Você está na página 1de 93

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.

485-67
Olá, combatente, aqui quem fala é o 1º Ten Thiago Henrique, fundador e CEO do Elite Mil – Cursos
Preparatórios. Para todos nós, da Equipe Elite Mil, é uma satisfação imensa poder compartilhar com vocês
esse material didático que, certamente, fará parte da sua jornada rumo à aprovação.

Essa apostila foi desenvolvida para servir como material complementar de estudo para os alunos Elite Mil
matriculados em nossas turmas presenciais e também em nossos cursos on-line. Portanto, para que você
tenha um aprendizado otimizado, utilize este material em conjunto com as nossas aulas, fazendo
anotações, adicionando informações e sublinhando pontos importantes.

Caso você não seja ainda um aluno Elite Mil ou ainda, caso deseje presentear alguém com o nosso curso,
gostaria de te oferecer a possibilidade de adquirir um dos nossos cursos com um DESCONTO ESPECIAL de
15%. Basta clicar em um dos links abaixo:

Curso EsPCEX: http://bit.ly/apostila-espcex-elitemil

Curso ESA: http://bit.ly/apostila-esa-elitemil

Se você ainda não me segue nas redes sociais, já vá pagando 10 flexões e, em seguida, faça parte dos
milhares de jovens que são impactados diariamente com os conteúdos que produzo!

CANAL NO TELEGRAM: https://t.me/thiagohenrique_elitemil

CANAL NO YOUTUBE: Thiago Henrique – Elite Mil

INSTAGRAM: http://instagram.com/thiagohenrique_elitemil

Não esqueça também de visitar o Blog Elite Mil, pois lá temos diversas postagens com informações
riquíssimas para você.

www.elitemil.com.br/blog

Ah, e se você quiser receber vários bizus sobre estudos, treinamento físico, preparação psicológica, dentre
outros temas, diretamente no seu e-mail, clique no link abaixo e faça parte da nossa lista!

www.elitemil.com.br/lista-vip

Por fim, gostaria de agradecer a sua confiança e dizer que estou muito feliz em poder fazer parte da sua
vitória. Sinto um imenso orgulho de cada um de vocês, pois sei que, por trás de cada aluno e aluna, existe
uma grande história de superação e diversos desafios enfrentados diariamente.

Mantenha o seu foco! FÉ NA MISSÃO!


1º Ten Thiago Henrique – CEO Elite Mil – Cursos Preparatórios.

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Sumário
O território nacional: a construção ................................................................................................................................ 2
Federação brasileira ..................................................................................................................................................... 3
ESCALAS E CONVENÇÕES CARTOGRAFICAS ....................................................................................................... 5
RELEVO BRASILEIRO ................................................................................................................................................. 6
EXERCÍCIO 1 - População, Relevo, Clima, Vegetação ............................................................................................... 8
OS CLIMAS DO BRASIL .............................................................................................................................................. 9
ATIVIDADE 2 - As bases físicas do Brasil: Clima, relevo e vegetação. ..................................................................... 10
VEGETAÇÃO BRASILEIRA ....................................................................................................................................... 12
HIDROGRAFIA BRASILEIRA ..................................................................................................................................... 13
ATIVIDADE 3 - Hidrografia e solos do Brasil .............................................................................................................. 16
SOLOS BRASILEIROS ............................................................................................................................................... 18
ATIVIDADE 4 – Urbanização e solos. ........................................................................................................................ 20
POLÍTICAS TERRITORIAIS: MEIO AMBIENTE ........................................................................................................ 22
ATIVIDADE 5 - Problemas ambientais e hidrografia. ................................................................................................. 26
INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA ........................................................................................................................... 28
ENERGIA E MEIO AMBIENTE ................................................................................................................................... 31
POPULAÇÃO BRASILEIRA ....................................................................................................................................... 34
Agroindústria ............................................................................................................................................................... 36
A QUESTÃO AGRÁRIA BRASILEIRA ....................................................................................................................... 39
POBREZA E EXCLUSÃO NO BRASIL ...................................................................................................................... 41
Políticas territoriais e regionais: Amazônia ................................................................................................................. 43
POLÍTICA TERRITORIAL: NORDESTE ..................................................................................................................... 45
BLOCOS ECONÔMICOS (MERCOSUL) ................................................................................................................... 50
ATIVIDADE 6 - Resolução de Questões .................................................................................................................... 52
ATIVIDADE 7 - Resolução de Questões .................................................................................................................... 53
ATIVIDADE 8 - Resolução de Questões .................................................................................................................... 54
ATIVIDADE 8 - Questões sobre Agroindústria 1 ........................................................................................................ 55
ATIVIDADE 9 - Questões sobre Formação do território brasileiro 2 .......................................................................... 56
ATIVIDADE 10 - Questões sobre agroindústria 2 ...................................................................................................... 58
ATIVIDADE 11 - QUESTÕES SOBRE RELEVO BRASILEIRO 1 .............................................................................. 59
ATIVIDADE 12 - QUESTÕES SOBRE RELEVO BRASILEIRO 2 .............................................................................. 60
ATIVIDADE 13 - Questões sobre Vegetação do Brasil .............................................................................................. 61
ATIVIDADE 14 – Resolução de questões. ................................................................................................................. 63
ATIVIDADE 15 – QUEBRANDO A BANCA EsSA 1 ................................................................................................... 64
ATIVIDADE 16 – QUEBRANDO A BANCA EsSA 2 ................................................................................................... 65
Estrutura Geológica do Brasil 13 ................................................................................................................................ 67
Hidrografia do Brasil – Questões 14 ........................................................................................................................... 70
LISTA DE EXERCÍCIOS ............................................................................................................................................. 73
Exercícios – Cartografia .............................................................................................................................................. 73
Exercícios – Hidrografia brasileira .............................................................................................................................. 75
Exercícios – Fonte de energia e meio ambiente ........................................................................................................ 76
Exercícios – Agropecuária .......................................................................................................................................... 78
Exercícios – Relevo brasileiro..................................................................................................................................... 80
Exercícios – Os climas do Brasil................................................................................................................................. 82
Exercícios – Vegetação brasileira .............................................................................................................................. 84
Exercícios – Solos brasileiros ..................................................................................................................................... 85
Exercícios – Meio ambiente ........................................................................................................................................ 87
Exercícios – População brasileira ............................................................................................................................... 89
Exercícios – Industrialização brasileira ....................................................................................................................... 90
Gabarito ...................................................................................................................................................................... 91

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


O território nacional: a construção A BUSCA POR RIQUEZAS OU CICLOS
ECONÔMICOS.
FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
OS PRINCIPAIS CICLOS ECONÔMICOS
Os contornos do nosso país, nem sempre foram RESPONSÁVEIS PELA FORMAÇÃO DO
como atualmente. TERRITÓRIO BRASILEIRO
Muitas terras que pertencem, atualmente, ao Brasil Pau-Brasil, mineração, borracha, cana-de-açúcar,
foram conquistadas em guerras, acordos, tratados e cafeicultura, algodão, pecuária.
compradas de outros países.
O CICLO DO PAU-BRASIL
Quando chegaram ao território brasileiro, os
portugueses encontraram aqui diversos povos que 1º recurso explorado no Brasil;
habitavam esse espaço havia milhares de anos: os Deu nome ao Brasil (vermelho cor de brasa);
INDÍGENAS. Dentre eles, podemos citar:
Servia para tingir roupas na Europa;
A primeira divisão oficial do Brasil foi pelo TRATADO
DE TORDESILHAS, assinado entre Espanha e Madeira nobre (violinos);
Portugal.
Exploração (mata atlântica);
Esse tratado, assinado em 7 de junho de 1494, em
CANA-DE-AÇÚCAR
Tordesilhas, na Espanha, estabeleceu uma linha
imaginária que passava a 370 léguas a oeste do O açúcar era muito valorizado na Europa;
arquipélago de Cabo Verde (África).
Portugal já produzia açúcar em suas ilhas no
Espanha e Portugal foram os primeiros na expansão atlântico;
marítimo-comercial iniciada no século XV, resultando
na conquista de novas terras para os dois países. Solo favorável (MASSAPÊ);

O Brasil foi colonizado por Portugal que, para melhor Clima propício (QUENTE e ÚMIDO);
ocupação, resolveu dividi-lo em CAPITANIAS Monocultura;
HEREDITÁRIAS.
Grandes latifúndios;
Trabalho escravo;
Extremamente nefasto, pois destruiu intensamente a
mata atlântica.
Portugal investiu na colônia, fixando território e
construindo engenhos;
Os portugueses recebiam incentivos do rei, como
títulos e honorários, além de não pagarem pelas
A FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO FOI terras que eram tomadas dos índios;
SENDO MODIFICADA COM O DECORRER DO
TEMPO. Exploraram a terra de modo devastador para o meio
ambiente;
ALGUNS ESTADOS FORAM ANEXADOS DE
OUTROS PAÍSES (ACRE/BOLÍVIA). MINERAÇÃO

VÁRIOS ESTADOS DA FEDERAÇÃO FORAM Região sudeste e centro-oeste do Brasil;


CRIADOS E DIVIDIDOS. Trabalho escravo;
CAUSAS DAS MODIFICAÇÕES NO TERRITÓRIO Favoreceu ocupação do interior do Brasil;
BRASILEIRO
Surgimento e desenvolvimento de cidades;
EXPANSÃO DA OCUPAÇÃO PORTUGUESA;
Toneladas de ouro foram levadas para Portugal;
AS LUTAS ENTRE OS PORTUGUESES E OS
POVOS NATIVOS; Altas cobranças de impostos;

A DISPUTA PELA TERRA COM INVASORES; Portugal pagou sua dívida externa com a Inglaterra,
utilizando o ouro do Brasil.

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


CAFEICULTURA maior parte, para a exportação e para as
necessidades da metrópole portuguesa
Região sudeste e sul do Brasil;
Daí o caráter litorâneo e periférico da ocupação do
Solo favorável (terra roxa);
território brasileiro durante os primeiros séculos.
Transformações econômicas, sociais e políticas no
Brasil; Federação brasileira
Imigração europeia (italianos); CONTEXTO HISTÓRICO

Trabalho assalariado; Descentralização na América Latina

Surgimento dos barões do café; processos de redemocratização a partir dos anos 80

Industrialização de São Paulo; crise fiscal dos governos centralizados

Desenvolvimento de portos; problemas de governabilidade

Acumulação de capital; Compartilhamento da crise

Expansão da malha ferroviária. descentralização por conta de crise fiscal do governo


central - repasse de ‘parcela da crise’ aos governos
BORRACHA subnacionais
Região Norte do Brasil; primeiro transfere os encargos e depois os
percentuais de receita
Seringueira/Látex;
descentralização por conta de pressão por maior
Borracha para indústria (pneus);
democratização - reivindicação de maior participação
Surgimento de cidades (Fordelândia); dos governos subnacionais nas receitas fiscais
(Brasil).
Construção do Teatro Amazonas (riqueza);
“Descoberta” da descentralização como paradigma
Sementes roubadas (Malásia); de eficiência (liberal).
Surgimento da borracha sintética; Diminuição do tamanho do Estado central.
Anexou o estado do Acre (Bolívia). Introdução de regras de comportamento privado no
ALGODÃO setor público – maior concorrência de cada esfera
descentralizada.
Em áreas do nordeste do Brasil, surgiram lavouras de
algodão, que produziam matéria-prima para as Descentralização como o elo perdido na cadeia do
pequenas manufaturas locais de tecidos, fios e desenvolvimento produtivo com equidade social
linhas. (desenvolvimento).

PECUÁRIA Inadequação do desenho e/ou estratégia de


implementação da descentralização
Favoreceu a interiorização do povoamento;
falta de capacitação das unidades subnacionais
Os rebanhos abasteciam o mercado interno, para assumir novos encargos
principalmente os engenhos (carne, couro);
excesso ou insuficiência de controle e
O gado bovino era um produto que complementava a
economia açucareira; acompanhamento de políticas sociais
descentralizadas
Os gados eram levados pelas margens do rio,
especialmente do São Francisco, que ficou dificuldade de estruturar ou manter coalizões
conhecido como o “rio dos currais”. políticas pró-descentralização

As atividades econômicas foram fator essencial para Aumento de poder de comando dos governos
expansão territorial brasileira; subnacionais sobre o gasto público x política de
estabilização macroeconômica
Nossa economia colonial girava em torno da
produção de gêneros primários voltados, em sua Dificuldades para articular a descentralização com as
políticas redistributivas interpessoais e interregionais

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Desenvolvimento econômico regional Descentralização no Brasil não foi iniciativa
descentralizado (novos conteúdos da preponderante do governo federal
descentralização).
iniciou-se no final dos anos 70 com a emergência da
Possível reação do estado nacional a globalização crise econômica e com o processo de
fragmentadora. redemocratização do país.
Cooperativas de produtores locais, renda mínima, descentralização pela demanda.
etc.
Simultaneidade da descentralização com o processo
CONCEITUAÇÃO DE DESCENTRALIZAÇÃO E de redemocratização.
FEDERALISMO
redemocratização ocorreu primeiro nos governos
Conceito de descentralização subnacionais no início dos anos 80, e no federal
quase dez anos depois.
• descentralizar seria redistribuir
Descentralização se deu sem um projeto de
– recursos articulação, sem uma coordenação estratégica.
– espaços de decisão Resultou em um reforço da Federação
– competências introdução de eleições diretas para governos
estaduais e municipais.
– atribuições de responsabilidades
aumento das atribuições e competências dos níveis
redistribuição entre instancias governamentais, entre
subnacionais de governo.
poderes estatais e entre Estado e Sociedade
elevação da capacidade fiscal própria e disponível de
Conceito de federação: difusão dos poderes em
estados e municípios.
vários centros, cuja autoridade não vem do poder
central mas sim do sufrágio Descentralização fiscal e a redemocratização no
Brasil ocorrem no bojo da prolongada crise do Estado
O processo de descentralização não é o
Nacional-desenvolvimentista ao longo dos anos 80.
estabelecimento de uma federação.
Desestruturação liberalizante dos anos 90
Federação comporta algum nível de
compromete alguns dos pilares sobre os quais se
descentralização
assentava a pactuação federativa
Federalismo: coexistência de autonomias dos níveis
enfraquecimento da União: dívida externa
de governo e preservação simultânea da unidade e
da diversidade da nação espiral inflacionaria fragilizando finanças
subnacionais
Federalismo encerra uma série de contradições em
processo retração da atividade econômica e do emprego no
período neoliberal
• unidade x diversidade
Persistência do conflito vertical:
• poder local x poder geral
disputa entre união e governos subnacionais em
• união x autonomia relação a competências sobre o gasto públicos e
Não é possível definir federalismo somente a partir quanto a receitas
da descentralização. Horizontalização das tensões federativas
DESCENTRALIZAÇÃO E FEDERALISMO: A guerra fiscal
ESPECIFICIDADE DO CASO BRASILEIRO
emancipação descontrolada de municípios
Característica da federação brasileira
Dificuldades para a redivisão de competências
acentuada disparidade socioeconômicaentre as
unidades federadas heterogeneidade impede tratamento uniforme aos
entes de um mesmo nível de governo
heterogeneidade socioeconômicaque constitui um
obstáculo fundamental ao desenvolvimento. sistema eleitoral depende da intermediação de
recursos federais para o nível estadual e municipal
DESCENTRALIZAÇÃO NO BRASIL

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Crise fiscal dos estados SE A ESCALA INDICA UMA PROPORÇÃO A
RELAÇÃO É INVERSA, OU SEJA, UMA PEQUENA
FEDERALISMO BRASILEIRO E POLÍTICAS
ESCALA COBRE UMA GRANDE PORÇÃO DO
PÚBLICAS
TERRENO
A política habitacional responsável pela geração de
Por exemplo, uma escala de 1/25.000 significa que 1
externalidades que extrapolam os limites dos
centímetro ou qualquer outra unidade de
municípios.
comprimento, no mapa, está representado 25.000
Da questão ambiental à mobilidade urbana, muitos vezes menor do que no terreno.
são os efeitos - positivos e negativos - associados à Assim podemos transformar as unidades (cm; m; km)
produção de unidades habitacionais.
Tipos de escalas
A gestão da política habitacional exige um outro olhar
sobre a gestão do espaço, que não coincide com os Numéricas: Gráficas:
limites políticos das fronteiras federativas.
1/10.000 0 100 200m
ESCALAS E CONVENÇÕES 1:250.000 0 2,5 5km
CARTOGRAFICAS
1/7000.000 0 70 140km
A escala é uma proporção matemática, ou seja, uma
relação numérica entre o mapa e a realidade que ele Conversão de Escalas
representa. Converter escalas numéricas em escalas gráficas
A proporção entre a terra e seu mapa chama-se Relembra:
escala.
Medidas de comprimento:
Qual mapa tem menor escala? E maior?
Kilómetro (km); Hectómetro (hm); Decâmetro (dam);
GRANDE ESCALA
Metro (m)
Decímetro (dm); Centímetro (cm); Milímetro (mm)
1:100.000 = 1000m = 1km
CM

1) Transformar escalas numéricas em gráficas


Se tivermos uma escala numérica (por exemplo 1:50
000 000) e quisermos transformá-la numa escala
MÉDIA ESCALA gráfica, temos de converter os 50 000 000 cm em m
ou km, conforme nos for solicitado. Depois, é só
construir o segmento de reta que deve medir 1 cm:

2) Transformar escalas gráficas em numéricas


PEQUENA ESCALA Se tivermos uma escala gráfica (ver exemplo abaixo)
e quisermos transformá-la numa escala numérica
devemos, antes de mais, medir o segmento de reta.
Neste caso ele mede 1 cm, pelo que se torna mais
simples. Temos de fazer uma conversão da distância
real (habitualmente em km ou m) para cm:

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Problemas de Escalas RELEVO BRASILEIRO
Relembra: Noção de Escala – Relação entre a O relevo brasileiro
distância no mapa e a correspondente distância real.
Formado por:
Os problemas de escala têm sempre três elementos:
Escudos Cristalinos: Formação pré-cambriana que
E – Escala Numérica aflora em 36% do território.
D – Distância Real Arqueano: 32%
d – Distância no mapa Proterozóico: 4% - jazidas de ferro e manganês
(Carajás)
Bacias Sedimentares: formações recentes que
recobrem cerca de 58% do território. Nesses terrenos
Cálculo de Distâncias Reais encontramos petróleo e carvão.
Enunciado: A distância medida no mapa entre Viseu Áreas paleozóicas: jazidas de carvão mineral – RS e
e Beja é de 5 cm. Sabendo que a Escala do mapa é SC
de 1/7 000 000, calcula a Distância Real.
Áreas mesozóicas: jazidas petrolíferas do litoral
Terrenos Vulcânicos:Áreas de derramamento de
magma do período mesozóico. Ocorrem na bacia do
Paraná onde existe a terra roxa (fértil)
Intemperismo
Tipos de relevo: planícies, planaltos, depressõese
montanhas:
1940 pelo geógrafo Aroldo de Azevedo
Cálculo de Distâncias no Mapa
1958, essa classificação tradicional foi substituída
Enunciado: A distância real entre Lisboa e Madrid é pela tipologia do geógrafo Aziz Ab´Sáber
de 600km. A que distância se encontram separadas
Uma das classificações mais atuais é do ano de
estas duas cidades num mapa com escala de
1995, de autoria do geógrafo e pesquisador Jurandyr
1/20.000.000?
Ross/ 28 unidades de relevo
O relevo brasileiro apresenta-se em:
Planaltos – superfícies com elevação e aplainadas,
marcadas por escarpas em que o processo de
desgaste é superior ao de acúmulo de sedimentos.
Planícies – superfícies relativamente planas, na qual
o processo de deposição de sedimentos é superior
Cálculo da Escala ao de desgaste.

Enunciado: Sabendo que a distância real entre o Depressão Absoluta - região que fica abaixo do
Funchal (Madeira) e Lisboa é de 900 km, calcula a nível do mar.
Escala do mapa onde a distância entre essas duas Depressão Relativa – fica acima do nível do mar. A
cidades é de 2 cm. periférica paulista, por exemplo, é uma depressão
relativa.
Montanhas – elevações naturais do relevo, podendo
ter várias origens, como falhas ou dobras.
AGENTES DO RELEVO
A) Internos ou endógenos – Processos estruturais
que atuam do interno para o externo: tectonismo,
vulcanismo e abalos sísmicos.
6

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


B) Externos ou exógenos – Processos esculturais Inselberg: saliência encontradas em regiões planas
que atuam externamente, modificando as paisagens, de clima árido e semi-árido;
como o intemperismo, a ação das águas, do vento,
do mar, do gelo e dos seres vivos entre outros.
TIPOS DE ROCHAS
Rochas Magmáticas:
As rochas magmáticas, ou ígneas, são subdivididas
em dois tipos: intrusivas e extrusivas.
Rochas magmáticas intrusivas:
São as rochas formadas pelo magma que se Montanhas: superfície elevada (dobramento)
solidificou em grandes profundidades. formada pela movimentação tectônica (orogênese).
São chamadas de dobramentos, e podem ser
Rochas magmáticas extrusivas:
considerados Modernos Cenozóico) ou antigos
São as rochas que são formadas pelo magma (Paleozóicos). Usualmente, internacionalmente,
solidificado na superfície. consideram-se montanhas as elevações acima dos 3
mil metros de altitude.
Rochas Sedimentares:
Planícies: áreas aplainadas,formadas por rochas ou
São formadas através da sedimentação de partículas
terrenos sedimentares. Sofrem maior ação de
de outras rochas existentes ou de materiais
sedimentação do que erosão.
orgânicos. As rochas sedimentares podem ser
divididas em três tipos: clásticas, orgânicas e LITORAL: Quando, durante o movimento das águas
químicas. oceânicas, a sedimentação supera o desgaste,
surgem as praias, recifes e restingas. Quando o
Rochas Metamórficas:
desgaste (erosão) supera a sedimentação, surgem
As rochas metamórficas são rochas que sofreram as falésias (cristalinas ou sedimentares).
alterações na sua estrutura em decorrência de altas
pressões e temperaturas. Exemplos de rochas
metamórficas são o mármore, quartzito (de onde é
extraído o quartzo) etc
Características do relevo brasileiro:
Muito antigo e erodido (pré-cambriano)
Altitude médias e baixas (90% abaixo dos 900
metros)
Grandes áreas sedimentares – do território (trabalho
dos rios)
Áreas cristalinas - 36% do território
PLANALTO

FALÉSIAS
as falésias do sudeste ao sul são de estrutura
cristalina;
ao longo do litoral nordestino, aparecem falésias
sedimentares, conhecidas como TABULEIRO

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


EXERCÍCIO 1 - População, Relevo, Clima, a) produtos industrializados, graças às novas
Vegetação descobertas em pesquisa e tecnologia de ponta.

1) ESA) O segundo mais extenso domínio natural b) gêneros agrícolas, com destaque para alimentos
brasileiro caracteriza-se por estar associado ao clima de fabricação orgânica.
tropical, que possui estações bem definidas, com
c) produtos industrializados, voltados para atender a
verões chuvosos e longas estiagens no inverno; maior demanda dos países europeus.
quanto à vegetação, predominam formações
arbustivas que cobrem solos ácidos. O texto d) produtos primários, com destaque para as vendas
apresenta características do seguinte domínio ao mercado chinês.
natural;
e) gêneros industriais de base, para abastecer as
A) Mata de Araucária. indústrias tecnológicas norte-americanas.
B) Caatinga. 5) UFT) A inserção da economia brasileira no
movimento de globalização teve início na década de
C) Cerrado.
1990. É INCORRETO afirmar que essa inserção foi
D) Mares de Morro. acompanhada pela

E) Amazônico. a) adoção de processo industrial voltado para a


substituição de importações, que reduziu a
2) (ESA) Os últimos censos demográficos do Brasil dependência do mercado interno por produtos
têm registrado inúmeras mudanças na dinâmica e no manufaturados.
comportamento da população brasileira. Todas as
afirmações abaixo são exemplos destas alterações b) consolidação de um modelo econômico
com exceção da(o): estruturado na liberalização comercial e na atração
de investimentos estrangeiros diretos.
A) declínio das taxas de natalidade, fecundidade e
mortalidade geral. c) criação de agências de fiscalização das empresas
privadas que se tornaram concessionárias de
B) aumento da população idosa no conjunto da serviços públicos.
população.
d) implantação de um programa de privatização das
C) crescimento da população e ameaça de explosão estruturas produtivas estatais – indústrias
demográfica. siderúrgicas e empresas de telecomunicações, entre
D) elevação do número de pessoas empregadas no e) N.D.A
setor terciário.
6) (ESA) O período de maior crescimento vegetativo
E) aumento da expectativa de vida. da população brasileira ocorreu:
3) (ESA) O Agreste apresenta um quadro natural a) entre os anos de 1940 e 1970, devido ao rápido
diferenciado. Na maior parte da Bahia e em Sergipe, declínio das taxas de mortalidade e manutenção, em
a sub-região é constituída por baixos planaltos. Já patamares elevados, das taxas de natalidade.
entre o Rio Grande do Norte e Alagoas, o Agreste é
dominado pelo(a): b) entre 1972 e 1940, devido à entrada de milhares
de imigrantes no país.
A) Chapada Diamantina.
c) entre os anos de 1960 e 1990, devido às mudanças
B) Chapada do Apodi. estruturais ocorridas na economia brasileira.
C) Chapada do Araripe. d) nos primeiros anos do século XX, em decorrência
D) Serra de Ibiapaba das medidas sanitárias implantadas em todo o
território nacional.
E) Planalto da Borborema.
e) entre os anos de 1988 e 2008, em decorrência do
4) A economia brasileira, após a maior integração do planejamento familiar sugerido em nossa última
país no processo de Globalização, passou a ter uma Constituição Federal.
relação mais dinâmica com o comércio internacional.
A principal atuação do Brasil em termos de 7) O Brasil é um país de dimensões continentais, o
exportação ocorre por meio de: que eleva a importância de uma articulada rede de
transporte que integre de maneira eficaz e pouco
onerosa todas as áreas habitadas e de uso do espaço
8

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


geográfico no país. Nesse sentido, o sistema de a) ao clima subtropical seco.
transporte mais utilizado para deslocamento de
b) ao ambiente desértico de algumas poucas
cargas e serviços é o:
áreas do país.
a) rodoviário
c) ao semiárido nordestino.
b) ferroviário
d) ao domínio morfoclimático da Amazônia
c) hidroviário
brasileira.
d) aeroviário
e) ao quadro natural da região do Cerrado.
e) marítimo
8) No território brasileiro, a ausência de cadeias OS CLIMAS DO BRASIL
montanhosas explica-se:
FATORES CLIMÁTICOS
a) pela pouca atuação dos agentes externos de
Para compreendermos os domínios climáticos no
transformação do relevo
Brasil é importante recordarmos os fatores climáticos
b) pela ausência de dobramentos modernos e como eles influenciam nos climas dos lugares.

c) pelas intensas atuações do tectonismo • LATITUDE

d) pelo escasseamento dos depósitos sedimentares • ALTITUDE

e) pela intensiva ação humana sobre as áreas • CONTINENTALIDADE


naturais
• MARITIMIDADE
9) (UFRS) Sobre o processo de industrialização
• MASSAS DE AR
brasileiro, são feitas as seguintes afirmações.
MASSAS DE AR NO BRASIL
I - A partir de 1930, começa um importante projeto de
criação de infraestrutura para o desenvolvimento do
parque industrial.
II - A partir da Segunda Guerra Mundial, acentua-se
o processo de estatização das indústrias na Região
Sudeste.
III - A partir de 1964, amplia-se o parque industrial
para atender à demanda da modernização da
agricultura.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II. O Brasil sofre a influência de cinco massas de ar
quatro de atuação constante
c) Apenas III.
mEc- Massa Equatorial Continental
d) Apenas I e III.
mEa- Massa Equatorial Atlântica
e) Apenas II e III.
mTc- Massa tropical Continental
10) Presente em partes das regiões Sudeste e
Nordeste, apresenta-se com chuvas concentradas Mta- Massa Tropical Atlântica
em poucos meses do ano, abrindo uma margem para e uma de atuação apenas no inverno mPa- Massa
longos períodos de seca, além de médias de Polar Atlântica
temperaturas em torno dos 26ºC anuais. Tais
condições favorecem o predomínio de vegetação Diversidade climática no Brasil
xerófila.
EQUATORIAL
As condições climáticas acima mencionadas fazem
É um clima quente e úmido, que fica ao redor da linha
referência:
do Equador. As chuvas são abundantes e maior parte
9

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


de convecção. Este tipo de clima fica na região Norte O verão é quente e o inverno é frio, em lugares mais
do Brasil. altos ocorrem geadas. Em alguns lugares chega a
cair neve, mais é raro. O índice pluviométrico anual é
Com temperaturas que variam de 24°C a 27°C.
de, aproximadamente, 2000 mm. As temperaturas
Nessa região o índice pluviométrico é de 2000mm por médias ficam em torno de 20º C. Recebe influência,
ano. principalmente no inverno, das massas de ar frias
vindas da Antártida.
TROPICAL ÚMIDO
ATIVIDADE 2 - As bases físicas do Brasil:
Se situa na costa leste do Brasil, desde o Rio Grande Clima, relevo e vegetação.
do Norte até São Paulo.
1) Marque a alternativa que NÃO
No inverno se formam frentes frias e em alguns dias
a temperatura fica baixa. corresponde a climas do Brasil:

As chuvas ocorrem no verão, apenas no litoral a) Equatorial e Subtropical.


nordeste que chove mais no inverno. O índice b) Tropical e Semiárido.
pluviométrico é de 2500 mm anuais
c) Continental e Montanhoso.
É um clima quente e úmido com médias térmicas
entre 24ºC a 27ºC. d) Tropical de Altitude e Tropical Atlântico.

TROPICAL TÍPICO OU SEMI ÚMIDO e) N.D.A

Este tipo de clima ocorre na região central do Brasil. 2) 1 – Marque a alternativa que NÃO corresponde a
climas do Brasil:
As médias de temperatura variam de 20° a 28°C.
Chove por volta de 1500mm por ano. a) Equatorial e Subtropical.
É um tipo de clima quente e semiúmido, com chuvas b) Tropical e Semiárido.
no verão e seco no inverno.
c) Continental e Montanhoso.
TROPICAL DE ALTITUDE
d) Tropical de Altitude e Tropical Atlântico.
O tropical de altitude predomina nas partes altas do
Planalto Atlântico do Sudeste, estendendo-se pelo
norte do Paraná e sul do Mato Grosso do Sul.
Apresenta temperaturas médias entre 18º C e 22º C
e amplitude térmica anual entre 7º C e 9º C. O
comportamento pluviométrico é igual ao do clima
tropical.
CLIMA TROPICAL ATLÂNTICO
Ocorre na faixa litorânea que vai do Rio Grande do
Norte ao Paraná. As temperaturas variam entre 18º
C e 26º C, com amplitudes térmicas crescentes
SEMI ÁRIDO
4) Presente em partes das regiões Sudeste e
Ocorre no sertão nordestino. Com chuvas inferiores Nordeste, apresenta-se com chuvas concentradas
a 800mm por ano. em poucos meses do ano, abrindo uma margem para
longos períodos de seca, além de médias de
É seco e árido, mas não como o deserto as médias
temperaturas em torno dos 26ºC anuais. Tais
térmicas são de 28º C.
condições favorecem o predomínio de vegetação
Tem quatro massas que exercem influência, duas xerófila.
equatoriais e duas tropicais, que terminam sua
As condições climáticas acima mencionadas fazem
trajetória no sertão
referência:
SUBTROPICAL
a) ao clima subtropical seco.
Este tipo de clima se localiza no sul do país até o sul
b) ao ambiente desértico de algumas poucas áreas
do trópico de Capricórnio.
do país.

10

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


c) ao semiárido nordestino. 8) O Brasil apresenta a maior parte de suas terras na
zona intertropical da Terra, o que resulta em climas
d) ao domínio morfoclimático da Amazônia brasileira.
que não apresentam as quatro estações definidas.
e) ao quadro natural da região do Cerrado. Foge a essa consideração apenas o clima:

5) No que se refere aos tipos climáticos encontrados a) Equatorial


no Brasil, pode-se afirmar que:
b) Tropical de Altitude
a) O clima tropical apresenta baixos índices c) Subtropical
pluviométricos em todas as estações do ano.
d) Semiárido
b) O clima tropical apresenta verão chuvoso e inverno
seco. e) Tropical Litorâneo
c) O clima equatorial apresenta baixos índices 9- (UFPR – adaptada) Com relação aos agentes
pluviométricos. externos que atuam sobre o relevo da superfície
terrestre, julgue com V ou F as afirmativas a seguir:
d) O clima subtropical apresenta baixa amplitude
térmica anual. I. ( ) O intemperismo físico corresponde ao processo
pelo qual as rochas sofrem alterações de tamanho e
e) N.D.A
forma, sem alterarem sua estrutura química.
6) Os climas das regiões Norte, Sudeste e Sul são,
II. ( ) O intemperismo físico é mais intenso nas
respectivamente:
regiões de clima quente e úmido que nas regiões de
a) Subtropical - Litorâneo - Subtropical clima quente e seco.

b) Equatorial - Temperado - Litorâneo III. ( ) O intemperismo químico é bem menor nas


regiões de clima quente e úmido que nas de clima
c) Equatorial - Tropical - Temperado quente e seco.
d) Equatorial - Desértico - Tropical IV. ( ) A tendência geral dos rios é escavar o seu leito
e) Equatorial - Tropical – Subtropical até que todo o seu curso atinja uma altitude muito
próxima à de sua foz ou de seu nível de base.
7) UDESC 2008) Para classificar o relevo, deve-se
considerar a atuação conjunta de todos fatores 10) Os domínios morfoclimáticos brasileiros são
analisados - a influência interna, representada pelo conjuntos espaciais de grandes dimensões que
tectonismo, e a atuação do clima, nos diferentes tipos apresentam características interativas próprias de
de rocha. relevo, solos, condições climáticas, vegetação e
recursos hídricos. Com esse enfoque, analise os
Sobre o relevo brasileiro, é correto afirmar: itens abaixo e, a seguir, assinale a alternativa
a) Pelos novos estudos que classificam o relevo CORRETA.
brasileiro, é fácil perceber que as planícies dominam
o território nacional; por isso há tantas áreas I. O domínio amazônico representa extensas áreas
disponíveis para a agricultura. florestais contínuas e importante reserva de
biodiversidade do mundo.
b) As chapadas são formas de relevo moldadas em
rochas metamórficas, do que resulta a feição tabular, II. O domínio do Cerrado, caracterizado por Savana
com a superfície mais ou menos plana e encostas tropical, predomina nos planaltos e chapadões do
abruptas. São muito encontradas na região Sul e Brasil Central, ocorrendo também em pequenas
Sudeste do Brasil. áreas isoladas no domínio Amazônico.

c) Não ocorrem no país dobramentos modernos. III. Entre os domínios morfoclimáticos ocorrem
Essa característica contribui para que o relevo seja extensas faixas de transição denominadas de mares
de morros.
bastante desgastado e rebaixado pelo intemperismo
e pela erosão, fato evidenciado pelas modestas IV. O domínio da Caatinga ocorre no semiárido
altitudes encontradas no país. nordestino e apresenta vegetação xerófila.

d) As planícies brasileiras terminam, na sua grande a) Apenas I e II estão corretos.


maioria, em frentes de cuestas - nome que se dá às b) Apenas I, II e III estão corretos.
áreas planas das praias.
c) Apenas I, II e IV estão corretos.
11

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


d) Apenas I, III e IV estão corretos. Floresta Latifoliada Subequatorial (Mata dos
Cocais)
e) Todos os itens estão corretos.

VEGETAÇÃO BRASILEIRA
Formações Vegetais do Brasil
FLORESTAIS
- Latifoliadas
- Aciculifoliada
COMPLEXAS
HERBÁCEAS
LITORÂNEAS
mata de transição (equatorial/caatinga/cerrado)
palmáceas: babaçu (oeste mais úmido), carnaúba
FORMAÇÕES FLORESTAIS (leste menos úmido)
Floresta Latifoliada Equatorial Floresta Aciculifoliada Subtropical (Mata da
Araucária ou Pinhais)
Floresta Latifoliada Tropical
Floresta Latifoliada Subequatorial
Floresta Aciculifoliada Subtropical
Floresta Latifoliada Equatorial (Amazônica)

clima subtropical, solos férteis e ácidos, áreas mais


altas do Sul, folhas tipo agulha, mais esparsa, mais
homogênea, destaque para a “Araucária
angustifólia”, sub-bosque, altamente devastada
40% do território, higrófila, perenifólia, densa, muito
heterogênea, solos pobres Formações Complexas

três estratos: mata de igapó, mata de várzea, mata • Cerrado


de terra-firme
• Caatinga
Floresta Latifoliada Tropical (Mata Atlântica)
• Complexo do Pantanal
Cerrado

Muito parecida com a Equatorial, embora menos


imponente, Semidecídua
Violentamente devastada (mais de 93%): matéria-
prima, energia, cana-de-açúcar (NE), café (SE), 25% do território, clima tropical, arbóreo-arbustivo,
poluição industrial, expansão urbana. esparso, heterogêneo, troncos e galhos
12

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


retorcidos/tortuosos, cascas grossas, folhas Campos Serranos ou Sujos: gramíneas salpicadas
coriáceas, raízes profundas, tufos de capim, solos por arbustos, áreas mais altas do país, associados à
ácidos uma formação principal
Caatinga Formações Litorâneas

clima semiárido, arbóreo-arbustiva, xerófilas, aberta, Capim de praia ou vegetação de dunas: rasteiro,
cactáceas, caducifólias, solos rasos e pedregosos homogêneo, raízes longas e superficiais.
(rico em sais minerais/pobre em matéria orgânica)
Mangue: arbóreo arbustivo, alagados
Complexo do Pantanal periodicamente (marés), águas salobras/pouco O2,
raízes aéreas/escoras, “berçário do mar”

HIDROGRAFIA BRASILEIRA
ÁGUA DOCE NO BRASIL
O Brasil possui cerca de 12% das reservas mundiais
de água doce espalhadas em bacias hidrográficas;
maior reserva mundial de água doce e o 3º maior
potencial hídrico da Terra;
34 milhões de litros de água/habitante/ano
(quantidade de água existente/população brasileira);
clima tropical
80% das águas brasileiras concentram-se na
planície inundável
Amazônia (região menos habitada do país);
espécies variam conforme superfícies de inundação:
drenam terras brasileiras as duas maiores bacias
herbáceas (inundações periódicas) hidrográficas do planeta (Amazônica e Platina);

cerrado e florestas tropicais (não inundam) a maioria de rios são volumosos e perenes (nunca
secam);
Formações Herbáceas (campestres)
no Nordeste, na região de clima semiárido, temos
rios intermitentes (secam na estação das secas);
maioria dos rios tem foz em estuário. A principal
exceção é o Delta do Parnaíba;
predomina drenagem exorreica e todos deságuam
no Oceano Atlântico;
predomínio de rios de planaltos (grande potencial
hidrelétrico);
os rios brasileiros são originários de 3 divisores de
águas: a Cordilheira dos Andes, o Planalto das
Guianas e as diversas subdivisões do Planalto
Campos do Sul ou Limpos: gramíneas, rasteiro, Brasileiros;
muito homogêneo, áreas baixas do sul do país
existem poucos lagos no Brasil. A Lagoa dos Patos
(Pampas)
(RS) é o maior deles.
13

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


BACIA HIDROGRÁFICA o projeto encontrou forte oposição de ambientalistas
brasileiros e internacionais e de algumas
Bacia hidrográfica é uma área de grande superfície,
comunidades indígenas locais, pois não considera os
formada por um conjunto de terras por onde corre um
impactos socioambientais.
rio principal e seus afluentes, incluindo nascentes,
divisores de água ou interflúvio, entre outros; PRÓS: desenvolvimento econômico do Brasil,
geração de empregos, contribuição para o
BACIA HIDROGRÁFICA
suprimento de energia renovável, isenta de emissões
geralmente a água escoa dos pontos mais altos para poluentes e gasosas.
os mais baixos e a formação da bacia acontece pelo
CONTRAS: impactos ecológicos e sociológicos
desgaste que a água realiza no relevo de
sobre as populações indígenas e ribeirinhas;
determinada área, podendo resultar em diversas
aumento da população e ocupação desordenada do
formas: vales entre as montanhas, planícies mais ou
solo; mudanças na paisagem, causadas pela
menos largas, maior ou menor quantidade de
instalação da infraestrutura para as obras, perda de
nascentes.
vegetação.
BACIAS HIDROGRÁFICAS DO BRASIL
AQUÍFERO ALTER DO CHÃO
Principais Bacias:
O Aquífero Alter do Chão é uma reserva de água
Amazônica; subterrânea localizada sob os estados do Pará,
Amapá e Amazonas;
Tocantins-Araguaia;
a capacidade ainda não foi devidamente
São Francisco; estabelecida, mas dados preliminares apontam um
Platina. volume estimado de 86 mil km³ de água doce
suficiente para abastecer 100 vezes toda a
Bacias Secundárias: população mundial.
Norte e Nordeste; BACIA PLATINA
Bacias do Leste; Drena terras do Brasil, Paraguai, Uruguai e
Argentina;
Sul e Sudeste.
é constituída por três bacias (Paraná, Paraguai e
BACIA AMAZÔNICA
Uruguai) que deságuam entre a Argentina e o
A bacia Amazônica está situada em vários países da Uruguai;
América do Sul além do Brasil, como Bolívia,
está situada na região mais habitada e de maior
Colômbia, Equador, Guiana, Peru e Venezuela;
desenvolvimento econômico;
constituída pelo rio Amazonas, sua extensão é de
produz a maior parte da energia consumida no Brasil
7.075 km, maior do mundo - incluindo seus afluentes-
e tende a transformar-se em importante meio de
, abrange quase todo o norte brasileiro, além de
comunicação e de transporte entre os outros países
terras da região Centro-oeste;
do Mercosul que dividem as suas águas.
principal rio é o Amazonas, que nasce no Peru, na
BACIA PLATINA - BACIA DO PARANÁ
Cordilheira dos Andes. É bastante largo, podendo
chegar até 10 km em alguns trechos; principal rio: Paraná (junção dos rios Grande e
Parnaíba);
os rios dessa região servem como via de transporte
para a população; é a 2º maior bacia brasileira e que tem o maior
aproveitamento hidrelétrico intensamente
possui grande potencial hidrelétrico (afluentes do
transformado para a construção de hidrelétricas,
Amazonas), porém pouco aproveitado;
destacando-se a Usina de Itaipu;
destaca-se a presença da Usina Hidrelétrica de
destaca-se pelo recente desenvolvimento das
Balbina.
hidrovias devido à extensão e à localização da bacia,
A Usina Hidrelétrica de Belo Monte é uma central próxima aos grandes centros industriais, comerciais
hidrelétrica construída no Rio Xingu, no Pará, nas e populacionais do país;
proximidades da cidade de Altamira;
a hidrovia Tietê-Paraná está entre os grandes
projetos da Bacia do Paraná.
14

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


AQUÍFERO GUARANI ocorreu a ocupação das terras mais distantes do
litoral;
corta os Estados de MG, BA, PE, AL e SE;
navegável apenas entre MG e BA;
atravessa o Polígono das Secas (clima semiárido);
muito usado pela agricultura para irrigação;
alto potencial hidrelétrico (usinas de Três Marias,
Sobradinho, Paulo Afonso, Xingó).
TRANSPOSIÇÃO DO SÃO FRANCISCO
BACIA PLATINA - BACIA DO PARAGUAI
Em 2005, teve início o polêmico projeto de
Principal rio: Paraguai; transposição das águas do São Francisco, que
pretende transportar a água do rio para alimentar
o rio Paraguai é responsável pelas inundações que açudes, rios temporários, irrigação, além de
viabilizam o ecossistema do Pantanal; abastecimento urbano;
é navegável e tem como destaque o Porto de esse projeto atenderá, caso concluído, os Estados do
Corumbá, no Mato Grosso do Sul, que, combinado a Ceará e Rio Grande do Norte, numa rede de canais
outros meios de transporte, leva ferro e manganês que formarão o Eixo Norte, e os Estados de
explorados no Maciço de Urucum e é porta de Pernambuco e Paraíba, através dos canais que
entrada de outros produtos dos demais países da formarão o Eixo Leste.
Bacia Platina.
BACIAS DO NORTE E NORDESTE
O Rio Uruguai é o principal, formado pela junçãodos
rios Canoas e Pelotas, menor rio formador da Bacia Banha áreas dos Estados do Amapá, Maranhão,
Platina; Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, e parte da
Paraíba, Pernambuco, Pará e Alagoas;
apresenta importância para os Estados de Santa
Catarina e Rio Grande do Sul; bacias: Mearin, Pindoré, Itapecuru (MA), Parnaíba
(MA e PI), Jaguaribe (CE), Piranhas (RS),
possui grande potencial hidrelétrico, porém pouco Capibaribe (PE), etc.
aproveitado;
BACIAS DO LESTE
corre por áreas elevadas, mas é navegável no trecho
entre as cidades de São Borja, no Brasil, e Salto, no Constituída por rios dos estados da BA, MG, ES, SP
Uruguai. Em Salto funciona a hidrelétrica uruguaio- e RJ;
argentina de Salto Grande.
esta bacia compreende a área de drenagem dos rios
BACIA TOCANTINS-ARAGUAIA que deságuam no Atlântico;

É a maior bacia inteiramente brasileira; bacias: Vaza-Barris, Paraguaçu e das Contas (BA),
Doce (MG e ES), Paraíba do Sul (SP e RJ), etc.
principais rios: Tocantins e Araguaia;
possui grande potencial hidrelétrico;
BACIAS DO SUL E SUDESTE
apesar da viabilidade econômica da Usina
Hidrelétrica de Tucuruí, os problemas ambientais e Banham extensas áreas do Estado do RS e parte dos
sociais causados pela sua obra foram imensos e Estados de SC, PR e SP;
irreversíveis;
fazem parte desta bacia os rios Ribeira do Iguape
BACIA DO SÃO FRANCISCO (SP), Itajaí (SC), Mampituba, Jacuí, Taquari,
Jaguarão e seus respectivos afluentes (RS), lagoa
Principal rio: São Francisco (nasce na Serra da dos Patos e lagoa Mirim.
Canastras – MG);
tem presença marcante na história do território
brasileiro, pois foi através do São Francisco que

15

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


ATIVIDADE 3 - Hidrografia e solos do Brasil 4) - Sobre as bacias hidrográficas brasileiras e sua
utilização, é correto afirmar:
1) - A expressão “Bacia Hidrográfica” pode ser
entendida como: a) O potencial hidrelétrico da Bacia do Paraná é o
mais aproveitado do país em função de sua
a) o conjunto das terras drenadas ou percorridas por proximidade com o Centro-Sul, área de maior
um rio principal e seus afluentes. demanda por energia elétrica.
b) a área ocupada pelas águas de um rio principal e b) A Bacia Amazônica caracteriza-se pelo predomínio
seus afluentes no período normal de chuvas. de rios de planalto e hidrografia pouco densa; por
c) o conjunto de lagoas isoladas que se formam no isso, a navegação fluvial é inexpressiva na região.
leito dos rios quando o nível de água baixa c) A navegação na Bacia do Tocantins ocorre
d) o aumento exagerado do volume de água de um sazonalmente devido ao regime de intermitência de
rio principal e seus afluentes quando chove acima do seus rios.
normal. d) A Bacia do Uruguai possui a principal hidrovia que
e) o lago formado pelo represamento das águas de integra política e economicamente os países do
um rio principal e seus afluentes. Mercosul.

2) Com cerca de 7 milhões de quilômetros e) A Bacia do São Francisco sofre grande impacto em
quadrados, essa é a maior bacia hidrográfica do função da transposição de seu rio principal.
mundo, compreendendo porções dos territórios do 5) Sobre as bacias hidrográficas brasileiras e sua
Peru, Colômbia, Equador, Venezuela, Guiana, utilização, é correto afirmar:
Bolívia e Brasil. Possui grande potencial de
navegação, e seus rios principais são: Huallaga, a) O potencial hidrelétrico da Bacia do Paraná é o
Napo, Xingu, negro, entre tantos outros. Essas mais aproveitado do país em função de sua
características são da bacia hidrográfica: proximidade com o Centro-Sul, área de maior
demanda por energia elétrica.
a) São Francisco
b) A Bacia Amazônica caracteriza-se pelo predomínio
b) Tocantins-Araguaia de rios de planalto e hidrografia pouco densa; por
c) Parnaíba isso, a navegação fluvial é inexpressiva na região.

d) Amazônica c) A navegação na Bacia do Tocantins ocorre


sazonalmente devido ao regime de intermitência de
e) Paraná seus rios.
3) Leia as afirmativas abaixo sobre a hidrografia d) A Bacia do Uruguai possui a principal hidrovia que
brasileira: integra política e economicamente os países do
Mercosul.
I. É a maior das três bacias que formam a Bacia
Platina, pois possui 891.309 km2, o que corresponde e) A Bacia do São Francisco sofre grande
a 10,4% da área do território brasileiro.
impacto em função da transposição de seu rio
II. Possui a maior potência instalada de energia principal.
elétrica, destacando-se algumas grandes usinas.
6) Com relação à Hidrografia Brasileira, é incorreto
III. Em virtude de suas quedas d'água, a navegação afirmar:
é difícil. Entretanto, com a instalação de usinas
hidrelétricas, muitas delas já possuem eclusas para a) Em regiões planálticas, os rios brasileiros
permitir a navegação. Estas características referem- apresentam um enorme potencial hidrelétrico,
se à bacia do: bastante explorado no Centro-Sul e nos rios São
Francisco e Tocantins.
a) Uruguai
b) O Brasil não possui lagos tectônicos, pois as
b) São Francisco depressões tornaram-se bacias sedimentares.
c) Paraná c) Em vários pontos do país há corredeiras, cascatas
e, em algumas áreas, rios subterrâneos, o que
d) Paraguai
favorece o turismo.

16

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


d) A Bacia Amazônica é a maior do planeta, drena a) Tocantins e Amazonas.
cerca de 56 % do território brasileiro e tem suas
b) São Francisco e Uruguai.
vertentes delimitadas pelos divisores de água da
Cordilheira dos Andes, pelo Planalto das Guianas e c) Amazonas e São Francisco.
Planalto Central.
d) Uruguai e Amazonas.
e) Todos os rios brasileiros possuem regime simples
pluvial. e) São Francisco e Tocantins.

6) (Mackenzie) No mapa, 1, 2 e 3 indicam bacias 10) (Pucrs) Responder à questão com base no mapa.
hidrográficas onde se encontram instaladas, Os números 1 e 2, representados no mapa, indicam
respectivamente, as hidrelétricas: usinas hidrelétricas localizadas em um rio brasileiro.
a) Tucuruí, Paulo Afonso e Ilha Solteira. A alternativa que indica corretamente o nome do rio
e as respectivas usinas é
b) Xavantes, Furnas e Sobradinho.
a) Rio Parnaíba - Urubupungá e Furnas.
c) Jupiá, Funil e Castelo Branco.
b) Rio Paraná - Boa Esperança e Urubupungá.
d) Três Marias, Balbina e Promissão.
c) Rio São Francisco - Paulo Afonso e Três Marias.
e) Tucuruí, Marimbondo e Jupiá.
d) Rio Parnaíba - Furnas e Tucuruí.
7) (Mackenzie) No mapa, 1, 2 e 3 indicam bacias
hidrográficas onde se encontram instaladas, e) Rio São Francisco - Balbina e Paulo Afonso.
respectivamente, as hidrelétricas: 11) (Unesp) O mapa mostra a localização de uma
a) Tucuruí, Paulo Afonso e Ilha Solteira. grande usina hidrelétrica destinada a abastecer as
regiões Norte e Nordeste do Brasil. Assinalar a
b) Xavantes, Furnas e Sobradinho. alternativa que contém, na seguinte ordem:
c) Jupiá, Funil e Castelo Branco. 1 - O nome da hidrelétrica; 2 - o nome do rio em que
se localiza
d) Três Marias, Balbina e Promissão.
a) 1 - Furnas; 2 - Grande.
e) Tucuruí, Marimbondo e Jupiá.
b) 1 - Carajás; 2 - Tocantins.
8) (Pucmg 2001) "O maior potencial hidrelétrico
instalado no Brasil encontra-se na bacia do rio c) 1 - Tocantins; 2 - Tucuruí.
__________, com destaque para o rio __________,
que divide Minas Gerais e São Paulo; e o maior d) 1 - Tucuruí; 2 - Araguaia.
potencial e) 1 - Tucuruí; 2 - Tocantins.
disponível do país encontra-se nos afluentes do rio 12) O domínio Amazônico que apresenta, entre
__________, na Região Norte." Para completar outras características:
CORRETAMENTE o texto, as lacunas devem ser
preenchidas, respectivamente, por: a) as extensas depressões que ocupam 2/3 da área
total recortadas por rios e densa vegetação tropófita
a) São Francisco - Paraibuna - Amazonas nas áreas de várzeas.
b) Grande - Tietê - Tocantins b) a presença de planaltos cristalinos que sustentam
c) Paraná - Parapanema - Araguaia densa vegetação tropófita adaptada ao clima com
duas estações distintas.
d) Paraná - Grande - Amazonas
c) o predomínio de terras baixas recobertas de
e) N.D.A vegetação latifoliada e grandes extensões de solos
de baixa fertilidade.
9) (Fuvest) As barras A, B e C representam a relação
entre o potencial hidrelétrico aproveitado (em d) o predomínio da planície fluvial onde ocorrem
operação) e o potencial a ser aproveitado solos arenosos e pobres cobertos por vegetação
(inventariado e estimado) de três bacias hidrográficas perene e higrófita.
brasileiras. Sabendo-se que A representa a Bacia do
Paraná, identifique, respectivamente, as bacias B e 13) - O governo Federal Está construindo uma obra
C. enorme e polêmica para combater e diminuir as

17

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


consequências da seca do semiárido. Qual é o nome É a camada superficial da crosta terrestre alterada ou
desse projeto em andamento? decomposta em contato com a atmosfera e com o
universo vivo ou biosfera (Coelho e Terra, 2001).
a) Transposição do Parnaíba.
Composição: São constituídos essencialmente por
b) Transposição do Jequitinhonha. matéria mineral, à qual se encontram associadas
pequenas quantidades de matéria orgânica, água e
c) Transposição do São Francisco. ar.
d) Transposição do Jaguaribe.
e) N.D.A
14) Os principais solos do Brasil são:
a) Terra roxa, massapé, salmourão e aluviais.
b) Graníticos, basálticos, cristalinos e areníticos.
c) Basálticos, massapé, salmourão e cristalinos.
d) Sedimentares, magmáticos e metamórficos. Água 25%

e) Terra roxa, sedimentares, massapé e aluviais. Ar 25%

15) Sobre a região em que se encontra cada tipo de Minerais 46%


solo, é correto afirmar que: Mat. Orgânica 4%
a) O Solo Massapé é encontrado na região Norte do Etapas de Formação do Solo
país em virtude da grande quantidade de matéria
orgânica proveniente da Floresta Amazônica. Desintegração e Decomposição das Rochas por
ação do intemperismo (agentes físicos, químicos e
b) O Solo Salmourão é encontrado nas regiões Norte biológicos) que dá origem aos componentes minerais
e Nordeste e é constituído por decomposição de (Coelho e Terra, 2001).
calcários e basaltos. Incorporação e a Decomposição de Elementos
c) Os solos aluviais podem ser encontrados em todas Orgânicos - animais e vegetais chamados húmus que
as regiões do país, pois são formados a partir da são importantes para a fertilidade dos solos (Coelho
e Terra, 2001).
sedimentação em áreas de várzeas ou vales.
Intemperismo
d) A Terra Roxa é encontrada em Goiás, Santa
Catarina e Amazonas e é constituída pela Consiste na degradação natural da rocha através da
decomposição de rochas basálticas. fragmentação ou decomposição. O clima é o fator
mais importante para esse processo, uma vez que
e) Os solos aluviais são encontrados apenas na interfere na amplitude térmica (Físico), na
Bacia do Rio Amazonas, que, por estar totalmente disponibilidade de água (Químico), e na ação de
localizada sobre áreas de planícies, favorece a seres vivos (Biológico) para a formação do solo.
acumulação de sedimentos, formando esse tipo de
Intemperismo Biológico
solo.
É caracterizado por rochas que perdem alguns de
SOLOS BRASILEIROS seus nutrientes essenciais para organismos vivos e
plantas que crescem em sua superfície. Plantas
O ESTUDO DOS SOLOS
podem provocar o intemperismo mecânico quando
Pedologia: É o estudo da origem e do suas raízes penetram, de forma profunda na rocha,
desenvolvimento dos solos. Abrange o solo desde a provocando fendas.
sua superfície até a rocha matriz decomposta.
Intemperismo Físico
Edafologia: É o estudo do solo, relacionando-o com
Envolve processos que conduzem à desagregação
o aproveitamento agrícola. Desse modo, a mesma se
da rocha, sem que haja uma alteração química maior
preocupa com o solo cultivável (camadas
dos minerais constituintes.
superficiais).
Solo - Definição de Acordo com a Geografia

18

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Intemperismo Químico
Implica em transformações químicas dos minerais
que compõem a rocha. A principal agente do
intemperismo química é a água.
Etapas de formação do solo

Solos Zonais:
São solos bem formados e geralmente apresentam
os horizontes (A, B e C) bem caracterizados.
Nesta categoria, o elemento responsável pela sua
formação é o clima.
Exemplos: Latossolo, Podzol, Desértico e etc.
Aspectos envolvidos na formação do solo Solos Intrazonais:
Os principais aspectos relacionados à formação do Correspondem aos solos cujas características
solo são: indicam a influência preponderante do relevo local ou
da rocha de origem (Rocha Mater ou Rocha Matriz).
Clima, relevo, rochas, tempo.
Exemplos: Hidromórfico, Halomórfico, Grumossolo.
Principais Tipos de solo
Solos Azonais:
Referem-se aos solos cujas características não se
apresentam bem desenvolvidas.
São geralmente recentes e desprovidos do horizonte
B.
Exemplos: Litossolo, Regossolo, Cambissolo,
aluvial, etc.
Distribuição dos Solos no Brasil
Horizontes do solo

São camadas ou seções mais ou menos


diferenciadas uma das outras devido à atuação dos
fatores ou dos processos de formação dos solos.
A distribuição geográfica dos solos é representada
Perfil do solo em mapas, enquanto as demais informações são
descritas nos relatórios dos levantamentos.
É um corte vertical do solo que mostra a sequência
de camadas ou horizontes. Porosidade do Solo - Arranjamento das partículas
do solo (aspecto físico).

19

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Rotação de Culturas
A rotação de culturas implica em introduzir a
adubação verde, no inverno ou verão, intercalada
com o plantio da cultura principal, visando formar
palha ou cobertura morta, que é uma grande arma
contra o desencadeamento da erosão além de
Problemasdo Solo: Laterização favorecer a retenção de água no solo por mais tempo.

É a decomposição das rochas com precipitação dos ATIVIDADE 4 – Urbanização e solos.


óxidos formando a laterita (crosta endurecida), que
1) Algumas regiões brasileiras apresentam elevada
destrói a matéria orgânica do solo.
porcentagem de população ativa ligada ao setor
Lixiviação: É a lavagem da camada superficial e primário. São atividades relacionadas:
retirada dos nutrientes do solo.
a) à indústria petrolífera e à agricultura
Esgotamento: Ocorre devido ao uso excessivo do
solo durante atividade agrícola. Acarreta diminuição b) à agricultura e à extração mineral
dos nutrientes do solo afetando a fertilidade do
c) à indústria de tecidos e alimentares
mesmo.
Erosão: Consiste na retirada, ou desgaste, do solo d) à indústria automobilística e extrativismo
provocada por diversos agentes exógenos. e) ao comércio e a agricultura
Salinização: Ocorre principalmente em áreas 2) (UFAL) Sobre o tema Urbanização, analise as
tropicais, nos solos inadequadamente irrigados,
afirmações a seguir.
devido à alta taxa de evaporação, com a retenção de
sais na superfície do solo agrícola. 1) Os fatores que funcionam como atrativos da
Causas dos problemas do solo: Causas dos urbanização, nos países subdesenvolvidos, estão
problemas do solo: Uso excessivo ou inadequado. ligados basicamente ao processo de industrialização.

Desmatamento 2) A forte urbanização nos países subdesenvolvidos


só ocorreu em face do processo de globalização
Soluções: verificado após o fim da URSS, quando houve um
Curva de nível aumento de exportações dos produtos primários.

Terraceamento 3) As cidades, nos países desenvolvidos, foram se


estruturando para absorver os migrantes, havendo,
Rotação de cultura então, melhorias na infraestrutura urbana e um
Curvas de Nível aumento da geração de empregos.
4) Nas áreas metropolitanas de países
subdesenvolvidos, muitos desempregados, para
garantir a sobrevivência, refugiam-se no subemprego
da economia informal.
Estão corretas apenas:
a) 1 e 2
b) 2 e 4
c) 1 e 4
Terraceamento d) 2 e 3
e) 1, 3 e 4
3) . (UFAC) A intensa e acelerada urbanização
brasileira resultou em sérios problemas sociais
urbanos, entre os quais podemos destacar:
a) Falta de infraestrutura, limitações das liberdades
individuais e altas condições de vida nos centros
urbanos.
20

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


b) Aumento do número de favelas e cortiços, falta de a) Apenas I e II estão corretas.
infraestrutura e todas as formas de violência.
b) Apenas I e III estão corretas.
c) Conflitos e violência urbana, luta pela posse da
c) Todas as alternativas estão corretas.
terra e acentuado êxodo rural.
d) Apenas III está correta.
d) Acentuado êxodo rural, mudanças no destino das
correntes migratórias e aumento no número de 6) (Facig) Sobre a urbanização brasileira, é incorreto
favelas e cortiços. afirmar.
e) Luta pela posse da terra, falta de infraestrutura e a) O processo de urbanização brasileira apoiou-se
altas condições de vida nos centros urbanos. essencialmente, no êxodo rural, ou seja, na
transferência de populações do meio rural para as
4) (Fatec) Considere as afirmações sobre a
cidades.
urbanização brasileira.
b) A violência urbana nas metrópoles brasileiras está
I. Embora os números referentes ao processo de
relacionada a uma série de fatores sociais e
urbanização possam conter algumas distorções,
econômicos, como: o subemprego, o crescimento de
resultantes das metodologias utilizadas, é inegável l
favelas.
que entre as décadas de 1950 até 1980 o Brasil
passou de forma intensa por esse processo. c) O processo de urbanização da população
brasileira é uniforme. Os estados do país apresentam
II. No início da ocupação do território brasileiro, houve
uma urbanização de pouco contraste na distribuição
grande concentração de cidades na região Sudeste.
da população rural e urbana.
Esse fenômeno está associado ao processo
industrial, que teve seu maior desenvolvimento nessa d) A recente transformação do Brasil em sociedade
região. urbana deixa para trás as estruturas econômicas e os
comportamentos reprodutivos típicos do meio rural.
III. Num mundo cada vez mais globalizado, há um
reforço do papel de comando de algumas cidades e) A hierarquização do espaço brasileiro do ponto de
globais na rede urbana mundial, como é o caso de vista urbano, apresenta grande concentração de
São Paulo, importante centro de serviços indústria e serviços na metrópole nacional,
especializados. representada por São Paulo.
Está correto o que se afirmar em: 7) Segundo a hierarquia urbana, as cidades
a) I, apenas. mais importantes de um país, que comandam a rede
b) II e III, apenas. urbana nacional, estabelecendo áreas de influência,
correspondem aos (às):
c) II, apenas.
a) capitais regionais
d) I e III, apenas.
b) centros regionais
e) I, II e III.
c) metrópoles regionais
5) . (Unifal) Leia as afirmativas a seguir.
d) cidades-dormitórios
I - O êxodo rural é uma das causas da urbanização
e) metrópoles nacionais
acelerada que acarreta, entre outros problemas, o
aumento do desemprego e crescimento do setor 8) No Sudeste Ocidental do Brasil, a decomposição
informal das cidades nos países de industrialização de rocha vulcânica do tipo basáltico originou um solo
tardia. típico de regiões onde se cultiva café, conhecido
como:
II - O crescimento da taxa de urbanização implica
uma acentuada melhoria nas condições de vida da a) terra roxa
população dos países subdesenvolvidos.
b) látex
III - O aumento das favelas, dos loteamentos
clandestinos e da população sem-teto pode ser c) pantanal
apontado como consequência do êxodo rural e da d) calcário
crescente urbanização. Com base nessas afirmativas
sobre urbanização, marque a alternativa correta.

21

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


9) Imaginando um percurso de São Luis à Curitiba, É o conjunto de objetivos, diretrizes e instrumentos
encontraremos, quanto ao uso do solo, de ação de que o Poder Público dispõe para produzir
apredominância das seguintes atividades: efeitos desejáveis sobre o meio ambiente.
a) extrativa mineral, pecuária intensiva e OBJETIVOS:
agropecuária comercial
Escala sustentável, Alocação eficiente e Distribuição
b) lavoura de subsistência, lavoura comercial e justa (equidade de direitos)
extrativa vegetal
DIRETRIZES:
c) pecuária, lavoura comercial e extrativa vegetal
Promoção do DS (ambiental/ econômico/ social)
d) extrativa vegetal, agricultura comercial e lavoura
Necessidade de controle e participação social
de subsistência
Fortalecimento do SISNAMA
e) extrativa vegetal, pecuária e agricultura comercial
Princípio da Transversalidade
10) Geomorfologicamente a Serra do Mar é
classificada como: CENÁRIO: Políticas
a) uma bacia de sedimentação HOJE:
b) uma escarpa de planalto Políticas macroeconômicas (crescimento econômico/
c) um dobramento terciário renda/emprego/consumo)
d) uma sucessão de montanhas Pressão sobre RN (serviços ambientais) (redução do
patrimônio
e) um altiplano
ambiental / elevação dos dejetos na natureza)
POLÍTICAS TERRITORIAIS: MEIO
AMBIENTE AMANHÃ:

Nas últimas décadas, tem-se falado muito acerca da Modelo de crescimento: preservação dos RN (uso
temática da preservação ambiental. Conceitos como sustentável)
desenvolvimento sustentável, responsabilidade Internalização das externalidades
social e ambiental, reciclagem e mudanças de
hábitos de produção e consumo estão sendo (custos de recuperação dos danos ambientais)
largamente discutidos pela sociedade civil, ONGs e Mudança de comportamento
representantes governamentais.
Políticas Ambientais Brasileiras
Será que finalmente o homem começa a perceber
que faz parte do meio em que vive? Será que o O Poder Público no Brasil começa a se preocupar
homem começa a perceber que parte do fio da “teia com o meio ambiente na década de 1930.
da vida” está pedindo socorro?
Em 1934 foram promulgados o Código de Caça,
MAS O QUE É MEIO AMBIENTE? Código Florestal,

A Política Nacional de Meio Ambiente brasileira, Lei Código de Minas e Código de Águas.
6.938/81, entende por meio ambiente “o conjunto de
Em 1937, criação do Parque Nacional de Itatiaia
condições, leis, influências e interações de ordem
(RJ) (2 anos depois os Parques Nacionais da Serra
física, química e biológica que permite, abriga e rege
dos Órgãos (RJ) e do Iguaçu (PR)).
a vida em todas as suas formas”.
1940 – Código Penal incorpora penas a condutas
De acordo com o conceito de meio ambiente, fica
lesivas ao meio ambiente.
clara a impossibilidade de dissociar os elementos que
o compõe (físicos, químicos e biológicos), inclusive o 1960 – Estatuto da Terra (Lei no 4504/64 à Lei no
próprio homem. Podemos resumir ambiente então, 6476/79): conservar recursos naturais
como sendo o lugar onde vivemos, bem como suas
inter-relações. Em 1981 a Lei 6.938 estabeleceu a Política
Nacional do Meio Ambiente que tem como objetivo
POLÍTICA PÚBLICA AMBIENTAL a preservação, melhoria e recuperação da
qualidade ambiental propícia à vida, visando
Política Ambiental
22

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


assegurar condições de desenvolvimento sustentável no Capítulo VI dedicado ao meio
socioeconômico. ambiente.
Princípios, objetivos e instrumentos, SISNAMA e “todos têm direito ao meio ambiente
CONAMA. ecologicamente equilibrado, bem de uso comum
do povo e essencial à sadia qualidade de vida,
Regulamentação pelo Decreto 99.274/90 e
impondo-se ao Poder Público e à coletividade o
modificada por decretos de 1995.
dever de defendê-lo e preservá-lo para as
Aborda meio ambiente e as várias formas de presentes e futuras gerações” (art. 225).
degradação ambiental.
POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS
Princípio da Responsabilidade Objetiva à reforça a (Lei 12.305/2010)
ação
PRINCÍPIOS, OBJETIVOS E INSTRUMENTOS
corretiva, incluindo a fiscalização e as medidas aplicados à GESTÃO INTEGRADA e ao
punitivas, através do Princípio do Poluidor Pagador. GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS,
incluindo os perigosos, às responsabilidades dos
“é o poluidor obrigado, independente de existência de geradores e do poder público e aos instrumentos
culpa, a indenizar, reparar os danos causados ao econômicos aplicáveis (art. 1°).
meio ambiente e a terceiros, afetados por sua
atividade. O Ministério Público da União e dos ADOTADA PELO GOVERNO FEDERAL e também
Estados terá legitimidade para propor ação de em regime de cooperação com Estados, DF,
responsabilidade civil e criminal por danos causados Municípios ou particulares à gestão integrada e
ao meio ambiente.” (art. 14) gerenciamento ambientalmente adequado dos
resíduos sólidos (art. 1° c/c art. 4°)
A Lei nº 6.938/81 estabelece os seguintes
instrumentos da PNMA: criando ainda o COMITÊ INTERMINISTERIAL DA
POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS e o
- Padrões de qualidade ambiental. Comitê Orientador para a Implantação dos Sistemas
- Zoneamento ambiental. de LOGÍSTICA REVERSA

- Avaliação de impactos ambientais. Definições

- O licenciamento e a revisão de atividades XI – GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS


efetiva ou potencialmente poluidoras. SÓLIDOS à ações

- Os incentivos à produção e instalação de voltadas para a busca de soluções para os resíduos


equipamento e à criação ou sólidos à considerando-se as características e
dimensões políticas, ambientais, culturais e sociais,
absorção de tecnologias voltadas para a melhoria com o controle da sociedade de sob a premissa do
da qualidade ambiental. desenvolvimento sustentável.
A criação de espaços territoriais especialmente XII – LOGÍSTICA REVERSA à instrumento de
protegidos pelo Poder Público Federal, Estadual e desenvolvimento econômico-social à através de
Municipal. ações, procedimentos e meios destinados a
viabilizar a coletae a restituição dos resíduos sólidos
Sistema Nacional de Informação sobre o Meio
ao setor empresarial para reaproveitamento ou
Ambiente.
destinação final adequada;
As penalidades disciplinares ou compensatórias ao
XIV _ RECICLAGEM à processo de transformação
não cumprimento
de RS que envolve a alteração de suas
das medidas necessárias à preservação ou propriedades físicas, biológicas à visando sua
correção da degradação ambiental. alteração para insumos ou novos produtos,
observadas os padrões pertinentes;
Relatório da Qualidade do Meio Ambiente, a ser
divulgado anualmente pelo IBAMA. XV – REJEITOS à resíduos sólidos que após
esgotadas todas as possibilidades de tratamento e
A Constituição Federal de 1988 estabeleceu a defesa recuperação por processos tecnológicos disponíveis
do meio ambiente como um dos princípios a serem e economicamente viáveis à devem ser dispostos
observados para as atividades econômicas em geral de forma ambientalmente adequada.
e incorporou o conceito de desenvolvimento

23

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


XVI – RESÍDUOS SÓLIDOS à material, substância, Objetivos da PNRS
objeto ou bem descartado resultante de atividades
I - Proteção da saúde pública e da qualidade
humanas na sociedade, cuja destinação final se
ambiental;
procede, se propõe proceder ou se está obrigado a
proceder, nos estados sólido ou semissólido, bem II - Não geração, redução, reutilização, reciclagem e
como gases contidos em recipientes e líquidos. tratamento dos resíduossólidos, bem como
disposição final ambientalmente adequada dos
XII – RESPONSABILIDADE COMPARTILHADA à
rejeitos;
pelo ciclo de vida do produto à atribuições
individualizadas e encadeadas dos fabricantes, III - Estímulo à adoção de padrões sustentáveis de
importadores, distribuidores e comerciantes e produção e consumo de bens e serviços;
dos consumidores e dos titulares dos serviços
públicos de limpeza urbana e manejo dos IV - Adoção, desenvolvimento e aprimoramento de
resíduos sólidos à minimizar o volume desses tecnologias limpas à forma de minimizar impactos
resíduos e dos rejeitos gerados, reduzindo assim os ambientais;
impactos causados à saúde humana e à qualidade V- Redução do volume e da periculosidade dos
ambiental decorrentes do ciclo de vida dos produtos resíduos perigosos;
XVIII – REUTILIZAÇÃO à processo de VI - Incentivo à indústria da reciclagem, tendo em
aproveitamento dos resíduos sólidos sem sua vista fomentar o uso de matérias-primas e insumos
transformação, observadas as condições e os derivados de materiais recicláveis e reciclados;
padrões estabelecidos pelos órgãos do SISNAMA,
SNVS e do Suasa. VII - Gestão integrada de resíduos sólidos;

Princípios da PNRS VIII- articulação entre as diferentes esferas do poder


público, e destas com o setor empresarial, com vistas
I - A prevenção e a precaução; à cooperação técnica e financeira para a gestão
II - O poluidor-pagador e o protetor-recebedor; integrada de resíduos sólidos;

III- A visão sistêmica, na gestão dos resíduos IX - Capacitação técnica continuada na área de
sólidos, que considere as variáveis ambiental, resíduos sólidos;
social, cultural, econômica, tecnológica e de saúde X - regularidade, continuidade, funcionalidade e
pública; universalização da prestação dos serviços públicos
IV - O desenvolvimento sustentável; de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos,
com adoção de mecanismos gerenciais e
V - A ecoeficiência, mediante a compatibilização econômicos que assegurem a recuperação dos
entre o fornecimento, a preços competitivos, de custos dos serviços prestados, como forma de
bens e serviços qualificados que satisfaçam as garantir sua sustentabilidade operacional e
necessidades humanas e tragam qualidade de vida e financeira, observada a Lei nº 11.445, de 2007;
a redução do impacto ambiental e do consumo de
recursos naturais a um nível, no mínimo, equivalente XI - Prioridade, nas aquisições e contratações
à capacidade de sustentação estimada do planeta; governamentais, para:

VI- A cooperação entre as diferentes esferas do A) produtos reciclados e recicláveis;


poder público, o setor empresarial e demais B) bens, serviços e obras que considerem critérios
segmentos da sociedade; compatíveis com padrões de consumo social e
VII - A responsabilidade compartilhada pelo ciclo de ambientalmente sustentáveis;
vida dos produtos; XII - Integração dos catadores de materiais
VIII- O reconhecimento do resíduo sólido reutilizável reutilizáveis e recicláveis nas ações à a
e reciclável como um bem econômico e de valor responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida
social, gerador de trabalho e renda e promotor de dos produtos;
cidadania; XIII- Estímulo à implementação da ACVP;
IX - O respeito às diversidades locais e regionais; XIV - Incentivo ao desenvolvimento de sistemas de
X - O direito da sociedade à informação e ao controle gestão ambiental e empresarial voltados para a
social; melhoria dos processos produtivos e ao

XI- A razoabilidade e a proporcionalidade.


24

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


reaproveitamento dos resíduos sólidos, incluídos a aquaviário, com vistas ao desenvolvimento
recuperação e o aproveitamento energético; sustentável;
XV - Estímulo à rotulagem ambiental e ao consumo III- A PREVENÇÃO E A DEFESA CONTRA
sustentável. EVENTOS HIDROLÓGICOS CRÍTICOS de origem
natural ou decorrentes do uso inadequado dos
Diretrizes
recursos naturais.
Propriedades: Não geração, redução, reutilização, INSTRUMENTOS DA PNRH
reciclagem, tratamentos dos resíduos sólidos e
disposição final ambientalmente adequada dos PLANO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS
rejeitos.
ENQUADRAMENTO DOS CORPOS D’ÁGUA EM
Utilização de tecnologias visando a recuperação CLASSES DE USO
energética dos resíduos urbanos após comprovada a
OUTORGA DE DIREITO DE USO DOS RECURSOS
viabilidade técnica e ambiental de emissão de gases
HÍDRICOS
tóxicos aprovada pelo órgão ambiental.
COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA
gestão integrada dos resíduos sólidos gerados no df
e municípios, sem prejuízo do controle e fiscalização SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES SOBRE
pelos órgãos federais e estaduais do sisnama, snvs RECURSOS HÍDRICOS
e do suasa, bem como a responsabilidade do gerador
pelo gerenciamento de resíduos. DIRETRIZES GERAIS DE AÇÃO para implementar
a PNRH
incumbe aos estados à promover a integração da
organização, planejamento e execução das funções I - A GESTÃO SISTEMÁTICA DOS RECURSOS
públicas de interesse comum relacionadas a gestão HÍDRICOS, sem dissociação dos aspectos de
dos RS a regiões quantidade e qualidade;

metropolitanas, aglomerações urbanas e II - A ADEQUAÇÃO DA GESTÃO DE RECURSOS


microrregiões; a controlar e fiscalizar as atividades HÍDRICOS ÀS DIVERSIDADES FÍSICAS,
dos geradores sujeitas a licenciamento ambiental BIÓTICAS, DEMOGRÁFICAS, ECONÔMICAS,
SOCIAIS E CULTURAIS das diversas regiões do
POLÍTICA NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS País;
(PNRH): Lei 9433/1997
III - A INTEGRAÇÃO DA GESTÃO DE RECURSOS
PRINCÍPIOS BÁSICOS: HÍDRICOS COM A GESTÃO AMBIENTAL;
Adoção da bacia hidrográfica como unidade de IV - A ARTICULAÇÃO DO PLANEJAMENTO DE
planejamento; RECURSOS HÍDRICOS COM O DOS SETORES
USUÁRIOS E COM OS PLANEJAMENTOS
É a unidade territorial para a implementação da
REGIONAL, ESTADUAL E NACIONAL;
Política nacional de Recursos Hídricos e atuação
do Sistema de Gerenciamento de Recursos V - A ARTICULAÇÃO DA GESTÃO DE RECURSOS
Hídricos. HÍDRICOS COM A DO USO DO SOLO;
Usos múltiplos da água (principais: consumo humano VI - A integração da GESTÃO DAS BACIA
e dessedentação de animais); HIDROGRÁFICAS com a dos SISTEMAS
ESTUARINOS E ZONAS COSTEIRAS.
Reconhecimento da água como um bem finito e
vulnerável POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO
AMBIENTAL: Lei 9795/1999
Gestão descentralizada e participativa
OBJETIVOS da PNRH DISPÕE SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL,
INSTITUI A POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO
I - Assegurar à ATUAL E ÀS FUTURAS GERAÇÕES AMBIENTAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.
a necessária disponibilidade de
A POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO
água, em padrões de qualidade adequados aos AMBIENTAL é
respectivos usos;
uma proposta programática de promoção da
II - A UTILIZAÇÃO RACIONAL E INTEGRADA DOS educação ambiental em todos os setores da
RECURSOS HÍDRICOS, incluindo o transporte sociedade. Diferente de outras Leis, não estabelece
25

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


regras ou sanções, mas estabelece VI - O fomento e o fortalecimento da integração com
responsabilidades e obrigações. a ciência e a tecnologia;
Princípios básicos VII- O fortalecimento da cidadania,
autodeterminação dos povos e solidariedade como
I - O enfoque humanista, holístico, democrático e fundamentos para o futuro da humanidade.
participativo;
ATIVIDADE 5 - Problemas ambientais e
II- A concepção do meio ambiente em sua totalidade,
hidrografia.
considerando a interdependência entre o meio
natural, o sócio-econômico e o cultural, sob o 1) (UNOPAR) A expressão “Bacia Hidrográfica” pode
enfoque da sustentabilidade; ser entendida como:
III - O pluralismo de idéias e concepções a) o conjunto das terras drenadas ou percorridas por
pedagógicas, na perspectiva da inter, multi e um rio principal e seus afluentes.
transdisciplinaridade;
b) a área ocupada pelas águas de um rio principal e
IV- A vinculação entre a ética, a educação, o seus afluentes no período normal de chuvas.
trabalho e as práticas sociais;
c) o conjunto de lagoas isoladas que se formam no
V - A garantia de continuidade e permanência do leito dos rios quando o nível de água da água baixa.
processo educativo;
d) o aumento exagerado do volume de água de um
VI - A permanente avaliação crítica do processo rio principal e seus afluentes quando chove acima do
educativo; normal.
VII - A abordagem articulada das questões e) o lago formado pelo represamento das águas de
ambientais locais, regionais, nacionais e globais; um rio principal e seus afluentes.
VIII – O reconhecimento e o respeito à pluralidade e 2) (FUND. OSWALDO CRUZ) A rede hidrográfica
à diversidade individual e cultural. brasileira apresenta, dentre outras, as seguintes
Objetivos características:
a) grande potencial hidráulico, predomínio de rios
I - O desenvolvimento de uma compreensão
perenes e predomínio de foz do tipo delta.
integrada do meio ambiente em suas múltiplas e
complexas relações, envolvendo aspectos b) drenagem exorréica, predomínio de rios de
ecológicos, psicológicos, legais, políticos, planalto e predomínio de foz do tipo estuário.
sociais, econômicos, científicos, culturais e
éticos; c) predomínio de rios temporários, drenagem
endorréica e grande potencial hidráulico.
II - A garantia de democratização das informações
ambientais; d) regime de alimentação pluvial, baixo potencial
hidráulico e predomínio de rios de planície.
III - O estímulo e o fortalecimento de uma
consciência crítica sobre a e) drenagem endorréica, predomínio de rios perenes
e regime de alimentação pluvial.
problemática ambiental e social;
3) (UNIV. ESTÁCIO DE SÁ) Aponte a afirmativa
IV - O incentivo à participação individual e incorreta:
coletiva, permanente e responsável, na preservação
do equilíbrio do meio ambiente, entendendo-se a a) O regime dos rios brasileiros depende das chuvas
defesa da qualidade ambiental como um valor de verão.
inseparável do exercício da cidadania; b) Talvegue é a linha de maior profundidade do leito
V - O estímulo à cooperação entre as diversas do rio.
regiões do País, em níveis micro e c) Os rios brasileiros possuem um regime pluvial,
macrorregionais, com vistas à construção de uma excetuando-se o Amazonas que é complexo.
sociedade ambientalmente equilibrada, fundada nos
princípios da liberdade, igualdade, solidariedade, d) Todos os rios do Brasil podem ser caracterizados
democracia, justiça social, responsabilidade e como perenes.
sustentabilidade;

26

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


e) A foz de um rio pode ser de dois tipos: o estuário, c) Assoreamento
livre de obstáculos, e o delta, com ilhas de luvião
d) Desmatamento
separadas por uma rede de canais.
e) Degradação do solo
4) Em Salvador e na região metropolitana, são
descartados, por ano, cerca de dois milhões de 7) . Entre os impactos ambientais causados nos
toneladas de resíduos sólidos. Se não forem tomadas ecossistemas pelo homem, podemos citar:
providências, em pouco tempo, os aterros sanitários
não serão suficientes para manter tanto lixo. I. Destruição da biodiversidade.

Considerando-se a problemática do lixo das grandes II. Erosão e empobrecimento dos solos.
regiões metropolitanas do país, entre as soluções III. Enchentes e assoreamento dos rios.
corretas para reduzir o acúmulo desse material nos
aterros sanitários, pode-se incluir IV. Desertificação.

a) a incineração de resíduos sólidos descartados nos V. Proliferação de pragas e doenças.


aterros sanitários.
Assinale a alternativa que melhor representa os
b) o incentivo às cooperativas de catadores e aos impactos consequentes do desmatamento:
artesões para transformar os resíduos sólidos em
a) Apenas I
material reciclado.
b) Apenas V
c) o reaproveitamento de resíduos com objetivo de
requalificá-los e introduzi-los na economia. c) Apenas III, IV e V
d) a ampliação de aterros sanitários para aproveitar a d) Apenas I, II, III e V
energia gerada na biodecomposição de resíduos
sólidos. e) I, II, III, IV e V

e) a modernização da frota de caminhões, que utilize 8) As queimadas são um problema ambiental grave
óleo diesel isento de enxofre, para manter os grandes enfrentado em nosso país. Analise as alternativas e
centros urbanos limpos. marque aquela que não indica uma consequência
das queimadas:
5) O Brasil enfrenta diversos problemas ambientais
que prejudicam as diferentes espécies que aqui a) Morte dos micro-organismos que vivem no solo.
vivem. De acordo com o IBGE, três problemas b) Aumento da poluição atmosférica.
ambientais são os mais relatados no Brasil. Marque
a alternativa que indica esses problemas: c) Diminuição dos nutrientes do solo.

a) Poluição do solo, poluição atmosférica e d) Aumento dos riscos de erosão.


contaminação por metais pesados.
e) Redução do aquecimento global.
b) Contaminação por metais pesados, desmatamento
9) . Os animais da Amazônia estão sofrendo com o
e caça.
desmatamento e com as queimadas, provocados
c) Poluição atmosférica, queimadas e caça. pela ação humana. A derrubada das árvores pode
fazer com que a fina camada de matéria orgânica em
d) Assoreamento, desmatamento e queimadas. decomposição (húmus) seja lavada pelas águas das
e) Queimadas, poluição do solo e contaminação por constantes chuvas que caem na região. (J. Laurence,
metais pesados. Biologia.) O contido no texto justifica-se, uma vez
que:
6) Um dos principais problemas ambientais que
acontecem no Brasil são decorrentes do acúmulo de a) a reciclagem da matéria orgânica no solo
sedimentos nos ambientes aquáticos, amazônico é muito lenta e necessita do
desencadeando obstrução dos fluxos de água e sombreamento da floresta para ocorrer.
destruição desses habitats. b) o solo da Amazônia é pobre, sendo que a maior
Esse problema é conhecido como: parte dos nutrientes que sustenta a floresta é trazida
pela água da chuva.
a) Desertificação
c) as queimadas, além de destruírem os animais e as
b) Poluição marinha plantas, destroem, também, a fertilidade do solo

27

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


amazônico, originalmente rico em nutrientes e 3) Elite agrícola
minerais.
Política para manutenção da hegemonia
d) mesmo com a elevada fertilidade do solo
4) Mão de obra escrava
amazônico, próprio para a prática agrícola, as
queimadas destroem a maior riqueza da Amazônia, Ausência de um mercado consumidor
sua biodiversidade.
Mão de obra qualificada para o trabalho industrial.
e) o que torna o solo da Amazônia fértil é a
decomposição da matéria orgânica proveniente da Em síntese
própria floresta, feita por muitos decompositores O passado de colonização brasileira, submetido as
existentes no solo. políticas do pacto colonial imposto pela metrópole
10) Avalie as questões a seguir que tratam das fontes gerou uma impossibilidade de modernização.
de energia e sua importância: Somado a esse fator, uma economia que sempre foi
I) As fontes de energia exercem papel importante nas baseada em gêneros agrícolas constituindo assim
atividades humanas. Delas se originam eletricidade e uma elite econômica e política que não almejavam a
combustíveis, que são úteis para a produção e industrialização do país.
transporte de bens e mercadorias. Uma prova disso foi a manutenção da mão de obra
II) São as fontes de energia mais utilizadas no Brasil: escrava até 1888, que também gerava um empecilho
petróleo, hidrelétrica, carvão mineral e a modernização, já que limitava o mercado
biocombustíveis. consumidor brasileiro.

III) A evolução das fontes de obtenção de energia O CAFÉ: A BASE PARA INDUSTRIALIZAÇÃO
teve impacto direto no trabalho humano. A energia BRASILEIRA
facilitou e agilizou as atividades produtivas. Vantagens do café
IV) No Brasil, as fontes de energia são Produto altamente valorizado no mercado
prioritariamente as renováveis, como a energia internacional
eólica, energia solar e hidrelétrica. Estão incorretas
as alternativas: Excelentes condições naturais na região sudeste
para o plantio
a) I e IV.
Manutenção da ordem social vigente
b) II e III.
Organização das propriedades semelhantes às de
c) Apenas a alternativa III. cana:
d) Apenas a alternativa IV. - Grandes propriedades
e) Todas as alternativas. - Monocultura
INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA - Inicialmente mão de obra escrava
CARACTERÍSTICAS DA INDUSTRIALIZAÇÃO O CAFÉ: A BASE PARA INDUSTRIALIZAÇÃO
BRASILEIRA
Ao analisar o processo de industrialização brasileira,
observamos um processo caracterizado como tardio, 1º Ciclo
concentrado espacialmente
Vale do Paraíba (RJ)
MOTIVOS PARA O ATRASO INDUSTRIAL
BRASILEIRO Cultivado em áreas de encostas (Gerando inúmeros
impactos ambientais)
1) Histórico de colônia
Mão de obra escrava
Pacto colonial
Escoamento realizado por meios de transportes
Impossibilidade de modernização precários.
2) Economia agroexportadora 2º Ciclo
Economia baseada em produtos agrícolas Oeste paulista (SP)
Cana, borracha, drogas do sertão, charque e café
28

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Cultivado em áreas planas (Manutenção dos A quebra da bolsa de New York significou a crise da
problemas ambientais, como a redução da atividade cafeicultora, lançando a economia brasileira
biodiversidade) em uma profunda crise.
Mão de obra imigrante (iniciando a formação de um A crise do café vai significar a busca por uma nova
mercado consumidor) atividade que venha fortalecer a economia nacional.
Escoamento realizado por meio de transporte Governo Vargas e as implantações das bases
ferroviário
O primeiro momento que de fato caracterizou a
Clima muito favorável (tropical) implantação de uma indústria de base nacional se
deu com a revolução de 30. Esse processo teve como
Crescimento urbano próximo das regiões
base o discurso nacionalista do estado, então
cafeicultoras
chefiado pela figura de Getúlio Vargas, que priorizava
O CAFÉ: A BASE PARA INDUSTRIALIZAÇÃO a implantação de uma indústria de base no país, para
BRASILEIRA que posteriormente pudesse se consolidar uma
indústria de bens de consumo.
A atividade cafeicultora cria bases para o processo
industrial no Brasil: Tipos de indústrias

Mão de obra assalariada potencialmente qualificada 1) As indústrias de base: São responsáveis pela
transformação de matérias-primas brutas em
Criação de um mercado consumidor matérias-primas elaborada.
Estimulou o crescimento urbano e a formação de Ex.: Petrolífera, Metalúrgica e siderúrgica
uma classe média urbana
2) As indústrias de bens intermediários: São
Acúmulo de capitais responsáveis pela produção de máquinas e
Excelente infraestrutura de transporte equipamentos que serão utilizados nos diversos
segmentos das indústrias de bens de consumo.
Fatores concentrados na região sudeste
Ex.: Mecânica (máquinas industriais, motores
Padrão espacial da economia brasileira: automotivos, etc)
Arquipélago econômico
3) As indústrias de bens de consumo têm sua
produção direcionada diretamente para o mercado
consumidor, ou seja, para a população em geral. São
divididas em indústrias de bens duráveis e de bens
não duráveis.
Consolidação da Base
Após negociações, em 1941, Vargas conseguiu
tecnologia e financiamento dos estados unidos para
a construção da Companhia Siderúrgica Nacional
(CSN), em Volta Redonda, Rio de Janeiro, que foi um
marco importante para a industrialização do Brasil. A
Caracterizado por uma distribuição espacial em criação, em 1942, da Companhia Vale do Rio Doce
“Padrão em arquipélago”, também chamado de (CVRD), para explorar e exportar minério de ferro de
padrão desarticulado ou em ilhotas econômicas. Era Minas Gerais.
caracterizado pela reduzida ou inexistente
articulação econômica entre as regiões brasileiras Na década de 1950, a escassez de energia elétrica,
que produziam isoladas entre si e para diferentes baixa produção de petróleo e a rede de transporte e
mercados. comunicações deficientes representavam sérios
obstáculos ao desenvolvimento industrial no Brasil.
A CRISE DE 29 Para enfrentar, pelo menos parcialmente, esses
problemas, o novo governo Vargas inaugurou, em
A crise econômica que abalou a economia capitalista
1951, a Companhia Hidrelétrica do São Francisco
em 1929 abalou o comércio mundial e atingiu em
(Usina de Paulo Afonso) e, em 1953, a Petróleo
cheio a economia agrícola brasileira.
Brasileiro S.A. (Petrobras).
Substituição de importações
29

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


No Brasil, após a Crise de 1929, a política de Maior distinção de bairros (Bairros industriais,
substituição de importações foi implementada com o residenciais de classe alta, média e baixa)
objetivo de desenvolver o setor manufatureiro e
Ampliação dos problemas ambientais
resolver os problemas de dependência de capitais
externos. Ampliação dos problemas urbanos
O país passou a dinamizar sua economia industrial Fins do século XIX: fraco desempenho no setor
produzindo produtos que antes eram importados. industrial. A produção cafeeira era a fonte de riqueza
nacional.
Padrão espacial da economia brasileira: centro-
periferia Processo de industrialização cem anos após a
Revolução Industrial
Impulso industrial: recursos da cafeicultura,
expansão urbana, chegada das ferrovias e imigrantes
Indústria dependente econômica e
tecnologicamente das nações desenvolvidas da
época
Modelo de industrialização: substituição de
importações.
Com o processo de industrialização a região Sudeste
Ditadura militar, de 1964 a 1985: crescente entrada
se transformou no centro econômico brasileiro,
de empresas estrangeiras no país
concentrando o seu parque industrial, assim sendo,
passou a subordinar as outras regiões (periferias) Estímulo ao consumo da classe média: crédito e
que dependiam de seus produtos industrializados. incentivos
Consolidação das Leis do Trabalho Investimento em grandes obras à custa de
empréstimos internacionais. Crescimento da dívida
Em 1º de maio de 1943, o presidente getulio Vargas
externa
decretou a consolidação das leis do trabalho, uma
vasta legisslação trabalhista que conferiu ao Década de 1970: “milagre brasileiro”
presidente um grande prestígio popular, fortalecendo
Década de 1980: “década perdida”
sua imagem de protetor da classe trabalhadora.
Contrato de trabalho presente na carteira de trabalho
Carga horária máxima
Férias
13º salário
Descanso remunerado
Férias
Aposentadoria
Melhoria nas condições de trabalho
IMPACTOS DA INDUSTRIALIZAÇÃO
Concentração do processo industrial na região
sudeste
BRASIL: DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA
Industrialização nas cidades brasileira, INDÚSTRIA
principalmente nas cidades de RJ e SP
Fatores Locacionais da Indústria
Grande fluxo populacional para essas cidades
• Mão de obra farta e barata
Maior distinção entre classes sociais
• Matéria – Prima abundante
• Meios de Transporte
30

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


• Disponibilidade de energia Fontes de energia não renováveis são aquelas cujas
reservas se esgotam, pois, o seu processo de
• Mercado consumidor
formação é muito lento comparado com o ritmo de
Novos Fatores Locacionais consumo que o ser humano faz delas.

– O melhor local é aquele que proporciona o Fontes de energia renováveis


maior lucro
O Sol
– Mão de obra especializada
Esta energia pode ser utilizada para produzir:
– Meios de transporte baratos e eficientes
Calor através de coletores solares.
– Mercado consumidor relativo
Eletricidade através de painéis fotovoltaicos.
– Renúncia fiscal
O vento
– Infraestrutura
Esta energia pode ser utilizada para produzir
– Legislação favorável eletricidade através de aerogeradores.

• Remessa de lucros A Água: A energia da água pode ser aproveitada


recorrendo aos modernos recursos da ciência e
• Meio ambiente tecnologia.
• Legislação trabalhista Por isso constroem-se barragens hidroelétricas para
Distribuição Industrial produzir eletricidade.

Eixo Rio - São Paulo A biomassa

Diversificação e dinamismo A biomassa consiste no aproveitamento da energia


acumulada nos combustíveis tradicionais (lenha) e
Zona Franca de Manaus em algumas plantas com elevado teor energético
(milho, cana- de-açúcar).
Eletroeletrônica
Os gêiseres e fumarolas
Centro – Oeste
O calor proveniente do interior da Terra pode ser
Indústria Tradicional
aproveitado.
Sul
A água de uma jazida geotérmica pode ser
Novos pólos recuperada sob a forma de calor e ser aproveitada
para produzir eletricidade.
Nordeste
As marés
Falta de consumo e capacitação
O aproveitamento desta energia pode ser feito
ENERGIA E MEIO AMBIENTE através de centrais eléctricas que funcionam por
ação da água das marés.
Fontes de energia
É necessária uma diferença de 5 metros entre a maré
As fontes de energia podem classificar-se em:
alta e a maré baixa para que este aproveitamento se
Fontes de energia primárias – quando ocorrem torne rentável.
livremente na Natureza.
Fontes de energia não renováveis
Ex.: Sol, água, vento, gás natural, petróleo bruto
Gás natural, Carvão, Petróleo bruto.
Fontes de energia secundárias – quando são obtidas
Estas fontes de energia não renováveis são
a partir de outras.
combustíveis fósseis.
Ex.: eletricidade, gasolina, petróleo.
Parte da eletricidade que utilizamos provém destes
As fontes de energia primárias podem ser: combustíveis e é produzida em centrais térmicas.

Fontes de energia renováveis são aquelas que se O calor que se liberta durante a queima destes
renovam continuamente na Natureza, sendo, por isso combustíveis pode ser utilizado para mover as
inesgotáveis. turbinas das centrais e produzir eletricidade que
31

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


chega às nossas casas através dos cabos de alta A produção de eletricidade através da combustão
tensão. liberta gases nocivos e partículas para a atmosfera,
contribuindo para o aquecimento global.
Urânio
Energia da geotérmica:
Também se pode produzir energia eléctrica nas
centrais nucleares. Energia limpa.
Nestas centrais a fonte de energia é normalmente o A libertação de vapor a alta pressão provoca poluição
urânio. sonora e a libertação de calor altera o ecossistema
em redor.
Formas de energia
De acordo com os efeitos que a energia produz, ou
conforme os fenómenos a que está associada, Energias não renováveis
atribuímos-lhes diferentes qualificações:
Energia nuclear:
Energia solar – é a energia que está associada à
Energia poluente.
radiação solar.
É altamente perigosa.
Energia luminosa – é a energia que está associada
à radiação solar, á luz de uma lâmpada ou de uma Em caso de acidente liberta-se radioatividade que é
vela. prejudicial a qualquer organismo, permanecendo no
meio durante muito tempo.
Energia hídrica – é a energia que está associada à
água armazenada numa barragem. Energia dos combustíveis fósseis:
Energia das ondas ou marés – é a energia que Energia poluente.
está associada às ondas do mar ou à subida e
descida das marés. Alteram os habitats naturais onde se efetuam as
extrações.
Energia geotérmica – é a energia que está
associada ao calor proveniente do interior da Terra. A queima dos combustíveis liberta para a atmosfera
gases poluentes.
Energia eólica – é a energia que está associada ao
vento. A exploração dos combustíveis fósseis conduz aos
seus esgotamentos uma vez que as reservas são
Impactes ambientais cada vez menores.
Energias renováveis Desenvolvimento e Meio ambiente
Energia solar: Desenvolvimento humano
Energia limpa. Industrialização Impactos ambientais
Ao instalar uma central fotovoltaica altera-se a
paisagem existem e o equilíbrio natural.
Energia e Meio ambiente
Energia eólica:
A disponibilidade de energia associada aos
Energia limpa. fenômenos da motorização e da industrialização tem
Os parques eólicos alteram a paisagem. alterado substancialmente a maneira pela qual as
pessoas relacionam-se com o ambiente
Se for colocado em rotas migratória pode provocar a
morte de muitas aves. O uso da energia é intenso em países desenvolvidos
e cresce rapidamente nos países em
Energia hidráulica: desenvolvimento
Energia limpa. A urbanização impõe uma enorme demanda ao
ecossistema, uma vez que a maior parte das
As centrais hidroelétricas (barragens) provocam
atividades urbanas da indústria, da comunidade e
inundações alterando o equilíbrio dos ecossistemas.
das residências são baseadas no esvaziamento do
Energia da biomassa: capital natural. A construção de moradias, o
transporte, as atividades econômicas, e a geração de
Energia limpa.
32

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


calor para as residências e eletricidade pressionam o 1995 – IPCC (Intergovernmental Panel on Climate
meio ambiente e competem com o espaço ecológico Change): relatório sobre mudanças climáticas globais
Desenvolvimento e Meio ambiente A concentração dos GEE está sendo aumentada pela
atividade humana.
Efeitos do desenvolvimento
A temperatura média do ar na superfície terrestre
Desmatamento
aumentou de 0,3 a 0,6°C nos últimos cem anos.
Degradação marinha e costeira
Segundo estimativas, a temperatura média global
Poluição do solo e das águas subterrâneas pode aumentar cerca de 1,5ºC a 4,5ºC, se a
concentração de CO2 duplicar.
Alagamento ou perda de áreas cultiváveis
Este aquecimento pode provocar um aumento de
Aquecimento global 0,2m a 0,8m no nível do mar; nível histórico tem sido
Destruição da camada de ozônio 3 a 10 vezes menores.

Efeito estufa e chuva ácida No futuro, taxas de aquecimento estarão entre 0,12ºC
e 0,26ºC por década
Poluição do ar e aumento de resíduos sólidos nas
cidades Historicamente a taxa máxima tem sido de 0,1ºC.

Esgotamento de recursos naturais não renováveis Efeito Estufa e as Mudanças Climáticas

Energia e Desenvolvimento Sustentável Variação na radiação de energia solar absorvida


pela Terra para o espaço:
Desafio: Conciliar desenvolvimento e
preservação ambiental Aumento de médias de temperatura e variação
heterogênea
Participação conjunta dos países
Aumento na temperatura do planeta (+0,6 desde
Barreiras 1860; previsão de +5,5 graus até 2100)
Falta de base de dados consistente Cobertura nevada:
Interesses conflitantes entre nações Recuo da glaciação
Todas as etapas envolvidas no uso final de energia Decréscimo de 10% da cobertura desde 1960
causam impactos ambientais, sejam eles diretos ou
indiretos Redução de 2 semanas no tempo anual do
congelamento de lagos e rios.
Indireto: degradação costeira e mares por vazamento
de petróleo Variação nos padrões regionais de chuvas:

Direto: poluição do ar pela queima de combustíveis Implicações no solo e no suprimento de água potável
fósseis Aumento nas chuvas (entre 0,5 e 1,0% no Norte e 0,2
Relação Energia x Impactos Ambientais e 0,3% nos trópicos)

Aquecimento por efeito estufa e mudanças climáticas Aumento do nível dos oceanos:
– queima de combustíveis fósseis. Aumento no nível dos oceanos entre 0,1 e 0,2 m no
Chuva ácida – Queima de combustíveis fósseis na século XX e previsão de 0,9m entre 1990 e 2100
produção de energia. Deslocamentos de zonas agrícolas férteis
Poluição urbana do ar – Indústria e transporte. Possibilidade de triplicação d2o2 nível dos GEE até
Poluição do ar em ambientes fechados – Cozimento 2100.
de alimentos. Camada de Ozônio
Degradação marinha e de áreas costeiras - Situada na estratosfera, entre 15 e 50km de altitude,
Produção de petróleo, navegação, mineração. ela tem a capacidade de 'filtrar' as radiações
Uso da Energia e Efeito Estufa ultravioleta solares.
Efeitos adversos causados pela radiação ultravioleta:
aumento da incidência de câncer de pele, redução de
33

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


safras agrícolas, destruição e inibição do crescimento Óxidos de nitrogênio (NO) (NO2)
de espécies vegetais.
Monóxido de carbono (CO)
Destruição da camada se dá principalmente pelas
emissões de gases CFCs. Matéria particulada suspensa (SPM), inclusive
chumbo
Energia E Chuva Ácida (Ph<5,6)
Ozônio (O3)
Medições na Grã-Bretanha entre 1840 e 1870
DESMATAMENTO E DESERTIFICAÇÃO
mostravam concentrações de SO4-2 maiores na
chuva em regiões de povoação mais densa. Desertificação: degradação da terra em áreas áridas,
semi-áridas e secas subúmidas
O fenômeno não está restrito a chuvas.
Principais ácidos: Ameaça mais de 3,6 bilhões de hectares de terra em
todo o planeta
H2SO4, HNO3
Associada, principalmente, a necessidade de tornar
Formados a partir do SO2 e dos Nox – produtos da a terra acessível para a agricultura e pastagem,
queima de combustíveis fósseis. seguida pelo uso comercial da madeira
Podem ser detectados à distâncias de até 1000km do A coleta da madeira para a produção de lenha
ponto de emissão. também tem grande importância para o
desmatamento
A formação dos ácidos depende de fatores como as
condições climáticas, localização e composição Produção de carvão mineral também contribui
química da atmosfera local.
DESMATAMENTO E AQUECIMENTO GLOBAL
CONSEQUÊNCIAS DA CHUVA ÁCIDA
Desmatamento: emissão de CO2
Acidificação dos lagos
Estima-se que aproximadamente 1/3 das emissões
Diminuição da população de peixes, a diminuição do sejam provenientes do desmatamento e das
pH incrementa a solubilidade do alumínio metálico, o mudanças subsequentes
que é altamente tóxico para muitas formas de vida
Também contribui para as emissões de N2O e CH4
aquática a concentrações de 0,1 a 1 mg/l
Não existem números precisos sobre o
Redução de certos grupos de zooplâncton, algas e
desmatamento global
plantas aquáticas, o que interrompe a cadeia
alimentar dos lagos O desflorestamento intensificou-se a partir do
colonialismo europeu
Os moluscos não sobrevivem em águas ácidas em
decorrência da dissolução do carbonato de cálcio Estimativas: 2,4 milhões de km2 de florestas foram
eliminados entre 1860 e 1978, juntamente com 1,5
Alta mortalidade em anfíbios e falhas no nascimento
milhões de km2 de matas abertas
dos ovos
Agricultura – queda de produtividade POPULAÇÃO BRASILEIRA
Estruturas e monumentos – Redução de vida útil POPULAÇÃO: É o conjunto de pessoas de um
determinado espaço geográfico que compartilham
Cientistas consideram que uma redução da ordem de aspectos históricos, culturais e ideais semelhantes.
50% nas emissões
POPULAÇÃO ABSOLUTA: Serve para indicar a
seria suficiente para deter a acidificação do ambiente quantidade total de habitantes de um determinado
espaço geográfico.
POLUIÇÃO URBANA DO AR
POPULAÇÃO RELATIVA: Densidade Demográfica
Principal fonte: queima de combustíveis fósseis para ou população relativa tem como função indicar a
aquecimento doméstico, transporte, geração de quantidade de habitantes por quilômetro quadrado de
energia, processos industriais e incineração de um determinado espaço geográfico.
resíduos sólidos
Atualmente o Brasil é o 5º país de maior população
Principais poluentes do mundo sendo, portanto, considerado um país
populoso.
Óxidos de enxofre (SO2)

34

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Com respeito á sua densidade demográfica, PEI -População Economicamente Inativa.
podemos dizer que nosso país é pouco povoado.
Setores da economia:
CRESCIMENTO VEGETATIVO:
Primário: Agricultura e Pecuária;
É o resultado de uma subtração entre as taxas de
natalidade e mortalidade. Secundário: Indústria;

Outra forma de verificar o crescimento de uma Terciário: Comércio e serviços.


população é através da entrada e saída de pessoas Estrutura etária/sexual
do país. O resultado da subtração entre os que
imigraram e os que emigraram do país. Define a distribuição da populaçãopor faixas etárias
e por sexo;
Três fases do Crescimento populacional:
É representada através de um gráfico chamado de
De 1872 a 1950 –verifica-se um crescimento lento da pirâmide etária;
população: Altas taxas de natalidade, mortalidade
eram elevados. A evolução dos dados contidos em uma pirâmide
etária permite compreender a realidade
De 1950 a 1980 –crescimento muito acelerado, socioeconômica de um país e os possíveis
explosão demográfica, rápida urbanização, melhoria investimentos a serem feitos pelo Estado.
da infraestrutura sanitária, avanços na medicina que
reduziram as taxas de mortalidade. PEA – População Economicamente Ativa
A partir de 1990, o Brasil passa a ter uma Trata-se de todo contingente populacional em idade
desaceleração no crescimento vegetativo promovido ativa (14 a 65 anos) em condições de trabalhar
por: (incluindo aqueles que estejam procurando
emprego);
Crises econômicas
É dividida de acordo com os 3 setores da economia:
Diminuição de renda; primário, secundário e terciário;
Aumento do Desemprego. Também permite compreender a realidade
Trabalho feminino; socioeconômica de um país a partir da análise de
seus dados atuais ou de sua evolução temporal.
Retardando ao máximo a primeira gravidez.
Análise etária da população
Redução do número de filhos por mulher.
Pirâmides etárias são compostas por 3 grupos, que
A população urbana ultrapassou a população rural, representam as 3 grandes faixas etárias: base –
nas últimas décadas, a tendência é que na cidade jovens; centro – adultos; e topo – idosos;
motivado pelo consumo e outras necessidades se
torne mais cara a criação de filhos. Jovens e idosos são as faixas etárias conhecidas
como Razão de Dependência, que seria os grupos
DENSIDADE DEMOGRÁFICA populacionais que não contribuem para a economia
de um país, apenas dependem do Estado.
Além de ser populoso o Brasil recebe também o título
de pouco povoado, significa dizer que em nosso país Estruturação das pirâmides etárias
existem áreas densamente povoadas e outras com
baixo índice de povoamento. Base larga: elevadas taxas de natalidade– típica de
países subdesenvolvidos;
O litoral a mais ou menos 600Km da costa,
concentram-se próximos de 90% da população Base estreita: taxas de natalidade em queda – típica
brasileira. de países desenvolvidos e emergentes;

A) TAXA DE NATALIDADE:É a relação existente Centro largo: predomínio de adultos - típica de países
entre o número de nascimentos por ano e a desenvolvidos e emergentes;
população absoluta de uma determinada cidade, Topo afunilado: baixa taxas de expectativa de vida -
região ou país. típica de países subdesenvolvidos;
B) TAXA DE MORTALIDADE: Buscar informações Topo em crescimento: elevadas taxas de expectativa
sobre o número de óbitos que ocorrem num país e de vida - típica de países desenvolvidos e
sua relação com a população absoluta. emergentes;
ESTRUTURA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA. Em nenhum país da atualidade, o topo se destaca
PEA -População Economicamente Ativa. como principal grupo etária de uma população.

35

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Países que mantêm a maior parte da população intensa entrada de mulheres no mercado de trabalho
concentrada na base da pirâmide são obrigados a nas três últimas décadas.
investir em setores como saúde e educação;
Agroindústria
Já aqueles que possuem a maior parte da população
concentrada no centro da pirâmide têm que criar uma Sistema agroindustrial
estrutura de geração de empregos;
Revolução Verde
Por fim, países que possuem um considerável
percentual de população no topo da pirâmide têm que As inovações tecnológicas na agricultura para a
investir em saúde e na previdência social. obtenção de maior produtividade através do
desenvolvimento de pesquisas em sementes,
Estrutura Etária Brasileira fertilização do solo, utilização de agrotóxicos e
mecanização no campo que aumentassem a
Assim como os países desenvolvidos já vinham produtividade, ficou denominada de Revolução
apresentando há décadas, o Brasil a partir da década Verde. Esse processo ocorreu através do
de 1970, passou a apresentar transformações na desenvolvimento de sementes adequadas para tipos
pirâmide etária, como: específicos de solos e climas, adaptação do solo para
Redução da base; o plantio e desenvolvimento de máquinas.

Expansão do centro; A implantação de novas técnicas agrícolas iniciou-se


no fim da década de 1940, porém os resultados
Aumento do topo; expressivos foram obtidos durante as décadas de
1960 e 1970, onde países em desenvolvimento
Tais transformações foram reflexos das mudanças
aumentaram significativamente sua produção
socioeconômicas as quais o país passou, resultantes
agrícola.
do crescimento urbano – industrial.
Esse programa foi financiado pelo grupo Rockefeller,
PEA brasileira
sediado em Nova Iorque. Utilizando um discurso
Atualmente, a PEA brasileira corresponde a 65% da ideológico de aumentar a produção de alimentos para
população total do Brasil; acabar com a fome no mundo, o grupo Rockefeller
expandiu seu mercado consumidor, fortalecendo a
O crescimento populacional, a intensificação do corporação com vendas de pacotes de insumos
processo de urbanização e a expansão da economia agrícolas, principalmente para países em
(formal e informal) são itens que explicam estes desenvolvimento como Índia, Brasil e México.
números atuais;
Ao ser desenvolvida, a Revolução Verde modernizou
Evolução da PEA brasileira: o campo gerando novas características no meio rural:
Setor primário: apresentou quedas constantes entre - Mudança da base técnica: maciça substituição dos
as décadas de 1940 à 1990; entre 1990 – 00 retomou insumos naturais por insumos produzidos em escala
o crescimento e, a partir da última década voltou a industrial;
decair;
- Dinâmica determinada pelo padrão de acumulação
Setor secundário: apresentou aumento entre 1940 e industrial, centrado no desenvolvimento de
1980, a partir desta década entrou em processo de complexos agroindustriais – CAIs (desarticulação do
queda; chamado complexo rural);
Setor terciário: apresenta-se em crescimento desde - Cada vez maior conteúdo em ciência, técnica e
a década de 1940; informação.
Fator básico para a queda no setor primário: êxodo Complexos Agroindustriais
rural;
Os complexos agroindustriais são as formas
Fator básico para o crescimento do setor secundário produtivas resultantes da Revolução Verde. Porém,
(1940– 80): industrialização; âmbito produtivo não está mais centrado apenas no
Fator básico para a redução do setor terciário (1980 ato de produzir, pois emergem uma diversidade de
– dias atuais): automação industrial; negócios envolvendo a produção agrícola. O ramo da
indústria, e das finanças passam a integrar a lógica
Êxodo rural e automação industrial são os dois produtiva do campo. E até mesmo o Estado, dispõe-
processos que explicam a expansão do setor se a articular-se com esses setores por meio de
terciário desde a década de 1940; políticas específicas.
Apesar da maior parte da população absoluta do
Brasil ser constituída por mulheres, em relação à
PEA, a maioria é formada por homens, apesar da
36

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


A Agroindústria . Influência da biotecnologia.
-A agroindústria é o conjunto de atividades . Influência da tecnologia da informação
relacionadas à transformação de matérias-primas
provenientes da agricultura, pecuária, aquicultura, Cadeia de Produção Agroindustrial CPA
pesca e silvicultura. . Definição:
O grau de transformação varia amplamente em A cadeia de produção agroindustrial é a soma de
função dos objetivos das empresas agroindustriais. todas as operações de produção e comercialização
Para cada uma dessas matérias-primas, a que foram necessárias para passar de uma ou varias
agroindústria é um segmento da cadeia que vai matérias-primas de base um ou vários produtos
desde o fornecimento de insumos agrícolas até o finais, e de sua chegada aos consumidores finais,
consumidor. sejam eles pessoas físicas e/ou jurídica.

-Em comparação a outros segmentos a agroindústria Características do sistema cadeia produtiva


apresenta uma certa originalidade decorrente de três . Está localizada em um determinado meio ambiente
características fundamentais: e interage com ele
- Matéria-prima. . Cumpre uma função ou exerce uma atividade.
- Sazonalidade. . Está dotada de uma estrutura.
- Produtos altamente perecíveis. . Tem objetivos definidos.
- Heterogeneidade. . Evolui no tempo e no espaço.
Sistema agroindustrial Fatores que propiciam os contornos do sistema
CPA
. Políticos.
. Econômicos.
. Financeiros.
. Tecnológicos.
. Socioculturais.
. Jurídicos.
Comercialização agroindustrial
Surgimento dos mercados
• Necessidades da sociedade.
• Excedentes.
• Vias de comunicação.
• Forma do crescimento e desenvolvimento dos
países.
Sistema agroindustrial de produção
Principais formas de mercados
. Especificidades e/ou Particularidades a ser
consideradas em seu gerenciamento: • Feiras.

. Sazonalidade da matéria-prima. • Lojas.

. Variações da qualidade das matérias-primas. • Bolsas.

. Perecibilidade das matérias-primas. • On line.

. Sazonalidade do consumo. • Pessoa a pessoa.

. Os gostos da população. Logística agroindustrial

. As exigências sanitárias e de qualidade dos Conceito:


produtos.
37

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


A parte e aplicação da lógica que estuda o - Ferroviário:
planejamento e controle das atividades de
armazenagem transportação, distribuição, aquisição, Custo fixo: Altos custos fixos que incluem: operações
instalação e operacionalização dos sistemas nos terminais de carga e descarga, depreciação de
agroindustriais com eficácia e eficiência. ferrovia e instalações do terminal, despesas com
administração.
. Como estudar a logística:
Custos variáveis: Relativamente baixos custos
Como a gestão coordenada dos fluxos de bens, variáveis (em geral de 35 a 50% dos custos totais)
serviços e informações relacionada, entre os centros que incluem: salários, combustível ou energia
produtores, distribuidores e de consumo, com o elétrica, manutenção.
intuito de satisfazer o cliente.
- Hidroviário:
Custos logístico.
Custo fixo: Altos custos fixos devido a: investimentos
Conceito: nos equipamentos de transporte (navios), tarifas
portuárias e custos de carga e descarga nos
A expressãomonetária dos gastos incorrido no terminais.
aperfeiçoamento, desenvolvimento execução e
controle de todas as atividades desenvolvidas nos Custos variáveis: Baixos custos variáveis devido a
diferentes sistemas agroindustriais, desde uma operação do equipamento de transporte.
matéria-prima de base até a entrega ao consumidos.
- Rodoviário:
A gestão logística agroindustrial, pretende.
Custo fixo: Baixos custos fixos (15 a 25% dos custos
. A diminuição do tempo do ciclo entre contas a totais), pois as rodovias não pertencem aos
pagar e contas a receber. transportadores, que incluem: investimento em
caminhões (que representa um investimento
. O aumento sistemático da produtividade dos ativos. pequeno se comparado ao trem ou navio), operações
. A viabilização do giro dos estoques. nos terminais, como carga e descarga, coleta,
manuseio e entrega.
. A redução do ciclo de suprimentos.
Custos variáveis: Relativamente altos custos
. A diminuição do ciclo de pedidos. variáveis que incluem: combustíveis e outros custos
associados à viagem do caminhão, pedágios, taxas
. A otimização do uso do transporte.
do veículo e taxas sobre t-km.
. A otimização do uso dos estoques.
- Aeroviário:
Objetivos do sistema logístico de cadeias de
Custos fixos: Altos custos fixos anuais devido a: os
suprimentos
terminais (aeroportos) e a aerovia (espaço) em geral
. Evitar o abarrotamento de insumo, matérias não pertencem ao transportador (companhia aérea),
produtos nas diferentes áreas da cadeia. mas a companhia aérea possui seu próprio
equipamento de transporte (aviões) que é depreciado
. Diminuir os custos do sistema. sobre sua vida útil.
. Garantir os suprimentos necessários, no tempo, no Custos variáveis: Altos custos variáveis que no curto
lugar, na quantidade e qualidade adequada. prazo são influenciados mais pela distância do que
. Garantir os estoques mínimos necessários de pelo volume da carga, devido à influência da
acordo com as normas estabelecidas procurando o aterrissagem e decolagem dos aviões.
maior tempo de vida útil dos mesmos. - Dutoviário:
Logística do transporte Custos fixos: Altos custos fixos devido a:
A principal função da logística do transporte é Investimentos em vias (tubulação), equipamentos
procurar a agregação de lugar do produto, já que (tubos, bombas, tanques), terminais (instalações de
geralmente os produtos não são consumidos onde bombeamento).
são produzidos, por isso o sistema de transporte Custos variáveis: Baixos custos variáveis que
pode produzir grandes impactos nos custos incluem: energia para mover o produto (que depende
logísticos. da vazão e do diâmetro dos tubos), custos
No Brasil os custos de transporte podem chegar até associados à operação das estações de
60% dos custos logísticos como media. bombeamento.

Principais modais e custos de transporte


Modelo de transporte:
38

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


A QUESTÃO AGRÁRIA BRASILEIRA obedece a normas e exigências do mercado como o
grau de qualidade, peso, tamanho e aparência, entre
FATORES QUE CONTRIBUEM PARA outros.
ATIVIDADES AGROPECUÁRIAS NO BRASIL
AGROPECUÁRIA INTENSIVA
clima favorável (tropical na maior parte do território
nacional); apresenta elevados índices de produtividade e
rentabilidade;
relevo pouco acidentado em algumas regiões; solo
fértil; atende ao mercado externo e interno;

grande mercado consumidor externo e interno; uso de máquinas e insumos químicos (adubos e
pesticidas);
expansão da modernização agrícola.
a biotecnologia que permite a seleção de sementes e
CARACTERÍSTICAS DO ESPAÇO RURAL até o desenvolvimento de transgênicos é uma
BRASILEIRO ferramenta utilizada;
Apresenta setores tecnicamente atrasados os preparo do solo com assistência de agrônomos no
denominados tradicionais e setores modernos que plantio, na colheita e na armazenagem;
empregam os mais avançados recursos técnicos e
apresentam elevada produtividade; uso de técnicas de irrigação;

Predomina a Plantations voltada para o mercado os animais são confinados com alimentação
externo; controlada e balanceada.

Apresenta uma estrutura fundiária concentradora; TRANSGÊNICOS

O setor agropecuário rendegrandes superávits, os transgênicos podemaumentar a produção de


sendo responsável por cerca de 25% do nosso PIB. alimentos, fornecendo fontes nutricionais mais
(IBGE) baratas à população mundial;

a pecuária brasileira ocupa lugar de destaque no tem potencial de acabarcom os problemas relativos
mercado mundial, principalmente no de aves e à desnutrição;
criação de bovinos*; a produção pode ser mais econômica,já que podem
o rebanho bovino apresenta rápido ciclo de reposição ser desenvolvidos organismos mais resistentes e
e seus produtos, além de serem fontes de energia, duráveis;
servem de matéria-prima para muitas mercadorias; plantações de vegetais transgênicos podem
várias medidas foram tomadas para melhorar a requerer menor quantidade de agro defensivos, água
qualidade do gado e erradicar doenças que impediam e máquinas agrícolas;
sua colocação no mercado internacional, por causa criação de organismos capazes de produzir
das barreiras sanitárias, como o combate à febre substâncias úteis para a saúde humana como
aftosa. vitaminas, anticorpos e remédios;
O AGRONEGÓCIO organismos com tolerância a pressões bióticas e
é formado por um conjunto de atividades abióticas;
interdependentes que têm em seu centro a possibilidade de uso de terras “improdutivas”, como
agropecuária; as com alto teor de sal ou com poucos nutrientes.
num dos polos dessas atividades, estão os ARGUMENTOS CONTRÁRIOS AOS
fornecedores de máquinas, equipamentos e insumos TRANSGÊNICOS
agrícolas e, no outro, as atividades de
processamento industrial, de distribuição e serviços; a produção de produtos transgênicos não resolveria
a fome no mundo, uma vez que a fome é um
estão articulados três setores de atividade problema de ordem socioeconômica, política e
econômica: primário (agropecuária e extração desperdício de alimento;
vegetal), secundário (indústria) e terciário
(distribuição e comercialização); a produtividade e o lucro ficam abaixo das
expectativas;
produção voltada, especialmente, para o
abastecimento das indústrias; assim, os agricultores os produtores de alimentos transgênicos ficam reféns
e pecuaristas tornam-se fornecedores exclusivos; dos fornecedores de sementes, uma vez que todos
os anos, no momento do plantio, o agricultor precisa
comprar novas sementes, já que elas são estéreis;

39

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


os transgênicos podem se espalhar e acabar com a Empresa rural
biodiversidade, pois o cruzamento com outras
plantas poderia transferir genes resistentes a São os imóveis explorados de forma econômica e
herbicidas, assim superpestes surgiriam; racional com uma área que, no máximo, chega a 600
módulos rurais. A área média dessas empresas
os países que adotam a produção de transgênicos rurais é de 221 hectares.
podem perder mercados consumidores importantes,
como o europeu, que é bastante exigente. é preciso Latifúndio por Exploração
que esses produtos sejam identificados (rotulados). Imóvel que, tendo as dimensões equivalentes de 1 a
baixos investimentos e baixa produtividade; 600 módulos, seja mantido inexplorado em relação
às possibilidades físicas, econômicas e sociais do
uso de ferramentas primitivas e técnicas arcaicas; meio, com fins especulativos, ou seja, deficiente ou
constitui uma agricultura de subsistência ou inadequadamente explorado.
itinerante; degradação dos solos;
Latifúndio por Dimensão
criação de gado de forma extensiva.
São os imóveis explorados ou não de forma
a estrutura fundiária corresponde ao modo como as econômica e racional, com uma área que, no
propriedades rurais estão dispersas pelo território e máximo, chega a 600 módulos rurais. Possui
seus respectivos tamanhos; dimensão superior a 600 módulos.
a distribuição da terra no Brasil é produto histórico, um dos grandes problemas agrários do Brasil é a sua
data do período colonial com a criação das capitanias estrutura fundiária: de um lado, um pequeno
hereditárias e sesmarias; número de grandes proprietários de terras - os
latifundiários - que monopolizam a maior parte das
caracteriza-se por uma estrutura fundiária propriedades rurais. No outro extremo, milhões de
concentradora, ou seja, a minoria da população pequenos proprietários que possuem uma área
detém as maiores e melhores terras agricultáveis; extremamente pequena - os minifúndios -insuficiente
a desigualdade estrutural fundiária brasileira para permitir-lhes uma vida decente e com boa
configura-se como um dos principais problemas do alimentação;
meio rural. a reforma agrária é vista como um caminho para
Os imóveis rurais são definidos com base no conceito melhorar as relações de trabalho, minimizar os
de “módulo rural”, conflitos no meio rural e a desigualdade social;

segundo o Estatuto da Terra de 1964, definido nos reforma agrária não é mera redistribuição de terras.
seguintes termos: Trata-se de um processo amplo de mudanças que
passa pelo campo político, social, técnico e
De acordo com a Lei 4.504/64, módulo rural é a econômico;
propriedade familiar ou o imóvel rural que, direta e
pessoalmente explorado pelo agricultor e sua família, consiste na adoção de medidas para melhorar a
absorva toda sua força de trabalho. É a quantidade distribuição da terra, promovendo a justiça, criando
de terra necessária para um trabalhador e sua família melhores condições de vida para o trabalhador rural
(de quatro pessoas) se sustentarem, podendo, e elevando a produção e a produtividade
eventualmente, ser trabalhada com a ajuda de agropastoris.
terceiros. deve incluir apoio técnico, infraestrutura, sistema de
Módulo rural é uma unidade de medida agrária, armazenamento e transporte,garantia de preços
expressa em hectares, que busca refletir a mínimos, crédito ao pequeno agricultor e orientação
interdependência entre a dimensão, a situação para a criação de cooperativas e de pequenas
geográfica, a forma e as condições do seu agroindústrias, entre
aproveitamento econômico. outros aspectos;
Com base nesse conceito de módulo rural, o Estatuto para corrigir essa distorção, nas últimas décadas,
da Terra dividiu os imóveis rurais do Brasil em três vem sendo desenvolvido o sistema de reforma
categorias: agrária, embora lento, já tem demonstrado bons
Minifúndio resultados;

Corresponde a toda propriedade inferior ao módulo a luta pela terra no Brasil teve destaque com as
fixado para a região em que se localiza e para o tipo Ligas Camponesas, nas décadas de 1950 e 1960,
de exploração que nela ocorre. Os minifúndios em PE, e foram extintas em 1964;
possuem quase sempre menos de 50 hectares de os trabalhadores rurais organizaram o MST
extensão, embora sua média seja de 20 hectares. (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

40

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Este pressiona o governo, por meio de manifestações Analisando historicamente a questão das
e ocupações, para conseguir acelerar a reforma desigualdades sociais no Brasil, percebe-se que,
agrária e garantir o acesso à com a chegada dos portugueses, elas se instalaram
e aqui ficaram. Inicialmente, os povos indígenas que
terra para milhares de trabalhadores rurais; habitavam o continente foram vistos pelos europeus
RELAÇÕES DE TRABALHO NO CAMPO como seres exóticos, não dotados de alma.

O pagamento é realizado em espécie pelo uso da Posteriormente, houve a introdução do trabalho


terra, por meio de cotas escravo negro. Até hoje seus descendentes sofrem
discriminação e preconceito pelo fato de serem
estipuladas entre o parceiro e o proprietário; negros.
Mão de obra familiar. Pequeno proprietário produz Dos meados do século XIX, quando já se previa o fim
para subsistência, comercializa o excedente da do trabalho escravo, até o início do século XX,
produção; incentivou-se a vinda de imigrantes europeus,
sobretudo para o trabalho na lavoura de café.
Trabalhador que aluga as terras de um proprietário
mediante o pagamento À medida que a sociedade brasileira se industrializou
e se urbanizou, novos contingentes populacionais
em espécie, em produtos ou na prestação de
foram absorvidos pelo mercado de trabalho nas
serviços para produzir;
cidades.
uma das características do trabalho agrícola é a
Esse processo iniciou-se nos primeiros anos do
sazonalidade, isto é, há mais trabalho em
século XX, acelerando-se na década de 1950,
determinados estágios do cultivo, como o plantio e a
quando se desenvolveu no país um grande esforço
colheita, muitos trabalhadores são contratados
de industrialização, trazendo junto a urbanização.
apenas para esses períodos. Após essas etapas de
produção, eles são dispensados. Por isso, esse tipo Com as transformações ocorridas, houve um
de trabalho é denominado trabalho temporário. crescimento vertiginoso das grandes cidades e um
esvaziamento progressivo da zona rural.
Trabalhador contratado por tempo indeterminado,
dentro da legislação base, tipicamente capitalista. Os Pela não colocação de toda a força de trabalho
trabalhadores recebem em troca do seu trabalho uma atraída para as cidades, foi-se constituindo uma
quantia em dinheiro, calculada sobre as horas grande massa de desempregados, que viviam à
trabalhadas ou sobre o total produzido; margem do sistema produtivo capitalista.
Pessoa que ocupa terras devolutas (terra pública) As estatísticas sobre as desigualdades sociais no
ou particulares, mas não possui o título de Brasil estão nos jornais e nas revistas, e demonstram
propriedade. Depois de certo tempo, pode requerer que a gravidade do problema é tal que, se há alguma
o título pela propriedade pela lei da usucapião, coisa que caracteriza o Brasil nos últimos anos, é sua
válida pela ocupação após dez anos, ou usucapião condição como um dos países mais desiguais do
especial, para a ocupação de terras devolutas por mundo.
cinco anos;
Isso não se traduz só em fome e miséria, mas
Latifundiário que expande suas terras falsificando também em condições precárias de saúde, de
títulos de posse, em conluio com órgãos oficiais, habitação, de educação, enfim, em uma situação
invade terras do governo, terras indígenas e de desumana, particularmente quando se sabe que a
posseiros, entre outros; produção agrícola e industrial e o setor de comércio
e serviços têm crescido de maneira expressiva em
contratados para “policiar” e inibir as ações dos
nosso país, demonstrando que a sociedade produz
posseiros e sem-terra;
bens e serviços e riqueza, mas eles não são
trabalho infanto-juvenil e escravidão por dívida no distribuídos de modo que atinjam todos os
campo. brasileiros.

PROBLEMAS AMBIENTAIS DA ATIVIDADE As desigualdades analisadas no Brasil


AGRÍCOLA NO BRASIL
Conforme a cientista social brasileira Márcia Anita
desmatamento e perda de solo; poluição do solo e da Sprandel, em seu livro A pobreza no paraíso tropical,
água; desequilíbrio ecológico; a primeira tentativa de explicar a pobreza no Brasil, a
partir do final do século XIX, consistiu em relacioná-
contaminação de alimentos e riscos à saúde humana. la à influência do clima e à riqueza das matas e do
solo. Afirmava-se que o brasileiro era preguiçoso,
POBREZA E EXCLUSÃO NO BRASIL indolente, supersticioso e ignorante porque a
As desigualdades sociais no Brasil natureza tudo lhe dava: frutos, plantas, solo fértil, etc.

41

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Uma segunda explicação estava vinculada à questão Formação das classes sociais
racial e à mestiçagem. Vários autores foram críticos
ferrenhos da mestiçagem e consideravam a A partir da década de 1960, outras temáticas que
“degeneração e falência da nação” ou que eram envolviam as desigualdades sociais foram
“decaidos, sem a energia física dos ascendentes abordadas, com ênfase na análise das classes
selvagens, sem a altitude intelectual dos ancestrais sociais existentes no Brasil.
superiores.” Assim se desenvolveram trabalhos que procuravam
A maioria dos cientistas, políticos, juristas e entender como ocorreu a formação do empresariado
intelectuais desenvolveram teorias racistas e nacional, das classes médias, do operariado
deterministas para explicar os destinos da nação industrial e do proletariado rural.
brasileira, segundo a cientista social Lilian Shwarcz, Nas décadas seguintes (1970 e 1980), a
a pobreza seria sempre um dos elementos essenciais preocupação situou-se muito mais na análise das
dessa explicação, e uma decorrência da escravidão novas formas de participação, principalmente dos
ou da mestiçagem. novos movimentos sociais e do novo sindicalismo.
As chamadas “classes baixas” constituíam-se de Mercado de trabalho e condições de vida
pessoas que normalmente, nas cidades, eram
consideradas perigosas e, no interior, apáticas, No mesmo período e entrando na década de 1990,
doentes e tristes. adicionou-se um novo componente na análise das
desigualdades sociais: o foco sobre as questões
Fome e coronelismo relacionadas ao emprego e às condições de vida dos
A partir da década de 1940 a questão das trabalhadores e pobres da cidade.
desigualdades sociais aparecia sob novo olhar, que Assim, passaram a ter primazia nas análises dos
passava ainda pela presença do latifúndio, da temas: emprego e desemprego, mercado formal e
monocultura e também do subdesenvolvimento. informal de trabalho, estratégias de sobrevivência
Josué de Castro, em seu livro Geografia política da das famílias de baixa renda, mensuração da pobreza
fome, publicado em 1951, analisa a questão da e linha de pobreza.
desnutrição e da fome explicando-as com base no A questão racial continuou presente e a questão das
processo de subdesenvolvimento, o qual gerava classes sociais permaneceu no foco, constatando-se
desigualdades econômicas e sociais entre os povos a crescente subordinação do trabalho ao capital,
que, no passado, tinham sido alvo da exploração tanto na cidade como no campo.
colonial no mundo capitalista. Defendia a educação e
a reforma agrária como elementos essenciais para A questão de gênero ganhou espaço, destacando
resolver o problema da fome no Brasil. principalmente a situação desigual das mulheres em
relação à dos homens.
Outro autor, Victor Nunes Leal, em seu livro
Coronelismo, enxada e voto: o município e o regime Índices de desigualdade
representativo no Brasil, publicada em 1948,
Já na década de 1990, organismos nacionais e
apresentava o coronel vinculado à grande
internacionais criaram índices sobre as
propriedade rural como a base de sustentação de
desigualdades e a pobreza que revelam dados muito
uma estrutura agrária que mantinha os trabalhadores
interessantes. No Brasil dispomos, por exemplo, da
rurais em uma situação de penúria, de abandono e
Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios
de ausência de educação.
(PNAD), desenvolvida pelo Instituto Brasileiro de
Raça e classes Geografia e Estatística (IBGE), e o Índice de
Desenvolvimento Humano (IDH), que a ONU publica
A relação entre as desigualdades e as questões por meio do Programa das Nações Unidas para o
raciais voltou a ser analisada na década de 1950, Desenvolvimento (PNUD).
numa perspectiva que envolvia a situação dos negros
na estrutura social brasileira. O fundamental é quantificar os pobres, os ricos, os
setores médios e os remediados na sociedade
Ainda na década de 1960, alguns trabalhos podem brasileira e como vivem, pois, o objetivo central é
ser tomados como exemplos da continuidade dessa descrever a realidade em números e gráficos para
discussão. orientar políticas públicas e investimentos nesta ou
Fernandes, Octávio Ianni e Fernando Henrique naquela área.
Cardoso analisaram a situação dos negros no Foi assim que nasceram vários programas
Sudeste e no Sul do Brasil. Com seus trabalhos governamentais – o Fome Zero, o Bolsa Família, o
demonstraram que os ex-escravos foram integrados Bolsa Gás e outros tantos.
de forma precária, criando-se uma desigualdade
constitutiva da situação que seus descendentes
vivem até hoje.
42

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Políticas territoriais e regionais: 30 milhões de espécies de insetos;
Amazônia milhões de invertebrados.

AMAZÔNIA NA AMÉRICA DO SUL Processo de ocupação da Amazônia no século XX

A Amazônia é uma região localizada na porção Início do séc. XX: ciclo da borracha;
norte/noroeste da América do Sul, definida
1966: criação da SUDAM para a efetivação da
principalmente pela bacia do rio Amazonas e coberta
“conquista” da Amazônia em suas áreas de fronteiras
em grande parte pela floresta Equatorial (Floresta
mortas, através de obras como:
Pluvial Equatorial Amazônica ou Hiléia
Amazônica). Sua área de 6.11 milhões de Km² Construção de rodovias como a Transamazônica;
estende-se por oito países e um território: Brasil,
Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname, Projetos minerais como Programa Grande Carajás;
Venezuela e o território da Guiana Francesa, sendo Criação de núcleos de colonização;
que 63% da floresta encontra-se no Brasil.
Levar os homens sem-terra do Nordeste para as
AMAZÔNIA LEGAL NO BRASIL terras sem homem da Amazônia (1970 – governo
No Brasil, para efeitos de política e economia, a Médici)
Amazônia é delimitada por uma área chamada de Muitas pessoas estão sendo capazes hoje de tirar
Amazônia legal, cobrindo a maior parte da região proveito das riquezas da Amazônia.
Norte, Oeste do MA e Norte do MT (com 5,2 milhões
de Km2, ocupa 61% do território brasileiro); Com o aplauso e o incentivo da SUDAM.
Ecossistemas ligados à Amazônia Com o aplauso e o incentivo do Banco da Amazônia.
floresta ombrófila densa O Brasil está investindo na Amazônia e oferecendo
lucros para quem quiser participar deste
floresta ombrófila aberta empreendimento.
floresta estacional decidual e semidecidual A Transamazônica está aí: a pista da mina de ouro.
campinarana Comece agora. Faça sua opção pela SUDAM.
formações pioneiras Aplique a dedução de seu imposto de renda num dos
464 projetos econômicos já aprovados pela SUDAM.
refúgios montanos Ou então apresente seu próprio projeto (seja ele
industrial, agropecuário ou de serviços). Você terá
savanas amazônicas
todo o apoio do Governo Federal e do governo dos
matas de terra firme Estados que compõem a Amazônia. Há umtesouro à
sua espera. Aproveite. Fature. Enriqueça junto com o
matas de várzea Brasil. Informe-se nos escritórios da SUDAM e nas
matas de igapós agências do Banco da Amazônia.

A biodiversidade amazônica (Ministério do interior, dez/1970)

-A região armazena 20% da água continental do Principais motivos que levam a devastação da
planeta. floresta:

- Sua área corresponde a 40% das florestas ➢ Extração predatória de madeira;


tropicais remanescentes no planeta ➢ Utilização das árvores menores para carvão;
Estima-se que 50% das espécies vegetais e ➢ Queimada para a pastagem;
animais conhecidas vivam na
➢ Plantio de soja;
Amazônia:
Ex.: 33% do gado bovino se localiza na região e o
300 a 353 espécies de mamíferos; crescimento anual desta atividade na região é de
950 a 1 mil espécies de pássaros; 6, 9%.

55 a 60 mil espécies de plantas, sendo 5 mil só de


árvores;
2.500 a 3.000 espécies de peixes;
100 variedades de anfíbios;

43

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Mas vale à pena a agricultura na Amazônia?

O problema do tráfico de animais silvestres Destinação das áreas griladas na região amazônica
(que, de acordo com dados das CPI da Grilagem
chegam a 100 milhões de hectares, ou 20% da
Amazônia Legal) prioritariamente para a criação de
áreas de proteção tais como parques, bem como
Reservas Extrativistas e de uso sustentável;
Implantação das unidades de conservação já
aprovadas, mas que até hoje não saíram do papel;
Redirecionamento do programa nacional de Reforma
Agrária para áreas já desmatadas;
Fortalecimento das instituições encarregadas da
proteção ambiental com IBAMA e Secretarias
Estaduais de Meio Ambiente;
Adoção de mecanismos fiscais que penalizem a
madeira proveniente de desmatamento e beneficiem
exclusivamente a produção de madeira através de
manejo florestal sustentável e passível de
certificação pelo FSC.
Solução: desenvolvimento sustentável da
Amazônia
O mais novo maior aquífero do mundo

44

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


PRINCIPAIS PROJETOS DA AMAZÔNIA Para tanto, o sistema utiliza dados gerados por uma
complexa infraestrutura tecnológica, composta por
Projeto Grande Carajás (1979) subsistemas integrados de sensoriamento remoto,
Rodovia Transamazônica (“inauguração”: 1973) radares, estações meteorológicas e plataformas de
dados, instalada na região.
U.H.E. de Balbina: uma tragédia social, ambiental e
econômica (1988). Graças a este aparato, o Sistema de Proteção da
Amazônia é capaz de promover o completo
U.H.E. de Itaipu: monitoramento da região e produzir informações em
tempo próximo do real.
1.350 Km² de alagamento potência de 14.000 MW
ECONOMIA DA AMAZÔNIA
U.H.E. de Balbina:
Predomina o setor extrativista: madeira, açaí, cacau,
2.360Km² de alagamento potência de 250 MW
látex, minérios, etc.
Zona Franca de Manaus
Em Manaus (AM) temos uma área com
Criada em 1967 com o objetivo de integrar a desenvolvimento industrial – Zona Franca de
Amazônia Ocidental a economia do país, através da Manaus.
produção industrial a partir de isenções fiscais
POLÍTICA TERRITORIAL: NORDESTE
PROJETO CALHA NORTE
Região Nordeste
OBJETIVOS PRINCIPAIS:
organizar áreas de garimpo
minimizar conflitos entre garimpeiros e indígenas
impedir ação do narcotráfico
combater o contrabando de metais preciosos

Aspectos físicos da região Nordeste


Formada por 9 estados;
Área 1 558 196 km²
PROJETO SIVAM
População 56.760.780hab – IBGE/2018
Controlar e fiscalizar o espaço aéreo da Amazônia;
Área 18,25% do território nacional;
Identificar focos de incêndio na floresta;
Diferentes paisagens;
Mapear os recursos naturais da região;
Temperaturas elevadas; Baixo volume pluviométrico
Instrumento de apoio ao projeto SIPAM. (chuvas);
Projeto SIPAM Grande potencial de evaporação;
O Sistema de Proteção da Amazõnia (SIPAM) foi Tipos de Vegetação e Clima
criado para integrar informações e gerar
conhecimento atualizado para articulação, Clima semiárido: Caatinga;
planejamento e coordenação de ações globais de
Clima litorâneo úmido: Mangues e Mata Atlântica;
governo na Amazônia legal brasileira, visando à
proteção, à inclusão social e ao desenvolvimento Clima tropical: cerrado;
sustentável da região.
Clima equatorial úmido: Mata dos Cocais;

45

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Tipos de Vegetação Projeto polêmico: quem serão realmente
beneficiados?
Polígono das Secas
Nordeste: Ocupação e Organização do Espaço
Região localizada entre a região nordeste e o norte
de minas Gerais; Região de ocupação mais antiga do país;
Reconhecida pelo governo federal; Atividade canavieira;
Passa por longos períodos de estiagem; Primeiros núcleos urbanos do país;
Criação de políticas contra secas prolongadas; Preocupação em defender o território;
Efeito Orográfico Portos: exportar o pau Brasil, e recebiam utensílios
vindos da Europa;
Planalto da Borborema;
A cana de açúcar
Barreira natural ás massas de ar carregadas de
umidades vindas do oceano; Trouxe á região poder político e econômico;
Hidrografia do Nordeste Formação de grandes latifúndios;
Rios temporários; Monocultura;
Rio São Francisco: único rio perene, que atravessa o Trabalho indígena e escravo;
sertão nordestino;
Primeira capital;
Rio de planalto;
Ocupação do litoral;
“Velho Chico” – uso: irrigação, transporte (eclusas),
pesca, produção de energia elétrica; A ocupação do interior da região

Assoreamento, desmatamento da mata ciliar; Criação de gado;

O Relevo do Nordeste Usados: transporte das canas, carne e couro;

Planície costeira; Criados em áreas mais distantes do litoral, onde o


dolo não era b e açúcar;
Áreas mais rebaixadas;
A decadência econômica do Nordeste
Planaltos na área central: Planalto da Borborema,
Chapada Diamantina, serra Geral e Grande; XVII- cana de açúcar em crise;

São áreas mais elevadas; Preços mais baixos, conquistaram o mercado


europeu;
A indústria da seca
Algodão – crise com o produto dos EUA;
Seca é uma característica do clima semiárido;
Auge da mineração e pedras preciosas, pólos de
“explicação” para a pobreza de quem vive no Sertão maior importância;
Nordestino;
As Sub-regiões do Nordeste
Governos dessas áreas solicitam verbas para
solucionar os “problemas”; A grande região nordeste é regionalizada em quatro
regiões.
Dinheiro público: investir em açudes para levar água
até as pessoas necessitadas é desviado; Critérios: aspectos naturais (clima, vegetação, relevo
e hidrografia), e sociais;
Projetos criados
São elas: - Zona da Mata;
Cisternas;
Agreste;
Açudes;
Sertão;
Transposição das águas do Rio São Francisco;
Meio Norte;
Para irrigação;
Parte da água será levada até os rios temporários do
Nordeste;

46

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


As sub-regiões do Nordeste Diversificação econômica: pecuária, ind. De polpa de
frutas, celulose;
Maior exportadora de cacau do país;
Faixas da Mata Atlântica preservadas;
Turismo;
Recôncavo Baiano
Localização: municípios ao redor de Salvador;
Áreas industriais;
Produção de tabaco;
Agricultura de subsistência;
Pesca;
Agreste
Zona da Mata
Sub-região nordestina;
Sub-região nordestina;
Localizado entre a área seca (sertão) e área úmida
Localizada no litoral nordestino; (zona da mata), faixa de transição;
Primeiro local de exploração do Brasil; Vegetação de caatinga e mata atlântica;
Desmatamento da Mata Atlântica; Minifúndios policultores;
Mais desenvolvida e industrializada da região; Feijão, milho, mandioca, café, algodão, agave;
Problemas sociais: moradias irregulares, Pecuária, ind. De derivados do leite;
desemprego, baixos salários;
Ind. Calçados, móveis e têxteis;
A sub-região da zona da mata é dividida em três
áreas distintas: Algodão
Zona da mata açucareira; Grande importância para o desenvolvimento dos
municípios da região;
Recôncavo baiano;
Algodão colorido;
Zona da mata cacaueira;
Exportação mundial;
Zona da mata açucareira
O Sertão
Origem no período colonial;
Maior sub-região do nordeste;
Área do cultivo da cana de açúcar;
Ocupa a área do clima semiárido;
Ocupa a faixa que vai do Rio Grande do Norte até o
norte da Bahia; Encostas de serras, áreas mais úmidas: brejos, onde
existem importantes áreas agrícolas;
Hoje: usinas de cana de açúcar e álcool;
Pecuária, agricultura (frutas), café, algodão, soja,
Grandes latifúndios monocultores; milho, feijão, arroz e mandioca;
Atividades pecuárias; Agricultura de subsistência;
Produção de frutas, indústrias e serviços; Áreas irrigadas: mercado externo e interno;
Zona da mata cacaueira Vale do Açu (RN) – grande produtor de frutas –
Localiza-se no sul da Bahia; manga, melão e uva;

Importante produtora de cacau; Pólo de Juazeiro (BA) - Petrolina (PE) – forte


produção de frutas –uva e manga;
1950: crise do cacau;
Oeste da Bahia: produção de café, soja e frutas;

47

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Empresas agrícolas do Sul, estão indo para o Indicadores sociais
nordeste: terras baratas e localização estratégica;
Mortalidade, esperança de vida, analfabetismo:
O Meio Norte melhorou;
Ocupa todo o estado do Maranhão, e parte do Piauí; Grandes desigualdades e piores indicadores sociais
do país;
Faixa de transição, entre a região norte e o Sertão
nordestino; Concentração de renda e de terras;
Vegetação de Matas de Cocais; Aplicação inadequada de recursos públicos;
Extrativismo vegetal: indústria de cosméticos; SUDENE
Criação de gado, algodão, e de arroz; SUPERINTENDÊNCIA DO DESENVOLVIMENTO
DO NORDESTE
Recentemente soja e minérios;
Missão
Nordeste: espaço geográfico atual
“Promover o desenvolvimento includente e
A economia nordestina cresceu nos últimos anos; sustentável de sua área de atuação e a integração
Isso ocorreu graças á integração ás demais regiões; competitiva da base produtiva regional na economia
nacional e internacional"
Mercados internos e externos;
PROJETOS: Implantação, Diversificação,
Representa cerca de 13% do PIB nacional; Modernização e Ampliação
Atividades Econômicas Área SUDENE: MA, PI, CE, RN, PB, PE, AL, SE, BA,
norte MG e ES
Importantes áreas de produção agrícola irrigadas;
INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS
Indústrias e serviços (comércios): setores que mais
contribuem para o PIB da região; Finalidade: Atrair investimentos privados visando o
desenvolvimento sustentável na área de atuação da
Industria:1990 - desconcentração industrial;
SUDENE
Isenção de impostos;
MODALIDADES:
Cessão de terrenos, mão de obra barata;
Redução de 75% do IRPJ √
Proximidade dos portos e dos fornecedores;
Redução de 25% do IRPJ √
Industrias
Reinvestimento de 30% do IRPJ √
Mão de obra barata;
Isenção do AFRMM e do IOF √
Desqualificada;
Depreciação acelerada incentivada √
Formação e qualificação de trabalhadores;
INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS
Crescimento econômico da região;
Redução do IRPJ para novos empreendimentos
Serviços
BENEFÍCIO: Redução de 75% do IRPJ
Regiões metropolitanas: Grande São Luís,
Prazo de Fruição: 10 anos
Fortaleza, Natal, Recife, Maceió, Salvador;
PROJETOS: Implantação, Diversificação,
Turismo ( praias, riqueza histórico cultural, e turismo
Modernização e Ampliação.
religioso);
Protocolizados até 31/12/2013
Luxuosos hotéis: redes nacionais e internacionais;
Pré-Condições Gerais
Turismo
1. Tributação com base no lucro real;
Melhoria nos meios de transporte;
2. Operando na área de atuação da SUDENE;
Aeroportos;
3. Prioritário para o Desenvolvimento Regional
Degradação ambiental (esgoto nas praias);
(Decreto 4.213 26/04/2002)
Desmatamento e degradação de manguezais;
Pré-Condições Específicas
48

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Implantação, Diversificação e Modernização Isenção do AFRMM e do IOF
Produção Efetiva > 20% Cap. Instalada BENEFÍCIO: Isenção de AFRMM e do IOF (Até
31/12/2010)
Ampliação: Produção Efetiva > 20% Cap. Ampliada,
Aumento da Capacidade Instalada em 20% para PROJETOS: Implantação, Diversificação,
projetos de infra-estrutura e de 50% para os demais Modernização e Ampliação
projetos.
Pré-Condições Gerais:
INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS
1.Empreendimento localizado na Região Nordeste;
Redução do IRPJ para novos empreendimentos
2. Prioritário para o Desenvolvimento Regional
BENEFÍCIO: Redução de 75% do IRPJ (Decreto 4.213 26/04/2002)
Fluxo de procedimentos INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS
REQUERIMENTO: SUDENE (Análise e Vistoria do Laudos, Declarações e Pareceres emitidos 2008
Empreendimento) LAUDO CONSTITUTIVO DO
DIREITO RECEITA FEDERAL DO BRASIL. Redução de 75% do IR 221

RECEITA FEDERAL DO BRASIL Transferência de incentivo 12

Redução do IRPJ para empreendimentos existentes Redução de 25% de IR 37

BENEFÍCIO: Redução de 12,5% do IRPJ Reinvestimento (pareceres) 28

Pré-Condições Gerais: AFRMM e IOF 90

1. Tributação com base no lucro real; Depreciação Acelerada 1

2. Operando na área de atuação da SUDENE; TOTAL 389

3. Prioritário para o Desenvolvimento Regional INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS


(Decreto 4.213 26/04/2002) PARTICIPAÇÃO POR SETOR
Fruição: A partir da data de protocolo do pleito, até 1% 4% 7% 13%
2013.
INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS
Reinvestimento do IRPJ
BENEFÍCIO: Reinvestimento de 30% do IRPJ até o
ano de 2013
PROJETOS: Modernização ou complementação de
equipamento
Pré-Condições Gerais 75%
1. Tributação com base no lucro real;
2. Operando na área de
atuação da SUDENE;
3. Prioritário para o Desenvolvimento Regional
(Decreto 4.213 26/04/2002)
INCENTIVOS E BENEFÍCIOS FISCAIS
Opção por Reinvestimento - exemplo RESULTADOS ALCANÇADOS
Imposto Devido..................R$ 100.000 Mais de R$ 237 Milhões liberados para
REINVESTIMENTO no período de 2007 a 2009 na
Imposto a ser recolhido......R$ 70.000 modernização de empresas na área de abrangência
Opção de reinvestimento...R$ 30.000 (30%) da SUDENE.

Complementação legal......R$ 15.000 (50%) Mais de 300 Mil empregos gerados e/ou mantidos.

Total de reinvestimento.....R$ 45.000


49

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


BLOCOS ECONÔMICOS (MERCOSUL)
BLOCOS ECONÔMICOS

50

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


PRINCÍPIOS DA OMC Mercado Comum Europeu (MCE) ou Comunidade
Econômica Europeia (CEE)
Não discriminação dos países membros
Europa dos seis
Reciprocidade
–Itália, França, Alemanha Ocidental, Bélgica,
Acesso aos mercados em igualdade de condições Luxemburgo e Holanda.
Concorrência leal Mais membros...
Evolução dos blocos 1973
Zona de livre-comércio Grã-Bretanha
União aduaneira Dinamarca
Mercado comum Irlanda
União política e econômica 1981: Grécia
Zona de livre-comércio 1986: Portugal e Espanha
Apenas uma área de livre circulação de mercadorias MOEDA ÚNICA
e capitais
SISTEMA MONETÁRIO EUROPEU (1979)
Ex.: NAFTA
ADOÇÃO DO EURO (1999)
União aduaneira
CIRCULAÇÃO (2002)
Além de zona de livre circulação de mercadorias e
capitais, é usada uma tarifa externa comum (TEC) 11 PAÍSES ADOTAM
Em relação a países que não pertencem ao bloco. União Europeia hoje...
Ex.: Mercosul CRISE ECONÔMICA
Mercado comum CONSTITUIÇÃO EUROPÉIA
Apresenta características das associações INCERTEZAS
anteriores, porém, acrescenta a livre circulação de
pessoas e a padronização das legislações DISTÚRBIOS NA FRANÇA
econômica, trabalhista, fiscal e ambiental. GREVE GERAL
Ex.: União Europeia até 1998 REINO UNIDO
União econômica e monetária BLOCOS REGIONAIS
Estágio mais avançado dos blocos econômicos, NAFTA, MERCOSUL, APEC, ASEAN, CEI, SADC,
atingido após a adoção de uma moeda única. MCCA, CARICOM, CAN ...
Ex.: União Europeia BLOCOS ECONÔMICOS
UNIÃO EUROPÉIA
O início...
BENELUX (1948)
Bélgica, Luxemburgo e Holanda
CECA (1951)
França, Itália e Alemanha Oc.
AELC Linguagem dos blocos
Áustria, Dinamarca, Noruega, Portugal, Suécia Suíça Tarifa
e Reino Unido
Tarifa Externa Comum (TEC)
O processo...
Dumping
Tratado de Roma (1957)
Subsídios
51

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Dumping ATIVIDADE 6 - Resolução de Questões
Venda em um mercado estrangeiro de um produto a 1) O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é
preço “abaixo de valor”, geralmente menor do que o utilizado como referência em estudos comparativos
preço cobrado pelo produto dentro do país das condições de vida das populações. Seus três
exportador, ou quando é vendido a outros países. grandes indicadores são:
Sendo considerado uma prática injusta de comércio.
A) Expectativa de vida ao nascer, nível de instrução
Subsídios e quantidade de trabalhadores abaixo da linha da
pobreza.
Benefícios econômicos que um governo concede aos
produtores de bens, muitas vezes para fortalecer sua B) Nível de instrução, PIB per capta e número de
posição competitiva. empregos com carteira assinada.
Direto: em dinheiro C) Expectativa de vida ao nascer, PIB per capta e a
quantidade de trabalhadores domésticos.
Indireto: crédito com juros baixos
D) PIB per capta, nível de instrução e taxa de
MERCOSUL
fecundidade.
ALALC e ALADI
E) Expectativa de vida ao nascer, nível de instrução
TRATADO DE ASSUNÇÃO (1991) e PIB per capta.
–BRASIL 2) Sobre a atual dinâmica demográfica brasileira,
assinale a afirmativa correta:
–ARGENTINA
A) O Brasil está deixando de ser um país jovem.
–URUGUAI
B) A participação relativa dos idosos vem declinando
–PARAGUAI desde a década de 1980.
–VENEZUELA C) O crescimento vegetativo compreendido entre
–BOLÍVIA E CHILE 1940 e 1970, não foi afetado pela redução da
mortalidade.
UMA OUTRA AMÉRICA É POSSÍVEL...
D) A migração é um dos fatores de maior impacto na
Alca??? composição atual da estrutura etária do Brasil.
INTEGRAÇÃO OU ANEXAÇÃO E) A Taxa de mortalidade infantil equipara-se a dos
padrões do conjunto dos países desenvolvidos.
I CÚPULA DAS AMÉRICAS (1994)
3) Podemos classificar as fontes de energia como
II CÚPULA DAS AMÉRICAS (1998) tradicionais, modernas e alternativas. Sobre as fontes
III CÚPULA DAS AMÉRICAS (2001) de energia alternativas ou renováveis, que causam
menos impactos ao meio ambiente, podemos citar os
IMPASSE E RESISTÊNCIA seguintes exemplos:
A ALCA – Resistência do Brasil e do MERCOSUL A) carvão vegetal, lenha e petróleo.
Principalmente, no Brasil, havia o receio de que a B) eólica, solar e biomassa.
entrada na ALCA pudesse trazer prejuízos
econômicos. De forma geral, a produtividade da C) hidráulica, solar e lenha.
economia norte-americana é maior que a brasileira, e D) biomassa, gás natural e petróleo.
a entrada de produtos com tarifa zero causaria
problemas em muitos setores, sobretudo na indústria E) os principais combustíveis fósseis – petróleo e
e nos serviços. carvão mineral.
Outras soluções... 4) No romance “O Tempo e o Vento”, o escritor Érico
Veríssimo descreve a história do Rio Grande do Sul
Expansão do Mercosul e suas paisagens, que marcam a formação territorial
Acordos com União Europeia da região. Identifique e marque o clima predominante
desse estado brasileiro:
Prorrogar início da ALCA
A) Equatorial.
BRICs
B) Tropical.
C) Subtropical.
52

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


D) Semiárido. ATIVIDADE 7 - Resolução de Questões
E) Temperado. 1) QUESTÃO: Analisando a dinâmica relativa aos
climas que atuam no Brasil, percebe-se que em toda
5) As migrações _______________ são realizadas
a região Sul ocorre o clima:
temporariamente, em uma determinada época do
ano. É o caso de trabalhadores rurais que se A) tropical semiárido.
deslocam em certas épocas do ano (por exemplo na
colheita de algum produto) e retornam após alguns B) subtropical úmido.
meses, com o término do trabalho. O termo
C) litorâneo úmido.
(deslocamento populacional) que completa
corretamente o texto acima é: D) equatorial úmido.
A) pendulares E) tropical.
B) sazonais 2) QUESTÃO: Os ventos alísios são correntes de ar
que sopram constantemente das proximidades dos
C) de êxodo rural
trópicos para o Equador. Em razão do movimento
D) intrarregionais da Terra, os ventos, que se deslocam em linha reta,
sofrem um desvio aparente na sua trajetória,
E) inter-regionais chamado:
6) O território brasileiro possui vários tipos de A) Efeito de Coriolis.
florestas e de vegetação arbustiva e herbácea. São
exemplos de formações arbustivas: B) Massa de ar.

A) Mata dos Cocais e Mata de Araucárias C) El Nino.

B) Mata de Cocais e Caatinga D) La Nina.

C) Mata Atlântica e Floresta Amazônica E) Ventos alissios.

D) Cerrado e Caatinga 3) QUESTÃO: A sub-região nordestina que se


estende do Rio Grande do Norte até o sul da Bahia,
E) Campos e Mata de Araucárias localizada entre o litoral úmido e o semiárido é
chamada de:
7) A classificação do relevo brasileiro em grandes
unidades, ou compartimentos, é uma síntese dos A) Sertão
processos de construção e modelagem da superfície
terrestre e das formas resultantes. Esta classificação B) Zona da Mata
distingue três tipos de compartimentos, que são:
C) Agreste
A) Planaltos, Planícies e Dobramentos Modernos D) Meio Norte
B) Escudos Cristalinos, Bacias Sedimentares e E) Recôncavo Baiano
Dobramentos Modernos
4) QUESTÃO: A região brasileira, que desde o final
C) Planaltos, Planícies e Depressões
da década de 1960, tornou-se a segunda mais
D) Plataforma Continental, Talude Continental e urbana do país é a:
Fossa Abissal A) Região Sudeste.
E) Chapadas, Depressões e Bacias Sedimentares
B) Região Sul.
8) As cactáceas, tais como o xique-xique e o C) Região Centro-Oeste.
mandacaru, são espécies de vegetação brasileira
que apresentam folhas de tamanho reduzido para D) Região Nordeste
minimizar a perda de água pela transpiração. Tais
espécies podem ser encontradas na/no (s). E) Região Norte

A) Mata Atlântica. 5) Nas últimas décadas o processo de transformação


do uso do solo, em função de uma expansão rápida
B) Manguezais. e intensiva da agropecuária provoca inúmeros
impactos ambientais no Cerrado, entre os quais
C) Mata dos Cocais. erosões profundas que atingem o lençol freático que
D) Araucária. denominamos

E) Caatinga. A) voçorocas.

53

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


B) assoreamentos. B) a construção das PCHs (Pequenas Centrais
Hidrelétricas), com menor impacto ambiental.
C) laterização.
C) a migração das centrais para áreas de baixa
D) lixiviação. densidade demográfica, como a região norte do país.
E) fragmentação. D) a substituição de todos os equipamentos
6) QUESTÃO: Processo de integração física das existentes para aumentar a eficiência nos sistemas
manchas urbanas de duas ou mais cidades que de produção e distribuição.
cresceram horizontalmente até os seus limites E) a difusão de campanhas de grande apelo para a
municipais, podendo ser também uma integração redução em massa do consumo de eletricidade,
funcional com intensos fluxos pendulares diários de diminuindo a demanda.
trabalhadores. Este processo é denominado:
10) Os recursos naturais renováveis e não
A) segregação sócio-espacial. renováveis, respectivamente, mais utilizados como
B) hierarquia urbana. fontes de energia no Brasil são:

C) gentrificação. A) gás natural e carvão mineral – petróleo e etanol

D) conurbação. B) ventos e luz solar – gás natural e hidroeletricidade

E) aglomerado informais. C) água e biomassa – Petróleo e gás natural

7) O setor que possui o maior consumo final de D) átomo e etanol – Carvão vegetal e gás de xisto
eletricidade no Brasil é: E) energia atômica e hidrelétrica – petróleo e carvão
A) Agropecuário. mineral

B) Residencial. ATIVIDADE 8 - Resolução de Questões


C) Comercial. 1-Observe o mapa a seguir e faça o que se pede:
D) Industrial.
E) Público.
8) Na faixa leste do Brasil, desde o século XVI, um
domínio natural sofreu extensiva devastação,
provocada por extração de pau-brasil, plantio de
cana e café, expansão urbana e implantação de
eixos de transporte. Atualmente, restam apenas 8%
deste domínio natural denominado:
A) Pampas.
B) Mata Atlântica.
C) Complexo do Pantanal.
D) Cerrado. O Tratado de Tordesilhas, assinado pelos reis
ibéricos com a intervenção papal, representa:
E) Floresta Amazônica
A) o marco inicial da colonização portuguesa do
9) QUESTÃO: A construção das grandes usinas Brasil.
hidrelétricas foi uma tônica central no âmbito da
produção de eletricidade e fontes de energia do B) o fim da rivalidade entre portugueses e espanhóis
Brasil. No entanto, em virtude das ressalvas, na América.
polêmicas e protestos contra os impactos ambientais
C) a tomada de posse do Brasil pelos portugueses.
gerados, o governo brasileiro vem adotando
alternativas a essa estratégia. D) a demarcação dos direitos de exploração colonial
dos ibéricos.
Além da busca por outras matrizes energéticas, uma
medida adotada foi: E) o declínio do expansionismo espanhol.
A) a substituição das hidrelétricas antigas por 2-À época da colonização europeia na América, um
construções mais modernas e com efeitos sistema agrícola amplamente utilizado era baseado
atenuantes. na grande propriedade monocultora, com produção
de gêneros tropicais, voltada para a exportação. Esse
54

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


sistema, na atualidade, persiste em países como A) do êxito da empresa agrícola que liberou mão de
Brasil, Colômbia, Costa do Marfim, Índia e Malásia, obra livre e escrava para a ocupação do interior.
dentre outros. O sistema agrícola descrito acima se
refere à: B) do interesse português em ocupar o interior com a
cana-de-açúcar.
A) Agricultura de subsistência.
C) da ampliação do quadro administrativo da
B) Agricultura de jardinagem. metrópole.
C) Plantation. D) da expansão das atividades econômicas,
particularmente da pecuária e da mineração.
D) Agroecologia.
E) exclusivamente do estabelecimento de missões
E) agricultura moderna jesuíticas no interior da Colônia
3) No período colonial, a cultura da cana-de-açúcar
ATIVIDADE 8 - Questões sobre Agroindústria
foi fundamental para a efetiva ocupação do território
brasileiro por possibilitar, de um lado, a organização 1
do cultivo permanente do solo e, de outro, por 01. (UNIOESTE) Sobre a agricultura no Brasil, leia as
constituir uma atividade econômica altamente assertivas abaixo:
lucrativa devido ao grande consumo de açúcar nos
países europeus. A economia açucareira, I.A mecanização agrícola e a liberação de mão de
responsável pela primeira grande região produtora do obra na agricultura foram importantes fatores de
Brasil, estruturou-se sobre quatro pilares: migração da população do campo para as cidades.
monocultura, latifúndio, trabalho escravo e produção
voltada para a exportação. Identifique a região em II. A concentração fundiária, que se observa, entre
que a economia açucareira foi fundamental para a outros estados, no Paraná e no Mato Grosso do Sul,
formação e ocupação do território brasileiro durante é fator de expropriação de camponeses que passam
o período colonial. a buscar áreas da fronteira agrícola da Amazônia ou
se direcionam aos centros urbanos.
A) Região Norte.
III. Os boias-frias são trabalhadores sazonais
B) Região Nordeste. característicos da implantação de relações
capitalistas modernas no campo.
C) Região Centro-Oeste.
IV. O avanço da pecuária extensiva na Amazônia e a
D) Sudeste. ocupação das áreas de Cerrado visando à cultura de
E) Europeu grãos resultaram na redução da taxa de urbanização
dos Estados do Mato Grosso e de Rondônia.
4. leia as frases a seguir e faça o que se pede:
Assinale a alternativa cujas as afirmativas estão
I. Em 1750, Portugal e Espanha assinaram o corretas.
tratado de Madri, acertando as fronteiras
entre as terras portuguesas e espanholas na A) I, III e IV.
América do Sul. B) II, III e IV.
II. No final do século XIX e início do XX, os C) III e IV.
governos brasileiros, por meio de tratados e
conversações diplomáticas com países e D) I, II e IV.
colônias europeias vizinhas, resolveram
pendências de fronteiras que ainda existiam. E) I, II e III.

III. em 1904, o território brasileiro assumiu os 02. “ONU declara 2014 como o 'Ano Internacional da
limites atuais. Marque a resposta certa: Agricultura Familiar. A ideia é promover uma ampla
discussão e cooperação mundial para aumentar a
A) somente a I está certa conscientização e entendimento dos desafios que os
pequenos agricultores enfrentam”.
B) somente a I e a II estão certas
A agricultura familiar no Brasil concentra-se:
C) somente a II e a III estão certas
A) Na região Sudeste, próxima aos grandes centros
D) todas estão certas industriais do país.
E) nenhuma está certa B) Na região Sul, com poucas terras agricultáveis à
5) A interiorização do povoamento no território disposição.
brasileiro nos séculos XVII e XVIII decorreu: C) Na região Norte, junto aos domínios naturais da
Amazônia.
55

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


D) Na região Centro-Oeste, contendo a frente de C) é caracteriza pela inviabilidade financeira de sua
expansão do agronegócio. prática, uma vez que o seu custo/benefício é elevado.
E) Na região Nordeste, notadamente na Zona da D) é o mesmo que engenharia genética.
Mata.
E) é um campo da agricultura utilizado para a seleção
03. Chamamos de sistemas agrícolas: de terras e os tipos de plantas mais adequadas a
elas.
A) As formasde divisão de glebas, em relação às
culturas desenvolvidas. 7. A Reforma Agrária é fruto de um amplo debate no
Brasil desde a década de 1950. Sobre Reforma
B) O sistema de distribuição dos cultivos, em relação Agrária, pode-se afirmar que:
ao solo e todos produtos agrícolas.
A) foi implantada com sucesso no Brasil na década
C) As formasde financiamento da produção e da de 1990 e teve como resultado a igualitária
comercialização dos produtos agrícolas. distribuição das terras no Brasil, bem como o fim dos
D) Aos sistemas planejados de produção agrícola. latifúndios.

E) Ao conjunto de técnicas empregadas para B) O INCRA (Instituto Nacional de Colonização e


obtenção da produção agropastoril. Reforma Agrária) foi criado para a sua implantação,
porém foi extinto em 1998.
4. “Nas encostas montanhosas, onde a erosão é mais
intensa devem-se cultivar (de preferência em cima de C) O MST, Movimento dos Sem Terra, é um
terraços) produtos permanentes, como a movimento camponês fundado para impedir a
arboricultura; os vales e as planícies ficam execução da reforma agrária no país.
reservados para as culturas temporárias.” D) A Reforma Agrária no Brasil fracassou devido à
A principal idéia contida no texto é o fato de que: grande influência dos grandes produtores rurais no
meio político brasileiro.
A) As técnicas agrícolas variam de acordo com os
tipos de cultivo. 8. A cana-de-açúcar produzida nos estados de São
Paulo e do Paraná alcança produtividade mais
B) As culturas, para defesa dos solos, devem-se elevada por hectare quando comparada à produzida
distribuir de acordo com o relevo. nos estados de Pernambuco, Paraíba e Alagoas. A
desvantagem que se verifica no Nordeste deve-se:
C) As técnicas agrícolas estão na dependência dos
tipos de relevo. A) Aos baixos investimentos na melhoria genética
das plantas.
D) O relevo não pode interferir na escolha dos
cultivos. B) À introdução recente daquela cultura nessa região
do país.
E) A erosão é mais intensa nas áreas montanhosas
do que nas planas. C) Às frequentes secas que assolam o semi-árido
nordestino.
5. (FGV) O litoral sul da Bahia caracteriza-se pela
presença da monocultura de: D) À estrutura fundiária concentrada naquela área do
Brasil.
A) cana-de-açúcar
E) À baixa altitude do relevo, que dificulta a
B) algodão
mecanização.
C) amendoim
D) cacau
ATIVIDADE 9 - Questões sobre Formação do
E) sisal território brasileiro 2
6. Sobre a tecnologia da seleção dirigida, assinale a 1) A ocupação do território brasileiro, restrita, no
alternativa correta: século XVI, ao litoral e associada à lavoura de
produtos tropicais, estendeu-se ao interior durante os
A) consiste na produção de laboratórios em que as
diversas espécies de plantas são cruzadas para séculos XVII e XVIII, ligada à exploração de novas
atividades econômicas e aos interesses políticos de
gerarem descendentes com características novas e
específicas. Portugal em definir as fronteiras da colônia. As
afirmações abaixo relacionam as regiões ocupadas a
B) são técnicas recentes para a seleção dos tipos de partir do século XVII e suas atividades dominantes.
plantas e leguminosas que devem ser usadas para
plantio e alimentação.

56

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


I. No vale amazônico, o extrativismo vegetal – as 3) Em relação as atuais características do
“drogas do sertão” – e a captura de índios atraíram território brasileiro, assinale a opção
os colonizadores. INCORRETA:
II. A ocupação do Pampa gaúcho não teve nenhum A) O Brasil é um país com grande extensão territorial.
interesse econômico, estando ligada aos conflitos
luso-espanhóis na Europa. B) O Brasil é considerado uma potência Geopolítica.

III. O planalto central, nas áreas correspondentes aos C) O Brasil está entre os cinco maiores países do
atuais estados de Minas Gerais, Goiás e Mato mundo em área.
Grosso, foi um dos principais alvos do bandeirismo, e D) O Brasil possui 8,5 bilhões de km2, e é um dos
sua ocupação está ligada à mineração. maiores países do mundo.
IV. A zona missionária no Sul do Brasil representava E) o Brasil tem baixa natalidade
um obstáculo tanto aos colonos, interessados na
escravização dos indígenas, quanto a Portugal, 4) Com a assinatura do Tratado de Tordesilhas, em
dificultando a demarcação das fronteiras. 1494, linha imaginária que, contadas 370 léguas
náuticas a partir do ______, rumo ao________,
V. O Sertão nordestino, primeira área interior estabelecia um ponto terminal de onde se traçaria um
ocupada no processo de colonização, foi um paralelo, de polo a polo, dividindo o mundo em duas
prolongamento da lavoura canavieira, fornecendo metades. Por esse acordo, as terras, descobertas ou
novas terras e mão de obra para a expansão da a descobrir, existentes a oeste, pertenceriam
lavoura. As afirmações corretas são: a__________e as existentes a leste, a________.
A) somente I, II e IV. Complete o texto acima assinalando a única
alternativa que preenche todas as lacunas
B) somente I, II e V. corretamente:
C) somente I, III e IV. A) Arquipélago do Cabo Verde; Ocidente; Espanha;
Portugal
D) somente II, III e IV.
B) Litoral africano; Sul; Portugal; França
E) somente II, III e V.
C) Arquipélago dos Açores; Ocidente; Holanda;
2) Nos primórdios do sistema colonial, as concessões Espanha
de terras efetuadas pela metrópole portuguesa
pretendiam tanto a ocupação e o povoamento como D) Cabo Bojador; Oriente; Portugal; Espanha
a organização da produção do açúcar, com fins
comerciais. Identifique a alternativa correta sobre as E) Cabo Branco; Norte; Inglaterra; França
medidas que a Coroa portuguesa adotou para atingir 5) O Brasil é um país que apresenta um dos maiores
esses objetivos. índices de concentração de renda do mundo. A
A) Dividiu o território em capitanias hereditárias, dimensão espacial dessa realidade traduz-se, na
cedidas aos donatários, que, por sua vez, escala nacional, pelas disparidades regionais e pela
distribuíram as terras em sesmarias a homens de concentração das atividades econômicas nas
posses que as demandaram. grandes cidades. Na escala urbana, a desigualdade
se reflete na enorme diferença entre os bairros mais
B) Vendeu as terras brasileiras a senhores de nobres e os de ocupação espontânea. Nesse
engenho já experientes, que garantiram uma contexto, identifique as afirmativas que expressam a
produção crescente de açúcar. espacialidade desigual das regiões e das cidades
brasileiras:
C) Dividiu o território em governações vitalícias, cujos
governadores distribuíram a terra entre os colonos A) A região Sudeste e a sua maior cidade, São Paulo,
portugueses. apresentam os maiores índices de urbanização no
país e possuem uma influência econômica, cuja
D) Armou fortemente os colonos para que pudessem extensão tem como limites as cidades do Rio de
defender o território e regulamentou um uso Janeiro, Belo Horizonte e Vitória.
equânime e igualitário da terra entre colonos e índios
aliados. B) As sedes dos municípios mais pobres das regiões
Norte e Nordeste, no Brasil, são tão insignificantes
E) Distribuiu a terra do litoral entre os mais valentes economicamente, que não são consideradas cidades
conquistadores e criou engenhos centrais que pelo IBGE.
garantissem a moenda das safras de açúcar durante
o ano inteiro. C) A criação do Estado de Tocantins refletiu, à época,
a modernização agrícola e a consequente
urbanização da região Centro-Oeste, sendo Palmas

57

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


a cidade que mais se beneficiou com a rápida riqueza 2. O agronegócio, também conhecido por seu nome
da região. em inglês "agribusiness", cujas cadeias produtivas se
baseiam na agricultura e na pecuária, apresenta um
D) Os incentivos fiscais oferecidos às indústrias do grande dinamismo econômico e pode fazer do Brasil
Norte e Nordeste do país, a partir dos anos de 1960, um dos maiores produtores agropecuários do mundo.
visavam estimular a desconcentração industrial e
urbana do Sudeste, mas não resolveram os Com relação ao agronegócio é verdadeiro afirmar-se
problemas econômicos e sociais nas cidades do que
Norte e Nordeste.
A) a soja, cultivo mecanizado e irrigado, foi a primeira
6) Essa é a região brasileira que possui o segundo lavoura moderna a se desenvolver no território
maior contingente populacional do Brasil. Ainda que brasileiro, onde é cultivada, principalmente, em áreas
venha crescendo economicamente nas últimas de terrenos litorâneos planos e baixos e próximos de
décadas, boa parte de sua população enfrenta rios e açudes.
graves problemas sociais. Em algumas áreas dessa
região, encontramos o clima tropical semiárido. O B) o agronegócio é o conjunto da cadeia produtiva
texto refere-se a qual região brasileira? ligado à agropecuária, incluindo todas as atividades
de indústria e serviços de antes, durante e depois da
A) Nordeste. produção. Essa cadeia movimenta a economia, ao
empregar trabalhadores, gerar renda e pagar
B) Centro-Oeste. impostos.
C) Norte. C) a expansão do agronegócio, no Brasil, não
D) Sul. provocou mudanças no campo, mas gerou riquezas
e contribuiu para a desconcentração de rendas e
E) Sudeste. terras. Essa expansão diminuiu, recentemente, o
êxodo rural.
ATIVIDADE 10 - Questões sobre
agroindústria 2 D) o café, a soja, o milho e a mandioca, juntamente
com a pecuária, podem ser considerados as estrelas
1. Assinale a alternativa que identifica corretamente do agronegócio brasileiro. Esses produtos garantem
as condições regionais favoráveis à expansão do um volume elevado na pauta de exportações no país.
cultivo da soja no Centro-Oeste, a partir dos anos
1980. E) a expansão monocultora de árvores como o
eucalipto, o pínus e a acácia, também tem
A) Semelhança do ecossistema com aquele contribuído para a fortificação do agronegócio
predominante no sul dos EUA, favorecendo o êxito brasileiro, uma vez que está comprovado que essa
na transferência de cultivares norte-americanos e a expansão não causará consequências
adoção de outras tecnologias de produção oriundas socioambientais.
daquele país.
3. No Nordeste brasileiro existem áreas que podem
B) Incentivos fiscais disponibilizados aos produtores ser consideradas "ilhas de modernidade" agrícolas,
de trigo do Centro-Oeste, visando beneficiar que empregam técnicas e equipamentos sofisticados
igualmente a cultura da soja, que utiliza, no verão, a e produzem gêneros agrícolas para a exportação,
mesma área, mão-de-obra e maquinaria do trigo, contrastando com a agricultura sertaneja.
cultivado no inverno.
O enunciado refere-se à área:
C) Topografia adequada à mecanização favorecendo
o uso de máquinas e equipamentos de grande porte A) Do Oeste baiano, que produz soja, e o médio Vale
e a adaptação de novos cultivares às condições de do Rio São Francisco, que produz frutas com um
clima e solo da região. sistema de irrigação, destinadas em sua maior parte
à exportação.
D) A existência de um sistema cooperativista
dinâmico que apoiou fortemente a produção, a B) Da Zona da Mata pernambucana, que produz
industrialização e a comercialização das safras de grande quantidade de cana-de-açúcar e que usa
clima subtropical com boa distribuição anual das modernos equipamentos de colheita que dispensam
chuvas. o trabalho braçal.

E) Substituição das gorduras animais (banha e C) Da mata de Cocais, no Maranhão, que produz açaí
manteiga) por óleos vegetais, aliada à intensa (cuja polpa é exportada) com o uso de moderno
migração que possibilitou a formação de pequenas equipamento de colheita e secagem.
propriedades com mão-de-obra familiar mais D) Do litoral, a única área produtora do coco verde,
adaptada ao cultivo da soja. que é exportado para outras regiões do Brasil e é de
ampla utilização na culinária regional e nacional.

58

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


E) Do Recôncavo Baiano, onde se produz cacau, que D) Apenas I e II.
é cultivado com auxílio de modernos equipamentos
de plantio e colheita, segundo a técnica de E) I, II e III.
sombreamento, considerada uma forma de produção ATIVIDADE 11 - QUESTÕES SOBRE RELEVO
ecológica e preservacionista.
BRASILEIRO 1
4. Os movimentos de luta pela terra no Brasil,
oriundos da concentração da propriedade da terra, 01. Devido à sua estrutura rochosa muito antiga, ao
intensificaram-se na década de 1980 na porção sul longo trabalho dos agentes erosivos e à ocorrência,
do país, por causa no Brasil, de climas quentes e úmidos, o relevo
brasileiro caracteriza-se pela predominância de:
A) do grande número de minifúndios.
A) planícies com médias altimétricas inferiores a 300
B) do intenso processo de modernização da m e ausência de falhamentos
agricultura.
B) planaltos, com médias altimétricas inferiores a
C) da expansão da fronteira agrícola. 1000 m e presença de formas arredondadas
D) da tradição camponesa dos imigrantes europeus. C) montanhas, com médias altimétricas entre 2000 m
e 2500 m e formas pontiagudas
E) das ações organizadas pelas Ligas Camponesas.
D) serras, com médias altimétricas entre 1500 m e
5. A partir da segunda metade do século XX, vários 2000 m e formas arredondadas
países do mundo, inclusive o Brasil, implantaram um
pacote de medidas que recebeu o nome de revolução E) planaltos, com médias altimétricas inferiores a 300
verde. m e ausência de falhamentos
Assinale a alternativa que indica duas características 03. Muitas catástrofes naturais abalam a
desse momento. humanidade, como terremotos, vulcanismo e
maremotos. No Brasil, a ausência desses fenômenos
A) Uso intensivo de agrotóxico; aplicação de adubos é explicada pela:
e fertilizantes.
A) existência de terrenos cristalinos antigos
B) Introdução de espécies vegetais nas florestas; uso localizados nos limites de placas tectônicas.
de adubação orgânica.
B) ausência de rochas vulcânicas basálticas,
C) Revitalização de biomas degradados; retorno da indispensáveis na ocorrência de vulcões.
população urbana para o campo.
C) localização, distante de dorsais oceânicas e das
D) Surgimento de movimentos sociais no campo; bordas das placas tectônicas.
aumento da produtividade e o fim da fome.
D) grande massa continental, que evita o escape do
E) Uso de sementes selecionadas; uso de sementes magma, mesmo estando em áreas de subducção.
transgênicas.
E) localização na Placa Sul-Americana, que não se
6) O Espaço Agrário Brasileiro: Sobre a agricultura movimenta desde a Era Mesozóica.
brasileira são feitas as seguintes afirmações.
04. Assinale a alternativa incorreta sobre a estrutura
I. A mecanização da agricultura é uma das geológica e o relevo do Brasil.
manifestações da modernização agrícola, e trouxe
consigo o êxodo rural. A) As verdadeiras planícies são raras.
II. A estrutura fundiária brasileira mantém-se B) É predominantemente planáltico.
excludente, na medida em que privilegia o grande
capital e as culturas de exportação, em detrimento da C) A maior parte do território é recoberta por rochas
agricultura familiar. sedimentares.

III. A reforma agrária é atualmente uma das grandes D) Os dobramentos recentes limitam-se à Serra do
questões sociais e políticas do Brasil, congregando Mar.
vários setores da sociedade e partidos políticos. E) As maiores altitudes localizam-se no extremo
Quais estão corretas? norte.

A) Apenas I. 05. As frentes de cuestas, produzidas pela erosão


diferencial nas estruturas arenito-basálticas, são
B) Apenas II. feições de relevo características de diversas áreas do
território brasileiro e são comuns.
C) Apenas III.
A) Na planície e no Pantanal Mato-grossense.
59

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


B) Nos planaltos e nas Chapadas da bacia do C) mais de 40% do relevo brasileiro encontra-se em
Paraná. zonas hipsométricas inferiores a 200 m, sendo a
principal característica desse relevo a modéstia de
C) Nos planaltos e nas Serras do Atlântico leste- suas altitudes, pois apenas 3% do território
sudeste. nacional alcança alturas superiores a
D) Nas planícies e nos tabuleiros litorâneos. 900 m

E) Na depressão da Amazônia Ocidental. D) o planalto Atlântico do Brasil Sudeste é o menos


complexo e acidentado do relevo brasileiro,
06. Na classificação do relevo brasileiro, feita pelo possuindo, entretanto, depressões tectônicas,
Prof. Jurandyr Sanches Ross (1995), são planaltos e mares de morros
identificados os planaltos em cinturões orogênicos,
resultado de ações tectônicas ocorridas no passado E) o planalto Central caracteriza-se por sua
geológico, causadoras de numerosas falhas na topografia uniforme, em terreno sedimentar e
estrutura rochosa, e, em período geológico mais cristalino, compreendendo chapadas e planaltos,
recente, atacados por processos de erosão apresentando-se como divisor de águas das
diferencial sob clima quente e úmido. Apresentam principais bacias hidrográficas brasileiras
trechos de escarpas e outros de topografia
ATIVIDADE 12 - QUESTÕES SOBRE RELEVO
arredondada. Esse tipo de planalto está presente
em trechos: BRASILEIRO 2

A) da região Centro-Oeste e são caracterizados 1- Refere-se ao relevo brasileiro:


pelos chapadões. I. As depressões foram geradas por processos
B) da região Sudeste, e apresentam “serras” erosivos ocorridos no contato das extremidades das
cristalinas e mares-de-morros. bacias sedimentares com os maciços antigos.

C) da Amazônia, onde formam tabuleiros e baixos II. Os planaltos, em sua maioria, apresentam-se
planaltos. como formas residuais, ou seja, restos de antigas
superfícies erodidas, que oferecem maior resistência
D) do Sertão Nordestino, caracterizando-se pela ao desgaste.
presença de chapadas e brejos.
III. As planícies correspondem a pequena extensão
E) da região Sul, onde é marcado pelas “cuestas” do território, em áreas mais planas, formadas pela
basálticas. deposição de sedimentos.
07. O arquipélago de Fernando de Noronha, as ilhas Marque para cada questão:
de Trindade e Martin Vaz e os rochedos São Pedro e
São Paulo são ilhas oceânicas brasileiras. A) se apenas as afirmativas I e II estiverem corretas,
Considerando que essas ilhas não guardam B) se apenas as afirmativas I e III estiverem corretas.
nenhuma relação com o relevo continental, é correto
dizer que sua origem está vinculada a: C) se apenas as afirmativas II e III estiverem corretas.
A) soerguimento de blocos falhados D) se todas as afirmativas estiverem corretas.
B) dobramentos terciários E) se todas as afirmativas estiverem incorretas.
C) vulcanismo submarino 2- De acordo com a classificação do relevo brasileiro
proposta porJurandyr Ross, o estado do Paraná
D) ascenso do nível do mar apresenta, grosso modo, três unidades de relevo: os
E) acumulação de corais. Planaltos e Serras do Atlântico Leste-Sudeste, os
Planaltos e Chapadas da Bacia do Paraná e entre
08. Assinale a alternativa incorreta: eles:
A) o escudo Uruguaio-sul-rio-grandense apresenta- A) uma planície.
se na forma de um baixo planalto cristalino, com
cristas rejuvenescidas que formam os cerros e B) uma depressão.
colinas onduladas, esculpidas nos diversos C) um tabuleiro.
níveis de erosão, denominadas coxilhas.
D) uma escarpa.
B) o planalto Meridional é representado por sistemas
de grandes extensões de planaltos sedimentares e E) uma serra.
basálticos, dispostos em patamares rodeados por
depressões periféricas 3- Estrutura geológica são diferentes tipos de rocha
(e de mineral) que compõem a litosfera. A respeito da
estrutura geológica do Brasil, é incorreto afirmar que:
60

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


A) o território brasileiro é formado fundamentalmente II. Perda da capacidade produtiva dos ecossistemas
por duas estruturas geológicas: os maciços antigos e
as bacias sedimentares. III. Decréscimo no armazenamento do carbono

B) a base estrutural do nosso território é de natureza IV. Alteração na formação de nuvens e na química da
cristalina, portanto muito antiga e rígida. atmosfera

C) os afloramentos superficiais do embasamento V. Aumento do assoreamento de cursos fluviais


cristalino só representam cerca de 36% do total da Estão CORRETOS
superfície do país, ao passo que as áreas
sedimentares representam cerca de 64%. A) apenas II e V.
D) os terrenos formados na Era Proterozóica são de B) apenas I, II e III.
grande importância, porque geralmente aparecem
C) apenas I, IV e V.
associados às jazidas de minerais metálicos.
D) apenas II, III e V.
E) as bacias sedimentares apresentam camadas
dispostas horizontalmente ou quase horizontalmente, E) I, II, III, IV e V.
o que evidencia a atuação de agentes internos.
2) Sobre problemas ambientais no Brasil e assuntos
4- Na década de 1980, o professor Jurandyr Ross, correlatos, analise as afirmativas a seguir:
com base no Projeto RADAM Brasil, realizou uma
nova classificação do relevo brasileiro baseado em 1. A carcinicultura, desenvolvida nos estuários, vem
três pilares: morfoestrutura, morfoescultura e provocando a destruição dos manguezais.
morfoclimática. Nessa nova classificação, o Brasil foi 2. A abertura de estradas contribui para o
dividido em 28 unidades de relevo, sendo que todas desmatamento, facilitando o acesso à madeira e
se enquadram em três tipos de relevos gerais. São tornando possível a exploração agropecuária das
eles: áreas atingidas pelas estradas.
A) planaltos, planícies e depressões. 3. As grandes áreas de monocultura estimulam a
B) serras,montanhas e cordilheiras. proliferação de plantas invasoras que encontram
condições de desenvolvimento no novo ambiente.
C) escudos cristalinos, planaltos e planícies.
Assinale:
D) crátons, depressões e bacias oceânicas.
A) se apenas a afirmativa 2 estiver correta.
E) bacias sedimentares, crátons e cordilheiras.
B) se apenas as afirmativas 1 e 2 estiverem corretas.
5- Do ponto de vista do Relevo Brasileiro, assinale a
alternativa que apresenta o maior Pico do Brasil. C) se todas as afirmativas estiverem corretas.

A) Pico 31 de março D) se apenas as afirmativas 1 e 3 estiverem corretas.

B) Pico da Neblina E) se apenas as afirmativas 2 e 3 estiverem corretas.

C) Pico da Bandeira 3) A categoria da Unidade de Conservação de Uso


Sustentável, que tem por paradigma a Reserva de
D)Pico do Cruzeiro Desenvolvimento Sustentável de Mamirauá,
pretende se tornar um verdadeiro modelo alternativo
E) Pico do Cristal
à presença do Estado. Afinal, ela buscaria conciliar
ATIVIDADE 13 - Questões sobre Vegetação produção e proteção ambiental, pretenderia se tornar
do Brasil auto-sustentável, seria administrada por entidade
não-governamental, com recursos financeiros
1) O desmatamento é a atividade humana, que afeta principalmente privados ou governamentais,
diretamente as maiores áreas na parte florestada da estrangeiros, prescindiria ao máximo possível da
participação do Poder Público e tentaria fazer com
Amazônia brasileira. A área desmatada é maior que eficiência tudo o que este deveria fazer.
a França.
A questão ambiental no Brasil e no mundo está
Diversas mudanças ambientais, decorrentes do diretamente relacionada à influência da política e
desmatamento referido pelo pesquisador, afetam economia na reconfiguração da relação entre homem
negativamente os seres humanos na Amazônia. e natureza. Nesse contexto, a crítica apresentada no
Sobre elas, analise os itens a seguir: fragmento expressa a(o)

I. Redução de ciclagem d’água

61

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


A) convicção pela abordagem dos ecologistas C) o elevado índice de desmatamento resulta,
radicais, devido os limites reais da relação entre principalmente, da exploração de madeiras de
economia e sustentabilidade. elevado valor comercial.
B) preocupação com a influência neoliberal na D) a pecuária extensiva e a ampliação da área
organização de Unidades de Conservação devido à dedicada ao cultivo de arroz figuram entre as
minimização do poder público. principais causas do desmatamento.
C) indignação com a criação de Unidades de E) nos pampas de Santa Catarina, o desmatamento
Conservação de uso sustentável pelo acelerado está associado à perda de fertilidade dos
enfraquecimento do seu caráter preservacionista. solos e à ocorrência de extensas manchas de
arenização.
D) temor aos princípios marxistas de reorganização
social da terra por causa do limite à participação 6) A Amazônia ocupa uma área de mais de 6,5
estrangeira no desenvolvimento regional. milhões de km2, na parte norte da América do Sul,
abrangendo nove países: Brasil, Venezuela,
E) receio da apropriação de recursos públicos por Colômbia, Peru, Bolívia, Equador, Suriname Guiana
gestores privados, em função da autonomia e Guiana Francesa. Em toda a região amazônica,
legislativa inerente a esse modelo de Unidade de calcula-se que cerca de 26.000 km2 são desmatados
Conservação. todos os anos. Uma pesquisa da revista Science
4) [Na Amazônia] boa parte dos municípios que alerta que, até 2050, poderá ocorrer a extinção de
compõe a “mancha pioneira” apresenta as maiores cerca de 80% das espécies de vertebrados, em áreas
taxas de desmatamento do bioma amazônico nos que sofreram desmatamento. Analise as afirmativas
últimos anos... e um expressivo e perverso processo abaixo, relacionadas ao processo de desmatamento.
de especulação fundiária, no qual a grilagem e a I. A menor evapotranspiração diminui os índices
venda ilegal de terras (inclusive pela internet) é o seu pluviométricos. Estima-se que metade das chuvas
principal artífice. [...] A rarefeita presença humana e que ocorrem nas florestas tropicais são resultantes
os meios rudimentares de sobrevivência de boa parte da evapotranspiração, ou seja, da troca de água da
da população local, desprovida de capital e de floresta com a atmosfera.
qualificação, levam à configuração de um espaço
descontínuo. II. Boa parte da energia solar é absorvida pelas
florestas para os processos de fotossíntese e
(Daniel Monteiro Huertas. Da fachada atlântica à evapotranspiração. Sem a floresta, com o solo
imensidão amazônica. São Paulo: Annablume, 2009. exposto, quase toda essa energia seria devolvida
p. 226. Adaptado) para a atmosfera em forma de calor, o que elevaria
Na “mancha pioneira”, que forma um arco de as temperaturas médias.
desmatamento, são predominantemente III. O aumento do processo erosivo leva a um
encontrados(as): empobrecimento dos solos, como resultado da
retirada de sua camada superficial. Isso, muitas
A) extração de madeira e agricultura de cana e milho. vezes, acaba inviabilizando a agricultura.
B) extração de madeira, pecuária e cultivos de soja. Das afirmativas acima,
C) pecuária, cultivos de cana e extração de minérios. A) apenas I está correta.
D) extração de minérios, agricultura de milho e cana. B) apenas II está correta.
E) agricultura de soja e arroz e extração de minérios. C) apenas III está correta.
5) De acordo com Indicadores do Desenvolvimento D) apenas I e II estão corretas.
Sustentável 2012, do Instituto Brasileiro de Geografia
e Estatística, o Pampa é o segundo bioma com maior E) I, II e III estão corretas.
índice de desmatamento do país, com cerca de 54% 7) Esse bioma brasileiro se estendia originalmente
de sua cobertura vegetal removida até 2009. Sobre por uma vasta área de aproximadamente dois
as causas e as consequências da degradação desse milhões de quilômetros quadrados (km2);
bioma, é correto afirmar: atualmente, restam apenas 18% desse total. Esse
A) mais de metade da soja produzida no Brasil é bioma apresenta solo deficiente em nutrientes e rico
cultivada dentro dos limites originais desse bioma, em ferro e alumínio, abriga plantas de aparência
fato que ajuda a explicar o desmatamento. seca, entre arbustos esparsos e gramíneas e um tipo
mais denso de vegetação, de formação florestal.
B) o desmatamento vem aumentando a frequência de Estima-se que 10 mil espécies de vegetais, 837 de
deslizamentos de terra em suas encostas íngremes, aves e 161 de mamíferos vivam ali. Essa riqueza
com graves consequências sociais e materiais. biológica, porém, é seriamente afetada pela caça e
62

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


pelo comércio ilegal. Esse bioma é o sistema B) ocorrer originalmente em terrenos de altitudes
ambiental brasileiro que mais sofreu com a ocupação médias a elevadas nos planaltos e serras.
humana. Identifique o bioma brasileiro a que o texto
faz referência. C) sua espécie predominante ser conhecida como
pinheiro-do-paraná.
A) Campos
D) apresentar folhas aciculifoliadas.
B) Cerrado
E) ser constituído por vegetação estacional,
C) Caatinga predominantemente arbustiva.
D) Floresta Equatorial 5) Processo de integração física das manchas
urbanas de duas ou mais cidades que cresceram
E) Floresta Latifoliada horizontalmente até os seus limites municipais,
ATIVIDADE 14 – Resolução de questões. podendo ser também uma integração funcional com
intensos fluxos pendulares diários de trabalhadores.
1) Um programa conjunto dos governos de 12 países Este processo é denominado:
da América do Sul que visa promover a integração
física entre eles, por meio da modernização da A) segregação sócio-espacial.
infraestrutura de transporte, energia e B) hierarquia urbana.
telecomunicações, ampliando a área de atuação do
Mercosul, é conhecido pela sigla: C) gentrificação.

A) IIRSA D) conurbação.

B) ALCA E) aglomerado subnormal.

C) OTAN 6) Na faixa leste do Brasil, desde o século XVI, um


domínio natural sofreu extensiva devastação,
D) IBGE provocada por extração de pau-brasil, plantio de cana
e café, expansão urbana e implantação de eixos de
E) ALADI
transporte. Atualmente, restam apenas 8% deste
2) Analisando a dinâmica relativa aos climas que domínio natural denominado:
atuam no Brasil, percebe-se que em toda a região Sul
A) Pampas.
ocorre o clima:
B) Mata Atlântica.
A) tropical semiárido.
C) Complexo do Pantanal.
B) subtropical úmido.
D) Cerrado.
C) litorâneo úmido.
D) equatorial úmido. E) Floresta Amazônica

E) tropical. 7) O território brasileiro possui vários tipos de


florestas e de vegetação arbustiva e herbácea. São
3) Os ventos alísios são correntes de ar que sopram exemplos de formações arbustivas:
constantemente das proximidades dos trópicos para
o Equador. Em razão do movimento da Terra, os A) Mata dos Cocais e Mata de Araucárias
ventos, que se deslocam em linha reta, sofrem um B) Mata de Cocais e Caatinga
desvio aparente na sua trajetória, chamado:
C) Mata Atlântica e Floresta Amazônica
A) Efeito de Coriolis.
D) Cerrado e Caatinga
B) Massa de ar.
E) Campos e Mata de Araucárias
C) El Nino.
8) As migrações _______________ são realizadas
D) La Nina. temporariamente, em uma determinada época do
ano. É o caso de trabalhadores rurais que se
E) Doldrums.
deslocam em certas épocas do ano (por exemplo na
4) A Mata de Araucárias ou Mata dos Pinhais colheita de algum produto) e retornam após alguns
dominava vastas extensões da região sul e sudeste meses, com o término do trabalho. O termo
do Brasil. São características desse bioma, EXCETO: (deslocamento populacional) que completa
corretamente o texto acima é:
A) ser constituído por floresta pluvial subtropical.
A) pendulares

63

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


B) sazonais A) Sertão Nordestino.
C) de êxodo rural B) Pantanal.
D) intrarregionais C) Campanha Gaúcha.
E) inter-regionais D) Cerrado.
9) O setor que possui o maior consumo final de E) Amazônia.
eletricidade no Brasil é:
3) (ESA) Devido à sua grande extensão ____, o
A) Agropecuário. território brasileiro é abrangido por diferentes fusos
horários que conferem ao País
B) Residencial. horários______________em relação à hora de
C) Comercial. Greenwich.

D) Industrial. Assinale a única alternativa que completa de forma


correta as lacunas acima.
E) Público.
A) longitudinal – adiantados
10) Podemos classificar as fontes de energia como
tradicionais, modernas e alternativas. Sobre as fontes B) latitudinal – atrasados
de energia alternativas ou renováveis, que causam C) geográfica – atrasados
menos impactos ao meio ambiente, podemos citar os
seguintes exemplos: D) longitudinal – atrasados
A) carvão vegetal, lenha e petróleo. E) latitudinal – adiantados
B) eólica, solar e biomassa. 4. (ESA) A população brasileira sempre teve um
histórico de grande mobilidade desde a colonização.
C) hidráulica, solar e lenha.
Cerca de um terço da população brasileira não reside
D) biomassa, gás natural e petróleo. onde nasceu. Entre as características da mobilidade
E) os principais combustíveis fósseis – petróleo e da população nacional na década de 90, está a(o)
carvão mineral. A) queda do movimento migratório interno em direção
ao Sudeste.
B) aumento do crescimento populacional de São
Paulo, principal região atratora.
ATIVIDADE 15 – QUEBRANDO A BANCA
C) redução drástica da corrente migratória em
EsSA 1
direção à Amazônia.
1- Devido à relativa escassez de chuvas, o domínio D) involução dos municípios de médio e pequeno
em que quase todas as espécies são decíduas e porte que tiveram suas populações atraídas pelas
apresentam folhas de tamanho reduzido, e os solos metrópoles.
são pouco profundos em virtude do baixo nível de
decomposição química das rochas é o do (a): E) grande onda migratória de sulistas em direção ao
Nordeste.
A) Caatinga
5. (ESA) No território brasileiro, o clima subtropical é
B) Cerrado predominante na região
C) Amazônia A) Nordeste e trechos de maior altitude da região
D) Araucária Norte.

E) Pradaria B) Sudeste, além do extremo norte da Serra da


Mantiqueira.
2 - (ESA) Assinale a alternativa que apresenta uma
região do Brasil que é recoberta por vegetação C) Sul, além de todo o extremo norte de Minas
herbácea ou campestre, em área de clima Gerais.
subtropical, e que tem sofrido grande impacto D) Sul, excluindo toda a parte serrana do Planalto
ambiental, tendo como consequência a formação de Meridional.
extensos areais. Dentre as causas desse impacto,
podemos citar a pecuária extensiva e a agricultura E) Sul, além do extremo sul de São Paulo e Mato
monocultora. Grosso do Sul.

64

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


6. (ESA) A classificação do relevo brasileiro em D) A migração é um dos fatores de maior impacto na
grandes unidades, ou compartimentos, é uma síntese composição atual da estrutura etária do Brasil.
dos processos de construção e modelagem da
superfície terrestre e das formas resultantes. Esta E) A Taxa de mortalidade infantil equipara-se a dos
classificação distingue três tipos de compartimentos, padrões do conjunto dos países desenvolvidos.
que são: 10. (ESA) O Índice de Desenvolvimento Humano
A) Planaltos, Planícies e Dobramentos modernos (IDH) serve para aferir as condições de vida de uma
população. Assim, o Brasil que, em 2011, obteve
B) Escudos Cristalinos, Bacias Sedimentares e 0,718 de IDH, ficou na 84ª posição no ranking de 187
Dobramentos Modernos países, deve promover ações para melhorar
sobretudo os seguintes indicadores
C) Planaltos, Planícies e Depressões socioeconômicos:
D) Plataforma Continental, Talude Continental e A) expectativa de vida e nível de instrução.
Fossa Abissal
B) renda per capita e taxa de mortalidade infantil.
E) Chapadas, Depressões e Bacias Sedimentares
C) taxa de alfabetização e taxa de fecundidade.
7. (ESA) As cactáceas, tais como o xique-xique e o
mandacaru, são espécies de vegetação brasileira D) índice de desemprego e esperança de vida.
que apresentam folhas de tamanho reduzido para
minimizar a perda de água pela transpiração. E) dívida externa e PIB per capita.

Tais espécies podem ser encontradas na/no (s) ATIVIDADE 16 – QUEBRANDO A BANCA
EsSA 2
A) Mata Atlântica.
1. Em síntese, o Brasil é um país inteiramente
B) Manguezais. ocidental, predominantemente do Hemisfério Sul e da
C) Mata dos Cocais. Zona Intertropical.

D) Araucária. Considere as afirmações:

E) Caatinga. I. O Brasil situa-se a oeste do Meridiano de


Greenwich.
8. (ESA) O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)
é utilizado como referência em estudos comparativos II. O Brasil é cortado ao norte pela Linha do Equador.
das condições de vida das populações. III. Ao Sul, é cortado pelo Trópico de Câncer.
Seus três grandes indicadores são: IV. Ao Sul, é cortado pelo Trópico de Capricórnio,
A) Expectativa de vida ao nascer, nível de instrução apresentando 92% do seu território na Zona
e quantidade de trabalhadores abaixo da linha da Intertropical, entre os Trópicos de Câncer e de
pobreza. Capricórnio.

B) Nível de instrução, PIB per capta e número de V. Os 8% restantes estão na Zona Temperada do Sul.
empregos com carteira assinada. A) Apenas I, II e IV são verdadeiras.
C) Expectativa de vida ao nascer, PIB per capta e a B) Apenas I e II são verdadeiras.
quantidade de trabalhadores domésticos.
C) Apenas IV e V são verdadeiras.
D) PIB per capta, nível de instrução e taxa de
fecundidade. D) Apenas I, II, IV e V são verdadeiras.
E) Expectativa de vida ao nascer, nível de instrução E) Apenas I, II, II e V são verdadeiras.
e PIB per capta.
2 - A construção das grandes usinas hidrelétricas foi
9. (ESA) Sobre a atual dinâmica demográfica uma tônica central no âmbito da produção de
brasileira, assinale a afirmativa correta: eletricidade e fontes de energia do Brasil. No entanto,
em virtude das ressalvas, polêmicas e protestos
A) O Brasil está deixando de ser um país jovem. contra os impactos ambientais gerados, o governo
B) A participação relativa dos idosos vem declinando brasileiro vem adotando alternativas a essa
desde a década de 1980. estratégia. Além da busca por outras matrizes
energéticas, uma medida adotada foi:
C) O crescimento vegetativo compreendido entre
1940 e 1970, não foi afetado pela redução da A) a substituição das hidrelétricas antigas por
mortalidade. construções mais modernas e com efeitos
atenuantes.
65

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


B) a construção das PCHs (Pequenas Centrais 5. Marque a alternativa que indica as principais fontes
Hidrelétricas), com menor impacto ambiental. ou tipos de energias renováveis.
C) a migração das centrais para áreas de baixa A) Petróleo, biomassa, eólica e solar.
densidade demográfica, como a região norte do país.
B) Gás natural, petróleo, nuclear e hidroelétrica.
D) a substituição de todos os equipamentos
existentes para aumentar a eficiência nos sistemas C) Biomassa, eólica petróleo e gás natural.
de produção e distribuição. D) Eólica, hidroelétrica, solar e biomassa.
E) a difusão de campanhas de grande apelo para a E) Hidroelétrica, solar petróleo e gás natural.
redução em massa do consumo de eletricidade,
diminuindo a demanda. 6. Leia a manchete a seguir: “Brasil precisa de
investimento em energia limpa.”
3. Sobre o consumo de energia no Brasil é correto
afirmar que: Sobre o assunto tratado, é CORRETO afirmar que
a(o)
A) a Região Sudeste não consegue consumir toda a
energia que produz; A) biomassa, também chamada de energia
renovável, é um tipo de energia limpa, desenvolvida
B) o setor residencial e de comércio representam por meio de plantações energéticas, porém, mesmo
80% do consumo total de energia; quando é produzida de maneira sustentável, emite
C) mais da metade da energia consumida no país grande quantidade de carbono na atmosfera.
provém de fontes renováveis, como a hidráulica e a B) energia limpa é aquela que não emite grande
biomassa; quantidade de poluentes para a atmosfera e é
D) nesta década, devido às sucessivas crises produzida com o uso de recursos renováveis, a
econômicas, não tem havido aumento do consumo exemplo de biocombustíveis como a cana-de- açúcar
de energia; e as plantas oleaginosas que são fontes de energia
originadas de produtos vegetais.
E) o petróleo e o carvão mineral representam mais de
70% de energia produzida para consumo no país. C) Bacia de Campos, no Brasil, possui as maiores
reservas de xisto betuminoso que é considerado uma
4) A força das águas tem viabilizado a construção fonte de energia limpa renovável, não se esgota e
de usinas hidrelétricas de grande porte no Brasil, pode ser aproveitado indefinidamente sem causar
sendo Itaipu um exemplo. Com base nos grandes danos ecológicos.
conhecimentos sobre desenvolvimento e a questão
socioambiental, considere as afirmativas a seguir. D) lenha, energia eólica e energia solar, apesar de se
constituírem em fontes de energia não renováveis,
I. A retirada das populações das áreas atingidas por são consideradas energias limpas e se destacam por
construção de hidrelétricas tem produzido impactos suprirem a maior parte das necessidades brasileiras
sociais, como o desenraizamento cultural. de eletricidade e por apresentarem uma série de
vantagens ambientais.
II. Itaipu é um exemplo da prioridade dada à
preservação dos habitat naturais no projeto nacional E) maior potencial de energia limpa no Brasil está
desenvolvimentista defendido pelos militares pós- 64. instalado na Bacia do Rio Paraná, onde se localizam
grandes reservas de gás natural, um biocombustível
III. As incertezas sobre os impactos ambientais com avançado de transformação geológica, pois dele é
a construção de usinas hidrelétricas trouxeram, por possível se obterem hidrocarbonetos.
desdobramento, a formação de movimentos dos
atingidos pelas barragens. 7. Sobre a infraestrutura do setor energético no Brasil
e particularmente no estado do Paraná, é correto
IV. A construção de hidrelétricas liga-se, também, à afirmar que
preocupação com a crise energética mundial prevista
para as próximas décadas. A) devido à rica hidrografia amazônica, as maiores
hidroelétricas brasileiras estão situadas na região
Assinale a alternativa correta. Norte, sendo esta a região que mais contribui com a
A) Somente as afirmativas I e II são corretas. geração de hidroeletricidade.

B) Somente as afirmativas II e IV são corretas. B) a hidroelétrica de Itaipu é um empreendimento


binacional, mas o Brasil consome um percentual
C) Somente as afirmativas III e IV são corretas. maior da energia gerada, se comparado ao consumo
do Paraguai.
D) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
C) o Paraná é um importante produtor nacional de
E) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.
carvão mineral e de urânio, fazendo com que o
66

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Estado se destaque na produção de energia Era Pré-Cambriana
termoelétrica e nuclear.
- Período Arqueozoico
D) dentre os combustíveis fósseis utilizados na
produção de energia, destacam-se o petróleo e os - Período Proterozoico
derivados do álcool. ↓
E) a polêmica em torno da construção da usina de Já foram bastante desgastados pelos agentes
Mauá, no rio Tibagi, fez com que o governo decidisse erosivos
pela construção de uma unidade termoelétrica, no
local, abandonando o projeto da usina hidroelétrica. - Água da chuva
8. A energia eólica passou a ser utilizada de forma - Vento
sistemática para produção de eletricidade a partir da
Bacias Sedimentares
década de 1970, na Europa e depois nos Estados
Unidos. - São resultantes do acúmulo, em áreas mais baixas,
de sedimentos e detritos oriundos do desgaste
No Brasil, essa energia:
sofrido pelas rochas de terrenos mais altos, ao longo
A) apresenta um forte potencial no litoral nordestino. do tempo geológico.
B) é largamente concentrada na Amazônia. - Recobre cerca de 64% do território brasileiro.
C) representa cerca de 10% da matriz energética. - Nelas, encontram-se os combustíveis fósseis:
carvão e petróleo.
D) tem maior produção concentrada no Sudeste.
Crátons ou Escudos Cristalinos
E) concorre diretamente com fontes tradicionais
como o carvão. - Terrenos mais antigos e amplamente erodidos, de
baixas altitudes.
9. Um empresário deseja instalar uma indústria no
Brasil, em uma localidade produtora de energia - Os crátons encontrados no Norte do Brasil e nas
renovável e limpa. Avaliadas as condições Guianas são exceções, pois possuem grandes
geográficas das regiões brasileiras, o empresário altitudes.
escolheu estabelecer sua empresa no Nordeste,
Autores que classificaram o relevo brasileiro
porque esta é a região que
O relevo brasileiro foi classificado por três principais
A) possui a maior quantidade de usinas hidrelétricas
autores:
instaladas.
- Aroldo de Azevedo
B) possui a maior capacidade instalada de energia
eólica. - Aziz Ab’Sáber
C) se destaca como principal produtora de energia a - Jurandyr Ross
partir da biomassa.
Aroldo de Azevedo - esta classificação data de
D) se destaca pelo maior número de usinas 1940, sendo a mais tradicional. Ela considera
termoelétricas em funcionamento. principalmente o nível altimétrico para determinar o
que é um planalto ou uma planície.
Estrutura Geológica do Brasil 13
Aziz Nacib Ab'Saber - criada em 1958, esta
A Estrutura Geológica de um lugar refere-se a que classificação despreza o nível altimétrico, priorizando
tipo de material compõe o seu solo e subsolo. os processos geomorfológicos, ou seja, a erosão e a
sedimentação. Assim, o professor considera planalto
A Estrutura Geológica Brasileira é classificada
como uma superfície na qual predomina o processo
considerando-se três unidades básicas:
de desgaste, enquanto planície é considerada uma
- Dobramentos antigos; área de sedimentação.
- Bacias sedimentares; Jurandyr Ross - é a classificação mais recente,
criada em 1995. Baseia-se no projeto Radambrasil,
- Crátons ou escudos cristalinos. um levantamento feito entre 1970 e 1985, onde foram
Dobramentos antigos tiradas fotos aéreas da superfície do território
brasileiro, por meio de um sofisticado radar. Jurandyr
- Também chamados de cadeias orogênicas também utiliza os processos geomorfológicos para
elaborar sua classificação, destacando três formas
- São resultantes do erguimento lento e horizontal. principais de relevo:

67

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


1) Planaltos IV. A compreensão do clima de um lugar ocorre com
2) Planícies o conhecimento da sucessão dos diferentes tipos de
3) Depressões tempo – estado momentâneo da atmosfera - que
atuam nesse lugar durante um período
1. As estruturas geológicas e as formas de relevo suficientemente longo.
influenciam as atividades humanas, sejam nas áreas
rurais como nas urbanas. Todas as afirmações corretas estão em:
Sobre esse tema, analise as afirmações a seguir. a) I – IV
I. O conhecimento das características do relevo é b) II – III
fundamental para o planejamento das atividades
humanas, com destaque para os locais adequados à c) I – II – III
construção de moradias, formas de uso e ocupação d) I – II – IV
do solo, traçado de rodovias, dentre outras.
3. O geógrafo Aziz Ab’Saber classificou as diferentes
II. O relevo é resultante da ação conjunta de agentes paisagens do território brasileiro em domínios
internos ou endógenos, impulsionados por forças morfoclimáticos. Cada domínio apresenta paisagens
tectônicas e agentes externos ou exógenos, também e características que são reflexos de peculiaridades
chamados de modeladores do relevo. em relação ao clima, ao solo, à estrutura geológica e
III. O intemperismo é uma fase dos agentes externos à vegetação, como descritas abaixo:
que provoca a desagregação (intemperismo químico) I. O domínio paisagístico com formas de relevo
e a decomposição (intemperismo físico), sendo que conhecidas como ‘meias-laranjas’, cuja base
na segunda o fator principal é a variação da geológica é constituída de rochas sedimentares de
temperatura. idades recentes, é denominado de domínio de Mares
IV. Em relação à estrutura geológica o Brasil não de Morros.
dispõe dos dobramentos modernos, mas apresenta II. O conhecimento de cada domínio morfoclimático é
as bacias sedimentares que cobrem a maior parte da importante não somente pela caracterização
superfície do país e os escudos ou maciços antigos. geográfica da área, mas também para melhor gestão
Todas as alternativas corretas estão em: e planejamento de uso e ocupação da terra,
considerando suas particularidades e
a) I – II – IV potencialidades.
b) I – II – III III. Setores do relevo mamelonizado, recobertos pela
Mata Atlântica, aparecem desde a Zona da Mata
c) II – IV nordestina até as regiões cristalinas granítico-
d) III – IV gnáissicas da região costeira de Santa Catarina e do
Rio Grande do Sul.
2. A dinâmica terrestre mostra o planeta em
constante transformação tanto em seu interior quanto IV. A Amazônia pode ser destacada pela
na sua porção externa. continuidade florestal e pela grandeza da sua rede
hidrográfica. Trata-se de um imenso domínio de
Analise as afirmações a seguir quanto à geografia terras baixas florestadas, de alta amplitude térmica
física geral e do Brasil. anual e ausência de estações secas.
I. O relevo e o modelado da superfície da Terra são V. No domínio das Caatingas predomina a escassez
decorrentes da atuação dos agentes endógenos, de precipitações, que dura de seis a sete meses nos
como é o caso das forças tectônicas e dos agentes sertões. Essas características são sentidas pela
exógenos, que modelam e atuam de forma contínua população local e estendem-se à economia regional,
no tempo geológico. mas são amenizadas pela perenidade dos rios e pela
presença contínua de água nos solos.
II. A erosão e o intemperismo são dois processos que
agem no relevo, sendo que as rochas sofrem em Sobre os domínios morfoclimáticos propostos por
relação ao segundo, dependendo do ambiente, a Aziz Ab’Saber, assinale a alternativa CORRETA.
desagregação física e a decomposição química.
a) Estão corretas as alternativas I e IV.
III. A estrutura geológica do território brasileiro é
constituída pelos escudos ou maciços antigos, por b) Estão corretas as alternativas I e III.
dobramentos modernos, os mais recentes, e pelas c) Estão corretas as alternativas II e V.
bacias sedimentares, as quais predominam com do
território nacional. d) Estão corretas as alternativas II e III.
e) Estão corretas as alternativas III e IV.

68

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


4. No Brasil encontramos grandes depósitos a) o basalto, que é uma rocha ígnea extrusiva da
importantes de minérios. Parte destes minerais Bacia Sedimentar do Paraná, onde se desenvolveu o
encontrados são metálicos e estão presente em 4% cultivo de café.
do território brasileiro. O que poucos sabem é que os
minerais metálicos não são renováveis, ou seja, a b) o arenito, que é uma rocha sedimentar marinha da
natureza não repõe. Bacia Sedimentar do Maranhão, onde se
desenvolveu a plantação de arroz.
Disponível em: <http://www.citra.com.br/minerais-metalicos-no-brasil/>
c) o granito, que é uma rocha ígnea intrusiva do
Acesso em: 14 de fev. 2015 Escudo Cristalino do Brasil Central, onde se
desenvolveu o cultivo de feijão.
A ocorrência, no território brasileiro, do recurso
natural apresentado está relacionada d) o gnaisse, que é uma rocha metamórfica
bandeada do Escudo Cristalino Atlântico, onde se
a) à antiguidade de sua estrutura geológica desenvolveu o plantio de laranja.
associada a afloramentos cristalinos.
e) o diabásio, que é uma rocha ígnea extrusiva da
b) à formação de bacias sedimentares acompanhada Bacia Sedimentar da Amazônia, onde se
de processos erosivos. desenvolveu o cultivo de pimenta-do-reino.
c) à geração de dobramentos modernos seguida de 7. Relevo é o conjunto de diferentes formas
intemperismo físico. apresentadas pela superfície terrestre, as quais são
d) aos processos tectônicos da era cenozoica definidas pela estrutura geológica a partir da
coligada a formação de rochas metamórficas. combinação de ações da dinâmica externa e interna
da Terra.
5. A estrutura geológica do Brasil é composta por:
Com base no texto anterior e em seus
I. Escudos cristalinos, muito antigos, de rochas conhecimentos, é correto afirmar que
rígidas e resistentes que originaram planaltos e
algumas depressões, compondo 1/3 do território a) as modificações ocorridas no relevo brasileiro
nacional. devem-se à intensa atividade geológica interna no
passado, como vulcanismo, terremoto e
II. Bacias sedimentares compostas de rochas dobramentos, verificadas no Brasil.
sedimentares que originaram as planícies, planaltos
sedimentares ou depressões, ocupando cerca de b) considerando que planícies são relevos em
64% do total do país. construção e planaltos relevos em destruição, no
caso brasileiro, não devemos levar em conta os
III. Dobramentos modernos que originaram planaltos processos que os constituíram para tal classificação.
e relevos montanhosos, formados no Terciário,
ocupando cerca de 30% do território nacional. c) o clima tipicamente quente e úmido do Brasil não
condiciona os mecanismos externos de atuação do
IV. Escudos cristalinos recentes, pouco desgastados intemperismo e da erosão sobre as rochas cristalinas
por processos erosivos, que deram origem às formas e sedimentares.
de relevo no qual predominam os planaltos
montanhosos distribuídos por quase todo o território d) o relevo não exerce influência sobre a pecuária e
nacional. as atividades agrícolas no caso brasileiro, por sua
característica de baixas altitudes.
Assinale a alternativa correta.
e) predominam baixas altitudes no relevo brasileiro, e
a) Somente as afirmativas I e II são corretas. isso se deve à inexistência de dobramentos
modernos durante o período terciário.
b) Somente as afirmativas I e IV são corretas.
8.
c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.
6. Segundo os geógrafos Aroldo de Azevedo (1948)
e Aziz Ab' Saber (1956), no Planalto Meridional do
Brasil destaca-se a ocorrência de solos de terra roxa,
caracterizados por elevada fertilidade natural e por
isso muito utilizados nas atividades agrícolas. O tipo
de rocha, a estrutura geológica que dá origem ao solo
de terra roxa e a atividade agrícola historicamente
nele desenvolvida são, respectivamente:
69

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


- Maior reserva mundial de água doce e o 3º maior
potencial hídrico da Terra;
- 34 milhões de litros de água/habitante/ano
(quantidade de água existente/população brasileira);
- 80% das águas brasileiras concentram-se na
Amazônia (região menos habitada do país);
- Drenam terras brasileiras as duas maiores bacias
hidrográficas do planeta (Amazônica e Platina);
- A maioria de rios são volumosos e perenes (nunca
secam);
- No Nordeste, na região de clima semiárido, temos
Na figura acima encontra-se representada a Bacia de rios intermitentes (secam na estação das secas);
Campos, responsável por considerável parcela da
produção de petróleo no Brasil. - Maioria dos rios tem foz em estuário. A principal
exceção é o Delta do Parnaíba;
A estrutura geológica na qual ocorre a formação do
petróleo é denominada de: - Predomina drenagem exorreica e todos deságuam
no Oceano Atlântico;
a) escudo cristalino
- Predomínio de rios de planaltos (grande potencial
b) bacia sedimentar hidrelétrico);
c) cinturão orogênico - Os rios brasileiros são originários de 3 divisores de
d) dobramento moderno águas: a Cordilheira dos Andes, o Planalto das
Guianas e as diversas subdivisões do Planalto
9. Tratando-se da estrutura geológica do Brasil, todas Brasileiros;
as afirmações a seguir são verdadeiras, EXCETO:
- Existem poucos lagos no Brasil. A Lagoa dos Patos
a) as grandes estruturas do país são formadas por (RS) é o maior deles.
escudos cristalinos e por bacias sedimentares.
BACIA HIDROGRÁFICA
b) a parte central da Amazônia é formada por rochas
que compõem uma extensa bacia sedimentar. - Bacia hidrográfica é uma área de grande superfície,
formada por um conjunto de terras por onde corre um
c) recursos naturais como petróleo, gás natural e rio principal e seus afluentes, incluindo nascentes,
carvão mineral ocorrem nos escudos cristalinos. divisores de água ou interflúvio, entre outros;
d) as grandes reservas de águas subterrâneas se - Geralmente a água escoa dos pontos mais altos
localizam em rochas porosas das bacias e coberturas para os mais baixos e a formação da bacia acontece
sedimentares. pelo desgaste que a água realiza no relevo de
determinada área, podendo resultar em diversas
10. Aponte a característica que melhor identifica o formas: vales entre as montanhas, planícies mais ou
relevo brasileiro: menos largas, maior ou menor quantidade de
a) apresenta predomínio de grandes altitudes, nascentes.
considerando possuir o território altitudes superiores Principais Bacias:
a 1.000 m.
- Amazônica;
b) apresenta dobramentos modernos e está sujeito a
movimentos tectônicos. - Tocantins-Araguaia;
c) apresenta pequena variedade de formas, - São Francisco;
predominando os maciços residuais.
- Platina.
d) possui uma estrutura geológica antiga, bastante
erodida, portanto de altitudes modestas. Bacias Secundárias:
- Norte e Nordeste;
Hidrografia do Brasil – Questões 14
- Bacias do Leste;
ÁGUA DOCE NO BRASIL
- Sul e Sudeste.
- O Brasil possui cerca de 12% das reservas
mundiais de água doce espalhadas em bacias BACIAS HIDROGRÁFICAS DO BRASIL
hidrográficas;
70

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


BACIA AMAZÔNICA d) na parcela oeste da região Sul, espera-se que os
rios perenes sequem durante os meses de menor
- A bacia Amazônica está situada em vários precipitação.
países da América do Sul além do Brasil, como
Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru e e) na região Sudeste, a elevada média de
Venezuela; precipitação anual é explicada pelos rios temporários
que cortam a região.
- Constituída pelo rio Amazonas, sua extensão é de
7.075 km, maior do mundo - incluindo seus afluentes- 2. (Uepg 2016) Sobre os rios da hidrografia
, abrange quase todo o norte brasileiro, além de brasileira, assinale o que for correto.
terras da região Centro-oeste;
01) Pela sua hidrografia, o Brasil não apresenta
- Em seu percurso pelo Peru, recebe também o nome problemas no abastecimento de água à sua
de Marañon, e a partir de seu ingresso no Brasil é população e nem evidências de poluição em seus
chamado de Solimões até o encontro com o rio rios, seja por esgoto doméstico ou industrial, ou por
Negro, em que passa a ser chamado de Amazonas; mercúrio, em seus garimpos.
- Principal rio é o Amazonas, que nasce no Peru, na 02) A transposição do Rio São Francisco para sanar
Cordilheira dos Andes. É bastante largo, podendo problemas de abastecimento em várias regiões do
chegar até 10 km em alguns trechos; Nordeste brasileiro foi concluída com sucesso,
acabando definitivamente com os problemas de
- Os rios dessa região servem como via de abastecimento no sertão nordestino.
transporte para a população;
04) O Brasil possui um grande potencial hidráulico
- Possui grande potencial hidrelétrico (afluentes do para a geração de energia elétrica sendo que todas
Amazonas), porém pouco aproveitado; as regiões brasileiras possuem importantes usinas
- Destaca-se a presença da Usina Hidrelétrica de em operação, na região ou nos rios que fazem a
Balbina. divisa das mesmas, além de outras, em construção
ou previstas.
1. Analise o mapa.
08) A construção das represas e a formação dos
lagos de barragem das usinas hidrelétricas têm
descaracterizado as condições originais de nossos
rios, alagando grandes áreas.
16) Os desmatamentos que ocorrem na Amazônia
para dar lugar às atividades agropecuárias não
afetarão o regime de chuvas e nem influenciarão no
desaparecimento de nascentes da mais rica rede
hidrográfica do Brasil.
3. (Uepg 2011) Sobre a hidrografia brasileira e
algumas das características de seus rios, assinale o
que for correto.
01) O Brasil possui a mais densa rede hidrográfica do
globo, em decorrência de fatores como sua extensão
territorial, uniformidade de formas dominantes de
relevo e dos climas com elevada precipitação, à
exceção do interior do Nordeste, onde o clima é
semiárido.
02) O regime tropical, com cheias de verão, aplica-se
A correlação entre o mapa e a hidrografia brasileira apenas aos rios da extensa bacia Amazônica.
permite afirmar que: 04) A maioria dos rios brasileiros possui uma
a) no Centro-Oeste, a presença da bacia do Parnaíba drenagem endorreica, isto é, flui para o interior do
garante chuvas constantes ao longo do ano. continente.

b) na Amazônia, as águas provenientes das chuvas 08) No sertão semiárido nordestino aparecem os rios
ficam contidas pelas barreiras naturais do Planalto temporários, de regime irregular, dependentes da
Meridional. duração dos períodos de seca.

c) no sertão nordestino, os menores índices 16) Os regimes de alimentação dos rios brasileiros
pluviométricos favorecem a concentração de rios variam em função principalmente das chuvas, já que
intermitentes. o degelo influi diretamente apenas no regime do alto
71

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


Amazonas, a montante das fronteiras ocidentais do II. Todas as bacias hidrográficas são exorréicas, e
país. predominam rios de planalto em áreas de grande
índice pluviométrico.
4. (Unemat 2010) Avalie as assertivas sobre as
características da hidrografia brasileira. III. A maioria dos grandes rios deságua no Oceano
Atlântico e possui foz em delta.
1. Na maior parte do Brasil os rios são perenes, mas
há áreas de clima semiárido onde ocorrem os IV. O Brasil não possui lagos tectônicos, mas lagos
intermitentes. de várzea e lagoas costeiras formadas por restingas.
2. Todos os rios brasileiros possuem regime pluvial. Estão corretas
3. Todas as grandes bacias hidrográficas são a) apenas I e II.
exorreicas, mesmo aquelas que têm rios que correm
para o interior. b) apenas I e III.

4. As bacias hidrográficas brasileiras possuem c) apenas II e III.


grande potencial hidráulico, considerando que mais d) apenas III e IV.
de 50% das terras brasileiras estão acima dos 200 m
de altitude. e) apenas I, II e IV.
Assinale a alternativa que apresenta as assertivas 7.A expressão “Bacia Hidrográfica” pode ser
corretas. entendida como:
a) 1, 2. a) o conjunto das terras drenadas ou percorridas por
um rio principal e seus afluentes.
b) 2, 3, 4.
b) a área ocupada pelas águas de um rio principal e
c) 1, 2, 3. seus afluentes no período normal de chuvas.
d) 1, 3, 4. c) o conjunto de lagoas isoladas que se formam no
e) 1, 2, 4. leito dos rios quando o nível de água baixa.

5. (Ufv 2002) O Brasil, devido à sua grande extensão d) o aumento exagerado do volume de água de um
territorial e à predominância de climas úmidos, tem rio principal e seus afluentes quando chove acima do
uma extensa rede hidrográfica. Sobre a hidrografia normal.
brasileira, assinale a afirmativa INCORRETA: e) o lago formado pelo represamento das águas de
a) Todas as bacias hidrográficas são exorréicas, um rio principal e seus afluentes.
mesmo aquelas que têm rios que correm para o 8.Analise as afirmativas e marque a que está
interior. INCORRETA.
b) As bacias hidrográficas brasileiras oferecem a) Com 7 milhões de quilômetros quadrados, a bacia
grande possibilidade de navegação e, em razão hidrográfica amazônica é considerada a maior do
disso, o transporte hidroviário é muito utilizado no planeta.
país, apesar de seu alto custo.
b) No Brasil, a bacia hidrográfica do Paraguai está
c) Todos os rios brasileiros, com exceção do presente nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso
Amazonas, possuem regime pluvial. Uma pequena do Sul, tendo o Paraguai como principal rio.
quantidade de água do rio Amazonas provém do
regime nival, caracterizando um regime misto. c) Os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina
abrigam a bacia hidrográfica do Uruguai, que possui
d) Na maior parte do país os rios são perenes, grande potencial hidrelétrico.
contudo em áreas de clima semiárido existem rios
intermitentes. d) A maior bacia hidrográfica exclusivamente
brasileira é a Tocantins-Araguaia, com extensão de
e) Predominam rios de planalto, o que possibilita a aproximadamente 967 mil quilômetros quadrados.
produção de hidreletricidade.
e) A bacia hidrográfica do São Francisco é a que
6. (Ufsm 2001) Devido à grande extensão territorial e possui a maior possibilidade de navegação no Brasil.
aos tipos de clima do Brasil, a hidrografia brasileira
apresenta as seguintes características:
I. Há rios temporários, mas predominam os rios
perenes, em função dos regimes pluviométricos.

72

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


LISTA DE EXERCÍCIOS 3. (Unesp) Sobre um mapa, na escala de 1:500 000,
tenciona-se demarcar uma reserva florestal de forma
Exercícios – Cartografia quadrada apresentando 7cm de lado. A área da reserva
medirá no terreno:
1. (UFC-CE) Considere as afirmações abaixo, que tratam
sobre questões de localização e representação a) 12,25 km2
cartográfica da superfície terrestre.
b) 1 225 km2
I. A latitude constitui uma coordenada geográfica, cujas
c) 12 250 km2
medidas variam de 0° a 180° e têm como referência o
meridiano de Greenwich. d) 122,5 km2
II. O Globo Terrestre encontra-se dividido em 24 fusos e) 12 255 km2
horários, cada um deles equivalente a uma hora ou 15° de
longitude. 4. (UFRGS) Para cada tipo de representação existe uma
escala numérica apropriada. Assim, os mapas podem ser
III. O nível de detalhamento que um mapa pode divididos em três categorias básicas: escala grande, média
representar é definido pelo valor da sua escala. e pequena.
Da leitura das afirmativas acima, é correto afirmar que: Associe as escalas numéricas mais apropriadas para as
fnalidades dos mapas.
a) apenas I é verdadeira.
1 – Mapas topográfcos
b) apenas II e III são verdadeiras.
2 – Plantas urbanas
c) apenas I e III são verdadeiras.
3 – Planisférios
d) apenas II é verdadeira.
4 – Plantas arquitetônicas
e) I, II e III são verdadeiras.
( ) 1:50 a 1:100
2. (Enem) O quadrinho publicado na revista “Newsweek”
(23/9/1991) ilustra o desespero dos cartógrafos para ( ) 1:25 000 a 1:250 000
desenhar o novo mapa-múndi diante das constantes
mudanças de fronteiras. ( ) 1:500 a 1:20 000

A sequência numérica correta, das preenchidas com os


números referentes às mesmas é:

a) 4 – 3 – 1

b) 4 – 1 – 2

c) 2 – 3 – 4

d) 4 – 2 – 1

e) 3 – 1 – 4

5) (Fuvest-1995)

Levando em consideração o contexto da época em que a


charge foi publicada, dentre as frases abaixo, a que melhor
completa o texto da fala, propondo outra correção no
mapa, é:
No mapa a seguir a distância, em linha reta, entre as
a) “A Albânia já não faz parte da Europa”. cidades de Araçatuba e Campinas é de 1,5cm. Na
b) “O número de países só está diminuindo”. realidade, esta distância é de aproximadamente:

c) “Cuba já não faz parte do Terceiro Mundo”. a) 150 km.

d) “O Kasaquistão acabou de declarar independência”. b) 167 km.

e) “Vamos ter de dividir a Alemanha novamente”. c) 188 km.

d) 250 km.

73

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


e) 375 km. a) Projeção Cônica

6) (Fuvest-1997) b) Projeção Cilíndrica

Observe as figuras acima. De modo geral, seguindo o c) Projeção Azimutal


percurso do rio de jusante para montante, a seqüência
correta das figuras é d) Projeção Equatorial

e) Projeção Circular

10) A controvérsia de Peters

“O chamado ‘planisfério de Peters’ foi apresentado em


1973 como uma grande novidade e tornou-se
mundialmente conhecido dez anos depois com a
a) X, Z e Y publicação de um livro no qual Peters a sustentava com
b) X, Y e Z base em argumentos políticos sobre a luta pela igualdade
entre os povos. Esses argumentos causaram pouco
c) Y, X e Z impacto entre os cartógrafos, que insistiram no fato de que
não existe uma projeção mais ‘verdadeira’, apenas
d) Z, Y e X projeções úteis para diferentes finalidades”.
e) Z, X e Y. MAGNOLI, D. Geografia para o Ensino Médio. São Paulo: Atual,
2008.p.19
7) (Mack-2005) A última prova da Olimpíada de Atenas,
em agosto de 2004, a Maratona, iniciou-se às 12 horas Considerando o texto acima, é possível concluir que não
(horário de Brasília). Sabendo que a diferença entre o há como produzir uma projeção cartográfica que não
horário oficial brasileiro e o de Atenas, considerando o seu possua distorções. No entanto, conforme os tipos de
horário de verão, é de 6 horas, assinale a alternativa alterações realizadas, essas projeções são classificadas
correta. em três tipos diferentes. Correlacione a primeira coluna,
que representa esses tipos, com as suas características e,
a) Atenas encontra-se a leste de Brasília e possui 6 horas por fim, assinale a alternativa que apresenta a sequência
atrasadas em relação à capital brasileira. correta.
b) Por estar no hemisfério ocidental, toda a Grécia possui COLUNA 01
horas atrasadas com relação ao meridiano principal.
I. Projeções equivalentes
c) A diferença entre Brasília e Atenas é inferior a 60º.
II. Projeções conformes
d) As duas cidades encontram-se no mesmo hemisfério
ocidental e, portanto, a maratona ocorreu no mesmo dia III. Projeções afiláticas
em ambas.
COLUNA 02
e) Em relação ao meridiano de Greenwich, Brasília
a) distorcem as formas e as áreas das regiões dos mapas
encontra-se 3 horas atrasadas, enquanto Atenas está com
3 horas adiantadas. b) mantêm as formas e distorcem as áreas dos continentes
8) (Mack-2005) Uma estrada possui, em linha reta, 13 c) mantêm as áreas e distorcem as formas dos continentes
quilômetros. Ao ser representada em um mapa de escala
1:500.000, qual o tamanho da representação em A alternativa que apresenta a correta enumeração da
centímetros? coluna com base na primeira é:

a) 65 a) I, II, III

b) 20,6 b) II, III, I

c) 26 c) I, III, II

d) 0,26 d) III, II, I

e) 2,6 e) III, I, II

9) Caracteriza-se por ser um tipo de projeção que ordena 11) Em um mapa de uma pequena cidade, destaca-se a
os paralelos e os meridianos em um invólucro arredondado presença de uma rodovia, cuja extensão é de 15
que é desenrolado e posto em uma superfície plana. Os quilômetros. No mapa em questão, sua medida está em 10
mais famosos exemplos são as projeções de Mercator, de centímetros, o que nos permite concluir que a sua escala
Peters e de Robinson. Nessa projeção, minimizam-se as cartográfica é de:
distorções nas regiões próximas ao Equador, que se
a) 1:15'000
elevam nas regiões mais próximas aos polos. Estamos
falando da: b) 1:150'000
74

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


c) 1:1'500 a) Bacia Hidrográfica do São Francisco

d) 1:15 b) Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste

e) 1:100'000 c) Bacia Hidrográfica do Paraná

12) (ENEM) Sabe-se que a distância real, em linha reta, de d) Bacia Hidrográfica Amazônica
uma cidade A, localizada no estado de São Paulo, a uma
cidade B, localizada no estado de Alagoas, é igual a 2 000 e) Bacia Hidrográfica do Tocantins-Araguaia
km. Um estudante, ao analisar um mapa, verificou com sua 3) Com cerca de 7 milhões de quilômetros quadrados,
régua que a distância entre essas duas cidades, A e B, era essa é a maior bacia hidrográfica do mundo,
8 cm. compreendendo porções dos territórios do Peru,
Os dados nos indicam que o mapa observado pelo Colômbia, Equador, Venezuela, Guiana, Bolívia e Brasil.
estudante está na escala de Possui grande potencial de navegação, e seus rios
principais são: Huallaga, Napo, Xingu, Negro, entre tantos
a) 1 : 250. outros.

b) 1 : 2 500. Essas características são da bacia hidrográfica:

c) 1 : 25 000. a) São Francisco

d) 1 : 250 000. b) Tocantins-Araguaia

e) 1 : 25 000 000. c) Parnaíba

Exercícios – Hidrografia brasileira d) Amazônica

1) Leia as afirmativas abaixo sobre a hidrografia brasileira: e) Paraná

I. É a maior das três bacias que formam a Bacia Platina, 4) Com relação à Hidrografia Brasileira, é incorreto afirmar:
pois possui 891.309 km2, o que corresponde a 10,4% da a) Em regiões planálticas, os rios brasileiros apresentam
área do território brasileiro. um enorme potencial hidrelétrico, bastante explorado no
II. Possui a maior potência instalada de energia elétrica, Centro-Sul e nos rios São Francisco e Tocantins.
destacando-se algumas grandes usinas. b) O Brasil não possui lagos tectônicos, pois as
III. Em virtude de suas quedas d'água, a navegação é depressões tornaram-se bacias sedimentares.
difícil. Entretanto, com a instalação de usinas hidrelétricas, c) Em vários pontos do país há corredeiras, cascatas e, em
muitas delas já possuem eclusas para permitir a algumas áreas, rios subterrâneos, o que favorece o
navegação. turismo.
Estas características referem-se à bacia do: d) A Bacia Amazônica é a maior do planeta, drena cerca
de 56 % do território brasileiro e tem suas vertentes
a) Uruguai
delimitadas pelos divisores de água da Cordilheira dos
b) São Francisco Andes, pelo Planalto das Guianas e Planalto Central.

c) Paraná e) Todos os rios brasileiros possuem regime simples


pluvial.
d) Paraguai
5) Sobre as bacias hidrográficas brasileiras e sua
e) Amazonas utilização, é correto afirmar:
2) O mapa abaixo está destacando uma das principais a) O potencial hidrelétrico da Bacia do Paraná é o mais
bacias hidrográficas do Brasil. Marque a alternativa que aproveitado do país em função de sua proximidade com o
corresponde a essa bacia de drenagem. Centro-Sul, área de maior demanda por energia elétrica.

b) A Bacia Amazônica caracteriza-se pelo predomínio de


rios de planalto e hidrografia pouco densa; por isso, a
navegação fluvial é inexpressiva na região.

c) A navegação na Bacia do Tocantins ocorre


sazonalmente devido ao regime de intermitência de seus
rios.

d) A Bacia do Uruguai possui a principal hidrovia que


integra política e economicamente os países do Mercosul.

e) A Bacia do São Francisco sofre grande impacto em


função da transposição de seu rio principal.
75

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


II) Investir em obras que viabilizem a transposição de
águas de mananciais adjacentes para os rios poluídos.
6) Leia as afirmativas abaixo sobre a hidrografia brasileira:
III) Implementar obras de saneamento básico e construir
I. É a maior das três bacias que formam a Bacia Platina, estações de tratamento de esgotos.
pois possui 891.309 km2, o que corresponde a 10,4% da
área do território brasileiro. a) apenas em I.

II. Possui a maior potência instalada de energia elétrica, b) apenas em II.


destacando-se algumas grandes usinas.
c) apenas em I e III.
III. Em virtude de suas quedas d'água, a navegação é
difícil. Entretanto, com a instalação de usinas hidrelétricas, d) apenas em II e III.
muitas delas já possuem eclusas para permitir a e) em I, II e III.
navegação.
10) São elementos estruturais presentes nas bacias
Estas características referem-se à bacia do: hidrográficas e responsáveis pela captação e drenagem
a) Uruguai das águas superficiais para o subsolo, processo durante o
qual os recursos hídricos passam por filtragem,
b) São Francisco acrescendo também sais minerais à água. Transformam-
se, portanto, em grandes reservatórios subterrâneos com
c) Paraná grandes volumes de água potável, que, no entanto, não
d) Paraguai estão livres de contaminação.

e) Amazonas A descrição acima é referente:

7) (FGV) “Em virtude da existência de inúmeros fatores a) às cavernas subterrâneas.


históricos e econômicos, os baixos cursos dos rios b) aos rios endorreicos.
geralmente apresentam elevadas densidades
demográficas”. Comprovam a afirmação os rios: c) às reservas hídricas do solo.

a) Mackenzie e Volga. d) aos sistemas de aquíferos.

b) Yukon e Reno. e) à rede de drenagem superficial.

c) Nilo e Ganges. Exercícios – Fonte de energia e meio


d) Ob e Mississipi. ambiente
e) Ienissei e São Francisco. 1) (PUC-SP) - “A energia que move a máquina Terra
provém da gravidade, do interior da Terra e do próprio
8) (UFRJ) A bacia hidrográfica brasileira com maior
movimento do planeta, mas em grau muito superior
possibilidade de navegação é:
provém do Sol, da radiação solar”.
a) Bacia do São Francisco; (David DREW. Processos interativos Homem-Meio Ambiente. Rio de
Janeiro: Bertrand Brasil, 1994, p.20).
b) Bacia do Paraná;
A energia solar é uma das fontes de energia que atua no
c) Bacia do Uruguai;
planeta Terra. Ela é, no planeta,
d) Bacia Amazônica;
a) o principal fator construtor das estruturas e formas de
e) Bacia do Paraíba do Sul. relevo.

9) (ENEM) A situação atual das bacias hidrográficas de b) um item secundário na formação das coberturas
São Paulo tem sido alvo de preocupações ambientais: a vegetais.
demanda hídrica é maior que a oferta de água e ocorre
c) um fator de desequilíbrio que altera as dinâmicas
excesso de poluição industrial e residencial. Um dos casos
terrestres.
mais graves de poluição da água é o da bacia do alto Tietê,
onde se localiza a região metropolitana de São Paulo. Os d) o elemento essencial que dá origem aos sistemas e
rios Tietê e Pinheiros estão muito poluídos, o que tipos climáticos.
compromete o uso da água pela população.
e) uma fonte em vias de extinção, daí o valor de outras
Avalie se as ações apresentadas abaixo são adequadas formas de energia.
para se reduzir a poluição desses rios.
2) O desenvolvimento da queima da biomassa resulta de
I) Investir em mecanismos de reciclagem de água utilizada estratégias para reduzir, principalmente, os impactos
nos processos industriais. gerados pela utilização de combustíveis fósseis na
sociedade. Embora o carvão mineral e o petróleo ainda

76

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


sejam recursos naturais centrais na sociedade atual, os renovável e que atua na produção de eletricidade,
biocombustíveis vêm ganhando cada vez mais relevância combustíveis e na constituição de matérias-primas para
no cenário nacional e internacional das fontes de energia. inúmeros produtos, como a borracha sintética e o plástico.

Sobre a biomassa, é INCORRETO afirmar que: A descrição acima refere-se:

a) apresenta como vantagem o baixo custo de operação e a) ao gás natural


a facilidade de armazenamento e transporte.
b) ao xisto betuminoso
b) é uma fonte de energia poluente, porém em menor
intensidade se comparada aos demais combustíveis. c) à água

c) a biomassa pode ser utilizada a partir do d) ao petróleo


reaproveitamento de resíduos agrícolas, tais como o e) ao carvão mineral
bagaço de cana-de-açúcar.
6) (UEL) A força das águas tem viabilizado a construção
d) por definição, entende-se por biomassa as diferentes de usinas hidrelétricas de grande porte no Brasil, sendo
formas de energia advindas de material inorgânico. Itaipu um exemplo. Com base nos conhecimentos sobre
e) apesar de menos poluente, o cultivo em larga escala de desenvolvimento e a questão socioambiental, considere as
vegetais para a biomassa pode causar prejuízos afirmativas a seguir.
ambientais. I. A retirada das populações das áreas atingidas por
3) A energia solar apresenta muitos fatores positivos, como construção de hidrelétricas tem produzido impactos
o fato de ser renovável, ocupar espaços reduzidos em sociais, como o desenraizamento cultural.
comparação a outras fontes e não emitir poluentes na II. Itaipu é um exemplo da prioridade dada à preservação
atmosfera. Além disso, a energia advinda dos raios solares dos habitat naturais no projeto nacional-
é abundante e pode ser bastante produtiva quando desenvolvimentista defendido pelos militares pós- 64.
devidamente aproveitada. No entanto, ela apresenta
algumas desvantagens, destacando-se a: III. As incertezas sobre os impactos ambientais com a
construção de usinas hidrelétricas trouxeram, por
a) a baixa necessidade nas regiões de maior insolação. desdobramento, a formação de movimentos dos atingidos
b) os elevados custos das instalações. pelas barragens.

c) a inacessibilidade em lugares remotos. IV. A construção de hidrelétricas liga-se, também, à


preocupação com a crise energética mundial prevista para
d) a frequente necessidade de manutenção. as próximas décadas.

e) os efeitos sobre as temperaturas da Terra. Assinale a alternativa correta.

4) O Brasil é um dos países que apresentam os maiores a) Somente as afirmativas I e II são corretas.
potenciais hidrelétricos do mundo, o que justifica, em
partes, o fato de esse tipo de energia ser bastante utilizado b) Somente as afirmativas II e IV são corretas.
no país. As usinas hidrelétricas são bastante elogiadas por c) Somente as afirmativas III e IV são corretas.
serem consideradas ambientalmente mais corretas do que
outras alternativas de produção de energia, mas vale d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas.
lembrar que não existem formas 100% limpas de realizar
e) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas.
esse processo.
7. (Cesgranrio 90) Verifique se os itens a seguir
Assinale a alternativa que indica, respectivamente, uma
apresentam CORRETAMENTE características de três
vantagem e uma desvantagem das hidroelétricas.
bacias hidrográficas brasileiras e o seu aproveitamento: I -
a) não emitem poluentes na atmosfera; porém não são BACIA AMAZÔNICA - A maior do Brasil. O rio principal é
muito eficientes. de planície, excelente para a navegação. Nos seus
afluentes, existem inúmeras cachoeiras, o que lhe confere
b) são ambientalmente corretas; porém interferem um elevado potencial hidráulico.
diretamente no efeito estufa.
II - BACIA DO SÃO FRANCISCO - O rio principal nasce
c) a produção pode ser controlada; porém os custos são em Minas Gerais e percorre áreas de clima semi-árido no
muito elevados. interior nordestino. Parte de seu curso é utilizado para a
d) ocupam pequenas áreas; porém interferem no curso dos navegação, como fonte de energia e para a irrigação de
rios. uma área do Sertão nordestino.

e) a construção é rápida; porém duram pouco tempo. III - BACIA DO PARANÁ - O rio principal, formado pelos
rios Grande e Paranaíba, deságua no estuário do Prata. A
5) Apesar de um relativo declínio nas últimas décadas, bacia é formada por rios de planalto, e o seu potencial
esse recurso natural continua sendo a mais importante energético é amplamente aproveitado. Está(ão) correta(s)
fonte de energia da atualidade. Trata-se de uma fonte não apenas a(s) afirmativa(s):
77

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


a) I d) a bacia do Paraná é a principal fornecedora de
hidroeletricidade para a região Sudeste.
b) II
e) a termoeletricidade concentra-se na região Sul, porque
c) I e II aí se encontra a maior quantidade de carvão mineral do
d) II e III país.

e) I, II e III Exercícios – Agropecuária


8. (Ufc 2000) Na região Nordeste do Brasil, o predomínio 1) (UEPB – com adaptações) O processo de concentração
de bacias hidrográficas intermitentes impossibilita um fundiária caminha junto à industrialização da agropecuária
grande aproveitamento de seus recursos hidroelétricos. com predomínio de capitais. Sobre esse tema, assinale o
que for incorreto:
Dentre as principais bacias fluviais e suas usinas
hidroelétricas correspondentes, está correta a relação: a) O discurso de modernidade das elites tem contribuído
para que a terra esteja concentrada nas mãos da grande
a) Bacias do São Francisco e Parnaíba/Usinas de Paulo
maioria dos agricultores brasileiros.
Afonso e Boa Esperança.
b) Os pequenos agricultores não conseguem competir e
b) Bacias do São Francisco e Tocantins/Usinas de Tucuruí
são forçados a abandonar suas lavouras de subsistência e
e Boa Esperança.
vender suas terras.
c) Bacias do Tocantins e Parnaíba/Usinas de Ilha Solteira
c) A intensa mecanização leva à redução do trabalho
e Três Marias.
humano e à mudança nas relações de trabalho, com a
d) Bacias do Tocantins e Pardo/Usinas de Balbina e Paulo especialização de funções e o aumento do trabalho
Afonso. assalariado e de diaristas.

e) Bacias do Parnaíba e Jequitinhonha/Usinas de Três d) As modificações na estrutura fundiária provocam


Marias e Balbina. desemprego no campo, intenso êxodo rural, além de
aumentar o contingente de trabalhadores sem direito à
9. (Ufv 2003) O Programa Nacional do Álcool (Proálcool) terra e sua exclusão social.
foi criado em 1975, como uma forma encontrada pelo
governo brasileiro para enfrentar as crises do petróleo, 2) (UEG-2012) A finalidade primordial da agricultura é a
iniciadas em 1973. Sobre o Proálcool, assinale a produção de alimentos. Todavia, apesar dos avanços e
alternativa INCORRETA: das conquistas tecnológicas, o número de famintos no
mundo continua alto. Com relação a esse tema, é correto
a) Baseou-se em uma forte política de subsídios e afirmar:
financiamento a juros baixos aos grandes usineiros,
agravando ainda mais o problema fundiário no país. a) a fome no mundo deve-se mais a fatores relacionados
às condições naturais adversas, como secas prolongadas,
b) Contribuiu para atenuar a crise do setor açucareiro excesso de chuvas, pobreza do solo, entre outras.
brasileiro na década de 70, devido aos baixos preços
internacionais do açúcar. b) a existência da fome no mundo é reflexo do preço
elevado dos alimentos, da falta de acesso à terra, do
c) Possibilitou a abertura de novas fronteiras agrícolas, controle das multinacionais no mercado agrícola, entre
evitando investimentos em plantações e usinas já outras causas.
existentes.
c) a modernização da agricultura gerou oferta recorde e
d) Representou uma fonte de desenvolvimento de excedente de alimentos para alimentar toda a
tecnologias "limpas" por aproveitar a cana-de-açúcar como humanidade, debelando, assim, a fome nos países pobres.
fonte de energia renovável.
d) nos países subdesenvolvidos, nos quais a principal
e) Ocasionou uma série de problemas ambientais pela atividade econômica é a agropecuária, o problema da fome
dificuldade de aproveitamento e armazenamento dos é menor devido à produção de alimentos básicos.
resíduos da produção de álcool.
3) No Brasil, a agropecuária é um dos principais setores da
10. (Mackenzie 96) Sobre o potencial energético nacional economia, sendo uma das mais importantes atividades a
é INCORRETO afirmar que: impulsionar o crescimento do PIB nacional. Nesse
contexto, o tipo de prática predominante é:
a) a energia gerada em Tucuruí, hidroelétrica do Tocantins,
destina-se aos grandes projetos minerais da Amazônia. a) a agricultura familiar, com elevado emprego de
tecnologias.
b) Balbina, empreendimento da Eletronorte, garante o
abastecimento do Nordeste e do Centro-Oeste. b) o agronegócio, com predomínio de latifúndios.
c) a nova hidroelétrica do Xingó, situada na bacia do São c) a agricultura sustentável, com práticas extrativistas.
Francisco, integra o sistema Chesf.

78

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


d) a agricultura itinerante, com técnicas avançadas de 6) “Todos sabem que a Primeira Revolução Verde ocorreu
cultivo. a partir de 1960 quando os geneticistas Norman Borlaug,
norte-americano que recebeu o Prêmio Nobel trabalhando
4) (ENEM 2013) com trigo, e M. S. Swaminathan, indiano, trabalhando com
Texto I arroz, conseguiram obter variedades de plantas de alta
produtividade comparadas com outras da época. (…)
A nossa luta é pela democratização da propriedade da
terra, cada vez mais concentrada em nosso país. Cerca de Agora, um importante artigo publicado pelo The
1% de todos os proprietários controla 46% das terras. Economist informa que uma Segunda Revolução Verde
Fazemos pressão por meio da ocupação de latifúndios está em andamento diante da queda da produtividade,
improdutivos e grandes propriedades, que não cumprem a principalmente do arroz, que ocorre em países asiáticos
função social, como determina a Constituição de 1988. por diversos motivos. Novas variedades foram e estão
Também ocupamos as fazendas que têm origem na sendo desenvolvidas pelo IRRI – International Rice
grilagem de terras públicas. Research Institute nas Filipinas com diferentes finalidades.
Algumas delas são resistentes às inundações, outras às
Disponível em: www.mst.org.br. Acesso em: 25 ago. 2011 secas, às salinidades ou aos calores extremos, problemas
(adaptado). enfrentados pelos pequenos e pobres produtores asiáticos
cuja renda procuram elevar. Além de melhorar seus
Texto II
nutrientes.
O pequeno proprietário rural é igual a um pequeno
YOKOTA, P. Carta Capital, 19 maio de 2014. Adaptado.
proprietário de loja: quanto menor o negócio mais difícil de
manter, pois tem de ser produtivo e os encargos são No âmbito da produção agropecuária, o texto pode ser
difíceis de arcar. Sou a favor de propriedades produtivas e considerado como um indicativo do principal entre os
sustentáveis e que gerem empregos. Apoiar uma empresa objetivos da revolução verde, que é:
produtiva que gere emprego é muito mais barato e gera
muito mais do que apoiar a reforma agrária. a) a geração de lucro para institutos de pesquisas
agrícolas
LESSA, C. Disponível em: www.observadorpolítico.org.br.
Acesso em: 25 ago. 2011 (adaptado). b) o incremento da mão de obra no campo com o aumento
da produtividade
Nos fragmentos dos textos, os posicionamentos em
relação à reforma agrária se opõem. Isso acontece porque c) produzir mais alimentos para combater a fome no
os autores associam a reforma agrária, respectivamente, mundo
à d) garantir a variabilidade das espécias cultivadas no
a) redução do inchaço urbano e à crítica ao minifúndio campo
camponês. e) incentivar a prática da agricultura orgânica alternativa
b) ampliação da renda nacional e à prioridade ao mercado 7) A partir da leitura do depoimento 2, quais os argumentos
externo. utilizados para DEFENDER A POSIÇÃO DE UM
c) contenção da mecanização agrícola e ao combate ao TRABALHADOR RURAL SEM TERRA?
êxodo rural. I. A distribuição mais justa da terra no país está sendo
d) privatização de empresas estatais e ao estímulo ao resolvida, apesar de que muitos ainda não têm acesso a
crescimento econômico. ela.

e) correção de distorções históricas e ao prejuízo ao II. A terra é para quem trabalha nela e não para quem a
agronegócio. acumula como bem material.

5) A inserção de tecnologias e de sistemas mecanizados III. É necessário que se suprima o valor social da terra.
no âmbito da produção agrícola vem ocasionando IV. A mecanização do campo acarreta a dispensa de mão-
profundas transformações no espaço geográfico do Brasil de-obra rural.
e do mundo. Entre essas transformações, podemos
considerar: Estão corretas as proposições:

a) a aceleração do processo de êxodo rural a) I, apenas.

b) o reordenamento democrático do espaço rural b) II, apenas.

c) a concentração da mão de obra no meio agrário c) II e IV, apenas.

d) o processo de distribuição de terras agrícolas d) I, II e III, apenas.

e) a subordinação da cidade em relação ao campo e) III, I e IV, apenas.

8) (Cesgranrio 92) Assinale a opção em que NÃO se


caracteriza o tipo de solo em destaque:
79

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


a) MASSAPÉ - solo escuro e rico em matéria orgânica, e) a passagem da agricultura tradicional para a agricultura
encontrado na Zona da Mata nordestina. moderna se constituiu num processo dinâmico que
incorporou novas tecnologias, porém sem qualquer
b) TERRA ROXA - solo avermelhado, encontrado no articulação com o desenvolvimento urbano.
Planalto Meridional.

c) SALMORÃO - solo argiloso, encontrado nos Pampas. Exercícios – Relevo brasileiro


d) VÁRZEAS - solo argilo-silicoso de aluvião, encontrado 1) (UEPI) A fotografia a seguir mostra uma rede de
nas margens dos grandes rios amazônicos. drenagem em determinada região brasileira. Observe-a.

e) TERRA-PRETA - solo profundo e fértil, encontrado nas


terras firmes da Amazônia.

9) (Ufsm 99) O escoamento superficial da água é o


principal agente erosivo das áreas que possuem altos
índices pluviométricos. Sobre esse assunto, marque
verdadeira (V) ou falsa (F) nas afirmações a seguir.

( ) A intensidade da erosão hídrica está relacionada à


velocidade do escoamento superficial da água: quanto
maior o volume de escoamento superficial, maior será a
capacidade de transportar sedimentos.
Esse tipo de hidrografia, pelas características observadas,
( ) A declividade e a cobertura vegetal são fatores que
é tipica do seguinte tipo de relevo:
influenciam no processo erosivo: menor declividade e
maior cobertura vegetal determinam maior quantidade de a) paisagens geomorfológicas fluviais apalachianas.
água a se infiltrar.
b) planaltos cristalinos.
( ) Em regiões de cobertura florestal, a velocidade do
escoamento superficial é bastante elevada, pois a água c) cuestas flúvio-lacustrinas.
escoa livremente facilitando a infiltração.
d) planícies fluviais.
( ) As grandes cidades apresentam um alto grau de
e) maciços residuais.
infiltração e um reduzido escoamento superficial, devido à
enorme concentração de asfalto e concreto e a pequenas 2)
áreas arborizadas. A seqüência correta é

a) V - V - F - F.

b) F - V - F - V.

c) F - F - V - F.

d) V - F - V - F.

e) F - F - F - V.
A tirinha faz uma referência cômica aos mares de morros
10) (Unesp 93) O complexo agroindustrial se configura no de Minas Gerais, que são:
Brasil a partir da segunda metade deste século. Sobre este
processo, pode-se afirmar: a) um domínio morfoclimático brasileiro

a) deu-se de forma desordenada, devido ao choque de b) uma vegetação típica do cerrado


interesses entre o governo e os produtores agrícolas,
c) uma província geológica antiga
apesar de beneficiar toda a sociedade brasileira.
d) uma forma de relevo originalmente oceânica
b) traduziu-se na passagem da agricultura tradicional para
a agricultura moderna dirigida para mercados específicos, e) uma feição geográfica das áreas de planície
o que significou, entre outras coisas, incorporação de
tecnologia sofisticada para o processo de produção 3) O relevo brasileiro não apresenta elevadas altitudes.
agropecuário. Cerca de 92% do espaço natural do país apresenta
altitudes inferiores a 900 metros acima do nível do mar.
c) em 1980, 75% dos estabelecimentos rurais brasileiros Isso ocorre porque:
estavam entre os caracterizados como de agricultura
moderna. a) Predomina no país a ação dos agentes endógenos.

d) em 1980, 25% da produção agropecuária brasileira b) A formação geológica do Brasil é antiga.


eram oriundos de 75% dos estabelecimentos rurais, c) Ocorrem frequentes terremotos, que aplainam o relevo.
caracterizados como de agricultura moderna.

80

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


d) A atividade humana atuou no sentido de degradar as 2) a urbanização ocorre quando o crescimento da
formas antigas da superfície. população urbana é maior que o crescimento da
população rural.
e) O Brasil localiza-se, em grande parte, nas zonas de
encontro entre placas tectônicas. 4) os processos de industrialização e de urbanização
brasileiros estão profundamente interligados, pois as
4) (UEMS – MS. Adaptada) O relevo terrestre é resultante indústrias passaram a ser instaladas principalmente em
da atuação de dois conjuntos de forças denominadas locais que dispõem de infraestrutura, de demanda para o
agentes do relevo, que compreendem os agentes internos consumo e de oferta de mão de obra.
ou criadores do relevo e os agentes externos ou
modificadores do relevo. Podemos considerar agentes 8) no rápido processo de êxodo rural, as grandes cidades
internos e externos, respectivamente: brasileiras absorveram grande contingente de habitantes,
mas de forma geral não houve ampliação nem melhoria da
a) Tectonismo e intemperismo infraestrutura urbana, o que desencadeou graves
b) Águas correntes e seres vivos problemas sociais.

c) Vento e vulcanismo 16) as grandes cidades brasileiras concentram os


principais problemas sociais e por isso são as primeiras a
d) Águas correntes e intemperismo terem políticas públicas exitosas.
e) Abalos sísmicos e vulcanismo 7) (UDESC 2008)
5) (UDESC 2017/2) De acordo com a classificação do A rede hidrográfica brasileira é composta por rios, em sua
relevo brasileiro, de Jurandyr Ross, no trajeto do ponto A maioria perenes, e com
ao ponto B esquematizado no mapa abaixo, percorre-se:
grande potencial para a geração de energia elétrica, pois
se encontram predominantemente em regiões de planalto.
Analisando a rede hidrográfica brasileira, conclui-se que:

I - A navegação de maior porte é realizada em rios como


os da bacia do Amazonas, os da bacia do Paraguai e em
trechos do São Francisco.

II - Os rios das regiões Sul e Sudeste apresentam limitado


potencial de navegação, sendo necessária, em alguns
casos, a construção de eclusas como as do rio Tietê, no
Estado de São Paulo.

III - A bacia do rio Paraguai é a maior do Brasil, e onde se


situa a maior usina hidrelétrica do país - a Itaipu.
A) um planalto em intrusão, uma depressão periférica, uma IV - O rio Uruguai nasce da junção dos rios Canoas e
depressão marginal e um planalto em bacia sedimentar. Pelotas.
B) um planalto em bacia sedimentar, uma depressão e um V - A bacia Platina é composta pelas bacias do Paraná,
planalto em núcleo cristalino arqueado. Uruguai e Tocantins que, juntas, formam a maior rede
navegável do Brasil.
C) uma planície sedimentar, uma depressão periférica e
um planalto em intrusão. Assinale a alternativa correta.
D) uma planície sedimentar, um planalto em bacia A) Somente as afirmativas I e V são verdadeiras.
sedimentar, uma depressão periférica e um planalto em
cinturão orogênico. B) Somente as afirmativas II, III e V são verdadeiras.

E) um planalto em núcleo cristalino arqueado, um planalto C) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.


em bacia sedimentar, um planalto em cinturão orogênico e
D) Somente as afirmativas III, IV e V são verdadeiras.
um planalto em intrusão.
E) Todas as afirmativas são verdadeiras.

8) (UFC) A Depressão Sertaneja e os Maciços Residuais


Úmidos representam duas unidades de paisagens
6) (UFSC 2017) Sobre a urbanização brasileira, é correto existentes no Nordeste brasileiro. Sobre algumas das suas
afirmar que: características naturais, considere as afirmações
seguintes:
1) o crescimento acelerado da urbanização no Brasil não
está relacionado com o crescimento da violência nas I. Na Depressão Sertaneja, prevalecem o intemperismo
cidades nas últimas décadas. físico, rochas cristalinas, solos rasos e pouco profundos,
vegetação caducifólia e drenagem intermitente.

81

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


II. Nos Maciços Residuais Úmidos, predominam o
intemperismo químico, rochas cristalinas, solos profundos,
vegetação subperenifólia e drenagem subperene.

III. A Depressão Sertaneja e os Maciços Residuais têm,


em comum, o predomínio de rochas sedimentares, solos
muito profundos, vegetação perenifólia e drenagem
perene.

Da leitura das afirmações anteriores, é CORRETO afirmar


que:

A) apenas I e II são verdadeiras.


As unidades do relevo assinaladas com os números 1 e 2
B) apenas I é verdadeira. referem-se, respectivamente, a:

C) apenas I e III são verdadeiras. A) Serras de Goiás-Minas e Serras Residuais do Alto


Paraguai.
D) apenas III é verdadeira.
B) Serras do Atlântico Leste-Sudeste e Planície do
E) I, II e III são verdadeiras. Pantanal Mato-grossense.
9) (FGV-SP) C) Planaltos da Bacia do Paraná e Depressão do Araguaia.

D) Planalto da Borborema e Planície do Araguaia.

E) Planaltos da Amazônia Oriental e Planície Litorânea.

Exercícios – Os climas do Brasil


1) Leia o texto: EUA e Portugal tentam “esquecer” o clima
de Manaus

Como acontece antes de todo jogo da Copa do Mundo em


Manaus, o calor e a umidade da capital do Amazonas são
assunto obrigatório. Desta vez, no entanto, os
protagonistas da partida a ser disputada na Arena
As áreas assinaladas no mapa por X-Y-Z correspondem, Amazônia estão tentando fugir desse tema. Portugueses e
respectivamente, às seguintes unidades do relevo norte-americanos, que se enfrentarão neste domingo,
brasileiro: chegaram à cidade dizendo que o clima não vai interferir
A) Planaltos Residuais Norte-Amazônicos / Planaltos e no andamento do jogo […].
Chapadas da Bacia do Parnaíba / Planaltos e Chapadas Gazeta do Povo, 22/06/2014.
da Bacia do Paraná.
As condições climáticas acima citadas na capital do
B) Depressões Marginais Amazônicas / Depressão Amazonas explicam-se:
Sertaneja e do São Francisco / Depressão Periférica Sul-
rio-grandense. a) pela localização em extremas latitudes e a acentuada
altitude.
C) Planaltos Residuais Norte-Amazônicos / Depressão
Sertaneja e do São Francisco / Chapadas da Bacia do b) pela variação irregular da altimetria topográfica e a
Paraná. elevada amplitude térmica.

D) Depressões Marginais Amazônicas / Planaltos e c) pelo acentuado processo de poluição local e a


Chapadas da Bacia do Parnaíba / Chapadas da Bacia do concentração de calor.
Paraná.
d) pela posição geográfica e evapotranspiração intensa da
E) Planaltos Residuais Norte-Amazônicos / Planalto da vegetação regional.
Borborema / Depressão Periférica Sul-rio-grandense.
e) pelo calor gerado nas correntes oceânicas do Atlântico.
10) (FURG-RS) A questão a seguir deve ser respondida
2) No que se refere aos tipos climáticos encontrados no
com base no mapa que se segue.
Brasil, pode-se afirmar que:

a) O clima tropical apresenta baixos índices pluviométricos


em todas as estações do ano.

b) O clima tropical apresenta verão chuvoso e inverno


seco.

82

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


c) O clima equatorial apresenta baixos índices e) Subtropical / maior parte da região Sul / chuvas bem
pluviométricos. distribuídas, médias térmicas abaixo de 25°C e estações
mais acentuadas.
d) O clima subtropical apresenta baixa amplitude térmica
anual. 7) O Clima do Brasil: (Cesgranrio)

e) No clima semiárido predominam chuvas abundantes Uma cidade brasileira, localizada no Hemisfério Sul,
nos meses de inverno. apresentou em 1991 as seguintes variações climáticas:

3) O Brasil apresenta a maior parte de suas terras na zona Pluviosidade – 2 160mm


intertropical da Terra, o que resulta em climas que não
apresentam as quatro estações definidas. Máximas de chuva – março 286mm

Foge a essa consideração apenas o clima: Mínimas de chuva – julho 218mm

a) Equatorial Temperatura média anual – 20oC

b) Tropical de Altitude Média das mínimas – 15,6oC

c) Subtropical Média das máximas – 24,3oC

d) Semiárido O centro urbano referido provavelmente se encontra:

e) Tropical Litorâneo a) nas áreas mais elevadas do planalto Central;

4) O Brasil, em face de sua enorme dimensão e da b) na encosta sul-rio-grandense;


influência de outros fatores estáticos e dinâmicos, possui c) o litoral do Sudeste;
uma grande variedade de tipos climáticos.
d) nas zonas serranas de Minas Gerais;
Assinale o tipo climático que domina na Região Sul do
país. e) no litoral sul da Bahia.

a) Frio Oceânico 8) O Clima do Brasil: (UFF) A friagem consiste na queda


brusca de temperatura na região amazônica. Sobre ela,
b) Tropical de Altitude pode-se afirmar que:
c) Subtropical I. o relevo baixo, de planícies, facilita a incursão de massas
d) Temperado Continental de ar frio que atingem a Amazônia;

e) Subequatorial II. a massa de ar responsável pela friagem é a tropical


atlântica;
5) Assinale a alternativa que identifica corretamente um
clima presente no território brasileiro e uma de suas III. a friagem ocorre no inverno.
características: De acordo com as alternativas acima, assinale:
a) Temperado - estações do ano bem definidas. a) se apenas a I estiver correta;
b) Tropical - altos índices de chuvas durante o ano inteiro. b) se I e II estiverem corretas;
c) Subtropical - altas amplitudes térmicas. c) se II e III estiverem corretas;
d) Equatorial - escassez de chuvas. d) se I e III estiverem corretas;
e) Polar - temperatura não ultrapassam o 0°C. e) se todas estiverem corretas.
6) (Cesgranrio) Assinale a opção que correlaciona 9) O Clima do Brasil: (FGV). Natal (RN) e Rio de Janeiro
corretamente tipo de clima / região do Brasil / (RJ) apresentam temperaturas médias anuais
características do clima, respectivamente: semelhantes:
a) Equatorial / toda a Amazônia / sem estação seca e a) porque possuem o mesmo tipo de clima,e em ambas os
chuvas acima de 3 000mm, estações individualizadas. solos foram originalmente recobertos por matas;
b) Tropical com estação seca / planalto Central / seca na b) porque estão na mesma longitude, predominando os
primavera e verão, chuvas abaixo de 1 000mm. morros recobertos por vegetação no Rio de Janeiro e as
c) Semiárido / Alto vale do São Francisco / chuvas de dunas em Natal;
outono-inverno, em torno de 600m. c) porque estão ambas no litoral e as duas sofrem a
d) Tropical de altitude / áreas mais elevadas do planalto influência amenizadora do oceano Atlântico;
Central / sem estação seca, temperaturas médias acima
de 25°C e verões muito quentes.
83

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


d) mas têm climas diferentes, porque, estando em latitudes e) É uma vegetação do tipo homogênea.
distintas, são submetidas a massas de ar de origens
diferentes; 3) A vegetação dos Pampas é composta, principalmente,
por:
e) mas têm climas diferentes, porque a cidade do Rio de
Janeiro tem temperaturas elevadas, durante o ano todo, a) Árvores de grande porte.
enquanto em Natal as temperaturas máximas estão entre b) Árvores de pequeno porte.
abril e setembro.
c) Plantas xerófilas.
10) O Clima do Brasil: (UFMG) Entre os fenômenos
atmosféricos adversos, considerados azares climáticos, os d) Gramíneas.
que causam maiores impactos socioeconômicos e
e) Plantas higrófilas.
ambientais no Brasil são:
4) (UNESP-2014) Mata de terra firme, mata de várzea e
a) as chuvas de granizo.
igapó são formações vegetais típicas deste bioma. Em
b) as estiagens prolongadas. razão do processo de uso e ocupação do território
brasileiro e das ações dirigidas à preservação dos recursos
c) as ondas de calor. naturais realizadas nas últimas décadas, este bioma
d) os ciclones tropicais. constitui-se também naquele que guarda as maiores
extensões de floresta nativa no Brasil, ainda que seu
e) os tornados. desmatamento não tenha sido completamente cessado. O
texto refere-se ao bioma:
Exercícios – Vegetação brasileira
a) Cerrado.
1) (UNEMAT) A Amazônia é uma área em evidência, seja
pela questão ecológica ou pela riqueza de seus recursos b) Mata Atlântica.
minerais. A expansão e a crescente valorização dessa c) Pampa.
área provocam uma infinidade de suposições a respeito do
seu quadro natural. Sobre a Amazônia são feitas as d) Caatinga.
afirmações a seguir:
e) Amazônico.
I - As queimadas podem alterar o clima do planeta e a
5) Os principais biomas brasileiros são:
destruição da floresta pode influenciar o aumento da
temperatura; a) Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Pampas, Caatinga
e Pantanal.
II - A floresta Amazônica funciona como "pulmão do
mundo", sendo a principal fonte produtora de oxigênio; b) Mata de Galeria, Cerrado, Amazônia, Pantanal e Igapó.
III - A bacia hidrográfica do Amazonas é a maior do mundo, c) Biomas costeiros, Campos, Pampas, Pradarias e Mata
drenando em torno de 20% da água doce dos rios para os Atlântica.
oceanos;
d) Manguezal, Pradarias, Amazônia, Caatinga, Cerradão e
IV - Os solos amazônicos são de alta fertilidade, a qual é Campo sujo.
facilmente explicada pela concentração de matéria
orgânica e pelo tempo de formação. e) Mata de Várzea, Mata dos Cocais, Mata de Araucárias,
Pantanal e Cerrado.
As afirmações corretas são:
6) (ESPCEX) O texto a seguir refere-se especificamente a
a) somente I e III. um trecho da vegetação brasileira no Noroeste de Minas
Gerais. “O que ainda ninguém tinha feito, a gente se sentia
b) somente II e III.
no poder fazer. Como fomos: (...) tocamos, descendo
c) somente I, II e III. esbarrancados e escorregador. Depois subimos. A parte
de mais árvores, dos cerrados, cresce no se caminhar para
d) somente II, III e IV. as cabeceiras. Boi brabeza pode surgir do caatingal,
e) somente I, II e IV tresfuriado como o que de gente nunca soube – vem feito
pior que onça. Se viam bandos tão compridos de araras,
2) Sobre os mangues, assinale a alternativa INCORRETA: no ar, que pareciam um pano azul ou vermelho,
desenrolado, esfiapado nos lombos do vento quente. Daí,
a) São encontrados em ambientes alagados; se desceu mais, e, de repente, chegamos numa baixada
b) São adaptados a cursos d’água com alta concentração toda avistada (...), com uma lagoa muito correta, rodeada
de sal, em razão da proximidade com o mar; de buritizal dos mais altos: buriti-verde que afina e eveste,
belimbeleza.”
c) No Brasil, são encontrados em regiões litorâneas;
João Guimarães Rosa. Grande Sertão: Veredas.
d) A extração de caranguejo é a principal atividade
econômica nesse ambiente; A paisagem descrita acima tem como característica
84

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


a) a pequena diferenciação da fisionomia da vegetação, d) Cerrado.
continuamente seca e de formação arbustiva.
e) Caatinga.
b) estender-se para além da região citada, abrangendo
vastas áreas do Brasil central e manchas descontínuas, Exercícios – Solos brasileiros
desde o Rio Grande do Sul até o extremo Norte.
1) Solo bastante fértil que, por ser originado pela
c) a tipologia do chamado ‘cerrado’, cujas matas galerias decomposição de basalto, adquire uma tonalidade
ou ‘cabeceiras’, beneficiam-se com as queimadas avermelhada. Ele é muito encontrado em Goiás, Minas
naturais, recompondo o solo. Gerais, Mato grosso do Sul e São Paulo.

d) a presença de um solo básico, áreas nas quais se As características descritas acima correspondem a que
mesclam domínios vegetais como o cerrado e a caatinga solo brasileiro:
arbustiva densa, marcada por cactáceas.
a) Massapé
e) ser de um domínio morfoclimático com chuvas bem
distribuídas ao longo do ano, apresentando solo bastante b) Salmourão.
poroso e clima quente. c) Aluviais.
7) (ESA) O território brasileiro possui vários tipos de d) Terra roxa.
florestas e de vegetação arbustiva e herbácea. São
exemplos de formações arbustivas: e) Solo arenoso.

a) Mata dos Cocais e Mata de Araucárias. 2) Com relação à composição dos principais solos do
Brasil, é INCORRETO afirmar que:
b) Mata de Cocais e Caatinga.
a) A Terra roxa é composta por rochas basálticas.
c) Mata Atlântica e Floresta Amazônica.
b) O solo massapé é composto por rochas com
d) Cerrado e Caatinga. características minerais de gnaisses de tonalidade escura,
e) Campos e Mata de Araucárias. calcários e filitos.

8) (ESA) A carnaúba é uma árvore (palmeira) esguia, que c) O solo Salmourão é composto por rochas areníticas e
se apresenta em formações espaçadas e atinge até 20 por calcários.
metros de altura. Indique a alternativa que apresenta três d) A composição dos solos aluviais varia de acordo com o
estados brasileiros onde esta espécie pode ser material de origem.
encontrada.
Sobre a região em que se encontra cada tipo de solo, é
a) Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte. correto afirmar que:
b) Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná. a) O Solo Massapé é encontrado na região Norte do país
c) Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina. em virtude da grande quantidade de matéria orgânica
proveniente da Floresta Amazônica.
d) São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro.
b) O Solo Salmourão é encontrado nas regiões Norte e
e) Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. Nordeste e é constituído por decomposição de calcários e
basaltos.
9) (ESA) Assinale a alternativa que apresenta os estados
brasileiros que compõem a Amazônia Ocidental. c) Os solos aluviais podem ser encontrados em todas as
regiões do país, pois são formados a partir da
a) Mato Grosso do Sul, Acre e Pará.
sedimentação em áreas de várzeas ou vales.
b) Maranhão, Amazonas e Tocantins.
d) A Terra Roxa é encontrada em Goiás, Santa Catarina e
c) Amazonas, Roraima e Piauí. Amazonas e é constituída pela decomposição de rochas
basálticas.
d) Acre, Rondônia e Mato Grosso.
e) Os solos aluviais são encontrados apenas na Bacia do
e) Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima. Rio Amazonas, que, por estar totalmente localizada sobre
áreas de planícies, favorece a acumulação de sedimentos,
10) (ESA) Marque a alternativa correspondente ao domínio
formando esse tipo de solo.
vegetal que cobria vastas extensões dos Planaltos e
Serras da Região Sul e trechos da Região Sudeste do 3) Com relação ao horizonte C, é correto afirmar que:
Brasil.
a) É o horizonte que está mais perto da superfície e, por
a) Floresta equatorial. isso, possui em sua composição fragmentos de rocha.
b) Mata de Araucária.

c) Pantanal.
85

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


b) Está entre o horizonte O e B e possui em sua vento ou a chuva os transporte e criem novas formas de
composição grandes quantidades de matéria orgânica e modelado.
baixa concentração de minerais.
C) A ação dos agentes intempéricos em zonas frias é
c) É a camada mais próxima da rocha-mãe e, por isso, totalmente química, a exemplo da crioclastia que age de
possui muitos fragmentos de rocha intactos. forma a decompor as rochas ao infiltrar-se pelas diaclases
ou falhas das mesmas.
d) Está entre o horizonte B e o horizonte D e possui uma
grande presença de minerais e pouca matéria orgânica. D) A meteorização física ocorre fortemente em ambientes
úmidos e super-úmidos, pois a água é responsável direta
4) Sobre o perfil do solo, é correto afirmar que: pelo transporte de grandes quantidades de material.
a) O horizonte O é a camada externa do solo, que, por sua E) A erosão, o transporte e a sedimentação são processos
vez, é composta por material orgânico em estágio de essenciais a dinâmica do planeta e a água é o único
decomposição. agente capaz de carrear grandes quantidades de materiais
b) O horizonte A é a camada de acumulação, que como areias ou cascalhos.
apresenta muitos minerais e baixo acúmulo de material 7) (EsPCEx 2013) O fenômeno da erosão é complexo e
orgânico. preocupa muitos estudiosos no mundo inteiro. Sua
c) O horizonte C é a camada que está mais perto da gravidade e extensão tem aumentado cada vez mais e tem
superfície, com uma relativa presença de matéria levado a perda de grandes áreas agricultáveis. Com base
orgânica. nisso, é correto afirmar que

d) O horizonte B é a camada formada por partes A) nas áreas florestais a formação da camada de húmus
fragmentadas da rocha-mãe, muitas vezes com impede a erosão mecânica dos solos, mas dificulta a
sedimentos menores nas suas partes mais altas e com infiltração da água, criando déficit hídrico.
saprólitos e partes de rochas em sua parte inferior. B) a desertificação pode ser definida como um fenômeno
5) Os principais elementos que atuam na formação do solo que provoca o empobrecimento e perda dos solos e da
são: biodiversidade e uma das áreas de ocorrência no Brasil é
a depressão semiárida do Nordeste.
a) Apenas elementos da natureza (clima, relevo, água e
seres vivos), pois as atividades humanas não exercem C) o significado ecológico do solo e sua importância para
nenhuma influência na formação do solo. economia são muito respeitados no Brasil, pois através
deles são produzidas milhares de toneladas de grãos
b) O tectonismo é o elemento mais importante para a como a soja, que é uma das principais commodities
formação dos solos, pois a movimentação das placas brasileiras.
tectônicas gera a decomposição da rocha em grande
escala. D) as práticas, como o plantio em curvas de nível e a
rotação de culturas, são responsáveis pela concentração
c) Os principais elementos que interagem entre si na dos escoamentos superficiais; consequentemente ocorre
formação do solo são o tempo, clima, relevo, água e seres aumento da remoção de partículas do solo.
vivos. O ser humano, todavia, não tem nenhuma influência
nesse processo. E) nas áreas de florestas equatoriais a água, que se
concentra nas folhas das copas das árvores, cai de forma
d) O solo é formado a partir de grandes desastres naturais, abrupta, provocando erosão superficial acelerada.
como terremotos, tsunamis, furacões etc. Como são
eventos extremos, têm uma capacidade maior para 8) (UEL). Os Solos Brasileiros: Os solos amazônicos, nos
decompor a rocha. quais está sustentada a densa floresta equatorial úmida,
podem ser caracterizados pela:
e) Os principais elementos que interagem entre si na
formação do solo são o tempo, clima, relevo, água e os a) grande profundidade, permitindo a sustentação
seres vivos, inclusive o ser humano. prolongada da vegetação nativa e das culturas que a
substituem;
6) (EsPCEx 2013) A elaboração do relevo terrestre pelos
fenômenos exógenos é bastante complexa e pode possuir b) grande fertilidade, relacionada aos nutrientes originários
múltiplas associações entre processos físicos, químicos ou dos sedimentos trazidos pelos rios;
biológicos. Com relação a esta afirmativa, assinale a c) grande fragilidade, relacionada a sua pouca espessura
alternativa correta. e dependência da camada de material orgânico
A) O intemperismo constitui-se no principal processo de proveniente de plantas;
degradação das rochas e a meteorização química é o d) baixa acidez, facilitando a adaptação de projetos de
principal processo de agregação química dos minerais da reflorestamento à medida que certas áreas vão sendo
rocha. devastadas;
B) Os processos de intemperismo agem de modo a
produzir materiais para que os agentes externos como o

86

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


e) baixa produtividade, gerando espécies nativas pouco degradação do meio ambiente.” A partir dessa temática, é
aproveitáveis comercialmente, bem como a rotatividade de INCORRETO afirmar que:
outros cultivos.
a) A mineração e o garimpo são atividades que exercem
9) (UFF). Os Solos Brasileiros: Em vastas regiões do Brasil forte influência no ambiente natural e contribuem para a
ocorre a erosão acelerada nos solos. Marque a opção que sua deterioração.
revela aspectos associados a esse fenômeno.
b) A extração de minerais mais nobres concentram-se
a) Ausência de “zoneamento ecológico” que delimite as principalmente nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Pará,
culturas de acordo com as determinações do meio físico. Mato Grosso e Rondônia. Essa atividade está associada
basicamente às áreas dos dobramentos antigos
b) Clima tropical, excessivamente quente e úmido, que correspondentes aos cinturões orogênicos e às intrusões
desagrega os minerais da camada superficial dos solos. ígneas que possibilitam a mineralização.
c) Expansão da policultura de subsistência, de baixo grau c) A operação de garimpo emprega uma volumosa
tecnológico, ocupando os terrenos de maior altitude e mais quantidade de pessoas, trazendo aos países, inúmeros
sensíveis à erosão. benefícios como: alta produção, controle da produção e
d) Complexa e frágil constituição ecológica dos solos, comercialização desses metais.
tornando-os naturalmente sensíveis à erosão, d) O uso do mercúrio nas operações de garimpo é
independente das formas de uso. prejudicial à fauna e à saúde do homem.
e) Utilização de maquinaria e de formas de irrigação e) Os minerais de grande valor comercial como ouro,
inadequadas às condições ecológicas, por parte das diamante e até cassiterita, são muito explorados no Brasil,
grandes empresas agrícolas. através do garimpo.
10) (Mackenzie) Os solos formados pela decomposição de 3) A extração de minérios e rochas é realizada a céu aberto
basalto de grande fertilidade que ocorrem principalmente quando os depósitos são rasos ou espessos e ocorrem
no estado de São Pauto, são chamados de: próximos da superfície. Essa atividade recebe o nome de
a) Salmourão. mineração, na qual os impactos sobre o meio ambiente
estão presentes em todas as fases da extração: pesquisa,
b) Latossolos. implantação, operação e fechamento da mina. Durante a
fase de operação, pode ocorrer o arraste de material
c) Terra roxa.
particulado pela água da chuva, das áreas de lavra,
d) Lateríticos. depósitos de estéril e estradas.
Constitui impacto ambiental direto na mineração causado
e) Podzólicos. pelo arraste de material particulado pela água da chuva,
o(a)
Exercícios – Meio ambiente
I. desmatamento da mata ciliar.
1) Sobre os impactos ambientais provocados pela
mineração, assinale V para as proposições verdadeiras e II. assoreamento de corpos hídricos.
F para as proposições falsas. III. alteração da qualidade do ar por partículas em
I.( ) A mineração não provoca desmatamento, já que são suspensão.
realizadas apenas em áreas sem cobertura vegetal. IV. alteração das características físico-químicas da água,
II.( ) O preparo das áreas para mineração muitas vezes dá- tais como o pH e a condutividade.
se por meio de explosões, provocando poluição sonora e É correto apenas o que se afirma em
alterando a qualidade do ar.
a) III
III.( ) A mineração de chumbo e zinco provoca
contaminação do solo, visto que possuem grande b) IV
concentração de arsênio em seus rejeitos.
c) I e II
Assinale a alternativa correta:
d) I e III
a) VFV
e) II e IV
b) VFF
4) (EsPCEx 2015) A metropolização resulta de uma
c) FVF intervenção humana extensa e profunda sobre a superfície
da Terra, uma vez que implica alterações significativas da
d) FVV paisagem e da qualidade de vida da população urbana.
2) “Os impactos ambientais consequentes da mineração Entre os impactos ambientais causados pela intervenção
têm sido intensos e cada vez mais têm contribuído para a humana no ambiente urbano, pode-se destacar

87

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


I - a formação das ilhas de calor na periferia das grandes chorume, favorecem a vida microbiana do subsolo e
cidades, associada à escassez de áreas revestidas de ajudam a purificar o lençol freático.
vegetação, com consequente aumento do poder refletor da
luz solar que incide no solo urbano. Assinale a opção correta.

II - a maior ocorrência de chuvas torrenciais nas A) Apenas as afirmativas I e II são verdadeiras.


metrópoles, em relação às áreas rurais adjacentes, devido B) Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras
à grande quantidade de material particulado em
suspensão, favorecendo a condensação da água na C) Apenas as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
atmosfera.
D) Apenas as afirmativas II e IV são verdadeiras.
III - a grande poluição do ar e a consequente intensificação
E) As afirmativas I, II, III e IV são verdadeiras.
de problemas respiratórios, agravados pelo fenômeno
climático da inversão térmica que ocorre, em geral, no 6) (UNESP) Os animais da Amazônia estão sofrendo com
inverno. o desmatamento e com as queimadas, provocados pela
ação humana. A derrubada das árvores pode fazer com
IV - o aumento do efeito estufa gerado pelo movimento do
que a fina camada de matéria orgânica em decomposição
ar das zonas rurais para as zonas urbanas, elevando a
(húmus) seja lavada pelas águas das constantes chuvas
temperatura nas cidades.
que caem na região.
Assinale a alternativa que apresenta todas as afirmativas
(J. Laurence, Biologia.)
corretas
O contido no texto justifica-se, uma vez que:
A) I e II
a) a reciclagem da matéria orgânica no solo amazônico é
B) I e III
muito lenta e necessita do sombreamento da floresta para
C) II e III ocorrer.

D) I, II e IV b) o solo da Amazônia é pobre, sendo que a maior parte


dos nutrientes que sustenta a floresta é trazida pela água
E) I, III e IV da chuva.
5) (Colégio naval) "Em todas as partes do mundo, a c) as queimadas, além de destruírem os animais e as
propaganda nos incentiva a adquirir novos produtos, a plantas, destroem, também, a fertilidade do solo
substituir os mais antigos pelos mais novos. Os objetos amazônico, originalmente rico em nutrientes e minerais.
que têm uma durabilidade menor são substituídos
rapidamente por outros. Alguns produtos são fabricados d) mesmo com a elevada fertilidade do solo amazônico,
para serem utilizados uma única vez (copos descartáveis, próprio para a prática agrícola, as queimadas destroem a
fraldas, guardanapos e lenços de papel), o que acaba maior riqueza da Amazônia, sua biodiversidade.
gerando muitas toneladas de lixo."
e) o que torna o solo da Amazônia fértil é a decomposição
Novo passaporte para Geografia/Cláudia Magalhães...[et da matéria orgânica proveniente da própria floresta, feita
al.] . 2. Ed. São Paulo: Editora do Brasil, 2009, pg.32 por muitos decompositores existentes no solo.

Há muita discussão sobre a questão ambiental, 7) As queimadas são um problema ambiental grave
principalmente quando envolve a chamada ação antrópica enfrentado em nosso país. Analise as alternativas e
e o desenvolvimento sustentável. Nesse sentido, analise marque aquela que não indica uma consequência das
as afirmativas a seguir. queimadas:

I - A maior parte do lixo no Brasil é depositada em lixões a a) Morte dos micro-organismos que vivem no solo.
céu aberto, trazendo sérios riscos à saúde humana. Por
b) Aumento da poluição atmosférica.
serem focos de doenças, os mesmos representam um dos
mais graves problemas ambientais. c) Diminuição dos nutrientes do solo.
II - dentre outros fatores, a reciclagem poupa energia e até d) Aumento dos riscos de erosão.
água, como o observado no caso das latinhas de alumínio,
o que contribui na redução de subprodutos que causam e) Redução do aquecimento global.
contaminação ao meio ambiente.
8) (UNINOEST) Entre os impactos ambientais causados
III- A preciclagem é muito importante nessa questão, pois nos ecossistemas pelo homem, podemos citar:
significa que o consumidor deve pensar antes de comprar,
I. Destruição da biodiversidade.
ou seja, levar em consideração o resíduo que será gerado,
evitando produtos que produzam muitos resíduos. II. Erosão e empobrecimento dos solos.
IV - Os aterros sanitários são bons exemplos de III. Enchentes e assoreamento dos rios.
sustentabilidade ambiental, uma vez que os resíduos
resultantes de sua decomposição, conhecidos como IV. Desertificação.

88

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


V. Proliferação de pragas e doenças. e) desemprego conjuntural

Assinale a alternativa que melhor representa os impactos 3) A população brasileira, apesar dos esforços praticados
consequentes do desmatamento: pelo governo para uma melhor ocupação do território ao
longo do século XX, ainda está presente no território de
a) Apenas I forma bastante concentrada. Sobre essa questão,
b) Apenas V responda ao que se pede.

c) Apenas III, IV e V I. Assinale a região em que há o maior quantitativo


populacional do país:
d) Apenas I, II, III e V
a) Norte
e) I, II, III, IV e V
b) Nordeste
Exercícios – População brasileira c) Centro-Oeste
1) (ENEM – 2013) d) Sudeste

e) Sul

II. Assinale a alternativa que NÃO apresenta um dos


motivos responsáveis pela concentração populacional no
Brasil.

a) Colonização concentrada em algumas faixas do


território.

b) Atividades econômicas mal distribuídas pelo espaço.

c) Industrialização realizada primordialmente nos centros


econômicos e de poder.

d) Urbanização acelerada desde os tempos coloniais.

e) Estabelecimento de oligarquias regionais que


O processo registrado no gráfico gerou a seguinte comandavam o território durante vários períodos da
consequência demográfica: história brasileira.
a) Decréscimo da população absoluta 4) A população brasileira está distribuída de maneira
irregular no território. A Região do Brasil que apresenta o
b) Redução do crescimento vegetativo
maior número de habitantes é:
c) Diminuição da proporção de adultos
a) Norte.
d) Expansão de políticas de controle da natalidade
b) Sudeste.
e) Aumento da renovação da população economicamente
c) Centro-Oeste.
ativa.
d) Sul.
2) Analise a tabela a seguir e assinale a alternativa correta.
e) Nordeste.

5) (Vunesp) Embora o Brasil esteja colocado entre os


países mais populosos do mundo, quando se relaciona sua
população total com a área do país obtém-se um número
relativamente baixo. A essa relação de população x área,
damos o nome de:

a) Taxa de crescimento.
O fenômeno econômico relacionado com o caráter
concentrador das atividades econômicas da população b) Índice de desenvolvimento.
brasileira é a:
c) Densidade demográfica.
a) financeirização do mercado
d) Taxa de natalidade.
b) terciarização econômica
e) Taxa de fertilidade.
c) regionalização produtiva
6) (ESA) Os últimos censos demográficos do Brasil têm
d) informalidade comercial registrado inúmeras mudanças na dinâmica e no
comportamento da população brasileira. Todas as
89

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


afirmações abaixo são exemplos destas alterações com 10) (ESA) Aos deslocamentos populacionais temporários
exceção da(o): relacionados às estações do ano ou às atividades
econômicas, aplicamos o conceito de:
a) declínio das taxas de natalidade, fecundidade e
mortalidade geral. a) Movimento Diurno.

b) aumento da população idosa no conjunto da população. b) Movimento Noturno.

c) crescimento da população e ameaça de explosão c) Nomadismo.


demográfica.
d) Transumância.
d) elevação do número de pessoas empregadas no setor
terciário. e) Sedentarismo.

e) aumento da expectativa de vida. Exercícios – Industrialização brasileira


7) (ESA) O período de maior crescimento vegetativo da 1) (Ufam) O período comumente denominado de “anos
população brasileira ocorreu: dourados” marcou uma etapa da recente história brasileira
associada ao desenvolvimentismo (abertura de rodovias,
a) entre os anos de 1940 e 1970, devido ao rápido declínio expansão da rede hidrelétrica, implantação da indústria
das taxas de mortalidade e manutenção, em patamares
automobilística, descentralização da capital) e à atmosfera
elevados, das taxas de natalidade. cultural marcada pelo surgimento da Bossa Nova. A que
b) entre 1940 e 1972, devido à entrada de milhares de governo tal período está associado:
imigrantes no país.
a) Juscelino Kubistchek
c) entre os anos de 1960 e 1990, devido às mudanças
b) João Goulart
estruturais ocorridas na economia brasileira.
c) Getúlio Vargas
d) nos primeiros anos do século XX, em decorrência das
medidas sanitárias implantadas em todo o território d) Eurico Gaspar Dutra
nacional.
e) Jânio da Silva Quadros
e) entre os anos de 1988 e 2008, em decorrência do
planejamento familiar sugerido em nossa última 2) (UESPI - adaptada) O desenvolvimento industrial
Constituição Federal. brasileiro ocorreu de forma desigual nas diferentes regiões
do Brasil, pois houve uma concentração da atividade
8) (ESA) Sobre a atual dinâmica demográfica brasileira, industrial, particularmente, nos Municípios de São Paulo e
assinale a afirmativa correta: Rio de Janeiro. Dentre outras razões, explicam esse fato:
a) O Brasil está deixando de ser um país jovem. a) a formação de um mercado externo na região Sudeste
e a criação de casas de importação por emigrantes
b) A participação relativa dos idosos vem declinando desde estrangeiros.
a década de 1980.
b) o domínio da cafeicultura no Sudeste, a consequente
c) O crescimento vegetativo compreendido entre 1940 e acumulação de capital e a imigração estrangeira que se
1970, não foi afetado pela redução da mortalidade. dirigiu para essa região.
d) A migração é um dos fatores de maior impacto na c) o domínio da mineração em São Paulo e a fundação de
composição atual da estrutura etária do Brasil. casas de exportação que tinham como objetivo abastecer
e) A Taxa de mortalidade infantil equipara-se a dos o mercado brasileiro de produtos nacionais.
padrões do conjunto dos países desenvolvidos. d) o desenvolvimento de empresas de extração mineral em
9) (ESA) As migrações _________________ são São Paulo, que permitiu a acumulação de capital, e o
realizadas temporariamente, em uma determinada época consequente fluxo de emigrantes que para lá se dirigiu.
do ano. É o caso de trabalhadores rurais que se deslocam e) a abolição da escravidão e a concentração da
em certas épocas do ano (por exemplo na colheita de
população na região Sudeste, fato que estimulou a criação
algum produto) e retornam após alguns meses, com o de casas de importação.
término do trabalho. O termo (deslocamento populacional)
que completa corretamente o texto acima é: 3) Trata-se de um processo de desconcentração industrial
que acarreta a progressiva desmetropolização do país.
a) pendulares. Propicia, assim, a diminuição do crescimento populacional
b) sazonais. das grandes metrópoles em razão da migração da força de
trabalho em direção às cidades médias. A industrialização
c) de êxodo rural. brasileira – felizmente ou não – vem passando por essa
etapa do desenvolvimento industrial.
d) intrarregionais.

e) inter-regionais
90

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67


O processo a que o texto se refere e que descreve o atual (Adaptado de: IBGE. Atlas Geográfico Escolar. 6ª ed. Rio de Janeiro:
IBGE, 2012.p.136)
momento da produção do espaço industrial brasileiro é:
Assinale a alternativa que indica corretamente as causas
a) a reestruturação produtiva das indústrias.
para a atual disposição industrial apresentada no mapa.
b) a crescente onda de sonegação de impostos.
a) Desenvolvimento industrial têxtil na região Nordeste no
c) a pulverização de empresas em várias fábricas século XIX.
espalhadas pelo território.
b) Herança das infraestruturas geradas pelo café na
d) a formação das deseconomias de aglomeração. política industrial do Brasil durante o século XX.

4) (UFRS) Sobre o processo de industrialização brasileiro, c) Guerra fiscal brasileira, que beneficiou os investidores
são feitas as seguintes afirmações. da região Sul do Brasil.

I - A partir de 1930, começa um importante projeto de d) Resistência da região Centro-oeste do Brasil que se
criação de infraestrutura para o desenvolvimento do recusou a passar pela industrialização por sucessivas
parque industrial. vezes.

II - A partir da Segunda Guerra Mundial, acentua-se o Gabarito


processo de estatização das indústrias na Região
Sudeste. Exercícios – Cartografia

III - A partir de 1964, amplia-se o parque industrial para Gabarito: 1-B, 2-D, 3-B, 4-B, 5-E, 6-C, 7-E, 8-E, 9-B, 10-D,
atender à demanda da modernização da agricultura. 11-C, 12-E.

Quais estão corretas? Exercícios – Hidrografia do Brasil

a) Apenas I. 1-C, 2-E, 3-D, 4-E, 5-A, 6-C, 7-C, 8-D, 9-C, 10-D.

b) Apenas II. Exercícios – Fonte de energia e meio ambiente

c) Apenas III. Gabarito: 1-D, 2-D, 3-B, 4-C, 5-D, 6-E, 7-E, 8-A, 9-C, 10-
B.
d) Apenas I e III.
Exercícios – Agropecuária
e) Apenas II e III.
Gabarito: 1-A, 2-B, 3-B, 4-E, 5-A, 6-C, 7-B, 8-C, 9-A, 10-
5) (FUVEST) A desconcentração industrial verificada no B.
Brasil, na última década, decorre, entre outros fatores, da:
Exercícios – Relevo brasileiro
a) ação do Estado, por meio de políticas de
desenvolvimento regional, a exemplo da Zona Franca de Gabarito: 1-D, 2-A, 3-B, 4-A, 5-D, 6-Soma=14, 7-C, 8-A,
Manaus. 9-A, 10-B.

b) elevação da escolaridade dos trabalhadores, o que Exercícios – Os climas do Brasil


torna o território nacional atraente para novos
investimentos industriais. Gabarito: 1-D, 2-B, 3-C, 4-C, 5-C, 6-E, 7-B, 8-D, 9-D, 10-
B.
c) presença de sindicatos fortes nos estados das regiões
Sul e Sudeste, o que impede novos investimentos nessas Exercícios – Vegetação brasileira
regiões. Gabarito: 1-A, 2-E, 3-D, 4-E, 5-A, 6-B, 7-D, 8-A, 9-E, 10-
d) isenção fiscal oferecida por vários estados, o que B.
impede novos investimentos nessas regiões. Exercícios – Solos brasileiros
e) globalização da economia que, por meio das Gabarito: 1-D, 2-C, 3-C, 4-A, 5-E, 6-B, 7-B, 8-C, 9-E, 10-
privatizações, induz o desenvolvimento da atividade C.
industrial em todo o território.
Exercícios – Impactos ambientais
6) Observe o mapa abaixo:
Gabarito: 1-D, 2-B, 3-C, 4-C, 5-C, 6-E, 7-E, 8-E.

Exercícios – População brasileira

1-B, 2-B, 3-D, 4-B, 5-C, 6-C, 7-A, 8-A, 9-B, 10-D.

Exercícios – Industrialização brasileira

Gabarito: 1-A, 2-B, 3-D, 4-D, 5-A, 6-B.

91

Licensed to Yan Francisco Santos - Email: yanfrancisco0991@gmail.com - Document: 088.135.485-67