Você está na página 1de 12

Normas

e procedimentos
para fechamento de arquivos

A propaganda, além de ser arte e ciência,


depende profundamente da técnica para cumprir seu objetivo.
De nada adianta a genialidade criativa na concepção de um
conceito se, na transformação do conceito em mensagem
publicitária perdese a capacidade de encantar e despertar o
desejo. Assim, a capacidade de reproduzir com fidelidade as
formas, texto e cores que compõem a mensagem publicitária,
torna-se elemento central do sucesso ou insucesso de
qualquer mídia.
Com o objetivo de compartilhar técnicas para elaboração
de trabalhos de alto nível, buscamos o desenvolvimento de
um padrão de qualidade de reprodução gráfica, apresentado
nas páginas seguintes. A idéia é somar ao processo criativo a
fidelidade entre concepção e o produto final. Este manual é
o resultado da parceria entre empresas que acreditam nesta
fidelidade como diferencial competitivo e absorção de novas
tecnologias como elemento chave do sucesso empresarial.
Todos nós ganhamos com os anúncios digitais, tanto no
tempo quanto no custo de produção e, principalmente, na
qualidade final de nosso produto. Isso representa satisfação
para quem lê, agilidade para quem produz e retorno para
quem anuncia.

Manual Fechamento Alekeese.indd 1 1/28/06 2:12:47 PM


 |  Normas e procedimentos para fechamento de arquivos

01 Considerações gerais sobre normas,


procedimentos e padrões gráficos *

A impressão de jornais possui caracte- ♦ As propriedades da tinta (viscosida- utilizado para todas as imagens dentro
rísticas particulares em certos aspectos de, tack etc.) do anúncio. Evite usar impressos como
cuja compreensão é fundamental para originais; um original reticulado pode
que se obtenha um resultado com qua- O ganho de ponto, portanto, ocorre causar efeito moiré quando escaneado.
lidade e clareza. de forma cumulativa ao longo de todo
O conteúdo deste trabalho visa auxiliar o processo produtivo. Vale notar que a Recomendações técnicas
as agências de publicidade e todos os pressão de impressão e alta capacida- Alguns aspectos básicos devem ser res-
demais que, de alguma forma, se en- de de absorção do papel jornal causam peitados:
contram envolvidos nos processos de deformações/distorções nas bordas dos ♦ Não devem ser utilizadas fontes na-
criação e produção de anúncios para pontos, o que também influencia nesse tivas do sistema operacional Macin-
jornais, a desenvolverem arquivos com- ganho. Além disso, o ganho de ponto tosh ou Windows.
patíveis aos padrões de impressão com é mais acentuado nos chamados meios- ♦ Não recomendamos a utilização
rotativas offset coldset utilizadas pela tons. de fontes do tipo TTF (TrueType
maioria das empresas brasileiras. Cada jornal deve realizar testes especí- Fonts).
Inicialmente, serão apresentados alguns ficos para determinar o comportamento ♦ Os anúncios que contêm mais do
conceitos básicos e, depois, mostrados do ganho de ponto em cada uma das que 80 caracteres de texto devem ser
procedimentos, especificações e suges- cores (CMYK). feitos em programas de paginação,
tões que, se forem seguidos, irão resul- Exatamente pelo fato de a impressão de como InDesign, QuarkXPress etc.,
tar em uma maior qualidade no resulta- jornais apresentar um ganho de ponto evitando softwares de ilustração,
do final dos anúncios impressos. elevado, é muito importante que esse como Illustrator, CorelDraw...
efeito seja minimizado para que o re- ♦ A conversão em curva é, quase sem-
Ganho de ponto sultado final tenha maior qualidade. pre, um risco. Essa técnica não deve
Os efeitos decorrentes do chamado “ga- Para isso, o software de tratamento de ser aplicada a grandes blocos de
nho de ponto” afetam essencialmente imagens (a maioria das empresas utiliza texto, sendo mais viável em blocos
as imagens. Esse ganho de ponto é re- o Photoshop) deve ser configurado de com cerca de 100 caracteres, onde se
sultado da variação das dimensões dos forma a prever e compensar esse ganho. deve selecionar e agrupar esse texto.
pontos de retícula (geralmente, aumen- Mesmo assim, esse recurso pode de-
to de tamanho) na imagem impressa em Cuidados na digitalização das imagens formar o desenho da letra ou elimi-
relação às dimensões originais, verifica- Dentro do processo de criação e oti- nar detalhes em fontes que possuam
das na imagem em tela do computador. mização de anúncio e imagens para corpo menor do que 14. Em fontes
O processo de impressão utilizado pelos impressão em jornais, a forma com que caligráficas ou com caracteres muito
jornais possui uma capacidade de absor- esses dados são capturados é um dos rebuscados, o risco de perda de de-
ção da tinta acentuada e é, entre todos pontos que merece atenção especial. talhes também é grande.
os outros processos da Indústria, o que Todos os originais coloridos (negati- ♦ Nunca utilize opções de bold, itálico
apresenta maior ganho de ponto. vos inclusive) devem ser escaneados em e bold itálico por atalho de teclado.
Diversos fatores influenciam nesse ga- RGB. A conversão para CMYK deve Em vez disso, utilize o menu de fon-
nho e entre os principais se encontram: ser feita através de programas de trata- tes e escolha a variação que conte-
♦ A pressão de impressão na transfe- mento de imagens, como o Photoshop. nha o efeito desejado. Muitas vezes,
rência da tinta (imagem) da chapa O tamanho da publicação em que a o software aplica efeitos na tela, mas
para a blanqueta e da blanqueta para imagem será impressa deve ser ajustado por esta não estar instalada, não é
o papel. via softwares e os cortes necessários de- impressa com o respectivo efeito.
♦ As características do papel utiliza- vem ser realizados antes da montagem ♦ Não utilizar a opção de inclusão de
do, que possui maior capacidade de da imagem no anúncio. Além disso, fontes (Embed fonts using true doc)
absorção. o mesmo formato de arquivo deve ser do CorelDraw.

*Texto adaptado a partir do manual de fechamento e envio de anúncio da ANJ.

Manual Fechamento Alekeese.indd 2 1/28/06 2:12:48 PM


Normas e procedimentos para fechamento de arquivos  | 

Recomendações gráficas ♦ Para a escolha das cores de seu anún- ♦ Nunca renomeie os arquivos após
♦ Utilizar textos vazados a partir de cio, use como referência a escala de estes terem sido importados para o
60% de degradê e corpo não inferior tonalidades fornecida pelo jornal. O programa de finalização do traba-
a 10 pontos. monitor do computador pode não lho. Isso quebra a ligação entre o
♦ Utilizar textos em positivo sobre ser uma boa referência de escolha e programa e o arquivo. Quando isso
fundos com degradê somente a par- aprovação. ocorre, a cópia impressa é a que está
tir de corpo 10, com porcentagem de ♦ Se o anúncio for P&B, todos os seus em baixa resolução.
fundo de até 30%. elementos, como fotos, textos, grá- ♦ Atualize os links das imagens com
ficos etc., têm que estar de acordo seus equivalentes em alta resolução
Obs.: o texto sobre degradê deve me- com esse padrão. Para isso, converta antes de gerar o arquivo final.
recer um cuidado especial em função todos os objetos coloridos para tons ♦ Nunca utilize a ferramenta Magic
de sua possível ilegibilidade. Consulte de cinza (Grayscale) através de um Wand (varinha mágica). Ela produz
a Carta de Cores do Diário. software de imagens antes de im- um número excessivo de pontos veto-
portá-los para o anúncio. riais que causam erro de PostScript.
♦ Utilizar tamanho mínimo de 8 pon- ♦ Nunca utilize quadricromia para Prefira usar a ferramenta path.
tos para fontes impressas em uma textos em preto, evitando assim pro- ♦ Simplifique os paths utilizando o
única cor, ou seja, com 100% de ma- blemas de registro ou decalques. menor número possível de pontos.
genta, cyan ou preto. ♦ Não aplique fundos transparentes ♦ Quebre ninhos de paths compostos
♦ O tamanho mínimo para letras nos boxes de imagens Grayscale ou e também paths longos em segmen-
impressas com cores com sobrepo- TIFF. Ao processar esses arquivos, tos mais curtos.
sição de duas ou mais cores e letras as bordas das imagens podem ficar ♦ Ao utilizar uma imagem sobre um
vazadas é de 10 pontos, sem serifas serrilhadas. Quando for necessário fundo com degradê, ou sobre uma
e em negrito. Sempre observar, por manter a transparência do fundo das ou mais fotos, faça a fusão no Pho-
exemplo, se a assinatura da agência imagens, salve-as em EPS utilizan- toshop, gerando um único arquivo.
e os textos de validade das ofertas do clipping paths (Photoshop). Não se esqueça de, antes, gravar o
estão de acordo com essas recomen- ♦ Não utilize medidas hairline. Essas arquivo, desabilitar a função layers
dações. medidas dependem da resolução dos (se esta tiver sido utilizada) e de apa-
♦ Não utilizar letras serifadas meno- equipamentos de saída. Em uma gar os canais extras.
res do que 10 pontos. Nesses casos, impressora laser de 300 dpi, a me- ♦ Certifique-se de que nenhum ele-
deve-se preferir aquelas que não dida hairline é claramente visível. mento (bloco de texto, imagens etc.)
possuem serifas. Em uma foto compositora de 1200 esteja saindo dos limites do anúncio.
dpi, ela fica praticamente invisível. Não cubra esses elementos não dese-
Obs.: tenha atenção quanto às opções de so- Para fios, utilize medidas mínimas jados, apague-os.
breposição do preto (overprint) e dispersão de 0.425 pontos ou 0.15 mm. ♦ O arquivo não deve conter elemen-
automática (trapping). Use-as de acordo com ♦ Elimine todos os elementos que não tos externos à área do anúncio, como
o tipo de trabalho. Pequenos desvios no re- pertencem à página, como réguas, marcas de corte, registro etc.
gistro, de até 0.38 mm, são inevitáveis na im- imagens não utilizadas e localizadas ♦ O tamanho do documento deve ser
pressão do jornal e não podem ser considera- fora da área de imagem etc. Esses definido pelo tamanho do anúncio
dos como falhas. Porém, esses desvios fazem elementos podem causar erros no sem margens, ou seja, defina o page
com que o texto vazado, de letra pequena e processamento dos arquivos. setup ou a configuração de página
serifada menor do que 10 pontos torne-se ♦ O somatório das porcentagens das para a medida exata do anúncio.
ilegível. quatro cores nas áreas de máxima ♦ Limite o número de elementos com-
do anúncio não pode ultrapassar plexos no arquivo.
Recomendações gerais 240%. ♦ Evite ou diminua a quantidade de
sobre a produção de anúncios ♦ Imagens P&B devem estar em regras de retículas (screen rulings)
♦ Todas as imagens devem ser digi- Grayscale, a menos que se deseje um no mesmo documento.
talizadas no tamanho em que serão preto e branco a quatro cores. Nesse ♦ Utilize gradient fills em vez de blen-
utilizadas. caso, devem estar em CMYK sem ds. Se não for possível, use o menor
♦ As imagens que serão importadas exceder o limite de 240%. número de passos quando for criar
para o programa de finalização e ♦ Os recursos de copy / paste não de- seu blend.
devem estar na resolução final. vem ser utilizados para imagens ou ♦ Elimine qualquer degradê, pattern,
♦ Todos os elementos usadas no anún- logos dentro do programa de finali- custom colors ou Spot colors que
cio devem obedecer à escala CMYK. zação do anúncio. Prefira usar sem- não estejam sendo efetivamente uti-
Nunca utilize cores Pantone, Tru- pre as opções de importar imagens lizados no documento.
Match ou RGB. desses aplicativos.

Manual Fechamento Alekeese.indd 3 1/28/06 2:12:48 PM


 |  Normas e procedimentos para fechamento de arquivos

02 Tratamento e manipulação
de imagens digitais para jornais

Uma vez que grande parte das decisões de azul (B) de 50. Quando os valores RGB da Adobe (1998)
de cores são tomadas a partir de uma de todos os três componentes são iguais, É o recomendado pelo Diário de Per-
análise visual do que está na tela, você o resultado é um tom de cinza neutro. nambuco, principalmente se você traba-
deve sempre conferir e configurar o Quando o valor de todos os componen- lha com capturas digitais.
aplicativo corretamente quanto às cores tes é 255, o resultado é branco e, quando É o maior espaço de trabalho RGB,
utilizadas para que exista consistência e o valor é 0, o resultado é preto. sendo adequado para a produção de im-
fidelidade durante todo o processo. E As imagens RGB utilizam três cores, pressões gráficas e fotográficas.
é justamente este o objetivo principal ou canais, para reproduzir tons na tela.
deste capítulo, o de apresentar as confi- Os três canais são convertidos em 24 Apple RGB
gurações de cores do Photoshop e ensi- bits (8 bits por canal). Com imagens de Reflete as características do monitor
nar como e por quê você deve conhecer 24 bits, é possível reproduzir até 16,7 antigo de 13” do Mac. Esse espaço não
e dominar esse recurso. milhões de cores. Com imagens de 48 mais se encaixa nesta nova era digital.
O Photoshop gerencia cores a partir de bits (16 bits por canal), uma quantidade
um comando chamando Color Settings ainda maior de cores pode ser reprodu- ColorMatch RGB
/ Configurações de cores, que é con- zida. Além de ser o modo padrão para Corresponde ao espaço de cor nativo
figurado os dados de RGB, CMYK, novas imagens do Photoshop, o modelo dos monitores Radius Pressview. Esse
Gray, Spot, entre outros, para garantir RGB é utilizado por monitores de com- espaço é uma alternativa de gamut me-
uma reprodução confiável. Mas, antes putador para exibir cores. Isso significa nor em comparação ao RGB da Adobe
de começar a configurar o Photoshop, que, ao trabalhar em modos de cores (1998) para o trabalho gráfico.
temos que entender um pouco mais so- diferentes do RGB, como o CMYK, o
bre espaços de cores e suas conversões. Photoshop converte a imagem CMYK sRGB
para RGB para exibição na tela. Desenvolvido para refletir as caracterís-
Modo RGB Embora o RGB seja um modelo de cores ticas de um monitor de PC comum. O
O modo de Cores RGB do Photoshop padrão, o intervalo exato de cores repre- sRGB é adequado para imagens RGB
utiliza o modelo RGB, atribuindo um sentadas poderá variar dependendo do destinadas para a Web, mas não é reco-
valor de intensidade a cada pixel em aplicativo ou dispositivo de exibição. mendável na área gráfica.
uma escala de 0 (preto) a 255 (branco)
para cada um dos componentes de ver- Qual é o espaço de trabalho RGB ideal? Obs.: Quando a opção Modo Avançado é
melho, verde e azul em uma imagem. A escolha de um espaço de trabalho selecionada na caixa de diálogo Configura-
Por exemplo, um vermelho-claro pode RGB é uma decisão importante. Por um ções de cores, cada perfil RGB instalado no
ter um valor de vermelho (R) de 246, lado, você deseja um espaço de traba- computador é exibido no menu do espaço de
um valor de verde (G) de 20 e um valor lho cujo gamut ou universo seja amplo trabalho RGB. Também é possível escolher
o suficiente para abranger os espaços RGB Personalizado para definir um espaço
de cor de todos os dispositivos no seu de trabalho RGB personalizado. Essa opção é
fluxo de trabalho. Por outro, é possível recomendada apenas para usuários com bons
escolher um espaço de trabalho grande conhecimentos sobre cores e que trabalhem
demais. Ao trabalhar no RGB, existem com equipamentos adequados, como um co-
255 níveis de intensidade para cada cor. lorímetro.
Quanto maior o espaço de trabalho
RGB, maior poderá ser a distância de Eu recomendo o equipamento da Gre-
cada valor de cor em comparação ao va- tagMacbeth para a calibração profissio-
lor adjacente mais próximo resultando nal de monitores, pois é simples e extre-
na diferença visualmente significativa mamente preciso, mas um monitor de
de um nível de intensidade de uma cor qualidade também é indispensável.
para outra.
©2006 Alexandre Keese | dtp.com.br | photopro.com.br

Manual Fechamento Alekeese.indd 4 1/28/06 2:12:53 PM


Normas e procedimentos para fechamento de arquivos  | 

diversas maneiras. Entretanto, os ope- magenta e amarelo, pois uma pequena


radores de pré-impressão utilizam nor- quantidade extra de cyan é exigida para
malmente um dos métodos abaixo para produzir o neutro verdadeiro.
compor a cor preta na impressão. A geração de preto usada pelo Diário
♦ UCR - a tinta preta é utilizada para de Pernambuco é Haevy, pois produz os
substituir o cyan, o magenta e o melhores resultados na impressão “jor-
amarelo apenas em áreas neutras (ou nal”, garantindo cores mais corretas e,
seja, áreas com intensidades iguais por sua vez, maior fidelidade de cores.
de CMY).
♦ GCR - a tinta preta é utilizada Salvando e carregando
para substituir partes de cyan, ma- configurações de cores
Modo CMYK, CMYK Setup genta e amarelo em áreas colori- Ao criar uma configuração de cores
e Black Generation das, bem como em áreas neutras. personalizada, é necessário nomeá-la e
Para fazer separações de cor, as três As separações de GCR tendem a salvá-la para garantir que ela possa ser
cores aditivas RGB (vermelho, verde e reproduzir cores saturadas e escu- compartilhada com outros usuários e
azul) são convertidas para seus opos- ras relativamente melhores do que aplicativos que oferecem suporte para o
tos subtrativos CMYK (cyan, magenta as produzidas pelas separações de gerenciamento de cores, como o Illus-
e amarelo). Na teoria, partes iguais de UCR, além de manter o equilí- trator, o InDesign e o Acrobat.
cyan, magenta e amarelo são combina- brio melhor de cinza na impressão. Para salvar uma configuração, basta co-
das para subtrair toda a luz refletida do locar todos os valores e clicar em Save
papel, além de criar a cor preta. Entre- O Diário usa a curva GCR com preto pela caixa de diálogo aberta.
tanto, como as impurezas estão presen- Heavy e limites de 90% para o total de
tes em todas as tintas de impressão, uma preto e 240% para o total de todas as Mesma imagem,
combinação dessas cores resulta, por sua tintas - Total Ink Limit. diferentes configurações
vez, em um marrom escuro. Neste exemplo, temos a mesma imagem
Para compensar essa deficiência no pro- Escolha o tipo de separação com base capturada e manipulada em RGB, po-
cesso de separação de cores, as impres- no papel e nas exigências gráficas rém, como ela deve sair em diferentes
soras removem um pouco de cyan, ma- A partir da configuração de Custom locais, usando bases e processos de im-
genta e amarelo nas áreas em que as três CMYK acessada pelo CMYK Setup pressão diversos, foi decidido que cada
cores existem, em intensidades iguais, > “Working Space” CMYK > Custom meio teria uma imagem com uma con-
adicionando tinta preta e corrigindo as- CMYK pode-se definir qual o tipo de figuração. Note que, acima, quase não
sim a falha do processo. separação e geração de preto será utili- existe diferença, mas, ao analisar o ca-
zado no momento da conversão de uma nal do cyan de cada uma delas, dá para
CMYK Setup imagem RGB para CMYK. ver a grande diferença.
O CMYK Setup permite personalizar o
espaço de cor que seu monitor está tra-
balhando, bem como visualizar em tela
as cores das tintas de forma compatível
com a saída impressa.

Nesta tela, você vai encontrar um grá-


fico com base nas configurações atuais
mostrando como as cores neutras na
imagem serão separadas. O eixo hori-
zontal representa o valor da cor neutra,
de 0% (branco) a 100% (preto). O eixo
vertical representa a quantidade de cada
UCR / GCR tinta que será gerada para um determi-
Uma mesma cor pode ser convertida do nado valor. Na maioria dos casos, a cur-
modo RGB para o modo CMYK de va de cyan se estende além das curvas de

Manual Fechamento Alekeese.indd 5 1/28/06 2:12:59 PM


 |  Normas e procedimentos para fechamento de arquivos

03 Arquivos PDF e PDF/X1a


Da concepção ao envio

O
formato PDF tem se mostrado O aplicativo hiperlinks, bookmarks, exclusão ou in-
um grande fenômeno, princi- Se o PDF é o formato, o Acrobat é o serção de páginas e imagens, e anima-
palmente nesta última versão, aplicativo; este é segmentado para aten- ções para a criação de documentos inte-
revolucionando assim os diversos fluxos der a cada uma das necessidades do rativos que podem ser usados das mais
de trabalhos encontrados atualmente usuário. Veja a seguir algumas de suas diversas maneiras.
no mercado gráfico. Com do­cumentos partes que atendem às necessidades de
multiplataformas, compostos por pági- nosso mercado.
nas independentes quanto ao seu con-
teúdo, o PDF é hoje uma poderosa fer- Acrobat Reader
ramenta di­gital para o mundo de artes
gráficas e, sendo assim, traz mudanças
em alguns conceitos já existentes. Es-
sas mudanças podem ser, a princípio,
um pouco assustadoras, porém, basta
prestar atenção em alguns conceitos
para que essa impressão mude comple-
tamente.
O PDF pode ser utilizado em qualquer
etapa do trabalho, seja por designers, A proteção de documentos também é
bureaus de pré-impressão, gráficas, edi- outro ponto forte do aplicativo, per-
toras de jornais ou revistas e até mesmo mitindo que o documento seja restrito
para Web, mídias digitais, animação... quanto a sua abertura e visualização,
edição de elementos de texto e imagens
O que é um docu- É a parte que permite que o documen- ou até mesmo quanto a sua impressão.
mento portátil? to PDF, destilado ou não, seja visto e Esse sistema se mantém mesmo quan-
O conceito inicial impresso, sendo utilizado como softwa- to se tenta importar o PDF em outros
de um documen- re de prova e/ou aprovação digital. O aplicativos ou processá-lo diretamente
to portátil (PDF cliente pode obter um PDF através da por um RIP.
- Portable Do- Internet, visua­lizá-lo e fazer a aprova-
cument Format) ção do mesmo sem mesmo ter o aplica- Acrobat Distiller
é quase o mesmo tivo onde este foi criado ou as fontes e É a parte do aplicativo responsável pela
de uma impressão para arquivo (print imagens contidas no documento, pois o conversão de qualquer arquivo PS, EPS
to file). Uma comparação bem simples arquivo PDF já possui todos esses ele- ou mesmo “PRN” em PDF. O processo
pode ser encontrada na transmissão de mentos incorporados. de destilagem ou conversão de um ar-
um fax, onde um documento é compos- quivo é o melhor procedimento quando
to digitalmente e enviando para outra Acrobat se trata de informações complexas como
máquina mantendo sua integridade. É, com certeza, um dos módulos mais imagens de alta resolução que precisam
Portanto, os documentos portáteis são importantes do aplicativo e, podemos de um controle de cores, degradês cor-
arquivos que se mantêm inalterados, dizer, que também o mais complexo, retos e sem degraus, vetores e outros
não importando a plataforma em que pois, além de permitir que os documen- elementos (artwork). O resultado é uma
foram criados. Em ou­tras palavras, eles tos possam ser visualizados e/ou im- página independente, muito bem estru-
podem ser transferidos de computador pressos, ainda oferece possibilidades de turada, com um tamanho físico peque-
para computador, mantendo intactas edição, seja de imagens, objetos, textos, no se comparado ao PS ou EPS inicial,
todas suas informações para visualiza- cores, itens muito comuns para a área pronto para ser incorporada pelo fluxo
ção, hiperlinks e impressão. gráfica, como também a colocação de de trabalho.
©2006 Alexandre Keese | dtp.com.br | photopro.com.br

Manual Fechamento Alekeese.indd 6 1/28/06 2:13:00 PM


Normas e procedimentos para fechamento de arquivos  | 

Mas o que queremos dizer Como um PDF trabalha?


com tudo isso? Um arquivo PDF pode ter um fluxo di-
O PDF fornece a solução completa, pois ferente de um arquivo PS, pois contém
permite que documentos com informa- informações que podem não ser inter-
ções complexas sejam vistos em diver- pretadas corretamente quando manda-
sas plataformas exatamente da maneira das para um RIP. Por isso, em alguns
como foram criados, impressos com to- dispositivos que não aceitam PDF, é
das as informações e critérios utilizados necessário ter o Reader ou mesmo o
pela pré-impressão e impressão, e ainda Acrobat para enviar um arquivo através
com a facilidade de serem armazenados, do comando “Print”, pois ao fazer esse
pesquisados e/ou enviados a qualquer procedimento o programa envia infor-
instante para aprovações, impressões mações iguais a qualquer arquivo PS,
remotas de alta fidelidade de cores em que podem ser interpretadas sem difi-
Desmembrando um arquivo PDF sites distantes da empresa, como provas culdade.
Um arquivo PDF contém informações de layout, sempre protegidas por pass-
divididas em camadas, ou seja, é sim- words. Vale ressaltar que existem diversas ver-
ples comparar o arquivo PDF com um sões de arquivos PDF, por exemplo:
arquivo do Photoshop, onde, a princí- PDF & PostScript ♦ Acrobat 2.1 - PDF 1.1
pio, todas as informações estão aces- É muito comum os usuário confundi- ♦ Acrobat 3 - PDF 1.2 - PS 2
síveis; porém, cada uma delas está co- rem o PostScript com o PDF; na ver- ♦ Acrobat 4 - PDF 1.3 - PS 3
locada em uma camada individual que dade, eles caminham de forma parale- ♦ Acrobat 5 - PDF 1.4 - PS 3
pode ser editada ou substituída quando la, com procedimentos algumas vezes ♦ Acrobat 6 - PDF 1.5
necessário. muito similares, porém, cada um deles ♦ Acrobat 7 - PDF 1.6
Pensando assim temos: possui características próprias.
♦ um arquivo para visualização que Com isso, é necessário um arquivo PS, E, um detalhe importante: cada versão
mostra a página com sua forma exa- EPS ou até mesmo um PRN para gerar do Acrobat, como por exemplo a 7, não
ta de quando criada; um PDF, mas esse arquivo é diferen- gera somente arquivos PDF 1.6, mas
♦ as fontes inseridas do documento; te do arquivo PS ori­ginal e, mesmo se pode também gerar um arquivo compa-
♦ objetos gráficos (bitmaps e vetores); convertido novamente para um Post- tível com versões de PDF anteriores.
♦ links para diversas informações; Script ou EPS, acaba sendo muito di-
♦ links para informações de som e fil- ferente quanto a sua estrutura e tama- Criando um arquivo PDF
mes suportadas nos formatos Qui- nho físico em MB. Normalmente, um O conteúdo de um arquivo PDF deve
ckTime ou AVI; arquivo no formato PDF fica com 25% ser criado em um aplicativo que não
♦ um Job Ticket, que contém infor- do tamanho original do PS, mantendo seja o Acrobat, podendo ser usado um
mações sobre o arquivo relacionadas sua fidelidade e conteúdo. editor de texto ou mesmo um aplicativo
a pré-impressão, impressão e acaba- Quando se analisa o comportamento de de layout de páginas onde, ao invés de
mento. um PDF em um fluxo ori­ginalmente mandar diretamente para a impressora,
PS, eles não têm os mesmos resulta- é gerado um PDF para ser distribuído
O documento digital ideal dos, chegando até mesmo a não serem ou impresso de maneira remota.
Para que um arquivo digital seja ideal, vistos ou interpretados por um apli-
ele precisa possuir algumas característi- cativo ou RIP que somente interprete Existem vários métodos para se criar
cas para evitar enormes dores de cabeça PS, criando assim um novo fluxo para um arquivo PDF:
no futuro. a integração do PDF ou até mesmo fa- ♦ PDF Maker (mais simples e rápido)
Resumindo, ele deve manter todos ele- zendo com que esse arquivo volte a ser ♦ Acrobat Distiller (mais seguro e au-
mentos de design do aplicativo em que um PS. tomatizado)
foi criado, ser portátil, com páginas e ♦ Exportando diretamente pelos apli-
plataforma independentes, que preser- cativos (cada dia mais comum)
vem não somente o design, mas tam-
bém permita que o mesmo seja editável, Cada aplicativo também tem um engine
previsível em tela e impresso, permita interno que vai definir a versão do PDF
buscas automáticas e conserve todas as gerado.
informações necessárias para ser im-
presso em qualquer dispositivo, seja este No Diário de Pernambuco, o fluxo foi
de High-End ou não. desenhado para atender o PDF 1.3 e
todas as especificações PDF/X1a.

Manual Fechamento Alekeese.indd 7 1/28/06 2:13:01 PM


 |  Normas e procedimentos para fechamento de arquivos

Composto ou pré-separado seja ele um CtF (Computer-to-Film) das vezes não são interpretados direta-
O fluxo de trabalho para arquivos PDF quando se utiliza uma Imagesetter, ou mente por dispositivos como RIP (Ras-
pode ter diversos caminhos e configura- um CtP (Computer-to-Plate) quando ter Image Process), Imagesetters, CtP’s,
ções; tudo vai depender dos equipamen- usado o processo de Direto-à-Chapa ou entre outros dispositivos.
tos envolvidos no processo e também da até mesmo para a impressão digital, que Isso acontece porque esses dispositivos
trajetória que o arquivo vai seguir. está se tornando cada dia mais comum. falam uma outra linguagem, chamada
O fluxo de trabalho pode ser bem dife- de PostScript, que vem a ser uma lin-
rente de uma empresa para outra, pois Acrobat Distiller guagem padrão para descrição de pá-
as necessidades envolvidas para cada A opção PDF Maker funciona a partir ginas que faz com que todos os dispo-
etapa de execução são dife­rentes, os tra- de quase todos os aplicativos, diferente- sitivos possam processar e interpretar
balhos são diferentes e, por consequên- mente do Distiller, que necessita de um corretamente as informações vindas
cia, todas as emoções ge­radas por este arquivo PS ou EPS para gerar um PDF. de um arquivo. Uma comparação mui-
também. É possível criar um documento PS a to simples pode ser feita se colocarmos
O melhor é sempre consultar o seu bu- partir de quase todos os aplicativos ten- duas pessoas dentro de uma sala, sendo
reau de serviço ou a gráfica para que do apenas um driver PS instalado em que uma delas é cega e a outra começa a
eles informem qual é a melhor configu- seu computador. descrever com palavras o que esta vendo
ração do Distiller, se o arquivo deve ser Em seguida, abre-se o Distiller; uma para que a pessoa cega consiga montar
Composite ou Separated etc. tela para a seleção do local para ser co- uma imagem em sua mente.
Agora, no caso dos dispositivos ou mes- locado o arquivo PDF será aberta e a Dessa forma, é necessários que os apli-
mo de uma pequena parte deles já existir extensão .PS, .EPS ou .PRN será auto- cativos gerem um arquivo PS para que
na sua estrutura, possuir um fluxo em maticamente substituída pela extensão os diversos dispositivos possam pro-
PDF vai ser muito vantajoso. Para isso, PDF. cessá-los e interpretá-los corretamen-
basta analisar a melhor forma com que Nessa parte, tem-se dois procedimentos te. Isso acontece no momento em que
o PDF pode atender às necessidades de muito importantes: o primeiro está no o trabalho recebe o comando de Print
seu trabalho e consultar seu fornecedor momento em que o PS está sendo ge­ para arquivo ou é dado um “Print to
final, para que ambos possam falar a rado; não pode faltar fontes, imagens, File”. Os aplicativos criam um arquivo
mesma língua, ou melhor, processar o texto, as cores devem estar corretas etc. no formato PS referente ao seu arquivo
mesmo arquivo digital. Se um arquivo PS chega ao Distiller de tela, que nada mais é do que um ar-
No Diário de Pernambuco o fluxo de com erros, existe a possibilidade dos er- quivo de texto cria­do com base em um
trabalho é com PDF 1.3 composto. ros serem mantidos e, em alguns casos, código PostScript.
a correção dos mesmos torna-se quase
Fluxo Separated impossível. Depois, vem o processo do O que é um arquivo fechado?
Deve existir a criação de dois PDFs di- Distiller, onde é muito importante que Um arquivo fechado nada mais é do que
ferentes: seja feita uma configuração de acordo um arquivo de impressão que ao invés
♦ Um para prova de cores digital. com a utilização do PDF, que pode ou de ser enviado para a impressora é gra-
♦ Outra para ser enviado ao RIP. não manter as informações do PS em vado em disco. Esse arquivo é escrito
Alguns fluxos de trabalhos aceitam ar- seu conteúdo. na linguagem PostScript, que foi de-
quivos Separated e, no decorrer no tra- Como Default, o Distiller já vem confi- senvolvida pela Adobe Systems, e tem
balho, podem ser feitas provas de layout gurado com 4 opções: E-Book, Screen, a finalidade de descrever às impressoras
ou mesmo de cores sem a necessidade Print e Press, cada uma delas visando um como os tipos (fontes, letras) e as ilus-
de um arquivo paralelo composite uma objetivo, livros digitais, tela, impressão trações devem ser posicionadas na pági-
vez que esse procedimento de fusão das normal e impressão para High-End res- na a ser impressa. Pode inclui também
lâminas está disponível. pectivamente. Contudo, é possível criar informações sobre os ângulos de cada
opções personalizadas para atender a cor, lineatura trapping, comentários de
Fluxo Composite um objetivo próprio e compartilhar es- OPI, entre outras informações.
Em um fluxo de trabalho Composite, ses job options em outras máquinas in- RIP’s - As Imagesetters e CtP’s pos-
ou Composto, é necessário que somente dependente de plataformas. suem um dispositivo chamado RIP
um arquivo PDF seja gerado, para que (Raster Image Processor) que tem a
este então seja envia­do a um cliente pela Um pouco sobre a função de receber as informações na
Internet, seja feita uma prova digital co­ linguagem PostScript linguagem PS, interpretá-las e processá-
lorida em uma estação remota que pode A maioria dos trabalhos gráficos são las em pontos que serão então impressos
ser calibrada e ser usada como prova criados por aplicativos como QuarkX- no filme ou direto na chapa; isso é feito
de cores, pequenas correções de última Press, PageMaker, InDesign, Illustra- a partir da criação de uma lâmina em
hora caso sejam necessárias e, por úl- tor, Freehand etc. Estes possuem seus formato Bitmap - TIFF 1 Bit.
timo, enviado para o dispositivo final, códigos próprios que na grande maioria
©2006 Alexandre Keese | dtp.com.br | photopro.com.br

Manual Fechamento Alekeese.indd 8 1/28/06 2:13:02 PM


Normas e procedimentos para fechamento de arquivos  | 

Dicas para gerar um bom PostScript imagens se comportarão dentro do pro- PageMaker 6.5 Plus e 7
Devido à variação das caixas de diálogo cesso, No Diário usamos CMYK. Esse aplicativo possui um gerenciador
entre diversos aplicativos, é muito difí- As imagens ainda podem estar ou não de vínculos (link mana­ger) que pode
cil fornecer instruções específicas para com perfil de cores ICC incorporado, ajudar bastante antes de gerar um ar-
a criação de um arquivo PS. Porém, po- responsável pela caracterização do dis- quivo PS, pois, com ele, podem ser en-
demos ter como referência algumas in- positivo em relação às cores, ou seja, contradas informações do tipo: imagens
formações para que esse procedimento fornece as informações corretas de como em RGB ou CMYK, TIFF ou EPS e
seja realizado com sucesso. a cor é reproduzida. suas respectivas atualizações durante a
♦ Dê ao arquivo PS o mesmo nome produção.
do arquivo original, somente adi- Vetores Podem funcionar como uma espécie de
cionando a extensão .PS. Quando Informações calculadas no RIP e que Chek-list.
o Distiller criar um arquivo PDF, grandes vantagens, como o fato de se-
a extensão será automaticamente rem arquivos escalonáveis, leves e de QuarkXPress
substituída por .PDF. Isso faz com rápido processamento; são comumente O QuarkXPress, por sua vez, também
que seja simples a localização do ar- utilizados em formato EPS. Todos os tem um comando chamado Usage, lo-
quivo a partir de seu original, pas- aplicativos profissionais da área gráfica calizado no menu Utilities; nele, é pos-
sando pelo PS e PDF. salvam nesse formato, que, podemos di- sível acessar informações sobre imagens
♦ Cores e tamanhos de páginas devem zer, é “universal”, permitindo que sejam e fontes, atualizá-las se necessário ou
ser checados previamente para que importados por aplicativos de layout de até fazer alte­rações. O aplicativo avisa,
não existam incompatibilidade en- página ou mesmo rasterizados por apli- da mesma maneira que o PageMaker
tre os formatos que são aceitos pelos cativos de edição de imagens. (acima citado), se uma ou mais imagens
dispositivos envolvidos no processo. Hoje em dia, está se tornando comum não podem ser impressas ou gerar um
♦ A escolha do PPD correto também a substituição dos arquivos EPS por ar- PS de boa qualidade.
se faz muito importante, pois ele quivos em formato PDF, que agregam Através de uma extensão chamada PDF
fornece informações sobre os dis- várias vantagens. Filter, que pode ser encontrada gratui-
positivos como formatos de páginas, tamente na área de download do site
resoluções para rasterização, tipos de Fontes da própria Quark, no endereço http://
pontos entre outras. Existem PPD’s Com certeza, as fontes já causaram www.quark.com, é possível importar
genéricos que podem ser muito efi- muitas dores de cabeça para muitos bu- ou exportar arquivos PDF’s de maneira
cazes, um deles é fornecido pelo reaus de serviços e gráficas, pois existe muito simples e rápida.
Acrobat e se chama “Acrobat Distil- no mercado dife­rentes tipos de fontes
ler PPD”, que contém praticamente (True type, Type1, Bitmap...), além dos InDesign
todas as informações dos dispositi- CD’s de fontes que podem ser adquiri- Este novo aplicativo da Adobe traz os
vos como Imagesetters e CtP’s. dos em bancas de jornal por um preço melhores e mais confiáveis recursos
inferior a R$ 15,00 e que, ao chegar para geração de um PS com excelen-
Gerando um arquivo PS “próximo” de um RIP, começam a dar te qualidade. Possui mais funções de
É importante que se tenha o contro- problemas; imagine, então, ao serem Links e também de Collect do que as
le sobre os elementos inseridos em seu processadas! Procure quais são as fontes citadas acima pelo comando Preflight.
arquivo para que ele possa entrar em ideais com seu bureau de serviço ou veja O InDesign pode gerar um arquivo
um fluxo de trabalho sem ne­nhum tipo as especificações de seu equipamento. PDF sem a necessidade de se obter um
de problema, ou, pelo menos, com os Existem fontes PS que, com certeza, PS, e este é criado através do mesmo
menores possíveis. Para isso, relacionei vão se tornar um grande remédio, pois “engine” presente no Acrobat.
abaixo alguns do itens que devem ser possuem informações perfeitas para se- Inclui ainda ferramentas para criação
analisados. rem utilizadas em qualquer RIP com de estilos ao se exportar arquivos para
liguagem PostScript. O preço não tem PDF’s. Esse recurso pode ser compara-
Imagens nada a ver com o da banca, mas arrisco do aos Job Options / PDF Settings que
Geralmente, a maioria dos fluxos de dizer que os problemas de fontes podem ve­remos logo a seguir.
trabalho direcionados para artes grá- cair MUITO!!! Um recurso que vale a pena ser comen-
ficas hoje em dia são CMYK, com a tetado é a opção “Crop Image Data to
utilização de perfis de cores (ICC) e a Fechamento e exportação Frames”, que faz com que o aplicativo
aplicação de processo de Color Manage- A última geração dos aplicativos já in- somente processe a informação visível,
ment (Gerenciamento de Cores); alguns clui ferramentas para verificação dos reduzindo o peso do arquivo e facilitan-
fluxos também estão sendo convertidos links (vínculos), e recursos tanto para do seu envio.
para RGB ou mesmo LAB; portanto, é fechamento de arquivos PS como PDF.
muito importante a análise de como as

Manual Fechamento Alekeese.indd 9 1/28/06 2:13:02 PM


10 |  Normas e procedimentos para fechamento de arquivos

03 Configurando o Distiller

A partir do Acrobat 6, o Job Option ♦ High Quality Print veis com os padrões para troca de con-
passa a ser chamado de PDF Settings, Compatibilidade com Acrobat 5 - PDF teúdo para gráfico. Tais especificações
e na versão 7 do aplicativo esta nomen- 1.4. Cria documentos PDF’s com qua- fazem parte da norma mundial de ISO.
clatura é mantida. Tais configuração lidade de impressão para dispositivos ♦ PDF/X3 - 2002
definem como um PDF vai ser gerado desktop e provas digitais. Compatibilidade com Acrobat 4 - PDF
sendo uma das decisões mais importan- ♦ PDF/A Draft 1.3. Cria documentos PDF’s compatí-
tes para quem busca um PDF perfeito. Compatibilidade com Acrobat 5 - PDF veis com os padrões para troca de con-
1.4. Cria documentos PDF’s compatí- teúdo para gráfico. Tais especificações
PDF Settings padrões veis com as configurações determinadas fazem parte da norma mundial de ISO.
Por default, o aplicativo traz sete confi- pelos padrões de documentação e arma- ♦ Press Quality
gurações diferentes que visam um do- zenamento. Compatibilidade com Acrobat 5 - PDF
cumento PDF específico para cada ne- ♦ PDF/X1a - 2001 1.4. Cria documentos PDF’s visando o
cessidade como pode ser visto abaixo: Compatibilidade com Acrobat 4 - PDF melhor conjunto de configurações para
1.3. Cria documentos PDF’s compatí- impressão profissional.
♦ Smallest File Size
Compatibilidade com Acrobat 5 - PDF
1.4. Cria documentos PDF’s visando a
visualização em tela e envio digital. É a
configuração que permite a criação de
arquivos extremamente compactos.
♦ Standart
Compatibilidade com Acrobat 5 - PDF
1.4. Cria documentos PDF’s compatí-
veis com os padrões tradicionais de im-
pressão e transmissão de documentos,
criados para o perfil corporativo.

Diário de Pernambuco
Você pode utilizar o PDF Settings
compatível com o PDF/X1a ou a con-
figuração própria do diário explicada a
seguir:

PDF Settings_General
Nessa janela de opções, é possível de-
terminar qual a compatibilidade dos
arquivos PDF em relação às outras ver-
sões do Acrobat, ajustes de resolução e
otimização, rotação automática das pá-
ginas e até mesmo das páginas que se-
rão convertidas para PDF. Mas se deve
tomar um pouco de cuidado com as op-
ções usadas quanto à compatibilidade,
pois aqui o mais novo pode não ser a
melhor opção. No Diário de Pernam-
©2006 Alexandre Keese | dtp.com.br | photopro.com.br

Manual Fechamento Alekeese.indd 10 1/28/06 2:13:03 PM


Normas e procedimentos para fechamento de arquivos  | 11

buco foi definido a versão 1.3 por man- PDF Settings_Images ♦ Run Lenght - processo que ocasio-
ter maior segurança e compatibilidade Quando converte arquivos, o Distiller na menor perda de informação para
com o RIP. interpola e/ou compacta imagens colo- imagens com grandes áreas de preto
Veja abaixo a descrição de algumas das ridas, em tons de cinza e monocromáti- e branco.
opções dessa tela: cas. Dependendo do setup esco­lhido, o Pela opção Policy, o Acrobat pode in-
tamanho do arquivo pode variar muito. dicar a existência de imagens em bai-
Essa janela de compactação permite xa resolução, o alerta acontece de três
dois valores de referência para as ima- formas diferentes: Ignore - para igno-
gens. O primeiro serve para indicar a rar, Warn and Continue - para alertar
resolução que as imagens a serem in- e Cancel Job para abortar o trabalho.
terpoladas devem chegar, e o segundo Vale aqui a segurança ativada a opção
indica que somente as imagens maiores Alert para imagens com resolução infe-
(ou menores, dependendo da escolha da rior a 150ppi.
interpolação) do que esse valor determi-
nado serão interpoladas. PDF Settings_Fonts
Existem diferentes tipos de compacta- Para converter um arquivo PS em um
ção. Veja abaixo qual é a me­lhor para PDF, o Distiller necessita de um acesso
cada elemento: às fontes utilizadas para que gere as in-
formações corretas. Isso pode ser feito
de diversas maneiras:
♦ Compatibility - define a versão do ♦ O arquivo PS deve ser fechado com
arquivo PDF. Escolha Acrobat 4.0 a inclusão das fontes.
(PDF 1.3). ♦ As fontes que não estão inseridas no
♦ Object-Level Compression: permite PS ou EPS podem ser inseridas no
a compactação de objetos, mas em momento em que o arquivo estiver
nosso caso pode criar problemas no sendo destilado, mas para isso de-
RIP, portanto deixe desligado. vem estar nos folders vigiados pelos
♦ Auto-Rotate Pages: desligado, pois Distiller.
é um recurso para documentos di- São compatíveis as fontes Type 1, True-
gitais. Tupe e Bitmap. Veja o que significa
♦ Binding - define a orientação do cada uma delas abaixo:
arquivo PDF para esquerda ou di- Type 1 - são fontes escalonáveis defini-
reita, alterando assim a visualização das por curvas Bélzier PostScript. Cria-
do documento e facilitando a iden- ♦ ZIP - trabalha bem em imagens das pela Adobe, são fontes que têm uma
tificação de erros no momento da com grandes áreas, similares ou pat- melhor performance no RIP.
verificação. terns repetitivos, assim como ima- TrueType - também escalonáveis, mas
♦ Resolution - pode variar de 72 a gens fotografadas de tela ou mesmo baseadas em curvas “quadra­tics” e não
4000 dpi, e especifica os valores pintura. Bélzier. Criadas pela Apple e Micro-
para objetos vetoriais e textos; o va- ♦ JPEG (Join Photographer Expert soft, devem ser convertidas para Type 1
lor indicado é 1200 dpi para a in- Group) - Processo usado para ima- ou Bitmap antes de serem ripadas. Esse
dústria de jornais. gens com grande quantidade de in- proce­dimento geralmente é transparen-
♦ Sequência de páginas: é sempre re- formações e detalhes; nesse processo te para os usuários.
comendado destilar todas as páginas existe perda de informação. Bitmap - são formas em bitmap não es-
do documento. ♦ JPEG 2000 - Foi inserido também calonáveis e possuem informações dife-
♦ Embed Thumbnails - cria e incor- a opção JPEG 2000, que é um novo rentes para cada tipo de tamanho.
pora thumbnails no PDF, deixe padrão para compactação de ima- Existe uma grande diferença entre a
desligado para resuzir o tempo de gens. opção Embed All Fonts e Sub-set Em-
processamento. ♦ Automatic - o Distiller determina bedbed Fonts..., pois quando o arquivo
♦ Optimize for Fast Web View: deixe qual o melhor processo de compac- vai ser impresso em dispositivos de alta
essa opção desligada, pois vai au- tação. resolução, as fontes devem sempre estar
mentar o tempo. ♦ CCITT - processo apropriado para incorporadas no PDF (Embed All Fonts
O Campo Default Page Size não tem imagens com profundidade de 1 bit. deve estar sempre ligado!) e, por con-
interferência para nós neste momento, Existem ainda variações do grupo sequência, a opção Subset... deve estar
pois o tamanho foi definido na criação 3 e 4 para que são similares àquelas também em 100%, tanto para pré-im-
do documento. usadas por fax. pressão como impressão, pois esse pro-

Manual Fechamento Alekeese.indd 11 1/28/06 2:13:05 PM


12 |  Normas e procedimentos para fechamento de arquivos

ainda escolher entre vários Settings de


conversões de cores; alguns desses set-
tings podem ser feitos no Photoshop e
o Distiller vai reconhecê-los para o ge-
renciamento de cores.
Se seu fluxo de trabalho já possui uma
calibração, é recomendado deixar as co-
res intactas para que fiquem com a mes-
ma informação dada pelo seu sistema;
essa também é a indicação do Diário,
portanto, escolha a opção Color Mana-
gement Off pelo menu Settings.
Ainda nessa tela, existem opções para
preservar as características do processo
cedimento faz com que o PDF utilize a de impressão, como overprint, também exemplo, deixe-a desligada, pois o tem-
fonte que está inserida nele ao invés de conhecidas como trapping, que são co- po de processamento será menor.
qualquer outra fonte seme­lhante encon- locadas por alguns aplicativos ou mes- Praticamente todas as opções dessa
trada no sistema operacional ou RIP. mo pelo usuário dependendo do com- tela devem estar sempre ligadas em um
A opção When Embedding Fails (quan- portamento das cores. fluxo destinado para High-End, e des-
do a fonte não for incorporada) pode- Informações de UCR e geração de preto ligadas quando estiver destinado para
mos escolher entre três opções, porém podem ser preservadas para serem man- Low-End.
a mais sensata para nossa área deve ser tidas dentro do documento e as opções •ASCII Format - Geralmente utiliza-
para cancelar o trabalho (Cancel Job). de Tranfer Functions ganham agora dos em textos processados em PC’s ou
novas opções onde se pode preservar, mesmo para aqueles arquivos que serão
Obs.: A partir da versão 7, o Acrobat deletar ou mesmo aplicar as caracterís- enviados por rede para computado-
permite ou não incorporar as fontes ticas que utilizadas pelos dispositivos de res que utilizem sistemas como DOS.
Open Type. saída, como por exemplo RIP’s rasteri- Deve ser usado somente quando o PDF
zando o arquivo. vai ser compartilhado em rede em com-
PDF Setting_color Com a opção Halftone selecionada, é putadores que não aceitam formato bi-
Dentro dessa opção, é possível trabalhar possível imprimir informações diferen- nário; caso essa opção seja ativada, pode
com gerenciamento de cores em arqui- tes, como pontos, retículas etc. aumentar o tamanho do arquivo.
vos PDF (Color Management System), É muito importante pensar que todas
onde estes assumem perfis de cores para essas informações mencionada serão ar- PDF Setting_Standards
que sua integridade seja a melhor pos- mazenadas no trabalho e somente usa- Permite que o distiller verifique e ateste
sível. Muitas novidades foram inseridas das quando compatíveis ao RIP. se o arquivo PDF foi construído dentro
nesta janela, como por exemplo a opção Continuando as novidades da versão 7, dos padrões ISO para a indústria grá-
de para intenção de renderização. o Acrobat insere a opção Convert All to fica, conhecidos por PDF/X ou mes-
Existem opções para determinar quais CMYK que converter todos os elemen- mo usando opções para documentação
os espaços de cores ou os perfis ICC tos com cores fora do universo CMYK e armazenamento conhecidos como
para Gray, RGB e CMYK que serão para CMYK. PDF/A.
anexados aos arquivo PDF. Pode-se Deixe desligado a verificação dos stan-
Job options_advanced dards pela opção Copliance Standard.
Use a próxima tela como modelo para
sua configuração ou peça para o time do
Diário o PDF Setting pronto.
Nessa janela, são determinadas quais
informações seguirão no PDF de acor-
do com o fluxo de trabalho, pois são
muito importantes para a constituição
do arquivo e para a forma como o mes-
mo será processado no RIP.
Mas não se esqueça de que seu RIP
também deve ser compatível com essa
opção. Caso seu fluxo não utilize co-
res especiais, como em um jornal, por
©2006 Alexandre Keese | dtp.com.br | photopro.com.br

Manual Fechamento Alekeese.indd 12 1/28/06 2:13:07 PM