Parte selecionada), você vai notar a pista Parte
Automation. No canto superior esquerdo da pista, a guia Parâmetro mostra o parâmetro exibido atualmente na pista.

10.5.3 ly Manual Adicionar e editar uma peça-Automation Envelope

Clique na aba Parameter para escolher um parâmetro para visualizar e editar na automação pista Part. Por padrão,
Velocity, Modulação, Pitch Bend e Aftertouch (pressão) estão disponíveis.

Para adicionar um novo envelope de automação para a pista Parte Automation, selecione Adicionar / Remover da lista
para abrir o menu Automation. Este menu é idêntico ao menu Automation mencionado no Automação Envelopes na trilha seção
deste capítulo.

Alternativamente, você pode editar o parâmetro do instrumento desejado, em seguida, clique no ícone de mão na janela superior

parâmetro esquerdo e arraste o parâmetro para o Music Editor para adicionar um envelope Parte Automation para esse parâmetro

para a parte de instrumento.

Os parâmetros que podem ser adicionados para a pista Parte Automation são baseados no instrumento virtual ao qual a
pista de instrumento que contém a parte de instrumento selecionada conectada. Apenas os parâmetros para os quais um
envelope de automação ainda não existir estarão disponíveis.
Editar envelopes Part-automação é quase idêntico ao edição envelopes Track-automação , Conforme descrito na seção

Envelopes Edição trilha de automatização deste capítulo. A única exceção é que se você pressionar [Alt] / [Option] no teclado ao

usar a ferramenta Paint para desenhar um envelope de automação, você pode desenhar linhas retas de qualquer comprimento,

que só vai usar dois pontos do envelope.

É possível visualizar e editar dois parâmetros diferentes em pistas Parte Automação separadas. Clique nos dois botões Parte

Automation envelope para a parte inferior esquerda da pista Automation Parte para mostrar / ocultar as duas pistas Parte

Automation. Qualquer automação Parte escrito será lido, independentemente de ele está sendo visualizado em qualquer parte

Automation lane.
11 link Control

Studio One apresenta Link Control, um sistema de ponta para a integração de controladores de hardware externo com os

seus instrumentos virtuais, efeitos e outros parâmetros de software. O capítulo seguinte descreve este sistema.

11.1 O que é Link Control?

Na maioria software DAW, você pode usar dispositivos de hardware externo para controlar parâmetros de software. Por exemplo, você

pode mapear vários botões em um controlador MIDI hardware para os botões de um efeito EQ de software, de modo que quando os

botões de hardware estão ligados, os botões de software vai virar. No entanto, na maioria dos casos, a aplicação é limitado e difícil de

aprender.

Studio One revolucionou hardware e integração de controle de software com o sistema de controle de vínculo. Este sistema não

requer nenhum conhecimento de MIDI, e elimina os sistemas MIDImapping complexos usados ​em outro software DAW. Link Control

também é capaz de mapeamento sensível ao contexto, para que os mesmos controles de hardware pode controlar muitas coisas

diferentes com base no contexto atual em Studio One.

As seções a seguir descrevem como usar o sistema de controle de vínculo.

11,2 configurar seus dispositivos externas

Para usar qualquer dispositivo de hardware externo com Studio One, o dispositivo deve primeiro ser configurado para que o Studio One

reconhece. Uma vez que um dispositivo externo está configurado, ele estará disponível para uso em qualquer Song. Para configurar um

controlador de hardware externo, consulte as informações no Configurar seus dispositivos MIDI seção do capítulo “Setup”.

11,3 Mapeie seu teclado

Para o sistema de controle de vínculo para trabalhar com seu teclado, um mapa de software devem ser feitas dos controles de hardware que você

deseja usar. Este processo simples funciona da seguinte maneira:

• Abra a visualização Mix pressionando [F3] no teclado do computador, e abra o painel externo clicando no
externo na coluna de navegação Console para o lado esquerdo do Console.

• Dê um duplo clique no dispositivo desejado no painel externo para abrir o dispositivo Map Control.

• No canto superior esquerdo da janela Mapa de controle do dispositivo, clique no botão MIDI Saiba para entrar no modo

MIDI Aprender.

• Com MIDI Learn habilitado, basta mover qualquer controle de hardware para mapeá-lo. Como controles são mapeados, você

vai ver o objeto Knob padrão criado para esse controle, que irá mover em correspondência com o seu controle hardware

relacionado.
• Ao editar o mapa de controle para um dispositivo de teclado (MIDI Saiba habilitado), você pode selecionar Transmitir valor a

partir do menu contextual para cada controle. Esta opção irá enviar atualizações de parâmetros para um determinado controle

de hardware fora do porto MIDI Out do dispositivo do teclado quando o parâmetro de software no qual o controle está ligado

mudanças. Isso torna possível para dispositivos de teclado criado pelo usuário que têm controles macios (rotativos

intermináveis ​com indicadores LED, faders motorizados, etc.) para refletir o estado atual de qualquer parâmetro que está

sendo controlado. (Esta opção também está disponível para superfícies de controle.)

• Quando você mapeou todos os controles desejados, clique no botão MIDI para sair do modo MIDI Saiba
Aprender.

Agora que os controles de hardware para o seu teclado foram mapeadas, eles podem ser usados ​para controlar praticamente qualquer

parâmetro de software, como discutido na Linking controle abaixo.

mapas de controle do teclado são globais no Studio One e são usados ​em todas as músicas, então você só vai precisar para mapear o

seu teclado uma vez.

Ao usar dispositivos pré-definidos a partir do menu Teclados, não é possível mapear novos controles para o dispositivo.

Você deve seguir as instruções da janela Adicionar dispositivo (por exemplo, selecionar um determinado preset).

11.3.1 Controlador Mapa Tipos de Objeto

O objeto Knob padrão é usada quando os controles de hardware são mapeados pela primeira vez. Este objeto pode ser alterado para

cada controle para melhor refletir o tipo de controle de hardware real, fazendo com que seus controles mapeados muito mais fácil de

reconhecer. Para alterar o objeto para qualquer controle mapeados, faça o seguinte:

1. Clique em MIDI Saiba para entrar no modo MIDI Aprender.


2. Em MIDI modo de aprender, você verá uma caixa de descrição abaixo de cada controle, com uma seta no canto

superior esquerdo.

3. Clique na seta para expor a lista de seleção de objeto, onde você pode escolher um Knob,
Fader, Button (On / Off) ou Button (Prima / Release).

4. Escolha um dos tipos de objeto e observe a mudança gráfica para esse controle.

5. Quando você terminar de alterar os objetos de controle, clique no MIDI Saiba botão para
saia do modo MIDI Aprender.

Note-se que há uma diferença funcional entre os dois tipos de botão de objeto. Alguns controladores de hardware enviar mensagens

MIDI para Studio One quando um botão é pressionado ou solto, e algumas enviar mensagens quando o estado do botão é alternado

entre ativado e desativado. Você deve saber como os botões do seu controlador se comportar a fim de selecionar o tipo de botão-objeto

correto. Use o Monitor de MIDI para visualizar este comportamento diretamente.

Para usar o Monitor de MIDI, escolha Monitor de MIDI no menu Exibir arquivo. O Monitor de MIDI será exibida e listará todas as

mensagens MIDI de entrada enviados para o Studio One. Pressione os botões em questão para ver o seu comportamento assim você

pode escolher o tipo de mapa-objeto correto.

É altamente recomendável que os objetos de controle ser feito para olhar semelhante aos controles que representam, usando os

tipos de mapa a objetos, pois isso irá ajudar a tornar a relação do objeto software para o controle de hardware relacionado mais fácil

de reconhecer.

11,4 Controlo Linking

Com um teclado configurado, e seu mapa de controle criado, você é um clique de distância de controlar praticamente qualquer

parâmetro de software usando Link Control. O seguinte descreve as várias maneiras de usar Link Control.

11.4.1 Parâmetro do Windows

Para o lado esquerdo da barra de ferramentas Organize vista na janela Song, você vai notar duas janelas separadas por um
botão. As janelas estão vazias por padrão. A janela da esquerda exibe o nome, valor e outras informações relacionadas
sobre este último mudou parâmetro software; a janela da direita exibe o nome eo valor da última mudado, controle de
hardware mapeados MIDI.

Você também pode abrir janelas de parâmetros em cada janela plug-in. Para fazer isso, clique no botão Editar Mapeamento

no topo da janela do plug-in.


11.4.2 Vincular um controle de hardware para um controle de Software

A maneira mais rápida para vincular um controle de hardware e software é:

1. Manipular o controlo de software desejado com o rato.

2. Manipular o controlo de hardware desejada; por exemplo, ligar um botão. Esse controle

deve aparecer na janela de parâmetros direita.

3. Clique no botão Fazer a ligação no meio das duas janelas de parâmetros, ou pressione

[Alt] / [Option] + [M] no teclado, e o botão deve acender.

4. Seu controle de hardware agora está ligado ao controle de software; manipular o


controle de hardware irá manipular o controle de software ligados.

Uma segunda maneira de vincular os controles de hardware e software é:

1. Abra o mapa de controle para o teclado desejado, clicando duas vezes sobre ele no External
painel da consola.

2. Manipular o controlo de software desejado com o rato.

3. Clique no ícone Mão na janela de parâmetros esquerda e arraste-o sobre o desejado


controle de hardware no mapa de controle, em seguida, solte o botão do mouse.

4. Seu controle de hardware agora está ligado ao controle de software; manipular o


controle de hardware irá manipular o controle de software ligados.

Finalmente, você pode [Direita] / [Control] -clique em qualquer botão ou fader na consola, ou em um plug-in editor, para vincular um controle

de hardware a um controle de software. Para conseguir isso, faça o seguinte:

1. Manipular o controlo de hardware desejada; por exemplo, ligar um botão. Esse controle

deve aparecer na janela de parâmetros direita.

2. [Direita] / [Control] -clique no parâmetro de software desejado e escolha “Atribuir X para Y”, onde X é o parâmetro de

software e Y é o controle de hardware que você acabou manipulado.

3. Seu controle de hardware agora está ligado ao controle de software; manipular o


controle de hardware irá manipular o controle de software ligados.

11.5 Mapeamento Global e Foco

Existem dois modos de hardware mapeamento e controles de software: modo global e Focus.

11.5.1 Mapeamento global


Com o mapeamento Global, controles de hardware e software manter um relacionamento um-para-um, onde um único controle de

hardware está ligada diretamente a um único controle de software. Alguns controles, como trilha fader, pan, e mudo, só pode ser

mapeado globalmente. Para mapear um plug-in de controle globalmente, não se esqueça Foco é desengatada na janela do plug-in

clicando no botão Foco para o teclado que você está usando, para que ele não é mais realçado.

Mapeamento 11.5.2 Foco

Enquanto apenas um controlo de software pode ser manipulado de cada vez por um único controlo de hardware, um controlo de hardware pode

ser ligado a qualquer número de controlos de software, com base no contexto, utilizando o mapeamento de foco. Por exemplo, um botão de

hardware único poderia controlar a libertação de um plug-in de porta, ou o ganho de um plug-in distorção, ou qualquer número de outros

parâmetros, dependendo de qual de encaixe está em foco.

O processo de mapeamento foco é idêntico ao mapeamento global, com uma diferença crítica. Para ver esta diferença, abra
a interface para qualquer instrumento virtual ou efeito. Por padrão, todos os instrumentos virtuais e efeitos abertas no modo
de foco, e o botão Foco na barra de ferramentas da janela do plug-in é realçado. O botão Foco irá exibir o nome do teclado
relacionado.

Apenas uma janela de plug-in pode estar em foco a qualquer momento. Clique no botão Foco para permitir Foco em qualquer janela

plug-in aberto.

Quando um parâmetro foi mapeado em Foco, o ícone do link usado na janela de parâmetro é diferente do ícone usado
quando um parâmetro é mapeado globalmente.

Controle de mapas só se aplicam à janela plug-in que está em foco. Por exemplo, um botão de hardware pode estar ligada a
um botão de software em uma EQ plug-in que está em foco. Quando outro plug-in é posta em foco, o botão de hardware não
afetarão mais o botão de software na EQ, e é possível vincular este botão de hardware para um controle diferente para o
plug-in que está em foco.

Desta forma, o mapeamento de foco permite que diferentes mapas de controle a ser feita para cada plug-in, usando os mesmos

controles de hardware para cada um. Cada mapa Foco é armazenado com o plug-in, o que torna utilizável em qualquer Song. Assim,

você pode fazer mapas foco para cada um de seus plug-ins favoritos e nunca se preocupar com eles novamente. Na prática, isso

significa que seu hardware externo sempre controla o plug-in que está em foco.

Alguns parâmetros não podem ser Focus-mapeadas, incluindo a faixa controla tais como fader, pan, e mudo.

Link Control 11.5.3 com instrumentos externos

Usando o sistema de controle de vínculo, é possível controlar o seu instrumento de hardware externo MIDI com capacidade apenas como um

instrumento de software. O primeiro passo neste processo é adicionar o seu instrumento de hardware como um dispositivo externo, como

discutido na Configurar seus dispositivos MIDI


seção do capítulo “Setup”. Depois de ter o dispositivo de configurar, criar uma nova canção e abrir o painel externo do
Console.

Dê um duplo clique no seu Instrumento externa no painel externo para abrir o mapa de controle para o Instrumento. Se você criou um

novo instrumento (isto é, você não está usando um dispositivo pré-definido), todos os possíveis comandos Continuous Controller (CCs

MIDI) estão ativos e são representadas por botões no mapa de controle. Se você estiver usando um mapa predefinido, só controla

relevantes serão exibidos. Além disso, notar o selector MIDI-canal acima do mapa de controle. Apenas os canais MIDI você habilitados

para o instrumento será selecionável.

Ao trabalhar com um novo instrumento, você vai querer personalizar o seu mapa de controle para incluir apenas os controles relevantes

com os nomes dos parâmetros apropriados. Para personalizar o mapa de controle, clique no ícone da chave, que abre a lista de

controle. Como mencionado, todos os controladores contínuos são ativadas por padrão, e eles são rotulados pelos seus usos comuns.

Para adicionar ou remover qualquer CC a partir da lista, clique em sua caixa de seleção correspondente. Para editar o título do CC,

clique sobre o título e digite um novo.

controles relacionados podem ser agrupados no mapa de controle, colocando-os na mesma pasta na lista de controle-map.
Clique no campo Pasta de qualquer controle na lista de controle e digite um nome de pasta de grupo que controla com outros
controles que têm o mesmo nome da pasta.

Depois de ter terminado de editar o mapa de controle do instrumento, usando o mouse para mover qualquer botão no mapa de controle

deve ajustar o parâmetro ligado no Instrumento hardware. O parâmetro aparece na janela de parâmetros esquerda, assim como

qualquer parâmetro instrumento de software virtual. Isso significa que as mesmas funções de controle Fazer a ligação descritos

anteriormente neste capítulo para instrumentos de software virtuais estão agora disponíveis para controlar (e até mesmo automatizando)

o seu instrumento de hardware.

11.5.4 Usando vários dispositivos externos

Qualquer número de dispositivos externos podem ser usados ​simultaneamente. Enquanto o dispositivo tem um mapa de controle com

algum aprendeu controles, ele pode ser usado com o sistema de controle de vínculo. Em cada janela plug-in, você vai notar controles

de mapeamento para o direito dos controles predefinidos e automação. Apenas o dispositivo externo exibido no botão focagem pode

ser utilizado para focar-mapa controles. Se o dispositivo externo que você está usando não é exibido lá, o mapeamento será global.

Para escolher um dispositivo diferente com a qual Concentre-mapear os controles de um plug-in, clique no botão do menu downarrow e

escolher o dispositivo externo que você deseja usar.

11,6 automação com controladores de hardware

Como mencionado anteriormente na seção Envelopes Edição trilha de automatização do capítulo “Automation”, controladores

de hardware externo pode ser usado para editar automação. Quando um controlador de hardware externo foi mapeado, e

controlos são ligados a vários parâmetros utilizando Link Control, movimentos de hardware-controlador, e, por conseguinte, os

movimentos dos parâmetros de software que controlam, pode ser gravado em automação.
Combinando sistema de automação do Studio One com Link Control oferece uma poderosa plataforma de hardware e
software de automação integrada. A seguir descreve como esses sistemas são usados ​juntos.

11.6.1 Hardware Control ler lidades capabi

Você precisa entender as capacidades de seus controladores de hardware. Por exemplo, alguns controladores oferecem faders

e botões sensíveis ao toque, e outros não. Alguns controladores têm rotativos intermináveis, e outros têm botões de posição

fixa. Esses recursos afetam a forma como os controladores de hardware irá integrar com os sistemas de controle Fazer a

ligação automação e.

11.6.2 sensibilidade ao toque

Vários modos de automação são discutidos na seção Modos de automação do capítulo “Automação”. Estes modos de relacionar

diretamente com a capacidade específica dos controladores de hardware. modo de automação de toque é mais eficaz se o

controle de hardware é touchsensitive. No entanto, você pode usar a automação de toque com controles de hardware que não

são touchsensitive.

11.6.3 infinitas Codificadores Rotary e fixa-Position Botões

O tipo de controles oferecidos com os controladores de hardware varia muito. Muitos controladores oferecem botões chamados

“rotativos intermináveis.” Estes codificadores pode ser girado continuamente em ambas as direções. Eles incrementar e valores

decréscimo, ao invés de enviar valores absolutos com base em posições fixas, como com botões de posição fixa. Portanto, você vai

obter resultados diferentes quando automatizar um codificador rotativo sem fim contra um botão de posição fixa.

Por exemplo, se você estiver usando um codificador rotativo interminável sensível ao toque para controlar um parâmetro de software que

tem um envelope de automação em uma pista, preparando o caminho para o modo de automação de toque terá os seguintes resultados:

• Durante a reprodução, tocando o codificador rotativo vai começar a escrever automação até que o codificador não

está sendo tocado. Quando o codificador não está sendo tocado, qualquer automação existente será lido.

• Se a automação está sendo lido durante a reprodução e, em seguida, o codificador rotativo é ligado, automação
começará a ser escrito por incrementar / decrementar a partir da posição de automação atual. Desta forma, a
nova automação efetivamente pega a partir da automação existente.

Se você fazer a mesma coisa com um botão de posição fixa sensível ao toque, o seguinte resultado:

• Durante a reprodução, tocando o botão começará a escrever automação até que o controle não está sendo
tocado. Quando o controle não está sendo tocado, qualquer automação escrito será lido.
• Se a automação está sendo lido durante a reprodução e, em seguida, girando o botão, automação começará a ser
escrito em qualquer que seja o valor atual do botão é, com base na sua posição absoluta. A nova automação sendo
escrito será não pegar a partir da automação existente.

11.6.4 Escrevendo trilha Automation

Há três modos de track-automação em que a automação pode ser escritos usando controles externos: escreva, Touch, e
trava. É recomendado que você esteja familiarizado com estes modos, conforme descrito no Modos de automação seção
do capítulo “Automação”.

Para escrever automação faixa usando um controle externo, primeiro vincular um controle a um parâmetro de software, conforme descrito

no Linking controle seção deste capítulo. Em seguida, mostrar automação pressionando [A] no teclado, adicionar um envelope de

automação para uma faixa para o parâmetro desejado, e permitir Touch, Trinco, ou modo de escrita. Finalmente, iniciar a reprodução e

manipular o controle de hardware para escrever a automação desejado.

A automação pode ser escrito usando controles de hardware somente durante a reprodução.

Quando a substituição de automação existente, os três modos de automação dão resultados diferentes.

• modo de toque permite a automação para ser lido até um controle sensível ao toque é manipulado;
automação será lido novamente quando o controle não está sendo manipulado.

• modo de engate resulta na automação a ser lidos até que um controlo, sensível ao toque ou não, é manipulado, após o

que a automação está escrita até que a reprodução é parado.

• Quando em modo de gravação, nenhuma automação existente é lido, e automação é escrito para a duração da reprodução.

automação pista não pode ser escrito usando um controle externo se o modo de leitura ou Desligado estiver seleccionada na pista.

11.6.5 Instrumento de Escrita Parte Automation

Usando controles externos com a automação Parte é semelhante ao usá-los com a automação Track, exceto que não há modos

de automação. automação Parte existente é lido e pode ser substituído, e nova automação pode ser escrito em todos os

momentos durante a gravação de uma Parte, conforme explicado no Gravação Parte Automation seção do capítulo “Automação”.

automação parte é uma parte integrante da parte de instrumento e, portanto, está acessível em todos os momentos.
12 domínio

Mastering é o processo de preparação e transferindo a mistura final para uma cópia mestre a partir do qual será feita todas as

cópias de distribuição. No processo de domínio, o material de fonte é normalmente processada usando equalização, de

compressão, e assim por diante. Edição, ajustes de nível, fades, redução de ruído, e outra restauração de sinal e realce também

pode ser feito durante a masterização. Canções individuais são colocados em sua ordem final, nesta fase, um processo vulgarmente

chamado de “conjunto” ou “faixa de sequenciação.” O material masterizado é, em seguida, pronto para a replicação de CD / DVD,

prensagem de vinil, a distribuição da Web, etc.

Studio One Professional apresenta a página do projeto, uma solução de masterização completa que está integrado no Studio One.

Antes Studio One, os usuários tinham que contar com pelo menos duas aplicações: uma para produção de áudio multitrack e outro

para dominar-para completar a sua produção de áudio separadas. Isto pode ser muito ineficiente.

A página Studio One Project Professional redefine esse processo em um que é inteligente, simples e eficiente. Na página do projeto,

suas canções podem ser dominado e dispostos em uma única linha do tempo e, em seguida, publicado para muitos formatos

profissionais. O capítulo seguinte descreve o processo de masterização, fluxo de trabalho de projeto, e como músicas e projetos são

integrados para fornecer uma solução total não está disponível em qualquer outra DAW.

Muitos dos recursos da página Canção estão disponíveis na página do projeto, tais como Link Control. Como tal, você deve

se familiarizar com a página Song. O seguinte descreve em detalhes apenas o fluxo de trabalho específico para a página do

projeto.

12.1 Criando um novo projeto

Para criar um novo projeto de masterização, execute um dos seguintes.

• Selecione Criar um novo projeto a partir da página inicial.

• Navegue até Arquivo / Novo Projeto.

• Pressione [Ctrl] / [Command] + [Shift] + [N] no teclado.

• A partir da página Song, clique no botão de acesso rápido Projeto se nenhum projeto está atualmente aberto.
Instalação 12.1.1 Projeto

No menu New Project, você pode especificar um Título do Projeto e salvar um local, bem como a taxa de amostragem do projeto. Clique

em OK para criar o novo projeto.

12.2 adicionar faixas

O primeiro passo no processo de domínio é colocar o material de fonte desejada para um projecto.

12.2.1 O Navegador

Assim como na página Song, a página do projeto tem um navegador integrado, permitindo que você navegue para efeitos de

áudio e arquivos para adicionar ao seu dominar Projeto. Pressione [F5] no teclado, ou clique em Browse no canto inferior direito

da interface página Projeto, para abrir o navegador.

12.2.2 adicionar uma música

Qualquer canção criada em Studio One Professional podem ser adicionados diretamente a um projeto importando o arquivo de música

para o projeto. Não há necessidade de criar uma mixagem do primeiro e, como este processo é automatizado.

Por padrão, seus arquivos de música estão contidos na pasta Content / Canções do File Browser, com cada arquivo de música contida em sua

própria pasta Song. Para adicionar uma música para seu projeto, navegue até a música desejada no Navegador de ficheiros e, em seguida,

clique e arraste o arquivo de música para a coluna de faixa ou Faixa Lane.


Adicionando a canção ao seu projeto vai colocá-lo na coluna Track. Se nenhum arquivo mestre existe para a canção, você será

perguntado se você gostaria de criar um mix do estado atual da música, que pode então ser processado e adicionados ao Track

Lane.

Quando Studio One torna uma mistura da música que você adicionou, o comprimento da da mistura é determinada pelos marcadores

Canção início e fim, como visto na faixa de marcador da janela de arranjo. Certifique-se estes marcadores são definidas para os locais

desejados na música.

12.2.3 Adicionar um arquivo de áudio

É claro que qualquer Onda, Ogg Vorbis, AIFF, REX, ou arquivo de áudio MP3 também podem ser adicionados ao projeto arrastando-o para o

Projeto a partir do browser, assim como você faria com uma canção. arquivos MP3 importados são convertidos para o formato de onda usando

a taxa de amostragem do projeto atual.

Coluna 12.2.4 trilha

Todas as músicas e arquivos de áudio em seu projeto será listada verticalmente na coluna Track, com o nome da música ou arquivo

de áudio claramente visível.


12.2.5 Meta-Informação

No topo da coluna Track, você vai notar três campos de meta-informação, incluindo Disco, Artista, e comprimento. O campo

Comprimento é atualizado automaticamente com base no comprimento total do seu projeto. Para editar os campos do disco e do

artista, clique no espaço ao lado do campo, digite o texto e pressione Enter.

Abaixo do ícone do tipo de arquivo para cada faixa na coluna Track, você vai notar um botão de seta para baixo. Clique neste botão

para revelar todos os outros campos meta-informação. Estes domínios podem ser editadas em uma base faixa por faixa, ou várias

faixas podem ser seleccionados e os seus campos editado simultaneamente.

Meta-informação é usada quando publicar seu projeto para qualquer meio. Você

deve preencher esta informação assim que sua produção é rotulado com precisão

quando publicado e distribuído a seus fãs adoradores. Ao selecionar obras de

arte, o tamanho da imagem é limitada a 512x512 pixels, e pode ser

automaticamente redimensionada para caber.

Meta-informação que foi preenchido para qualquer música serão

automaticamente importados para qualquer Projeto de masterização que inclui a

canção.

12.2.6 Pausa

É comum que as faixas de CDs de áudio para ser separados por uma breve pausa. Por padrão, qualquer trilha
adicionado ao projeto terá uma configuração de pausa de dois segundos, de acordo com o padrão Red Book. Na
prática, isto significa que dois segundos de silêncio será anexado ao início da faixa, de modo que, embora a trilha
começa imediatamente após o final da faixa anterior, haverá uma breve pausa na reprodução no meio.

A configuração de pausa pode ser configurado para qualquer quantidade de tempo até 10 segundos, de acordo com o padrão de CD

Áudio Livro Vermelho. O sincronismo entre Tracks é uma parte criativa importante do processo de masterização e muitas vezes difere

entre Projetos. Para alterar a configuração de pausa, clique no campo Pausa para uma faixa na coluna Track and digitar um valor ou

clique e arraste os eventos de áudio na Timeline.


Sequenciamento 12,3 trilha

Para sequenciar os Tracks em seus projetos, basta clicar no ícone do tipo de arquivo para qualquer faixa e arraste a trilha

acima ou abaixo das outras faixas na coluna Track.

Note-se que as faixas são automaticamente realocados na linha do tempo da trilha Lane, com todos os outros sequenciamento pista ainda

intacta, incluindo a faixa faz uma pausa. A maioria dos aplicativos de masterização independentes não oferecem esse recurso.

12.3.1 Faixa Lane e Timeline

The Track Lane é onde suas faixas são representadas como áudio Eventos. Você vai notar que os Tracks são escalonados na trilha

Lane, alternando entre uma posição superior e inferior do outro lado da linha do tempo. Isto permite que duas faixas adjacentes para

se sobreporem. Por padrão, as faixas serão separadas por uma quantidade de tempo depende da configuração de pausa para cada

faixa.

Para mover qualquer faixa manualmente através da linha do tempo, clique e arraste a trilha para a esquerda ou direita. Observe que o

sequenciamento de todas as outras faixas no projeto é mantido quando qualquer faixa é movido através da Timeline.

12.4 edição de pistas

12.4.1 Dimensionamento Tracks

Faixas na Pista Lane pode ser dimensionado com a ferramenta da seta, tal como descrito no Tamanho um Evento

seção do capítulo “Edição”. O sequenciamento relativa de todas as outras faixas no projeto é mantido quando qualquer faixa é

dimensionada. Note-se que uma faixa não pode ser dimensionada para menos de 10 segundos de duração, pelo padrão CD Red Book.

12.4.2 Volume Edição Envelope

Cada faixa na trilha Lane possui um envelope de volume, que pode ser editado como os envelopes volume de eventos de
áudio, conforme descrito no Ajuste de Áudio Eventos Desconto Envelopes seção do capítulo “Edição”. Um envelope de
volume permite criar fade-ins e fade-outs.
12.4.3 Misturar faixas sobrepostas

Quando uma faixa é movido manualmente através da Timeline para que ele se sobrepõe no tempo com uma outra faixa, é possível

crossfade as duas faixas de modo que se vai desaparecer como os outros desaparece em. Para fazer a mistura faixas sobrepostas,

selecione as duas faixas e imprensa [X] no teclado. Um crossfade linear será desenhada que pode ser editado clicando e

arrastando-a na alça de fade de cada faixa.

Qualquer faixa que começa depois de uma outra faixa em tempo irá normalmente ser o início de uma nova faixa de um CD

ou outra forma, com a posição de partida que serve como o início da faixa, independentemente da altura de Crossfades.

12.4.4 Spl Tracks itting

Para dividir qualquer faixa, ajuste o cursor de reprodução onde deseja que a divisão e pressione [Alt] + [X] no teclado. As duas faixas resultantes

podem agora ser editado como qualquer outro, incluindo a edição metainformation na coluna Track. Dividindo uma faixa de uma música não irá

afectar negativamente a capacidade de atualizar automaticamente o arquivo de masterização de Song, por isso é possível, por exemplo, para

dividir uma performance ao vivo por muito tempo no muitas faixas em um projeto e ainda editar a canção relacionado normalmente.

Note que não é possível dividir uma pista onde as resultantes duas faixas não seria pelo menos 10 segundos de duração,
pelo padrão CD Red Book.

12.4.5 Enabl ing e Disabl ing Tracks

Qualquer pista pode ser desativado a qualquer momento. Desativação de uma trilha irá remover a faixa da Linha de tempo, mas vai

manter o controle na coluna Track, com a etiqueta “Esta pista é desativado.”


Isso é útil se você precisar remover uma faixa a partir do cronograma do projeto, mas não tem certeza se a faixa deve
ser removido completamente.

Para desativar qualquer faixa, selecione-o na coluna da trilha e escolha Desativar faixa no menu arquivo de projeto. Para habilitar

uma faixa desativada, selecione-a e escolha Ativar faixa no menu arquivo de projeto.

12.4.6 Faixa Markers

Todas as faixas em um projeto tem automaticamente um marcador de trilha anexado ao início do evento na Timeline. É possível inserir

manualmente outros marcadores trilha flutuando o mouse entre o governante Timeline e as Pistas da trilha até a ferramenta Seta

transforma em ferramenta Marker, em seguida, basta clicar onde você quer colocar a faixa de marcador. inseridas manualmente trilha

marcadores são de cor verde, enquanto marcadores colocados automaticamente são de cor azul. Marcadores de pista pode ser movido

através da Timeline clicando e arrastando-a para a esquerda ou direita.

Note-se que trilha Marcadores são utilizados apenas quando gravar um CD, ou exportar um arquivo de imagem ou arquivo DDP. Ao exportar um

lançamento digital, colocadas manualmente trilha marcadores são ignorados e arquivos separados são apenas prestados para Tracks reais,

conforme listado na coluna Track.

12,5 Usando efeitos de inserção

Inserir efeitos podem ser usados ​na página do projeto da mesma maneira como na página Song. Cada faixa tem uma cremalheira

dispositivo dedicado, e há também um rack dispositivo mestre. Inserções são tratados na página do projeto, conforme descrito no Configurando

inserções seção do capítulo “Mix”, incluindo a capacidade de usar FX Chains e a efeitos embutidos Micro Visualizações .

12.5.1 Faixa cremalheira Dispositivo

Inserções na cremalheira Dispositivo de pista pode ser usado para processar cada Pista individualmente. O uso mais comum é alcançar um

equilíbrio com outras faixas no Projeto dominar, de modo que qualquer processamento cremalheira dispositivo mestre afetará cada faixa de

uma forma similar. Por exemplo, cada faixa provavelmente vai exigir equalização individual. Um fader faixa está disponível no rack

Dispositivo da trilha para ajustar o nível de cada faixa de saída, e um rack Inserir Dispositivo ativar todos os botão permite que você

rapidamente A / B qualquer processamento.

No topo da cremalheira da trilha de dispositivos, um menu suspenso Informações Loudness está disponível, no qual você

pode detectar Loudness para o Track. Dynamic Range, R128 Loudness, e picos de canais esquerdo e direito, RMS, e DC

níveis são medidos e exibidos aqui. Esta informação pode ajudar na tomada de decisões de equilíbrio do nível de faixa para

faixa em todo o projeto.

Efeitos do 12.5.2 copiar uma faixa para outra faixa

Para copiar rapidamente qualquer efeito de um rack de dispositivos de faixa para outra, basta clicar e arrastar o efeito do
rack dispositivo para outra faixa na coluna Track.
Você também pode salvar toda a cremalheira dispositivo como uma única pré-ajuste, chamado de Cadeia FX, clicando na seta ao lado de

“Inserções” no topo da cremalheira dispositivo e selecionando loja predefinido. Em seguida, localize a cadeia FX no Navegador sob efeitos de

áudio e arrastá-lo para qualquer faixa em seu projeto.

12.5.3 Usando inserções de hardware em um projeto

Como amplamente discutido na seção 13.11 deste manual, você pode usar inserções de hardware por meio do plug-in Pipeline

no Studio One Professional. Ao usar Pipeline, você pode precisar para acessar o / setup I O áudio para o seu projeto (encontrado

no menu Projeto / Configuração do Projeto / Audio IO Setup) para configurar as entradas e saídas sua inserção hardware irá

usar.

Note que quando Pipeline é inserido em qualquer lugar em um projeto, ele não será mais possível para tornar as exportações de áudio fora de

linha para gravação de CD, de criação do disco-imagem, ou a criação de liberação digital. processamento em tempo real será usado, pois isso é

necessário para incorporar a sua inserção hardware para a exportação de áudio.

12,6 Mestre cremalheira Dispositivo

Inserções na cremalheira dispositivo mestre afetam cada faixa no projeto de masterização. Peak limitando, processamento de dinâmica

multibanda, e outros processos semelhantes são comumente usados ​no rack dispositivo mestre para ajustar com precisão o som geral

do Projeto. Geralmente, uma certa quantidade de equilíbrio e igualdade entre todas as faixas do Projeto masterização deve ser

alcançado antes de aplicar o processamento cremalheira dispositivo mestre.

Pré e pós-fader Insira Racks são fornecidos, cada um com ativar todos os botões, para máxima flexibilidade em adicionar e audição qualquer

processamento. Se você pretende usar um plug-in de terceiros para fornecer pontilhado, coloque a inserção de pós-fader e certifique-se de

desativar o uso Dithering para dispositivos de áudio e opção Exportar na Opções / menu de Studio One / Avançado / arquivo de áudio. Observe

que, por padrão, o Studio One única hesita quando necessário (por exemplo, para reduzir a profundidade de bits dentro de um dispositivo ou

durante a exportação de arquivos) e sempre usa-tipo triangular exaltação, sem o barulho-shaping.

Um fader de saída Mestre Canal está disponível para discar o nível de saída principal do seu projeto, e você pode selecionar a saída

para o seu dispositivo de áudio (interface de áudio). Observe que isso afeta diretamente o nível de saída do seu projeto para todos os

meios de exportação. Todos os pares de saída fornecidos na sua interface de áudio pode ser acessada clicando no saída de áudio

exibida no momento.

12,7 Metering

de medição de alta qualidade é essencial durante o processo de masterização. A página Projeto oferece três tipos de medidores, cada

um visível em todos os momentos, para ajudar você a tomar decisões criativas e técnicas ao processar o seu material.

12.7.1 Spectrum Medidor

O medidor Spectrum é um medidor flexível áudio espectro que oferece oitava, 1/3 de oitava, e FFT exibido. O medidor
Spectrum apresenta níveis máximos padrão e pode ser ajustado para exibir
níveis de retenção de pico para curto, médio e longos intervalos de tempo, bem como os níveis médios (RMS) dentro de intervalos rápida,

média e retardar o tempo.

Quando se utiliza a exibição da FFT, uma linha / oitava -3 dB é exibida para além do retículo frequência e nível. Esta linha
representa a compensação para a diminuição de frequência de largura de bandas de FFT para a extremidade superior do
espectro, o que leva a um menor teor energético. Uma mistura wellbalanced deve um pouco aproximar a inclinação desta linha.

12.7.2 Medidor de Nível

O medidor de nível situa-se abaixo do visor Spectrum e é capaz de exibir pico de alta resolução / níveis RMS,
bem como as três escalas K-sistema descrito na KSystem Metering seção da “mistura” capítulo.

Em parte alguma é mais importante para os níveis de precisão do medidor do que na fase de domínio de produção. É

fundamental para ter certeza de que os níveis em todas as faixas são tão consistente quanto desejado e que os sinais nunca são

cortadas. Quando qualquer quantidade de recorte ocorre em seu projeto, um indicador de clip vermelho acenderá no topo do

visor Spectrum Metro, que só pode ser apagada clicando no indicador.

12.7.3 Fase Medidor

O Medidor de Fase, localizada à direita do medidor de nível, é útil ao verificar problemas de reprodução estéreo e
compatibilidade mono. Há dois componentes para este medidor: um goniômetro no centro da janela plug-in e uma
correlação medidor na parte inferior.

Os Goniómetros exibe esquerda contra a amplitude do canal direito em uma osciloscópio X / Y. Uma linha vertical no
Goniómetro representa um sinal mono. A correlação horizontal Medidor compara a quantidade de sinal de áudio e em fase
fora-de-fase nos canais esquerdo e direito. Os parâmetros da faixa de medidor de correlação a partir de uma (sinal mono) para
-1 (sinal mono de fase reversa), com 0 indicando a presença de sinais totalmente independentes (verdadeiro estéreo).

12.8 Publicando seu Projeto

Quando o projeto foi dominado, o próximo passo é publicá-lo. A página Projeto oferece muitas opções, categorizados em três

operações principais, incluindo gravar um CD de áudio, fazendo um arquivo de disco de imagem e fazer arquivos de áudio.

12.8.1 Gravar um CD de áudio

Você pode gravar o seu projecto dominado em um CD de áudio padrão Red Book diretamente da página do projeto. Red Book
é o padrão técnico mais amplamente adotado para CDs de áudio, e inclui especificações para durações máximas de pista,
número máximo de faixas mínimas e, e como áudio é codificado para o CD. Como a página Projeto aderir a esse padrão, você
pode ter certeza de seus CDs de áudio será compatível com praticamente qualquer leitor de CD.
Para gravar seu projeto para um CD de áudio, clique no botão Gravar CD no topo da página do projeto. No menu Gravar CD, você

pode selecionar o dispositivo que você vai usar para gravar o CD, bem como a velocidade do processo de gravação. Em geral,

usando velocidades mais lentas no processo de queima reduz a chance de erros.

12.8.2 Opções de gravação

Várias opções no menu Gravar CD destinam-se a evitar erros de gravação de CD comuns: Teste de escrita, utilize Burnproof e Uso

Temporário ImageFile. Estas opções geralmente aumentar o tempo que leva para gravar um CD na página do projeto, mas eles

ajudam a evitar o desperdício de tempo e CDs em branco em tentativas falhadas.

A opção de teste de gravação irá executar testes antes de tentar gravar o CD, a fim de ser certo que os recursos informáticos

necessários estão disponíveis.

Burnproof é uma tecnologia capaz de prevenir buffer de erros com alguns gravadores de CD, em que o processo CD-gravação é

interrompido por ausência de execução, eo escritor CD é forçado a parar de gravar o CD antes de ser concluída.

A opção Uso Temporário ImageFile vai mudar o processo de gravação de modo que uma imagem do CD a ser queimado é criado

antes de tentar gravar o CD. Isso ajuda a eliminar potenciais problemas relacionados com dados não sendo disponibilizados

rápido o suficiente durante a gravação do CD.

12.8.3 Faça uma imagem de disco

A publicação de seu projeto pode exigir um arquivo de disco de imagem. Por exemplo, o envio de seu projeto para um CD duplicador

profissional pode exigir a transmissão digital do conteúdo do seu CD, em vez de enviar uma cópia física potencialmente imperfeito. Além

disso, você pode querer usar uma aplicação diferente para gravar seus CDs, caso em que você precisa de um arquivo de imagem. Há

muitos formatos de arquivo para imagens de disco, alguns mais adequados para criação de áudio-CD do que outros. Studio One usa um

arquivo de onda contínua de áudio e um arquivo cue para conseguir o apoio mais universal.

Para criar uma imagem do seu projeto, clique no botão Imagem Marca no topo da página do projeto. Isto irá criar um arquivo
de sugestão e um único arquivo de onda contínua de todo o seu projeto e colocá-los na sua pasta projeto. O arquivo cue
contém todas as informações necessárias para criar as faixas de áudio separadas para o seu CD referenciando o arquivo de
onda contínua. Muitas aplicações de gravação de CD de terceiros pode criar um CD usando o Wave e cue arquivos juntos.

12.8.4 DDP Export

imagens DDP estão rapidamente se tornando o método padrão de obter uma imagem de disco de dominar a fabricação do disco. A

imagem DDP contém todo o conteúdo do seu disco master, além de informações de formatação que garante que o seu réplicas irá

corresponder exatamente o seu mestre. Para criar uma imagem DDP do seu projeto, clique no botão DDP na parte superior da página

do projeto.

Todos os dados de imagem DDP será exportado para uma única pasta com o nome do projeto anexado com "DDP".
Esta pasta pode ser entregue a um duplicador.
12.8.5 Digital lançamento

É possível publicar seu projeto para uma única pasta contendo todas as faixas em seu projeto, devidamente etiquetados com
a meta-informação adequada. Um uso comum para este seria criar rapidamente um álbum MP3 em uma pasta e, em
seguida, enviá-lo para um site ou loja online para distribuição. Este processo é semelhante à criação de uma mistura na
página Song, como descrito no
Criar um Mix seção do capítulo “Mix”.

Clique no botão de liberação na parte superior da página do projeto para abrir o menu Lançamento Digital. Neste menu, você pode

escolher se você quer criar WAV, AIFF, Ogg Vorbis, ou arquivos MP3, e onde você deseja armazenar os arquivos. Você também pode

escolher uma taxa de amostragem e um (taxa de bits) de resolução, dependendo do formato.

A pasta para a qual todos os novos arquivos são gravados serão nomeados de acordo com o campo de disco no Projeto

meta-informação na parte superior da coluna Track. O nome de cada faixa na coluna da trilha é usado para o nome dos novos

arquivos criados. Na seção Opções deste menu, você pode incluir números das faixas e o nome do artista em nome de cada novo

arquivo a ser criado no álbum. Todas as outras meta-informação fornecida para cada faixa será usada para marcar os novos

arquivos de forma adequada.

Você também pode fazer uma mixagem em tempo real para o lançamento digital.

12.8.6 SoundCloud Integração (Studio One Professional)

PreSonus tem uma parceria com o popular serviço Web SoundCloud para torná-lo possível para você fazer upload de suas

músicas para SoundCloud de dentro Studio One. Esta integração é o primeiro de seu tipo.

12.8.6.1 Ligação com SoundCloud

Para publicar a sua música para o SoundCloud, primeiro você precisa de uma conta SoundCloud. Visita

http://www.soundcloud.com para criar a sua conta gratuita. Em seguida, vá para o menu de um cliente do Studio / SoundCloud e clique

em Connect with SoundCloud. Assumindo que o seu computador está conectado à Internet, o que obviamente é necessário para este

recurso, acesse a sua conta de usuário PreSonus; então o seu navegador da Web será aberto para uma página especial para permitir

Studio One para se conectar com sua conta SoundCloud. Faça login na sua conta SoundCloud sobre esta página, clique em Permitir

acesso, e depois copiar o código de verificação.

Então, no Studio One, cole o código de verificação no menu pop-up e clique em Autorizar. Studio One está
agora ligado à sua conta SoundCloud.

12.8.6.2 Carregar para SoundCloud

Uma vez que o Studio One está ligado a SoundCloud, você pode fazer upload de músicas do seu projeto para SoundCloud diretamente

do Studio One. Para fazer isso, crie um lançamento digital a partir de qualquer projeto e escolha Carregar para SoundCloud nas

opções, ou abra o menu Cliente Studio One / SoundCloud.


Se criar um lançamento digital, as faixas da versão digital será adicionado ao menu Cliente SoundCloud automaticamente, com a

meta-informação adequada já preenchido. Se acessando o cliente diretamente, clique em Adicionar Faixas para adicionar qualquer arquivo de

áudio para o menu . SoundCloud suporta o upload de qualquer arquivo de áudio do Studio One, em qualquer resolução, e em qualquer

tamanho de arquivo. Qualquer número de faixas podem ser carregados de uma só vez, adicionado de uma versão digital ou manualmente.

Depois de adicionar as suas faixas, selecione

qualquer faixa na lista para editar suas informações

Rastrear Informações e Mais Info. Se você quiser a

faixa a ser disponível publicamente, o que significa

que qualquer usuário SoundCloud pode vê-lo,

selecione essa opção sob trilha Info. Se você

deseja que o arquivo transferido para a faixa a ser

baixado pela Internet ou streamable, selecione a

opção correspondente em Mais Informações.

Quando terminar de editar todas as

informações Track, clique em Upload para

carregar as faixas para o SoundCloud. O

progresso da

o carregamento será apresentada sob Estado, ao lado da listagem Track, como uma porcentagem. As faixas serão exibidos na sua

conta SoundCloud uma vez que o carregamento foi concluído.

12,9 Song e integração do projeto

No centro do projeto do Studio One Professional é a integração da música e do Projeto. Este é o local onde as lacunas entre habituais

de mistura e domínio finalmente foram eliminados. Quando canções são colocadas em um projeto, é estabelecida uma ligação que

permite que a música e projeto a ser inteligentemente conscientes uns dos outros para que as alterações tanto são conhecidos por

ambos. Essa integração, como descrito nas seções a seguir, é certo para mudar a maneira de pensar sobre mixagem e masterização.

12.9.1 Abrir uma canção de dentro de um projeto

Durante dominar, as mudanças são muitas vezes necessários em várias faixas em um projeto, depois que muda para a mistura são feitas.

Tradicionalmente, este processo pode ser extremamente ineficiente, levando muitas horas, se não dias ou semanas.

No Studio One, no entanto, você pode rapidamente fazer alterações no mix de uma música em seu projeto. Para abrir uma

canção em seu projeto, clique no botão Editar em qualquer faixa na coluna Track. Your Song será aberta na página Song, onde

você pode fazer as alterações. Quando terminar, salve e feche o Song.


Quando você voltar para a página do projeto, ou abra o projeto no futuro, você será solicitado com uma mensagem
informando que o arquivo mestre não é mais atual para a música à qual você acabou de fazer mudanças, e você será dada
a oportunidade de atualizar o arquivo mestre. A actualização automática da seção Arquivos Mastering abaixo explica esta
opção.

Automatic Update 12.9.2 de Mastering Fi les

Das perguntas mais comuns que surgem quando dominar também é um dos mais demorado: “São estas misturas as versões

mais atuais?” Muitas vezes, as alterações são feitas misturas multitrack em resposta aos problemas encontrados durante a

masterização. Quando essas alterações forem feitas, novas misturas têm de ser criadas e reinserido no projeto masterização.

Pode haver muitas rodadas de mudanças para cada faixa, resultando em uma situação potencialmente confuso em que é
difícil dizer qual mistura é qual, e que é a versão final, que deve ser no projeto masterização. Quando o arquivo mix certo é
finalmente encontrado, a velha mistura é removida e a nova mistura é adicionada de volta para o projeto, normalmente
exigindo resequencing as faixas no projeto.

Studio One Professional resolve este problema com a atualização automática de dominar arquivos para qualquer música em um projeto.

Quando você alterar qualquer canção incluída em um projeto, e em seguida, abra o projeto, você será perguntado se você gostaria de

atualizar o arquivo de masterização de Song. Se você optar por fazê-lo, acontecerá o seguinte:

• A canção será aberto automaticamente no seu último estado salvo.

• A mixagem da canção será processado.

• O novo arquivo mix vai substituir o antigo no Projeto.

• A música será automaticamente fechada.

• Um relatório será exibido no Projeto indicando quais arquivos foram atualizados e quanto tempo todo o
processo levou.

Note-se que quando as músicas são automaticamente atualizados, e uma nova mistura é processada, o comprimento da mistura é determinada

pela Iniciar Song e marcadores de fim, como visto na faixa de marcador da janela de arranjo. Certifique-se de que estes marcadores são

definidas para os locais desejados na música. Se uma atualização de uma música falhar, verifique a Song for falta de arquivos e plug-in efeitos e

tente a atualização novamente.

Qualquer número de arquivos de masterização pode ser atualizado em um único processo. Dessa forma, toda vez que você abrir um projeto,

você pode ter certeza que você tem a última mix de cada canção.

Quando um arquivo de masterização em um projeto não é até à data, uma luz vermelha aparecerá à esquerda do nome da faixa na

coluna Track, bem como, no canto inferior esquerdo da faixa na trilha Lane. Você pode optar por atualizar manualmente qualquer um

desses arquivos por [Direita] / [Control] -clicking na trilha e selecionando File Update Dominando. Quando o arquivo é até à data, uma

luz verde aparecerá.


Você também pode atualizar todos os arquivos dominar no Projeto de uma vez clicando no botão Atualizar na parte superior da

página do projeto. Todos os arquivos que precisam ser atualizados, pois as alterações salvas ocorreram as músicas serão

atualizados no mesmo processo descrito anteriormente.

12.9.3 Adicionar Atualmente Abrir Canção para um Projeto

Para adicionar uma música que você está trabalhando atualmente em um projeto novo ou aberto, selecione Add to Project no menu arquivo

Song. Selecione qualquer projeto aberto a partir da lista ou selecione Novo projeto. Isto irá adicionar o arquivo de música para o projeto

desejado e tornará automaticamente uma mixagem que será colocada na linha do tempo do projeto.

12.9.4 atualizar um arquivo Mastering a partir da página Canção

Para atualizar um arquivo de masterização para a canção atualmente aberto de dentro da página Song, selecione Atualizar Dominando

arquivo no menu arquivo Song. Isto irá atualizar o arquivo de masterização para a canção, que pode existir em qualquer número de

projetos. A próxima vez que qualquer projeto que contém a canção é aberto, o novo arquivo masterização aparecerá automaticamente

para essa música.


13 Os efeitos incorporados

Studio One possui um número de alta qualidade, 64-bit, built-in efeitos de áudio e instrumentos virtuais. O capítulo seguinte
descreve cada efeito de áudio em detalhe. instrumentos virtuais será abordado em um capítulo separado.

13,1 Bui lt-in Effect Micro Visualizações

Todos os efeitos internos apresentam vistas Micro, que são painéis de controlo pequenos, expansíveis dentro do bastidor Dispositivo

Inserir que permitem o controlo sobre os parâmetros críticos de cada efeito. Usando o Micro Ver no rack dispositivo Inserir, muitas

vezes, evitar ter que abrir toda a interface do efeito, e também permite fácil monitoramento de compressão, gating, e outros efeitos.

Experimente os efeitos embutidos Visualizações Micro em ambos os pequenos e grandes exibições do console.

Para expandir a visão micro para qualquer built-in efeito, abra o console e clique uma

vez sobre o efeito no rack dispositivo Inserir. O Micro Ver irá expandir para baixo,

revelando certos parâmetros do efeito. Nem todos os parâmetros de cada efeito estão

disponíveis no Micro View, somente aqueles que são susceptíveis de mudar com

freqüência.

Na grande vista Console, observe as setas no topo e no fundo da cremalheira dispositivo

Inserir. Clique nestas setas para rolar para cima e para baixo no rack Inserir dispositivos

para exibir qualquer número de abertos Visualizações Micro. Para recolher qualquer Micro

View, clique uma vez no nome do efeito no topo da Micro View.

13,2 Bui lt-em Efeito opções de medição

Alguns dos efeitos internos que apresentam pico / RMS metros pode, opcionalmente, medição uso K-System, como

discutido na “mistura” capítulo. Para visualizar e selecionar uma opção de medição K-System, [Direita] / [Control] -clique

no Pico metro / RMS do efeito.

mantendo visualmente o registro de vários elementos de reprodução de áudio enquanto a mixagem e masterização pode ser muito útil na

tomada de decisões de produção críticos. Os seguintes efeitos de áudio são excelentes ferramentas para monitorar visualmente seu

áudio.
13,3 Medição, Análise e Signal Generation

13.3.1 Fase Medidor

O medidor de fase é útil quando verificar questões estéreo de reprodução e a compatibilidade mono. Existem dois
componentes para este medidor: um grande goniómetro no centro da janela do plug-in e um medidor de correlação na
parte inferior.

O goniômetro apresenta esquerda versus amplitude do canal direito em vários eixos. Uma linha nas seguintes
direções do display Goniómetro significaria:

• H-eixo. sinal mono

• + / -S Eixo. Mono com um canal totalmente fora-de-fase

• L / R eixos. Mono sobre um canal (esquerda ou direita)

• M / S eixos. Canais em um Mid-Side (MS) ou codificado gravado sinal

O medidor de correlação mostra o valor médio do sinal de áudio e de fase fora-de-fase. parâmetros do medidor de
correlação são:

• + 1. sinal mono

• - 1. sinal mono de fase reversa

• 0. sinais independentes (verdadeiro estéreo ou mono duplo)


13.3.2 Spectrum Medidor

O medidor Spectrum é útil para determinar o conteúdo de um sinal de áudio frequência. Por exemplo, você pode saber que um loop

de bateria precisa de um pouco de equalização, mas você não pode ter certeza que as frequências de trazer para cima ou para baixo.

Ou pode haver um anel chato em uma parte de guitarra que você quer se livrar de mas você não souber a frequência do anel. O

medidor Spectrum vai ajudar a diagnosticar esses problemas e muitos outros.

O medidor de espectro é totalmente ajustável usando os seguintes parâmetros na parte inferior da janela do plug-in:

canais

• Quando o medidor Spectrum é inserido em uma faixa estéreo, você pode escolher entre os seguintes canais a

serem analisados ​no medidor:

o EU. único canal à esquerda

o R. único canal direito

o L + R. Soma de canais esquerdo e direito

o LR. Diferença entre os canais esquerdo e direito

Análise

• Oct-Band. Octave Banda exibe o conteúdo de frequência dividida em oitavas, útil para determinar amplo
equilíbrio em todo o espectro de frequência.

• 3-Oct-Band. Banda conteúdo Octave terço monitores de frequência dividida em 1/3 de oitava, útil para
determinar o equilíbrio com boa precisão em todo o espectro de frequência.
• FFT. A Fast Fourier Transform, ou FFT, exibe o conteúdo de frequência dividida em muitas bandas. É útil para
medição precisa de uma faixa específica do espectro de frequências.

o Quando FFT é selecionado, você pode selecionar o tamanho da janela FFT (FFT tamanho = tempo vs.

resolução de freqüência). Você pode escolher entre 16.384; 8.192; 4.096; e 2.048. A configuração padrão é

16.384.

o Como as medições FFT são divididos em faixas, freqüências exatas de todo o inteiro
espectro não são medidos.

o Quando se utiliza a exibição da FFT, uma linha / oitava -3 dB é exibida para além do

frequência e mira nível. Esta linha representa a compensação para a diminuição de frequência de largura de
bandas de FFT para a extremidade superior do espectro, o que leva a um menor teor energético. Uma
mistura bem equilibrada deve um pouco aproximar a inclinação desta linha.

Faixa nível

• Min. Nível. amplitude mínima a ser exibido para todas as frequências. Variável de -144 dB a 6 dB menos
que o nível máximo.

• Max. Nível. amplitude máxima a ser exibido para todas as frequências. Variável de 0 dB a 6 dB mais do
que o nível mínimo.

Alcance de frequência

• Min. Frequencia. frequência mínima a ser exibido. Variável de 20 Hz com uma precisão de 10 Hz de frequência

máxima.

• Max. Frequencia. frequência máxima a ser exibido. Variável entre 20 kHz e dentro de 10 Hz de uma frequência
mínima.

Os valores mínimos e / Freq Max Nível pode ser alterado, digitando um novo valor, ou clicando e arrastando-a

para cima ou para baixo no valor.

13.3.3 Tuner

O Tuner prova inestimável quando inserido na guitarra, baixo e outros instrumentos que exigem ajuste freqüente. O Tuner

possui um display standard / strobe selecionável, com exatos Frequência e Diferença leituras nos cantos da mão direita da

esquerda e superior. Um botão de calibragem permite calibrar o sintonizador para uma frequência central de 415 Hz a 465 Hz.

Clique no botão Modo Strobe para ativar a exibição strobe, em que a velocidade de rotação é uma medida da quantidade que

você precisa para sintonizar.

Há um indicador de centro-nota com uma seta para cada lado. Quando a seta para a esquerda é exibida, o sinal é ajustado abaixo da

nota mais próxima; quando a seta para a direita é exibida, o sinal é ajustado acima da nota mais próxima. Quando ambas as setas

são exibidos, o sinal é perfeitamente sintonizado.


13.3.4 Medidor de Nível

O plug-in medidor de nível é um medidor de nível que pode ser dimensionada como um tipo de visionamento horizontal ou vertical. Os

seguintes parâmetros estão disponíveis no Medidor de Nível:

• Conf. Escolha a partir de pico / RMS, K-20, K-14 e K-12 modos e definir RMS e Hold Comprimentos

• Mostrar Corr. Envolva a exibir correlação de fase.

• ISM. Ativar para exibir a medição intersample.

13.3.5 Âmbito

O Scope fornece as funções de um engenheiro seria de esperar de um osciloscópio digital e é útil para depurar
problemas no estúdio, como analisar os níveis de crosstalk e ruído.

Existem três canais de sinal e um canal de matemática. Cada canal pode mostrar o sinal para a esquerda ou direita do canal de inserção,

ou introdução da cadeia lateral, enquanto que o canal pode mostrar a matemática


diferença entre dois dos canais de sinal. (B e C pode ser invertido para somar ao invés, ou para fazer um flip polaridade).

Cada um dos canais pode ser escalado e compensado no y eixo, e de escala é mostrado como percentual do fundo de escala por

divisão. (Escala completa é 1.f, equivalente a 0 dB.) Todos os canais pode ser activada / desactivada ao clicar na carta de canal de

cor.

A Hora ( X eixo) também pode ser dimensionado e compensada. Esta configuração é para todos os canais. As unidades de seguir as amostras /

segundo ligar a esquerda, e o deslocamento é mostrado com uma linha vertical verde.

O escopo é desencadeada a partir de uma das seguintes fontes:

• Normalmente. Quando o nível de sinal num canal de sinal seleccionado (não o canal matemática) atravessa um nível de

limiar (que é ajustada pelo controlo do nível) na direcção correcta (seleccionada pelo botão de inclinação).

• Transientes (selecionados pelo botão transientes). Este usa o mesmo canal de áudio, e os controles de inclinação e

nível ainda se aplicam, mas o nível transitória é geralmente muito mais estreita: em algum lugar acima de 0% e,

normalmente, cerca de 1,5%.

• Sinais externos. Notas enviadas à entrada âmbito MIDI ou não enviados a todos (gratuito).

Engajar Oneshot significa que o próximo trigger vai virar detonando. Retrig vai esperar por um novo gatilho no caso de
você obter o sinal errado ou alterar o sinal.

O visor é Âmbito de engate, o que significa que um sinal será mostrada apenas no segundo gatilho. Note-se que o âmbito de aplicação

não limpar a memória intermédia de paragem, então, pode haver sinal indesejado mostrado até que ocorra outro gatilho visor.

O Controlo de retenção ajusta o comprimento de tempo, apresentada para um sinal de disparo, e durante este período, nenhum sinal novo irá

desencadear o âmbito. Este é ajustado em por cento da largura do ecrã e também é mostrada na unidade de tempo seleccionado e como

uma linha vertical verde. O visor é cortado em um novo gatilho.

Finalmente, há uma cruz para medir os sinais. Ele tem uma leitura ferramenta de ponta utilizando as unidades indicadas em relação

ao canal seleccionado. Utilize este para medir distâncias / diferenças para a seleção, onde os níveis de dB são corrigidas níveis de

sinal, para que você possa comparar os níveis de pico positivos e negativos.
Generator 13.3.6 Tone

Gerador de tom é capaz de gerar ruído, varrimentos de frequência, e outros tipos de sinais habitualmente utilizados para
testes de sinal de via e de calibração. O Âmbito seria normalmente ser usado em conjunto com gerador de tom para analisar
sinais de retorno no final do caminho do sinal a ser testado ou calibrado.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis no Gerador de Tom:

• Forma de onda. Escolha a partir de seno, serra, retângulo, ruído rosa e ruído branco.

o Anti-Alias. As formas de onda de serra e do retângulo têm Anti-aliasing contratado pelo

padrão, a fim de evitar serrilhamentos de aparecer.


• Freqüência. Definir a frequência de tom de 1 Hz a 22 kHz.

• Modulação.
o Wobble. Envolver-se este para fazer o movimento freqüência de tom do set

frequência para a frequência de modulação alvo, de acordo com as configurações de modulação.

o Log de varredura. Envolver-se para fazer a varredura de freqüência logarítmica em vez de

linear.
o Comprimento. Definir a duração no tempo da varredura de Frequência ao Target

Freqüência; intervalo é de 10 ms a 59.9s.


o Mudança de fase. Definir a mudança de fase que ocorre ao longo do tempo comprimento, a partir de 0 a

180.

o Frequência alvo. A frequência fim para o qual o sinal é varrido durante


modulação.
• Off / Gated / On. O padrão é Off. Gated permite a saída para ser ligado através de uma nota tocada em um teclado (definir

a saída de uma pista de instrumento para Tone Generator), e On simplesmente se transforma na saída.

• Nível. O nível de saída do gerador de tons, de -144 dB a +24 dB. (Tenha cuidado!)
13,4 Delay

13.4.1 Analog Delay

O Delay Analog emula um delay de fita one-cabeça com sincronização opcional tempo, LFO, o feedback filtrada, e outras

características. Ele pode ser usado para criar ecos deterioração, ecos com a mudança de atraso e campo, e os efeitos flangear / coro.

Estes tipos de sons são frequentemente utilizados em música Dub ou ' 70s rocha.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis no Analog Delay:

Tempo. O tempo de atraso base.

• Sincronizar. Modo de sincronização opcional para o período.

o Sincronização desengatada resultará em velocidade expressa como o tempo de 1 ms a 3s.

o Sincronização envolvida irá resultar em tempo expresso como batidas de 4/1 a 1/64, com tripleto.

Rapidez.

• Fator. Modifica a velocidade da fita. Variável de 0,5 (o dobro do comprimento do atraso) a 2 (a metade do comprimento de atraso).

• Inércia. Modifica velocidade das mudanças ao longo do tempo, com base em Factor. Variável de 0 a 5.

LFO.

• Mod. Modifica o efeito do LFO na velocidade atraso. Variável de -50% a 50%.

• Forma. A forma da onda do LFO; selecionar a partir de triângulo, seno, dente de serra, e quadrado.

• Sincronizar. Modo de sincronização opcional para LFO Speed.

o Sincronização desengatada resultará na velocidade expressa como a frequência, a partir de 0,01 Hz a 5 Hz.

o Sincronização envolvidos resultará em velocidade expressa como batidas, de 4/1 a 1/64, com trio

e pontilhada em tempo variantes.


LFO sincronizado e sincronizado com atraso LFO mais lento do que o atraso significa que a modulação não será perceptível (excepto com

elevada inércia).

Amortecimento.

• Corte baixo. Filtrar a partir do feedback demora todas as frequências abaixo deste valor. Variável de Desligado para 20 Hz a 3,2

kHz. Filtro é de 6 dB por oitava.

• Corte alto. Filtrar a partir do feedback demora todas as frequências abaixo deste valor. Variável de 400 Hz a 16 kHz para

Desligado. Filtro é de 6 dB por oitava.

Comentários.

• Alimentação. Realimentação percentagem; isto é, a quantidade de sinal atrasado para ser alimentado de volta para a entrada de

atraso. Variável de 0 a 100%.

o Impulso. Ative este parâmetro para aumentar os níveis de feedback.

• Largura. Regula a largura do estéreo do feedback atraso. Variável de estéreo invertido (ping-pong)
de largura estéreo.

• Sentou. Saturação; emula saturação de fita. percentagem variável de 0 a 100%.

• Misturar. Ajusta a mistura de sinal Analog Delay-processados ​e o sinal original seca. Variável de 0 a 100%. Um ajuste

de 100% muito provavelmente irá aumentar feedback, por isso tome cuidado!

13.4.2 batida Delay

The Beat Delay é um atraso sincronizado-tempo com a cruz-de atraso opcional e feedback filtrada. Utilize este efeito para adicionar /

mudar a sensação de partes rítmicas (por exemplo, adicionando off-batidas) ou “espacialmente dobrando” partes (por exemplo,

tapa-back echo). Bata Delay tem os seguintes parâmetros:

• Atravesse Delay. Quando não estiver ajustado para desligado (centro), a entrada vai ser enviado, em mono, para o canal

esquerdo ou direito, com o sinal retardado enviada para o outro canal. Variável a partir de L 50 ms a 50 ms R. Definir a L 50 ms

ou R 50 ms irá criar um efeito estéreo pronunciado.

• Batidas. tempo de atraso expressa como batidas. Variável de 4/1 a 1/64, com variantes triplete e em tempo pontilhada.

o Offset. Ajusta um desvio de -30 a + 30% do valor especificado batidas tempo.


• Comentários. Percentagem de sinal retardado adicionado de volta para a entrada de atraso. Variável 0-99,99%.

• Largura. Regula a largura do estéreo do feedback atraso. Variável de estéreo invertido (ping-pong)
de largura estéreo.

• Corte baixo. Filtrar todas as freqüências abaixo deste valor no sinal de feedback atraso. Variável entre 20 Hz e 1 kHz.

O filtro é de 6 dB por oitava.

• Corte alto. Filtra todas as frequências abaixo deste valor no sinal de atraso de feedback. Variável de 1 kHz a 20 kHz.

O filtro é de 6 dB por oitava.

• Misturar. Ajusta mistura de sinal de batida Delay-processado com o sinal original seca. Variável de 0 a 100%.

13.4.3 sulco Delay (Studio One Professional)

O Delay sulco é um quatro-tap, delay sincronizados-tempo com filtros de variáveis ​e uma grelha de batida variável. Use o Delay Groove

para criar padrões de atraso sincronizado-tempo que variam de torneiras subdivisão simples de intrincados entalhes em evolução ou

efeitos granulares.

O Delay sulco tem os seguintes parâmetros:

• Grade de exibição. Este visor mostra o valor atual para cada torneira para qualquer Nível, Pan, Cutoff, ou Swing, com base no

modo de exibição selecionado através de uma grade de batidas. O valor actual para cada torneira é codificada por cores e pode

ser editada directamente com o rato dentro do mostrador.

• Torneira 1, 2, 3, 4. Clique nestes botões para selecionar os respectivos parâmetros Toque no menu Toque em Editar no

canto inferior esquerdo da interface.

• Nível, Pan, Cutoff, Swing. Clique nos botões para exibir e editar o respectivo parâmetro para cada
toque na tela Grid.

o Nível. Ajusta o nível de saída e de temporização para cada torneira.


o Pan. Ajusta a panela e temporização para cada torneira.

o Corte fora. Ajusta a frequência de corte do filtro para cada torneira.

o Balanço. Ajusta o parâmetro do Groove para todas as torneiras que caem sobre posições off-beat

entre valores rectas e ponteado, enquanto ajusta simultaneamente Tap 4 e possivelmente Toque 2 níveis

(para todos ou on- off-beat posições). Ajuda a alcançar ranhuras “swing”.

Toque em parâmetros.

• Batidas. Ajusta o comprimento de atraso para o momento selecione torneira, em batidas. Variável de uma batida de dois bares.

• Sulco. Ajusta o tempo de atraso em relação ao ajuste batida como uma porcentagem. Variável de Triolic (=
66,67%, a última nota do tripleto anterior) a pontilhado (= 150%).

• Filtro. Clique no botão Filtro de envolver o filtro para a torneira atualmente selecionado.

• X / Y Grids

o Corte / Reso. Ajustar a frequência de corte e de ressonância do filtro arrastando


o ponto em torno da grade X / Y.

o Cortar Mod. Arrastar o fader horizontal para ajustar a quantidade relativa que o

Cutoff Mod LFO pode afetar a definição do filtro de corte. Variável de -1 a 1. Os valores negativos
(diferir positivo apenas na fase).
o LP, Pico, HP / BP. Ajusta o carácter do filtro (eixo x: de passagem baixa para alta
passar; y: eixo passa-banda para pico), arrastando o ponto em torno da grade X / Y.

• Nível. Ajusta o nível do toque actualmente seleccionada como uma percentagem do nível de entrada. Variável de 0 a

100%.

• Pan. Ajusta o pan da torneira atualmente selecionado. Variável da esquerda para centro para a direita.

Torneira 4 tem uma saída adicional realimentação (não filtrado e não panned), que é normalmente utilizado apenas como um controlo de

retorno.

• Grade.

o Beatlength. Ajusta as subdivisões grade valor da nota. Variável de 1/2 a 1/64.

• Mod de corte. A modificação de corte é um LFO que podem afectar o valor de corte do filtro para cada torneira, dependendo do

ajuste do corte da modificação de cada torneira.

o Batimentos / Speed. Ajusta a velocidade do LFO. Bate variável de 4/1 a 1/64 com
triplete e variantes tempo pontilhadas. A velocidade é variável de 0,1 Hz a 30 Hz.

o Sincronizar. Clique para envolver Cutoff Mod LFO sync; permite o ajuste da velocidade em LFO

batimentos (sincronizados para a posição canção).


• Misturar.

o Dry / Wet. Ajusta a mistura de sinal sulco Delay-processados ​com o original seca
sinal. Variável de 0 a 100%

13,5 Distortion

13.5.1 Ampire XT

Ampire é um plug-in amplificador de modelagem de fácil utilização que apresenta uma ampla gama de modelos A guitarra e

baixo-amplificador, modelado de espira de alto-falante-armários com posicionamento de microfone variável e efeitos pedais. Utilize

este efeito para emular amplificadores de guitarra e armários e criar sons mais ásperos e harmonicamente enriquecidos. Os seguintes

parâmetros estão disponíveis em Ampire XT:

• Amplificador Model. Selecione as características do amplificador diretamente clicando na caixa de seleção


Modelo. O modelo amp muda as características de todo o amplificador, incluindo pré-amplificador e poder-amp
distorção e amplificação, diferenças A- e Bchannel e comportamento tom-stack. Selecione Legado Amp a partir
deste menu para acessar os modelos disponíveis no Studio One 1.

• Input Gain. Apare o ganho de entrada diretamente na entrada do Ampire para puxar para cima sinais de instrumentos

fracos ou para atenuar os sinais altos, processados. Com um bom nível de entrada, o sinal será na gama óptima para

distorção dinâmica dentro Ampire. Variável de -12 dB a 24 dB.


• Canais A e B. Os canais A e B têm diferente distorção e a força de amplificação, em função do modelo
do amplificador seleccionado. Use os canais para criar dois sons diferentes (por exemplo, ritmo e solo,
ou coro e verso) e alternar entre elas.

o Dirigir. Ajusta o grau de ultrapassagem / amplificação no pré-amplificador. Variável


0-11.

o Bass, Mid, Treble, Presença. Controla a emulação do modelo tom-stack


(resultados dependentes do modelo amplificador seleccionado). Cada parâmetro é variável de 0 a 10.

o Ganho. Ajusta o grau de ultrapassagem / amplificação do amplificador de potência.

Variável de 0 a 11.

• Cabinet Model. Clique na caixa de seleção do gabinete Modelo de escolher um modelo de gabinete, ou escolher Bypass do que

menu se nenhum gabinete é desejado. Você também pode arrastar e soltar arquivos de onda de resposta de impulso nas ranhuras

para o utilizador Gabinete. Selecione Legado gabinete a partir deste menu para acessar as predefinições disponíveis no Studio One

1.

o Editar Mic. Clique em Editar Mic para qualquer um dos armários fornecidos, a fim de alterar a

características dos microfones usados ​em capturar o som do gabinete.

• Mic Uma Mistura / B. Ajustar este atenuador horizontal para a esquerda ou para a direita para alcançar a

mistura desejada de MIC A e microfone B, a partir de 100% MIC à 100% Mic B.

• Mic B / C Distância adicionais. Adicionar raio de processamento Mic B e microfone C,

de 0 a 1 metro.

• C Mistura. Ajustar a mistura de Mic C com o Uma mistura de A / B, de 0 a 50%.

• Corpo. Ajuste o caráter do gabinete, alterando o comprimento de 0 a 100% dos impulsos


de áudio utilizados no processo de convolução.

• Mistura microfone. Este parâmetro é mostrado apenas quando um gabinete legado é seleccionado. Selecione a frente

relativa e back mix microfone para o gabinete. Este ajusta de forma eficaz equilíbrio entre emulação de alto-falante e

emulação de gabinete. Variável de 100% frente a 100% de volta.

• Ganho de Saída. Distorção e emulação de amplificador pode resultar em mudanças de nível maciças. Use Fora guarnição

para ajustar o sinal para níveis normais. Variável entre -24 dB a 12 dB.

• Caixas Stomp. Ampire XT apresenta os seguintes efeitos, que são cada anuladas por padrão. O interruptor de Pré / Pós

define o efeito para o processamento de pré ou pós-amplificador. Todos os efeitos são processamento de pré-gabinete, exceto

para o delay e reverb que pode ser comutada para pré ou pós-processamento. Note-se que todos os efeitos podem ser

desativado de uma vez com o botão Desactivar.

o Wah-Wah.
• Digite Selection Box. Selecciona o tipo de Wah-Wah desejado.

• Montante. Ajusta a quantidade do efeito Wah-Wah de 0 a 100%, equivalente a um pedal


de balanço Wah-Wah tradicional para a frente e para trás.

o Motorista Tube.

• Montante. Ajusta a quantidade de unidade de 0 a 11.

o Equalizador.

• Guitarra / baixo. Seleciona o estilo apropriado, que ajusta os valores de frequência

para cada banda do equalizador gráfico.

• Faders banda. Ajusta cada fader banda para cima ou para baixo para alcançar a configuração de EQ

desejado.

o Modulação.

• Chorus / Flanger / Phaser. Selecciona o tipo de modulação.

• Refrão.

o Demora. Ajusta o atraso do sinal coro de 2 a


20 ms.

o Rapidez. Ajusta a velocidade coro de 0,01 a 10 Hz.

o Alimentação. Ajusta a quantidade de feedback de 0 a 100%.

o Profundidade. Ajusta a profundidade do coro de 0 a 100%.

• Flanger.

o Demora. Ajusta o atraso do sinal de flange de 0,2


a 4 ms.

o Rapidez. Ajustar a velocidade de forma de 0,01 a 10 Hz.

• Sincronizar. Envolver-se este se você deseja sincronizar a

velocidade flanger para TEMPO.

• Batidas. Seleciona um valor batida para a velocidade flanger

sincronizados.

o Alimentação. Ajusta a quantidade de feedback de 0 a 100%.

o Largura. Ajusta a largura LFO flanger de 0 a 100%.

o Profundidade. Ajusta a profundidade flanger de 0 a 100%.


• Phaser.

o Estágio. Ajusta a frequência do Phaser de 240


Hz a 8 kHz.

o Rapidez. Ajusta a velocidade do Phaser 0,01-10


Hz.

• Sincronizar. Envolver-se este se você deseja sincronizar a

velocidade phaser para TEMPO.

• Batidas. Seleciona um valor batida para a velocidade phaser

sincronizados.

o Alimentação. Ajusta a quantidade de feedback de 0 a 100%.

o Largura. Ajusta a largura LFO Phaser de 0 a 100%.

o Profundidade. Ajusta a profundidade phaser de 0 a 100%.

o Pan.

• Rapidez. Ajustar a velocidade do tanque de 0,01 a 10 Hz.

• Sincronizar. Envolver-se este se você deseja sincronizar a velocidade pan ao Tempo.

• Batidas. Seleciona um valor batida para a velocidade pan sincronizados.

• Profundidade. Ajusta a profundidade pan de 0 a 100%.

o Tremolo.

• Rapidez. Ajusta a velocidade da vibração de 0,01 a 10 Hz.

• Sincronizar. Envolver-se este se você deseja sincronizar a velocidade tremolo para TEMPO.

• Batidas. Seleciona um valor batida para a velocidade tremolo sincronizado.

• Profundidade. Ajusta a profundidade tremolo de 0 a 100%.

o Demora.

• Rapidez. Ajusta a velocidade de atraso de 0,01 a 10 Hz.

• Sincronizar. Envolver-se este se você deseja sincronizar a velocidade de atraso para a

Tempo.

• Batidas. Seleciona um valor batida para a velocidade de atraso sincronizado.

• LC. Define a frequência do filtro de corte de 20 Hz a 1 kHz.


• HC. Define a frequência do filtro passa-alto corte a partir de 1 kHz a 20 kHz.

• Alimentação. Ajusta a quantidade de feedback de 0 a 100%.

• Misturar. Ajusta a mistura do sinal atrasado com o sinal original de 0 a 50%.

o Ressonância.

• Tamanho. Este controle afeta vários parâmetros para aproximar um tamanho total de quarto. Ele ajusta o

tamanho do sinal de reverberado de 0 a 100%, com percentagens mais baixas representam salas mais

pequenas e, portanto, mais curtos caudas de reverberação e percentagens mais elevadas que

representam salas maiores e caudas mais longas.

• Misturar. Ajusta a mistura do sinal atrasado com o sinal original de 0 a 50%.

• LC. Define a frequência do filtro de corte de 20 Hz a 1 kHz.

• HC. Define a frequência do filtro passa-alto corte a partir de 1 kHz a 20 kHz.

• Úmido. Ajusta o amortecimento do sinal de reverberado de 0 a 100%.

13.5.2 Red Distortion Luz

Red Light Distortion é um emulador analógico-distorção com vários modelos de distorção selecionáveis.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis no Red Light Distortion:

• Dentro. ganho de entrada para a distorção. Variável de -12 dB a 24 dB.

• Distorção. Apenas para tipos de tubos rígidos e Bad, este é o ajuste do ponto-de trabalho tubo
(bias). Variável 0-10,00.

• Corte baixo. Filtros todas as frequências abaixo deste valor. Variável de 20 Hz a 5 kHz, dependendo da

configuração de corte alto.

• Corte alto. Filtra todas as frequências acima deste valor. Variável de 800 Hz a 16 kHz.

• Dirigir. Amplificação durante a ultrapassagem. Variável de 0 a 11; unidade aumenta muito entre 10 e 11 para
sons realmente distorcidas.

• Estágios. Número de fases de sobremarcha usadas em série no circuito de sinal (incluindo filtros). Seleccionar a partir de 1, 2,

ou 3 com o fader horizontal.

• Modelo. Selecione o tipo de emulação de distorção clicando na tela e selecionando Soft Tube, Tubo
rígido, Bad Tube, Transistor, Fuzz, ou OpAmp da lista.
• Ignorar. Clique para acoplar / desacoplar desvio de todo o percurso do sinal Red Light Distortion.

• Fora. Ajuste o ganho de Red Light Distortion saída. Variável de -12 dB a 24 dB.

13,6 Dynamics

processamento dinâmico é um aspecto chave da mistura e dominar. Studio One apresenta processadores de dinâmica muito

elevada qualidade que lhe dão controle completo. A seguir contém informações fundamentais sobre processadores de dinâmica para

ajudar na sua uso de processadores de dinâmica do Studio One.

13.6.1 Compressor

O compressor é um processador de compressão completo, baseado no RMS mono / estéreo com cadeias laterais internas e

externas. Utilizar este efeito para reduzir a gama dinâmica (picos de sinal) de qualquer sinal.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis no Compressor:

• Ratio. Ajusta intervalo de compressão. Variável entre 1: 1 (sem compressão) até 20: 1.

• Limite. Ajusta o limite inferior para a compressão. Variável de -48 dB a 0 dB.

• Joelho. Ajusta a largura do joelho macio. (Largura refere-se à distância do limiar para o
final do joelho macio.) Variável de 0,1 dB a 20 dB.

• Olhe para frente. Clique para engatar / desengatar 2 ms Look Ahead função.

• Stereo Link. Clique para engatar / desengatar Stereo link. Stereo link será somar um sinal de entrada estéreo

para mono para detecção de sinal de poder.

• Exibição.

o Nível de entrada. Displays de nível de entrada + RMS.


o Redução. Exibe nível de atenuação do compressor (-60 dB a 3 dB) e
a quantidade máxima de redução. O pico mais alto é mantido até ultrapassado por outro pico ou
até que os parâmetros são ajustados ou clicado.

o Curva de compressão. Clique na tela para controlar as configurações de curva.

o Ratio. Clique na alça superior direito de ajustar quando o Auto-Gain não é

acionado.

o Limite. Clique na alça do meio para ajustar quando Auto-Gain é


não engajados.

o Joelho. Utilizar a roda do rato, enquanto que flutua o cursor sobre o

alça do meio para ajustar quando Auto-Gain não está envolvida. Se você não tem uma roda

do mouse, digite um valor ou use o botão do joelho.

o Ganho. Clique na alça inferior esquerda para ajustar quando o Auto-Gain não é

acionado.

o Auto-Gain Engajado. Clique na alça do meio para ajustar tudo


parâmetros.

o Nível de saída. Exibe o nível de saída + RMS.

• Input Gain. Atenua ou amplifica o compressor de entrada. Variável de -12 dB a 24 dB.

Auto-Gain. Envolver-se para corrigir automaticamente o nível de entrada de 0 dB para o nível de saída dB 0

(garante um nível de entrada de 0 dB irá resultar em um nível de saída de 0 dB). Quando automático não está

envolvida, Ganho (ganho de saída) é variável de 0 dB a 48 dB.

• Ataque. Ajusta o tempo de ataque para o processamento de dinâmica. Variável entre 0,1 ms a 400 ms.

• Lançamento. Ajusta o tempo de liberação para o processamento de dinâmica. Variável de 1 ms a 2s.

• Rapidez.

o Auto. Envolver Auto para definir automaticamente variando ataque e liberação configurações

com base no conteúdo do sinal.

o Adaptive. Engage de variar automaticamente o tempo de ataque e de libertação na ordem

para evitar bombeamento. Isso resultará na compressão menos agressivo, mas mais suave.
• Cadeia lateral. Envolver-se clicando no botão Sidechain no topo da janela do efeito para permitir que outras

fontes para controlar o compressor ou utilizar a cadeia lateral filtro interno.

o Sidechain Canal Display. Exibe o canal cadeia lateral atual


fonte.

o Sidechain interno. Clique para ativar cadeia lateral filtro interno (para

frequência dependente de compressão). Utiliza 48 filtros dB.

o Ouça Filter. Clique para ouvir o sinal de controle filtrada do mercado interno

cadeia lateral. Ajuda a encontrar a frequência alvo específico para o sinal de controle quando de-esser,

amortecimento transitória, etc.

o LC / HC Freq. Selecção de frequência para filtros de cadeia lateral interno. LC é

variável de Desligado para 20 Hz a 16 kHz; HC é variável de 20 Hz a 16 kHz para Desligado.

o Tipo de filtro Display. Mostra entalhe ou de banda característica do filtro.

o Troca. Clique para trocar as freqüências usadas para LC e HC.

13.6.2 Expander

Expansor é um expansor para baixo totalmente variável com controle de faixa. Possui a capacidade de cadeia lateral, incluindo um

filtro de cadeia lateral interna com baixo-corte variável e de alto corte. Expansores de aumentar a gama dinâmica de um sinal de tal

modo que os sinais de baixo nível são atenuados, enquanto as porções mais altas não são nem atenuada nem amplificado. Isto é

efectivamente a frente de compressão. Use Expander para diminuir os níveis de ruído indesejado ou sangrar de outras fontes no

sinal desejado ou para restaurar a gama dinâmica de um sinal comprimido.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para o Expander:

• Limite. Ajusta a amplitude máxima na qual o processamento irá ocorrer. Variável de -60 dB a 0 dB.
• Alcance. Ajustar o valor máximo de atenuação aplicada ao sinal. Variável de -72 dB a 0 dB.

• Ratio. Ajustar a relação entre o expansor. Variável de 1: 1 a 1:20.

• Olhe para frente. Clique para engatar / desengatar 2 ms Look Ahead função.

• Ataque. Ajusta o tempo de ataque para o processamento dinâmica, a velocidade de reacção à queda do sinal. Variável entre 0,1

ms a 500 ms.

• Lançamento. Ajusta o tempo de liberação para o processamento de dinâmica, velocidade de reação ao aumento do sinal. Variável de

50 ms a 2s.

• Cadeia lateral. Envolver-se clicando no botão Sidechain no topo da janela do efeito para permitir que outras fontes de

controlar a Expander.

o Sidechain Canal Display. Exibe a origem do canal cadeia lateral atual.

o Sidechain interno. Clique para ativar cadeia lateral filtro interno (para freqüência-

compressão dependentes). Utiliza 48 filtros dB.

o Ouça Filter. Clique para ouvir o sinal de controle filtrada do mercado interno

cadeia lateral. Isso ajuda a encontrar uma freqüência alvo específico para o sinal de controle quando de-esser,

amortecimento transitória, etc.

o LC / HC Freq. Selecção de frequência para filtros de cadeia lateral internos. LC variável

de Desligado para 20 Hz a 16 kHz; variável de HC de 20 Hz a 16 kHz para Desligado.

o Tipo de filtro Display. Mostra entalhe ou de banda característica do filtro.

o Troca. Clique para trocar as freqüências usadas para LC e HC.

13.6.3 Portão

Portão é um processador de ruído-porta, com controle de faixa. Possui a capacidade de cadeia lateral com um filtro de cadeia lateral

interna que inclui baixo corte variável e elevado corte. Gating é uma forma extrema de expansão, que atenua fortemente o sinal processado

ou silencia-la inteiramente. Use Portão para eliminar o ruído indesejado ou níveis baixos em qualquer faixa ou para controlar criativamente

o nível de uma determinada faixa com outra faixa através da cadeia lateral.
Os seguintes parâmetros estão disponíveis para o Gate:

• Limite.

o Aberto. Limiar, ajustar o nível em que a porta é atenuar abaixo. Variável


de -60 dB a 0 dB.

o Fechar. Definir o nível em que a porta é fechada em relação ao limiar. Variável


entre -24 dB e 24 dB do valor limite.

• Alcance. Ajusta a quantidade máxima de redução. Variável de -72 dB a 0 dB.

• Exibição de redução. Mostra a quantidade de redução, que varia de -72 dB a 0 dB.

• Ataque. Ajuste a quantidade de tempo que leva para o portão para abrir e deixar que sinalizam através. Variável de 0,05

ms a 500 ms.

• Aguarde. Ajuste a quantidade de tempo que o portão é mantido aberto uma vez que o sinal caiu abaixo a
definição Limiar. Variável de 1 ms a 1 s.

• Lançamento. Ajuste a quantidade de tempo que leva para o portão para fechar após o período de espera. Variável de 50 ms a

2s.

• LKA (Look Ahead). Clique para engatar / desengatar as 2 ms Look Ahead função.

• Enviar Trigger. Clique para envolver o envio de um gatilho quando o portão se abre. Ajusta a nota e velocidade para enviar.

Selecione a porta como uma entrada em qualquer pista de instrumento.

• Cadeia lateral. Envolver-se clicando no botão Sidechain no topo da janela do efeito para permitir que outras fontes de

controlar o portão.

o Sidechain Canal Display. Exibe a origem do canal cadeia lateral atual.

o Sidechain interno. Clique para ativar cadeia lateral filtro interno (para freqüência-

compressão dependentes). Utiliza 48 filtros dB.

o Ouça Filter. Clique para ouvir o sinal de controle filtrada do mercado interno

cadeia lateral. Ajuda a encontrar a frequência alvo específico para o sinal de controle quando a remoção de

ruído de banda estreita.

o LC / HC Freq. Selecção de frequência para filtros de cadeia lateral internos. LC variável

de Desligado para 20 Hz a 16 kHz; variável de HC de 20 Hz a 16 kHz para Desligado.

o Tipo de filtro Display. Mostra entalhe ou de banda característica do filtro.

o Troca. Clique para trocar as freqüências usadas para LC e HC.

• Pato (para a cadeia lateral externa). Envolver-se para inverter o sinal da fonte externa-cadeia lateral.
13.6.4 Limitador

O limitador é um processador limitativo parede de tijolos com opcional medição K-System . Usá-lo para evitar que o seu sinal de

saída do recorte ou maximizar sinais com picos muito dinâmicas.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para limitador:

Entrada. Ajusta o nível de entrada para o limitador. Variável de 0 dB a 18 dB.

• Teto. Ajusta o teto, ou seja, a saída-de máximo o limitador. Variável de -12 dB a 0 dB.

• Limite. Permite limitador para ser usado como um amplificador de nivelamento. Quando Limiar é abaixo de teto,

um joelho macio e 01:20 proporção entre os valores de limiar e Tecto é usado. configuração de limite é relativo

ao teto. A exibição numérica é um valor absoluto. Variável de valor teto para 12 dB abaixo do valor teto.

• Lançamento. Ajuste a quantidade de tempo que leva para o limitador para parar o processamento uma vez que o nível de

entrada caiu abaixo do ajuste de teto. Variável de 2 ms a 1 s.

• Softclip. Reduz características de recorte de onda quadrada quando o limitador é cortado. Clique para envolver

Softclip.

• Medição.

o PkRMS. Clique para envolver Peak / RMS medição.

o K-14, K-20, K-12. Clique para envolver uma opção de medição K-System. Consulte o K-

seção Sistema de Medição da “mistura” capítulo para obter mais informações.

o Redução. Mostra a quantidade de limitar a redução, que varia de -24 para 0 dB


dB.

o Max. Exibe o nível de redução máxima alcançada em dB.


13,7 Mastering

13.7.1 Multibanda Dynamics (Studio One Professional)

Multibanda Dynamics é um compressor / expansor com cinco bandas completamente independentes compressão / expansão,

ajuste simultâneo opcional sobre todas as bandas, e medição de banda múltipla. Usá-lo para reduzir sinais indesejados ou ruídos

em faixas e para enfatizar ou instrumentos limite. Na prática, este efeito pode funcionar como um equalizador dinâmico ou pode ser

usado para dominar a compressão em um mix completo.

Este tipo de compressão é considerado por muitos como uma forma de arte, e pode ser difícil para principiantes de usar. Nós recomendamos

que você carregar as opções predefinidas e como ponto de partida e aprender Multibanda Dynamics funciona usando-o.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para Multibanda Dynamics:

• Exibição global. Flutuador rato no visor para visualizar As descrições de edição dos parâmetros acima do visor.

o Entrada. As linhas horizontais representam Baixo e Alto Limiar para a dinâmica

em processamento.

o Saída. As linhas horizontais representam transformação do alto e baixo Limiares


usando Ganho e Ratio. Um sinal no Limiar baixo na entrada seria no nível baixo na saída.

o Codificados por cores de ganho de saída. Vermelho significa atenuação, meio verdes

amplificação.
mudanças dinâmicas ocorrerá apenas entre Baixa Alto Limiar / and Low / High Gain. Se o sinal estiver acima ou abaixo
destas definições, único ganho linear será aplicado.

• Bandas.

o L, LM, H, HM, H. baixo, baixo média, média, alta idade, alta.

o Botão de freqüência. Ajuste de frequência de transição entre as bandas. Você deve

tem pelo menos uma oitava entre bandas adjacentes.

o H, S, Bypass. Mute, Solo, e Bypass envolver botões para cada banda.

Editando as freqüências de crossover no visor irá mover outras bandas quando a largura de banda é inferior a uma oitava. Edição

usando a automação será limitada a uma largura de banda de uma oitava. Movendo o crossover para limitar as frequências irá

desativar bandas.

• Medição.

o Gama baixa. Este é o menor amplitude a ser exibido em metros banda. Clique para
selecionar a partir de -120 dB, -80 dB, -48 dB, -24 dB ou -12 dB.

o Gama alta. Esta é a maior amplitude a ser exibido em metros banda. Clique para
selecionar a partir de +12 dB, 0 dB, -12 dB, -24 dB ou -48 dB.

o Medição On / Off. Clique para engatar / desengatar de medição para todas as bandas.

• Editar tudo relativo. Clique para engatar / desengatar dinâmica de ajustes relativos a edição para todas as bandas. Quando

envolvido, alterar as configurações de dinâmica para a banda selecionada vai mudar as mesmas configurações para todas as bandas

na mesma proporção.

• Velocidade Auto. Clique para engatar / desengatar velocidade Auto para a dinâmica para todas as bandas. Define Ataque

adaptativo e tempos de liberação para todas as bandas de todo o mundo.

• Dinâmica. Clique em qualquer faixa para selecioná-lo e ver as configurações / editar dinâmica para essa banda.

o Dynamics Display. Clique em alças na tela para ajustar as configurações de dinâmica.

o Limiares. Nenhum processamento dinâmica ocorre para sinais fora do Threshold


configurações somente ganhar amplificação / atenuação.

o Baixo limiar. Ajusta o limite inferior para o sinal a ser processado. Variável de -
60 dB a 2 vezes o comprimento do joelho.

o Alto Limiar. Ajusta o limite superior para o sinal a ser processado. variável de
0 dB a 2x o comprimento do joelho.

o Ratio. Ajusta gama dinâmica de processamento. Variável de 1,10 (gating) de 20,1


(Limitação).
o Ganho. Ajusta o ganho de saída. Variável de -36 dB a 36 dB.

o Ataque. Ajusta o tempo de ataque para o processamento de dinâmica. Variável de 1 ms a 200 ms.

o Lançamento. Ajusta o tempo de liberação para o processamento de dinâmica. Variável de 4 ms a 200

Senhora.

velocidades Dynamics são adaptadas para proporcionar uma suavidade comparáveis ​com a mesma definição de expansão e de

compressão, de modo que a expansão será um pouco mais lento do que o comprimento mostrado.

13.7.2 Tricomp ™

Tricomp é um compressor de três bandas. Ele fornece configurações automáticas limiar e razão para todas as três bandas de

controlo e relativo para as bandas de baixa e alta, bem como ataque automática comutável e libertam controlos. Tricomp pode ser

usado para finalizar o seu mix ou para adicionar brilho ou soco de sinais ricos em frequência.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para Tricomp:

• Medidor de entrada. Exibe o nível de entrada do Tricomp.

• Baixo. Ajusta a quantidade relativa de compressão a ser aplicada à banda de compressão baixa.
Variável de -5 a 5, dependendo da configuração Compress.

• Low Freq. Ajusta a freqüência de canto superior da banda de compressão Low. Variável de 80 Hz a 480 Hz.

• Alto. Ajusta a quantidade relativa de compressão a ser aplicada à banda de alta compressão. Variável de
-0,50 a 0,50, dependendo da configuração Compress.

• Alta Freq. Ajusta a frequência canto inferior da banda de compressão alta. Variável de 800 Hz
a 12 kHz.

• Comprimir. A quantidade relativa de compressão a ser aplicada a todas as três bandas de compressão. Variável de
0 a 10.
• Rapidez. Quando Speed ​Auto não está envolvida, este ajusta o ataque compressor e tempos de liberação

simultaneamente. Ataque é variável de 0,1 ms a 10 ms; Lançamento é variável de 3 ms para 300 ms.

• Velocidade Auto. Clique para envolver ajustes adaptativos para os tempos de ataque do compressor e libertação, com base no

conteúdo do sinal.

• Joelho. Ajusta a distância / curva do joelho compressor. Variável de 0 dB (joelho duro) a 6 dB (joelho
mole).

• Sentou. Saturação emula o som de saturação encontrado em amplificadores de nivelamento famosos. Variável de 0 a

100%.

13,8 mistura

Muitas ferramentas podem ajudar a alcançar o equilíbrio adequado e criar espaço para as várias partes do seu

misturar. Os seguintes efeitos vão ajudar você a criar o seu mix com precisão e excelente qualidade de som.

13.8.1 Binaural Pan

A Binaural Pan é um efeito de panning estéreo que pode pan de mono para o dobro de largura de estéreo. Use o Binaural Pan em

qualquer pista estéreo para controlar firmemente sua largura estéreo e pan, bem como para verificar a compatibilidade mono usando o

interruptor Mono.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para o Binaural Pan:

• Largura. Ajusta a largura estéreo da faixa estéreo. Variável de 0 (mono) a 200% (largura estéreo duplo).

• Mono. Mudar para a reprodução mono da pista estéreo.

• Pan. Ajusta o equilíbrio nos canais esquerdo e direito para a pista estéreo. Variável de 100% G 100%
R.

A Binaural Pan só pode ser usado em faixas estéreo. Se carregado em uma faixa mono, o plug-in display simplesmente dizer

“MONO FAIXA”.
13.8.2 dupla Pan

Dupla Pan é um panner estéreo totalmente variável com controle de equilíbrio de entrada, direito pan selecionável, e / panning esquerda

direita independente. Os seguintes parâmetros estão disponíveis para Dual Pan:

• Saldo de entrada. Ajusta o balanço do sinal de entrada estéreo de full esquerda ao pleno direito.

• Lei Pan. Selecione uma lei pan, escolher entre -6 dB Linear, -3 dB constante de energia Sin / Cos, -3 dB constante de

energia Sqrt, 0 dB Equilíbrio Sin / Cos, e 0 dB Linear.

• Pan.
o Esquerda. Ajusta o pan do sinal de entrada esquerdo da plena esquerda ao pleno direito.

o Certo. Ajusta o pan do sinal de entrada direito de plena esquerda ao pleno direito.

o Ligação. Ligar a Esquerda e Direita panning.

13.8.3 Mixtool

Mixtool fornece utilitários de pista comuns, incluindo esquerda independente e inversão do canal direito, de permuta esquerdo e do

canal direito, e transformação MS de sinais estéreo. Use Mixtool quando invertendo canais para corrigir problemas de cancelamento

de fase e de correlação, bem como para fornecer transformação MS para descodificar sinais gravados com configurações

estereoquímicas Mid-Side.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para Mixtool quando usado em uma faixa estéreo:

• Bloco DC offset. Remova qualquer DC offset no sinal de áudio.

• Inverta Esquerda. Clique para inverter a fase do canal de reprodução esquerda para uma faixa estéreo.

• Inverter direito. Clique para inverter a fase do canal de reprodução certa para uma faixa estéreo.

• Canais de swap. Clique para trocar canais de entrada Mixtool esquerda e direita. As faixas em estéreo somente.
• MS Transform. Clique para executar transformar um Mid-Side nos canais de entrada Mixtool. As faixas em estéreo somente.

Geralmente usada para descodificar os sinais de MS-gravadas ou para criar sinais de MS para o processamento de imagem estéreo.

Quando usado em uma faixa mono, o plug-in Mixtool tem um controlo para inverter a fase do sinal.

13.8.4 Pro EQ

Pro EQ é um equalizador paramétrico de sete banda com medição de espectro opcional; LowCut variável, de alto corte, de baixa

frequência, e multimodo de alta frequência de filtros; e um ajuste de saída de ganho Auto-Gain opcional. Use Pro EQ em qualquer mono

ou faixa estéreo para aplicar com precisão equalização altamente musical a qualquer sinal.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para Pro EQ:

• Exibição. Clique e arraste na frequência de banda lida no visor para editar Gain (cima / baixo) e Freq (esquerda /

direita) parâmetros. Se você clicar em uma alça, a roda do mouse edita o Q. (Se você não tem uma roda do mouse,

clique no botão Q desejado ou digitar um valor abaixo do botão.)

• Mostrar Curve Todos / atual. Clique para selecionar Tudo ou atual.

• Todos. Simultaneamente mostra curvas para cada banda e para a curva de EQ resultante ser aplicada ao sinal
(branco).
• Atual. Apresenta a curva resultante EQ (branco), bem como uma curva para qualquer banda a ser editada activamente.

• Espectro. Clique para engatar / desengatar Pro EQ de medição de saída de espectro. Os medidores são atraídos por trás das

curvas EQ em bandas de 1/3 de oitava.

• O visor Espectro é fixada em 20 Hz a 20 kHz e -24 dB a 24 dB.

• Alta qualidade. Clique para ativar o modo de alta qualidade, permitindo a equalização mais precisa. Isto é
conseguido usando oversampling 2x e requer mais energia computerprocessing.

• Bandas. Clique no botão Ativar para engatar / desengatar cada banda.

o LC, HC. Decotadas e alta corte filtros.

o Frequencia. Ajustar o ponto a que o corte do filtro começa.

o Declive. Seleccionar a partir de 6, 12, 24, 36, e 48 dB por oitava. Isso afeta a

forma da curva de filtro.

o LF, HF. Seleccionável de baixa frequência e de alta frequência, prateleira ou filtros de pico.

o Q. Ajustar o Q da banda de frequência. Q = a relação da frequência central de


largura de banda. Quando a frequência central é constante, Q é inversamente proporcional à largura

de banda (isto é, Q = maior largura de banda mais estreita).

o Ganho. Atenuar / amplificar banda de frequência.

o Filtrar Mode. Escolha de Repicando e Prateleira, com 6, 12, ou 24 dB por oitava

declive.

o Frequencia. Ajustar a freqüência central da banda.

o LMF, MF, HMF. Os filtros de pico.

o Q. Ajustar o Q (centro-frequency: largura de banda) da banda de frequência.

o Ganho. Atenuar / amplificar banda de frequência.

o Frequencia. Ajustar a freqüência central da banda.

• Auto. Clique para envolver Auto-Gain, que ajusta o nível Pro saída EQ para igualar a potência do sinal de entrada

original (garante um sinal de entrada de 0 dB equivale a um sinal de saída de 0 dB).

• Medidor de saída. Peak metro / RMS; nível RMS é representado por uma linha horizontal branca.
Faixa Canal 13.8.5

Canal tira apresenta três processadores em um, incluindo um filtro de corte baixo, processador dinâmica, e três bandas equalizador

paramétrico. Channel Strip opcionalmente aplica correção de ganho automático para o EQ de modo que a potência do sinal de entrada

corresponde a potência do sinal-saída. Use Channel Strip em qualquer mono ou estéreo trilha que precisa de processamento básico de

canais.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para o Channel Strip:

• LC e Freq. Clique no botão Ativar para engatar / desengatar o filtro Low Cut. Ajustar a frequência para
alterar a frequência de filtro de corte.

• Comprimir. Ajusta a quantidade de compressão. Variável de Desligado para 100%. Ajusta

simultaneamente limiar (0 dB e -20 dB) e proporção (2: 1 a 10: 1).

• Expandir. Ajusta a quantidade de expansão. Variável de Desligado para 100%. Ajusta simultaneamente limiar (-64

dB e -24 dB) e razão de (1,5: 1 para 2,5: 1).

• redução de ganho ativo é indicado pelo vermelho “LED”.

• Rápido, Médio, Lento. Ajusta os RMS média de velocidade, a velocidade mais lenta pode reduzir artefatos com

algum material de áudio. O padrão é Médio, e Studio One versão 1 presets abrirá conjunto para Fast.

• Exibição. Displays low-cut filtro e paramétrico-EQ configurações. Clique em alças para ajustar o ganho (cima / baixo) e

freqüência (esquerda / direita).

• Low, Mid, High. Ajusta o ganho ea frequência de cada banda do equalizador paramétrico. Cada banda fixou Q.

• Ganho. Ajusta o ganho da Faixa de canal de saída. Variável de -12 dB a 12 dB.

o Auto. Clique para envolver configuração automática de saída de ganho. Isso garante que a 0 dB

sinal de entrada é igual a um sinal de saída de 0 dB.


13,9 Modulation

processadores de modulação são ótimas ferramentas para criar sons interessantes e inovadoras. Studio One apresenta as seguintes

processadores de modulação.

Filtro 13.9.1 Auto

Auto filtro possui dois filtros ressonantes com seis modelos de filtro selecionáveis. A frequência de filtro de corte e ressonância pode

ser modulado por um LFO usando formas de onda padrão, um sequenciador 16-passo, e um envelope. Use Auto Filter para criar

efeitos filtrados de varreduras de filtro básicos aos complexos padrões de filtro rítmica sincronizados-tempo.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para Auto Filter:

• Filtro 1 e filtrar 2. Seleccionar a partir de tipos de emulação 6 de filtro, incluindo Escada de LP de 12 dB, 18 dB e 24

dB; Analógico SVF 12 dB e 24 dB; e Digital SVF 12 dB.

o SVFs. Filtros de varieis de estado pode misturar entre passa-baixo, passa-banda, e passa-alto.

o Clique e arraste o Filtro Misture fader horizontal (abaixo da seleção de filtro-modelo) para

misturar tipos de filtro.

o Espalhe FLT. Ajustar o spread entre freqüências de filtro 1 e filtro 2 de corte.


Variável de oitavas -2 a 2 oitavas. (Filtro de corte 2 é o resultado da configuração de corte e quantidade

Propagação FLT).

o Acorrentado / Paralela. Mudar os dois filtros entre acorrentado em série (Filtro 1

seguido por filtro 2; bom para a adição de picos, criando filtros de banda-rejeição, etc) e paralelo (Filtrar e um

filtro 2 processo e saída do mesmo sinal simultaneamente; bom para a criação de filtros passa-banda de

largura).

o Dirigir. Ajuste ultrapassagem feedback do filtro. Variável de 0 a 100%.

o Corte fora. frequência de corte do filtro. Variável de 30 Hz a 16 kHz.

o Pode ser modulada pelo envelope e LFO.

o Ajustar a quantidade de modulação de cada utilizando o Env e LFO verticais


faders. Variável de -100% a 100%. Os valores negativos são invertida de fase. LFO modula em
torno do valor.
• Reso. Ajuste a ressonância dos filtros. Variável de 0 a 100%.

o Pode ser modulada por envelope ou LFO.

o Ajustar a quantidade de modulação de cada utilizando os atenuadores verticais Env e LFO.

Variável de -100% a 100%. Os valores negativos são invertida de fase. LFO modula em torno do valor.

• Comprimento envelope. Ajustar o ataque e libertar vezes do volume envelope (Env), afectando de corte e de
ressonância.

o Auto. Clique para engatar / desengatar a seleção envelope de comprimento automática

o Cadeia lateral. Clique no botão Sidechain no topo da janela do efeito de se envolver


cadeia lateral para a detecção do envelope. (Utilize outra faixa para controlar o envelope.)

• LFO. Clique nos botões de forma de onda para selecionar a partir de 16 passos, triângulo, seno, dente de serra, e formas de onda

quadrados.

o LFO Speed. Pode ser sincronizado com tempo ou correr livre.

o Sincronizar. Clique para engatar / desengatar LFO Tempo Sync. Quando tempo é sincronizado,

a velocidade é variável a partir de 01/04 para 1/64, com vários tripleto e variantes tempo binário.

o 16-passo. Quando 16-passo está envolvida, clique na tela para editar valores para cada etapa.

Divide-se velocidade de corrente / tempo bate em 16 passos, cada passo variável de -1 a +1.

• Ganho. Ajusta o ganho de saída Filtrar Auto. Variável de -6 dB a 6 dB.

• Misturar. Ajusta a mistura do sinal processado-Filter Auto com o sinal original seca. Variável de 0 a
100%.

13.9.2 Chorus

O coro é um processador coro um a três voz com LFO modulação do tempo de atraso opcional e controle de largura estéreo.

processamento Chorus é usado frequentemente em faixas vocais para ajudar a criar um som vocal mais completo para a trilha se encaixa

melhor no mix global. Guitarra e sintetizador partes por vezes, apresentam processamento coro por razões semelhantes.
Os seguintes parâmetros estão disponíveis para o Chorus:

• Espaçamento. Ajusta o atraso das vozes de coro.

• O valor Espaçamento é o tempo de atraso entre as vozes.

• Voices. Ajusta o número de vozes adicionados no coro; seleccionar a partir de 1, 2, ou 3.

• LFO. O LFO modula o parâmetro Espaçamento.

o LFO Speed. Ajusta a velocidade do LFO.

o LFO Largura. Ajusta a gama de modulação do LFO de espaçamento. Variável de 0


para 100%. Um valor de 100% iria modular o parâmetro espaçamento de 0 a 2x espaçamento.

o Profundidade. Ajusta a mistura da saída coro processado com o sinal de entrada seco.

Variável de 0 a 100%.

• Largura Stereo. Ajusta a propagação das vozes do coro no campo estéreo.

13.9.3 Flanger

Flanger cria profundezas do espaço, redemoinhos, mudanças de timbre e efeitos percussivos. Flanging é muitas vezes usado em faixas de

guitarra para criar mudanças interessantes em timbre e tom, e pode ajudar a criar sons sintetizados exuberantes, bem. Ele funciona dividindo um

sinal de áudio em dois sinais idênticos; aplicação de uma variável, pequeno atraso para um sinal; que alimenta a sua saída de volta para a sua

entrada por quantidades variáveis; e misturar os sinais transformados e não transformados. Você pode modular Flanger ' s tempo de atraso com

um LFO, que podem ser tempo-sincronizadas.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para Flanger:

• LFO. O LFO modula a velocidade / bate parâmetro.

o LFO Largura. Ajusta a gama de modulação do LFO no tempo de retardo (velocidade).

Variável de 0 a 100%. Um valor de 100% modular o parâmetro Espaçamento de 0 a 2x velocidade.

o Velocidade / batidas. Ajuste a velocidade do LFO.

o Sincronizar. Clique para envolver LFO Tempo Sync. O tempo vai ser expressa como batidas.
o Rapidez. Variável de 0,01 Hz a 10 Hz.

o Batidas. Selecione a partir de 4/1 a 1/64 com variantes triplete e em tempo pontilhada.

o Profundidade. Ajusta a mistura húmida / seco da saída Coro.

• Comentários. Ajusta o valor de saída com atraso para ser alimentado de volta para a entrada. Variável de

-90% a 90%. resultados valor negativo no gabarito invertido.

• Demora. Ajusta o tempo de atraso para o sinal de entrada copiado. variável de 0,25 ms a 10 ms.

• Profundidade. Ajusta a mistura da saída flanger processado com o sinal de entrada original seca. Variável

de 0 a 100%.

13.9.4 Phaser

Phaser aplica-se um número variável de filtros passa-tudo em série (um alimentado para o outro), juntamente com um circuito de

realimentação global, ao sinal de entrada. Phaser apresenta um LFO para modular as frequências centrais para cada filtro passa-tudo.

O passa-tudo filtra função como atrasos dependentes da frequência, de modo que, quando a saída filtrado é adicionado ao sinal de

entrada original, certas frequências pode ser atenuado ou amplificado como resultado da mudança de fase. Phasers são comumente

usados ​em muitos tipos de faixas, incluindo sintetizadores, guitarras e até mesmo vocais, para criar um efeito de mudança de frequência

distinta.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para Phaser:

• LFO. Modula a freqüência central para os filtros passa-tudo entre o intervalo definido pelo Gama Baixa e Alta
Gama.

o Gama baixa. Ajusta o menor freqüência central para os filtros passa-tudo. Variável
de 10 Hz para ambos os 8 kHz ou a alta valor de alcance.

o Gama alta. Ajusta a maior freqüência central para os filtros passa-tudo. Variável
a partir de qualquer um de 10 Hz ou a gama de baixas valor de 8 KHz.

o Velocidade / batidas. Ajusta a velocidade do LFO.

o Sincronizar. Clique para envolver LFO Tempo Sync. O tempo vai ser expressa como batidas.
o Rapidez. Variável de 0,01 Hz a 10 Hz.

o Batidas. Selecione a partir de 4/1 a 1/64, com variantes triplete e em tempo pontilhada.

• Comentários. Ajusta o valor do sinal de saída filtrado para ser alimentado de volta para a entrada. Variável de
0 a 95%.

• Estágios. Ajusta o número de estágios de filtro passa-tudo para a Phaser. Variável entre 2 e

20.

• Espalhar. Ajusta a propagação de cada fase de atraso de 0 a 100%

• Profundidade. Ajusta a mistura da saída Phaser processado com o sinal de entrada original seca. Variável de
0 a 100%.

13.9.5 X-TREM

X-Trem é um efeito de vibração que se aplica a modulação de amplitude em uma quantidade variável e taxa de ao longo do tempo. O X-Trem

apresenta sincronia ritmo e um LFO variável com selecionável de 16 passos e sequenciadores 16gate, bem como capacidade de auto-pan.

Use Tremolo em qualquer pista para criar qualquer coisa de mudanças sutis na amplitude de tempo-sincronizado, glitchy, tambores fechados;

Trancy, almofadas fechadas; chimbais panned; e outros sons populares.

Os seguintes parâmetros estão disponíveis para o Tremolo:

• Profundidade. Ajustar a quantidade relativa de modulação de amplitude máxima. Variável de 0 a 100%.

• Velocidade / batidas. Ajuste a velocidade do LFO.

o Sincronizar. Clique para envolver LFO Tempo Sync. O tempo vai ser expressa como batidas.

o Rapidez. Variável de 0,01 Hz a 30 Hz.

o Batidas. Selecione a partir de 4/1 a 1/64 com variantes triplete e em tempo pontilhada.

• Pan / Trem. Clique para mudar o modo do Tremolo para afetar amplitude geral (Trem) ou o saldo esquerdo e
do canal direito (Pan). Pan só é selecionável em faixas estéreo.

• Modo LFO. Selecione a partir de triângulo, seno, dente de serra, ou formas de onda LFO quadrados ou um 16-passo ou 16-gate

sequenciador.
o 16 etapas. Clique na tela LFO para ajustar cada etapa. Os passos dividir a corrente
Velocidade / bate valor de tempo; o valor de cada passo representa a amplitude / panela em que o passo de 0 / disco

esquerda para 100% / disco direito.

o 16 Gates. Clique na tela LFO para abrir / fechar o portão em cada etapa. Os passos
dividir a velocidade atual / bate valor de tempo. Para cada etapa, sem preenchimento cor significa o portão é fechado, e

preenchimento total de cor significa portão é aberto.

13.10 Reverb

efeitos de reverberação são usados ​em quase todas as produções de música e para uma variedade de propósitos. Na vida cotidiana, a

reverberação é o resultado de muitas reflexões de som que ocorrem em um determinado espaço ou outro espaço. Em um espaço

ambiente, o som pode viajar directamente para o ouvido e também ser refletido muitas vezes fora das paredes e teto de uma sala antes

de voltar a alcançar seu ouvido. Com cada reflexão, o som é atenuado como energia do som é absorvido pelas superfícies reflectoras e

dissipada pelo que viajam através de um meio (normalmente ar). Esta coleção de sons reflectidos e atenuadas é o que conhecemos

como reverb.

Reverb fornece pistas auditivas essenciais sobre a natureza de um determinado espaço. Como tal, reverb é comumente usado na

produção de música para criar espaços virtuais em que as várias partes de uma mistura podem interagir.

Studio One apresenta três built-in reverbs: MixVerb, Sala de Reverb, e OPENAIR (Studio One Professional). O que se segue

descreve estes efeitos de reverberação.

13.10.1 MixVerb ™

MixVerb é uma reverberação simples e eficiente, que se destina a ser utilizado como uma inserção em mono ou estéreo faixas.

MixVerb apresenta tamanho ajustável, Predelay, e de amortecimento, bem como um controlo de porta e de som de largura ajustável.

MixVerb oferece os seguintes parâmetros:

• Predelay. Ajuste o tempo de Predelay. Variável de 0 ms a 500 ms. Predelay é a quantidade de tempo antes
que os primeiros sinais reverberou será ouvido.

• Tamanho. Ajuste o tamanho relativo do espaço reverberante. Variável de 0 a 100%.

• Úmido. Ajustar a quantidade relativa de amortecimento (atenuação das frequências superiores) do sinal
reverberado. Variável de 0 a 100%.
• Portão. O portão é aplicada ao sinal de saída de reverberação.

o Portão. Clique para engatar / desengatar o portão.

o Portão Thresh. Ajustar o limiar da porta. Variável de -36 dB a 12 dB.

o Portão Release. Ajustar o tempo de libertação da porta. Variável de 10 ms para 250 ms.

• Largura. Ajustar a largura do campo estéreo. Variável de 0 a 100%. Apenas para faixas estéreo.

• Misturar. Ajustar mistura de sinal MixVerb-processado com o sinal original seca. Variável de 0 a 100%.

13.10.2 quarto Reverb

Quarto Reverb é um reverb sala de simulador que ajusta seus parâmetros de reverberação internos com base em modelos quartos virtual.

Ele foi criado para ser usado como um efeito de envio ou como uma saída principal efeito Channel. Quarto Reverb apresenta parâmetros

variáveis ​quarto e geometria, modelos quarto selecionáveis, e população, amortecimento e controles de superfície suavidade.

Quarto Reverb fornece os seguintes parâmetros:

• Exibição. Apresenta as características gerais de reverberação através de uma escala de tempo de auto-ajuste. Reflexões

primárias são representados por linhas verticais, e a ressonância é representado por um envelope colorido.

• Pré. Ajusta o desvio para a quantidade Predelay natural derivado quarto. Variável de 0 ms para um valor mais elevado

determinado pelas definições do quarto atual.

• Comprimento. Regula o desvio de comprimento de ressonância natural derivado quarto. faixa de valor é variável com base nas

configurações do quarto atual.

• Quarto.
o Tamanho. Ajusta a média geométrica da largura, profundidade e altura da Virtual-
modelo de quarto. Variável de 1m a 20m.

o Largura. Ajusta a largura em relação ao tamanho. Variável de 0,1 a 2.

o Altura. Ajusta a altura em relação ao tamanho. Variável de 0,1 a 1.

• Geometria.

o Dist. Ajusta a distância relativa entre a fonte e a posição do ouvinte


dentro da sala virtual. Variável de 0,1 a 1.

o ASY. Ajusta a assimetria esquerda e direita entre a fonte e o ouvinte


posição. Variável de -1 (posição do ouvinte extrema direita) para uma (posição do ouvinte extrema esquerda).

o Avião. Ajusta a altura relativa da fonte de som e a posição do ouvinte dentro


a sala virtual. Variável de 0 (metade da altura da sala) a 1 (tecto).

• Modelo quarto. Selecione um modelo sintético reverb: Quarto Pequeno, Quarto, Medium Hall, eo grande salão.

o W, D, H Display. Exibe aproximados valores sala de dimensão com base no atual


configurações quarto.

• Personagem.

o População. Ajusta a população relativa de pessoas na sala virtual. Variável


0-1.

o Valor de 0 resulta em baixo, cauda “estático” reforçada.

o Valor de 1 resultados em baixo atenuado, “movimento” cauda.

o Umidade. Ajusta a humidade relativa do ar na sala. Isto tem o efeito


de atenuar as frequências superiores do sinal reverberado. Variável de 0 a
1.

• Reflexividade. Ajusta a suavidade relativa das superfícies da sala virtual. Variável de 0 a 1. Os valores
mais elevados evocar uma reverberação mais eco-like.

• Mistura de reverberação. Ajustar o mix da ressonância e reflexões. Variável de 0 a 1. exibição Reverb é atualizado
para indicar essa mistura.

• Enviar Mix. Ajustar a mistura do sinal MixVerb-processado com o sinal original seca. Variável de 0 a
100%.

• Execute / Qualidade. modo de qualidade é selecionada por padrão. Envolver Execute mode (modo de
desempenho economia) para usar menos recursos da CPU desabilitando piso e teto reflexões e reduzindo a
precisão de cálculo para a reverberação.
13.10.3 OPENAIR (Studio One Professional)

OPENAIR é um altamente eficiente reverb convolução capaz de entregar reverberação ultra-realista com base em impulsos

capturados de ambos os espaços reais e reverbs hardware clássicos.

OPENAIR fornece os seguintes parâmetros:

• Predelay. O padrão é 0 ms; acrescenta Predelay para a resposta ao impulso com um valor positivo, ou trunca
Predelay existente na resposta ao impulso com um valor negativo. Os valores variam de -150 a 300 ms.

• Comprimento. Para valores menores do que o comprimento de impulso de resposta original, este corta a extremidade

(isto é, diminui a reverberação). Para valores maiores, o intervalo entre o ER / LR (início / reflexões reflexões tardias)

ponto de cruzamento e a resposta ao impulso final fica timestretched. O início (até a / ponto de cruzamento LR ER)

não se estendeu, então a impressão quarto criado pelos primeiros reflexos permanece intacta. [Ctrl] / [Command] +

Clique restaura o comprimento ao comprimento da resposta impulsiva.

• Exibição IR e Seleção.
o Log Time. Quando envolvido, isso mostra mais detalhes para o início

reflexões, tornando mais fácil para definir ER / LR ponto de cruzamento.

o Nível de registro. Quando contratado, o que torna mais fácil ver curvas de RMS.

o Nome IR. Clique para abrir seletor de arquivos, ou arrastar e soltar qualquer arquivo IR aqui.

o Prev / Next. Muda a resposta ao impulso para o arquivo anterior ou seguinte em

o mesmo local do arquivo como a resposta ao impulso existente.

• Ressonância. Escalas volumes antes e depois de o ponto de cruzamento do ER / LR, de 0 a 1,00.

• Misturar. Esta é a mistura molhada / seca, de 0 a 100%.

• Envelope.
o Aparecimento gradual. Desvanece-se na resposta ao impulso, de 0 ms a 2.0s.

o ER / LR Crossover. Define o ponto de cruzamento em tempo para o início e final

reflexões; afeta o processamento de impulso-resposta. Intervalo é de 0 a 500 ms.


o Desaparecer. Desvanece-se a resposta ao impulso, a partir de 1 ms ao comprimento do

Resposta de impulso.

Encurtar com estiramento. Quando este é activado, e o comprimento é menor do que a resposta ao impulso inicial, a resposta

ao impulso não é cortado e é, em vez timestretched entre o ponto de interrupção do ER / LR e de fim de resposta ao impulso. (O

teor da resposta ao impulso antes do ponto de interrupção ER / LR não é esticada ou comprimida, preservar o carácter dessas

reflexões e, portanto, uma grande parte do carácter de reverberação.)

o Estender com pitch. Quando este é activado, timestretching não é usado para

comprimento muda, e é usado em vez de reamostragem. Isso dimensiona os primeiros reflexos

também.

• Em processamento. Como OPENAIR não apresentam processamento estéreo verdadeiro, crossfeed canal e transversal

atraso é embutido.

o Alimentação cruzada. Ajusta a quantidade do “outro” canal atrasado que recebe

alimentado para dentro dos canais IR esquerdo e direito, de 0 a 100%

o Cross-Delay. Ajusta o atraso dos canais transversais-alimentado, de forma eficaz na qualidade

como a distância estéreo, de 0 a 25 ms.

o Assimetria. Ajusta atrasos e a mistura de alimentação cruzada para simular um

configuração de gravação assimétrica, de pleno esquerda ao pleno direito.

o 6-banda equalizador paramétrico. Escalas intervalos de frequência em resposta ao impulso.

13.10.4 IR fabricante

IR Maker é um plug-in utilitário que permite que você capture suas próprias respostas de impulso para uso com OPENAIR e
com a seção de gabinete do Ampire XT. A seguir descreve orientações gerais sobre como usar IR Maker para criar impulsos:

• No menu Configuração música / áudio IO, criar um canal de saída configurado com a produção física em sua interface

que o IR Criador sinal de varredura rota vontade completamente. Essa saída pode ser conectado a um alto-falante no

espaço para o qual você deseja capturar uma IR, ou aos efeitos Retorno sobre um amplificador conectado a um

gabinete para a captura de uma IR guitarra gabinete.


• Em seguida, crie um canal de entrada em Configuração de música / áudio IO, configurado com a entrada física em sua

interface que IR Maker irá obter o sinal de retorno da. Um microfone, ou a saída de um processador de hardware, irá se

conectar a esta entrada quando a captura do IR.

• Agora crie uma faixa de áudio em uma canção, definir a sua entrada e saída para a entrada e saída que você acabou de

criar e inserir IR Maker no Track.

• latência Signal-path é importante. Que a latência pode variar por causa da distância do microfone a partir da fonte, por

exemplo, e pode ser uma parte da resposta ao impulso para ser capturado. Assim, é mais fácil de detectar a latência

caminho de sinal com um auto-retorno de saída de interface para interface de entrada. Para fazer isso, você precisa para

encaminhar a saída física diretamente para a entrada física, criando uma auto-retorno para o IO você criou antes. Em

seguida, pressione Detectar na seção Latência Compensação. Se a caixa de latência ainda mostra zero após o teste, então

algo está errado com a sua configuração de áudio (níveis, áudio portas I / O, monitores, cabos, configurações de interface,

etc.).

• Depois de detectar a latência no caminho do sinal, desligue o auto-retorno de antes. Ligue a saída para o dispositivo que

irá receber / emitir o sinal de varrimento de IV (um altifalante em um quarto, um amplificador de guitarra de retorno de

efeitos, etc), e a entrada para o dispositivo que vai capturar o IV (um microfone num quarto ou em frente de um gabinete

de guitarra, ou a saída de um dispositivo de hardware).

• O caminho de saída do arquivo é estruturado como uma parte de base (o caminho para a pasta onde o IRs residem), uma parte

do dispositivo (a subpasta para esse gabinete, espaço, etc.), e uma base-name IR (mic / mic-posição ).

• Selecione o comprimento de varredura (resolução mais = mais alta-frequência e menos ruído). Em geral, 60 segundos deve ser

suficiente para alta fidelidade. IR Comprimento sempre pode ser encurtado mais tarde para economizar recursos de CPU, mas

deve ser longa o suficiente para conter toda a resposta. Como um padrão para armários, recomendamos a utilização de 0.1s.

Shorter varredura e IR Comprimentos se calculada muito mais rápido.

• Normalizando garante a máxima intensidade no IR, mas pode ser feito mais tarde, e pode destruir relacionamentos volume

sonoro entre diferentes dispositivos.

• Normalmente, você precisa acionar os radicais várias vezes para ajustar os níveis. Ele ajuda a mostrar a entrada e

saída canais no misturador para assistir a medição de perto.

• Marque a opção Abrir ter navegador de arquivos do seu computador abrir a resposta ao impulso recém-criado após o

cálculo. Você pode então arrastar que em uma nova pista para ver o IR e fazer as edições que você deseja, como se

desvanece; ou arrastar o IV em OPENAIR ou Ampire XT para uso imediato.

13.11 Pipel ine (Studio One Professional)

Conforme mencionado na seção 9.2.9 deste manual, Pipeline permite que os processadores de hardware para ser inserido em canais de

áudio da mesma forma que são inseridos efeitos virtuais. Esta característica é comumente chamado de “inserção hardware.”
13.11.1 Configurando uma Instância de Pipeline

Inserir uma instância de Pipeline em qualquer canal, tal como qualquer outro efeito, arrastando-à partir do browser, ou
através do menu Add no rack dispositivo Inserir. Note que existem Mono e versões estéreo de Pipeline; usar a versão
que é apropriado para o seu processador de hardware.

A interface Pipeline apresenta os seguintes controles:

• Sinalizar Scope. Exibe uma sobreposição dos sinais de envio e retorno.

o Rótulo. Clique no espaço vazio para digitar um rótulo. Isto é usado para identificar claramente a

hardware inserido.

Enviar controles:

• Ganho. Ajuste o ganho de envio para evitar recorte a entrada de hardware.

• Seleção de saída. Selecione o canal de saída que é usado para encaminhar o áudio do Studio One para o seu processador

de hardware.

Offset. Definido um valor de deslocamento em amostras tendo em conta para a latência induzida directamente por conversores AD / DA e

processadores de hardware.

Voltar controles:

• Ganho. Ajuste o ganho de retorno conforme necessário para evitar recorte após a inserção de hardware.

• Selecção de entrada. Selecione o canal de entrada que é usado para encaminhar o áudio de seu processador de

hardware no Studio One.

• Misturar. Ajustar o mix de envio e retorno de sinal. Isto torna possível o processamento paralelo.

• Fase Invert. Inverter a fase do sinal de retorno (em relação ao sinal de envio). Isto é útil quando fazendo
testes para fins de calibração
Para a direita e extrema esquerda da interface Pipeline são Enviar e voltar metros com indicadores clipe separado,
permitindo-lhe controlar com precisão envio e retorno níveis.

13.11.2 Compensação Automática Latência

Pipeline irá compensar automaticamente para a latência envolvida no encaminhamento de áudio do Studio One para sua
interface de áudio e para trás. Isto é baseado na entrada relatado e latência de saída a partir do driver de hardware de
interface. A latência de ida e volta a ser compensado é exibido em milissegundos na parte inferior da interface Pipeline.

13.11.3 Manual de Deslocamento

Para fins práticos, os processadores de hardware analógico não introduzir latência (além da latência introduzida pela
interface), como seu processamento ocorre em quase à velocidade da luz. No entanto, algumas outras fontes de latência
pode afectar o sinal, incluindo DA latência / ADconverter e processamento de sinal digital de latência (DSP).

Esta latência não é compensada automaticamente, o que pode resultar no sinal sendo adiada muito ligeiramente,
alterando a sua relação de fase para o resto da mistura.

Ajuste o botão de deslocamento para compensar a latência introduzida pelo processador de hardware. O valor do offset é

adicionado à latência de ida e volta total. A definição de um valor positivo aumentará o tempo latencycompensation, e definindo

um valor negativo irá diminuir o tempo latencycompensation. Portanto, definir um valor de deslocamento positivo quando

compensando latência hardwareprocessor.

Para ajudar a determinar o valor apropriado Offset, Pipeline inclui um alcance de sinal que pode exibir a enviar e sinais de retorno

simultaneamente, e oferece uma função Ping para passar uma forma de onda específica através do caminho do sinal para a

calibração.

Uma vez que uma instância de Pipeline foi configurado para áudio rota entre seu processador de hardware e sua interface, você

deve calibrar o valor de deslocamento utilizando a função Ping. Você vai querer o processador de hardware para a Bypass, se

possível, de modo que nenhum processamento é feito no sinal, e você vai querer os níveis de envio e retorno de sinal para

corresponder da melhor forma possível.

• Clique no botão Ping. Isto irá enviar um som curto ao longo de todo o percurso do sinal. O sinal de envio será
exibido em vermelho sobre o âmbito eo sinal de retorno será em azul.

• O sinal de retorno é provável que seja um pouco atrás do sinal de envio no tempo, indicando uma certa quantidade de latência

de sinal de caminho está presente. Você vai compensar desta vez usando o valor offset. Você pode girar o botão, ou digite um

valor diretamente, para definir um valor de deslocamento positivo que trará o sinal de retorno de volta no tempo para alinhar com

o sinal da emissão no escopo.


• Como você se move o botão ou definir um valor, o caminho do sinal será automaticamente ping novamente, e o escopo

será atualizada para fornecer feedback instantâneo sobre a calibração.

• Você também pode clicar no botão Diferença para ver a diferença entre os sinais de envio e retorno.
Quanto menor for a forma de onda torna-se (menor amplitude), o mais alinhados os sinais serão. Isso
também é útil para combinar envio e retorno níveis.

Depois de ter o valor offset correto estabelecido, você deve armazenar uma predefinição, como descrito na próxima seção.

Quando Ping está desativado, o tempo real enviar e sinais de retorno são exibidos. Usando o fader Sense, é possível acionar
a exibição apenas para atualização com base na transientes detectados. Por exemplo, você pode querer ver como o chute e
Tarolas estão se alinhando de um canal de drum-ônibus, e você quer evitar ter o escopo exibir todo o sinal de todos os
tempos. Para fazer isso, mova o fader Sense para a direita até os apenas os transientes que você quer ver, neste caso um
pontapé ou snare-hit são exibidos.

13.11.4 Armazenando Pipeline Presets

Uma vez Pipeline foi configurado para uma determinada peça de hardware, você deve armazenar a configuração como uma predefinição para

que a configuração pode ser recuperado em um momento posterior, como com uma predefinição virtualeffect. Qualquer número de presets

podem ser armazenados, o que permite recuperar as configurações para qualquer número de processadores de hardware. Estes presets

aparecerá sob o efeito Pipeline no navegador, assim como um preset armazenado para um efeito virtual.

Se você criar novos canais de I / O na configuração de áudio I / O ao configurar uma predefinição Pipeline, não se esqueça de clicar

em Tornar padrão antes de sair do menu. Isso irá garantir que o necessário I / O para o preset Pipeline está disponível em cada canção

e Projeto.

Normalmente, você usaria apenas uma instância em um momento de Pipeline com uma configuração de E / S particular. No

entanto, é possível inserir o mesmo predefinido pipeline sobre múltiplos canais, caso em que o sinal de cada canal irá

eficazmente resumir na saída especificado, e que sinal somado voltará a partir do processador de hardware para cada canal ao

mesmo tempo. Embora isso possa levar a possibilidades interessantes, tenha cuidado, pois os níveis poderia facilmente

tornar-se excessiva.

13.11.5 mixagem com Pipeline

Quando Pipeline está sendo usado em qualquer Song, você deve tornar uma mixagem em tempo real, como este é necessário para

que sua inserção hardware a serem incorporados na mistura.

Isso é feito automaticamente, de modo que quando qualquer instância do Pipeline é inserido em uma música ou um projeto, a

mixagem será sempre feito em tempo real.


14 Built-in Instrumentos Virtuais

Um estúdio tem três built-in instrumentos virtuais: SampleOne, Impacto, presença e Mojito. Estes instrumentos fornecem uma

base sólida para a produção de música em qualquer estilo. As seções seguintes descrevem cada instrumento em detalhe.

14,1 SampleOne

Um jogador de amostra está intimamente relacionado com um sintetizador. No entanto, em vez de gerar sons, um jogador de amostra começa com

um clipe de áudio, ou “amostra”, e, em seguida, desempenha essa amostra com base em como o instrumento está configurado.

SampleOne é um leitor de amostra com base gama mapa de teclas ajustável e capacidades de ansa, passo, amplificador,
envelopes de filtro e parâmetros LFO-modulação. A seguir descreve como usar SampleOne.

14.1.1 interface

O visor principal mostra a forma de onda da amostra actualmente seleccionada e permite a reprodução / looprange e edição mapa de

teclas-gama, assim como o zoom de amostra. Para a direita da tela é a lista de todas as amostras carregado no momento, o que vai

provocar simultaneamente e pode, portanto, ser camadas de amostras consideradas. Abaixo do mostrador principal são as amplificador, filtro

e parâmetros de LFO que podem ser definidas para cada amostra.


14.1.2 Adicionar e reproduzir um exemplo

Para adicionar uma amostra de SampleOne, arraste qualquer clipe de áudio a partir do browser, ou qualquer evento de áudio ou faixa

selecionada a partir da janela de arranjo, na lista de amostras. A forma de onda para o clipe de áudio aparecerá no display principal. Se você

arrastar em um intervalo selecionado a partir da janela de arranjo, a gama será levado para um arquivo de áudio separado e, em seguida,

adicionado ao SampleOne.

Nota você pode acessar rapidamente as amostras que estão no mesmo local do arquivo como uma amostra carregada utilizando o botão

Anterior e Seguinte para mudar para a amostra anterior ou seguinte em que local do arquivo.

Por padrão, o intervalo de mapa de teclado é definido a partir de C0 a B5, com C3 definido como nota principal da amostra. Com a faixa de

instrumento SampleOne configurado corretamente e monitorar envolvidos, pressione qualquer tecla dentro do intervalo de mapa de teclado

padrão no seu teclado para jogar a amostra carregada. C3 é definido por padrão como nota principal da amostra, de modo a jogar a chave C3

(meio C) no teclado vai jogar a amostra no seu tom original e velocidade. Tocando as teclas acima C3 vai deslocar a afinação amostra mais

elevada, e joga abaixo C3 irá deslocar o tom da amostra inferior e vai abrandar a velocidade de reprodução.

Como mencionado em seção 7.1.3 , Ao adicionar um arquivo REX para SampleOne do navegador com o comando Enviar para

New SampleOne, fatias individuais do arquivo REX será mapeado através do mapa de teclado (a partir de C3 por padrão,

dependendo do número de fatias), com cada fatia dada a sua própria Nota.

As amostras podem ser ajustados ajustando o parâmetro Tune próximo aos controles de Pitch envelope. Flutuar o mouse sobre
o parâmetro Tune e usar a roda do mouse para ajustar o parâmetro, ou clique e digite um valor. O parâmetro Tune é expresso
em centavos.

Por padrão, até 32 vozes podem jogar simultaneamente, o que significa que você pode jogar 32 notas separadas antes da primeira nota

que você jogou vai ser cortado para permitir que mais vozes para jogar. Clique no botão Mono se você quiser apenas uma voz para

reprodução de cada vez.

Clique no botão Glide se envolver Glide, e ajustar a quantidade relativa de Glide usando o fader horizontal. Glide
criará mudança gradual ao longo do tempo entre notas consecutivas, em oposição à mudança imediata habitual de
uma nota para a próxima.

Ajustar o valor PB Faixa para mudar a gama da roda passo-curvatura, expressa em meios tons.

14.1.3 Ajuste Amostra Intervalo Reprodução

Para ajustar o intervalo de tempo da amostra que vai jogar quando acionado, flutuar o mouse para a borda esquerda ou direita da

amostra até que o cursor mão aparece, em seguida, clique e arraste para a esquerda ou direita. A gama destacada em azul vai jogar

quando a amostra é disparado.


14.1.4 loop A Amostra

Para reprodução em loop de uma amostra, clique no botão de Loop acima da tela principal. Uma exibição de loop Gama aparecerá

acima da onda de amostra, indicando a seção da amostra a ser enrolado. Qualquer gama da amostra pode ser enrolada. Se o

intervalo de ciclo inicia-se após o intervalo de reprodução inicial começa, a amostra será reproduzido a partir do início da posição de

reprodução-gama para o fim da posição de loop-gama; em seguida, ele vai jogar a partir do início do intervalo de loop para o final do

intervalo de loop e volta durante o tempo que a amostra é disparado.

Nota 14.1.5 Mudança Raiz e Keymap Gama

Para alterar a nota de raiz, clique e arraste a alça de raiz-note (exibido imediatamente acima do visor do teclado, C3,
por padrão) para a esquerda ou direita, na tela do teclado. As notas no teclado que irão acionar a amostra são
indicados no visor Keymap Range, que é a barra azul que se estende para a direita e à esquerda da alça nota. Para
restringir o intervalo de notas que irão acionar a amostra, clique e arraste a borda esquerda ou direita da tela Keymap
Range.

14.1.6 Jogando várias amostras

Até 96 amostras podem ser carregadas em SampleOne de uma só vez, com cada amostra carregada exibida na lista de amostra. Selecione

qualquer amostra na lista para editar a sua gama de reprodução, loop, e mapa de teclado, bem como o seu estatuto nota raiz e loop. Todas as

amostras carregadas serão accionadas simultaneamente, dependendo da gama mapa de teclas para cada amostra. Por exemplo, se C3 no teclado

está definido para disparar a cada amostra, pressionando C3 irá acionar todas as amostras ao mesmo tempo. Deste modo, em camadas múltiplas,

ou multitímbrico amostra-a reprodução pode ser alcançado.

Note-se que o envelope amplificador, envelope de filtro e LFO são globais e afetam a produção global de SampleOne.

14.1.7 substituir uma amostra

Para substituir uma amostra em SampleOne, selecionar, na lista de amostra, a amostra que você deseja substituir. Em seguida, arraste

qualquer clipe de áudio a partir do browser, ou qualquer evento de áudio a partir da janela de arranjo, na tela principal. A amostra irá

substituir o anterior na lista de exemplo, e a forma de onda de amostra exibida anteriormente será atualizado para refletir a nova

amostra.
14.1.8 Editar afinação, filtro e amplificador Envelopes

A saída de cada amostra carregada em SampleOne pode ser modificado com envelopes passo, filtros, e amplificador.

Observe o All botão Editar, que permite a edição simultânea de todos os parâmetros de amostragem de uma só vez

quando envolvidos. A seguir descreve o uso desses envelopes.

• Campo Envelope. Modifica as características tom da saída de áudio. Clique no botão Ativar para
ativar / desativar.

o Afinação. Ajusta a afinação da amostra. Variável de -100 centavos para 100 centavos.

o LFO. Ajusta o intervalo dentro do qual o LFO afeta campo. Variável de -1


oitava a uma oitava.

o Env. Ajusta o intervalo dentro do qual o envelope afeta campo. Variável


de -1 oitava para uma oitava.

o Ataque. Ajusta a quantidade de tempo que leva para atingir o valor Env do
pitch original da amostra, uma vez por amostra foi acionado. Variável de 0,98 ms a 1,024s.

o Decair. Ajusta a quantidade de tempo que leva para chegar ao nível de sustentação depois de atingir

volume total. Variável de 0,98 ms a 1,024s.

o Sustentar. Ajusta o nível de Sustain. Variável de -64 dB a 0 dB. O período de sustentar


continua até que o gatilho amostra pára.

o Lançamento. Ajusta a quantidade de tempo que leva para chegar ao tom original depois

gatilho amostra ter parado. Variável de 0,98 ms a 1,024s.

• Filtro Envelope. Modifica as características da saída de áudio frequência. Clique no botão para ativar
ativar / desativar.

o Freqüência. Ajusta a frequência de corte do filtro. Variável de 19,4 Hz a 19,913


kHz.

o Velocidade. Ajusta o intervalo máximo, em oitavas, dentro do qual nota


velocidade pode afectar a gama máxima do filtro (o valor utilizado quando a velocidade é igual a 127).

o Roda. Ajusta a gama, expressa como distância em oitavas, dentro dos quais
a roda de modulação no seu teclado pode ajustar a frequência de corte do filtro instantânea (o
valor utilizado quando o valor é igual a roda da modificação
127).

o LFO. Ajusta o intervalo dentro do qual o LFO afeta o frequenecy corte.


Variável de -6.7 oitavas de 6.7 oitavas.
o Env. Ajusta o intervalo dentro do qual o envelope afeta o cutoff
freqüência. Variável de -10 a 10 oitavas oitavas.

o Ressonância. Ajusta a ressonância relativa do filtro. Variável de 0 a 100.

o Tipo de filtro. Seleciona o tipo de filtro. Escolha entre LP, BP e HP e entre 12


e 24 dB.

o Ataque. Ajusta a quantidade de tempo que leva para que a frequência de corte do filtro para mover

a partir do valor de frequência para o valor envelope uma vez por amostra foi acionado. Variável de 0,98
ms a 101.6s.

o Decair. Ajusta a quantidade de tempo que leva para chegar ao nível de sustentação depois de atingir

o valor envelope. Variável de 0,98 ms a 101.6s.

o Sustentar. Ajusta o nível de sustentação, que é a mistura do sinal filtrado no


valor da envolvente com o sinal filtrado com o valor de frequência. Variável de -96 dB a 0 dB. O período de
sustentar continua até que o gatilho amostra pára.

o Lançamento. Ajusta a quantidade de tempo que leva o filtro para atingir o valor de frequência

após o gatilho amostra ter parado. Variável de 0,98 ms a 101.6s.

• Amplifier Envelope. Modifica as características de amplitude de saída de áudio. Clique no botão Ativar
para ativar / desativar.

o Volume. Ajusta o volume máximo da saída de áudio. Variável de -∞ a seis


dB.

o Velocidade. Ajusta o valor, em dB, que a velocidade das notas afeta a

amplitude máxima. Variável de -144 a 0 dB (o valor utilizado quando a velocidade é igual a


127).

o Roda. Ajusta a gama, expressa em dB, com a qual a modulação


roda em seu teclado pode ajustar a amplitude instantânea a qualquer momento. Variável de -144

para 0 dB (o valor utilizado quando o valor da modificação rodas é igual a 127).

o LFO. Ajusta o intervalo com o qual o LFO afecta a frequência de corte.


Variável de -∞ a 0 dB.

• Pan. Ajusta o pan estéreo da saída de áudio. Variável de full L ao pleno R.

• Ataque. Ajusta a quantidade de tempo que leva para atingir o volume completo uma vez por amostra foi acionado.

Variável de 0,98 ms a 1,024s.

• Decair. Ajusta a quantidade de tempo que leva para chegar ao nível de sustentação após atingir volume total. Variável

de 0,98 ms a 1,024s.
• Sustentar. Ajusta o nível de sustentação. Variável de -64 dB a 0 dB. O período de sustentar continua até que o

gatilho amostra pára.

• Lançamento. Ajusta a quantidade de tempo que demora a atingir um nível de -∞ após o gatilho amostra ter

parado. Variável de 0,98 ms a 1,024s.

14.1.9 Parâmetros modular com LFO

Vários parâmetros de SampleOne pode ser modulada, ou variar ao longo do tempo, com o LFO. A seguir descreve
como usar o LFO para modular parâmetros.

• LFO. Clique no botão Ativar para ativar / desativar.

o Sincronização / Free. Escolha sincronizar a velocidade de modulação de TEMPO (variável entre 1 / 64T

para 4 bares), ajustar a velocidade livremente como frequência (variável de 0,01 Hz a 500 Hz), ou sincronização notar-em

seleccionando nem sincronização nem livre (variável de 0,01 Hz a 500 Hz).

o Forma de onda. Clique para selecionar, de cima para baixo, o triângulo, seno, dente de serra, ou

forma de onda LFO quadrado.

o Demora. Ajusta a quantidade de tempo antes que o LFO afeta qualquer coisa uma vez uma amostra

é acionado. Variável de 0,98 ms a 18s.

o Roda. Ajusta o valor de amplitude de pico, com o qual a roda de modulação vontade
controlar a intensidade do sinal LFO (LFO força quando o valor de roda da modificação é igual a 127). Variável de -144

a 0 dB.
14.2 Impacto

Impacto apresenta uma grade de almofadas em que as amostras são carregados e reproduzidos de forma independente, como acontece

com muitos jogadores tambor de amostras de hardware popular. Cada bloco tem seu próprio passo, amplificador, e controles de filtro com

envelopes de acompanhamento. Há várias saídas estéreo e mono para cada pad, fazendo saída sofisticado büsing simples.

14.2.1 interface

Impacto é organizado como uma grade 4x4 de almofadas, com controles para cada bloco. Abaixo de cada bloco são Solo e controles

Mute, bem como uma atribuição do canal de saída. Clique em qualquer almofada para selecioná-lo e veja os parâmetros, localizado no

lado direito da interface. No canto inferior esquerdo da tela de forma de onda são compensados ​Iniciar e Fim botões para compensar a

reprodução de um início da amostra ou do fim de -0,5 a 0,5s. Para o direito desses controles você vai encontrar botões Adicionar e

Remover amostra para adicionar ou remover uma amostra do bloco selecionada, bem como botões Anterior e Próximo para selecionar a

amostra anterior ou seguinte no mesmo local do arquivo como a amostra existente.

Acima destes controles sobre a extrema-direita é um controle de amostra-zoom, com uma barra de rolagem para a esquerda. Clique no

controle de zoom para ampliar ou reduzir na amostra, e usar a barra de rolagem para rolar através da amostra para a esquerda ou direita se

ampliado para um nível em toda a amostra não é visível.


14.2.2 Adicionar and Play Amostras

Para adicionar uma amostra a uma almofada, arraste qualquer clipe de áudio a partir do browser, ou qualquer evento de áudio ou faixa selecionada

a partir da janela de arranjo, diretamente sobre o bloco desejado. Se você arrastar em um intervalo selecionado a partir da janela de arranjo, a gama

será levado para um arquivo de áudio separado e, em seguida, adicionado ao impacto. Arrastando uma amostra a uma almofada que já contém

uma amostra irá substituir a amostra antigo com o novo, por padrão. Para limpar uma almofada de todas as amostras, [Direita] / [Control] -clique no

bloco desejado e selecione Limpar Pad.

Uma vez que uma amostra foi adicionado a uma almofada, você pode acionar a amostra clicando no bloco com o mouse ou
jogando nota atribuída desse pad no teclado. Há duas atribuições de notas por bloco, exibido na parte inferior cantos
esquerdo e direito de cada bloco. Você pode alterar a atribuição de nota, clicando em um bloco, em seguida, clicando no 1º
desencadear ou 2º campos no canto inferior esquerdo da Impacto e quer introduzindo um valor ou tocar uma nota no
teclado.

Cada bloco tem um modo de reprodução selecionável no canto inferior direito da Impacto. Você pode escolher entre as seguintes:

• Um tiro Poly. Este modo, o gatilho almofada irá iniciar a leitura de toda a amostra, o qual não vai parar até que a
extremidade da amostra é atingido. Se vários gatilhos ocorrer antes do final da amostra é atingido, a amostra vai
ser jogado várias vezes ao mesmo tempo, a cada nova amostra desencadeada sobreposição de quaisquer
outras vozes jogando.

• One Shot Mono. Este modo, o gatilho almofada irá iniciar a leitura de toda a amostra, o qual não vai parar
até que a extremidade da amostra é atingido, ou outro gatilho almofada ocorre.

• Alternancia. Este modo significa o gatilho pad irá iniciar a reprodução da amostra, e se outro gatilho pad ocorre

enquanto a amostra está jogando, a amostra vai parar a reprodução /

• Nota On / Off. Este modo significa que o evento note-on para o gatilho irá iniciar a reprodução da amostra, eo
evento note-off vai pará-lo.

• Sincronizar. À direita da caixa de seleção do modo de reprodução é uma caixa de verificação Sync. Envolver-se esta opção se

você gostaria de reprodução de amostra para começar na batida mais próxima do tempo de disparo, conforme determinado pelo

valor Organizar quantização.

Para solo de uma almofada de modo que você vai ouvir apenas o som quando ele é acionado, clique no botão Solo sob o pad

desejado. Para silenciar uma almofada, para que pad não será ouvido quando acionado, clique no botão Mudo sob o pad desejado.

Note-se que cada bloco tem seus próprios controles afinação, filtro e amplificador.
14.2.3 Múltiplas camadas de velocidade

É possível adicionar mais de uma amostra a uma almofada, que lhe permite acionar amostras diferentes com base em
velocidade. Por exemplo, você pode querer ter três amostras diferentes para um único bloco de tarola: um macio, um médio
e um alto. Dessa forma, quando você joga Impacto, a tarola soará muito mais realista do que se você usou uma única
amostra.

Para fazer isso, segure [Shift] quando arrastar uma amostra ou clipe para uma almofada. Isto irá adicionar uma nova camada para a almofada,

indicado pelo gráfico de barras na exposição da amostra. Clique e arraste o gráfico de barras esquerda ou para a direita para alterar as velocidades

a que as amostras irão desencadear. A faixa de velocidade para a amostra actualmente seleccionada é realçada.

14.2.4 Pitch Control

Você pode modificar o arremesso para a amostra de cada bloco usando os controles de campo.

• campo Envelope

o Ataque. Ajusta a quantidade de tempo a partir de quando o pad é acionado para quando o

valor envelope é atingido. Variável de 0s para ∞.

o Aguarde. Ajusta a quantidade de tempo que o valor de envelope será realizada após o ataque

período e antes de decadência começa. Variável de 0s para ∞.

o Decair. Ajusta a quantidade de tempo que leva após o período de espera para voltar ao

valor envelope. Variável de 0,98 ms a ∞.

• breu

o Envelope. Ajusta a gama detune do envelope de afinação em centavos. Variável de -


1.200 a 1.200 centavos. (O valor padrão é 0, significando que o envelope de afinação não tem efeito.)

o Velocidade. Ajusta o valor máximo de desafinação, em centavos, que é afectada por arremesso

velocidade (o valor detune máximo quando velocidade da nota desencadeada é igual a 127). Variável de -1.200

a 1.200 centavos.

o Trans. Ajusta a transposição em semitons para o bloco selecionado. Variável de -


10 a 12.

o Afinação. Ajusta a afinação, em centavos, para o bloco selecionado. Variável de -100 a 100

centavos.
14.2.5 Amplificador de Controlo

Para ajustar a amplitude para cada pad, use os seguintes parâmetros:

• amp Env

o Ataque. Ajusta a quantidade de tempo a partir de quando o pad é acionado para quando

amplitude máxima é atingida. Variável de -∞ (sem ataque, a amostra inicia a amplitude máxima)
para 0s para ∞.

o Aguarde. Ajusta a quantidade de tempo que a velocidade máxima será realizada após o

período de ataque, antes de decaimento começa. Variável de 0s para ∞.

o Decair. Ajusta a quantidade de tempo que leva após o período de espera para chegar a um

amplitude de -∞ a partir da amplitude máxima. Variável de 0,98 ms a ∞.

• Amplificador

o Velocidade. Ajustar o valor de amplitude máxima, em dB, afectada pela velocidade (o

valor de amplitude máxima quando velocidade da nota desencadeada é igual a 127). Variável de -∞ a 0 dB.

o Pan. Ajusta pan estéreo da amostra para o pad selecionado. Variável de -1 (L) para uma

(R).

o Ganho. Atenua ou aumenta a amplitude, em dB, da amostra atribuída à


almofada seleccionado. Variável de -∞ a 6 dB.

Controlo 14.2.6 fi ltro

Cada bloco possui um filtro variável para permitir que qualquer coisa de modelagem tonal sutil para varreduras de filtro altamente

processados.

• filtrar Env

o Ataque. Ajusta a quantidade de tempo que leva para que a frequência de corte do filtro para mover

a partir do valor de frequência para o valor envelope uma vez por amostra foi acionado. Variável de 0s para
10.1s.

o Aguarde. Ajusta a quantidade de tempo que o valor de envelope será realizada após o ataque

período e antes de decadência começa. Variável de 0s para ∞.

o Decair. Ajusta a quantidade de tempo que leva para voltar ao nível de corte após
atingindo o valor envelope. Variável de 0,98 ms a ∞.

• Envelope. Ajusta a gama do envelope de filtro em oitavas, em relação ao valor de corte. Variável de -10 a 10.
(O valor padrão é 0, significando que o envelope de filtro não tem efeito.)
• Velocidade. Ajusta o valor máximo em oitavas afectadas pela velocidade. Variável de 10 a 10 (o valor máximo

quando velocidade da nota desencadeada é igual a 127).

• Corte fora. Ajusta a frequência de corte do filtro. Variável de 30 Hz a 16 kHz.

• Reso. Ajusta a ressonância do filtro. Variável de 0 a 100.

• Tipo de filtro. Seleciona o tipo de filtro. Escolha de LP (passa-baixo), BP (passa-banda), e HP (passa alto) e
entre 12 e 24 dB pistas.

Pads 14.2.7 Agrupamento

Almofadas podem ser agrupados de modo que quando uma almofada no grupo é acionado, os outros blocos no grupo será sufocada, ou

silenciados. Você pode adicionar almofadas para um dos quatro grupos, fazendo o seguinte:

• Selecione uma almofada que você deseja atribuir a um grupo, clicando sobre ela.

• Clique na caixa de seleção do Grupo na janela de exibição da amostra e escolher 1, 2, 3 ou 4.

• Repita o processo para qualquer pad que você deseja atribuir a um grupo.

Agora, quando uma almofada que está no Grupo 1 é acionado, todos os outros blocos no Grupo 1 será silenciada. Isto, por exemplo, pode ser

utilizada para silenciar diferentes amostras oi-hat, de modo que quando uma amostra de oi-hat fechado é reproduzido na sequência de uma

amostra oi-chapéu aberta, a amostra oi-chapéu aberto vai ser silenciado para evitar que ele toque através o som oi-hat fechado. Isto pode

adicionar realismo aos seus sons de bateria.

14.2.8 Usando várias saídas

Impacto fornece oito saídas estéreo e oito saídas mono para cada bloco. Para alterar o roteamento de saída, clique na
caixa de seleção de saída abaixo as almofadas desejados e escolher o canal de saída desejado para cada pad. Se a
saída do canal ainda não existir no Mixer, ele será adicionado automaticamente.
14,3 Presença

Presença é um instrumento de amostra-jogador virtual que permite que você jogue uma enorme variedade de sons. Presença usa um

formato de som nativo empacotado em conjuntos de som e também pode carregar e jogar qualquer SoundFont. Os conjuntos de som

incluem uma grande variedade de instrumentos, como pianos, cordas, chifres e percussão. Estes sons podem ser extensivamente em

forma de utilizar o amplificador de modulação e envelopes embutidos, filtro, e os efeitos.

14.3.1 carregar e reproduzir uma predefinição

Os conjuntos de som incluídos com o Studio One pode ser encontrado como presets em Presença. Para ver alguns dos presets, clique na

janela de predefinido. Clique uma vez sobre qualquer predefinição na lista para carregar o preset na Presença. Quando carregado, a

predefinição é imediatamente jogável clicando no visor do teclado ou usando o seu teclado.

Presença é capaz de polifonia de 96 voz, ou seja, até 96 vozes pode reproduzir simultaneamente. A voz é muitas vezes
equivalente a uma nota; No entanto, as amostras subjacentes pode ser estéreo, caso em que uma única nota irá usar duas
vozes. O número de vozes a ser usados ​a qualquer momento é exibido no canto superior esquerdo da tela principal.

14.3.2 Adicionar SoundFonts para sua biblioteca

A fim de ser acessado diretamente na Presença, SoundFonts deve ser adicionada à Biblioteca Instrumento Studio, encontrada no

Studio One / Opções / Localização Library / Instrumento [Mac OS X: Preferências / Opções / Localização / Biblioteca instrumento].

Para fazer seus SoundFonts directamente acessíveis nos Presença, simples adicionar o local de armazenamento em que residem

para a Biblioteca Instrumento.


Para fazer isso, clique em Adicionar no menu Biblioteca Instrumento, navegue até o local apropriado e clique em OK.

SoundFonts encontrados no local especificado será adicionado à lista predefinida na Presença.

14.3.3 Parâmetros de controle relativa

amostras múltiplas são usados ​para criar sons em um único instrumento, e presets pode potencialmente compreendem vários instrumentos.

reprodução expressivo é conseguida modificando as amostras dentro de uma pré-definido, usando controlos relativos, como cada uma das

amostras em qualquer dado predefinida pode ter diferentes configurações absolutas.

Os valores dos parâmetros para os controlos em Presença são em relação às configurações absolutas para as amostras no

pré-ajuste carregados, e são expressas como percentagens ou algo semelhante. Embora isso possa parecer confuso na teoria, na

prática, esses controles são muito fáceis de usar.

Controlo 14.3.4 fi ltro

O filtro permite-lhe moldar a tonalidade da saída de áudio usando os seguintes parâmetros:

• Corte fora. Ajusta a frequência de corte do filtro relativa. Variável de -100% a 100%.

• Ressonância. Ajusta a ressonância relativa do filtro. Variável de -960 a 960.

• Tipo de filtro. Selecione o tipo de filtro. Escolher entre o LP (passa-baixo), BP (passa-banda), e HP (passa
alto) e entre 12 e 24 dB.

• Alta qualidade. Ativar um modo de filtro de alta qualidade.

• LFO. Ajusta a quantidade relativa de modulação da frequência de corte do filtro. Variável de -100% a 100%.

• Envelope. Ajusta a quantidade relativa, através da qual a envolvente de modulação irá afectar a modulação
da frequência de corte. Variável de -100% a 100%.

• Velocidade. Ajusta o alcance máximo no qual notar velocidade pode afectar a gama máxima de corte
relativa (o valor utilizado quando a velocidade = 127). Variável entre 100% e 100%.

14.3.5 Amplificador de Controlo

O amplificador permite que você modifique as características de amplitude de saída de áudio usando os seguintes parâmetros:

• Volume. Amplifica ou atenua o volume relativo. Variável de -100% a 100%.

• Pan. Ajusta o pan relativa da saída de áudio. Variável de -100 (G) para 100 (R).

• Ataque. Ajusta a quantidade relativa de tempo que leva para atingir o volume total quando uma nota é tocada. Variável

de -100% a 100%.
• Decair. Ajusta a quantidade relativa de tempo que leva para chegar ao nível de sustentação após atingir volume

total. Variável de -100% a 100%.

• Sustentar. Ajusta o nível de sustentação relativa. Variável de -100% a 100%. O período de sustentar continua até
que o gatilho nota pára.

• Lançamento. Ajusta a quantidade relativa de tempo que leva para chegar a um nível de -∞ após o gatilho
nota parou. Variável de -100% a 100%.

• Velocidade. Ajusta a quantidade relativa pelo que, note velocidade afecta a amplitude máxima. Variável de
-100% a 100% (o valor utilizado quando o valor de velocidade é igual
127).

• LFO. Ajusta a quantidade relativa de modulação de volume. Variável de -100% a 100%.

14.3.6 Afastamento e Controlo Vibrato

O controle de pitch permite que você modifique o campo usando os seguintes parâmetros:

• LFO. Ajusta a quantidade relativa de modulação do tom. Variável de -100% a 100%.

• Envelope. Ajusta a quantidade relativa, através da qual a envolvente de modulação afecta o campo. Variável de
-100% a 100%.

O controle Vibrato permite que você modifique o campo com um LFO independente usando os seguintes parâmetros:

• Demora. Ajusta a quantidade relativa de tempo que leva para vibrato começar. Variável entre 100% e 100%.

• Rapidez. Ajusta a velocidade relativa do vibrato. Variável de -100% a 100%.

• Profundidade. Ajusta o intervalo dentro do qual o campo não será afectado por vibrato. Variável de 0 a 2.

14.3.7 Controle de Modulação

Use Modulation para alterar os parâmetros de presença ao longo do tempo, utilizando os seguintes parâmetros:

• Ataque. Ajusta a quantidade relativa de tempo que leva para chegar a modulação completo quando uma nota é tocada.

Variável de -100% a 100%.

• Decair. Ajusta a quantidade relativa de tempo que leva para chegar ao nível de sustentação depois de atingir a

modulação completa. Variável de -100% a 100%.

• Sustentar. Ajusta o nível de sustentação relativa. Variável de -100% a 100%. O período de sustentar continua até
que o gatilho nota pára.
• Lançamento. Ajusta a quantidade relativa de tempo que demora a atingir um nível de modulação de -∞ após o
gatilho nota parou. Variável de -100% a 100%.

• Rapidez. Ajusta a velocidade relativa do LFO. Variável de -100% a 100%.

• Sincronização / Free. Escolha sincronizar a velocidade de modulação de TEMPO (variável entre 1 / 64T a 4 bares). Ajustar a

velocidade livremente como frequência (variável de 0,01 Hz a 1 kHz), ou ajustar-lo como uma quantidade relativa seleccionando

nem sincronização nem livre (variável de -100% a 100%).

• Demora. Ajusta o atraso início do envelope de modulação. Variável de -100% a 100%. Não disponível ao
utilizar Sync ou ajuste de velocidade grátis.

14.3.8 Controles de desempenho

Presença é capaz de reproduzir até 96 vozes ao mesmo tempo. Os seguintes controles de desempenho estão
disponíveis à esquerda do visor do teclado:

• Deslizar. Ativar / desativar glide, ou aumentando o tom da nota está a ser reproduzida a partir do campo da última

nota tocada.

• Glide Time. Ajusta a quantidade de tempo para alcançar o tom da nota está a ser reproduzida quando Glide está

habilitado. Variável de 9 ms a 1s.

• Roda de modulação (PB). Ajusta campo baseado em Pitch Bend Range. Variável de -1 a
1.

• Campo Faixa Bend. Ajusta a gama da curva de afinação. Variável de 0 a 24 meios tons.

• Mod roda (mod). Ajusta a quantidade de modulação. Variável de 0 a 1.

• Monofónico (MN). Clique para ativar o modo Mono. Isto irá permitir que apenas uma nota para acionar ao mesmo tempo.

14.3.9 FX

Presença tem sete processadores de efeitos embutidos, que pode ser activado independentemente cada. O sinal processado pode

então ser misturado com o sinal original.

Os seguintes controles de efeitos globais estão disponíveis:

• Ignorar. Ignorar todos os efeitos.

o Cada efeito pode ser contornado, independentemente, directamente a partir da Presença principal

exibir clicando em seu nome.

• Editar FX. Clique para mudar para os efeitos do painel FX e editar.

• FX mistura. Ajusta o mix global de 0% a 100%.


Os seguintes efeitos estão disponíveis:

Modulação

• Tipo. Escolha entre Chorus, Flanger e Phaser.

• Refrão

o Demora. Ajusta o tempo de início do coro a partir de 0,01 ms a 40 ms.

o Rapidez. Ajusta a velocidade do coro a partir de 0,1 Hz a 30 Hz.

o Largura. Ajusta a largura relativa da coro de 0 a 100%.

o Profundidade. Ajusta a profundidade relativa da coro de 0 a 100%.

• Flanger

o Demora. Ajusta o tempo de início do flanger de 0,01 ms a 10 ms.

o Comentários. Ajusta o feedback para o flanger de 0% a 99%.

o Velocidade / batidas. Ajusta a velocidade do flanger de 0,1 Hz a 30 Hz ou


1 / 64T para 4 bares, respectivamente.

o Largura. Ajusta a largura relativa da flanger de 0 a 100%.

o Profundidade. Ajusta a profundidade relativa da flanger de 0 a 100%.

• Phaser

o Velocidade de fase. Ajusta a velocidade do Phaser de 10 Hz a 8 kHz.

o Comentários. Ajusta o feedback para o phaser de 0% a 99%.

o Velocidade / batidas. Ajusta a velocidade do Phaser de 0,1 Hz a 30 Hz ou

1 / 64T para 4 bares, respectivamente.

o Mod Largura. Ajusta a largura de modulação da Phaser de 0 a 100%.

o Profundidade. Ajusta a profundidade relativa da Phaser de 0 a 100%.

EQ

• Chumbo / Bass. Seleciona entre duas variações de sete-band equalizador gráfico.

• Conduzir. Ajusta bandas de frequência a 100, 200, 400, 800, 1.6k, 3.2K, e 6,4 kHz.
• Baixo. Ajusta bandas de frequência a 50, 120, 400, 500, 800, 4,5k e 10 kHz.

Distorção

• Tipo. Seleciona o tipo de distorção.

• Dirigir. Ajusta a unidade da distorção de 0% a 100%.

panela

• Velocidade / batidas. Ajusta a velocidade de filtração de 0,10 Hz a 30 Hz ou 1 / 64T a 4 bares, respectivamente.

• Profundidade. Ajusta a profundidade relativa da panela de 0 a 100%.

Portão

• Padronizar. Criar um padrão clicando sobre os segmentos 16 para abrir a porta para cada segmento. O

comprimento do padrão é ajustado com o parâmetro batidas, que é, em seguida, dividido em 16 destes

segmentos iguais.

o Estéreo. Ative esta opção para criar um padrão de som.

• Batidas. Ajusta o comprimento do padrão portão em batimentos, variável de 1 / 64T a 4 bares.

• Profundidade. Ajusta a profundidade relativa da porta de 0 a 100%.

Demora

• Enviar. Ativar o modo Send, onde o sinal é alimentado no atraso como um envio, em vez de em linha como uma inserção.

• Batidas. Ajusta o padrão de atraso em batimentos, variável de 1 / 64T a 4 bares.

• Comentários. Ajusta o feedback do atraso de 0% a 100%.

• Low Cut Filter. Ajusta a frequência do filtro de corte de 20 Hz a 1 kHz.

• Alta Cut Filter. Ajusta a frequência do filtro passa-alto corte a partir de 1 kHz a 20 kHz.

• Misturar. Ajusta a mistura do sinal atrasado com o sinal da fonte de 0% a 100%.

Ressonância

• Predelay. Ajusta a Predelay do reverb de 0 ms a 450 ms.

• Tamanho. Ajusta o tamanho da reverberação de 0% a 100%.

• Úmido. Ajusta o amortecimento da reverberação de 0% a 100%.

• Misturar. Ajusta a mistura do sinal de ressonância com o sinal da fonte de 0% a 100%.


14,4 Mojito

Mojito é uma monofônico sintetizador simples, subtrativo com efeitos que é capaz de gerar uma ampla gama de sons.
Modela um sintetizador analógico clássico e apresenta um oscilador lowaliasing e um filtro de emulação de 24 dB. Mojito
pode gerar sons assassino baixo, sons de chumbo, e efeitos especiais.

14.4.1 interface

Mojito é organizado em oscilador (OSC), Amplificador (AMP), Filter (FLT), e seções FX, com controles fáceis de usar,
mas poderoso.

14.4.2 Osci llator

seção do oscilador de Mojito é no canto superior esquerdo. Aqui você pode configurar o conteúdo harmônico da fonte sonora. Os

controles básicos são os três grandes botões no topo: terreno, Onda, e Largura.

• Campo. Ajusta a frequência de uma oitava abaixo para uma oitava acima da nota tocada. Note-se que isso vai
afetar a frequência de corte somente via keytracking. Parcela será modificado pela roda passo-curva (± 2
semitones).

• Onda. Selecciona entre uma onda em dente de serra e uma onda de pulso. Estas duas formas de onda têm uma rica e

regulares conteúdo harmônico, tornando-as fontes clássicas para a síntese subtractive. ondas Sawtooth conter o

fundamental e todos os harmônicos, enquanto ondas de pulso têm apenas os harmônicos fundamentais e ímpares.

configurações mistas irá efetivamente ajustar o nível dos harmônicos.

• Largura. Ajusta a largura de impulso da onda de pulso entre quase zero e quadrado. Isto irá ajustar o balanço
entre o fundamental e os harmônicos superiores e inferiores.

Abaixo dos três principais controles OSC é uma linha menor de botões que ajustam o quanto as configurações de oscilador será

modulada. A velocidade da modulação é ajustado usando os controles LFO velocidade, localizadas à direita desses botões. O

LFO pode ser sincronizado com o tempo ou que podem oscilar com um período ajustável livremente. Use os moduladores para

criar coro-like ou corda-como sons, vibrato e outros sons modulados familiares.


Há também um botão de oscilador Sub, que pode ser ajustado de 0 a 100% para adicionar mais conteúdo de baixa

frequência ao som.

14.4.3 Amplificador

Abaixo da seção do oscilador é a seção do amplificador. Este consiste em um controle de ganho, que responde a mensagens de

Desconto MIDI, e um controle de velocidade-volume, que modula o volume de uma nota em resposta à velocidade do toque.

A parte mais importante desta seção é o envelope ADSR. ( “ADSR” significa “Attack, Decay, Sustain, Release.”) Com estas

quatro sliders, você pode ajustar as características de amplitude ao longo do tempo. Estas características desempenhar um

grande papel na definição do som geral. O envelope ADSR pode controlar o volume de uma nota tocada e também pode

controlar o corte do filtro.

• UMA. Ajuste o tempo de ataque, que é o tempo necessário para a amplitude do som para ir de zero
(silêncio) a amplitude total. A gama é de 2 a 500 ms.

• D. Ajusta o tempo de decaimento, que é o tempo necessário para a gota de amplitude total ao nível de

sustentação. A faixa é de 2 ms a 1 s.

• S. Ajusta o nível de sustentação, que é o nível que é realizada a partir da extremidade do decaimento até que a

chave é libertado. A faixa é de -96 dB (silêncio) a 0 dB (amplitude total).

• R. Ajusta o tempo de liberação, que é o tempo necessário para voltar a cair ao silêncio após a tecla é liberada.
A faixa é de 2 ms a 2s.

À esquerda da seção AMP é o controle Portamento. Usando o seletor de modo Portamento, você pode escolher
entre três modos:

• Sem Portamento. Uma nota que é tocada enquanto outra nota está jogando vai silenciar a nota anterior
e acionar o novo.

• Legato. Uma nota sobreposta não irá desencadear uma nova envelope mas o campo irá mudar lentamente para o

tom da nova nota.

• Retrigger. Uma nota sobreposta irá retrigger o envelope atual, a partir de seu volume no momento em
que é reativado. Isso também muda lentamente o tom da nota.

• Nota. Velocidade não será aplicada ou atualizado para notas sobrepostas.

O botão de Tempo ajusta a velocidade de deslizamento (isto é, a duração da mudança de passo) quando se utiliza o portamento. A

faixa é de 5 ms a 1 s.

14.4.4 fi ltro

A secção de topo do lado direito da Mojito só afecta o ressonante 24 dB filtro passa-baixo.


• Reso. Controla a ressonância do filtro, o que é uma amplificação, ou ênfase, do sinal no ponto de
decisão-frequência.

o Nota: Se a quantidade de ressonância de um filtro é levantada alta o suficiente, o filtro

começa a oscilar à frequência de corte, gerando, assim, a sua própria forma de onda. Tenha cuidado: esta

pode ser alto!

• Dirigir. Controla a quantidade de unidade de filtro de 0 a 100%.

• Knob de corte. Controla o canto, ou de corte, a frequência, o qual é o ponto acima do qual frequências
será atenuado. A faixa é de 20 Hz a 16 kHz.

Os outros controlos afectar a modulação da frequência de corte.

• Chave. Controla o quanto a nota tocada dimensiona o corte de frequência.

• Velo. Controla o quanto a velocidade da nota tocada desloca a frequência de corte para cima ou para baixo.

• Envelope. Controla o quanto o envelope ADSR desloca a frequência de corte para cima ou para baixo.

• LFO. Controla a quantidade de mudança que o filtro LFO se aplica para a frequência de corte. O LFO pode ser

sincronizado com o ritmo ou ele pode oscilar com um período ajustável.

14.4.5 FX

No canto inferior direito é uma seção de pequenos efeitos que você pode aplicar um efeito de modulação para animar ou ampliar o

som. Profundidade Mod controla a quantidade deste efeito. Usando Mod cores, você pode ajustar o timbre de um flanger semelhante

a um efeito de coro-like. A modulação utiliza um LFO que tem a mesma velocidade que o LFO filtro.

Finalmente, existe uma ultrapassagem, a quantidade de que é controlada pelo controlo do accionamento.
15 Reprodução de vídeo e sincronização

Studio One Professional tem um jogador embutido de vídeo que lhe permite marcar a imagem, sincronizando música e

reprodução de vídeo. O capítulo seguinte descreve como usar este player de vídeo em detalhe.

15.1 Video Interface do Jogador

Abra o Video Player clicando no ícone Video Player na barra de ferramentas ou selecionando-o a partir do menu View. Quando abriu

pela primeira vez, você verá uma tela preta com o texto “Filme não carregado” exibido. A barra de ferramentas inferior contém

controles para o player de vídeo da seguinte forma:

• Remover vídeo. Clique para remover o vídeo atualmente carregado.

• Extrato de áudio. Clique para extrair o áudio do vídeo e colocá-lo em uma faixa de áudio no arranjo.

• Vídeo offset. Definir um valor.

• Opções de vídeo. Escolha para exibir o vídeo como padrão (original) Tamanho Meio Tamanho, ou duplas.

• Parar / Play. Clique para parar ou iniciar a reprodução de vídeo independente da música.

• Conectados. Este está envolvida por padrão, e cumpre a sincronia entre a linha do tempo da música e a reprodução de vídeo. Clique

para desengatar, se você preferir que a música e as posições de reprodução de vídeo não ser sincronizados.

• Mudo. Este está envolvida por padrão e silencia a saída de áudio do vídeo. Clique para desengatar, se
você quiser ouvir a saída de áudio do vídeo.

• Tamanho. Clique e arraste o canto inferior direito do player de vídeo para livremente dimensionar a janela.
No canto superior direito do leitor de vídeo, são botões para maximizar a janela do leitor de vídeo e para fechar o
player de vídeo.

15,2 formatos de vídeo suportados

QuickTime é a tecnologia de vídeo suportado apenas para o player de vídeo Studio One. QuickTime reproduz qualquer formato de vídeo

para o qual um codec está instalado no sistema. Se o player de vídeo exibe Não Codec depois de importar um vídeo, em seguida, o codec

não pôde ser encontrado.

Se você é um usuário do Mac OS X, é altamente recomendável fazer o download Perian, que é um componente QuickTime de código

aberto que adiciona suporte nativo para muitos formatos de vídeo populares, tais como DivX e XviD.

Se você é um usuário do Windows, será usado qualquer codec de vídeo instalada no sistema. Se você encontrar um formato de vídeo

para o qual você não tem um codec instalado, você pode querer visitar

http://www.apple.com/quicktime/ recursos / components.html para procurar o codec.

Visita http://www.apple.com/quicktime/player/specs.html para ver os formatos de vídeo QuickTime suportados


padrão.

15,3 Importar vídeo

A maneira mais simples para importar um arquivo de vídeo é para arrastar e soltá-lo do File Browser para o arranjo. ficheiros de vídeo

suportados será exibido no navegador com um ícone da tira do filme. Você também pode usar o menu Importar vídeo no player de vídeo

para importar qualquer arquivo de vídeo suportados.

Arraste um arquivo de vídeo a partir do navegador de arquivos para o arranjo para importar o arquivo de vídeo para o player de vídeo. Ao fazer

isso, note que a posição para a qual você arrasta o vídeo será usado para definir o deslocamento para a reprodução de vídeo. Por exemplo, se

você arrastar e soltar um vídeo de 10 segundos em na linha do tempo, o deslocamento será fixado em 10 segundos, e reprodução de vídeo não

começará até que a posição seja alcançado.

Segure [Ctrl] / [Command] enquanto arrasta para extrair apenas o áudio do vídeo e colocá-lo na posição para a qual você

arrasta. Segure [Alt] enquanto arrasta para importar simultaneamente o arquivo de vídeo para o leitor de vídeo e extrair o

áudio do vídeo e colocá-lo em uma faixa de áudio.

15,4 Sync para Vídeo

Depois que o vídeo foi importado, enquanto o botão Online no player de vídeo está envolvida, Song e reprodução de vídeo será

em sincronia. Quando você localizar o cursor cronograma enquanto estiver parado ou durante a reprodução, o vídeo irá ajustar

ao quadro correto.

Quando a reprodução de vídeo começa, uma pequena quantidade de dados precisa ser pré-carregado. Deve haver um deslocamento entre o

vídeo e reprodução da música tempo resultante, Studio One irá sincronizar o vídeo durante a reprodução. Isso pode causar a imagem para

saltar um pouco após o início, o que é normal. Para um arranque suave de reprodução de vídeo, recomendamos que você pare, localizar e, em

seguida, começar.
Na prática comum, que vai ser bom para você saber a taxa de quadros do vídeo que você está trabalhando com e para definir que a taxa

de quadros no menu Configuração / Geral Canção / Song. Você pode escolher entre 24 fps, 25 fps, 29,97 fps, 29.97 DFPS, 30 fps e 30

DFPS. Idealmente, você deve ter um código de tempo de referência queimado no próprio vídeo para que você possa comparar a posição

do quadro Canção com a posição timecode de vídeo e garantir a sincronização quadro preciso.

15.4.1 Usando Siga Editar posição com vídeo

É comum a utilização de marcadores para indicar os pontos de vida do vídeo; isto é, posições de tempo onde o som deve sincronizar em

estreita colaboração com o vídeo. Referir-se seção 9.7 deste manual para obter informações sobre como usar marcadores. Quando se

ajusta a posição de um marcador, é possível ter a posição de reprodução, e portanto o quadro de vídeo corrente, seguir a posição do

marcador. Para fazer isso, ative Siga Editar Posição na barra de ferramentas, ao lado Siga Song. Isso ajudará você a colocar com

precisão marcadores para usar como pontos de vida enquanto visualiza o quadro exato em que o marcador corresponde. Da mesma

forma, siga Editar Posição vai ajudar ao tentar sincronizar Evento ou Nota posição com vídeo.

15,5 diferenças de plataforma

No Windows XP, Vista ou 7 (32-bit ou 64-bit), apenas a versão do Studio One 32-bit pode reproduzir vídeo. Como desta escrita,

QuickTime ainda não está disponível para aplicações de 64 bits no Windows, mas espera-se no futuro próximo.

No Mac OS X, QuickTime funciona como esperado. Note-se que ao executar o Studio One como uma aplicação de 64 bits no Mac OS X,

extração de faixas de áudio não é possível neste momento.


16. extensões

funcionalidade do estúdio Um pode ser estendido para além das funções essenciais fornecidos directamente pela
aplicação. Isso permite a integração dos serviços externos da Web e muito mais. Neste momento, apenas uma extensão
está disponível-o SoundCloud cliente-e é instalado por padrão. Você pode ver as extensões instaladas no menu Studio
One / Studio One Extensions.

16,1 SoundCloud Cliente (Studio One Professional)

Esta extensão permite a integração do serviço baseado na Web SoundCloud. Como mencionado na SoundCloud website:
"Seus sons são livres para ir a qualquer lugar na Web com SoundCloud. Compartilhe em particular com a sua família, publicar
em redes sociais, ou incorporar seus sons em seu site." Studio One torna possível tanto fazer upload de áudio e fazer o
download de, SoundCloud.

Com esta extensão funcionar, você pode acessar o cliente SoundCloud diretamente do menu Cliente Studio One /

SoundCloud. Neste menu, você é capaz de fazer o upload direto de áudio para SoundCloud, definindo várias opções

específicas do SoundCloud, ao mesmo tempo.

Você também vai ver um SoundCloud rubrica listado na pasta Servers no Navegador de arquivos.

Você pode arrastar e soltar áudio dos locais listados aqui, tal como
faria em qualquer outro local de arquivos e áudio será colocado no
arranjo e descarregado em conformidade. Você pode até visualizar o
áudio no navegador.

Por exemplo, você pode ter um parceiro de música criando batidas para
você, e ele compartilha que o áudio diretamente com você através
SoundCloud. Você iria procurar a pasta SoundCloud dessa pessoa,
listada sob o SoundCloud indo na Servers, e arraste o áudio desejado no
arranjo. Um evento especial é colocado no arranjo, e o menu
Transferências abrirá para indicar o progresso do download. Quando o
download estiver concluído, a forma de onda aparecerá para o evento, e
você pode continuar como normalmente faria com qualquer material de
áudio.

O cliente SoundCloud é o primeiro de seu tipo em qualquer DAW, oferecendo uma maneira fantástica de obter áudio de e para a Web.

Mais extensões estão a caminho, isso não deixe de olhar para estes em futuras atualizações.
Índice

Eventos, 66 Music Editor, 95

UMA Deslocar, 75 de deslizamento,

de agarramento 74, 67 Faixa de


Opções Avançadas, 39 loops
silêncio, 76 da aba de
de áudio, 79 Audio Track
transientes, 87 timestretching,

81 Ferramentas, 68
Entrada / saída Selection, 45

Monitoramento, 47 Record-Ativando,

46 ​Tempo Mode, 46

Detecção transitória e Edição, 86 Transposição,


Compensação automática de atraso, 22
74 Efeitos de Eventos, 93 Export
Automation, 156

Envelopes, 159
Controladores de hardware, 171
Exportar um arquivo MIDI, 110 Export laços da música e
modos, 162 peças, 163 Pista, 156
áudio Loops, 111 Export caules, 150

F
B
FaderPort, 34 pasta
Dobre Panel, 89
Faixas, 122 FX Cadeia,
Bouncing, 120
141
navegador, 106

Efeitos de áudio, 115 a


G
importação de arquivos, 107

Piscina, 111 Sulco Extração, 91


Instrumentos Virtuais, 115 Gravar grupos, 143
um CD de áudio, 182

H
C
Inserções de hardware, 138
Link Control, 166
Mapeamento de foco, 170
Eu
mapeamento global de, 169 Cue

mistura, 62 Informações View, 14

inserções, 135

D Instalação, 9

activação, 9 Pista
DDP Exportação, 183 Atraso de Instrumento
compensação, 145 Digital lançamento, Configurando uma pista de instrumento, 49 Criando
184 Imagem de disco, 183 Duplicando uma pista de instrumento, 48 Monitoramento, 52
Eventos, 118 Tracks Duplicando, 118 Gravar Ativando, 52

K
E
Comandos Key, 14
Edição, 66 Mapeamento, 15 K-Sistema de
Editor de áudio, 94 curvatura Medição, 145
Marcadores, 87 imagens de baixa

resolução, 84 detectar
M
transientes, 86 Grupos Editar, 80

Marcador Track, 146


Desconto evento Envelopes, 69 Mastering, 174
Atualização automática de arquivos Mastering, 186 Modo de Gravação, 59

Tracks rachar, 179 trilha marcadores, 180 Faixa toma, 57 Desembale Toma,

Sequencing, 178 Meta-Informação, 149 Mixing 58 ReWire, 51

S
Bancos, 132 Bus, 128

Console, 126 Canal FX, Setup, 24

128 Mistura do motor, Dispositivo de áudio, 25 Áudio IO, 27

22 mudo / solo, 127 superfícies de controle 32 MIDI

loops de música, 79 Devices, 29 Requisitos do sistema, 24

Sidechain, 139 Canção

P
Criando um novo Song, 37

Páginas conjuntos de som, 35, 116 SoundCloud,

Projeto, 20 Quick Switch, 21 184, 255

Song, 19 Iniciar, 17 Peak Metro,


144 Desempenho Monitor, 26 de
T
Pitch Correction, 101 Presets
Tempo Pista, 119 Tempo de

assinatura, 119 Camadas

Pista, 60 lista de faixas, 124

Pista Transform, 91 Lixo,

Use e criar Presets, 45 Projeto, 130

174

Q V

Quantize, 89 Quantize Vídeo

Panel, 72 Importar vídeo, 253 QuickTime, 253 Sync

para Vídeo, 253 Reprodução de Vídeo e

Sync, 252 Instrumento Virtual


R

Gravação
Ativando Gravação, 53 faixas de Adicionar um instrumento virtual, 50 Multiple Virtual

áudio, 44 ​Auto perfurador, 54 loop Instrument saídas, 51

de gravação, 57 Metronome, 55
Nota Erase, 60 Pré-Roll, 54
Z

Zoom, 103
© 2011 PreSonus Audio Electronics, Inc. Todos os direitos reservados. A seguir, são marcas comerciais ou marcas registradas da PreSonus Audio
Electronics, Inc., todos os direitos reservados: AudioBox, Capture, FireStudio, MixVerb, TriComp, PreSonus, SampleOne, StudioLive, Studio One, e
XMAX. Mac, Mac OS e Macintosh são marcas registradas da Apple, Inc., nos EUA e outros países. Windows é uma marca registrada da Microsoft, Inc.,
nos EUA e outros países. Outros nomes de produtos mencionados neste documento podem ser marcas comerciais de suas respectivas empresas. Todas
as especificações estão sujeitas a alterações sem aviso prévio ... exceto a receita jambalaya, que é um clássico.

Você também pode gostar