Você está na página 1de 10

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO


FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE
CURSO DE MEDICINA

PLANO DE ENSINO

I – DADOS DE IDENTIFICAÇÃO
Curso: Medicina

Disciplina: Interação Ensino – Saúde na Comunidade I Período Letivo: 2016/01

Crédito: 0.0.0.6.0 Carga Horária: 90 h


Professores: Fabíola Beppu Muniz Ransdorf; Geani Teixeira Hermidorff; Leila Valderes Souza Gattass, Rose Margarethe Costa.

II – EMENTA
Conhecimento dos princípios, das propostas e das diretrizes da Gestão Estadual do Sistema Único de Saúde (SUS); Reconhecimento da Implantação e da
identificação da Estratégia de Saúde da Família (ESF) como estratégia de mudança e promoção à saúde; Realização de visitas domiciliares como estratégia de
aproximação das práticas, dos valores e conhecimentos de todos os sujeitos envolvidos no processo de promoção social da saúde.

III – OBJETIVOS
O projeto pedagógico de ensino norteou a construção de atividades da atenção básica à saúde, e os cenários reais, envolvendo o corpo docente e discente do
curso de Medicina na graduação para:

1. Interagir e vincular a universidade com os serviços de saúde e a comunidade, inserindo o aluno de Medicina no cotidiano de trabalho em Unidades de
Saúde: a Unidade Básica de Saúde (UBS) e a Unidade de Saúde da Família (USF);
2. Criar a oportunidade de conhecer os modelos de atenção à saúde de uma população, o trabalho em equipe, o planejamento em saúde, e de refletir
sobre esses modelos;
3. Possibilitar a observação do trabalho de uma equipe de ESF, no domicílio e na comunidade, conhecendo a necessidade de saúde das pessoas;
4. Sensibilizar para o desenvolvimento de práticas educacionais e pedagógicas que facilitem o compartilhar de conhecimentos e informações;
5. Conhecer os princípios, as propostas e as diretrizes da Gestão Estadual do Sistema Único de Saúde (SUS);
6. Conhecer as propostas, diretrizes e equipamentos de referência e contra referência das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e das Unidades de Saúde da
Família (UFS);
7. Conhecer a implantação da Estratégia de Saúde da Família (ESF), através de levantamento de dados da população e o registro das informações no
SIAB, da delimitação da territorialização, e da composição e funções da equipe de saúde da família, além do treinamento das agentes comunitárias (ACS).
8. Participar das atividades propostas pela ESF;
9. Entender a Saúde da Família como estratégia de mudança e promoção à saúde, através de levantamento de problemas, discussão e propostas de
solução para estes problemas;
10. Repensar práticas, valores e conhecimentos de todas as pessoas envolvidas no processo de produção social da saúde, além da relação médico-
paciente;
11. Saber trabalhar em equipe, planejando ações, analisando a realidade local e propondo ações sobre as condições sanitárias da população, das famílias e
suas inter-relações, com os indivíduos da área abrangida pela USF;

Realizar as visitas domiciliares para conhecer e acompanhar as condições de vida e saúde das famílias, quanto as suas características sociais e epidemiológicas, os
problemas de saúde e de vulnerabilidade aos agravos de saúde, como as condições ambientais dentro de sua área de influência e abrangência.
IV – ATIVIDADES 1ª ETAPA
 Apresentação da SMS de Cáceres;
 Visita à Rede de Atenção da região de sua Unidade de Saúde da Família;
 Apresentação da USF e da ESF;
 Reconhecimento da área de abrangência da USF;
 Reconhecimento da micro área de abrangência da ESF a qual ficará vinculado;
 Acompanhar a rotina de cadastramento e seguimento de famílias do ACS;
 Levantamento dos problemas da comunidade com os profissionais da ESF;
 Apresentação final das atividades.

V – CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
05/04/2016: Integralização dos acadêmicos do Curso de Medicina

12/04/2016: Apresentação do plano de aula IESC demais docentes do IESC I; 2- Divisão dos grupos de alunos e definição dos seus respectivos docentes e Unidades
Básicas de Saúde; 3- Sorteio dos temas para apresentação de Seminários.

19/04/2016 e 26/04/2016: Apresentação dos seminários sobre o SUS:


1- Contextualização histórica das Políticas de Saúde no Brasil;
2- Estratégia de Saúde da Família;
3 – Programas de Saúde da Família (saúde da mulher, saúde da criança e saúde do idoso);
4 – Instrumentos de vulnerabilidade utilizados na ESF (Genograma e Ecomapa);
5- Financiamento do SUS.

03/05/2016: Palestra sobre Políticas da Rede de Atenção Básica


10/05/2016: Visita às Unidades de Saúde do Município

Palestra sobre Atuação da Homeopatia na Prevenção da Doença Maligna (noite)


17/05/2016: Palestra com a Coordenadora da Atenção Básica do Município.

24/05/2016: Palestra sobre Medicina da Família.

31/05/2016: Na visita domiciliar conforme a definição prévia da coordenação da disciplina IESC, o aluno trabalhará com o ACS, em co-responsabilidade e escolherá
seis famílias para o acompanhamento durante as atividades a serem desenvolvidas no semestre; Reconhecimento da área de abrangência da USF; Reconhecimento
da microárea de abrangência da ESF ao qual ficará vinculado; Levantamento dos problemas da comunidade com os profissionais da ESF; Reunião com as lideranças
comunitária e ESF para discussão dos problemas, definição de prioridades e propostas de intervenção, quando necessário.

07/06/2016: Visita domiciliar

14/06/2016: Visita domiciliar

21/06/2016: Visita domiciliar

28/06/2016: Visita domiciliar

02/07/2016: (sábado) – Mutirão de Saúde


05/07/2016: Visita domiciliar e entrega dos portfólios

12/07/2016 - Férias

02/08/2016: Sessão Plenária: Sessão Plenária para discussão interativa entre todos os grupos para reflexão, e apresentação de relatório das atividades realizadas no
semestre para a consolidação das informações e aprendizagem adquiridas e possíveis soluções encontradas. Entrega do Portfólios

09/08/2016: Sessão Plenária: Sessão Plenária para discussão interativa entre todos os grupos para reflexão, e apresentação de relatório das atividades realizadas no
semestre para a consolidação das informações e aprendizagem adquiridas e possíveis soluções encontradas. Entrega do Portfólios

16/08/2016: Prova

20/08/2016: Feedback e entrega de notas aos alunos

23/08/2016: Prova final


VI – METODOLOGIA
Na metodologia definida, os 33 alunos do primeiro semestre do curso de Medicina foram divididos em 05 grupos, sendo que 04 grupos com 07 alunos e 01 grupo
com 06 alunos, para desenvolverem práticas na ESF, atuando nas Unidades Básicas de Saúde Municipais. Integrado as Unidades de Saúde da Família, com
duração de 4 horas semanal e vinte horas por módulo.
Ao iniciar os trabalhos, solicita-se ao coordenador da UBS que informe aos alunos e professores as características da unidade local, como área de abrangência,
população atendida, membros da equipe da unidade, número de consultas realizadas pelos setores, programas efetuados, fluxo da unidade e perspectivas do
trabalho.
Tal oportunidade permite que o aluno entenda, na prática, as semelhanças e diferenças entre as duas estratégias na atenção à saúde, em cenários reais, no trabalho
cotidiano, nas relações com o usuário e a comunidade.
Os alunos realizarão as ações durante o horário regular da disciplina IESC, momento em que são apresentadas as atividades programadas e efetuadas as divisões
dos grupos de alunos, por unidade de saúde.
Todos são orientados a conhecer os locais de trabalho de campo durante a semana. Num segundo momento, são revistas as ações propostas para cada grupo e
apresentados os instrumentos de coleta de dados, a serem preenchidos durante a atividade.
Um docente do curso de Medicina fica responsável pelo grupo de alunos, em cada uma das unidades de saúde, como facilitador para a realização das atividades
propostas.
Assim, cada aluno tem a missão de realizar visitas domiciliares, e nas visitas domiciliares acompanhado do ACS utilizará de instrumentos para o cadastramento
das famílias onde serão colhidos de acordo com o protocolo da Secretaria Municipal de Saúde.
Observe-se que esses instrumentos simples não interferem na observação nem na reflexão da ação, servem somente de apoio para a tarefa interativa e reflexiva
proposta.

VII – AVALIAÇÃO
O processo de avaliação (AV) na disciplina IESC será feito através de:

 Avaliação 1 (nota de grupo): Apresentação do Seminário + Plenária do fim do semestre = 10,0 pontos
 Avaliação 2: Avaliação Processual Diária = 10,0 pontos
 Avaliação 3: Portfólio Reflexivo = 10,0 pontos
 Avaliação 4: Prova Escrita = 10,0 pontos
Sendo a média final obtida através da equação:
MÉDIA FINAL DO SEMESTRE = (AV 1 + AV 2 + AV 3 + AV 4) / 4

APRESENTAÇÃO DO SEMINÁRIO E PLENÁRIA:


A avaliação do seminário será feita através de formulário com critérios padronizados, sendo estes critérios apresentados aos alunos antes da apresentação.
Plenária (ANEXO 4):
Ao final do semestre, os quatro grupos de trabalho serão reunidos em uma sessão plenária para discutir e apresentar suas experiências, bem como as informações
colhidas e contextualizadas, com reflexões sobre facilidades e/ou dificuldades no desenvolvimento das atividades proposição de ações a serem executadas.
AVALIAÇÃO PROCESSUAL DIÁRIA:
Um questionário será aplicado pelo professor (Avaliação Processual Diária – ANEXO 1) ao final de cada aula semanal do IESC para verificar se as metas esperadas
de aproveitamento foram atingidas, além das experiências e desempenho individual.
PORTFÓLIO REFLEXIVO:
Na avaliação do portfólio do aluno será observada a capacidade de leitura e compreensão da realidade vivenciada pelo mesmo em suas atividades de acordo com as
orientações estabelecidas pela disciplina. Aspectos avaliados no portfólio:
Narrativa reflexiva: retrata a vivência individual, apresenta a reflexão sobre o fato, reflexão sobre si mesmo e a relação com o desempenho.
Síntese Provisória: sinaliza a síntese da vivência individual e grupal dos conhecimentos prévios e das lacunas de conhecimentos, levanta hipóteses e formula
questões de aprendizagem e a avaliação dessa ação.
Busca qualificada: contempla vivência individual da sistematização da busca realizada a partir de critérios qualificados de escolha das fontes, registra como o
estudante responde as questões, traz o fichamento da fonte à referência.
Nova Síntese: evidencia a síntese da vivência individual e grupal das respostas às questões de aprendizagem, com aprofundamento conceitual e científico, traz a
relação do que foi estudado/apreendido com a prática com intenção de transformá-la e a avaliação dessa ação.
O aluno deve descrever as atividades do portfólio no “FORMULÁRIO DE ORGANIZAÇÃO DO PORTFÓLIO” (ANEXO 2). As orientações de como descrever o
portfólio estão descritas no ANEXO 3 – “FICHA DE ACOMPANHAMENTO DA ATIVIDADE DO PORTFÓLIO”.

PROVA ESCRITA:
A prova será ao final do semestre podendo contemplar questões objetivas e/ou descritivas a serem elaboradas pelos professores da disciplina referentes aos
conteúdos abordados no semestre.
VIII – REFERÊNCIAS
BÁSICAS:

BASTOS A.C.S. A família enquanto contexto de desenvolvimento humano: Implicações para a investigação em Saúde. Revista Ciência Saúde Coletiva. 1998;

CAMPOS, G. W. S. Tratado de saúde coletiva. 2 ed. 1. Rio de Janeiro: Fiocruz., 2009;

CUNHA G.T. A construção da clínica ampliada na Atenção Básica. 2ª ed. São Paulo: Hucitec; 2007;

FERNANDES A.S.; SECLEN-PALACIN J. Experiências e desafios da atenção básica e saúde da família: caso Brasil. Brasília: OPS; 2004;

MERHY E.E.; MAGALHÃES JÚNIOR H.M., RIMOLI J.; FRANCO T.B.; BUENO W.S. O trabalho em saúde: olhando e experienciando o SUS no cotidiano. 2ª
ed. São Paulo: Hucitec; 2004.  

COMPLEMENTARES:
BALINT, M. O médico, seu paciente e a doença. 2.ed. Rio de Janeiro: Atheneu, 2005. 291p.;

COSTA, E. M. A. Saúde da família: uma abordagem interdisciplinar, Rio de Janeiro: Rubio, 2004. 195p.;

GONÇALVES R.B.M. Tecnologia e Organização Social das Práticas de Saúde. São Paulo: Hucitec; 1994;

Ministério da Saúde – Brasil. Humaniza SUS: Política Nacional de Humanização. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

NOGUEIRA R.P. O Trabalho em Serviço de Saúde. Organização do cuidado a partir de problemas: uma alternativa metodológica para atuação da equipe
de Saúde da Família. Brasília: MS/OPAS/OMS; 2000.         

_____________________________________________
Profª. Leila Valderez Souza Gattass

______________________________________________
Profª. Rose Margarethe Costa

______________________________________________
Profª. Geani Teixeira Hermidorff

______________________________________________
Profª. Fabíola Beppu Muniz Ransdorff

______________________________________________
Profª.

Você também pode gostar