Você está na página 1de 75

PLANOS DE AULA – UNIDADE 0

1 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 0: Cais de embarque
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Avaliação de diagnóstico

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Avaliação de diagnóstico.
Data: - -
Tempo: 2 tempos letivos*

Avaliação
Domínio / Conteúdos Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
instrumentos)
Leitura 1. Resolução individual das atividades de Leitura, Gramática e Manual, Teste de
Texto informativo. Escrita (pp. 15-19). pp. 15-17. diagnóstico.
Tema. Ideias principais.
Observação:
Coerência.
No final da realização do teste, à exceção do texto produzido
Gramática (rubrica Escrita), poderá fazer-se a correção imediata da seguinte
Classes de palavras. forma:
Flexão verbal.  cada aluno troca a folha de respostas com um colega;
Formação de palavras.  correção coletiva de cada uma das atividades realizadas; os
alunos vão anotando as respostas corretas e as erradas no teste
Frase ativa e passiva.
do colega;
Funções sintáticas.
 informação ao professor do número de respostas corretas dada
Subordinação. por cada aluno, relativamente a cada rubrica (Leitura e
Escrita Gramática), sendo a informação registada pelo docente.

Parágrafo. Sinais de pontuação.

*Nota: Sendo, atualmente, variável a duração de cada aula (45 ou 50 minutos), optámos por indicar apenas o total de tempos letivos. Em cada caso, terá de ser
feito o ajuste necessário.

2 DIAL9 © Porto Editora


PLANOS DE AULA – UNIDADE 1

3 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 1: Primeira etapa (Texto narrativo em prosa)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 1: “História sem palavras”, de Maria Judite de Carvalho (crónica)

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Características da crónica. Tema. Recursos expressivos: metáfora; adjetivo. Artigo de imprensa.
Data: - -
Atividade de oralidade a partir de visionamento de um vídeo. Redação de uma crónica.
Tempo: 4 + [1] tempos letivos
Formação de palavras. Palavras polissémicas. Relações semânticas: hiperonímia e hiponímia.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Leitura em voz alta do texto “História sem palavras” Manual, Resolução de
Texto literário. – Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e e resolução individual dos exercícios 2. e 3. pp. 22-27, questionários.
universos de referência, justificando. 278-282.
Crónica. Tema. 2. Resolução oral dos exercícios 4. e 5., com registo,
Ideias principais. – Identificar e reconhecer o valor expressivo dos no caderno diário, da resposta à questão 4.2. Observação direta.
recursos expressivos já estudados.
Recursos 3. Sistematização das características da crónica a
expressivos – Reconhecer e caracterizar textos de diferentes partir da visualização da animação “Crónica”.
(metáfora, adjetivo) géneros ([…] crónica […]). CD Recursos /
4. Visualização do vídeo “O dia em que um sorriso
e-Manual:
Oralidade O9 – 3. Participar oportuna e construtivamente em parou São Paulo”, seguida de troca de opiniões, de
acordo com os passos indicados na Fase 1 da – animação
Tema e assunto. situações de interação oral.
rubrica Oralidade e Escrita (p. 23). Esta atividade “Crónica”
Intencionalidade – Debater e justificar ideias e opiniões. – vídeo “O dia em
servirá de preparação para a atividade apresentada
comunicativa. – Considerar pontos de vista contrários e reformular que um sorriso
na Fase 2 da mesma rubrica: redação de uma breve
Manifestação de posições. crónica a partir de indicações dadas. parou São
ideias e pontos de Paulo”.
vista. Registo e O7 – 2. Registar, tratar e reter a informação. 5. Apresentação dos trabalhos de grupo à turma,
tratamento de sendo avaliado o cumprimento das indicações
– Tomar notas.
informação: tomar previamente definidas.
notas. E9 – 14. Redigir textos com coerência e correção 6. Leitura silenciosa do artigo de imprensa
Escrita linguística. “Aconchego”.
Texto narrativo – Dar ao texto a estrutura e o formato adequados, 7. Resolução, individual ou em pares, dos exercícios 2.
(crónica) respeitando convenções tipológicas e (orto)gráficas e 3. (p. 26)
estabelecidas.

4 DIAL9 © Porto Editora


Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)

Leitura L9 – 9. Interpretar textos de diferentes tipologias e 8. Correção coletiva dos exercícios.


Ideias principais. graus de complexidade.
9. Revisão dos seguintes conteúdos gramaticais:
Deduções e – Explicitar temas e ideias principais […]. processos de formação de palavras, polissemia e
inferências. L7 – 8. Interpretar textos de diferentes tipologias e relações semânticas de hiperonímia e hiponímia.
Coesão e graus de complexidade. Estes conteúdos podem ser revistos a partir da
Manual – A minha
coerência. consulta da ficha informativa Formação de
– Fazer deduções e inferências. gramática,
palavras e relações semânticas de A minha
– Detetar elementos do texto que contribuem para a pp. 278-284.
gramática, pp. 278-284.
construção da continuidade e da progressão temática
e que conferem coerência e coesão ao texto: b) 10. Resolução individual dos exercícios 1. a 4. da
substituições por pronomes (pessoais, rubrica Gramática (p. 27).
demonstrativos e possessivos); c) substituições por
sinónimos e expressões equivalentes; d) referência Observações:
por possessivos. a. Os processos irregulares de formação de
palavras (exercício 1.2.1., p. 27) não integram
Gramática G7 – 21. Explicitar aspetos fundamentais da
as Metas Curriculares, não sendo, pois, um
Formação de morfologia.
conteúdo considerado essencial.
palavras. – Sistematizar padrões de formação de palavras
b. Poderão ser marcados, para trabalho de casa Caderno de
Polissemia. complexas: derivação (afixal e não afixal) e
e/ou para treino na sala de aula, alguns Atividades:
composição (por palavras e por radicais).
Relações exercícios do Caderno de Atividades sobre os exercícios das
semânticas G8 – 25. Reconhecer propriedades das palavras e conteúdos gramaticais revistos: fichas 2, 3 e 4 pp. 6 a 16.
(hiperonímia e formas de organização do léxico. – pp. 6 a 16.
holonímia). – Identificar palavras polissémicas e seus significados.
– Reconhecer e estabelecer as seguintes relações
semânticas: sinonímia, antonímia, hiperonímia e
holonímia.

5 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 1: Primeira etapa (Texto narrativo em prosa)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 2: “Elogio do subúrbio”, de António Lobo Antunes (crónica)

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura da crónica “Elogio do subúrbio” de A. Lobo Antunes. Tema. Recursos expressivos: metáfora.
Data: - -
Classes de palavras. Flexão verbal. Verbos regulares e irregulares. Verbos defetivos.
Tempo: 3 tempos letivos
Exercício de pontuação.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Leitura silenciosa do texto, para descoberta dos Manual, pp. 28-32. Resolução de
Crónica. Tema. – Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e elementos solicitados na questão 1.1. (p. 28). questionários.
Ideias principais. universos de referência, justificando. 2. Resolução individual da questão 2. (2.1. a 2.5.) e
Recursos – Reconhecer a forma como o texto está estruturado sua correção coletiva. Observação direta.
expressivos […].
3. Resposta oral às restantes perguntas de
(metáfora). – Identificar e reconhecer o valor expressivo dos interpretação (3. a 7.), com registo da resposta à
recursos expressivos já estudados […]. pergunta 7.2.1.
Leitura L7 – 8. Interpretar textos de diferentes tipologias e 4. Resolução, em pares, das perguntas da rubrica
Deduções. graus de complexidade. Gramática (pp. 31-32), seguida da correção coletiva.
– Fazer deduções e inferências. Observação:
Gramática G7 – 22. Reconhecer e conhecer e conhecer Os exercícios poderão ser realizados com Manual – A minha
Classes de classes de palavras. consulta das pp. 285-288 de A minha gramática. gramática, pp.
palavras. – Integrar as palavras nas classes a que pertencem. 5. Realização da atividade da rubrica Escrita (p. 32), 285-288.
Flexão verbal. G7 – 21. Explicitar aspetos fundamentais da de acordo com a estratégia proposta.
morfologia. Observação:
– Identificar e conjugar verbos em todos os tempos No final da atividade, para uma correção rápida,
(simples e compostos) e modos. poderá ser projetado, a partir do e-Manual, o
– Identificar as formas dos verbos irregulares e dos texto original, que se encontra reproduzido na
verbos defetivos (impessoais e unipessoais). banda lateral.

Escrita E7 – 12. Redigir textos com coerência e correção


linguística. Observação:
Sinais auxiliares da

6 DIAL9 © Porto Editora


escrita e sinais de – Utilizar adequadamente os sinais auxiliares da Poderão ser marcados, para trabalho de casa e/ou
pontuação. escrita e os […] sinais de pontuação […]. para treino na sala de aula, alguns exercícios do Caderno de
Caderno de Atividades sobre os conteúdos Atividades:
Educação Literária EL7 –18. Ler e interpretar textos literários.
gramaticais revistos: fichas 5, 6, 7 e 8 – pp. 17 a 28. exercícios das
Sinais de – Reconhecer o uso de sinais de pontuação para pp. 17 a 28.
pontuação. veicular valores discursivos.

7 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 1: Primeira etapa (Texto narrativo em prosa)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 3: “A aia”, de Eça de Queirós (conto)
Sumário:
(s)
Aula(s) n.º __________ Leitura do conto “A aia”, de Eça de Queirós. Elementos constitutivos da narrativa. Valor expressivo da metáfora. Valor
Data: - - discursivo da pontuação.
Tempo: 5 tempos letivos Exposição de opinião. Discurso direto e indireto. Visualização de um vídeo.

Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Realização da atividade de pré-leitura (p. 33), Manual, Resolução de
Elementos – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de seguida da leitura/audição do conto. pp. 33-39 e 78-79. questionários.
constitutivos da diferentes épocas e de géneros diversos. 2. Consulta do Bloco de notas das pp. 78-79, para
narrativa. – Reconhecer e caracterizar elementos constitutivos da recordar os elementos constitutivos da narrativa. CD Áudio: Observação direta.
Recursos narrativa (estrutura; ação e episódios; personagens, “A aia”.
3. Resolução, em trabalho de grupos, do questionário
expressivos narrador da 1.ª e 3.ª pessoa; contextos espacial e
de interpretação – perguntas 2. a 16. (pp. 37-39).
(metáfora, adjetivo). temporal).
Manifestação de – Analisar o ponto de vista das diferentes personagens. 4. Apresentação / confrontação das respostas de cada
ideias e pontos de grupo.
– Identificar processos da construção ficcional relativos
vista. à ordem cronológica dos factos narrados e à sua 5. Troca de opiniões proposta no exercício 17.
ordenação na narrativa.
6. Revisão da noção de discurso direto e indireto: Manual – A minha
– Identificar e reconhecer o valor dos recursos
– exercício 1. da rubrica Gramática (p. 39), com gramática, pp. 313
expressivos já estudados […].
possibilidade de consulta de A minha gramática e 316.
EL7 – 18. Ler e interpretar textos literários. (p. 313);
– Reconhecer o uso de sinais de pontuação para – resolução dos exercícios 1. e 2., de A minha
veicular valores discursivos. CD Recursos /
gramática (p. 316).
e-Manual:
EL9 – 21. Apreciar textos literários. 7. Visualização de um vídeo sobre Eça de Queirós e – Vídeo “Eça de
– Reconhecer os valores culturais, éticos, estéticos, realização da atividade proposta no exercício da Queiroz,
políticos e religiosos manifestados nos textos. rubrica Oralidade (p. 39). Episódios da vida
– Expressar, oralmente e por escrito, e de forma 8. Correção da atividade anterior. romântica”.
fundamentada, pontos de vista e apreciações críticas

8 DIAL9 © Porto Editora


suscitados pelos textos lidos.
Gramática G7 – 23. Analisar e estruturar unidades sintáticas. Caderno de
Observação:
Discurso direto e Atividades:
– Transformar discurso direto em indireto e vice-versa
indireto. Poderão ser marcados, para trabalho de casa, exercícios das pp.
(todas as situações).
alguns exercícios do Caderno de Atividades sobre 65 a 69.
Oralidade O8 – 2. Registar, tratar e reter a informação. o discurso direto e indireto: ficha 16 – pp. 65 a 69.
Registo e – Tomar notas, organizando-as.
tratamento de
informação: tomar
notas.

9 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 1: Primeira etapa (Texto narrativo em prosa)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 4: “A galinha”, de Vergílio Ferreira (conto)

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura do conto “A galinha”, de Vergílio Ferreira. Elementos constitutivos da narrativa. Exercício de oralidade a partir da
Data: - -
visualização de um vídeo. O pronome pessoal átono em adjacência verbal.
Tempo: 7 tempos letivos
Escrita de um guião para uma dramatização. Leitura encenada.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Leitura / audição do texto, após realização da Manual, Resolução de
Ideias principais. – Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e atividade de pré-leitura (p. 40). pp. 40-49. questionários.
Elementos universos de referência, justificando. 2. Resolução, em trabalho de pares, das questões 2. a
constitutivos da – Reconhecer e caracterizar elementos constitutivos da 5. (p. 45). CD Áudio: Observação direta.
narrativa. narrativa (estrutura; ação e episódios; personagens, “A galinha”.
3. Correção oral das respostas.
narrador da 1.ª e 3.ª pessoa; contextos espacial e
temporal). 4. Resolução coletiva das restantes perguntas de
– Analisar o ponto de vista das diferentes personagens. interpretação do conto (6. a 12., pp. 45-47).

– Identificar processos da construção ficcional relativos Observação:


à ordem cronológica dos factos narrados e à sua O discurso indireto livre (exercício 11., p. 47) não
Oralidade
ordenação na narrativa. integra as Metas Curriculares, não sendo, pois,
Registo e
O9 – 2. Consolidar processos de registo e um conteúdo considerado essencial.
tratamento de
informação: tomar tratamento de informação. 5. Visualização do vídeo “A Neve no Teatro das Beiras CD Recursos /
notas. – Identificar ideias-chave. e realização da atividade proposta na rubrica e-Manual:
Oralidade (p. 47). – Vídeo “A neve no
Escrita E9 – 18. Escrever textos diversos.
teatro das
Guião para – Fazer um guião para uma dramatização […]. 6. Leitura da informação do Bloco de notas da p. 49,
Beiras”.
dramatização. seguida da realização dos seguintes exercícios:
L9 – 7. Ler em voz alta.
– Manual  exercício 2. (p. 49) – coletivamente, com
Leitura – Ler expressivamente em voz alta textos variados, registo no caderno diário;
Leitura em voz alta. após preparação da leitura. Caderno de
– Caderno de Atividades  exercício 3. (p. 30) e Atividades:
Gramática G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe exercícios 1., 3., 4. e 6.de provas de exame (pp. exercícios das pp.
Pronome pessoal do português. 31-32) – individualmente. 30-32.

10 DIAL9 © Porto Editora


em adjacência – Sistematizar as regras de utilização do pronome 7. Realização, em grupos, da atividade proposta na
verbal. pessoal em adjacência verbal em todas as situações. rubrica Escrita, p. 48.
Observação:
e-Manual:
Antes da realização da atividade de escrita, animação “Guião
poderá ser projetada a animação “Guião para para dramatização
dramatização ou filme”, a partir do e-Manual. ou filme”.
8. Leitura dos diferentes textos à turma.

Observação:

Poderá ser marcado, para trabalho de casa, o Manual – A minha


exercício 2. de A minha gramática, p. 296, sobre o gramática, pp. 292
pronome pessoal átono em adjacência verbal.. e 296.

11 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 1: Primeira etapa (Texto narrativo em prosa)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 5: “Felicidade clandestina”, de Clarice Lispector (conto)

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Estudo do conto “Felicidade clandestina”, de Clarice Lispector. Descrição de personagem. Tema. Algumas
Data: - -
características da variedade brasileira do português. Atividade de oralidade: realização de uma apreciação crítica.
Tempo: 4 tempos letivos
Leitura da recensão de um livro. Uso dos conectores.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Audição / leitura do conto. Manual, Resolução de
Tema. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de pp. 50-55. questionários.
Observação:
Ideias principais. diferentes épocas e de géneros diversos.
Dado que a gravação respeita a pronúncia
– Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e CD Áudio: Observação direta.
Retrato de brasileira, poderá ser pedido aos alunos que
personagem. universos de referência, justificando. prestem atenção às diferenças em relação ao “Felicidade
– Analisar o ponto de vista das diferentes personagens. português europeu falado. clandestina”.
Ponto de vista. Heteroavaliação.
EL9 – 21. Apreciar textos literários. 2. Resolução, coletiva, do questionário de Manual – A minha
– Expressar, oralmente e por escrito, e de forma interpretação do texto (2. a 5., pp. 52-53). gramática, pp.
fundamentada, pontos de vista e apreciações críticas 272.
3. Registo, no caderno diário, da resposta à pergunta
suscitados pelos textos lidos. da rubrica Gramática (p. 53). [Ver Observação
Leitura L9 – 12. Reconhecer a variação da língua. acima.]

Variedade brasileira – Distinguir contextos históricos e geográficos em que 4. Divisão da turma em grupos para a preparação,
do português. ocorrem diferentes variedades do português. realização e avaliação da atividade proposta na
rubrica Oralidade (p. 53).
Oralidade O9 – 5. Produzir textos orais (5 minutos) de
Apreciação crítica. diferentes tipos e com diferentes finalidades. 5. Leitura silenciosa do texto da p. 54 (recensão) e
– Fazer a apresentação oral de um tema, justificando realização individual do questionário.
pontos de vista. Observações:
– Argumentar, no sentido de persuadir os interlocutores. e-Manual:
a) Antes da leitura do texto, poderá ser projetada
a animação sobre a “Recensão” (e-Manual), animação
– Fazer apreciações críticas.
“Recensão”.
como uma atividade de compreensão oral: os
Leitura L9 – 8. Ler textos diversos.
alunos tiram notas durante a visualização e, no

12 DIAL9 © Porto Editora


Recensão. – Ler […] recensões de livros […]. final, sintetizam, oralmente, as características
Conectores. deste género textual.
L9 – 9. Interpretar textos de diferentes tipologias e
graus de complexidade. b) A análise dos textos não literários segue a
tipologia de questões da Prova Final.
– Reconhecer a forma como o texto está estruturado
[…]. 6. Correção da atividade anterior.
L7 – 8. Interpretar textos de diferentes tipologias e
graus de complexidade.
– Detetar elementos do texto que contribuem para a
construção da continuidade e da progressão
temática e que conferem coerência e coesão ao
texto: e) conectores.

Sugerimos a realização do teste de compreensão escrita 1, apresentado nas páginas 18-19 do Caderno do Professor e no CD de Recursos, cuja temática se
relaciona com o conto “Felicidade clandestina”, de Clarice Lispector.

13 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 1: Primeira etapa (Texto narrativo em prosa)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 6: “Um dia destes”, de Gabriel García Márquez (conto)

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura do conto “Um dia destes”, de Gabriel García Márquez. Estudo das características do conto. Redação de um
Data: - -
comentário sobre o conto.
Tempo: 4 + [1] tempos letivos
Revisão gramatical: funções sintáticas.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 22. Situar obras literárias em função de 1. Realização da atividade de pré-leitura (p. 56), para Manual, Resolução de
Contexto. grandes marcos históricos e culturais. permitir a contextualização social e histórica do pp. 56-60. questionários.
– Reconhecer relações que as obras estabelecem com conto.
Características do
conto o contexto social, histórico e cultural no qual foram Observação: Observação direta.
escritas.
A atividade de pesquisa proposta deve ser
EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. indicada aos alunos numa aula anterior. Como
– Reconhecer e caracterizar textos de diferentes alternativa, poderá ler-se aos alunos a
géneros ([…] conto, crónica […]). informação apresentada na banda lateral.

EL9 – 21. Apreciar textos literários. 2. Realização do questionário de interpretação (2. a


9.1. – pp. 58-59).
– Reconhecer os valores culturais, éticos, estéticos,
políticos e religiosos manifestados nos textos. 3. Redação individual de um comentário sobre o conto
– rubrica Escrita (p. 60).
Escrita E9 – 18. Escrever textos diversos.
– Escrever comentários subordinados a tópicos Observação:
Comentário.
fornecidos. Antes da escrita individual, poderá ser
Chegar a bom
analisada, coletivamente, a exemplificação da
Gramática G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe porto… Preparar
construção de um texto argumentativo, na p. 31
do português. a Prova Final, p.
Funções sintáticas. do caderno Chegar a bom porto… Preparar a
– Sistematizar as regras de utilização do pronome 31
Pronome pessoal Prova Final.
pessoal em adjacência verbal em todas as situações.
em adjacência 4. Revisão de algumas funções sintáticas – exercícios Manual – A minha
– Consolidar o conhecimento de todas as funções
verbal. 1. e 2. da rubrica Gramática (p. 60). gramática, pp.
sintáticas.
298-299.

14 DIAL9 © Porto Editora


Observação:
Neste texto e nos dois textos seguintes (textos 7 e
8), são revistas as funções sintáticas trabalhadas
nos ciclos anteriores. Poderá, pois, ser oportuno
reservar uma aula para essa revisão. Manual – A minha
gramática, pp.
Para trabalho na sala de aula e em casa, podem ser
300-302 e 305-306.
realizados exercícios dos seguintes materiais:
Caderno de
– A minha gramática, pp. 300-302 e 305-306;
Atividades, pp. 38-
– Caderno de Atividades, pp. 38-51. 51.

15 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 1: Primeira etapa (Texto narrativo em prosa)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 7: “Um cartão misterioso”, de Agustín Fernández Paz (excerto narrativo)

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura de um excerto narrativo (“Um cartão misterioso”).
Data: - -
Revisão gramatical: funções sintáticas.
Tempo: 2 tempos letivos
Realização de uma atividade de escrita criativa.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 21. Apreciar textos literários. 1. Leitura do texto. Manual, Resolução de
Personagem: – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de pp. 61-63. questionários.
2. Resolução oral do questionário de interpretação (p.
sentimentos. géneros variados. 62).
Opinião. – Expressar, oralmente e por escrito, e de forma Observação direta.
3. Estabelecimento de uma relação temática com o
Coerência. fundamentada, pontos de vista e apreciações críticas
texto 5 (“Felicidade clandestina”).
suscitados pelos textos lidos.
4. Revisão de algumas funções sintáticas – exercícios Manual – A minha
EL7 – 18. Ler e interpretar textos literários.
1. a 3. da rubrica Gramática (p. 63). gramática, pp.
– Comparar textos […], distinguindo diferenças e 298-299, 303-304.
semelhanças. [Ver a última Observação do plano da aula anterior.]

Gramática G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe 5. Marcação do trabalho de casa: redação de um dos
do português. textos propostos na rubrica Escrita (p. 63).
Funções sintáticas.
– Consolidar o conhecimento de todas as funções
sintáticas.

Escrita EL9 – 23. Ler e escrever para fruição estética.

Escrita criativa. – Mobilizar a reflexão sobre textos literários e sobre as


suas especificidades, para escrever textos variados,
por iniciativa e gosto pessoal, de forma autónoma e
fluente.

16 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 1: Primeira etapa (Texto narrativo em prosa)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 8: “A algaravia”, de Mário de Carvalho (conto)

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura do conto “A algaravia”, de Mário de Carvalho. Contexto. Análise de expressões idiomáticas. Variação da língua.
Data: - -
Características da oralidade. Leitura expressiva do conto.
Tempo: 4 + [1] tempos letivos
Atividades de compreensão e de expressão oral. Revisões gramaticais: frase ativa e passiva. Funções sintáticas.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 21. Apreciar textos literários. 1. Leitura do conto. Manual, Resolução de
Pontos de vista. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de pp. 64-69. questionários.
2. Resolução do questionário de interpretação (3. a 5.
géneros variados. – p. 68), com registo, no caderno diário, das
– Expressar, oralmente e por escrito, e de forma respostas às questões 3. e 5.. Observação direta.
fundamentada, pontos de vista e apreciações críticas
Observação:
suscitados pelos textos lidos.
Antes da realização do exercício 5., sugerimos Heteroavaliação.
Leitura LE6 – 8. Fazer inferências a partir da informação a consulta da ficha informativa Língua, variação
Inferências. prévia ou contida no texto. e mudança, no bloco A minha gramática, pp.
Expressões – Identificar, pelo contexto […], o sentido de palavras, 272 e 273 (até ao ponto “Mudança linguística”).
idiomáticas. expressões ou fraseologias desconhecidas, incluindo 3. Preparação e realização da atividade 6. (p. 68),em
Variação da língua. provérbios e expressões idiomáticas. trabalho de pares.
Características da L9 – 12. Reconhecer a variação da língua. Observação:
oralidade. – Identificar, em textos escritos, a variação nos planos Durante a apresentação de cada par, os
Leitura expressiva. fonológico, lexical e sintático. restantes alunos poderão avaliar o seu
– Distinguir contextos […] em que ocorrem diferentes desempenho, definindo-se, previamente, os
variedades do português. critérios de avaliação.
L9 – 7. Ler em voz alta. 4. Realização das atividades propostas na rubrica CD Áudio:
– Ler expressivamente em voz alta textos variados, Oralidade (p. 68). “Comentário à obra
após preparação da leitura. Observação: Casos do Beco das
Sardinheiras”
Oralidade O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes A atividade 1. pode ser transformada num teste
graus de formalidade e complexidade. de compreensão oral. No final, poderá fazer -se
Manifestação de

17 DIAL9 © Porto Editora


ideias e pontos de – Identificar os tópicos. a correção imediata da seguinte forma:
vista.  cada aluno troca a folha de respostas com um
O9 – 4. Produzir textos orais corretos, usando
Comentário. colega;
vocabulário e estruturas gramaticais diversificados
Planificação do e recorrendo a mecanismos de organização e de  correção coletiva; os alunos vão anotando as
discurso. coesão discursiva. respostas corretas e as erradas no teste do
colega;
– Planificar o texto oral a apresentar, elaborando tópicos
a seguir na apresentação.  informação ao professor do número de
respostas corretas dada por cada aluno,
Gramática G7 – 23. Analisar e estruturar unidades sintáticas. sendo a informação registada pelo docente.
Frase ativa e frase – Transformar frases ativas em frases passivas e vice- Manual – A minha
6. Revisão da distinção frase ativa e frase passiva e
passiva. versa (consolidação). gramática, pp.
realização, individual ou em pares, dos exercícios da
Funções sintáticas. G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe rubrica Gramática (p. 69). 272-273, 303-304 e
do português. 305-306.
– Consolidar o conhecimento de todas as funções Observação:
sintáticas. Poderão ser marcados, para trabalho de casa e/ou
para treino na sala de aula, exercícios dos seguintes
materiais:
– A minha gramática  exercícios 4. e 5., pp. 305- Caderno de
306. Atividades, pp. 52-
– Caderno de Atividades  ficha 14 – pp. 52-53. 53.

18 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 1: Primeira etapa (Texto narrativo em prosa)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 9: “Meu pé de laranja lima”, de José Mauro de Vasconcelos (excerto narrativo)

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise de um excerto do romance Meu pé de laranja lima, de José Mauro de Vasconcelos. Características da
Data: - -
variedade brasileira do português. Redação de uma apreciação crítica. Atividade de compreensão oral, a partir da
Tempo: 4 tempos letivos
visualização de um vídeo. Autoavaliação.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. Observação: Manual, Resolução de
Romance. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de Para o cumprimento das leituras indicadas nas pp. 70-76. questionários.
Ideias principais. diferentes épocas e de géneros diversos. Metas Curriculares, pode ser analisado apenas o
– Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e excerto apresentado da obra Meu pé de laranja lima Observação direta.
Categorias da
universos de referência, justificando. (ver “Observação” na banda lateral da p. 70). Se
narrativa.
optar pela análise integral da obra, poderá recorrer
– Reconhecer e caracterizar elementos constitutivos da Heteroavaliação.
Escrita ao Guião de Leitura das pp. 74-76 e às sugestões
narrativa […].
Apreciação crítica. apresentadas na banda lateral da p. 74.
– Reconhecer e caracterizar textos de diferentes Este plano refere-se apenas à exploração do Autoavaliação.
géneros ([…] romance, conto […]). excerto.
EL9 – 21. Apreciar textos literários. 1. Leitura silenciosa do texto, de acordo com a
– Expressar, oralmente e por escrito, e de forma instrução apresentada na questão 1.1. (p. 70).
fundamentada, pontos de vista e apreciações críticas
2. Resolução do questionário de interpretação (pp. 72-
suscitados pelos textos lidos.
73):
Leitura L9 – 12. Reconhecer a variação da língua. – questões 2. e 8.  individualmente e por escrito;
Variedade brasileira – Identificar, em textos escritos, a variação nos planos – questões 3. a 7.  coletivamente e oralmente.
do português. fonológico, lexical e sintático.
3. Leitura, em voz alta, dos textos produzidos no
– Distinguir contextos […] geográficos em que ocorrem
exercício 8.
diferentes variedades do português.
Observação:
Oralidade O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes
graus de formalidade e complexidade. A turma deve avaliar o respeito pela indicação
Tópicos.
de dois argumentos e pelo uso dos dois
Manifestação de – Identificar os tópicos.

19 DIAL9 © Porto Editora


ideias e pontos de conectores indicados.
O9 – 5. Produzir textos orais (5 minutos) de
vista.
diferentes tipos e com diferentes finalidades. 4. Realização das atividades de compreensão e de CD de Recursos:
– Fazer a apresentação oral de um tema, justificando expressão oral apresentadas na página 76.
Vídeo “Ler + Ler
pontos de vista. Observações: Melhor”.
– Argumentar, no sentido de persuadir os interlocutores. a. Se for feita a análise da obra integral, estas
– Fazer apreciações críticas. atividades deverão ser realizadas apenas no
final.
b. A concretização da atividade proposta em
5.2. deverá ser agendada com cada aluno.

5. Resolução da ficha de autoavaliação, seguida da Manual, p. 77.


sua correção (p. 77).

20 DIAL9 © Porto Editora


PLANOS DE AULA – UNIDADE 2

21 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 2: À barca, à barca! (Texto dramático Auto da Barca do Inferno)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 1: “A sociedade portuguesa do século XVI” e “Sátira social em Gil Vicente” (textos expositivos)

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Introdução à vida e a obra de Gil Vicente, a partir da visualização de um vídeo. Análise de textos expositivos, para a
Data: - -
contextualização da peça “Auto da Barca do Inferno”, de Gil Vicente.
Tempo: 3 tempos letivos
Estudo dos seguintes aspetos: sátira, tipos sociais e alegoria.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 22. Situar obras literárias em função de 1. Explicação aos alunos da importância de Manual, Resolução de
Contexto social, grandes marcos históricos e culturais. conhecerem alguns aspetos da vida de Gil Vicente e pp. 84-88. questionários.
histórico e cultural. – Reconhecer relações que as obras estabelecem com da época em que ele viveu, para uma melhor
o contexto social, histórico e cultural no qual foram compreensão da peça que vão estudar.
Observação direta.
escritas. 2. Primeira visualização do vídeo indicado na p. 84 e CD de Recursos:
– Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no resolução, individual, da atividade proposta na vídeo “Grandes
plano do imaginário individual e coletivo. questão 1.1., seguida da sua correção. Livros, Auto da
Barca do Inferno –
Oralidade O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes 3. Segunda visualização do vídeo, de acordo com a
excerto 1”.
Compreensão oral. graus de formalidade e complexidade. instrução indicada em 1.2. (p. 85) e resposta oral às
– Identificar os tópicos. perguntas.

Leitura L9 – 8. Ler textos diversos. Observação:

Texto expositivo. – Ler […] textos expositivos, […]”. Durante a segunda visualização, os alunos
devem tirar notas.
L9 – 10. Utilizar procedimentos adequados à
organização e tratamento da informação. 4. Leitura, em voz alta, pelo professor, do texto das pp.
85-86, com eventual esclarecimento de alguma
– Identificar ideias-chave.
dúvida vocabular.
– Organizar em tópicos a informação do texto.
5. Releitura silenciosa do texto pelos alunos e
resolução, em pares, do questionário de
interpretação (p. 86).
6. Confronto / correção das respostas dos diferentes
pares.

22 DIAL9 © Porto Editora


7. Síntese oral das características da sociedade
portuguesa do século XVI.
8. Visualização da animação “Tipos sociais no Auto da e-Manual:
Barca do Inferno”, antes da leitura do texto expositivo animação “Tipos
da p. 87. sociais no Auto da
Observação: Barca do Inferno”.

Com a leitura deste texto é possível introduzir


informação útil sobre o “Auto da Barca do
Inferno”, bem como fazer uma primeira
abordagem ao estilo vicentino, através do
estudo de algum vocabulário que comparece ao
longo da peça.
9. Leitura silenciosa do texto “Sátira social em Gil
Vicente” (p. 87), com consulta do Bloco de notas da
p. 88.
10. Resolução do questionário de interpretação (p. 88):
– exercícios 1.1. e 1.2.  individualmente;
– exercícios 1.3. a 1.5.  coletivamente.

Observação:
Como trabalho de casa, poderá ser pedida a Manual, p. 154.
esquematização da informação dos textos
apresentados no Bloco de notas da p. 154.

23 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 2: À barca, à barca! (Texto dramático Auto da Barca do Inferno)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 2: “Auto da Barca do Inferno – Introdução”

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise da introdução do Auto da Barca do Inferno. Elementos alegóricos. Atividade de compreensão e
Data: - -
expressão oral, a partir da visualização de um vídeo sobre a peça de Gil Vicente.
Tempo: 1 tempo letivo

Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Leitura da introdução do Auto (p. 89), com registo, Manual, Resolução de
Texto dramático. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de no caderno diário, das respostas às perguntas 1. e 2. pp. 89-91. questionários.
diferentes épocas e de géneros diversos. 2. Visualização do vídeo “Grandes Livros, Auto da
– Reconhecer e caracterizar textos de diferentes Barca do Inferno – excerto 2”, seguida da resposta Observação direta.
géneros ([…] texto dramático). individual às questões 1.1. e 1.2. (pp. 90-91). CD de Recursos:
vídeo “Grandes
Oralidade O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes 3. Realização do debate proposto na questão 2. (p.
Livros, Auto da
Compreensão e graus de formalidade e complexidade. 91).
Barca do Inferno –
expressão oral. – Identificar os tópicos. excerto 2”.
Observação:
– Manifestar ideias e pontos de vista pertinentes
relativamente aos discursos ouvidos. Como trabalho de casa, poderá ser solicitada a
Manual,
leitura da informação do Bloco de notas das pp.
O9 – 3. Participar oportuna e construtivamente em 150-151 – “O texto dramático” e “A representação do pp. 150-151.
situações de interação oral. texto dramático” –, para revisão das características e
– Estabelecer relações com outros conhecimentos. do vocabulário específico do texto dramático e da
– Debater e justificar ideias e opiniões. representação teatral.
– Considerar pontos de vista contrários e reformular
posições.

24 DIAL9 © Porto Editora


Nota:
Na abordagem das diferentes cenas do Auto da Barca do Inferno, propomos a seguinte estratégia:
 cenas I, II, III, IV e XI análise em grande grupo;
 cenas V, VI, VII, VIII, IX e X  análise em grupos de trabalho (ver p. 112 do manual).
Pensamos que esta estratégia se justifica, visto que há vários aspetos comuns de análise ao longo de todas as cenas.

Unidade 2: À barca, à barca! (Texto dramático Auto da Barca do Inferno)


Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 3: “Auto da Barca do Inferno – Cenas I e II – O Arrais do Inferno e o Fidalgo”

(s)
Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise das cenas I e II do Auto da Barca do Inferno. Estudo de alguns recursos expressivos (ironia,
Data: - -
eufemismo, antítese) e análise da sua expressividade no texto. Identificação dos tipos de cómico presentes no texto.
Tempo: 6 + [1] tempos letivos Estudo de alguns processos fonológicos. Arcaísmo. Palavras convergentes e divergentes.

Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. Observação: Manual, Resolução de
Texto dramático: – Identificar e reconhecer o valor dos recursos Se não tiver sido realizado o trabalho de casa pp. 150-151. questionários.
elementos expressivos já estudados […]. sugerido no plano de aula anterior, poderá ser
constitutivos. – Reconhecer e caracterizar textos de diferentes oportuno começar por rever os elementos Observação direta.
Tipos de cómico. géneros ([…] texto dramático). constitutivos do texto dramático a partir do Bloco de
notas das pp. 150-151.
Recursos EL8 – 20. Ler e interpretar textos literários.
expressivos: ironia, 1. Leitura silenciosa do excerto da p. 92 e resolução da Manual,
– Sistematizar elementos constitutivos do texto
eufemismo, questão 1. pp. 92-102.
dramático (ato, cena, fala e indicação cénica).
antítese.
– Distinguir diálogos, monólogos e apartes. 2. Resolução das questões 2. e 3. (p. 98), relativas à
cena I.
Leitura L9 – 8. Ler textos diversos.
3. Observação da ilustração da p. 95 em diálogo com a
Texto de opinião. – Ler […] textos expositivos, textos de opinião […].
didascália da p. 92, para identificação dos símbolos
Texto expositivo. L9 – 12. Reconhecer a variação da língua. cénicos de que o Fidalgo se faz acompanhar e

25 DIAL9 © Porto Editora


Variação da língua. – Identificar, em textos escritos, a variação nos planos colocação de hipóteses sobre as razões que levarão
fonológico, lexical, e sintático. o Fidalgo ao Inferno.
– Distinguir contextos históricos e geográficos em que 4. Leitura / audição da cena do Fidalgo. CD Áudio: “O
ocorrem diferentes variedades do português. Arrais do Inferno e
5. Resolução do questionário de interpretação (4. a o Fidalgo”.
Gramática G9 – 24. Explicitar aspetos da fonologia do 10., pp. 98-99), com registo, no caderno diário, das
português. respostas às questões 4.1., 5.2., 9.1. e 9.2.
Processos
– Identificar processos fonológicos de inserção e-Manual:
fonológicos. 6. Visualização de duas animações a partir do e-
(prótese, epêntese e paragoge), supressão (aférese, animações sobre:
Arcaísmos. Manual e/ou consulta do Bloco de notas das pp.
síncope e apócope) e alteração de segmentos – a estrutura do
Palavras 152-153, sobre
(redução vocálica, assimilação, dissimilação, Auto da Barca do
convergentes e metátese). – a estrutura do Auto da Barca do Inferno; Inferno;
divergentes. – os tipos de cómico no Auto da Barca do Inferno.
G9 – 26. Reconhecer propriedades das palavras e – os tipos de
formas de organização do léxico. 7. Resposta oral à questão 11. (p. 99). cómico no Auto
da Barca do
– Identificar […] arcaísmos. 8. Resolução, individual, da atividade proposta nas pp. Inferno.
2-3 do caderno Chegar a bom porto… Preparar a
Prova Final, seguida da sua correção coletiva. Chegar a bom
porto… Preparar
9. Observação do “Quadro geral de análise”, da p. 102,
a Prova Final, pp.
que deverá ser registado no caderno diário, fora da
2-3.
sala de aula.
CD de Recursos:
10. Explicação das seguintes noções: arcaísmo, Quadro geral de
processos fonológicos, palavras convergentes e análise – Auto da
divergentes (A minha gramática, pp. 275-276 e Barca do Inferno.
278).
Sugestão: Manual – A minha
gramática, pp.
A explicação dos processos fonológicos poderá
275-276 e 278.
ser introduzida a partir de três sequências de
aprendizagem que se encontram no e-Manual, e-Manual,
sobre processos de inserção, supressão e sequências de
alteração. aprendizagem
sobre “Processos
11. Realização dos exercícios da rubrica Gramática fonológicos”.
(p. 101), com possibilidade de consulta de A
minha gramática.

26 DIAL9 © Porto Editora


Observação:

Poderão ser marcados, para trabalho de casa e/ou


para treino na sala de aula, exercícios dos seguintes Manual – A minha
materiais: gramática, p. 277.

– A minha gramática  exercícios 4. a 7., p. 277. Caderno de


– Caderno de Atividades  ficha 1. – exercícios 1. Atividades,
a 5., pp. 4-5. pp. 4-5.

Sugerimos a realização do teste de compreensão escrita 2, apresentado nas páginas 20-21 do Caderno do Professor e no CD de Recursos.

27 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 2: À barca, à barca! (Texto dramático Auto da Barca do Inferno)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 4: “Auto da Barca do Inferno – Cena III – O Onzeneiro”

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise da cena III do Auto da Barca do Inferno. Diálogo intertextual entre o poema “Levando um velho
Data: - -
avarento”, de Bocage, e a figura vicentina do “avarento.”. Sátira. Ironia. Visualização de duas representações diferentes
Tempo: 3 tempos letivos
da mesma cena. Revisão do modificador do nome.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 22. Situar obras literárias em função de 1. Realização da atividade de pré-leitura – análise Manual, Resolução de
Intertextualidade. grandes marcos históricos e culturais. intertextual com poema de Bocage (p. 103). pp. 103-107. questionários.
Recursos – Comparar ideias e valores expressos em diferentes 2. Leitura / audição da cena do Onzeneiro. CD Áudio: “O
expressivos. textos de autores contemporâneos com os de textos Observação direta.
3. Resolução do questionário de interpretação (p. 106). Onzeneiro”.
de outras épocas e culturas.
EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 4. Resolução, em pares, da atividade proposta nas pp. Chegar a bom
4-5 do caderno Chegar a bom porto… Preparar a porto… Preparar
– Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de
Prova Final, seguida da sua correção coletiva. a Prova Final, pp.
diferentes épocas e de géneros diversos.
4-5.
– Identificar e reconhecer o valor dos recursos 5. Projeção de duas representações teatrais da cena
expressivos já estudados […]. do Onzeneiro, seguida da troca de opiniões proposta CD de Recursos:
na banda lateral da p. 103. – Quadro geral de
Gramática G8 – 24. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe análise – Auto da
do português. 4. Revisão da função sintática de modificador do
Funções sintáticas: Barca do Inferno;
nome, a partir da rubrica Gramática (p. 107) e da
modificador do – Identificar as funções sintáticas de modificador do – Representações
informação da p. 304 de A minha gramática.
nome. nome restritivo e apositivo. da cena do
5. Resolução de exercícios gramaticais sobre o Onzeneiro.
G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe
modificador do nome – exercícios 11., 12. e 13. da p.
do português. Manual – A minha
307 de A minha gramática.
– Consolidar o conhecimento de todas as funções gramática, pp. 304
sintáticas. Observação: e 307.
Como trabalho de casa, poderão ser marcados mais Caderno de
exercícios sobre o modificador do nome, a partir do Atividades, pp. 47,
Caderno de Atividades: exercícios 1. a 6., das pp. 48 e 51.
47-48, e exercícios 6., 7. e 8., da p. 51.

28 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 2: À barca, à barca! (Texto dramático Auto da Barca do Inferno)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 5: “Auto da Barca do Inferno – Cena IV – O Parvo”

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Exercício de compreensão oral, a partir da visualização de um vídeo. Leitura e análise da cena IV do Auto da Barca do
Data: - -
Inferno. Estudo de fenómenos linguísticos reveladores de evolução semântica na língua portuguesa. Processos
Tempo: 3 tempos letivos
fonológicos. Valor de sufixos nominais.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Oralidade O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes 1. Realização da atividade de compreensão oral Manual, Resolução de
graus de formalidade e complexidade. apresentada na rubrica Oralidade (p. 108), a partir questionários.
Informação pp. 108-111.
essencial. EL9 – 21. Apreciar textos literários. da visualização do vídeo.
CD de Recursos:
– Analisar o ponto de vista das diferentes personagens. Sugestão: Observação direta.
Educação Literária vídeo “Parvo: os
L9 – 12. Reconhecer a variação da língua. significados para lá
Ponto de vista. Para variar as estratégias de abordagem das
– Identificar, em textos escritos, a variação nos planos diferentes cenas do Auto, sugerimos, em alternativa da palavra”;
fonológico, lexical, e sintático. às propostas apresentadas no manual, a CD Áudio: “O
Gramática G9 – 24. Explicitar aspetos da fonologia do visualização, a partir do e-Manual, da sequência Parvo”.
Evolução português. didática sobre a cena do Parvo. Nesta sequência,
surge a leitura do texto, a sua interpretação e, ainda, e-Manual:
semântica. – Identificar processos fonológicos de inserção
a abordagem dos conteúdos gramaticais trabalhados sequência didática
Processos (prótese, epêntese e paragoge), supressão (aférese,
na rubrica Gramática do manual (p. 111). “Parvo”.
fonológicos. síncope e apócope) e alteração de segmentos
(redução vocálica, assimilação, dissimilação, 2. Preenchimento do Quadro geral de análise,
Formação de
metátese). relativamente à personagem do Parvo.
palavras. Chegar a bom
G7 – 21. Explicitar aspetos fundamentais da porto… Preparar
3. Resolução, em pares, da atividade proposta nas p. 6
morfologia. a Prova Final, pp.
do caderno Chegar a bom porto… Preparar a
– Explicitar o significado de palavras complexas a partir Prova Final, seguida da sua correção coletiva. 4-5.
do valor do radical e de prefixos e sufixos nominais,
Observações: e-Manual:
adjetivais e verbais do português.
sequência de
Escrita E9 – 19. Rever os textos escritos. a. Para a explicação da noção de evolução
aprendizagem
semântica, poderá ser mostrada a sequência de
Reescrita de texto. – Reformular o texto de forma adequada, mobilizando “Evolução
aprendizagem sobre “Evolução semântica das

29 DIAL9 © Porto Editora


os conhecimentos de revisão de texto já adquiridos. palavras”, a partir do e-Manual. semântica das
b. Como trabalho de casa, poderão ser marcados os palavras”
exercícios da rubrica Gramática (p. 111). Manual, p. 111.

30 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 2: À barca, à barca! (Texto dramático Auto da Barca do Inferno)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Textos 6 a 11: “Auto da Barca do Inferno – Cenas V a X”

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise, em trabalho de grupo, das cenas V a X do Auto da Barca do Inferno. Apresentação do trabalho de
Data: - -
cada grupo à turma.
Tempo: 10 tempos letivos

Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Organização de seis grupos de trabalho para Manual, Resolução de
Texto dramático. análise das cenas V a X – uma cena para cada pp. 112-137. questionários.
O9 – 4. Produzir textos orais corretos, usando
grupo.
Oralidade vocabulário e estruturas gramaticais diversificados
e recorrendo a mecanismos de organização e de 2. Leitura coletiva das instruções gerais de trabalho, Observação direta.
Expressão oral.
coesão discursiva. comuns a todos os grupos (p. 112).
– Planificar o texto oral a apresentar, elaborando 3. Realização das atividades específicas de cada
tópicos a seguir na apresentação. grupo e preparação da apresentação dos trabalhos à
– Utilizar informação pertinente, […]. turma.
– Usar a palavra com fluência e correção, utilizando Sugestão: e-Manual:
recursos verbais e não verbais com um grau de representação do
Antes ou depois de cada grupo apresentar a análise
complexidade adequado ao tema e às situações de Auto da Barca do
da cena analisada à turma, poderá ser projetada a
comunicação. Inferno, pela
representação teatral da cena respetiva (e-Manual),
– Diversificar o vocabulário e as estruturas utilizadas companhia de
como forma de permitir o contacto de todos os
no discurso. teatro Filandorra.
alunos com o texto vicentino.
– Utilizar ferramentas tecnológicas com adequação e
4. Preenchimento coletivo do Quadro geral de CD de Recursos:
pertinência como suporte adequado de intervenções
análise, relativamente às diferentes personagens. Quadro geral de
orais.
análise – Auto da
Escrita 5. Resolução das atividades propostas nas pp. 7-13 do
E9 – 15. Escrever para expressar conhecimentos. Barca do Inferno.
caderno Chegar a bom porto… Preparar a Prova
Síntese. – Elaborar […] sínteses […].. Final, seguida da sua correção coletiva. Chegar a bom
Texto expositivo. porto… Preparar
Sugestão:
a Prova Final, pp.
Sugere-se que a cada grupo seja atribuída a 7-13.
atividade relativa a uma cena diferente da que o

31 DIAL9 © Porto Editora


grupo analisou. Após a realização das tarefas, cada
Caderno do
grupo poderá trocar impressões com os colegas que
Professor, pp. 76-
estudaram a mesma cena, para ambos os grupos
77.
poderem aperfeiçoar a sua leitura analítica.
No final, todos os alunos devem ficar com um registo CD de Recursos:
do texto relativo a cada personagem (ver proposta de Respostas às
resolução nas pp. 76-77 do Caderno do Professor atividades 4 a 9 do
ou no CD de Recursos). caderno Chegar a
bom portam…
Preparar a Prova
Final.

32 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 2: À barca, à barca! (Texto dramático Auto da Barca do Inferno)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 12: “Auto da Barca do Inferno – Cena XI – Os Quatro Cavaleiros” e outras atividades

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise da cena XI do Auto da Barca do Inferno.
Data: - -
Revisão das orações subordinadas adjetivas relativas.
Tempo: 6 tempos letivos
Realização de outras atividades a propósito do Auto.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 21. Apreciar textos literários. 1. Leitura do texto, após a realização da atividade de Manual, Resolução de
Texto dramático. – Expressar, oralmente e por escrito, e de forma pré-leitura (p. 138). pp. 138-141. questionários.
Cartoon – fundamentada, pontos de vista e apreciações críticas 2. Resolução oral do questionário de interpretação (p. CD Áudio: “Os
intertextualidade. suscitados pelos textos lidos. 139). Observação direta.
Quatro Cavaleiros”.
G7 – 23. Analisar e estruturar unidades sintáticas. 3. Preenchimento coletivo do Quadro geral de CD de Recursos:
– Identificar processos de subordinação entre orações: análise, relativo aos Quatro Cavaleiros. Quadro geral de Autoavaliação.
Gramática […] b) subordinadas adjetivas relativas. análise – Auto da
4. Resolução individual da atividade proposta na p. 14
Subordinação. G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe Barca do Inferno.
do caderno Chegar a bom porto… Preparar a Teste de verificação
Oração do português. Prova Final, seguida da sua correção coletiva. Chegar a bom de leitura.
subordinada
– Dividir e classificar orações. porto… Preparar
adjetiva relativa. 5. Realização de uma atividade de intertextualidade, a
EL9 – 23. Ler e escrever para fruição estética. partir do cartoon da p. 140. a Prova Final, p.
– Mobilizar a reflexão sobre textos literários e sobre as 14.
6. Explicação das orações subordinadas adjetivas
suas especificidades, para escrever textos variados, e-Manual:
relativas, a partir dos seguintes recursos:
por iniciativa e gosto pessoal, de forma autónoma e sequência didática
fluente. – rubrica Gramática (p. 141);
sobre as orações
– sequência didática (e-Manual). subordinadas
EL9 – 22. Situar obras literárias em função de
grandes marcos históricos e culturais. adjetivas relativas.
Observação:
– Comparar ideias e valores expressos em diferentes Para treino na sala de aula ou em casa, podem ser Manual – A minha
textos de autores contemporâneos com os de textos realizados os exercícios seguintes: gramática, pp.
de outras épocas e culturas. 141, 310-312.
– A minha gramática  exercícios 8., 10., 11. e 12.,
E9 – 18. Escrever textos diversos. das pp. 311-312; Caderno de
Atividades, pp. 57-
– Fazer um guião para uma dramatização […]. – Caderno de Atividades  exercícios 9., 10., 11. e

33 DIAL9 © Porto Editora


L9 – 8. Ler textos diversos. 12., das pp. 57-58; exercícios 2., 3., 6., 8., 12. e 58, 60-64.
17., das pp. 60-64.
Leitura – Ler […] textos de opinião, textos argumentativos […].
Texto de opinião. 7. Realização, coletiva, individual ou em grupo, de Manual,
E9 – 18. Escrever textos argumentativos.
algumas das atividades apresentadas na rubrica pp. 143-146.
Texto – Escrever textos argumentativos com a tomada de uma Outras atividades (pp. 143-146).
argumentativo. posição; a apresentação de razões que a justifiquem,
Escrita com argumentos que diminuam a força das ideias Observação:
contrárias; e uma conclusão coerente. Algumas das atividades propostas podem ser
Escrita criativa.
realizadas facultativamente pelos alunos.

8. Leitura do texto de opinião da p. 147 e realização Manual,


das atividades propostas. pp. 147-148.
9. Realização de um comentário crítico sobre o Auto Manual,
da Barca do Inferno. p. 149
10. Resolução da ficha de autoavaliação, seguida da
sua correção (p. 149). CD de Recursos:
PPT – Teste de
Sugestão:
verificação de
Para terminar a unidade, sugere-se a realização do leitura do Auto da
teste de verificação de leitura, de escolha múltipla, Barca do Inferno.
do Auto da Barca do Inferno (ver banda lateral da p.
152) e que pode ser projetado a partir do CD de
Recursos (em PPT ou Flipchart).

Sugerimos a realização do teste de compreensão escrita 3, apresentado nas páginas 22-23 do Caderno do Professor e no CD de Recursos.

34 DIAL9 © Porto Editora


PLANOS DE AULA – UNIDADE 3

35 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 1: Poemas e letra de música

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Informações gerais sobre Os Lusíadas e a vida de Luís de Camões. Exercício de compreensão oral a partir da
Data: - -
visualização de um vídeo. Leitura expressiva de um poema de Almada Negreiros.
Tempo: 3 + [1] tempos letivos

Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Primeira leitura silenciosa do texto de Vasco Graça Manual, Resolução de
Epopeia. – Ler textos literários portugueses e estrangeiros de Moura, para preenchimento da grelha da p. 160. pp. 160-166. questionários.
diferentes épocas e de géneros diversos. 2. Resolução coletiva do questionário de interpretação
– Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e – perguntas 2. a 9. (pp. 163-164) – com .registo Observação direta.
universos de referência, justificando. escrito das respostas às perguntas 3., 4. e 7.
– Reconhecer e caracterizar textos de diferentes Observação:
géneros (epopeia, […]).
A resposta à pergunta 4. exige a revisão de
Oralidade O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes algumas noções de versificação. Tal poderá ser
Compreensão oral. graus de formalidade e complexidade. feito, a partir da consulta das pp. 268-269 do
– Identificar os tópicos. manual.

Leitura L9 – 7. Ler em voz alta. 3. Leitura, em voz alta, da informação da p. 231 do Manual, p. 231.
Bloco de notas, para alargamento e sistematização
Leitura expressiva. – Ler expressivamente em voz alta textos variados,
de informações sobre Os Lusíadas.
após preparação da leitura.
4. Exercício de compreensão oral a partir da CD de Recursos:
visualização do vídeo indicado na rubrica Oralidade vídeo “Grandes
(p. 164), seguido da sua correção. Durante a Livros, Os
visualização, os alunos devem tirar notas. Lusíadas– excerto
1”.
Sugestão:
e-Manual:
No final da atividade anterior, poderá ser mostrada
animação “Camões
aos alunos a animação “Camões – poeta
– poeta
renascentista” (e-Manual).
renascentista”.
5. Realização, oral e coletiva, das atividades 1. e 2.,

36 DIAL9 © Porto Editora


propostas na rubrica Leitura e Educação literária CD Áudio: canção
(p. 165). “Má fortuna”, Rui
Observação: Veloso.
A atividade 3. poderá ser indicada para trabalho
de casa ou realizada na aula, a partir da CD de Recursos:
projeção do poema (CD de Recursos). PPT soneto “Erros
meus…”, de Luís
6. Primeira leitura do poema “Luís, o poeta salva a
de Camões.
nado o poema” (p. 166). Identificação das palavras
de Camões e dos sentimentos que elas revelam.
7. Preparação e realização da leitura expressiva do
poema, de acordo com a proposta apresentada no
manual.
Observação:
Este poema de Almada Negreiros é indicado
nas Metas Curriculares.

37 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 2: “Renascimento” e “O Renascimento em Portugal” (textos expositivos)

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Análise de textos expositivos, para a contextualização d’ Os Lusíadas.
Data: - -
Tempo: 2 tempos letivos

Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 22. Situar obras literárias em função de 1. Explicação aos alunos da importância de Manual, Resolução de
Contexto social, grandes marcos históricos e culturais. conhecerem alguns aspetos da época em que Os pp. 167-170. questionários.
histórico e cultural. – Reconhecer relações que as obras estabelecem com Lusíadas foram escritos, para uma melhor
o contexto social, histórico e cultural no qual foram compreensão daquela obra.
Observação direta.
escritas. 2. Leitura, em voz alta, do texto da p. 167, com
– Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no eventuais esclarecimentos do professor.
plano do imaginário individual e coletivo.
3. Resolução, em pares, do exercício 2. da p. 168,
Leitura L9 – 8. Ler textos diversos. seguida da correção coletiva.
Texto expositivo. – Ler […] textos expositivos, […]”. 4. Leitura silenciosa do texto das pp. 169-170, seguida
da resolução individual dos exercícios 1. e 2..

Observação:
Este exercício pode ser transformado num teste de
compreensão escrita, procedendo à sua correção da
seguinte forma:
 cada aluno troca a folha de respostas com um
colega;
 correção coletiva; cada aluno anota as respostas
corretas e as erradas no teste do colega;
 informação ao professor do número de respostas
corretas dada por cada aluno, sendo a informação
registada pelo docente.

38 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 3: Os Lusíadas: “Proposição”

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
A estrutura interna de Os Lusíadas. Leitura e análise da “Proposição”.
Data: - -
Redação da síntese da terceira estância do poema.
Tempo: 3 + [1] tempos letivos

Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Consulta do Bloco de notas das pp. 232-233, sobre Manual, Resolução de
Contexto social, – Reconhecer e caracterizar textos de diferentes a estrutura interna de Os Lusíadas. pp. 232-233. questionários.
histórico e cultural. géneros (epopeia, […]). 2. Explicação aos alunos da forma como está
organizado o quadro-síntese relativo ao Canto I de Manual, pp. 171- Observação direta.
Os Lusíadas (p. 171) e das informações que fornece. 173.
Gramática G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe
do português. 3. Realização da atividade de pré-leitura (questão 1.,
Conjunção.
p. 171).
Subordinação. – Dividir e classificar orações.
4. Resolução do questionário de interpretação (pp.
172-173), com registo escrito das respostas às
Escrita EL9 – 14. Redigir textos com coerência e correção questões 2., 3.2., 4., 5.1. e 5.2.
Síntese. linguística.
5. Resolução individual da atividade proposta na p. 15 Chegar a bom
Prefácio. EL9 – 23. Ler e escrever para fruição estética. do caderno Chegar a bom porto… Preparar a porto… Preparar
– Mobilizar a reflexão sobre textos literários e sobre as Prova Final, seguida da sua correção coletiva. a Prova Final, p.
suas especificidades, para escrever textos variados, 15.
Observação:
por iniciativa e gosto pessoal, de forma autónoma e
A atividade proposta na rubrica Escrita (p. 173)
fluente.
poderá ser realizada como trabalho de casa ou, em
grupos, na sala de aula.

39 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 4: Os Lusíadas: “Consílio dos Deuses”

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Atividade de compreensão oral, a partir da visualização de um vídeo. Leitura e análise do episódio “Consílio dos
Data: - -
Deuses”, de Os Lusíadas. Análise de alguns recursos expressivos que estão ao serviço do valor poético do texto.
Tempo: 5 tempos letivos
.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Oralidade O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes 1. Realização de atividade de compreensão oral a Manual, Resolução de
Compreensão oral. graus de formalidade e complexidade. partir da visualização de um vídeo – rubrica pp. 174-181. questionários.
– Identificar o tema e explicitar o assunto. Oralidade (p. 174).
Tomar notas. CD de Recursos:
– Identificar os tópicos. Observação: vídeo “Grandes Observação direta.
O9 – 2. Consolidar processos de registo e No vídeo, antecipam-se informações sobre o Livros, Os
tratamento de informação. episódio que vai ser lido, auxiliando, desta Lusíadas– excerto
forma, a sua compreensão. 2”.
– Identificar ideias-chave.
– Reproduzir o material ouvido recorrendo à síntese. 2. Leitura do episódio, seguida da resolução do
questionário de interpretação (questões 1. a 5., pp.
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 179-180).
Categorias da – Reconhecer e caracterizar elementos constitutivos da
Sugestão:
narrativa. narrativa […].
O episódio pode ser lido no seu todo ou dividido em
Epopeia. – Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
grupos de estâncias. Se optar por esta solução,
Recursos – Reconhecer e caracterizar textos de diferentes sugerimos a seguinte divisão, indicando à frente de
expressivos. géneros (epopeia, […]). cada parte as perguntas correspondentes:
– Identificar e reconhecer o valor dos recursos - Parte 1  Início da narração e do Consílio: est. 19-
expressivos já estudados […]. 23 – perguntas 1., 2., 3., 4.2., 4.3. e 5.
Escrita E9 – 16. Escrever textos expositivos. (pp. 179-180);

Texto expositivo. – Escrever textos expositivos sobre questões objetivas - Parte 2  Discurso de Júpiter: est. 24-29 –
propostas pelo professor […]. perguntas 4.4., 4.4.1. e 5. (p. 180);
- Parte 3  Posição de Baco: est. 30-32 – pergunta
4.5.1. (p. 180) referente apenas a Baco;

40 DIAL9 © Porto Editora


- Parte 4  Posição de Vénus: est. 33-34 – pergunta
4.5.1. (p. 180) referente apenas a
Vénus;
- Parte 5  Discussão entre os deuses e posição de
Marte: est. 35-40 – pergunta 4.5.1. (p.
180) referente apenas a Marte;
e-Manual:
- Parte 6  Decisão de Júpiter: est. 41 – pergunta
4.6. (p. 180) animação “A
mitologia greco-
3. Visualização da animação “A mitologia greco-latina latina n'Os
n'Os Lusíadas ”, a partir do e-Manual, para sintetizar Lusíadas ”.
o papel dos deuses na obra.
4. Redação coletiva do texto expositivo proposto na Manual, p. 154.
rubrica Escrita (p. 181).
5. Resolução, em pares, da atividade proposta na p. Chegar a bom
17 do caderno Chegar a bom porto… Preparar a porto… Preparar
Prova Final, seguida da sua correção coletiva. a Prova Final, pp.
Durante a realização da atividade, os alunos podem 16-17.
consultar o episódio.
Observação:
Como trabalho de casa, poderá ser indicada a
atividade proposta na p. 16 do caderno Chegar a
bom porto… Preparar a Prova Final.

41 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 5: Os Lusíadas: “Inês de Castro”
Sumário:
(s)
Aula(s) n.º __________ Leitura e análise do episódio “Inês de Castro”, de Os Lusíadas. Análise da expressividade dos recursos expressivos e
Data: - - de outros recursos estilísticos usados no episódio. Visualização de uma recriação fílmica do episódio (excerto de um
Tempo: 6 tempos letivos filme). Reescrita de texto.
Subordinação: consolidação do estudo da oração subordinada adverbial concessiva.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Apresentação oral aos alunos de uma breve síntese Manual, Resolução de
Texto literário. – Analisar o ponto de vista das diferentes personagens. do que se passou entre o Consílio dos Deuses e o pp. 182- 189. questionários.
episódio de Inês de Castro, para permitir identificar o
Recursos – Reconhecer e caracterizar textos de diferentes
narrador e justificar a introdução deste episódio na
expressivos. géneros (epopeia, […]). Observação direta.
obra (ver banda lateral da p. 182).
Intertextualidade. – Identificar e reconhecer o valor dos recursos
expressivos já estudados […]. 2. Observação do quadro-síntese do Canto III (p. 182),
para permitir situar o episódio na obra.
EL8 – 22. Ler e escrever para fruição estética.
3. Realização, oral e coletiva, da atividade de pré-
– Analisar recriações de obras literárias com recurso a
leitura (p. 182).
diferentes linguagens (por exemplo: música, teatro CD de Recursos:
cinema, adaptações a séries de TV). 4. Leitura / audição do texto, seguida da resolução do áudio – “Inês de
questionário de interpretação, com registo escrito Castro”.
Oralidade O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes das respostas às questões 3.2.2., 5.1., 5.3., 6.1., 10.
Compreensão e graus de formalidade e complexidade. e 11. (pp. 187-188). CD de Recursos:
expressão oral. 5. Visualização de uma recriação do episódio – excerto vídeo – filme “Inês
do filme “Inês de Portugal” – e realização das de Portugal”
Leitura L9 – 8. Ler textos diversos. (excerto).
atividades de compreensão e expressão oral
Texto expositivo. – Ler […] textos expositivos, […]”. propostas na rubrica Oralidade (p. 188). Chegar a bom
6. Resolução das atividades das pp. 18-19 do caderno porto… Preparar
Escrita E9 – 19. Rever os textos escritos.
Chegar a bom porto… Preparar a Prova Final, da a Prova Final, pp.
Revisão do texto. – Reformular o texto de forma adequada, mobilizando 16-17.
seguinte forma:
os conhecimentos de revisão de texto já adquiridos.
– projeção de um modelo de resposta à pergunta 1. CD de Recursos:

42 DIAL9 © Porto Editora


(CD de Recursos), para verificação do respeito Respostas às
pelos tópicos indicados na instrução – trabalho atividades do
Gramática G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe coletivo; caderno Chegar a
Subordinação: do português. bom porto…
– realização das atividades 2. e 3., com possibilidade
oração subordinada – Dividir e classificar orações. Preparar a Prova
de consulta do episódio – trabalho de pares;
adverbial Final.
concessiva. – correção coletiva das atividades 2. e 3., a partir da
projeção das respostas (CD de Recursos).
7. Revisão da oração subordinada adverbial
concessiva, a partir da rubrica Gramática (p. 189).

Observação:
Para treino na sala de aula ou em casa, podem ser
realizados os exercícios seguintes: Manual, p. 311.
– A minha gramática  exercícios 6. e 7., da p.
311; Caderno de
Atividades, pp. 61
– Caderno de Atividades  exercício 4., da p. 61;
e 64.
exercício 16., da p. 64.

43 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 6: Os Lusíadas: “Despedidas em Belém”
Sumário:
(s)
Aula(s) n.º __________ Leitura e análise do episódio “Despedidas em Belém”, de Os Lusíadas. Redação de uma síntese. Leitura / audição do
Data: - - poema “Mar Português” e da canção “Mulher d’Armas”. Estabelecimento de relações intertextuais entre o episódio
Tempo: 4 tempos letivos “Despedidas em Belém” de Os Lusíadas e outros textos literários portugueses. Análise dos recursos expressivos
presentes no excerto.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Contextualização do episódio na obra (ver Quadro- Manual, Resolução de
Epopeia – Reconhecer e caracterizar textos de diferentes síntese do Canto IV, p. 190), recordando aos alunos pp. 190-194. questionários.
(características). géneros (epopeia, […]). que Vasco da Gama continua a sua narração ao rei
de Melinde.
Recursos – Identificar e reconhecer o valor dos recursos Observação direta.
expressivos. expressivos já estudados e, ainda, dos seguintes: 2. Leitura do episódio e resposta oral às questões 2. a
Relações […] símbolo […]. 6. do questionário de interpretação (p.192).
intertextuais. EL9 – 21. Apreciar textos literários. 3. Redação coletiva da síntese do episódio – questão
– Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de 7., p. 192.
géneros variados. 4. Resolução das atividades da p. 20 do caderno Chegar a bom
– Reconhecer os valores culturais, éticos, estéticos, Chegar a bom porto… Preparar a Prova Final, da porto… Preparar
políticos e religiosos manifestados nos textos. seguinte forma: a Prova Final, p.
– projeção de um modelo de resposta à pergunta 1. 20.
EL9 – 22. Situar obras literárias em função de
grandes marcos históricos e culturais. (CD de Recursos), para verificação do respeito CD de Recursos:
pelos tópicos indicados na instrução – trabalho Respostas às
– Comparar ideias e valores expressos em diferentes
coletivo; atividades do
textos de autores contemporâneos com os de textos
de outras épocas e culturas. Observação: Se optar por solicitar a redação caderno Chegar a
do texto da questão 1., deverá retirar o último bom porto…
Escrita E9 – 15. Escrever para expressar conhecimentos. tópico da instrução, dado que os alunos ainda Preparar a Prova
Síntese. – Elaborar planos, resumos e sínteses […]. não analisaram o episódio “O Adamastor”. Final.
Texto expositivo. – realização da atividade 2., com possibilidade de
E9 – 15. Escrever textos expositivos.
consulta do episódio, seguida da correção coletiva
– Escrever textos expositivos sobre questões objetivas
– trabalho individual.

44 DIAL9 © Porto Editora


propostas pelo professor […]. 5. Realização das atividades propostas nas rubricas CD Áudio:
Educação literária (p. 193) e Leitura e Oralidade “Mar Português”,
(p. 194), para estabelecimento de relações de Fernando
intertextuais com o episódio d’Os Lusíadas. Pessoa.
Observação: No caso de querer analisar CD de Recursos:
apenas um dos textos, deverá dar prioridade ao canção “Mulher
poema de Fernando Pessoa, pois é indicado d’Armas”, Rui
nas Metas Curriculares. Veloso.

45 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 7: Os Lusíadas: “O Adamastor”
Sumário:
(s)
Aula(s) n.º __________ Leitura e análise do episódio “O Adamastor”, de Os Lusíadas. Reconto oral do episódio. Identificação e análise de
Data: - - recursos expressivos. Redação de um texto expositivo. Leitura / audição de um poema de Fernando Pessoa.
Tempo: 6 tempos letivos Estabelecimento de relações intertextuais entre Camões e Fernando Pessoa.
Revisão da oração subordinada adverbial consecutiva.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Observação do quadro-síntese relativo ao Canto V Manual, Resolução de
Retrato. – Analisar o ponto de vista das diferentes personagens. (p. 195). Identificação dos dois narradores presentes pp. 195-203. questionários.
no episódio que vai ser lido.
Recursos – Identificar e reconhecer o valor dos recursos
expressivos. expressivos […]. 2. Leitura / audição do episódio, seguida da resolução CD Áudio: Observação direta.
Relações do questionário de interpretação (questões 2. a 7., “O Adamastor”.
EL9 – 22. Situar obras literárias em função de
intertextuais. pp. 200-201).
grandes marcos históricos e culturais.
– Comparar ideias e valores expressos em diferentes Sugestão:
textos de autores contemporâneos com os de textos O episódio pode ser lido seguido ou dividido em
de outras épocas e culturas. grupos de estâncias. Se optar por esta solução,
sugerimos a seguinte divisão, indicando à frente de
Oralidade O9 – 4. Produzir textos orais corretos, usando
cada parte as perguntas correspondentes:
Reconto. vocabulário e estruturas gramaticais diversificados e
recorrendo a mecanismos de organização e de coesão - Parte 1  Descrição do ambiente que antecede o
discursiva. surgimento do Adamastor, sua aparição
e descrição desta figura: est. 37-40 –
– Usar a palavra com fluência e correção […].
pergunta 2. (p. 200);
Escrita E9 – 15. Escrever textos expositivos. - Parte 2  Primeiro discurso do Adamastor: est. 41-
Texto expositivo. – Escrever textos expositivos sobre questões objetivas 48 – pergunta 3. (pp. 200-201);
propostas pelo professor […]. - Parte 3  Interpelação de Vasco da Gama ao
Gramática G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe Adamastor: est. 49 – pergunta 4. (p.
do português. 201) referente apenas a Baco;
Subordinação:

46 DIAL9 © Porto Editora


oração subordinada – Dividir e classificar orações. - Parte 4  Segundo discurso do Adamastor: est.
adverbial 50-59 – pergunta 5. (p. 201;
consecutiva. - Parte 5  Desaparecimento do Adamastor e
reação de Vasco da Gama: est. 60 –
pergunta 6. (p. 201).
Nota: A questão 7. é global, devendo ser debatida
coletivamente..
3. Leitura / audição do poema “O Mostrengo” (p. 202) e CD de Recursos:
resolução das questões 1. e 2. (p. 202). “O Mostrengo”, de
Observação: Fernando Pessoa.
Este poema deve ser analisado
obrigatoriamente, dado que é um dos textos
indicado nas Metas Curriculares.
4. Resolução da atividade 1. e 1.1. da p. 21 do Chegar a bom
caderno Chegar a bom porto… Preparar a Prova porto… Preparar
Final. a Prova Final, pp.
21-22.
Observações:
a. A realização desta atividade de escrita substitui a CD de Recursos:
proposta apresentada na rubrica Escrita, da p. Respostas às
203 do manual, sobre o poema “O Mostrengo”. atividades do
No entanto, a partir do e-Manual, poderá projetar caderno Chegar a
a proposta de solução que se encontra na bom porto…
banda lateral, para que os alunos identifiquem, Preparar a Prova
no texto, o cumprimento dos tópicos indicados na Final.
instrução.
b. Os exercícios 2. e 3. do caderno Chegar a bom
porto… Preparar a Prova Final (p. 22) poderão
ser sugeridos aos alunos como trabalho opcional
ou reservados para o final do ano, como
atividades de revisão/treino para o exame.
5. Revisão da oração subordinada adverbial
consecutiva, a partir da rubrica Gramática (p. 203).

Observação:

47 DIAL9 © Porto Editora


Para treino na sala de aula ou em casa, podem ser
realizados os exercícios seguintes: Manual, pp. 311-
– A minha gramática  exercícios 5. e 13., das pp. 312.
311-312; Caderno de
– Caderno de Atividades  exercícios 7. e 16. das Atividades, pp. 60
pp. 57 e 60; exercícios 1. e 9., das pp. 60 e 62. e 62.

Sugerimos a realização do teste de compreensão escrita 4, apresentado nas páginas 24-25 do Caderno do Professor e no CD de Recursos.

48 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 8: Os Lusíadas: “Tempestade e chegada à Índia”

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise do episódio “Tempestade e chegada à Índia”, de Os Lusíadas. Reflexão sobre o valor expressivo das
Data: - -
principais figuras de retórica presentes no excerto. Maravilhoso cristão e maravilhoso pagão. Identificação dos planos
Tempo: 3 tempos letivos
da epopeia.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Observação do quadro-síntese relativo ao Canto VI Manual, Resolução de
Recursos – Reconhecer e caracterizar textos de diferentes (p. 204). Identificação do episódio que vai ser pp. 204-211. questionários.
expressivos. géneros (epopeia, […]). analisado (os tópicos apresentados sintetizam o
episódio).
Epopeia – Identificar e reconhecer o valor dos recursos Observação direta.
(características). expressivos […]. 2. Preenchimento do quadro da questão 1. (p. 204), de
acordo com a seguinte estratégia: leitura das
estâncias correspondentes à Parte I indicada no
Escrita E9 – 14. Redigir textos […]. quadro, seguida da resposta às perguntas
Reescrita. – Dar ao texto a estrutura e o formato adequados, correspondentes (abaixo indicadas); repetição do
respeitando convenções tipológicas […] mesmo procedimento em relação às restantes quatro
estabelecidas. partes.
- Parte I  est. 70-79 – perguntas 2., 3. e 4.(pp. 209-
210);
- Parte II  est. 80-83 – pergunta 5. (p. 210);
- Parte III  est. 84;
- Parte IV  est. 85-91 – pergunta 6. (p. 210);

- Parte V  est. 92-94 – perguntas 7. e 8. (pp. 210-


211).
3. Resposta oral às questões 9. e 10. (p. 211).
4. Realização da atividade proposta na rubrica Escrita
(p. 211), em trabalho de pares:

49 DIAL9 © Porto Editora


- cada par “reconstrói” apenas uma estrofe;
- no final, confrontam-se as propostas dos diferentes
pares;
- leitura das três estrofes reconstruídas.

50 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 9: Os Lusíadas: “A Ilha dos Amores – preparativos”

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise do episódio “A Ilha dos Amores - preparativos”, de Os Lusíadas. Leitura de uma crónica de José
Data: - -
Saramago. Relações intertextuais entre o texto camoniano e a crónica de Saramago.
Tempo: 6 tempos letivos
Estudo da oração subordinada substantiva relativa.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Observação do quadro-síntese do Canto IX (p. 212). Manual, Resolução de
Epopeia. Crónica. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de Identificação do momento em que ocorre o episódio pp. 212-217. questionários.
diferentes épocas e de géneros diversos. da Ilha dos Amores – no regresso da armada
Relações
portuguesa a Portugal – e da sua importância –
intertextuais. EL9 – 22. Situar obras literárias em função de Observação direta.
número de estâncias que ocupa (poderá ser também CD de Recursos:
grandes marcos históricos e culturais. observado o quadro-síntese do Canto X (p. 222),
áudio “A Ilha dos
– Comparar ideias e valores expressos em diferentes para mostrar que o episódio da Ilha dos Amores
Amores –
textos de autores contemporâneos com os de textos ocupa ainda várias estâncias do último Canto).
preparativos”.
de outras épocas e culturas.
2. Leitura / audição do texto para responder à questão
Leitura L9 – 8. Ler textos diversos. 1.1. (p. 212).

Texto de opinião. – Ler […] textos expositivos, […]. 3. Resolução do questionário de interpretação (p. 215),
Texto L9 – 9. Interpretar textos de diferentes tipologias e com registo escrito da resposta à questão 2.2.
argumentativo. graus de complexidade. 4. Realização, em trabalho de pares, das atividades da
– Explicitar temas e ideias principais, justificando. p. 24 do caderno Chegar a bom porto… Preparar a
– Explicitar o sentido global do texto, justificando. Prova Final, seguida da correção coletiva.

G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe 5. Leitura da crónica da p. 216 e resposta ao


Gramática
do português. questionário de interpretação (p. 217).
Subordinação:
oração subordinada – Identificar orações substantivas relativas. 6. Explicação da oração subordinada substantiva
substantiva relativa. – Dividir e classificar orações. relativa, a partir da rubrica Gramática (p. 217).
Observação:
Para treino na sala de aula ou em casa, podem ser
realizados os exercícios seguintes:

51 DIAL9 © Porto Editora


– A minha gramática  exercício 14., da p. 312; Manual, pp. 312.
– Caderno de Atividades  exercício 13. da pp. 59. Caderno de
Atividades, p. 59.

52 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 10: Os Lusíadas: “A Ilha dos Amores – a (a)ventura de Lionardo”

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise do episódio “A Ilha dos Amores - a (a)ventura de Lionardo”, de Os Lusíadas.
Data: - -
Tempo: 3 tempos letivos

Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Leitura do texto da p. 218, para contextualização do Manual, Resolução de
Epopeia. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de episódio de Lionardo. pp. 218-221. questionários.
diferentes épocas e de géneros diversos. 2. Análise do episódio, de acordo com a seguinte
Leitura L9 – 9. Interpretar textos de diferentes tipologias e estratégia: Observação direta.
Paráfrase. graus de complexidade. a) leitura prévia das questões 2., 3. e 4. (4.1., 4.2. e
– Explicitar temas e ideias principais, justificando. 4.3.), para orientar a leitura parcial do texto;
Texto expositivo.
– Explicitar o sentido global do texto, justificando. b) leitura individual e silenciosa das estâncias 75 a
81, tendo presentes as perguntas previamente
L9 – 8. Ler textos diversos. lidas, para permitir ir identificando (anotando) os
– Ler […] textos expositivos, […]. elementos que respondem às questões;
c) resposta individual às questões indicadas em a),
seguida da sua correção coletiva;
d) leitura, em voz alta, das três últimas estâncias do
episódio;
e) resolução, oral, das questões 4.4., 5.1. e 5.2. Chegar a bom
porto… Preparar
3. Resolução das atividades da p. 25 do caderno
a Prova Final, p.
Chegar a bom porto… Preparar a Prova Final, da
25.
seguinte forma:
– resposta, individual, à questão 1., seguida da
correção coletiva;
– resolução da questão 2., em trabalho de pares,
confrontando-se as diferentes propostas.

53 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 3: Miradouro do Restelo (Texto narrativo em verso Os Lusíadas)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 11: Os Lusíadas: “Despedida de Tétis e regresso a Portugal”

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise do episódio “Despedida de Tétis e regresso a Portugal”, de Os Lusíadas. Leitura do poema “Camões
Data: - -
dirige-se aos seus contemporâneos”, de Jorge de Sena. Debate. Redação de texto de opinião (comentário crítico), a
Tempo: 6 tempos letivos
partir da leitura de um depoimento de Luís Represas. Autoavaliação. Teste de verificação de leitura.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 22. Situar obras literárias em função de 1. Observação do quadro-síntese do Canto X (p. 222) Manual, Resolução de
Epopeia. Poema. grandes marcos históricos e culturais. e leitura do texto da questão 1., para pp. 84-88. questionários.
– Comparar ideias e valores expressos em diferentes contextualização das estâncias a ler.
Relações
intertextuais textos de autores contemporâneos com os de textos 2. Leitura do texto e resolução do questionário de Observação direta.
de outras épocas e culturas. interpretação, com registo escrito das respostas às
O9 – 3. Participar oportuna e construtivamente em questões.2.5., 3.1., 3.2., 3.3., 3.4. e 4.5. (pp. 224-
Oralidade
situações de interação oral. 225). Chegar a bom Autoavaliação.
Debate.
– Debater e justificar ideias e opiniões. 3. Resolução da atividade da p. 26 do caderno Chegar porto… Preparar
a bom porto… Preparar a Prova Final, seguida da a Prova Final, p.
Leitura L9 – 8. Ler textos diversos. 26 Teste de verificação
correção coletiva.
Comentário. – Ler […] comentários, […]. de leitura.
4. Leitura /audição e interpretação do poema de Jorge CD Áudio:
EL9 – 21. Apreciar textos literários. de Sena (p. 226), seguidas do debate proposto na “Camões dirige-se
– Expressar, oralmente e por escrito, e de forma questão 4. aos seus
fundamentada, pontos de vista e apreciações críticas contemporâneos”,
Observação: de Jorge de Sena.
suscitados pelos textos lidos.
Este poema deve ser analisado
Escrita – Escrever um pequeno comentário crítico (cerca de
obrigatoriamente, dado que é um dos textos
Comentário crítico. 140 palavras) a um texto lido.
indicado nas Metas Curriculares.
5. Redação de um comentário crítico sobre Os
Lusíadas, após leitura de um depoimento de Luís
Represas – rubrica Leitura e Escrita (p. 227).
Observação: Chegar a bom
porto… Preparar
Antes da redação do texto, pode observar-se

54 DIAL9 © Porto Editora


um exemplo de planificação, redação e revisão a Prova Final, pp.
de um texto argumentativo, nas pp. 31-32 do 31-32.
caderno Chegar a bom porto… Preparar a
Prova Final.

6. Resolução da ficha de autoavaliação, seguida da


sua correção (pp. 228-229). Nota: Esta atividade Manual, pp. 228-
pode ser indicada para trabalho de casa. 229.

Sugestões:

Para terminar a unidade, sugere-se ainda: e-Manual:


a) a visualização de duas animações – “Epopeia” e animações
“Os Lusíadas – uma narrativa épica” (e-Manual) – “Epopeia” e “Os
para recordar e sistematizar conhecimentos Lusíadas – uma
relativos à obra estudada; narrativa épica”.

b) a realização do teste de verificação de leitura, CD de Recursos:


de escolha múltipla, de Os Lusíadas (ver banda PPT – Teste de
lateral da p. 228) e que pode ser projetado a verificação de
partir do CD de Recursos (em PPT ou Flipchart). leitura de Os
Lusíadas.

Sugerimos a realização do teste de compreensão escrita 5, apresentado nas páginas 26-27 do Caderno do Professor e no CD de Recursos.

55 DIAL9 © Porto Editora


PLANOS DE AULA – UNIDADE 4

56 DIAL9 © Porto Editora


Nota:

No CD de Recursos, encontra os poemas desta unidade


reproduzidos em PowerPoint® e Flipchart, permitindo
uma análise coletiva, pois poderá escrever sobre os
diapositivos, para destacar, por exemplo, palavras ou
partes dos poemas, salientar recursos expressivos,
assinalar o esquema rimático...

57 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 4: Praça dos poetas (Texto lírico)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 1: José Gomes Ferreira

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Descrição de uma imagem. Leitura e análise do poema “Aquela nuvem parece um cavalo…”, de José Gomes Ferreira.
Data: - -
Análise de algumas expressões idiomáticas. Campo semântico. Análise e esquematização da informação de um texto
Tempo: 3 tempos letivos
expositivo e científico.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Oralidade O9 – 3. Participar oportuna e construtivamente em 1. Realização da atividade de oralidade que antecede Manual, Resolução de
Expressão oral. situações de interação oral. o texto – descrição de imagem (1., p. 236). pp. 236-239. questionários.
– Retomar, precisar ou resumir ideias, para facilitar a 2. Leitura / audição do poema.
interação. Observação direta.
3. Resolução do questionário de interpretação (p. 237), CD áudio: “Aquela
– Estabelecer relações com outros conhecimentos.
com registo escrito das respostas às questões 4. e nuvem parece um
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 5.3. cavalo…”.
Texto lírico. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de 4. Preparação e realização da leitura expressiva (6.).
Recursos diferentes épocas e de géneros diversos.
expressivos. 5. Resolução dos exercícios propostos na rubrica
– Identificar e reconhecer o valor dos recursos
Gramática (p. 237).
expressivos já estudados e, ainda, dos seguintes
[…], símbolo, […]. Observação:

Leitura L9 – 7. Ler em voz alta. Para treino na sala de aula ou em casa, podem
ser realizados os exercícios seguintes sobre Manual – A minha
Leitura expressiva. – Ler expressivamente em voz alta textos variados,
monossemia / polissemia e campo semântico: gramática, p. 283.
Texto expositivo e após preparação da leitura.
– A minha gramática  exercícios 5. e 6., p. Caderno de
científico. L9 – 8. Ler textos diversos. 283; Atividades, pp. 13-
– Ler […] textos expositivos, […] textos científicos […]. – Caderno de Atividades  ficha 3, pp. 13-14. 14.
L9 – 9. Interpretar textos de diferentes tipologias e 6. Leitura silenciosa do texto não literário da p. 238 e
graus de complexidade. resolução individual das questões 2. a 7. (p. 239),
– Reconhecer a forma como o texto está estruturado, seguida da correção coletiva.
atribuindo títulos a partes e subpartes.
7. Esquematização, em grupo, da informação do texto
L9 – 10. Utilizar procedimentos adequados à de acordo com a proposta apresentada na questão

58 DIAL9 © Porto Editora


organização e tratamento da informação. 8.
– Organizar em tópicos a informação do texto Observação: CD de Recursos:
Gramática G8 – 25. Reconhecer propriedades das palavras e PDF –
No final da atividade, poderá projetar duas
Expressão formas de organização do léxico. “Esquematização
propostas de esquematização do texto, para
idiomática. – Determinar os significados que dada palavra pode ter do texto da página
confronto (CD de Recursos).
em função do seu contexto de ocorrência: campo 238”
Campo semântico.
semântico.
.

59 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 4: Praça dos poetas (Texto lírico)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 2: Ruy Belo

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Visualização de uma interpretação do poema “E tudo era possível”, de Ruy Belo. Leitura e análise do poema. Estudo
Data: - -
das características do soneto.
Tempo: 3 + [1] tempos letivos
Entrevista: formulação de perguntas com base nas respostas do entrevistado.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Oralidade O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes 1. Visualização e escuta de uma interpretação do Manual, Resolução de
Pontos de vista. graus de formalidade e complexidade. poema de Ruy Belo, seguida de uma troca de pp. 240-243. questionários.
– Manifestar ideias e pontos de vista pertinentes opiniões (questão 1.1., p. 240).
relativamente aos discursos ouvidos. Observação: CD de Recursos: Observação direta.
vídeo “E tudo era
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. O objetivo da atividade acima é que os alunos
possível – Voz –
Soneto. – Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e compreendam que dizer um poema é sempre
vídeo-poemas em
universos de referência, justificando. interpretá-lo. Daí que possa haver diferentes
Relações língua portuguesa”.
leituras (interpretações) de um mesmo poema.
intertextuais. – Reconhecer e caracterizar textos de diferentes
géneros ([…], soneto, […]). 2. Leitura silenciosa do poema.

Leitura L9 – 8. Ler textos diversos. 3. Resolução, oral e coletiva, do questionário de


interpretação (questão 3., pp. 240-241).
Entrevista. – Ler […] entrevistas.
4. Visualização de uma animação sobre as e-Manual:
características do soneto (e-Manual). animação sobre o
soneto.
5. Resposta individual à questão 4. (p. 241), com
consulta da informação do Bloco de notas.
Sugestão:
A exploração do poema poderá ser complementada e-Manual:
com mais duas atividades: sequência didática
sobre Ruy Belo
– realização de uma sequência didática sobre a vida
e a obra de Ruy Belo e análise de mais um poema CD de Recursos:
do autor (e-Manual); PPT, PDF e

60 DIAL9 © Porto Editora


– leitura e exploração oral de um poema de António Flipchart “Meus
Nobre (CD de Recursos), para estabelecer dias de rapaz, de
relações intertextuais com o poema de Ruy Belo. adolescente”, de
António Nobre.
6. Realização, em trabalho de pares, da tarefa
apresentada na rubrica Leitura (p. 242).
7. Confronto das propostas dos vários pares.

Observação:
Como trabalho de casa, poderá ser solicitada a
redação do texto indicado na rubrica Escrita (p.
242).

61 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 4: Praça dos poetas (Texto lírico)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 3: Fernando Pessoa (2 poemas)
Sumário:
(s)
Aula(s) n.º __________ Leitura/audição e análise de dois poemas de Fernando Pessoa. Valor dos tempos verbais. Valor de alguns recursos
Data: - - expressivos. Noções de métrica. Audição de uma canção – relações intertextuais com o poema “O menino de sua
Tempo: 4 tempos letivos mãe”. Leitura e análise do comentário “Uma volta ao Mundo em 274 cartoons”. Interpretação de um cartoon. Formação
de palavras. Valores de prefixos. Consolidação do estudo de processos fonológicos.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Oralidade O9 – 3. Participar oportuna e construtivamente em 1. Audição do poema cantado, após uma primeira Manual, Resolução de
Opinião. situações de interação oral. leitura silenciosa do poema. pp. 244-248. questionários.
– Estabelecer relações com outros conhecimentos. 2. Troca de pontos de vista sobre a questão
– Debater e justificar ideias e opiniões. apresentada na pergunta 2. (p. 244). CD de Recursos: Observação direta.
canção “O menino
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. Nota: Recordar a noção de refrão.
da sua mãe”,
Poesia lírica: – Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e 3. Resolução do questionário de interpretação (p. 245), Mafalda Veiga; Teste de
elementos universos de referência, justificando. com registo escrito da resposta à questão 6.2. compreensão
constitutivos. escrita.
Recursos
– Identificar e reconhecer o valor dos recursos 4. Realização da leitura expressiva do poema, que pode
ser preparada, em conjunto, em sala de aula.
expressivos. expressivos já estudados […].
5. Resolução, em pares, da atividade da rubrica
Relações EL9 – 22. Situar obras literárias em função de
Gramática (p. 245), seguida da sua correção.
intertextuais. grandes marcos históricos e culturais.
– Comparar ideias e valores expressos em diferentes 6. Troca de ideias a partir da interpretação de cartoon
textos de autores contemporâneos com os de textos e de uma frase – rubrica Oralidade (p. 246).
de outras épocas e culturas. Observação:
Leitura L9 – 7. Ler em voz alta. No CD de Recursos, apresentam-se mais CD de Recursos:
Leitura expressiva. – Ler expressivamente em voz alta textos variados, cartoons sobre o mesmo tema, o que permite cartoons.
Comentário. após preparação da leitura. que esta atividade seja realizada em grupos,
sendo, de seguida, apresentados à turma os
L9 – 8. Ler textos diversos. diferentes trabalhos.
– Ler […] comentários, […].
Gramática 7. Leitura do texto da p. 246 e resolução individual do

62 DIAL9 © Porto Editora


Processos questionário de interpretação.
G9 – 24. Explicitar aspetos da fonologia do
fonológicos.
português.
Observação:
– Identificar processos fonológicos […].
Esta atividade pode constituir um teste de
compreensão escrita. No final da sua
realização, poderá fazer-se a correção imediata
da seguinte forma:
 cada aluno troca a folha de respostas com um
colega;
 correção coletiva; os alunos vão anotando as
respostas corretas e as erradas no teste do
colega;
 informação ao professor do número de
respostas corretas dada por cada aluno,
sendo a informação registada pelo docente.
8. Leitura do segundo poema de Fernando Pessoa (p.
248).
9. Resolução coletiva do questionário de interpretação
(2. a 5.2.), com registo escrito da resposta à
pergunta 5.1. e 5.2. CD de Recursos:
10. Audição de canção (CD de Recursos) para canção “Estou
estabelecer uma relação intertextual com o poema além”, António
de Fernando Pessoa. Variações.

63 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 4: Praça dos poetas (Texto lírico)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 4: Mário de Sá-Carneiro

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise do poema “Quási”, de Mário de Sá-Carneiro. Debate de ideias sobre poesia visual. Valor expressivo da
Data: - -
metáfora. Leitura expressiva. Atribuição de um título diferente ao poema. Interpretação de alguns poemas visuais.
Tempo: 2 tempos letivos

Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Oralidade O9 – 3. Participar oportuna e construtivamente em 1. Leitura silenciosa do poema, para realização da Manual, Resolução de
Opinião. situações de interação oral. atividade proposta em 1.1. (p. 249). pp. 249-251. questionários.
– Debater e justificar ideias e opiniões. 2. Leitura / audição do texto e resolução coletiva do
questionário de interpretação, com registo escrito da CD Áudio: Observação direta.
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários.
resposta à questão 5.2. “Quási”, de Mário
Texto lírico. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de de Sá-Carneiro.
Recursos diferentes épocas e de géneros diversos. 3. Observação dos poemas visuais da p. 251 e
discussão coletiva da sua interpretação (1.1.).
expressivos. – Identificar e reconhecer o valor dos recursos
expressivos já estudados […]. Sugestão:

EL9 – 22. Situar obras literárias em função de A criação individual de um poema visual (1.2., p.
grandes marcos históricos e culturais. 251) poderá ser realizada fora da sala de aula. Os
melhores trabalhos podem ser expostos ou
– Valorizar a obra enquanto objeto simbólico no plano
divulgados no site da escola.
do imaginário individual e coletivo.
Leitura L9 – 7. Ler em voz alta.
Leitura expressiva. – Ler expressivamente em voz alta textos variados,
Poesia visual. após preparação da leitura.
L9 – 9. Interpretar textos de diferentes tipologias e
graus de complexidade.
– Relacionar a estruturação do texto com a construção
da significação e com a intenção do autor.
Escrita EL9 – 23. Ler e escrever para fruição estética.
– Mobilizar a reflexão sobre textos literários e sobre as

64 DIAL9 © Porto Editora


Escrita criativa. suas especificidades, para escrever textos variados,
por iniciativa e gosto pessoal, de forma autónoma e
fluente.

65 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 4: Praça dos poetas (Texto lírico)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 5: Irene Lisboa

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura / audição e análise do poema “Escrever”, de Irene Lisboa. Valor de alguns recursos expressivos. Valor
Data: - -
discursivo de sinais de pontuação. Revisões gramaticais.
Tempo: 2 + [1] tempos letivos

Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Leitura / audição do poema e sua interpretação, da Manual, Resolução de
Texto lírico. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de seguinte forma: pp. 252-253. questionários.
diferentes épocas e de géneros diversos. – resposta individual, no caderno diário, à questão 2.,
relativa à primeira estrofe; Observação direta.
Leitura L9 – 9. Interpretar textos de diferentes tipologias e
– correção coletiva das respostas dadas; CD Áudio:
Leitura expressiva. graus de complexidade.
– resolução oral das questões 3. e 4.; “Escrever”, de
– Relacionar a estruturação do texto com a construção
Irene Lisboa.
da significação e com a intenção do autor. – preparação e realização da leitura expressiva do
poema.
L9 – 7. Ler em voz alta.
– Ler expressivamente em voz alta textos variados, Sugestão:
após preparação da leitura. No final, poderão ser realizados exercícios de
revisão gramatical sobre algum dos conteúdos
Escrita EL9 – 14. Redigir textos com coerência e correção
abordados a propósito do poema, nomeadamente
Sinais de linguística.
 o advérbio
pontuação. – Consolidar as regras de uso de sinais de pontuação
para delimitar constituintes de frase e para veicular – A minha gramática  exercícios 10. e 11., p.
valores discursivos. 291;
– Caderno de Atividades  ficha 8, pp. 27-28.
Gramática G7 – 25. Reconhecer e conhecer classes de
palavras.  os sinais de pontuação.
Advérbio.
– Integrar as palavras nas classes a que pertencem: d) – Caderno de Atividades  ficha 18, pp. 76-84.
advérbio: valores semânticos – de negação, de
afirmação, de quantidade e grau, de modo, de tempo,
de lugar, de inclusão e de exclusão; funções –
interrogativo e conectivo.

66 DIAL9 © Porto Editora


Sugerimos a realização do teste de compreensão escrita 6, apresentado nas páginas 28-29 do Caderno do Professor e no CD de Recursos.

67 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 4: Praça dos poetas (Texto lírico)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 6: Jorge de Sena

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise do poema “Uma pequenina luz”, de Jorge de Sena. Valor de alguns recursos expressivos. Troca de
Data: - -
ideias sobre o valor metafórico do título do poema. Visualização de um vídeo para apoio a uma atividade de leitura em
Tempo: 2 tempos letivos
voz alta. Abordagem dos seguintes conteúdos: família de palavras; campo semântico.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Primeira leitura do poema para realização da Manual, Resolução de
Texto lírico. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de atividade 1. (p. 254). pp. 254-256. questionários.
Recursos diferentes épocas e de géneros diversos. 2. Segunda leitura / audição do poema.
CD Áudio:
expressivos. – Identificar e reconhecer o valor dos recursos 3. Resolução do questionário de interpretação (p. 255),
Observação direta.
Contexto. expressivos […]. “Uma pequenina
com registo escrito da resposta à pergunta 3.
luz”, de Jorge de
Relações EL9 – 21. Apreciar textos literários. Observação: Sena.
intertextuais.
– Reconhecer os valores culturais, éticos, estéticos, Para apoiar a resposta à questão 5., é importante
políticos e religiosos manifestados nos textos. chamar a atenção para a data em que o poema
EL9 – 22. Situar obras literárias em função de foi escrito (que surge indicada antes da fonte),
grandes marcos históricos e culturais. permitindo a interpretação do poema à luz do
contexto histórico e político português dessa
– Reconhecer relações que as obras estabelecem com
época.
o contexto social, histórico e cultural no qual foram
escritas. 4. Leitura, pelo professor, do poema “Quem a tem”, de
– Comparar ideias e valores expressos em diferentes Jorge de Sena (reproduzido na banda lateral, p.
textos […]. 255), para realização da atividade 1. proposta na
rubrica Oralidade e Leitura.
Oralidade O9 – 3. Participar oportuna e construtivamente em
Compreensão e situações de interação oral. 5. Visualização de um vídeo com a leitura “a cinco CD de Recursos:
expressão oral. vozes” do poema “Uma pequenina luz”, que servirá ”Um poema por
– Debater e justificar ideias e opiniões.
de modelo para a realização da atividade proposta semana”
O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes na questão 2. (p. 256).
graus de formalidade e complexidade.
Observação:
– Identificar o tema e explicitar o assunto.
Cada grupo de trabalho agendará com o

68 DIAL9 © Porto Editora


professor a data de apresentação do trabalho à
Leitura L9 – 7. Ler em voz alta.
turma.
Leitura expressiva. – Ler expressivamente em voz alta textos variados,
após preparação da leitura. 6. Resolução individual das questões da rubrica
Gramática (p. 256), seguida da correção coletiva.
Gramática G8 – 25. Reconhecer propriedades das palavras e
Família de formas de organização do léxico.
palavras. – Determinar os significados que dada palavra pode ter
Campo semântico.. em função do seu contexto de ocorrência: campo
semântico.

69 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 4: Praça dos poetas (Texto lírico)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 7: Sophia de Mello Breyner Andresen (2 poemas)
Sumário:
(s)
Aula(s) n.º __________ Atividade de compreensão e expressão oral, a partir da visualização de um documentário televisivo. Abordagem do
Data: - - contexto social, histórico e cultural que enforma a elaboração dos dois poemas em estudo. Leitura e análise de dois
Tempo: 4 tempos letivos poemas de Sophia de M. B. Andresen. Recursos expressivos. Valor expressivo de algumas classes de palavras. Leitura
expressiva. Cartoon – intencionalidade. Exercício de escrita criativa.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Oralidade O9 – 1. Interpretar discursos orais com diferentes 1. Visualização de um documentário televisivo sobre Manual, Resolução de
Compreensão e graus de formalidade e complexidade. Sophia, seguido da resposta, coletiva, às questões pp. 257-260. questionários.
expressão oral. – Identificar o tema e explicitar o assunto. formuladas em 1.1. (p. 257).

– Identificar os tópicos. 2. Leitura do poema “As pessoas sensíveis”. Observação direta.


CD de Recursos:
O9 – 3. Participar oportuna e construtivamente em 3. Resolução oral do questionário de interpretação –
vídeo “Grandes
situações de interação oral. questões 2., 3. e 4. (pp. 257-258).
Livros,
– Debater e justificar ideias e opiniões. 4. Leitura silenciosa do poema “Porque” (p. 259). Navegações”.
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 5. Completamento, individual, do esquema
Poesia lírica. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de apresentado na questão 6.1. (p. 259). Confronto das
Recursos diferentes épocas e de géneros diversos. respostas dadas.
expressivos. – Identificar e reconhecer o valor dos recursos 6. Resolução, coletiva, das questões 7 a 9.1. (pp. 259-
Contexto. expressivos […]. 260), com registo escrito das respostas às questões
Relações 7. e 9.1.
EL9 – 21. Apreciar textos literários.
intertextuais. 7. Leitura do poema, de acordo com a sugestão
– Reconhecer os valores culturais, éticos, estéticos,
Escrita criativa. políticos e religiosos manifestados nos textos. indicada na questão 10. (p. 260).

EL9 – 22. Situar obras literárias em função de 8. Interpretação do cartoon da rubrica Oralidade e
grandes marcos históricos e culturais. Escrita, estabelecendo relações temáticas com o
poema “Porque”.
– Reconhecer relações que as obras estabelecem com
o contexto social, histórico e cultural no qual foram 9. Escrita de poema “à maneira de” – 2. (p. 260)
escritas.

70 DIAL9 © Porto Editora


EL9 – 23. Ler e escrever para fruição estética. Observação:
– Mobilizar a reflexão sobre textos literários e sobre as Esta atividade de escrita poderá ser realizada
suas especificidades, para escrever textos variados,
– na sala de aula, em trabalho de pares;
por iniciativa e gosto pessoal, de forma autónoma e
fluente. – como trabalho de casa.
Os melhores trabalhos poderão ser expostos na
L9 – 7. Ler em voz alta.
Biblioteca da escola ou divulgados no site da
Leitura – Ler expressivamente em voz alta textos variados, escola.
Leitura expressiva. após preparação da leitura.
G7 – 22. Reconhecer e conhecer classes de
Gramática palavras.

Conjunção. – Integrar as palavras nas classes a que pertencem: […]


i) conjunção coordenativa […]..
Subordinação.
G7 – 23. Analisar e estruturar unidades sintáticas.
– Identificar processos de subordinação entre orações
[…].

71 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 4: Praça dos poetas (Texto lírico)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 8: Carlos de Oliveira

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Audição, leitura e análise do poema “Quando a harmonia chega”, de Carlos de Oliveira. Abordagem das características
Data: - -
da prosa poética. Valor de alguns recursos expressivos.
Tempo: 3 tempos letivos
Escrita de um texto poético a partir de imagem.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL9 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Resolução da atividade de pré-leitura – questão 1. Manual, Resolução de
Prosa poética. – Ler textos literários, portugueses e estrangeiros, de p. 261. questionários.
2. Audição e visualização do poema, a partir de um
Recursos diferentes épocas e de géneros diversos. vídeo.
expressivos. – Identificar e reconhecer o valor dos recursos 3. Segunda leitura do texto, em silêncio.
CD de Recursos: Observação direta.
expressivos […]. – vídeo “Quando a
4. Resolução, oral e coletiva, do questionário de harmonia chega” –
E9 – 14. Escrever textos com coerência e correção Heteroavaliação.
Escrita interpretação. Câmara Clara;
linguística.
Escrita e revisão. 5. Resolução, em pares, da atividade da rubrica – PDF: imagens
– Dar ao texto a estrutura e o formato adequados,
Escrita. para escrita de um
respeitando convenções tipológicas e (orto)gráficas
texto.
estabelecidas. 6. Troca dos textos entre os diferentes pares, para
indicação dos aspetos a corrigir / melhorar,
E9 – 19. Rever os textos escritos.
devolvendo-se os textos aos respetivos autores.
– Reformular o texto de forma adequada, mobilizando
os conhecimentos de revisão de texto já adquiridos. 7. Reescrita do texto pelos autores iniciais, com base
nas sugestões dos colegas.
8. Apresentação dos textos à turma.
Observação:
Poderá ser projetada uma única imagem ou várias,
permitindo que cada par escolha a que mais lhe
agradar.

72 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 4: Praça dos poetas (Texto lírico)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 9: Nuno Júdice
Sumário:
(s)
Aula(s) n.º __________ Reconstituição do poema “Contas”, de Nuno Júdice. Identificação do esquema rimático do poema. Produção de uma
Data: - - apreciação crítica.
Tempo: 2 + [1] tempos letivos Abordagem dos seguintes conteúdos gramaticais: polissemia; campo semântico; formação de palavras. Revisão de
conhecimentos adquiridos sobre funções sintáticas.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL7 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Realização, individual ou em pares, da atividade 1. Manual, Resolução de
Elementos – Sistematizar elementos constitutivos da poesia lírica (p. 262) – reconstituição do poema. pp. 262-263. questionários.
constitutivos da (estrofe, verso, refrão, rima, esquema rimático). 2. Leitura silenciosa do poema reconstituído.
poesia lírica. Observação direta.
EL9 – 21. Apreciar textos literários. 3. Realização da atividade proposta na questão 2., de
Apreciação crítica.
– Expressar, oralmente e por escrito, e de forma acordo com os seguintes passos:
fundamentada, pontos de vista e apreciações críticas – todos os alunos preparam uma apreciação crítica Heteroavaliação.
suscitadas pelos textos lidos. do poema;
Gramática G8 – 25. Reconhecer propriedades das palavras e – o professor escolhe alguns alunos para exporem a
formas de organização do léxico. sua opinião;
Subordinação:
oração subordinada – Distinguir palavras polissémicas de monossémicas. – após a intervenção de cada um dos alunos
substantiva relativa. – Determinar os significados que dada palavra pode ter selecionados, os colegas avaliam o seu
em função do seu contexto de ocorrência: campo desempenho, nomeadamente o respeito pela
semântico. apresentação de dois argumentos.

G7 – 21. Explicitar aspetos fundamentais da 4. Revisão de alguns conteúdos gramaticais, a partir


morfologia. da realização dos exercícios da rubrica Gramática
(p. 263).
– Sistematizar padrões de formação de palavras
complexas (afixal e não-afixal) […]. Observação:
A propósito do exercício 4. da rubrica Gramática, Caderno de
G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe
podem ser realizados os exercícios seguintes: Atividades, pp. 29
do português.
e 32.
– Consolidar o conhecimento de todas as funções – Caderno de Atividades  exercício 2., da p. 29, e
sintáticas. exercícios 5. e 7., da p. 32.

73 DIAL9 © Porto Editora


Unidade 4: Praça dos poetas (Texto lírico)
Ano / Turma: 9.º Ano letivo:
Texto 10: Carlos Drummond de Andrade

(s) Sumário:
Aula(s) n.º __________
Leitura e análise do poema “Receita de Ano Novo”, de Carlos Drummond de Andrade. Exercício de escrita criativa.
Data: - -
Subordinação (revisão).
Tempo: 3 tempos letivos
Autoavaliação.
Avaliação
Domínio /
Objetivos / Descritores de desempenho Desenvolvimento da aula Recursos (modalidades e
Conteúdos
instrumentos)
Educação Literária EL7 – 20. Ler e interpretar textos literários. 1. Leitura / audição do poema, tendo presente a tarefa Manual, Resolução de
Elementos – Sistematizar elementos constitutivos da poesia lírica indicada na questão 1. (p. 264). pp. 264-266. questionários.
constitutivos da (estrofe, verso, refrão, rima, esquema rimático). 2. Resolução do questionário de interpretação (p. 265),
poesia. do seguinte modo: Observação direta.
EL9 – 23. Ler e escrever para fruição estética.
Escrita criativa. CD áudio: “Receita
– Mobilizar a reflexão sobre textos literários e sobre as – resposta individual, no caderno diário, às questões
de Ano Novo”, de
suas especificidades, para escrever textos variados, 2. e 3.; Autoavaliação.
Carlos Drummond
por iniciativa e gosto pessoal, de forma autónoma e – correção coletiva das respostas dadas; de Andrade.
fluente. – resolução coletiva das questões 4. e 5., com
EL9 – 21. Apreciar textos literários. registo escrito da resposta à pergunta 5.;
– preparação e realização da leitura expressiva do CD de Recursos:
– Reconhecer os valores culturais, éticos, estéticos,
políticos e religiosos manifestados nos textos. poema. PDF – “Receita
para fazer um
E9 – 14. Escrever textos com coerência e correção 3. Realização, em pares, das perguntas da rubrica
herói”, de Reinaldo
linguística. Gramática (p. 266), seguida da correção coletiva.
Ferreira.
Leitura – Dar ao texto a estrutura e o formato adequados, 4. Leitura aos alunos do poema “Receita para fazer um
Leitura expressiva. respeitando convenções tipológicas e (orto)gráficas herói”, de Reinaldo Ferreira (banda lateral da p. 266),
estabelecidas. como motivação para a atividade proposta na rubrica
Escrita.
Gramática L9 – 7. Ler em voz alta.
Subordinação. – Ler expressivamente em voz alta textos variados, Observação:
após preparação da leitura. Esta atividade de escrita poderá ser sugerida aos
alunos como trabalho de casa opcional. Os
G9 – 25. Explicitar aspetos fundamentais da sintaxe
melhores trabalhos poderão ser expostos na
do português.
Biblioteca ou divulgados no site da escola.

74 DIAL9 © Porto Editora


– Dividir e classificar orações.
5. Resolução da ficha de autoavaliação, seguida da
sua correção (p. 267). Manual, p. 267.

75 DIAL9 © Porto Editora