Você está na página 1de 6

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO – IFMA.

CAMPUS MONTE CASTELO


DEPARTAMENTO DE PESQUISA, PÓS-GRAGUAÇÃO E INOVAÇÃO – DPPGI
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA MECÂNICA

RONALDO SILVA PAIXÃO


20201MME.MTC0011

PROVA 2 – DISCIPLINA DE METÓDOS MATEMÁTICOS APLICADOS À


ENGENHARIA MECÂNICA.
PROF. DR. JORGE BELTODO JUNIOR

SÃO LUIS – MA
2020
1 - Considere o problema de uma placa retangular que troca calor por convecção
com um fluido a temperatura 𝑇∞ e o coeficiente h, conforme o indicado na figura
ao lado.

A temperatura da superfície da placa varia de acordo com a expressão:


𝐶
𝑇𝐶 = 1 , onde C é uma constante
𝑥 ⁄2

Nestas condições, determine a taxa de transferência de calor 𝑄𝑆 removida da


placa.

RESPONDENDO ANALITICAMENTE À QUESTÃO TEMOS:

Utilizado as constantes: C = 1, W = 0.2, h = 1, 𝑇∞ = 0° (≅ 273𝐾) e L


=1

A taxa de transferência de calor removida da placa é dada pela


seguinte equação:

𝑑𝑞𝑐 = ℎ𝑐 𝑑𝐴(𝑇𝑠 − 𝑇∞ )

Como existe apenas uma variação ao longo do eixo x, (verifica na


imagem) e mantendo a constante W temos:

𝐿 𝐶 𝐿 1
𝑞𝑐 = ∫0 ℎ𝑐 𝑊 ( −
1 − 𝑇∞ ) 𝑑𝑥 → 𝑞𝑐 = ∫0 1 𝑥 0.2 ( −
1 − 273) 𝑑𝑥 →
𝑥 2 𝑥 2
𝑞𝑐 = −54,46𝑊
APLICANDO NO FlexPDE

Fig. 01 – Código Aplicação no FlexPDE.

Fig. 02 – Resultado da Taxa de Transferência de Calor ao longo do Metal

Resultado do FlexPDE batem com o a resposta analítica.


2 - Uma parede plana é composta de dois materiais A e B, conforme
esquematizado na figura abaixo. No material A ocorre geração interna de calor
(𝑞𝐴) e o fluxo de calor (𝑞) se propaga para o material B, o qual troca calor por
convecção com um fluido a temperatura 𝑇∞ e coeficiente de convecção ℎ. O
material A está isolado na fronteira 𝑥 =0, e em 𝑥 = 𝐿𝐴 a temperatura é uniforme
(𝑇1). Considere a área unitária em todos os cálculos.

Nestas condições (condução 1-D, regime permanente, propriedades constantes):


a) Obtenha a temperatura 𝑇2 , efetuando um balanço de energia para o material B.
b) Determine a temperatura na face isolada do material 𝑇0

RESPONDENDO ANALITICAMENTE À QUESTÃO TEMOS:

Observando o fluxo na parede 2, sendo 𝑞2 = ℎ(𝑇2 − 𝑇∞ ), e observando o fluxo é


constante (pelo regime permanente a condução do calor do material) é dado pela
(𝑇 − 𝑇 )
equação 𝑞𝐴 = −𝑘 1𝐿 0 , sendo igual ao fluxo convectivo da parede 2, ajustando as 2
𝐴
equações verificamos a igualdade entre elas obtendo a igualdade 𝑞𝐴 . 𝐿𝐴 = 𝑞2 então
𝐿
temos: 𝑞𝐴 . ℎ𝐴 + 𝑇∞ = 𝑇2 , assim aplicando temos:

0,05
𝑇2 = 1,5𝑥106 . + (30 + 273) = 𝟑𝟕𝟖𝑲 𝑜𝑢 𝟏𝟎𝟓°𝑪
1000

O conceito da Resistência térmica sendo aplicada temos:


𝐿𝐵 1
𝑅𝐵 = 1𝑥𝐾𝐵
(Resistência condutiva B) ; 𝑅2 = ℎ
( Resistência Convectiva em 2)

Assim temos:

(𝑇1 −𝑇∞ ) 𝑞𝐴 .𝐿2𝐴


𝑞2 = 𝑅𝑇𝑜𝑡𝑎𝑙
; 𝑅𝑇𝑜𝑡𝑎𝑙 = 𝑅𝐵 + 𝑅2 e na parede isolada temos: 𝑇0 = 2𝐾𝐴
+ 𝑇1
Temos:
0,02 1
𝑇1 = ℎ(𝑇2 − 𝑇∞ )(𝑅𝐵 + 𝑅2 ) + 𝑇∞ → 𝑇1 = 1000(105 − 30) ( + ) + 30
150 1000
𝑻𝟏 = 𝟏𝟏𝟓°𝑪

1,5𝑥106 . 0,052
𝑇0 = + 115 → 𝑻𝟎 = 𝟏𝟒𝟎°𝑪
2𝑥75

APLICANDO NO FlexPDE

Fig. 03 – Código Aplicação da segunda questão no FlexPDE.


Figura 4 – Resultado da distribuição de calor da segunda questão no FlexPDE.

Os resultados analíticos e no FlexPDE, correspondem.