Você está na página 1de 4

A​ vida ​confortável de um homem medíocre (como se tornar alguém excepcional​)

danielsan.JPG.d96c967956118efe67f7a5d3cdb1f3a3.JPG​

Mais um dia que nasce e é mais um dia de muito esforço. Este é outro dia em que eu dormi
pouco, acordei cedo, me alimentei quase perfeitamente, não comi açúcar ou porcarias
industrializadas, meditei por 20 minutos, treinei como se fosse o último treino, não vi
nenhuma pornografia e fugi de merdas como Facebook, Whatsapp e de outros tipos de
prazeres momentâneos.

Foi um dia chato e entediante? Sim, pra caralho.

Mas no final dele eu me senti feliz. Eu me senti livre.

Livre porque eu tenho objetivos claros na minha mente, que só o esforço e o sacrifício irão
me aproximar cada vez mais deles. Feliz porque eu sei que estou no caminho certo, mesmo
que minhas escolhas me tragam felicidade apenas no longo prazo.

Este é um conceito bem simples. Em essência, você quer reprogramar o seu cérebro.

Você quer inserir a ideia de que para conseguir uma recompensa o seu cérebro vai precisa
trabalhar primeiro. Isso te dará uma força biológica natural de força de vontade / disciplina e
uma felicidade biológica natural de um cérebro bem regulado hormonalmente.

A pornografia é o epitome disso: você está pegando algo que é extremamente complexo na
natureza (conquistar uma mulher, deixá-la nua e ter um estímulo sexual), algo que os seus
ancestrais e seus genes evolucionários consideravam como de alto risco e de alta
recompensa, e então jogando uma enchente de recompensa no seu cérebro sem que ele
mereça isso.

Em termos mais simples: os nossos ancestrais quase nunca viam uma mulher pelada.
Em quase todos os casos, pra eles verem uma mulher pelada eles tinham que se arriscar
para conquistá-las e levá-las pra cama. E isso demorava a acontecer. Eles precisavam de
meses para conseguir transar com uma mulher, em muitos casos. A recompensa (a mulher
pelada) só era atingida depois de muito esforço.

Hoje você tem um acervo infinito de mulheres diante de si: é só digitar xvideos no seu
browser e receber recompensas ilimitadas por absolutamente trabalho nenhum. Hoje em dia
você pode ver mais diferentes mulheres peladas em uma hora no Pornhub do que alguém
no passado iria ver em uma vida inteira.

Isso destrói o seu cérebro – quase que literalmente.

O seu cérebro se acostuma com essa avalanche de dopamina devido ao alto nível de
estímulo quase ininterrupto e então você vai querer cada vez mais gratificações
instantâneas (açúcar, pornografia, facebook, que cada vez mais depletam os seus
receptores de dopamina).

A pior parte é que você vai querer precisar de vídeos cada vez mais extremos para
sustentar o nível de estímulo que o seu cérebro está recebendo.

E, pra piorar ainda mais, o seu cérebro passa a deixar de sentir a vontade de se conectar
com uma mulher para eventualmente levá-la pra cama no mundo real.

Sexo agora foi redefinido para a sua punheta solitária, com uma mão que aperta o seu pau,
algo que é completamente diferente da sensação de uma vagina macia e um corpo quente
encostando em todas partes do seu próprio corpo.

Como ter uma força de vontade extrema


Quanto mais você evita as atividades de gratificação instantânea e gradualmente
implementa mais e mais gratificações tardias, mais o seu cérebro QUER fazer coisas
difíceis porque ele sabe que a recompensa sempre estará lá no fim, e ela se parece mais
com uma alegria constante e que te acalma ao invés de um prazer intenso porém que te
trás a mesma fissa de um usuário de drogas que acabou de usar sua última dose.

Eu QUERO ir pra academia e me sentir como um monstro, eu QUERO estudar e me dar


bem nas provas, eu QUERO meditar para me tornar uma rocha de segurança ao olhar nos
olhos de de uma garota e ver sua fragilidade inerente..

Meus receptores de dopamina são re-programados todos os dias para “fazer mais coisas
difíceis e ter mais satisfação e felicidade”.

Atividades de gratificação tardia que você TEM que fazer:

1 – Puxar ferro (treinar, malhar, fazer musculação, não importa como você fale: apenas
faça)

2 – Dar prioridade a sua carreira e ter ao menos um projeto paralelo em curso

3 – Comer de forma saudável: você ficaria surpreso como é fácil melhorar drasticamente a
sua alimentação. Aumente a quantidade de salada no restaurante, diminua os carboidratos
simples, evite o que tiver muito açúcar, muito sal e fast-foods.

4 – Banhos gelados: há diversos benefícios, principalmente de melhora de imunidade e


fortalecimento da força de vontade.

5 – Meditação: também é algo que eu não posso parar de recomendar.


7 – Ler livros e contos de grandes nomes da literatura: ler é uma atividade de gratificação
tardia pois ela é muito menos estimulante do que os vídeos super rápidos que estamos
acostumados hoje em dia. Porém, livros são incrivelmente positivos para sua saúde mental,
principalmente de ótimos escritores. As lições tiradas de uma leitura de 10 horas valem, às
vezes, por anos de experiência de vida.

8 – Socializar: socializar na vida real é muito mais complexo e cansativo do que


simplesmente mandar uma mensagem pelo grupo do whatsapp, porém o problema está
exatamente na socialização via bits virtuais.

Quanto mais atividades de gratificação tardia você implementar em sua vida, menos tempo
você terá para as atividades de gratificação instantânea. E, com o tempo, você vai chegar
ao final do dia e perceber que só fez coisas produtivas o dia todo.

Essa vida parece um pouco entediante e difícil de manter se você foi mimado com as
facilidades da modernidade, mas com o tempo você se acostuma a apreciar as
recompensas mais sutis da vida.

O velho ditado “Felicidade é um produto da realização” é tão verdadeiro e tão completo que
é difícil desenvolver mais do que isso.

Toda recompensa é mais agradável e completa​ após um trabalho pesado.

Você também pode gostar