Você está na página 1de 11

Modelos Atômicos

O Modelo Atômico de Dalton


Em 1808, o cientista inglês John Dalton propôs uma explicação para a propriedade da
matéria. Trata-se da primeira teoria atômica que dá as bases para o modelo atômico
conhecido atualmente.

Modelo atômico de Dalton

O Modelo Atômico de Dalton, conhecido como o modelo bola de bilhar, possui os


seguintes princípios:

1. Todas as substâncias são formadas de pequenas partículas chamadas átomos;


2. Os átomos de diferentes elementos têm diferentes propriedades, mas todos os
átomos do mesmo elemento são exatamente iguais;
3. Os átomos não se alteram quando formam componentes químicos;
4. Os átomos são permanentes e indivisíveis, não podendo ser criados nem
destruídos;
5. As reações químicas correspondem a uma reorganização de átomos.
Modelo Atômico de Thomson

Modelo Atômico de Thomson

O Modelo Atômico de Thomson foi o primeiro a realizar a divisibilidade do átomo. Ao


pesquisar sobre raios catódicos, o físico inglês propôs esse modelo que ficou conhecido
como o modelo pudim de ameixa.

Ele demonstrou que esses raios podiam ser interpretados como sendo um feixe de
partículas carregadas de energia elétrica negativa.

Em 1887, Thomson sugeriu que os elétrons eram um constituinte universal da matéria.


Ele apresentou as primeiras ideias relativas à estrutura interna dos átomos.

Thomson indicava que os átomos deviam ser constituídos de cargas elétricas positivas e
negativas distribuídas uniformemente.

Ele descobriu essa mínima partícula e assim estabeleceu a teoria da natureza elétrica da
matéria. Concluiu que os elétrons eram constituintes de todos os tipos de matéria, pois
observou que a relação carga/massa do elétron era a mesma para qualquer gás
empregado em suas experiências.

Em 1897, Thomson tornou-se reconhecido como o “pai do elétron”.


Modelo Atômico de Rutherford

Modelo atômico de Rutherford

Em 1911, o físico neozelandês Rutherford colocou uma folha de ouro bastante fina
dentro de uma câmara metálica. Seu objetivo era analisar a trajetória de partículas alfa a
partir do obstáculo criado pela folha de ouro.

Nesse ensaio de Rutherford, observou que algumas partículas ficavam totalmente


bloqueadas e outras partículas, que não eram afetadas, ultrapassavam a folha sofrendo
desvios. Segundo ele, esse comportamento podia ser explicado graças às forças de
repulsão elétrica entre essas partículas.

Pelas observações, afirmou que o átomo era nucleado e sua parte positiva se
concentrava num volume extremamente pequeno, que seria o próprio núcleo.

O Modelo Atômico de Rutherford, conhecido como modelo planetário, corresponde a


um sistema planetário em miniatura, no qual os elétrons se movem em órbitas
circulares, ao redor do núcleo.
Modelo de Rutherford – Bohr

Modelo Atômico de Rutherford-Bohr

O modelo apresentado por Rutherford foi aperfeiçoado por Bohr. Por esse motivo, o
aspecto da estrutura atômica de Bohr também é chamada de Modelo Atômico de Bohr
ou Modelo Atômico de Rutherford-Bohr.

A teoria do físico dinamarquês Niels Bohr estabeleceu as seguintes concepções


atômicas:

1. Os elétrons que giram ao redor do núcleo não giram ao acaso, mas descrevem
órbitas determinadas.
2. O átomo é incrivelmente pequeno, mesmo assim a maior parte do átomo é
espaço vazio. O diâmetro do núcleo atômico é cerca de cem mil vezes menor
que o átomo todo. Os elétrons giram tão depressa que parecem tomar todo o
espaço.
3. Quando a eletricidade passa através do átomo, o elétron pula para a órbita maior
e seguinte, voltando depois à sua órbita usual.
4. Quando os elétrons saltam de uma órbita para a outra resulta luz. Bohr
conseguiu prever os comprimentos de onda a partir da constituição do átomo e
do salto dos elétrons de uma órbita para a outra.
Questão 1
(UFJF-MG) Associe as afirmações a seus respectivos responsáveis:

I - O átomo não é indivisível e a matéria possui propriedades elétricas (1897).


II - O átomo é uma esfera maciça (1808).
III - O átomo é formado por duas regiões denominadas núcleo e eletrosfera (1911).

a) I - Dalton, II - Rutherford, III - Thomson.


b) I - Thomson, II - Dalton, III - Rutherford.
c) I - Dalton, II - Thomson, III - Rutherford.
d) I - Rutherford, II - Thomson, III - Dalton.
e) I - Thomson, II - Rutherford, III - Dalton.

Ligação Iônica
As Ligações Iônicas são as ligações químicas que ocorrem entre os átomos quando
estes reagem entre si a fim de alcançarem a estabilidade.

Diferentemente das ligações covalentes, em que há o compartilhamento de elétrons, nas


ligações iônicas os elétrons são doados ou recebidos pelos átomos.

As ligações iônicas são estabelecidas entre um metal e um ametal (não metal), formam
os compostos iônicos: elementos sólidos, duros e quebradiços que apresentam alto
pontos de fusão e ebulição, além de conduzirem corrente elétrica quando dissolvidas em
água.

Alguns exemplos de ligações iônicas:

 Na+Cl- = NaCl (Cloreto de sódio ou sal de cozinha)


 Mg2+Cl- = MgCl2 (Cloreto de Magnésio)
 Al3+O2- = Al2O3 (Óxido de Alumínio)
Ligação Covalente
Também chamada de ligação molecular, as ligações covalentes são ligações em que
ocorre o compartilhamento de elétrons para a formação de moléculas estáveis, segundo
a Teoria do Octeto; diferentemente das ligações iônicas em que há perda ou ganho de
elétrons.

As ligações iônicas são geralmente estabelecidas entre um ametal e um ametal,


podendo ocorrer ligação entre o elemento H (hidrogênio) e um ametal.

Exemplo: H2O: H - O - H (molécula de água) formada por dois átomos de hidrogênio e


um de oxigênio. Cada traço corresponde a um par de elétrons compartilhado formando
um molécula neutra, uma vez que não há perda nem ganho de elétrons nesse tipo de
ligação.

Questão 2
Entre as substâncias

(I) Etanol (C2H6O);

(II) Dióxido de carbono (CO2);

(III) Cloreto de sódio (NaCl);

(IV) Gás hélio (He).

Quais apresentam apenas ligações químicas interatômicas do tipo covalente?


a) I e II c) I e IV
b) II e III d) II e IV

Química inorgânica

As principais funções inorgânicas:

 Ácidos: são substâncias que, de acordo com o químico sueco Arrhenius, em


água, sofrem o fenômeno da ionização e produzem o cátion hidrônio (H+1);

Exemplos: HCl, H2SO4 e HI.

 Bases: são substâncias que, de acordo com Arrhenius, em água, dissociam e


liberam ânion hidróxido (OH-1);

Exemplos: NaOH, Ca(OH)2 e Au(OH)3.

 Sais: são substâncias que, de acordo com Arrhenius, em água, dissociam e


liberam um cátion diferente do hidrônio (H+1) e um ânion diferente do
hidróxido- OH-1);

Exemplos: KCl, K2SO4 e CaI2.

 Óxidos: são substâncias binárias na quais o oxigênio é o mais eletronegativo e


apresenta NOX igual a -2;

Obs.: O NOX, ou Número de Oxidação, é um número com carga positiva ou


negativa que indica se um determinado átomo está com deficiência ou maior
quantidade de elétrons quando estabelece uma ligação química com outro
átomo, igual ou diferente a ele, ou em uma reação química.

Exemplos: CrO e Al2O3.

Os óxidos podem ser classificados em três diferentes grupos: ácidos, básicos ou


peróxidos.

Óxidos ácidos: também chamados de anidridos, eles se formam a partir da reação com
água originando ácidos. Exemplo: o ácido sulfúrico (H 2SO4) se forma a partir do
trióxido de enxofre (SO3) em presença de água (H2O).

Óxidos básicos: nesse caso a reação é com bases levando à formação de sal e água.
Exemplo: o hidróxido de cálcio (Ca (OH)2) provém da reação do óxido de cálcio (CaO)
com a água.

Peróxidos: esses óxidos possuem dois oxigênios ligados entre si. Exemplo: (O-O)2-.
Resumo

Questão 3
Faça a associação correta entre as colunas abaixo:

I. NaOH, Ca(OH)2, NH4OH                  (   ) ácidos


II. NaCℓ, KNO3, Na2S                            (   ) bases
III. HCℓ, H2SO4, HNO3                               (   ) sais
IV. CO, Al2O3, Pb3O4                               (   ) óxidos

Questão 4
(Mackenzie-SP)

A equação acima representa uma reação

a) de dissociação iônica.
b) que tem um diácido como reagente.
c) de ionização total, formando o cátion hidroxônio.
d) de ionização, produzindo o ânion fosfeto.
e) que, na ionização total, produz um ânion monovalente.
Questão 5
(UVA-CE) Os ácidos HClO4, H2MnO4, H3PO3, H4Sb2O7, quanto ao número de
hidrogênios ionizáveis, podem ser classificados em:

a) monoácido, diácido, triácido, tetrácido.


b) monoácido, diácido, triácido, triácido.
c) monoácido, diácido, diácido, tetrácido.
d) monoácido, monoácido, diácido, triácido.

Questão 6
(Osec) Uma base forte deve ter ligado ao grupo OH-:

a) um elemento muito eletropositivo.


b) um elemento muito eletronegativo.
c) um semimetal.
d) um metal que dê 3 elétrons.
e) um ametal.

Questão 7
(Unirio) Os sais são produtos também obtidos pela reação de neutralização total ou
parcial dos hidrogênios ionizáveis dos ácidos com as bases ou hidróxidos, segundo a
reação genérica:

Ácido + Base Sal + Água

Com base nessa afirmação, qual é o único ácido que não apresenta todos os seus
produtos possíveis relacionados?

a) clorídrico só produz o sal neutro cloreto.


b) nítrico só produz o sal neutro nitrato.
c) fosfórico só produz o sal neutro fosfato.
d) sulfídrico pode produzir tanto o sal neutro sulfeto como o sal ácido, sulfeto ácido ou
hidrogenossulfeto.
e) sulfúrico pode produzir tanto o sal neutro sulfato como o sal ácido, sulfato ácido ou
hidrogenossulfato.
Questão 8
(Unifor) Observe as duas colunas.

I. Na2B4O7.10H2O A. sal básico


II. Mg(OH)Cl B. sal duplo
III. NaKSO4 C. sal ácido
IV. NaHCO3 D. sal hidratado

A associação correta entre elas é:

a) AI, BIII, CIV, DII


b) AII, BIV, CIII, DI
c) AI, BII, CIII, DIV
d) AII, BIII, CIV, DI

Questão 9
(UEMA) Átomos neutros de um certo elemento representativo M apresentam dois
elétrons em sua camada de valência. As fórmulas corretas para seu óxido normal e
brometo são, respectivamente:
(Dados: O= 6A e Br = 7A.)

a) M2O e MBr
b) MO2 e MBr2
c) MO e MBr2
d) M2O2 e M2Br
e) M2O e MBr2

Questão 10
(PUC-MG) Observe as reações químicas abaixo:

I. MgO + H2O Mg(OH)2

II. CO2 + H2O H2CO3

III. K2O + 2HCl 2KCl + H2O

IV. SO3 + 2NaOH Na2SO4 + H2O

A afirmativa incorreta é:

a) As reações II e IV envolvem óxidos ácidos ou anidridos.


b) As reações I e III envolvem óxidos básicos.
c) O sal produzido na reação IV chama-se sulfato de sódio.
d) O sal produzido na reação III chama-se cloreto de potássio.
e) O caráter básico dos óxidos se acentua, à medida que o oxigênio se liga a elementos
mais eletronegativos.