Você está na página 1de 2

Departamento de Ciências Experimentais

Área disciplinar de Biologia e Geologia


Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares
Direção de Serviços da Região Centro
Ano Letivo 2020 / 2021
FICHA DE TRABALHO
Domínio 1 (d1): Conceitos, leis, princípios e teorias científicas
CIÊNCIAS NATURAIS
Domínio 2 (d2): Trabalho prático, experimental, laboratorial e de campo
8º Ano Data: Nov./ 2020

Domínio 1 Domínio 2 Prof.ª

_______ / 50 pontos
Classificação TOTAL em valores ________ %

Nome: _________________________________________________________ Nº: ______ Turma: _____

Evolução da atmosfera terrestre


As cianobactérias (bactérias fotossintéticas) primitivas possuíam a capacidade de usar a luz solar como fonte
de energia para efetuarem a fotossíntese, processo pelo qual os seres vivos produzem matéria orgânica a
partir do dióxido de carbono e da água. Neste processo, o oxigénio presente nas moléculas de água é
combinado para dar origem à molécula de oxigénio que se difunde pelas águas dos oceanos e para a
atmosfera. O aumento de oxigénio molecular, produzido pela ação da vida, marcou a evolução da própria
vida e mudou a química do planeta. Há cerca de 2,4 mil milhões de anos ocorreu o que é designado por
primeiro grande evento de oxigenação, e que é caracterizado por um primeiro aumento no oxigénio
atmosférico. O oxigénio foi-se primeiramente combinando com outras substâncias, como o mineral pirite,
presente nos fundos oceânicos e na superfície dos solos terrestres. Ou seja, este sequestro do oxigénio por
diversas substâncias, ao longo de milhares de milhões de anos, impediu que ele estivesse disponível para
ser usado para a complexificação da vida. Há cerca de 850 a 550 milhões de anos algo mudou no planeta, e
a concentração de oxigénio disparou, tendo sido essa mudança acompanhada por uma explosão evolutiva no
horizonte da vida. No que é conhecido por explosão câmbrica, verificamos o surgimento de formas vivas
muito diversas; os antepassados das plantas e animais atuais surgiram nessa explosão desencadeada pelo
aumento brusco de oxigénio livre.
Fonte: https://www.sulinformacao.pt/2014/03/o-oxigenio-e-a-evolucao-da-vida/ [consult. out. 2020]
Extinção Extinção Extinção Extinção Extinção
A B C D E

CO2 atmosférico
Concentração de CO2

Concentração de O2
atmosférico (ppm)

atmosférico (%)
CO2

O2
O2 atmosférico

Tempo antes do presente (milhões de anos)


Figura 1. Evolução da composição da atmosfera e principais extinções em massa desde o Pré-Câmbrico até
à atualidade.
Fonte: https://ec.asm.org/content/10/7/856/F7 [consult. out. 2020]
Nos itens de 1. a 4. seleciona a opção que completa corretamente cada uma das afirmações.
1. A Terra é um planeta “habitável” porque...
(A) ... é um planeta rochoso com atmosfera.
(B) ... a distância ao Sol permite manter uma atmosfera rica em oxigénio.
(C) ... a temperatura superficial permite manter a água no estado líquido.
(D) ... se situa na região interior à cintura de asteroides.
2. A acumulação de oxigénio na atmosfera...
(A) ... foi fundamental para o aparecimento de vida na Terra.
(B) ... resultou da atividade fotossintética dos seres vivos.
(C) ... reteve o calor interno da Terra, mantendo a temperatura favorável à vida.
(D) ... foi o resultado da intensa atividade vulcânica da Terra primitiva.
3. Os vulcões que libertaram os gases para a atmosfera primitiva fazem parte do subsistema...
(A) ... geosfera.
(B) ... atmosfera.
(C) ... hidrosfera.
(D) ... biosfera.
4. Atualmente, a temperatura média superficial do planeta Terra é...
(A) ... -18 ˚C.
(B) … 0 ˚C.
(C) … +15 ˚C.
(D) … +28 ˚C.
5. Indica uma interação biosfera-atmosfera referida no texto.
6. Indica uma interação atmosfera-geosfera referida no texto.
7. Indica a percentagem de oxigénio atmosférico existente há 300 milhões de anos e na atualidade.
8. Relaciona a proliferação de grandes florestas há 300 milhões de anos com a variação dos gases
atmosféricos verificada.
9. Explica como terá variado a temperatura do planeta entre os 400 e os 300 milhões de anos.