Você está na página 1de 14

Para mudar sua vida, sua célula e nossa igreja

Guia Devocional
Isaías 58. 1 a 12
Apresentação
Chegou o momento de unir-nos para um tempo de jejum e oração na presença de Deus. Temos tanta
convicção da necessidade e da urgência deste período. Como precisamos de Deus! Como precisamos nos
consagrar mais radicalmente a ele e a seus propósitos.
Por isso, convocamos toda a igreja, discipuladores, líderes de Células e de ministérios, professores e todos
os membros da PIBI para um período de 21 dias de clamor e consagração a Deus em oração e jejum.
Cremos que estes dias de oração e jejum serão tremendos diante do Pai e veremos um mover do Espírito
Santo em nosso meio. À medida que você avançar no jejum ao longo desse período começará a sentir mais
fortemente a presença de Deus. Cremos que o jejum é uma arma muito poderosa dada pelo Senhor à sua
igreja e se o buscarmos de todo coração, temos a certeza de que ele nos inundará do seu poder. Isso
resultará em bênçãos para nós, para nossa família e na salvação de muitas e muitas vidas. Cremos que o
Espírito Santo o encherá de uma grande alegria e um refrigério espiritual como poucas vezes você provou
antes. Sua fé será fortalecida e você receberá uma sensibilidade espiritual que liberará uma nova unção
sobre sua vida.
Para que isso aconteça, vamos pagar um preço de oração e jejum, em unidade com toda a igreja e com
sério comprometimento pessoal.

1
1. Sobre o Jejum
Na Palavra de Deus, o jejum está ligado à abstenção de alimentos para finalidades espirituais; não é greve de
fome com finalidade de barganhar com Deus e “merecer” sua bênção; não é dieta para propósitos físicos,
mas é para concentrar-nos em objetivos espirituais.
Muitas pessoas não gostam do jejum porque o associam a práticas ascéticas extremistas da idade média, ao
farisaísmo, a algum tipo de penitência, ou simplesmente porque têm medo de sofrer problemas físicos como
dores de cabeça, fraqueza ou tonturas.
Mas o fato é que a oração e o jejum são extremamente benéficos para a vida do crente; Jesus os praticou e
fortemente os recomendou aos seus discípulos. Quando tratou do jejum, Jesus se preocupou com a questão
da verdadeira motivação, Mateus 6.16-18. Não podemos pensar que o jejum tenha poder de mudar a Deus ou
forçá-lo a fazer algo que ele já tenha dito que faria.
Precisamos entender que o jejum está centrado em Deus: é para buscá-lo, para adorá-lo e para dedicar-nos
totalmente a ele e experimentarmos a sua vontade para nós. A profetiza Ana adorava com jejuns, Lc 2. 36 e
37; os profetas e mestres da igreja de Antioquia jejuavam, At 13.2; Deus pergunta para quem jejuamos, Zc 7.5.
O jejum é instrumento para a disciplina do corpo, 1 Co 9.27; é uma forma poderosa de nos humilhar diante de
Deus, Sl 35.13, Is 58.9, 14, e Jesus ainda declarou que esperava que seus discípulos jejuassem, Mt 9.15.

2. Orientações para o jejum


• Defina um tipo de jejum: Há muitos tipos de jejuns. Defina um que seja mais apropriado para você:
a) Jejum com uma refeição por dia, apenas o jantar ou o almoço;
b) Jejum de Daniel, com abstenção de todo tipo de carne, doces, refrigerantes, açúcar, adoçante ou qualquer
tipo de manjar;
c) Jejum de meio período (6 horas de jejum), das 6h da manhã até às 12h, ou, das 12h às 18h, ou ainda, das
18h às 24h.
d) Jejum de 12 horas, das 06h às 18h ou das 12h às 24h.
e) Jejum completo de 24 horas apenas com água, por um período máximo de três dias e depois voltando para
um dos tipos de jejum acima.
f) ATENÇÃO:
1- Não é necessário vir para o templo para jejuar, o jejum pode ser feito em sua rotina normal de trabalho,
quer seja em casa (no caso das donas de casa) ou em seu trabalho secular.
2- É um tempo específico onde estaremos apresentando a vida da igreja, em suas direções definidas: 1- PELA
SANTIDADE DA IGREJA E 2- PELO FORTALECIMENTO ESPIRITUAL DA MESMA.
3- Quem define o tipo de jejum que irá fazer é você, olhe para as orientações e opções acima e defina em
oração, lembrando que o que importa é jejuar todos os 21 dias.

3. Orientações para a oração:


• Dedique diariamente pelo menos uma hora completa para a oração, podendo esta ser alcançada
dividindo-se o período de 1h em subperíodos de 20 minutos. Uma sugestão seria 20 minutos pela manhã, 20
minutos à tarde e 20 minutos à noite.
• Prepare-se espiritualmente para esta campanha.
→ Peça ajuda ao Espírito Santo. Comece o jejum com arrependimento, confessando cada pecado que o
Espírito lhe mostrar e creia no perdão do Senhor.
→ Perdoe a qualquer um que o tenha ofendido. Não ore e jejue com o coração amargurado.
→ Se seu pecado exige restituição ou conserto com alguém, faça-o logo no começo do seu jejum.
→ Busque o enchimento do Espírito Santo. Use músicas de adoração, prostre-se diante de Deus de joelhos.
→ Reconheça Jesus como Senhor e recuse-se a fazer sua própria vontade.
→ Dedique tempo louvando a Deus e agradecendo pelo que ele fará. Coloque expectativas no seu coração
pelo mover de Deus. Creia nos milagres e tenha uma atitude de louvor e gratidão. Creia que Deus é o mesmo
e não muda, e que como ele agiu com Daniel, assim fará com você: "Não tenha medo, Daniel. Desde o
primeiro dia em que você decidiu buscar entendimento e humilhar-se diante do seu Deus, suas palavras
foram ouvidas, e eu vim em resposta a elas. Daniel 10.12.
→ Ore forte por alguns alvos que estabelecemos para toda a igreja:

2
a) Pela liderança e seus familiares - pastores, conselho administrativo, discipuladores, líderes de Células e
professores.
b) Pelas Células da igreja – pelas reuniões das Células, por unidade, renovação espiritual, pela transformação
da vida dos novos convertidos, pelos líderes em treinamento, pelo crescimento das Células, pelos eventos de
colheita, pela multiplicação, que é a grande meta e evidência de Célula forte.
c) Pela estação do crescimento – que cumpramos a vontade de nosso Senhor que deseja que testemunhemos
e geremos muitos filhos para o Pai. Peça a Deus que lhe dê o privilégio de alcançar e ultrapassar seu alvo este
ano: +1 para Jesus.
d) Pela PIBI – por avivamento espiritual (traduza isso como vida consagrada no altar de Deus), por operação
de maravilhas entre nós (para que Deus possa curar os enfermos no âmbito físico e espiritual), pelas famílias,
pelos jovens, pelas crianças e para que sejam frustrados todos os esforços do inimigo para tentar impedir
esta obra que é de Deus.

4. Leitura do Guia Devocional


Durante os 21 dias, todos leremos o Guia Devocional “21 dias de transformação”, preparado pela liderança da
PIBI. Ele contém 21 pequenas mensagens, uma para cada dia, desenvolvidas a partir do texto de Isaías 58.1-
12. Naquela ocasião, Deus estava muito incomodado com o comportamento do seu povo e enviou uma
palavra de exortação pelo profeta Isaías. O povo tinha interesse nas coisas de Deus e estava desejoso de
conhecer os caminhos do Senhor. Buscava pela justiça de Deus e ainda jejuava e se humilhava; entretanto,
nada acontecia. Não havia resposta. Quais eram os problemas daquele povo? Quais eram as suas motivações?
Por que Deus mandou anunciar o seu pecado? Quais eram as promessas de Deus para aquele povo?
• A leitura do Guia Devocional é parte de nossa campanha de jejum e oração.
• Memorize o texto de Isaías 58.1-12.
• Reserve parte do tempo do seu devocional diário para ler a mensagem e meditar sobre ela. Use o texto de
Isaías 58.1-12 juntamente com as mensagens para guiá-lo nestes 21 dias de jejum e oração.
• Peça ao Senhor para trabalhar intensamente em você e para que suas tremendas promessas se tornem
realidade em sua vida.
• Não leia o Guia Devocional todo de uma vez. Leia apenas uma mensagem por dia. Cada mensagem
corresponde a um dia de jejum e oração e terá um tema edificante e desafiador.
Estamos prontos para começar. Vamos ser muito abençoados e toda a igreja sentirá o reflexo de discípulos
mais fortes e cheios do Espírito Santo. Lembre-se de que os 21 dias de jejum e oração serão um desafio para
todos, você e sua Célula.
Que Deus se agrade de nós e nos abençoe ricamente.
Tudo somente por ele e para ele!
Pr. Alexandre

3
Isaías 58:1-12
Nova Versão Internacional

1 "Grite alto, não se contenha! Levante a voz como trombeta. Anuncie ao meu povo a rebelião dele, e à
comunidade de Jacó, os seus pecados.
2 Pois dia a dia me procuram; parecem desejosos de conhecer os meus caminhos, como se fossem uma nação
que faz o que é direito e que não abandonou os mandamentos do seu Deus. Pedem-me decisões justas e
parecem desejosos de que Deus se aproxime deles.
3 ‘Por que jejuamos’, dizem, ‘e não o viste? Por que nos humilhamos, e não reparaste? ’ Contudo, no dia do
seu jejum vocês fazem o que é do agrado de vocês, e exploram os seus empregados.
4 Seu jejum termina em discussão e rixa, e em brigas de socos brutais. Vocês não podem jejuar como fazem
hoje e esperar que a sua voz seja ouvida no alto.
5 Será esse o jejum que escolhi, que apenas um dia o homem se humilhe, incline a cabeça como o junco e se
deite sobre pano de saco e cinzas? É isso que vocês chamam jejum, um dia aceitável ao Senhor?
6 "O jejum que desejo não é este: soltar as correntes da injustiça, desatar as cordas do jugo, pôr em liberdade
os oprimidos e romper todo jugo?
7 Não é partilhar sua comida com o faminto, abrigar o pobre desamparado, vestir o nu que você encontrou, e
não recusar ajuda ao próximo?
8 Aí sim, a sua luz irromperá como a alvorada, e prontamente surgirá a sua cura; a sua retidão irá adiante de
você, e a glória do Senhor estará na sua retaguarda.
9 Aí sim, você clamará ao Senhor, e ele responderá; você gritará por socorro, e ele dirá: Aqui estou. "Se você
eliminar do seu meio o jugo opressor, o dedo acusador e a falsidade do falar;
10 se com renúncia própria você beneficiar os famintos e satisfizer o anseio dos aflitos, então a sua luz
despontará nas trevas, e a sua noite será como o meio-dia.
11 O Senhor o guiará constantemente; satisfará os seus desejos numa terra ressequida pelo sol e fortalecerá
os seus ossos. Você será como um jardim bem regado, como uma fonte cujas águas nunca faltam.
12 Seu povo reconstruirá as velhas ruínas e restaurará os alicerces antigos; você será chamado reparador de
muros, restaurador de ruas e moradias.

4
DIA 1 - DEUS FALA CONOSCO
Ergue a voz como a trombeta e anuncia...

Deus sempre tem uma palavra para você. Ele o exorta, consola e edifica por meio da sua palavra. Deus tinha
um problema com aquele povo e levantou o profeta para anunciar-lhes o seu pecado. Ele desejava abrir-lhes
os olhos e tratar com eles.
Nunca despreze a palavra de Deus. Não despreze a leitura da Bíblia. Davi afirmou que guardou a palavra no
seu coração para não pecar contra Deus, Sl 119.11: a palavra é forte proteção contra o pecado. Hebreus 4.12
menciona que a palavra de Deus é viva e eficaz, apta para discernir os propósitos do coração: a palavra é forte
proteção contra as motivações erradas. Paulo, quando revelou a armadura de Deus, declarou que a palavra de
Deus é a espada do Espírito, Ef 6.17: a palavra é poderosa arma de ataque. Jesus disse que aqueles que ouvem
as suas palavras e as praticam é semelhante ao homem que edificou a sua casa sobre a rocha, Mt 7.24: a
palavra de Deus é o inabalável alicerce de sua casa.
Aproveite os dias de jejum e oração para receber a palavra de Deus, seja ela qual for. Deixe que o Senhor fale
ao seu coração. Prepare-se para um tempo de quebrantamento, muita restauração e avivamento em sua vida.

DIA 2 - PECADO É COISA SÉRIA


Anuncia ao meu povo a sua transgressão...

Os tempos são de total relativização. O que se diz atualmente é que a verdade é plural, depende de cada
pessoa. A palavra pecado nem mesmo é mencionada. Virou algo do tempo da vovó. Entretanto, a Bíblia
afirma que pecado é transgressão, é errar o alvo, 1 Jo 3.4. Também tem o sentido de contração de dívida, Mt
6.12, desobediência - ouvir mal, Hb 4.2. Além disso, refere-se à idolatria e rebeldia. Paulo afirma que Jesus
morreu por nossos pecados, 1 Co 15.3. João disse que o pecado procede do maligno e que Jesus se
manifestou para desfazer as obras do Diabo, 1 Jo 3.8. Diante disto, conclui-se que pecado é algo para ser
levado muito a sério.
O salário do pecado é a morte, Rm 6.23. Todo pecado traz consequências; faz separação entre você e o
Senhor. Satanás pôde resistir à autoridade do sumo sacerdote porque este estava com as vestes sujas, Zc 3.1-
3, que simbolizam vida de pecado.
Deus ordenou que o profeta Isaías anunciasse, como voz de trombeta, o pecado e a transgressão do povo.
Deus queria apenas condená-los? Absolutamente não! Deus queria perdoar-lhes e livrá-los. Deus tinha
promessas incríveis para o seu povo. Contudo, o pecado precisava ser tratado.
Aproveite para orar a Deus a respeito de pecados em sua vida. Peça a Deus para revelá-los como ele fez ao
povo.
Deixe que o Senhor trabalhe na sua vida.

DIA 3 - MOTIVAÇÕES ERRADAS LEVAM A ATITUDES ERRADAS


Por que jejuamos nós e tu não atentas para isso?...

Você conhece a palavra barganhar? É o mesmo que trocar ou negociar. Você não teve a impressão que eles
jejuavam por querer algo em troca? O texto de Isaías 58 afirma que eles buscavam a Deus, estavam desejosos
de conhecer seus caminhos, mas Deus não respondia. Qual era a razão? O jejum que eles ofereciam a Deus
tinha uma motivação toda errada.
Algo que todo crente deveria fazer, desde o início de sua caminhada com Cristo, é verificar as motivações de
suas ações ou atitudes. Muitas vezes, escondido atrás de uma consagração a Deus, está o desejo de ser visto e
de receber aplauso dos homens. Constantemente, busca-se ao Senhor não pelo o que ele é e sim por aquilo
que ele pode dar.
A maior crítica que Jesus fez aos religiosos de sua época foi a sua hipocrisia. A palavra hipocrisia, hupokrites
no grego, significa fingimento, falsidade e era o nome que se dava às pessoas que trabalhavam no teatro e
geralmente usavam máscaras. Jesus, no sermão da montanha, falou que os religiosos oravam e jejuavam com
o intuito de serem vistos pelos homens, Mateus 6.4-18.
Certa vez, Davi decidiu levantar o censo em Israel, 1 Cr 21.1-7, para contar os seus exércitos. A atitude de Davi
desagradou a Deus e Israel foi ferido por causa disto. O que Davi fez de errado? Foi algo tão simples; apenas

5
contar pessoas. O problema foi a motivação. Davi fez isto por soberba, porque queria exaltação pelas suas
conquistas. Ele se esqueceu de que foi Deus que lhe deu as vitórias.
Qual tem sido a sua motivação ao buscar ou servir ao Senhor? Aproveite este tempo para orar a Deus e pedir
que ele sonde o seu coração e revele as suas motivações.

DIA 4 - MANTENDO O FOCO EM SI MESMO


Cuidavam dos seus próprios interesses...

O egoísmo talvez seja uma das características mais marcantes do ser humano, dos descendentes de Adão.
Infelizmente, mesmo aqueles que receberam uma nova vida em Cristo Jesus continuam, como o texto diz,
cuidando de seus próprios interesses.
No tempo do ministério do profeta Ageu, Deus trouxe uma palavra de repreensão aos sacerdotes, que
cuidavam apenas de seus próprios interesses. Eles construíram suas próprias casas e haviam deixado para
depois a reconstrução do templo do Senhor, Ag 1.1-9. O texto bíblico diz que, por eles terem escolhido este
caminho, plantavam muito e colhiam pouco; comiam sem se fartar; bebiam sem se satisfazer e recebiam
salário para colocá-lo numa bolsa furada.
Não seja como Judas, que pensou apenas em si mesmo. Não seja como o jovem rico que amou o dinheiro
mais do que ao Senhor. No Sermão da Montanha, quando falava sobre as preocupações com a vida, Jesus
exortou: Buscai em primeiro lugar o reino de Deus e a sua justiça e as demais coisas vos serão acrescentadas.
Aproveite seu momento de oração e medite sobre esta palavra. Você tem sido egoísta, cuidando apenas de
seus próprios interesses? E os interesses do Senhor? Que o Senhor te fortaleça.

DIA 5 - EXIGINDO UMA AÇÃO DE DEUS


Exigis que se faça todo vosso trabalho...

Nas cartas do Novo Testamento, os autores sempre se apresentavam como servos de Jesus Cristo. Paulo,
Pedro, João, Tiago e Judas consideravam que sua maior credencial era ser servo do Senhor. A palavra servo,
doulos no grego, significa escravo, aquele que pertence a alguém. Como imaginar que um servo possa exigir
de seu Senhor alguma coisa?
Muitos têm invertido a posição de autoridade, tornando-se senhor e fazendo de Jesus o seu servo. Outros, em
determinadas situações, chegam a afirmar que o Senhor tem obrigação de lhes conceder o pedido. Assim
aconteceu com o povo no deserto. Eles reclamavam do maná que Deus lhes dava, dizendo que tinham
saudades do Egito por causa da comida disponível. Eles se queixavam dizendo: queremos carne; queremos
carne! Deus lhes deu o que pediram, mas por causa da gula e do desejo da comida egípcia, uma doença
terrível veio sobre eles e muitos morreram, Nm 11.4-34; Sl 106.15.
Não exija nada de Deus; entregue-se a ele. Sua vontade é boa, perfeita e agradável. Se o Senhor tirar algo de
você, creia que é para o seu bem. Não se esqueça de que sem fé é impossível agradar a Deus e importa que
aquele que dele se aproxima, creia que ele existe e que se torna galardoador de todo aquele que o busca, Hb
11.6.
No seu momento de oração, medite como tem sido a sua relação com Deus. Você é servo ou Senhor? Torne-
se servo como os apóstolos. Deus tem o melhor para você.

DIA 6 - MANIFESTANDO APARÊNCIA EXTERIOR


Seria este o jejum que escolhi...

O texto de Isaías 58 mostra que ao jejuar, o povo afligia a sua alma e andava de cabeça inclinada, vestido de
pano de saco e cinza. Entretanto, sua motivação era totalmente errada. Você viu que a maior crítica que Jesus
fez aos religiosos foi a vida de aparência. Os religiosos diziam o que fazer, mas eles mesmos não faziam.
Compare com o jejum que houve em Nínive. A cidade iria ser destruída. Com a pregação de Jonas, os ninivitas
proclamaram um jejum e se vestiram de panos de saco, do mesmo modo que o povo de Israel, Jn 3.5.
Contudo, o resultado foi totalmente diferente. No evento em Israel, Isaías 58, Deus considerou aquilo uma
transgressão; no de Nínive, o coração de Deus foi tocado e a sua misericórdia foi manifestada. Em Nínive
houve arrependimento; em Israel, contendas e rixas.

6
Deus conhece o seu coração; Ele quer transparência. Não seja camuflado; seja transparente. Foi por isso que
Davi pediu ao Senhor para sondar o coração e os pensamentos dele e verificar se havia algum caminho mau,
Sl 139.23-24. Ele tinha um coração quebrantado e ansiava por estar totalmente desnudo diante de Deus.
Consagre este momento ao Senhor. Peça a ele para sondar o seu coração. Peça a ele para dar-lhe um coração
quebrantado. Receba esta palavra: Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um
coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás. Sl 51.17.

DIA 7 - OPRIMINDO PESSOAS


Soltes as ligaduras da impiedade... deixes livres os oprimidos

Oprimir, eu? Que absurdo! Talvez esta seja a sua primeira reação: isto não acontece nas minhas relações. Será
que não? Oprimir significa exercer domínio, humilhar com autoritarismo ou violência; afligir, atormentar e até
mesmo onerar.
Jesus afirmou claramente que uma das facetas do seu ministério era colocar em liberdade os oprimidos, Lc
4.18-19. Isto dá uma dimensão de como Deus abomina esta prática. A Bíblia diz: não oprimais ao vosso
próximo, Lv 25.17; não oprimais a viúva, nem o órfão, nem o estrangeiro, nem o pobre; nem intente cada um,
em seu coração, o mal contra o seu próximo, Zc 7.10; não oprimas em juízo ao aflito, Pv 22.22; o que oprime
ao pobre insulta aquele que o criou, Pv 14.31.
Patrão, não humilhe o seu empregado. Marido, não domine de uma maneira autoritária a sua mulher. Pais,
não aflijam seus filhos. Rico, não onere o pobre. Líder, não manipule o seu liderado. Namorado, não violente a
sua namorada. Solte as ligaduras da impiedade
Jesus contou a parábola do credor incompassivo, respondendo a um questionamento de Pedro sobre quantas
vezes se deve perdoar a um irmão, Mt 18.21-35. Nesta parábola, Jesus mostra que quando o perdão não é
liberado, o ofensor é colocado em uma prisão. Você sabia disso? Por maior que seja a ofensa, o desejo de
Deus é que você perdoe. Perdoar é deixar livre. Isso trará cura sobre você e a possibilidade do ofensor ser
tratado por Deus.
Você ainda pensa que é um absurdo um irmão oprimir o outro? Ore a Deus e deixe que o Espírito Santo o
envolva e fale com você. Deus lhe dê graça e o ajude.

DIA 8 - DESCONSIDERANDO O PRÓXIMO


Reparte o teu pão com o faminto...

Uma das palavras mais festejadas de nossa sociedade contemporânea é juntar. Desde jovens, todos são
conduzidos a acumular mais e mais. Jesus contou uma parábola para explicar que a vida de um homem não
consiste na quantidade dos seus bens. Era um homem rico que produziu muito e não tendo como armazenar
sua colheita, construiu celeiros ainda maiores, confiante de que estaria garantido por muitos anos. Jesus o
chamou de louco, pois guardava para si riquezas e não era rico para com Deus, Lc 12.16-21.
Paulo declarou que mais bem-aventurada coisa é dar do que receber, At 20.35.
A palavra-chave no reino de Deus não é juntar e sim repartir. Não pense apenas em dinheiro. Reparta
também seu tempo, seu ouvido, a palavra e tudo aquilo que Deus lhe deu. Reparta com seu próximo.
Perguntado sobre quem é o nosso próximo, Jesus contou a parábola do bom samaritano. O samaritano,
movido por compaixão e misericórdia, cuidou daquele que fora assaltado e deixado ferido à beira do caminho.
Não somente cuidou das feridas dele como também o levou até uma hospedaria e pagou todas as despesas,
Lc 10.25-37. Jesus disse ao que o arguia: aja como o samaritano!
Um dos temas bíblicos mais recorrentes trata do amor ao próximo. Paulo afirmou: Não devam nada a
ninguém, a não ser o amor de uns pelos outros, pois aquele que ama seu próximo tem cumprido a lei. Pois
estes mandamentos: "Não adulterarás", "não matarás", "não furtarás", "não cobiçarás", e qualquer outro
mandamento, todos se resumem neste preceito: "Ame o seu próximo como a si mesmo". Rm 13.8-9. Também
João afirmou que se alguém não ama a seu irmão a quem vê, não pode amar a Deus a quem não vê, 1 Jo 4.20.
Deixe o Espírito de Deus falar com você. Ore a Deus pedindo oportunidades para dar o que você tem
recebido. Não retenha; experimente a bênção de poder repartir.

7
DIA 9 - EXPRESSANDO INDIFERENÇA
Não te escondas de teu semelhante...

Certa vez um pastor, ao pregar para universitários, ouviu de alguém da plateia que, se Deus aparecesse no
mundo, seria julgado por omissão. Não é o que a Bíblia nos revela. Deus nunca foi omisso. Ao contrário, desde
a queda do homem no Jardim do Éden, o que se vê é o Senhor indo atrás daquele que se perdeu. Deus tomou
a iniciativa de procurar Adão quando ele e sua mulher lhe desobedeceram; fez o mesmo quando Caim matou
seu irmão Abel. Jesus, na casa de Zaqueu, afirmou que veio para buscar e salvar aquele que se havia perdido,
Lc 19.1-10. Quem ama se importa.
O que é o amor? Como o definimos? Podemos encontrar na Bíblia o seu significado, lembrando o texto mais
conhecido da Escritura, João 3.16. O amor olha para o outro, vê a sua necessidade e se manifesta em uma
atitude de dar, exigindo muitas vezes até sacrifícios. Muitos acham que amor é sentimento; outros até o
confundem com sexo. Amor não é sentimento; amor é atitude! As pessoas pensam que o contrário de amor é
ódio. Não! O contrário de amor é algo muito mais terrível que o ódio: é a indiferença.
O texto de Isaías 58 afirma que aqueles que jejuavam estavam se escondendo de seus semelhantes. Estavam
indiferentes às suas necessidades. Faziam vista grossa, assim como o levita e o sacerdote agiram com relação
àquele homem que fora assaltado e ferido na parábola do bom samaritano, Lc 10.29-37.
Medite nesta palavra. Você está indiferente às necessidades dos outros? Você prefere se esconder para não
ser incomodado e ter de sair do seu conforto? Você já desistiu das pessoas? Ore e peça que Deus fale ao seu
coração.

DIA 10 - CONTENDENDO COM OS IRMÃOS


O dedo que ameaça, o falar injurioso...

Os tribunais estão repletos de causas que nasceram por causa de ameaças, acusações e injúrias. É
impressionante o nível de contenda entre as pessoas. Paulo já havia advertido os romanos dizendo que o
homem sem Deus é cheio de injustiça, malícia, avareza, maldade, inveja e contenda, Rm 1.28-32.
De onde vêm as contendas? Tiago afirma que elas se originam das paixões que guerreiam dentro das pessoas,
que vivem a lutar e a fazer guerras, Tg 4.1-2. Entretanto, seria normal contenda entre irmãos, filhos de Deus?
O mesmo Tiago faz menção ao poder da língua, pequeno órgão, capaz de grandes coisas. Ele afirma que de
uma mesma boca não pode sair bênção e maldição, Tg 3.1-12. Não deveria haver ameaças nem o falar
injurioso.
A Bíblia traz muitas advertências a respeito de contendas: discussões devem ser resolvidas antes que surja a
contenda, Pv 17.14; os insensatos se envolvem em contendas, Pv 20.3; sem o caluniador a contenda morre, Pv
26.20; fazei tudo sem murmurações e contendas, Fp 2.14. Mas com certeza, a mais forte advertência,
proferida por Salomão, é aquela que declara que seis coisas o Senhor aborrece e a sétima a sua alma
abomina, Pv 6.16-19. Aquela que Deus abomina é exatamente o que semeia contenda entre irmãos.
Esta palavra impacta você? Você se enxerga como causador de contendas? Peça ao Espírito de Deus que fale
ao seu coração. O desejo de Deus é que sua boca seja usada apenas para proclamar as boas novas!

DIA 11 - A GRANDE VIRADA


Se tirares do meio de ti o jugo... se abrires a tua alma ao faminto...

A palavra “se” é uma conjunção que exprime condição, hipótese. Muitos brincalhões dizem que se o “se”
jogasse, nenhum time de futebol perderia o jogo. Quantas vezes você mesmo já afirmou: se eu tivesse feito
isto ou aquilo, tudo seria diferente. Deus também faz muito uso do se.
No texto de Isaías 58, Deus estava prometendo que tudo poderia mudar se o povo mudasse suas atitudes e
motivações. Deus apresenta inúmeras promessas na sua palavra; muitas delas condicionais, como esta, por
exemplo: "Embora os seus pecados sejam vermelhos como escarlate, eles se tornarão brancos como a neve;
embora sejam rubros como púrpura, como a lã se tornarão. Se vocês estiverem dispostos a obedecer,
comerão os melhores frutos desta terra; mas, se resistirem e se rebelarem, serão devorados pela espada".
Pois o Senhor é quem fala!, Is 1.18-20. Deus está falando: se tirares... se abrires... se quiserdes, e me
obedecerdes. É condicional; depende de uma atitude de sua parte.

8
Você não se alegra quando cantamos, “Você mudou a minha história e fez o que ninguém podia imaginar”? É
isso que Deus deseja fazer: mudar a sua história. Todos os que conhecem ao Senhor têm um antes e um
depois; um cento e oitenta graus; um recomeço; uma grande virada na sua vida. Não apenas quando você se
converteu; pode ser experimentada diariamente, na caminhada cristã.
Na linguagem do esporte, enfatiza-se muito a vitória de virada. O time perdia, mas virou a partida. Moisés
teve a sua grande virada; Paulo e Pedro também tiveram. Você terá a sua. Este período de 21 dias será o da
sua virada. Deus tinha promessas maravilhosas para o seu povo. Deus tem promessas maravilhosas para você!
Arrependa-se do seu pecado; dê uma virada de cento e oitenta graus. Tome uma atitude e abandone aquilo
que ofende a Deus; o Espírito de Deus vai capacitar você a fazer isso. Em nome de Jesus. Amém.

DIA 12 - TORNANDO-SE LUZ


A tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia...

João afirmou que aquele que diz que está na luz e odeia a seu irmão está em trevas, porque as trevas lhe
cegaram os olhos, 1 Jo 2.8-11. Este, entretanto, não é mais o seu caso. A opressão ao próximo ficou para trás
por meio do arrependimento. Deus lhe prometeu uma virada, um novo tempo.
Você tem uma promessa de Jesus. Ele declarou ser a luz do mundo. Declarou também que quem o segue não
andará em trevas, mas terá a luz da vida, Jo 8.12; quem nele crê não permanece nas trevas, Jo 12.46. Você
não andará nem permanecerá nas trevas. Você era trevas, mas agora é luz no Senhor; ande como filho da luz,
Ef 5.8.
Na pregação do Sermão da Montanha, Jesus declarou que você é luz do mundo, e ordenou que “Assim brilhe
a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está
nos céus". Mt 5.16.
Que promessa! A sua escuridão será como o meio-dia. Glória a Deus; não haverá mais trevas. O inimigo não
terá onde se apoiar e você será usado para dissipar as trevas onde elas estiverem. Ore a Deus. Peça a ele para
que a luz que há em você possa brilhar mais e mais. Deixe que sua vida testemunhe para as pessoas que a luz
é mais excelente do que as trevas, Ec 2.13.

DIA 13 - RECEBENDO DIREÇÃO DE DEUS


O Senhor te guiará continuamente...

As pessoas estão sem saber o que fazer ou para onde ir, não é verdade? Você se sente, muitas vezes, perdido
e sem direção? Deus tem uma tremenda promessa para a sua vida: guiá-lo continuamente.
Uma das narrativas bíblicas mais impressionantes descreve a caminhada dos milhões de judeus pelo deserto.
Como saber para onde ir estando em um deserto? A Bíblia afirma que Deus os guiava. O Senhor ia adiante
deles durante o dia, numa coluna de nuvem, para guiá-los pelo caminho; durante a noite, numa coluna de
fogo, para alumiá-los, a fim de que caminhassem de dia e de noite. Tanto uma como a outra nunca se
apartaram do meio do povo, Êx 13.21-22. O Senhor os guiava continuamente e eles podiam caminhar na
presença do Senhor de dia e de noite.
Davi, após confessar e se arrepender de seu pecado de adultério com Bate-Seba, recebe uma palavra
alentadora da parte de Deus: Eu o instruirei e o ensinarei no caminho que você deve seguir; eu o aconselharei
e cuidarei de você. Sl 32.8. Que confiança você pode ter na direção do Senhor! Além disso, temos a promessa
de Jesus, a respeito do Espírito Santo, aquele que nos guiará a toda verdade, Jo 16.13. Glória a Deus!
Você está indeciso? Não sabe para onde ir ou o que fazer? Precisa tomar uma decisão? O senhor guiará você!
Ore agora e receba a direção de Deus em sua vida. Receba esta palavra, no nome de Jesus: Assim diz o
Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: "Eu sou o Senhor, o seu Deus, que lhe ensina o que é melhor para
você, que o dirige no caminho em que você deve ir. Is 48.17.

DIA 14 - RECEBENDO A PROVISÃO DE DEUS


Fartará a tua alma até em lugares áridos...

Deus havia prometido a Abraão e Sara uma descendência por meio da qual todas as nações da terra seriam
abençoadas. Seu filho Isaque, herdeiro desta promessa, nasceu quando Abraão e Sara tinham 100 e 90 anos
de idade respectivamente. Quando Isaque se torna jovem, o Senhor pede que Abraão ofereça o filho como
9
sacrifício. Que ordem mais louca e sem sentido. Como matar o filho da promessa pelo qual Abraão esperou 25
anos? Mas Abraão obedeceu e quando ia matá-lo, Deus ordenou que não fizesse aquilo e providenciou um
cordeiro para ser imolado no lugar de Isaque. Este cordeiro tipifica o Senhor Jesus, o cordeiro de Deus que tira
o pecado do mundo. Naquele dia, Abraão chamou o nome daquele lugar o Senhor proverá, Gn 22.14, um dos
nomes pelos quais o Senhor é conhecido na Palavra: Jeová Jireh, o Deus de toda provisão.
No ministério do profeta Elias, houve um período de três anos e meio sem chuva e uma consequente escassez
de água e alimentos. Deus supriu as necessidades de Elias mandando corvos levar-lhe pão e carne, tanto pela
manhã quanto pela noite, 1 Rs 17.6. Você crê nisso?
Nas bodas de Caná, o vinho havia acabado. Que situação constrangedora para as famílias dos noivos. Jesus
transformou água em vinho, trazendo suprimento onde havia falta, necessidade.
Assim é o Senhor. Mesmo em lugares áridos, ele tem uma provisão para você. Não olhe para a circunstância
que o cerca, coloque a sua necessidade diante de Deus. Receba esta palavra: O meu Deus suprirá todas as
necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus. Fp 4.19. Amém.

DIA 15 - RECEBENDO FORTALECIMENTO


Fortificará os teus ossos...

Os ossos têm a função de sustentar o corpo, servir de apoio aos músculos, permitindo assim o movimento e,
parte deles, de proteger alguns órgãos internos. Certa vez, Davi afirmou que sua vida estava sendo consumida
por tristeza e angústia; a sua iniquidade tirava-lhe as forças e seus ossos estavam enfraquecidos, Sl 31.10. Ele
havia perdido a sustentação e as forças.
O mesmo Davi, ao voltar para casa com seus soldados, deparou-se com uma situação catastrófica. Os
amalequitas haviam queimado toda a cidade e levado como prisioneiros todos os que lá estavam: mulheres,
jovens e idosos. O texto bíblico diz que eles choraram até perder as forças. Davi estava muito angustiado
porque a alma do povo estava amargurada e seus soldados falavam em apedrejá-lo. Todavia, Davi fortaleceu-
se no Senhor, o seu Deus, 1 Sm 30.1-6. Antes de tomar qualquer atitude, Davi buscou fortalecimento em
Deus, esperando dele uma direção. Procedendo assim, o Senhor lhe restituiu e a seus amigos todos aqueles
que o inimigo havia levado cativos.
O Senhor deseja nos fortalecer; são inúmeras as suas promessas: mas aqueles que esperam no Senhor
renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam,
Is 40.31. Muitos da fraqueza tiraram força, Hb 11.34. Davi declarou: Espere no Senhor. Seja forte! Coragem!
Espere no Senhor, Sl 27.14. Paulo testemunhou: Mas o Senhor permaneceu ao meu lado e me deu forças, para
que por mim a mensagem fosse plenamente proclamada, e todos os gentios a ouvissem. E eu fui libertado da
boca do leão, 2 Tm 4.17. Pedro profetizou: o Deus de toda a graça... os restaurará, os confirmará, lhes dará
forças e os porá sobre firmes alicerces, 1 Pe 5.10. Espere com paciência no Senhor, ele ouvirá o seu clamor, Sl
40.1. Esta é a chave para o fortalecimento. Espere no Senhor, ele é a sua salvação e a sua esperança, Sl 62.1,5.
Não diga: "Eu o farei pagar pelo mal que me fez! "Espere pelo Senhor, e ele dará a vitória a você, Pv 20.22. Ore
a Deus e saia fortalecido, em nome de Jesus, amém.

DIA 16 TORNANDO-SE UMA VERDADEIRA TESTEMUNHA


Serás como um jardim regado...

Jardins somente são apreciados quando ostentam beleza, condição somente atingida quando são bem
cuidados. Dos cuidados necessários, o mais importante de todos é regar com água. Jardins regados atraem as
pessoas. Deus deseja tornar você como um jardim regado, uma pessoa que atrai a atenção dos outros.
Existe uma frase muito usada atualmente no meio empresarial, expressa na língua inglesa, que é a seguinte:
walk the talk. Uma tradução livre desta frase seria: fazer o que se fala; fazer o que você diz que faz. Este é o
princípio que deve nortear a verdadeira testemunha: a coerência de suas atitudes, fazer aquilo que fala; dar o
exemplo.
Jesus, como grande líder que foi, deixou várias lições. Quando lavou os pés dos discípulos, demonstrou a força
do exemplo dizendo: Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz, Jo 13.15. Na oração
sacerdotal, manifestou o resultado do exemplo: Em favor deles eu me santifico, para que também eles sejam
santificados pela verdade. Jo 17.19.

10
As pessoas estão procurando referência. Paulo teve a coragem de dizer: sede meus imitadores, como eu sou
de Cristo, 1 Co 11.1. Deus deseja transformá-lo em uma testemunha poderosa, que atrai pessoas pelo seu
exemplo de vida coerente. Que o Senhor derrame esta graça sobre a sua vida, enquanto você ora, entregando
este momento a Deus.

DIA 17 - RECEBENDO UNÇÃO DE DEUS


Como um manancial cujas águas jamais faltam...

O diabo trabalha incansavelmente para impedir a salvação do homem, o seu encontro com Jesus. Quando
falha e o homem se converte, faz o que pode para que este não descubra a fonte de poder divino, a plenitude
no Espírito Santo.
A maior necessidade do pecador é Cristo. Jesus é o dom, o presente de Deus para o mundo, Jo 3.16.
Entretanto, a maior necessidade do crente, agora um pecador perdoado e remido, é o poder do alto, a
plenitude do Espírito, que se recebe no batismo do Espírito Santo. Se Jesus é o presente de Deus Pai para o
mundo, o Espírito é o dom, o presente de Jesus para os crentes, para a Igreja que ele estabeleceu aqui.
Jesus morreu na cruz para tornar possível a nossa libertação do pecado, e o Espírito Santo vem habitar e
operar em nós para tornar realidade essa libertação. O Espírito executa em nós aquilo que Jesus executou por
nós. Se o Espírito deixasse de executar esta obra em nós, que valor prático teria a obra que Jesus consumou
por nós?
Cristo morreu para a salvação de toda a humanidade, mas só os que se apropriam das bênçãos do calvário
pela fé é que são salvos. As bênçãos do Pentecostes, igualmente, precisam ser recebidas pela fé e submissão
incondicional a Jesus Cristo, Atos 5.32.
Jesus, no último dia da festa de Pentecostes, fez a seguinte declaração: "Se alguém tem sede, venha a mim e
beba. Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva", Jo 7.37-38. Ele disse
isso com respeito ao Espírito que haviam de receber. Jesus também disse à mulher samaritana que a água que
ele dá, será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna.
Ore agora; busque a Deus. Jesus quer fazer de você como um manancial cujas águas jamais acabam. Receba a
visitação do Espírito de Deus; receba uma nova unção na sua vida, no nome de Jesus, amém.

DIA 18 - DEIXANDO UMA HERANÇA ABENÇOADA


Os teus filhos edificarão as antigas ruínas...

A área central das grandes cidades brasileiras tem se caracterizado pela existência de casas e prédios antigos,
abandonados, sujos, destinados, muitas vezes, a uso inconveniente. A impressão que se tem é de uma área
em ruínas. Por esta causa, um movimento de restauração bem peculiar tem acontecido nessas cidades,
chamado, invariavelmente, de revitalização da área central. Espiritualmente falando, Deus deseja fazer a
mesma coisa.
O sentimento de edificar algo arruinado estava no coração de Neemias. Quando ele perguntou pelos judeus
sobreviventes do cativeiro e sobre Jerusalém, ficou sabendo que eles passavam por grande sofrimento e
humilhação; o muro de Jerusalém tinha sido derrubado, e suas portas, destruídas pelo fogo. Ouvindo isso ele
chorou e clamou a Deus por restauração, Ne 1.1-4.
Você não tem o mesmo sentimento de Neemias? Quando vê uma pessoa ou uma família arruinada, como fica
seu coração? Certamente você conhece irmãos que se afastaram do caminho do Senhor e estão com a vida
destruída. Existem até mesmo igrejas arruinadas. O que fazer?
Provavelmente, a maioria daqueles que vieram com Esdras e Neemias para reedificar a cidade nasceram no
cativeiro; não foram responsáveis pelos pecados da nação, mas foram os instrumentos de Deus. A promessa
de Deus é que nossos filhos edificarão antigas ruínas. Gere filhos na fé, 1 Tm 1.2. Gere muitos filhos na fé.
Faça-os discípulos de Jesus. Eles serão instrumentos de Deus para edificar onde há ruínas.
Que graça sobre graça sejam derramadas sobre você, Jo 1.16. Na sua oração, peça a Deus que esta promessa
se cumpra na sua vida, em nome de Jesus!

11
DIA 19 - TORNANDO-SE UM INFLUENCIADOR
Levantarás os fundamentos de muitas gerações...

Situações gratificantes são geradas quando, se ouve de terceiros, testemunhos do tipo: você foi muito
importante na minha vida; aquela palavra que você disse fez toda a diferença; seu conselho salvou meu
casamento; aquela palavra de advertência me livrou de um desastre.
Você já pensou que uma palavra, conselho ou exortação pode influenciar a vida de uma pessoa por toda vida?
Sabia que líder é uma pessoa que influencia outras para atingir um determinado propósito? E ainda, que líder
cristão é um indivíduo que sabe aonde Deus o quer levar e é capaz de motivar outros a segui-lo à medida que
ele segue a Cristo?
Paulo declarou que o fundamento é Cristo, 1 Co 3.11. Como os fundamentos das gerações podem ser
levantados? Levantando Cristo! Esta é a única maneira de pessoas, famílias, localidades e nações serem
mudadas. Pense nisto: cada um que você influencia, levando-o a seguir a Cristo, pode significar uma família,
uma cidade, uma nação transformada. Gerações sendo impactadas e influenciadas. Porque a Bíblia afirma que
os planos do Senhor permanecem para sempre, os propósitos do seu coração, por todas as gerações, Sl 33.11.
Por muitos e muitos anos no Brasil se ouvirá: Senhor, tu és o nosso refúgio, sempre, de geração em geração, Sl
90.1.
Deus deseja fazer de você um influenciador de pessoas. Deus deseja fazer de você um líder. Receba a
promessa de levantar os fundamentos de muitas gerações. Receba a graça de ouvir testemunhos de como
você foi importante na vida de muitas pessoas. Clame ao Senhor neste momento e seja tocado pelo Espírito
de Deus.

DIA 20 - TORNANDO-SE UM INTERCESSOR


Serás chamado reparador de brechas...

Um dos ministérios mais lindos do reino de Deus é o da intercessão. Intercessor é aquele que se coloca no
lugar do outro e pleiteia a causa dele como se fosse a sua própria. Interceder é estar entre Deus e a pessoa, a
favor dela, tomando seu lugar e sentindo sua necessidade, de tal maneira que luta em oração até alcançar
vitória na vida daquela por quem intercede.
O texto bíblico nos mostra que, certa vez, Deus procurou na nação de Israel alguém que se colocasse na
brecha perante ele, em favor daquela terra, para que ela não fosse destruída, mas não encontrou ninguém, Ez
22.30. Que fato mais terrível. Deus não encontrou nenhum intercessor!
Personagens bíblicos que andaram com Deus foram intercessores. Abraão intercedeu por Ló e pelas cidades
de Sodoma e Gomorra quando elas iam ser destruídas, Gn 18.17-33. Moisés se colocou na brecha em favor do
povo de Israel quando fabricaram um bezerro de ouro e provocaram a ira de Deus, Êx 33.7-14. Daniel,
entendendo que o cativeiro de Israel na Babilônia estava chegando ao fim, orou pelo seu povo, confessando
os pecados de toda a nação, Dn 9.1-19. Jesus, na oração sacerdotal, clamou ao Pai não só pelos seus
discípulos, mas também por todos os que haviam de crer nele, Jo 17.20.
Deus conta com suas orações para que o reino dele seja estabelecido na terra, para que a vontade dele seja
feita, Mt 6.9-10; a fim de que trabalhadores sejam enviados para a seara, Mt 9.38 e as obras de Satanás sejam
destruídas, Lc 10.19. Assim como Deus deseja que cada crente seja um ministro, ele espera que cada um de
nós seja um intercessor.
Há tanto para se fazer por intermédio da oração. Coloque-se na brecha em favor da sua família, de seus
amigos, de sua Célula, de sua igreja, de sua nação. Deixe que o Espírito Santo conduza você durante seu
devocional. Seja um reparador de brechas! Aleluia!

DIA 21 - TORNANDO-SE UM ABENÇOADOR


Serás chamado... restaurador de veredas...

Abençoar, barách em hebraico, significa conceder poder a alguém para ser bem-sucedido e próspero. Significa
também bendizer, presentear, agraciar bem. Lembre-se: Deus é bom. Exceto em casos nos quais Deus quer
disciplinar ou castigar, a sua vontade é abençoar as pessoas. A Bíblia diz que Jesus andou por toda parte

12
fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, At 10.38. Jesus nos exorta a praticar boas obras em
benefício de outros, Mt 5.16, e a estar perfeitamente habilitado para toda boa obra, 2 Tm 3.17.
Quando Deus chamou a Abraão, fez-lhe uma promessa: “Farei de você um grande povo, e o abençoarei.
Tornarei famoso o seu nome, e você será uma bênção.”, Gn 12.2. Esta deve ser a sua experiência. Primeiro
você precisa da bênção de Deus para então se tornar um abençoador.
Não tenha receio, a bênção de Deus enriquece e não traz nenhum desgosto, Pv 10.22. Abra-se ao Senhor de
todo o coração. Tenha um coração quebrantado. Busque a ele de todo coração. Deixe que ele trabalhe
profundamente na sua vida, transformando-o diariamente, fazendo-o cada dia mais semelhante a Jesus. Esta
é a grande bênção: ele recompensa aqueles que o buscam, Hb 11.6.
Seja um abençoador. Ore pelas autoridades, líderes da igreja, pobres e também pelos que sofrem. Como
cristão, ande pelas cidades, ruas e casas ministrando a bênção de Deus, Lc 10.1-9. Abençoe as pessoas que
estão nas igrejas evangélicas, hospitais, creches etc. Quando você encontrar alguém doente, ministre cura;
oprimido, ministre libertação; ansioso, ministre paz; com dor, ministre refrigério; indiferente, ministre amor e
assim por diante.
Receba a bênção de Deus: Assim vocês abençoarão os israelitas: "O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor
faça resplandecer o seu rosto sobre ti e te conceda graça; o Senhor volte para ti o seu rosto e te dê paz.” Nm 6:
23 - 26

13

Você também pode gostar