Você está na página 1de 194

Anuário do Instituto Rio Branco

2019
Ministério das Relações Exteriores

Anuário do Instituto Rio Branco

2019

Instituto Rio Branco


ÍNDICE

APRESENTAÇÃO............................................................................... 8

I. O INSTITUTO RIO BRANCO ........................................................ 11

Breve história do Insti tuto Rio Branco ............................................. 11


Recrutamento e treinamento antes da criação do Instituto .................. 11
Origens e evoluç ão do Instituto......................................................... 12
O exame vestibular e o CPCD (1946-1995) ....................................... 14
O PROFA-I e o CACD (1996 aos dias atuais) .................................... 16
O Curso de Formaç ão do Instituto Rio Branco ................................... 18
O ingresso de mulheres ................................................................... 18
O ingresso de negros ....................................................................... 20
Os diretores .................................................................................... 22
O corpo docente .............................................................................. 23
As sedes ......................................................................................... 23
Os Prêmios “Lafayette de Carv alho e Silva” e “Rio Branco” ................ 24

Organização ..................................................................................... 25
Estrutura e competências ................................................................. 25
Conc urso de Admissão à Carreira Diplomática .................................. 26
Curs o de Formação de Diplomatas do Instituto Rio Branc o ................ 27
Curs o de Aperfeiçoamento de Diplomatas ......................................... 27
Curs o de Altos Estudos .................................................................... 27
Programa de Ação Afirmativa ........................................................... 28
Cooperação internacional ................................................................. 29
Publicações ..................................................................................... 29
O Instituto na Internet....................................................................... 30

II. ATIVIDADES DO INSTITUTO RIO BRANCO EM 2019.............. 32

Concurso de Admissão à Carreira Diplomática ............................... 32


Provas ............................................................................................ 33
Resultado........................................................................................ 33

Curso de Formação da Turma de 2018-2019 .................................... 35


Corpo docent e................................................................................. 37
Corpo discente.......................................................................................37
Disciplinas cursadas em 2019...............................................................38

Curso de Formação da Turma de 2020-2021 .................................... 40


Corpo docent e................................................................................. 41
Corpo discente ................................................................................ 42
Disciplinas cursadas em 2020...............................................................42

LXIX e LXX Curso de Aperfeiçoamento de Diplomatas .................... 42


LXIX CAD..............................................................................................42
LXX CAD...............................................................................................44

LXIV e LXV Cursos de Altos Estudos ...................................................


LXIV Curso de Altos Estudos............................................................ 45
LXIII Curso de Altos Estudos.................................................................46

Programa de Ação Afirmativa .......................................................... 48

Cooperação Internacional ................................................................ 49

Formatura da turma 2017-2019......................................................... 50

III. ANEXOS....................................................................................... 51

Relação dos alunos desde 1946 ....................................................... 52

Relação dos alunos estrangeiros desde 1976 .................................. 86

Relação dos professores desde 1946............................................... 93

Relação dos funcionários desde 1946.............................................134

Acordos de cooperação internacional ............................................166

Exames vestibulares e concursos desde 1946 ................................175

Normas que regem o funcionamento do Insti tuto ...........................195

5
APRESENTAÇÃO

O Instituto Rio Branco, com a publicação deste Anuário, deixa consignadas as atividades
acadêmicas e outras desenvolvidas ao longo do ano de 2019.
Deixa registro, assim, dos alunos de seus diferentes cursos e dos professores que neles ministraram
aulas, dos diversos palestrantes e visitantes que contribuíram para suas atividades, da programação do Curso de
Formação de Diplomatas e do Curso de Aperfeiçoamento de Diplomatas (CAD), dos trabalhos aprovados no
Curso de Altos Estudos (CAE).
Apresenta, além disso, o desempenho dos programas de Ação Afirmativa e de acolhimento de
bolsistas estrangeiros, e deixa constância dos nomes dos servidores que integraram seu quadro de funcionários
no período.
Este Anuário traz, também, atualizações estatísticas a respeito da atividade pregressa do Instituto,
bem como relação de seus ex-funcionários.
Pretendendo recuperar a memória de sua trajetória institucional, este Anuário contém, ademais,
breve histórico da trajetória administrativa do Instituto desde sua criação, em 1945.
A Direção-Geral do Instituto Rio Branco espera contribuir para a manutenção da memória inicial
dos que por ele passaram e deixar constância do trabalho realizado no âmbito de suas finalidades- seleção,
formação e aperfeiçoamento dos diplomatas brasileiros.
A Direção do Instituto agradece a dedicação e o zelo profissional dos funcionários que nele servem
e serviram, sem os quais este Anuário não existiria como agora existe, e apreciaria sugestões, críticas e
indicações de possíveis erros ou lacunas, a fim de melhorar as próximas edições.

6
7
I. O INSTITUTO RIO BRANCO

8
9
Breve história do Instituto Rio Branco

O Instituto Rio Branco foi criado em 1945, na esteira das comemorações do centenário de
nascimento do Barão do Rio Branco, patrono da diplomacia brasileira. Inicialmente instituído com a dupla
finalidade de tratar da formação e aperfeiçoamento dos funcionários do Ministério das Relações Exteriores e
de constituir núcleo de estudos sobre diplomacia e relações internacionais, o Instituto tornou-se, ao longo de
seus mais de 70 anos de existência, referência internacional como academia diplomática.
O proesso de seleção para a carreira diplomática, a cargo do Instituto, é um dos mais tradicionais
do País, tendo-se realizado anualmente – em alguns casos até duas vezes por ano – desde 1946. Da primeira
turma a ingressar no Instituto, naquele ano, até hoje, formaram-se mais de dois mil diplomatas, que
ingressaram invariavelmente por meio de processo seletivo, seja na forma de concurso direto ou de exames
para o Curso de Preparação à Carreira de Diplomata, sucedido pelo PROFA-I, depois denominado Curso de
Formação do Instituto Rio Branco.
O Instituto Rio Branco é responsável também pela realização do Curso de Aperfeiçoamento de
Diplomatas e do Curso de Altos Estudos, obrigatórios para a promoção na carreira de diplomata.
Desde a classe inicial de terceiro secretário até o topo da carreira diplomática, o Instituto Rio
Branco tem, assim, mantido o compromisso de selecionar, formar e aperfeiçoar corpo de servidores coeso e
coerente com a tradição da política externa brasileira.
O Instituto promove, ademais, seleção anual de bolsistas para o Programa de Ação Afirmativa,
com a finalidade de proporcionar maior igualdade de oportunidades de acesso à carreira de diplomata e de
acentuar a diversidade étnica nos quadros do Itamaraty por meio da concessão de bolsas -prêmio para custeio
dos estudos de candidatos negros ao Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata.

Recrutamento e treinamento antes da criação do Instituto

Desde sempre foi o entendimento dos diferentes governos que se fazia necessário dispor de corpo
de funcionários selecionado e treinado para a realização da política externa brasileira. Não obstante, somente a
partir dos anos 1930, o recrutamento de pessoal para o serviço público ganha contornos de política de Estado, a
partir da criação do DASP, em 1938. No caso específico da carreira diplomática, a sistematização de seu
recrutamento e treinamento ocorreria, um pouco mais tarde, com a criação do Instituto Rio Branco, em 1945.
Foram inúmeros os ensaios e tentativas de conformar um padrão no recrutamento. No Império, por
exemplo, ainda no Primeiro Reinado, o Marquês de Aracati, um dos primeiros titulares da pasta dos Negócio s
Estrangeiros, apontava a necessidade de prover o serviço diplomático do Brasil com pessoal idôneo e capaz.
Em 1834, ao tempo do primeiro mandato do Visconde de Sepetiba à frente da pasta, o regimento
consular dispunha que o cônsul tivesse de se fazer “acreditar por uma conduta regular, perícia nas línguas
francesa e inglesa, conhecimento do direito mercantil e marítimo, e dos usos e estilo do comércio”.
Entre as primeiras tentativas de recrutamento de diplomatas e cônsules mediante concurso público,
está a do próprio Visconde de Sepetiba, em seu segundo tempo nos Negócios Estrangeiros. O regulamento de
1842 introduzia o concurso de habilitação, exigindo-se que os candidatos demonstrassem conhecimento de
gramática, ortografia, aritmética, direito internacional, geografia, latim, francês e inglês, para além de uma boa
caligrafia.
Na gestão do Visconde do Uruguai à frente dos Negócios Estrangeiros, a qual marca um período de
importantes conquistas no campo da diplomacia, nas questões do Prata e na extinção do tráfico de escravos,
seria lançado um dos pilares do conceito de carreira. A Lei nº 614, de 22 de agosto de 1851, conhecida como
Regulamento Paulino de Sousa, determinava que o preenchimento dos cargos do serviço diplomático só
poderia ocorrer na classe de secretários e adidos de legação. Ao tratar dos critérios de qualificação dos adidos
de legação, então funcionários de nível inicial da carreira diplomática, a Lei nº 614/1851 dava preferência aos

10
“bacharéis formados nos cursos jurídicos do Império, e aos graduados em academias ou universidades
estrangeiras que mais versados se mostrarem em línguas”. Mencionava, ainda, que, para os que não
possuíssem aquelas qualificações, dever-se-ia proceder à habilitação por intermédio de exames.
Em decorrência da edição da Lei nº 614/1851, foi promulgado, em 20 de março de 1852, o Decreto
nº 940, que criou o concurso público para adidos de legação. A estrutura do concurso não difere radicalmente
daquela dos concursos atuais. De fato, o artigo 2º das “Instruções para o Exame dos Candidatos ao Lugar de
Adido de Legação” daquele decreto estipulava que o exame deveria versar sobre as seguintes matérias:

1. Conhecimento das línguas modernas, especialmente da inglesa e francesa, d evend o o cand idato
traduzir, escrever e falar esta última.
2. História geral e geografia política, história nacional e notícia dos tratados feitos entre o Br asil e as
potências estrangeiras.
3. Princípios gerais do direito das gentes e do direito público nacional e das principais nações
estrangeiras.
4. Princípios gerais de economia política, e do sistema comercial dos principais Estados e da produção,
indústria, importações e exportações do Brasil.
5. A parte do direito civil relativa às pessoas e princípios fundamentais em matérias de sucessão.
6. Estilo diplomático, redação de despachos, notas, relatórios etc.

Embora esse procedimento de seleção não se tenha mantido com a regularidade esperada por seu
criador, nota-se a preocupação em aparelhar o Ministério dos Negócios Estrangeiros com corpo de
funcionários estável e bem preparado.
Já no século XX, o Decreto nº 19.592, de 15 de janeiro de 1931, dispunha que “os cônsules de
terceira classe serão nomeados mediante concurso, nas condições atualmente estabelecidas a terceiros oficiais,
e farão um estágio preparatório de habilitação de dois anos na Secretaria de Estado”.
Em 1934, o Decreto nº 24.486, ao instituir, na Secretaria de Estado das Relações Exteriores, um
“Curso de Aperfeiçoamento nos Serviços Diplomático e Consular”, acabaria por ensejar a cri ação, em 1945, do
Instituto Rio Branco, o qual assumiria definitivamente, ainda em princípios do ano seguinte, a tarefa de
selecionar anualmente quadros para a carreira de diplomata, criada pelo Decreto-Lei nº 791, de 14 de outubro
de 1938, norma que serviu de suporte à chamada Reforma Osvaldo Aranha.

Origens e evolução do Instituto


Pode-se apontar o Decreto nº 24.486, de 28 de junho de 1934, como pedra fundamental do
trinômio seleção-formação-aperfeiçoamento dos membros da carreira diplomática, tarefas as quais seriam, na
década seguinte, conferidas exclusivamente ao Instituto por meio de seu ato de fundação, o Decreto-Lei nº
7.473/1945. Ao sancionar aquele decreto, considerando não existir no Brasil um “instituto de especialização
destinado a formar funcionários aptos para a direção dos serviços diplomático e consular”, Getulio Vargas
constituía, na Secretaria de Estado das Relações Exteriores, um curso de aperfeiçoamento para os funcionários
do Itamaraty.
No contexto da inovação trazida pela dita norma, o então Secretário Jorge Latour sugeria, em
memorando de 7 de dezembro de 1934, a criação de órgão, no âmbito do Ministério das Relações Exteriores,
com a finalidade de ministrar dois cursos, “um, de preparatórios, para a admissão de funcionários no
Ministério e em repartições internacionais; outro, de aperfeiçoamento, para os funcionários do Ministério e
para os investidos em comissões no exterior em cargos de responsabilidade”.
A proposta seria reformulada uma década mais tarde, em memorandos de 4 de maio e 4 de
dezembro de 1944. À frente do Serviço de Documentação e chefe da comissão preparatória dos festejos do
centenário do Barão, instituída no Ministério das Relações Exteriores em 23 de março de 1944, Latour sugeriu

11
que se incluísse, entre os atos comemorativos, a assinatura e publicação de norma dando existência legal ao
que se denominaria “Instituto Barão do Rio Branco”, “uma entidade mista, oficial e privada, criada com o fim
de ensinar e exercitar matérias de interesse para a conservação e consolidação interna da nação e da
nacionalidade brasileira e de sua expansão ou influência no exterior, mediante o aperfeiçoamento da sua
política externa e das suas relações internacionais em diferentes aspectos”, e no qual “se organizassem cursos e
se lecionassem matérias diretas ou indiretamente relacionadas com a política exterior, a vida internacional, a
diplomacia, os assuntos consulares e outros de interesse real dentro da mesma esfera de cogitações ”.
Aprovada, essa concepção levou à promulgação, em 18 de abril de 1945, do Decreto-Lei nº 7.473,
sancionado pelo Presidente Getúlio Vargas e referendado pelo Embaixador José Roberto de Macedo Soares
como Ministro das Relações Exteriores interino.
O Decreto-Lei nº 7.473/1945 desenvolvia e mesmo conferia nova dimensão aos consideranda do
Decreto nº 24.486/1934 ao consignar que o “centro de investigações e ensino” que estava sendo criado seria
responsável pela “formação, o aperfeiçoamento e a especialização de funcionários do Ministério das Relações
Exteriores” e pelo “preparo de candidatos ao concurso para a carreira de ‘Diplomata’”.
Não foi esse decreto-lei, no entanto, nem o de número 8.461, de 26 de dezembro de 1945, que lhe
alterava o texto, que atribuiu ao Instituto a responsabilidade de selecionar quadros para o Ministério das
Relações Exteriores1 . As primeiras atividades do Instituto tiveram a forma de cursos de extensão destinados ao
aperfeiçoamento dos funcionários da carreira de diplomata e à difusão de conhecimentos relativos à geografia
e à cartografia do Brasil.
A publicação do Decreto-Lei nº 9.032, em 6 de março de 1946, traria finalmente para a esfera do
Instituto a realização de concurso de provas e a seleção entre candidatos aprovados nos exames finais do Curso
de Preparação à Carreira de Diplomata (CPCD) para o ingresso na carreira diplomática. Ademais do CPCD, o
decreto-lei instituía o Curso de Aperfeiçoamento de Diplomatas (CAD) e competia-o também ao Instituto,
inicialmente obrigatório para o diplomata em primeira remoção para o exterior.
Sob a administração do primeiro diretor do Instituto Rio Branco, Embaixador Hildebrando
Accioly, foram elaborados o Regimento (Decreto nº 20.279, de 26 de dezembro de 1945) e o Regulamento
(Decreto nº 20.694, de 6 de março de 1946) e organizados os primeiros exames vestibulares do recém-criado
CPCD. Ainda em 1946, foi admitida a primeira turma de 27 cônsules de terceira classe, como eram então
chamados os terceiros secretários de hoje.
No início da década de 1960, sob inspiração do depois Embaixador Jaime Azevedo Rodrigues,
importante inovação ocorreu em matéria de aperfeiçoamento de diplomatas: a Lei nº 3.917, de 14 de julho de
1961, criou o Curso de Altos Estudos (CAE), o qual se tornaria, após cinco anos de sua instalação, condição
para promoção dos Ministros de Segunda Classe a Ministro de Primeira Classe e comissionamento na função
de Embaixador. O CAE só viria a ser efetivamente implementado em 1977, quando, já então criada a classe de
conselheiro, tornou-se condição para promoção a ministro de segunda classe.
A evolução do Instituto e o desenvolvimento de seus três cursos derivam do esforço empreendido
na busca pela excelência na seleção, formação e aperfeiçoamento de diplomatas. É interessante notar como o
aprimoramento dos cursos contribuiu para o fortalecimento institucional, e vice-versa. Em despacho de 5 de

1
O Decreto-Lei nº 8.461/1945 deu nova redação ao Decreto-Lei nº 7.473/1945. Embora aquele diploma
legal não conferisse ao Instituto Rio Branco o recrutamento e a seleção de diplomatas, pode-se dizer que
caminhava nesse sentido, ao substituir a finalidade de “preparo de candid ato s ao con cu rso p ar a a
carreira de Diplomata” pela de “ensino das matérias exigidas para o ingresso na carreira de Diplomata”.
A mudança é sensível, pois com ela o Instituto não se prestaria a preparar candidatos ao concurso, cu ja
realização estava então a cargo do Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP); mas, sim,
tornar-se-ia centro de formação. O Decreto-Lei nº 9.032/1946 v iria a co nclu ir e co mp lementar a
mudança trazida pelo Decreto-Lei nº 8.461/1945 ao cometer ao Instituto a responsabilidade pelas d uas
possibilidades de ingresso que vigoraram até 1995: seleção entre formandos do Curso de Preparação à
Carreira de Diplomata, cuja frequentação era adstrita aos aprovados em s eu ex ame v estib ular, o u
concurso direto.
12
junho de 1975, o Ministro de Estado da Educação e Cultura homologou o Parecer nº 1.842/ 1975, do Cons el ho
Federal de Educação, que reconhecia o CPCD como curso de nível superior e atribuía ao Instituto Rio Branco
a designação de “estabelecimento de ensino superior”. Já o CAD e o CAE obtiveram, a partir do Decreto nº
79.556, de 20 de abril de 1977, o status de “sistema de treinamento e qualificação destinado a assegurar a
permanente atualização e elevação do nível de eficiência do funcionalismo” de que trata o artigo 6º da Lei nº
5.645, de 10 de dezembro de 1970, condição essa já esboçada no artigo 16 do Decreto nº 71.323, de 7 de
novembro de 1972, o qual estabelecia que a ascensão na carreira diplomática se daria mediante a conclusão de
tais cursos. Na década de 1990, o empenho do Itamaraty em aprimorar a formação de diplomatas com a criação
do PROFA-I2 acarretaria o reconhecimento do curso inicial da carreira diplomática como mestrado
profissionalizante, por meio de despacho do Ministro de Estado da Educação de 31 de dezembro de 2002.
A maior parte dos decretos e portarias que, desde a fundação do Instituto, aprovariam novas
versões de seu Regulamento tinha por objetivo incorporar aprimoramentos ao CPCD e suas regras de
admissão3 . As sucessivas modificações no curso de 50 anos, no entanto, não alterariam a essência do
Regulamento, e o CPCD funcionaria até o concurso de 1995, sendo sucedido no concurso de 1996 pelo
PROFA-I, o qual, por sua vez, seria substituído pelo Curso de Formação do Instituto Rio Branco com a edi ção
da Portaria nº 336, de 30 de maio de 2003. Essa portaria, ademais, franqueava aos alunos do Curso de
Formação participar do Mestrado em Diplomacia, o qual, não obstante se encontre descontinuado, propiciou a
aprovação de 190 dissertações entre 2003 e 2010.
O Instituto Rio Branco também já se encarregou, por força do Decreto nº 94.327, de 13 de maio de
1987, da aplicação do Curso de Atualização de Oficiais de Chancelaria. O I CAOC foi realizado em fevereiro
de 1988 e saiu da esfera de competência do Instituto a partir da edição do Decreto nº 1.756, de 22 de dezembro
de 1995.

O exame vestibular e o CPCD (1946-1995) 4

Em 6 de março de 1946, o Decreto-Lei nº 9.032 criava o Curso de Preparação à Carreira de


Diplomata (CPCD). A inscrição no CPCD, nos termos do primeiro regulamento do Instituto, aprovado pelo
Decreto nº 20.694, de mesma data, era condicionada à aprovação em exame vestibular constante de provas de
Cultura Geral e de noções de Francês, Inglês, História do Brasil e Corografia do Brasil 5 . Selecionado para o
curso, o aluno do CPCD, nos termos do artigo 4º do decreto, estudaria as seguintes matérias:

1. Português;
2. Francês;
3. Inglês;
4. Direito Internacional Público;
5. Direito Internacional Privado;
6. História do Brasil;

2
O Programa de Formação e Aperfeiçoamento – Primeira Fase foi criado pelo Decreto de 14 de
setembro de 1995, que alterava o Decreto nº 93.325, de 1º de outubro de 1986.
3
Vale notar que somente com a edição do Decreto nº 75.350, de 4 de fevereiro de 1975, a competência
pela aprovação do Regulamento seria delegada pelo Presidente da República ao Ministro de Estado das
Relações Exteriores.
4
O termo ‘exame vestibular’ foi utilizado até o processo seletivo de 1990. De 1991 a 1995, a s eleção
levou a denominação de ‘exame de admissão’ ao CPCD. Para mais informações, veja o quadro
“Exames vestibulares e concursos desde 1946”, constante dos Anexos deste anuário.
5
Excepcionalmente, o primeiro exame vestibular consistiu de prova escrita somente de Cultura Geral.
13
7. História Política Mundial, dos fins do século XVIII aos nossos dias;
8. Geografia Econômica Geral e do Brasil;
9. Economia Política;
10. Noções de Direito Constitucional e Administrativo;
11. Noções de Direito Civil e Comercial.

As matérias sobre as quais versavam o exame vestibular e o CPCD sobreviveram, com algumas
adaptações, é certo, até os tempos atuais, e o mecanismo de seleção de quadros entre os aprovados no CPCD
constituiu-se, até 1995, a forma preferencial de ingresso na carreira diplomática.
Durante as primeiras cinco décadas de existência, período que coincide com a vigência do CPCD,
o Instituto promoveu apenas sete concursos ditos “diretos”, sem a exigência de frequentar o CPCD. Foram os
concursos de 1954, 1955, 1962, 1967, 1975, 1977 e 1978. Assim como nos exames vestibulares, no ingresso
por meio de concurso público, exigiam-se, para além de provas de “sanidade e capacidade física” e de provas
sobre as matérias aplicadas no CPCD, provas de “rigorosa investigação de seus costumes”, essa última na
forma de ficha corrida e cartas de referência de professores ou empregadores (depois, atestado de antecedentes
e, por fim, declaração de antecedentes em formulário do Instituto). Somente no exame de 1994 cairia a
exigência de antecedentes.
A preferência por exame vestibular para o CPCD em lugar da realização de concurso público de
provas para admissão direta ao quadro de pessoal do Itamaraty pode-se explicar pela carência de cursos de
nível superior para o ensino do fazer diplomático e matérias correlatas, a qual não foi de todo suprida mesmo
com a proliferação, nas últimas décadas, de cursos de relações internacionais 6 . O candidato, ao tornar-se aluno
e frequentar as matérias do CPCD, entrava em contato, no Instituto, com a perspectiva do Ministério das
Relações Exteriores7 a respeito das matérias que estudara para o exame vestibular, as quais - se não as mesmas,
aproximavam-se das matérias do curso. Ademais, não se pode negar a conveniência de seleção de quadros para
o Ministério entre os formandos de um curso de preparação realizado em dependências do próprio Ministério –
uma dupla seleção, a qual demandava dupla formação, antes e após o CPCD.
Considerando a conveniência de alargar a área geográfica de recrutamento dos candidatos e, ao
mesmo tempo, facilitar a sua seleção por meio da descentralização parcial do exame vestibular, o Decreto nº
45.535, de 5 de março de 1959, introduziu o Exame de Seleção Prévia (depois Provas Vestibulares Iniciais, de
1975 a 1991, e Exame de Admissão entre 1992 e 1995), realizado no Distrito Federal e “nas capitais de maior
densidade demográfica da União”8 . Os aprovados nesse exame preliminar teriam custeadas pela Administração
as despesas de transporte até o Rio de Janeiro, então capital federal, para que realizassem o exame vestibular
propriamente dito.
O Instituto ofereceu bolsas de estudo aos alunos durante toda a vigência do CPCD. Por meio de
Portaria de 31 de janeiro de 1947, foram instituídas bolsas de estudos destinadas a facilitar a permanência, no

6
O primeiro concurso a prever em edital o exame de conhecimentos de relações internacionais foi o d e
1977; os exames vestibulares até então não previam tal exigência. Os exames vestibular es d e 1 987 a
1995 previam prova de Questões Internacionais Contemporâneas.
7
O próprio Decreto nº 20.694/1946 previa, em seu artigo 28, que, entre os professores a lecio nar n o
Instituto, quando servidores do Estado, seriam preferidos o s d iplom atas n o ens in o d as m atér ias
“diplomáticas”.
8
Durante a vigência do CPCD, o exame prévio nunca foi realizado nas capitais de todos os Estados. De
1961 a 1976, foram aplicados nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Belo Horizonte,
São Paulo e Porto Alegre. Em 1977, foram incluídas as cidades de Fortaleza e Cu r itib a. E m 1 980 ,
Manaus e Belém. Em 1989, Florianópolis. No concurso de 1993, o exame prévio não foi aplicad o n as
cidades de Manaus, Salvador e Florianópolis, voltando a figurar no concu rso s egu inte, em q u e f o i
incluída a cidade de Campo Grande. No exame de 1995, as cidades escolhidas foram Br asília, Belém,
Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.
14
Rio de Janeiro, dos alunos residentes fora do então Distrito Federal e da cidade de Niterói que não tivess em
condições de prover sua própria subsistência durante os dois anos de estudo. No edital do exame vestibular de
1951, registra-se a extensão do benefício, com caráter de excepcionalidade, aos residentes na Capital Federal.
Nos editais dos exames vestibulares seguintes, a bolsa volta a valer somente aos não residentes na capital e em
Niterói. O edital de 1958 retoma a exceção, e o de 1959 dá preferência ao candidato não residente. A bolsa de
estudo passou a ser oferecida a todos os alunos somente a partir do exame vestibular de 1968. Entre 1987 e
1994, à exceção dos anos de 1992 e 1993, foi oferecido, adicionalmente, alojamento ou apartamento funcional
aos alunos do CPCD.
O exame vestibular do CPCD também apresentou evolução quanto às exigências de escolarid ade
do candidato. Exigia-se, inicialmente, nível médio completo. No concurso direto de 1967, foi requerido, pela
primeira vez, a conclusão do segundo ano de curso de nível superior. A medida estendeu -se ao exame
vestibular de 1968, mantendo-se até o de 1984. Em 1985, passou-se a demandar a conclusão do terceiro ano de
curso de nível superior. A exigência de curso completo de nível superior tornou-se regra a partir do concurso
de 1994.
Ao longo da existência do CPCD, a idade mínima exigida variou entre 19 e 21 anos; também
nunca se deixou de requerer idade máxima, a qual variou entre 30 e 35 anos. A exigência de idade máxima
somente seria abolida com o advento do Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD). Foram
oferecidas, em média, aproximadamente 25 vagas por edição do exame vestibular, as quais nem sempre foram
totalmente preenchidas.
As matérias de Português, História, Geografia, Direito e Inglês foram as mais recorrentes durante a
existência do CPCD. Isso implica dizer que do candidato sempre se demandou domínio da norma culta da
língua portuguesa e excelente habilidade na escrita, amplo conhecimento sobre a história e os recursos naturais
e humanos de seu país e sua relação com a história geral, noções dos princípios gerais e das normas do direito,
e proficiência nas línguas instrumentais das diplomacias moderna e contemporânea.
A matéria de Economia também esteve presente na maior parte dos exames vestibulares do CPCD,
tornando-se regular a partir do concurso de 1980. O nível de exigência na prova convoca o candidato a
demonstrar o funcionamento da economia em seus aspectos micro e macro, nacional e internacional,
conhecimentos que serão ancilares ao diplomata na formulação e desenvolvimento de políticas para comércio
exterior, defesa comercial, economia internacional e finanças, entre outras.
Exigiu-se, ao longo dos anos, com alguma intermitência, conhecimentos de cultura geral. A
matéria deixaria definitivamente de integrar o exame a partir do concurso de 2005; com efeito, o
aprofundamento do nível de exigência das matérias cobradas nos exames mais recentes faria supor que a
formação do candidato seria naturalmente abrangente, prescindindo-se, assim, de testar-lhe os conhecimentos
sobre cultura geral per se.

O PROFA-I e o CACD (1996 aos dias atuais) 9


O Decreto de 14 de setembro de 1995 constitui divisor de águas na formação e, indiretamente, na
seleção de diplomatas. A partir da publicação dessa norma, que alterava o artigo 10 do Decreto nº 93.325, de 1º
de outubro de 1986, o CPCD era sucedido pelo Programa de Formação e Aperfeiçoamento – Primeira Fase
(PROFA-I).
As normas e diretrizes do programa, aprovadas por Portaria do Secretário-Geral das Relações
Exteriores, datada de 10 de novembro de 1995tinham como objetivos, conforme a letra do artigo 2º, eram:

I - estimular o interesse pela profissão;


II - harmonizar os conhecimentos adquiridos no curso universitário com as necessidades da f o rmação
diplomática;

9
Para mais informações sobre as edições do CACD, veja o quadro “Exames vestibulares e co ncur sos
desde 1946”, constante dos Anexos deste anuário.
15
III - transmitir e praticar os ensinamentos próprios à função diplomática;
IV - desenvolver a capacidade crítica para a melhor compreensão da gestação das decisões e atitudes da
política externa brasileira; e
V - iniciar nas normas de conduta e nas técnicas de gestão do Itamaraty.

A referida portaria, mostrava-se bastante pormenorizada no que diz respeito ao currículo do


programa de formação, o que assegurava , a harmonização de conceitos teóricos e conhecimentos atinentes à
atividade diplomática ..
Os objetivos de valorizar e priorizar o trabalho diplomático traduziam-se, também, na previsão de
realização de missão de caráter temporário em posto no exterior, seguida de estágio profissionalizante na
Secretaria de Estado das Relações Exteriores. Esse estágio incluía o rodízio em áreas meio e áreas finalísticas,
bem como o acompanhamento e aconselhamento de chefias do Ministério.
A instituição do PROFA-I implicou também alteração nas regras de ingresso na carreira
diplomática. O processo seletivo imediatamente subsequente à instituição desse programa de formação foi
realizado na forma de concurso público de provas, o primeiro desde 1977. Apesar de o Decreto-Lei nº
9.032/1946 e a Lei nº 7.501/1986 franquearem ao Instituto a realização de concurso direto 10 , somente a partir
do concurso de 1996 se adotaria definitivamente esse modelo de ingresso na carreira diplomática, com a
denominação de Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD).
Convém ressaltar que a aprovação no CACD habilita o candidato a ingressar na classe inicial de
terceiro secretário e a receber os vencimentos correspondentes durante sua formação como diplomata no
Instituto Rio Branco – e não mais bolsa de estudo, conforme se deu até o último ano do CPCD. De toda
maneira, o diplomata egresso do CACD deveria frequentar o programa de formação profissional previsto no
Decreto de 14 de setembro de 1995.
Do ponto de vista do formato de exame e das matérias nele exigidas, o CACD não implicou
ruptura com o modelo adotado então no exame vestibular do CPCD; mas, sim, atualização e aperfeiçoamento
da seleção de quadros para o Itamaraty. Previa-se, na primeira edição do CACD, por exemplo, a realização do
Teste de Pré-Seleção, ainda constante de questões de cultura geral e de provas orais, ambas abolidas no
concurso de 2005. A etapa de realização de exames de sanidade e capacidade física e psíquica manteve-se, da
mesma forma, como fase do próprio processo seletivo[, o que somente mudaria a partir do concurso de 2004.]
As matérias exigidas no CACD são, em sua maior parte, as mesmas dos exames durante a vigência
do CPCD. As matérias mais cobradas nas provas são Português, Direito, História, Geografia, Inglês, Economi a
e Política Internacional (essa última, inicialmente na forma de Questões Internacionais Contemporâneas). O
concurso tem mantido, com algumas adaptações, o mesmo formato desde 2005, com questões objetivas na
primeira fase, prova escrita de português na segunda e questões escritas das matérias cobradas na prova
objetiva na terceira.
De 1996 a 1998, os requisitos de idades mínima e máxima eram de 21 e 35 anos. Entre os anos de
1999 e 2004, não houve exigência explícita de idade, prevalecendo, assim, a regra de idade mínima positivada
na Lei nº 8.112/1990. Do concurso de 2005 em diante, o único limite a vigorar é a idade mínima de 18 anos.
De 1996 a 2013, foram oferecidas, em média, aproximadamente 50 vagas por edição do concurso. Excetuados
os concursos de 100 vagas ou mais, a média baixa para 29 vagas, próxima do número dos exames vestibulares
para o CPCD.
Os exames realizados de 1946 a 2001, fossem na forma de vestibulares ou concursos, foram
invariavelmente organizados e realizados pelo Instituto Rio Branco. Com a dimensão que vinha adquirindo o

10
Com efeito, nos termos do Decreto-Lei nº 9.032/1946, o acesso ao CPCD dar-se-ia tanto por meio de
exame vestibular como de concurso de provas. Já a Lei nº 7.501/1986 previa o in gr esso n a car reira
diplomática mediante aprovação em concurso público de pr ovas e tornava o CPCD condição de
habilitação para o serviço exterior.
16
CACD, o Instituto, a partir de 2002, passou a contar com o apoio do Centro de Seleção e Promoção de Eventos
da Fundação Universidade de Brasília (CESPE), especializado na realização de concursos.
A colaboração do CESPE permitiu ampliar substantivamente o escopo e a abrangência do
concurso. No CACD 2002, por exemplo, franqueou-se ao candidato a possibilidade de realizar a inscrição pela
Internet (coincidentemente, foi a primeira edição em que se programou reserva de vagas para portadores de
deficiência). A partir da edição de 2005, a inscrição no concurso seria realizada exclusivamente pela Internet, e
todas as provas seriam aplicadas numa mesma cidade, podendo a Administração prescindir do custeio das
despesas de transporte e acomodação durante a realização do concurso. Conclui -se em 2011 a universalização
da a aplicação de provas para todas as capitais dos Estados e o Distrito Federal.

O Curso de Formação do Instituto Rio Branco

Em 2003, nova mudança foi implantada no currículo do Instituto: a Portaria nº 336, de 30 de mai o,
substituía o PROFA-I pelo Curso de Formação do Instituto Rio Branco.
À semelhança de seu antecessor, o Curso de Formação previa a realização de “atividades
indispensáveis à formação e ao aperfeiçoamento do funcionário nomeado, à luz das necessidades da carreira
diplomática” e de estágios no exterior e na Secretaria de Estado das Relações Exteriores.
Uma das novidades trazidas pela mencionada portaria foi o Mestrado em Diplomacia, decorrente
da homologação, pelo Ministro de Estado da Educação, do Parecer nº 447/2002 da Câmara de Educação
Superior do Conselho Nacional de Educação, favorável ao reconhecimento do programa de pós-graduação do
Instituto. O Mestrado em Diplomacia constituía-se requisito para o estágio no exterior.
Diferentemente da portaria do PROFA-I, a do Curso de Formação não denominava as matérias que
o aluno teria de estudar, limitando-se a estabelecer os “instrumentos de formação e aperfeiçoamento”, na forma
de “trabalhos práticos, exercícios, preleções, exames, debates em seminários, monografias, treinamento, visitas
a Estados da Federação”.
O Curso de Formação foi atualizado pela Portaria nº 660, de 3 de novembro de 2010, a qual
reduziu para três semestres o período de formação do diplomata egresso do CACD. O estágio
profissionalizante, de acordo com a norma, seria realizado somente no período vespertino ao longo do terceiro
semestre do curso, conjuntamente com aulas pela manhã. Essa portaria, para além de dividir o currículo do
curso em disciplinas obrigatórias e disciplinas eletivas, inaugurou os ditos “módulos profissionalizantes”,
ciclos de palestras sobre determinados temas da política externa brasil eira proferidas por autoridades,
estudiosos e personalidades nas áreas escolhidas para compor os módulos. O intuito era propiciar ao aluno o
contato com fontes diversas de conhecimento e pensamento e estimular o debate de ideias, fatores que o irão
auxiliar futuramente no desempenho de suas funções.
A publicação da Portaria nº 190, de 14 de março de 2014, acarretou uma segunda atualização do
curso. Agora sob nova designação, o Curso de Formação de Diplomatas do Instituto Rio Branco pode ter
duração de três ou quatro semestres, e não somente três, conforme previa a norma precedente. A nova portaria
também reforça os aspectos disciplinar e de dedicação ao serviço característicos da carreira diplomática, ao
correlacionar as atividades em sala de aula com os afazeres do diplomata especialmente nos artigos 4º, 7º e 11,
§ 6º. Ademais, no ensejo da publicação das novas regras, suprimiram-se os dispositivos que regiam o Curso de
Mestrado em Diplomacia, o qual já se encontrava de fato descontinuado.
É bem verdade que não mais constam relacionadas na portaria em vigência do Curso de Formação
as matérias previstas no primeiro regulamento do Instituto Rio Branco, o Decreto nº 20.694/1946. Não
obstante, todas elas, sob novas denominações e as adaptações que o tempo exigiu, hoje enriquecem o CACD.
E, durante o Curso de Formação, disciplinas em áreas como História do Brasil, Política Internacional, Direito
Internacional e Economia são revisitadas pelo jovem diplomata. Assim, é possível afirmar que o CACD e o
Curso de Formação mantêm, juntos, as mesmas diretrizes desde 1946.

17
O ingresso de mulheres

Maria José de Castro Rebello Mendes foi a primeira colocada em concurso de ingresso no quadro
de oficiais da Secretaria de Estado das Relações Exteriores, realizado em 1918. Sua admissão foi contestada
pelas autoridades de então, mas a defesa de Rui Barbosa garantiu seu direito ao ingresso no Serviço Público.
Tratava-se da primeira mulher a ingressar no corpo diplomático brasileiro, a qual abriu caminho para a
presença feminina no funcionalismo público do País. Seu gesto facilitou o ingresso de outras mulheres na
carreira diplomática, a exemplo de Beata Vettori, Dora Vasconcellos e Odette de Carvalho e Souza, primeira
embaixadora brasileira, que chefiou de 1956 a 1959 o então Departamento Político do Ministério das Relações
Exteriores.
Ingressaram no Ministério das Relações Exteriores, entre 1919 e 1938, 19 mulheres. A Reforma
Osvaldo Aranha, consubstanciada no Decreto-Lei nº 791, de 14 de outubro de 1938, que, se, por um lado,
constituiu avanço ao congregar funcionários diplomáticos e consulares snum único quadro de pessoal, teve
efeitos negativos sobre a presença de mulheres no Itamaraty, ao vedar seu ingresso na carreira. A norma teve
vigência até 1954, quando foi questionada, com a inscrição de Maria Sandra Cordeiro de Mello (depois
Macedo Soares) no exame vestibular de 1953. Sua aprovação e seu desempenho no CPCD levariam à
revogação da discriminação por meio da Lei nº 2.171, de janeiro de 1954, encerrando-se a reserva a candidatos
do sexo masculino.
A listagem a seguir apresenta o número de mulheres por turma do Instituto de 1953 a 2019:

Década de 1950 1964-1965 26 2 7,7%


Turma Total F % 1965-1966 18 0 0,0%
1953-1954 17 1 5,9% 1966-1967 26 3 11,5%
1954* 11 0 0,0% 1967* 5 2 40,0%
1954-1955 13 0 0,0% 1967-1968 27 4 14,8%
1955* 20 3 15,0% 1968-1969 50 5 10,0%
1955-1956 17 1 5,9% 1969-1970 21 5 23,8%
1956-1957 17 2 11,8% 1970-1971 14 4 28,6%
1957-1958 29 3 10,3% Subtotal 279 33 11,8%
1958-1959 19 2 10,5%
1959-1960 12 2 16,7% Década de 1970
1960-1961 16 0 0,0% Turma Total F %
Subtotal 171 14 8,2% 1971-1972 14 1 7,1%
1972-1973 18 7 38,9%
1973-1974 19 2 10,5%
Década de 1960 1974-1975 22 1 4,5%
Turma Total F % 1975* 26 3 11,5%
1961-1962 17 3 17,6% 1975-1976 11 1 9,1%
1962-1963 41 3 7,3% 1976-1977 33 9 27,3%
1962* 20 0 0,0% 1977* 13 3 23,1%
1963-1964 14 2 14,3% 1977-1978 16 6 37,5%

18
1978-1979 22 4 18,2% Subtotal 276 55 19,9%
1978* 10 4 40,0%
1979-1980 47 12 25,5% Primeira década dos anos 2000
1980-1981 35 7 20,0% Turma Total F %
Subtotal 286 60 21,0% 2001-2003 32 4 12,5%
2002-2004 27 8 29,6%
Década de 1980 2003-2005 39 5 12,8%
Turma Total F % 2004-2005 23 6 26,1%
1981-1982 35 12 34,3% 2004-2006 29 9 31,0%
1982-1983 37 5 13,5% 2005-2006 30 11 36,7%
1983-1984 35 9 25,7% 2006-2008 100 24 24,0%
1984-1985 33 6 18,2% 2007-2008 101 24 23,8%
1985-1986 43 12 27,9% 2008-2009 115 30 26,1%
1986-1987 21 4 19,0% 2009-2010 109 25 22,9%
1987-1988 15 4 26,7% 2010-2012 108 26 24,1%
1988-1989 11 1 9,1% Subtotal 713 172 24,1%
1989-1990 13 1 7,7%
1990-1991 24 4 16,7% Década de 2010
Subtotal 267 58 21,7% Turma Total F %
2011-2012 26 3 11,5%
Década de 1990 2012-2013 30 9 30,0%
Turma Total F % 2013-2015 30 8 26,7%
1991-1992 21 3 14,3% 2014-2015 18 7 38,9%
1992-1993 22 6 27,3% 2015-2017 30 8 26,7%
1993-1994 22 3 13,6% 2016-2018 32 9 28,1%
1994-1995 I 23 5 21,7% 2017-2019 30 11 37,0%
1994-1995 II 29 5 17,2% 2019-2020 27 3 11.1%
1995-1996 24 6 17,2% 2020-2021 20 4 20,0%
1996-1997 35 10 25,0% Subtotal 243 62 25.5%
1997-1999 30 6 20,0%
1998-2000 25 5 20,0% TOTAL 2235 454 20.3%
1999-2000 20 3 15,0%
2000-2002 25 3 12,0% * Concurso direto.

Os dados da tabela apontam uma média histórica de acesso de mulheres à carreira diplomática no
patamar de 20%. Em 2019, o número de mulheres em atividade na carreira diplomática é de 316, de um total
de 1.540 diplomatas, o que representa aproximadamente 20,50% do efetivo. Entre as mulheres em atividade,
39 pertencem à classe de ministra de primeira classe (18,9% de um total de 206 embaixadores11 .

11
Dados de dezembro de 2019.
19
O Instituto Rio Branco foi dirigido, de 1987 a 1991, pela Embaixadora Thereza Maria Machado
Quintella, da Turma de 1959-1960, uma das primeiras a contar com mulheres.

O ingresso de negros

Lançado em 21 de março de 2002, em comemoração ao Dia Internacional para a Eliminação da


Discriminação Racial, por meio de Protocolo de Cooperação firmado entre os Ministérios das Relações
Exteriores, da Justiça, da Cultura e da Ciência e Tecnologia, o Programa de Ação Afirmativa do Instituto Rio
Branco – Bolsa-Prêmio de Vocação para a Diplomacia – foi instituído com a finalidade de buscar a igualdade
de oportunidades de acesso de negros à carreira de diplomata e de acentuar a diversidade étnica nos quadros do
Itamaraty.
A Bolsa-Prêmio de Vocação para a Diplomacia foi instituída também como forma de impl ementar
responsabilidades assumidas pelo Brasil ao tornar-se parte da Convenção Internacional para a Eliminação da
Discriminação Racial. Condiz, ademais, com o papel de relevo representado pelo país na Conferência Mundial
contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e Intolerância Correlata, realizada em Durban, África
do Sul, em 2001. Naquela ocasião, os Estados foram instados a adotar medidas de eliminação da desigualdade
racial, com políticas que visassem, por exemplo, a alterar o padrão de desigualdade nos índices educacionais
de negros e brancos e a promover o acesso racialmente democrático ao mercado de trabalho.
Esses objetivos estão integrados ao Estatuto da Igualdade Racial (Lei nº 12.288, de 20 de julho de
2010), que estabelece como diretriz a introdução de políticas de erradicação da discriminação racial, entre as
quais políticas afirmativas, com campanhas de conscientização, concessão de bolsas para estudantes negros e
apoio a iniciativas de promoção da igualdade social.
O Programa de Ação Afirmativa é realizado em conjunto com outros órgãos, em particular com o
Ministério da Ciência e Tecnologia, por meio do CNPq, o qual tem oferecido, tradicionalmente, 12 bolsas em
cada edição do Programa. Outros órgãos parceiros do programa são o Ministério da Cultura, por meio da
Fundação Palmares, e a Secretaria das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, os quais
participam da Comissão Interministerial que gere a etapa final do processo seletivo.
As bolsas concedidas têm atualmente o valor anual de R$ 30.000,00, devendo ser utilizadas na
aquisição de livros e material de estudo, pagamento de cursos preparatórios e professores particulares, entre
outros. A fim de permitir que o bolsista se possa dedicar o maior tempo poss ível à preparação para o CACD,
admite-se gasto com custeio em até 30% do valor da bolsa.
A concessão de bolsas tem melhorado, de forma concreta e decisiva, as condições de preparação
para o CACD e, por consequência, as possibilidades de ingresso de candidatos negros. A decisão de permitir
que bons candidatos sejam selecionados mais de uma vez como bolsistas mostrou-se muito frutífera, pois a
maior parte dos ex-bolsistas aprovados no CACD recebeu a bolsa em duas ou mais edições do Programa. Essa
tendência explica-se, de um lado, pela complexidade intrínseca do concurso, que exige preparação de longo
prazo, e, de outro lado, pelo amadurecimento intelectual proporcionado pela dedicação aos estudos, condição
fundamental para a aprovação.
Até 2019, o Programa de Ação Afirmativa já concedeu 720 bolsas para 428 bolsistas, dos quais 42
foram aprovados no CACD. Todas as edições do Programa entre 2002 e 2012 fizeram pelo menos um
candidato aprovado no concurso, e todas as edições do CACD desde 2003, à exceção da de 2005, têm entre
seus aprovados pelo menos um bolsista do Programa. Em 2019, 4 bolsistas tornaram-se diplomatas.
O Ministério das Relações Exteriores, ao reconhecer a necessidade de esforços adicionais com
vistas a ampliar a diversidade na carreira diplomática, para além da concessão da Bolsa-Prêmio de Vocação
para a Diplomacia, adotou reserva de vagas na Primeira Fase do CACD de 2011 a 2014. O edital do CACD
de 2015 foi dos primeiros a prever, em conformidade com a Lei nº 12.990/2014, a reserva de 20% das vagas
oferecidas a candidatos negros em todas as fases do concurso.
O quadro a seguir apresenta a quantidade de bolsas concedidas, o número de inscritos no
Programa de Ação Afirmativa e a relação candidato-vaga no processo seletivo:

20
Relação
Anos Bolsas Inscritos candidato/
Vaga
2002 20 403 20,15
2003 30 1689 56,3
2004 42 749 17,83
2005 32 972 30,38
2006 43 686 15,95
2007 37 532 14,38
2008 39 1948 49,95
2009 66 2175 32,95
2010 73 4717 64,6
2011 69 1109 16,07
2012 79 915 11,58
2013 64 1099 17,17
2015 36 850 23,61
2016 47 99 2,1
2017 47 99 2,1
2018 47 99 2,1
2019 70 42 1.6

Os diretores

O primeiro diretor do Instituto foi o Embaixador Hildebrando Accioly, em caráter interino a partir
de 28 de abril de 1945 e efetivo a partir de 31 de outubro do mesmo ano. O quadro a seguir relaciona os
diretores do Instituto de 1946 até 2016:

Diretor Período
Embaixador Hidelbrando Accioly Out/1945-jan/1947
Ministro Hélio Lobo Jan-abr/1947
Embaixador Lafayette de Carvalho e Silva Abr/1947-jan/1956

21
Embaixador Antônio Camillo de Oliveira Jan/1956-jun/1966
Embaixador Antonio Corrêa do Lago Jun/1966-nov/1969
Embaixador Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva Nov/1969-jul/1972
Embaixador Alfredo Teixeira Valladão Mai/1973-dez/1975
Embaixador Sérgio Fernando Guarischi Bath Dez/1975-abr/1981
Embaixador Wladimir do Amaral Murtinho Fev/1982-jan/1985
Embaixador Lauro Escorel Rodrigues de Moraes Jan/1985-fev/1987
Embaixadora Thereza Maria Machado Quintella Fev/1987-jun/1991
Embaixador Sérgio Fernando Guarischi Bath (2ª gestão) Jun/1991-mai/1995
Embaixador André Mattoso Maia Amado Mai/1995-set/2001
Embaixador João Almino de Souza Filho Set/2001-jul/2004
Embaixador Fernando Guimarães Reis Set/2004-fev/2010
Embaixador Georges Lamazière Fev/2010-abr/2013
Embaixador Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão Jul/2013- mai 2016
Embaixador José Estanislau do Amaral Souza Neto Desde out/2016
Embaixadora Gisela Maria Figueiredo Padovan Nov/2018 – Ago/2019
Embaixadora Maria Stela Pompeu Brasil Frota Desde fev/2019

As gestões mais longas foram as dos Embaixadores Antônio Camillo de Oliveira e Lafayette de
Carvalho e Silva, a primeira das quais excedeu 10 anos. O Embaixador Sérgio F. Guarischi Bath dirigiu o
Instituto em duas oportunidades, as quais somam quase 10 anos. Nos períodos de julho de 1972 a maio de
1973, de abril de 1981 a fevereiro de 1982 e de abril a julho de 2013, o Instituto foi dirigido interinamente
pelos Ministros Frederico Carlos Carnaúba, Oswaldo Biato e Sérgio Barreiros de Santana Azevedo,
respectivamente.

O corpo docente

O Instituto não dispõe de corpo docente fixo. Com o objetivo de propiciar aos diplomatas em
formação o contato com o estado da arte das relações internacionais e da política externa brasileira, os
professores são escolhidos dentre especialistas e acadêmicos de renome, docentes das principais universidades
do País, diplomatas e outros servidores públicos dedicados às matérias e temas correlacionados com o fazer
diplomático.
O Instituto teve a honra de contar, em seu corpo docente e como palestrantes e professores
convidados, com nomes como Adriano da Gama Kury, Afonso Arinos de Melo Franco, Alceu Amoroso Lima,
Amado Cervo, Ana Maria Villela, Antenor Nascentes, Antonio Augusto Cançado Trindade, Antônio Barros de
Castro, Aurélio Buarque de Hollanda Ferreira, Bertha Becker, Carlos Henrique da Rocha Lima, Carlos Lessa,
Cristovam Buarque, Flávio Versiani, Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva, Gilberto Dupas, Haroldo
Teixeira Valladão, Helio Jaguaribe, Hélio Viana, Hildebrando Accioly, Hilgard Sternberg, Joaquim Mattoso
Câmara Jr., José Flávio Sombra Saraiva, José Francisco Rezek, José Luiz Werneck da Silva, Maria Regina
Soares de Lima, Maria Yedda Leite Linhares, Mario Henrique Simonsen, Renato Janine Ribeiro e Silviano
Santiago, entre outros.

22
As sedes

Até 1975, o Instituto Rio Branco ocupava instalações modestas na antiga sede do Ministério das
Relações Exteriores, na Avenida Marechal Floriano, 196, antiga Rua Larga, no Rio de Janeiro. O prédio
ocupado era conhecido, à época, como “Niterói”, por estar situado do outro lado da “baía”, representada pelo
lago que enfeita o jardim do Palácio Itamaraty. Antes do processo de transferência para Brasília, iniciado em
1975, o Instituto chegou a ocupar um andar em prédio da Avenida Presidente Vargas, perto da igreja da
Candelária.
A transferência para a nova capital deu-se na gestão do Embaixador Azeredo da Silveira. Ante a
carência de espaço no Anexo I do Palácio Itamaraty em Brasília, procurou-se inicialmente instalar o Instituto
no campus da Universidade de Brasília. O Instituto acabou sendo acomodado, ainda que de forma precária, no
oitavo andar do Anexo I, onde passou a funcionar a partir de 1977. Amudança do Rio de Janeiro para Brasília
implicou uma segunda fundação do Instituto, que deixou no Rio de Janeiro não somente suas instalações
físicas, mas também professores e funcionários. Foi preciso, assim, reconstituí -lo na nova capital.
Em 1987, o Instituto foi transferido para o Anexo II, nas instalações atualmente ocupadas pela
Fundação Alexandre de Gusmão. Em dezembro de 1998, o Instituto ganhava prédio próprio, onde se mantém
instalado.
As novas instalações do Instituto foram construídas sob a direção do Embaixador André Mattoso
Maia Amado e inauguradas pelo Presidente da República no dia 7 de dezembro de 1998, na gestão do Ministro
Luiz Felipe Lampreia. O prédio foi projetado pelo arquiteto Luís Antônio Reis no escopo de programa
contratado com o Banco Interamericano de Desenvolvimento com vistas à ampliação da estrutura física do
Ministério das Relações Exteriores. O terreno foi doado pelo Governo do Distrito Federal; a área construída é
de 3.589 m², incluída a urbanização externa.
A atual sede do Instituto conta com biblioteca especializada, onde se encontram obras de referência
em política externa e relações internacionais e teses do Curso de Altos Estudos. Conta, também, com o
Auditório “Embaixador João Augusto de Araújo Castro”, com capacidade para 118 pessoas na plateia.
O jardim interno foi projetado pelo paisagista Ney Ururahy, cuja obra é pautada pelo uso de plantas
nativas do cerrado - resistentes aos longos períodos de estiagem típicos do bioma.
O Instituto possui, ainda, acervo artístico de renome, encontrando-se espalhadas por toda a
extensão do prédio obras de artistas brasileiros consagrados:

Artista Descrição Doador


Amélia Toledo Painel e mandala de mosaico de Andrade Gutierrez
vidro
Athos Bulcão Painel de Azulejos O próprio artista e Odebrecht
Emanoel Araújo Escultura em aço Banco Safra
Francisco Brennand Figura em cerâmica O próprio artista
Luís Geraldo do Nascimen to Quadro a óleo O próprio artista
(Dolino)
Regina Silveira Vinil autoadesivo, recorte e A própria artista e Orlando
plotter Corrêa
Tomie Ohtake Móbile A própria artista e Banco Itaú
Tomie Ohtake Gravuras (2) Helena Lopes

23
Os Prêmios “Lafayette de Carvalho e Silva” e “Rio Branco”

O Prêmio “Lafayette de Carvalho e Silva” é uma homenagem a um dos primeiros diretores do


Instituto. Foi idealizado, em 1956, pelo Ministro Elmano Cruz, então examinador de Noções Fundamentai s de
Direito do exame vestibular do CPCD, com o objetivo de agraciar, com medalhas de prata e bronze, os
classificados em primeiro e segundo lugar nesse processo seletivo. Em 1978, o prêmio foi estendido, com
efeitos retroativos, para os aprovados de mesma classificação nos concursos de provas realizados até então.
Embora o exame vestibular do CPCD tenha sido descontinuado em 1996, o prêmio continua a ser conferido
aos primeiros colocados no CACD.
O Prêmio “Rio Branco” foi instituído por meio da Portaria de 16 de julho de 1959, assinada pelo
Embaixador Francisco Negrão de Lima, então Ministro de Estado das Relações Exteriores, com o objetivo de
agraciar o primeiro e o segundo colocados do CPCD com medalhas de vermeil e de prata, respectivamente. À
semelhança do Prêmio “Lafayette de Carvalho e Silva”, o Prêmio “Rio Branco” teve efeitos retroativos e foi
estendido aos alunos mais bem classificados das edições do CPCD anteriores a sua criação. Os alunos do
extinto PROFA-I, durante a vigência desse, foram agraciados com o prêmio, o qual continua a ser conferido
aos alunos do atual Curso de Formação de Diplomatas.

Organização

Estrutura e competências

O Instituto Rio Branco é responsável, nos termos da Portaria nº 212 de 30 de abril de 2008, pelo
recrutamento, seleção, formação e aperfeiçoamento do pessoal da carreira de diplomata.
A fim de levar a cabo sua missão, o Instituto conta com estrutura e pessoal próprios para o
desenvolvimento de suas atividades. É constituído pelos seguintes órgãos:
a) Diretoria, cujas competências são coordenar a administração e organizar a biblioteca do
Instituto, organizar os cursos de aperfeiçoamento, coordenar a implementação dos acordos de cooperação com
academias diplomáticas estrangeiras e orientar a execução do Programa de Ação Afirmativa;
b) Coordenação-Geral de Ensino, responsável por orientar a organização do CACD e do Curso de
Formação do Instituto Rio Branco;
c) Secretaria Acadêmica, incumbida das publicações do Instituto, do registro, controle e tratamento
das provas e notas atribuídas no CACD e cursos do Instituto, de organizar reuniões do corpo docente, de
bancas examinadoras e de comissões de avaliação;
d) Secretaria Administrativa, a qual trata de orçamento e finanças, de providenciar materiais
necessários à atividade do Instituto e da expedição de diplomas e certificados de conclusão;
e) Biblioteca “Embaixador João Guimarães Rosa”, a qual possui acervo de mais de 18 mil
exemplares e mais de 10 mil títulos de livros, periódicos, dissertações e teses nas áreas de história, política
internacional, economia, geografia, direito, filosofia, sociologia e literatura, entre outras. A Biblioteca
subscreve as principais revistas acadêmicas nacionais e internacionais das áreas mencionadas, além de jornais,
revistas de informação e de resenhas.
O Instituto é atualmente regido pelos seguintes diplomas legais:
a) Lei nº 11.440/2006, Lei do Serviço Exterior;
b) Decreto nº 7.304/2010, Estrutura Regimental do Ministério das Relações Exteriores;

24
c) Portaria MRE nº 212 de 30 de abril de 2008, Regimento Interno da Secretaria de Estado das
Relações Exteriores;
d) Portaria MRE nº 919, de 19 de setembro de 2019, Regulamento do Instituto Rio Branco.

Os cursos do Instituto são regidos pelas seguintes normas:

a) Portaria MRE nº 961, de 4 de outubro de 2019, Regulamento do Curso de Formação de


Diplomatas;
b) Portaria MRE nº 23, de 21 de janeiro de 2020, Regulamento do Curso de Aperfeiçoamento de
Diplomatas;
c) Portaria MRE nº 157, de 15 de fevereiro de 2018, Regulamento do Curso de Altos Estudos.

O Instituto Rio Branco organiza anualmente o Concurso de Admissão à Carreira Diplomática, o


Curso de Formação de Diplomatas, o Curso de Aperfeiçoamento de Diplomatas, o Curso de Altos Estudos, o
Programa de Ação Afirmativa e ações de cooperação com academias diplomáticas estrangeiras, os quais serão
tratados nos tópicos a seguir.

Concurso de Admissão à Carreira Diplomática

O CACD é o processo seletivo para ingresso na carreira de diplomata. Desde 1996, vem sendo
realizado com a regularidade de, pelo menos, uma vez por ano, e já conta 22 edições. Sucede o exame
vestibular para admissão no Curso de Preparação à Carreira de Diplomata (CPCD), o qual vigorou até 1995.
Trata-se de concurso de abrangência verdadeiramente nacional, pois todas as fases são aplicadas em todas as
capitais estaduais e no Distrito Federal. Entre as edições de 2002 a 2018, o CACD foi realizado com a
colaboração do Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB). Em
2019, pela primeira vez, com o Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES), ainda que o formato da
prova não tenha sido alterado.
A aprovação no CACD habilita o candidato a ingressar no cargo de terceiro secretário da carreira
de diplomata de acordo com a ordem de classificação obtida e a matricular-se no Curso de Formação do
Instituto Rio Branco.
Para além da aprovação no concurso, são requisitos para investidura na carreira de diplomata:
a) Ser brasileiro nato;
b) Estar no gozo dos direitos políticos;
c) Estar em dia com as obrigações eleitorais;
d) Estar em dia com as obrigações do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino;
e) Apresentar diploma de conclusão de curso de graduação de nível superior;
f) Ter idade mínima de 18 anos;
g) Apresentar aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, verificada por meio
de exames pré-admissionais.
O formato atual do CACD (concurso de 2019) compreende duas fases:

25
a) Primeira Fase: prova objetiva em formato de teste, constituída de questões de lí ngua portuguesa,
língua inglesa, história do Brasil, história mundial, geografia, política internacional, economia e direito e
direito internacional público, de caráter eliminatório, que habilita os candidatos à fase seguinte;
b) Segunda Fase: provas escritas de língua portuguesa, língua inglesa, história do Brasil, geografi a,
política internacional, economia, direito e direito internacional público, língua espanhola e língua francesa, de
caráter eliminatório e classificatório. As provas de língua portuguesa e de língua inglesa têm notas mínimas
para aprovação de, respectivamente, 60,00 e 50,00 pontos. Da edição de 2011 à de 2014, o CACD previu a
reserva de 10% das vagas da Primeira Fase a candidatos que se declararam negros. A partir de 2015, o edital
do CACD passou a prever, em conformidade com a Lei nº 12.990/2014, a reserva de 20% das vagas oferecidas
a candidatos negros em todas as fases do concurso.

Curso de Formação de Diplomatas do Instituto Rio Branco

Os aprovados no CACD são empossados na classe inicial da carreira diplomática (terceiro


secretário) e matriculados no Curso de Formação do Instituto Rio Branco, o qual tem duração de três ou quatro
semestres. Nos termos da Portaria nº 179, de 14 de março de 2014, a aprovação no Curso de Formação do
Instituto Rio Branco é condição essencial para a confirmação como funcionário do Serviço Exterior Brasileiro.
O curso tem por objetivo a capacitação profissional e a avaliação das aptidões e da capacidade do
servidor nomeado para exercer o cargo inicial da carreira de diplomata, e compreende atividades de formação e
desempenho funcional por meio de:
a) Aulas regulares de disciplinas de línguas e de conteúdo, ministradas com a finalidade de formar
os novos diplomatas em assuntos relacionados a História do Brasil e História Mundial, Política Internacional,
Teoria Política, Direito Internacional e Economia, entre outros, bem como aperfeiçoá-los em línguas
estrangeiras;
b) Módulos profissionalizantes e palestras, com a participação de autoridades e especialistas em
áreas e temas relevantes para a política externa brasileira, e cujo objetivo é ajustar a teoria à realidade prática;
c) Palestras, também com a participação de autoridades e especialistas em áreas e temas relevantes
para a política externa brasileira, para complementação da aprendizagem e formação dos alunos.
Após os dois ou três primeiros semestres do curso, os jovens diplomatas passam a cumprir estágio
profissional na Secretaria de Estado das Relações Exteriores concomitantemente com a realização do último
semestre do curso.
Espera-se que o aluno, ao final do Curso de Formação, tenha condições de harmonizar os
conhecimentos adquiridos na universidade com o trabalho diplomático. A convivência com os colegas de
turma e o contato com diplomatas mais experientes em aulas e palestras durante o período de formação no
Instituto constituem verdadeira iniciação do jovem diplomata nas normas de conduta e técnicas de gestão do
Itamaraty e na formulação e desenvolvimento da política externa brasileira.

Curso de Aperfeiçoamento de Diplomatas

O Curso de Aperfeiçoamento de Diplomatas (CAD) foi criado por meio do Decreto-Lei nº 9.032 e
implementado pelo Decreto nº 20.694, ambos de 6 de março de 1946. Conforme o atual regulamento do
Instituto, aprovado pela Portaria MRE nº 189, de 14 de março de 2014, o CAD é mantido como parte do
sistema de treinamento e qualificação contínuos na carreira de diplomata, com o objetivo de aprofundar e
atualizar conhecimentos necessários ao desempenho das funções exercidas por primeiros secretários.
Destinado aos segundos secretários que pretendem ascender à classe imediatamente superior, constitui
requisito para promoção.

26
Os diplomatas interessados devem efetuar a inscrição no curso de acordo com as normas
publicadas em edital. Durante o curso, os diplomatas inscritos têm acesso à bibliografia e, ao final do curso,
realizam provas de conhecimento.
Até o presente, foram realizadas 70 edições do CAD.

Curso de Altos Estudos

O Curso de Altos Estudos (CAE) foi inicialmente previsto na Lei nº 3.917, de 14 de julho de 1961,
a qual rezava que o curso se tornaria, após cinco anos de sua instalação, condição para promoção de ministro
de segunda classe a ministro de primeira classe e comissionamento na função de embaixador.
A efetiva criação do curso, no entanto, deu-se por força do Decreto nº 79.556, de 20 de abril de
1977, o qual dispôs que o curso se tornasse requisito à promoção de conselheiro a ministro de segunda classe
(e não mais de ministro de segunda a ministro de primeira classe) também após período inicial de cinco anos.
Atualmente, o CAE é regido pela Portaria MRE nº 157, de 15 de fevereiro de 2018.
A primeira edição do CAE foi realizada em 1979. Desde então, foram concluídas 64 edições de
maneira ininterrupta. Até o segundo semestre de 2019, foram aprovadas 777 teses sobre diversos temas,
constituindo rico acervo para a diplomacia brasileira.
O CAE consiste na elaboração de tese analítica e propositiva, com relevância funcional e utilidade
para a diplomacia brasileira ou, ainda, que represente contribuição para a historiografia ou o pensamento
diplomático brasileiros.
Para a consecução dessa finalidade, o candidato deve apresentar projeto de tese que, uma vez
aprovado pela comissão de consultores, autoriza o preparo e a apresentação da tese, que deve ter entre 150 e
200 páginas, não computados bibliografia e anexos.
A tese é avaliada por banca examinadora composta por ministros de primeira classe e subsidiada
por pareceres elaborados por dois relatores. A banca examinadora decide se o trabalho está apto a passar à fase
de defesa, quando seus autores são convocados para a arguição.
Na fase de arguições, o candidato expõe e defende oralmente sua tese e assiste às arguições dos
demais candidatos.
Poderão ser previstas outras atividades, tais como participação em conferências, seminários,
visitas, entre outras, concomitantes com a fase de arguições.
A banca examinadora pode recomendar a publicação dos trabalhos aprovados que, a seu juí zo,
mereçam tal distinção. A publicação é feita, normalmente, pela Fundação Alexandre de Gusmão.
A avaliação dos trabalhos é realizada no mais completo sigilo de autoria. Os examinadores não são
informados sobre a identificação dos autores dos trabalhos e esses não são informados sobre a identidade dos
examinadores, até a fase de arguições.

Programa de Ação Afirmativa

O Programa de Ação Afirmativa tem por objetivo ampliar as oportunidades de acesso aos quadros
do Ministério das Relações Exteriores e incentivar e apoiar o ingresso de negros na Carreira de Diplomata, por
meio da concessão de Bolsa-Prêmio de Vocação para a Diplomacia no valor de R$ 30.000,00, desembolsados
em uma única parcela. O Programa é realizado anualmente e já conta com 15 edições concluídas.
São requisitos para inscrição no processo seletivo:
a) ser brasileiro nato;
b) ser negro, condição expressa por meio de autodeclaração;

27
c) estar em dia com as obrigações eleitorais;
d) estar em dia com as obrigações do Serviço Militar (no caso dos candidatos do sexo masculino);
e) ahver concluído curso de graduação de nível superior;
f) ter idade mínima de 18 anos;
g) ter participado do Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata;
h) não ter sido aprovado no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata;

A partir da edição de 2016, o Programa de Ação Afirmativa passou a funcionar conjuntamente ao


CACD, não havendo, portanto, seleção específica para a Ação Afirmativa como nas suas edições anteriores.
O PAA passou, dessa forma, a oferecer a Bolsa-Prêmio de Vocação para a Diplomacia aos
melhores colocados dentre aqueles autodenominados negros que se inscreveram no CACD e que não foram
selecionados dentro do número de vagas do concurso.
Assim, em 2019, foram premiados 42 candidatos selecionados conforme os critérios constantes do
edital de 21 de maio de 2019.

Cooperação internacional

O Instituto Rio Branco coordena a implementação dos acordos de cooperação internacional que
abranjam memorandos de entendimento com outras academias diplomáticas, treinamento de diplomatas
estrangeiros no Brasil e apoio para diplomatas brasileiros estudarem em academias diplomáticas estrangeiras.
É no escopo da cooperação internacional, por exemplo, que o Instituto recebe todos os anos, desde
1976, diplomatas estrangeiros bolsistas, que participam do Curso de Formação juntamente com os novos
diplomatas. A demanda por atividades de cooperação com o Instituto nos últimos anos manteve-se superior à
capacidade de oferta, a qual, em 2019, foi de 8 vagas, para candidatos ao Curso de Formação de Diplomatas da
Turma de 2020-2021.
O programa de cooperação para a formação de diplomatas estrangeiros é executado com o apoio da
Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e da Coordenação-Geral da Comunidade dos Países de Língua
Portuguesa (CGCPLP), órgãos do Ministério das Relações Exteriores que se encarregam do custeio das
passagens aéreas e das bolsas de estudo.
A presença dos diplomatas estrangeiros contribui para o enriquecimento da formação dos
diplomatas brasileiros, os quais têm a oportunidade de iniciar suas carreiras com a experiência de convivência
e compartilhamento de visões e ideias com colegas de diferentes países.
Até a Turma de 2020-2021, 267 diplomatas estrangeiros, oriundos de 56 países e um organismo
internacional, participaram do Curso de Formação de Diplomatas do Instituto Rio Branco.

Publicações

Revista Juca

O Instituto publica anualmente, desde 2008, a revista Juca, cujo conteúdo é elaborado e editado pelos
alunos do Curso de Formação. Trata-se de artigos versando sobre temas da área de política internacional e
correlatos. A edição de número 10 foi produzida pela Turma 2015-2017 e lançada em 2018, em solenidade

28
com a presença do presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do Senado Federal,
senador Fernando Collor de Mello, e do Ministro de Estado das Relações Exteriores, Aloysio Nunes.
As edições já publicadas da revista podem ser acessadas pelo link do IRBR:
http://www.institutoriobranco.itamaraty.gov.br/juca

Caderno de Ensaios

O Caderno de Ensaios é uma coletânea de trabalhos acadêmicos, selecionados para publicação


pelos professores, dentre os apresentados nas diversas disciplinas do Curso de Formação de Diplomata.
Sua publicação iniciou-se em 2015 e visa a divulgar trabalhos de pesquisa e opinião realizad os p elos
alunos no âmbito de seus estudos no Instituto Rio Branco e a contribuir p ara o d es en volv imento d o
debate de ideias no campo das Relações Internacionais e da Diplomacia
A última edição do Caderno de Ensaios foi publicada em 2016.
Ambas as edições podem ser acessadas pelo link do IRBR:
http://www.institutoriobranco.itamaraty.gov.br/caderno-de-ensaios

Produção acadêmica

O Instituto incorpora em seu acervo, todos os anos, as teses aprovadas do Curso de Altos Estudos. A
maioria dos mais de 700 trabalhos é de acesso público e está à disposição para consulta na Biblioteca
“Embaixador João Guimarães Rosa”. Encontra-se em fase de implantação projeto que prevê a publicação de
cópias digitalizadas das teses do CAE no endereço eletrônico do Instituto.

O Instituto Rio Branco na Internet

O Instituto Rio Branco possui sítio eletrônico próprio, com informações institucionais, sobre os
cursos oferecidos e sobre o Programa de Ação Afirmativa, seção de perguntas frequentes sobre o CACD e o
Instituto e arquivos digitais relativos a concursos, CAD e CAE. O endereço é
www.institutoriobranco.mre.gov.br.
Mensagens de correio eletrônico podem ser enviadas para o endereço irbr@itamaraty.gov.br.

29
30
II. ATIVIDADES DO INSTITUTO RIO BRANCO EM 2019

Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata

O edital do CACD 2019, sob a vigência da Lei nº 12.990/2014, a qual garante reserva de 20% das
vagas para candidatos negros, foi publicado na edição de 8 de julho do Diário Oficial da União, com inscrições
abertas entre os dias 17 de julho e 12 de agosto de 2019. Foram oferecidas 20 vagas, para as quais se
inscreveram 6,411 candidatos. A relação candidato-vaga foi de 320.

O concurso consistiu de duas fases:

a) Primeira Fase: prova objetiva, constituída de questões do tipo CERTO ou ERRADO de língua portuguesa,
língua inglesa, história do Brasil, história mundial, política internacional, geografia, economia e direito e
direito internacional público, de caráter eliminatório, que habilitará os candidatos a se subm eterem à fase
seguinte;
b) Segunda Fase: provas escritas de língua portuguesa, língua inglesa, história do Brasil, geografia, política
internacional, economia, direito e direito internacional público, língua espanhola e língua francesa, de caráter
eliminatório e classificatório.

O edital e o programa das matérias constantes do CACD 2019 podem ser acessados na página do
Instituto Rio Branco: <http://www.institutoriobranco.itamaraty.gov.br/editais-e-guias-de-estudo>.

Provas

Primeira Fase

A prova objetiva consistiu de 73 questões do tipo CERTO ou ERRADO, divididas em 10 de língua


portuguesa, 9 de língua inglesa, 11 de história do Brasil, 11 de história mundial, 12 de política internacional , 6
de geografia, 8 de economia e 6 de direito e direito internacional público. Foi aplicada em duas etapas, uma
pela manhã, outra à tarde.
Cópia eletrônica do caderno de questões pode ser encontrada na página do Instituto Rio Branco:
<http://www.institutoriobranco.itamaraty.gov.br/editais-e-guias-de-estudo>.

Segunda Fase

A segunda fase consistiu de provas escritas de língua portuguesa (uma redação sobre um tema
geral e dois exercícios), língua inglesa (uma redação sobre um tema geral, uma tradução, uma versão e um
resumo), história do Brasil (duas questões de até 90 linhas e duas questões de até 60 linhas), geografia (duas
questões de até 60 linhas e duas questões de até 40 linhas), política internacional (duas questões de até 90
linhas e duas questões de até 60 linhas), economia (duas questões de até 60 linhas e duas questões de até 40
linhas), direito e direito internacional público (duas questões de até 60 linhas e duas questões de até 40 linhas)
e língua espanhola e língua francesa (um resumo e uma versão para cada uma das duas línguas).

Cópia eletrônica dos cadernos de questões pode ser encontrada na página do Instituto Rio Branco:
<http://www.institutoriobranco.itamaraty.gov.br/editais-e-guias-de-estudo>

31
Resultado
O resultado final do CACD 2019 foi publicado na edição de 21 de janeiro de 2020 do Diário Oficial
da União. Foram aprovados os seguintes candidatos, em ordem de classificação:

Joaquim Pedro Strunck da Silva Pinto Bruno Berrettini Camponês do Brasil


Taciano Scheidt Zimmermann Ronney Almeida e Silva Filho
Luiz Carlos Keppe Nogueira Ivan Abdalla Sá Fortes Clavery
Luis Felipe Yonezawa Fernandes Roman Leon Gieburowski Neto
Bruna Veríssimo Lima Santos Thayana Stocco do Amaral
Bárbara Policeno Pereira Lawrence Benaventana Póvoas
Rodrigo Lara Pinto Arthur Lomonaco Beltrame
Bruno Rolim João Paulo Melo Nacarate
Gabriel Clemente de Oliveira Bellato Carolina Moreira da Costa Oliveira
Jonathan de Assis Paz Braga Paulo Henrique de Sousa Cavalcante

A posse dos novos diplomatas ocorreu no dia 27 de fevereiro de 2020. O Curso de Formação da
Turma 2020-2021 teve início 2 de março de 2020.
A composição da Turma 2020-2021 por Unidade da Federação ( lo cal d e n ascim en to) é a
seguinte:

UF Quantidade Quantidade Total


H M
CE 0 1 1
DF 1 1 2
GO 2 0 2
MG 2 0 2
MT 1 0 1
PR 2 0 2
RJ 3 1 4
SC 1 0 1
SP 3 1 4
Outros* 1 0 1
Total 16 4 20
*Brasileiro nascido no exterior

A composição da Turma 2020-2021 por idade e média etária é descrita a seguir:


Idade H M Total
23 0 2 2
24 1 0 1
25 1 1 2
32
26 1 0 1
27 2 0 2
28 1 0 1
29 4 0 4
30 - - -
31 0 1 1
32 1 0 1
33 1 0 1
34 1 0 1
35 1 0 1
36 1 0 1
37 1 0 1
Média 30 25,5 29,10

*Considerada a idade no dia da posse (27/02/2020)

A Turma 2020-2021 é composta por 20 diplomatas graduados, dos q uais 2 h o mens p o ssuem
mestrado nas áreas de Relações Internacionais e Direito. Os cursos d e gr adu ação cu r sados s ão o s
seguintes:

Curso de Graduação H M Total


Relações Internacionais 7 2 9
Direito 6 2 8
Comunicação Social 2 0 2
Gestão de Políticas 1 0 1
Públicas

33
Curso de Formação da Turma de 2019-2020

O Curso de Formação da Turma de 2019-2020 foi assim dividido:

a) primeiro semestre: de 30 de janeiro a 28 de junho de 2019;


b) segundo semestre: de 8 de julho a 20 de dezembro de 2019.
Os 27 terceiros secretários da Turma de 2019-2020 cumpriram grade horária composta, em seus
dois primeiros semestres, por 22 disciplinas obrigatórias e uma disciplina eletiva, no caso: Árabe, Chinês ou
Russo.
A Turma 2019-2020 contou com nove diplomatas estrangeiros.

Corpo docente

Professores Titulares

Abdulbari Nasser (Árabe)


Alessandro Warley Candeas (Defesa Segurança e Política Externa)
Achilles Zaluar (Política Internacional 1 e 2)
Dina Chetvertak (Russo)
Dulce Maria Cassilla Andrigueto (Espanhol)
Fábio Mendes Marzano (Clássicos 1 e 2)
Francisco Gaetani (Administração Pública)
George Rodrigo Bandeira Galindo (Direito Internacional Público 1 e 2)
Gustavo de Sá Duarte Barboza (Linguagem Diplomática)
Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega (Técnicas de Negociação)
Jerome Christian Aurelien Bertheau (Francês)
José Carlos de Oliveira (Economia I)
Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira (Leituras Brasileiras)
Maria Antonietta Barbosa Ribeiro (Francês)
Marcos Vinícius da Costa Ramalho (Organizações Econômicas Internacionais e Contenciosos)
María Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras Brasileiras)
Norma Regina Oliveira de Castro (Língua Portuguesa e Cultura Brasileira)
Olivier Chopart Streit (Francês)
Patrícia Regina Marins (Diplomacia e Relações Públicas)

34
Pedro Delgado Hernández (Espanhol)
Peter Michael Leamy (Inglês)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Sérgio Augusto de Abreu e Lima Florencio Sobrinho (História e Pensamento Diplomático Brasileiro)
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
Zhang Honghua (Chinês)

Professores Assistentes

Bruna Mara Liso Gagliardi (Política Internacional 2)


Carlos Guilherme Sampaio Fernandes (Clássicos 1 e 2)
Fabiano Bukhardt (Organizações Econômicas Internacionais e Contenciosos)
Hélio Franchini (Política Internacional 1)
Leonardo Fernandes Rodrigues Cardote (Técnicas de Negociação)
Luis Pinto Costa (Linguagem Diplomática)
Ivan Tiago Machado de Oliveira (Economia)
José Romero Pereira Júnior (História e Pensamento Diplomático Brasileiro)
Guilherme Del Negro Barroso Freitas (Direito Internacional Público)
Mirian Tereza Chagas de Moura (Diplomacia e Relações Públicas)
Ricardo Lins Hiorta (Administração Pública)
Selma Lúcia de Moura Gonzales (Defesa, Segurança e Política Externa)

Corpo discente

Francisco Luiz Pinto da Rocha Bernardo Andrade Vaz de Faria


Santos Pereira
Angelo Paulo Sales dos Santos Rafael Mendes Bernardes
Jonas Teixeira Marinho Osvaldo Quirino de Souza Filho
Mauricio Horta Miyauchi Gabriela Ruggeri
Anna Paula Ribeiro Araujo Mamede Matheus Knispel da Costa
Caue Rodrigues Pimentel Diogenes Novais da Cruz
Matheus Corradi de Souza Raphael Azevedo Franca
Mauricio Gurjão Bezerra Heleno Luiz Eduardo Andrade de Souza
Victor Born Portella Luiz Filipe Maciel Gomes
Jorge Luiz de Lima Santos Lais Monteiro Pontes da Silva
Henrique Towata Sato

35
Pedro Vale de Andrade Arruda
Camara
Bernardo Macedo Alves de Morais
Ciro Eduardo Ferreira
Andre Luiz Lettieri Alves
Ricardo Silva Nogueira
Igor Moreira Moraes

36
Alunos estrangeiros

João Evangelista Tilman Martins (Timor-Leste)

Justina Botto (Argentina)


Marc Eugene Cornelis Forst (Suriname)

Nádia Alexandra Viegas (São Tomé e Príncipe)


Robert Tesekwa Lanyasunya (Quênia)

Silva Mumbungu Sakuba (Rep. Democrática do Congo)


Svetlana Filimonova (Cazaquistão

Yasunori Mori (Japão)


Yetoro Emmanuel (Angola)

Disciplinas obrigatórias para a Turma de 2019-2020

Administração Pública
Clássicos I e II
Defesa, Segurança e Política Externa
Diplomacia e Relações Públicas
Direito Internacional Público I e II
Economia
Espanhol I e II
Francês I e II
História e Pensamento Diplomático Brasileiro
Inglês I e II
Linguagem Diplomática
OEI e Contenciosos
Política Internacional I e II
Técnicas de Negociação

37
Disciplinas eletivas para a Turma de 2019-2020

Árabe I e II
Chinês I e II
Russo I e II

Disciplinas exclusivas para alunos estrangeiros

Leituras Brasileiras
Língua Portuguesa e Cultura Brasileira

38
Curso de Formação da Turma de 2020-2021

O Curso de Formação da Turma de 2020-2021 foi assim dividido:


a) primeiro semestre: de 2 de março a 17 de julho de 2020;
b) segundo semestre: de 27 de julho a 18 de dezembro de 2020.
Os alunos da Turma de 2020-2021 deverão cumprir grade horária composta, em seus dois primeiros
semestres, por 22 disciplinas obrigatórias e uma disciplina eletiva, no caso: Árabe, Chinês o u Russo.
Sete diplomatas estrangeiros deverão integar a Turma de 2020-2021.

Corpo docente

Professores Titulares

Abdulbari Nasser (Árabe)


Marcelo Paes Saraiva Câmara (Defesa Segurança e Política Externa)
Achilles Zaluar (Política Internacional 1 e 2)
Dina Chetvertak (Russo)
Dulce Maria Cassilla Andrigueto (Espanhol)
Fábio Mendes Marzano (Clássicos 1 e 2)
Francisco Gaetani (Administração Pública)
George Rodrigo Bandeira Galindo (Direito Internacional Público 1 e 2)
Gustavo de Sá Duarte Barboza (Linguagem Diplomática)
Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega (Técnicas de Negociação)
Jerome Christian Aurelien Bertheau (Francês)
José Carlos de Oliveira (Economia I)
Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira (Leituras Brasileiras)
Maria Antonietta Barbosa Ribeiro (Francês)
Daniel Costa Figueiredo (Organizações Econômicas Internacionais e Contenciosos)
María Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras Brasileiras)
Pedro Delgado Hernández (Espanhol)
Peter Michael Leamy (Inglês)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Sérgio Augusto de Abreu e Lima Florencio Sobrinho (História da Política Externa Brasileira)
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
Zhang Honghua (Chinês)

39
Professores Assistentes

Bruna Mara Liso Gagliardi (Política Internacional 2)


Carlos Guilherme Sampaio Fernandes (Clássicos 1 e 2)
Fabiano Bukhardt (Organizações Econômicas Internacionais e Contenciosos)
Leonardo Vieira Silva (Técnicas de Negociação)
Luis Pinto Costa (Linguagem Diplomática)
Ivan Tiago Machado de Oliveira (Economia)
José Romero Pereira Júnior (História e Pensamento Diplomático Brasileiro)
Guilherme Del Negro Barroso Freitas (Direito Internacional Público)
Ricardo Lins Hiorta (Administração Pública)
Selma Lúcia de Moura Gonzales (Defesa, Segurança e Política Externa)

Corpo discente

Arthur Lomonaco Beltrame


Barbara Policeno Pereira
Bruna Verissimo Lima Santos
Bruno Berrettini Camponês do Brasil
Bruno Rolim
Carolina Moreira da Costa Oliveira
Gabriel Clemente de Oliveira Bellato
Ivan Abdalla Sá Fortes Clavery
João Paulo Melo Nacarate
Joaquim Pedro Strunck da Silva Pinto
Jonathan de Assis Paz Braga
Lawrence Benaventana Póvoas
Luis Felipe Yonezawa Fernandes
Luiz Carlos Keppe Nogueira
Paulo Henrique de Sousa Cavalcante
Rodrigo Lara Pinto
Roman Leon Gieburowski Neto
Ronney Almeida e Silva Filho
Taciano Scheidt Zimmermann
Thayana Stocco do Amaral

40
Alunos estrangeiros

Adilson Manuel José (Angola)


Darkhan Torekhanov (Cazaquistão)
Fernando Mourón (Argentina)
Júlia Romalda Paijo (Timor-Leste)
Juliana Grace Bendezú Quispe (Peru)
Ricardo Zarratea Herreros (Paraguai)
Vanessa Takdira Abubakar Timóteo Mavimbe (Moçambique)

Disciplinas obrigatórias para a Turma de 2020-2021

41
Administração Pública
Clássicos I e II
Defesa, Segurança e Política Externa
Direito Internacional Público I e II
Economia
Espanhol I e II
Francês I e II
História da Política Externa Brasileira
Inglês I e II
Linguagem Diplomática I e II
Organizações Econômicas e Internecionais e Contenciosos
Planejamento Diplomático
Política Internacional I e II
Técnicas de Negociação

Disciplinas eletivas para a Turma de 2016-2018

Árabe I e II
Chinês I e II
Russo I e II

Disciplinas exclusivas para alunos estrangeiros

Leituras Brasileiras

LXIX e LXX Cursos de Aperfeiçoamento de Diplomatas

Em 2019, foram realizadas duas edições do Curso de Aperfeiçoamento de Diplomatas.

LXIX CAD

O edital da 69ª edição do CAD foi publicado no dia 17 de abril de 2019, com inscrições abertas
entre os dias 29 de abril e 10 de maio. Foram oferecidas 35 vagas.

42
O curso foi realizado na modalidade à distância, com base em material de estudo disponibilizado
no site do Instituto Rio Branco. A bibliografia sugerida e as provas do curso, elaboradas pelos examinadores
dos cinco módulos que compuseram o curso, foram enviadas por correio eletrônico aos alunos, os quais
tiveram prazo entre os dias 22 e 26 de julho para elaborar e entregar suas respostas.
O LXIX CAD era composto das seguintes disciplinas: ((I) diplomacia econômica e comercial;
(II) assuntos consulares e migratórios; (III) administração pública e gestão do Ministério das
Relações Exteriores; (IV) negociações políticas bilaterais; e (V) defesa, segurança e soberania.
O caderno de provas pode ser encontrado na página do Instituto Rio Branco:
<http://www.institutoriobranco.itamaraty.gov.br/curso-de-aperfeicoamento-de-diplomatas>.

Relação dos aprovados

O resultado final do Curso foi divulgado por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União
no dia 6 de novembro de 2019. Abaixo, a relação por ordem alfabética dos aprovados:
Tiago Wolff Beckert;
Adriana Fernandes Farias; Túlio César Mourthé de Alvim Andrade;
Benedito Ribeiro da Silva Júnior; Vivian Alves Rodrigues da Silva.
Bernardo Macke;
Bianca Sotelino Dinatale;
Bráulio Augusto Breidenbach Pupim;
Bruno Carvalho Arruda;
Carlos Eiji Suzuki de Amorim;
Cosmo Ferreira Filho;
Diogo de Britto Lyra Barbosa;
Fábio Márcio Baptista Antunes;
Fernando A. Wanderley Cavalcanti Júnior;
Gabriel Eugênio Mendes Braga;
Gerson Cruz Gimenes;
Gianina Muller Pozzebon;
Lucas Nunes Beltrami;
Leonardo Gomes Nogueira Rabêlo;
Ligia de Toffoli Morais;
Luis Henrique Sacchi Guadagnin;
Lucas Chalella das Neves;
Mario Augusto Morato Pinto de Almeida;
Patrick Luna;
Paula Andrade Alexim;
Paulo de Melo Ming Azevedo;
Pedro Henrique Chagas Cabral;
Pedro Vieira Veiga;
Pedro Vinícius do Valle Tayar;
Railssa Peluti Alencar;
Taís Amorim Cardoso.
43
LXX CAD

O edital da 70ª edição do CAD foi publicado no dia 23 de julho de 2019, com inscrições abertas
entre os dias 05 a 16 de agosto. Foram oferecidas 35 vagas.
O curso foi realizado na modalidade à distância, com base em material de estudo disponibilizado
no site do Instituto Rio Branco. A bibliografia sugerida e as provas do curso, elaboradas pelos examinadores
dos cinco módulos que compuseram o curso, foram enviadas por correio eletrônico aos alunos, os quais
tiveram prazo entre os dias 22 e 26 de julho para elaborar e entregar suas respostas.
O LXIX CAD era composto das seguintes disciplinas: ((I) diplomacia econômica e comercial; (II)
assuntos consulares e migratórios; (III) administração pública e gestão do Ministério das Relações Exteriores;
(IV) negociações políticas bilaterais; e (V) defesa, segurança e soberania.
O caderno de provas pode ser encontrado na página do Instituto Rio Branco:
<http://www.institutoriobranco.itamaraty.gov.br/curso-de-aperfeicoamento-de-diplomatas>.

Relação dos aprovados

O resultado final do Curso foi divulgado por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União
no dia 24 de dezembro de 2019. Abaixo, a relação por ordem alfabética dos aprovados:

Alex Guimarães;
Carlos Gustavo Carvalho da Fonseca Velho;
Diego Nunes Orger Fonseca;
Felipe Honorato Cunha;
Felipe Nsair Martiningui;
Francisco Nelson de Almeida Linhares Júnior;
Guilherme Gondin Paulo;
Guilherme Lopes Leivas Leite;
Gustavo Fávero de Souza;
Gustavo Henrique Maultasch de Oliveira;
Helena Gressler da Rocha Paiva;
Hélio Maciel de Paiva Neto;
Henrique Fabian de Carvalho;
Jean Rodolfo Madruga Taruhn;
João Eduardo Martin;
Jonas Paloschi;
Júlio de Oliveira Silva;
José Roberto Hall Brum de Barros;
Larissa Guerra de Figueiredo Karydakis;
Leonardo Loureiro Araújo;
Lívia Oliveira Sobota; e
Luisa Bertuol Tatsch;
Marcel Furtado Garcia;
Marcelo Adrião Borges;
Márcia Canário de Oliveira;
Márcio André Silveira Guimarães;
Michael Nunes Lawson;
Mirtes Juliana de Figueirôa Viana Sobreira;
44
Pablo Perez Sampedro Romero;
Paula Cristina Pereira Gomes;
Paula Rassi Brasil;
Pedro Alexandre Penha Brasil;
Renata Rossini Fasano;
Ricardo Daskal Hirschbruch;
Rodrigo de Oliveira Morais;
Tainá Guimarães Alvarenga;
Thiago Tavares Vidal;

LXIV e LXV Cursos de Altos Estudos

LXIV Curso de Altos Estudos

Foram realizadas, em 2019, arguições do LXIV Curso de Altos Estudos, neste ano em duas
sessões.
A banca examinadora foi constituída pelos Embaixadores José Alfredo Graça Lima, Presidente,
Carlos Alberto Simas Magalhães, Vice-Presidente, e Dênis Fontes de Souza Pinto, Membro, e Carlos Sérgio
Sobral Duarte, Membro, e Maria Luiza Ribeiro Lopes da Silva, membro.

Relação de aprovados e teses:

Conselheiro Alan Coêlho de Séllos


“O Brasil e a Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas:
Implicações para a Soberania Nacional”
Conselheiro Jonas Guimarães Ferreira
“Itaipu: as reivindicações paraguaias e a perspectiva brasileira”
Conselheiro Carlos Henrique Moscardo de Souza
“A Política de Promoção Comercial e de Investimentos do Itamaraty Face ao Desafio
da Integração de Produtos e Serviços com Parceiros Públicos e Privados – Riscos e
Oportunidades”
Conselheiro Mauricio Medeiros de Assis
“Relações Brasil-Vietnã: Histórico, Perspectivas e Subsídios”
Conselheiro Felipe Gastão Bandeira de Mello
“Pesquisa, desenvolvimento e inovação no setor de defesa: possibilidades e desafios
para cooperação entre Brasil e Estados Unidos”
Conselheira Paula Aguiar Barboza
45
“O Tratamento do Bem-Estar Animal na Política Externa Brasileira – De Preocupação
Social a Necessidade Econômica”
Conselheiro Paulo Gustavo Iansen de Sant’Ana
“Migração e refúgio: convergências e contradições entre as políticas implementadas
pelo Brasil no Século XXI”
Conselheira Patrícia Barbosa Lima Côrtes
“Fora do Jogo: o Brasil no Secretariado das Nações Unidas”
LXIV CAE (Segunda Sessão) – 2019
Conselheiro Leonardo Lott Rodrigues
“O Instituto Internacional da Língua Portuguesa e o Plano de Ação de Brasília:
fragilidades e trunfos do Instituto ante o desafio do projeto de internacionalização do idioma”
Conselheiro Carlos Eduardo da Cunha Oliveira
“Os Dez Anos do Conselho de Direitos Humanos: Dilemas, Desafios e Perspectivas”
Conselheiro Leandro Zenni Estevão
“A Governança Global e o G20: Lições, Desafios e Perspectivas para a Ação
Diplomática Brasileira”
Conselheiro Alexandre Mendes Nina
“A Diplomacia Brasileira e a Segurança Energética Nacional”
Conselheiro Davi Augusto Oliveira Pinto
“Renovação versus Anacronismo no Banco de Compensações Internacionais (BIS): a
Discreta Diplomacia dos Bancos Centrais e a Participação Brasileira”
Conselheiro Eduardo Cançado Oliveira
“Brasil-Tailândia: propostas para o aprofundamento das relações bilaterais”
Conselheiro Daniel Costa Figueiredo
“Brexit: Implicações na OMC e Opções para o Brasil”

LXV Curso de Altos Estudos

Em 2019, foi publicado o Edital para o 65º Curso de Altos Estudos. A comissão foi
constituída pelos Embaixadores Fernando Simas Magalhães; Bruno de Rísios Bath; Paulino
Franco de Carvalho Neto; Marcia Loureiro; e Marcelo Otávio Dantas Loures da Costa. A data
limite para entrega dos trabalhos foi 31 de janeiro de 2020.

46
Programa de Ação Afirmativa

O Edital de Abertura do PAA 2019 foi lançado em 21 de maio de 2019.


A partir do PAA lançado em 2016, o Programa de Ação Afirmativa passou a funcionar
conjuntamente ao CACD, não havendo, portanto, seleção específica para a Ação Afirmativa.
Dessa forma, o PAA passou a oferecer a Bolsa-Prêmio de Vocação para a Diplomacia aos
melhores colocados dentre aqueles autodeclarados negros inscritos no CACD 2018 e que não foram
selecionados dentro do número de vagas desse concurso.
Assim, em 2019, foram premiados 42 candidatos selecionados conforme os critérios constantes do
edital de 21 de maio de 2019.

47
Cooperação Internacional

O Curso de Formação da Turma 2020-2021, iniciado em março de 2020, conta com sete alunos
estrangeiros. Adilson Manuel José (Angola), Darkhan Torekhanov (Cazaquistão), Fernando Mourón
(Argentina), Júlia Romalda Paijo (Timor-Leste), Juliana Grace Bendezú Quispe (Peru), Ricardo Zarratea
Herreros (Paraguai) e Vanessa Takdira Abubakar Timóteo Mavimbe (Moçambique).
O fortalecimento da cooperação acadêmica se deu, também, pela participação de alguns
diplomatas brasileiros em programas de treinamento no exterior. O Instituto del Servicio Exterior de la
Nácion (ISEN), da Argentina, recebeu, em 2019, os alunos Daniel Tavares Vidal e Júlia Salles Amaral,
respectivamente primeiro e segundo colocados no Curso de Formação do Instituto Rio Branco da turma
2016-2018.

48
Formatura da Turma de 2017-2019

A cerimônia de formatura da Turma 2017-2019 foi realizada no dia 3 de


maio de 2019.

49
III. ANEXOS

50
Relação dos alunos desde 1946

Observação: O nome de cada alunoa consta conforme o registro à época de seu ingresso no Instituto,
devidamente cotejado com o banco de dados da Divisão do Pessoal.

Turma de 1946-1948 Eurico Nazareth Nogueira Ribeiro


Fausto Cardona
Alcindo Carlos Guanabara
Fernando de Menezes Campos*
Alfredo Rainho da Silva Neves
Angelo João Regattieri Ferrari Heitor Pinto de Moura
Lauro Soutello Alves
Annibal Alberto de Albuquerque Maranhão
Lyle Amaury Tarrisse da Fontoura
Antonio Fantinato Neto
Mario Loureiro Dias Costa
Celso Antonio de Souza e Silva
Nestor Luiz Fernandes Barros dos Santos Lima
Eberaldo Abílio Telles Machado
Nísio Medeiros Baptista Martins
Edipo Santos Maia
Octavio Lafayette de Souza-Bandeira*
Gilberto Francisco Renato Allard Chateaubriand
Bandeira Mello Raul José de Sá Barbosa
Hélio Antonio Scarabotôlo Victor José Silveira
Hélio da Fonseca e Silva Bittencourt * Candidatos aprovados no exame de suficiência
de 1947-1948, previsto no artigo 5º do Decreto-
João Desiderati Monneti
Lei nº 9.032/1946.
João Luiz Areias Netto
Luiz Garrido Cavadas
Turma de 1948-1950
Marcos Magalhães de Souza Dantas Romero
Octavio do Nascimento Brito Filho Armando Salgado Mascarenhas

Octavio Luiz de Berenguer Cesar Arnaldo Rigueira


Oscar Soto Lorenzo Fernandez Cláudio Garcia de Souza

Osvaldo Barreto e Silva David Silveira da Mota Júnior


Othon do Amaral Henriques Filho Espedito de Freitas Resende

Paulo Amelio do Nascimento Silva Fernando Augusto Buarque Franco Neto


Paulo Cabral de Melo Frederico Carlos Carnaúba

Paulo Padilha Vidal Joaquim de Almeida Serra


Paulus da Silva Castro José Leal Ferreira Junior

Raymundo Nonnato Loyola de Castro Luiz Augusto Pereira Souto Maior


Rodolpho Godoy de Souza Dantas Luiz Benjamin de Almeida Cunha

Sérgio Mauricio Corrêa do Lago Luiz Philippe D’Amorim Antony


Murilo Gurgel Valente
Ovidio de Andrade Melo
Turma de 1947-1948 Roberto Chalu Pacheco
Arthur Bernardes Alves de Souza Wilson Sidney Lobato
Ayrton Diniz*
Daniel Joseph Corbett Junior

51
Turma de 1949-1951 Turma de 1952-1954
Carlos Alberto Pereira Pinto Alcides da Costa Guimarães Filho
Celso Diniz Augusto Estellita Lins
Dário Moreira de Castro Alves Carlos Augusto de Proença Rosa
Eduardo Moreira Hosannah Fernando de Salvo Souza
Geraldo de Heráclito Lima Guy Marie de Castro Brandão
João Hermes Pereira de Araújo José Olympio Rache de Almeida
Luiz de Moura Barbosa Lael Simões Barbosa Soares
Marcos Antônio de Salvo Coimbra Lindolfo Leopoldo Collor
Oswaldo Castro Lobo Luiz Loureiro Dias Costa
Paulo Frassinetti Pinto Marcílio Marques Moreira
Renato Bayma Denys Maria Sandra Cordeiro de Mello
Sérgio Luiz Portella de Aguiar Octávio Rainho da Silva Neves
Sizinio Pontes Nogueira Paulo Monteiro Lima
Pedro Emílio Penner da Cunha
Turma de 1951-1952 Renato Madasi
Ronald Leslie de Moraes Small
Affonso Arinos de Mello Franco
Sérgio Fernando Guarischi Bath
Aloysio Marés Dias Gomide
Augusto Graeff
Henrique Augusto de Araujo Mesquita Concurso Direto de 1954
Italo Zappa Adhamar Soares de Carvalho
João Frank da Costa Agenor Soares dos Santos
José Maria Vilar de Queiroz Antonio Carlos de Souza Tavares
Othon Guimarães Antonio Conceição
Paulo Nogueira Batista Antonio Patriota
Ronaldo Costa Ayrton Gonzalez Gil Dieguez
Sérgio de Champerbaud Weguelin Vieira Geraldo Egídio da Costa Holanda Cavalcanti
Joaquim Ignacio Amazonas Macdowell
Turma de 1952-1953 Luiz Paulo Lindenberg Sette

Ernesto Alberto Ferreira de Carvalho Marcel Dezon Costa Hasslocher


Oswaldo Biato
Felix Baptista de Faria
Fernando Abbott Galvão
João Clemente Baena Soares Turma de 1954-1955
Marcel Maria Tarrisse da Fontoura Antônio Arruda Câmara Filho
Marcelo Raffaeli Gil Roberto Fernando de Ouro Preto
Marcio Rego Monteiro João Tabajara de Oliveira
Mauro da Costa Lobo Jorge Pires do Rio
Ney Morais de Mello Mattos Jorge Ronaldo de Lemos Barbosa
José Bonifácio Lourenço de Andrada

52
Luiz Carlos Barreto Thedim Luiz Emery Trindade
Marco Aurélio dos Santos Chaudon Mauro Sérgio da Fonseca Costa Couto
Michael Joseph Corbett Murillo de Miranda Basto Junior
Odilon de Camargo Penteado Octavio Eduardo Llambi Campbell Guinle
Pedro Hugo Fabrício Belloc Paulo Cardoso de Oliveira Pires do Rio
Raul Fernando Belford Roxo Leite Ribeiro Pedro Carlos Neves da Rocha
Victor Augusto Nunes Vasseur Sérgio da Veiga Watson
Sérgio Paulo Rouanet
Concurso Direto de 1955 Yvonne Magno Pantoja

André Guimarães
Antonio Carlos Diniz de Andrada Turma de 1956-1957
Edmundo Radwanski Alberto Vasconcellos da Costa e Silva
Francisco Hermogenes de Paula Álvaro Bastos do Valle
Guilherme Weinschenck Bernardo de Azevedo Brito
Hélio Tavares Pires Carlos Antonio Bettencourt Bueno
Hersyl Castello Branco de Pereira Franco Cecília Maria do Amaral Prada
Isócrates de Oliveira Ivan Velloso da Silveira Batalha
Jorge Alberto Nogueira Ribeiro Joayrton Martins Cahu
José Murilo de Carvalho José Maria Diniz Ruiz de Gamboa
Luiz Horácio de Oliveira Lacerda Laura Maria Malcher de Macedo
Marina de Barros e Vasconcellos Leonardo Marques de Albuquerque Cavalcanti
Marina de Moraes Leme Luiz Orlando Carone Gélio
Mário Andrade Correia Marcos Castrioto de Azambuja
Mário Wilson Fernandes Moacyr Moreira Martins Ferreira
Mozart Janot Junior René Haguenauer
Paulo Tarso Flecha de Lima René Luiz Cavé Rainho
Regina Vitória Castello Branco Sérgio de Queiroz Duarte
Rodrigo Amaro de Azeredo Coutinho Sergio Martins Thompson Flôres
Rogério Corção Braga
Turma de 1957-1958
Turma de 1955-1956 Aderbal Costa
Amaury Bier Adriano Benayon do Amaral
Antonio Amaral de Sampaio Álvaro da Costa Franco Filho
Asdrúbal Pinto de Ulyssea Bernardino Raimundo da Silva
Carlos Eduardo de Affonseca Alves de Souza Carlos Henrique Paulinho Prates
Cláudio Cabussú Tourinho Celeste Dezon Costa Hasslocher
Eduardo Portella Netto Claudio Luiz dos Santos Rocha
Enaldo Camaz de Magalhães Cyro Gabriel do Espírito Santo Cardoso
Luiz Cláudio Pereira Cardoso Francisco Thompson Flôres Netto

53
Guy Mendes Pinheiro de Vasconcellos Sérgio Henrique Nabuco de Castro
Heitor Soares de Moura Filho
Isaura Maria Morin Parente de Mello Turma de 1959-1960
João Augusto de Médicis Fernando Antonio de Oliveira Santos Fontoura
João Carlos Pessoa Fragoso Guilherme Luiz Belford Roxo Leite Ribeiro
Jorge Carlos Ribeiro Jayme Villa-Lobos
José Constancio Austregésilo de Athayde José Ferreira Lopes
Landulpho Victoriano Borges da Fonseca Maria Rosita Gulikers de Aguiar
Lavínia Augusta Machado Nuno Álvaro Guilherme d’Oliveira
Livieto Justino de Souza
Orlando Soares Carbonar
Luiz Fernando do Couto Nazareth Rubens Ricupero
Luiz Villarinho Pedroso
Sérgio Damasceno Vieira
Marcos Henrique Camillo Côrtes Sérgio Rezende Carneiro de Lacerda
Mario Augusto Santos Tarcisio Marciano da Rocha
Maud Polly Góes Thereza Maria Mendes Machado
Miguel Pedro de Vasconcellos Souza
Narto Lanza
Turma de 1960-1961
Sergio Augusto Ferreira Vivacqua
Agildo Séllos Moura
Sérgio Seabra de Noronha
Antonio Octaviano de Alvarenga Filho
Walter Wehrs
Antonio Sabino Cantuária Guimarães
Carlos Átila Álvares da Silva
Turma de 1958-1959
Carlos José Prazeres Campelo
Adolpho Corrêa de Sá e Benevides Carlos Luzilde Hildebrandt
Aloysio Ribeiro Vieira Christovam de Oliveira Araújo Filho
Annunciata Padula
Fernando Rodolpho de Souza
Antonio Ferreira da Rocha Fernando Silva Alves
Arrhenius Fabio Machado de Freitas Flávio Moreira Sapha
Carlos Alberto Leite Barbosa Francisco de Lima e Silva
Carlos Luiz Coutinho Perez Gilberto Ferreira Martins
Carlos Norberto de Oliveira Pares
Jorio Dauster Magalhães e Silva
Ítalo Miguel Alexandre Mastrogiovanni José Coelho Monteiro
José Botafogo Gonçalves
Luiz Jorge Rangel de Castro
José Dácio Afonso Miranda
Regis Novaes de Oliveira
Julio Gonçalves Sanchez
Maria da Natividade Duarte Ribeiro
Turma de 1961-1962
Mario Cesar de Moraes Pitão
Álvaro Gurgel de Alencar Netto
Mauro Mendes de Azeredo
Arnaldo Carrilho
Paulo Guilherme Vilas-Bôas Castro
Evaldo José Cabral de Mello
Paulo Sergio Nery
Gilberto Coutinho Paranhos Velloso
Roberto de Salvo Coimbra
54
Ginette Emilienne Scholte Luiz Mattoso Maia Amado
Henrique Rodrigues Valle Junior Marcello José Moretzsohn de Andrade
Jayro Coelho Márcio de Alencar Ramalho
Lineu Medina Martins Márcio Fortes de Almeida
Luiz Brun de Almeida e Souza Márcio Paulo de Oliveira Dias
Luiz Dilermando de Castello Cruz Marco Cesar Meira Naslausky
Ney Lemos de Oliveira Maria do Carmo Camillo de Oliveira
Octavio José de Almeida Goulart Maurício Carneiro Magnavita
Paulo Dyrceu Pinheiro Paulo Renato Costa Rodrigues Rocha Santos
Pedro Paulo Pinto Assumpção Romeo Zero
Rubens Antônio Barbosa Rubens de Souza Sarmento
Ruth Maria Baião Samuel Pinheiro Guimarães Neto
Vera Regina Behring Delayti Sebastião do Rêgo Barros Netto
Sérgio Eduardo Dias Lemgruber
Turma de 1962-1963 Virgilio Moretzsohn de Andrade
William Agel de Mello
Affonso Celso de Ouro-Preto
Bassul Athuil Netto
Caio Mário Caffé Nascimento Concurso Direto de 1962
Carlos Alberto de Azevedo Pimentel Augusto Cesar de Vasconcellos Gonçalves
Carlos Felipe Alves Saldanha Bernardo Pericás Neto
Clovis Corrêa Palmeiro da Fontoura Brian Michael Fraser Neele
Danilo Adão Mayr Celso de Almeida Miguel Relvas
Décio Mendes Celso Ortega Terra
Dinah Flüsser Claudio Sotero Caio
Fernando Guimarães Reis Guilherme Parreiras Horta
Genaro Antonio Mucciolo Jacques Claude François Michel Fernandes
Guido Fernando Silva Soares Vieira Guilbaud

Helder Martins de Moraes José Nogueira Filho


Heloisa Vilhena de Araújo Marcelo Didier

Igor Torres-Carrilho Paulo Dias Pereira


Jadiel Ferreira de Oliveira Paulo Roberto Barthel Rosa

João Carlos Gouvêa Pontes de Carvalho Raphael Valentino Sobrinho


José Guilherme Alves Merquior Renato Prado Guimarães

José Jeronimo Moscardo de Souza Roberto Pinto Ferreira Mameri Abdenur


Luciano Ozorio Rosa Roberto Soares-de-Oliveira

Luiz Antonio Jardim Gagliardi Ronaldo Mota Sardenberg


Luiz Cesar Vinhaes da Costa Rubem Amaral Júnior

Luiz Felipe de La Torre Benitez Teixeira Soares Ruy Nunes Pinto Nogueira
Luiz Filipe de Macedo Soares Guimarães
Luiz Felipe Palmeira Lampreia Turma de 1963-1964
55
Carlos Alberto Pessôa Pardellas Sérgio Caldas Mercador Abi-Sad
Cecília Bidart Carneiro de Novaes Wilma Vilela Guerra
Celso Luiz Nunes Amorim
Claudio Maria Henrique do Couto Lyra Turma de 1965-1966
Francisco Soares Alvim Neto Adhemar Gabriel Bahadian
Gilda Maria Ramos Guimarães Affonso Emilio de Alencastro Massot
Guilherme Raymundo Barbedo Arroio Antonio Augusto Dayrell de Lima
Ivan Oliveira Cannabrava Armando Sergio Frazão
José Artur Denot Medeiros Carlos Alfredo Pinto da Silva
José Renato Monteiro Vieira Braga
Carlos Eduardo Paes de Carvalho
Lauro Barbosa da Silva Moreira Christiano Whitaker
Ricardo Joppert
Claudio Cesar de Avellar
Sérgio de Souza Fontes Arruda João Carlos de Aguiar Gay
Sergio Luiz Gomes Luiz Felipe de Seixas Corrêa
Miguel Darcy de Oliveira
Turma de 1964-1965 Orlando Galvêas Oliveira
Adolf Libert Westphalen Oto Agripino Maia
Aída Rodrigues Gomes Roberto Gaspary Torres
Antônio Carlos Lima de Noronha Ruy Alejandro Távora
Carlos Augusto Rego Santos Neves Sérgio Luís de Souza Tapajós
Clodoaldo Hugueney Filho Stelio Marcos Amarante
Eduardo Hermanny Wamberto Hudson Ferreira
Eurico de Freitas
Gilberto Vergne Saboia Turma de 1966-1967
João Godinho Barros
Alfredo Grieco
João Gualberto Marques Porto Júnior Antonio Carlos Coelho da Rocha
João Paulo de Pimentel Brandão Sanchez Antônio Guedes Barbosa
Joaquim Luís Cardoso Palmeiro Carlos Moreira Garcia
Jorge Clement Duuvernoy Ednildo Gomes de Soares
Jorge Saltarelli Junior
Eduardo Monteiro de Barros Roxo
Jório Salgado Gama Filho Fausto Orlando Campello Coelho
José Viegas Filho
Fernando José de Moura Fagundes
Milton Torres da Silva
Flávio Eduardo Macedo Soares Regis do
Paulo Dionisio de Vasconcellos Nascimento
Paulo Fernando Telles Ribeiro Francisco de Paula de Almeida Nogueira
Reginaldo Andrade de Brito Junqueira
Rodrigo Menezes Amado Frederico Cezar de Araujo
Ruy Antonio Neves Pinheiro de Vasconcellos Gastão Felipe Coimbra Bandeira de Mello
Sergio Barbosa Serra Gilda Pereira dos Santos-Jacintho
Sérgio Barcellos Telles Janine-Monique Lazaro

56
Jom Tob de Azulay Vera Pedrosa Martins de Almeida
José Marcus Vinicius de Sousa
José Maurício de Figueiredo Bustani Concurso Direto de 1968
Luiz Carlos de Oliveira Feldman Alfredo Carlos de Oliveira Tavares
Mara Weston Celina Maria Barão de Assumpção
Marcus Camacho de Vincenzi Lucia de Aguiar Patriota
Mario da Graça Roiter Sérgio Elias Couri
Osmar Vladimir Chohfi Sérgio Simas Carriço
Paulo Afonso Souza dos Santos
Sérgio Tutikian
Turma de 1968-1969
Victor Manzolillo de Moraes
Abílio Machado Cantuária
Volker Pöeler
Affonso José Santos
Almir Franco de Sá Barbuda
Turma de 1967-1968
André Mattoso Maia Amado
Abelardo da Costa Arantes Júnior
Annamaria Angela Mosella Pereira da Silva
Antônio Carlos Austregésilo de Athayde Antonio Carlos Vereza Coutinho
Arnaldo Abílio Godoy Barreira Cravo
Antonio Humberto dos Cavalcanti de
Celso Marcos Vieira de Souza Albuquerque e Fontes Braga
Clemente Rodrigues Mourão Neto Antonio José Telles Bueno
Edgard Telles Ribeiro Antonino Lisboa Mena Gonçalves
Eduardo da Costa Farias Armando Vitor Boisson Cardoso
Fernando Cacciatore de Garcia Carlos Alberto Ferreira Guimarães
Fernando José de Carvalho Lopes Cesar de Faria Domingues Moreira
Flávio Miragaia Perri Clóvis Abuhamad
Júlio Cesar Gomes dos Santos Elim Saturnino Ferreira Dutra
Luiz Augusto de Castro Neves Fausto Fernando Rocha Cardona
Luiz Augusto Saint-Brisson de Araujo Castro Gelson Fonseca Junior
Luiz Fernando Gouvêa de Athayde Godofredo Rayol Almeida Santos
Luiz Henrique Pereira da Fonseca Guilherme Fausto da Cunha Bastos
Mair Ione Vilhena de Vasconcellos Haroldo Teixeira Valladão Filho
Mario Grieco Joaquim Arnaldo de Paiva Oliveira
Maurício Eduardo Cortes Costa Joaquim Augusto Whitaker Salles
Ney do Prado Dieguez José Alfredo Graça Lima
Renato Xavier José Antônio de Castello Branco de Macedo
Roberto de Abreu Cruz Soares
Roberto Rodrigues Krause José Augusto Lindgren Alves
Sérgio Luiz Pereira Bezerra Cavalcanti José Vicente de Sá Pimentel
Sonia Maria de Castro Julio Celso Ramos
Synesio Sampaio Goes Filho Lúcio Pires de Amorim
Vera Lúcia Barrouin Crivano Machado Luiz Fernando Freitas Ligiéro

57
Luiz Fernando de Oliveira e Cruz Benedini Renate Stille
Luiz Sérgio Gama Figueira Ricardo Drummond de Mello
Luiz Tupy Caldas de Moura Sérgio Augusto de Abreu e Lima Florêncio
Márcio Botelho Serra do Valle Pereira Sobrinho

Marcos Borges Duprat Ribeiro Sérgio Silva do Amaral


Margarida Zobaran Vitoria Alice Cleaver

Maria Celina de Azevedo Rodrigues


Maria Helena de Mattos Pimenta Turma de 1970-1971
Oswaldo Eurico Balthazar Portella Carlos José Middeldorf
Paulo Alberto da Silveira Soares Celso Lemos da Costa Bello
Pedro Luiz Carneiro de Mendonça Cesário Melantonio Neto
Raul Campos e Castro Elisabeth Helena Pereira Erdos
Raul Euclydes Aranha d’Escragnolle Taunay Irene Pessoa de Lima Câmara
Renato Luiz Rodrigues Marques João Alfredo Pinheiro Monteiro
Ricardo Luiz Viana de Carvalho Maria Elisa de Bittencourt Berenguer
Roberto Pessôa da Costa Marília Mota Sardenberg
Ronaldo de Campos Veras Mario Ernani Saade
Ronaldo Edgar Dunlop Pedro Mario Lavenère Wanderley Mariani
Sérgio Ney Medeiros de Carvalho Sebastião Neves
Tomas Mauricio Guggenheim Valdemar Carneiro Leão Neto
Washington Luis Pereira de Sousa Neto Valter Pecly Moreira
Wilmary Maciel Penna Vital Fernando Lopes de Souza

Turma de 1969-1970 Turma de 1971-1972


Alexandre Ruben Milito Gueiros Antonino Marques Porto e Santos
Ana Maria Penha Brasil Carlos Antonio da Rocha Paranhos
Antonio José Rezende de Castro Flávio Roberto Bonzanini
Arthur Vivacqua Correa Meyer Francisco Campos de Oliveira Penna
Geraldo Affonso Muzzi Hélio Magalhães de Mendonça
Gerson Machado Pires Filho Ilka Maria Lehmkuhl Trindade Cruz
Gilda Nunes Abuhamad Jorge d’Escragnolle Taunay Filho
Hildebrando Tadeu Nascimento Valadares Kywal de Oliveira
Isis Martins Ribeiro de Andrade Paulo Americo Veiga Wolowski
Isnard Penha Brasil Junior Pedro Motta Pinto Coelho
Julio Cezar Zelner Gonçalves René Loncan Filho
Luiz Alves da Fonseca Costa Ricardo Carvalho do Nascimento Borges
Luiz Antonio Fachini Gomes Ruy de Lima Casaes e Silva
Luiz Guilherme de Moraes Sérgio Eduardo Moreira Lima
Marcelo Leonardo da Silva Vasconcelos
Paulo Sérgio Pontes da Silva Mafra
58
Turma de 1972-1973 Vitor Candido Paim Gobato

Anna Maria Michelangela Vittoria Manzolillo


Antônio Herculano Lopes Turma de 1974-1975
Barbara Goraczko Américo Dyott Fontenelle
Claudia D’Angelo Antonio José Vallim Guerreiro
Heraldo Póvoas de Arruda Carlos Alberto Simas Magalhães
Ivone Brandão Vieira Faria Carlos Eduardo Sette Camara da Fonseca Costa
João Almino de Souza Filho Cezar Augusto de Souza Lima Amaral
Luís Fernando de Andrade Serra Dante Coelho de Lima
Luiz Felipe Mendonça Filho Eduardo dos Santos
Luiz Francisco Pandiá Braconnot Ernesto Otto Rubarth
Manoel Antonio da Fonseca Couto Gomes Fernando Augusto Ferraz Muggiatti
Pereira Gilberto Fonseca Guimarães de Moura
Marcelo Andrade de Moraes Jardim Marcelo Roberto Soares Novaes
Marco Antonio Diniz Brandão Marcos Caramuru de Paiva
Maria Dulce Soares da Silva Maria Stela Santos Pompeu Brasil
Maria Eduarda Santos Pompeu Brasil Mauricio Roberto Oswald Vieira
Maria Lúcia Santos Pompeu Brasil Raymundo Santos Rocha Magno
Raul de Taunay Regis Percy Arslanian
Sarkis Karrnirian Renan Leite Paes Barreto
Roberto Teixeira de Mesquita
Turma de 1973-1974 Romero Cabral da Costa Filho
Antonio Fernando Cruz de Mello Rubem Antonio Correa Barbosa
Carlos Alberto Lopes Asfora Ruy Carlos Pereira
Carlos Augusto Loureiro de Carvalho Sérgio Sanginito Novaes da Silva
Carlos Eduardo Botelho da Silva
Edson Marinho Duarte Monteiro Concurso Direto de 1975
Eduardo Prisco Paraiso Ramos Adalnio Senna Ganem
Fernando Jacques de Magalhães Pimenta Alírio de Oliveira Ramos
Francisco José Alonso Velloso Azevedo Antonio José Maria de Souza e Silva
João Carlos de Souza-Gomes Carlos Alfredo Lazary Teixeira
João Ziccardi Navajas Carlos Augusto de Oliveira
José Eduardo Martins Felicio Carlos Henrique Cardim
José Maria de Carvalho Coelho Edmundo Sussumu Fujita
Márcio Araujo Lage Eduardo Augusto Ibiapina de Seixas
Maria da Graça Nunes Carrion Fausto Martha Godoy
Mauro Luiz Iecker Vieira Genésio Silveira da Costa
Moira Aparecida Shouler Gilberto de Almeida Ferreira
Piragibe dos Santos Tarragô Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
Roberto Pires Coutinho
59
Gustavo Mesquita de Siqueira José Amir da Costa Dornelles
João Batista Cruz José Roberto de Almeida Pinto
Josal Luiz Pellegrino Katia Godinho Gilaberte
Márcio Florencio Nunes Cambraia Leda Lucia Martins Camargo
Maria Aparecida Lopes Nahu Luiz Antonio Dubeux Fonseca
Maria Ercilia Borges Alves Marcela Maria Nicodemos
Maria Lucy Gurgel Valente Maria de Lourdes Vieira Nogueira
Mario Vilalva Maria-Theresa Lazaro
Michael Patricius de Almeida Goggin Michael Francis de Maya Monteiro Gepp
Miguel Gustavo de Paiva Torres Milton de Freitas Almeida Neto
Paulo Antonio Pereira Pinto Orlando Celso Timponi
Paulo Cesar de Oliveira Campos Paulo Cesar Meira de Vasconcellos
Paulo Tarrisse da Fontoura Paulo Joppert Crissiuma
René Pinto de Mesquita Junior Paulo Sérgio Traballi Bozzi
Paulo Wangner de Miranda
Turma de 1975-1976 Pedro Henrique Lopes Borio

Afonso José Sena Cardoso Pedro Scalisse Neto

Antônio Júlio Cesário de Mello Ciraudo Renato Soares Menezes

Arthur Virgilio do Carmo Ribeiro Neto Ricardo Alonso Bastos


Rolemberg Estevão de Souza
Enio Cordeiro
José Antonio Gomes Piras Sidney Pinto Fernandes
Vera Lucia dos Santos Caminha
José Antonio Marcondes de Carvalho
José Carlos de Araujo Leitão Vergniaud Elyseu Filho

Luiz Gilberto Seixas de Andrade


Marcus André Rouanet Machado de Mello Concurso Direto de 1977
Maria Luiza Neves Ribeiro Alcir Carvalho Rebello
Victor Manso de Mello Vianna Ana Lélia Benincá Beltrame
Ana Maria Sampaio Fernandes
Turma de 1976-1977 Eduardo Botelho Barbosa
Eduardo Lobo Botelho Gualazzi
Alcides Gastão Rostand Prates
Ana Elisa de Magalhães Padilha Pupo Netto Fernando Paulo de Mello Barreto Filho
Georges Lamazière
Antonio Carlos do Nascimento Pedro
João de Mendonça Lima Neto
Cesar de Paula Cidade
José Soares Júnior
Eliana de Sampaio Ferraz
Monica Renata Salski
Everton Vieira Vargas
Paulo Roberto de Almeida
Fernando Jablonski
Sérgio Frederico Dantas da Cunha
Flávio Helmold Macieira
Sergio Mauricio da Costa Palazzo
Gladys Ann Garry Facó
João Batista da Costa

60
Turma de 1977-1978 Flavio Silva Rodrigues de Oliveira
Gastão Estellita Lins de Salvo Coimbra
Agemar de Mendonça Sanctos
Almerinda Augusta de Freitas Carvalho Henrique da Silveira Sardinha Pinto
Henrique Luiz Jenné
Antenor Américo Mourão Bogéa Filho
Antonio Carlos Lopes Rodrigues Hermano Telles Ribeiro
João Inácio Oswald Padilha
Eduardo Gastal Affonso Penna
Francisco Chagas Catunda Resende Ligia Maria Scherer
Luiz Eduardo Caracciolo Maya Ferreira
Frederico Salomão Duque Estrada Meyer
Gláucia Silveira Gauch Marcos Vinicius Pinta Gama
Mariane Bravo Leite
João Solano Carneiro da Cunha
José Jorge Alcazar Almeida Paulo Cesar de Camargo
Paulo Cordeiro de Andrade Pinto
Lúcia Maria Maierá
Maria Laura da Rocha Ralph Peter Henderson
Silvana Dunley de Amorim
Neith Maria de Almeida Prado Costa
Pedro Fernando Brêtas Bastos
Pedro Luiz Rodrigues Turma de 1979-1980
Thais Eleonora Guerra Rego Ana Cândida Perez
Ana Cristina Campello Torres Asfora
Concurso Direto de 1978 Ana Maria Pinto Morales
Arnaldo Caiche D’Oliveira
Appio Claudio Muniz Acquarone Filho
Carlos Alberto de Oliveira Pessoa
George Ney de Souza Fernandes
João Frederico Abbott Galvão Junior Carmen Lídia Richter Ribeiro Moura
Leonilda Beatriz Campos Gonçalves Cícero Martins Garcia
Denis Fontes de Souza Pinto
Maria Auxiliadora Figueiredo
Douglas Wanderley de Vasconcellos
Maria Edileuza Silva Fontenele
Mitzi Gurgel Valente Durval Carvalho de Barros
Eduardo Carvalho
Oswaldo Henrique Teixeira de Macedo
Eduardo de Mattos Hosannah
Roberto Jaguaribe Gomes de Mattos
Ellen Osthoff Ferreira de Barros
Virgilio Raitzin Távora
Evandro de Sampaio Didonet
Fernando Simas Magalhães
Turma de 1978-1979
Flávia Raquel Ribeiro da Luz Guimarães
Ana Lucy Gentil Cabral George Monteiro Prata
Antonio de Aguiar Patriota
Hélio Póvoas Júnior
Aral Antunes Jara José Borges dos Santos Júnior
Carlos Alberto Ribeiro Reis
José Fernando Valim
Carlos Roberto Bevilaqua Penna José Fiuza Neto
Carmelito de Melo
José Mauro da Fonseca Costa Couto
Eduardo Ricardo Gradilone Neto
José Vicente da Silva Lessa
Fernando Said Sallum
José Wilson Moreira
61
Luís Fernando Panelli Cesar Francisco Moacyr Fontenelle Filho
Luís Henrique Sobreira Lopes Hadil Fontes da Rocha Vianna
Luiz Alberto Figueiredo Machado Hélio Vitor Ramos Filho
Luiz Carlos Galindo de Medeiros João Batista Lanari Bó
Luiza Maria Guerra Campelo Jorge Karl de Sá Earp
Manoel Carlos Lourenço Gualda José Roberto Procopiak
Manuel Innocencio de Lacerda Santos Júnior Marcel Fortuna Biato
Marcos Bezerra Abbott Galvão Marco Antonio Felix de Souza Neto
Maria Juliana Dutra Martins Marco Farani
Marisa Baranski Lamback Maria Elisa Teófilo de Luna Nogueira
Matias Antonio Senra de Vilhena Maria Sílvia Barbin Laurindo
Miguel Júnior França Chaves de Magalhães Maria Teresa Mesquita Pessôa
Mônica de Menezes Campos Oswaldo Biato Júnior
Paulo Cesar Cappeli Nogueira Paulo de Mello Vidal
Paulo Roberto Campos Tarrisse de Fontoura Paulo Luiz Medeiros de Souza
Paulo Roberto da Costa Pacheco Paulo Roberto Caminha de Castilhos França
Paulo Roberto Palm Renato Sérgio de Assumpção Faria
Pedro Henrique Eduardo Magalhães Samuel Hindemburgo Bueno dos Santos
Ricardo Neiva Tavares Sérgio Eugênio de Risios Bath
Rujiza Mara Andreyevich Sérgio França Danese
Sérgio Taam
Sheila Maria de Oliveira Turma de 1981-1982
Vitor Hugo de Souza Irigaray Andréia Cristina Nogueira Rigueira David
Antonio José Ferreira Simões
Turma de 1980-1981 Ánuar Nahes
Afonso Álvaro de Siqueira Carbonar Aparecida Carmem Tescarolo
Alexandre Affonso da Motta Barboza Cecilia de Meira Penna Neiva Tavares
Alfredo Cesar Martinho Leoni Cesar de Paiva Leite Filho
Antonio Luis Espinola Salgado Claudio José de Campos
Arthur Henrique Villanova Nogueira Edgard Antonio Casciano
Bruno de Rísios Bath Eliana Zugaib Colombo
Carlos Alberto Lamback Fernando José Marroni de Abreu
Carmen Lúcia Gillet Lomonaco Igor Kipman
Claudio Frederico de Matos Arruda João Carlos Parkinson de Castro
Débora Vainer Barenboim João Luiz de Barros Pereira Pinto
Edelcio José Ansarah Jorge José Frantz Ramos
Elda Maria Alvarez Procopiak José Carlos da Fonseca Junior
Elza Moreira Marcelino de Castro José Luiz Machado e Costa
Francisco Carlos Ramalho de Carvalho Chagas Julio Boaventura Santos Matos
Francisco Mauro Brasil de Holanda Júlio Victor do Espirito Santo
62
Lineu Pupo de Paula Milton Rondó Filho
Luís Antonio Borda de Carvalho Silos Nei Futuro Bitencourt
Luís Ivaldo Villafañe Gomes Santos Nelson Antonio Tabajara de Oliveira
Maria Clara Duclos Carisio Norton de Andrade Mello Rapesta
Maria de Lujan Caputo Winkler Paulo Mendes de Carvalho
Maria Nazareth Farani Azevêdo Pedro Paulo d’Escragnolle-Taunay
Mariangela Rebuá de Andrade Regina Célia de Oliveira Bittencourt
Nilo Barroso Neto Rodrigo do Amaral Souza
Regina Maria Cordeiro Santiago Irazabal Mourão
Reinaldo Storani Santiago Luis Bento Fernández Alcázar
Roberto Colin Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Rudá Gonzales Seferin Sergio Schiller Thompson Flores
Silvana Polich Silas Leite da Silva
Susan Kleebank Silvio Meneses Garcia
Vilmar Rogerio Coutinho Junior Silvio Rhomedes Bandeira Assumpção
Virginia Bernardes de Souza Toniatti Vera Cintia Alvarez
Zenik Krawctschuk
Turma de 1983-1984
Turma de 1982-1983 Afonso Celso de Sousa Marinho Nery
Aldemo Serafim Garcia Júnior Alexandre de Azevedo Silveira
Alfredo José Cavalcanti Jordão de Camargo Antonio Francisco da Costa e Silva Neto
André Aranha Corrêa do Lago Barbara Briglia Tavora
André Nabarrete Neto Caio Marcio Ranieri Colombo
Bruno Luiz dos Santos Cobuccio Carlos Ricardo Martins Ceglia
Carlos Alberto Michaelsen den Hartog Cláudio César Rodrigues do Nascimento
Carlos Henrique Moojen de Abreu e Silva Demétrio Bueno Carvalho
Carlos Sérgio Sobral Duarte Eduardo Andrade de Moraes Jardim
Clemente de Lima Baena Soares Eliana da Costa e Silva Puglia
David Silveira da Mota Neto Eliane Gama e Abreu de Andrade Tabajara de
Elizabeth-Sophie Mazzella di Bosco Balsa Oliveira
Fernando de Mello Vidal Francisco Carlos Soares Luz

João André Pinto Dias Lima Isabel Cristina Corrêa de Azevedo


João Pedro Corrêa Costa João Carlos Belloc

José Luiz Vieira João Luiz de Medeiros


José Mario Ferreira Filho Jorge Geraldo Kadri

Laudemar Gonçalves de Aguiar Neto José Estanislau do Amaral Souza Neto


Leonardo Carvalho Monteiro José Gilberto Jungblut

Lys Amayo de Benedek Lopes Lauro Eduardo Soutello Alves


Márcia Maria Coutinho Adorno Marcia Jabor Canizio

Marcos Leal Raposo Lopes Maria Celia Sette Câmara Calero Rodrigues

63
Maria Helena Pinheiro Penna Maria Cristina Martins dos Anjos
Mônica Maria Meirelles Nasser Maria Izabel Vieira
Orlando Scalfo Júnior Olyntho Vieira
Pedro Paulo Hamilton Paulo Estivallet de Mesquita
Ricardo Guerra de Araújo Pery Machado
Ricardo Luís Pires Ribeiro da Silva Sérgio da Fonseca Costa Couto
Roberto Abdalla Sérgio Luís Lebedeff Rocha
Roberto Carvalho de Azevêdo Tarcisio de Lima Ferreira Fernandes Costa
Sergio Luiz Canaes Terezinha Bassani Campos
Sylvia Ruschel de Leoni Ramos
Tarcisio Lumack de Moura Turma de 1985-1986
Tovar da Silva Nunes
Alexandre Campello de Siqueira
Virgilio Antonio Coutinho França Alexandre da Silva Barbedo
Wanja Campos da Nóbrega Bonfá Ana Maria Mulser Parada
Antonio Carlos de Souza Leão Galvão França
Turma de 1984-1985 Antonio Otávio Sá Ricarte
Ana Suza Cartaxo de Sá Carlos Alfonso Iglesias Puente
Antonio Alves Júnior Carlos Márcio Bicalho Cozendey
Antonio Baptista Luz Filho Cláudia Fonseca Buzzi
Antonio de Moraes Mesplé Claudio Raja Gabaglia Lins
Aurélio Afrânio Garcia Avelino Claudio Roberto Poles
Carlos Alexandre Ferreira Evaldo Freire
Carlos Eduardo de Ribas Guedes Fernando Apparicio da Silva
Carlos Vinicius Vizioli Flavio Marega
Cesário Marcos Lopes de Alexandria Geraldo Veiga Rivello Júnior
Dijalma Mariano da Silva Glivânia Maria de Oliveira
Félix Valois Pires Irene Vida Gala
Flávio Hugo Lima Rocha Junior Jandira Gill Chalu Pacheco
Geraldo Miniuci Ferreira Junior João Alberto Dourado Quintaes
Guilherme de Aguiar Patriota João Marcelo de Aguiar Teixeira
Guilherme Vasconcellos Coimbra João Tabajara de Oliveira Júnior
Helena Maria Gasparian José Augusto Silveira de Andrade Filho
Hervelter de Mattos José Marcos Nogueira Viana
Jairo Luiz Collier de Oliveira Julio Glinternick Bitelli
José Humberto de Brito Cruz Licinio Delgado Pahim
Luciano Helmold Macieira Luís Antonio Balduino Carneiro
Luís Fernando Abbott Galvão Luís Cláudio Villafañe Gomes Santos
Luiz Eduardo de Aguiar Villarinho Pedroso Marcia Loureiro
Márcio Catunda Ferreira Gomes Márcia Maro da Silva
Maria Aparecida de Góis Fernandes Weiss Marco Cesar Moura Daniel
64
Maria Luisa Escorel de Moraes Turma de 1987-1988
Maria Theresa Vieira Diniz Alessandro Warley Candeas
Nestor José Forster Junior Alexandre Guido Lopes Parola
Octávio Henrique Dias Garcia Côrtes Breno de Souza Brasil Dias da Costa
Paulino Franco de Carvalho Neto George Torquato Firmeza
Paulo Fernando Dias Feres Humberto Benzaquem da Silva Gomes
Paulo Marcos Almeida de Moraes Ivanise de Melo Maciel
Paulo Roberto Amora Alvarenga Leonardo Sotero Caio
Ricardo de Souza Franco Peixoto Maria Dolores Penna de Almeida Cunha
Roberto Furian Ardenghy
Maria Feliciana Nunes Ortigão de Sampaio
Ronald Cardoso Mendes Júnior Maria Luiza Ribeiro Lopes da Silva
Ruy Pacheco de Azevedo Amaral
Nedilson Ricardo Jorge
Sabine Nadja Popoff Paulo de Tarso Leite de Moraes Jardim
Sérgio Ricoy Pena Paulo Roberto Soares Pacheco
Roberto Teixeira de Avellar
Turma de 1986-1987 Roland Stille
Antônio Carlos de Salles Menezes
Benedicto Fonseca Filho Turma de 1988-1989
Fernando Estellita Lins de Salvo Coimbra Carlos Leopoldo Gonçalves de Oliveira
Fernando Luís Lemos Igreja
José Ricardo da Costa Aguiar Alves
Flávio Soares Damico Lúcia Rebouças Pires
Francisco Chaves do Nascimento Filho Luciano Alchalel de Almeida Rego
Gilberto Gonçalves de Siqueira Marcelo Otávio Dantas Loures da Costa
Júlio Cesar Fontes Laranjeira Márcio Fangundes do Nascimento
Manuel Adalberto Carlos Montenegro Lopes da
Miguel Griesbach de Pereira Franco
Cruz
Paulo Guapindaia Joppert
Márcia Donner Abreu
Pedro Frederico de Figueiredo Garcia
Maria Cristina Pereira da Silva
Pompeu Andreucci Neto
Pedro Fernando Saraiva Etchebarne
Victor Luiz do Prado
Reinaldo José de Almeida Salgado
Renata Prata Saint-Clair Pimentel
Ricardo André Vieira Diniz
Turma de 1989-1990
Ricardo José Lustosa Leal Alexandre José Vidal Porto
Rodrigo de Lima Baena Soares Antônio Justino Silva de Souza
Ronaldo Costa Filho Arnaldo Clarete Salabert
Rubens Gama Dias Filho Ary Norton de Murat Quintella
Silvio José Albuquerque e Silva Colbert Soares Pinto Junior
Sônia Regina Guimarães Gomes Davino Ribeiro de Sena
Eduardo Paes Saboia
Eugenia Barthelmess

65
Fabio Mendes Marzano Flávio Cardone
Fábio Vaz Pitaluga Gisela Maria Figueiredo Padovan
Luís Felipe Magioli e Mello Haroldo de Macedo Ribeiro
Luís Felipe Silvério Fortuna João Mauricio Cabral de Mello
Luiz Cesar Gasser José Raphael Lopes Mendes de Azeredo
Leonardo Mourão Coelho de Souza
Turma de 1990-1991 Maria Eduarda de Seixas Corrêa
Otávio Brandelli
Achilles Emilio Zaluar Neto
Ademar Seabra da Cruz Junior Pedro Gustavo Ventura Wollny
Pedro Miguel da Costa e Silva
Albino Ernesto Poli Junior
Ana Paula Simões Silva Pedro Murilo Ortega Terra
Philip Yang
André Luís Venturini dos Santos
Bernardo Paranhos Velloso Rodrigo de Azeredo Santos
Sarquis José Buainain Sarquis
Carlos José Serapião Júnior
Carlos Luís Dantas Coutinho Perez Sérgio de Paula Castro

Carlos Roberto Sanchez Milani


Ernesto Henrique Fraga Araújo Turma de 1992-1993
João Genésio de Almeida Filho Adriana Rodrigues Martins
João Mendes Pereira Adriano Silva Pucci
Liana Lustosa Leal Musy Alan Coelho de Séllos
Marcelo Baumbach Ana Claudia de Faria Rodrigues
Marcos Arbizu de Souza Campos Ana Maria de Souza Bierrenbach
Norberto Moretti André Luiz Azevedo dos Santos
Patrícia Maria Oliveira Lima André Ricardo Heráclio do Rêgo
Paulo Eduardo Borda de Carvalho Silos Antonio Ricardo Fernandes Cavalcante
Paulo Roberto Ribeiro Guimarães Fabio Guimarães Franco
Rafael de Mello Vidal Geraldo Cordeiro Tupynambá
Renato Mosca de Souza João Lucas Quental Novaes de Almeida
Rodolfo Braga José Eduardo Bernardo dos Santos
Rosimar da Silva Suzano Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega
Wladimir Valler Filho Marcelo Salum
Marcos Benito Paiva Derizans
Turma de 1991-1992 Maria Deize Camilo Jorge
Maria Elisa Rabello Maia
Almir Lima Nascimento
Milton de Figueiredo Coutinho Filho
Byron Amaral dos Santos
Orlando Leite Ribeiro
Carlos Alberto Franco França
Ricardo Maschietto Ayrosa
Duval de Vasconcelos Barros
Rita de Cássia Marques Ayrosa
Everton Frask Lucero
Roberto Gabriel Medeiros
Fátima Keiko Ishitani

66
Turma de 1993-1994 Luciano Mazza de Andrade
Marco Antonio Nakata
André Odenbreit Carvalho
Cynthia Altoé Vargas Bugané Marcus Vinícius Santiago Perreira
Maria Cristina de Castro Martins
Francisco Pessanha Cannabrava
Gustavo Baptista Barbosa Maria Cristina Ferraz Alves
Marisa de Paiva Kenicke Schpatoff
João Ricardo Queiroz Novaes de Oliveira
Juliano Féres Nascimento Rui Antonio Juca Pinheiro de Vasconcellos
Sérgio Rodrigues dos Santos
Julio Cesar Ferreira da Silva Junior
Leonardo Luís Gorgulho Nogueira Fernandes Sóstenes Arruda de Macedo

Luiz Maria Pio Corrêa


Marcelo Souza Della Nina Turma de 1994-1995 (Agosto)
Marcos Prado Troyjo Alexandre Peña Ghisleni
Mário Antonio de Araújo Aloysio Mares Dias Gomide Filho
Mauricio Carvalho Lyrio Álvaro Luiz Vereda Oliveira
Michel Arslanian Neto Ancelmo César Lins de Góis
Neil Giovanni Paiva Benevides André Luiz Costa de Souza
Osvaldo dos Santos Pizzá Arnaldo de Baena Fernandes
Paula Alves de Souza Augusto Souto Pestana
Rodrigo da Costa Fonseca Carlos José Areias Moreno Garcete
Rodrigo d’Araujo Gabsch Claudia Vieira Santos
Rubem Guimarães Amaral Flavio Celio Goldman
Unaldo Eugenio Vieira de Sousa Gláucio José Nogueira Veloso
Vivian Loss Sanmartin Guilherme Frazão Conduru
Guilherme José Roeder Friaça
Turma de 1994-1995 (Fevereiro) Gustavo Rocha de Menezes

Alex Giacomelli da Silva João Alfredo dos Anjos Junior


Leonardo Lott Rodrigues
Alexandre Henrique Scultori de Azevedo Silva
Márcio Oliveira Dornelles
Alexandre Kotzias Peixoto
Maria Tereza Moraes de Souza Bacellar
Andrea Saldanha da Gama Watson
Mariana Lima Moscardo de Souza
Benoni Belli
Carla Barroso Carneiro Otávio Maia Chelotti
Patrick Petiot
Christian Vargas
Paulo Uchôa Ribeiro Filho
Eugênio Vargas Garcia
Pedro de Castro da Cunha e Menezes
Felipe Costi Santarosa
Pedro Nicolau Moura Sacco
Gustavo da Veiga Guimarães
Philip Fox-Drummond Gough
João Batista do Nascimento Magalhães
Ricardo de Souza Monteiro
João Carlos Beato Storti
Roberto Goidanich
José Armando Zema de Resende
Simoni Privato Goidanich
José Eduardo Fernandes Giraudo
Tatiana Rosito
67
Turma de 1995-1996 Dora Liz Velázquez Osorio Menck
Elaine Humphreys
Acir Pimenta Madeira Filho
André Veras Guimarães Elio de Almeida Cardoso
Fábio Abud Antibas
Bernard Jörg Leopold de García Klingl
Carlos da Fonseca Fernando Figueira de Mello
Francisco Eduardo Novello
Carlos Henrique Moscardo de Souza
Cecília Kiku Ishitani Ivana Marília Mattos Dias Serra e Gurgel
João Marcelo Galvão de Queiroz
Celso de Tarso Pereira
Fernando Meirelles de Azevedo Pimentel João Paulo Ortega Terra
João Paulo Soares Alsina Júnior
Gilda Motta Santos Neves
Gilsandra da Luz Moscardo de Souza Joaquim Pedro de Oliveira Penna Coelho da
Silva
João Carlos de Oliveira Moregola
Leandro Zenni Estevão
José Solla Vázquez Junior
Leonardo Cleaver de Athayde
Liliam Beatris Chagas de Moura
Luiz Edmundo Peixoto de Azevedo
Luciano da Costa Pereira de Souza
Maria Rita Silva Fontes Faria
Marcelo Marotta Viegas
Marissol Tereza Chaves Romaris
Marcelo Paz Saraiva Câmara
Mauricio Fernando Dias Favero
Maria Clara de Abreu Rada
Mauricio Medeiros de Assis
Mariana Gonçalves Madeira Sapha
Paulo de Souza Amado
Paulo Eduardo de Azevedo Ribeiro
Paulo Rocha Cypriano
Paulo Elias Martins de Moraes
Pedro Escosteguy Cardoso
Paulo Henrique Gonçalves Portela
Pedro Luiz Dalcero
Renato de Alencar Lima
Renato Lunardi de Amorim
Rodrigo Alexandre Oliveira de Carvalho
Sidney Leon Romeiro
Turma de 1997-1999
Ana Patrícia Neves Tanaka Abdul-Hak
Turma de 1996-1997
André Baker Méio
Alexandre Fontoura Kessler
André Saboia Martins
André Chermont de Lima
Antonio Augusto Martins Cesar
Artur José Saraiva de Oliveira
Breno Hermann
Audo Araujo Faleiro
Bruno Ferraz Coutinho
Carla Rosane Zorio Chelotti
Caio Mário Renault
Carlos Eduardo da Cunha Oliveira
Daniel Falcon Lins
Carlos Luís Duarte Villanova
Daniella de Freitas Xavier
Cláudia de Angelo Barbosa
Elias Antônio de Luna e Almeida Santos
Claudia de Borba Maciel
Erlon Moisa
Clélio Nivaldo Crippa Filho
Fernando de Oliveira Sena
Daniela Arruda Benjamin
Flávio Marcílio Moreira Sapha
Daniella Ortega de Paiva Menezes
Franklin Silva Netto

68
Giuliana Sampaio Ciccu Falcon Lins Saulo Arantes Ceolin
Gustavo Martins Nogueira Tatiana Gomes Bustamante e Oiticica
Heitor Sette Ferreira Pires Granafei Turma de 1999-2001
Ibrahim Abdul-Hak Neto Alberto Luiz Pinto Coelho Fonseca
Joel Souza Pinto Sampaio Celso de Arruda França
Jonas Guimarães Ferreira Daniel Roberto Pinto
Luciana Rocha Mancini Elói Ritter Filho
Luís Fernando de Carvalho Emerson Coraiola Kloss
Luís Guilherme Nascentes da Silva Felipe Gastão Bandeira de Mello
Maria Angélica Ikeda
Félix Baes Baptista de Faria
Maximiliano Barbosa Fraga Gabriel Boff Moreira
Murilo Fernandes Gabrielli
George de Oliveira Marques
Otávio Gabriel de Carvalho Santos Briones Gustavo de Sá Duarte Barboza
Pedro Marcos de Castro Saldanha Hilton Catanzaro Guimarães
Sílvia Sette Whitaker Ferreira José Akcell Zavala
José Gilberto Scandiucci Filho
Turma de 1998-2000 Luís Guilherme Parga Cintra
Alessandra Claudio Vinhas Marcus Henrique Morais Paranaguá
Alexandre Brasil da Silva Paula Aguiar Barboza
César Augusto de Oliveira Sauer Renato de Ávila Viana
Cláudio Garon Roberto Doring Pinho da Silva
Clarissa Souza Della Nina Tania Alexandra Malinski
Erika Almeida Watanabe Patriota Vanessa Dolce de Faria
Felipe Hees
Flávio André de Moura Melo Turma de 2000-2002
Henrique Archanjo Ferraro Camile Nemitz Filippozzi
João Marcos Senise Paes Leme Carlos Fernando Gallinal Cuenca
José Roberto de Andrade Filho Carlos Frederico Bastos Peres da Silva
Lincoln Bernardes Júnior Ceres Menin Flores
Luiz Claudio Themudo
César Augusto Vermiglio Bonamigo
Marcello Paranhos de Oliveira Miller Cristiano Franco Berbert
Marcelo de Oliveira Ramalho
Daniel Barra Ferreira
Marcus Rector Toledo Silva
Davi Augusto Oliveira Pinto
Mauro Furlan da Silva Eduardo Pereira e Ferreira
Nilo Dytz Filho Eduardo Uziel
Pedro Augusto Guedes Amaral Fernanda Magalhães Lamego
Regiane Mara Gonçalves de Melo
Jandyr Ferreira dos Santos Junior
Ricardo Primo Portugal Jean Marcel Fernandes
Roberto Parente João Marcelo Montenegro Pires
Rodrigo de Oliveira Godinho
69
Luís Alexandre Iansen de Sant’Ana Paulo Vassily Chuc
Marcelo Ramos Araújo Rodrigo Andrade Cardoso
Marcio Rebouças Rubem Mendes de Oliveira
Marco Túlio Scarpelli Cabral Sérgio Aguiar Viana de Carvalho
Mário Gustavo Mottin Silviane Tusi Brewer
Olympio Faissol Pinto Junior
Pablo Duarte Cardoso Turma de 2002-2004
Paulo André Moraes de Lima Adriana Sader Tescari
Paulo Gustavo Iansen de Sant’Ana Ana Luiza Membrive Martins
Rodrigo Estrela de Carvalho
Aurélio Romanini de Abranches Viotti
Túlio Amaral Kafuri Bernardo Henrique Penha Brasil
Cláudia Angélica Vasques Silva
Turma de 2001-2003 Eduardo Cançado Oliveira
Alexandre Mendes Nina Evandro de Barros Araújo
André Dunham Maciel Siaines de Castro Fabio Rocha Frederico
Aniel Eler Dutra Junior Frank Almeida de Sousa
Antonio Carlos Antunes Santos Gabriela Maria de Medeiros Resendes
Aurimar Jacobino de Barros Nunes Giorgio Erick Sinedino de Araújo
Bárbara Bélkior de Souza e Silva Gustavo Henrique Marques Bezerra
Braz da Costa Baracuhy Neto Igor Sant’Anna Resende
Carlos Eduardo de Carvalho Pachá José Antonio Cury Gonçalves Braga
Christiano Sávio Barros Figuerôa Kassius Diniz da Silva Pontes
Clarissa Souza Della Nina Leonardo de Almeida Carneiro Enge
Daniel Augusto Rodrigues Ponte Luiz Augusto Ferreira Marfil
Daniel Costa Figueiredo Márcio Blois Gasparri
Felipe Augusto Ramos de Alencar da Costa Marcos Henrique Sperandio
Felipe Flores Pinto Mari Carmen Rial Gerpe
Felipe Haddock Lobo Goulart Nathanael de Souza e Silva
Fernando Augusto Moreira Costa Patrícia Barbosa Lima Côrtes
Gustavo Sénéchal de Goffredo Junior Paulo José Chiarelli Vicente de Azevedo
Gustavo Teixeira Chadid Renato Pinheiro do Amaral Gurgel
João Marcelo Queiroz Soares Simone Meira Dias
Juliana Soares Santos Thais Valério de Mesquita
Lanier Guedes Morais Wilson Dockhorn Júnior
Luiz Eduardo Fonseca de Carvalho Gonçalves
Luiz Otávio Monteiro Ortigão de Sampaio Turma de 2003-2005
Marcus Vinícius da Costa Ramalho
Alexandre Jorge de Lima
Maurício da Costa Carvalho Bernardes André Costa Misi
Murilo Vieira Komniski André Jafet Bevilacqua
Paulo Camargo Carneiro
70
André Simas Magalhães Antonio Cottas de Jesus Freitas
Augusto César Batista de Castro Bruno Lacerda Carrilho
Augusto César Teixeira Leite Cesar de Oliveira Lima Barrio
Benhur Viana Ciro Leal Martins da Cunha
Bruno Guerra Carneiro Leão Cláudia Kimiko Ishitani Christófolo
Bruno Nunes Brant Elisa Maria Elvira Breternitz
Christiane Silva Aquino Fábio Moreira Farias
Cícero Tobias de Oliveira Freitas Grace Tanno
Cláudio Medeiros Leopoldino Hélio Franchini Neto
Daniel Nogueira Leitão Henrique Choer Moraes
Diogenes Borges da Silva Neto Jorge Luiz Vieira Tavares
Eric do Val Lacerda Sogocio Juliano Rojas Maia
Emerson Novais Lopes Leonardo Antonio Onofre de Souza
Felipe Carlos Antunes Luis Alberto Fernández y Sagarra
Felipe Rodrigues Gomes Ferreira Marcos Rodrigues Savini
Herbert de Magalhães Drummond Neto Marcus Vinícius da Costa Ramalho
Igor Flávio de Aguiar Germano Otávio Augusto Drummond Cançado Trindade
Isabela Medeiros Soares Patrícia Wagner Chiarello
José Vitor Carvalho Hansem Paulo Henrique Batalha Fernandes
Lauro de Castro Beltrão Filho Thiago Bonfada de Carvalho
Leandro de Oliveira Moll Wagner de Andrade Alves
Lilian Cristina Burlamaqui Duarte
Luís Felipe Pereira de Carvalho Turma de 2004-2006 (Julho)
Marcelo Böhlke Beatriz Augusta de Sousa Vasconcelos Goes
Marcelo Cid Camila Silva Leão D’Araújo Olsen
Marise Ribeiro Nogueira Guebel Carlos Ribeiro Santana
Ney Artur Gonçalves Canani Carolina de Cresce El Debs
Nicola Speranza Carolina Hippolito von der Weid
Pablo Braga Costa Pereira Daniella Conceição Mattos de Araujo
Pedro da Silveira Montenegro
Dario André Sensi
Renato Domith Godinho Durval Cardoso de Carvalho Junior
Rodrigo Maffei Libonati
Durval Luiz de Oliveira Pereira
Rodrigo Mendes Carlos de Almeida Eduardo Teixeira Souza
Roger Joseph Abboud
Franklin Rodrigues Hoyer
Sérgio Paulo Benevides Helio Silva Filho
Viviane Rios Balbino João Ernesto Christófolo
Kaiser Pimentel de Araújo
Turma de 2004-2005 (Fevereiro) Letícia Frazão Alexandre
Ana Beatriz Nogueira de Barros Nunes Luciana Magalhães Silva dos Santos
Andrea Giovannetti Luis Fernando Corrêa da Silva Machado
71
Míriam de Castro Rodrigues Leitão Ricardo Morais Barros
Roberto Luiz Arraes Lopes Rodrigo Mendes Araujo
Rodrigo de Macedo Pinto Rômulo Figueira Neves
Rodrigo de Oliveira Castro Ronaldo Lima Vieira
Rodrigo Meirelles Gaspar Coelho Thomaz Diniz Guedes
Romero Gonçalves Ferreira Maia Filho
Ronaldo Alexandre do Amaral e Silva Turma de 2006-2008
Ruy de Freitas Ciarlini Adam Jayme de Oliveira Muniz
Talita Borges Vicari Adriana Pereira Pinto Homem
Thiago Melamed de Menezes
Adriana Telles Ribeiro
Thiago Poggio Padua Adriano Botelho
Victor Silveira Braoios
Alessandro de Rezende Pinto
Alethea Pennati Migita
Turma de 2005-2007 André Pinto Pacheco
Alvaro Augusto Guedes Galvani André Saboya Martins
Ana de Fátima Ribeiro Bezerra André Tenório Mourão
Ana Paula de Almeida Kobe Bertha de Melo Gadelha
Bianca Xavier de Abreu Bruna Mara Liso Gagliardi
Camila Serrano Giunchetti Bruno Henrique Neves Silva
Camilo Licks Rostand Prates Bruno Miranda Zétola
Cristiane Lemos Fallet Carlos de Souza Libório Bisneto
Daniella Poppius Brichta Carlos Henrique Angrisani Santana
Deborah Carvalho de Souza Carlos Kessel
Fabiana Arazini Garcia Cesar Pereira Nascimento
Fábio Meira de Oliveira Dias Christiana Lamazière
Fernando Viégas Peixoto Onofre Clarissa Maria Forecchi Gloria
Henri Yves Pinal Carrières Claudia Assaf Bastos Rebello
Igor de Carvalho Sobral Cleiton Schenkel
Leandro Waldvogel Cristiano José de Carvalho Rabelo
Luciana Serrão Sampaio Daniel Machado da Fonseca
Luisivan Vellar Strelow Daniel Souza Costa Fernandes
Luiz Gustavo Sanches Betti Danilo Teófilo Costa
Luiz Henrique da Silva Menezes Denis Ishikawa dos Santos
Marcos Mauricio Toba Diogo Mendes de Almeida
Mônica Simões Francisco de Sales Barth Diogo Rosas Gugisch
Tambelli Eduardo Frighetto
Nássara Azeredo Souza Thomé Eduardo Maragna Guimarães Lessa
Pedro Aurélio Fiorencio Cabral de Andrade Egbert de Freitas Ferreira
Rafael Souza Campos de Moraes Leme Erwin Baptista Bicalho Epiphanio
Ricardo Bahia de Gaudieley Fleury Fabiana Muniz de Barros Moreira
72
Fabiano Joel Wollmann Maurício André Olive Correia
Fabio Alves Schmidt da Silva Maurício Gomes Candeloro
Fábio Cereda Cordeiro Maximiliano da Cunha Henriques Arienzo
Fabio Meneghetti Chaves Melina Espeschit Maia
Filipe Correa Nasser Silva Patrícia Amaral de Oliveira da Silva
Flávio Antônio da Silva Dontal Patrícia Soares Leite
Flávio Augusto Esteves Paulo Henrique Ribeiro Zerbinatti
Flávio Campestrin Bettarello Paulo José da Cunha
Flávio Elias Riche Paulo Vinícius dos Santos Garcia
Flavio Werneck Noce dos Santos Pedro de Souza Dantas
Geovanny Cavalcante Leite Pedro Henrique Yacubian
Guilherme Belli Rafael Ferreira Luz
Guilherme Marquardt Bayer Rafael Porto Santiago Silva
Guillermo Esnarriaga Arantes Barbosa Renato Barros de Aguiar Leonardi
Gustavo de Britto Freire Pacheco Renato José Stancato de Souza
Gustavo Guimarães Campelo Ricardo Iuri Canko
Gustavo Henrique Sachs Ricardo Martins Rizzo
Hélio Forjaz Rodrigues Caldas Roberto Aldo Salone
Hugo Lorenzetti Neto Rodrigo Valle da Fonseca
Iberê Uchoa de Azevedo Barbosa Sérgio Carvalho de Toledo Barros
Igor Abdalla Medina de Souza Tatiana Esnarriaga Arantes Barbosa
Jean Karydakis Thiago Couto Carneiro
João Augusto Costa Vargas Thiago de Faria Miranda
José Renato Ruy Ferreira Valeria Mendes Costa
Juliana Gaspar Ruas Victor Kaminsky Martins
Juliana Marçano Santil Vivian Alves Rodrigues da Silva
Leandro Alves da Silva Viviane Prado Sabbag
Leônidas dos Santos Melo Coêlho
Lilian Cristina Nascimento Pinho Turma de 2007-2008
Lindolpho Antônio Cademartori Almeida Araújo
Alessandro Segabinazzi
Louise Borges Branco Aloísio Barbosa de Sousa Neto
Luis Fernando Cardoso de Almeida
André Deponti Afonso
Luiz Felipe Rosa dos Santos André Rosa Bueno
Maitê de Souza Schmitz
André Souza Machado Cortez
Marcela Pompeu de Sousa Campos Sogocio Andrea Flores Nepomuceno
Marcelo Salomão Martinez Antonio Carlos Bidart de Andrada
Marcus Vinicius Moreira Marinho Bruna Vieira de Paula
Maria Clara Tavares Cerqueira Bruno Assunção Rodrigues
Maria Cristina Rayol dos Santos
Bruno Pereira Albuquerque de Abreu
Matheus Machado de Carvalho Bruno Santos de Oliveira
73
Bruno Soares Leite Juliano Alves Pinto
Camila Mandel Barros Larissa Lima Lacombe
Camila Serrano Giunchetti Pio da Costa Leandro Antunes Mariosi
Candice Sakamoto Souza Vianna Leandro Vieira Silva
Carlos Augusto Rollemberg de Resende Leonardo Abrantes de Sousa
Carlos Rosa da Silveira Leonardo de Oliveira Jannuzzi
Carolina Costellini de Souza Leonardo dos Reis Santana
Catarina da Mota Brandão de Araújo Leonardo Valverde Corrêa da Costa
Ciro Marques Russo Lucas Vinícius Sversut
Cristina Vieira Machado Alexandre Luciana Melchert Saguas Presas
Daniel Afonso da Silva Luís Fernando Wasilewski
Daniel Guilarducci Moreira Lopes Luiz Fellipe Flores Schmidt
Daniel Pereira Lisbôa Luiz Fernando Deo Evangelista
Daniele Farias Luz Luiz Guilherme Ferreira de Castro Júnior
Eduardo Terada Kosmiskas Marcelo Azevedo de Araújo
Elter Nehemias Santos Barbosa Marcelo Calero Faria Garcia
Enrico Diogo Moro Gomes Marcelo Grimberg Vaz de Campos
Fábio Simão Alves Marcílio Falcão Cavalcanti Filho
Felipe Krause Dornelles Márcio Augusto dos Anjos
Felipe Salgueiro Lermen Márcio José Alonso Bezerra dos Santos
Felipe Santos Lemos Maria Cecília Barcelos Cavalcante Vieira
Fernando Mendonça de Magalhães Arruda Mariana Flores da Cunha Bierrenbach Benevides
Fernando Sardenberg Zelner Gonçalves Mariana Lobato Benvenuti
Filipe Thomaz Mallet Marina Guedes Duque
Flávio Luís Pazeto Maurício Alves da Costa
Francisco Figueiredo de Souza Michel Laham Neto
Frederico Bauer Octávio Moreira Guimarães Lopes
Gabriela Guimarães Gazzinelli Paulo Alves Neto
Glauber David Vivas Paulo Fernando Pinheiro Machado
Guillermo Alexander Botovchenco Rivera Paulo Henrique Barauna Duarte Medeiros
Gustavo da Cunha Westmann Pedro Henrique Bandeira Brancante Machado
Gustavo dos Santos Pereira Pedro Henrique Fleider Wolanski
Gustavo José de Andrade Perez Garrido Pedro Martins Simões
Gustavo Ludwig Ribeiro Rosas Rafael Carvalho Azevedo da Silva
Hayle Melim Gadelha Raphael Oliveira do Nascimento
Humberto Marcelo de Almeida Costa Raphael Tosti de Almeida Vieira
Janaína Monteiro de Barros Frederico Rita Bered de Curtis
Joanna Fulford Rodolfo Sahium Ribeiro
João Francisco Campos da Silva Pereira Rodrigo Moraes Abreu
João Paulo Tavares Fernandes Rodrigo Oliveira Govedise

74
Ronaldo Fernandes Peres Rodegher Fabiano Burkhardt
Ruy Hallack Duarte de Almeida Fabrício Gonzaga Araujo
Simone Iunes Machado Felipe Dutra de Carvalho Heimburger
Sydma Aguiar Damasceno Fernanda Maria Rocha Soares
Tiago Ribeiro dos Santos Fernando de Azevedo Silva Perdigão
Vanessa Sant’Anna Bonifácio Tavares Fernando Mehler
Vicente Amaral Bezerra Filipe Abbott Galvão Sobreira Lopes
Viviane Ferreira Lopes Geraldo Barbosa de Oliveira Segundo
Winston Alexander Silva Giuliano Moreira Ventura
Yukie Watanabe Guilherme Paião Ferreira Pinto
Gustavo Henrique Maultasch de Oliveira
Turma de 2008-2009 Helder Gonzales

Alexandre Alvim Ribeiro Igor da Silva Barbosa


Igor Trabuco Bandeira
Alexandre Siqueira Gonçalves
Alisson Souza Gasparete Irineu Pacheco Paes Barreto
Izabel Cury de Brito Cabral
Álvaro Alberto de Sá Fagundes
Amena Martins Yassine Jackson Luiz Lima Oliveira

André Makarenko Janaína Lourençato

Angélica de Cássia Bauer Pertille Joaquim Aurélio Correia de Araújo Neto


José Roberto Gioia Alfaia Junior
Caio Flávio de Noronha e Raimundo
Carlos Eiji Suzuki de Amorim Juan Oliveira Bomfim
Juliana Cardoso Benedetti
Carlos Guilherme Sampaio Fernandes
Cláudio Meluzzi Mendes Krishna Mendes Monteiro
Laís de Souza Garcia
Comarci Eduardo Moreaux Nunes Filho
Daniel Cristiano Guimarães Leandro Santos Teixeira
Leonardo Dutra Rosa
Daniella Cintra Chaves
Débora Pereira da Silva Livia Oliveira Sobota
Lucas Nardy de Vasconcelos Leitão
Diego Cunha Kullmann
Diego Santa Cruz dos Santos Luis Pinto Costa
Luiz Felipe Czarnobai
Edison Luiz da Rosa Junior
Edson Santiago Luiz Gustavo Villas Boas Givisiez
Manoel Otaviano Lopes de Mendonça Castro
Eduardo Alcebiades Lopes
Eduardo Brigidi de Mello Marcela Magalhães Braga Greco
Marcelo Almeida Cunha Costa
Eduardo da Rocha Galvão
Eduardo Freitas de Oliveira Marcelo Brandt de Oliveira
Marcelo Lacerda Gameiro de Moura
Eduardo Minoru Chikusa
Marco Kinzo Bernardy
Eduardo Roedel Fernandez Silva
Maria Clara de Paula
Everson Mayer Simões
Maria Luiza de França Coelho de Souza
Ezequiel Gerd Chamorro Petersen
Marianne Martins Guimarães
Fabiana Souza de Mello
75
Marina Moreira Costa Thiago Malta Fernandes
Maurício Franco dos Santos Tiago Silva Almeida
Mayara Nascimento Santos Veridiana Lhamas de Avelar Fernandes
Miguel Paiva Lacerda Vicente de Azevedo Araujo Filho
Nadia El Kadre Victoria Balthar
Nil Castro da Silva Vitor Puech Bahia Diniz
Patricia Lopes de Lima Wagner Silva e Antunes
Patrick Bestetti Mallmann
Paulo Augusto Sá Pires Filho Turma de 2009-2010
Paulo Cezar Rotella Braga
Adriana Fernandes Farias
Paulo Gustavo Barbosa Martins Alex Guimarães
Paulo Henrique Sampaio Vianna Filho
Alexandre Scudiere Fontenelle
Paulo Thiago Pires Soares Alfonso Lages Besada
Pedro Augusto Amorim Parga Martins Amintas Angel Cardoso Santos Silva
Pedro Augusto Franco Veloso Ana Maria Neiva Pessôa
Pedro Henrique Chagas Cabral
Benedito Ribeiro da Silva Junior
Pedro Vinícius do Valle Tayar Bernardo Macke
Rafael Alonso Veloso Bianca Sotelino Dinatale
Rafael Gurgel Leite Bráulio Augusto Breidenbach Pupim
Rafael Rodrigues Paulino Bruno Carvalho Arruda
Rafael Rodrigues Soares Bruno d Abreu e Souza
Rafaela Pinto Guimarães Ventura
Carlos Henrique Pissardo
Ragniell de Mendonça e Bertolini Cauê Oliveira Fanha
Railssa Peluti Alencar Celeste Cristina Machado Badaro
Ramiro dos Santos Breitbach Cosmo Ferreira Filho
Raquel Fernandes Pires Cristiano Carneiro Ebner
Rebecca Soares Nicolich Daniel Girardo de Brito
Renato Silva Salim Daniela Oliveira Guerra
Reynaldo Linhares Colares Diego Nunes Oger Fonseca
Rezek Andraus Gassani Neto
Diogo de Britto Lyra Barbosa
Ricardo de Oliveira Serrano Eden Clabuchar Martingo
Ricardo dos Santos Poletto
Eduardo Albuquerque de Barros Braga
Ricardo Kato de Campos Mendes Erick Vile Grinits
Roberta Maria Lima Ferreira
Fábio Luís Lopes de Magalhães
Roberto Fromer Fabio Marcio Baptista Antunes
Rodrigo de Carvalho Dias Papa Fábio Ramos Ariston
Sarah Prado Chicrala Fabricio Araújo Prado
Sophia Magalhães de Sousa Kadri Felipe Garcia Gomes
Talita Cardoso Cordoba de Lima
Felipe Honorato Cunha
Tania Regina de Souza Fernando Antonio Wanderley Cavalcanti Junior
76
Francisco Jeremias Martins Neto Marcelo Santa Cruz de Freitas Ferraz
Francisco Nelson de Almeida Linhares Junior Marcia Canário de Oliveira
Gabriel Eugênio Mendes Braga Marcio André Silveira Guimarães
Gerson Cruz Gimenes Márcio Guilherme Taschetto Porto
Gianina Muller Pozzebon Marco Sparano
Gregory Louis Beshara Marcos Paulo de Araújo Ribeiro
Guilherme Fitzgibbon Alves Pereira Mariana Maciel Fonseca
Guilherme Gondin Paulo Marina de Almeida Prado Penha Brasil
Gustavo Fávero de Souza Mario Augusto Morato Pinto de Almeida
Helena Gressler da Rocha Paiva Maurício Martins do Carmo
Helio Maciel de Paiva Neto Milena Oliveira de Medeiros
Henrique Fabian de Carvalho Mirtes Juliana de Figueirôa Viana Sobreira
Hugo de Oliveira Lopes Barbosa Natasha Pinheiro Agostini
Isabel Soares da Costa Nero Cunha Ferreira
Ivan Carlo Padre Seixas Pablo Angelo Sanges Ghetti
Jean Rodolfo Madruga Taruhn Patrick Luna
João Carlos Falzeta Zanini Paula Andrade Alexim
João Eduardo Martin Paula Cristina Pereira Gomes
João Gabriel Ayello Leite Paula Rassi Brasil
Jonas Paloschi Paulo de Melo Ming Azevedo
José Roberto Hall Brum de Barros Pedro Alexandre Penha Brasil
Juliana de Moura Gomes Pedro Vieira Veiga
Julio de Oliveira Silva Rafael Della Giustina Leal
Larissa Guerra de Figueiredo Karydakis Renata Rossini Fasano
Larissa Maria Lima Costa Ricardo Daskal Hirschbruch
Larissa Schneider Calza Ricardo Edgard Rolf Lima Bernhard
Leonardo Carvalho Collares Rodrigo de Oliveira Morais
Leonardo Gomes Nogueira Rabêlo Tainá Guimarães Alvarenga
Leonardo Loureiro Araujo Taís Amorim Cardoso
Leonardo Wester dos Santos Ribeiro Thiago Osti
Ligia de Toffoli Morais Thiago Tavares Vidal
Lourenço Felipe Dreyer Thomaz Alexandre Mayer Napoleão
Lucas Chalella das Neves Tiago Wolff Beckert
Lucas Nunes Beltrami Túlio César Mourthé de Alvim Andrade
Lucas Oliveira Barbosa Lima Vinícius Chagas Dias Coelho
Luis Henrique Sacchi Guadagnin Vinicius de Souza Gulmini
Luiz Guilherme Costa Koury Wellington Muller Bujokas
Marcel Furtado Garcia William Silva dos Santos
Marcelo Adrião Borges
Marcelo Koiti Hasunuma

77
Turma de 2010-2012 Guilherme de Abranches Quintão
Guilherme do Prado Lima
Ana Coralina Guerreiro Prates
Bruno Barbosa Amorim Parga Guilherme Lopes Leivas Leite
Gustavo Almeida Raposo
Bruno Graça Simões
Bruno Rizzi Razente Gustavo Bettini Corcini
Gustavo Heyse Marchetti
Carlos Augusto Carvalho Dias
Carlos Gustavo Carvalho da Fonseca Velho Gustavo Meira Carneiro
Helena Lobato da Jornada
Carlos Henrique Zimmermann
Carolina Paranhos Coelho Helena Massote de Moura e Sousa
Helena Meireles Gonçalves Eloy
Cassiano Bühler da Silva
Chloé Rocha Young Henry Pfeiffer Lopes
Joana D’Angelo Martins de Melo
Clara Martins Solon
Cláudio Luiz Nogueira Guimarães dos Santos João André Silva de Oliveira
João Domingos Batiston Bimbato
Daniel Ferreira Magrini
Daniel Hirtz João Eduardo Gomide de Paula
João Paulo Marão
Daniel Szmidt
Davi de Oliveira Paiva Bonavides Joaquim Mauricio Fernandes de Morais

Diana Jorge Valle Johnny Shao Chi Wu

Diogo Ramos Coelho José Joaquim Gomes da Costa Filho


José Roberto Rocha Filho
Éderson Luís Trevisan
Edson Zuza de Oliveira Filho Karina Carneiro Morais
Lara Lobo Monteiro
Eduardo de Abreu e Lima Florencio
Eduardo Figueiredo Siebra Leandro Rocha de Araujo
Leonardo Augusto Balthar de Souza Santos
Eduardo Moretti
Eduardo Sfoglia Leonardo Bastos Azevedo
Ligia Rissato Garofalo
Elisiane Rubin Rossato
Emanuel Lobo de Andrade Lucas dos Santos Ribeiro
Lucas Frota Verri Pinheiro
Evandro Farid Zago
Everaldo Porto Cunha Filho Lucas Pavan Lopes
Luciana Vasques Farnesi
Fabiano Bastos Moraes
Fabio Cunha Pinto Coelho Luis Gustavo de Seixas Buttes
Luisa Bertuol Tatsch
Felipe Afonso Ortega
Felipe Alexandre Gomes Sequeiros Luiz Feldman
Luiz Henrique Moreira Costa
Felipe Antunes de Oliveira
Felipe Martins Vivas Luiza Maria de Lima Horta Barbosa
Marcela Campos Pereira de Almeida
Felipe Nsair Martiningui
Márcia Peters Sabino
Fernanda Mansur Tansini
Marcos Dementev Alves Filho
Fernando Mallmann Junior
Marcos Vinicios de Araujo Vieira
Frederico Oliveira de Araujo
Maria Eugênia Zabotto Pulino
Graziela Rodrigues Caselli
78
Marllon Mello Abelha Gustavo Cunha Machala
Martin Normann Kämpf Gustavo Guelfi de Freitas
Mateus Drumond Caiado Hugo Lins Gomes Ferreira
Mateus Fernandez Xavier Jaçanã Ribeiro
Mayra Tiemi Yonashiro Saito João Guilherme Fernandes Maranhão
Michael Nunes Lawson João Henrique Bayão
Milena Marques Vieira Luana Alves de Melo
Mozart Grisi Correia Pontes Luiz Felipe Vilela Pereira
Najara Sena de Carvalho Natalia Shimada
Pablo Perez Sampedro Romero Paulo Cesar do Valle Torres
Paulo Antônio Viana Júnior Pedro Fontoura Simões Pires
Paulo Henrique Moraes Tapajós Pedro Henrique Moreira Gomides
Pedro Henrique Batista Barbosa Pedro Mendonça Cavalcante
Pedro Luiz do Nascimento Filho Ramon Limeira Cavalcanti de Arruda
Rafael da Soler Renato Levanteze Sant’Ana
Rafael de Medeiros Lula da Mata Thiago Carvalho de Medeiros
Rafael Prince Carneiro Vitor Mattos Vaz
Raquel Fernández Naili
Raul Torres Branco Turma de 2012-2013
Ricardo Fagan Pasiani Alexandre Vieira Manhães Ferreira
Rodrigo Otávio Penteado Moraes Ana Maria Sena Ribeiro
Rodrigo Bovo Soares
André Luís Bridi
Rodrigo Wiese Randig Andrezza Brandão Barbosa
Rubens Dionísio de Camargo Campana Bruno Quadros e Quadros
Samo Sérgio Gonçalves Carlota de Azevedo Bezerra Vitor Ramos
Tânia Mara Ferreira Guerra César Linsan Passy Yip
Tatiana Carvalho Teixeira Felipe Pinchemel Cotrim dos Santos
Thiago Medeiros da Cunha Cavalcanti Geórgenes Marçal Neves
Vinicius Cardoso Barbosa Silva Guilherme Ferreira Sorgine
Gustavo Fortuna de Azevedo Freire da Costa
Turma de 2011-2012 Hugo Freitas Peres
Alexandre de Pádua Ramos Souto Igor da Motta Magalhães Carneiro
André Collins Campedelli John Monteiro Middleton
André João Rypl José Carlos Silvestre Fernandes
Artur Andrade da Silva Machado Laura Berdine Santos Delamonica
Bárbara Boechat de Almeida Laura Paletta Crespo
Bruno Pereira Rezende Leandro Magalhães Silva e Souza
Daniel Torres de Melo Ribeiro Leandro Pignatari Silva
Danilo Vilela Bandeira Lucas Hage Chahine Assumpção
Germano Faria Corrêa Lucianara Andrade Fonseca
79
Luiz de Andrade Filho Pedro Mariano Martins Pontes
Mariana Siqueira Marton Pedro Meirelles Reis Sotero de Menezes
Mariana Yokoya Simoni Pedro Piacesi de Souza
Pedro Ivo Ferraz da Silva Rafael Braga Veloso Pacheco
Pedro Tiê Candido Souza Rodrigo Príncipe Ribeiro e Ribeiro
Rafael Santos Gorla Taina Leite Novaes
Renata Negrelly Nogueira Victor Campos Cirne
Rui Santos Rocha Camargo Vinícius Fox Drummond Cançado Trindade
Thiago Antônio de Melo Oliveira Vismar Ravagnani Duarte Silva
Vitor Augusto Carvalho Salgado da Cruz
Turma de 2013-2015
Alexandre Piana Lemos Turma de 2014-2015
Caio Grottone Teixeira da Mota Adriano Giacomet de Aguiar
Felipe Eduardo Liebl Ana Maria Garrido Alvarim
Felipe Neves Caetano Ribeiro Camilla Neves Moreira
Fernanda Carvalho Dal Piaz Clarissa de Souza Carvalho
Filipe Brum Cunha Danilo Zimbres
Flavia Cristina de Lima Ferreira Diego de Souza Araujo Campos
Guilherme Esmanhotto Ernesto Batista Mané Júnior
Guilherme Rafael Raicoski Fernanda Maciel Leão
Heitor Figueiredo Sobral Torres Flávio Beicker Barbosa de Oliveira
Igor Andrade Vidal Barbosa Flora Cardoso de Almeida Mendes Pereira
Irina Feisthauer Silveira Gustavo Gerlach da Silva Ziemath
Jean Pierre Bianchi Helena Hoppen Melchionna
João Lucas Ijino Santana Helges Samuel Bandeira
João Marcelo Costa Melo Júlia Vita de Almeida
Laís Loredo Gama Tamanini Leonardo Fernandes Rodrigues Cardote
Leonardo Rocha Bento Pedro Guerreiro Lopes da Silveira
Leticia dos Santos Marranghello Pedro Ivo Souto Dubra
Luiz Henrique Eller Quadros Roberto Szatmari
Maria Lima Kallás Victor Hugo Toniolo Silva
Mariana Ferreira Cardoso da Silva

Turma de 2015-2017
Adriano Bonotto Camilla Corá
Alexandre de Paula Oliveira Daniel Leão Sousa
Alexandre Pinto Dib Daniel Nogueira Chignoli
Ana Flavia Jacintho Bonzanini Ellen Cristina Borges Londe Mello
Arthur Cesar Lima Naylor Gaetan Isaac Maria Spielmann Moura

80
Guilherme Fernando Rennó Kisteumacher Jean Paul Damas Raulino Coly
Hudson Caldeira Brant Sandy João Soares Viana Neto
Isadora Loreto da Silveira Júlio Cesar de Jesus
Lucas Cortez Rufino Magalhães
Marcelo Cid Laraburu Nascimento Ramiro Januário dos Santos Neto
Maria Eduarda Paiva Meira de Oliveira Renato Barbosa Ferreira de Andrade
Mariana da Silva Giafferi Riane Laís Tarnovski
Mariana Marshall Parra Rodrigo Cruvinel Barenho
Paulo Victor Figueiredo Valença Thiago Braz Jardim Oliveira
Pedro Barreto da Rocha Paranhos Wallace Medeiros de Melo Alves
Pedro Gazzinelli Colares

Turma de 2016-2018
Andre Nassim de Saboya Jonathas Jose Silva da Silveira
Clarissa Alves Machado Lucas de Brito Lima
Daniel Tavares Vidal Marianna Bruck Goulart
Debora Antonia Lobato Candido Marina Carrilho Soares
Diego Fernandes Alfieri Matheus Pires Uller
Diogo Alves Reis Meinardo Cabral de Vasconcelos Neto
Douglas Nascimento Santana Nara Cardoso Barato
Elaine Cristina Pereira Gomes Rafaela Seixas Fontes
Emanuel Sebag de Magalhaes Rafael Spirandeli Galera
Felipe Pinheiro Mello Rodrigo Bertoglio Cardoso
Hamad Mota Kalaf Rodrigo Ponciano Guedes Bastos dos Santos
Igor Goulart Teixeira Santiago Pinto
Igor Moreira Moraes Sarah de Andrade Ribeiro Venites
Joao Marcelo Conte Cornetet Tiago Noronha Ribeiro Siscar

Turma de 2017-2019

Paulo Mendes de Carvalho Guedes


Bruno Rodrigues Teixeira
Christian Bicca Estivallet
Larissa Ferreira da Silva
Graziela Streit Rodrigues da Silva
Rafaela Junqueira de Oliveira
Sarah Cruz Ferraz

81
Matheus Freitas Rocha Bastos
Victor Oliveira Tibau
Luciano Prata Magalhães
Rafael Rodrigues Alves
Pedro Henrique de Sousa Zacarias
Philippe Carvalho Raposo
Priscila Liz Alves
Luana Alessandra Roeder
Bruno Palazon Imparato
Fabio Coelho Caetano Baptista
Elisa Hickmann Nickel
Maybi Rodrigues Mota
Felipe Ferreira Marques
Erika Helena Campos
Fernando José Caldeira Bastos Neto
Matheus Machado Hoscheidt
Lauro Grott
Neylor Caldas Monteiro
Fernanda Graeff Machry
Carolina Mye Saito
João Henrique Nascimento Dias
Fernando Sousa Leite
Daniel Koher Leite

Turma de 2019-2020

André Luiz Lettieri Alves


Angelo Paulo Sales dos Santos
Anna Paula Ribeiro Araujo Mamede
Bernardo A. Vaz de Faria Pereira
Bernardo Macedo Alves de Morais
Cauê Rodrigues Pimentel
Ciro Eduardo Ferreira
82
Diógenes Novais da Cruz
Francisco L. Pinto da Rocha Santos
Gabriela Ruggeri
Henrique Towata Sato
Igor Moreira Moraes
Jonas Teixeira Marinho
Jorge Luiz de Lima Santos
Laís Monteiro Pontes da Silva
Luiz Eduardo Andrade de Souza
Luiz Filipe Maciel Gomes
Matheus Corradi de Souza
Matheus Knispel da Costa
Maurício Gurjão Bezerra Heleno
Maurício Horta Miyauchi
Osvaldo Quirino de Souza Filho
Pedro V. de Andrade Arruda Camara
Rafael Mendes Bernardes
Raphael Azevedo Franca
Ricardo Silva Nogueira
Victor Born Portella

Turma 2020-2021

Arthur Lomonaco Beltrame


Bárbara Policeno Pereira
Bruna Veríssimo Lima Santos
Bruno Berrettini Camponês do Brasil
Bruno Rolim
Carolina Moreira da Costa Oliveira
Gabriel Clemente de Oliveira Bellato
Ivan Abdalla Sá Fortes Clavery
Joaquim Pedro Strunck da Silva Pinto
83
João Paulo Melo Nacarate
Jonathan de Assis Paz Braga
Lawrence Benaventana Póvoas
Luis Felipe Yonezawa Fernandes
Luiz Carlos Keppe Nogueira
Paulo Henrique de Sousa Cavalcante
Rodrigo Lara Pinto
Roman Leon Gieburowski Neto
Ronney Almeida e Silva Filho
Taciano Scheidt Zimmermann
Thayana Stocco do Amaral

84
Relação dos alunos estrangeiros desde 1976

1976 Jean-Baptiste Reynold Leroy (Haiti)


Jorge Daniel Spencer Lima (Cabo Verde)
Gonzalo Salvador Holguín (Equador)
June Angela Persaud (Guiana)
Narcisse Kouadio Konan (Costa do Marfim)
Luiz Antonio Aguilar Frenzel (Honduras)
Richolo Zouingnan (Costa do Marfim)
Macário Marques Pedigão Jr. (Guiné Bissau)
Tiago Manuel Brito (Cabo Verde)
1977
Archibald Kwesi Alao Andrews (Gana)
1981
Bernard Tanoh-Boutchoué (Costa do Marfim)
Carmen Silvana Sandóval Landívar (Bolívia)
David Salvador Días Arriola (El Salvador)
Harold André Resida (Suriname)
Gerald Kiambih Raichenah (Quênia)
José Armando Filomeno Ferreira Duarte (Cabo
Grace Bedoya de Achá (Bolívia)
Verde)
Kwasi Asante (Gana)
José Luis Moncada Rodriguez (Honduras)
Rita Mireya Valladares Bourdette (Honduras)
María del Carmen González Cabal (Equador)

1978
1982
Glyn Bernard Zimba (Zâmbia)
Antonio Rodrigue (Haiti)
Juan Francisco Larrea Miño (Equador)
Jorge Maria Custódio dos Santos (Cabo Verde)
Patrice Kouébi Sery (Costa do Marfim)
Maria de Fátima Andrade Sanhá (Guiné Bissau)
Rodolfo Antelo Garrido (Bolívia)
Maria de Lourdes Monteiro Fortes Pimentel
Sylvia Rozanne Osborne (Barbados) (Guiné Bissau)
Pierre M’Bongo (Gabão)
1979
Flávio Gabriel Méndez Altamirano (Panamá) 1983
Gerardo Teodoro Thielen Graterol (Venezuela) André Camélo Salomon (Haiti)
Luiz Antonio Valadares Dupret (Cabo Verde) Bubacar Sidi Baldé (Guiné Bissau)
Manuel Augusto Lima Amante da Rosa (Cabo Cheickna Keita (Mali)
Verde)
Djisa Awoyo Senaya (Togo)
Marco Vinicio de Paula Vargas Pereira (Costa
Guadalupe Romero Silva (Honduras)
Rica)
Oswaldo Guillermo Krützfeldt Pereira (Bolívia) Jean Tangara (Mali)
Joseph Nkorouna (Gabão)
Pablo Chistian Sheppard Iglesias (Uruguai)
Joseph Riyacha Nkala (Zimbábue)

1980
1984
Ata-Kokou Boyo Fiagã (Togo)
Adolphe Monsard Dissuve (Gabão)
Fidèle N'Guembi Moussavou (Gabão)
Carlos Alberto Vargas Solís (Costa Rica)
Helena Maria de Almeida Cabral Coutinho
(Guiné Bissau) Gonzalo Daniel Bernal Brito (Bolívia)
85
Hellen Kafumba (Tanzânia) 1988
Júlio César Herbert Duarte Lopes (Cabo Verde) Alberto Leonardo Cuvelo (Moçambique)
Kofi-Patu Defor (Gana) Balbina Malheiros Dias da Silva (Angola)
Raul Jorge Vera-Cruz Barbosa (Cabo Verde) Gilberto de Castro Duarte Lopes (Cabo Verde)
Sergio Arturo Escobar Solórzano (Colômbia) Hércules do Nascimento Cruz (Cabo Verde)
Shungu Hondo (Zimbábue) Homero Jerónimo Salvaterra (São Tomé e
Wilfred Eduard Christopher (Suriname) Príncipe)
Ramón Eduardo Valladares Reina (Honduras)
1985 Salvador António dos Santos (Guiné Bissau)

Allou Allou (Costa do Marfim)


Daniel Leopoldina Soares Oliveira (Cabo Verde) 1989
Domingos Augusto Ferreira (São Tomé e Artur Baticã Ferreira (Guiné Bissau)
Príncipe)
Damião Bernardo Neto (Angola)
Gerald Musilekwa Wakumelo (Zâmbia) Manuel dos Reis da Luz (Cabo Verde)
Jean Allogo Nguema (Gabão) Miriam Orellana Gutierrez (Bolívia)
Manuel Estuardo Roldán Barillas (Guatemala) Tedwin David Herbert (Trinidad e Tobago)
María de Jesús Días Obregón (República
Dominicana)
Michael Adipo Okoth Oyugi (Quênia) 1990
Natasha Eugenie Maria Halfhuid (Suriname) Dionísio Albino Ventura (Angola)
Winston Guno Lackin (Suriname) Jacques Obindza (República do Congo)
Jean Coq (Haiti)
1986 Jorge Alfonso Morales (Colômbia)
Lucy Florence Lewis (Suriname)
Carlos António Moreno (Guiné Bissau)
Manuel Avelino Couto da Silva Matos (Cabo
Carole Préval Ombagho (Haiti) Verde)
Marcel Mambana (Gabão) Paulette Elizabeth Hoades (Guiana)
Maritza Mata Morúa (Costa Rica)
Marlon Faisal Mohamed-Hoesein (Suriname)
1991
Robby Dewnarain Ramlakhan (Suriname)
Fernando Miguel (Angola)
Sergio Fernando Olmos Uriona (Bolívia)
Yves Antoine Roland François (Haiti) María Estela Mendoza Bilbao (Bolívia)

1987 1992
Juraj Tomás (Eslováquia12 )
Alcindo Alberto Leite (Cabo Verde)
Sérgio Daniel Martinez O’Higgins (Paraguai)
Arnaldo Delgado (Cabo Verde)
Tompo Kartoebi (Suriname)
Augusto Alejandro Saá Corriere (Equador)
Viorel Predosanu (Romênia)
Elisa Pereira Afonso de Barros Correia (São
Tomé e Príncipe)

12
À época, Checoslováquia. O aluno Juraj Tomás
é natural de Bratislava, atual capital eslovaca.
86
Roberto Sebastián Bosch Estevez (Argentina)

1993 1998
Deborah Jean Barrass (Estados Unidos) Danielle Marion Gemerts (Suriname)
Dorota Aneta Ostrowska (Polônia) Yoshitaka Kinoshita (Japão)
Jorge Rodríguez Hernández (Cuba)
Pablo Alejandro Roberto Montenegro Ernst
(Bolívia)
1999
Armonía del Carmen Chang de Belchieur
1994 (Panamá)
Ahmed Fakhri Al-Assad (Palestina) Bárbara Patricia Campbell Gonzalez (Nicarágua)
Álvaro Araoz Siles (Bolívia) Elsa Marina Cárcamo Castillo (Honduras)
Magdalena Grazyna Grabianowska (Polônia) Harriet Lucy Mathews (Grã-Bretanha)
Pamela Bates (Estados Unidos) José María Arbilla (Argentina)
Rodrigo Ernesto González Lau (Nicarágua) Samuel Okouma Mountou (Gabão)
Sérgio Mário Mate (Moçambique) Verónica Eliana Rocha Ormeño (Chile)
Wang Wei (China)
2000
1995 Alberto Neto Pereira (São Tomé e Príncipe)
Adama Dieye (Senegal) Héctor Ramírez Rodriguez (Cuba)
Carlos José Orozco Somoza (Nicarágua) Jorge Luís Mendes (Guiné Bissau)
Hugo Belarmino Cardenas Vera (Chile) Jorge Mariano Jordán (Argentina)
Maria Isabel Zambrana Arteaga (Bolívia)
1996 Mirko Soto Sapriza (Paraguai)

Cruskaya Elizabeth Moreano Cruz (Equador)


Edgard Rolando Anduray Montoya (El Salvador) 2001
Eleanore Maury Fox (Estados Unidos) António Elias Correia (Angola)
Francisco Pol Villegas Porcel (Bolívia) Elen Peteyan (Armênia)
John Anthony Pearson (Grã-Bretanha) Gaspar Rodrigo Ken (Belize)
Leyla-Claude Werleigh (Haiti) Gerardo Abel Días Bartolomé (Argentina)
Ike Desmond Antonuis (Suriname)
1997 Ronald Jesús Barrancos Tórrez (Bolívia)

Charles Salvador Hernández Viale (Costa Rica)


Kani Aminata Sissoko (Costa do Marfim) 2002
Luis Guilherme d’Oliveira Viegas (São Tomé e Atilio Berardi Hueda (Argentina)
Príncipe) Clément Thierry Baratier (França)
Martha Elena Suero Nina (República Maria João de Sousa Neves Aimé (Guiné
Dominicana) Bissau)
Osvaldo Adib Bittar Vicioso (Paraguai) Marie Guerlyne Janvier (Haiti)

87
Robert Haydon Vernon Luke (Grã-Bretanha) Hedwirame Monteiro dos Santos (São Tomé e
Vernon Anthony Robinson (Guiana) Príncipe)
Jerónimo Rosa João Chivavi (Moçambique)
José Carlos Gomes Mendonça (Cabo Verde)
2003
Kátia Carvalho Marques D’Alva (São Tomé e
Jennifer Mendes Gonçalvez (França) Príncipe)
Juan Carlos Eyzaguirre (Bolívia) Lourdes da Conceição Alves de Castro (Angola)
Paula Cristina Faria Barbosa (Cabo Verde) Lucía Suriano (Argentina)
Raúl Mariano Martinez Villalba (Paraguai) María Victoria Gobbi (Argentina)
Sandra Rosa Pitta (Argentina)
2004 2010
Alcino Cravid (São Tomé e Príncipe) Amarante Miranda (Guiné Bissau)
Cristian Oschilewski Lucares (Chile) Carolina Gunski (Argentina)
Elena Casero Mesa (Cuba) Evangelina Alene Nculu Angue (Guiné
Fernando Marani (Argentina) Equatorial)
Valerio Ezer Vidal Rodrigues (República Fadi Khalil Alzaben (Palestina)
Dominicana) Francisco Abaha Nsue Nchama (Guiné
Equatorial)
2006 María del Pilar Irala (Argentina)
Milton Jonas Monteiro (Cabo Verde)
Marcelo José Martínez Soler (Argentina)
Nilson Francisco d’Assunção dos Reis Lima
(São Tomé e Príncipe)
2007 Pátia Exposto Dias Pereira (Timor Leste)
Dionilson Diamantino Joaquim Ferreira (Guiné Rui Alexandre de Castro da Conceição César
Bissau) (São Tomé e Príncipe)
Romina Paola Bocache (Argentina)
2011
2008 Ali Ubwa Mussa (Tanzânia)
Daniel Ricardo Beltramo (Argentina) Bilma Edney Bandeira Mandinga (São Tomé e
Fulgencio José Helvidio Corbafo (Timor Leste) Príncipe)
Gika Makeba da Graça Simão (São Tomé e Carolina Petryszyn (Argentina)
Príncipe) Elsa Manuel Maria do Nascimento (Angola)
Irina Simeão Garrido da Costa (Angola) Filomeno Brito (Cabo Verde)
João Insali (Guiné Bissau) Francisca Menezes Lobo (Timor Leste)
José Pedro Lucas Matenga (Moçambique) Gilberto Vaz de Andrade (São Tomé e Príncipe)
Juan Antonio Barreto (Argentina) Isaac Luís Cabral Abubana (Guiné Bissau)
Sadjá Mané (Guiné Bissau) Jaya Roseline Jarvis (Suriname)
Joaquim Carlos da Silva Comboio
(Moçambique)
2009
Julieta María Celeste Grande (Argentina)
Clarice Gomes (Guiné Bissau)
Zeina Magretta Hechme (Organização dos
Elda Ferreira (Timor Leste) Estados do Caribe Oriental)
88
Javier Misie Bicó Mangue (Guiné Equatorial)
2012 Joaquim Jacob da Silva Fernandes (Timor Leste)

Fidèle Kavungirwa Kaseka (República Jürgen Carl Ulrich Budike (Suriname)


Democrática do Congo) Lucila Caviglia (Argentina)
Hermansson Lima de Freitas Maquengo (São Margarida Manuel Garcia Gaspar (Angola)
Tomé e Príncipe)
Nicolau Neto dos Santos Lima (São Tomé e Jorge Amós Mahanjane (Moçambique)
Príncipe) Leopoldo Samory Mendonça Lopes Cabral
Sandro Schtremel (Argentina) (Guiné Bissau)
Sónia Patrícia Pereira Dias Serrão (Angola) Maximiliano Javier Alvarez (Argentina)
Vitorino Fernando Nhabanga (Moçambique) Micaela Finkielsztoyn (Argentina)
Zaida Helena Pereira Sanches (Cabo Verde) Moussa Dia (Mali)
Sidónio Jorge Martins (Timor Leste)
2013
Cesar Julián Ayala Santander (Paraguai) 2016
Edmilson das Neves Cravid (São Tomé e Rim S. M. Kana'na (Palestina)
Príncipe) Nelson Manuel Quaresma de Nazaré (São Tomé
Herculano Fabião Maxanguana (Moçambique) e Príncipe)
Luis Francisco Boulin (Argentina) Marisa Correia da Silva Crato Cá (Guiné-
Manela Dias da Costa Vila Nova (São Tomé e Bissau)
Príncipe) Miriam Matogo Nieto (Guiné-Equatorial)
Miguel Luis Gonzaga Neves Oliveira (Timor Unurjagal Tsegmid (Mongólia)
Leste) Luciano Javier Liendo (Argentina)
Mirna Maria Mário Gabriel Sossingo (Angola) Juan Manuel Galindo Roldán (Argentina)
Priscilla Angracia Yhap (Suriname)
Wislyne Pierre (Haiti)
2017
Abylay Abykhan (Cazaquistão)
2014 Bruno Serage (Moçambique)
Aviano António (Timor Leste) Diana Solange Quiodo (Argentina)
Echo Anja Roos (Suriname)
Fenícia Michella Fátima C. do Amaral
José M’Batche (Guiné Bissau)
(Timor-Leste)
María Noelia Arizaga (Argentina)
Maite Milagres Unzaga (Argentina)
2015 Siaca Seide (Guiné-Bissau)
Alanoud Ebraheem Duaij Alsabah (Kuaite) Takashi Goto (Japão)
Daiki Inaba (Japão)
Djazalde Pires dos Santos Aguiar (São Tomé e
Príncipe)

2018

89
João Evangelista Tilman Martins (Timor Leste)
Justina Botto (Argentina)
Marc Eugène Cornéis Forst (Suriname)
Nadia Alexandra Bom Jesus de Lima V. da Silva (São Tomé e Príncipe)
Robert Tesekwa Lanyasunya (Quênia)
Silva Mumbungu Sakuba (República Democrática do Congo)
Svetlana Filmonova (Cazaquistão)
Yasunori Mori (Japão)
Yetoro Emmanuel (Angola)

2019

Lawrence Benaventana Póvoas (Costa Rica)


Adilson Manuel José (Angola)
Darkhan Torekhanov (Cazaquistão)
Fernando Mourón (Argentina)
Júlia Romalda Paijo (Timor-Leste)
Juliana Grace Bendezú Quispe (Peru)
Ricardo Zarratea Herreros (Paraguai)
Vanessa Takdira Abubakar Timóteo Mavimbe (Moçambique)

90
Países/organismo internacional que enviaram representantes

Angola (13) Japão (4)


Argentina (29) Kuaite (1)
Armênia (1) Mali (3)
Barbados (1) Moçambique (10)
Belize (1) Mongólia (1)
Bolívia (14) Nicarágua (3)
Cabo Verde (20) Organização dos Estados do Caribe Oriental (1)
Cazaquistão (3) Palestina (3)
Chile (3) Panamá (2)
China (1) Paraguai (6)
Colômbia (2) Peru (1)
Costa do Marfim (6) Polônia (2)
Costa Rica (5) Quênia (3)
Cuba (3) República Democrática do Congo (2)
El Salvador (2) República do Congo (1)
Equador (6) República Dominicana (3)
Eslováquia (Checoslováquia) (1) Romênia (1)
Estados Unidos (3) São Tomé e Príncipe (20)
França (2) Senegal (1)
Gabão (7) Suriname (15)
Gana (3) Tanzânia (2)
Grã-Bretanha (3) Timor Leste (11)
Guatemala (1) Togo (2)
Guiana (3) Trinidad e Tobago (1)
Guiné Bissau (20) Uruguai (1)
Guiné Equatorial (4) Venezuela (1)
Haiti (9) Zâmbia (2)
Honduras (6) Zimbábue (2)

91
Relação dos professores desde 1946

1946-1948 Hamilton Leal (Direito Constitucional e


Administrativo)
Professores Titulares: Hildebrando Pompeu Pinto Accioly (Direito
Afonso Arinos de Melo Franco (História do Internacional Público)
Brasil) Hilgard O’Reilly Sternberg (Geografia
Alceu Amoroso Lima (Economia Política) Econômica Geral e do Brasil)
Antenor Nascentes (Português) John Knox (Inglês)
Clóvis do Rego Monteiro (Português) José Candido Sampaio de Lacerda (Direito
Hamilton Leal (Direito Constitucional e Civil e Comercial)
Administrativo) José Honório Rodrigues (História do Brasil)
Hildebrando Pompeu Pinto Accioly (Direito Oscar Accioly Tenório (Direito internacional
Internacional Público) Privado)
Hilgard O’Reilly Sternberg (Geografia Pedro Freire Ribeiro (História da Política
Econômica Geral e do Brasil) Mundial dos fins do Século XVIII aos nossos
Ilmar Pena Marinha (Direito Internacional dias)
Privado) Roberto Alvim Corrêa (Francês)
John Knox (Inglês)
José Candido Sampaio de Lacerda (Direito Professor Assistente:
Civil e Comercial)
Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva (Direito
Louise Jaquier (Francês) Internacional Público)
Oscar Accioly Tenório (Direito internacional
Privado)
1948-1950
Pedro Freire Ribeiro (História da Política
Mundial dos fins do Século XVIII aos nossos Professores Titulares:
dias)
Américo Cury (Economia Política)
William James Griffin (Inglês)
Clóvis do Rego Monteiro (Português)
Hamilton Leal (Direito Constitucional e
Professores Assistentes: Administrativo)
Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva (Direito Hildebrando Pompeu Pinto Accioly (Direito
Internacional Público) Internacional Público)
Oscar Accioly Tenório (Direito Internacional Hilgard O’Reilly Sternberg (Geografia
Público) Econômica Geral e do Brasil)
Petronio Mota (Português) José Candido Sampaio de Lacerda (Direito
Roberto Luiz Assumpção de Araujo (História Civil e Comercial)
do Brasil) José de Campos Melo (Economia Política –
substituto)
José Honório Rodrigues (História do Brasil)
1947-1948
Louise Jaquier (Francês)
Professores Titulares: Oscar Accioly Tenório (Direito internacional
Américo Cury (Economia Política) Privado)
Carlos Henrique da Rocha Lima (Português) Paulo Cesar Machado da Silva (Inglês)

92
Pedro Freire Ribeiro (História da Política Hamilton Leal (Direito Constitucional e
Mundial dos fins do Século XVIII aos nossos Administrativo)
dias) Hilgard O’Reilly Sternberg (Geografia
Econômica)
Professores Assistentes: Jayme de Barros Gomes (História Social e
Política do Brasil)
Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva (Direito
Internacional Público) John Mulholland (Inglês)
Pedro de Souza Ferreira Gonçalves Braga José Ferreira de Souza (Direito Civil e
(Direito Internacional Público) Comercial)
Louise Jaquier (Francês)

1949-1951 Manoel Pio Corrêa Júnior (Orientação


Profissional)
Professores Titulares: Octávio Augusto Dias Carneiro (Política
Américo Cury (Economia Política) Econômica)
Américo Jacobina Lacombe (História do Brasil Oscar Accioly Tenório (Direito internacional
– substituto) Privado)
Carlos Henrique da Rocha Lima (Português) Pedro Freire Ribeiro (História da Política
Mundial Contemporânea)
Donatelo Grieco (Português)
Renato Costa Almeida (Português)
Hamilton Leal (Direito Constitucional e
Administrativo) Roberto Piragibe da Fonseca (Direito
Internacional Público)
Hildebrando Pompeu Pinto Accioly (Direito
Internacional Público) Sergio Armando Frazão (Direito Internacional
Público)
Hilgard O’Reilly Sternberg (Geografia
Econômica Geral e do Brasil) Silvio Edmundo Elia (Português)
John Knox (Inglês)
José Candido Sampaio de Lacerda (Direito 1952-1953
Civil e Comercial)
Professores Titulares:
José Honório Rodrigues (História do Brasil)
Aurélio Buarque de Hollanda Ferreira
Marina de Barros e Vasconcellos (Francês) (Português)
Oscar Accioly Tenório (Direito internacional Fábio de Macedo Soares Guimarães (Geografia
Privado) Econômica)
Pedro Freire Ribeiro (História da Política
Hamilton Leal (Direito Constitucional e
Mundial Contemporânea)
Administrativo)
Roberto Alvim Corrêa (Francês) Hildebrando Pompeu Pinto Accioly (Direito
Internacional Público)
Professor Assistente: Jayme de Barros Gomes (História Social e
Pedro de Souza Ferreira Gonçalves Braga Política do Brasil)
(Direito Internacional Público) Jesus Belo Galvão (Português)
João Baptista Pinheiro (Economia Política)
1951-1952 John Knox (Inglês)
José Candido Sampaio de Lacerda (Direito
Professores Titulares: Civil e Comercial)
Alberto dos Santos Foz (Economia Política) Manoel Pio Corrêa Júnior (Orientação
Dante de Brito (Inglês) Profissional)

93
Marina de Barros e Vasconcellos (Francês) 1954-1955
Oscar Accioly Tenório (Direito internacional
Privado) Professores Titulares:
Pedro Freire Ribeiro (História da Política Aldemar Hora Dantas de Brito (Política
Internacional)
Mundial Contemporânea)
Antônio Corrêa do Lago (Orientação
Profissional)
Carlos Calero Rodrigues (Direito Internacional
1953-1954 Público)
Professores Titulares: Carlos Henrique da Rocha Lima (Português)
Carlos Henrique da Rocha Lima (Português) Fábio de Macedo Soares Guimarães (Geografia
Econômica)
Fábio de Macedo Soares Guimarães (Geografia
Econômica) Hamilton Leal (Direito Constitucional e
Administrativo)
Francisco Mangabeira (Direito Internacional
Público) Hilgard O’Reilly Sternberg (Geografia
Econômica)
Hamilton Leal (Direito Constitucional e
Administrativo) Jayme Magrassi de Sá (Economia Política)

Hildebrando Pompeu Pinto Accioly (Direito Jesus Belo Galvão (Português)


Internacional Público) João Baptista Pinheiro (Política Econômica)
Hilgard O’Reilly Sternberg (Geografia John Knox (Inglês)
Econômica) John Mulholland (Inglês)
Jayme Azevedo Rodrigues (Orientação José Candido Sampaio de Lacerda (Direito
Profissional) Civil e Comercial)
Jayme de Barros Gomes (História Social e José Nunes Guimarães (Política Econômica)
Política do Brasil)
Louise Jaquier (Francês)
Jesus Belo Galvão (Português)
Marina de Barros e Vasconcellos (Francês)
João Baptista Pinheiro (Política Econômica)
Mecenas Dourado (História Diplomática)
John Knox (Inglês)
Miguel Álvaro Ozório de Almeida (Economia
José Candido Sampaio de Lacerda (Direito Política)
Civil e Comercial)
Oscar Accioly Tenório (Direito internacional
Louise Jaquier (Francês) Privado)
Luiz de Almeida Nogueira Pôrto (Direito
Internacional Público)
1955-1956
Marina de Barros e Vasconcellos (Francês)
Miguel Álvaro Ozório de Almeida (Economia Professores Titulares:
Política – substituto) Carlos Calero Rodrigues (Direito Internacional
Octávio Augusto Dias Carneiro (Economia Público)
Política) Carlos Delgado de Carvalho (História
Oscar Accioly Tenório (Direito internacional Diplomática do Brasil e Mundial)
Privado) Carlos Henrique da Rocha Lima (Português)
Pedro Freire Ribeiro (História da Política Hamilton Leal (Direito Constitucional e
Mundial Contemporânea) Administrativo)
Roberto Barbosa da Lima (Português – Hilgard O´Reilly Sternberg (Geografia)
substituto)

94
Jayme Magrassi de Sá (Economia Política e 1957-1958
Política Econômica)
Jesus Belo Galvão (Português) Professores Titulares:
João Batista Barreto Leite (Política Américo Jacobina Lacombe (História
Diplomática do Brasil)
Internacional)
John Knox (Inglês) Aurélio Buarque de Hollanda Ferreira
(Português - substituto)
John Mulholland (Inglês)
Edilberto Costa (Economia Política e Política
José Candido Sampaio de Lacerda (Direito Econômica)
Civil e Comercial)
Elza Coelho de Souza Keller (Geografia
Louise Jaquier (Francês) Substituta)
Mário Pedrosa (Política Internacional – Fábio de Macedo Soares Guimarães (Geografia
substituto) - substituto)
Oscar Accioly Tenório (Direito internacional Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva (Direito
Privado) Internacional Público)
Hamilton Leal (Direito Constitucional e
1956-1957 Administrativo)
Hildebrando Pompeu Pinto Accioly (Direito
Professores Titulares: Internacional Público)
Carlos Delgado de Carvalho (História Hilgard O’Reilly Sternberg (Geografia)
Diplomática Mundial)
Jayme Magrassi de Sá (Economia Política e
Carlos Henrique da Rocha Lima (Português) Política Econômica)
Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva (Direito Jesus Belo Galvão (Português)
Internacional Público)
João Batista Barreto Leite (Política
Hamilton Leal (Direito Constitucional e Internacional)
Administrativo)
John Knox (Inglês)
Hildebrando Pompeu Pinto Accioly (Direito
Internacional Público) John Mulholland (Inglês)

Hilgard O’Reilly Sternberg (Geografia) José Candido Sampaio de Lacerda (Direito


Civil e Comercial)
Jayme Magrassi de Sá (Economia Política e
Política Econômica) José Wanderley de Araújo Pinho (História
Diplomática do Brasil – substituto)
Jesus Belo Galvão (Português)
Louise Jaquier (Francês)
João Batista Barreto Leite (Política
Internacional) Maria Yedda Leite Linhares (História
Diplomática Mundial)
John Knox (Inglês)
Oscar Accioly Tenório (Direito internacional
John Mulholland (Inglês) Privado)
José Candido Sampaio de Lacerda (Direito Paulo Lantelme (Português)
Civil e Comercial)
José Honório Rodrigues (História Diplomática
do Brasil) 1958-1959
Louise Jaquier (Francês) Professores Titulares:
Oscar Accioly Tenório (Direito internacional Américo Jacobina Lacombe (História
Privado) Diplomática do Brasil)
Raul Lellis (Português - substituto) Desmond Cole (Inglês)

95
Eugênia Damasceno Vieira Prado (História Louise Jaquier (Francês)
Diplomática Mundial) Manuel Pio Corrêa Júnior (Política
Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva (Direito Internacional)
Internacional Público) Paulo Nogueira Baptista (Direito Internacional
Hamilton Elia (Português) Público)
Hamilton Leal (Direito Constitucional e Pedro de Souza Ferreira Gonçalves Braga
Administrativo) (Direito Internacional Público)
Hélio Schlittler da Silva (Economia Política) Robert Forrer (Inglês)
Hildebrando Pompeu Pinto Accioly (Direito Yvonne Guillou (Francês)
Internacional Público)
Hilgard O’Reilly Sternberg (Geografia)
1960-1961
João Batista Barreto Leite (Política
Internacional) Professores Titulares:
João Paulo de Almeida Magalhães (Política Alfredo Lamy Filho (Direito Comercial)
Econômica) Desmond Cole (Inglês)
José Candido Sampaio de Lacerda (Direito Ebert Vianna Chamoun (Direito Civil)
Civil e Direito Comercial)
Fábio de Macedo Soares Guimarães
José Eduardo Pizarro Drummond (Direito Civil (Geografia)
– substituto)
Georges Raillard (Francês)
Louise Jaquier (Francês)
Hamilton Prisco Paraíso (Direito Constitucional
Peter Alexander (Inglês) e Administrativo)
Yvonne Guillou (Francês) Haroldo Teixeira Valladão (Direito
Internacional Privado)
1959-1960 Hélio Schlittler da Silva (Economia Política)
Jesus Belo Galvão (Português)
Professores Titulares:
João Batista Barreto Leite (Política
Desmond Cole (Inglês) Internacional)
Ebert Vianna Chamoun (Direito Civil) Joaquim Mattoso Câmara Júnior (Português)
Fábio de Macedo Soares Guimarães Julian Magalhães Chacel (Política Econômica)
(Geografia)
Louise Jaquier (Francês)
Francisco José Calazans Falcon (História
Diplomática Mundial) Luiz Pereira Ferreira de Faro Júnior (Direito
Internacional Público)
Hamilton Elia (Português)
Manuel Maurício de Albuquerque (História
Hamilton Leal (Direito Constitucional e Diplomática do Brasil)
Administrativo)
Miguel Maria Serpa Lopes (Direito
Haroldo Teixeira Valladão (Direito Internacional Privado - substituto)
Internacional Privado)
Robert Forrer (Inglês)
Hélio Schlittler da Silva (Economia Política e
Política Econômica)
Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho 1961-1962
(História Diplomática do Brasil)
Professores Titulares:
Joaquim Mattoso Câmara Júnior (Português)
Adriano da Gama Kury (Português)
José Candido Sampaio de Lacerda (Direito
Comercial) Alfredo Lamy Filho (Direito Comercial)
Aluísio Capdeville Duarte (Geografia)
96
André Selon (Francês) Célio de Oliveira Borja (Direito Constitucional
Célio de Oliveira Borja (Direito Constitucional e Administrativo)
e Administrativo) Christopher W. Pearson (Inglês)
Christopher W. Pearson (Inglês) Cleonice Serôa da Mota Berardinelli
Cleonice Serôa da Mota Berardinelli (Português)
(Português) Ebert Chamoun (Direito Civil)
Ebert Chamoun (Direito Civil) Grahan Connell (Inglês)
F. G. Wood (Inglês) Guy Brytygier (Francês)
Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva (Direito Haroldo Teixeira Valladão (Direito
Internacional Público) Internacional Privado)
Haroldo Teixeira Valladão (Direito Heitor Pinto de Moura (Português)
Internacional Privado) Hélio Schlittler Silva (Economia Política)
Hélio Schlittler Silva (Política Econômica) Jacques Lécuyer (Francês)
Jacques Lécuyer (Francês) João Frank da Costa (Política Internacional)
Kenneth Payne (Inglês) José Ricardo da Silva Rosa (Português)
Jayme Azevedo Rodrigues (Política Manuel Maurício de Albuquerque (História
Internacional e Direito Internacional Público) Diplomática do Brasil)
Miguel Álvaro Osório de Almeida (Economia Mario Henrique Simonsen (Política
Política) Econômica)
Manuel Maurício de Albuquerque (História Melvyn Cox (Inglês)
Diplomática do Brasil)
Patrick James David Gardner Finn (Inglês)
Mario Henrique Simonsen (Economia Política)
Ramiro Elysio Saraiva Guerreiro (Direito
Norman Henfrey (Inglês) Internacional Público)
João Frank da Costa (Política Internacional) Richard Arthur Douglas (Inglês)
Luís Paulo Lindenberg Sette (Economia Tacariju Thomé de Paula (Geografia)
Política)

1963-1964
Professores Assistentes:
João Carlos Pessoa Fragoso (Política Professores Titulares:
Internacional) Adrian Renault (Francês)
Ítalo Miguel Alexandre Mastrogiovanni André Selon (Francês)
(Política Internacional)
Arthur Bernardes Weiss (Geografia Econômica
Sizínio Pontes Nogueira (Política Internacional) e Política Mundial)
Carlos Calero Rodriguez (Direito Internacional
1962-1963 Público)
Carlos Lessa (Economia II)
Professores Titulares:
Carlos Santos Júnior (Economia II)
Alexander Frey (Inglês)
Célio de Oliveira Borja (Direito Constitucional
Alfredo Lamy Filho (Direito Comercial) e Administrativo)
André Selon (Francês) Cleonice Serôa da Mota Berardinelli
Antonio Pedro de Souza Campos (Geografia) (Português)
Carlos Lessa (Política Econômica) Ebert Chamoun (Direito Civil)
F. G. Wood (Inglês)

97
Haroldo Teixeira Valladão (Direito Ézio Távora dos Santos (Relações Econômicas
Internacional Privado) Internacionais)
Heitor Pinto de Moura (Português) Flávio Bauer Novelli (Direito Constitucional e
Hélio Scarabôtolo (Prática Diplomática) Administrativo)

Hélio Schlittler Silva (Relações Econômicas Haroldo Teixeira Valladão (Direito


Internacionais) Internacional Privado)

Jean Paul Couchoud (Francês) Hélio Schlitter Silva (Relações Econômicas


Internacionais)
João Hermes Pereira de Araújo (Prática
Diplomática) João Clemente Baena Soares (Português)
John Gerard Flynn (Inglês) José Maria Vilar de Queiroz (Português)

José Maria Gouveia Vieira (Economia I) Josef Barat (Economia II)


José Maria Vilar de Queiroz (Política Kenneth Payne (Inglês)
Internacional) Manuel Maurício de Albuquerque (História
Manuel Maurício de Albuquerque (História Diplomática do Brasil)
Diplomática do Brasil) Marlene de Castro Correia (Português)
Márcio do Rego Monteiro (Economia I e Paulo Kranc (Inglês)
Política Internacional) Sérgio Paulo Rouanet (Política Internacional)
Marlene de Castro Correia (Português) Tarcício Barbosa Arantes (Relações
Paulo Kranc (Inglês) Econômicas Internacionais)
Roberto Mendes Gonçalves (Português) Theophilo de Azeredo Santos (Direito
Ruy Barbosa de Miranda e Silva (Integração Comercial)
Profissional: Prática Consular)
Theophilo de Azevedo Santos (Direito 1965-1966
Comercial)
Professores Titulares:
Adrian Renault (Francês)
André Selon (Francês)
1964-1965
Antônio Barros de Castro (Economia II)
Professores Titulares: Arthur Bernardes Weiss (Geografia
Adrian Renault (Francês) Econômica, Política e Humana)
André Selon (Francês) Bruno Mattos Linhares (Economia I, II e
Antônio Barros de Castro (Economia I) Relações Econômicas Internacionais)
Arthur Bernardes Weiss (Geografia Econômica Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito
e Política Mundial) Internacional Público)
Carlos Calero Rodriguez (Direito Internacional Hélio Antônio Scarabôtolo (Prática
Público) Diplomática)
Carlos Lessa (Economia II) Ruy Barbosa de Miranda e Silva (Prática
Consular)
Hélio Antônio Scarabôtolo (Prática
Diplomática) Ebert Vianna Chamoun (Direito Civil)

Ruy Barbosa de Miranda e Silva (Prática Eduardo José Daros (Economia I)


Consular) Ézio Távora dos Santos (Relações Econômicas
Ebert Chamoun (Direito Civil) Internacionais)
Hélio de Burgos Cabal (Direito Internacional Flávio Bauer Novelli (Direito Constitucional e
Público) Administrativo)

98
Haroldo Teixeira Valladão (Direito Manuel Maurício de Albuquerque (História das
Internacional Privado) Américas)
João Clemente Baena Soares (Português) Márcio Fontes de Almeida (Português)
José Luiz Werneck da Silva (História Paulino Ignácio Jacques (Direito Constitucional
Diplomática do Brasil) e Administrativo)
Kenneth Payne (Inglês) Pierre Mérigoux (Francês – substituto)
Manuel Maurício de Albuquerque (História das Ruy Barbosa de Miranda e Silva (Prática
Américas) Consular)
Marlene de Castro Correia (Português) Sérgio Paulo Rouanet (Política Internacional)
Piotr Pawel Krank (Inglês) Theophilo de Azeredo Santos (Direito
Marcílio Marques Moreira (Relações Comercial)
Econômicas Internacionais) Werner Baer (Economia II)
Sérgio Paulo Rouanet (Política Internacional)
Sérgio Ferraz (Direito Civil) 1967-1968
Tarcício Barbosa Arantes (Relações
Econômicas Internacionais) Professores Titulares:
Theophilo de Azeredo Santos (Direito Adrien Renault (Francês)
Comercial - Marítimo e Aeronáutico) Amaral de Figueiredo Rodrigues (Economia I)
Américo Jacobina Lacombe (História das
Relações Exteriores do Brasil)
1966-1967
André Selon (Francês)
Professores Titulares: Augusto Jefferson de Oliveira Lemos
Adrien Renault (Francês) (Economia I)
André Selon (Francês) Bertha Koifman Becker (Geografia Política)
Antônio Barros de Castro (Economia I) Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito
Bertha Koifman Becker (Geografia econômica, Internacional Público)
Política e Humana) David Antônio da Silva Carneiro Jr. (Economia
Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito I)
Internacional Público) Ebert Vianna Chamoun (Direito Civil)
Clara Andrade Alvim (Português) Guy de Hollanda (História das Relações
Ebert Vianna Chamoun (Direito Civil) Exteriores do Brasil)

Haroldo Teixeira Valladão (Direito Haroldo Teixeira Valladão (Direito


Internacional Privado) Internacional Privado)

Hélio Antônio Scarabôtolo (Política Hélio Jospe da Siva Lanna (Economia I)


Diplomática) Henique de Carvalho Gomes (Economia II)
Henrique de Carvalho Gomes (Relações Ian Dennis Lodge (Inglês – Substituto)
Econômicas Internacionais - substituto) João Ferreira Bentes (Economia I - substituto)
John William Brooks (Inglês) José Antônio Gonçalves (Economia I)
José Luiz Silveira Miranda (Relações Kenneth James Payne (Inglês)
Econômicas Internacionais)
Luiz Fernando da Silva Pinto (Economia I)
José Luiz Werneck da Silva (História
Diplomática da Silva) Márcio Fortes de Almeida (Português e
Orientação Profissional)
Josef Barat (Economia I - substituto)
Mario Henrique Simonsen (Economia I e II)
Kenneth James Payne (Inglês)

99
Mircea Buescu (Economia II) Pedro Paulo Rocha Bandeira (Direito
Og Francisco Leme (Economia I) Internacional Privado – substituto)

Orlando Soares Carbonar (Política Raphael Valentino Sobrinho (Direito


Internacional II) Internacional Público)

Paulino Ignácio Jacques (Direito Constitucional Sara Burkitt Walker (Inglês)


e Administrativo) Theophilo de Azeredo Santos (Direito
Pedro Paulo Martins Soares (Economia I) Comercial)
Pedro Paulo Rocha Bandeira (Direito
Internacional Privado - substituto) 1969-1970
Theophilo de Azeredo Santos (Direito
Comercial) Professores Titulares:
Adrien Renault (Francês)
Alfredo Luiz Baumgarten Jr. (Microeconomia e
1968-1969 Teoria Macroeconômica)
Professores Titulares: Álvaro da Costa Franco Filho (Problemas
Adrien Renault (Francês) Internacionais Contemporâneos)
Alfredo Luiz Baumgarten Jr. (Economia I) Américo Jacobina Lacombe (História das
Relações Exteriores do Brasil)
Américo Jacobina Lacombe (História das
Relações Exteriores do Brasil) André Selon (Francês)

André Selon (Francês) Bernard Noel King (Inglês – substituto)


Bertha Koifman Becker (Geografia Política) Bertha Koifman Becker (Geografia Política)

Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito
Internacional Público) Internacional Público)

Ebert Vianna Chamoun (Direito Civil) Ebert Vianna Chamoun (Direito Civil)
Guy de Hollanda (História das Relações Fernando Antonio Resende (Desenvolvimento
Exteriores do Brasil) Econômico)
Haroldo Teixeira Valladão (Coordenador do Haroldo Teixeira Valladão (Coordenador do
Departamento de Direito e Direito Internacional Departamento de Direito e Direito Internacional
Privado) Privado)

Kenneth James Payne (Inglês) Hilton Rios (Direito Internacional Privado -


substituto)
Marcílio Marques Moreira (Política
Internacional I) Ivan Velloso da Silveira Batalha (Teorias de
Política Internacional e Problemas
Márcio Fortes de Almeida (Português e Internacionais Contemporâneos - substituto)
Orientação Profissional)
Jacintho Francisco Paiva Netto (Administração
Mário Alexandre Campos Mendonça (Direito Pública e Direito Administrativo)
Civil – substituto)
Jacques Auger (Francês)
Mario Henrique Simonsen (Coordenador
Departamento de Economia) Jacyr Heroville da Silva (Relações Econômicas
Internacionais)
Mircea Buescu (Economia II)
Jorge Alberto de Seixas Corrêa (Coordenador
Moacyr Antônio Fioravante (Economia I) do Departamento de Orientação Profissional)
Orlando Soares Carbonar (Política Jorge Alberto de Seixas Corrêa (Coordenador
Internacional II) do Departamento de Política - substituto)
Paulino Ignácio Jacques (Direito Constitucional Marcílio Marques Moreira (Pensamento
e Administrativo) Político Contemporâneo)

100
Márcio Fortes de Almeida (Português, Margareth Ann Whitfield (Inglês)
Orientação Profissional e Organizações e Ralph Edward Jennings (Inglês)
métodos de Tramalho do MRE)
Marcílio Marques Moreira (Pensamento
Marco Antônio Campos Martins (Relações Político Contemporâneo)
Econômicas Internacionais e Desenvolvimento
Econômico) Márcio Fortes Almeida (Português e
Organização e Métodos de Trabalho do MRE)
Maria Eugenia Corrêa Lima Cavagnari
(Administração Pública e Direito Raphael Valentino Sobrinho (Direito
Administrativo) Constitucional e Problemas Econômicos
Contemporâneos)
Mário Alexandre Campos Mendonça (Direito
Civil – substituto) Sérgio Fernando Guarischi Bath (Coordenador
do Departamento de Economia)
Mario Henrique Simonsen (Coordenador
Departamento de Economia) Theophilo de Azeredo Santos (Direito
Comercial)
Ramiro Elysio Saraiva Guerreiro (Coordenador
do Departamento de Política e Relações Túlio Hostílio Federico Arvelo Durán
Internacionais) (Economia)
Raphael Valentino Sobrinho (Direito Vicente Costa Santos Tapajós (História das
Constitucional, Relações Internacionais e Relações Exteriores do Brasil)
Problemas Internacionais Contemporâneos)
Sara Burkitt Walker (Inglês) 1971-1972
Theophilo de Azeredo Santos (Direito
Comercial) Professores Titulares:
Vicente Costa Santos Tapajós (História das Alberto Venâncio Filho (Pensamento Político
Relações Exteriores do Brasil) Contemporâneo)
Alfredo Luiz Baumgarten Júnior (Economia)
André Selon (Francês)
1970-1971
Antonio Estevam de Lima Sobrinho
Professores Titulares: (Pensamento Político Contemporâneo -
Alan James Murphy (Inglês) Cibernética)
Américo Lourenço Jacobina Lacombe (História Bernardino Raimundo da Silva (Organização e
das Relações Exteriores do Brasil) Métodos de Trabalho do MRE)
André Selon (Francês) Bertha Koiffmann Becker (Geografia Política)
Bertha Koiffmann Becker (Geografia Política) Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito
Internacional Público)
Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito
Internacional Público) Frederico Carlos Carnaúba (Organização e
Métodos de Trabalho do MRE)
Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
(Política Internacional) Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
(Política Internacional)
Haroldo Teixeira Valladão (Coordenador do
Departamento de Direito e professor de Direito Gilbert Clark Brown (Inglês)
Internacional Privado) Haroldo Teixeira Valladão (Direito
Hilton Rios (Direito Internacional Privado) Internacional Privado)
Jacques Auger (Francês) Hilton Rios (Direito Internacional Privado)
João Ferreira Bentes (Economia) Jacques Auger (Francês)
Jorge Alberto de Seixas Corrêa (Coordenador Kenneth James Payne (Inglês)
do Departamento de Política e Coordenador do Marcílio Marques Moreira (Pensamento
Departamento de Orientação Profissional) Político Contemporâneo)

101
Márcio Fortes Almeida (Português)
Maria Cândida Penido Burnier (Francês) 1973-1974
Moacyr Antonio Fioravante (Economia)
Professores Titulares:
Raphael Valentino Sobrinho (Direito
Alfredo Luiz Baumgarten Jr. (Economia)
Constitucional e Problemas Econômicos
Contemporâneos) André Selon (Francês)
Theophilo de Azeredo Santos (Direito Bertha Koiffmann Becker (Geografia Política)
Comercial) Celso Duvivier de Albuquerque Mello (Direito
Vicente Costa Santos Tapajós (História das Internacional Público)
Relações Exteriores do Brasil) Daniel Harold Benson (Francês)
Frederico Carlos Carnaúba (Organização e
1972-1973 Métodos de Trabalho do MRE)
Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
Professores Titulares: (Política Internacional)
Alberto Venâncio Filho (Pensamento Político Haroldo Teixeira Valladão (Direito
Contemporâneo) Internacional Privado)
Alfredo Luiz Baumgarten Júnior (Economia) Hilton Rios (Direito Internacional Privado)
André Selon (Francês) Kenneth James Payne (Inglês)
Antonio Estevam de Lima Sobrinho Marcílio Marques Moreira (Pensamento
(Pensamento Político Contemporâneo - Político Contemporâneo)
Cibernética)
Márcio Fortes Almeida (Português)
Bertha Koiffmann Becker (Geografia Política)
Moacyr Antonio Fioravante (Economia)
Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito
Internacional Público) Raphael Valentino Sobrinho (Direito
Constitucional e Problemas Econômicos
Frederico Carlos Carnaúba (Organização e Contemporâneos)
Métodos de Trabalho do MRE)
Rudolph William Bauss (Inglês)
Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
(Política Internacional) Theophilo de Azeredo Santos (Direito
Comercial)
Gilbert Clark Brown (Inglês)
Vicente Costa Santos Tapajós (História das
Haroldo Teixeira Valladão (Direito Relações Exteriores do Brasil)
Internacional Privado)
Hilton Rios (Direito Internacional Privado)
Jacques Auger (Francês) Professores Assistentes:
Alberto Venâncio Filho (Pensamento Político
Kenneth James Payne (Inglês)
Contemporâneo)
Marcílio Marques Moreira (Pensamento
Antonio Estevam de Lima Sobrinho
Político Contemporâneo)
(Pensamento Político Contemporâneo)
Márcio Fortes Almeida (Português)
Moacyr Antonio Fioravante (Economia)
1974-1975
Raphael Valentino Sobrinho (Direito
Constitucional e Problemas Econômicos Professores Titulares:
Contemporâneos)
Adhemar Gabriel Bahadian (Português e
Theophilo de Azeredo Santos (Direito Organizações e Métodos de Trabalho do MRE)
Comercial)
Alfredo Luiz Baumgarten Jr. (Economia)
Vicente Costa Santos Tapajós (História das
André Selon (Francês)
Relações Exteriores do Brasil)
102
Armando de Oliveira Marinho (Direito Antonio Estevam de Lima Sobrinho
Constitucional e Instituições Políticas) (Pensamento Político Contemporâneo)
Bertha Koiffmann Becker (Geografia Política e Armando de Oliveira Marinho (Direito
Econômica) Constitucional e Instituições Políticas)
Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito Bertha Koiffmann Becker (Geografia Política e
Internacional Público) Econômica)
Celso Duvivier de Albuquerque Mello (Direito Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito
Internacional Público) Internacional Público)
Daniel Harold Benson (Francês) Celso Duvivier de Albuquerque Mello (Direito
Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva Internacional Público)
(Política Internacional) Daniel Harold Benson (Francês)
John Mulholland (Inglês) Flávio Penteado Sampaio (Problemas
Kenneth James Payne (Inglês) Econômicos Contemporâneos)
Marcílio Marques Moreira (Pensamento Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
Político Contemporâneo) (Política Internacional)
Márcio Fortes Almeida (Português) Haroldo Teixeira Valladão (Direito
Internacional Privado)
Moacyr Antonio Fioravante (Economia)
John Mulholland (Inglês)
Raphael Valentino Sobrinho (Política
Internacional e Problemas Econômicos Kenneth James Payne (Inglês)
Contemporâneos) Marcílio Marques Moreira (Pensamento
Theophilo de Azeredo Santos (Direito Político Contemporâneo)
Comercial) Oswaldo José de Campos Melo (História das
Relações Exteriores do Brasil)
Rosélia Perissé da Silva Piquet (Economia)
Professores Assistentes:
Theophilo de Azeredo Santos (Direito
Alberto Venâncio Filho (Pensamento Político Comercial)
Contemporâneo)
Antonio Estevam de Lima Sobrinho
(Pensamento Político Contemporâneo) Professores Assistentes:
Haroldo Teixeira Valladão (Direito Hilton Rios (Direito Internacional Privado)
Internacional Privado) Lúcia Maria Mendes de Almeida (História das
Hilton Rios (Direito Internacional Privado) Relações Exteriores do Brasil)
Virgílio Horácio Samuel Gibbon (Economia)
1975-1976
Professores Titulares: 1976-1977
Adhemar Gabriel Bahadian (Português e Professores Titulares:
Comunicação Profissional e Organização e Adhemar Gabriel Bahadian (Organização e
Métodos de Trabalho do MRE) Métodos de Trabalho do MRE)
Alberto Venâncio Filho (Pensamento Político Adriano Benayon do Amaral (Economia I)
Contemporâneo)
Álvaro da Costa Franco Filho (Orientação
Alfredo Luiz Baumgarten Jr. (Economia) Profissional – Orientador)
André Selon (Francês) André Selon (Francês)
Antônio Celso Alves Pereira (Política Andreas Birkholz (Alemão)
Internacional)

103
Carlos Alberto Dunshee de Abranches (Direito 1977-1978
Internacional Público)
Celso Duvivier de Albuquerque Mello (Direito Professores Titulares:
Internacional Público) Adriano Benayon do Amaral (Economia)
Celso Luiz Nunes Amorim (Orientação Álvaro da Costa Franco Filho (Orientador)
Profissional e Expressão e Redação Amado Luiz Cervo (História Contemporânea)
Profissional)
Anna Maria Villela (Direito)
Flávio Penteado Sampaio (Problemas
Econômicos Contemporâneos) Andreas Birkholz (Alemão)
Gilberto Coutinho Paranhos Velloso Augusto Estellita Lins (Expressão e Redação
(Orientação Profissional - Orientador) Profissional)
Haroldo Teixeira Valladão (Direito Celina Maria Assumpção do Valle Pereira
Internacional Privado) (Orientadora)
Hugo Hortêncio de Aguiar (Russo) Celso Luiz Nunes Amorim (Expressão e
Redação Profissional)
Ian Alasdair Fairlie Bruce (Inglês)
Dad Abi Chahine Squarisi (Português para
Issa Antonio Bonduki (Árabe) Estrangeiros)
John Mulholland (Inglês) Dércio Garcia Munhoz (Economia)
José Carlos Brandi Aleixo (Ciência Política) Gilberto Coutinho Paranhos Velloso
José Francisco Rezek (Teoria Geral do Direito (Orientador)
Público) Helio Scarabôtolo (Prática Diplomática)
Margarida M. Penteado Orellana (Geografia Hugo Hortêncio de Aguiar (Russo)
Política e Econômica)
Ian Alasdair Fairlie Bruce (Inglês)
Maria da Natividade Duarte Ribeiro Petit
(Organização e Métodos de Trabalho do MRE) Issa Antonio Bonduki (Árabe)

Maria José Braga Ribeiro (Espanhol) Jean Marie Adam (Francês)


Michel Hospital (Francês) José Carlos Brandi Aleixo (Ciência Política)

Oswaldo José de Campos Melo (História das José Francisco Rezek (Direito)
Relações Exteriores) Marcos Castrioto de Azambuja (Orientador)
René Blanchard (Francês) Maria Carlota Souza Paula (Sociologia)
Roberto Pinto Ferreira Mameri Abdenur Maria José Braga Ribeiro (Espanhol)
(Orientação Profissional - Orientador) Michel Hospital (Francês)
Rosélia Perissé da Silva Piquet (Economia) Moo Shong Woo (Chinês e Japonês)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Murilo Miranda Bastos Júnior (Assuntos
Sérgio da Veiga Watson (Orientação Consulares)
Profissional - Orientador) Paulo Cesar Timm (Economia)
Sérgio Fernando Guarischi Bath (Orientação Renato Prado Guimarães (Promoção de
Profissional e Organização e Métodos de Exportações)
Trabalho do MRE)
René Blanchard (Francês)
Robert Dominique Jamet (Francês)
Professor Assistente: Roberto Pinto Ferreira Mameri Abdenur
Hilton Rios (Direito Internacional Privado) (Orientador)
Ronaldo Sardenberg (Relações Internacionais)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Sérgio da Veiga Watson (Orientador)
104
Sergio Fernando Guarischi Bath (Organização José Carlos Brandi Aleixo (Ciência Política)
e Métodos de Trabalho no MRE e História das José Francisco Rezek (Direito)
Relações Exteriores do Brasil)
Luís Felipe de Seixas Correa (Relações
Internacionais)
1978-1979 Luiz Augusto de Castro Neves (Economia)
Professores Titulares: Marcio Paulo de Oliveira Dias (Sistemas de
Informação)
Anna Maria Villela (Direito Internacional
Privado) Michio Yamaguchi (Japonês)
Augusto Estellita Lins (Expressão e Redação Miguel Álvaro Ozório de Almeida (Economia)
Profissional) Oswaldo Biato (Prática Diplomática)
Clodoaldo Hugueney Filho (Economia) Pedro Henrique Chaves Antero (Sociologia)
Eduardo Paes de Carvalho (Economia) Renato Prado Guimarães (Promoção de
Flávio Moreira Sapha (Relações Consulares) Exportações)
Hugo Hortencio de Aguiar (Russo) Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo)
José Carlos Brandi Aleixo (Ciência Política) Sérgio Fernando Guarischi Bath (Organização
e Métodos de Trabalho do MRE e História das
José Francisco Rezek (Direito e Direito Relações Externas do Brasil)
Internacional Público)
Yvonne de Cristofaro Toscano (Italiano)
Luís Felipe de Seixas Correa (Relações
Internacionais)
Luiz Augusto Castro Neves (Economia) 1980-1981
Michio Yamaguchi (Japonês) Professores Titulares:
Pedro Henrique Chaves Antero (Sociologia) Anna Maria Villela (Direito Internacional
Renato Prado Guimarães (Promoção de Privado)
Exportações) Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo) Internacional Público)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Cristovam Ricardo Cavalcanti (Economia)
Sérgio Fernando Guarischi Bath (Organização Flávio Sapha (Prática Consular)
e Métodos de Trabalho do MRE e História das Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais)
Relações Externas do Brasil)
Hugo Hortencio de Aguiar (Russo)
Jaime Villa Lobos (Expressão e Redação
1979-1980 Profissional)
Professores Titulares: José Carlos Brandi Aleixo (Ciência Política)
Anna Maria Villela (Direito Internacional José Ferreira Lopes (Economia)
Privado) José Francisco Rezek (Direito II)
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito José Rosa Abreu Vale (Sociologia)
Internacional Público) Luiz Villarinho Pedroso (Direito I)
Augusto Estellita Lins (Expressão e Redação Michio Yamaguchi (Japonês)
Profissional)
Oswaldo Biato (Prática Diplomática)
Flávio Sapha (Prática Consular)
Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo)
Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais)
Rubens Ricupero (História das Relações
Hugo Hortencio de Aguiar (Russo)
Diplomáticas do Brasil)
Issa Antonio Bonduki (Árabe)

105
Ruy Pinheiro de Vasconcelos (Promoção de Ruy Pinheiro Vasconcellos (Promoção de
Exportações) Exportações)
Sergio da Veiga Watson (Organização e Sara Burkitt Walker (Inglês)
Métodos de Trabalho do MRE) Sérgio Fernando Guarischi Bath (Organização
Torquato Lorena Jardim (Direito I) e Métodos de Trabalho do MRE)
Yvonne de Cristofaro Toscano (Italiano) Vamireh Chacon (Sociologia)

1981-1982 1982-1983
Professores Titulares: Professores Titulares:
Alain Bertrand (Francês) Anna Maria Villella (Direito Constitucional
Anna Maria Villela (Direito Internacional Privado)
Privado) Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito Constitucional Público)
Internacional Público II) Augusto Estellita Lins (Português - Expressão e
Augusto Estellita Lins (Expressão e Redação Redação Profissional)
Profissional e Linguagem Diplomática) Dad Abi Chahine Squarisi (Português para
Cathy Reasoner (Inglês) Estrangeiros)
Cecilia de S. Guerra Vicente (Espanhol) Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais)

Cristovam Ricardo Cavalcanti Buarque Hamilton de Mattos Monteiro (Estudos


(Economia) Brasileiros - História)

Dad Abi Chahine Squarisi (Português para Iduna Evangelina Weinert (Direito
Estrangeiros) Constitucional)

Edith Nortrut de Almeida (Alemão) Ignez Costa Barbosa Ferreira (Estudos


Brasileiros – Geografia)
Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais)
Jayme Villa-Lobos (Português – Expressão e
Gilberto Ferreira Martins (Serviço Escrita)
Diplomático)
José Carlos Brandi Aleixo (Ciência Política)
Hubert de La Fontaine (Francês)
José Ferreira-Lopes (Economia)
John Trzeciak (Inglês)
José Francisco Rezel (Direito Constitucional
José Carlos Brandi Aleixo (Ciência Política) Público I)
José Ferreira Lopes (Economia) José Viegas (Português – Expressão e Escrita)
José Francisco Rezek (Direito Internacional Kori Carrasco Dorado (Espanhol)
Público I)
Marcos Bezerra Abbott Galvão (História das
Kori Carrasco Dorado (Espanhol) Relações Diplomáticas do Brasil)
Liliane F. Fréchet Ramière (Francês) Ricardo Luis Santiago (Economia)
Livieto Justino de Souza (Linguagem Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo)
Diplomática)
Rubens Ricupero (História das Relações
Luiz Villarinho Pedroso (Direito Diplomáticas do Brasil)
Constitucional)
Sara Burkitt Walker (Inglês - Coordenadora)
Paul Hallstein (Inglês)
Sergio França Danese (História das Relações
Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo) Diplomáticas do Brasil)
Rubens Ricupero (História das Relações Stella Maris Bortoni Ricardo (Português -
Diplomáticas do Brasil) Expressão e Redação Profissional)

106
Therezinha Lucia Ferreira da Cunha (Direito
Constitucional)
1983-1984
Wamberto Hudson Ferreira (Português -
Professores Titulares: Expressão e Redação Profissional)
Adolf Libert Westphalen (Organizações e
Métodos de Trabalho do MRE)
1984-1985
Afonso Álvaro Siqueira Carbonar (Economia)
Anna Maria Villela (Direito Internacional
Professores Titulares:
Privado) Afonso Álvaro de Siqueira Carbonar
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito (Economia)
Internacional Público II) Anna Maria Villela (Direito Internacional
Dad Abi Chahine Squarisi (Português para Privado)
Estrangeiros) Antônio Augusto Cançado Trindade (Direito
Dorothéa Furquim Werneck (Economia) Internacional Público)
Encarnacion de Pesquero Lopes (Espanhol) Clodoaldo Hugueney Filho (Economia -
Relações Econômicas Internacionais)
Fernando José Marroni de Abreu (Estudos
Brasileiros – Política Externa Brasileira) Dad Abi Chahine Squarisi (Português para
Estrangeiros)
Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais)
Dorothéa Fonseca Furquim Werneck
Gilda Maciel Corrêa Meyer Russomano (Economia)
(Direito Internacional Público I)
Encarnación Ponce Lopes de Pesquero
James Crawford Ferguson (Inglês) (Espanhol)
John Trzeciak (Inglês) Fernando José Marroni de Abreu (Estudos
José Carlos Brandi Aleixo (Ciência Política) Brasileiros - Política Externa Brasileira
Contemporânea)
José Francisco Rezek (Direito Constitucional)
José Viegas Filho (Estudos Brasileiros - Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais)
Política Externa Brasileira) Gilda Maciel Corrêa Meyer Russomano
Kori Carrasco Dorado (Espanhol) (Direito Internacional Público - Extradição e
Asilo)
Luiz Alberto Figueiredo Machado (Direito
Constitucional) Heloisa Vilhena de Araujo (Português -
Correspondência Oficial e Métodos de
Marcos Bezerra Abbott Galvão (História das Informação)
Relações Diplomáticas do Brasil)
Ileana Florica Ghiatza (Francês)
Marília L. Peluso de Oliveira (Estudos
Brasileiros - Geografia do Brasil) Issa Antonio Bonduki (Árabe)
James Crawford Ferguson (Inglês)
Patrick Kevin Redmond (Inglês)
Raphael Valentino Sobrinho (Economia) John Trzeciak (Inglês)

Ricardo Luis Santiago (Economia) José Carlos Brandi Aleixo (Ciência Política)
Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo) José Francisco Rezek (Direito dos Tratados)
Kori Carrasco Dorado (Espanhol)
Rubens Ricupero (História das Relações
Diplomáticas do Brasil) Lima Florêncio Sobrinho (Estudos Brasileiros -
Política Externa Brasileira Contemporânea)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Sergio França Danese (História das Relações Marilia Peluso de Oliveira (Estudos Brasileiros
- Geografia do Brasil)
Diplomáticas do Brasil)
Stella Maris Bortoni de Figueiredo Ricardo Michio Yamaguchi (Japonês)
(Português – Linguagem Diplomática) Patrick Kevin Redmond (Inglês)

107
Raphael Valentino Sobrinho (Economia) John Trzeciak (Inglês)
Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo) José Carlos Brandi Aleixo (Ciência Política)
Rubens Ricupero (História das Relações José Francisco Rezek (Direito dos Tratados)
Diplomáticas do Brasil) Kori Carrasco Dorado (Espanhol)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Marilia Peluso de Oliveira (Estudos Brasileiros
Sergio Augusto de Abreu (Estudos Brasileiros - - Geografia do Brasil)
Política Externa Brasileira Contemporânea) Michio Yamaguchi (Japonês)
Sergio França Danese (História das Relações Patrick Kevin Redmond (Inglês)
Diplomáticas do Brasil)
Rapahel Valentino Sobrinho (Economia)
Stella Maris Bortoni de Figueiredo Ricardo
(Português - Expressão e Redação Profissional) Ricardo Drumond de Mello (Economia -
Relações Econômicas Internacionais)
Therezinha Lucia Ferreira Cunha (Direito
Constitucional) Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo)
Rubens Ricupero (História das Relações
Diplomáticas do Brasil)
1985-1986 Sara Burkitt Walker (Inglês)
Professores Titulares: Sergio França Danese (História das Relações
Anna Maria Villela (Direito Internacional Diplomáticas do Brasil)
Privado) Stella Maris Bortoni de Figueiredo Ricardo
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito (Português - Expressão e Redação Profissional)
Internacional Público) Virgilio Antonio Coutinho França (Economia)
Carlos Roberto Mota Pelegrino (Introdução ao
Direito)
Dad Abi Chahine Squarisi (Português para
Estrangeiros)
Dorothéa Fonseca Furquim Werneck 1986-1987
(Economia - Comércio Internacional e Professores Titulares:
Desenvolvimento Econômico)
Alain Bertrand (Francês)
Encarnación Ponce Lopes de Pesquero
(Espanhol) Anna Maria Villela (Direito Internacional
Privado)
Fernando José Marroni de Abreu (Estudos
Brasileiros - Política Externa Brasileira Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Contemporânea) Internacional Público II)
Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais) Arthur Vivacqua Correa Meyer (Economia
Brasileira)
Gilda Maciel Corrêa Meyer Russomano
(Direito Internacional Público – Extradição e Cezar Augusto de Souza Lima Amaral
Asilo) (Economia)
Heloisa Vilhena de Araujo (Português - Clarisse Jeanne France Filiatre Ferreira da Silva
Correspondência Oficial e Métodos de (Francês)
Informação) Clodoaldo Hugueney Filho (Prática
Hildebrando Tadeu Nascimento Valladares Diplomática)
(Estudos Brasileiros - Política Externa Dad Abi Chahine Squarisi (Português para
Brasileira Contemporânea) Estrangeiros)
Ileana Florica Ghiatza (Francês) Encarnación Ponce Lopes de Pesquero
Issa Antonio Bonduki (Árabe) (Espanhol)
James Crawford Ferguson (Inglês) Gastão Bandeira de Mello (Administração)

108
Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais) Sergio França Danese (História das Relações
Gerson Machado Pires Filho (História das Diplomáticas do Brasil)
Ideias Políticas) Stella Maris Bortoni (Português: Expressão e
Heloisa Vilhena de Araújo (Português- Redação Profissional)
Correspondência Oficial e Métodos de
Informação)
1987-1988
Hidelbrando Tadeu Nascimento Valladares
(Política Externa Brasileira Contemporânea e Professores Titulares:
História das Ideias Políticas) Anna Maria Villela (Direito Internacional
Ileana Florica Ghiatza Fadul (Francês) Privado)
Issa Antonio Bonduki (Árabe) Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Jadiel Ferreira de Oliveira (Prática Consular) Internacional Público II)
Arthur Vivacqua Correa Meyer (Economia
James Crawford Ferguson (Inglês)
Brasileira)
Jean-François Cleaver (Francês)
Christian Defontaine (Francês)
Jean-Paul Lefèvre (Francês)
Clodoaldo Hugueney Filho (Prática
João Almino de Souza Filho (História das Diplomática)
Ideias Políticas)
Dad Abi Chahine Squarisi (Português para
John Stanley Trzeciak (Inglês) Estrangeiros)
Jorge Luiz Fontoura (Direito Internacional David Coles (Inglês)
Público I)
Frederico Lustosa da Costa (Fundamentos de
José Francisco Rezek (Direito dos Tratados) Administração)
Kori Carrasco Dorado Costa (Espanhol) Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais)
Lauro Escorel de Moraes (Introdução à Gerson Machado Pires Filho (Histórias das
Diplomacia) Idéias Políticas)
Luiz Augusto de Castro Neves (Economia - Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
Desenvolvimento Econômico Internacional e (Dissertação Final)
Economia-Comércio Internacional)
Heloisa Vilhena de Araujo (Português -
Luiz Fernando Freitas Ligiéro (Política Externa Correspondência Oficial e Métodos de
Brasileira Contemporânea) Informação)
Marcel Fortuna Biato (Inglês) Issa Antonio Bonduki (Árabe)
Michio Yamaguchi (Japonês) Jean François Cleaver (Francês)
Patrick Kevin Redmond (Inglês) João Almino de Souza Filho (Histórias das
Paulo Roberto de Almeida (Sociologia Política) Idéias Políticas)
Pierre Robert Laure (Francês) Jorge Luiz Fontoura Nogueira (Direito
Internacional Público I)
Raphael Valentino Sobrinho (Economia)
Ricardo Drumond de Mello (Economia - José Francisco Rezek (Direito dos Tratados)
Relações Econômicas Internacionais) Kori Carrasco Dorado (Espanhol)
Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo) Luiz Fernando Freitas Ligiéro (Política Externa
Rubens Ricupero (História das Relações Brasileira Contemporânea)
Diplomáticas do Brasil) Michel Tanguy (Francês)
Ruy Pinheiro de Vasconcellos (Modernização Michio Yamaguchi (Japonês)
Administrativa e Informática) Patrick Kevin Redmond (Inglês)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Pierre Robert Laure (Francês)

109
Raphael Valentino Sobrinho (Economia) Dad Abi Chahine Squarisi (Português para
Ricardo Drumond de Mello (Relações Estrangeiros)
Econômicas Internacionais) David Coles (Inglês)
Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo) Enilde Leite de Jesus Faulstich (Português -
Rubens Ricupero (História das Relações Expressão e Redação Profissional)
Diplomáticas do Brasil) Estevão Chaves de Rezende Martins (História
Sara Burkitt Walker (Inglês) das Idéias Políticas)
Stella Maris Bortoni de Figueiredo Ricardo Everton Vieira Vargas (Estudos Brasileiros
(Português - Expressão e Redação Profissional) para Estrangeiros)
Gastão Felipe Coimbra Bandeira de Melo
(Administração do MRE)
Professores Assistentes: Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais)
Antonio Francisco da Costa e Silva Neto
Geraldine Harrison (Inglês)
(Histórias das Idéias Políticas e Política Externa
Brasileira Contemporânea) Issa Antonio Bonduki (Árabe)
Caio Marcio Ranieri Colombo (Direito Jean François Cleaver (Francês)
Internacional Público II) Jorge Luiz Fontoura Nogueira (Direito
Cezar Augusto de Souza Lima Amaral Internacional Público II)
(Economia) José Francisco Rezek (Direito dos Tratados)
Eduardo da Costa Farias (Economia Brasileira) Kori Carrasco Dorado (Espanhol)
Georges Lamazière (Relações Internacionais) Lucília Helena do Carmo Garcez (Português
Maria do Socorro Macedo Vieira de Carvalho para Estrangeiros)
(Fundamentos de Administração) Luiz Cláudio Etchebert Marinho (Economia)
Sergio França Danese (História das Relações Luiz Felipe de Seixas Corrêa (História das
Diplomáticas do Brasil) Relações Diplomáticas do Brasil)
Luiz Gilberto Seixas de Andrade (Estudos
1988-1989 Brasileiros para Estrangeiros)
Marie Hélène Grossele de Mello Ferreira
Professores Titulares: (Francês)
Afonso José Sena Cardoso (Prática Consular) Michio Yamaguchi (Japonês)
Allan John Hudson (Inglês) Patrick Kevin Redmond (Inglês)
André Raymond René Souvestre (Francês) Patrick Signudi (Francês)
Anna Maria Villela (Direito Internacional Raphael Valentino Sobrinho (Relações
Privado) Econômicas Internacionais)
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo)
Internacional Público II)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Arthur Vivacqua Corrêa Meyer (Economia
Stella Maris Bortoni de Figueiredo Ricardo
Brasileira) (Português - Expressão e Redação Profissional)
Carlos Alberto Simas Magalhães (Português -
Redação Oficial)
Cecília da Silva Guerra Vicente (Espanhol) Professores Assistentes:
Christian Marcel Defontaine (Francês) Ana Maria Amorim (Relações Econômicas
Internacionais)
Clarice Araujo Pereira (Inglês)
Antonio Otávio Sá Ricarte (Direito
Clodoaldo Hugueney Filho (Prática Internacional Público II)
Diplomática)

110
Caio Marcio Ranieri Colombo (Direito Thereza Maria Machado Quintella
Internacional Público II) (Coordenadora de Estudo de Área)
Carlos Henrique Fialho Mussi (Economia)
Fernando Jacques de Magalhães Pimenta Professores Assistentes:
(História das Relações Diplomáticas do Brasil)
Allan John Hudson (Inglês)
Roberto Furian Ardenghy (Administração do
Ana Maria Amorim (Relações Econômicas
MRE)
Internacionais)
Antônio Otávio Sá Ricarte (Direito
1989-1990 Internacional Público II)
Carlos Eduardo Cruz de Sousa Lemos (prática
Professores Titulares:
Consular)
Afonso José Sena Cardoso (Prática Consular)
Carlos Henrique Cardim (Relações
Anna Maria Villela (Direito Internacional Internacionais)
privado)
Carlos Henrique Fialho Mussi (Economia)
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Cecília da Silva Guerra Vicente (Espanhol)
Internacional Público II)
Christian Defontaine (Francês)
Arthur Vivacqua Correa Meyer (Economia
Brasileira) Fernando Jacques de Magalhães Pimenta
Carlos Alberto Simas Magalhães (Português: (História das Relações Diplomáticas do Brasil)
Redação Oficial) Issa Antonio Boduki (Árabe)
Edmundo Sussumu Fujita (História das Idéias Jean François Cleaver (Francês)
Políticas) Kori Yaane Bolívia Carrasco Costa (Espanhol)
Enilde Leite de Jesus Faulstich (Português: Luis Antônio Balduino Carneiro (Política
Expressão e Redação Oficial) Externa Brasileira Contemporânea)
Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais) Marie Hélène Grossele de Melo Ferreira
Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão (Francês)
(Monografia Final) Michio Yamaguchi (Japonês)
Jorge Luiz Fontoura Nogueira (Direito Patrick Kevin Redmond (Inglês)
Internacional Público I)
Patrick Signudi (francês)
José Francisco Rezek (Direito de Tratados)
Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo)
Lucília Helena do Carmo Garcez (Português
Rubens Gama Dias Filho (Português: Redação
para Estrangeiros)
Oficial)
Luiz Cláudio Etchebert Marinho (Economia)
Sandra Maria Destro Meira de Vasconcelos
Luiz Felipe de Seixas Corrêa (História das (Inglês)
Relações Diplomáticas do Brasil)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Luiz Gilberto Seixas de Andrade (Estudos
Brasileiros para Estrangeiros)
Raphael Valentino Sobrinho (Relações
Econômicas Internacionais)
Sérgio Augusto de Abreu e Lima Florêncio
Sobrinho (Política Externa Brasileira
Contemporânea)
1990-1991
Sergio Fernando Guarischi Bath (Serviço Professores Titulares:
Exterior: História e Prática) André Mattoso Maia Amado (Expressões e
Terrence Hopman (Técnica de Negocição) Redação Profissional)

111
André R. R. Souvestre (Francês para 1992-1993
Estrangeiros)
Anna Maria Villela (Direito Internacional Professores Titulares:
Privado) Antônio Augusto Cançado Trindade (Direito
Internacional Público II)
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Internacional Público II) Alexandre Parola (Linguagem Diplomática)
Arthur Vivacqua Corrêa Meyer (Economia André Mattoso Maia Amado (Expressões e
Brasileira) Redação Profissional)
Carlos Henrique Fialho Mussi (Economia) André R. R. Souvestre (Francês para
Cecília da Silva Guerra Vicente (Espanhol) Estrangeiros)
Cesário Melantonio Neto (Prática Consular) Anna Maria Villela (Direito Internacional
Privado)
Christian Defontaine (Francês)
Issa Antonio Bonduki (Árabe)
Edmundo Fujita (História das Ideias Políticas)
Cecília da Silva Guerra Vicente (Espanhol)
Francisco Soares Alvim Neto (Dissertação)
Cecilia Guerra Vicente (Português para
Helena Chaves da Graça (Inglês para Estrangeiros)
Estrangeiros)
Eric Cubilier (Francês)
Hélène de Melo Ferreira (Francês)
Fernando Simas Magalhães (Temas de Política
Jorge Luiz Fontoura (Direito Internacional Internacional)
Público I)
Georges Lamazière (Ideias Políticas)
José Francisco Rezek (Direito dos Tratados)
Helena Cleane de Paço (Inglês para
Josette Perroud (Francês) Estrangeiros)
Kori Yaanne Bolivia Carrasco Costa Hélène de Melo Ferreira (Francês)
(Espanhol)
José Francisco Rezek (Direito dos Tratados)
Lucília Helena do Carmo Garcez (Português
José Roberto de A. Pinto (Temas de Política
para Estrangeiros)
Internacional)
Luiz Cláudio Etchebert Marinho (Economia)
Josette Perroud (Francês)
Luiz Gilberto Seixas de Andrade (Estudos
Brasileiros para Estrangeiros) Kori Yaanne Bolivia Carrasco Costa
(Espanhol)
Marcos Galvão (Relações Internacionais)
Lucília Helena do Carmo Garcez (Português
Gelson Fonseca Jr. (Relações Internacionais) para Estrangeiros)
Nicola Gardner (Inglês) Luiz Antonio Rangel de Castro (Gerenciamento
Raphael Valentino Sobrinho (Relações de Informações)
Econômicas Internacionais) Luiz Cláudio Etchebert Marinho (Economia)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Luz Maria (Espanhol)
Sérgio Augusto de Abreu e Lima Florêncio Manuel Innocencio de Lacerda Santos Jr.
Sobrinho (Política Externa Brasileira (Cerimonial)
Contemporânea)
Marcos Galvão (Linguagem Diplomática)
Sergio Fernando Guarischi Bath (Serviço
Exterior e História das Relações Diplomáticas Maria Luiza Ribeiro Viotti (Ideias Políticas)
do Brasil) Michio Yamaguch (Japonês)
Nicola Gardner (Inglês para Estrangeiros)
Nigel Barker (Inglês)
Rafael Fernandez (Espanhol)

112
Raphael Valentino Sobrinho (Relações Luis Antonio Rangel de Castro (Informática)
Econômicas Internacionais) Marcelo Baumbach (Direito internacional
Reinaldo Storani (Administração Financeira) público)
Roberto Oliveira Silva (Economia Brasileira) Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Rodrigo do Amaral Souza (Política Externa Brasileiras)
Brasileira Contemporânea) Milton de Figueiredo Coutinho (Italiano)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Nicola Gardner (Inglês)
Sérgio Fernando Guarischi Bath (Serviço Pedro Miguel da Costa e Silva (Política Externa
Exterior) Brasileira)
Sergio França Danese (Política Externa Philip Cantor (Inglês)
Brasileira Contemporânea) Rafael Fernandez Diaz (Espanhol)
Vicente Marotta Rangel (Introdução ao Direito) Roberto Wanderley de Souza Ferreira (Russo)
Rubens Ricupero (História Diplomática do
1994-1995 Brasil)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Professores Titulares:
Sérgio Fernando Guarischi Bath (Serviço
Ademar Seabra da Cruz Jr. (Teoria das Exterior)
Relações Internacionais
Sergio França Danese (História Diplomática do
Adriano Benyon do Amaral (Relações
Brasil)
Economicas)
Alexandre Camanho de Assis (Introdução ao
Direito Público e Privado) 1995-1996
Anna Maria Villela (Direito internacional Professores Titulares:
privado)
Alvin Hergott (Inglês)
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
internacional público) Ana Maria Medeiros S. de Azevedo Silveira
(Português para estrangeiros)
Carlos Alberto Ribeiro Reis (Ideias Politicas)
André Mattoso Maia Amado (Linguagem
Carlos Henrique Filho Mussi (Economia) Diplomática)
Caroline Curry (Inglês) Anna Maria Villela (Direito Internacional
Cecilia Fonseca da Silva (Espanhol) Público)
Eric Cubilier (Francês) Cecilia Fonseca da Silva (Espanhol)
Gelson Fonseca Jr. (Teoria das Relações Manoel Innocencio de Lacerda Santos Jr.
Internacionais) (Cerimonial)
Gerson Pires (Ideias Politicas) Charles Muller (Economia)
Guido Fernando Silva Soares (Ideias Politicas) José Estanislau do Amaral Souza Neto
Hélio Póvoas Jr. (Linguagem Diplomática) (História Diplomática do Brasil)
Issa Antonio Bonduki (Árabe) Flávio Versiani (Economia)

José Francisco Rezek (Direito dos Tratados) Gelson Fonseca Jr. (Teoria das Relações
Internacionais)
José Martinez (Francês para Estrangeiros)
Ida Hergott (Inglês)
José Vicente de Sá Pimentel (Política Externa
Brasileira) João Genésio (História Diplomática do Brasil)

Josette Perroud (Francês) José Francisco Rezek (Direito dos Tratados e


Direito Internacional Público)
Klaas Axel Wootmann (Leituras Brasileiras)
José Martinez (Francês)

113
Luis Olavo Baptista (Técnicas de Negociação) Maurício Barata de Paula Pinto (Economia)
Luz Maria (Espanhol) Rafael Fernandez Diaz (Espanhol)
Maria Angélica B. G. Madeira (Leituras Sara Burkitt Walker (Inglês)
Brasileiras) Sylviane Moraisin (Espanhol)
Maria Luiza Machado Granziera (Técnicas de
Negociação)
1997-1998
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Brasileiras) Professores Titulares:
Maurício Barata de Paula Pinto (Economia) André Mattoso Maia Amado (Linguagem
Rafael Fernandez Diaz (Espanhol) Diplomática)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Sylviane Moraisin (Espanhol) Internacional Público)
Bernardo Paranhos Velloso (Linguagem
Diplomática)
1996-1997 Cecilia Fonseca da Silva (Espanhol)
Professores Titulares: Edite do Céu Faial Jacques (Português como
Alvin Hergott (Inglês) Língua Estrangeira)

André Mattoso Maia Amado (Linguagem Flávio Versiani (Economia)


Diplomática) Gelson Fonseca Júnior (Teoria das Relações
Anna Maria Villela (Direito Internacional Internacionais)
Público) Gillian Palmer (Inglês)
Antônio Augusto Cançado Trindade (Direito Graham Howells (Inglês)
Internacional Público) Henri J. L. Carrier (Francês)
Bernardo Paranhos Velloso (Linguagem José Vicente de Sá Pimentel (Política Externa
Diplomática) Brasileira Contemporânea)
Cecilia Fonseca da Silva (Espanhol) Luciana Amado (Economia)
Charles Müller (Economia) Manuel Morillo Caballero (Espanhol)
Flávio Versiani (Economia) Maria Angélica B. G. Madeira (Leituras
Francisco Otero (Espanhol) Brasileiras)
Gelson Fonseca Jr. (Teoria das Relações Maria Luisa Rodriguez Antón (Espanhol)
Internacionais) Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Gisela Padovan (Diplomacia Brasileira e Brasileiras)
História Diplomática Brasileira) Maurício Barata de Paula Pinto (Economia)
Graham Howells (Inglês) Nathalie Bonisson (Francês)
Henri J. L. Carrier (Francês) Renato de Assumpção Faria (História das
José Estanislau do Amaral Souza Neto Relações Diplomáticas do Brasil)
(Diplomacia Brasileira e História Diplomática Robert Bretaud (Francês)
Brasileira)
Roberto F. Ardenghy (Direito Internacional
José Martinez (Francês) Público)
Manuel Morillo Caballero (Espanhol) Sara Burkitt Walker (Inglês)
Maria Angélica B. G. Madeira (Leituras Vitor Prado (Leitura Diplomática)
Brasileiras)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Brasileiras)

114
1998-1999 Eduardo Felipe Ohana (Economia)
Felipe Ohana (Economia)
Professores Titulares:
Francisco Doratioto (História das Relações
André Mattoso Maia Amado (Linguagem Internacionais do Brasil)
Diplomática)
James Kelly (inglês)
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Internacional Público) Jean Claude Miroir (Francês)
Cecilia Fonseca da Silva (Espanhol) José Antonio Pérez Gutiérrez (Espanhol)
Cláudia Maciel (Leitura Diplomática) José Humberto de Brito Cruz (Teoria das
Relações Internacionais)
Francisco Doratioto (História das Relações
Internacionais do Brasil) Marcos Bezerra Abbtt Galvão (Politica Externa
Brasileira)
Gelson Fonseca Jr. (Teoria das Relações
Internacionais) Maria Angélica Madeira (Leituras brasileiras)
Gillian Palmer (Inglês) Maria Concepcion Parés gracia (Espanhol)
Graham Howells (Inglês) Mariza Veloso (Leituras brasileiras)
Henri Carrier (Francês) Nathalie Bonisson (Francês)
Jean-Claude Miroir (Francês) Paulo Estivallet de Mesquita (Economia -
OMC)
Lídia Goldenstein (Economia)
Paulo Fontenele (Economia)
Marcos Galvão (Política Externa Brasileira)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Maria Angélica B. G. Madeira (Leituras
Brasileiras)
Maria Luisa Rodriguez Antón (Espanhol)
María Parés (Espanhol) Professores Assistentes:
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras Cláudia Borba Maciel (Teoria das Relações
Brasileiras) Internacionais)
Nathalie Bonisson (Francês) Fernando M. de Azevedo Pimentel (Politica
Externa Brasileira)
Robert Bretaud (Francês)
Maurício Fernando Dias Fávero (Linguagem
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Diplomática)
Victor Luiz do Prado (Relações Econômicas
Internacionais)
Vitor Prado (Leitura Diplomática) 2000-2001
Professores Titulares:
1999-2000 Alexandre Guido Lopes Parola (Teoria das
Relações Internacionais)
Professores Titulares:
André Mattoso Maia Amado (Linguagem
Alexandre Parola (Teoria das Relações Diplomática)
Internacionais)
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
André Mattoso Maia Amado (Linguagem Internacional Público)
diplomática)
Carlos Marcio Bicalho Conzedey (Economia)
Cecilia Fonceca da Silva (Espanhol)
Celso de Tarso Pereira (Direito Internacional
Celso de Tarso Pereira (Direito Internacional Público)
Público)
Francisco Doratioto (História das Relações
Edite do Céu Faial Jacques (Português para Internacionais do Brasil)
Estrangeiros)

115
Giliam Margaret Palmer (Inglês) José Humberto de Brito Cruz (Teoria das
Isabel Botelho Barbosa (Francês) Relações Internacionais)

James Kelly (Inglês) Leila Bragança (Espanhol)


Jean-Claude Mirroir (Francês) João Almino de Souza Filho (Linguagem
Diplomática)
José Antonio Perez (Espanhol)
Maria Angélica Ikeda (Leituras Brasileiras e
José Humberto de Brito Cruz (Teoria das Política Externa Brasileira)
Relações Internacionais)
Mariza Veloso (Leituras Brasileiras)
Leila de Oliveira e Bragança (Espanhol)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Marcos Bezerra Abbott Galvão (Política
Externa Brasileira) Noberto Moretti (Economia - OMC)

Maria Angélica B. G. Madeira (Leituras


Brasileiras) 2003-2004
Mariza Veloso M. Santos (Leituras Brasileiras)
Professores Titulares:
Robert Bretaud (Francês)
Alexandre Guido Lopes Parola (Política
Sara Burkitt Walker (Inglês) Externa Brasileira)
Amado Luiz Cervo (Política Externa Brasileira)
Professores Assistentes: André Jean Nestor (Francês)
Cláudia de Borba Maciel (Teoria das Relações Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Internacionais) Internacional Público)
Cláudio Garon (História das Relações Francisco Doratioto (História das Relações
Internacionais do Brasil) Internacionais do Brasil I)
Fernando M. de Azevedo Pimentel (Política Helena Leitão Gama Dias (Francês)
Externa Brasileira) Isabel Botelho Barbosa (Francês)
Maurício Fernando Dias Fávero (Linguagem
James Kelly (Inglês)
Diplomática)
Jean-Claude Miroir (Francês)
Joaquim Pinto de Andrade (Economia)
2001-2003
Leila de Oliveira e Bragança (Espanhol)
Professores Titulares: Luis Manuel Rebelo Fernandes (Teoria das
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito Relações Internacionais)
Internacional Público) Luiz Felipe Mendonça (Teoria das Relações
Alexandre Guido Lopes Parola (Política Internacionais)
Externa Brasileira) Maria Angélica B. G. Madeira (Leituras
Angélica Ikeda (Política Externa Brasileira) Brasileiras)
Carlos Marco Bicalho Cozendey (Economia) Maria Luiza Falcão Silva (Economia)
Christian Crognier (Francês) Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Brasileiras)
Francisco Doratioto (História das Relações
Internacionais do Brasil) Sara Burkitt Walker (Inglês)
Helena Gama Dias (Francês) Susan Catherine Casement (Inglês)
Isabel Botelho Barbosa (Francês)
James Kelly (Inglês)
José Antonio Pérez (Espanhol)

116
2004-2005 Sara Burkitt Walker (Inglês)
Susan Catherine Casement (Inglês)
Professores Titulares:
Alexandre Guido Lopes Parola (Filosofia
Política e Política Externa Brasileira) 2005-2006
Amado Luiz Cervo (Tópicos de Política Professores Titulares:
Externa Brasileira e História das Relações
Internacionais do Brasil) Alexandre Guido Lopes Parola (Teoria Política;
Teoria de Relações Internacionais; Filosofia
André Jean Nestor (Francês) Política).
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito André Nestor (Francês)
Internacional Público)
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Antônio Paulo Cachapuz de Medeiros (Direito Internacional Público)
das Relações Exteriores)
Antonio Otávio Sá Ricarte (Direito
Carlos Eduardo de Carvalho Pachá (Linguagem Internacional Público)
Diplomática)
Antônio Paulo Cachapuz de Medeiros (Direito
Carlos Henrique Cardim (Seminário de Tese; das Relações Exteriores)
projetos e grupos de pesquisa)
Braz da Costa Baracuhy Neto (Teoria das
Everton Vieira Vargas (Linguagem Relações Internacionais)
Diplomática)
Carolina Hipólito Von Der Weid (Leituras
Hélène Michel de Araújo (Francês) Brasileiras e Metodologia e Técnica de
Isabel Botelho Barbosa (Francês) Pesquisa)
James Kelly (Inglês) Edite do Céu Fayal Jacques (Inglês)
Jean Claude Miroir (Francês) Eugênio Vargas Garcia (História das Relações
José Antônio Pérez Gutiérrez (Espanhol) Internacionais e Política Externa Brasileira)
José Antonio Sant’Ana (Economia) Everton Vieira Vargas (Linguagem
Diplomática)
José Augusto Guilhon Albuquerque
(Metodologia e Técnicas de Pesquisa) Fernando Guimarães Reis (Diplomacia e
Política)
José Flávio Sombra Saraiva (Tópicos de
Política Externa Brasileira e História das Geraldo Cordeiro Tupynambá (Redação em
Relações Internacionais do Brasil) Lingua Portuguesa)
Leila de Oliveira e Bragança (Espanhol) Isabel Botelho Barbosa (Francês)

Lílian Burlamaqui Duarte (Seminário de tese, Isabelle Fermier de Sousa (Francês)


História das Relações Internacionais e projetos e James Kelly (Inglês)
grupos de pesquisa) Jean-Claude Miroir (Francês)
Manuel Inocencio Santos Jr. (Ciclo de palestras João Lucas Quental Novaes de Almeida
sobre Cerimonial) (Economia)
Márcio Florencio Nunes Cambraia (Análise João Pontes Nogueira (Teoria das Relações
Política) Internacionais)
Maria Angélica B. G. Madeira (Leituras José Antonio Sant’Ana (Economia)
Brasileiras)
Leila de Oliveira e Bragança (Espanhol)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Brasileiras) Marcelo Souza Della Nina (Economia)
Pedro Delgado Hernandéz (Espanhol) Maria Angélica Brasil Madeira (Leituras
Brasileiras)
Rubem Mendes de Oliveira (História das
Relações Internacionais) Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Brasileiras)
117
Paulo Kol (Inglês) Pedro Delgado Hernandéz (Espanhol)
Pedro Delgado Hernández (Espanhol) Sara Burkitt Walker (Inglês)
Rubem Mendes de Oliveira (Metodologia e Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
Técnica de Pesquisa e Teoria de Relações
Internacionais)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Professores Assistentes:
Beatriz Augusta de Sousa Goes Barros (Teoria
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
das Relações Internacionais)
Carlos Ribeiro Santana (História das Relações
2006-2007 Internacionais do Brasil e Sociologia das
Relações Internacionais)
Professores Titulares:
César de Oliveira Lima Barrio (História das
André Jean Nestor (Francês) Relações Internacionais do Brasil)
Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito Gustavo Sénéchal de Goffredo Jr. (Teoria das
Internacional Público) Relações Internacionais e Sociologia das
Braz da Costa Baracuhy Neto (Teoria das Relações Internacionais)
Relações Internacionais) João Ernesto Christófolo (Leituras Brasileiras)
Carlos Roberto Pio da Costa Filho Leandro de Oliveira Moll (Direito Internacional
(Metodologia) Público)
Clarice Lucie Dadies (Francês) Marcelo Böhlke (Direito Internacional Público)
Edite do Céu Fayal Jacques (Inglês e Português Patrícia Wagner Chiarello (Teoria das Relações
para Estrangeiros) Internacionais)
Eugênio Vargas Garcia (História das Relações Paulo Henrique Batalha Fernandes (Economia)
Internacionais do Brasil e Política Externa
Thomaz Diniz Guedes (Leituras Brasileiras)
Brasileira)
Fernando Guimarães Reis (Diplomacia e
Política) 2007-2008
Guillaume Devin (Sociologia das Relações
Professores Titulares:
Internacionais)
Adriano Botelho (Análise Socioespacial e
Hélène Michel de Araújo (Francês)
Relações Internacionais: Uma Convergência
Isabelle Sophie Laurence Fermier Gonçalves de Possível?)
Souza (Francês)
Ana Flávia Barros Platiau (Teoria das Relações
James Kelly (Inglês) Internacionais)
Jean-Jacques Chatelard (Francês) Ana Flávia Granja Barros (Política Ambiental
José Paulo Tavares Kol (Inglês) Global)
Leila de Oliveira e Bragan (Espanhol) Andre Jean Nestor (Francês)
Luiz Carlos Prado (Economia) Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Internacional Público)
Marcelo Martínez Soler (Espanhol)
Béatrice Weiller Correa do Lago (Francês)
Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira
(Leituras Brasileiras) Carlos da Fonseca (Linguagem Diplomática)
Maria Carolina Calvo Capilla (Espanhol) Carlos Kell (Cultura e Identidade no Brasil:
Artes Plásticas e Arquitetura)
Maria Helena de Castro Santos (Metodologia)
Carlos Roberto Pio da Costa Filho
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
(Metodologia de Pesquisa e Política, Economia
Brasileiras)
e Sociedade em Perspectiva Comparada)
Myrian Rossana Rivas Castroça (Espanhol)
Clarice Lucie Dadies (Francês)
118
Cristina Yumie Aoki Ynoue (Teoria das Sarquis José Buainain Sarquis (Economia
Relações Internacionais) Internacional e Seminário de Mestrado)
Edite do Céu Fayal Jacques (Inglês e Português Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
para Estrangeiros) Tania Alonso Galán (Espanhol)
Eugênio Vargas Garcia (História das Relações
Internacionais do Brasil e Política Externa
Brasileira) Professores Assistentes:
Francisco Doratioto (História das Relações Beatriz Augusta de Sousa Goes Barros (Teoria
Internacionais do Brasil) das Relações Internacionais)
Francisco Gaetani (Políticas Públicas) Carlos Ribeiro Santana (História das Relações
Internacionais do Brasil)
Frederico Campos Guanais de Aguiar (Políticas
Públicas) Guilherme Frazão Conduru (História das
Relações Internacionais do Brasil)
Geraldo Cordeiro Tupinambá (Linguagem
Diplomática) João Ernesto Christófolo (Leituras Brasileiras)
Gustavo de Brito Freire Pacheco (Cultura e Laura Mariana de Freitas Porto (Introdução à
Identidade no Brasil: Índios e Negros na Teoria Política)
Formação do Brasil) Leandro de Olivera Moll (Direito Internacional
Hélène Michel de Araújo (Francês) Público)
Isabelle Sophie Laurence Fermier Gonçalves de Leandro Vieira Silva (Direito dos Tratados)
Souza (Francês) Maitê de Sousa Schmitz (Direito Internacional
James Kelly (Inglês) Público)
Jean-Jacques Chatelard (Francês) Maurício Alves da Costa (Leituras Brasileiras)
Jorge Luiz Fontoura Nogueira (Direito da Ricardo Mendes Rizzo (Leituras Brasileiras)
Integração)
José Flávio Sombra Saraiva (Historigrafia das 2008-2009
Relações Internacionais)
José Paulo Tavares Kol (Inglês) Professores Titulares:
Luiz Carlos Delorme Prado (Economia) Adriano Botelho (Análise Socioespacial e
Relações Internacionais: Uma Convergência
Marcio Pereira Pinto Garcia (Direito dos
Tratados) Possível?)
Ana Flávia Granja Barros (Política Ambiental
Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira
Global)
(Leituras Brasileiras e Seminário de Mestrado)
Ana Luiza Membrive Martins (Inglês)
Maria Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
André Jean Nestor (Francês)
Maria Helena de Castro Santos (Metodologia
de Pesquisa) Antonio Augusto Cançado Trindade (Direito
Maria Hortensia Blanco Garcia Murga Internacional Público)
(Espanhol) Béatrice Weiller Correa do Lago (Francês)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras Carlos da Fonseca (Linguagem Diplomática)
Brasileiras e Seminários de Mestrado) Carlos Kell (Cultura e Identidade no Brasil:
Paulo Nascimento (Introdução a Teoria Artes Plásticas e Arquitetura)
Política) Carlos Roberto Pio da Costa Filho
Paulo Soares Bugarin (Direito Administrativo (Metodologia de Pesquisa Científica e Política,
Brasileiro) Economia e Sociedade em Perspectiva
Comparada)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Edite do Céu Fail Jacques (Português para
Estrangeiros e Inglês para Estrangeiros)
119
Eugênio Vargas Garcia (História das Relações Paulo Soares Bugarin (Direito Administrativo
Internacionais do Brasil e Política Externa Brasileiro)
Brasileira) Pedro Delgado Hernandéz (Espanhol)
Fernando Guimarães Reis (Diplomacia e Sara Burkitt Walker (Inglês)
Política)
Sarquis José Buainain Sarquis (Economia
Francisco Doratioto (História das Relações Internacional, Seminário de Mestrado em Tema
Internacionais do Brasil) Econômicos e Economia II)
Francisco Gaetani (Políticas Públicas) Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
Frederico Campos Guanais de Aguiar (Políticas Tania Alonso Galán (Espanhol)
Públicas)
Geraldo Cordeiro Tupinambá (Linguagem
Diplomática) Professores Assistentes:
Gustavo de Brito Freire Pacheco (Cultura e Ana Carolina Querino (Introdução a Ciência
Identidade no Brasil: Índios e Negros na Política)
Formação do Brasil) Carlos Ribeiro Santana (História das Relações
Hélène Michel de Araújo (Francês) Internacionais do Brasil)
Isabelle Sophie Laurence Fermier Gonçalves de Cristina Vieira Machado Alexandre (Introdução
Souza (Francês) a Ciência Política)
James Kelly (Inglês) Guilherme Frazão Conduru (História das
Jean-Jacques Chatelard (Francês) Relações Internacionais do Brasil)
João Ernesto Christófolo (Leituras Brasileiras)
Jorge Luiz Fontoura Nogueira (Direito da
Integração) Laura Mariana de Freitas Porto (Introdução a
Teoria Política)
José Flávio Sombra Saraiva (Historiografia das
Relações Internacionais) Leandro Vieira Silva (Direito dos Tratados)
José Paulo Tavares Kol (Inglês) Maitê de Sousa Schmitz (Direito Internacional
Público)
Luís Felipe Miguel (Introdução a Ciência
Política) Maurício Alves da Costa (Leituras Brasileiras)
Luiz Carlos Delorme Prado (Economia) Ricardo Mendes Rizzo (Leituras Brasileiras)
Marcio Pereira Pinto Garcia (Direito dos
Tratados)
2009-2010
Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira
(Leituras Brasileiras e Séminário de Mestrado Professores Titulares:
em Estudos Culturais) Ademar Seabra da Cruz Jr. (Globalização e
Maria Carolina Calvo Capilla (Espanhol) Sistema Internacional)
Maria Del Mar Paramos Cebey (Espanhol) Adriano Botelho (Análise Sócio-Espacial das
Maria Helena de Castro Santos (Metodologia Relações Internacionais)
de Pesquisa Científica) Alessandro Warley Candeas (Cultura e Política
Maria Hortensia Blanco Garcia Murga Argentina)
(Espanhol) Antenor Pereira Madruga Filho (Cooperação
Internacional)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Brasileiras e Séminário de Mestrado em Estudos Antonio Carlos Morais Lessa (Metodologia de
Culturais) Pesquisa)
Mark David Ridd (Inglês) Antonio José do Prado (Enconomia Política)
Paulo Nascimento (Introdução a Teoria Antonio Paulo Cachapuz de Medeiros (Direito
Política) Internacional Público)

120
Aurélio Romanini de Abranches Viotti Mark David Ridd (Inglês)
(Seminários de Direito Internacional e Norma Breda dos Santos (Multilateralismo)
Diplomacia e Política)
Octavio Moreira Guimarães Lopes (Lógica,
Béatrice Weiller Correa do Lago (Francês) Linguagem e Discurso Político)
Celso de Tarso Pereira (Contenciosos na OMC Paulo Cesar Nascimento (Identidade Brasileira
e OMC e Sistema de Solução de Controvérsias) e Introdução à Teoria Política)
Edite do Céu Faial Jacques (Português para Pedro Delgado Hernandéz (Espanhol)
Estrangeiros)
Samuel Pinheiro Guimarães Neto (Política
Fernando Guimarães Reis (Diplomacia e Externa Brasileira)
Política)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Francisco Doratioto (História da Argentina e
História das Relações Internacionais do Brasil) Sarquis José Buainain Sarquis (Economia e
Finanças Internacionais)
Francisco Gaetani (Políticas Públicas)
Shaun Dowling (Inglês)
Frederico Guanais (Políticas Públicas)
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
Geraldo Cordeiro Tupynambá (Lógica,
Linguagem e Discurso Político) Tania Alonso Galán (Espanhol)
Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
(Linguagem Diplomática) Professores Assistentes:
Isabel Botelho Barbosa (Francês) Afonso Alvaro de Siqueira Carbonar (Política
Isabelle Sophie Laurence Fermier Gonçalves de Externa Brasileira)
Souza (Francês) Arnaldo Sampaio de Moraes Godoy (Direito
James Kelly (Inglês) Internacional Público)
Jean-Jacques Chatelard (Francês) Aurélio Romanini de Abranches Viotti (Direito
Internacional Público)
Jorge Luiz Fontoura Nogueira (Direito
Internacional Público e Direito da Integração) Cláudia de Borba Maciel (Política Externa
José Flávio Sombra Saraiva (Historiografia das Brasileira)
Relações Internacionais) Felipe Hess (História das Relações
Internacionais do Brasil)
José Paulo Tavares Kol (Inglês)
Guilherme Frazão Conduru (História da
Luís Augusto Gusmão (Metodologia de
Argentina)
Pesquisa)
João Marcos Senise Paes Leme (Linguagem
Luis Felipe Silvério Fortuna (Linguagem
Diplomática)
Diplomática)
Laura Mariana de Freitas Porto (Identidade
Luiz Eduardo Melin de Carvalho e Silva
Brasileira e Introdução à Teoria Política)
(Economia)
Leonardo de Almeida Carneiro Enge (Cultura e
Marcio Pereira Pinto Garcia (Direito dos
Tratados) Política Argentina)

Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira Maitê de Souza Schmitz (Direito Internacional
(Leituras Brasileiras e Pensamento Latino Público)
americano) Marcelo Dias Varella (Direito Internacional
Público)
Maria Carolina Calvo Capilla (Espanhol)
Maurício Alves da Costa (Leituras Brasileiras)
Maria Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Maurício Fernando Dias Fávero (Direito da
Mário Francisco Ramos Júnior (Português para
Integração)
Estrangeiros)
Nil Castro da Silva (Pensamento Latino
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Americano e Leituras Brasileiras)
Brasileiras e Pensamento Latino Americano)

121
Octavio Moreira Guimarães Lopes (Diplomacia Isabel Botelho Barbosa (Francês)
e Política) Isabelle Sophie Laurence Fermier Gonçalves de
Renato de Alencar Lima (Linguagem Souza (Francês)
Diplomática) James Kelly (Inglês)
Rodrigo de Oliveira Godinho (História das Jean-Jacques Chatelard (Francês)
Relações Internacionais do Brasil)
Jianxun Wang (Chinês)
Rômulo Ribeiro (Economia)
Jorge Luiz Fontoura Nogueira (Direito da
Valéria Mendes Costa (Contenciosos na OMC Integração)
e OMC e Sistema de Solução de Controvérsias)
José Paulo Tavares Kol (Inglês)
Liu Bin (Chinês)
2010-2011
Luis Felipe Silvério Fortuna (Linguagem
Professores Titulares: Diplomática)
Abdulbari Naser (Árabe) Luiz Eduardo Melin de Carvalho e Silva
(Economia)
Ademar Seabra (Globalização e Sistema
Internacional) Marcio Pereira Pinto Garcia (Direito
Internacional Público)
Alessandro Warley Candeas (Trópico, Cultura
e Desenvolvimento na Política Externa do Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira
Brasil) (Leituras Brasileiras e Pensamento Latino
americano)
Amena Yassine (Teoria das Relações
Internacionais) Maria Carolina Calvo Capilla (Espanhol)
Antenor Pereira Madruga Filho (Cooperação Maria Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Jurídica Internacional) Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Antonio Carlos Morais Lessa (Seminário de Brasileiras e Pensamento Latino Americano)
Mestrado) Mark David Ridd (Inglês)
Antonio Paulo Cachapuz de Medeiros (Direito Natália Kudryavtseva da Silveira (Russo)
Internacional Público)
Norma Breda (Metodologia de Pesquisa
Béatrice Weiller Correa do Lago (Francês) Científica)
Celso de Tarso Pereira (OMC e Sistema de Pedro Delgado Hernandéz (Espanhol)
Solução de Controvérsias) Samuel Pinheiro Guimarães Neto (e Política
Christiane Moisés Martins (Português para Internacional e Política Externa do Brasil)
Estrangeiros) Sara Burkitt Walker (Inglês)
Dulce Maria Andrigueto (Espanhol) Shaun Dowling (Inglês)
Edite do Céu Faial Jacques (Inglês para Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
Estrangeiros)
Tania Alonso Galán (Espanhol)
Fernando Guimarães Reis (Diplomacia e
Cultura Oriental) Welber Barral (Instituições e Desenvolvimento)
Flávio Campestrin Bettarello (Economia
Aplicada à tomada de Decisões e à Estratégia de Professores Assistentes:
Negoçiação)
Afonso Alvaro de Siqueira Carbonar (Política
Francisco Doratioto (História das Relações Externa Brasileira e Política Internacional e
Internacionais do Brasil e História das América Política Externa do Brasil)
do Sul)
Antônio Claret (Políticas Públicas)
Francisco Gaetani (Políticas Públicas)
Arnaldo Sampaio de Moraes Godoy (Direito
Gelson Fonseca Jr. (Organizações Internacional Público)
Internacionais)
122
Breno Hermann (Organizações Internacionais) Celso de Tarso Pereira (OMC e Contenciosos)
Carolina Bohrer (Instituições e Christiane Moisés Martins (Português para
Desenvolvimento) Estrangeiros)
Felipe Hess (História das Relações Dulce Maria Andrigueto (Espanhol)
Internacionais do Brasil e História das América Edite do Céu Faial Jacques (Inglês para
do Sul) Estrangeiros)
João Marcos Senise Paes Leme (Linguagem Fernando Guimarães Reis (Diplomacia e
Diplomática) Cultura Oriental)
José Gilberto Scandiucci Filho (Política Francisco Doratioto (História das Relações
Internacional e Política Externa do Brasil) Internacionais do Brasil e História das América
Luiz Daniel Jatobá França (Teoria das Relações do Sul)
Internacionais) Gelson Fonseca Jr. (Organizações
Luiz Felipe Czarnobai (História das Relações Internacionais)
Internacionais do Brasil e História das América Isabel Botelho Barbosa (Francês)
do Sul)
Isabelle Sophie Laurence Fermier Gonçalves de
Maitê de Souza Schmitz (Direito Internacional Souza (Francês)
Público)
James Kelly (Inglês)
Marcelo Dias Varella (Direito Internacional
Público) Jean-Jacques Chatelard (Francês)
Marcelo Gameiro (Política Internacional e Jianxun Wang (Chinês)
Política Externa do Brasil) Jorge Luiz Fontoura Nogueira (Direito da
Marcelo Salum (Economia) Integração)
Maria Angêlica Ikeda (Direito Internacional José Paulo Tavares Kol (Inglês)
Público) Liu Bin (Chinês)
Nil Castro da Silva (Pensamento Latino Ludmila Ogorodnik Zalesskaya (Russo)
Americano e Leituras Brasileiras) Luis Felipe Silvério Fortuna (Linguagem
Ricardo Maschietto Ayrosa (Organizações Diplomática)
Internacionais) Marcio Pereira Pinto Garcia (Direito
Rodrigo Papa (Globalização e Sistema Internacional Público)
Internacional) Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira
Rômulo Ribeiro (Economia) (Leituras Brasileiras)
Valéria Mendes Costa (OMC e Sistema de Maria Carolina Calvo Capilla (Espanhol)
Solução de Controvérsias) Maria Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
2011-2012 Brasileiras)
Mark David Ridd (Inglês)
Professores Titulares:
Natália Kudryavtseva da Silveira (Russo)
Abdulbari Naser (Árabe)
Norma Breda (Metodologia de Pesquisa)
Amena Yassine (Teoria das Relações
Internacionais) Pedro Delgado Hernandéz (Espanhol)
Anastasia Martins Ceglia (Russo) Renato Coelho Baumann das Neves
(Economia)
Antonio Carlos Morais Lessa (Seminário de
Mestrado) Rodrigo de Oliveira Godinho (Teoria das
Relações Internacionais)
Béatrice Weiller Correa do Lago (Francês)
Carlos Henrique Fialho Mussi (Economia)

123
Samuel Pinheiro Guimarães Neto (Política 2012-2013
Externa Brasileira e Política Internacional e
Política Externa do Brasil) Professores Titulares:
Sara Burkitt Walker (Inglês) Abdulbari Naser (Árabe)
Shaun Dowling (Inglês) Anastasia Martins Ceglia (Russo)
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês) Ary Norton de Murat Quintella (Política
Internacional e Política Externa Brasileira)
Welber Barral (Negociações Comerciais)
Celso de Tarso Pereira (OMC e Contenciosos)
Christiane Moisés Martins (Português para
Professores Assistentes: Estrangeiros)
Afonso Álvaro de Siqueira Carbonar (Política
Dulce Maria Andrigueto (Espanhol)
Externa Brasileira e Política Internacional e
Política Externa do Brasil) Francisco Doratioto (História das Relações
Internacionais do Brasil e História das América
Augusto Souto Pestana (Linguagem do Sul)
Diplomática)
Gelson Fonseca Jr. (Organizações
Breno Hermann (Organizações Internacionais) Internacionais)
Carlos Roberto Pio da Costa Filho Gustavo Sérgio Lins Ribeiro (Antropologia da
(Metodologia de Pesquisa)
Globalização)
Carolina Pancotto Bohrer (Negociaçõe Helena Margarida Pinheiro Leitão Gama Dias
Comerciais) (Francês)
Felipe Hess (História das Relações
Isabelle Sophie Laurence Fermier Gonçalves de
Internacionais do Brasil e História das América Souza (Francês)
do Sul)
James Kelly (Inglês)
Luiz Daniel Jatobá França (Teoria das Relações
Internacionais) Jean-Jacques Chatelard (Francês)
Luiz Felipe Czarmodai (História das Relações Jianghua Li (Chinês)
Internacionais do Brasil e História das América Jianxun Wang (Chinês)
do Sul) Jorge Luiz Fontoura Nogueira (Direito da
Marcelo Salum (Economia) Integração)
Maria Angêlica Ikeda (Direito Internacional José Carlos de Oliveira (Economia)
Público)
José Paulo Tavares Kol (Inglês)
Marina Moreira Costa (Teoria das Relações Liu Bin (Chinês)
Internacionais I e II)
Ludmila Ogorodnik Zalesskaya (Russo)
Nil Castro da Silva (Pensamento Latino
Americano e Leituras Brasileiras) Luis Felipe Silvério Fortuna (Linguagem
Diplomática)
Ricardo Maschietto Ayrosa (Organizações
Internacionais) Marcio Pereira Pinto Garcia (Direito
Internacional Público)
Sarah Prado Chicrala (Política Externa
Brasileira e Política Internacional e Política Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira
Externa Brasileira) (Leituras Brasileiras)
Thiago Bonfada de Carvalho (Política Externa Maria Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Brasileira e Política Internacional e Política Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Externa Brasileira) Brasileiras)
Valéria Mendes Costa (OMC e Sistema de Meiling Zou (Chinês)
Solução de Controvérsias)
Nedilson Ricardo Jorge (Técnicas de
Negociação)

124
Pedro Delgado Hernandéz (Espanhol) Anastásia Martins Ceglia (Russo)
Rodrigo de Oliveira Godinho (Teoria das Ary Norton de Murat Quintella (Política
Relações Internacionais) Internacional e Política Externa Brasileira)
Rubens Gama Dias Filho (Diplomacia e Braz da Costa Baracuhy Neto (Planejamento
Promoção Comercial) Diplomático)
Samuel Pinheiro Guimarães Neto (Política Christiane Moisés Martins (Português para
Internacional e Política Externa Brasileira) Estrangeiros)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Daniela Arruda Benjamin (OEI e
Shaun Dowling (Inglês) Contenciosos)
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês) Dulce Maria Cassilla Andrigueto (Espanhol)
Eduardo de Mattos Hosannah (Diplomacia
Consular)
Professores Assistentes: Eduardo Uziel (Organizações Políticas
Augusto Souto Pestana (Linguagem Internacionais)
Diplomática)
Fernando Luís Lemos Igreja (Cerimonial e
Breno Hermann (Organizações Internacionais) Protocolo
Carlos Henrique Moscardo de Souza Francisco Doratioto (História da Política
(Diplomacia e Promoção Comercial) Externa Brasileira)
Eduardo Uziel (Organizações Internacionais) George Rodrigo Bandeira Galindo (Teoria
Felipe Nsair Martiningui (Política Internacional Geral do Estado)
e Política Externa Brasileira) Helena Margarida Pinheiro Leitão Gama Dias
Guilherme Lopes Leivas Leite (Direito (Francês)
Internacional Público I e II) Isabelle Sophie Laurence Fermier Gonçalves de
Igor da Silva Barbosa (Teoria das Relações Souza (Francês)
Internacionais) James Kelly (Inglês)
Lauana Brandão (Português para estrangeiros) Jean-Jacques Chatelard (Francês)
Leandro Rocha de Araújo (Direito da Jianxun Wang (Chinês)
Integração) Jorge Luiz Fontoutra (Direito da Integração)
Marcelo Salum (Economia)
José Alfredo Graça Lima (OEI e Contenciosos)
Marina Moreira Costa (Teoria das Relações
José Carlos de Oliveira (Economia)
Internacionais I e II)
José Paulo Tavares Kol (Inglês)
Martin Normann Kampf (História da Política
Externa do Brasil e História da América do Sul) Luis Felipe Silvério Fortuna (Linguagem
Diplomática)
Nil Castro da Silva (Pensamento Latino
Americano e Leituras Brasileiras) Marco Túlio Scarpelli Cabral (Direitos
Humanos e Temas Sociais)
Pedro Alexandre Penha Brasil (Técnicas de
Negociação) Marcia Canário de Oliveira (Direitos Humanos
e Temas Sociais)
Valéria Mendes Costa (OMC e Contenciosos)
Márcio Pereira Pinto Garcia (Direito
Internacional Público)
2013-2015 Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira
(Leituras Brasileiras)
Professores Titulares:
María Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Abdulbari Nasser (Árabe)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Adriano Silva Pucci (Organização e Métodos Brasileiras)
de Trabalho do MRE)

125
Maurício Carvalho Lyrio (Planejamento Leandro Rocha de Araújo (Direito da
Diplomático) Integração)
Nedilson Ricardo Jorge (Técnicas de Luiz de Andrade Filho (Desenvolvimento
Negociação) Sustentável)
Norma Regina Oliveira de Castro (Português Luiz Feldman (Leituras Brasileiras)
para Estrangeiros) Maitê de Souza Schmitz (Direito da Integração)
Orlando Leite Ribeiro (Diplomacia Econômica) Marcelo Böhlke (Organizações Políticas
Pedro Delgado Hernández (Espanhol) Internacionais)
Rodrigo de Azeredo Santos (Diplomacia e Martin Normann Kampf (História da Política
Promoção Comercial) Externa do Brasil).
Rodrigo de Oliveira Godinho (Teoria das Pedro Alexandre Penha Brasil (Técnicas de
Relações Internacionais) Negociação)
Samuel Pinheiro Guimarães (Política Samo Sérgio Gonçalves (Economia I)
Internacional e Política Externa Brasileira)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
2014-2015
Saulo Arantes Ceolin (Desenvolvimento
Sustentável) Professores Titulares:
Shaun Dowling (Inglês) Abdulbari Nasser (Árabe)
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês) Adriano Silva Pucci (Organização e Métodos
Zhang Hong (Chinês) de Trabalho do MRE)
Anastásia Martins Ceglia (Russo)
Ary Norton de Murat Quintella (Política
Professores Assistentes:
Internacional e Política Externa Brasileira)
Augusto Souto Pestana (Linguagem
Braz da Costa Baracuhy Neto (Planejamento
Diplomática)
Diplomático
Carlos Fernando Gallinal Cuenca (Linguagem
Diplomática) Christiane Moisés Martins (Português para
Estrangeiros)
Carlos Gustavo Carvalho da Fonseca Velho
Daniela Arruda Benjamin (OEI e
(Política Internacional e Política Externa
Contenciosos)
Brasileira)
Dulce Maria Cassilla Andrigueto (Espanhol)
Carlos Henrique Moscardo de Souza
(Diplomacia e Promoção Comercial) Eduardo de Mattos Hosannah (Diplomacia
Consular)
Edson Zuza de Oliveira Filho (Organização e
Métodos de Trabalho do MRE) Fernando Luís Lemos Igreja (Cerimonial e
Protocolo)
Felipe Nsair Martiningui (Política Internacional
e Política Externa Brasileira) Francisco Fernando Monteoliva Doratioto
(História da Política Externa Brasileira)
Guilherme del Negro Barroso Freitas (Teoria
Geral do Estado) George Rodrigo Bandeira Galindo (Teoria
Geral do Estado)
Guilherme Ferreira Sorgine (Técnicas de
Negociação) Helena Margarida Pinheiro Leitão Gama Dias
(Francês)
Guilherme Lopes Leivas Leite (Direito
Internacional Público) Isabelle Sophie Laurence Fermier Gonçalves de
Souza (Francês)
Igor da Silva Barbosa (Teoria das Relações
Internacionais) James Kelly (Inglês)
Lauana Brandão (Português para Estrangeiros) Jean-Jacques Chatelard (Francês)
Jianxun Wang (Chinês)
126
Jorge Luiz Fontoura (Direito da Integração) Carlos Fernando Gallinal Cuenca (Linguagem
José Alfredo Graça Lima (OEI e Contenciosos) Diplomática I)

José Carlos de Oliveira (Economia I) Carlos Gustavo Carvalho da Fonseca Velho


(Política Internacional e Política Externa
José Raphael Lopes Mendes de Azeredo Brasileira II)
(Desenvolvimento Sustentável)
Carlos Henrique Moscardo de Souza
José Paulo Tavares Kol (Inglês) (Diplomacia e Promoção Comercial)
Luis Felipe Silvério Fortuna (Linguagem Diana Jorge Valle (História da Política Externa
Diplomática) Brasileira)
Marcia Canário de Oliveira (Direitos Humanos Felipe Nsair Martiningui (Política Internacional
e Temas Sociais e Política Externa Brasileira)
Márcio Pereira Pinto Garcia (Direito Guilherme del Negro Barroso Freitas (Teoria
Internacional Público) Geral do Estado)
Marco Túlio Scarpelli Cabral (Direitos Guilherme Ferreira Sorgine (Técnicas de
Humanos e Temas Sociais) Negociação)
Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira Guilherme Lopes Leivas Leite (Direito
(Leituras Brasileiras) Internacional Público)
María Del Mar Paramos Cebey (Espanhol) João Eduardo Martin (Diplomacia Consular)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras Luiz Feldman (Leituras Brasileiras)
Brasileiras)
Martin Normann Kampf (História da Política
Maurício Carvalho Lyrio (Planejamento Externa Brasileira).
Diplomático)
Pedro Alexandre Penha Brasil (Técnicas de
Natalia Kudryavtseva de Lima (Russo) Negociação)
Nedilson Ricardo Jorge (Técnicas de Pedro Henrique Moreira Gomides
Negociação) (Organização e Métodos de Trabalho do MRE)
Norma Regina Oliveira de Castro (Português Samo Sérgio Gonçalves (Economia I)
para Estrangeiros)
Orlando Leite Ribeiro (Diplomacia Econômica)
Pedro Delgado Hernández (Espanhol) 2015-2017
Rodrigo de Azeredo Santos (Diplomacia e
Promoção Comercial)
Abdulbari Nasser (Árabe)
Samuel Pinheiro Guimarães (Política
Internacional e Política Externa Brasileira) Alexandre Guido Lopes Parola (Política
Internacional)
Sara Burkitt Walker (Inglês)
Shaun Dowling (Inglês)
Alessandro Warley Candeas (Política Exter na e
Cooperação)
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
Almir Lima Nascimento (Organização e
Tarcísio de Lima Ferreira Fernandes Costa Métodos de Trabalho do MRE)
(Pensamento Diplomático Brasileiro )
Benoni Belli (Planejamento Diplomático)
Zhang Hong (Chinês)
Braz da Costa Baracuhy Neto (Planejamento
Diplomático)
Professores Assistentes: Christiane Moisés Martins (Português para
Bruno Quadros e Quadros (Técnicas de Estrangeiros)
Negociação) Cristina Morétti (Diplomacia e Relações
Públicas)

127
Daniela Arruda Benjamin (OEI e Contenciosos)
Dulce Maria Cassilla Andrigueto (Espanhol) Cesar de Oliveira Lima Barrio (Pensamento
Eugêncio Vargas Garcia (História da Política Diplomático Brasileiro)
Externa Brasileira) Guilherme Ferreira Sorgine (Técnicas de
Francisco Fernando Monteoliva Doratioto Negociação)
(História da Política Externa Brasileira) Guilherme Del Negro Barroso Freitas ( Dir eito
George Rodrigo Bandeira Galindo (Teoria Geral Internacional Público)
do Estado) Ivan Tiago Machado Oliveira (Economia)
Helena Margarida Pinheiro Leitão Gama Dias João Ernesto Christófolo (Política Internacional)
(Francês) Hélio Franchini Neto (História da Política
James Kelly (Inglês) Externa Brasileira)
Jean-Jacques Chatelard (Francês) Laura Berdini Santos Delamonica (Histór ia d a
José Carlos de Oliveira (Economia I) Política Externa Brasileira)
Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega (Técnicas Maurício da Costa Carvalho Bernardes
de Negociação) (Linguagem Diplomática)
Luis Felipe Silvério Fortuna (Linguagem Patrícia Marins (Diplomacia e Relações
Diplomática I e II) Públicas)
Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira Pedro Henrique Moreira Gomides (Leituras
(Leituras Brasileiras) Brasileiras)
Ricardo Martins Rizzo (Organizações Políticas
María Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Internacionais)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Roberto Doring Pinho da Silva (Linguagem
Brasileiras) Diplomática)
Maurício Carvalho Lyrio (Planejamento Rodrigo Meirelles Gaspar Coelho (Organização e
Diplomático) Métodos de Trabalho do MRE)
Muriel Daniel (Francês)
Natália Kudryavtseva de Lima (Russo)
Norma Regina Oliveira de Castro (Português 2016-2018
para Estrangeiros)
Pedro Delgado Hernández (Espanhol)
Abdulbari Nasser (Árabe)
Peter Michael Leamy (Inglês)
Alexandre Guido Lopes Parola (Política
Sara Burkitt Walker (Inglês) Internacional)
Sérgio Augusto de Abreu e Lima Florencio Alessandro Warley Candeas (Política Exter na e
Sobrinho (Itinerário da Política Externa Cooperação)
Brasileira)
Almir Lima Nascimento (Organização e
Shaun Dowling (Inglês) Métodos de Trabalho do MRE)
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês) Benoni Belli (Planejamento Diplomático)
Tarcício de Lima Ferreira Fernandes Braz da Costa Baracuhy Neto (Planejamento
(Pensamento Diplomático Brasileiro) Diplomático)
Zhang Honghua (Chinês) Christiane Moisés Martins (Português para
Estrangeiros)
Professores Assistentes Cristina Morétti (Diplomacia e Relações
Públicas)
128
Daniela Arruda Benjamin (OEI e Contenciosos) Shaun Dowling (Inglês)
Dulce Maria Cassilla Andrigueto (Espanhol) Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
Eugêncio Vargas Garcia (História da Política Tarcício de Lima Ferreira Fernandes
Externa Brasileira) (Pensamento Diplomático Brasileiro)
Francisco Fernando Monteoliva Doratioto Zhang Honghua (Chinês)
(História da Política Externa Brasileira)
George Rodrigo Bandeira Galindo (Teoria Geral Professores Assistentes
do Estado)
Helena Margarida Pinheiro Leitão Gama Dias
(Francês) Cesar de Oliveira Lima Barrio (Pensamento
Diplomático Brasileiro)
James Kelly (Inglês)
Guilherme Ferreira Sorgine (Técnicas de
Jean-Jacques Chatelard (Francês) Negociação)
José Carlos de Oliveira (Economia I) Guilherme Del Negro Barroso Freitas ( Dir eito
Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega (Técnicas Internacional Público)
de Negociação) Ivan Tiago Machado Oliveira (Economia)
Luis Felipe Silvério Fortuna (Linguagem João Ernesto Christófolo (Política Internacional)
Diplomática I e II)
Hélio Franchini Neto (História da Política
Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira Externa Brasileira)
(Leituras Brasileiras)
Laura Berdini Santos Delamonica (Histór ia d a
María Del Mar Paramos Cebey (Espanhol) Política Externa Brasileira)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras Maurício da Costa Carvalho Bernardes
Brasileiras) (Linguagem Diplomática)
Maurício Carvalho Lyrio (Planejamento Patrícia Marins (Diplomacia e Relações
Diplomático) Públicas)
Muriel Daniel (Francês) Pedro Henrique Moreira Gomides (Leituras
Natália Kudryavtseva de Lima (Russo) Brasileiras)
Norma Regina Oliveira de Castro (Português Ricardo Martins Rizzo (Organizações Políticas
para Estrangeiros) Internacionais)
Pedro Delgado Hernández (Espanhol) Roberto Doring Pinho da Silva (Linguagem
Peter Michael Leamy (Inglês) Diplomática)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Rodrigo Meirelles Gaspar Coelho (Organição e
Métodos de Trabalho do MRE)
Sérgio Augusto de Abreu e Lima Florencio
Sobrinho (Itinerário da Política Externa
Brasileira)
Alessandro Warley Candeas (Política Exter na e
2017-2019 Cooperação)
Alexandre Guido Lopes Párola (Politica
Internacional)
Professores Titulares
Benoni Belli (Planejamento Diplomático)
Almir Lima Nascimento (Organização e
Abdulbari Nasser (Árabe) Métodos de Trabalho do MRE)

129
Braz da Costa Baracuhy Neto (Planejamento Cesar de Oliveira Lima Barrio (Pensamento
Diplomático) Diplomático Brasileiro)
Cristina Moretti (Diplomacia e Relações Hélio Franchini (História da Política Externa
Públicas) Brasileira)
Dulce Maria Cassilla Andrigueto (Espanhol) Ivanise de Melo Maciel (Defesa, Segurança e
George Rodrigo Bandeira Galindo (Direito Política Externa)
Internacional Público) João Ernesto Christófolo (Política Internacional)
Jerome Christian Aurelien Bertheau (Francês) Leonardo Fernandes Rodrigues Cardote
José Carlos de Oliveira (Economia I) (Técnicas de Negociação)
Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega (Técnicas Leonardo Valverde Correa da Costa (OEA e
de Negociação) Contenciosos)
Luis Felipe Silvério Fortuna (Linguagem Patrícia Marins (Diplomacia e Relações
Diplomática I e II) Públicas)
Marcos Vinícius da Costa Ramalho Roberto Doring Pinho da Silva (Linguagem
(Organizações Econômicas Internacionais e Diplomática)
Contenciosos) Rodrigo Meirelles Gaspar Coelho (Organizações
Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira e Métodos de Trabalho do MRE)
(Leituras Brasileiras) Tainâ Leite Novaes (Organizações Políticas
Maria Antonietta Barbosa Ribeiro (Francês) Internacionais)
María Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
Brasileiras) 2019-2020
Natália Kudryavtseva de Lima (Russo)
Norma Regina Oliveira de Castro (Português
para Estrangeiros) Professores Titulares
Olivier Chopart Streit (Francês)
Pedro Delgado Hernández (Espanhol) Abdulbari Nasser (Árabe)
Peter Michael Leamy (Inglês) Alessandro Warley Candeas (Defesa Segurança e
Ricardo Martins Rizzo (Organizações Políticas Política Externa)
Internacionais) Achilles Zaluar (Política Internacional 1 e 2)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Dina Chetvertak (Russo)
Sérgio Augusto de Abreu e Lima Florencio Dulce Maria Cassilla Andrigueto (Espanhol)
Sobrinho (História da Política Externa Brasileira)
Fábio Mendes Marzano (Clássicos 1 e 2)
Shaun Dowling (Inglês)
Francisco Gaetani (Administração Pública)
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
George Rodrigo Bandeira Galindo (Direito
Tarcício de Lima Ferreira Fernandes Internacional Público 1 e 2)
(Pensamento Diplomático Brasileiro)
Gustavo de Sá Duarte Barboza (Linguagem
Zhang Honghua (Chinês) Diplomática)
Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega (Técnicas
Professores Assistentes de Negociação)
Jerome Christian Aurelien Bertheau (Francês)

130
José Carlos de Oliveira (Economia I) Mirian Tereza Chagas de Moura (Diplom acia e
Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira Relações Públicas)
(Leituras Brasileiras) Ricardo Lins Hiorta (Administração Pública)
Maria Antonietta Barbosa Ribeiro (Francês) Selma Lúcia de Moura Gonzales (Defesa,
Marcos Vinícius da Costa Ramalho Segurança e Política Externa)
(Organizações Econômicas Internacionais e
Contenciosos) 2020-2021
María Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Mariza Veloso Motta Santos (Leituras Professores Titulares
Brasileiras)
Norma Regina Oliveira de Castro (Língua
Portuguesa e Cultura Brasileira) Abdulbari Nasser (Árabe)
Olivier Chopart Streit (Francês) Marcelo Paes Saraiva Câmara (Defesa Segurança
e Política Externa)
Patrícia Regina Marins (Diplomacia e Relaçõ es
Públicas) Achilles Zaluar (Política Internacional 1 e 2)
Pedro Delgado Hernández (Espanhol) Dina Chetvertak (Russo)
Peter Michael Leamy (Inglês) Dulce Maria Cassilla Andrigueto (Espanhol)
Sara Burkitt Walker (Inglês) Fábio Mendes Marzano (Clássicos 1 e 2)
Sérgio Augusto de Abreu e Lima Florencio Francisco Gaetani (Administração Pública)
Sobrinho (História e Pensamento Dip lom ático George Rodrigo Bandeira Galindo (Direito
Brasileiro) Internacional Público 1 e 2)
Susan Catherine Casement Moreira (Inglês) Gustavo de Sá Duarte Barboza (Linguagem
Zhang Honghua (Chinês) Diplomática)
Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega (Técnicas
de Negociação)
Professores Assistentes
Jerome Christian Aurelien Bertheau (Francês)
José Carlos de Oliveira (Economia I)
Bruna Mara Liso Gagliardi (Política
Internacional 2) Maria Angélica Brasil Gonçalves Madeira
(Leituras Brasileiras)
Carlos Guilherme Sampaio Fernandes (Clássicos
1 e 2) Maria Antonietta Barbosa Ribeiro (Francês)
Fabiano Bukhardt (Organizações E con ômicas Daniel Costa Figueiredo (Organizações
Internacionais e Contenciosos) Econômicas Internacionais e Contenciosos)
Hélio Franchini (Política Internacional 1) María Del Mar Paramos Cebey (Espanhol)
Leonardo Fernandes Rodrigues Cardote Mariza Veloso Motta Santos (Leituras
(Técnicas de Negociação) Brasileiras)
Luis Pinto Costa (Linguagem Diplomática) Pedro Delgado Hernández (Espanhol)
Ivan Tiago Machado de Oliveira (Economia) Peter Michael Leamy (Inglês)
José Romero Pereira Júnior (História e Sara Burkitt Walker (Inglês)
Pensamento Diplomático Brasileiro) Sérgio Augusto de Abreu e Lima Florencio
Guilherme Del Negro Barroso Freitas ( Dir eito Sobrinho (História da Política Externa Brasileira)
Internacional Público) Susan Catherine Casement Moreira (Inglês)
Zhang Honghua (Chinês)
131
Luis Pinto Costa (Linguagem Diplomática)
Professores Assistentes Ivan Tiago Machado de Oliveira (Economia)
José Romero Pereira Júnior (História e
Bruna Mara Liso Gagliardi (Política Pensamento Diplomático Brasileiro)
Internacional 2) Guilherme Del Negro Barroso Freitas ( Dir eito
Carlos Guilherme Sampaio Fernandes (Clássicos Internacional Público)
1 e 2) Ricardo Lins Hiorta (Administração Pública)
Fabiano Bukhardt (Organizações E con ômicas Selma Lúcia de Moura Gonzales (Defesa,
Internacionais e Contenciosos) Segurança e Política Externa)
Leonardo Vieira Silva (Técnicas de Negociação)

132
Relação dos funcionários desde 1946
Listam-se a seguir os funcionários do Instituto Rio Branco que puderam ser arrolados até o
presente, com base nos anuários anteriores e em listagem da Divisão do Pessoal do Ministério das Relações
Exteiores. Entre esses funcionários, encontram-se tanto servidores de carreira quanto contratados.

133
1951
Embaixador Lafayette de Carvalho e Silva
Ministro Raul Bopp
Cônsul Cláudio Garcia de Souza
Cônsul Marcos Antônio de Salvo Coimbra
Professora Marina de Barros e Vasconcellos

1952
Embaixador Lafayette de Carvalho e Silva
Conselheira Beata Vettori
Cônsul Marcos Antônio de Salvo Coimbra
Professora Marina de Barros e Vasconcellos
Flávio Garcia de Souza

1953
Embaixador Lafayette de Carvalho e Silva
Ministro Antonio Corrêa do Lago
Conselheira Beata Vettori
Conselheiro Jaime Azevedo Rodrigues
Cônsul Marcos Antônio de Salvo Coimbra
Cônsul Manuel Maria Fernández Alcázar
Professora Marina de Barros e Vasconcellos
Flávio Garcia de Souza

1954
Embaixador Lafayette de Carvalho e Silva
Ministro Antonio Corrêa do Lago
Cônsul Manuel Maria Fernández Alcázar
Cônsul José Maria Vilar de Queiroz
Secretário Luiz de Almeida Nogueira Pôrto
Professora Marina de Barros e Vasconcellos
Flávio Garcia de Souza
1955
Embaixador Lafayette de Carvalho e Silva
Cônsul Vera Regina Amaral Sauer
Secretário Luiz de Almeida Nogueira Pôrto
Professora Rachel Biasotto Mano
Maria Vilhena Fabiano de Araújo

134
Martha Freire Pereira Pinto

1956
Embaixador Lafayette de Carvalho e Silva
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Conselheira Vera Regina Amaral Sauer
Professora Rachel Biasotto Mano
Elisa Gomes
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1957
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Conselheira Vera Regina Amaral Sauer
Professora Rachel Biasotto Mano
Elisa Gomes
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1958
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Conselheira Vera Regina Amaral Sauer
Cônsul Arnaldo Rigueira
Professora Rachel Biasotto Mano
Martha Freire Pereira Pinto
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1959
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Conselheira Vera Regina Amaral Sauer
Cônsul Arnaldo Rigueira
Professora Rachel Biasotto Mano
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

135
1960
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Conselheira Vera Regina Amaral Sauer
Cônsul Arnaldo Rigueira
Professora Rachel Biasotto Mano
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1961
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Ministra Vera Regina Amaral Sauer
Secretário Hélio Antônio Scarabôtolo
Secretário Arnaldo Rigueira
Professora Rachel Biasotto Mano
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1962
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Ministra Vera Regina Amaral Sauer
Secretário Hélio Antônio Scarabôtolo
Professora Rachel Biasotto Mano
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz
1963
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Secretário Hélio Antônio Scarabôtolo
Professora Rachel Biasotto Mano
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1964
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Secretário Arthur Pimenta Valente

136
Secretário Isócrates de Oliveira
Professora Rachel Biasotto Mano
Professora Ilnah de Figueirêdo Lôbo
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1965
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Secretário Arthur Pimenta Valente
Secretário Isócrates de Oliveira
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz
Professora Rachel Biasotto Mano
Professora Ilnah de Figueirêdo Lôbo

1966
Embaixador Antonio Camillo de Oliveira
Embaixador Antonio Corrêa do Lago
Ministro Fernando Paulo Simas Magalhães
Conselheiro Oswaldo Barreto e Silva
Conselheiro Othon do Amaral Henriques Filho
Secretário Isócrates de Oliveira
Professora Ilnah de Figueirêdo Lôbo
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz
1967
Embaixador Antonio Corrêa do Lago
Conselheiro Oswaldo Barreto e Silva
Conselheiro Othon do Amaral Henriques Filho
Professora Ilnah de Figueirêdo Lôbo
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1968
Embaixador Antonio Corrêa do Lago
137
Embaixador Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
Ministro Jorge Alberto de Seixas Corrêa
Conselheiro Oswaldo Barreto e Silva
Conselheiro Othon do Amaral Henriques Filho
Conselheiro Othon Guimarães
Secretário Augusto Cesar de Vasconcellos Gonçalves
Professora Ilnah de Figueirêdo Lôbo
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1969
Embaixador Antonio Corrêa do Lago
Embaixador Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
Ministro Jorge Alberto de Seixas Corrêa
Conselheiro Othon do Amaral Henriques Filho
Conselheiro Othon Guimarães
Secretário Augusto Cesar de Vasconcellos Gonçalves
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1970
Embaixador Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
Ministro Jorge Alberto de Seixas Corrêa
Conselheiro Othon Guimarães
Conselheiro Arnaldo Rigueira
Lucy Soares Carneiro
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1971
Embaixador Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
Ministro Jorge Alberto de Seixas Corrêa
Conselheiro Othon Guimarães
Conselheiro Arnaldo Rigueira
Lucy Soares Carneiro
Maria Vilhena Fabiano de Araújo

138
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1972
Embaixador Geraldo Eulálio do Nascimento e Silva
Ministro Jorge Alberto de Seixas Corrêa
Ministro Frederico Carlos Carnaúba
Conselheiro Othon Guimarães
Conselheiro Arnaldo Rigueira
Secretário José Olympio Rache de Almeida
Lucy Soares Carneiro
Maria Vilhena Fabiano de Araújo
Martha Freire Pereira Pinto
Naura Teixeira Lopes da Cruz

1973
Embaixador Alfredo Teixeira Valladão
Secretária Maria da Natividade Duarte Ribeiro Petit
Secretário Raphael Valentino Sobrinho
Martha Freire Pereira Pinto

1974
Embaixador Alfredo Teixeira Valladão
Secretária Maria da Natividade Duarte Ribeiro Petit
Secretário Raphael Valentino Sobrinho
OC Sandra Maria Mello Rocha
Martha Freire Pereira Pinto

1975
Embaixador Alfredo Teixeira Valladão
Ministro Sergio Fernando Guarischi Bath
Secretária Maria da Natividade Duarte Ribeiro Petit
Secretário Adhemar Gabriel Bahadian
OC Sandra Maria Mello Rocha
AC Maria de Lourdes Almeida Ribeiro
Maria Gemina Macedo de Queiroz

1976

139
Ministro Sergio Fernando Guarischi Bath
Secretária Maria da Natividade Duarte Ribeiro Petit
Secretário Adhemar Gabriel Bahadian
Secretário Carlos Henrique Cardim
OC Beatriz Correa Meyer Sant’Anna
OC Loretta Maria Francisca Montenegro Lopes da Cruz
OC Sandra Maria Mello Rocha
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Maria de Lourdes Almeida Ribeiro
APO Francisco Barros Costa
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras
Clarisse Jeanne France Filiatre Ferreira da Silva
Maria Gemina Macedo de Queiroz

1977
Ministro Sergio Fernando Guarischi Bath
Conselheiro Oswaldo Biato
Secretária Maria da Natividade Duarte Ribeiro Petit
Secretário Carlos Henrique Cardim
Secretário Fernando Jablonski
Secretária Lucia Patriota de Moura
OC Beatriz Correa Meyer Sant’Anna
OC Loretta Maria Francisca Montenegro Lopes da Cruz
OC Sandra Maria Mello Rocha
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
APO Francisco Barros Costa
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras
Clarisse Jeanne France Filiatre Ferreira da Silva
1978
Ministro Sergio Fernando Guarischi Bath
Ministro Oswaldo Biato
Conselheira Maria da Natividade Ribeiro Petit
Secretário Carlos Henrique Cardim
Secretário Fernando Jablonsky
OC Abel Neves de Oliveira
OC Beatriz Correa Meyer Sant’Anna
OC Loretta Maria Francisca Montenegro Lopes da Cruz
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras

140
Clarisse Jeanne France Filiatre Ferreira da Silva

1979
Ministro Sergio Fernando Guarischi Bath
Ministro Oswaldo Biato
Conselheira Maria da Natividade Ribeiro Petit
Conselheiro Francisco Hermógenes de Paula
Secretário Fernando Jablonsky
Secretário Appio Cláudio Muniz Acquarone Filho
OC Abel Neves de Oliveira
OC Beatriz Correa Meyer Sant’Anna
OC Célio Fernando Nonato dos Santos Silva
OC Henrique Luiz Jenné
OC Theo Victor Surlemont
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras
Clarisse Jeanne France Filiatre Ferreira da Silva

1980
Ministro Sergio Fernando Guarischi Bath
Ministro Oswaldo Biato
Conselheira Maria da Natividade Ribeiro Petit
Conselheiro Francisco Hermógenes de Paula
Secretário Appio Cláudio Muniz Acquarone Filho
OC Abel Neves de Oliveira
OC Henrique Luiz Jenné
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras
Clarisse Jeanne France Filiatre Ferreira da Silva

1981
Embaixador Sergio Fernando Guarischi Bath
Embaixador Wladimir do Amaral Murtinho
Ministro Oswaldo Biato
Conselheira Maria da Natividade Ribeiro Petit
Conselheiro Francisco Hermógenes de Paula
Conselheiro Clóvis Correa Palmeiro da Fontoura
Conselheiro Livieto Justino de Souza
Secretário Luiz Carlos Feldman

141
OC Andreia Maria de Lima
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
APO José Anaide de Alencar
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras
Clarisse Jeanne France Filiatre Ferreira da Silva

1982
Embaixador Wladimir do Amaral Murtinho
Ministro Oswaldo Biato
Conselheira Maria da Natividade Ribeiro Petit
Conselheiro Clóvis Correa Palmeiro da Fontoura
Conselheiro Livieto Justino de Souza
Conselheira Heloisa Vilhena de Araújo
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Carlos Alberto de Souza Freitas
AC Célia Maria Santos Garcia
AC Jureni Figueira de Azevedo
APO José Anaide de Alencar
Clarisse Jeanne France Filiatre Ferreira da Silva

1983
Embaixador Wladimir do Amaral Murtinho
Ministro Oswaldo Biato
Conselheira Maria da Natividade Ribeiro Petit
Conselheiro Livieto Justino de Souza
Conselheira Heloisa Vilhena de Araújo
Secretária Lys Amayo de Benedek D’Avola
OC Lúcia Teixeira Lemme
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Carlos Alberto de Souza Freitas
AC Célia Maria Santos Garcia
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Myrian Salles de Rezende Campos
APO José Anaide de Alencar
Clarisse Jeanne France Filiatre Ferreira da Silva

1984
Embaixador Wladimir do Amaral Murtinho
Conselheira Maria da Natividade Ribeiro Petit

142
Conselheiro Livieto Justino de Souza
Conselheira Heloisa Vilhena de Araújo
Secretária Lys Amayo de Benedek D’Avola
Secretário Alexandre Ruben Milito Gueiros
AC Carlos Alberto de Souza Freitas
AC Célia Maria Santos Garcia
OC Huberth da Silva Neiva
OC Lúcia Teixeira Lemme
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Myrian Salles de Rezende Campos
APO José Anaide de Alencar
Clarisse Jeanne France Filiatre Ferreira da Silva

1985
Embaixador Wladimir do Amaral Murtinho
Embaixador Lauro Escorel de Moraes
Ministro Luiz Claudio Pereira Cardoso
Conselheira Heloisa Vilhena de Araújo
Secretário Alexandre Ruben Milito Gueiros
Secretária Cecilia de Biase Bidart
OC Huberth da Silva Neiva
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Carlos Alberto de Souza Freitas
AC Célia Maria Santos Garcia
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Myrian Salles de Rezende Campos
ADM Angela Ribeiro dos Santos
ADM João Teixeira Burlamaqui
Duse Abreu Moura
Israel Derrudt Rodrigues
Lucy Fortes da Silva Freitas
Luiz Paixão de Souza Costa
Maria Gorette Pereira de Macedo
Marlene Pereira da Silva
Paulo Sérgio Bonfim Gomes Rodrigues
Sebastiana Maria de Azevedo

1986

143
Embaixador Lauro Escorel de Moraes
Ministro Luiz Claudio Pereira Cardoso
Secretário Alexandre Ruben Milito Gueiros
Secretária Cecilia de Biase Didart
Secretário José Maria de Carvalho Coelho
OC Huberth da Silva Neiva
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Carlos Alberto de Souza Freitas
AC Célia Maria Santos Garcia
AC Myrian Salles de Rezende Campos
AC Raimundo Nonato de Souza
ADM Angela Ribeiro dos Santos
Aladir Corrêa Martins
Antonio Henrique Carvalho Pires
Elaine Ferreira da Silva
Israel Derrudt Rodrigues
Lucy Fortes da Silva Freitas
Luiz Paixão de Souza Costa
Paulo Sérgio Bonfim Gomes Rodrigues
Sebastiana Maria de Azevedo
Yedda Pessoa dos Santos Mouta

1987
Ministra Thereza Maria Machado Quintella
Secretário Alexandre Ruben Milito Gueiros
Secretária Cecília de Biase Bidart
Secretário José Maria de Carvalho Coelho
Secretário Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
Secretário José Marcos Nogueira Viana
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Carlos Alberto de Souza Freitas
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Maria Teresa dos Santos Mouta
AC Myrian Salles de Rezende Campos
AC Raimundo Nonato de Souza
ADM Angela Ribeiro dos Santos
Aladir Corrêa Martins
Antônio Henrique Carvalho Pires Campos
Duse Abreu Moura
144
Israel Derrudt Rodrigues
Lucy Fortes da Silva Freitas
Luiz Paixão de Souza Costa
Mary Orlanita Barros Cruz
Sebastiana Maria de Azevedo
Yedda Pessoa dos Santos Mouta

1988
Embaixadora Thereza Maria Machado Quintella
Conselheiro Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
Secretária Cecília de Biase Bidart
Secretário José Maria de Carvalho Coelho
Secretário José Marcos Nogueira Viana
OC Alécia dos Santos Rocha Almeida Gomes
OC Luiza Antonia Louzada Borges
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Carlos Alberto de Souza Freitas
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Maria Teresa dos Santos Mouta
AC Myrian Salles de Rezende Campos
ADM Angela Ribeiro dos Santos
TEL Mariluce Costa Rodrigues
Aladir Corrêa Martins
Antonio Henrique Carvalho Pires
Dilson Rodrigues da Cunha
Duse Abreu Moura
Lauro da Silva Filho
Lucy Fortes da Silva Freitas
Luiz Paixão de Souza Costa
Mary Orlanita Barros Cruz
Sebastiana Maria de Azevedo
Sigmund Sievers
Yedda Pessoa dos Santos Mouta

1989
Embaixadora Thereza Maria Machado Quintella
Conselheiro Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
Secretária Cecília de Biase Bidart
Secretário José Maria de Carvalho Coelho

145
Secretário José Marcos Nogueira Viana
OC Alécia dos Santos Rocha Almeida Gomes
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Carlos Alberto de Souza Freitas
AC Elenice Ferreira da Costa
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Maria Teresa dos Santos Mouta
AC Myrian Salles de Rezende Campos
ADM Angela Ribeiro dos Santos
TEL Mariluce Costa Rodrigues
Adonias Gonçalves Bezerra
Aladir Corrêa Martins
Dilson Rodrigues da Cunha
Duse Abreu Moura
Fabiano Ferreira da Silva
João Valdivino Trajano
Lucy Fortes da Silva Freitas
Lucy Machado de Souza Camelo
Luís Paixão de Souza Costa
Mary Orlanita Barros Cruz
Sebastiana Maria Azevedo
Sigmund Sievers
Yeda Pessoa dos Santos Mouta

1990
Embaixadora Thereza Maria Machado Quintella
Conselheiro Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
Conselheiro Francisco Soares Alvim Neto
Secretária Cecília de Biase Bidart
Secretário José Marcos Nogueira Viana
Secretária Ana Cândida Perez
Secretário Carlos Leopoldo Gonçalves de Oliveira
Secretário Luís Fernando Panelli César
Adonias Gonçalves Bezerra
Aladir Corrêa Martins
OC Alécia dos Santos Rocha Almeida Gomes
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Amarílio Guimarães Motta
AC Carlos Alberto de Souza Freitas
146
AC Cilma de Jesus Carvalho
AC Egle Nacfur
AC Elenice Ferreira da Costa
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Maria Teresa dos Santos Mouta
AC Myrian Salles de Rezende Campos
ADM Angela Ribeiro dos Santos
ADM Ildete Maria dos Santos Alves
DAT José Ataíde Prado dos Anjos
TEL Mariluce Costa Rodrigues
Dilson Rodrigues da Cunha
Duse Abreu Moura
Fabiano Ferreira da Silva
Francisco de Meira Lins
João Valdivino Trajano
José Givaldo da Silva
Lucy Fortes da Silva Freitas
Lucy Machado de Souza Camelo
Maria Isabel Barroso
Mary Orlanita Barros Cruz
Sebastiana Maria Azevedo
Sigmund Sievers

1991
Embaixadora Thereza Maria Machado Quintella
Embaixador Sérgio Fernando Guarischi Bath
Ministro Carlos José Prazeres Campelo
Conselheiro Francisco Soares Alvim Neto
Secretária Ana Cândida Perez
Secretário João Mendes Pereira
Secretário Ralph Peter Henderson
OC Theo Victor Surlemont
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Amarílio Guimarães Motta
AC Cilma de Jesus Carvalho
AC Egle Nacfur
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Maria Teresa dos Santos Mouta
ADM Ildete Maria dos Santos Alves
147
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras
TEL Mariluce Costa Rodrigues

1992
Embaixador Sérgio Fernando Guarischi Bath
Ministro Carlos José Prazeres Campelo
Conselheiro Francisco Soares Alvim Neto
Secretário João Mendes Pereira
Secretário Ralph Peter Henderson
Secretário Flávio Cardone
OC Theo Victor Surlemont
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Célia Regina Nascimento da Costa Pinheiro
AC Fauzi Abrão Elias
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Maria Teresa dos Santos Mouta
ADM Ildete Maria dos Santos Alves
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras
DAT Cleusa de Miranda
TEL Mariluce Costa Rodrigues

1993
Embaixador Sérgio Fernando Guarischi Bath
Ministro Carlos José Prazeres Campelo
Secretário Ralph Peter Henderson
Secretário Flávio Cardone
Secretária Liana Lustosa Leal Musy
OC Theo Victor Surlemont
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Fauzi Abrão Elias
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Maria Teresa dos Santos Mouta
AC Rosemare Carneiro Macedo Lopes
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras
DAT Cleusa de Miranda
TEL Mariluce Costa Rodrigues

148
1994
Embaixador Sérgio Fernando Guarischi Bath
Ministro Carlos José Prazeres Campelo
Ministro José Antônio de Castello Branco de Macedo Soares
Conselheiro Augusto Cesar de Vasconcellos Gonçalves
Secretário Ralph Peter Henderson
Secretário Flávio Cardone
Secretária Liana Lustosa Leal Musy
Secretário Francisco Chagas Catunda Resende
OC André Ricardo de Carvalho Magalhães
OC Cosme Inácio Sacramento Silva
OC Deiza Vieira Couto
OC Mauricio Galdino
OC Sandra Maria de Castro Carvalho
OC Theo Victor Surlemont
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Fauzi Abrão Elias
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Maria Teresa dos Santos Mouta
AC Rosemare Carneiro Macedo Lopes
APO Sérgio Soares Teixeira
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras
DAT Cleusa de Miranda
PCC Aloizio Costa Gomes Guimarães Neto
TEL Mariluce Costa Rodrigues

1995
Ministro André Mattoso Maia Amado
Ministro José Antônio de Castello Branco de Macedo Soares
Conselheiro Augusto Cesar de Vasconcellos Gonçalves
Secretária Liana Lustosa Leal Musy
Secretário Francisco Chagas Catunda Resende
Secretária Ana Cândida Perez
Secretária Helena Maria Gasparian
Secretário Pedro Nicolau Moura Sacco
OC Ana Maria Medeiros Simas
OC André Ricardo de Carvalho Magalhães
OC Cosme Inácio Sacramento Silva
OC Deiza Vieira Couto

149
OC Edmundo De Peder
OC Leila Maria Brum
OC Mauricio Galdino
OC Sandra Maria de Castro Carvalho
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Fauzi Abrão Elias
AC Jureni Figueira de Azevedo
AC Maria Teresa dos Santos Mouta
AC Rosemare Carneiro Macedo Lopes
ARQ Irene Andrade Pacheco Amoras
PCC Aloizio Costa Gomes Guimarães Neto
TEL Mariluce Costa Rodrigues

1996
Ministro André Mattoso Maia Amado
Conselheira Maria Dulce Silva Barros
Secretária Liana Lustosa Leal Musy
Secretária Ana Cândida Perez
Secretária Helena Maria Gasparian
Secretário Pedro Nicolau Moura Sacco
Secretário Paulo Henrique Gonçalves Portela
OC Ana Maria Medeiros Simas
OC André Ricardo de Carvalho Magalhães
OC Carla Manzo
OC Cosme Inácio Sacramento Silva
OC Deiza Vieira Couto
OC Edmundo De Peder
OC José Leite de Assis Fonseca
OC Leila Maria Brum
OC Mauricio Galdino
OC Pedro Emílio Montenegro da Fonseca Hermes
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Rosemare Carneiro Macedo Lopes
ADM Erly Gegila Silva
PCC Aloizio Costa Gomes Guimarães Neto

1997
Embaixador André Mattoso Maia Amado
Ministra Maria Dulce Silva Barros

150
Secretária Helena Maria Gasparian
Secretário Paulo Henrique Gonçalves Portela
Secretário Cláudio César Rodrigues do Nascimento
OC Ana Maria Medeiros Simas
OC André Ricardo de Carvalho Magalhães
OC Carla Manzo
OC Cosme Inácio Sacramento Silva
OC Edmundo De Peder
OC José Leite de Assis Fonseca
OC Leila Maria Brum
OC Maria do Socorro Almeida Vale
OC Mauricio Galdino
OC Pedro Emílio Montenegro da Fonseca Hermes
OC Vera Lúcia Rodrigues de Farias
AC Maria Goretti dos Santos
AC Rosemare Carneiro Macedo Lopes
ADM Erly Gegila Silva
DAT Tânia Regina Céspedes
PCC Aloizio Costa Gomes Guimarães Neto
TAE Adriana Cristina Chan Vianna

1998
Embaixador André Mattoso Maia Amado
Ministra Maria Dulce Silva Barros
Conselheira Neith Maria de Almeida Prado Costa
Secretária Helena Maria Gasparian
Secretário Cláudio César Rodrigues do Nascimento
Secretário Marcello Paranhos de Oliveira Miller
OC Ana Maria Medeiros Simas
OC André Ricardo de Carvalho Magalhães
OC Aurita Ferreira Maia
OC Cosme Inácio Sacramento Silva
OC Leila Maria Brum
OC Luciana Lyrio Ribeiro de Souza
OC Luiz Alberto de Miranda Mendes
OC Maria do Socorro Almeida Vale
OC Maria Isabel Pires de Amorim
OC Ozenildo Ribeiro Diniz
OC Pedro Emílio Montenegro da Fonseca Hermes
151
OC Samantha Sholl da Silva Freire
OC Sérgio Fernando Chaves Mendes
OC Sueli Bisinoto de Oliveira
AC Maria Goretti dos Santos
ADM Erly Gegila Silva
DAT Tânia Regina Céspedes
PCC Aloizio Costa Gomes Guimarães Neto
TAE Adriana Cristina Chan Vianna

1999
Embaixador André Mattoso Maia Amado
Ministra Maria Dulce Silva Barros
Conselheira Neith Maria de Almeida Prado Costa
Conselheiro Rubem Antonio Correa Barbosa
Secretário Cláudio César Rodrigues do Nascimento
Secretário Marcello Paranhos de Oliveira Miller
OC André Ricardo de Carvalho Magalhães
OC Aurita Ferreira Maia
OC Cosme Inácio Sacramento Silva
OC José Leite de Assis Fonseca
OC Lais Bezerra Serra
OC Luciana Lyrio Ribeiro de Souza
OC Luiz Alberto de Miranda Mendes
OC Maria do Socorro Almeida Vale
OC Maria Isabel Pires de Amorim
OC Paulo Henrique Vieira Brazil Vale
OC Samantha Sholl da Silva Freire
OC Sueli Bisinoto de Oliveira
AC Maria Goretti dos Santos
ADM Erly Gegila Silva
PCC Aloizio Costa Gomes Guimarães Neto
TAE Adriana Cristina Chan Vianna

2000
Embaixador André Mattoso Maia Amado
Ministro Rubem Antonio Correa Barbosa
Secretário Cláudio César Rodrigues do Nascimento
Secretário Marcello Paranhos de Oliveira Miller
Secretária Alessandra Claudio Vinhas

152
OC Aurita Ferreira Maia
OC José Leite de Assis Fonseca
OC Lais Bezerra Serra
OC Luciana Lyrio Ribeiro de Souza
OC Luiz Alberto de Miranda Mendes
OC Maria do Socorro Almeida Vale
OC Maria Isabel Pires de Amorim
OC Paulo Henrique Vieira Brazil Vale
OC Samantha Sholl da Silva Freire
AC Maria Goretti dos Santos
AC Raimundo Nonato de Souza
PCC Aloizio Costa Gomes Guimarães Neto
TAE Adriana Cristina Chan Vianna

2001
Embaixador André Mattoso Maia Amado
Ministro João Almino de Souza Filho
Ministro Rubem Antonio Correa Barbosa
Secretário Cláudio César Rodrigues do Nascimento
Secretária Alessandra Claudio Vinhas
Secretário Bruno Luiz dos Santos Cobuccio
Secretário Geraldo Cordeiro Tupynambá
OC Aurita Ferreira Maia
OC José Leite de Assis Fonseca
OC Luciana Lyrio Ribeiro de Souza
OC Maria do Socorro Almeida Vale
OC Paulo Henrique Vieira Brazil Vale
AC Epaminondas Paulo Dias Silveira
AC Geoclandio Benvindo dos Santos
AC Maria Goretti dos Santos
AC Raimundo Nonato de Souza
TAE Adriana Cristina Chan Vianna

2002
Embaixador João Almino de Souza Filho
Ministro Rubem Antonio Correa Barbosa
Conselheiro Sérgio Elias Couri
Secretário Bruno Luiz dos Santos Cobuccio
Secretário Geraldo Cordeiro Tupynambá

153
Secretário Jean Marcel Fernandes
OC Aurita Ferreira Maia
OC Benhur Viana
OC José Leite de Assis Fonseca
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Luciana Cardoso Bastos
OC Luciana Lyrio Ribeiro de Souza
OC Paulo Henrique Vieira Brazil Vale
AC Epaminondas Paulo Dias Silveira
AC Geoclandio Benvindo dos Santos
AC Raimundo Nonato de Souza

2003
Embaixador João Almino de Souza Filho
Ministro Rubem Antonio Correa Barbosa
Ministro Carlos Henrique Cardim
Ministro Luiz Felipe Mendonça Filho
Conselheiro Sérgio Elias Couri
Conselheiro Carlos Alberto Ribeiro Reis
Secretário Bruno Luiz dos Santos Cobuccio
Secretário Geraldo Cordeiro Tupynambá
Secretário Jean Marcel Fernandes
Secretária Bárbara Bélkior de Souza e Silva
Secretário Carlos Eduardo de Carvalho Pachá
Secretário Felipe Augusto Ramos de Alencar da Costa
Secretário Murilo Vieira Komniski
Secretário Rubem Mendes de Oliveira
OC Aurita Ferreira Maia
OC Benhur Viana
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC José Leite de Assis Fonseca
OC Luciana Cardoso Bastos
OC Luciana Lyrio Ribeiro de Souza
OC Paulo Henrique Vieira Brazil Vale
AC Epaminondas Paulo Dias Silveira
AC Geoclandio Benvindo dos Santos
AGV Vicente dos Reis Silva
ART Célio Mauricio da Silva
ENG Elizeu Alves Roza

154
2004
Embaixador João Almino de Souza Filho
Embaixador Fernando Guimarães Reis
Ministro Carlos Henrique Cardim
Ministro Luiz Felipe Mendonça Filho
Ministro Márcio Florencio Nunes Cambraia
Conselheiro Carlos Alberto Ribeiro Reis
Secretário Jean Marcel Fernandes
Secretário Carlos Eduardo de Carvalho Pachá
Secretário Rubem Mendes de Oliveira
Secretária Tania Alexandra Malinski
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC José Leite de Assis Fonseca
OC Paulo Henrique Vieira Brazil Vale
AC Epaminondas Paulo Dias Silveira
AC Geoclandio Benvindo dos Santos
AGV Osmar Francisco da Gama
AGV Vicente dos Reis Silva
ARQ José Marcondes Lima
ART Célio Mauricio da Silva
ENG Elizeu Alves Roza
2005
Embaixador Fernando Guimarães Reis
Ministro Carlos Henrique Cardim
Ministro Márcio Florencio Nunes Cambraia
Ministro Luís Henrique Sobreira Lopes
Conselheiro Carlos Alberto Ribeiro Reis
Secretário Rubem Mendes de Oliveira
Secretária Tania Alexandra Malinski
Secretária Daniella Poppius Vargas
Secretário Gustavo Henrique Marques Bezerra
Secretário Marcos Mauricio Toba
Secretário Márcio Blois Gasparri
Secretário Wilson Dockhorn Júnior
OC Cristiana Desiree Paranhos Lopes Mansur
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC José Leite de Assis Fonseca
OC Luzia Pandolfi
AC Epaminondas Paulo Dias Silveira

155
AC Geoclandio Benvindo dos Santos
AGV Osmar Francisco da Gama
AGV Vicente dos Reis Silva
ARQ José Marcondes Lima
ENG Elizeu Alves Roza

2006
Embaixador Fernando Guimarães Reis
Ministro Luís Henrique Sobreira Lopes
Conselheiro Carlos Alberto Ribeiro Reis
Conselheiro Sarquis José Buainain Sarquis
Secretário Rubem Mendes de Oliveira
Secretária Daniella Poppius Vargas
Secretário Marcos Mauricio Toba
Secretário Geraldo Cordeiro Tupynambá
Secretário Pedro da Silveira Montenegro
OC Cristiana Desiree Paranhos Lopes Mansur
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Luzia Pandolfi
AC Eliane Ferreira da Costa
AC Epaminondas Paulo Dias Silveira
AGV Vicente dos Reis Silva
ARQ José Marcondes Lima

2007
Embaixador Fernando Guimarães Reis
Ministro Luís Henrique Sobreira Lopes
Ministro Francisco Soares Alvim Neto
Conselheiro Sarquis José Buainain Sarquis
Conselheiro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Secretário Geraldo Cordeiro Tupynambá
Secretário Pedro da Silveira Montenegro
Secretário Carlos da Fonseca
OC Cristiana Desiree Paranhos Lopes Mansur
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Luzia Pandolfi
OC Mirtes Juliana de Figueirôa Viana Sobreira
OC Ramiro dos Santos Breitbach

156
AC Eliane Ferreira da Costa
AGV Vicente dos Reis Silva

2008
Embaixador Fernando Guimarães Reis
Ministro Francisco Soares Alvim Neto
Conselheiro Sarquis José Buainain Sarquis
Conselheiro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Conselheiro Geraldo Cordeiro Tupynambá
Secretário Pedro da Silveira Montenegro
Secretário Carlos da Fonseca
Secretário Octávio Moreira Guimarães Lopes
OC Cristiana Desiree Paranhos Lopes Mansur
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Luzia Pandolfi
OC Mirtes Juliana de Figueirôa Viana Sobreira
OC Ramiro dos Santos Breitbach
AC Ana Luiza Nascimento de Almeida
AC Daniel de Godoy Lopes
AC Denilson Caligaris do Nascimento
AC Eliane Ferreira da Costa
AC Gabriele Costa Guadagnin
AC Guilherme Silva Milagres

2009
Embaixador Fernando Guimarães Reis
Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Conselheiro Sarquis José Buainain Sarquis
Conselheiro Geraldo Cordeiro Tupynambá
Secretário Pedro da Silveira Montenegro
Secretário Aurélio Romanini de Abranches Viotti
Secretário Leonardo de Almeida Carneiro Enge
Secretário Marcio Rebouças
Secretário Rodrigo de Oliveira Castro
Secretário Octávio Moreira Guimarães Lopes
OC Eliana do Couto Aleixo
OC Gilberto da Silveira Ferreira
OC Henrique Madeira Garcia Alves

157
OC Luzia Pandolfi
OC Mariana Silva Rezende
OC Mirtes Juliana de Figueirôa Viana Sobreira
OC Tania Maria Melo de Assis Fonseca
AC Alexandre Rigueira Bueno dos Santos
AC Ana Claudia Milhomem Freitas Figueira Neves
AC Ana Luiza Nascimento de Almeida
AC Ana Paula Barbosa Ferreira Ottoni
AC Daniel de Godoy Lopes
AC Denilson Caligaris do Nascimento
AC Gabriele Costa Guadagnin
AC Guilherme Silva Milagres
AC Ivan Antonio Moraes Otero
AC Márcia Cristina Freitas Futuro
AC Rachel Dubard de Moura Rocha Silveira
BIB Marco Aurelio Borges de Paola

2010
Embaixador Fernando Guimarães Reis
Embaixador Georges Lamazière
Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Conselheiro Geraldo Cordeiro Tupynambá
Conselheiro Roberto Teixeira de Avellar
Secretário Aurélio Romanini de Abranches Viotti
Secretário Leonardo de Almeida Carneiro Enge
Secretário Marcio Rebouças
Secretário Marcos Benito Paiva Derizans
Secretário Rodrigo de Oliveira Castro
Secretário Octávio Moreira Guimarães Lopes
OC Denis Mion Willrich
OC Eliana do Couto Aleixo
OC Gilberto da Silveira Ferreira
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Mariana Silva Rezende
OC Tania Maria Melo de Assis Fonseca
AC Alexandre Rigueira Bueno dos Santos
AC Ana Paula Barbosa Ferreira Ottoni
AC Cristiane Xavier dos Reis Zamberlan
AC Denilson Caligaris do Nascimento
AC Gabriele Costa Guadagnin
158
AC Guilherme Silva Milagres
AC Ivan Antonio Moraes Otero
AC Márcia Cristina Freitas Futuro
AC Rachel Dubard de Moura Rocha Silveira
AC Thiago Balduino Romariz
BIB Marco Aurelio Borges de Paola
TAE Éveri Sirac Nogueira

2011
Embaixador Georges Lamazière
Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Ministro Roberto Teixeira de Avellar
Conselheiro Osvaldo dos Santos Pizzá
Secretário Marcio Rebouças
Secretário Marcos Benito Paiva Derizans
Secretário Rodrigo de Oliveira Castro
OC Denis Mion Willrich
OC Gilberto da Silveira Ferreira
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Mariana Silva Rezende
OC Tania Maria Melo de Assis Fonseca
AC Alexandre Rigueira Bueno dos Santos
AC Ana Claudia Milhomem Freitas Figueira Neves
AC Ana Paula Barbosa Ferreira Ottoni
AC Cristiane Xavier dos Reis Zamberlan
AC Denilson Caligaris do Nascimento
AC Elisangela Cristina dos Santos Bastos
AC Gabriele Costa Guadagnin
AC Glaucio de Araujo Nascimento
AC Márcia Cristina Freitas Futuro
AC Mariana Moreira Sales de Menezes
AC Rachel Dubard de Moura Rocha Silveira
AC Thiago Balduino Romariz
BIB Marco Aurelio Borges de Paola
TAE Éveri Sirac Nogueira

2012
Embaixador Georges Lamazière
Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo

159
Ministro Roberto Teixeira de Avellar
Ministro Osvaldo dos Santos Pizzá
Secretário Marcio Rebouças
Secretário Márcio Oliveira Dornelles
Secretário Rodrigo de Oliveira Castro
OC Denis Mion Willrich
OC Gilberto da Silveira Ferreira
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Mariana Silva Rezende
OC Túlio de Almeida Costa
AC Alexandre Rigueira Bueno dos Santos
AC Ana Claudia Milhomem Freitas Figueira Neves
AC Ana Paula Barbosa Ferreira Ottoni
AC Cristiane Xavier dos Reis Zamberlan
AC Elisa Martinazzo Bottin
AC Elisangela Cristina dos Santos Bastos
AC Gabriele Costa Guadagnin
AC Glaucio de Araujo Nascimento
AC Márcia Cristina Freitas Futuro
AC Mariana Moreira Sales de Menezes
AC Rachel Dubard de Moura Rocha Silveira
AC Thiago Balduino Romariz
BIB Marco Aurelio Borges de Paola
TAE Éveri Sirac Nogueira

2013
Embaixador Georges Lamazière
Embaixador Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Ministro Osvaldo dos Santos Pizzá
Ministro Rodrigo de Azeredo Santos
Conselheira Maria Rita Silva Fontes Faria
Secretário Marcio Rebouças
Secretário Márcio Oliveira Dornelles
Secretário Luís Alexandre Iansen de Sant’Ana
Secretário Ricardo Kato de Campos Mendes
Secretária Nadia El Kadre
OC Denis Mion Willrich
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Mariana Silva Rezende
160
OC Saide Maria Vianna Saboia
OC Túlio de Almeida Costa
AC Ana Paula Barbosa Ferreira Ottoni
AC Cristiane Xavier dos Reis Zamberlan
AC Elisa Martinazzo Bottin
AC Gabriele Costa Guadagnin
AC Glaucio de Araujo Nascimento
AC Mariana Moreira Sales de Menezes
AC Marli de Andrade Costa
AC Thiago Balduino Romariz
BIB Marco Aurelio Borges de Paola
TAE Éveri Sirac Nogueira
Recepcionista Osmar Jorge Pires
Contínua Adriana Santos Ferreira
Contínua Ana Luiza Ferreira de Oliveira
Contínua Elisângela Pereira Silva
Contínuo Marcos Vinícius de Sousa Braga
Contínuo Renan Amorim Ribeiro
Contínua Vanessa Souza Caldeira

2014
Embaixador Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Conselheiro Marco Cesar Moura Daniel
Conselheira Maria Rita Silva Fontes Faria
Secretário Márcio Oliveira Dornelles
Secretário Luís Alexandre Iansen de Sant’Ana
Secretário Ricardo Kato de Campos Mendes
Secretária Nadia El Kadre
OC Carlos Alexandre Fernandes Considera
OC Denis Mion Willrich
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Saide Maria Vianna Saboia
OC Túlio de Almeida Costa
AC Ana Paula Barbosa Ferreira Ottoni
AC Cristiane Xavier dos Reis Zamberlan
AC Maria de Fátima Wanderley de Melo
AC Mariana Moreira Sales de Menezes
AC Marli de Andrade Costa
ATA Adriano Cesar Santos Ribeiro
161
BIB Marco Aurelio Borges de Paola
TAE Éveri Sirac Nogueira
TAE Juliana Kumbartzki Ferreira
Recepcionista Osmar Jorge Pires
Contínua Ana Luiza Ferreira de Oliveira
Contínua Elisângela Pereira Silva
Contínua Graziely Pessego de Oliveira
Contínua Jane Gonçalves da Silva
Contínuo Marcos Vinícius de Sousa Braga
Contínua Vanessa Souza Caldeira

2015
Embaixador Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Conselheiro Marco Cesar Moura Daniel
Conselheiro Márcio Oliveira Dornelles
Secretário Luís Alexandre Iansen de Sant’Ana
Secretária Vivian Alves Rodrigues da Silva
Secretário Ricardo Kato de Campos Mendes
Secretária Nadia El Kadre
OC Carlos Alexandre Fernandes Considera
OC Carlos Sousa de Jesus Junior
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Saide Maria Vianna Saboia
AC Maria de Fátima Wanderley de Melo
ATA Adriano Cesar Santos Ribeiro
AA Fernando Sérgio Rodrigues
AA Diego Batista Silva
BIB Marco Aurelio Borges de Paola
TAE Éveri Sirac Nogueira
TAE Juliana Kumbartzki Ferreira
Recepcionista Osmar Jorge Pires
Contínua Graziely Pessego de Oliveira
Contínua Jane Gonçalves da Silva
Contínua Thaís Costa
Contínua Vanessa Souza Caldeira

2016

162
Embaixador Gonçalo de Barros Carvalho e Mello Mourão
Embaixador José Estanislau do Amaral Souza Neto
Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Conselheio Marco Cesar Moura Daniel
Conselheiro Márcio Oliveira Dornelles
Secretário Luís Alexandre Iansen de Sant' Ana
Secretário Flávio Antônio da Silva Dontal Secretária Vivian Alves Rodrigues da Silva
Secretário Ricardo Kato de Campos Mendes
Secretária Nadia El Kadr
OC Carlos Alexandre Fernandes Considera
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Saide Maria Vianna Saboia
AC Maria de Fátima Wanderley de Melo
ATA Adriano César Santos Riveiro
AA Fernando Sérgio Rodrigues
AA Diego Batista Silva
BIB Marcos Aurélio Borges de Paola
TAE Éveri Sirac Nogueira
Recepcionista Osmar Jorge Pires
Contínua Graziely Pessego de Oliveira
Contínua Thaís Regina da Costa
Contínuo Marcos Vinícius de Sousa Braga
Contínua Vanessa Souza Caldeira
AC Maria de Fátima Wanderley de Melo
ATA Adriano César Santos Riveiro
AA Fernando Sérgio Rodrigues
AA Diego Batista Silva
BIB Marcos Aurélio Borges de Paola
TAE Éveri Sirac Nogueira
Recepcionista Osmar Jorge Pires
Contínua Graziely Pessego de Oliveira
Contínua Thaís Regina da Costa
Contínuo Marcos Vinícius de Sousa Braga
Contínua Vanessa Souza Caldeira

163
2017

Embaixador José Estanislau do Amaral Souza Neto


Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Conselheio Marco Cesar Moura Daniel
Conselheiro Bruno de Lacerda Carrilho
Secretário Flávio Antônio da Silva Dontal
Secretário Ricardo Kato de Campos Mendes
OC Carlos Alexandre Fernandes Considera
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Saide Maria Vianna Saboia
AC Maria de Fátima Wanderley de Melo
ATA Adriano César Santos Riveiro
AA Fernando Sérgio Rodrigues
AA Diego Batista Silva
BIB Marcos Aurélio Borges de Paola
TAE Éveri Sirac Nogueira
Recepcionista Osmar Jorge Pires
Contínua Thaís Regina da Costa
Contínua Vanessa Souza Caldeira

2018

Embaixador José Estanislau do Amaral Souza Neto


Embaixadora Gisela Maria Figueiredo Padovan
Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo
Conselheiro Francisco Eduardo Novello
Cons Bruno de Lacerda Carrilho
Cons João Mauricio Cabral de Mello
Primeira-Secretária Yukie Watanabe
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Carlos Alexandre Fernandes Considera
OC Eliana do Couto Aleixo
OC Thais Cristina Livonesi
AC Eliane Ferreira da Costa AA Aida Maria Cueva
ATA Adriano Cesar Santos Ribeiro
AA Tânia Marques Silva

164
AA Fernando Sérgio Rodrigues
AA Diego Batista Silva
APO Maria Aparecida de Almeida Lima
BIB Marco Aurelio Borges de Paola
Contínua Vanessa Souza Caldeira
TAE Éveri Sirac Nogueira
AGV Joaquim Pereira de Castro
Contínua Thaís Regina da Costa
Recepcionista Osmar Jorge Pires

2019

Embaixadora Maria Stela Pompeu Brasil Frota


Embaixadora Gisela Maria Figueiredo Padovan (até 30/09/2019)
Ministro Sérgio Barreiros de Santana Azevedo (até 01/02/2019)
Conselheiro Bruno de Lacerda Carrilho
Conselheiro Francisco Eduardo Novello
Conselheiro Marcelo Cid
Primeira-Secretária Yukie Watanabe
OC Henrique Madeira Garcia Alves
OC Carlos Alexandre Fernandes Considera
OC Eliana do Couto Aleixo
OC Thais Cristina Livonesi
AC Eliane Ferreira da Costa AA Aida Maria Cueva
ATA Adriano Cesar Santos Ribeiro
AA Tânia Marques Silva
AA Fernando Sérgio Rodrigues
AA Diego Batista Silva
APO Silvio da Cunha Baptista
BIB Marco Aurelio Borges de Paola
Telefonista Silvia Antonia Alves da Silva
Contínua Vanessa Souza Caldeira
TAE Éveri Sirac Nogueira
AGV Joaquim Pereira de Castro
Contínua Thaís Regina da Costa
Recepcionista Osmar Jorge Pires

Acordos de cooperação internacional

165
País/ Data de Início da
Título Prazo de vigência
organismo celebração vigência
Albânia Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 27/10/2011 27/10/2011 3 anos + 3 anos,
Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e a Academia
Diplomática do Ministério dos Negócios
Estrangeiros da República da Albânia sobre
Cooperação Mútua em Treinamento de
Diplomatas
Arábia Programa de Cooperação entre o Instituto Rio 14/04/2015 14/04/2015 3 anos + 1 ano,
Saudita Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e o Instituto de
Estudos Diplomáticos do Ministério dos Negóci os
Estrangeiros do Reino da Arábia Saudita
Argentina Acordo entre a República Federativa do Brasil e a 02/12/2002 02/12/2002 Períodos de 5
República Argentina sobre Cooperação entre suas anos, renováveis
Academias Diplomáticas automaticamente
Armênia Memorando de Entendimento para Cooperação 12/08/2016 12/08/2016 Período de 3 anos,
entre o Instituto Rio Branco do Ministério das renováveis
Relações Exteriores da República Federativa do automaticamente.
Brasil e a Academia Diplomática do Ministério
dos Negócios Estrangeiros da República da
Armênia
Áustria Protocolo de Intenção entre o Instituto Rio Branco 19/09/2005 19/09/2005 3 anos renováveis,
e a Academia Diplomática de Viena mediante
notificação
Bulgária Memorando de Entendimento sobre Cooperação 12/01/2005 12/01/2005
entre os Institutos Diplomáticos de Ambos Países.
Caricom Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 26/04/2010 26/04/2010 3 anos + 3 anos,
Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e o Secretariado da
Comunidade do Caribe (Caricom) sobre
Cooperação Mútua em Formação,
Aperfeiçoamento e Capacitação de Diplomatas
Cazaquistão Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 02/10/2013 02/10/2013 3 anos + 3 anos,
Branco e o Instituto de Diplomacia da Academia automaticamente
de Administração Pública da República do
Cazaquistão
China Memorando de Entendimento sobre Cooperação 14/09/2010 14/09/2010 3 anos + 3 anos,
entre o Instituto Rio Branco do Ministério das automaticamente
Relações Exteriores da República Federativa do
Brasil e a Universidade de Assuntos Estrangeiros
da China
Chile Acordo sobre Cooperação entre as Academias 25/03/1996 07/03/1997 3 anos + 3 anos,
13
Diplomáticas de Ambos os Países automaticamente

13
A entrada em vigor deu-se 30 dias após a notificação pelo Brasil ao Ch ile d o cu mpr imento d as
formalidades internas necessárias.
166
País/ Data de Início da
Título Prazo de vigência
organismo celebração vigência
Colômbia Memorando de Entendimento para Promoção de 09/10/2015 09/10/2015 5 anos + 5 anos,
Estudos e Pesquisa entre o Ministério das automaticamente
Relações Exteriores da República Federativa do
Brasil e o Ministério das Relações Exteriores da
República da Colômbia
Coréia do Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 28/05/2012 28/05/2012 3 anos + 3 anos,
Sul Branco e a Academia Diplomática Nacional da automaticamente
Coreia do Ministério dos Negócios Estrangeiros e
Comércio da República da Coreia sobre
Cooperação Mútua para o Treinamento de
Diplomatas
Costa Rica Memorando de Entendimento sobre Cooperação 22/09/1997 22/09/1997 Indefinido
entre o Instituto Rio Branco e o Instituto do
Serviço Manuel Maria Peralta
Croácia Memorando de Entendimento sobre Cooperação 16/04/2012 16/04/2012 3 anos + 3 anos,
entre o Instituto Rio Branco e o Instituto do automaticamente
Serviço Manuel Maria Peralta
Egito Memorando de Entendimento entre o Ministério 29/07/2009 29/07/2009 3 anos + 3 anos
das Relações Exteriores da República Federativa automaticamente
do Brasil e o Ministério dos Negócios Estrangeiros
da República Árabe do Egito sobre Cooperação
Mútua entre Institutos Diplomáticos
Memorando de Entendimento entre o Instituto 09/05/1993 09/05/1993 Não especificado
para Estudos Diplomáticos do Ministério dos
Negócios Estrangeiros do Egito e o Instituto Rio
Branco IRBr do Ministério das Relações
Exteriores
Equador Acordo sobre Cooperação entre as Academias 14/05/1996 28/10/1996 3 anos + 3 anos,
Diplomáticas de Ambos os Países automaticamente
Memorando de Entendimento sobre Cooperação 04/04/2007 04/04/2007 3 anos + 3 anos,
entre o Instituto Rio Branco do Ministério das automaticamente
Relações Exteriores do Brasil e a Academia
Diplomática do Ministério das Relações
Exteriores, Comércio e Integração do Equador
Filipinas Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 25/08/2014 25/08/2014 3 anos + 3 anos,
Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e o Instituto do
Serviço Exterior da república das Filipinas sobre
Cooperação Mútua para o treinamento de
Diplomatas
Geórgia Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 02/04/2013 02/04/2013 3 anos + 3 anos,
Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e o Centro de
Treinamento do Ministério dos Negócios
Estrangeiros da Geórgia

167
País/ Data de Início da
Título Prazo de vigência
organismo celebração vigência
Grécia Memorando de Entendimento entre o Ministério 03/04/2009 Entrará em 5 anos + 5 anos,
das Relações Exteriores da República Federativa vigor na automaticamente
do Brasil e o Ministério das Relações Exteriores data da
da República Helênica sobre Cooperação entre o última
Instituto Rio Branco do Ministério das Relações notificação
Exteriores da República Federativa do Brasil e a pela qual
Academia Diplomática do Ministério das Relações uma Parte
Exteriores da República Helênica informa a
outra do
término dos
trâmites
internos
relevantes.
Guiné Memorando de Entendimento sobre Cooperação 04/04/2011 04/04/2011 3 anos + 3 anos,
entre o Instituto Rio Branco do Ministério das automaticamente
Relações Exteriores da República Federativa do
Brasil e a Academia Diplomática do Ministério
das Relações Exteriores da República da Guiné
Guiné Memorando de Entendimento entre o Ministério 05/07/2010 05/07/2010 3 anos + 3 anos,
Equatorial das Relações Exteriores da República Federativa automaticamente
do Brasil e o Ministério de Assuntos Exteriores,
Cooperação Internacional e Francofonia da
República da Guiné Equatorial em Matéria de
Formação e Intercâmbio de Experiências no
Âmbito Diplomático e Consular
Guiana Acordo entre os Governos da República 15/02/2005 15/02/2005 3 anos + 3 anos,
Federativa do Brasil e da República Cooperativista automaticamente
da Guiana a Respeito de Cooperação entre os
Institutos Diplomáticos de Ambos os Países
Haiti Memorando de Entendimento entre o Ministério 21/05/2013 21/05/2013 3 anos + 3 anos,
das Relações Exteriores da República Federativa automaticamente
do Brasil e o Ministério dos Negócios Estrangeiros
e Cultos da República do Haiti sobre Cooperação
em Formação de Diplomatas
Honduras Memorando de Entendimento sobre Cooperação 07/08/2007 07/08/2007 3 anos + 3 anos,
entre o Instituto Rio Branco do Ministério das automaticamente
Relações Exteriores da República Federativa do
Brasil e a Academia Diplomática da Secretaria de
Relações Exteriores da República de Honduras
Hungria Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 18/5/2012 18/05/2012 3 anos + 3 anos,
Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e o Instituto
Húngaro de Relações Internacionais sobre
Cooperação Mútua para o Treinamento de
Diplomatas

168
País/ Data de Início da
Título Prazo de vigência
organismo celebração vigência
IBAS Memorando de Entendimento sobre Cooperação 18/10/2011 18/10/2011 3 anos + 3 anos,
Mútua entre o Instituto Rio Branco do Ministério automaticamente
das Relações Exteriores da República Federativa
do Brasil, o Instituto de Serviço Exterior do
Ministério de Negócios Estrangeiros da República
da Índia e a Academia Diplomática do
Departamento de Relações Internacionais e
Cooperação da República da África do Sul
Índia Memorando de Entendimento sobre Cooperação 05/05/1998 05/05/1998 3 anos + 3 anos,
entre as Academias Diplomáticas de Ambos os automaticamente
Países
Memorando de Entendimento sobre Cooperação 12/09/2007 12/09/2007 3 anos + 3 anos,
mútua entre as Academias Diplomáticas automaticamente
Israel Memorando de Entendimento sobre Cooperação 27/02/2013 27/02/2013 3 anos + 3 anos,
Mútua e Treinamento entre o IRBr e o Escritório automaticamente
de Treinamento de Pessoal e Desenvolvimento do
Ministério de Negócios Estrangeiros do Estado de
Israel.
Jamaica Memorando de Entendimento entre Governo da 09/08/2007 09/08/2007 3 anos + 3 anos,
República Federativa do Brasil e o Governo da automaticamente
Jamaica sobre Cooperação Acadêmica
Libéria Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 26/04/2013 26/04/2013 5 anos + 5 anos
Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e o Instituto do
Serviço Exterior Gabriel L. Dennis do Ministério
dos Negócios Estrangeiros da República da
Libéria sobre Cooperação Mútua entre as
Academias Diplomáticas
Marrocos Acordo entre a República Federativa do Brasil e o 26/11/2004 3 anos + 3 anos,
Governo do Reino do Marrocos a respeito da automaticamente
Cooperação entre o Instituto Rio Branco e a
Academia Real Marroquina de Diplomacia
México Acordo entre a República Federativa do Brasil e o 27/04/1999 25/11/2009 5 anos + 5 anos,
Governo dos Estados Unidos Mexicanos sobre automaticamente
Cooperação entre as Academias Diplomáticas de
ambos países
Mongólia Memorando de Entendimento sobre Cooperação 21/09/2015 21/09/2015 3 anos + 3 anos,
entre o Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e o Ministério dos
Negócios Estrangeiros da Mongólia
Nicarágua Memorando de Entendimento sobre Cooperação 23/03/1992 23/03/1992 Indefinido
entre o Instituto Rio Branco e a Chancelaria
Nicaraguense14

14
O Memorando visa especificamente à realização de curso compacto de aperfeiçoamento diplomático
em Manágua.
169
País/ Data de Início da
Título Prazo de vigência
organismo celebração vigência
Memorando de Entendimento sobre Cooperação 08/08/2007 08/08/2007 3 anos + 3 anos,
entre o Instituto Rio Branco do Ministério das automaticamente
Relações Exteriores da República Federativa do
Brasil e a Academia Diplomática José de
Marcoleta do Ministério das Relações Exteriores
da República da Nicarágua
Organização Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 26/04/2010 26/04/2010 3 anos + 3 anos,
dos Estados Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
do Caribe República Federativa do Brasil e o Secretariado da
Oriental Organização dos Estados do Caribe Oriental sobre
Cooperação Mútua em Formação,
Aperfeiçoamento e Capacitação de Diplomatas
Panamá Acordo sobre cooperação entre as Academias 21/08/2001 19/10/2005 3 anos + 3 anos,
15
Diplomáticas de Ambos os Países automaticamente
Peru Acordo sobre Cooperação Cultural entre as 21/07/1999 22/11/2000 Indefinido
Academias Diplomáticas de Ambos os Países (períodos de 3
anos)16
Emenda, por troca de Notas, ao Acordo sobre 17/02/2006 17/02/2006
Cooperação entre as Academias Diplomáticas
Polônia Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 17/09/2015 17/09/2015 5 anos + 5 anos,
Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e o Instituto
Polonês de Diplomacia Ignacy Jan Padarewski
Sobre Cooperação Mútua para o Treinamento de
Diplomatas
Portugal Memorando de Entendimento sobre a Futura 15/04/1996 15/04/1996 Não especificado
Cooperação entre o Instituto Rio Branco e o
Instituto Diplomático
Memorando de Entendimento entre o Ministério 08/03/2004 08/03/2004 Não especificado
das Relações Exteriores da República Federativa
do Brasil e o Ministério dos Negócios Estrangeiros
da República Portuguesa sobre Cooperação entre
os Institutos Diplomáticos de Ambos os Países
Quênia Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 06/07/2010 06/07/2010 5 anos + 5 anos,
Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e o Instituto do
Serviço Exterior do Ministério dos Negócios
Estrangeiros da República do Quênia
Reino Unido Termo de Cooperação entre o Instituto Rio Branco 11/12/2002 11/12/2002 Não especificado
e o Wilton Park

15
A entrada em vigor deu-se 30 dias após a notificação pelo Brasil ao Panamá d o cu m prim en to d as
formalidades internas necessárias.
16
Originalmente, vigência de 3 anos, renováveis por mais 3 anos. Alteração, por troca de Notas.
170
País/ Data de Início da
Título Prazo de vigência
organismo celebração vigência
Convênio. Termo que entre si celebram a união 17/09/2003 17/09/2003
entre o Instituto Rio Branco das Relações
Exteriores e o Centro de Estudos Brasileiros da
Universidade de Oxford
República Memorando de Entendimento sobre Cooperação 19/08/2011 19/08/2011 3 anos + 3 anos,
Democrática entre o Instituto Rio Branco do Ministério das automaticamente
do Congo Relações Exteriores da República Federativa do
Brasil e a Academia Diplomática Congolesa do
Ministério das Relações Exteriores da República
Democrática do Congo
República Acordo entre o Governo da República Federativa 17/11/2003 27/12/2003 5 anos + 5 anos,
Dominicana do Brasil e o Governo da República Dominicana automaticamente
sobre Cooperação Entre suas Academias
Diplomáticas
República Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 18/04/2008 18/04/2008 Indefinido
Tcheca Branco do Ministério das Relações Exteriores da
República Federativa do Brasil e a Academia
Diplomática do Ministério dos Negócios
Estrangeiros da República Tcheca
Romênia Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 05/10/2012 05/10/2012 3 anos + 3 anos,
Branco do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e o Instituto
Diplomático Romeno do Ministério das Relações
Exteriores da Romênia
Rússia Protocolo de Intenções entre o Instituto Rio 04/04/2006 04/04/2006 5 anos + 5 anos,
Branco e a Academia Diplomática do Ministério automaticamente
dos Negócios Estrangeiros da Federação Russa
Sérvia e Termo de Cooperação entre o Instituto Rio Branco 01/07/2003 01/07/2003 3 anos + 3 anos,
Montenegro e a Academia Diplomática do Ministério dos automaticamente
Negócios Estrangeiros da República da Sérvia e
Montenegro
Sudão Memorando de Entendimento entre o Ministério 20/06/2013 20/06/2013 3 anos + 3 anos,
das Relações Exteriores da República Federativa automaticamente
do Brasil e o Ministério dos Negócios Estrangeiros
da República do Sudão sobre Cooperação Mútua
em Treinamento de Diplomatas
Suriname Memorando de Entendimento sobre Cooperação 21/01/1992 21/01/1992 Indefinido
entre o Instituto Rio Branco e a Chancelaria
Surinamense17

17
O Memorando visa especificamente à realização de curso compacto de aperfeiçoamento diplomático
em Paramaribo.
171
País/ Data de Início da
Título Prazo de vigência
organismo celebração vigência
Tanzânia Memorando de Entendimento entre o Governo da 07/07/2010 07/07/2010 3 anos + 3 anos,
República Federativa do Brasil sobre Cooperação automaticamente
Mútua em Capacitação de Diplomatas e o
Governo da República Unida Da Tanzânia no
Instituto Rio Branco da República Federativa do
Brasil e no "Centre of Foreign Relations" da
República Unida da Tanzânia
Tunísia Acordo entre o Governo da República Federativa 13/03/2002 07/08/2004 3 anos + 3 anos,
do Brasil e o Governo da República da Tunísia automaticamente
sobre Cooperação entre as Academias
Diplomáticas de Ambos os Países
Turquia Memorando de Entendimento sobre Cooperação 19/01/2006 08/10/2008 1 ano + 1 ano
entre as Academias Diplomáticas de Ambos os automaticamente
Países
Ucrânia Termo de Cooperação entre o Instituto Rio Branco 20/11/2002 20/11/2002 3 anos + 3 anos,
do Ministério das Relações Exteriores da automaticamente
República Federativa do Brasil e a Academia
Diplomática da Ucrânia do Ministério das
Relações Exteriores da Ucrânia
Uruguai Acordo sobre Cooperação entre suas Academias 21/08/2002 28/11/2004 5 anos + 5 anos,
18
Diplomáticas automaticamente
Venezuela Memorandum de Entendimento sobre Cooperação 29/07/1994 29/07/1994 Indefinido
na Formação de Pessoal Diplomático Através do
Instituto Rio Branco e do Instituto de Altos
Estudos Diplomáticos “Pedro Gual”

Em 2017, foram assinados acordos de cooperação com Azerbaijão, Comores, El Salvador e


Espanha.

Azerbaijão Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 27/11/20 27/11/2017 Indefinido


Branco do Ministério das Relações Exteriores da 17
República Federativa do Brasil e a ADA
Universidade sob o Ministério dos Negócios
Estrangeiros da República do Azerbaijão sobre
Cooperação Mútua para o Treinamento de
Diplomatas.

Comores Memorando de Entendimento entre o Ministério 118/10/2017 210/11/2017 Indefinido


das Relações Exteriores da República Federativa
do Brasil e o Ministério dos Negócios
Estrangeiros e da Cooperação Internacional da
União das Comores sobre cooperação no
treinamento de diplomatas.

18
A entrada em vigor deu-se após troca de Notas comunicando que cada parte f inalizou o p r ocesso
interno de aprovação e ratificação.
172
El Salvador Convênio de Cooperação entre o Instituto Rio 125/10/2017 210/11/2017 Indefinido
Branco do Ministério das Relações Exteriores da
República Federativa do Brasil e o Instituto
Especializado de Educação Superior para a
Formação Diplomática da República de El
Salvador.

Espanha Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 124/04/2017 220/06/2017 Indefinido


Branco do Ministério das Relações Exteriores da
República Federativa do Brasil e a Escola
Diplomática do Ministério dos Assuntos
Exteriores e de Cooperação do Reino da Espanha

Em 2018, foram assinados acordos de cooperação com Guatemala,


Vietnã, Argélia e Burundi.

Guatemala Memorando de entendimento entre o Instituto Rio 17/12/20 10/01/2019 Indefinido


Branco do Ministério das Relações Exteriores da 18
República Federativa do Brasil e o Ministério das
Relações Exteriores da República da Guatemala
através da Academia Diplomática sobre
Cooperação Acadêmica e Diplomática

Vietnã Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 12/05/20 12/06/2018 Indefinido


Branco do Ministério das Relações Exteriores da 18
República Federativa do Brasil e a Academia
Diplomática do Vietnã do Ministério dos Negócios
Estrangeiros da República Socialista do Vietnã
Sobre Cooperação Mútua para o Treinamento de
Diplomatas.

Argélia Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 23/07/20 02/08/2018 Indefinido


Branco do Ministério das Relações Exteriores da 18
República Federativa do Brasil e o Instituto
Diplomático e das Relações Internacionais do
Ministério dos Negócios Estrangeiros da República
Argelina Democrática e Popular.

Burundi Memorando de Entendimento entre o Ministério das 13/11/20 10/12/2018 Indefinido


Relações Exteriores da República Federativa do 18
Brasil e o Ministério dos Negócios Estrangeiros da
República do Burundi para Cooperação em
Treinamento de Diplomatas

Em 2019, foram assinados acordos com Marrocos e Catar.

173
Catar Memorando de Entendimento entre o Instituto Rio 28/10/20 28/10/2019 Indefinido
Branco do Ministério das Relações Exteriores da 19
República Federativa do Brasil e o Instituto
Diplomático do Estado do Catar sobre cooperação
mútua para o treinamento de diplomatas

Marrocos Memorando de Entendimento Entre o Instituto Rio 13/06/20 13/06/2019 Indefinido


Branco do Ministério das Relações Exteriores da 19
República Federativa do Brasil e a Academia
Marroquina de Estudos Diplomáticos do Ministério
dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação
Internacional do Reino do Marrocos

Exames vestibulares e concursos desde 1946

Matérias exigidas nas provas e requisitos de idade e escolaridade do


exame vestibular do CPCD, dos concursos diretos e do CACD
1946 – Exame Vestibular
Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
n/d 20/33 Médio completo 1946
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Prova escrita de Cultura Geral; ficha corrida ou carta de referência de professores ou empregadores e atestado de
vacinação antivariólica
Observações
O atestado de antecedentes seria exigido nos exames vestibulares e concursos diretos até 1994, e o atestado de
vacinação antivariólica, até 1979

1947 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
15 20/30 Médio completo 1948
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Cultura Geral, Português, Francês, Inglês, História do Brasil, Corografia do Brasil
Observações
Trata-se do primeiro edital a oferecer bolsa de estudo, para não-residentes na cidade do Rio de Janeiro ou de
Niterói

1948 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
15 - - -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
-

1949 – Exame Vestibular

174
Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
9 20/35 Médio completo n/d
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Cultura Geral, Português, Francês, Inglês, História do Brasil, Corografia do Brasil

1950 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
10 20/35 Médio completo 1951
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Cultura Geral, Português, Francês, Inglês, História do Brasil, Corografia do Brasil

1951 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
10 20/35 Médio completo n/d
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna, História do Brasil, Geografia,
Elementos de Economia Política, Noções Fundamentais de Direito; provas orais de Português, Francês, Inglês,
Cultura Geral
Observações
Trata-se do primeiro edital a incluir a oferta de bolsa de estudo aos candidatos residentes no Rio de Janeiro e em
Niterói que não tivessem como custear os estudos

1952 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
26 - - -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna, História do Brasil, Geografia,
Elementos de Economia Política, Noções Fundamentais de Direito; provas orais de Português, Francês, Inglês,
Cultura Geral

1953 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 20/35 Médio completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna, História do Brasil, Geografia,
Elementos de Economia Política, Noções Fundamentais de Direito; provas orais de Português, Francês, Inglês,
Cultura Geral

1954 – Concurso Direto


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
n/d 20/35 Médio completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Português, Francês, Inglês, Direito Internacional Público, Direito Internacional Privado,
História do Brasil, História Moderna e Política Mundial Contemporânea, Geografia Econômica, Economia
175
Política, Noções de Direito Constitucional e Administrativo, Noções de Direito Civil e Comercial, Cultura
Geral; provas orais de Português, Francês, Inglês

1955 – Concurso Direto


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 - - -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Português, Francês, Inglês, Direito Internacional Público, Direito Internacional Privado,
História do Brasil, História Moderna e Política Mundial Contemporânea, Geografia Econômica, Economia
Política, Noções de Direito Constitucional e Administrativo, Noções de Direito Civil e Comercial, Cultura
Geral; provas orais de Português, Francês, Inglês

1956 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 20/33 Médio completo 1957
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna, História do Brasil, Geografia,
Elementos de Economia Política, Noções Fundamentais de Direito, Cultura Geral ; provas orais de Português,
Francês, Inglês

1957 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 20/33 Médio completo 1958
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna, História do Brasil, Geografia,
Elementos de Economia Política, Noções Fundamentais de Direito, Cultura Geral; provas orais de Português,
Francês, Inglês

1958 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 20/33 Médio completo 1959
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna, História do Brasil, Geografia,
Elementos de Economia Política, Noções Fundamentais de Direito, Cultura Geral ; provas orais de Português,
Francês, Inglês

1959 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 20/33 Médio completo 1960
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna, História do Brasil,
Geografia, Elementos de Economia Política, Noções Fundamentais de Direito, Cultura Geral ; provas orais de
Português, Francês, Inglês
Observações

176
Trata-se do edital que institui o Exame de Seleção Prévia, previsto para ser realizado nas capitais de maior
densidade demográfica (Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre). É também
o primeiro edital a mencionar exigências de porte e capacidade físicos

1960 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 20/33 Médio completo 1961
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna, História do Brasil,
Geografia, Elementos de Economia Política, Noções Fundamentais de Direito, Cultura Geral; provas orais de
Português, Francês, Inglês
1961 (ano do edital) – Exame Vestibular (1962)
Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 19/33 Médio completo 1962
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna, História do Brasil,
Geografia, Elementos de Economia Política, Noções Fundamentais de Direito, Cultura Geral; provas orais de
Português, Francês, Inglês
Observações
O Exame de Seleção Prévia foi aplicado nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Belo
Horizonte, São Paulo e Porto Alegre

1962 – Concurso Direto


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
45 - - -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: provas de Português, Francês, Inglês
Segunda Fase: provas escritas de Português, Direito Constitucional, Direito Internacional Público, História
Política Contemporânea; provas orais de Francês, Inglês
Observações
A realização da Primeira Fase foi prevista para as cidades de Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre,
Belo Horizonte, Fortaleza, Recife e Salvador

1963 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 19/30 Médio completo 1964
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna e Contemporânea,
História do Brasil, Geografia, Noções Fundamentais de Direito; provas orais de Francês, Inglês

1964 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso

177
21 19/30 Médio completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna e Contemporânea,
História do Brasil, Geografia, Noções Fundamentais de Direito; provas orais de Francês, Inglês

1965 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 19/30 Médio completo 1966
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna e Contemporânea,
História do Brasil, Geografia, Noções Fundamentais de Direito; provas orais de Francês, Inglês

1966 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 19/30 Médio completo 1967
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial Moderna e Contemporânea,
História do Brasil, Geografia, Noções Fundamentais de Direito; provas orais de Francês, Inglês

1967 – Concurso Direto


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 19/30 Superior incompleto 1968/1969
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
1ª fase: provas escritas de Português, Geografia, História; provas escritas preliminares de Francês, Inglês
2ª fase: exames de sanidade e capacidade física e psíquica, investigação social e entrevista
3ª fase: provas escritas e orais de Francês e Inglês e provas escritas de Economia, Direito Civil e Comercial, e
Direito Constitucional e Administrativo
4ª fase: estágio de formação no Instituto, com matérias de Política Internacional, Geografia Política, História das
Relações Exteriores do Brasil, Economia, Direito Internacional Público, Direito Internacional Privado e
Orientação Profissional
Observações
Trata-se do primeiro concurso a exigir nível superior, concluído pelo menos até o segundo ano; os candidatos
não aprovados na 3ª fase, desde que aprovados nas provas de Inglês e Francês, seriam matriculados no CPCD de
1968, e os não aprovados na 4ª fase seriam matriculados no 2º ano do CPCD em 1969

1968 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 19/30 Superior incompleto -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português e Nível Mental, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação Social, Entrevista
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial, História do Brasil,
Geografia, Noções Fundamentais de Direito; provas orais de Francês, Inglês
178
Observações
Trata-se do primeiro exame vestibular a exigir nível superior, concluído pelo menos até o segundo ano, e a
oferecer bolsa de estudo a todos os alunos

1969 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
15 19/30 Superior incompleto 1970
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação Social, Entrevista
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial, História do Brasil,
Geografia, Direito; provas orais de Francês, Inglês superior
Observações
Edital oferecia isenção do exame prévio para candidatos 1) aprovados nas provas finais de Português, Francês e
Inglês dos exames vestibulares desde 1963, 2) nas provas de seleção prévia desde 1965 e 3) na primeira fase do
concurso de provas de 1967

1970 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
15 19/30 Superior incompleto 1971
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, investigação acerca dos costumes e do conceito corrente
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial, História do Brasil,
Geografia, Direito; provas orais de Francês, Inglês
Observações
Edital oferecia isenção do exame prévio para candidatos aprovados 1) nas provas finais de Português, Francês e
Inglês dos exames vestibulares desde 1963, 2) nas provas de seleção prévia desde 1965 e 3) na primeira fase do
concurso de provas de 1967

1971 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 19/30 Superior incompleto 1972
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, investigação acerca dos costumes e do conceito corrente
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial, História do Brasil,
Geografia, Direito; provas orais de Francês, Inglês
Observações
Edital oferecia isenção do exame prévio para candidatos aprovados 1) nas provas finais de Português, Francês e
Inglês dos exames vestibulares desde 1963, 2) nas provas de seleção prévia desde 1965 e 3) na primeira fase do
concurso de provas de 1967

1972 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso

179
30 19/30 Superior incompleto 1973
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação Social e Entrevista
Exame Vestibular: provas escritas de Português, Francês, Inglês, História Mundial, História do Brasil,
Geografia, Direito; provas orais de Francês, Inglês
Observações
Edital oferecia isenção do exame prévio para candidatos 1) aprovados nas provas de seleção prévia desde 1969,
contanto que tivessem sido considerados aptos na segunda fase e 2) aprovados nas provas de seleção prévia
desde 1969 não submetidos aos exames e à entrevista da segunda fase

1973 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 19/30 Superior incompleto 1974
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação Social e Entrevista
Exame Vestibular: provas escritas de História Mundial, História do Brasil, Geografia, Direito

1974 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 19/30 Superior incompleto 1975
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Exame de Seleção Prévia: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação Social e Entrevista
Exame Vestibular: provas escritas de História Mundial, História do Brasil, Geografia, Direito

1975 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 19/30 Superior incompleto 1976
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Inglês, opção entre Francês, Alemão ou Espanhol
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica e Entrevista
Exame Vestibular: provas escritas de História Mundial, História do Brasil, Geografia, Direito
Observações
O Exame de Seleção Prévia é substituído pelas Provas Vestibulares Iniciais, as quais também foram aplicadas
nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre

1975 – Concurso Direto


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 19/32 Superior incompleto -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
1ª fase: provas escritas de Português, Francês, Inglês; provas orais de Francês, Inglês

180
2ª fase: Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação Social e Entrevista
3ª fase: provas escritas de Economia, Direito Internacional Público, Direito Internacional Privado, Geografia,
História do Brasil, História Mundial, Direito Civil e Comercial, Direito Constitucional
Observações
A aplicação das provas da 1ª fase estava prevista para as cidades de Brasília, Rio de Janeiro, Recife, Salvador,
Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre; aprovados fariam estágio intensivo de treinamento profissionalizante
no Instituto

1976 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 19/30 Superior incompleto 1977
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Inglês, História do Brasil
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica e Entrevista
Provas Vestibulares Finais: provas escritas de História Mundial, Geografia, Direito

1977 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 19/30 Superior incompleto 1978
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação e Entrevistas
Provas Vestibulares Finais: provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia, Direito
Observações
Fortaleza e Curitiba foram incluídas no rol das cidades em que seriam aplicadas as Provas Vestibulares Iniciais

1977 – Concurso Direto


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 - - -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
1ª fase: provas escritas de Português, Francês, Inglês; provas orais de Francês, Inglês
2ª fase: Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, investigação acerca dos costumes e do conceito
corrente do candidato e entrevista
3ª fase: provas escritas de História Mundial e do Brasil, Economia, Direito Internacional Público e Privado,
Geografia, Direito Civil, Constitucional e Comercial, Ciência Política e Relações Internacionais
Observações
A aplicação das provas da 1ª fase estava prevista para as cidades de Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro, Recife,
Salvador, Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre

1978 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 19/30 Superior incompleto 1979
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação e Entrevistas

181
Provas Vestibulares Finais: provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia, Direit o

1978 – Concurso Direto


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 - - -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
1ª fase: provas escritas e orais de Português, Francês, Inglês
2ª fase: Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, investigação acerca dos costumes e do conceito
corrente do candidato e entrevista
3ª fase: provas escritas de História Mundial e do Brasil, Economia, Direito Internacional Público e Privado,
Geografia, Direito Civil, Constitucional e Comercial, Ciência Política e Relações Internacionais
Observações
Edital previa que os aprovados fariam estágio intensivo de treinamento profissionalizante no Instituto

1979 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
40 19/30 Superior incompleto 1980
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação e Entrevistas
Provas Vestibulares Finais: provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia, Direito

1980 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
40 19/30 Superior incompleto 1981
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação e Entrevistas
Provas Vestibulares Finais: provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do Brasil,
Geografia Geral, Noções de Direito, Noções de Economia
Observações
Manaus e Belém foram incluídas no rol das cidades em que seriam aplicadas as Provas Vestibulares Iniciais

1981 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
40 19/30 Superior incompleto 1982
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação e Entrevistas
Provas Vestibulares Finais: provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do Brasil,
Geografia Geral, Noções de Direito, Noções de Economia

1982 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
40 19/30 Superior incompleto 1983
182
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, Investigação e Entrevistas
Provas Vestibulares Finais: provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do Brasil,
Geografia Geral, Noções de Direito, Noções de Economia

1983 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
40 19/30 Superior incompleto 1984
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, do conceito corrente e de adequação à carreira diplomática
Provas Vestibulares Finais: provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do Brasil,
Geografia Geral, Noções de Direito, Noções de Economia

1984 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
40 19/30 Superior incompleto 1985
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Provas Vestibulares Finais: provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do Brasil,
Geografia Geral, Noções de Direito, Noções de Economia
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica, do conceito corrente e de adequação à carreira diplomática

1985 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 19/30 Superior incompleto 1986
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Provas Vestibulares Finais: 2ª fase - provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do
Brasil; 3ª fase - provas escritas de Geografia Geral, Noções Básicas de Direito, Noções Básicas de Economia
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Observações
Trata-se do primeiro exame vestibular a exigir a conclusão do terceiro ano de curso de nível superior

1986 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
25 19/30 Superior incompleto 1987
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Provas Vestibulares Finais: 2ª fase - provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do
Brasil; 3ª fase - provas escritas de Geografia Geral, Noções de Direito, Noções de Economia, e orais de
Português, Francês, Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Observações

183
Trata-se do primeiro exame vestibular a exigir a conclusão do terceiro ano de curso de nível superior

1987 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 19/30 Superior incompleto 1988
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Provas Vestibulares Finais: 2ª fase - provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Português,
Francês, Inglês; 3ª fase - provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do Brasil; 4ª fase -
provas escritas de Geografia Geral, Noções de Direito, Noções de Economia, e orais de Português, Francês,
Inglês
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Observações
Trata-se do primeiro exame vestibular a oferecer alojamento

1988 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 20/32 Superior incompleto 1989
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Provas Vestibulares Finais: 2ª fase - provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Francês, Inglês;
3ª fase - provas escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do Brasil; 4ª fase - provas escritas de
Geografia Geral, Noções Básicas de Direito, Noções Básicas de Economia
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica

1989 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 20/32 Superior incompleto 1990
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Provas Vestibulares Finais: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Francês, Inglês; provas
escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do Brasil, Geografi a Geral, Noções Básicas de
Direito, Noções Básicas de Economia
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Observações
Florianópolis foi incluída no rol das cidades em que seriam aplicadas as Provas Vestibulares Iniciais

1990 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 20/32 Superior incompleto 1991
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Provas Vestibulares Finais: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Francês, Inglês; provas
escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do Brasil, Geografia Geral, Noções Básicas de
Direito
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
184
1991 – Exame Vestibular
Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 20/32 Superior incompleto 1992
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Provas Vestibulares Iniciais: provas escritas de Português, Francês, Inglês
Provas Vestibulares Finais: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Francês, Inglês; provas
escritas de História do Brasil, História Mundial, Geografia do Brasil, Geografi a Geral, Noções Básicas de
Direito
Exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica

1992 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 20/32 Superior incompleto 1993
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: provas escritas de Português (com Teste de Pré-Seleção), Francês, Inglês
Segunda Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Terceira Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Francês, Inglês; provas escritas de
História, Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia

1993 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 20/32 Superior incompleto 1994 (fevereiro)
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: provas escritas de Português (com Teste de Pré-Seleção), Francês, Inglês
Segunda Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Terceira Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Francês, Inglês; provas escritas de
História, Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia
Observações
Florianópolis é excluída do rol das cidades em que seriam aplicadas as Provas Vestibulares Iniciais

1994 – Exame Vestibular


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 20/32 Superior completo 1994 (agosto)
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção e provas escritas de Português, Inglês
Segunda Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Terceira Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Inglês; provas escritas de Francês,
História, Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia
Observações
Trata-se do primeiro exame vestibular a exigir a conclusão de curso de nível superior
A Primeira Fase seria aplicada nas cidades de Brasília, Campo Grande, Manaus, Belém, Fortaleza, Rio de
Janeiro, Recife, Salvador, Belo Horizonte, São Paulo, Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre, desde que
contassem com pelo menos 40 candidatos cada

185
1995 – Exame Vestibular
Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
35 20/32 Superior completo 1995
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção e provas escritas de Português, Inglês, Francês
Segunda Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Terceira Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Inglês; provas escritas de História,
Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia, Noções de Ciência Política
Observações
A Primeira Fase seria aplicada nas cidades de Brasília, Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Porto
Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo

1996 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 21/35 Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção e provas escritas de Português, Inglês
Segunda Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Terceira Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Inglês; provas escritas de História,
Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia
Observações
Trata-se da primeira edição do CACD, cuja Primeira Fase seria aplicada nas cidades de Brasília, Belém, Belo
Horizonte, Campos Grande, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro,
Salvador e São Paulo

1997 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 21/35 Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: provas escritas de Português, Inglês
Terceira Fase: matrícula para as fases seguintes
Quarta Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Inglês; provas escritas de História,
Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia
Quinta Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Observações
A Primeira e a Segunda Fases seriam aplicadas nas cidades de Brasília, Belém, Belo Horizonte, Campo Grande,
Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória

1998 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
26 21/35 Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: provas escritas de Português, Inglês

186
Terceira Fase: matrícula para as fases seguintes
Quarta Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Inglês; provas escritas de História,
Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia
Quinta Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Observações
Campo Grande foi excluída do rol das cidades em que seriam aplicadas a Primeira e a Segunda Fases

1999 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 n/d Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: provas escritas de Português, Inglês
Terceira Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Inglês; provas escritas de História,
Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia
Quarta Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Quinta Fase: matrícula no PROFA-I
Observações
Vitória foi excluída do rol das cidades em que seriam aplicadas a Primeira e a Segunda Fases

2000 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
24 n/d Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: provas escritas de Português, Inglês
Terceira Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Inglês; provas escritas de História,
Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia
Quarta Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Quinta Fase: matrícula no PROFA-I

2001 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 n/d Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: provas escritas de Português, Inglês
Terceira Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Inglês; provas escritas de História,
Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia
Quarta Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Quinta Fase: matrícula no PROFA-I

2002 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 n/d Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas

187
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: provas escritas de Português, Inglês
Terceira Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Inglês, Português; provas escritas de
História, Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia
Quarta Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Quinta Fase: matrícula no PROFA-I
Observações
Trata-se do primeiro concurso realizado com a colaboração do CESPE/UnB , o que possibilitou a opção de
inscrição do candidato pela Internet. O edital é o primeiro a figurar com reserva de vagas para portadores de
deficiência

2003 (I) – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 n/d Superior completo 2004 (fevereiro)
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: provas escritas de Português, Inglês
Terceira Fase: provas orais de Questões Internacionais Contemporâneas, Inglês, Português; provas escritas de
História, Geografia, Noções de Direito, Noções de Economia
Quarta Fase: exames de Sanidade e Capacidade Física e Psíquica
Quinta Fase: matrícula no PROFA-I
Observações
Trata-se do último concurso em que foram realizadas provas orais ou entrevistas

2003 (II) – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
35 n/d Superior completo 2004 (Julho)
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: provas escritas de Português, Inglês
Terceira Fase: provas escritas de História, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional, Noções de
Economia e Economia Internacional
Quarta Fase: provas escritas de Questões Internacionais Contemporâneas, Espanhol e Francês; provas orais de
Questões Internacionais Contemporâneas, Português e Inglês
Observações
As provas da Primeira à Terceira Fases seriam aplicadas nas cidades de Brasília, Belém, Belo Horizonte,
Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo

2004 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
35 n/d Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: provas escritas de Português, Inglês
Terceira Fase: provas escritas de História, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional, Noções de
188
Economia e Economia Internacional
Quarta Fase: provas escritas de Política Internacional, Espanhol Instrumental, Francês Instrumental; provas
orais de Política Internacional, Inglês, Português
Observações
O edital previa que candidatos com mestrado ou doutorado seriam dispensados do Curso de Formação. Os
exames físico e psíquico deixam de compor, pela primeira vez, fase do concurso, para se tornar etapa prévia à
nomeação como servidor público

2005 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
32 18 Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês, Espanhol/Francês
Observações
Trata-se do primeiro edital a especificar a idade mínima, somente, de ingresso na carreira, de 18 anos, e a aceitar
inscrições apenas pela Internet. Trata-se, também, do primeiro concurso a prever que todas as fases seriam
aplicadas em todas as cidades previstas – Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba,
Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e
Vitória

2006 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
105 18 Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês, Espanhol/Francês
Observações
A edição inaugura série de cinco concursos com oferta de pelo menos 100 vagas. São Luís foi incluída no rol
das cidades em que seriam aplicadas provas

2007 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
105 18 Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Teste de Pré-Seleção
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês, Espanhol/Francês

2008 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso

189
115 18 Superior completo Agosto
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês
Quarta Fase: prova escrita de Língua Estrangeira (Alemão, Árabe, Mandarim, Espanhol, Francês, Japonês,
Russo)
Observações
Trata-se do único concurso a prever prova de língua estrangeira que não o inglês, o francês ou o espanhol , para
além do exame vestibular de 1975, em que se previu a realização de prova de alemão. São Luís foi incluída no
rol das cidades em que seriam aplicadas provas

2009 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
105 18 Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês
Quarta Fase: prova escritas de Espanhol, Francês

2010 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
108 18 Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês
Quarta Fase: prova escritas de Espanhol, Francês

2011 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
26 18 Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês
Quarta Fase: prova escritas de Espanhol, Francês
Observações
Trata-se da primeira edição em que todas as fases seriam aplicadas em todas as capitais

2012 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata

190
Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 18 Superior completo -
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês
Quarta Fase: prova escritas de Espanhol, Francês

2013 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 18 Superior completo Janeiro de 2014
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês
Quarta Fase: prova escritas de Espanhol, Francês

2014 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
18 18 Superior completo Junho de 2014
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês; prova objetiva de Espanhol e Francês

2015 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 18 Superior completo Janeiro de 2016
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês; prova objetiva de Espanhol e Francês
Observações

2016 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 18 Superior completo Janeiro de 2017
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês; prova objetiva de Espanhol e Francês

191
2017 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata
Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
30 18 Superior completo Janeiro de 2018
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: prova escrita de Português
Terceira Fase: provas escritas de História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito Internacional
Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês; prova objetiva de Espanhol e Francês

2018 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
26 18 Superior completo Janeiro de 2019
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: provas escritas de Português, História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito
Internacional Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês; prova objetiva de Espanhol e
Francês

2019 – Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata


Vagas Idade mín./máx. Escolaridade Início do curso
20 18 Superior completo Janeiro de 2020
Formato dos exames, matérias e exigências diversas
Primeira Fase: Prova Objetiva
Segunda Fase: provas escritas de Português, História do Brasil, Geografia, Noções de Direito e Direito
Internacional Público, Noções de Economia, Política Internacional, Inglês; prova objetiva de Espanhol e
Francês

Número de inscritos e de aprovados nos exames vestibulares do


CPCD, nos concursos diretos e no CACD

Ano Inscritos Aprovados 1954 112 17


1946 300 35 1954* 178 11
1947 116 15 1955 128 19
1948 119 20 1955* 92 20
1949 83 12 1956 162 27
1950 159 12 1957 181 19
1951 84 8 1958 186 14
1952 110 26 1959 344 15
1953 96 18 1960 304 19

192
1961 315 22 1986 661 15
1987 554 11
1962 277 20
1988 779 13
1962* 229 11 1989 1.098 24
1963 249 13 1990 659 21
1991 955 22
1964 375 19
1992 757 22
1965 393 28 1993 633 23
1966 414 27 1994 850 29
1995 545 24
1967 330 33
1996** 2.358 35
1967* 170 31 1997 2.078 30
1968 266 22 1998 1.798 25
1999 2.556 20
1969 297 57
2000 2.410 25
1970 175 15 2001 3.097 32
1971 260 19 2002 3.080 27
1972 270 20 2003 I 5.791 39
2003 II 2.660 23
1973 196 23 2004 2.800 29
1974 238 12 2005 6.635 30
1975 240 34 2006 6.308 100
2007 8.667 101
1975* 293 26 2008 8.228 115
1976 490 20 2009 9.196 109
1977* 181 13 2010 8.869 108
2011 7.180 26
1977 665 32
2012 6.423 30
1978* 204 10
2013 6.492 30
1978 797 52
2014 4.151 18
1979 974 33
1980 918 36 2015 6.003 30
2016 4.925 30
1981 1.194 37
2017 5.939 30
1982 1.428 35
2018 5.294 26
1983 797 34
2019 6.411 20
1984 914 44
Total 154.036 2.397
1985 893 20

193
Normas que regem o funcionamento do Instituto

Disponíveis pelo link do IRBR: http://www.institutoriobranco.itamaraty.gov.br/legislação

Atos de fundação e normas de regência:

DECRETO-LEI Nº 7.473, DE 18 DE ABRIL DE 1945. Dispõe sobre a criação do Instituto Rio Branco e dá
outras providências.

DECRETO-LEI Nº 8.461, DE 26 DE DEZEMBRO DE 1945. Dá nova redação ao Decreto-lei nº 7.473, de 18


de abril de 1945, que dispõe sobre a criação do Instituto Rio Branco.

DECRETO-LEI Nº 9.032, DE 6 DE MARÇO DE 1946. Dispõe sobre o ingresso na carreira de Diplomata e o


aperfeiçoamento de funcionários da referida carreira, e dá outras providências.

PORTARIA Nº 919, DE 19 DE SETEMBRO DE 2019 Regulamento do Instituto Rio Branco.

PORTARIA Nº 961, DE 4 DE OUTUBRO DE 2019. Regulamento do Curso de Formação de Diplomatas.

PORTARIA Nº 23, DE 21 DE JANEIRO DE 2020. Regulamento do Curso de Aperfeiçoamento de


Diplomatas.

PORTARIA Nº 157, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2018. Regulamento do Curso de Altos Estudos.

Normas correlatas:

LEI Nº 11.440, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006, artigos 35 e 36. Lei do Serviço Exterior.

DECRETO 9.683, DE 9 DE JANEIRO DE 2019. Estrutura Regimental do Ministério das Relações Exteriores.

DECRETO Nº 10.021, DE 17 DE SETEMBRO DE 2019. Altera dispositivos do Decreto 9.683/19.

PORTARIA Nº 212, DE 30 DE ABRIL DE 2008, Anexo Único, artigos de 235 a 245. Regimento Interno da
Secretaria de Estado das Relações Exteriores.

194