Você está na página 1de 3

(FORMULÁRIO DE PLANO DE AULA)

Nome da Escola ESCOLA CLASSE 3o

Disciplina

Ano (série) 1º PERÍODO Turma Turno VESPERTINO

Nome do estagiário JOSÉ

Data 28 /-- /2020 Horas/Aula qH

Tema Números de emergência

Conteúdo Números de emergência (190, 192, 193); Nomes das instituições que são acionadas
através destes números de emergência: Polícia, Samu, Bombeiro. Identificar situação
de emergência e como fazer uso do telefone (móvel/fixo). Compreender o uso correto
dos telefones de emergência e quando fazer uso. Ter a conversa em família para
repassar as informações aos membros da família.

Objetivos Identificar situações de emergência que necessitam o uso de ligação telefônica para os
Geral e números de emergência;
específicos
Saber fazer o uso dos números de emergência (190, 192, 193);
Relembrar os números que serão apresentados como números telefônicos de
emergência;
Informar corretamente para os serviços de emergência uma situação de emergência;
Reconhecer as letras iniciais de cada serviço emergencial;
Revisar as letras (P – Polícia, S – Samu, B – Bombeiro).

Metodologia Iniciar a aula dizendo aos alunos que aprenderemos a fazer uso do telefone
(móvel/fixo) em situações de emergências.
Definir a palavra “Emergência” (qualquer situação em que você ou outra pessoa esteja
ferida ou correndo qualquer tipo de perigo)
Apresentar slide com os números “190, !92, 193”, perguntar aos alunos quais são os
números que estão sendo apresentados (revisão da aula sobre números).
Relacionar os números apresentados com os respectivos serviços: 190 – polícia; 192 –
Samu; 193 – Bombeiro.
Ler em voz alta algumas situações problemas que estão relacionadas aos referidos
números (pedir aos alunos que façam uso dos polegares “polegar para cima – situação

EAD.IESB
http://ead.iesb.br - (61) 3962-4918

Sede – Asa Norte Polo Asa Sul Polo Oeste


SGAN 609, conjunto “D”. 70.830-404 SGAS 613/614,Lotes 97 e 98. 70.200-730 QNN 31 Área especial B,C,D,E. 72.225-315
Brasília - DF Brasília - DF Ceilândia Norte - DF
de emergência”, “polegar para baixo – não é situação de emergência”.
Diferenciar situações de emergências de situações cotidianas que não necessitam de
atendimento emergencial.
Apresentar outro slide com desenhos de crianças com cara de espanto diante de uma
situação de emergência (perguntar aos alunos “o que está ocorrendo na imagem? Se
há a necessidade de fazer uso do telefonema ‘móvel/fixo’ e para qual serviço de
emergência devo ligar?
Perguntar aos alunos se os pais/responsáveis deixaram algum número de telefone
para contato, pois eles são a primeira opção.
Explicar aos alunos que os serviços de emergência apresentados na aula são gratuitos.
Lembrar aos alunos para ligar somente em caso de emergência (reforçar o conceito de
emergência). Evitar fazer uso do telefone para brincadeiras com os serviços de
emergência.
Apresentar outro slide com a imagem de um telefone móvel e com os números do
teclado de forma clara e visível (reforço na identificação dos números).
Usar um aparelho de telefone de plástico e passar o brinquedo pela turma
perguntando como ligar para os serviços de emergência (primeiro demonstrar e
depois passar para os alunos).
Informar aos alunos que serão solicitados os seguintes dados: Nome, endereço,
telefone, tipo de situação problema.
Terminar a aula revisando conceitos de números, nomes dos serviços emergenciais,
tipos de situações que posso está ligando, ter o número dos pais/responsáveis para
poder ligar.

Recursos Slides, Datashow, cartazes, telefone de plástico, gravuras com os nomes das
instituições de serviços de emergência/brinquedos (carrinhos) com os nomes das
instituições de serviços de emergência, Quadro, pincéis.

Avaliação Avaliação será realizada através da observação, interação com os colegas da turma,
através da identificação de números e a revisão.

Referências CAMPOS, J. A. et al. Manual de segurança da criança e do adolescente. Sociedade


Brasileira de Pediatria/Nestlé Nutrição, 2004.
CARVALHO, Valéria Poletti. O lúdico no processo de ensino aprendizagem na educação
infantil: tecendo saberes/fazeres na inclusão escolar. 2011.
RIBEIRO, Carolina Siqueira. Os primeiros socorros como uma competência de
efetivação dos direitos referentes à vida e à saúde: o desafio do educador infantil.
Colóquio Internacional de Educação, v. 1, n. 1, 2011.

EAD.IESB
http://ead.iesb.br - (61) 3962-4918

Sede – Asa Norte Polo Asa Sul Polo Oeste


SGAN 609, conjunto “D”. 70.830-404 SGAS 613/614,Lotes 97 e 98. 70.200-730 QNN 31 Área especial B,C,D,E. 72.225-315
Brasília - DF Brasília - DF Ceilândia Norte - DF
EAD.IESB
http://ead.iesb.br - (61) 3962-4918

Sede – Asa Norte Polo Asa Sul Polo Oeste


SGAN 609, conjunto “D”. 70.830-404 SGAS 613/614,Lotes 97 e 98. 70.200-730 QNN 31 Área especial B,C,D,E. 72.225-315
Brasília - DF Brasília - DF Ceilândia Norte - DF

Você também pode gostar