Você está na página 1de 5

Anais

do 7o Workshop de Robótica Educacional - WRE 2016

Aplicação do Arduíno através de Robótica Educacional


para apoio ao Ensino-Aprendizagem de Estudantes do Ensino
Médio no Oeste do Pará
Angel Pena Galvão1, Alexandre Thomas1, Paulo Marcelo Pedroso Pereira1
1
Instituto Esperança de Ensino Superior – IESPES
R. Dep. Icoaraci Nunes, 3315 - Caranazal, Santarém - PA, 68040-100
angel@iespes.edu.br, alexandrethomas1990@gmail.com,
paulo.marcelo@iespes.edu.br

Abstract. This article describes the Extension Project on Educational Robotics being held in a
higher education institution for high school students. The project aims to show the feasibility
of robotics for teaching and learning. In this step it was given to Arduíno Workshop, in order
to encourage students to logical thinking and teamwork. The results show a great enthusiasm
by the students, as they are working with a new platform by applying theoretical concepts in
practice.

Resumo. Este artigo descreve o Projeto de Extensão sobre Robótica Educacional que está
sendo realizado em uma instituição de ensino superior para alunos do ensino médio. O
projeto tem por objetivo mostrar a viabilidade da robótica para o ensino-aprendizagem.
Nesta etapa foi a ministrada a Oficina de Arduíno, com o intuito de incentivar os alunos para
o pensamento lógico e trabalho em equipe. Os resultados demonstram um grande entusiasmo
por parte dos alunos, visto que estão trabalhando com uma plataforma nova aplicando
conceitos teóricos na prática.

1. Introdução
A partir do momento em que os equipamentos tecnológicos começaram a entrar
nos espaços educativos trazidos pelas mãos dos alunos ou pelo seu modo de pensar e
agir inerente a um representante da geração digital, evidenciou-se que as Tecnologias da
Informação e Comunicação (TIC) não mais ficariam confinadas a um espaço e tempo
delimitados. Tais tecnologias passaram a fazer parte da cultura, tomando lugar nas
práticas sociais e significando as relações educativas ainda que nem sempre estejam
presentes fisicamente nas organizações educativas (ALMEIDA; SILVA, 2011).
Moran (2004) afirma que os alunos reclamam do tédio de ficar ouvindo um
professor falando na frente por horas, da rigidez dos horários, da distância entre o
conteúdo das aulas e a vida. A presença das TIC é uma alternativa possível de superação
ou de alternativa aos limites postos pelas “velhas tecnologias”, representadas,
principalmente, por quadro de giz e materiais impressos.
Neste contexto, destaca-se a Robótica Educacional, que é caracterizada por
ambientes de aprendizagem onde o aluno pode montar e programar um robô ou sistema
WRE 2016 – 10 e 11 de Outubro de 2016 – Recife – PE 107
Anais do 7o Workshop de Robótica Educacional - WRE 2016

robotizado (MALIUK, 2009) e sua diversidade de possibilidades como recurso ou


ferramenta, como componente interdisciplinar do currículo e também como prática
pedagógica para a construção de uma escola inclusiva e de qualidade para todos.
Trabalhos (ARAUJO; MAFRA, 2014), (D' ABREU, 2004), (D'ABREU; BASTOS,
2015), (BRITO et al., 2015) foram publicados abordando a robótica para fins
educativos, com o objetivo de melhoria do ensino e aprendizagem do professor e aluno,
respectivamente.
Este artigo tem por objetivo apresentar os resultados da primeira Oficina de
Arduíno do projeto de extensão de uma instituição de ensino superior de Santarém –
Pará. O artigo está organizado como segue: na Seção II são relatados os métodos
abordados durante a execução da oficina sobre o uso da plataforma Arduíno; na Seção
III, são apresentados os resultados da avaliação do curso pelos alunos participantes; e as
considerações finais são descritas na Seção IV.

2. Métodos
2.1 Participantes
Participaram alunos do terceiro ano do ensino médio de uma escola estadual de
Santarém, Pará. A partir de reuniões com diretor e professores responsáveis pelas
turmas, foram selecionados 25 alunos para participação da Oficina de arduíno. Este
curso é fruto do projeto extensão sobre Robótica Educacional desenvolvido pelos
acadêmicos e docentes do curso de Redes de Computadores de uma instituição de
ensino superior do mesmo município, tendo a colaboração de professores parceiros.

2.2 Procedimentos
Para os métodos de pesquisas foram abordados a quantitativa que, segundo
Diehl (2004), trabalha tanto na coleta, quanto no tratamento das informações
objetivando resultados que evitem possíveis distorções de análise e interpretação,
possibilitando uma maior margem de segurança. E também foi trabalhado com
abordagem qualitativa que, também segundo Diehl (2004), descreve a complexidade de
determinado problema, sendo necessário compreender e classificar os processos
dinâmicos vividos nos grupos, contribuir no processo de mudança, possibilitando o
entendimento das mais variadas particularidades dos indivíduos. Para isso, foram
aplicados questionários com 7 perguntas fechadas aos alunos participantes da oficina.

WRE 2016 – 10 e 11 de Outubro de 2016 – Recife – PE 108


Anais do 7o Workshop de Robótica Educacional - WRE 2016

2.3 Oficina de Arduíno


Resultante do projeto de extensão, a oficina de arduíno apresentou os seguinte
eixos de formação: conceitos de microcontroladores; introdução à placa de prototipação
Arduíno; introdução a programação com Arduíno; componentes de um programa:
criação de variáveis, comandos de seleção e repetição, modularização; portas de entrada
e saída; portas analógicas. O Arduíno utilizado nas aulas da oficina foi o modelo Uno
R3, sendo que durante as aulas os alunos em grupos recebiam o kit (arduíno,
protoboard, fios jumpers, display, resistores) para realizar as atividades propostas.

3. Avaliação do Projeto
Nesta seção, são apresentados os resultados preliminares obtidos a partir de um
formulário de avaliação com alunos da turma do curso Oficina de arduíno e fotos de
momentos da participação dos alunos do ensino médio, como demonstrado na Figura 1
e 2. Já na Figura 3, é apresentado o produto final desenvolvido pelos alunos. Durante as
oficinas foram abordadas as temáticas de raciocínio lógico, intensidade de luminosidade
para tela do display, eletrônicos e físicos com cálculos e inserção de resistores para o
produto final.

Figura 1: Desenvolvimento Figura 2: Desenvolvimento Figura 3: Desenvolvimento

prático prático prático

A seguir na Tabela 1, são apresentadas as questões do formulário de avaliação


preenchido por alguns alunos do curso. Neste foi possível observar que uma alta taxa de
aprovação referente à oficina, além de demonstrarem uma significativa importância do
tema na inserção do currículo escolar.

WRE 2016 – 10 e 11 de Outubro de 2016 – Recife – PE 109


Anais do 7o Workshop de Robótica Educacional - WRE 2016

TABELA 1. Questões referentes ao formulário de avaliação do curso Oficina de


Robótica.

Questão Resposta
SIM NÃO
O CURSO OFERECIDO PELA OFICINA DE INTRODUÇÃO À
1 ELETRÔNICA USANDO ARDUIONO ESTÁ ATENDENDO 25 0
SUAS EXPECTATIVAS?
2 O CURSO ESTÁ INCENTIVANDO VOCÊ A ESTUDAR MAIS? 25 0
VOCÊ ACHA QUE ARDUÍNO PODE AJUDAR NAS MATÉRIAS
3 24 1
TEÓRICAS PASSADA EM SALA DE AULA?
VOCÊ PRETENDE CONTINUAR SEUS ESTUDOS COM
4 25 0
ARDUÍNO?
VOCÊ ACHA QUE A MATÉRIA DE ROBÓTICA DEVERIA
5 ESTAR PRESENTE NA MATRIZ CURRICULAR DO ENSINO 21 4
MÉDIO?
VOCÊ CONSIDERA O ARDUÍNO UMA BOA FERRAMENTA
6 25 0
PARA APRENDER PROGRAMAÇÃO E ROBÓTICA?
A OFICINA ESTÁ TE MOTIVANDO PARA CURSAR A ÁREA
7 21 4
DAS EXATAS?

Ressaltamos que o formulário não foi preenchido por todos os alunos que
participaram do curso, entretanto com as respostas de 25 (vinte e cinco) participantes,
verificou-se que os mesmos consideram o Arduíno uma ferramenta interessante para
aprender conceitos teóricos de sala de aula, de programação e robótica.

4. Considerações Finais
A partir do exposto ao longo deste artigo, conclui-se que a robótica educacional,
pode ser uma forma de se garantir a inserção de tecnologia ao currículo escolar,
sobretudo no ensino médio, nosso público alvo. O aspecto interdisciplinar, característico
desse ambiente propicia abertura a novas aprendizagens e maior autonomia intelectual
dos alunos. No que se refere às escolas públicas isso pode se constituir em uma
possibilidade de acesso a conteúdo de cunho tecnológico, geralmente negado à parcela
da população menos favorecida economicamente.

Com os resultados obtidos até o presente momento constata-se que o projeto é de


grande relevância segundo os próprios alunos participantes, sobretudo no quesito
motivação com os estudos e acreditam que seria uma excelente opção de inserção da
robótica no currículo da escola.

WRE 2016 – 10 e 11 de Outubro de 2016 – Recife – PE 110


Anais do 7o Workshop de Robótica Educacional - WRE 2016

Referências
ALMEIDA, M.E; SILVA, M.G. (2011) “Currículo, Tecnologia e Cultura Digital:
Espaços e Tempos de Web Currículo”. Revista e-curriculum, São Paulo, v.7 n1
Abril.

ARAUJO, C. A. P; MAFRA, J.R.S. (2014) “A Robótica Educacional na Matemática


básica: Uma proposta de aprendizagem colaborativa.” em XXII Encontro de
Pesquisa Educacional do Norte e Nordeste - EPENN.

BRITO, M.C; PERALTA, D.A; MORCELI, G. PRADO, J.P.A (2015) “Aplicação da


Robótica Educacional em escolas públicas: relato de experiência”. Anais do 6º
Workshop de Robótica Educacional – WRE.
D’ABREU, João Vilhete Viegas (2004), “Disseminação da robótica em diferentes níveis
de ensino”, em ‘Revista educAtiva’, Vol. 1, pp. 11–16.

D’ABREU, João Vilhete Viegas; BASTOS, Bruno Leal (2015), “Robótica Pedagógica e
Currículo do Ensino Fundamental: Atuação em uma Escola Municipal do Projeto
UCA”, em Revista Brasileira de Informática na Educação, Volume 23, Número 3.

DIEHL, Astor Antonio.(2004) “Pesquisa em ciências sociais aplicadas: métodos e


técnicas”. São Paulo: Prentice Hall.

MALIUK, Karina Disconsi. (2009) “Robótica Educacional como cenário investigativo


nas aulas de Matemática. ” Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-graduação em
Ensino de Matemática. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Porto Alegre,
2009.

MORAN, José Manuel. (2004) “Os novos espaços de atuação do professor com as
tecnologias. Conhecimento local e conhecimento universal: diversidade, mídias e
tecnologias na educação. ” Curitiba: Champagnat, v. 2.

WRE 2016 – 10 e 11 de Outubro de 2016 – Recife – PE 111