Você está na página 1de 46

• '~f^B||jflp ¦ *" " • '*-* ¦¦...¦..).-...¦.

¦
?":'-% ¦'
¦" '¦'¦'.'•'¦/¦''V.ííÇfjS^^^s íí ..
___
ÍW'1' »

AND ITE
I BL, U <§» N_ A, O yi-k
___T^H__fl^i__^V
-fl J Ur^ Br _E"

«€5i_HfeL"
*t_ ^"¦' ^*" I^-_B_____sa___r
•'•¦:'J*> •-¦¦:'

__B_k__<-i-'- _«-

i"
Empresa A NOITE
'•*¦" '.
'.
H ^ RIO 08 JANEIRO
VB
\**iflfltf*'
i^&flflflTflP'
DIRETOR -GIL PEREIRA LEGAL i ."«.- ¦ "
__H_>^___. . _a__l bB"^
^°NT-
GERENTE-ALMERIO RAMOS -r—Sí^ ^^ " ¦**•_*i8r
-^ wvfl^flfl"^ ¦"
4-3 -1947 N. 940 __&___. a
_-___r> flJ__- ¦*__ <nUB
- <'_____flfc^^Bk__S **^______
"fl* ji li i___M_Bfl_r^ «**
HHBJ flBHr*- ___fl fl
flflL _áP
mUW' ' fl
' ^^_L

^^^HJ^BB-" _^^B BflHK'~ ^W.


^^^^___ ^^?B _____.'¦ '"'''**>-
_*l.".-^___K __BIl -
'-fl._\ *''^*í-í9__3___,
fl-t^^v /fl fl_fc* ',;
'% flfl ^__B
"Bj V
BB

-Ml
m. 'mmXmmmW^
^HHT_BflB______________ev : >-B B __-_B ___¦>_*> _^^fl^M__---

V^ .;'% v -Vfl Bv4- B*~B_|B"_fc^ ____,;.


'«t.j^fl ___ B
,___»- flflflfl ^^BB-1
• _flB__» ¦'¦-? ^pi __r'ií_y^y
...-, ¦gyfff^^*^Vff^mmmS^ «^___.'B^
,™"*a____r^fr__¦ ~s- ••. '<B______________r
_HI"';: 'Vr->-'^?^™_B^-^___________f___r • • ¦'*^J*.-''
flfl> ^^*BflHB__ki-______fl ¦-¦
_^________í___J_í_É--É-flF ^mmwF ^tBflflfW i-; ¦;• **•'*
_Bt o-
'__ -fl
¦¦£ Hfl
fl
_fl
«a>i.

]|_______FVr ^^V^ _4_k jWflHBfl


--X_^£;
¦HBBHk.'''- /' ___fl_P^ ^fl _*^lfli^___fl ! %
^^íwflfl "¦;.'S_t£+"-;TB__ ¦•-MwW vHBBflHHK-- ¦¦ H*_
*"ü_JB/ _>|A*^T__r ^k fc-^^ __#3 HHE %
x ^"fl JPTC^ X \w^^____ÉyJ
-T' _____; •*-
«•Ptí ^BjH &___&->&' __¦¦*• flj flf__.

jB
^mmr- 'flfll fll '
A -_ fl II B-, à
.'!i___-.fl ¦&¦¦¦•-
ijy fl/\M' fl^L^^ flfl-Bflfl B
__»-'-?___ ™fl _, ~_r^_i fl^J fl^fl^flflBfl_____r
_¦ ^__________b ~in
__k ' -
«tá!-- 9-i .h^i..
fl fl W
~BiaBHHHHHHHHHI B__fl ___¦_ ^B________B^H

flV ^í
-__-__ . -___H ___D\

___« i_ fl- fl_l


"^^^^fli'^4 /^"flfc'
;1
3C___. « ____L __k

•'•_fl -á flflV 1\ aKá^ /fl flk

BX

'^,4'
if^ •lí!_____f__5 3&

¦..A' -¦¦-"' ¦^mTw&íwJLwamWt* */tí\ ii-éfl


'^8_^_.
'V f .<a,"
--
< • a. ' ____--«Bfl_
^ÍV
B jT jatíflll- í * Ml lll K» ' ' _rjí-*'r" flBEfl

/_#_
,_ _BV""* --tf*TÍ__- «m
-_á*%Brm.
_.
w
_í___í_Bircir______fl)u»>¦_¦' '(Ml"-
vi'' _fl__J_S_l)V______fl___BQ'H^H /-v^if-* ¦^•flfl: _ _fl —'
mmmmmmmwmmmmWÊmmÊámf.^ _ír
•^BHHf^*--*

• ?'#* ^'_fv_/r/ J7_____________n _tlW -^


BB____l
*
;r i '.f ir / #/_1
ii li_J__H_ff -it í
V %^/
m$ míimmmW ü
^
'^_>Vi**--
//%_«
' ^vI^Bflfl B- ______**!

<M5-^/Vfl_________
¦>-" :-W ' fl r I fll)

WW'/àmmm^mWw^ *Ml< A Sjflp3iy


.N
SFPlJ í_*5 ¦*
»»
'- '-N_ç
!-'¦ *r

/
í -'** /y^mmmWmmWy Wf ^->- C _w -•

- ^tí*
--*•.. <r,-é. ¦• -'J^
_-*> •* _/' -T fl
Irar ^HHHHHHHHF H
fl
^ *tSfl __r" í /fl
' _¦ ____trt'^___fl
B-BflarnB IrB—i H_^ '
-—-

->.*«
grmT ^fl flr HV B^fl-*^
mâ'mWm\w
_______¦ __r W^
__r Im __L
' -4 fl iS.VflflflF ''.IB
.fl
BH---
-_-__-
fl S_fl__r' _/fl _T
SV__'--
"¦''"-•
*.-íVj*;.''

¦4-^' flJB _r ü r '' /«ri ML,....-...


fl BbT /'aJ! hbO 4
PREÇO PARA
.^' ;Jfl W /j-BflHfl-BHflflTf^Çí^t
v^ __h_k.^^r^_S3r
r^S
^ _r i __fl i
TODO 0 BRASIL KL * *v.*>%'•'

-fl fláfl _-T áh
/fÁmám VT*
"'1 E"%^- -
WW*
_¦ __PJ _r >//_¦ b rJ^r- -
(r$ 1,50 # mmmw
IflflF •
' 9 flfl
__Bil
_fl
B-tlfl %<t-_í
V
<J(M ?i4fl
-_-_¦%-._ B_h__& ______________i"B'_VT___l HHt^í^HBfnH F *.-'** ^ £*'* flr "*^-
Li_
TERRITÓRIO INTERDITADO — No auge da excitação/ berrando e
uivondo, os dançarinos enfrentam-se como verdadeiros diabos num ritmo
macabro.
«VEDE TEXTO E FOTOS ÀS PaGINAS 3, 4f 5, 6) 7. 8 E 9-
• ¦¦;.¦: '<. '-' '¦ '" ^'' "" ' *^* —»T» I I BflBJBl
V; "

&-;/ ^^^^P^P^^^^^^*P
É--' ¦
fl»

f\ I^| ^k ¦ # /v* £L*?!!£


POR SUAS 5°
ARAXÁ SA0 UNIVERSALMENTE FAMOSAS
PROPRIEDADES TERAPÊUTICAS.

''
1 II III TA fl ¦! B T«Çm?
" HJDROTERAPIA, MECANOTERAPIA, FISIO-
TERAPIA E CONSULTÓRIOS MÉDICOS.
.'.
PI'
-if-
I II III B II O PARQUE DO ARAXÁ REÚNE OS MAGNÍFICOS ÉSPÉCI-
MES VEGETAIS PRÓPRIOS DO NOSSO "HINTERLAND".
SSsS '
s''-
'¦<¦.¦•¦¦ ¦""l P!b B""1™ #1 !¦*¦! GRANDE HOTEL INTERNACIONAL DE TURISMO CENA
;; RIO DESLUMBRANTE. PASSEIOS E DIVERSÕES INESOUE
'flflT '"^flBfl^^^^^BsSBaw CÍVEIS. H
fl flB fl fl aff ' BsB ' '
BVJ BVB ^BB Bfl ¦¦¦ BVB1 ÁW ¦¦¦¦ ¦¦ flVfli ^^fl^i-w^
"flfl flflflj |^flg ^^H| ^flflflt^^^ flfl flfl Vflflflr flflHfl 1 BB ^^^^sflaw

.';•¦¦:

«...
fl fflflRflV PE ÍJ1AS CERÓIS
ÃT 3sr"***^ll ¦' fl-i ' fl fl ,.flifl.fl..-afl flfla^.
s\ laSr^S^Z^afl Si aa a» il' ¦ ._k^5£*:^*flf™yy'^ fl flflhw

flf flfl flflfl I B E P^^I^^B • lAfll flt asstXsV sfl**táftà/asal-aflfl áfllflflflflflfl ¦¦¦ lflflflflflflflflflflflflflflflE^L.
flT É Bfl ^B |B9 ¥?¦ m flU^flflfl^flEHflal • BL - Wl- lB' 'Sílfli flKflflV flfll SSffiflW,

t-v
' "^"^iBflff^^m-ii '"'*'* '^•^^•i
B flB pB* ^-Wflr lflflflflflflfl ¦¦ II B^Efl sabriS^Bn^fl¥- :< flfl sflTflfl flr' ^AwAw*^'

¦,í

BflflflflflflflflflflflflflflflflflflBaaasflaá ' aaSflfl ^áA flF^flWsV. "'^flfl^^ ¦ •'Sfe ^Blfcff ¦''7


t^Tsl ^rflfl i^^^^^ ^H HbV'£ ^'jiífê^^flSÈ*''*^. Jâffj^^EÉa' ár

|
«,•<

fc ^^fl^^^H ?*
^^^B - ' ? tíflfliílaf flflfl™^^^
"' Í WH^fl BflV^^^

NUM °ANORAMA SOBERBO, A


nn MnurnQUADRAD0 QUE A MAO
fSJlfiBijoSiÊÍRA^1
^b.
ACRECENT0U ^OVOS MOTIVOS DE BELEZA O MQNU- °QUE
AR AXA'0^^J58.K.^s 2iíSf*S* M ARAXÂ °FERECE ° MAXIM0 CONFORTO
HORIZ ONTE AO
ÍroÍ»*^
poss-J">°Ra DE TODOS OS RECUR-
^os e a^pF?^kPTANCIA °A HIDR0TERAPIA MODERNA. MESMO O
E^ENTOr^u^^ ACOSTUMADO
AS FAMOSAS CIDADES BAL-
NE^« ^ cnf^UTA'
EUR0PA. ENCONTRARA ALI TUDO
S*" QUANTO SE PODE
A CURA E A RESTAURAÇAO DAS ENERGIAS
mMBALm« rP^T3' MAGN,FIC0
CONJUNTO DE INSTALAÇÕES
D?0UEmfaSífâíS
DE QUE FOI ARAXÁ DOTADA PELO GOVERNO
MINEIRO É TOTAL O
APROVEITAMENTO DA RIQUEZA CURATIVA
DE SUAS ÁGUAS OUE
REÚNEM PROPR.EDADES NAO ENCONTRADAS
EM OUTRAS IsTAN
CAS. FONTE DE PRAZER E BEM-ESTAR, ARAXA
É HOJE UM^NTO DE
TURISMO DE IMPORTÂNCIA SINGULAR EM TODO
O CONTENTE
PROCURADO CONSTANTEMENTE POR MILHARES
DE PESSOAS©UE
JANEIRO AcL'v,,RÍC0UPERAND0 A SAÚDE- V0LTAM A ENCONTRAR
A /SgrÍA
S.PAULO%ágg&^R'-DE DE VIVER.

¦BflflfljHflflflflfl PAG. 4.3.1947

.**. >-1 *&-. - '.4


''¦ ¦
¦ r^_f
y

lpt§

¦4

- ' - ¦ ¦,mmmmmmm ¦¦
't-áfcllÉM_k_N_^_^_t i_W i íftn^i

->¦•

'V* '•.. *"' -'"""' " > '¦- .•'¦"...«* **'*'*¦,' 5l_V''- ¦ r-iití-Mi _¦». __. —.
v¦->". Ví'í: .

'» *"«.'!»M(B
"- f>.:.i;ar.

,&&.

&m

- . '«I"
LU

•i\^,-:_-s "S;
"#•

wmpiAém de
¦^__y

TERRITÓRIO INTERDITADO! — Denomino assim o território


entre os rios Xingu, Araguaia e Mortes, porque agora estão proibidas as penetrações
de pessoas que não estão ligados aos serviços oficiais. 0 S.P.I. c a F.B.C. vigiam agoro
essas imensas regiões para que a pax dos índios não seja
"bandeiras"
perturbado pelas chamados de turistas curiosos e aventureiros. Embora a F.B.C. e o S.P.I. tenham fins bem diferentes, concordam num
ponto de vista: Não mexam com os índios! Não perturbem os selv.colas! Isso somente
pode dificultar a penetração pacifica e culturol da F.B.C.
como também os trabalhos benemerttos do S.P.I. Gente de bom senso, de inqucbrantovel "fibra
justiça, homens que tem a verdadeira do sertanejo"
estão irrompendo para o oeste e com o tempo cstobelecerão Ia um "clima"
para os colonos, que depois seguirão com eles poro povoor essas terras.
V. Ia muita gente que toma a co.sa bem a serio. Francisco
Meireles, o Major Reis, o coronel Vaniqui, o mojor Rincão, o Dr. Rocha. De cada um po-
demos dixer: "The right man in the right place".
*laariiPCTj[ü»^fe^iWÍÍs». '^Í^^n^j-L^jt.' "••¦
:^T~ aMraKsli aflflan-. • y- . :\: - ¦
''¦
Htatflsl Sm ¦"*>^^^^Í|bBkíShB:* Sw^MHs*?^''^»^ '-'**."-•
MU '. 'nJagrffia!PffSaa^a»Br&^ v**1""'^',.
'':>,.

confusão ruidosa de um dos


dessa grande corredores
A NOITE, numa manhã calorenta, Lincoln de Sousa, com
NA aquele aspecto míope, de
quem está sempre cheirando o ar,
segurou-me bruscamente a manga do paletó e disse-me em tom ur-
H"- ' ' '.^aflal rriM BkhIHÍ flMr^JÍM^^^.^W^rft^y^ar^^^y.^^
vai BKr f8 |MWa tZÈlkrrj-'} -, ¦ ^x^^^^if^W. gente:
'"'*& iJw/M ¦flflWflflfffflflTfll ''flflt "'¦' — "Queres acompanhar-me até os Xavantes? Desta vez a
flflflaki''^9 BflflP^*> TflbaTri? im^afl^^^^*" aflflfr<aJaflflai coisa
será fácil e até recreativa. . . Não precisaremos entrar na mata; co-
meremos bem e dormiremos melhor ainda. Voaremos com João Al-
'
SsflflF& Jl» flflflaflafli flflflaf sSaflflflB
berto, do Rio, diretamente às margens do Culuene, afluente do Xingu;
voltaremos voando até Xavantina e, nesse ponto, Chico Meireles, do
Serviço de Proteção aos índios, nos apanhará com a sua luxuosa lan-
¦ "Vi,. ... .- afl K|
cha, que tem luz elétrica, rádio, fogão a querosene para cozinhar bons
w| 9'' Ts|^ppy
"ml.vi "toilette"
9* E petiscos. Até tem esta maravilha de lancha. Dessa vez os
\jfC'i.; flflfl. ¦¦¦£ aflfll Bt*-
àSftjJLT .Iflflfll
Cãsavv-V •«¦ai BsmL-
aflfla? *#*&¦¦¦¦
--ar-- 91 ^K..
«... áflflflflflflflflflflflflflflflflflflflflflflflv1: Xavantes virão diretamente até o posto de São Domingos para visi-
:^J\;, /flj Bjh flj m
tar-nos. Tirarás fotografias, as mais sensacionais, com absoluta co-
;jiV*ÉjWH9 SuSf»*i.-
'$399 Kanê^' ' "'•"•"'.^ ItSSIUi li ia* B
0 }:'?¦; ^| Hs>Áissã~ ¦' .9 9 modidade. Precisarás somente que te levantes da rede em chinelas
porque à porta do rancho maravilhosos espécimes da tribo Xavantes
estarão a teu dispor".

9st.''- ' jáai 9

laSêw-
HSa&í.'.'"
pi aa^1-.
$Í>aflH laflflflfl?2»-"-

i^flflaVaaflaWWfi '

" ''vSb^r'':^'^5
* /TnBflV.jftj-^gffi '¦ <'«"• •'' ^^? íxm AflflflflV
^.'jlij Bawi;|,-'íüLV.'W;^''vflflP aPs^^^-^rt^lty ^'

^9 ^flH ^Kf X" ^^táflflflflflflflflflflflflflflflflflflflF J aVà,4HaaflF átflfll I^^^XJ^vi' a


^r 9r',*f'','»Jr'.'"' ifl 9j 1 «Vv* te: «ÍsS^á
¦ ^9 à ^kL'* j9 IHi ^^ «'^
KK^íi^Sfiflfli f^- -31 «Kl.*
¦a^^^S^S^B ¦»-"¥• '^iv9 Bk1' j9 ^^j| ¦ * ¦ ¦¦ rv K y^ àfl ^^^9
I'.. '"t*C^^I
|tK*,%"*'^ ,r *$jsflfll ¦W^**" jaár ' '* '^•rl ¦¦S.'
' U?-s' <^9 ^11 ^9 ¦£
"^*
. 9 . . íi 9 ft'
flflflflflflfla^^laflflflflflflflflr Jflflfli M «
**¦*!*- ¦'¦¦' .âar^ ^ufl9 9k*~ Í^V Jiflflfli ^H ^^fl IflflW VI f.> r*f
flFsMsv'
wnr2^Ji ^flflfla R^T*
yS afl9 Rb. "' ^F -'3I BflwSCte"'.

'/-^
jf_ j9 9'Wí/^*alafla» ^9 5f;^^ . .'^uCãsfll Bf ^*¦!*.? *J"^!> Jl

¦¦¦^Bfluwa^^^ij' t-afeaSmPwBEfgHP ¦'¦'-' . »';'¦ 'ipKflflflflKaflfll

/ I sVaül 19 V ^ i I im' •> • • /ázl sflflX -

Jovem Calapagos sorrindo ingenuamente como um manso animai da


mata. i£ 9' lnf JE^t \^ ' A ;*aW 19 ,~
W 9H9 MrW vJflflfltls) w t ^flflflflflflflW

•*> • ^^9 flflL__ ' ¦mJ>/^


IfL *-Ifl 9 ?'
liSiíial'imri3 (Ê^mh^l,m^íià-"mm" fw 1 \^9
9 9r •' - 9 I9 .,.
áflflflflflflfl^i* flflflfl""iflflV:rA£7'7?flflflflfl9flflflflflflflfli ¦ ** 9
^/.y-' ^^^_/aw-
áW *
¦¦r ' liai
sfll '' ^Cflflflflflflflflflflfl*^
flF ^^aasfll 9J1 9
" -í' fl¥ i9 -aSflfllflF^ 9 "s JV
Pk ÉflBflP^^^ 9/ Ji tf
^aflF ^Éflfll
xf /, ^rWA Í^^S*A&3í&£L -"?
*¦ J Bf^ssl r<aTÍ ^^^'.^ai
.aar ^flflav
.^¦¦W v ss#9flT ¦¦
^flflfl^álflflF ^flflflflflflflflrTjP»^
flflr9 aflflflr ^3 Ejl HaTir* -f f*l
^-asíâflflflflflT^fflflfll
.^¦¦f /9 flflr 9 flr^9^

X "^jê \_ tT
i«faflT^siTflfl99fl9ar^^^^^^^^ ¦»

^"- 9'a' '~'


.?-"

Ficamos muito tempo entre os Calapagos, gente amável e boa


que se dava
muito bem conosco. Aqui uma das índias cata pacientemente os Chegamos aos territórios dos Carajás em
de sua amiga para depois comê-los.
piolhos pleno tempo das festo*. Dias e
noites eles executavam tuas danças pitorescas.

A^BJfflÉ PAG. 4-4-3-1947 *.T-,Í.-**-^


\ /' / í*s
/ **^r»í!w|!I__§riii
1

r ' j • •»

tffíS :--t'-j ¦¦¦-¦ij\ _v

':^"*$çi
\ q_____^^t__| _^5^5^nl^ _§-:° ¦" _F '^r^' ,'*_-WTfifiíW _B - _l !b!'«^S -_¦__[ ¦ »* ""^m f_Btt____-__&^_^_íÉ_B_^^^_^^' t y*^*^<j_jaiP"^ j_B _By^w^ffij__B H-F I
^LéjB-iJgB Hg ^ '¦'^j^Í'ÍHbk '-• '^ «^___t^rr<^s__ I BBt<—ll^^rJw^iCalj_roJ|.^|^tBBBB___ft „¦ 8flK*i-lt-l?>" -¦\r ' ___l t£_rg_5—rflH Uwf'

Francisco Meireles ao lado de


Mario Baldi.
Bem, o caríssimo colega Lincoln
estivera muito pouco tempo em São Iübéb bbm_B B_p- ^* *^itt_i fl ^9_^» .____»__y • ^_^B_jM_w_y * * a^^rrJv^_B--!k*_í__j__É-« bb____i ___^ A—^_fi_-_- ™B_w Jfvj^wi -** ¦ _bl vtLí«tí
Domingos, e eu grandíssimo asno,
pensei que ele tivesse aprendido a
guma coisa do sertão bruto. Embora
não acreditando que tudo seria
tão fácil e cômodo, concordei pres-
k ___L ^^r »^ * ^__2^__L_v__k__' _MH%BB__r^_fl ___V»%v_*._â4_H_H"*^ Bi 'ÍJn__BB_^^K . 'jjfjnyjWtC^BBB B^_l-fl-y%n_--í )t *_!>-' " - ^Cr
suroso em acompanhá-lo. Quando
o velho Lincoln me falou nisso,
eram exatamente 11 horas de um BftB^^L > . BBB ^H ***-¦» - _l_fj BB_ ' t }^B **-? * ———^3_' 4r_M **
_j í- _p ^^— mmrnt Wm mmr BBr ü _B* «_r-_—f
sábado. Às 12 horas, fecharia o co-
mércio e assim mal tive tempo de
comprar alguns filmes para a mi-
nha "Leica". O embarque verificou-
se às 6 horas da manhã de segun
da-feira seguinte, num possante
DC-3 do Correio Aéreo. Adquiri de
um amigo uma calça caqui, um ^^^ Bb _B *lí# * ^^^mffLm^rmU^ '.^B}
__^__B __^Tbb1 BBff *^^9 __hÉÉ______ ________! B __^_r l__^__R__B_Bi sT
chapéu colonial e um paletó já
bastante usado. Assim, após nove
horas de vôo, descemos em pleno
sertão brasileiro às margens do
Culuene no centro da aldeia dos Perdidos em pleno Araguaia. Morar
quebrado, sem gasolina nem comida, esperamos socorros numa ilha cerca
-4a de pântanos, mas não desanimamos.
Calapagos. Voltamos depois a Xa- Numa árvore pregamos uma tabuleta — "Pouso da Esperança", que
foi inaugurado com o última gole de café
vontina, ainda num confortável que nos restara. Enquanto há café, nada está perdido para o bra-
sileiro.

AaâOUÊ PAG. 5-4-3-1947


'
_!»_____________________________________________________ __l __ «¦'<
_____________________________________________________ __I ^_$

É-l
__ _r J_l
II ' H
'**'*' ',' ' ___! J__r _____ avião'da F.B.C. E daí por diante,
__________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________ meus caros leitores, começou a nos-
£¦¦¦ BL_L_r _H
¦_¦/_¦ ¦
sa espetacular via-crucis. Por um
___ ____^___r _______________________________________________________________________________________
acaso — coisa de nada — a lancha
__* _# ___ I paradisíaca do Chico não chegou.
Ela ainda flutuava longe do Ara-
__V^7_I _k___I guaia e do Mortes. Flutuava, não.
_____r __V_rwV___/_l
___r ______________________________________________________________________________ Balançava, isto sim, tranquilamen-
_^_ b__BpUP_bVP _#\ _¦
P____É_i _nT^7_i^___K_l te num -trem de carga que se arras-
B______________________________^B_____ w_____________________________________________________________________________ J _> 1 __y ____P_ffB
_P_____I ____^^ ^_Jb___!^ _____Pk_twi tava por uma estrada de ferro rumo I
BS_$í^I __^^_________r_____l ___ri____________HH _^^*___ ______ _____*^_jT__LI
__r___i B__l _________t^__ _P_*___7 _______VV ' _B S. Paulo-Goiânia. Em Xavantina I
¦ V''
..•V P__l r_fl II II ___l ^**^____7 I ___jW__
_fl bA ____^ _Sr__ü______l 1/ J _f/í)i não havia nem uma gota de gaso- Ir
Si n^H II II H
II
II ES BM VJI_--r ifl v ———————————__PNd v lina para descer os ridículos 400 I
S|m
II II II
Vfl ¦! Hl
II VI R/J IT-I quilômetros que distam até São
II !_¦ II ¦< _i _R^ ___________________________ __j____H Domingos. Soubemos, entretanto,
WM II RI BI
t>r_Pf **^'_________________________[_________________í ______________• !____ ____^_L____
II mwrâmm
Kl ____l___i
Wm __7_l
__4 W_______________________r _____! _______!
que ao Aragarças, chegara o mo-
____[¦___! ___P^^____I ____v_____l _________! ____!____! ____V^___I \mTAr dmmm __FoT____í __B
^^wH ____^_^_l b__b_____ Ib___J__I ___r ai bb____ b1_\^___ mm^r
J______ I ______! ____T_ jor Reis, que devia descer o Ara-
II
¦¦ ¦ifl !il
ulKi
__HT__i __TíI
Kl II
____il HH
K Hí ____!
_______/ _FFJ vi guaia
IV _______¦_! ^r___í ___¦ ____ até o posto da F.B.C. em São
II!«__! __!_-_! ^_i Isíl il _¥_¦ ¦ I ¦__! M Felix. Meu colega Lincoln, o "ingê-
13______¦ IS ___¦
lu___P"^l H II
mi _K__!
mI K_l K9I

PtI
l%_tt_l __¦
li I _r_V*__l _r___l
nuo sertanista", falou como Zara-
tustra, com o dedo em riste chei-
___P^J -I ___T_i _-__f----í -B-i ____Y____ ____N_-^-^_i _i-_r _____i ___r^___^^^__l ^^^_______________r_________________B
__B______^ __¦ _____^ rando o ar com sua miopia: —
R||lll| llll II ___k__fl l_r^_l !______. "Voaremos
B__tM ____i ¦¦ ____! BBt__B wfr Am ¦¦ __^__ B_ __r_B até o Aragarças, des-
pDl ________! P_______l __F*^-J^_____ ____r_______i I™'JM ____^L. ^^B____^_______________________D
'^sé^'* *____! ___r_l____! b_P_____ bW !_____ ______r______l ___F_____I ______ ^___r______
_________[I ___^__f___ P_f_____I ____^j____^ ___Cb ^^ _____! ceremos com o major Reis até Reú-
na, tomaremos cavalos e rumare-
mos sertão a dentro, até São Do-
Kir__r7_i_i !___*¦ P"j#^H P__r^_^W^___
ESI
^TbW____
Dl \WmAT*mmm\ ____! \m\

mingos. É muito simples. Devemos


___¦ _â II
Rm
|r M_i __rw_l _LA _P_I
I chegar em tempo, porque lá já se
encontram o repórter da "France-
mlmT l_____l P_r ____l
Press" e o cinegrafista Vasconce-
11 lyfi Bjjl |y_E-_! los". Pobre Lincoln pensei eu, tu és
D __l r___l Ir __¦____ um "grande sertanista", e êle pa-
_______________________________________________________________________________________ ____7____ gou mesmo muito caro o pecado de
_rl _rvl _T_B»_1
Ul' #a_____B_P._íf ____________l^___y _________________________¦ ser inocente. A cavalgada foi dura
n_i_n_--i vi e massacrenta. Sem comida (fize-
i-_^™éKa___b_______II R__S i/ji mos uma etapa de 500 quilôme-
tros com apenas uma xícara de
chá (?) no estômago e o sertanis-
ta Lincoln sem saber andar a ca-
valo. Devo exaltar aqui o seu es-
pírito de jornalista que fazia com
que naquela idade pudesse aguen-
tar tantos padecimentos. Quando
chegamos a S. Domingos não foi
capaz de descer com as suas pró-
prias forças do cavalo que o trou-
xera. Dois caboclos piedosos ajuda-
ram-nO a descer do cavalo como se
fosse um ovo cru e frágil. Contudo

Q y El é preciso dizer que também ago-


ra acho que basta de cavalgar. Em-
bora tenha viajado cerca de 20
anos pelo sertão, depois deste esti-
rão joguei-me numa cadeira, e só
Neste mapa o tracejado marca o nosso itinerário pelo sertão. Impossibilitados de fazer 9 percurso marcado com após beber uns trê_ litros d'água é
"shake-hands"
a letra A, de 390 quilômetros, entre Xavantina e São Domingos, fomos obrigados a empreender um que pude dar um
pequeno em Chico Meireles e sua amável
desvio de nada menos de 2.172 quilômetros, partindo de Aragarças-Reúna-São Domingos-São Fe lix-Porto Getúlio
Vargas, voltando Araguaia acima até Leopoldina-Goiânia.
^mmssmw&w!***™*'- • ¦¦]•#
' " '
Pôr-do-sol no rio Cristalino. ....¦-.' ..>•«- ¦!;*,-',*<ò&"'¦'¦-

'
i¦ _L_í^^ta___líWík' ^*. *?.^_|^^^B ^mWt "V'**¦*ííwlí'
_______
mmWi':

'¦¦**»
"¦*-"«?_•¦'
EJWV..
*£_____
. ¦¦NI.
«______¦ __t_ii ffVn . . ji___l ____________ _ÍL

mmm
: IXh «
>Pi

>

'SSitr,.*-.

¦? y**vt\~ »*» vi^Nt*^>,;^tt»lylwPMMB^S_S_____W


' "_L»^»*" lÜÉg C__M
#**__!_ »" "

I '
V*... í-^-i..._.í.v»,._
-, _. . - *_&
j^ts
¦-•*£ yBfipr'
i_*i f^avjCSti
''_'^^f^^^Bs^^Ç-^f^^p^^f^Kf '*-! i:i-*' 'tí£kWí&i¦ ¦*"-:^H_B^BB^Bl_fip^__w-9i^---lP^«^i_---B_-v__P;¦' ¦¦_ "" ~**~ ¦ ¦ ¦V"**- *".??*"•>
fUBS^ í>'^b •¦'
''"r~ "' ^^^^pv^f^HBBBBBBBBB^^-'./S'--L^^*'-1 .^$^I|B fe '•«* ''""fiB-íl
I # __ •*«• .„#' & %_*

i — *^ ' v^
^s^ B^ >^.__4 _. 4 v _Bl

4 ^ __" _Éfc__' ^':'___S.-- ™** B*-i->fi-y&i Br if^fl. B**^ «--*' _J _______ ?*¦ *e?^ • 'u^o, -' ''__¦?

íf **V " -*^^*-t7^^?_TOTEB---_-B flBfeJfil ^^X_L^y^TT*_E flW&ff-S^I BfT^ ' ' -8-vffik/"- __________f^______________lw__________L____________ J__ ^ ^ffr? '
*'*vS
- *t_^*ivfjWSffCfTtwJP*_--r_-_»^--w __HBBB--r _B___í-_>''- iw K 'fl BjBJ BB í^ ~, it •*

'¦''Vr - ^^3_tt^_wB_nQ__5 "*"' *t___i "____________F 'W : -'ri


1 vfl* '••£> flwn-t^^ryflaEfeaMflM SB-OrirefiB «R BflVw («¦ *í --d ^T _____*
__ÉW______rí . ' _í___>- __í fiflft i
_.- 1- ¦_"¦! *'_?. ¦ 'T™. - ¦*ÍM_^r^QHm|B*UIW-i-------l. -MaMHt^JnlKKI.-iWrjr^BBB- IH-KWlB-J^r_-^**r-W»I)*--W-BI^-?'
____E____3_____H-__t^> m "JK. ^^^^^B? _______B-___i SB
'**¦"
____¦(

F '-^ '" ¦
.-*%!* V ' ^BWa ^BBff TCBMH_-*lSEHEff--f*^^ IBBflflfl^l^^- ^BBW*' *í H____T 9w * ^r^Bi____ ¦ » ^
'^^S__i^S-_-_r^-J-------B_-M-_-r--B^-M-_^IÍJra.;'
*'¦ í A ' -* B-3- < W .fe' ¦ i'.f.'¦;"ti'".''''''''_-_-BB---J_l.' iLjm-^^L^LW __ jflt*^^_^ % % áta |

;-^PwÍÍ_raBBBB«^BBlJ^ .- - *' • i. *;'P_PiH


•__' ilSsCu*''-^--" nfr _*_______.,___. _f ri-t
"V '3___É__E__^Wr_
v In 3._r^*___n-'_ui_R____i __HE__P___p__l__^___h B__-^h_9__í ______%M_^',^______I ______Pj,rr7'-j<''*^'j/' ______________¦ _____Dv ___k EB___BE

^^Ê Wr^ liflV «*-_-T ^H flK-flrwa _____h _flB__s __(_' •- fl-ü

'
tflflk ¦_%'__¦¦ ^/I-tM. flflfc
w *t _______ i_P-l^______ fJÍT-
I li í. 1t______ ________L____# Í"___f_JÍv:/ ib
._. if.** , /_|*í_-l mwHmk '• a .¦___* ' _ <Sa
ÍumW
«z§i ______à. P*"' S Vyn_ff*!-I __r^' fl-_t_fi'''''¦- . '.fc-- :j |JF á flfll W Àm m * ''!*'•. f jB *'4K

' :ííI_b _¦ ar^A\ r'


T.' 4r ^*í; _É-___L/' B^''
* fi-ES_;' '-w -
%
" "tí
T_t* J--I <^f___i -H ,.._J___i ___c^". - ¦¦• ¦¦*?>.' _5 V" < S_b>
a^*?flr.. tf
. J-it
IR :*M__I
m_» f-LãVsk flB flV *T»___B ^3BBBBBBBBJf*- \ IVflVj

? ^ ';5_f_i
t t_ _ Ã Èl _. si Itt __l H _Síf?a_i H^____l __r _H _.''*-'.'¦ v'i__n _r* t*^
Sí % r Bâ-fl-L BB 4 -ÈiSS __r i_____B__f: _____!
*^^_3l i«*B
t* • '* *•___. ^K ._____-." láB ______[ __ m ^-_.> ..mGE ____p <i_^ ___R___^*^'-'V^ÍÍ«^'_a ^ té - Vi*
'J'jfi
ItB-II
' rí * Pm- !'^tJB*'*M ** 'J* "' '
*-í-_r í y-5j| ^8b flfl B«__cíí ; - h,;_r ¦' €'___[ f;'^^_*___í

jr K. -1 f \t flSa^ ^fl____________________f /?!-___¦ ___EP ___¦ __iÍ __f _H ______fl!__-^*^'<^^_K _lr ¦__ *•"'__!' VÍ' *¦¦ >fn__3

«ii _a im * . jffi,. . wJPr'- flB B^ft ___h1 h^__J__B_______B _-_B_---f ísSí .•-¦¦*' --L-S-ÉiE'.i>-.ijMr'• ^___BP^ 3F r~"v*st

wT> ^k ^ifll ¦¦
f iflf t- BB .H. BiJ BF T_________l m _______[ B__^___c^_t^ ^<^^^flaV'4' -*______r\___H HE A ____*¥¦ __t_í_.~ j_____^_____BI

^^BB ^^>i-^p^
_t '_-_B B^-L ______! ____ç^ "^ ^fl-l fl^v l __> _-?._. 1__l ^_f _____________B HB -__-_BB_r ^h p^Bf ,B1'

Hi BI PFf_^*if ^vJBL-_-_-----L-B
_P*«_1 _p? ¦/ B B^ _1 Bifl Bfl_-_--B ^1
^..i w___^1t BJí- _-l _rí_Ef ^_r -rtBBBr
.t-VJ-i ?^fl¥ _¦ flJ___F ______P^'' l"«v **____<* íí:."*-_ '1 fl flB^_j________P tmXmmmmmvm -.fl. ___H flj^^^^^^^^^^ vflH. fl_l
flj ¦
fll JF^ flT.-fk B-rflB -B^J-TJ. a* _k .fl B. ^r^ flBT' -^*slt^ *&!*• if-r B ¦r'«fflp*JBa« flf^ BJ flj[ flp t flH

**1l ^ ¦ -'-A * w __> ç«BHKQ BK m^ «* fl -*_"* '¦flBHBflfl fljflk ___J__H__B___nV^ííBj*': B L. ^_______ __F -¦ ¦ _H i
A ^
••».". l3_r?_ís_B
V^PTn * T__BP**_____I __F-_t'A'
_____P ¦
_B * ^
Àm-aW* '^ __ilpa_P
______T"r________i _____B*^^
¦**TriT_
^¦vt\« ^ í. í_l____t**S|_P
^^^^_^"rl___. ^^*-__p
^ ____r____J"
j_____Lw _________>
__r
__f
^_rB'
'
¦
' _*^___H''.

^| P **t_É.«t__íí 5lF _r i *-_-.-_--. . _fl L _ \ W-i^** ¦

**___ •
h__L ...
a. > . *_/ ^B
*J_B
-K"-'.
____Bn_! I
>__-_f-_j_k---I
____________¦ l___F____rflB_B JP
p______¦__.
J___H BBfe.-
^^ _________BB
_ lfl __T^ 1 _--L---i
________ ______________________________________________________________________________BBB____________B
_____B _____________
I.-L
-____ BB-
______ i
. __: I¦
JP flfl
fl
flflflfl BK^í •
B -tM
___Jfl_l BBjBT
-E_l'*_-B
__B# ___B __f?
_?¦- 3
%__B BB____________I
R____í__/
BI
___!___'
___PMfl__B ^^^i_Í I
_H

'*
___________l____r flM^B.1 bT^BE-------! »MJf t»• A"X íl w fLJ WrWmrÂ\m\\\\T* MW ____________________lfl______________É_M____-r Q |^5

._jB B_é----_I _^ ii < ^k (i ' 1 IW™'^ U _k_-_-Ji


¦ ^Mf.v *«__________! flflV «____¦ ¦ 1 IV V__R _r ' ' ______________________________¦ J^* ________! ____P_________F^ ^mmmW_______! I B

_ ^^fl »
^ fl" ^T ^Él^lkil ali J II If ^^^91 ¦

Bj Ir flW J_B_i f_H ¦ fl_E__Pll 1 fl ''fll

^^BB^flB' *^*»
_¦_*_--_-_- i t __ 1 B_ l/a VJT % -tf -_-----_l--ft_V_-«_.._---iv*'- •*r_P^',S>_íL *3r ¦
^W^^WI^^fT^W^:^""^'^
I
esposa. Para demonstrar melhor o nosso esgotamento, basta dizer que
•--flp '1
KiPl'"'' VtfaPIJl'' i fl Lf '¦'¦'¦ '
TflB flflrV wA flflr
' iS' ¦'<d o nosso burro de carga, chegando a São Domingos prostrou-se pôr
^íflflflB' I ^r
terra com toda a carga e lá ficou até que lhe tiramos as broacas. te'
tJ BJ"-. » Após alguns dias de repouso necessário, empreendemos, com
Chico Meireles à frente, a penetração em busca dos terríveis Xavan-
tes. Parece, entretanto, que os Xavantes pouco apreciam a publicida-
de, mesmo gratuita, e não tomaram conhecimento das ânsias do meu
colega Licoln, deixando-se ficar lá pelas bandas da Serra do Ronca- *
dor, dentro das suas aldeias. Aliás, nesta época do ano eles costu-
mam se recolher às suas tabas a fim de tratarem das suas roças, apro-
veitando deste modo a estação das chuvas. Voltamos, então, em com-
panhia da família Meireles e mais umas quatorze pessoas.1* Descemos
o Rio das Mortes, num pequeno barco, até o Posto Getúlio Vargas na
ilha do Bananal e aí fizemos a volta para o sul, subindo o Araguaia
até Leopoldina de onde viajamos de caminhão até Goiânia. Descrito
assim rapidamente parece que tudo foi muito fácil e rápido. Ao con-
\ p$
trário, com os motores desarranjados, falta de gasolina, desastres pro-
vocados pelas corredeiras e outros acidentes fizeram com que a via-
^-JAwZsA^At^ e«i gem que pretendíamos realizar em 10 dias consumisse nada menos
que 45 dias penosos. Devíamos chegar ao Rio de Janeiro antes do Na-
tal e só o fizemos no dia 2 de fevereiro.
Essas serão novas histórias que contarei nos próximos números
"fl de "A NOITE Ilustrada", limitando-me agora a apresentar algumas
li «&i>" ^flaflflflflflflflflflflBKKíâflrijB>.T!;jE
..-TJJ BáRflflSsyatW.-13 liifl
í>Rí.*.
£ Sto *!
ffe; --jfffl
*m
¦
- -**fll Ht"BTílC
¦F"rflBa*a«aSf?.--f «¦»-• ísfl
*flfl fotos colhidas durante a viagem.
' ¦/.
BmWkMÍbI''1 flB
'-flflflflflafflpP in flB
|i| ,r flflsr* .. /
Hl3 flT.: - '^flflBE"^
afl ¦¦'flflflsflX&aVflfl
.flfl
fl sflsl
flflflfll
I p|bi.;.'^.. K flflfl)

íffe?--" ^-*~^B
jtf^^r fl
flfl
Vfll
flflflk.
HaW flfl
fl flflflk.
Ha
'

VT^
j&s'^r
...^.j**^ fl
Tal
flfl flflafl
flfll

^^flflflflT^aflflJMBBflflTaSlil ^^^^^ flflflflBHSflSãat á^aflSaSS flT' ^ãfl^HBf^


B
fl
¦Mr^l-' • flflB -JfPfe /
fl
«flfl^^H
fl».* fl» rfl BflflMflfll lassas flait'.'*i
¦: Ép'' fl ^fl BflftflB
L 'flflflfl
flflWlfi SSfllflBa. flE ¦fl-"''
flBfl vB Bfl fl
Bi-»»*
l«U
> flfl
M flfl
fj*^
¦sflTflassrX-'
' ^^^"^*^^^^^^*™**^"***^
g|;.. aaSSflB. flfl ^^flBflflflflflflB^^^^^asflflt

lr> Al ^ Wfl I*"* **afl I '


li» flhwlB aJ Baf** ¦ flT^fll sflW . í«-* ' - - * 'isí'?àv a^íB"*^flflM'.fl fl* j[
" V^vàaflF àfl^^^^^^flaGÍ
¦ .>_* f->- "flfll ^| ^B flflTflflf i ^flflflflfl "B
BI Ki '• •'v** .'^-''.-., . "^s^flflBafflflW/^^^ -4aflkaHflr^^flBBBBBBBBV
'ÉÉ&* flkfl^^»'A^»™?Bí^fl*-1 fl' flfl. laflaP "
mm^ TflflflflT fl ^1 flui
Tfll flsflBBW HflBBft-L. aflflSBBBBBBBBBSa* flfll flfl BBW^flflfl ••* \. ^ - ^---'--ir^^vi jFS **" aX B >fl BrflBaw
.¦A^%--..:-*.*»|yiSi« *C-l ijflHa^s^flflflflflflfliF^SPr: TJIPflP flflfl».
Enfim alcançamos a velha capital de •r^WaflBfí*---- -.fl#BPM*' :>
Goiás. Repousamos Ia alguns dias e
secamos ao sol as nossas belas
y flWf?^^SíÊ--:-VvBB^^/-
aw"*"'-**" B peles \<
'"fl ' de onças pintadas. ' Cinematografia- I
' BB B^SaLj, -¦:¦-... ^flflflsv flr*l B B J*^~ â*flrTlaVaflfla ^Vswv^ m m*^*'^ «a, wmmW*mts**> 1 "v
^•"i^TfiBB
•; ;.*'•-¦¦ íffl
flflflBaflBS^BBBB^aJ^flflBS^SV-X
BBflfcZ^fl^L^X»* _*»
ta Lincoln Macedo e Maufrcis, da
V^aBflflV^flflflflflflflflflflflflflflflflflflkv^o ,-sT "France-Presse"' I\
"
iE54ft»fv:-:iiÍL4lk:i -•y?i-*?^:'b:,.i *£•!%.¦."
_, , ._... .,—_ uti.nu u utjuu UMI|JUI '
rar a embarcação, enquanto o major Reis manobra valentemente
r-.w. pUlU Camalibe, o chefe Nahuqua, levado em avião da F.B.C. Xavantina,
a xinga, para
dando
ordens decididas. prepara a sua volta para o rio Culuene.
"France-Presse"
O jovem repórter da Raymond Maufrais, sedento e exaus-
to depois de uma cavalgado bruta pelo sertão a dentro, tenta tirar água de flflfl
uma cacimba. O que ele consegue é um meio litro de um liquido barrento .^BflflBaak. -A fl
e
nauseabundo. Mas, mesmo assim, mata a sede. . sqflfliSai afl flaV Jafl
ifl fl -l^^^flfl flfl flT
fl&' :-|-- -'flfl
ir-
¦' ¦ ¦ • *' P flBfl
SflflB"™3BP
-aM" '•
^P|r
hflflssl Br < ^"iPSr
r%a:>> *^§?jAmT
"* fll R-^W1' L
^
5*-.. '/.ff •' * " ' *-.'-^'-.
< . .rÀíj -. „.
. E* ifláfl fll
|mv ,-*JJ\
-í .; ... ¦ •
¦BBiflflflflW Cflaas»-5 \-sfl
".-::'- ¦,'víif;i'',..i.' ^^^ flB '^^Éflfl
Bafeis-.' —/ flflV \bflfl Lflfl ^^ ^aflflflfl

"&*¦?>:?-' '( JM flflsfew. ^al B-


flflflflflflflBt «i^Br >
flfl W'^^^m
^a\^ -flfl flV^flfl
¦B^T."-''::¦"'*" J
ÍflTaf
Ffl ^flBflflfli fl.
fll P*aflfl
\ ^fll flV^Lflfls!
.Ifl ifl flfl X. 1 flfl
HE1***'. ' '- '.a» t. V' Hui .fll
áH -tfl ¦¦ X. 1 Wfl
ilfl
Hr^""fll
I
H
IflwjjS fl X w^fl flr^w™™áli
a».'A
416'
.fll fl Ri »r. *a" iflflflfl flÜT-* -<.
¦ -Ni flfl Xflk^sflfl flflflfll"
fl
¦¦

flaTflfl flflflflflJ
m^^M
^^"flja^fl
BjuBflaw
¦Rh*'*'
.' íA-
ív.. •- -** a^B fl' 1 Kfl I Pk^r^Uai Ba '" «f ¦
~-;í * - • *-.- '¦-..... *í- ^ .•?¦
ssflWf*^
Ajas!*»
'¦'*"•¦-*

e»-*::>Ctí;L'*-;-'''-^?í

^^ á^^Tf^/^mmm
>. *.mt^^*. fl^ í
^^ '/fl K\fl
! ^flaflfl. >^ .1 b^B
;:'.—'ííf•-:.**^-*-«*i L^aflJ ^V*** BaflBt fll ^t a/ fl E^flXi
:---.-
- # -"tflfl? asv - ¦ -*% ^fl •*
-^^ íl»
Wfll
- 4í ,«fl\
flffllr
_
cáLViri
ifl fl Bi
LI
ir fll
^
,\fl "jtf A m BBpvflflY BflBBBBBBBBR
v*:*l*^-"' --flVWL»' ' ILflfllflflBBw j» ^a-af «flfl"^ flflH flfll flfl ÂYflflB flB flflr
V«J» .^*T-' «w^flflBB. -^ ^^SSl ^av- _v-m a- fll iflk.
flT flfll Vi flfl
- 7JBb3 fl.^aSV ^^^aflflsV^ flflfl BaflTfl flBV
t«TNQ flfl^r^*
flflflj- ^.«afltl^P^^
^aasfll ÁBVfláf fl BÉrfl flJ B
B*™^ flfl H flflflflV flflflflflflflflflflflflflflflflkv
atSJ atflflfl"*^ flBfeflfl fllflfl*^ fll flfll
fl II
flflfl flfll
B flflff BBflTV ^"V BB -- ^flfl ^fl k-- p-*-

asBr
' ..flflflMP*™^ —.aaflaalfll ^P"r^ flfl
ál B * •'ifl
B flfl
flflB
flfll
v
¦
:^^B flV
<a*%^flflflflflflflflflflflft

^^^^^ Tal
BP»' Ifll fl áS flfl***lBafflÍ BF ^ Bfl
/fl JKÊfm Pflfl Asafl láfl flflB
PP'' flflflflfl sfe BjflB fllflB BB ^^^ ^^B
^u
L "*>-'" . .»M ¦"• nsc^B
flfBBfli B aBVflBVflVflVflflflB IflB iflflfl Bb
1 tB

??. *:.flff** flB ffl


™/jr'31
ikflflflflflfll KBl.1
fl-fl ¦¦
V BB
B flfl âSP*
r9
tfl Lm flflflflfl;
BB JflV
'JlÉi
•'¦JÍ*f*™J
•SflÉÍZ /*afTfl]
^P*^fsiPJ fl flV<afl
BBlL- flflflfll flflS
*8S
¦J^rsÂATKi fl**flJ
1 Xjtowi flssVflflamv -flflflflaV
flflfl^^flflfll tal gSsWTi
flfl ^KflflflT^fl^. •flflflfla^BflJflfl->taa>«. ^..sBaflflflflfl^iT^flrflaV *wa>
xJ
-i'ÍW '' K3 Ifll fl BMH flflVaaaaaaaaaflBSa^K
¦BaÉflTJBIr^Aí ^**'
.--l:l ^^^^^^K!«a^lflBBBBBBBBBB flflata-_^a--_J^^Jawaaflflflp"flfl flfl|r-*J^ -mmr^j.

BaW' ¦¦.-.
. ,. T ^Jr. af *

Ba* IflBflBT/y.^^f,.^*^
H II
••^fTflP** I *¦
I afl Ha1 /^'"
*>i^»',.
a»»aaama»«a«jaaaa '*flr JiBl»!
, •^aSBmSaflBflfli____"
ft;
m

/
l
i
i
/

li
«i__
Éèw-v*
¦ ¦*% B
tlã
tf
7 v
sul
:KV
#•"

A ü*.1

/ /

I «_py'"
., B_p
IBSs-h -

£ >WJP
.>:'., ¦> .«ví?*.*,-

¦
/¦'.

w/mm/i
-K2

v v.
rM,mtWi%mmm^
si
-.¦"»
jgat«P • ¦ -':*#_

P*;3k ¦%ii
¦j^

-«»•¦*;. .. v < ;'"¦''*-'V'.-.,.; ',v' ^.''^iiiilí;* '•:' .]. : *•*">-.


v. 'mm,.
j*#?i * tó., Vi .,
K- £.*?* Y-**-

X -•^•T^-
«íBfe-s
b W Jt'" >_v
-'«v. «f^
">K
"> *

\ 'vy-
¦ása >* ^3iííht_.
»V<_*
Vh
a*

X'*--
s_ti
*, ¦ :Mtt' ,

¦
íi
L.
~

••X
\ _BP>

- »T»
*I_-F /i
^

&*Á 'r,~*^2_
__^ V
«JífcO *1SSS__
• v. ^S. "
<.'X ^ v ^r-%

. ...
^S_W^_?
..»•' ..*f''5»
/^
tf
v:'-v~

.*_

ÉÉ \
\
l 1

í^]
áfc*^
«W *¦*. *r x y
"**%>.?
"<'. : *'J
y -;
ÍP*_.1
ra
*" ^

I \
\>
V .w

^A
y 5j« \
\

th • 'k-
.%. >*-sf
- í é-.i i. i \\\
v: táí • M S
•-
,\'
-i^.
****.,
>-
rkl
iV
Donzela Caraia faxendo tecidos com u
foinas de buriti. \\

i ir
__-_sjj?r '.-'"^ ;", ?*
— SÉ_ti_r
\

T \\\ \
^PrpP^f^^fflV-ffm^l-.'"-':,l'v
TH ^ff.'" '"::_
"'• L' "*
- ¦ ¦ - -¦mMWmm
\ UfâS--y i*1' ''VobI^' '
:'---W:

sacionais e absurdos ique regista a história nho chegou a ir até ao armazém e regressar
mexicana, og rubros anais do crime ali, e qne com o que comprara, mas não tornou a vêr
qne pode anular na sua emoção as' mais in- seus irmãos*. Na porta da entrada do "hall"
tensas tramas dos folhetins policiais e de da casa encontrou a morte. Fenderam-Ihe o
mistério. crânio com golpe violento e certeiro...
Justamente depois, tinha sorte igual Mi-
íí
OS IRMÃOS VILLAR LLEDIAS
guel, o ceguinho.
Viviam naquela casa os velhos Miguel, Quando chegou a policia, o cenário da
Angel e Marja Villar Lledias, quase complc- tragédia era coisa inconcebível. Em torno
íamente isolados da sociedade capitalista, dos cadáveres, uma casa em completa de-
gosando de fabulosa fortuna, que atingia de- «ordem. Milhões de dólares atirados ao
zenas e dezenas e milhões .de pesos, e dos
g»eufi rendimento», [negociando, clandestina-'
chão, de baixo dos móveis e espalhados pelo
páteo da casa, assim como também muitas
m
ment, como faziam, em empréstimos a curto jóias.
prazo e juros bárbaros. Eram três irmãos- As suspeitas das! autoridades investiga-
Apesar de já milionários, eram avaren- doras recaíram imediatamente sobre a uni-
tos. Acumulavam, em ouro e jóias, pedrarias ca sobrevivente da tragédia pavorosa Ma-
preciosas, que guardavam em baús « canas- ria Villar Llediag. Contribuíram para isso
trás, os seus proventos- De quando em sua figura, impávida, aparentemente sere-
quando, iam a Europa, mas viajavam na últi- na, e suas próprias declarações, cheias de
ma classe dos navios, e, ao que parece, nos contradições'.
bons ourives europeus é que adquiriam as Intrigava mais do que tfcdo, ainda,
0 1'È
suas jóias. procedimento que teve a velha Maria duran-
tó'.' -í^^^CCíN '¦¦¦$• As pequenas visitas1 dos velhos aos res- te as horas que se seguiram l0gO depoj8 dos
taurantes, poiB não tinham cosinheira, não acontecimentos. w
tinham criadas em casa, constituíam, aparen-
temente, uma diversão... A única em que FALA MARIA VILLAR
gastavam algum dinheiro a mais. Miguel ha-
via ficado cego. Cegara no ano de 1941, em
conseqüência de diabete, de que sofria. K
Maria era a mais desembaraçada dos três
irmãos, aos quais servia de conselheira.
Contou a velha Maria qne, depois de se.
rem atacados seus dois irmãos, um dos assai-
tantes, e eram quatro, atirou-se sobre ela,
iI
as
Na tarde do dia 23 de outubro de 1945,
subjugando-». Manietou-a, amarrou-lhe
pernas e fê-la sentar-<se, atando-a ainda à ca- I
os três irmãos sentiam-se indispostos. C©mo
acontecia sempre nessa8 ocasiões, decidiram
deira. Feito isso, um outro dog do grupo, de
revólver em pufnhV), fjeou vigiando-a,;, en- 1

Ml: ' %. *-Jfe¦«¦¦ --"-'¦¦'"-- ¦--'.-.''^V'-.' :-.-¦ jti.vrâj£a^iây^

tis;- ^-3s^|1^BBbF*v\.
•••-:s»í.""""
i-• *v, - . ._ ¦:'¦.: -'i^MBB» .íí:
-!¦¦ ¦¦¦¦¦>iáÊP ¦
Um dos mais bárbaros latrocínios ocorridos no
^Ss tSssi^&iSM? • -
irmãos usurarios e uma fortuna colossal — Im
-"'
Lorenzo Reyes Córvojal, o feroz %
aswiwno e ladrão. os braços t
Jr ^^B9aa

não ir ao restaurante preferido, precisamen. quanto os outros rebuscavam a casa de ex-


fortuna verdadeiramente fabn- Foram estes, à primeira vista, os deta- te o mesmo onde foi planejado todo o cri- tremo à extremo. Quando os quatro assaltan-
losa, conseguida a custa da avareza, lhes marcantes do chamado "Crime doa Mi- me que importa nesta história que estamos tes terminaram a tarefa e foram embora, a
da assim, fabulosa, lões", ocorrido no prédio 66, da Avenida Ke- contando.
UMA usura, mas, ainda pública do Salvador, na cidade o México, ha
casto, conseguiu soltar as mãos, que não ha-
e uma horda de facínoras foragidos Angel saiu por isso à rua para comprar viam sido amarradas fortemente. E depola,
do cárcere, deram motivo à tragédia. alguns anos passados. Foi um dos mais sen- leite e qualquer coisa mais. O infeliz velhi- pouco a pouco, foi desamarrando os nós das

¦.
M ^^^
\^r^ s^mmm mm M^r
JÍ^Mm^^^^^^^yty.^
aH
" '" _^^MMm ^MWf
s^^^SSsBaiBSÇâí^i*^ ¦'•'-í> ," *'¦ -^B%t BF^
\^r
¦1 bf^ ^H B bWbt^ JÊ Km m^P^M mwfàeSM rUsES^^'*W*-:

W -^bÍbI
kW^^^mT ^ mm ^mmw W -bÍbÍ WMWffiWZ$^Á?':: ¦- .^bb!
¦¦ .IssbÍH bf^
mw bb mv^¦^r ^^^^ms sK»8™KESrJI$ralE?ra»SfS?%
BawwfÉ»8»^^f»*'S'2-'';i te ¦ 'K —bbbI Wr
bw mW mM bf^.^b> ÁW AmmT
m b"V
¦
bb""^ A"]
M^
V ,mmmmW ÂmmW bbt AW ,*ãk b^bI bbbHKB^TwVT^í"' £-1 -.J-,
ÊMr MW M*JFm\y
_áal MP^ILib^bW

Mmw^^wE^syfàm^y^y: m^k ^r .-"-v


bL. ^^mm\\^^mmmmmmm\m.^mmm\^^ÊL—mWÍ ^b^^''ÍbÍ^^ ^BBbÉ ám^T ' ' Vkmm
' /M
:^JkWmT V^ '%
M '
b^bb^. ^^bI bVbI RfaaflsVxBlB^BfvBa^BV"^ -*b1bMP™V'.*- ^fl V? MM^M
mj^mmmmmmmmmmmmmmmmmm^mm^±í^t^C3immm9kí^^^'_^^^^ ^j rjmwÊr X
'"' .^BbI .// ''AW
B^BBkw ^^^sBBBBVMBfli *!-''-? .BB *™^'
RF f-j^mmW^ S - 'bH BB
bbbW -^.bbbbbI
¦^BBk ^^^b1 BUSiBMFíi^í-
ffilfltJrBWOBU.Vf«iV<->f*i ^ ^^H ¦!** ' \aa^mmmmmT^ Jr r mmrnt ¦
^__^ ^Í^^B^P^^^*''~- BP"^ -^bbbIbP^ >bW ¦
':/'¦¦

^J "' >^&Êm^r^ Ammm\l^l-


'-'J'''MM W
§ S^fr^W^sfe.^' •¦•'''
stjSpçfP'^''!! ^^bbb sr^- -y^Bi ^™ _n£ - /'^AW Di
t Hw^RE^?w^«**n~:*' ^^bbbb!
bbbbbbbbbbbbbB?^!^^'''-
B!I^^ ^aMii bbP^
jf; '-úÍbbP"^
bWbBkíÍHi^:'
sTbbbI
BbbbvbbbHI m
1
Jmwmm^r AW mm
bP^^^
"
__b
^^riÉlfl
PP^'"
,&BBBll /^IbbKSI bEbbbI
^K£tfÇ^uá->l ,
HPír-''-^'"'' .^bbI H*í *'.-tàiÍkmmmmmr smmnm mw
'¦ HHBSffi-•*•'•••
BfiBlWriEr -^mw\BbPK**
_^BBBb1
Wfv .)!¦
¦ '--áJám^H ^^^ BBtfBlfBBfBBBBBBBBBal^Bi BBbT
„"¦'-'•!'¦. JBbWbI bt"b1 bK^bw'
b1 -^afl BR"T ütil H |uf
«V BB^SefíS^"
IScxCn"' f-v -^ébH bbbrSÇv^* ¦ '. -AbbbI bbt ^r™^ Al bbb^Hb!
'Cm HH^v
Ir bbbVsM^ <' -^* bw""^ . "'^ÍM ,4fl BF^™8B'

?*"¦ ¦ w3i-'>'.V." ^^mM .---,VvíÍsR AmmM


¦ Wr Hp^|^ Ri^ -J i^ bI kT
iJ^2k ™V*^ I Vij| ^^ —fl B^^^? BW -
i. lmm\ mm^mXmV - '".IbbI ^^ aH bbbbbbbw jfafcf&tiG'19

f bbbI B ^ar» r-^isjtla! LaaP^ ^H bbMbVVkV -Baflai B^flr >: "

T
bbwbbPJ bb*^ Wbb BâWaaBaBB»^^^ - * "wtí^SsiSÇ^S*

fl

í.
RIO DE JANEIRO — NITERÓI — 8A0 PAULO — SANTOS - CAMPINA8 — RIBEIRÃO PRETO — BELO HORIZONTE —
JUIZ DE FORA - CURITIBA - RIO GRANDE - PORTO ALEGRE - PELOTAS - BAHIA -PERNAMBUCO -FORTALEZA
H^flflflflfl ™,m^mwm
w$ü®&Wf<^ B^--Bfl_-__B__I**______
<pwwy~»~»ii«ii iniii.»(i.
asas _«# ".¦¦;'¦» ¦ ':.:r' vy>,--:.-- . .--'

. :;:;:y::;-::;í:'-:;:;::-:!::..::ÍB|B^^B^K

^fl ê__s__í____í _¦

De perfil, na extremidade, o cornar;- fl. EB 5l MrB—HwBPt_Q_-_iH Oi QiIa\ fltl—iíjXtA


*~**p^****«*"j1tS sj____i-_âr_—i__Ül_. .

Araiza. De frente, na outra extremi-


dante Medina. Fermin Perafan, o

flflBflfl_k qua
está de charuto; e, a seguir, Castro
dade, Macario Mondragón, autor in-
telectual do crime.

resultado a descoberta dos ladrões assassi-


verdadeiro delator dos crimino8o8, embora Colocados em lugares estratégicos-, os
nos. E, em certo dia, o detetive
particular oficialmente haja aparecido com a pessoa que cinco assaltantes vigiavam o domicilio dos
Silvestre Fernandez recebia um telefonema
anônimo, de alguém que dizia poder deu o misterioso telefonema ao detetive Sil- velhinhos. Ao sair Angel a fim de comprar
prestar ves.re Fernandez, para fazer jú8~ ao8 50.000 leite, deram o sinal convencionado
informações a propósito. "'¦sos de prêmio, 0 capitão para o
Agora, entra em cena a mais1 • Antônio Herrera. golpe. Quando o velhinho regressava, os cin-
coleção de suspeitos. São dez: Loren/.o ueyes tando seu8 companheiros de assalto, fa- co homens estavam em fila: Reyes Carva.
zendo prendê-los, e encontrando-se bem es- jal, primeiro, seguindo-se-lhe David Rojas,
Carjaval, Fermin Esquero Perafan, Macario condido, fora do México, David Rojas Va-
Mondragón, Forguez, Alfredo Castro Araiza Esquerro, Mondragón e Castro.
lenzuela ficaria livre deles, talvez mais Atacaram o velho ao abrir da porta e en-
e David Rojas Valenzuela, todos eles de pés- peri-
simos antecedentes. gosog para a sua vida que a própria polícia... traram com êle, todo em sangue, ao colo, di-
zendo que Angel havia sido atropelado
COMO OCORREU O BÁRBARO cfclME por
IDENTIFICADOS E PRESOS um automóvel. Macario ficOU de guarda.
Uma vez no interior da casa, Esquerro
Maria Villar Lledias, depois de desven- atirou-se sobre Maria Villar, subjugando.a.
Estava bem informada a pessoa que te- "Crime
lefonára. Instantes- depois do aviso ao de- dado o mistério do dos Milhões" foi Foi nesse moment0 que o ceguinho Miguel, o
tetive Silvestre Fernandez, a polícia se punha posta em liberdade. Talvez ainda viva a e»taa qual haviam resolvido poupar à morte, assim
éxioo — Três velhos em campo.
O primeiro a ser preso e o primeiro a
horas. Os criminosos sofreram as
gorosas da lei.
penas ri- como a Maria Villar, já subjugada, proteB-
tou, gritando, pois1, percebera bem o
que es-
confessar a sua participação no crime e de- A polícia, para melhor elucidar a justiça, tava ocorrendo. "Foi preciso", então,
dos assassinos não tinha latar seus companheiros foi Lorenzo Carva- procedeu no local à reproução da tragtdia,
que foi assim:
trangulá-lo...
Seguiu-se, depois, 0 saque.
es-
jal. Com riqueza de detalhes tudo narrou.
Lourenco .era um homem de 40 anos, pai
de três filhos e se dizia comerciante em
Tolcayuca, Estado Coahuila. Tinha já res- FEBRA POSTAL vendas pelo
pondido por dois crimes de morte. Havia Avenida Marechal Floriano. 67 — Sob. — RIO DE JANEIRO REEMBOLSO POSTAL
ataduras, até livrar-se por completo delas.
saído da penitenciária em 1938.
Mas, qne fez Maria Vill&r imediatamente
depois disso? Chamou por socorro? Correu a PERFUMES Essências Extratos Loções Brilhantina rj .. ....
avisar à polícia? Macário Mondragón Fórguez tinha 50 TIPO 10 grs. 50 grs. V\ Vidro Grande f' —' •'.'.'.
anos, era casado e pai também de filhos, oito
Nada diabo. Ao contrário do qne era de Arpage 18,00 25,00 28,00 12,00
esperar-se de uma pessoa normal em tais filhos, seis mulheres e dois homens. F°i sol-
Arpejo (F.) 65,00 75,00 70,00 35,00 z _j : ¦ : : :
dado das forças de Pancho Villa e do gene- dei <v. : : : :
circunstâncias, limitou-se a ir & janela e fa-
ral Merguira, até 1917. Havia antes sido pre- Feno Prado (F.) 65,00 75,00 70,00 35,00 ^ "i ...
zer indagações. Perguntou a um "olheiro" Arabesca (F.) 65,00 75,00 70,00 35,00 ...
de automóveis se teria risto sair quatro ho. so como falsário e na prisão conheceu Reyes Chanel 5 _j ...
Carva jal. (F.) 65,00 75,00 70,00 35.00 O "i ¦'.'.'.
mens -suspeitos de sua casa. Ao receber um Habanita (F.) 65,00 75,00 70,00 35,00 CG *
— não como resposta, a velha fechou a ja- Alfredo Castro Arai_a, de 43 anos, diz- íris dei Campo (F.) 65,00 75,00 70,00 35,00 °í ':¦¦¦
nela, recolheu uma grande quantidade de se construtor civil. Contava todavia, onze Crepe de Chine .... 15,00 22,00 25,00 12,00 fC"? ¦.'.'.
jóias e se dirigiu à residência de uma amiga,
pedindo que lhas guardasse.
prisões por pequenos delitos. Chanel 5
Fernin Esquero Parafán é a mais es- FLEURS ROCAILLE 40,00 48,00
25,00 32.00 35,00
45,00
15,00
27,00 • <u -...
li : : : :
Às vistas da polícia o procedimento da tranha figura dentre os assassinos. Segundo KOBAKO 35,00 48,00 45,00 27,00 k-E : : : .:
anciã não podia ser mais Suspeito. Nem pOr •o
a crônica policial mexicana, Esquero colo- KATIA 35,00 48,00 45,00 27,00 - '.
um instante ocorreu-lhe a idéia de pedir aux'- cou-8e à margem da lei há muitos anos c Narcisse Noir 21,00 28,00 31,00 15,00 o . •
lio, ou, sequer averiguar o estado dos irmãos, Mitsouki 18,00 25,00 28,00 :
só tem 35 ano8 de idade. Sua Primeira fa- 12,00 •9» :
se estavam realmente mortos ou feridos. çanha conhecida constou do assalto a utn Maderas 15,00 22,00 25,00 12 00
-»o
Agravava a sua situação, outrotanto, o se- banco de Chuhuahua. Normandie 25,00 32,00 35,00 15,00 :
< C j-
guinte: os malfeitores só haviam roubado as Ao ser perseguido pela polícia, foi ba- Nuit de Noel 25,00 32,00 35,00 15,00 I- :: : :
jóias' que lhe pertenciam, deixando intactas leado nos braços e teve que amputá-los. Nã° Quelques Fleurs .... 18,00 25,00 28,00 12,00
S«c : : : :
as ique eram de Angel e Miguel, e a policia obstante, continuou mutilado, a sua carreira Flor de Maçã 45.00 55,00 50,00 30,00 o. o v
encontrou no aposento de Maria um pano no crime. Em 1932, capitaneava um bando Champagne 50,00 55,00 50,00 30.00 u _, - . . .
tinto de sangue e um pedaço do cordel com que assaltava motoristas. Jasmim 15,00 22,00 25,00 12.00
o qual foi estrangulado o cegninho Miguel. Com seus braços mecânicos, terminando Rosa Natural 16,00 23,00 26,00 12,00 S.5 : .. :
por um gancho, ainda assim era perigo8íssi. Violeta • z° ¦§0
Apesar de tudo, Maria mostrava-«e sere- 16,00 23,00 26,00 12 00
S>Í- "
na. Dizia.se inocente, e exclamava, uma Ou mo. Durante largo período em que esteve Casino 50,00 55,00 50,00 30,00 U.<Cr °
outra vez: no cárcere, aprendeu a escrever segurando Despesas Reembolso 3,00 3,00 3,00 3,00 2« re
c n
— Que querem os senhores comigo? —
a pena com os dentes. NOTA Nâo iazemos reembolsos aéreos. Não aceitamos pedidos monos z o a ui
Nada ficou provado, na verdade, contra David Rojas Valenzuela não foi encon- de CrS 50.00. Os perlumes marcados (F.) são de essências francesas.
Maria Villar Lledias. A polícia desdobrou-se trado.

"DOR",
em diligências, sem resultado. Ma*, para. Desapareceu êle na mesma tarde do cri-
doxalmentc, foi „ prisão da velha Maria a-e me, c que quer diz*r que não assistiu à par.
concorreu para a solução do mistério, por tilha do roubo. A dedução lógica deste fato,
sugestão de seu advogado, a anciã ofereceu
50.000 pesos como recompensa a quem pres-
tasse informações seguras, que dessem em
é ique forçosamente, durante o assalto, apo-
derou-se êle de grandes somas.
Acredita-se, ainda, que teria sido David ° A GRANDE AMIGA DO HOLfl
São inúmeras as doenças em que a dor constitui o grito de alarma
que desperta a atenção do doente e do médico. Também a Sífilis pode
passar desapercebida até o dia em que a dor vem denunciá-la: dores de
cabeça rebeldes, aumentando à noite, dores ósseas
_—_1 B—_L-^flHEÉ __H !_ __> íví? '*>'."
"M^ar ^BH
^H
' ~_ <\ _*.'*»¦ ^!^ *jPH profundas ou dores
nas juntas, dores no coração, acompanhadas de angústia, dores em
qual-
quer órgão interno, já que a Sífilis pode se localizar em qualquer um de-
les. Nessas circunstâncias, a DOR é realmente, a
grande amiga do ho-
mem, pois, denunciando o mal facilita seu combate.
Procure o médico para orientar seu tratamento.

^fll
¦fl
n

--1 / J_JB*BbB>>«* .
-flflflfl.
_>B%4

¦ -J '-AJ *Y_ít__l_3í
^^8S_B___B
_B-_-___ ^í-'_i__/^^"^llHflflr^_i
!___¦

___^^
Br

I^GEVÍl BBi_i_?*^^**t'
^
^^^^^Kirv
^^lnflflflflflflM_______
^flj n

mm^mY^tmrnrnmtjLmaàPV&Jl
'_____. ___P #É
-mJhTJ í____fl_J
. Zc^paf

__fl
amm

_^^^fl
«Víéfl^âfi
Aar
constitui um excelente recurso terapêutico, graças à sua eficiência.
idro que os assaltantes e assassinos não "GALENOGAL"
I tuderam levar. é um auxiliar no tratamento da Sífilis.

Ajssm, pag n - 4-3-1947


v -¦'Vi ¦/¦

^flH-' :9
9 w-
«¦' flflfl-flf A T fl>>v i W--'' .yi-^i^-';:flB^"'9j*í'^
¦s I' I li'¦ ...h ^F II -'^F
w
1 -' ¦;;:;|K' flfl-J • r-JF: í
l;;I""¦'•"¦l ^flflflflr i

II ^í I I I I 1 I TT I í TI 1111 fl ri
BV Ifl
¦"¦fc- ¦** ^ I ¦. I 9-M flflf 1 i ¦¦ a i I I flkl 1-M
1 I l_^flM-~ ài ¦¦Ai L-J7-JAJ-MJ
bre mil cidadelas", segundo a imagem de Baudelaire, e como "o
¦ '-'v--^'- melhor testemunho qne possamos dar de nossa dignidade". A Uni-
Sa: i 1sá9 tóv.v.i..^.";:
versidade de Paris honrou-o por sua vez com a palavra sutil, trans-
¦-¦¦~-t-\" flE parente, engenhosa e inimitável da Paul Valery. Quero prestar-lhe
arS9 tawflflL '•i^;,.\v^^ V-â,-.. aqui uma homenagem toda intima, pela voz da música ou melhor,
Íafla^jflaafl99v9 flflVQflflflflDÉasssvK ^flflN- -« "^'• V" «•¦'A.t*"" " .~ ' '''.'' pela dos músicos. Pois eles também se encarregaram de traduzir
9tfla9 EL ^¦ajfrl ;'^V^:vi.V:e^':'iíkív;C,t em sua linguagem, de cantar, de interpretar o pensamento juvenil
BljlrfjB bbhSKc.^ • a» aV^aUv^.a
asSJasV '.~>,'-.-..vw>.''l-Vv
'.¦:-x-fr-»:.T.-. ou grave de Goethe, os seus medidos entusiasmos, as suas visões,
BPflKjiã*l HflSfllHETmdcu «>" '
a poesia que atinge as fôrmas mais sábias e mais trágicas do pen-
¦99 BfcaEM BHBMáteN 99«i 1 to f-^-^vj,^:-^.,',-":.'¦:••¦ • - samento humano. Estranho paradoxo, esse recurso dos homens às
calmas meditações do espírito, quando vergajn sob as forças cegas
que o seu orgulho desencadeou ua natureza. Represália irônica, cer-
famente, é a floração do vergel da alma afastada dos tumultos de
uma matéria ainda crepitante de rebeldias. E' assim que se vingam
03 deuses; pela volta segura da primavera, pela invencível sedução
da arte e a rendição de toda indisciplina à lógica soberana do
gênio. "compreendeu
Goethe profundamente a música. "Há na poesia,
dizia êle, algo de demoníaco, principalmente na que se faz inconsci-
entemente. Não se dá o mesmo com a música: ela paira mais alto
que a razão e exerce sôbrc nós uma ação que nos domina, sem que
ninguém a possa justificar".
MB :\ te . ífcáJl um
'-jiflflflflflflflflflflflflflflfllflflfl! Foi certamente por essa razão- que Becthoven, influenciado pela
orquestração goethiana, enviou ao poeta, em 1811, uma carta e mais
a música de Egmort. Os dois homens encontraram-se no ano se-
i^HflflflflflHflflflflB^^>: guinte e não se compreenderam, maugrado a admiração professada
pelo músico,
pareceu
desde a infância, para com o poeta que sempre lhe
"grande, majestoso, sempre
em ré maior". Mas Goethe era
pouco sensível às homenagens. Era mesmo-pouco sensível à opinião
dos homens, fossem quais fossem, com exceção de um só, que reco-
nhecia seu igual: Napoleão. Nunca falou de Beethoven e nunca res-
pondeu nem à segunda carta que dele recebeu, doze anos depois
V da primeira, em que Beethoven lhe lembrava a remessa de seus
lieder: "Quanto me seria agradável saber se consegui ligar conve-
mentemente minhas harmonias às vossas. E' possível
WÊ ^FflflaaTiÉâ «^9 Ir * aflflfll
dentro cm pouco, musicados por mim, vários dos vossos que apareçam
1^1 fficsíSy • .9 I únicos. Um sentimento intimo leva-me a escrever-vos a miudepoemas
vivo do que produzis". pois

li ¦¦¦¦¦¦¦¦KVí^HPlÉ'' flHiaflflflflflflflflflH
¦¦¦¦Hbi¥wKIK«*flflflflH
Mendelssohn contou, anos depois, que procurara converter
Goethe à música de Beethoven, tocando para êle o primeiro movi-
mento da Sinfonia em dó maior. "Isso não comove; pasma apenas",
disse Goethe. Mas, pouco depois: "E* grandioso, desarrazoado: dir-
se-ia que a casa se esborôa".
|y\>'mWmiW |f»;lp^
CL-i*^ jrf. r- ,,¦
- -__.
flsr jfl^a- <aía ai'* aV' ^risi
E* provável que a música beethoviana, as suas novidades har-
monicas não pudessem agradar a Goethe como a música discreta
MSflflãr-,
¦ri l9'«lSÃÍK4íí
^j
F^lfiflr' ' ^flflflflflflflflflflflH
e equilibrada de Mozart, o seu preferido. O gênio clássico e o ro-

Bi;] I I^Sa^^lHflflKt», ^flflH mânhco enfrentam-se aqui em seus sintomas mais característicos:
a ordem e a medida de um lado; a exaltação, os contrastes e o
xismo sentimental do outro.
O gosto musical é o que menos evolui no homem, pois êle age
primeiro sobre os sentidos e o coração, isto é, sobre o que existe
paro-

9. 9 9ntv'<MBawBaaKi3s9 B-^afMak-vW ^». » *¦ 9 em nós de mais constante. A música que amamos aos vinte anos
¦V*BB9 Lfi,^ g-S^Pg Jssflflflflflflflflflflflflflfl— 191 \.csSgflBv.. •¦ ^^W modelaram-nos a sensibilidade talvez para sempre, fazendo-nos
bbs^bsW-^^^wWH»
' wBlL''ÉÊÊeWi^^Ê
'^Sji I H aflssmltraS^SJ Et— '¦¦•><. '• voltar repetidas vezes às próprias origens e aos elementos
9 ¦
1 WS ET fll Batts^S HBb que desa-
botoaram os nossos primeiros entusiasmos. Fazem
substância, parte de nossa
9 1 -'^TytaijgfcSreS^^ ¦ ¦¦ a mais íntima. Ao renegá-las, parece que traimos o
----9flfl!-^wtiwii^a>>ffe ã K.Ii<p9flfl9flflflflflH6BEllafll^^ ^fll 9
9 mais autentico de nós mesmos. E* a razão
por que julgo toda critica
ãasssss^sssss! .^SP^^^SrvY^' *i^sta?g j^K€^jmMBsí<B*sWssHh«SM 9 musical uma vaidade do espírito. Uma música nos comove, outra
P^aflflfljfaafl|itigS3f^lí^> •.fl?Tvf. y& . -^4jS^flKfl^9fl»kaflfl|lf9sP^^I^ .,> '*.^-^^sg>.«flfll nem nos atinge. A sensibilidade é a nossa única e talvez injusta
balança. Mas é a única também cujo veredicto aceitamos.
il»aa^HDBSSH^§8 í.; t V^SS^SSS^^SsS^SêSS^^B^^^^^Ê^^í s# • r.\"-w se parece nao ter percebido a grandeza de Beethoven,
reagiu diante da de Schubert. E Schubert foi, de todos também não
Goethe

do tempo o que compreendeu mais intimamente, os músicos


damente lhe desposou o pensamento. (Scbumann odizia que mais profun-
está para Beethoven como uma mulher que Schubert
para um homem. E
nome de Beeth«ven pelo de Goethe). poder- Schu-
wV"v-U
bert foi tao ?\a?í?1J°
trabalhado, perturbou-se, obscecou-se tanto
por Goethe,
que musicou 72 de seus poemas. E não se sabe de nenhum escrito
fl Estátua de Goethe erigida no centenário de Goethe que a tal se refira. Mas que importa? Basta
traduzido em sua linguagem o poeta universal do espírito que os poetas da harmonia tenham
incarne aos nossos olho, um Goethe de uma natureza todae do conheclmenf? ira oue^e
Astkina século depois de sua morte, Goethe
tornou-se um símbolo da civilização
UM européia,. como que o coração espi-
com° conven' esta_veste musical ao Proteu que viveu tantas
possibilidades que nao há impostura
iam os maiore» mágicos do inexprimivel. »"»»""
partícular? um GÓettí'sonoro
vidas e ^o rico ainda de
em recompor-lhe a imagem segunoo
segundo al queaue aeia
dela fize-
fize
Soffre? Perde noites? ritual, não de um mundo que se foi,
Dir-se-ia.ate que cada um levado pelo próprio mistério, tenha
d° ?ró.P70.c°™çSo; c que se tenha servido querido
fixar o mistério
Basta Aspirar mas deuma cultura agonizante, baseada na
veneração do Belo. 0 grande céu moderno,
i^ÍT'?*S TtarCS
eco prolongado do seu arpejo interior. E não será uma das marcas de Goethe
originais
™Aí%fi5
comede um
do gênio essa
ubiquidace, essa faculdade de transparecer em obras
o bom estriado de aviões, estrenitante de usinas,
escalado por torres e arranha-céus, resplcn-
alheias, como nm

dente de refletores, não mais tolera os tran-


m
imrod
HJtentediode
PARA ASTMMA
quilos vergéis onde nossos pais gostaram
de situar a moradfa dos poetas.. Entretanto
Goethe foi festejado por uma delegação da
inteligência universal, em Weimar, em plena
crise mundial, em plenas trevas políticas e
econômicas, como um "farol iluminado so- -^M}i£iM'$$^-j / ^¦s^^^"^-. '¦¦^•^^^¦y''
$5 flflflflHLw ^fj^fl^flKilaflflflflafl^.^'"
i^aflflflflH^^^s^v
I T^^^^V -f- ^r^bià,-' .f^:--^M'-h^ '^
•» • * »—». ilJ Fádi 9H flntkàv;-.'.'

] TÍliy lÜIÉÍ mi flSS^dfhfiír-


aH à^^^ ¦
TINTURA FLEUIU ' j$F? ¦
'•*
: / 9
. -j^fla ajlfa>- aslfl«99
D/V JUVENTUDE A
AO SEU CABELO ' --flsflflV ' faãr aflfla, " Vfll 99 9 âM
^alfl^ *£mm 9f'^/?9'l ífl I 9*1
Em poucos minutos a côr natural voltará * Ak.-MwkM 9r"".'^*^ 9lK«
.a4P# m.
aos seus cabelos. Escolha entre as 18 '¦•' ¦
tonalidades diferentes da Tintura Fleury flÉflsflVLr JB&***RÈm*-- ^L ¦ >-t iflflflflflflflflflflflflflHLflflflflflflH
IWaà «flflflf .H~k aquela que mais lhe agradar.
ssssW
sssssssW V^ãv^ ' 11
<1 fl aKriflB • ' ."';í "i'*j 3 flál ^ãflH
^Hi flflflr *" ""* *" LssssTfl^H *àk. ^aflaãít ssssfKI'Jal "'•. , ¦™%it?JÍV ^Bl
DÍB BSsW >«^*>k*««^ 4t • \Àm BSSsfltfP^BSSsflL. i-—?,. " i ^fll
bsW i/í aW ?¦' ' - â /*9
APLICAÇÃO FACILIMA:
¦k9 Bfla ^W aT 9». <9* ¦ fc t| A te—^Ê PI
Peça ao nosso serviço técnico todas as informa-
çôes e solicite o Interessante folheto "A Arte de
TÊÊmW J J?Í i Pintar Cabelos", que diatribulmoa
grátis.
/w^i mrlCy (v»*Fí' CONMITAS. APLICAÇÕES l VENDAS: Rn 7 st
,41-ía.. RJt
Nome
VL/l a*F ¦ . T^J.^^mX& • I
Rua
Cidade Estado..... 9"4jPQ ssssw_js9
:zj w^^^^í*^
" r" rláarasflaflflF-
¦¦ai ----¦ .' arTw^MMMZr
í:-. - ij«.3^a^a*jr^ _
- *^
^?^""mF-^-'BB9^H^^^^^^9»l
^^^atj^stfcsi.. ^afléaJÉ >-SWassssssssWBB^BlIfl^^M»
"Goetae", óleo
de H. Kolb* (I8Z2-1826)
\ rtHITf PAG. 12 - 4-3-1947
"¦t-r ¦¦^¦*m$$Z$gvlmRà
'PIB ~~V-T^S^__B_B_B___M '!':SÊml
ra^:~K. j ¦ ¦ ¦ ^_^B BJ M BJ BJBF _tr_l niiir ' r J_á I _

• ' I B_J ''..7',: '


| ^| .- II H Bftj BJI' ^B| |i v_B':"'''" - |"~""" ¦ ;¦ llM ¦ ¦' - ;-»L_dl PPrJ I I

ÉT' *§tr* ^^^Bí>^''^sB ¦¦¦ Bfc_ÍB__^B ' ¦^_B T^^Bi "^S^B*^':-' ''¦''V-'^'__^B '- ' : B^I^ il¥"Í_S ^1»
Mwmmmmmc''-^'--'^¦' _B y^*l ^SB_B£'' 1^__B>' _V J__JL__I _BJ—I BBh

*fi * V ¦ B_l ':• ' "-"" '"__¦>'•


ril*4 JM BE&L
' «"""^ l_5»fò£lftll
. r__^_r^_»__B__B irtiCTprí __B _H llf
_^fli
BB
____B'
I '¦• BmI III BB>/
_^H ^^H* SBSc
I IE^-í"
'¦"•
m ."'¦ - *¦ |:-Yí.
_H •"¦ it^WÍÍS
f__l !íi-í^-fi^S^B
t3'4híi aàMmmmmm&)' •¦ l !f L-^-f^^lto-___B£
• ";i^ff-"•'•"•'_¦
^Trí>
ffi*—*''
_K--^:7 ¦ _BV'M_II'
M-B-fffli _^_i _I;
_B -Br
-I ABI?• BB_*__&¦& B_8^si'ViVim',:-
l> H -¦_s%__PV'»?v¦ -. |.V;^.-. _HÍ$__?_JI I'»'—'"!'TÉ")-^wtH_B
¦:¦''-.¦•- üBM_IÉ_ü_l I->-- ' Yr^ál-ll«
R::d%-__,' ^ Cllfi ft ¦ B i I I BI H _¦_ ¦ I •••" U
jiaÍBP&

ü _B

bB
_B

8 _B
l_i__

___T I 'II
^_i

B_B_i
_B'

»f- I lwy.*l PJ
.^__s*> ___«___-¦_¦

£W?M%Í^$&
.,_•.*_»_¦**'

e de elevação?
Shumann, por exemplo, este mestre dos
Lieds, escolhe o Talismã:
"Gottes ist
der Okzident!

Maxjaéttâ
Gottes ist der Orient!
Nord und südliches Gclãnde
Ruht im Frieden seiner Hãnde",
espécie de afresco a Miguelangelo, contras-
tando com a maneira habitualmente mais
direta e familiar deste músico. Assim o so-
nnador mais elegíaco, o mais prudente é
vezes levado pelo movimento lírico do mo- por
d elo.
Beethoven toma o Mailied. Canto de ale-
¦K JM' AS BOAS VINPAS AS
gria triunfante de moçidade, e ternura. O
futuro escultor de almas abandona-se à fres-
cura de impressões que é também a base do
gemo de Beethoven,
"O Mãdchen,
Mãdchen
Wie liebMch diohl
Wie blickt dein Auge!
GOLDVvYNI GlRLS
Wie liebst du mich!"
onde brilham a um tempo e o amor de Goe-
the por Frcderica e o de Beethoven
Imortal Bem-Amada. Depois o músico pela faz "UM
uma escolha mais severa, na desordem das RAPAZ DO OUTRO MUNDO"
sensações e das idéias: "Eleito
para a dôr" com
ôle sente que só ela será digna de pronun-
ciar-se sobre o seu futuro e abandona-se às DANY KAYE
molas pçrofundas de seu ser as que lhe revê- VIRGÍNIA MAJO
larão a expressão máxima, e que lhe domi-
narão a vida e a obra.
.-. Leidvoll und Freudvoll. E' o Goethe as G o I d w y n G/r/t
de Wilhelm Meister, o de Mignon. E' o Goe- na produção Samuel Goldwyn
the da paixão razoável, da conquista da rea- distribuída
lidude. Renuncia às ilusões para devotar-se pela
ao próprio dominio, ao respeito da fôrma, RKO RÁDIO PICTURES
à graça, à medida, à alegria equilibrada. Pri-
meira renúncia do grande Goethe, primeiro
esboço do seu semblante mais nobre, do seu
sorriso grave.
Mas estava reservado a Schubert o tradu-
zi-lo musicalmente. Através de Schubert, mo-
ço, modesto, o gênio de Goethe eleva-se a
um brilho c uma pureza antigas. E talvez
os ímpetos românticos de Beethoven con-
venham menos à poesia de Goethe do que
o acompanhamento discreto, quase esquiva-
mento de Schubert diante do modelo. Êle
desenha-lhe a linha ideal do pensamento,
envolve-a, liga-a ao canto, inspirado pela
alma mais melodiosa de seu tempo, suas
(Continua na pág. 16)

BJ ^B~^^~^^~^^
mm\ "*^3!^BB-^BB_-^^_^_%^ira\B BBr^_*^ BBBbB
¦
1 1 J-^-**-^^^__^__B_P___^^^rLl • *".**-'ii^m hf1*-^' BH—^^—¦_^_! _^_i tBL VB_* _#-_h à __5__ ^B E__?7^fi l__L _-Sat--^V?^_r^--I_^B

ííÚmmU/^^ ^^ \^ l_f^B^

// usam exelü$i\kmmre
MAKE-UP ,
em namâuia deems ae ¦va

'l ^^v -^ _B^>_j_E' ^

Num desenho de Pacheco

r-kMlU PAG. 13-4-3-1947


_BM
J-!
H

'%-F'
mmmmmmmmmtmmí. I i || —__;_y_,,„JiLá-i-:--,:.--....--:* . _-_J£i_h_i:feti .¦:.:,-¦ú^;."-,:.
.
'. '•¦¦' ."""'.' ¦;.'?—:¦".¦.;.'.¦¦¦ i.;.'-''-.r^'^--^'^?"-¦^^^w^ry;.^^?r.*¦-"^~-AV^y<^-fc^v-7.*g?.'^»F-',._;.--:"ai^**^N=^**^-'iJW^?gtf^*-^'^'^.j-^^r.-1T--!í*r-y^-"'¦V'^'".'^¦'•-¦f „__t_fflg|___________MBW__CT '''^jy'"^^'Tt^rJBirM^^WIWBil^B_BI
/!_-¦¦.lS
av -¦¦¦¦¦.¦¦¦*'' .¦¦/¦.

"A
'•¦'•¦
sfe''-'"

fe,l,.m«?AMORA #1 NOITE Ilustrada


VENDAS A VAREJO em São Paulo
RUA SENHOR DOS PASSOS, 29
Esquina Andradas
Todos o8 perfumes mundialmente conhecidos,
* preços módicos
l: *l \t l -i l!i> I¦ _' :_____ ; f

Saisde * T--..r
p^iB •".>
».JF*%\ ']_H__I
i nt 1 yÍ7' "
r*~4>
mmmmmWAmMk
__L
mW
;_^^^

J__H^B_k ____________ ____^_M___tí_P


^èmY -"__" '
__V

_ ...-. _.,...- .
"^ ^v
&à>!>**_:
'
i-« *__.____¦, ., ___?Í__W1. .__**** ^
Aspecto da mesa que presidiu a instalação do Primeiro Congresso Brasileiro de Serviço Social, tomado
C'a Maria da Conceição Carvalho quando
pronunciava sua aplaudida conferência. À sessão compareceram nume-
sas pessoas, entre as quais o Sr. Malta Cardoso, secretário da Agricultura, e o Sr. Moacyr Veloso
Cardoso àe
exatamente o Oliveira, diretor do D. N. P. S.
que a Snra. ^1
i) __r
precisa para I _S _^_____i _t"âi ' •
manter uma £1 _______Li_____B
silhueta ele-
1 fmm
m ¦____¦ ¦''"-¦¦ '*______
PI Bl_B I
gante! '¦¦-'/! ' '
W i I mWf* r-Jf-T e-j^m !*_«_•'
_______ *______. ¦ r "í V A# K& I
I _H ______! I

I. 1
/ t'"T- JH r™ _____fi_r J^»»m* m_~-_.'- J™™__¦ ' ; '«ufo^uMpE-"'*'^ ¦ _ • ^|

Bjfe v' ____________ ________B ____B____________I _rV\


Para suavizar as linhas
do corpo, dando-lhe a
esbeltez e a elegância *"" iwrwH ___________!____¦ |ff^__s*' '*¦ .-¦¦ ^H ___¦
?*_¦ ííy' ft ¦! ;B ¦
que a Snra. tanto de-
seja,
_experimente por
ocasião do seu banho
os SAIS de PARAFINA
- um sabão iodado e .-¦rx*'_^T-FiW*J,7t*í'.-f m"«i *. *_'.¦?¥!¦ __¦¦*? .^TÍr____l ^H
A .otografia fixa um aspecto da mesa
muito dissolventé. que presidiu a sessão solene da posse da nova diretoria do Instituto de En-
Este novo método ofe- genhar.a que esta assim constituída: Argemiro Couto.de Barros, presidente; Norberto de Arruda Camarão
rece a vantagem de vice-presidente, e mais os seguintes membros: Srs. Artur Antunes Maciel,
poder ser usado exclu- Carlos da Silveira Lichtenfels Fran-
c.sco Sales Mendonça, Henrique Hercules Florence, João Caetano
sivamente em determi- Alvares Júnior, Luiz Dias Ferreira, Luiz Du-
nadas partes do corpo: mont Vilares e Rui Valadão.
ventre, cadeiras, pernas
braços etc,sem nenhum
'*
prejuízo para a saúde. Wr^r^ ít',>.' V""\8_^B ^rJ"**' *^l I

GRÁTIS
Sr. Representante de SAIS DI
PARAFINA • Caixa Postal, 3871
Rio de Janeiro

Mande informações sobre


SAIS DE PARAFINA, para
o endereço abaixo : m >*__^ SSs_*'_pík* ''r'l1_ I ______________________'
NOME
P^-*-!' B|i ;^_^ü | b^^^^b W ^
RUA

CIDADE

ESTADO

1-2-3-4

A Escola Técnica de de São Paulo acaba de diplomar sua 55.a turma de especialistas. A fotografio
NOTÁVEL fixo um aspecto do ^Aviação
"cockkM"
oferecido, por aquele motivo, às autoridades e ao mundo social bandeirante,
direção da Escola.
pela

[DESCOBERTA CIENTÍFICA
Para o Rejuvenescimento pelo
. Tratamento Glandular ______i «_______________________¦-________
Brown Sequard, já em 1891, agitou o
mondo médico entusiasmado com o seu
* ^%__BR^ ^
^J^henomenol
exemplo pessoal, afirmando sentir nova
mocidade, resultante da ingestão de su-
bstâncias hormônicas masculinas. Foi
iiBfW
precisamente baseado nessa grande des-
coberta que se chegou à realização de
uma fórmula de grande alcance médico
social, <:ujo nome éPANSEXOL.
Mm ¦__. ___fl _r^ rAw

__P^ /( I
B'

/ *«_____
_H__

Torre' Ã
Um tônico estimulante, indicado em ¦r ifjf I / i TB
todos os casos onde se fas sentir a dimi-
nuição parcial ou geral das reservas do W&vMF
___É __LIf 5. vpt&dufos /fa$r\
organismo, com especial referência ao»
órgãos da sexualidade, aos quais reani- ^o^yyk^r
ma, dando-lhes nova vida e vigor. —
"ANSEXOL existe uma fórmula
\^^7h\ ____BBNi mdtsneiAsatiteís' /üj\\\k
para ca- \rí Aspecto da mesa que presidiu a sessão
. .ia sexo Masculino e Feminino. Encon- m^y// ^4BB^\. nata. Í/W
solene inaugural da I Semana Naci_-
tra-se à venda em todas as Drogarias e ^^ ONDULAR ONDULAR __T f nal de Estudos Sociais, patrocinada
Farmácias do Brasil — Fórmula
Prof. AUSTREGÉSILO — Remetemos
do &r V^ FORTIFICAR
FORTIFICAR ^_7 ã
^T E FIXAR
FIXAR V*
PMOUTOS OA PiBfvHkBtA Ti-at pela Juventude Universitária Católica
pelo Reembolso Postal. — Crf 35,99 o RUA VtSCOftM 00 >K3 tMHKO. «O- RIO
de São Paulo. A presidência coube ao
vidro — Produtos PANVITAL — Rua da os ca fei&s- coHeal D. Carlos Carmelo de Vascon-
Estrela. 6. — Rio de Janeiro.
celos Mota.
A.PÜ!HTF-
____________r*^
PAG' M — 4-3-1947 1 I '
^^BB_S!*i
¦____ '

Hfi \m
¦ . *'<,y.z^:i\>'i^'-'\.'i'^V'^-')--''-t'--'iy,-'r.¦¦¦.! ;;",'(*,-;,'•,-.;;
PPPi
ilJIflP W^WPPWK "Tf" "'""""y
b^*
¦riikm v WwWPW

;: .'í>,^

«3!g_3p||SÍ
'.'¦•

IBP
¦/"';•..-,

HaSBBFBK *«•;••¦ ¦¦.>

UM DRAMA OE
QUE SE
-aScSgy
AMOR
_______¦ __¦__¦ ________f.il __. HH---B ^Hb^| ^—V ""*!^__i Hflflflr

_______________________________________________ j^i-vi^-.','! Bv

'¦ ^»_r '¦flflfl flP^ l HB^-_-^--aM----------------------------------_____.


rS^^W.Wi^P'^*'^

iafl BB-ra-.B^g:'»'-.-:'"^' líj .;'í.--1 . *^4^U^^-_fl ''/^;V:-'¦".(

" ""•¦'" ^fr ¦_B#''''"':'"''JP"^BHBfli -____Hr'~'*:^w_____-


T_______________hí^V-_^'^^^' - ______ ¦¦!

'pSByjBS^ -.' '^B~ "Bj bP^JB-bU-J ___fffl~^ flflfl flP*flflfl________ lÉÉ-fl ES________I ________
m

'• 'J__l___Íi^_í' __L";^. ' ""^'"'•¦-:*-'"i*' '''-l^mmm^^L^^^t^m ^LW


_-_-L---Éfl---_I "' '^?:C "•' ,VJ___R_I _____i

^^HBU''-* * ;;-^í-:.: **¦'_-'-.' *V-f*" '* -'''V ?'tí *^BBi HHflV


_¦£' t£: '^"V ^fla_Kj«-!^ M^^^L ^1 hW ' •«^»F""

T_fl hT*^^ * J____B___H ' t1 ____»''"**5* -'y-*-^ a-T_Bnr^-_Í---BTB^I-rTsr^-F^^ *^1W^>ff1T'TaWHflT-------^^HF^ i".1 MB^Hft T^_F_^_BB^______fe^|_ff__p_HIWT*_^í '^"í? 4

/
J. ARTHUR RANK-pw^r.
Phyllis ~ James
J!__.
\w U"|v£ÍJA|. Pl( TUK ->

£tum íRMÁS
- HÜGH SINCLAIR £Wso de ARTHUR CRARTREE • ProdufB,^ HAfÚlO HUTH
Anne Crawford • Peter Murray Hil! • Dulcie Gray GWNS80R0U6H PICTURE
Barrie Livesey • Pamela Kellino

¦flLÍWlIE, PAG. 15 — 4-3-1947

_____
¦'r-^-^w^W^J ->5_3!_w**,r-'-- flBBBBF '-¦¥?$ '
pUHB IIIÍMSIB^^^'*3^^
$^iJjJSBP_^ fyBs**^ m w _________¦ •_____.
JBéaUUIBJI fll I '«¦¦ _BHHHHB_---fl__S--;"r>j
"»"¦---¦. fl mt
BB
mw
__BlB
B
Ir^fl
¦
B
B

FIGURINO
______________________________________r H K^*'''í;l *B ¦ t ______________H
Mtt -¦* ________________fl
_rV_____. B 2c —.
i_____M_^_l9 fl ____________________¦
;_H ___L ' fta H— -* _H fl
I' - ___M-_PRfl__. fl fli_W_^Hl--------- __s-l-B_fl fl tfl km fl H

' *^£\k II P^áTTj I**t**V ~ v\ W. límmWr-


'»¦U ^ ^K IP ?9st*™B3lk * i I -iw,
1
flflfl
AOS 60 ANOS GOZANDO OS k „ ,* •«-' •
>- ** **•¦?\L>.*r
Í.V*
•„--
SS^-SÍ^S BB» .- ÍB^hflTMT%ÍLsfc_ -%^*
flWF
• flF^
^ BkfBM- 1 B
IàV*L. vfljkflm ^kl kw* Sn.
*--*L ^^9 m\m*F99í
^^flm\St^.;- ^m mw
^flr
' ' -•-££* : ~ ^Jflfw^flflWr-flBBflJ
yr ,\ » BB m Bf ^|
PRAZERES DA VIDA COM 0 t&t BBBBBBBBBA/ iBBsw flt i
j ggS-taf
MESMO AFÃ DA JUVENTUDE...
™%' £ um erro afirmar-se que a alegria 6 pe- *4 r*£%. ¦
*""*bB^^bh ^**j*** ^k^^B iiCA^V"^'4 ^Í^B ik j*^^fl ^^^k\
culiar à juventude. A alegria é- sim, compa-
nheira inseparável da saúde.
Sáo os distúrbios orgânicos que solapam o
bom humor transformando indivíduos nor-
1 mais em criaturas acabrunhadas, e, por ve-
zes, Irascíveis, isto porque eles sentem dentro
de ti o crescimento de males que lhes des-
truindo a normalidade orgânica, os impossi-
bilita de gozar a plenitude da vida, gerando
um recalque de insuficiência, só por si bas-
tante para determinar a tristeza mórbida.
Esta assertiva é confirmada por milhares
de exemplos. Homens já atingidos os cinquen- 3PIwÍ3g /* N0VO PRÉDIO vem
PARA A CAIXA ECONÔMICA DO ESTADO DO RIO — Grande
desenvolvendo a nova direção da Caixa Econômica do Estado do Rio
|fta e mais anos se conservam, todavia, cheios BflBfljg§BB?
KJÉflfffSgSar I
*fl flPr esforço
Br- para recuperar o crédito e o prestígio daquela popular instituição. Resolvido o caso
de bom humor e desfrutam os prazeres da
vida com o mesmo afã da juventude. Se in- Conceição, que tanto afetara a sua situação e que vem de ser definitiva.
fl fl.. i {Baf**''''- Dahne escriturado de acordo com os interesses da economia popular fluminense, ne
vestigarmos a causa de tal euforia, vamos BB flK^.-v' mente
concluir que ela está exatamente onde disse- i j^jB BJBm ^mWv& mesma data se inauguravam as novas instalações, em cerimônia solene de que a gra-
I mos — na normalidade orgânica. £11 fl/ í AWii! -¦ vura acima é "m flagrante comemorativo, apanhado no momento em que se congra-
Cabe mais uma vez acentuar que de todas | fll fl Á BV.V;" tulava com os seus colegas, o povo fluminense e o governo o diretor da Carteira Hi-
as funções orgânicas, a mais vital para a vida Rjflr^^,^^^ flsW-^flri^ petecária e animador da renovação em causa, Dr. José Pedroso.
é o trabalho do aparelho circulatório. Não j
deixemos, pois, que as nossas veias e arte- !
| rias apresentem condições insatisfatórias para
a perfeita circulação do sangue. A moderna
'•;. terapêutica oferece um medicamento de íâiíi -**-*' ¦ PTlTi 1¦ ¦B Íll»MilflM fl 1 I \%m\ f i T-J II
efeito cientificamente provado para corrigir
\ os distúrbios do aparelho circulatório em to-
i das as suas fases — GOTAS DYNAMICAS.
GOTAS DYNAMICAS não têm contra in-
dicação. — Peçam ao seu farmacêutico ou ao
Marly, filha de Ivo Nunes e de sua esposa,
Sra. Ivone Nunes, fantasiada de "índio".
luuTilLranlllll|iMirni
Hi- L I I I B I __flB - ¦ i"l"l| I I I ¦ Bv^kl ¦- WmmW?- BB

distribuidor geral: — Companhia Química das páginas 12 e 13) só se exprimia após a transição do abstrato
(Continuação
I Distribuidora Carlos de Brito, Rua das Mar- para o concreto. Pode-se dizer o mesmo de
recr,s n. 36-A — Rio de Janeiro. nossos poetas da Renascença. Racinc foi o
emoções mais secretas. Se outros músicos
deram semelhanças do poeta, perfis, silhue- primeiro a atacar diretamente a melodia sô-
NOVITEX - IVOVITEY - NOV1TEX

tas, êle fixou na tela musical a expressão bre o registro do sentimento. Mas, fechado
verdadeira desta fisionomia variável. no rígido caixilho da tragédia, desconheceu
Composições ora ternas, delicadas ou gran- a perfeita liberdade que levou Gocthe a pas-
o perfume da atualidade -»— Dispensa elogios diosas como "Geheimnis", "Erlkoenig", "An sar por cima de todas as convenções, har-
Agora em 2 embalagens distintas, com 12 perfumes: Schwager Kronos" e "Ganimède", onde Goe- monizando-se imediatamente com a realida-
NEW YORK — NARCISSE — CASSINO — KATIA — BOIS DE TABAC the c Schubert se unem na mais alta das de e o movimento. Ora, é por esse salto pra
identificações do pensamento e da sensibi- dentro da vida, que Goethe criou uma lin-
FLOR DE MAÇÃ — ARABESCA HENO DE PRADO — CHANEL F lidade. Assim os "Cantos do Harpista", tira- guagem nova que se liga à música e que jjô
CUB ANITA - ORIGANNY dos de Wilhelm Mcister, o testamento da a música é capaz de prolongar em nós até
mocidade gocthiana que tão bem corres- as regiões confusas onde o exprimivel se
Série POPULAR Série COPACABANA ponde à juventude boêmia de Schubert, o •dissolve no inexprimivel.
Pequenos frascos para bolsa, despreocupado cantor, o alegre beberrão, o Goethe não se ergueria á nossa frente em
Vidros fantasia em caixas de cândido e brilhante artista morto aos 30 estaturas tão diversas se não o tivéssemos
ir»
c/tampa Bakelite. 4 unidades. anos e que teve a devinação, antegosto das também com o seu espirito mais maduro,
Cr$ 7,50, cada vidro Cr$ 15,00, cada vidro solidõés humanas: a sua graça cética, suas canções, mas prin-
"Jeder wird sich cipalmente suas visões amargas da realida-
glücklich scheinen,
Peca-nos hoje mesmo. PELO REEMBOLSO, a série de seu agrado, remetendo-nos .'Wenn mein Bild vor ihm crscheint; de. Censuram-lhe por vezts as alegrias ma-
um dos coupons abaixo: Eine Trâne wird er weinen, cabras _e até o prazer que sentiam as suas
Und ich weiss nicht, was er weint". mãos tão belas, em palpar o concreto. "Sim-
À FEIRA POSTAL — AV. MARECHAL FLORIANO, 67 — RIO Goethc, tão pouco respondeu a Schubert. patizo pouco com o poeta da matéria" es-
Mas lh'o podemos perdoar. 0 que excitava creveu Chateaubriand. Sua amiga Charlotte
Remeta-me 8 frascos Novitex — Remeta-me 1 Caixa com 4 NOVI- os músicos, no grande poeta, era o mundo von Stein dizia: "Quando os sentimentos
POPULAR — por Cr$ 60,00, sem TEX — Copacabana — ao preço de ativo, para o qual transpunha uma poesia nobres intervém, êle os borrifa com um
despesas. Cr$ 60,00, sem despesas. até então estática e imóvel: era a sua con- pouco de lama, para que na natureza huma-
timia criação de movimento e imagens psi- na nada fique de divino". Estranho juizo
Nome
quicas, a respiração de seu lirismo, uma e que revela o quanto à imaginação é difi-
Cidade Estado . espécie de música universal de idéias. Dante cil aceitar o mundo como éle é, em sua in-
e Shakespearc (em seus sonetos) sentiram génua baixeza e sua inconsciente grandeza.
a poesia sob as mesmas espécies, mas ela
I •'
Rua Caixa Este olhar claro e tão livre conferia por ve-
em Gocthe assumia uma forma alegórica, zes a Goethc uma leveza, subtilezas genui-
Dasccntos especiais aos negociantes do ramo. um aspecto pietórico ou monumental. Êle namente gaulesas, um ceticismo à moda de
Montaigne que provocaram cem anos depois
no grave e germânico marechal von Hindcn-
burg esta confissão: "Jamais poderia con-
fiar num caráter tão frivolo" Goethe pos-
mmmmmW/mWmmmXWÊ^F^^ -^^"^^^TTr suiu mais que ninguém o senso mágico das
' verdades amorais, da realidade cm estado
W /ynk^Làmllà mf^ràmV,^ ^ w^/-t. ^^//m\ bruto. E se pagou em palavras o seu vasto
conhecimento da terra c dos homens, a sua

mmmWÊãàÊÊÊmW^^^mWm^^ f ^
sabedoria foi de escolhê-las tais, que não
^^^J //// l separassem nunca o querer do poder, o ho-
mein de suas possibilidades, o sonho da
ação.
"Sim, dizia êle a Eckermann, tudo se re-
sume nisto: é preciso ser-se alguém para fa-
zer-se alguma coisa... Nosso desenvolvimen-
to, devêmo-lo a mil influências deste vasto
universo... Devo muito aos gregos e aos
franceses; contratei uma divida enorme para
com Shakespearc, Sterne e Goldsmith. E com
eles não mencionei todas as fontes de mi-
mr%mm &. nha cultura... O essencial é possuir-se uma
Wm^ mfà^^T ^"e? m** WL. Hfl w jfl «Bk' Àm> alma que ame a verdade e a acolha onde
¦///f/l/r ^¦T'i*ilflW I J4f'rl'i'l'lflT^ -^flflVsfUVi K. *ff^ TflB^Bw A
ela se encontre".
O gênio de Goethe esriva primeiramente
nos olhos. "O olho é o órgão com o qual
IIHbbIÍIÍR^bb LflVJ'I IbV
wM+mw&Mvwrtfiim T^^í^Xtw V
MW^r"^e^rmmmwWfm^Km^rm'^^wmrmt mw^^mmm\ mw^wmfmm mt^^L M ^m J \TÀ
m i^ss
apanho o mundo", dizia éle. Julgou por mui-

' <V7 UM w to tempo que seria pintor; editou-se na Ale-

WwMÊãcWfã P-v ^É L wflBfll • JLs 1^ ^


manha um álbum contendo 2.000 desenhos
de sua mão. Haveria um artigo interessante
a acrescentar-se aos belos estudos que Paul
Valcry, Edmond Jaloux e Carl Burckhardt
publicaram sobre Goethe e à música. En-
ri K^r^sV -Àm* mr*mm\
~B,fl À fmm 11 ^^^^^^ ^™* quanto o esperamos, êle nos é oferecido em
•m\\m^mlk fl BB mr^" m\ ml' 1 / srfll Et -' . fcw y^SmmmlS. toda a sua pureza, pelos lieder dos músicos
sPSfkiTàl
m\ "^s\ fAm m\ ^sl^sl kU mw /A W \| L , 1BB
:fl Bs\ .^tSklfl
A£i ^**»*. ^*^_ S^A\¦ Wm^K. r ^ românticos. São pequenas estatuetas musi-
cais, com a efigie de Goethe; as figuras
flPflBV fliBkl ^^flflHHHHHBv ^^¦SSBBflJflBjw simbólicas do prazer, da nostalgia, do dese-
'¦''¦ k ^^MmmmmW 'rWLÍmm\ -^flkV jo, da solidão, do campo; ou então uma rosa
¦A^rw x7^^l
flfl flr X^ 2S i àm bwM
^fi"^ ¦t--^^mm\mmmm
^ %¦ <áS^?Bi
colocada no túmulo de um lirico grego, uma
inquietação do pensarncJ.ío, uma angústia
~ amorosa vestida com uma lágrima mas essa
^7—~—"Z^^ x\}:^X "" ^-^ '"
O / -f- ****'%& ^VMa ^3 Bi tão transparente e luminosa que mais parece'
ser feliz. E* a harpa eólia plantada no ver-
gel de que há fumaça e do rumor das usi-
nas, o vento sussurra ainda ss antigas can-
ções do espirito.

-I iMÜJái-íi
^HPflBBIBPliP^
' ' WW&^^ jmm,uipijjhih ^,'ÜI.M^lM';ity..|.'-;".^;".^
I r f ^mw^^^^wmfmi ¦¦¦¦-,¦ , .,:,¦.,,¦ ¦, ¦" ¦;¦'."'v-- ¦' . ¦„¦*. ¦ ¦'¦>'¦¦ ¦ v ,' ¦,'.¦¦'¦¦'
;_¦¦' '•¦'¦'.%¦'-'r-K
: ''*v>':-. ^rv^y, ,,/;. VY:'V"1;' -'¦' ¦'¦

PllVBPnBl>JB"BBflBBMB-H__BM__HHiM-BBBBM
"
Ir¦-#À) /W- J_^:wv
BBBV mmV- I
_fJÉ^I
7 __P* ldII l__ ¦

¦bbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbB
TERÇA-FEIRA — 4 DE Sol dissonâncias fraquíssi-
MARÇO DE 1947 mas com Urano, que nos pretendem se sobrepujar por
ameaçará o dia todo de aci- inveja. As crianças de hoje
Os trabalhadores conscien- são cheias de vitalidade e de
dentes de viação
I ciosos e tenazes serão favo-
recidos por uma excelente
configuração entre o Sol e
de muita distração por
causa
e de pou-
co «aso dos conselhos dos
amigos. As pessoas honestas
espírito. Elas serão francas,
sinceras e sempre bem inten-
cionadas para executar com
Saturno, que promete, além muita responsabilidade as
e de boa fé ver-se-âo à mer- suas obrigações. Gostam mui-
do mais, aos trabalhadores cê de muita astúcia e mes- to de viajar.
da terra uma fabulosa colhei-
ta, que poderá ser vantajo-
mo de calúnias absolutamen-
te injustas. Nascem crianças DOMINGO —¦ 9 DE MARÇO
/_fl R / ilBImim'
samente vendida. Todas as realmente inteligente, porém
demais configurações, mais DE 1947
muito preguiçosas e também
ou menos ruins, nos anun- bastante mentirosas o que Seremos tentados, no cor-
ciam decepções graves nos certamente as prejudicará rer da manhã, de fazer com-
negócios e nos amores. As muito desde que nôo se pos-
crianças que nascem hoje se- sam corrigir rapidamente. pras exageradas e de gastar
rão pouco brilhantes, porém dinheiro inutilmente. O as-
tro que predomina é Netuno,
dotadas de sólidas qualida-
des morais e intelectuais e
SEXTA-FEIRA — 7 DE
MARÇO DE 1947
sempre muito favorável aos V / ¦s^^--^m\m^mJmmM ll ItmmmmWÊ&J
certamente alcançarão, em sonhadores e aos artistas, em-
bora emprestando demasiada
tudo, um êxito bom que as Uma boa dissonância entre
compensará de sua boa von- Venus e Júpiter opõe-se hoje, fantasia aos trabalhadores e li ~~^^mmm^HBLmmumWÊim]rl
\"
aos que vivem das letras que ^7~B^| fbSimmJ
^^^^^^^_3P__^B_^_^_^_^_bi
—""^^^v
tade. tanto aos amores quanto aos (j
interesses pecuniários dos se tornarão assim quase que * ^^^r~-_BJ^J L
inverosímeis e absurdos. As
que pretendem casar por di- crianças que nascem hoje se-
QUARTA-FEIRA — 5 DE nheiro, alterando sempre a rão muito inteligentes e sem-
MARÇO DE 1947 boa harmonia* nas famílias. o artista querido dos ouvintes noridade, a mais perfeita e em
pre cheias de grande intui- das PRE-8 e
"A NOITE L-7 afirmou a resistência, a mais completa.
Temos hoje um número Esta dissonância nos induz
também a gastar dinheiro
ção. Recebendo educação Ilustrada" que das Concluiu dizendo que a "Todes-
exagerado de configurações inutilmente muito severa evitarão as di- três marcas de acordeon
que chini" compete assim com van-
astrais que anunciam um dia e principalmente ficuldades que a preguiça e usou, a italiana, a alemã e a tagem às de fabricação estran-
"Todeschini",
movimentadfssimo, com ra- as mulheres farão compras
absolutamente inúteis e to-
as más frequentações lhes de fabricação na-
cional, esta é a melhor. Em so-
geira, constituindo um orgulho
ros momentos de sorte, num Ias. poderiam proporcionar. da nossa indústria.
céu geralmente sombrio. Cer- hoje As crianças que nascem
tos empreendimentos auda- dades possuem grandes quali- SEGUNDA-FEIRA — 10 DE
ciosos serão coroados com "A e um grande defeito, MARÇO DE 1947 * ******* AS GAITAS — PIANO
um êxito inesperado, vaidade",
en- curarem que se não pro-
quanto que outros de apa- cometer reagir imprudências
as levará a Uma forte influência de
rência mais razoável e crite- graves Netuno prejudicará muito a
riosa irão de encontro a um que poderão comprometer a concentração do pensamento
fracasso certa As crianças sua vida. e a clareza do julgamento e
que nascem hoje possuem conforme os temperamentos
uma inteligência muito clara SÁBADO — 8 DE MARÇO nos inclinará para o pessimis-

WÊmmm
e um caráter simpático que DE 1947 mo ou para um otimismo
as destina a ter tuna existên- exagerado. Em conjunto será
cia agitada durante a qual Os astros serão hoje mui- um dia este no qual podere-
certos acontecimentos ines- to favoráveis aos sports e mos fazer numerosos proje-
perados lhes darão muita manhã principalmente na parte da tos impossíveis de serem
sorte. concorrerão para a fe- realizados. As crianças que
licidade dos que sabem na- nascem hoje serão muito in-
QUINTA-FEIRA — 6 DE
dar, cavalgar ou jogar foot-
bali. Na parte da tarde e à
teligentes e cheias de imagi-
nação. Não gostam de estu-
TODESCHINI
MARÇO DE 1947 noite, os astros protegerão às dos matemáticos e nem das São garantidas por cinco anos. Pos-
reuniões de amigos e as ama- ciências que as obrigam a suem 24, 48, 80 e 120 baixos — le-
Surgem esta madrugada veis controvérsias entre pen- estudar e se julgam assim ves, resistentes e elegantes.
com os primeiros raios do sadores e artistas que não Encontram-se em todas as boas
muito infelizes. casas do gênero.
TODESCHINI & CIA. LTDA_ Benta
Gonçalves, Rio Grande do Sul.

^^£S__ ______
'Hi:lrx9lM
S_Mf..:-'' 'frY ~
^_ _r _____
mmmÊÊâaaammmmm 14 l^^V'.'» í-Ã*V' ¦; •¦
mTImiml.i-''::^'-- YY í_fll
-'JípSb I
; ,%_.-¦¦' ^________^^^^^li^^^^^_______r|__n -:V':^»^| ^-^

Flagrante colhido no momento em que desembarcava em Porto Alegre o núncio


apostólico, D. Cario Chiarlo, quando de sua visita àquela capital.

"_1 _____ Wmmém


¦ ', ?aSi^*-íi_2___l _^_^__l _BBBB_iH____^^-_r _^_ll^_____l
,_l -JfcT/Pj
Jd ka_j ^^|7 _i__P^__0 _B
A venda nas melhores casas do
_^^)'* i _M__^5 vi ramo. Mantêm a fôrma e a côr.
' rlílf Jv r^lliw%^r^*^7^>^*3_
P*l-BB-I
_^V-pr <-' * ^<V^U-_g_| Experimente-o... Leve. elegante, sob encomenda. Abas mais lartros,
feito com o tradicional feltro Man- abas mais estreitas, fôrmas diver-
gueira da melhor qualidade, há sãs, cores variadas, acabamento
seguramente um Victory para o impecável, eis o Viciory, um
vi
Ba -^nnS
^¦"'V ^^__M^ s~~^~y^.
«l^^» i*rfii___nirl-
-^^__w\- ^i __K_BBBa__ 1
~B_> seu tipo, para as roupas que pre- Mangueira novo, desenhado cspeci-
fere. E êle se ajusta como feito almente para realçar sua elegância.
^^^^/* ^B___\ N
vS_38 BÍ~~ S
/f/m o.
^L BK^^I B_ 'àt *• t * -V ^H_r ^\_f
^_M-MBpH_M-a-BM-_B»»'^
Quando da sua passagem por Porto Alegre, o ministro da Agricultura e sua
esposa foram alvo das homenagens da socladado « das autoridades locais. A Exma CHAMu
mostra um aspecto colhido durante o jantar oferecido aos ilustras visitantes, gravura u* , \*
J
no oa-
*-tÍ3hpN||Br*,*i
lieio do governo. ~^ OS E l E G A** A
"•"*¦:"- -j$_^
i v"" j**^Íf--í
¦¦iBL. -j^ijnii-nV

A.KJ-iTfcPAG. 4-3-1947
'*-;:" " "—' —— ¦— -*— '«^"V^n^y^i—....WI.I..WJW1I.. I...M r—r— ^-r—- i.::r,'.-'-.','.,y»;..,i'.'!,*r;:'*.y'':;;:.—tí-;.'.v.,..'« .¦ ,,".>!*í,«¥*.'.""J7"-.""¦ • ."¦¦ ^^^^™,^flfl^,,*
fT".

yflfl flfl BB - fl fl BB B^r^"^ fl ¦ BB ^J I -' | I BI ^«-flfl y flfl. fl

Í..lw^fl-1-^i^rB^fl^l^^r^flfl^Mi^fl-BflflW

(¦BflB bBbB MBBb l&flflflflfl |^U|fliAU|d Im |U|fl UUdJ
flflflflfl flfl BB1 BI BB-sf B
flfl í^m2&&ímm'£l-E&&'r^}tík ?T^at oi fl PaflBflT iflaflr?! W fl ÉÉfl lafl ^faai «asf A quem se lembre ainda* da senhorita Vivienne de Wattewille, a co-
íj Vflfl flKV/fl Iflfl H flflfl ÉwTflá\2v9lfl l^V-« >?P ¦ flfl fflaBFi WKAr' ASSal zajosa mocinha suíça que tentou reconstruir o "Paraíso terrestre",
o "Império do Amor Universal", a compreensão e a harmonia entre
¦flflflflflflflflr^^^^ BflflflflflflKjy*a»VSaaC «a-VáV^* Sfl BBflB»43flffll flflflflflflBr^ todos os seres, entre o tigre e a ovelha, entre a serpente e o cana-
rio, em nosso triste planeta?
Quem saberia dizer o misterioso poder das histórias de "Trancoso"? E
o dos contos de fadas, operando em segredo na nossa fantasia e dirigindo
mesmo as nossas inclinações?
A pequenina1 Vivienne de Wattewille, última descendente de uma nobre
família suíça que se distinguiu durante séculos em diversos ramos da ativi-
dade humana, contaram freqüentemente a historia de "Androcles", do es-
cravo cristão atirado também as feras no circo romano, e que o leão res-
¦aflflfll atk^L-. ^B flsW>aa^SSBBBSfeafl BflBafl flflsrWsflflWMf^ir aáttfliXsStJ fll_ latfl peitou, pois reconhecera na vitima e rapazinho que lhe havia tirado em
*" flBflr^aa»ssiw ^flflfl
B.ass^-jflfllflBflflf*'BliBr^ tflflflflflflflfli flfl^B^a™BBBBBBBBBfl^^^^^fl*flfls*j •'^¦Bk^flB7*aBflflflaVtflflfli ¦^¦¦¦¦fl
'.Jflflr--^'*.
flfl*^^^^^^B^^^íB flfl^ãf^Tflf
'
flflaV tflt
^MMaflBBk sàf" -áflBBsfl ¦¦¦.'flB! flB flBB tempos, um grosso espinho da pata ferida e sangrenta. Isto significava'que,
Pf I ^ .'r^saU _^J Bf^"^^J*Mflasa\aVfl fl.fl quando os homens não sabem ter piedade, nem amor, as feras sabem ter
¦aflBflaflFaWffl*^^ ka_ aT^ B^^B/BB^flflBBflaBflflflflaa«âaflfl BflB ãflflfl BB^^l^^^ T*l!W Tf^aC^flfl flflflflB misericórdia!
A menina nunca mais esquecera aquela comovedon? história e
a conduziam ao circo, nos domingos, voltava para casa muito triste! quando
Tinha
-*Vi Naik*^^-
fl^^^i'. -^SflBav «oflBV áHav SM T ^ta^afllul Ckjèslly' ' fl P^* a impressão de haver descoberto nos olhos dos animais amestrados verda-
aflx'. Jflfaàt: 'i
Bk^- f . VVflfl^TfllSVa lafltãtaaa>.aSflflfllfl flflPflaVflBrV u deiros abismos de melancolia e dor!, e a menina principiou a sonhar por
I¦flT-• \<* «fl Bár\ ar^J^^flBBflfc^^flfli
i^jiaflBJBSr* ^aaflflflflBflflflflT flflfl flflflflfl^flflfl ¦•¦*flB
fltfaSflMsflV ^asaaflflflflflflfla
flfl aCa«> ^flr-Pa»aS» atk tfl flBflBB-
conta própria, um velho sonho já sonhado por inúmeras gerações, o de
há séculos foi a aspiração de muitos santos, isto é: restabelecer a pazque
entre
todos os seres vivos, pôr uma trégua à injusta luta entre os dois mundos.
O animal e o humano. Vivienne de Wattewille era a descendente direta de
'*" 'flÈ y^^^ ' %Bflsa> ' Catarina de Wattewille, torturada e morta no XVI século, para defender a
afl fir^ * fla» flflflLJLr I bJ ***'"
'jflVk- sua crença religiosa, e Vivienne que sempre Üa a Bíblia, conhecia as pala-
MPflfl^Bw _L Vj B^' *B fl .aáaVJ flsfl ^Afl L. i vras de Job: "Tu farás aliança com as pedras dos campos e as feras da ter-
ra viverão em paz contigo. Pala à terra e ela te responderá".
Estas palavras encontravam éco no coração e na mente de Vivienne.
preparando-a para o seu futuro destino.
O seu pai, muito querido, também tinha paixão pelos animais, porém
num sentido bem diverso!
' Destemido caçador, estudava e conhecia os hábitos dos animais em suas
fcr^.fl C?VS-flfl "*'í^^ss» B^' aflfltJ flsflav^"'' aáfl menores particularidades; observava as mais insignificantes manifestações
de sua vida e perdia o sono para persegui-los e capturá-los. Tinha-se espe-
cializado na arte de conservar as peles das feras, o que lhe valera mais de
K afl Stll B.ifl Ifl "VA AaSÍs^iastwW^-J^^ fl ^BW^JfltflBvfl ¦£** IT'-5ifl uma missão de caça da parte do seu próprio governo.
B?flllBnv] Bflflflfl
fl^«TT>»fflflg flflfl! BCaatT^sV y fl*«jir atflld ,fll flatiSfl ifafl ¦ flflflflJ
¦flflTE .NgjTSsflV^-fV E foi justmente no ano de 1922, que, novamente encarregado pelo seu
.^ylTsMy^flB^flflflgflflBl ^flflaflTflflfl Jatafláfll
^^Hflr^Bl^P^PBllaflllH
¦T^efl»^* flflflflJ B jSPJflV^"lV* %5taflV »*B* «¦ AT governo, Mr. Wattewille partiu rumo à África para colher novas coleções
de fosseis, etc para o Museu de Berna.
Uma turma de elefantes em plena floresta, fotografada de um avião. •Vivienne, ^á mocinha, os estudos terminados, acolheu com verdadeira
explosão de júbilo o convite do pai que lhe propunha de a levar consigo.
Que lindo amanhecer dos seus vinte anos quando se viu a bordo do
transatlântico que a levava para o mundo com o qual havia tantos anos so-
nhava e suspirava!, o mundo misterioso da "jungle" na colônia inglesa do
Kenya!
'^ SflÉM Fflfl A expedição deu imediatamente ótimos resultados. Perderam de uma
*lâVflfll flaákL
-jp^wSflflJi Bfl BW 'Fl
B^aaafl wfAm\mmmk!** *!«¦ mmw^Mm flrkflflflflflfl" flrTZsfl
feita muito tempo perseguindo um elefante de proporções monumentais,
° áf^sfl flflfl. SEflBrflf Bfl mas conseguiram na mesma ocasião capturar dezessete leões, o que foi de
4 aVTil PbTJbsI IJ^ ^*» ¦
rara felicidade para os caçadores, e tudo parecia querer continuar com gran-
de vantagem para eles quando o próprio Mr. Wattewille foi • gravemente
"flflfl flBflT^ -"^aflflfl flfl^^aflfl BiflBI ^Bflhtflfl BflBtJl LsW^aSBaB
ferido por um leão enraivecido e todos os recursos de que dispunha a cara-
',J FA\ vana foram inúteis para estancar a hemorragia que o prostrou algumas horas
flj flÇ^" .fll BBflfl^--fllBBB JflflVTj,T^T^TSaCafl flp*3 . E
depois. <
Ante o cadáver do pai, Vivienne, louca de desespero, com infinita dor
e saudade, encontrou mesmo assim no âmago do seu ser, bastante coragem II
¦*¦ p^ '•*"'•aflfll
jJ flPBflflHr-S-
bvilssll
^ £—Ta3.(fl flt fl Ir flTBfllKfl
flaaflflflflflflflflflP^^aSflflflflaBSWnflL- ___ - <fll para se pôr à testa da caravana, dando com eficiente autoridade as ordens ti
Í^ Hlfl Bflfl BRS^C--
Es-ai'
Bif
afl
V aaflB
*vflR«PaBViw«fl 17' 'im flfl*
flflflflfl
í
K' Bafl fl ifl flLtl flFafll
flflfl flflLaflfl
K J necessárias para que o regresso se efetuasse em boa ordem, cuidando s?- F
«a BflflT* 'flfl flBfl flflflflBflflflflfll
^tCfl/a"^3
^¦tVMs^flfltflflrM_ flr Bj Bfl mfl multaneamente da conservação e do transporte das peles dos animais
^¦^ Éafl BflsãflaflBtflr^gkaH^flflflfljkk
/éVaW *ai*fl"^r .V
• . w flflflBflBBBflflflflkfl1
aVãSfl lt-^aaBJPflT
flfl
átfl BB^^aSaSfl
'-aTT^JaSiaflVafl BflLáfl laBaB
flHaáflH flflfla^aT
abatidos. a
— f ar*/ar*-| 'a a aflfl
¦r. • *^fj_i^«T f-CBjrjfl
s-BC- fl*
"^Ti k
iflflfliá
IP*'
i?^!»^'' ' jflfl
BMBflflB BBflflflflflflflflflprBBBflT^ •>
flflfll
•'-¦^r
Brfl
*-^flflflflflflflflflflflflflflflflflflflar af áflflflflflflflflflflflflflflflflflflflflflflflflfrflflflflaflsrfl

Lafl »n RtarS
ti
9

Poder-se-ia acreditar que após uma tão dolorosa experiência,


¦^flBflsP^aflflfl^flBflBfl^ vem como Vivienne só conservasse um sentimento de repulsa e deuma horror
jo-
pela vida a/enturosa dos caçadores africanos, pelas feras e por toda a na- V
¦F aflfl flaflfl BT aflfl flVflflífll fla*S*^^aV bV flfl aP-^aattSSsf-J SflBsBBBI tureza selvagem, mas pelo contrário, em sua natureza tão cruelmente fe-
rida sobreveio uma revolução que devia ter sua origem nos anos longin- P
fl UEI ¦BBflhkAIBj^B SFòmI RHa>' ^r < ~Jfl ^1
BiÉflr r"*
fl^riBBBBBBBBBBBk^^flBflBaélflaL ^V
Lflfll BF^aSflÉSSafUÉl ^¦p-fl ataVaSafl flfll*' OflT^ ai. -j£. •-• ^àaflkfaaflflflr. ^^flr**>BBSflflr
Arfl B . flflfl fll •*
quos de sua infância. Antes de morrer, quando ela desesperada pronun-
ciava palavras de ódio e de re-
¦BatBri IIJ l^MflflflBBBnn jt^lé?!]^ jÉlb
flflSsflflkaflflT• 'jásflÉT^ afl BTaV^fl R>KAflVlBa>a>ma' fll flfl"vlBBkaSBL ^B^fl, flflfl
rfi J volta contra a fera que lhe
roubara o pai, Mr. Wattewille
Zjrí- Z* JKrtflftyBflBs! Bt^aTV.**' fl^P^JaflBSBaflSSflsP»»gBaWa«am*^ ^aaflflssflnl

* flBBBflr ^^^^B rr?fl^*^~ 'i'^9


^JBflflflBT^BBastTi-
fc""flt-->'^P"»ats>fl *'fl flCro av* V^fl
^B1 Bsfl^flsVV^fl
A
b1Bb>J|
W*'4~^m
BI
flfl .fll flflfl*'^B
^B ¦flflaflktPwflB .AmwM
ainda teve palavras de perdão e ^'fj^m BifY^flkTL. 5r*»^ftgaL flaFK_2V "*
de justiça: '
V^S^* JflBBa» flBBl^rATril ilflflflaV-flBBBBBait ^" •*W*ÍBMaV
P^ ./' áflflg-r aflflflflflfcB/^flaflflB^BB'' •**. ifl Bflfl flflbaBT/ ^J[
— Minha filha, o pobre ani-
mal não teve culpa e defendeu-
^aT * ' * *flflt»7^aV
se estupidamente! Ele estava no
*flJR "J7 asfi v|
¦flgSr* aaJflBÍflBr**?^ P' ¦ áf^aBBBBBBV^^a«***a> aa^aaSSasflflBBl . ^KããBflflkaBl flflflflTaflaaal flJ^*llflflB*
fl flT- 1*..-**1^^'
-' _^Vfl*B fl-SãaMTfl^fllaflflaa-laflBrfl^
¦ ¦"^-•y^i.- ^B|] ir 5- ã- flflBgfl BaPv seu pleno direito! Eu queria a ¦V ifl ,''W' flBflBflsB^flBflBaaV^ '
sua pele; ele ma vendeu muito «•V*flL-'i'- *» 4^afl flfl -•afl flflLla.
caro, e foi tudo! -Jt-ísfl?'¦".¦»*;.'¦ ;' < itfl^fl fljafl K* '
-» *• ^^ fl RJ""\.^r^ --TflJB ¦ PT aflfl BsflL^
-—¦a«».m»a»a»a»BmBma»aai .a»*, aaBBBaasBmaa^amsf.^ *aaaSfllflflflflflflflflaia1i «- '"<
flflflflflflflafa^flrZT .. _ fl_ . ^s> Bsl
^mMZ. . VflflE^flfl
E Vivienne teve a coragem 4.• " ^flflfljflaaVV^ /•' -flfli^^H ÜbI '
'
ktCM
Uma grande manada de búfalos, na região equatorial. de encarar o leão capturado, o Ufll InaJH* .''afl BBflBmaii^
- -^SB SM» .> ' - ^fl Bkaflfl BÉã
•' ^aaaflaflr^a
^.JúJSj K/ Vai BirBiB^fll

Ék Hsal^aflfl flsBzl
G. BORGHOFF & CIA.
a-smUa f-a. C«B-is sa SsVbvs, »3 • T-M-sc 5-4351 -letejr.* «tiiytpiH - SAO MllO

DlGSGI deve ser o seu ArlOtOT e fl


JB
jP^Tj£âiÊÍtfkA
IHf^ r^tVflflLflsfl M VaS^tflaj^r

HOllGtt a sua marca


Diesel MfMiNHiii, mi liln tAdeate e r-sssts. - õk-' - flaflflaaifll RS* • "Tira BflflBV BTi -
ttCTbf- vfl Ba'-J^IflflsBd
m HaHefti*fs-i: -xi ^"-. H>í«rt-'J>J fljfla
Prodwto omtricano ám pnwmm Qualidade
D0% construído paro trabalho pando jfl nt*//^, ,'i RpP
Rebento, cot-pocto, fortt, rasiststirs
ifliat^l ' 7m
¦flBS>aflB&^»flBflr *" - -. fll
IUJ Entragut mm curto prazo
Drttribtiido por grondo • hòwogtwsa orgoni-
la- flBfla^flaflT
fI li
¦¦¦'ãflifli Â^^ ^sflasf
'* "
-' mm
VflsflBflsal
fl
3 i
¦BflMflSflal flBflflBflBsfl ^Bflfl
fl I
ração qn ofereço «• todo o Braiifc fl —a-à^-—

Asswfindo fflentea eficiente e pecos sobreua- **^^^^"' flfl ' '?' fll
lentes como oorontío de bom futxtonamenfo ¦BSBBBSsMNflflTMl flai flsflBflB, -H aafl»V. fc^V ^A

L
fl'

^Lfl flBflBflBBfl
Is^BaKflflTl-* Dvft V 'Tflf
^H flSflS.Ctfc^BW^' ' afl /T'fi|*^r
flflfl BfAflflj-iy' .^j** ^-V*- . Jm

AUBilí PAG. 18-4-3-1947


' ' ' rif lüíi i mi a
' - -^^^^AmaÊAwBA^Aw ' áflaflw
_____ "
T; '¦rfl^^y^i^^', *y;'-¦-'¦¦BRRM| " OTS^

m':' :' assassino de sen pai! Era magnífico, com


a expressão de uma forca frr_»-*iH. injus-
Os elefantes africanos são animais
rigosfssimos, muito mais ferozes do
pe- onde presenteavam os seus habitantes abrir luta cem eles, tendo vivido com ai-
tamente abatida e destruída. que cem um concerto de grunhidos, que du-
os da Índia e se pacientemente resigna- guns em relações quase que idiliaca-, sem
dos, suportam o barulho dos símios, não rava alguns minutos, retirando-se em se- nunca matar nenhum e conservando in-
Era a eterna contendi, da luta injusta, toleram ó mais leve rumor metálico de guida sem outra qualquer manifestação cóhrme a sua própria vida.
do instinto mortífero e selvagem de onde uma qualquer Tathé-Baby". Isto os en- de hostilidade.
nascem a dor e o mal... Mas de quem é a furece, fazendo-os investir contra o local No último período de sua permanência
culpa? de onde surge o rtanor que lhes ataca os Em compensação de tamanho espírito
na África, Vivienne estabeleceu-se na en-

I Assim, poupo a pouco, formou-se no


ânimo de Vivienne um singular projeto!
nervos e as conseqüências da ira elefan-
tesca são nefastas!
Felizmente; Vivienne dispunha de dois
de conciliação, ainda tão mal compreen-
dido, Vivienne conseguira
numerosas zebras, que dormiam aos seus
domesticar
costa do monte Kenya, uma região quase
que glacial, entre pfncaros de diamante
Voltar... voltar para a África para onde "boys" excelentes, sobre as nuvens, numa absoluta solidão,
um insuportável sentimento de nostalgia sempre prontos a dis- pés, e um povo de pássaros mulücores que
parar suas espingardas para assustar os apenas alterada pela presença de seus
a chamava insistentemente, mas voltar lhe esvoaçayam em torno, certos de obter
se_i armas, sem fuzil a tiracolo, nem re- importunes invasores do domicilio ávili- fiéis "boys" negros, e a exploradora teve
zado de nossa heróica exploradora das ai- sempre dela, alimento e proteção.
volver na mão. mas antes com um apa- enfim a ventura, durante aquelas suas úl-
relho cinematográfico; não para admirar mas animalescas» Além disso só pôde partilhar a sua ten-
timas correrias, de descobrir uma cascata
e conhecer, não para triunfar, prevalc- Mas... ai de mim! também cem a fa- da com toda uma sociedade de grilos, de
de água gelada, que já hoje figura nas
cendo-se da vida alheia, mas para particá- mflia das leões as intimidades tão amiste- aranhas, de lagartixas e de morcegos. Po-
cartas geográficas da região e
par da existência misteriosa da "jungle" sas e sonhadas por Vivienne permanece- deríamos assim pensar que o seu desejo que é de-
ande também há sentimento e amor. ram um mito. ncminada "Cascata Vmenne"-
foi, em parte, satisfeito?! Parece-me que
De uma feita, uma hiena derrubou o Sua verdadeira glória, porém, não resi-
No lugar dos cartuchos levou muitos não!
balde do leite distante poucos metros da de nesta casual descoberta; mas na sua
discos de gramofone para confortar a so- tenda e Vivienne, saltando da cama de Mais dois meses permaneceu a jovem
Iidão humana que a esperava e muitos extraordinária coragem que lhe permitiu
roupão e chinelos fez imediatamente desa- destemida na zona norte de Selengai, nas
sabonetes para aproveitar os bons banhos parecer no fundo da mata a sombra do realizar um sonho que aos sábios e aos
encostas de Ol-Doino-Orok, montanha
de cachoeira. hediondo felino... Mas não era absohi- estudiosos, aparece como sendo uma ver-
de três mil metros de altura e literal-
tamente tranquilizador pensar forçosa- dadeira loucura! Encontrar novamente o
— Então, minha senhora — disse-lhe mente em semelhantes vizinhos. Os rino- mente coberta de floresta, par onde só es "Paraiso Terrestre",
fazer a paz com to-
sorrindo ironicamente o funcionário da cerontes, contra todas as aparências, fo- animais traçaram caminho e lá viveu, se
ram mais discretos, contentando-se, ' " 'o dos os seres vivos e tornar assim vivo e
Alfândega de Aden — só pensa desço- em perfeita amizade com todos os
brir os - elefantes para lhes acariciar as as noites, em chegarem perto da tenda tangível o quadro do primeiro capitulo
habitantes da "jungle", pelo menos sem
costas cem soas lindas mãos? do "Gênesis"!

Vivienne não fez caso algum da iro-


nia pungente do funcionário inglês e um m ¦—àw. _f*—~ _sn
mês depois obtinha a permissão de perma-
necer algum tempo na região entre a
^T3Z_E-3_i__^E
'****_
Uganda e o Kenia. onde a autoridade bri-
tânica tem a sua grande reserva de caça.
E eis, assim, como nas lendas medievais,
um bela jovem ao lado das feras sem
•_fe__L__££_%
^h_3^k
M__**¦
m At
_pP'
__
^'^v*-_
^v.
__pW*'
JíQ"-*--
_E*^^"-
JB&y *j ¦_* *
r

arma alguma que não fosse a de sua ex- ^Ijp5*


traordinária coragem!
¦f

^^^BÈÍt,'* >'.___T ______ *


^"B__-\ ______" V* " \m1my-.~~ __Mt_K_' ¦'*"
^^_m. . .__r ______________ W '
j*"&^?-
Jm m mm^ ^Kfi^
^^^W àW - 4' \ '^'"
._» __i l__l _____ «.__S_^
_<*írt'.
Será inútil dizer que a vida de Vivien- ___B ___¦__'
ne na "jungle" não-foi sempre idiliaca! amjjíltj.- ¦ ¦
. . ._¥i_F m
È ___.
Wk— 'M:
' mw
T
Querer penetrar na intimidade dos ani-
mais, surpreendendo sua vida e seus ges- mm%p.'-•
mT'' '<£ê
_¦ *B _E__i __¦_I ^Bpij.õj.\.
tos, até se poder considerar uma sua com- .-._¦ M \ mW"
i__jn_r_T' ] ¦ "t- '-'" " i1 i iJtt_____í _____________________________________________________________________Tll J-' -¦¦'"
panheira inerme, é árdua tarefa e mais Uoj
Hl IHB-nBB__||
^H
mm
b___u^ _sT_______\_i^_í f ¦
_^__-» ________É__f_s__fe*'¦ • ¦ .
_T
r'1-
t
ainda chegar a persuadi-los de nossas in-
tenções inocentes, recebendo em troca a
sua amizade e confiança. .'___¦
. -...^.v.-^jPíbbM I i- . gs^v.
B____________________________________________________H__f^' r
.^ft V
£_
Foi, todavia, para Vivienne uma real e .iéíi^^^^ M^^ __P^*_(___
verdadeira iniciação cheia de angústias e '•¦ •¦ :'-_ll ________________________________________________Bf ¦
.--'*^_____ B__________________________________________________________________________________________ __^' '''."¦¦?Wtt|
A"
perigas. . '¦
* iiS^mW^^^
..-*•>¦ \
Vm, ____! _K ___M______
':^^"*4>__
u —SiT
iB___- __^_r*
¦_»» ._-(M •
V, v t ¦
ai
^_._r __^^^ __L I E-- _r^
UP^ÉjMv; . J_J' *'¦ ^^»V y^"^ ÁW^ I
¦i_a^^'."lsL jB ___¦! ___s _¦_.'.
__-'
__-"*
__¦_.
^_*_s_
• "^r**^_
PI ^¦'*_5_Í_rf-* '"x''^ ^_____E •-'____í_í^ .*_¦_____ ^B __________^*f»-
-^i_l
'
"
______l^_v^i____ .^-T*!__S_7___
• _•' >Mr< ___P^
jÃmr
'_^\tJ____.
"^_*J
BJ
| ^ vl| ^Ê^aW"
I^FVl '^___
¦-''__.
1
B^B ¦__'-•- _f
___CrW____3lrffi *^v*U-:,.
^'•'*I______BS_ >*.'- M~* J$Êr ,:'Mr |L
' iSW __J
K^am\\'%^^K
____re55__£~*c^' .-•-¦.*i^?-'.^'-' v m gàjr Èr ^1 _r 2^—*^
_K____P ^^>_MV^ • __VJt* __¦
_______r _*•
__________.'. w* r*-\
mwLmX- : r-\
.-*%_J^ ak
___. _____-'
&L J__r
Um Ww* Ml R ir*' ir I _^íl^k % J_-#*#<^ ^__ _-*
._* -w ^BBBBBBBBBBBBBB__________ ______ ________
JmW ______ '" » f^.L-sü*- ' - ^_
____'.¦'*' ''-'THlfeíX-
_____'._V-_»_R-V-_.".' _¦' --------------
_R___E____iffiS^H___0<^*' ___ B____l
i_Bl__r'rMfciTr'' _*_jí
ffS-_-5-_B5---S-= -____B -;I ¦^________________fW i _J|gr~""
^____j«i0ifi. _***"^^r ^^êmm
R__i ___ ¦}__¦]_ K]^' -'^IpB
V o H»:t-_oÃu. vim ao.' [I il 4
^^__________k' _Lr«a>^^r _--*S«*^V^______¦
^^AmMW
_*¦£__«, rirrAtSo o wbra!.- ¦ .. _<__Bn ___*"^
9_V_aino p«_>\Aru_o. Bl ^________H'_m_S1*'MBI" ^*A«m\
^* _^mm\
,. urriioul a casma e combati Fl B •¦ Bjgr*^ __^*^^ ^^^m\
______! __b^____l __^_-~r ____•*___! __¦ os mjiautaí caíhiams B B ^V ¦ ^-rt^f^ _____¦¦
^ I '-^*^P__*'-^*' _______^"^B__________________________________H

^^ ______ ____fl_Í _¦ I _V __r _v __F __r_' _l __'___' __!

1 _bvb_^' _________ "* __________________________B___________r _________r _______ ^____H________ ^^B


____^T^_____^^^^______^^^^B _____________

_**____r ___ • ___• _j^s ^^


¦__________¦' *____¦* '3b_
_ _______ ^l_____ _______
l'__Jw_____u" ___ yj
Hb___________»'*_w____E»C_E
'*_« ____ *"¦ -TI
J____rB__l_____|HB_r_Er' _£__! _____*
91
_h_H Énlfl^''"^j ___k-l ^___
fi_í" .*- *^H
ít.-"' '¦¦
^E__¦______
RI _rvJB
"
Ib-Si
B_____l_____ *
'*
V> __________________<

mMmmmu
BJ B
T__i ___¦

___________ ___r
^^^**^^^^B ___________L_____^^B_________^-^^^^

'L^^-^^^^^i Wmzm 'i.' 'W^^^X


jV ,>"¦ " vj! n_S V ;^-' ^73
bb______________________IJ_______I
^^^^^1 |^l
___r^^. vi_l __^______k *

^ ^__^ ___H___f__^__^ff_i^_^___í ____s__ã^__________


fJr ^^?___sX^^ b_É ;___ ' '(^_____________knXr____________l

A-ft0U£ PAG 19 — 4-3-1947 J ^


.m

'u&^mWM ¦¦¦:¦¦ ¦jÊF'


'fll
_______
Jm\ má¦___'
j__T_flfl1
'
__P^BflTY
%¦¦.¦:¦¦¦¦'¦'''¦''/¦..-.-¦>¦- •!&-'."-/-
¦ :-3)*<i -t-p. .-¦'.

1___k.

*tSL- '•'?«." *
fia t! t__/«VV_4Jhi '¦***__ flfl ÍP^^Hflw* '^--èíT .'kiWpfei.';"

'^flR- '.í^4'
-flBtT^Ü^mt,~_t"fl- Ajflfl ____HtsI*- ¦ Pv£&nrf___uf^>

vtMBBÍ^ría * 'tBV___r4^-_K____i__fln| t^ >v^3---':.'-ií'.-.^'íviWííiiv.i0.i^ii''-^i^v


__& JÊ^Áw^VtrfiiSt^^^'\ ^Si .¦.•¦Jí--'.jg|..--. j
m-

ÉrC

_#•.-
'^m. ^^-HBr s JÍ(_______!____r^_____j
m____l ___x ___^í^___u___J_____^__n^__HÉH-lfl.flHHl Lflf_______l _____L _> lL. ____¦> <_?¦'

^^1
_^_____flL„B_____Pflr^___r»^___r________*^ ___h"TBl B'"'•''¦' '''^*-b_ F
7_.-___. --
1. flVS Bí^^^r^ ._____ii^^^^^^^r________l i'Bfetiya;y>

m O Do*20 I Vk
aos 30

— NAO POSSO ECONOMIZAR


AGORA! Recém estou me inician-
do na vida e preciso divertir-me
enquanto sou moco. Há muito tem-
po para faier economia. Esperarei
, para quando estiver ganhando mais.

Dos 30
\aos 45
1>
- NAO POSSO ECONOMIZAR
AGORA! Tenho enc-r_oa de fa-
milia que aumentam dia a dia.
fc Quando os meus filhos cresce-
rem ae despesas terio de dJroi-
nuir. Al começarei a economizar.

0os45
'_&*_.
I» \* A *_»•*''

NAO POSSO ECONOMIZAR


| AGORA! Com dois filhos estudan-
; do, é-me quase impossível atender
! as despesaa. Já tive de faaer um
i empréstimo para evitar que in-
"
i terrot-paseem o cursa Este é a
período mais dispendioso da vi- DE MUITOS HOMEHS...
da cie um homem. Nao me sobram
nem al_una centavos por mês'
quando e tao fdcíl,enquan-
to se tem saúde, garantir
rÍf'1 a independência econômi-
ca e o firfuro da família,
realizando um seguro de
Dos 55
vida adequado na com -
aos 65
NAO POSSO ECONOMIZAR
Bem sei qw seria bom.
(AGORA!
Maa como" A um homem da
minha idade i dificílimo arranjar
um empiéau melhor Tenho dt
ficar onde estou • esperar .. Po- Aos 65
da ser que aa cotas- melhorem ..
v^ãii ¦'• t- ^i__ _^_w^í -____
>•/. . x.
— ECONOMIZAR AGORA?! Im.-
[
tine que eston morando com um
Clho. porque minha arjoi<entiidoría
ni" di para nada. Deveria ter eco-
g^i^^^^z tm^ Clflflflfc., 3
nomixado _3 ou 30 anca ____, Afora • E__a___£' V____>__^lá_*_e--.a9 . 'v li
é tarde, e i-musairel Cerne eeono-
mh-r quem nio tem rrndiment-»*'
'¦¦'¦¦¦ ¦¦**¦••:
-JÉ____fi_H__SBflflHÍ_^^
HWiW«w^I^^M^i_#^^l'¦
"^PJI "*'¦ . .^H...Jp^flflflpppi'# ¦
_Rtt__&;&í.^-'-_àiT'<- ;•<¦
S-SS?^
' ~:'-:-r:,£jm£i •:¦"-.
."-¦"¦¦ ffl _B_Í^_^_^__kÍ^Í'*•**'l,*^'~
—..—. a>-
;^Bf_Pt^^^^t^Pl^i^r'-^ *'
¥$^f~---t'tX::.,¦¦• '¦¦: ••¦••- .->- . t „ _ . .-. ,_________.- ¦ ãia|B____--___i^y^"^^sS^;;,' J

PAULETTE GODDARD

Já ¦' -*
4_BflJJ£PAG. 20-4-3-1947
''_•*!*£ .. , . '.ri..'.-.:: , .
'¦¦'¦y-V-.T
yr- ¦¦xfggggr;^---

w. ,y'y#-'^™*\i
\-^r: "m\ "M
4m>- ••'¦**

OQUEOIZEM
bom nome da Tampico atual. Diante disso,
nada adiantaram as explicações de que se -MT* \
tratava de Interesse puramente histórico.
, V.L..
Tfmtw -ríM
Bing Crosby, o simpático "bom pastor" foi
considerado tão perigoso como o alcoolis- 'i "
mo, além de ser insultante para as mulheres mmW í Itti//§F7-1* j ^
MMéi-mXs/-¦ 'u/é^l ,-i
I
DOS ASTROS iMà/m
da Escócia, pelos seus programas de rádio,
transmitidos pela B. B. C. A B. B. C. foi ata
¦¦^ir -MWMM '#
cada outro dia, quando um protesto de par-
'"¦m IIIH • Mwúty-,-
ticulares foi levado à Câmara dos Comuns. M av.

O homem mais falso que uma mulher já


amou... "O estranho", um film R. K. O.,
I%vxM\\
MMMÊr\0M
im AW'
com Orson Welles, Edward G. Robinson e
Loretta Young. Mereceu boa cotação nos Es- M* Mm MYjT^-*- / vk&Vr ¦
como todos sabem, tem A nossa Carmen Miranda, atualmente mui- tados Unidos.
a mania dos concursos. Todos os to mais popular nos Estados Unidos que aqui.
anos, invariavelmente, são promovi-
HOLLYWOOD,
dos vários concursos, entre homens
conseguiu, em terra estranha e entre tantas
beldades, um honroso quarto lugar, delxan- • i&S mW '
'¦ ^WM
e mulheres. Qual isto, qual aquilo? E cho-
vem respostas, de todos cantos do país, na
do muita gente de cartaz para trás. Outra Danny Kaye, que há mais de um ano fez
vitória de Carmen: — é a artista mais bem uma sensacional estréia no cinema, retornou Mm í m
escolha deste ou daquele "astro" ou "estre- paga dos Estados Unidos. em "Um rapaz do outro mundo", um belo mm "m
Ia", que são isto ou aquilo. Os concursos de
pernas, então, despertam grande interesse.
As candidatas, que são inúmeras, disputam
violentamente o- título "das mais belas per-
Como se observa pelo resultado, Betty film com as belíssimas Goldwyn Girls. Mui-
Grable, vencedora do certame de pernas, ta gente, no entanto, não sente grandes sim-
conseguiu uma boa colocação no de qua- patias por Mr. Kaye — mas essa gente deve
ffl
jf MMMfr'
;1
¦''¦•**&

dris. E,'podemos garantir, não houve plsto- assistir ao seu film ao menos pela
presença ¦F VIRGÍNIA MAYO
MAYO 1
nas dos Estados Unidos". Ainda agora mes- Ifio... A garota tem mesmo muito mérito. da bela Virgínia Mayo, que esta mais bonita MWfí/ | "-i$l
mo foram realizados dois concursos — o de Ml; ' ¦ IM
do que nunca.
pernas, ganhando Betty Grable. A segunda
colocada foi Beryl Davis, jovem e formosa Wè .,;f|M
cantora inglesa. Outra candidata muito cota-

foi Alice Fay. .


Um grupo de artistas de cinema Ia sendo
da, que alcançou um dos primeiros lugares, linchado em Tampico, no México,
pela mui-
tldão que julgava estarem eles fazendo um
O segundo concurso, mais interessante que film documental com vistas das partes mais
Gail Russell, Diana Llnn e Brian Donlevy
apareceram juntos em "Louca Inocência",
li
o primeiro, foi o de quadris. Entre centenas antigas e decadentes da cidade. O caso é
um film que, embora com bons artistas, é
bem fraquinho. Há, apesar disso, deliciosas
fl. Mt \
que
de candidatas, o júri se viu em palpos de iam rodar as cenas de um film cujo enredo cenas. Merece ser visto, ao menos pela pre-
aranha para selecionar as melhores, as qua- se desenvolve no ano de 1925; mas, súbita- H flfl Uil
sença de Gail Russell.
dris mais harmoniosos e perfeitos. E o re- mente, apareceu o prefeito local e declarou ¦afllw fl»*
m. »- ¦¦;¦'¦.^4o\
¦li-f&SM
T sultado, depois de longas discussões entre os que não toleraria qualquer diminuição do
felizes juizes, foi este:
1) Paulette Goddard; 2) Lana Turner; 3)
'
LMBIW- ¦l$ê&M

Ginger Rogers; 4) Carmen Miranda; 5) Mau-


reen 0'Hara; 6) Ann Sheridan; 7) Marlene
Dietrich; 8) Ida Lupino; 9) Betty Grable e.
em décimo lugar, Ann Shorten.

''../-yyy$MM^\ .*.:, ;^.


p'-.)yii'" *-''* jla^aafll b^b^bs...

rV'*'" :-'"''". "'"'J'S;'\."•¦'¦•' Vl^Bk '~'~{Êi''M'l;l'"

'"¦Qmr^^Smmmm\L>~. "-V 'J ^^^sSarfl b^bW.

;-$iy/.- fl Sw ' 'í^-ilr--''"' .'¦'Ilí; '.'•' ^*S.ÍSBBBBBBBBk


jKJaUHlB^B^BMLsásÉsV Áf M _fV__ V^ • *'rV|!;.jW!wHKfc ^V?fl BB.
-:• . Jf bbbV
até aV*
kI tal ãh

mmmW' —'Jãi BU.


fl ' fms ar

Lt-jf. j4í-T aVal bV # i ^ 1^^* • ***'*"rf.'*f- bbVb


BI *?¦• BB BB»Iiif~
-'^ii'- ¦

v^1- * ^'mW^'Êm*t- ^ly^y^W^?' m


bv.Jbk;,bb BBsV bbbbbbI ¦..
'
. Ãb
.1 K
ias. ¦*"
itMMMMMt^^ÈÊmmmWm*^^^
B^B^B^B^B^bBP^^^^P"'1' '
'V'"X'lS'HV;tMf'X'"^'^^:."'-'^^' H
'" %/ik aa Br^ . .í?^ ;¦'"> I
\\.-/a&y': ^^rj \T i bt1?

.asíBBftW*/!-- "' ¦ T»V ''¦JjsV* ^^

¦M^^B^ÍlIj^KÍ 'imii' ¦'-'¦' '.tói;'.'. fe ^ '.'§L5 BB BT

fl bb***SI ™ja^^^^^"'¦ "'Vi*?"1.* JM mT/j'-'* y'--.

t o que lhe proporciona a Loção Facial Cory.

Além de eliminar a irritação e o ardor da pele

tão freqüentes após o barbear, esta admirável

criação Coty fecha os poros abertos, tonifica e

^ T$?|g amacia a epiderme, oferecendo um imediato e


afl \W\ bbV

H>>'>-ãsM>Eí prolongado refrigério.

3S fl ^s^faSfcS
MnHrísataflflrr COTV
' A**vwBMm ây^ *
Ibb flsfiagff^áajs?"'*^' - jwtrrr ** *
1 H"4 f
PARA im^J ibIbiP* asi i
1
APÓS A BARBA *®

¦J*f?^ -i " ^"¦*—


.. •-¦••is/uf
BLw ¦' bv^^bVbbsJB -
¦ aX. -

^B| ||i . . ?,'í; I


wmMW^-^w^Wlr-- ¦
n 'Ts/ n^âMlü --
SpflB9flQp%3P^ Tf
fcwjaÉÉÉÍfl*
^^bíbsBíP*^^ — fl
BETTY GRABLE »

rAMffiÉ, PAG' 21 ri^F3


»9B^:-, B9 B^rW^r-^'-''• BB BF*- h^?$«@!hB ^9 H ^999>9fl99 ^B999i BflPfl9J ^9 99

I . ^^"T^JssflBtarffftnWttfl^H^-tBsssssssssr j"T^Tr**Sj ^.^asBBs9 BBBs9r *.'''¦ Vis *^^l ^^9 BsbbbbI

'•"V3*. aafàaag "¦''''—"7 ".^Víi '."^rv ': '''""'


ifrÜ&V'^'., t-99Efij536-^S^'J^3^r,i^''* BJ >'; ' -'*J9 ¦¦';• v**:. <**'..'.'¦* •**'-' »¦-''r.^fv .^""' ¦*-'¦
aaflF ^''''" •¦ • ?-¦"**. í ^

•!í*í,'''v'' *'¦ '*íj'.'"' '^aflBBIB^BBaw '


L^Stt^^V^sffiSflSBasfflsfla» af -W^B^^^^fcN jjjSS-^^^^^BMM^^^^^^^^^^^^^B^j?^^ ¦ X~~~-"?"* T'~~- .;¦?V**-:'"t

"vi-" ' "


ífeí" ^vjb^b^K ^9«'^fisSW^^^SisssWÍr -'ualB ^^Y -*''^íviÍ''tr-'- as. .^^^1 BSf^' ^JáVv^" J^Tflaaat Ws! sssssV

v*'i '"''*;."*<¦:,•.?',,¦_'
\'"<i assssss*uí>. ¦/ ^ ? iiíSit
"Sf^^gT^ a ^5tS I ••-'lafll íik ^Bl tBT sítafl ^B&^i^^SBfl^-^^^íí^^^ssaflB 9» V^m
'
ÍV. ^B {Br ¦•"-M'"J\ ri^r^í*"^^*'' '*?£ ¦

' '^ ^"* '**¦ ', .^B ' '.*T1*'"'" ^^^a*T^'*a^^B ^^


*í & -. a^^^^^KÍ*. . ' litt^' Ji^Ík*3 H ^' S a> asBBBBBs! BBBBBBV fjfl Kslr^ BT^ás'*
"S ^' g^HÇ^WBK' '^^3K>L *Ll ^?JJ^^^^R
^^B^T .^^bBSBBBBBBBBÍ BBBBBBsV T J, ,|^ ' •

*'
BRASINI a^ ': S——^
apr atuação de Tina Vita no rádio vem BBBBBBBF ^^|jBSa*BBBa**«a**jBa_BBk_ -^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^___Z^^_!rr~ '~~~
£\ de longe. Começou cantando ao mi- ^L9i9íb9|P -^91 ^^. :iSflBBBl
ALVARENGA E RANCHINIfl]
a^a^^ crofone e interpretava canções Br-*¦¦• ^_«1 ™_^
trechos de operetas, tendo atuado em 9 ^a9 9v ^^a9fl I^^bw ^flB^H
diversas estações. Depois esteve afastada pj£. ^M 9. ^B 9^ ^^^H
guns anos, quando em convidada por *;,.¦¦ ^9 9 ^^9 9w fl'IbV
Mafra Filho, época, juntaunen- 9 ^Ê M ^.9 9..
Sady Cabral, dirigiam p:.'':' 9 9 9k 99
na para tomar 9 9 9 9 9v . 9 "BJ
programa, re- 9 9J
^BB»**" '^9|
9/ 9 9v
gressando assim ao rádio. ¦?¦¦. ^ ^^^^^J 9^ "^^5! '''U
Atualmente, Tina Vita integra o elenco da ^^^9 ^^•'^^^^^^^"SSH Ba.
I ^^^ Ar* ¦ Ba Wi

$'¦¦' B*r - "-'' I ^*I ^A flfiV


'-'^X
«ja*.' BB .^L --'•-'' ¦'*>V ' I ^1 BB

I
BM
ALEXANDRE
aflaV K MflM flss-âfl1 áfla. A. ¦ afl^Bk fl^fe. *¦*¦*¦ Ba!
I
9b9999Ktí
ml
«L.].'~- 9
pim
*íí' ¦ ãflal BBahw ^9flT
' ^ít >»-.kTfl I '-'.Jl 'M

BBa-^-
H HBalB*aflT^fll _j__pj
BTflal
9a1 99 9»-"
BHHKIflB afl^^^^^^^^HaT
| tVam
9a9aflB ' '99
91
m± ^^.
9b>.
fc^r^
^9bP*»
I^^Ks^v"'¦-*"-'¦' -
fl|
i9F
rjfl 9
:-JBJ 9i
BH f^itfS» £m
-.JE

Ii

^H Hb- M^v-M ._BBBBBBBB^a_^ BB


¦/* 4tafaáf. 9 BflTDDlIarArB ^K. .^B^^fl ISbB ^K^l ^A BB

fc ¦' *———~——^-^^^^~Z_^^^^^^B99999¦BWB9BMflMHHHHHBVBflBBVR
Rádio Globo, trabalhando nas novelas de criações, podendo citar, entre elas: "Eliza-
Amaral Gurgel, nas pecas do "Grande Tea- beth", extraída da peça de SchiUer, e "Morro
tro" e nos espetáculos de Cíne-Rádio-Jornal. dos Ventos Uivantes", de Emily Bronte, am-
Em todos esses compromissos ela se tem re- bas adaptadas por Sady Cabral
velado a grande artista dramática que nos Com relação a novelas, o
habituamos 9 ouvir em "Defensores da xou mais saudades foi o papel que me dei-
Lei",
"Garoa", de "Colombetta",
quando então vivia cenas da mais intensa em de Amaral GurgeL
dramaticidade, a ponto de provocar choros Ai está, em poucas linhas, um pouco da
e desmaios. carreira de Tina Vita, hoje radicada no elen-
Explicando a razão de ter vindo para o da Globo, tão sabiamente conduzido pelo
" rádio. Tina Vita; que é paulista de nasci- ço
festejado novelista Amaral GurgeL
T«AT£ DE StOS - mento, declarou:
— Porque era a única maneira de dar ex-
pansão à minha vocação artística, pois, além A Rádio Nacional, segundo vai re-
de rádio-atriz, carreira que então iniciava. transmitir as grandes novelas parece,
que constitui-
Suo saúda axiM rins Funcio- Já havia* sido bailarina, chegando a ser a pri- ram as maiores em hi«*AHw* seriadas.
nondo bem. Trata-se com BI-UROL £ o meira do elenco dirigido por liaria Olene-
«uav» • flficoz diurético qv* confiai o «la- wa, em 1827, quando se criou a Escola de
Dança no Teatro MunirtpaL Ali continuei
¦Manto curativo do abacotairo. Sondo «for- por muitos anos. liais tarde fui concertista, *,P«tlr dote mês, a Rádio Nacional es-
vflKcont» é agradável ao polodar. e dessa época conservo gratas recordações,
entre elas a critica que me fez Oscar Gua- tenderá a sua programação até uma hora
da manha.

uvm
nabarino, que dizia, entre outras coisas:
£»í • • ."nesse andar, dentro de muito pouco tem-
^ ll'|í.a»X po, teremos na senhorita Tina Vita umcr se-
gunda Magdalena Grey". Como sabe. Magda- Alvarenga & Ranchinho fizeram uma gran-
lena Grey era uma celebridade que noa vi- de estréia, na Rádio Nacional. Os "milioná-
sitava naquele tempo, isto é, em 1930. rios da alegria" estão mais do que satisfeitos
O momento mais emocionante de minhe com o novo contraio, que os prende a E-8
vida, continua Tina Vita, foi interpretando no por bastante tempo.
teatro a tragédia de Gabriel D'Annunxio
"La
l UM PPOOUTO ! ¦' t. Fiaccola Sotto fl Moggio", quando senti
ao terminar que era ovacionada frenética-
mente pelo público que enchia o nosso Tea- Nelson Lopes, Cid Camargo e Lsáreio Mi -
tro Municipal. No rádio, tenho tido diversas randa sáo os abnegadas da Rádio Mauá. Dia-

ali ir r
dnknâSüÊ PAG. 22 — 4-3-1947
- v ^í^-m ¦ - ..
Bfl'
•-'¦ !¦• f •¦>^#'!'l'sJSIBBSHwBB f^^fe;^.:-.. ¦¦¦¦. ¦¦";-'• ?.•!• v : ^^^liiiBPiPIPWfli ¦^P^flfll
.;¦* tfl^ >I'- '.¦¦'J^>vV''í-'iy?v^:iv'$'¦"'1rí'-''S'lí>'!-r-'-T;-*'-í
' ' ^^
|| ':"< :v fll
II
Li^l svfl iãl
l'^J
I SJSJB^BJBHBJBJBJBflBJBJBH i-vy.rv-. .¦.-¦..¦.v.t;

I Bíl B^l w
Toda a correspondência para i ¦¦] 9-
esta secção deve ser divida a
0. FRÍE redação de "A NOITE flk>*'flj^>9
oã-v Vi
'¦•flfl
V<
flJP^
'
^^^^!fll
' ?flj
Bivflfl

BB^.'*"^bI
HBvBflE^

flBT^flsfll''1

Ilustrada", Praça Mauá, 15, ao- sklF-IBBBBB^ í™ Bá3


wtf"» flflfl^ -
^^^fl
Cfll
flfl
HS :'
BJP^PBBBj
dar,, sala 508, .. Í^JIbI £ém'^m\m\ fll
¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦¦flflflBflJi Rã|yfHk^M^, »T'' fl II
namente, quando o sol ainda não despontou,
lá estão eles mandando aos lares dos traba-
Ihadores mas programação atraente, onde E^uSáSSâÉ^
«amnnlia •oianifta. a**°-* contratado pela Rádio Nacional;
Borba, carioca; quanto ao concurso, náo set «»¦«-«,
I ^'IsP'" - "% ¦ ::;J F 1 S
nao faltam as melodias alegres "Agência de
empregos(domésticos", além de infomnativos — E" acho que, na linha de sua fl IP?'"' ^"*" -.^sÍbf '¦ fl B^^"! '''"'¦; ¦¦TkflB''»'
manE^^JE^^?í0'.Ji?frgi*oe) de dinheiro,
da FKH-8. SrSJiÍ!ím ^í0 sâ* í^ciã^e, etc Mal parater certeza "
* Faze^rádioUngÍnd0
* *** * ?>^^àWrev^
¦ BE-;,;
SP'.'. ^'^^BBBBBP^fll
.« % Ti.; ¦. .íB ¦•
«PSr'•" ''iH H^Bflfcy-''" ' T^^^S^^'
mmwmmw^KSÊSSff.^'-'"'¦'¦• J*-<3pSSB«v:
SB^'- ' ^Srs^^BspT:;" BSr'''**»}*-!.'.'-' - .i-iaffll
k^-". ^àslK'' ^afl mWi-JmEmfc-'-' Hi- ¦mmlffkí
Qs ouvintes encontraram no programa
"Ouça ^ HEDNA (Limeira, São Paulo) - MS*''-- tÉSw ' .ilkl kv;j?aP^K,,->«-:--^ -"•'í'5ídBl^S
'íílãfl
o que quiser", atração de todas as Entreguei sua carta ao Oaie. BW,':>v--':;¦!'¦;.'-.•. .:•'TM^râfl ky^á^ww"'-:.' -áfT-':
tardes. Além de atender aos ouvintes, cons- _o c«Ae Atencar é flBKp-'^':,: í'v*Jr^.iÃ-,.J>^raflP^r-. íJflfM***"^*^'' -'-..^SBBBI'
ta do programa o "Momento Social", o "Car- ^O^I^BMffioV *a Mande a„ ' "i:"'""^^BJ-''"J::?
net Mundano" elegante da cidade. Apresen- ^ HHHE&v^"'?.'• •*. ív&^í"'?*^ ^flL*s*i'-'t-'.'•''¦"-«j<^p^^fejP^:-/
tação de Gontijo Teodoro (PaUl0 Jadnt0* Abgoas> - A8 k*-* vão sair. Um 'V'- ¦í*^flfflWí' J"^' I *a
pacitocnt' pouco de ¦fll':wW'
YAPpNOtA (Platina, Paraná) — Bondade sua,
A Rádio Maná continua mantendo os seus filha.
# cursos de corte e costura, português e arit-
mética pelo microfone. As 1.500 alunas ins- aos{artis^^es^^aaí^ a ~ «*****» *"*>**<**
critas têm mostrado real aproveitamento.
Maria Lúcia comanda, diariamente, às 1720
o programa "Conselhos e Confidencias'*, quê
apresenta os referidas cursos.
^^aV^S
(Continua na página 26)

V Lúcia Helena, a excelente locutora da Bá- LÚCIA


HELENA 1
dio Nacional, exerce na E-8 o cargo de se-
cretária de Victor Costa, o diretor de "broad-
casting".

Fernando Lobo, que esteve dois anos nos
Estados Unidos, segundo consta, já assinou
contrato com a Nacional.

Mario Brasini, Vanda Lacerda; Milton


Carneiro, Maria Nazaré e mais outros ele-
mentos do teatro sairão no fim deste mês
em "tournée" artística, devendo ficar fora
durante um ano.
CORRESPONDÊNCIA

S. GUIMARÃES (Rio) — Não, o rádioj


paulista não faz barreiras aos radialistas ca-j
riocas; Renato Murce é carioca; Carlos Frias,
paulista, e Paulo Roberto é mineiro; Djal-

fll ^^~J
fll HHM BVflT
:Í« \\,:\ Iflb!^ BsBa TflMMMMMMMMfíffe^??-'*^ B^^flflABflBfeMBBMMMnlWsM J-^flisfcJ
*(¦
BB^w
'¦ >-;*"'*/¦*¦¦' ¦',-*.*¦»¦ n. F'

, Bf i^^t-^j*! ¦ ^ÀV'VBBBBlvflfl '''¦!¦


^ flKwSt flfll iR 1 CflflflflB I ib HF-'"""'^', '

Àm iisTiJBr A
Mm
mmmm
R&
MmW ¦^mM^'9\
<<t /¦» sV \
fymm \

^^^'^íi^BBsi P>'^"3 ^| fl «*«¦—¦ — ——*Jfl I |H^|à7^flV'^flV yV--*™??V"

Àm
Jm
flV flsT Tfll fK^ii*' ' ^'í^flSíi^-A
Wm±--z
K# fl|
'^fc.
m
\
\
¦¦¦¦¦¦¦Hl^^^ -^tfflflV^/^^^IBIk»
™M Hç^v: >'"*'' JIjÊÈbÍHflflflflflflflflflflflflflK^iBflBT^ ^"^kk^ABnE'^^^^ IflWflsl -— - —
M ¥. - -W':' •**

ÈÊ-irf rfrJBí^-fli ?%à m,


|flaaM^yI*y v
flfl/ y-^%
IV CVJÉk JV «EZV i^b "• < m
*P/ Bm ~^^9mék •>
flflsV # VA

flifli B^?-flPiw.'5-*^/^ ¦ w
•HHV ^•W^iir ¦¦¦ ¦
flBHflflfcr^"flflj ^fl* ^B^y* ^M ma—mmm%

j'.... »*¦¦• '* ¦«¦Sp* ;.-f"*


', HkV t»'** flfl Bi

.^^^^¦-'""¦•••••'¦¦¦¦¦BflflHHHHHl He. »*[ flHHHHHfll

L..,^^^^^^^^^^^_^^^^flj Hr~, , iiflr*****"<' "


kflflkfll K-r ¦ Aflfl-s^flflflflP1!
^¦WjBBbs^. *. ^flflB»v* *j «s. -^ -__ rnT^i 95S **^S >. | BJ^flW «4
uy^B flBii flfll B?^ - ¦ ¦¦^^''¦¦•¦¦¦¦ü»
^^^^^^^^^^^^^^^^***"" ^flflBjLi ***** - «Ss^apjE *_ ^1^'^^^flJ^E ' S^^^^^^mw^ **^^**ÉflBfl^^ 'fls
^^«^^ flt^^
i^H^ks^^H^H^H^Bfc: M^^x sflBsW i HBksir^kb-* TÍ
*% ^_ •**v ^^sflfl ^^ R

É^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^'

B>»*—^**»,'^*2^_^j

W^k^. PILSEN-EXTRA ®
||
fl***«flBBBilBaBSÍBH^^^^^^^itr'

ALAIR NAZARÉ
'T^
.

I
UM PRODUTO DA RirraRCTicn *t ( un^tM-1-L'd.

....¦
¦
.. ¦
-
..

ACtflLTfsMG 23 - 4-3-1^41 li
¦¦¦•¦¦.¦.-...-¦ .¦ ¦•¦¦¦¦¦¦—-~- i
. BBBBBH """""^ ' ' "bw "—^gwnfmiwBpnm
"'"''VYV:
i«^BHia_|IM_^__H_V__B_B_i^_^_n^^^a^^^v<^^^^^^^^^^^nH^^^^^^_^_i_M_^_-_-_^_^_H_H_i_K^?7r^^^f'r ^.-'^"- - ,.--'-.,*-:v,*>7?r*'.?.'.''
.* r-^rrrwr/' /.-;-: ; r- -: . ~-jJL íf|t l|f r^^WFT "í^Y"*/""- "•"* ••
; '',>>"¦
_¦ _a*flJ HF_fl ^~^^^ B~BSPSwl _k_1 fl™^31 lhe ¦' ¦•w'^^^^1^...,.;.^^^
-b-"--^--"'-

'« ^_tí^^ VgtlfflB ' •.*&&&'. "¦ ._«à___E_l * ' ' '
"_______F™*' "^
*
ii'*-:* ">¦-' '¦*¦ ^M-vff—BKi
" P~^
. 'jf!^ i*I^^Y_^^i __^_r_iv ^^
". /-
v* l—C j
' Hl wl ijByj=í*vB mra\. í _iT*^ JrT^______L
fl_ Hr T.m"Àm
Varmam _Pw _**w™^ " . niiÉll.'TiMP~^ ii^TnsWiir
°_u_HBn_6SBu(i_i&^'. i WTfinrVlBr_^_^_^_^_^_MnB_> ._«?££_i__i__l
B __W~^ ^jtíjp^ ^j___fl" B*-^^ ¦"' ' /r_B_B Bk«B_K.' Bi

'^_! Ir Ms •» JI ¦fe_fv _Y''¦ T


'-'¦% ^B P^^Ylrá^^^ _i_d_S_BP™^^^__^^ ^^M8IBm_H_BlN8lil& PJpJBBBBBBBr - * __
BJ
__L
Hl
i_r -i bV._H
>^i5|cv^il-^|
BE; "-ÍÍ-.
Çj '
I I u
BEf
BafK-ã"
Vf BJ BJn fc

s't- 'm
-smmt
HMi _l
BBBBB_____l-________________R^_____VIB9'-_- __l
- hW-B^"
_Df _> mmwí^¦ Jmmmmw m\i1
1 _3
IIkI
<i___H

855» EaTA Vmw^^ i rmar -"^ —fll p í :


B*~^ _BW5?S_K_-__ftJ|____t-_r _/% _b y ,.•.-y^ I veü
'Slf '¦¦£^&| fi "*s^_j<**' ' Ia -IHIPw'?'-'-" Yfl v j_Ev'.'JB __àT_i-r-lB B-rBPnL-O --M-B-w
y í__^ ___> ^Hbbhbbb.! Br
_t_
_ü_I
^H I"iI
¦ _kJv L« !wbPu _k
' Y^ **"• ' '
ri |»ffffl I I iÍpV.': _BÍ K_ Y^" I r' . IIí
_b_tÍ__KÍt_I' H Ssmo_l _É_ _l I'ÍtoI
TI ttB
v_E.'. _P~BI——_i _~___. _B _r ^^ tI
ilpr¦¦¦ V_l /B Kx ^ar | t',_HBn?B_i Bi a^BBBa
~I V~flflflK. k__3__________B_t^—BBB^__^^. __i
B_^ȃ .^fegAv '
5'Braí r_Hp >-_\ ~_ -V Bi _B_~_ _¦ ak_fl r-tisB—Rv _¦:" _rl______——H____F*n^^^—Z____K______v
';-W
¦"Y- b_B
~lE-__K''^'-w _B\ bB _B _B Hb_^_h BI__jH
___B3_S¥o_&™*-^____8^_¦_?.^__s__Br
BF» _¦ __fffjt :¦
__5?
-m ^''s-_/íi'-'-^_Fí_ê__!_írB9____Mfl__E_—__H££S3__í"jl-;
. ¦•¦• ir:Vl^^i^-i
cJiüwfeaWj.'
'"fiSI
,¦¦">*__i_^H BBP '.'•."•"^ a-"*^'—,'í^'''__P'í
IV-Y-í^. f»tfí_K
3- •_
-1 ''V'\B P__It' _B_ «kS__I ___ BBVtBB ____PB*~,fcf" ^BBl BBf
_sA
' !{_fl_- *¦ _B
Jl B- fl fl__k r~__H
^^B
&*!&-¦¦'

ü
_I__E:VÍYY-

I mmWÊ _fl XB
K

P I
_B
B_
_B__ *4*
r |
r

'fl
B_B_rW: ' VY»'"""'' j_f ¦ tr I B_V v^ fl_™B__l
,________| _K.;;"¦?;' - ,..í—0 __^MH ¦ F BJ Bt _S*Í'tí^sse
_¦! _Bk-; ^___ÉB _^_l _B-r bb____T BK'l»-S- ~* .;'4v*__B_BI
«tec.:-- _^_B fl < J±, fl W Bat—i fl_fl _¦_ J*SNÍB__*,"''fl_ I
5; Si «B "^** ~^
_rf^_B _^ _^_^_. SwJ __i~*- fi__W
'^ ^^^j_B
_R" B Pr !£ ^Be k __^^ ^' -'ir TÍ'
k^BJ
Sr^l--_l
BS^"'. _fl
BrY
Bk
_H>
fll B_rarfll
_¦ ^__B
Bkn. -
t_*fyB-l H_
__l
^_J^B

fl— I l\- ** "-^


|£_f I __H I _*'c~, !* I I. YlB_i_H I Bp_ ^^^iK*V*^_____ff_ÍB^ _B ¦ ' *
___ Ifl I y_r
BJ__ I
^ fl *WIIII
BTHH I
1 as-i-M-B-^
Eil Bifl —I ^B
_tBlB BJ-I li^l
BPBfí*_¦ ^"J
A surpresa da noite, na festa de Capra, foi a presença de Dame May
BBB. T_B _b*w" bB -Bfflt BB BB__^fl BBrBH KB'i^_i I^Ü "^ ^ ^__ - ^B V#,.t_
W í ^Tj*_____
« i>- ^»_l
__EB? m**& '„-•"
Whitty, agora com 81 anos de idade e ainda em atividade no cinema.
HHÉ I * _»-W
Eu
/mm
JLBK
^——1
_B
í.
K>''^*-^í-BB_t~
_ y
Amai'- am»
B*1»
El * Aqui está ela, conversando com Rosalind Russell. YÜ
_pY Bã ¦_¦___¦ _¦ Ir I __L lB I Waam __•¥><' _B__h. BBj Bj_ s*»_fBB _BB•"
^BJ B*1

_B_Sn_Í__ am K__l II E__ Mm _^_KS^BJ KÍ Bj - ¦- W^»' - ;7 j B


M I BH_I __ I
_K —
_L^ ' 1
B-aUBásl-__rv~B-Y.J_ WaB
_HB'
m
1l
w- - í* _l
9 __S_H
yH Bi BaBB_Í BBBfll B_« Bk J_B bBbB BR&_.fl__B_."^_B _B_r_B _B
_¦ BBBBBB_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_^_I_( ar' am -" __________________________________________________kv Mmm ¦\_H_L'-"
flB BBBBBBrz_BBB-_B _B_fl _B __k~"""-«í" _fl

s^__ «B B«UI ll_lli B m m?jr% BB\_ ¦ ___k_B


I Ji mwmmmm mum mri^Ê _#E^_B^I-_JT_kAfil Bk lrJB_B iBflps W^^k ' __P_BflBBBBBBBBBBBBBBBBB^^^xY~ ''^___W~__-*•
Br
BBBK'^-_I BB**'^m». _^__Fb_^ _^Bk JK^_b^ I ;']SSÍS_k

ü Ji H—ali IIIH |. Bfcn BbBL^v - tI "5__aVj \r 1*Mm


I_^t___ E
II ÜI^ HrvJllll II ¦»fl_i¥-JpiC l_lvilL?l l_ ¥
l_BJK_ffi___Bt_Í_il_tl^___^^_^i_W-^ ._*__^B-iàBI' •: v_| H__ ¦f'~_l __}_____! I -'^
¦UIBI III BBà' ^1 |Br*Y____
'-Jfl l__k' 1 «11
BI H_- BBBBI — Br> Jl__^HBHLv'M_Pc
¦¦nBi
¦ I \ 1BS B_B_BBnB_BJ|_B B_'-Ji',_i ¦^J^k. *!¦ ¦ _^nr-_H^_i r^_a l_^_^_Br"
HlH H _P^^a m\-?^-^J0*mm ___>'', tMB Gary Coo ¦erj^hp festa de Frank Capra, ao lado de sua esposa, de Clau-
bBbBbB BSflB BBr__{ t__í t|_!_»"JBI __FjsÍs- p _<__B _B_kJ_^v V
B_s._?;'i tPL-H

HOLLYWOOD
BoH m^__i
smBUfl HH
_H__B_—_i EBBI BB ¦_g_4:J_I mw*^B^ _fl ___i _Bk__wi Mb Cíijbert e de Ann Sothern. Por trás está Robert Stack.
B^T _d Ifc

¦i
¦¦
Fronk Copra, em sinal de regozijo pela terminação de seu primeiro filme independente, "lt's a wonderful life",
com James Stewart e Donna Reed, deu uma festa aos seus colegas e amigos — festa concorridíssimo. Aqui está
Frank Capra dando as boas vindas a Clark Gable e a Anita Colby.

___L ^VB_BBB^ ' BbBPBI HmBH^HHHMMm^^H|H^^^^^^^^M


~I______________________¦
~fl

BJBfBJ
BBTfl
BT
B/

Bf Jk
^
4A ^B
ias*1 ^a^' ~^B
l/~l
^<Y'
__F'^ ' _I_BBB____-E_B
I''
B
__>
BlM
/ ^BJ| B
_H
.TB
_P_I
'-jbbbbbbbbbBbl J

L.
^BJPfV I
-NP-F?
BBfBf
_BibBbT
_______P _K .41
tI
4
_r
n»)
\ ^________B\_L¦
B I
^
f |l
______________________B
__l
B
Por JAY SCOTT
(Exclusivo de "A NOITE Ilustrada" para
todo o Brasil)

BB BI BT Ta:> 1
¦H^^^^l^pf ;\ ^>1^hbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb^bbI _ il a_J!*Br/ ^_ IlV»* _l _T/^

BT_BBBBBBBBBBBBT^V^ '^'« ^_ff______________________B


^'IbbbbbbbbbbbbbBH *_BJ B^^A ^B _^_L ^^. f_r _B _flB
'•«l_Íb_I BBBBBBb^bIbBB—B' ^^''^^Wif
^_ff_^_B____l ____W ^B^b!

^l______________F4-^i*__Bk__
*^lli_i B» ^*5:v j__bP::*||<Bb__B /B
___¦ E
a
¦oB
-a__l ___v NL"»*
_______________
__________

__BA_%i
"ísB BWB wfl
B
B_kB_ __¦ B_l ""* 1 àmmv 8-
'->^_ffl
__I_B L^_r
I**^^_________IMIbbL_V j_bP^^''Ib_ 9B _fl JB Bk
___ •*_¦
^~l
H
I ¦p fl 1 |\Lv::y rPr ^^_____________H
J^^ _^__________________________Bbbbbbbbbbb!
'
I kmmWWíAW^kJ-- - ' "J _i__________________H
^___ _»
"'"!_w
Amaaw ^B ____lll_b'lí *^ _l _r ^N

v-J|
¦t_naa_ki
^BI
_¦'¦ ^_a_Nn_i>-v^-»rrr ^^~. __w\.
Bx^íw
BH
S-i
fii.r
'* 1~B_fL ^^^*lAé£À
#_m í jí
ifl J
f/Jr "" •'""iíi"l
^^____r
ff
BBBBBP-flBBBBB
'^' _i _l J™*"^^ Ss____________h ¦¦—. _^_H

_______¦ ' _«_l ___ ___¦:


—__l "cara-de-pau",
¦ II *-'« KrBB-B l^^^fl
> _l ¦»BJ _r */ fl Ned Sparks, o aqui
,^B I _¦
r% _i
't' #a
II
1_\
">^-_r _l 1™- VJ1 I
_1
hRbB
W yr I
s_i_I I
está na festa de Frank Capra, ao
de Jeanette MacDonald e de
lado
Gene- Wv^- f ^_li_i_l_L__r • ~ "°^b___1___L
r/ rL> *"^-
v/£hr,
v# li 1
BB 1
i__H ^^^NJ^^bbbbbbbT ^^___________________P^ 1^ ^— Raymond, marido da famosa divo.
Ws/« '.s 'I.
__ E_v
___________________ -llK&S-Hifl
—-- --JR1 ——v. _|
BkB

_.B!B_K :"w ^"*^Y


' B" x-#' _______HW
FBbbbbbbbW _R li '^\^B Herbert Marshall e Boots Mallory -— os ois andam de namoro ferrado,
e, como vocês sabem, Herbie está div6r< ia^p%. . — também estiveram
', Timk\ÊLMÁÂ\m
'--'*' M _U
¦¦¦'^^•Pl s^
l?»~pE~&_
mmr

m
B.
bW BI
m_J
11
ri

I A
!_¦_!
¦

|K_&^ 1 >_ bBbbbbtí vkíSS'-! _K> ' '"¦ ^—I I _M___Í - ^L __l __b
______B_________B
_______________¦ «
___
Wmmmt
_B imbu
L_
J^B
V ^1 __i
presentes. Boots, por sua vez, divorciou-".e há pouco, tombem, de Wii-
liam Cagney, depois,d» ter gêmeos.
~i-^-^-H-^Là ________^_S B
BBk
¦fll fc
'i
¦- 'fll
I
r^^^m
flPBfl

_______¦ -</_^__________________L' >&ã_8___i ^ W*


Br
"~_i
B'B
19

¦^-••^
P^^^3Í
I
_k_-
n» ^b^ **jí . ^b \W
Bi"-
B-
41 Hr IrT^' ^^^^^^ BBflflB
«__t^~Jbbbbbbbbbb ____! _v ___l m\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\m\\\\wB^ '^â^'* Et*-1 í __2
^_^_^^ !___! _T e\m\
/ ~^_| P^lIMei
wi ^_^-H
I
_t9__^_ ^?S
' - - '¦ JH

n^
^Mm\ l__e^30l ' I I
H_^^|
BB^flr
BV
I
'j/l
ik-^t
ire' ¦
4tr\^^mmmmmí > 9 BBBBBBBbl —I
PS F
___^-\
íl IrN
'«^ J3
*
lAflflifl-l
i' * v"i i_i
S_8____________H______________________^ jWMWmmmEú
_^_______h hJKi T\| B
___¦ U 'mUmWm. 4VamM BA-____V _B
' Pf-'B

ÍV^'
¦ ^1 BK 1

-B |_i
li v> II
'VkW^mmW A I Bi -.- _^_B
)JH íaâm. M I^^^BBBT ^B -BBbtT^^B- __¦ BBBB
__!
BBBM __^__i ___L__Í Br^l ____!

___B__L ____________L

b^_3S_w> JflH M«r


-___H-'_B __¦
' ^_l

¦ '^^^SHffl^HfflM _Í_Í_Í_^_Í_Í_Í_Í_Í_Hv v^BBBBBBBBBBBBBBBBBRinUll Margaret Sullavan aqui aparece coi^


^^H^H
I

ABB ____bB\ * iS
1 B___Ih-9-ÍH-__»ÍbIBSB3-3-_ ______________________r ^BBBBBBBBBBBBBBBBBBB___I_D_I_____Í Frank Morgan e James Stewart, talye* 1
•1 ^^^^^^^^^^^^^^^^
_B in-t^^^-rsB
relembrando os tempos em que e$l' E, encerrando a série de flagrantes colhidos na bela festa de Frank Co-
BBBBBBBBBBBBJ^^-BBT ; /fl verom juntos em "Tempestades d,-'-
Lucille Bali foi quem empurrou carinhosamente a cadeira
pra, aqui estão Dan Duryea e sua esposa, em conversa com Lorctta Young.
¦¦BBBBBBBBBBBBBBBBBBBF^Í.r. S <3_B_r£flB__^_B mo"; aquele belo filme onti-naxi$fo.
™**:«** j_csi__^B_M_BBBRb-i^^SB^-w—l?
E agora oté à próxima semana!
de rodos do paralitico Lionel Barrymore, agora compietan-
do, aliás, seus cinqüenta anos de atividade como ator.

— PAG. 24 _Ll_iiíf,
__¦_-¦• B* fl-fliflj^ PAG. 25 —
. tA- ¦ •
^g^_J^^_i»-p.
4,;%^.¦•^•â_
^¦^&^i^^WÊ^'r'-:'- -T^ftgWBt^í^^ •::• $%¦' í< ^wSK» 1' flfl'•

Pois um bando de fndlos v "

GENTE DE Me atacou de sopetão


Se eu náo tenho
um grande amigo
LvU
HMKliO
Que me salvasse deste perigo

R Á D I O Sabe quem foi seu Jóia


Foi o roeu cavalo alazão.
Eu seguia com a diligência rinha nacional; ai, ao longo da escala hierár-
Cantando uma sublime canção quica, vem aos altos postos mais tarde. O
E SUAS Quando -fui despertado
Por meu cavalo alazáo
Parei minha canção de amores
I ^Éla________S iÉIlIál.
- j|__Í m|li?J-?
j^sy^B_|fBS!|9__H_^>
£í_fl
'
__^ ___tSP#'"'¦",:'" '5
comandante Leverger nasceu em Saint-Malo.
(Bretanha, França), e ali vivera a sua infân-
cia sentindo a sedução do mar, tanto pela
Ao ver um bando de salteadores.
NOVIDADES contemplação do oceano a esbater-se nos pe-
nhascos, quanto pela herança das tradições

fl__§_É-_^flHNl
"flflirMRBl^ wk'-
• navais em sua família, onde estavam bravos
homens de mar como Sourcouf, Du Guay
Troin e tantos outros. Marthurin, pai de Au-
(Continuação das páginas 22 e 23) ¦¦¦^-^ Vflflfl
.¦Vv{-,s*".»
flfll-- ^*_BflflflflP BB__sS_^_______^^í_è^:_-1'¦';"
V. JíflJ Vmfo*mmm*mm\ f$
~<r
gusto João, é também emérito capitão de
mar; cairá ele como prisioneiro dos ingleses
ANTÔNIO S. (Santos, S. Paulo) — Man-
de para a Rádio Mayrink mesmo. E homem, ,;' jtftH^ÉfiMr^^l^^ ^' na guerra napoleônica. Augusto João tem,
pois, um período de orfandade política, fase
não.
__r
"""•-^?J ™_i W&WÊÊÊmWÊIamWÊ^:' --^ em que foi cuidado pelos zelos maternos;
_______________¦ fl P^2^ ifl__^__Sr^ ||Rs__SE^ estado de coisas que se estende até a liber-
tação de Marthurin.
- .#£JJ . 3flBÜBM-fl .rlfllplflfo v'-~
MARIA C. (Rio) —- Escreva para a Rádio _______/ tC Jrm !__E3_R_Í^_lÍjJ. ? : Em Mato Grosso, a pujança do espírito de
Mauá. O endereço está certo. Sr
_flfl_r.^ W _____ r/ IV* fl ''V^_á_fl:-_P_?flflJfln_a__F__P _¦_£__& -:-
vVv;-HtV^-£-___^__i________^^ '
Leverger expande-se. O técnico de hidro-
grafia faz levantamentos e examina a nave-
In4 -__â_fl bVbI HP^fl
____^__F-_¦ Icv-.-
flh-.^ gabilidade da vasta bacia fluvial.
escreve trabalhos como as "Memórias do
O autor
I ^____kí JhI
JÚLIO S. R. (Juiz de Fora, Minas)
________________P ^B Hr _____Q ___. -. A
' ^Ktjífl BflP_. ' ¦ ¦feií'fl___l
Wk lr_fl H fl_ Rio Paraguai". O geógrafo rebusca as infle-
xões das linhas limítrofes. O professor mes-
V 'ijipf fl•
¦HHHHHHHHHBHBHHHrP
idéia é excelente. Escreva logo. _& _____P^flflB_. '¦- .acH
tfl treia, de maneira provecta a gente moça de
Cuiabá. O brasileiro de coração governa a

_L .fl í«" ^Ffl


fll _______¦ ^^Bflflr fl fll ' *^ província. Aos 63 anos de idade, já reforma-
--KJp_fl _r^fl K
do, recebe a incumbência de fazer esbarrar
MARIA DO CARMO (Barbacena, Minas) a quase inevitável invasão de Mato Grosso
— Sai hoje, conforme deseja, o retrato de
Alair Nazaré. 1 mu mm. '
_£?_ifi___l fl pelos paraguaios. Seu prestígio moral e téc-
I fl fl ¦ Ê'm\ nico é tão grande que consegue fazer em
ardor combativo uma derrota iminente. Ai
A MELODIA DA SEMANA fl"'i AfllFfl I ^'^^_Sfl___PBB^SP^IÍ®?T Já apreciamos Leverger também como mi-
litar de terra e nesse aspecto e especialida-
Atendendo a vários pedidos; vamos publi- de salva Mato Grosso, de vez que logra evi-
car hoje a marcha "Santa Fé", de José
Cunha e Nelson Teixeira, gravada por Bob
Nelson, o "cow-boy do rádio".
Lá em Santa Fé
^^IflHflH BBI COMANDANTE LEVERGER
tar a queda de Melgaço. Este feito de ar-
mas, de grande projeção política lhe asse-
gura o título de Barão De Melgaço. Aos 78
anos morre esse grande franco-brasileiro a
quem Mato Grosso e o Brasil muito devem
j
Em Santa Fé, em Santa Fé, tanto na paz quanto na guerra.
Se eu nâo nu de circo O garoto José, filho do Sr. José de Lima,
Náo estaria aqui em pé leitor de "A NOITE Ilustrada", residente Eram, então, agitadíssimos oa dias da vida
na cidade de Altinho, Estado de Pernambuco. pública brasileira, momento grave aquele, o
da transição do primeiro reinado para a
atuação governativa da regência trina, me-
- ESTUDE. EM SUA CflSD mento preciso em que aquele Jovem fran-
cês, de vinte e nove anos, seguira para a
província de Mato Grosso; tinha o súdito
fTanc** °*. *?"* ¦ervictt» de oficial de Ma- ____a^^i____T-' -¦
''Uflfl

[53_TSj HDS HORAS OE FOLGA rinha contratados pelo governo imperial.


Essa ocorrência era usual em tais dias, como
os da formação do pessoal de nossa armada.
INGLÊS POR CORRESPONDÊNCIA Reveste-se de um quê de feitio bandeiran-
te a viagem do Jovem marujo, incursão em-
preendida de 8ão Paulo para Cuiabá; ali
r Hlfiii IIICO. riCIL E MODEMS "** --.' ''j.* ¦ V' 'J í~mW>m\mWm9m
f _W____f#^M n_Í , W
superintendia ele o arsenal da região, dando, MgHjSfgv:,". '.• 'fJKjífiV^ ¦Xw
'v;-:-£v^'"- ' --Í___KB___S
Co» • cano completo oferecemos GRÁTIS: 8;-.:; .:': ""Ü ¦
consequentemente, o concurso de seus co- J fl
Um tf-ctoi-áiio. WD orno de taquigrmfia. nm ''•-V':'Ví ''
<'-¦•¦' •:f -^flfl
nhecimentos técnicos ã organização da floti- S_^«%£_^______SpHíi'^,'.'
SSW&ii^MmÊrtãBntni- -'-____________¦
cano de correfoandenda comerciai, ele. etc. lha local.
MENSALIDADES SUAVÍSSIMAS Augusto João Leverger é esse homem que, Fernando Jorge, com seis meses, filhinho do
em situação brasileiríssima, se instala em casal Zenaide-Tenério Mala Loureiro, resi-
Cuiabá, investido do posto de tenente da Ma- dente na cidade de Palmeira dos índios, Es-
HSfirni IIIIEISIL ¦IISILEIII ^* tado de Alagoas.
CAIXA POSTAI., SOSI — SAO PAULO 166 m*^m^^^^^ — .
*"* *__*_____: ^^ ¦»**¦'¦¦« C_Mi__.e
_¦ aamsjsiiB-H-Blfc -_¦*___•» S^^fc ""•'- Wfy U^'1Í ''''^iS^WSÍmWkmh. -ft-K^J^flflflflV
MKOMTt _______3^_^_^^^P^^^S_^'_«_____^-^™_SítS ' '^J'J<Jri^flfl3_X-ra^-----H--É----------í
"' I _b_____I____J:)JJ-____fl ___M; ¦'¦•^•is TM -_¦ I
~— gm fl___ e__i -&-,*-_.,¦>. .jammmM
I CIDADE
uàSC-m
WFaTmtJM -B-HK_**3B
S"

i. mmmmmmmmmmmmmmmmmm*m*mMmmmmWmmmmmWmmW fiJ^mfi^jP^'^} \ ^wL ^flCgy^W^/^*wBff^r^^-JBÉ: mgl


^JKCjíumII lUKryr
fflBJflBPB>BkXfl_BBBBP|flBflHBB_BBflfl_--mmm-____________i _¦____- l_J___(___iiT^' v_C5Brfll__»^__l
»> ^Ê I
B_____r^_r-_r__r__r___ I lBTa___rTBB)^_^_r_^___^Iia^_r_^s^BPBBfl.
¦y_^>i<nii.i*MtB-i-iiB-iiiiii?-riBflp ¦¦ Br**^ "!_. li M< B__B._1 fS^B
ijBfrjB *ys_R *fl
mm^mTW&^S'- Bt'_______P^''i___r^flr?_v>BB_r___i
__•*««__
flB mmS^çuí __r<__.¥%! -^'-iB-MB-"Pm--_ut

KjVt^ >pB [Ctl J11^*1 Í\ I I ffà\ l1__l _L »S _flJi_F'1 _____DHr m\ \m BIttÍ ^HlrV li
fl_\VK_#_| __mfl m______________________B___nT' ________fll___Q flp<_p-ii I W, .\_1
flvy-^/J WWZZm fl __tt ^ WU\\ K fl flU I mt\rmmí
wTA/xü*
\**^ I Ty ** wK>mm\vmtl,aiit'fll jjjB_i-É--------------i---^-----^!---!--------------

I \ V _C__l\/ i'/mvBn"^>H0(MM' fl flfl fla-fl _r^-^F^


I \l / $UA "SA« a mor An va
¦'re // MorutAo flfljB] r *''r.*/fl
oi ouAtD* fl «j#flj^1
^p_M___£ ¦¦TV
m^r nQf^^ «w^O^aa-U-v SCN^-M-T^V mUk\ BWTBfl flflfl C___B___k fl ___P^_É__________ ^^________H __PJ_C_!__H__r__. flfll ^Bfl^HflV ______? _L flfl
WV &2\\ LflflflflJ
------ v.-**-_¦- ti__» Ura >.¦_.__ W-__de.• flpeta£ftrtoZoa£_-
n-a -fl_-_-H-_rfl *¦¦ • ¦aB-TM«a^v _0v_^_-g-rB-9 __. ¦I __T_P%Vl^_f_«*_ll
BBJ BflF^ BflL -__»«_____fl ^____m I^H BrJflflflflT^ 1
-iNSTmrro __^_l __¦ _____r_i ___> __H
______S^\ as Cmém-Té. UN1VEKSAL fJ^P*^ *•-OUSJU-IRO-. fl I Bfl-?ggg-_MlTp^J--r-lll -_-_^__gfl
¦P"^»' V r-__L__.__ flfl
• ******* ATENAS EM mm -kTMlfl Vi U lffnBflfB____rflr»f_i
Pt^""1, SP*
_TT_v'* _.-*~A pmniwi-1 -.semanas. -___.
">«g| 1 __fl B.!^_afL CBHI N^flflJ.11 w* VflV-r ^bV
r^/>.\ ^____|BB_L__SSl __T_^^ /^__trii__flr t_FT yr T_fl
___.\ rf^^\' \ ^*-i ___*_¦_. MoaaJ_______ ___i »--'
— *«**'i-_i_r' flB
"">*¦*¦¦ tflBBVI B_____i^_.«_^ Bjfllflt'
flflrfljTlBflnflMBB \_L MUT ______fll Jl- 4_r _a _ *-. «_¦ ___________¦ BJT
¦flfljki J^f-wr \ _ _^_^^ 1 flflfll hl—
dI* mêtLa _____T «_____.
*flflfT_tftm%mAmrMmrMTi
^aí^^ÇUln L «fl *¦¦) Bflflflfla/flfll
m*sí> IrZi* d» O- Cr»ç__ ao .caBe «pec__l ria- _S
*** *• trtí»Ifc«^*t'«í N.° J5.do P*» ° m,v ...P" P*
^ra'0 R«««nde de Sou- V _ ' iT-flífl
n,no -^11 ' 1h
U_^ÍÍí_>I^ W^s-__i m ^B1!^ ^fl^ _W t \1

i II flflflmTfl 1 *SS3__£. "r^yy de Crédito 8. A e dlretorCge- __L_t< • *___fl *ST fl H__Fi *M


¦j hoOycfc aiiicaaH. Ar_-B4-_Bi caaaa.úal. Oirsii. Cassa, a» ral das Organizações «¦¦"flflV •
__ht___-______t_. rv—_______ -ir.i.i »-¦--.. -¦- #¦____• BB _ "^^L. 8-U.m-
^^_ fl eOp_» _¦ í /» _t *1
__i i~í __T//• ^__ fll
fl_i
__ ^r*ij.Ti
c__L
_-_<BduWi%.ábT*^\lj?jr^LtiNr7i5 p ^"^eda8ra1, Eiz*Re_
i _-i j _¦
w
¦__¦
fll
__.B»_r
v*"íe fl fl m m^ fl
B

"^Bm-VNO* HOJE MESMO 0 COUTON ABAttO:


, fl festejar o seu texto _r.iv.r- fll I í __TÍ*^ fll fl — ¦ _|^T-__fl
_¦."*_:; «*rio natalfclo, ofereceu aos fl& *•%•! __HHt^___f T W
SflISTHIII IIIIEISIl -¦IISILEIII 171 unm inun»"» «miguinhos fl V ' __ llflv -___rJ k_fl
¦CAIXA POSTAL, 50341 a PAULO ^ um animado baile a fantasia fl^ fl
P* % # ____PflV. _.Pl_Llfl
"fl||
"^ d° Bot",°B° F" "¦ fl I '.fl flfl
//aao. JTr. Wrefcar. fkf* tmwm^mt GMATX. o foüuto -Cerni "° ^.1-»
r ttimkttim «__¦ nr.,n_i _b fT iriti.Ma.r a^ presença
de Rei Momo, dá Ifl _fl lâmi* flEfl -T^WB-BB
S.WJfr ^_-_______ um* Wé,a *¦ «nlmaçâo rei- ¦ K PYV^I 1 IfllV-^MBl
dur¦,,t• • correr do ¦ k ¦& ^^fl_j. l^flflflfll
"" "¦"**
¦>¦¦ '—'""" ¦«¦¦lll ilB-a—i n-a.i ¦¦-.,.¦¦ -P-P . "¦¦'¦ fl^flflflflV flflfltL _# flflli _ ]_____________________________! fl |____________H

_____! flflBl
^h
flflfl
i
flflflflmf
flU *^*^^
ri_y«-!_**A f__fl
__fl ___fl
i i ______________B
_____!
*_fl

AAi__U_fe PAG, 26 -4-5-1947


»i
wF Tb"^ • t E
EflafarVaaT ^BT Ã^^^mW

-a^^-^-M»lfl I
fl 1^ wMM \w*k fl
^B Baa^"l r - ¦> Asai
Má- ^™"fl MSsdà-^m MM
^^al "'.''.^"_fl
l s^ãsT fl " MMm "awHHEk^-^B
'
fc,," ..^''bbbhhí *T-
';'
ÈSSárá' -j,-â-,-'- Êmw -pgas^aTOaJr-^'-' 4t ':^
^?k AmW ^m\ aW"JsP Hf?^^!*»*sí
'
fl m\^ fl %W^' 1
' -Má '
fljk' m?%'MmW' ¦

fl
auviSfl *
EananaV^V^Bl
áanaBs^ I aanav
''' ÀmmmW màmíã m
S^^^^^SBfSsiSmmmrZ '¦/li $$/£'¦ ¦' i

mW^T^^mm^^^Ê^M^^
¦saas»^. Jl^f^mmmW
"-"^^^ .^QgK&^riiijAit;aiaaflMMBsSik^ij' -í^^S ]"'-'*1*1 ;-¦»'¦' H&^S^^s^Bfl. Jjtf \ mmW^X í
[?' ")f''^^ *V-*-,*-^-~iy^^f - '¦i^r' ?.' ". t-;'„
fc^oPi **Y ^1@^9Lb9 - '* ffBBSF"' ¦'' ^ ^WiAHsjiTOireJfbJJ^saMMBB^ #*•*. ,''t3S -í-íH-' ¦?"¦2 "V''" ^ - >*'' ~~'l'-ís''¦ '¦'¦' '*

PERNAS, BRAÇOS E AXILAS SEM