Você está na página 1de 19

Martins A., e Lima L., (2020). “PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM).

” In: Monografia
Final, São Paulo, Brazil, 01/10/2020.

O USO DO BIM NO CANTEIRO DE OBRAS E A SUA


INFLUÊNCIA NA SEGURANÇA DO TRABALHO
Ana Lucia Gallego. Martins1 e Luana Souza Serafim de Lima2

Resumo: Este artigo apresenta os possíveis usos do BIM para o canteiro de obras, com
foco em segurança do trabalho. A aplicação da tecnologia BIM impacta diretamente
na qualidade do canteiro do canteiro, e pode ser usada como uma ferramenta auxiliar
no gerenciamento de riscos porque permite melhor planejamento do canteiro, maior
industrialização, entre outros fatores que impactam diretamente no grau de riscos de
um canteiro. A sua aplicação vai desde o planejamento do canteiro, com analises dos
maquinários no canteiro de obras, a utilização de realidade aumentada para auxiliar
os funcionários e propiciar maior facilidade de visualização do projeto em campo até
treinamentos específicos. A tendência é que o uso de ferramentas BIM sejam cada
vez mais exploradas em diversas áreas da construção, o artigo apresenta os usos atuais,
e analisa as principais barreiras e oportunidades para que o uso do BIM possa crescer
no mercado brasileiro.

Palavras-chave: Building Information Modeling (BIM), Canteiro de Obras, Segurança


no Trabalho, Realidade Aumentada, Realidade Virtual.

Abstract: This article presents the possible uses of BIM for the construction site, with
a focus on work safety. The application of BIM technology directly impacts the
quality of the construction site, and can be used as an auxiliary tool in risk
management because it allows better planning of the site, greater industrialization,
among other factors that directly impact the degree of risk of a site. Its application
ranges from the planning of the construction site, with analysis of the machinery on
the construction site, the use of augmented reality to assist employees and provide
greater ease of visualization of the project in the field to specific training. The
tendency is for the use of BIM tools to be increasingly explored in different areas of
construction, the article presents the current uses, and analyzes the main barriers and
opportunities for the use of BIM to grow in the Brazilian market.

Keywords: Building Information Modeling (BIM), Construction Site, Safety at Work,


Augmented Reality, Virtual Reality.

1 I NTRODUÇÃO
Conforme os 25 casos de usos do BIM mapeados pela Penn State University, os usos
do BIM relacionados à fase de Construção são: Coordenação Espacial 3D, Planejamento
de Utilização, Projeto do Sistema Construção, Fabricação Digital, Planejamento e Controle
3D, e Modelagem de Registros. No Brasil, o caso de uso mais comum nesta fase é o uso
para Coordenação Espacial 3D.

1 Universidade de São Paulo, Construinova, São Paulo, Brasil, analuciagmartins@usp.br


2 Universidade de São Paulo, Construinova, São Paulo, Brasil, luanasslima@usp.br
O USO DO BIM NO CANTEIRO E SUA INFLUÊNCIA NA SEGURANÇA DO TRABALHO

E os casos de usos do BIM mapeados por Bilal Succar na fase de Construção e


Fabricação são: Impressão 3D, Pré-fabricação de Módulos Arquitetônicos, Pré-fabricação
de Formas, Pré-moldados de Concreto, Logística da Construção, Gerenciamento de
Resíduos da Construção, Pré-fabricação de Montagens Mecânicas, Conformação de Placas
Metálicas e Configurações do Canteiro.
Enquanto um canteiro de obras totalmente manufaturado tem como maior
preocupação a continuidade da produção, e fica totalmente condicionado a fatores
externos como intempéries que prejudicam a produtividade, e também a fatores internos
de ajustes entre as diversas disciplinas envolvidas no projeto, um canteiro planejado por
ferramentas BIM e industrializado tem como foco a qualidade, a produtividade, e o
planejamento da montagem, já que ao industrializar o canteiro problemas típicos da
manufatura são superados ainda na fase de projeto.
O quadro abaixo resume as aplicações atuais do BIM no canteiro de obras e segurança
no trabalho, e suas oportunidade e barreiras.

Quadro 1 - Resumo de Usos, oportunidades e barreiras

Aplicação Uso Atual Oportunidades Barreiras


Realidade Visualização de Treinamentos de Custo da
virtual ambientes para segurança tecnologia, que
melhor não viabiliza para
compreensão do obras de pequeno
projeto porte
Realidade Visualização do Visualização do Dificuldade de
aumentada Modelo 3D Planejamento 4D uso em
georreferenciado vinculado ao smartphones para
no canteiro cronograma da obra e projetos de
utilização para in put grande porte
de informações
selecionando
elementos e fazendo o
controle de produção
Projetos de Projetos 3D em Utilização de Custo das licenças
andaimes, SketchUp softwares de de softwares e
formas e modelagem 3D capacitação /
escoramentos treinamento
Modelagem de Softwares de Modelagem de Existência de
itens de Modelagem 3D e bibliotecas de famílias softwares
segurança criação de específicas de automatizados
famílias de itens fornecedores de itens
de segurança de segurança
Software de Software Software específico Concorrência
segurança no automatizado e no assunto e com com outros
canteiro de especifico para o pouca concorrência fabricantes de
obras uso de outros fabricantes softwares
Fonte: Autor (2020)

2 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
Martins A., e Lima L.

O mercado da indústria da Construção Civil está em busca da padronização por parte


dos fornecedores de materiais e equipamentos, através da criação de bibliotecas de
elementos que possam ser incorporados aos modelos de construção. Atualmente as
empresas fornecedoras de itens de segurança necessitam criar bibliotecas especificas dos
seus produtos e equipamentos, para que façam parte dos estudos de planejamento e
logística do canteiro no modelo 3D.

Figura 1: Amadurecimento do Modelo de Informação

Fonte: AutoDesk University Brasil (2012)

O Modelo de Projeto é o modelo de informação, desenvolvido pelos projetistas,


compatibilizado e de onde extraem-se os documentos para aprovações e execução da obra.
O Modelo de Projeto serve de base para o Modelo de Construção, onde são inseridas as
informações que não são escopo ou competência dos projetistas, mas que são fundamentais
para o planejamento, orçamento e execução da obra. O modelo de construção também é
utilizado para a pré-fabricação de peças, controle de materiais e o acompanhamento da
montagem no canteiro. Para o pós-obra, o modelo de construção recebe informações do
as-built e todos os elementos necessários à operação e manutenção do edifício.

2 M ETODOLOGIA
A metodologia do artigo é dividida em três etapas:
Revisão da Literatura: embasamento teórico do BIM, Canteiro de Obras e Segurança, com
as informações mais relevantes.
Estudo de casos: aplicações do BIM como ferramentas para canteiro de obras e segurança
do trabalho no ambiente da construção civil.
Análise e discussão dos resultados: avaliação do uso, limitações, desafios e oportunidades.
2.1 Referencial teórico
O canteiro de obras possui natureza dinâmica, em função das diversas fases de
construção de um empreendimento, dos materiais necessários, equipamentos, as

3 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
O USO DO BIM NO CANTEIRO E SUA INFLUÊNCIA NA SEGURANÇA DO TRABALHO

tecnologias envolvidas, e equipes de trabalho com formações distintas em função dos


procedimentos a serem executados. Em obras sem o uso do BIM utilizam-se diagramas de
barras para o planejamento, e tais métodos não são capazes de considerar aspectos
espaciais e as particularidades das etapas de construção, fazendo com que a tomada de
decisão seja baseada em documentos inconsistentes e sem o nível de detalhe necessário
(EASTMAN et al., 2014; SILVA, CRIPPA, SCHEER, 2019).
Ferreira e Franco (1998) apontam para a importância de se repensar o sistema de
produção da construção civil, sugere-se a elaboração do projeto do canteiro de obras
possibilitando otimizar as condições de trabalho, atender a requisitos legais, possibilitando
a industrialização, compatibilidade entre as diversas disciplinas e consequentemente maior
eficiência do setor. O mercado atual exige dos construtores menores custos e prazos,
redução de retrabalhos e incompatibilidades, e a transparência dos projetos, a criação de
modelos BIM possibilita alcançar tais objetivos (COSTA, FERREIRA, 2019).
Os estudos ou projetos de canteiros de obra possuem natureza complexa, e o mau
planejamento geram custos, atrasos e acidentes que podem provocar lesões nos
trabalhadores e possível embargo da obra (SAHFIQ, AFZAL, 2020). Os canteiros no Brasil
devem possuir o Plano de Gerenciamento de Riscos (PGR), e tal documento deve ser
atualizado de acordo com o a etapa em que se encontra o canteiro (MINISTÉRIO DA
ECONOMIA, 2020). A Norma ainda estimula "(…) São facultadas às empresas construtoras
a adoção de técnicas de trabalho e o uso de equipamentos, tecnologias e outros dispositivos
que propiciem avanço tecnológico em segurança, higiene e saúde dos
trabalhadores."(MINISTÉRIO DA ECONOMIA, 2020, 18.4.6.a). No Brasil foram
aproximadamente 106.000 acidentes com trabalhadores da construção civil (VALENTE,
2019), muitos destes acidentes foram fatais, e a principal causa é a interação entre a
máquina e o operário, portanto justifica-se a importância de planejar e monitorar .o
canteiro de obras, e extrapolar o uso dos modelos para treinamentos específicos com a
realidade do empreendimento (LUO ET AL, 2020).
Os treinamentos de funcionários são importantes para a redução dos riscos dentro do
ambiente de obras, porém é difícil a visualização do ambiente construído, ou mesmo as
etapas de interesse para determinada equipe em documentos 2D, onde as diversas
disciplinas de uma mesma etapa não são totalmente compatíveis entre si (SAHFIQ, AFZAL,
2020). A maior parte dos cursos oferecidos no mercado são genéricos, não contemplam a
realidade em que os conteúdos devem ser aplicados. O uso do BIM possibilita o uso de
modelos 3D para realidade virtual, e auxilia no planejamento, treinamento e execução de
segurança nos canteiros de obra (SAHFIQ, AFZAL, 2020).
A definição de realidade virtual é uma interface avançada do usuário, que possibilita a
visualização, interação e movimentação do usuário. Os ambientes são gerados
tridimensionalmente no computador, e faz o uso de dispositivos multissensoriais. Já a
realidade aumentada define-se por um sistema que suplementa o ambiente real com
objetos virtuais, alinha objetos reais e virtuais, e faz a interação em tempo real, com
recursos multissensoriais (KIRNER, SISCOUTTO, 2007; WOO, Et Al, 2020). A indústria
da construção civil está em um processo de adoção de tecnologia, para se tornar
competitiva, como o uso de Realidade Virtual (VR) e Realidade Aumentada(AR), ainda
podendo expandir para realidade mista (MR) e aplicações holográficas, com o uso de
dispositivos como o Microsoft HoloLens 2 (TAYEAH, BADEMOSI, ISSA, 2020).
O uso do BIM possibilita maior industrialização do canteiro, menos atividades dentro
de um espaço muitas vezes restritos, e maior qualidade do produto final (EASTMAN et al.,
2014). De acordo com QUALHARINI (2018) são inúmeras as possibilidades que um
canteiro pode assumir, escolher a melhor opção levando em consideração o menor trajeto

4 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
Martins A., e Lima L.

dos funcionários, materiais e equipamentos, a melhor localização ao longo de toda a obra


evitando sua relocação, horários permitidos de carga e descarga, e outras características
particulares do empreendimento é uma tarefa árdua se baseada em documentos 2D. A
tecnologia permite o estudo do posicionamento dos equipamentos ao longo do tempo, sua
movimentação, otimizando as estimativas de tempo, e reduzindo riscos que podem ser
visualizados, reduzindo a taxa de riscos que são altas na indústria da construção civil
(TAYEAH, BADEMOSI, ISSA, 2020).
A utilização das ferramentas BIM permite avaliar a concepção do canteiro de obras de
forma global, contribuindo para a antecipação de erros, maior produtividade do canteiro,
e redução de perigos e acidentes. Todos esses fatores contribuem para reduzir a incerteza
do projeto, Correa e Santos (2020) cita que a segurança do canteiro é um dos três principais
benefícios destacados pelos empreiteiros ao se adotar BIM de forma colaborativa, ou seja,
todos os envolvidos na construção colaboram com as suas informações no modelo.

2.2 Estudos de aplicação do Bim no Canteiro de obras e sua interface com


a segurança no trabalho
Foram feitas entrevistas com diversos profissionais do mercado que atuam com softwares,
fazendo modelos BIM e também empresas que aplicaram tecnologia BIM em seus canteiros.
Abaixo são resumidas as aplicações atuais de BIM no canteiro de obras.

2.2.1 Software BIM para a segurança nos canteiros de obras


Já está disponível no mercado softwares específicos para o uso em canteiros de obras,
um exemplo é o CerTus-HSBIM será o novo programa de ACCA software destinado à
modelagem BIM para a segurança nos canteiros de obras. O software permite o uso em 3D
e 4D, e é útil para a simulação das atividades, possui uma biblioteca própria de
equipamentos de obra e de segurança do trabalho.
A ferramenta possibilita:
• modelar a obra e a organização do canteiro, com o melhor LOD (nível de
desenvolvimento) de acordo com o desenvolvimento do canteiro;
• gerenciar o diagrama de Gantt de forma visual;
• verificar a compatibilização das atividades com o sistema das funções e dos espaços
do canteiro;
• gerenciar interferências e sobreposições espaço-temporais mediante funções para
destacar os riscos gerados pelas atividades;
• obter animações realísticas para verificares e estudares em tempo real as
interferências entre objetos, atividades e riscos.

Os softwares BIM com aplicação em canteiros de obras auxiliam na definição dos


equipamentos e das máquinas necessárias, na colocação dos equipamentos no canteiro, na
definição dos espaços destinados aos trabalhos, na definição das vias reservadas para o
trânsito dos veículos, na verificação de possível interação perigosa entre o operário e a
máquina. A metodologia BIM oriented abre, então, o caminho para uma abordagem mais
eficiente e eficaz ao projeto de canteiros de obras.

5 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
O USO DO BIM NO CANTEIRO E SUA INFLUÊNCIA NA SEGURANÇA DO TRABALHO

Apesar de não estar destacado pela empresa ACCA, tal software permite sua utilização
em treinamentos de segurança, de forma fazer treinamentos específicos e com maior
qualidade, em comparação a treinamentos genéricos.
Em um modelo virtual 3D do canteiro de obras são realizadas várias operações, tais
como andar por dentro” (walk-through), voar por dentro (fly-through), animar os objetos
(trabalhadores, equipamentos, máquinas, etc.), avaliar as interferências de espaço e
simular condições meteorológicas particulares.
O modelo virtual possibilita obter informações para a construção e a alteração do
canteiro de obras, além da facilidade de extrair documentos específicos como plantas,
cortes, planimetrias, vistas em corte isométricas, elevações e até detalhes de construção.
O uso de um modelo virtual do canteiro de obras abre o caminho para inúmeras
oportunidades. Um exemplo é o conceito de Digital Twin, ou seja, o modelo virtual de um
objeto real com o qual realizar testes para evitar eventuais problemas/erros que poderiam
resultar em desperdícios de tempo e recursos financeiros.
Utilizando o modelo virtual 3D do canteiro de obras e da área em que será realizado
(digital twin), é possível fazer simulações do processo de construção para verificar
eventuais problemas relativos a escolhas de projeto e organização, procedimentos
operacionais, medidas de prevenção e proteção, e também é possível detectar e resolver
com antecedência os possíveis riscos para a saúde e a segurança dos trabalhadores.
Devido ao uso do formato aberto IFC, os técnicos envolvidos no processo de projeto do
canteiro de obras podem compartilhar, de acordo com as regras previstas pela metodologia
BIM, os modelos digitais 3D relacionados à própria área de competência. Por exemplo, o
técnico responsável pelo projeto do canteiro poderá “inserir” no próprio modelo virtual o
modelo digital arquitetônico, estrutural, de instalações, etc. Daí nasce o chamado "modelo
digital federado": um ambiente comum para compartilhar e analisar as escolhas de projeto
do inteiro processo de projeto.
A figura 2 é o modelo do canteiro mostrado na figura 3. Na sequência as figuras 4 e 5
mostram vistas isométricas do canteiro de obras.

Figura 2: Tela do CerTus-HSBIM

Fonte: ACCA Software (2020)

6 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
Martins A., e Lima L.

Figura 3: Canteiro de obras real

Fonte: ACCA Software (2020)

Figura 4: Canteiro de obras no modelo 3D

Fonte: ACCA Software (2020)

Figura 5: Modelagem do canteiro

Fonte: ACCA Software (2020)

7 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
O USO DO BIM NO CANTEIRO E SUA INFLUÊNCIA NA SEGURANÇA DO TRABALHO

A técnica de modelagem representa os objetos com parâmetros e regras que


determinam geometria, características e propriedades dos próprios objetos. Um exemplo é
um projeto de um andaime, utilizando um objeto paramétrico específico, e definindo o
número e tamanho dos níveis e dos vãos, é possível projetar um andaime equipado com
quadros, diagonais, parapeitos e rodapé.
A modelagem auxilia no planejamento e adaptação do canteiro às várias mudanças,
por exemplo as inúmeras alterações que um andaime irá sofrer em fase de realização da
obra. A mesma abordagem vale para todos os restantes objetos paramétricos do canteiro,
as imagens 5 e 6 representam a modelagem de itens como:
• itens logísticos (cercas, vias, áreas de armazenamento, escritórios);
• máquinas e equipamentos (andaimes, formas, escoramentos, gruas, máquinas,
instalações);
• itens naturais (vegetação, cursos fluviais, taludes);
• itens antrópicos (residenciais e atividades produtivas, estradas), dentro e fora do
canteiro de obras.

Figura 6: Modelagem da Grua

Fonte: ACCA Software (2020)

Figura 7: Natureza dinâmica dos andaimes

Fonte: ACCA Software (2020)

8 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
Martins A., e Lima L.

2.2.2 Realidade Virtual (VR)


As construtoras no Brasil estão avançando no uso da Realidade Virtual como
ferramenta nos canteiros de obra, o uso de tal tecnologia possibilita o aumento da
qualidade, a facilidade de comunicação, a redução de riscos, a redução de problemas,
integração entre equipes, a gestão integrada (Planejamento, Custo e Escopo), melhor
compreensão do projeto e a redução de desperdício.
Com o uso do BIM é possível desenvolver uma base integrada de dados, envolvendo
todas as etapas de orçamentos, coordenação de projetos, planejamento, obras e assistência
técnica. Esta base de dados permite o levantamento de quantidades, engenharia de valor,
compatibilização, cronograma ilustrado, planejamento, custo, realidade virtual, realidade
aumentada, qualidade e gestão de facilities.
Para viabilizar o uso do BIM no canteiro, QRCodes são posicionados em locais
estratégicos da obra, permitindo uma visualização mais clara de sua execução. Quando o
vistoriador faz a leitura desse QRCode, ele é direcionado à imagem panorâmica a partir
do modelo BIM e consegue compará-la com o ambiente real em construção. As imagens
abaixo demosntram o uso de situações reais de aplicação da realidade virtual em
empreendimentos.

Figura 8: Exemplo de uso de Realidade Virtual

Fonte: Cortesia Construtora Método (2020)

Figura 9: Exemplo de uso do QRCode

Fonte: Cortesia Construtora Método (2020)

9 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
O USO DO BIM NO CANTEIRO E SUA INFLUÊNCIA NA SEGURANÇA DO TRABALHO

Figura 10: Realidade Virtual no canteiro

Fonte: ACCA Software (2020)

Figura 11: Exemplo de uso de Ficha de Verificação

Fonte: Cortesia Construtora Método (2020)

O sistema de gestão da qualidade também é beneficiado porque as fichas de verificação


de serviços são disponibilizadas em uma plataforma web e vinculadas com o modelo.
resultando em rastreabilidade e histórico dos processos executados de cada elemento.
Os modelos ainda contribuem para a industrialização do canteiro de obras, os modelos
BIM também são utilizados para dar suporte a processos enxutos de serviços como
instalações especiais, no planejamento do processo, na pré-fabricação dos kits, na garantia
da qualidade na produção, na produção e montagem mais rápida e fácil e na facilidade de
inspeção na obra.

2.2.3 Realidade Aumentada (AR)


No mercado já é usual a utilização de Realidade Aumentada, fabricantes e construtoras
trabalham de forma conjunta no desenvolvimento de aplicativos para leitura de arquivos
IFC, isto é, formatos públicos de intercâmbio de modelos de dados que permitem a
interoperabilidade entre diferentes softwares de modelagem, e que resultam no
posicionamento do projeto em escala real.

10 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
Martins A., e Lima L.

Uma das vantagens é a possibilidade do profissional na construção se mover pelo


canteiro de obras e verificar interativamente a conformidade do construído com o
projetado, realizando o controle inovador da geometria e do progresso da construção. A
figura abaixo representa a visualização da alvenaria no próprio canteiro.

Figura 12: Exemplo de uso de aplicativo para Realidade Aumentada

Fonte: Cortesia Augin (2020)

Um aplicativo já disponível no mercado é o Augin, que opera através de um plug-in do


software de modelagem para leitura dos projetos, permitindo a visualização em escala 1:1
no ambiente. As funcionalidades disponibilizadas até o momento ainda não possuem custo
para os usuários, o que facilita a adoção pelos usuários. O aplicativo é compatível com
softwares como Revit, SketchUp, TQS, ARCHICAD, ARQUI 3D, dentre outros bastante
utilizados. Os modelos podem ser visualizados direto da Web, sem a necessidade de
downloads, a imagem abaixo exemplifica o uso de Realidade Aumentada, de um modelo
que esteja na Web.

Figura 13: Exemplo de uso de aplicativo para AR Web

Fonte: Cortesia Augin (2020)

O uso de tais ferramentas possibilita a visualização Raio-X do ambiente, facilitando a


construção, permite alterar a escala de visualização ou fazer cortes no modelo, para melhor
compreender os detalhes.
O aplicativo ainda permite a fabricação de imagens e vídeos do empreendimento que
serão úteis tanto para visualização dos clientes, como para a elaboração de treinamentos
específicos para os operários. O 4D Experience permite visualizar as sequencias de
execução da construção, sendo uma ferramenta preciosa para o planejamento do canteiro,

11 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
O USO DO BIM NO CANTEIRO E SUA INFLUÊNCIA NA SEGURANÇA DO TRABALHO

bem como a análise dos riscos envolvidos em cada fase, a imagem abaixo demonstra o uso
do aplicativo para 4D Experience.

Figura 14: Exemplo de uso de aplicativo para 4D Experience

Fonte: Cortesia Augin (2020)

O aplicativo ainda permite o filtro por disciplinas, uma alternativa ao uso de diversas
plantas 2D, facilitando a visualização de detalhes específicos de uma disciplina.

Figura 15: Exemplo de uso de aplicativo para Filtro de Disciplinas

Fonte: Cortesia Augin (2020)

O uso do Reference Tracker estabelece um vínculo entre um ponto no modelo e um


ponto no canteiro, para georreferenciar o modelo em realidade aumentada no terreno. Para
isso, é necessário inserir uma “folha guia” no modelo e que também deverá ser impressa e
colada no mesmo elemento (pilar, parede, etc) e na mesma posição na obra, tal
funcionalidade é representada na figura abaixo.

12 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
Martins A., e Lima L.

Figura 16: Exemplo de uso de aplicativo para Reference Tracker

Fonte: Cortesia Augin (2020)

2.2.4 Projetos de Formas, Escoramentos e Andaimes no CAD 3D


Devido à necessidade de detalhamentos mais específicos dos projetos, a indústria da
construção civil exigindo cada vez mais um maior grau de industrialização, a inovação do
BIM irá contribuir muito na qualidade dos projetos, compatibilização e controle dos
materiais.
Diante da necessidade dos detalhes dos projetos para definição das estruturas a serem
utilizadas, softwares CAD 3D são uma das soluções de modelagem dos equipamentos.
Todos os blocos da biblioteca do CAD possuem um código, que através de uma lisp, resulta
nas informações de preço, peso e alguma descrição do equipamento.
A modelagem de todas as peças do canteiro para quantificação e seus respectivos pesos
em números reais auxiliam a verificação dos possíveis conflitos do sistema em relação à
estrutura, aos acabamentos de fachada e também permite simular os operários circulando
pela estrutura de andaimes, por exemplo. Abaixo são mostradas imagens de extraídas de
modelos de andaimes, formas e escoramentos.

Figura 17: Modelo de Andaimes

Fonte: Cortesia JOG Engenharia de Andaimes (2020)

13 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
O USO DO BIM NO CANTEIRO E SUA INFLUÊNCIA NA SEGURANÇA DO TRABALHO

Figura 18: Realidade Aumentada

Fonte: Cortesia SH Formas (2020)

Figura 19: Modelo Bim de itens de Segurança do Trabalho

Fonte: Cortesia Diogo Marinho de Souza (2020)

Figura 20: Modelo Bim de itens de Segurança do Trabalho

Fonte: Cortesia Diogo Marinho de Souza (2020)

14 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
Martins A., e Lima L.

3 A NÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS


3.1 Objetivo e Uso
O uso do BIM no canteiro será amplamente utilizado à medida que os investimentos
nessas tecnologias se tornem acessíveis e os modelos possam ser compartilhados com os
colaboradores do canteiro em seus dispositivos móveis. Outras técnicas de verificações em
obra estão sendo desenvolvidas, como levantamento por nuvem de pontos, laser scanner e
acompanhamento com drones e que facilitam na elaboração do modelo As Built.
O maior benefício do uso do BIM no canteiro está na melhor compreensão dos projetos,
permitindo a verificação de diretrizes e acompanhamento das atividades da produção. Um
modelo visual permite às equipes de obra avaliar as condições e identificar áreas inseguras,
antes mesmo do início das obras. Este modelo também pode ser utilizado como suporte
para treinamentos.
A precisão das tecnologias de sistemas de posicionamento global (GPS), aos poucos
estão sendo incorporadas e aprimoradas aos aplicativos de realidade virtual e aumentada,
e permitirão fazer conferências em campo sobrepondo o modelo em realidade aumentada
inclusive para a conferência de serviços ricos em detalhes de projetos, como no caso da
armação em estruturas de concreto moldado in loco, instalações e equipamentos de
proteção coletiva.
O grau de detalhamento dos modelos BIM e a riqueza de detalhes de informações cada
vez mais facilitará o uso do pré-fabricados, permitindo que a indústria da Construção seja
comparada a outras indústrias, com o menor número de atividades executadas no canteiro.
Isso é possível devido a garantia da compatibilização de todos os elementos pré-fabricados
por meio de modelos avaliados na fase de projetos, e com garantia de qualidade no
processo de montagem. Assim, conclui-se que as fundações serão as atividades com menor
grau de industrialização.

3.2 Oportunidade
O uso do BIM permite o maior gerenciamento do canteiro de obras, como medida
administrativa e de engenharia permite avaliar todas as etapas de evolução da construção,
reduzindo desperdício de tempo, recursos financeiros e diminuindo riscos de acidentes
dentro do canteiro, tais vantagens permitem afirmar que o BIM colabora para reduzir o
risco de construção do empreendimento.
Os fatores principais que resultam na crescente melhoria e desenvolvimento de novos
sistemas BIM são os interesses comerciais dos fabricantes de softwares e a concorrência
entre eles. Em um breve futuro os projetistas vão preferir especificar produtos que
ofereçam informação, como as bibliotecas de famílias que serão inseridas diretamente nos
modelos.
Profissionais com conhecimento em obras e as normas de segurança tem um campo de
atuação a ser explorado, para elaborar bibliotecas de itens de segurança coletiva e
individual, quanto mais aprimorado o modelo for e próximo à realidade, mais fácil é a sua
avaliação por parte dos gestores.
Profissionais de segurança do trabalho, em especial os que aplicam treinamentos
podem utilizar os modelos para promoverem treinamentos específicos das atividades que
os operários irão atuar, além de também poderem avaliar atividades de maior risco junto
com a equipe técnica de planejamento e implantação do canteiro. O uso de Realidade
Virtual pode ser explorado dentro da sala de treinamento, e o uso da Realidade Aumentada

15 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
O USO DO BIM NO CANTEIRO E SUA INFLUÊNCIA NA SEGURANÇA DO TRABALHO

nos canteiros pode mostrar a todos envolvidos todas as situações de risco, e se tornam
poderosas ferramentas de treinamentos de operações complexas e perigosas, muito
comuns em especial em construções industriais.

3.3 Barreiras
A principal barreira de expansão do uso de ferramentas BIM ainda é a
interoperabilidade entre os diversos softwares, em ferramentas que possibilitem o uso BIM.
Softwares como CerTus-HSBIM abrem a possibilidade de explorar os canteiros de obras,
com foco na segurança do canteiro, apesar de conceitos mundialmente em saúde e
segurança serem aceitos, normas brasileiras precisam ser respeitadas e o BIM Manager
precisa conhecer a legislação local.
Os obstáculos às mudanças incluem barreiras técnicas, questões de responsabilidade
legal, mudanças em padrões de contratação, custo alto para aquisição de hardwares e
softwares e a necessidade de capacitação de grande parte dos profissionais. Principalmente
o padrão dos modelos de contratos atuais, que não estão desenvolvidos para as questões
de responsabilidades coletivas.
Outra barreira é a quantidade de profissionais no mercado atuando com a modelagem
de itens de segurança do canteiro, alguns atuam de forma indireta no mercado,
profissionais especialistas na área são necessários para a evolução do BIM aplicado à
segurança do trabalho em canteiros, atuando na modelagem, no gerenciamento, em
aplicações de treinamentos, e no gerenciamento de riscos do canteiro.

4 C ONCLUSÕES
Conclui-se com este artigo que o uso do BIM no canteiro está em fase experimental e
de aprimoramento das tecnologias para dispositivos móveis. O uso dos modelos virtuais
para conferência no campo, dentre todos os usos mapeados, é o de maior relevância na
adoção do BIM no Brasil. Há ainda um grande potencial a ser explorado no uso dos
modelos virtuais para treinamentos de procedimentos de execução de serviços e de
segurança nos canteiros.
O uso das tecnologias no canteiro, como a realidade virtual e aumentada, são a porta
de entrada e incentivo à adoção do BIM em empresas fornecedoras de equipamentos. A
cadeia de fornecedores já percebeu a necessidade de trabalhar de forma colaborativa,
fornecendo suas bibliotecas de famílias e interagindo efetivamente no planejamento da
logística do canteiro e da execução da obra.
Barreiras culturais, para a industrialização do canteiro começam a ser superadas para
produzir mais, com menos recursos e tempo. E também barreiras de interoperabilidade
entre os softwares começam a avaliadas pelas desenvolvedoras, profissionais do mercado
saem na frente criando suas próprias bibliotecas, até que em breve as desenvolvedoras
também disponibilizem tais bibliotecas em seus softwares.
Como o BIM é uma ferramenta cada vez mais presente nos empreendimentos, espera-
se que nos próximos anos tais barreiras possam ser superadas e os canteiros sejam cada
vez mais um ambiente industrial, com pequenos índices de acidentes.

16 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
Martins A., e Lima L.

5 R EFERÊNCIAS

ACCA SOFTWARE. O BIM na modelagem 3D do canteiro de obras: características,


particularidades e benefícios. Disponível em: https://biblus.accasoftware.com/ptb/o-
bim-na-modelagem-3d-do-canteiro-de-obras-caracteristicas-particularidades-e-
beneficios/. Acesso em: 14/09/2020

AUTODESK UNIVERSITY BRASIL (2012). BIM e custos: Maximize os dados do modelo


com o Navisworks e o Quantity Takeoff. Disponível em:
https://damassets.autodesk.net/content/dam/au/Brasil-
2014/documents/materialapoio/2012/AUBR-44_Apostila.pdf. Acesso em: 29/09/2020

CORREA, R. L. M.; SANTOS, E. T. BIM Support in the Tendering Phase of Infrastructure


Projects. 18th International Conference on Computing in Civil and Building
Engineering ICCCBE 2020, Anais. pp. 383–392, https://doi.org/10.1007/978-3-030-
51295-8_27

COSTA, C.F; FERREIRA, E.A.M. Projeto de Canteiro de Obras com o Auxílio de


Ferramentas BIM. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DA
INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO, 2., 2019, Campinas, SP.
Anais[...]. Porto Alegre: ANTAC, 2019. Disponível em:
https://antaceventos.net.br/index.php/sbtic/sbtic2019/paper/view/120.

EASTMAN, Chuck; TEICHOLZ, Paul; SACKS, Rafael; LISTON, Kathleen. Manual de Bim:
Um guia de modelagem da informação da construção para arquitetos, engenheiros,
gerentes e incorporadores. 1. ed. Porto Alegre: Bookman, 2014. 483 p. ISBN
9788582601181

Engenharia Civil - PUC Minas Poços de Caldas, LIVE - Perspectivas da Realidade


Aumentada para a Construção Civil - Juan Carlos Germano (Augin). Youtube.
Disponível em: <
https://www.youtube.com/watch?v=1ja_lLWlbb0&feature=youtu.be>. Acesso em: 14
de ago. 2020.

FERREIRA, E.A.M., FRANCO, L.S. Metodologia para a elaboração do projeto do canteiro


de edifícios. São Paulo, EPUSP, 1998. Boletim Técnico da Escola Politécnica da USP,
Departamento de Engenharia de Construção Civil, BT/PCC/210. 20p.

INFRAROI. BIM e realidade virtual ajudam construtoras a atingir 60% da obra no


aeroporto de Fortaleza. Disponível em: http://infraroi.com.br/bim-e-realidade-virtual-
ajudam-construtoras-a-atingir-60-da-obra-no-aeroporto-de-fortaleza/. Acesso em:
15/08/2020

JOG ANDAIMES. JOG Engenharia de Andaimes, Soluções que somam, Resultados sem
igual. Disponível em: https://www.jogandaimes.com.br/produto/. Acesso em:
18/08/2020

17 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
O USO DO BIM NO CANTEIRO E SUA INFLUÊNCIA NA SEGURANÇA DO TRABALHO

KIRNER, C.; SISCOUTTO, R. A. Fundamentos de Realidade Virtual e Aumentada. Livro


do pré-simpósio, IX Symposium on Virtual and Augmented Reality, pp. 01–21. Porto
Alegre, 2007.

LUO, H.; Et Al. Vision-Based Pose Forecasting of Construction Equipment for Monitoring
Construction Site Safety. 18th International Conference on Computing in Civil and
Building Engineering ICCCBE 2020, Anais. pp. 1127–1138,
https://doi.org/10.1007/978-3-030-51295-8_78

MINISTÉRIO DA ECONOMIA. Secretaria do Trabalho. 11/02/2020. Norma


Regulamentadora NR 18 - Condições de Segurança e Saúde no Trabalho na Indústria
da Construção, Brasil, 2020.

QUALHARINI, Eduardo Linhares. Canteiro de obras. 1. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018.
196 p. v. 1. ISBN 9788535286830.

SEMINARIO BIM NA PRATICA. Usos do BIM na Construtora Método. Disponível em:


https://seminariobimnapratica.com.br/. Acesso em: 15/08/2020

SH FORMAS. Locação de Andaimes e Equipamentos de Acesso. Disponível em:


https://www.sh.com.br/andaimes-e-equipamentos-de-acesso/. Acesso em: 25/08/2020

SHAFIQ, M. T.; AFZAL, M. Improving Construction Job Site Safety with Building
Information Models: Opportunities and Barriers. 18th International Conference on
Computing in Civil and Building Engineering ICCCBE 2020, Anais. pp. 1014–1036,
https://doi.org/10.1007/978-3-030-51295-8_71

SEBRAE, Seminário Internacional o BIM na prática [30/10]. Youtube. Disponível em: <
https://www.youtube.com/watch?time_continue=12301&v=ybjcYiNYomU&feature=e
mb_logo>. Acesso em: 16 de ago. 2020.

SILVA, Paula Heloisa da; CRIPPA, Julianna; SCHEER, Sergio. BIM 4D no planejamento
de obras: detalhamento, benefícios e dificuldades. PARC Pesquisa em Arquitetura e
Construção, Campinas, SP, v. 10, p. e019010, fev. 2019. ISSN 1980-6809. Disponível
em: <https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8650258>.
Acesso em: 26 fev. 2019. https://doi.org/10.20396/parc.v10i0.8650258.

TAYEH, R..; BADEMOSI, F; ISSA, R. R. A. BIM-GIS Integration in HoloLens. 18th


International Conference on Computing in Civil and Building Engineering ICCCBE
2020, Anais. pp. 1187–1199, https://doi.org/10.1007/978-3-030-51295-8_83

VALENTE, Jonas. A cada 3 horas e 40 minutos uma pessoa morre por acidente de trabalho:
Atendimento hospitalar registra o maior número de casos no Brasil. Brasília: Jonas
Valente, 28 abr. 2019. Disponível em:
https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2019-04/cada-3-horas-e-40-minutos-
uma-pessoa-morre-por-acidente-de-trabalho. Acesso em: 17 ago. 2020.

18 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil
Martins A., e Lima L.

WOO, J; Et Al. An Overview of State-of-the-Art Technologies for Data-Driven


Construction. 18th International Conference on Computing in Civil and Building
Engineering ICCCBE 2020, Anais. pp. 1323–1334, https://doi.org/10.1007/978-3-030-
51295-8_94

19 | PCC5952 - Modelagem da Informação da Construção (BIM), OUT 2020 | São Paulo, Brasil