Você está na página 1de 3

Geologia – 11º

Ficha de Trabalho – Bacias Hidrográficas

1. Leia com atenção o seguinte texto, sobre o risco de inundações.

1.1. Selecione a opção que completa corretamente cada uma das frases seguintes:

1.1.1. Uma bacia hidrográfica corresponde…

(A) ao conjunto dos cursos de água ligados a um rio principal.


(B) ao conjunto dos afluentes de um rio.
(C) a um rio e respetivo leito de cheio.
(D) à área do território cuja água é drenada para uma rede fluvial.

1.1.2. A ocorrência de uma inundação fluvial dá-se quando o curso de água…

(A) ocupa o leito normal. (C) ocupa o leito de estiagem.


(B) se estende pelo leito de cheia. (D) apresenta um declive no leito.

1.1.3. No nosso clima, a perigosidade de uma inundação depende…

(A) da precipitação atmosférica. (C) da existência de cobertura vegetal.


(B) da falta de barragens. (D) da precipitação atmosférica e da falta de ordenamento do
território.

1.1.4. A carga sólida transportada por um curso de água pode fazer aumentar…

(A) o risco de inundações. (C) a perigosidade da cheia.


(B) a quantidade de água escoada. (D) a velocidade da corrente.

MOD.35 revisão 0 Página 1 de 3


1.2. Refira três medidas citadas no texto que podem prevenir o efeito catastrófico de certas cheias
fluviais.

1.3. Sugira uma relação entre a formação dos escoamentos superficiais e uma das seguintes
características:

1.3.1. a geologia da região;

1.3.2. a geomorfologia;

1.3.3. o estado da cobertura vegetal dos solos.

2. Os esquemas da Figura 1 procuram evidenciar as transformações que ocorrem no perfil longitudinal


de um rio em consequência da construção de uma barragem. No esquema I, o perfil longitudinal do rio
está regularizado e corresponde a um estado hipotético, em que a energia das suas águas é
praticamente toda utilizada no transporte de sedimentos.

2.1. Refira uma alteração, na dinâmica sedimentar, responsável por cada uma das seguintes
transformações evidenciadas no esquema III:

2.1.1. Elevação do leito, a montante da barragem.

2.1.2. Abaixamento do leito, a jusante da barragem.

2.2. Esclareça em que medida a transformação representada no esquema III interfere com a estabilidade
de uma ponte, construída a jusante da barragem e cujas fundações se encontram no leito do rio.

2.3. Explique a relação entre a existência de barragens, nos leitos dos rios, e a ação destrutiva do mar,
no litoral.

MOD.35 revisão 0 Página 2 de 3


Ficha de Trabalho – Bacias Hidrográficas
Proposta de Correção
1.
1.1.1. (D) à área do território cuja água é drenada para uma rede fluvial.
1.1.2. (B) se estende pelo leito de cheia.
1.1.3. (D) da precipitação atmosférica e da falta de ordenamento do território.
1.1.4. (C) a perigosidade da cheia.
1.2. Exemplos de medidas: limpeza dos rios e ribeiras, conservação do leito de cheia e construção de
obras de proteção em locais já construídos.
1.3.
1.3.1. Se predominam rochas pouco permeáveis e sem fissuras, o escoamento fluvial é maior, pois a
infiltração é insignificante.
1.3.2. Em zonas com grandes declives, existe um forte escoamento superficial que leva a água para as
linhas de água.
1.3.3. A cobertura vegetal impede ou dificulta o escoamento superficial, favorecendo a infiltração,
sendo a drenagem para os cursos de água menor.
2.
2.1.
2.1.1. Alteração da sedimentação, com a deposição dos detritos na albufeira, em vez de seguirem até à
foz, pois a barragem constitui uma barreira física à sua deslocação normal.
2.1.2. Aumento da atividade erosiva, devido à existência de uma menor carga sedimentar, por retenção
os sedimentos na albufeira.
2.2. A construção da barragem interfere na quantidade de sedimentos que um curso de água
transporta. Como o curso de água é interrompido, a quantidade de sedimentos transportados a jusante
é muito menor, uma vez que são retidos na albufeira. Assim, não havendo transporte de sedimentos, as
fundações da ponte deixam de receber sedimentos para a sua sustentação. Para além disso, aumenta o
poder erosivo da água, o que pode contribuir para a degradação das bases de sustentação.
2.3. Como a quantidade de sedimentos transportados até à zona da foz é muito menor, a ação erosiva
do mar do mar sobre a costa é mais intensa.

MOD.35 revisão 0 Página 3 de 3

Você também pode gostar