Você está na página 1de 24

Art. 5º...

(Texto de Lei)

a)Correta.

XIV - é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando


necessário ao exercício profissional;

Demais alternativas conforme CF.

b) e c) XXXIII - todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse
particular, ou de interesse coletivo ou geral, que serão prestadas no prazo da lei, sob pena de
responsabilidade, ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade
e do Estado;

d) XXXIV - são a todos assegurados, independentemente do pagamento de taxas:

a) o direito de petição aos Poderes Públicos em defesa de direitos ou contra ilegalidade ou


abuso de poder;

b) a obtenção de certidões em repartições públicas, para defesa de direitos e esclarecimento


de situações de interesse pessoal;

a) O direito à liberdade é vedado na Constituição Federal de 1988.

Errado. Exatamente o oposto: a CF/88 assegura o direito à liberdade, conforme se verifica, por
exemplo, no art. 5º, caput, CF: Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer
natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade
do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

b) A Constituição Federal de 1988 procura negar a construção de uma sociedade pluralista.

Errado. Observe o preâmbulo: Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em


Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar
o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o
desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna,
pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna
e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de
Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

c) A Constituição Federal de 1988 procura impedir o exercício dos direitos individuais.

Errado. Vide preâmbulo, no item "b".

d) A Constituição de 1988 procura atrapalhar as ações voltadas à solução pacífica das


controvérsias.

Errado. Vide preâmbulo, no item "b".

e) A Constituição Federal de 1988 procura assegurar o exercício dos direitos sociais.

Correto e, portanto, gabarito da questão. Vide preâmbulo e art. 6º, CF: Art. 6º São direitos
sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o lazer, a
segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos
desamparados, na forma desta Constituição.

PRINCÍPIO DA MÁXIMA EFETIVIDADE OU PRINCÍPIO DA EFICIÊNCIA OU PRINCÍPIO DA


INTERPRETAÇÃO EFETIVA.

Segundo esse princípio, na interpretação das normas constitucionais, deve-se atribuir-lhes o


sentido que lhes empreste maior eficácia, ou seja, orienta os aplicadores da lei maior para que
interpretem as suas normas em ordem a otimizar-lhes a eficácia, mas sem alterar o seu
conteúdo. Atualmente é costumeiramente utilizado no âmbito dos direitos fundamentais, de
forma a reconhecem-lhe a maior eficácia possível.

A) A soberania é um fundamento da República Federativa do Brasil, CF, Art. 1º, inciso I;


B) Assim, como a Soberania, o pluralismo político também é um dos fundamentos da
República Federativa do Brasil, CF, Art. 1º, inciso V;

C) A dignidade da pessoa humana é um fundamento da República Federativa do Brasil, CF, art.


1º, inciso III. Já a construção de uma sociedade livre, justa e solidária é um objetivo
fundamental, CF, art. 3º, inciso I.

D) Garantir o desenvolvimento nacional é um objetivo fundamental da República Federativa


do Brasil, CF, art. 3º, inciso II;

E) Promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer
outras formas de discriminação, constitui um objetivo fundamental da República Federativa do
Brasil. GABARITO. CF, art. 3º IV.

Art. 5º § 3º Os tratados e convenções internacionais sobre direitos humanos que forem


aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos, por três quintos dos votos
dos respectivos membros, serão equivalentes às EMENDAS CONSTITUCIONAIS.

Art. 5° Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos
brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade,
à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

Parágrafo 2° Os direitos e garantias expressos nesta constituição não excluem outros


decorrentes do regime e dos princípios por ela adotados, ou dos tratados internacionais em
que a República Federativa do Brasil seja parte.

A partir do parágrafo 2° da Constituição Federal da Republica podemos inferir que o Rol de


Direitos humanos previstos na CF/88 é meramente Exemplificativo, ou seja, eles podem ser
expandidos por emendas e tratados de direitos humanos, mas não podem ser reduzidos.

Parágrafo 3° Os tratados e convenções internacionais sobre direitos humanos que forem


aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos, por três quintos dos votos
dos respectivos membros, serão equivalentes às emendas constitucionais.
Art. 13. da CF: A língua portuguesa é o idioma oficial da República Federativa do Brasil.

Os direitos fundamentais de primeira dimensão são os ligados ao valor liberdade, são os


direitos civis e políticos. São direitos individuais com caráter negativo por exigirem
diretamente uma abstenção do Estado, seu principal destinatário.

Ligados ao valor igualdade, os direitos fundamentais de segunda dimensão são os direitos


sociais, econômicos e culturais. São direitos de titularidade coletiva e com caráter positivo,
pois exigem atuações do Estado.

Os direitos fundamentais de terceira geração, ligados ao valor fraternidade ou solidariedade,


são os relacionados ao desenvolvimento ou progresso, ao meio ambiente, à autodeterminação
dos povos, bem como ao direito de propriedade sobre o patrimônio comum da humanidade e
ao direito de comunicação. São direitos transindividuais, em rol exemplificativo, destinados à
proteção do gênero humano.

Por fim, introduzidos no âmbito jurídico pela globalização política, os direitos de quarta
geração compreendem os direitos à democracia, informação e pluralismo.

XIII - é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações


profissionais que a lei estabelecer;

IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,


independentemente de censura ou licença;

XIV - é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando


necessário ao exercício profissional;

X - são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o
direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante;


Art. 1º, CF. A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania;

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes
eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição
Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo
e o Judiciário

Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo
e o Judiciário.

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes
eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania
III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes
eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo
e o Judiciário.

A) O direito à liberdade é vedado na Constituição Federal de 1988.

A liberdade é um DIREITO INDIVIDUAL GARANTIDO.

B) A Constituição Federal de 1988 procura negar a construção de uma sociedade pluralista.

Um dos objetivos fundamentais da República Federativa é construir uma SOCIEDADE LIVRE,


JUSTA E SOLIDÁRIA.

C) A Constituição Federal de 1988 procura impedir o exercício dos direitos individuais.

A CF/88 busca GARANTIR os direitos individuais.

D) A Constituição de 1988 procura atrapalhar as ações voltadas à solução pacífica das


controvérsias.

Um dos direitos individuais é GARANTIR a solução pacífica.


Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

> construir uma sociedade livre, justa e solidária;

> garantir o desenvolvimento nacional;

> erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

> promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer
outras formas de discriminação.

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes
eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.
Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo
e o Judiciário

Fundamentos

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania;

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Separação dos poderes

Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicosentre si, o Legislativo, o Executivo e


o Judiciário.

Objetivos

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;

II - garantir o desenvolvimento nacional;


III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer
outras formas de discriminação.

Princípios nas relações internacionais

Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos
seguintes princípios:

I - independência nacional;

II - prevalência dos direitos humanos;

III - autodeterminação dos povos;

IV - não-intervenção;

V - igualdade entre os Estados;

VI - defesa da paz;

VII - solução pacífica dos conflitos;

VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo;

IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;

X - concessão de asilo político.


Fundamentos

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania;

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Separação dos poderes

Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicosentre si, o Legislativo, o Executivo e


o Judiciário.

Objetivos

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;

II - garantir o desenvolvimento nacional;

III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;


IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer
outras formas de discriminação.

Princípios nas relações internacionais

Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos
seguintes princípios:

I - independência nacional;

II - prevalência dos direitos humanos;

III - autodeterminação dos povos;

IV - não-intervenção;

V - igualdade entre os Estados;

VI - defesa da paz;

VII - solução pacífica dos conflitos;

VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo;

IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;

X - concessão de asilo político.


Fundamentos

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania;

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Separação dos poderes

Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicosentre si, o Legislativo, o Executivo e


o Judiciário.

Objetivos

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;

II - garantir o desenvolvimento nacional;

III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;


IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer
outras formas de discriminação.

Princípios nas relações internacionais

Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos
seguintes princípios:

I - independência nacional;

II - prevalência dos direitos humanos;

III - autodeterminação dos povos;

IV - não-intervenção;

V - igualdade entre os Estados;

VI - defesa da paz;

VII - solução pacífica dos conflitos;

VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo;

IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;

X - concessão de asilo político.


Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:

I - a soberania;

II - a cidadania

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes
eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.

Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo
e o Judiciário.

CF/88

Preâmbulo

Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para


instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e
individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça
como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na
harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das
controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA
REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.
Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;

II - garantir o desenvolvimento nacional;

III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer
outras formas de discriminação.

ART.1 DA CF/88

A República Federativa do Brasil, formada pela a inião indissolúvel dos Estados e Municípios e
do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

I- a SOberania;

II-a CIdadania;

III-a DIgnidade da pessoa humana;

IV-os VAlores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V-o PLUralismo político.

Art. 3º Constituem objetivos (sempre são VERBOS) fundamentais da República Federativa do


Brasil:

I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;


II - garantir o desenvolvimento nacional;

III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e
quaisquer outras formas de discriminação

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e
Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
FUNDAMENTOS:

I - a soberania;

II - a cidadania

III - a dignidade da pessoa humana;

IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.

Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos
seguintes princípios: PRINCÍPIOS DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS

ART.1 DA CF/88

A República Federativa do Brasil, formada pela a inião indissolúvel dos Estados e Municípios e
do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

I- a SOberania;
II-a CIdadania;

III-a DIgnidade da pessoa humana;

IV-os VAlores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V-o PLUralismo político.

Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos
seguintes princípios:

I - independência nacional;

II - prevalência dos direitos humanos;

III - autodeterminação dos povos; (Alternativa "B" CORRETA!)

IV - não-intervenção;

V - igualdade entre os Estados; ( A alternativa "A" chama de Desigualdade entre os Estados)

VI - defesa da paz;

VII - solução pacífica dos conflitos; (Alternativa "C" CORRETA!)

VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo;

IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade; (Alternativa "D" CORRETA!)


X - concessão de asilo político. (Alternativa "E" CORRETA!)

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;

II - garantir o desenvolvimento nacional;

III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer
outras formas de discriminação.

DICA BÁSICA E OBJETIVA: SE TEM VERBO É OBJETIVO. SE NÃO TEM É FUNDAMENTO.

Art. 1º da CF: ''A República Federativa do Brasil (RFB), formada pela união indissolúvel dos
Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e
tem como fundamentos:

I - a soberania;

lI - a cidadania;

III- a dignidade da pessoa humana;

IV -os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

V - o pluralismo político.
Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos
seguintes princípios:

I - independência nacional;

II - prevalência dos direitos humanos;

III - autodeterminação dos povos;

IV - não-intervenção;

V - igualdade entre os Estados;

VI - defesa da paz;

VII - solução pacífica dos conflitos;

VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo;

IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;

X - concessão de asilo político.

Parágrafo único. A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política,


social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-
americana de nações.

a) Independência nacional; prevalência dos direitos humanos e intervenção nos estados


estrangeiros.

b) Defesa da paz; solução pacífica dos conflitos; e cooperação ao terrorismo e ao racismo.


Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos
seguintes princípios:

I - independência nacional;

II - prevalência dos direitos humanos;

III - autodeterminação dos povos;

IV - não-intervenção;

V - igualdade entre os Estados;

VI - defesa da paz;

VII - solução pacífica dos conflitos;

VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo;

IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;

X - concessão de asilo político.

Parágrafo único. A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política,


social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-
americana de nações.

A) Independência nacional; prevalência dos direitos humanos e intervenção nos estados


estrangeiros.

B) Defesa da paz; solução pacífica dos conflitos; e cooperação ao terrorismo e ao racismo.


C) Independência nacional; prevalência dos direitos humanos e não-intervenção.(GABARITO)

D) Cooperação entre os povos para o progresso da humanidade; não concessão de asilo


político e repúdio ao terrorismo e ao racismo.

E) Autodeterminação dos povos; igualdade entre os Estados; e prevalência dos direitos não
humanos.

Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos
seguintes princípios:

I - independência nacional;

II - prevalência dos direitos humanos;

III - autodeterminação dos povos;

IV - não-intervenção;

V - igualdade entre os Estados;

VI - defesa da paz;

VII - solução pacífica dos conflitos;

VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo;

IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;

X - concessão de asilo político.


Parágrafo único. A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política,
social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-
americana de nações.

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

I - construir uma sociedade livre, justa e solidária;

II - garantir o desenvolvimento nacional;

III - erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer
outras formas de discriminação.

ART.1 DA CF/88

A República Federativa do Brasil, formada pela a inião indissolúvel dos Estados e Municípios e
do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

I- a SOberania;

II-a CIdadania;

III-a DIgnidade da pessoa humana;

IV-os VAlores sociais do trabalho e da livre iniciativa;


V-o PLUralismo político.