Você está na página 1de 5

BIBLIOTECA

PLANO DE ACTIVIDADES

2009

Ana Maria Martinho

Março de 2009
Introdução:

A biblioteca universitária como centro de recursos para a aprendizagem e a


investigação constitui o modelo proposto pelo processo de Bolonha e pelos recém
criados Espaço Europeu de Educação Superior e Espaço Europeu de Investigação.
Este novo modelo de biblioteca universitária assenta essencialmente na mudança e
nele podemos encontrar, a par dos recursos e serviços de informação tradicionais,
serviços de importância estratégica para a comunidade universitária, como o acesso a
informação especializada de qualidade, a formação em competências de pesquisa nos
recursos especializados, a criação de conteúdos de docência e de investigação, entre
outros.

É de acordo com este modelo, baseado na mudança de paradigma da missão da


biblioteca universitária, considerada agora como suporte indispensável da
investigação, da docência e da aprendizagem, que gostaríamos de enunciar os
objectivos da BFDUL para 2009, integrados em acções prioritárias, de modo a
conceber um guia prático de orientação estratégica, virado para a acção.

Acções prioritárias:

• Gestão da colecção digital

A colecção digital é constituída por um conjunto de recursos de informação em


formato digital detentores de conteúdos jurídicos relevantes para a investigação e para
a docência e aprendizagem do direito, pelo que consideramos o seu desenvolvimento
e a aquisição de novos recursos uma acção prioritária para 2009.
Através dos pedidos de empréstimo interbibliotecas, detectaram-se carências nesta
colecção, em especial no que se refere a títulos de periódicos em língua alemã.
A aquisição destes títulos, de forma individual ou inseridos em bases de dados
constitui um objectivo da política de aquisições a desenvolver pela Biblioteca em
2009.
Continuar a desenvolver esta colecção, em articulação com as necessidades dos
utilizadores é outro dos objectivos que aqui definimos como prioritário; avaliar
sistematicamente os recursos existentes, em termos da sua qualidade e utilização,
afigura-se-nos também necessário, pois poderá dar lugar à continuação da sua
assinatura ou, por outro lado, à sua interrupção e eventual substituição por outros
recursos.

• Gestão da Colecção de Praxistas

Tendo em conta o valor patrimonial desta colecção, consideramos prioritário


continuar os procedimentos de gestão iniciados em 2007, de modo a contribuir para a
sua preservação e conservação.
Assim, pretende-se atribuir a um técnico especializado em tratamento documental de

2
livro antigo, a tarefa de revisão do catálogo e correcção de registos da base de dados
no que se refere a erros detectados pelo avaliador Dr. Pedro de Azevedo; esta tarefa
será completada pela tratamento documental de um conjunto de obras recentemente
adquiridas em leilão e de outras recentemente devolvidas à Biblioteca, que se
encontravam em situação de empréstimo domiciliário há alguns anos.
Pretende-se também iniciar a 2.ª fase do tratamento e recuperação das leis avulsas dos
séculos XVI e XVII, que consiste na recuperação de exemplares avaliados como
estando em muito mau estado de conservação e necessitando de um tratamento
urgente.
Continuar a aquisição de livro antigo jurídico em leilões e alfarrabistas, de modo a
desenvolver esta colecção e a dotar a Biblioteca de mais recursos de valor para a
investição constitui também objectivo prioritário para 2009.

• Gestão da colecção de literatura jurídica oitocentista

De acordo com a avaliação efectuada, cerca de 65% desta colecção, constituída por
monografias do século XIX e por legislação antiga encontra-se necessitada de
higienização e de recuperação das suas encadernações.
O programa da Fundação Calouste Gulbenkian Recuperação, Tratamento e
Organização de Acervos Documentais, cuja recepção de candidaturas decorrerá até
Março de 2009, concede um apoio financeiro a actividades de tratamento e
recuperação de colecções de bibliotecas; é nossas intenção, apresentar uma
candidatura a este Programa, no sentido de obter um subsídio que custeie total ou
parcialmente um plano de recuperação das encadernações desta colecção que se
encontram em mau estado. Esta tarefa será atribuída a um encadernador com
competências neste sector de actividade.
Inserida na actividade de gestão desta colecção especial sda Biblioteca, encontra-se o
tratamento da restante documentação, iniciado em 2008 e que deverá terminar em
2009.

• Serviço de Referência Virtual

Este serviço, recentemente criado na Biblioteca, necessita de ser dinamizado e


divulgado suficientemente, de acordo com os dados apresentados no Relatório de
Actividades. A utilização da página web da Biblioteca para esse efeito é uma acção
que pretendemos implementar. Para o efeito, terá de ser adquirido um software
específico que permita uma resposta imediata às questões colocadas por e-mail.
Previamente à selecção e aquisição de qualquer produto, deverá ser considerada a
possibilidade da existência de software livre específico para essa finalidade.

• Desenvolvimento e actualização sistemática do site web da Biblioteca

Terminar a reestruturação da página web da Biblioteca é um dos objectivos


considerados prioritários a alcançar em 2009; simultaneamente, deverá ser editado um
desdobrável em papel que constituirá um elemento de divulgação adicional da
BFDUL e dos seus recursos de informação. Em 2009, será também introduzido na

3
página web um vídeo institucional didático de 3 minutos, que complete as
funcionalidades de divulgação do site.
A actualização sistemática do site deverá ser uma preocupação constante, de modo a
acrescentar informações pertinentes aos seus conteúdos e a torná-lo um verdadeiro
veículo de comunicação com a comunidade de utilizadores.

• Formação de Utilizadores

Outro objectivo que pretendemos alcançar em 2009, prende-se com o


desenvolvimento de serviços de importância estratégica para a comunidade
universitária, entre os quais salientamos a realização de acções de formação
organizadas pela Biblioteca e direccionadas para os utilizadores, com objectivos de
informar sobre os diversos conteúdos das bases de dados, demonstrar estratégias de
pesquisa a utilizar, não esquecendo a continuação das acções de formação específicas
dirigidas aos novos alunos, no início de cada ano lectivo, que abrangem informação
de carácter geral sobre a organização da Biblioteca, recursos, procedimentos e regras
internas.
A par destas acções presenciais, a Biblioteca propõe-se desenvolver tutoriais de ajuda
a pesquisas e conteúdos das suas bases de dados, a inserir posteriormente no seu site
web.
Também o vídeo institucional em construção actualmente visa informar e esclarecer
os utilizadores da Biblioteca sobre estes aspectos, pelo que o texto que acompanha as
imagens deverá possuir objectivos didácticos.

• Publicação das Actas do III Encontro de Bibliotecas e Arquivos Jurídicos

Na sequência da realização deste evento e das respectivas conclusões, a publicação


das Actas e a sua divulgação constitui uma acção prioritária a implementar em 2009.
À semelhança dos anteriores Encontros, a Biblioteca apresentará uma candidatura ao
Programa FACC da Fundação para a Ciência e Tecnologia para a obtenção de um
apoio financeiro destinado à edição de 500 exemplares; o referido volume de Actas
será editado como Suplemento da Revista da Faculdade de Direito e será distribuído
gratuitamente aos profissionais e instituições no âmbito da informação jurídica.

• Exposições

Constitui objectivo da Biblioteca para 2009, continuar a divulgar os seus recursos de


informação, quer os que vai adquirindo ao longo do ano, no seguimento da sua
política de aquisições, quer os recursos já existentes, como forma de optimizar a sua
utilização. Dispondo agora de um espaço nobre para o efeito, a Sala Professor Ruy de
Albuquerque, consideramos da maior pertinência divulgar, quer alguns Praxistas, quer
obras pertencentes à colecção oitocentista, na sequência do tratamento de recuperação
que lhes for aplicado em 2009.
A organização de uma exposição temática, em Abril de 2009, sobre a produção
científica da Faculdade no âmbito do desenvolvimento sustentável e direito do
ambiente encontra-se também nos objectivos prioritários que definimos. Esta

4
exposição insere-se no evento promovido pelo IPAD, que contará com a participação
da Faculdade.

Conclusão:

Foram vários os objectivos estratégicos definidos e integrados em acções prioritárias a


desenvolver pela Biblioteca em 2009. Não foram, no entanto, destacadas neste
documento as acções correntes inerentes ao normal funcionamento do serviço, como o
tratamento documental e o atendimento, entre muitas outras.
Convém lembrar que a Biblioteca, enquanto organismo vivo e em constante evolução
e desenvolvimento, tal como o enuncia Ranganathan, numa das suas cinco célebres
leis da biblioteconomia, apenas será viável por meio do constante desenvolvimento e
actualização das suas colecções (digitais e em suporte papel), da formação e a
renovação dos seus quadros profissionais, a par da implementação de políticas
documentais adequadas e desenvolvidas em articulação directa com as necessidades e
exigências dos seus utilizadores.

Salientamos, no entanto, que acima de qualquer objectivo estratégico, ocupando a


prioridade máxima para o desenvolvimento e evolução da Biblioteca em 2009, se
encontra a necessidade imperiosa e urgente de renovação do seu capital humano.
Todos os objectivos enunciados pressupõem a existência de recursos humanos
qualificados, sem os quais todos se tornam irrealizáveis. Por outro lado, transmitir às
gerações novas o conhecimento institucional deverá ser entendido como um objectivo
prioritário, à medida que as gerações mais velhas se forem ausentando.É necessário
nomear técnicos de qualidade para exercer funções na Biblioteca, substituindo os que
estão a passar à situação de aposentação. É com estes, com o conhecimento
institucional que possuem e da sua transmissão às novas gerações, que a Biblioteca
vai continuar a sua evolução e a sua adaptação constante às sempre novas realidades
do sector.

Reiteramos aqui também a necessidade da Biblioteca continuar a afirmar-se como


uma instituição apta a transmitir conhecimentos e a intervir na formação dos
profissionais de informação e documentação, de modo a contribuir para que a
formação prática se acrescente à teoria recebida na escola. Estamos assim abertos a
continuar a receber estagiários, em especial alunos provenientes dos novos cursos de
mestrado da Universidade Nova, acompanhando e orientando os estágios de prática
profissional, complementares da sua formação.

Lisboa, Março de 2009

Ana Maria Martinho

Você também pode gostar