Você está na página 1de 14

PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 1 de 14

REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

1 – OBJETIVO:
Garantir que os serviços sejam executados dentro das observações das Normas e
Regulamento. Afim de evitar qualquer risco à segurança e saúde dos
colaboradores,integridade dos equipamentos e propriedades ou danos ao meio
ambiente.Preservar a integridade física dos empregados e do patrimônio da
VM,quanto a aplicação de Normas Regulamentadoras e procedimentos executados.
.
2 - APLICAÇÃO:
Contrato N°022/10 referente ao Gasoduto da PQS.

3.3 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO


A Contratada deve possuir equipamentos de combate a incêndio (extintores) em
todos os seus veículos e em suas dependências, de acordo com a área e o risco de
fogo. Os extintores devem ser inspecionados periodicamente, recarregados e
submetidos a testes hidrostáticos a cada 05 (cinco) anos a partir da data de
fabricação destes.As normas de proteção contra incêndio estão prescritas na NR
23, da Portaria 3214/MTb de 08/06/78.

3.4 - EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL

É todo dispositivo de uso individual destinado a proteger a integridade física do


trabalhador, conforme estabelecido na NR 06 da Portaria 3.214 de 08/06/78.
O Equipamento de Proteção Individual deve ser o último recurso utilizado pela
empresa para controle de um risco, devendo antes de adotá-lo, tentar corrigir as
condições não padronizadas com adoção de proteções coletivas seguras.
A Contratada, de acordo com a NR-6, deve fornecer gratuitamente aos seus
empregados os EPI´s necessários e adequados à execução dos serviços com
segurança bem como exigir o seu uso , substituí-los quando danificados ou
extraviados e fazer a sua manutenção e higienização periódica.
CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 2 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

Todo EPI deve possuir o C.A. ( Certificado de Aprovação), emitido pelo Ministério do
Trabalho, que deve estar gravado de forma indelével em seu corpo.

3.4.1 - OBRIGAÇÃO DOS TRABALHADORES

a) Usar os Equipamentos de Proteção Individual apenas para a finalidade a que


se destina;

b) Responsabilizar-se pela sua guarda e conservação, bem como executar


inspeção diária, solicitando reposição do EPI quando este estiver impróprio
para o uso;

c) A não observância ao uso dos E.P.I’s; poderá acarretar ao trabalhador as


seguintes punições (ART. 482 - C.L.T.):

Primeira vez - advertência


Segunda vez - suspensão
Terceira vez - demissão por justa causa

3.4.2 -OBRIGAÇÃO DO EMPREGADOR

a) Adquirir o tipo adequado de EPI à atividade do empregado;


b) Treinamento do empregado quanto ao uso correto do EPI;
c) Tornar obrigatório o seu uso adotando política de conseqüências descrita
no sub-item 3.4;
d) Substituir os equipamentos inservíveis à finalidade a que se destinam;
e) Proporcionar meios para a realização de testes e manutenção periódica
dos EPI´s.

3.4.3 – UNIFORME
O uniforme utilizado pelos empregados deverá conter identidade visual da VM
Engenharia Ltda, à serviço da Copergás.
CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 3 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

3.5 – EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO COLETIVA – EPC


(FERRAMENTAS E MATERIAIS)
3.5.1- A Contratada deve fornecer todos os equipamentos necessários à execução
dos serviços de forma segura.
É obrigatório o fornecimento dos seguintes equipamentos:
- Cerquite;
- Tapumes;
- Cones de sinalização;
- Sinalização noturna;
- Equipamentos para sinalizar e isolar áreas
- Escadas
- Extintores

3.6-COMUNICAÇÃO DE ACIDENTES
Quando da ocorrência de acidentes com lesões pessoais ou fatais, a VM
Engenharia deverá adotar o seguinte procedimento:

Providenciar a Comunicação de Acidente do Trabalho - CAT e registrá-la no posto


do INSS.
Informar do ocorrido à Copergás,para as devidas providências;
Fazer a investigação do análise do acidente.Tais como a árvore das causas..

3.07 -INICIO DE ATIVIDADE


Antes do início das atividades,conhecer os locais típicos de trabalho, acompanhado
por um profissional da área de Segurança,ou seja Técnico de segurança ou
Engenheiro de seguançs do trabalho.

CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 4 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

Todos os funcionários recém-admitidos da VM Engenharia deverão receber


treinamento de integração, antes de iniciar suas atividades,devendo este ser
registrado em livro próprio.

3.08 -TRANSPORTE DE PESSOAL


O transporte de pessoal deverá ser em veículo apropriado, respeitando a limitação
do mesmo.
Fica expressamente proibido o transporte de pessoal na carroceria de caminhões,
camionetes, máquinas em geral, etc.

3.09 -PREVENÇÃO DE ACIDENTES NO TRÂNSITO


Direção defensiva é dirigir com objetivo de prevenir acidentes, atento às ações
incorretas de outros motoristas e das possíveis condições adversas da pista e do
tempo. Trata-se da prática de dirigir com segurança, reduzindo a possibilidade de
ser envolvido em acidentes de trânsito.

Dicas de Segurança:
Conheça as leis do trânsito.
Use sempre cinto de segurança.
Conheça detalhadamente o veículo.
Mantenha seu veículo sempre em boas condições de funcionamento.
Faça a previsão da possibilidade de acidentes e seja capaz de evitá-los.
Tome decisões corretas com rapidez nas situações de perigo.
Não aceite desafios e provocações.
Não dirija cansado, sob efeito de álcool e drogas.

4 – CONDIÇÕES ESPECÍFICAS

4.1 - CONDIÇÕES BÁSICAS

As empresas contratadas devem atender integralmente a três condições relativas


a:
CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 5 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

4.1.1 - Capacitação da mão de obra


4.1.2 - Qualidade da mão de obra
4.1.3 - Plano de Segurança e Saúde

4.2 - CAPACITAÇÃO DA MÃO DE OBRA

a) Todos empregados que exercem função em área de risco,devem estar


qualificados de acordo com o que dispõe a NR-(Norma regulamentadora),de acordo
com a Portaria 3214/MTb/78.
b) Os cursos de capacitação devem atender integralmente aos programas
mínimos estabelecidos,de forma a capacitar os empregados de acordo com as
atividades que irão desenvolver.
c) Todos empregados devem possuir, no mínimo, os seguintes cursos de
acordo com as atividades que irão desempenhar:

1) FUNÇÃO: Ajudante
CARACTERÍSTICA : Executar atividades auxiliares dentro das diversas áreas de
atuação.
RISCOS: Acidente,ergonômico e físico.
2) FUNÇÃO: Pedreiro
CARACTERÍSTICA: Reveste obras de alvenaria de pedra, tijolo ou de outros
materiais através da utilização de diversas argamassa.
RISCOS:Acidente,ergonômico,químico e físico.
3) FUNÇÃO: Operador de Muck
CARACTERÍSTICA:Operar caminhão munck em transporte de peças e tubos de aço
em geral patolando o munck para içamento de peças..
CAPACITAÇÃO: Curso “habilitação em direção defensiva.
Curso e certificado de Muck.
RISCOS: Acidente,ergonômico e físico.
4) FUNÇÃO: Encarregado de equipe e encarregado geral
CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 6 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

CARACTERÍSTICA: Executar atividades de supervisão de equipes


RISCOS:Acidente,ergonômico,químico e físico.
5) FUNÇÃO: Motorista de caminhão
CARACTERÍSTICA: Dirigir veículos que normalmente estão
equipados com, escadas, materiais e
ferramentas.
CAPACITAÇÃO: Curso de segurança no trânsito.
Carteira Nacional de Habilitação.
RISCOS:Acidente,ergonômico.
6) FUNÇÃO: Soldador
CARACTERÍSTICA:Executa soldagem em diversas posições, regulagem dos
parâmetros de soldagem, controle do ângulo de trabalho, leitura e interpretação das
simbologias de soldagem, conhecimento também dos materiais de adição e dos
materiais de base.
RISCOS:Acidente,ergonômico,químico e físico.
7) FUNÇÃO: Lixador
CARACTERÍSTICA: Executar lixamento e preparação de pintura.
RISCOS:Acidente,ergonômico,químico e físico.
8) FUNÇÃO: Revestidor
CARACTERÍSTICA: Preparar, regular e operar.
RISCOS:Acidente,ergonômico,químico e físico.

d) Anualmente, todos os empregados que executam atividades em área de


risco, devem ter treinamento quanto a sua respectivas atividades de 10 a 15
minutos DDSMS (diálogo diário de segurança meio ambiente e saúde),através dos
temas como ex.Prevenção Contra a AIDS,Prevenção da dengue,Prevenção contra
acidente do trabalho,riscos da atividade a ser executada etc.
9) FUNÇÃO: Inspetor de Solda
CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 7 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

CARACTERÍSTICA: é contribuir para a garantia da qualidade que utilizam a


soldagem como processo de fabricação e montagem.
RISCOS:Acidente,ergonômico,químico e físico.
10) FUNÇÃO: Inspetor de Dutos
CARACTERÍSTICA: é desempenhar tarefas relacionadas a construção e montagem
de dutos terrestres e seus complementos e noções de reabilitação de dutos em
operação.
RISCOS:Acidente,ergonômico,químico e físico.
11) FUNÇÃO: Técnico de segurança
CARACTERÍSTICA:é determinar fatores e riscos de acidentes; estabelece normas e
dispositivos de segurança, sugerindo eventuais modificações nos equipamentos e
instalações e verificando sua observância, para prevenir acidentes;:
RISCOS:Acidente,ergonômico,químico e físico.
12) FUNÇÃO: Engenheiro de Obra
CARACTERÍSTICA: adicionar práticas de gestão e relacionamento humano e
atendimento a clientes, projetistas, fornecedores
RISCOS:Acidente,ergonômico,químico e físico.

5- Estatística Mensal de Acidentes


Nossa estatística de acidente vai ser de acordo com a tabela da OIT
(Organizacional Internacional do Trabalho).

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT


Taxa de Gravidade Até 500 - Muito bom Taxa de freqüência Até 20- Muito bom
Dias perdidos De 501 - 1000 - Boa N° de acidentes De 20,01 – Bom
De 1001 – 2000 - Regular De 40,01 a 60 – Regular
Acima de 2000 - Péssimo Acima de 60 - Péssima

CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 8 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

COMO SÃO CALCULADAS AS TAXAS DE FREQUÊNCIA E DE GRAVIDADE NA


OBRA DA PETROQUÍMICA SUAPE - PQS:

Acidente do Trabalho é aquele que pode ocorrer pelo exercício do trabalho, a


serviço da empresa, provocando lesão corporal, perturbação funcional ou doença
que cause morte ou perda ou redução permanente ou temporária da capacidade
para o trabalho; isto diz respeito também à causa que, não sendo a única, tenha
contribuído para o resultado; pode ocorrer no local de trabalho, a serviço da
empresa e nos intervalos ou a caminho. Equipara-se ao acidente do trabalho a
doença profissional e a doença do trabalho.

Como complemento aos aspectos conceituais citados abaixo, é fundamental


importância a leitura da norma técnica da ABNT NBR 14.280 (Cadastro de
Acidentes); a fixação destes conceitos ajudará no preenchimento dos QUADROS III,
IV, V e VI constantes no anexo desta NR.

a. Acidente pessoal: É aquele cuja caracterização depende de existir acidentado


cuja conseqüência será a lesão do trabalhador envolvido;

b. Acidente de trajeto: É o acidente sofrido pelo empregado no percurso da


residência para o trabalho ou deste para aquela;

c. Acidente impessoal; É aquele cuja caracterização independe de existir acidentado


de ocorrência eventual que resultou ou poderia ter resultado de lesão pessoal;

d. Acidentado: É o trabalhador vítima de acidente;

e. Lesão imediata: É a lesão que se verifica imediatamente após a ocorrência do


acidente;

CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 9 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

f. Lesão mediata (tardia): É a lesão que não s verifica imediatamente após a


exposição à fonte da lesão; caso seja caracterizado o nexo causal, isto é, a relação
da doença com o trabalho, ficará caracterizado como doença ocupacional, e, neste
caso, admite-se a preexistência de uma "ocorrência ou exposição contínua ou
intermitente", de natureza acidental, sendo registrada como acidente de trabalho,
nas estatísticas de acidentes;

g. Incapacidade permanente total: É a perda total de capacidade de trabalho, em


caráter permanente, exclusive a morte; esta incapacidade corresponde à lesão que,
não provocando a morte, impossibilita o acidentado, permanentemente, de exercer
ocupação remunerada ou da qual decorre a perda total do uso dos seguintes
elementos:

• ambos os olhos;
• um olho e uma das mãos;
• um olho e um pé;
• ambas as mãos ou ambos os pés ou uma das mãos e um pé;
h. Incapacidade permanente parcial: É a redução parcial da capacidade de trabalho,
em caráter permanente;

i. Incapacidade temporária total: É a perda total da capacidade de trabalho de que


resulte um ou mais dias perdidos, executados a morte, a incapacidade permanente
parcial e a incapacidade permanente total;

j. Acidente com perda de tempo ou lesão incapacitante: É o acidente pessoal que


impede o trabalhador de retornar ao trabalho no dia útil imediato ao do acidente de
que resulte incapacidade permanente. Este tipo de lesão pode provocar morte,
incapacidade;

CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 10 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

k. Acidente sem perda de tempo (sem afastamento): É o acidente pessoal cuja


lesão não impede que o trabalhador retorne ao trabalho no dia imediato ao do
acidente, desde que não haja lesão incapacitante;

l. Morte (óbito): Cessação da capacidade de trabalho pela perda de vida,


independente do tempo decorrido desde a lesão;

m. Dias perdidos (Dp): São os dias de afastamento de cada acidentado, contados a


partir do primeiro dia de afastamento até o dia anterior ao do dia de retorno ao
trabalho., segundo a orientação médica;

n. Dias debitados (Dp) (ou dias a debitar): São os dias que devem ser debitados
devido à morte ou incapacidade permanente, total ou parcial. No caso de morte ou
incapacidade permanente total, devem ser debitados 6.000 (seis mil) dias; por
incapacidade permanente parcial, os dias a serem debitados devem ser retirados da
norma brasileira ABNT NBR 14.280 (Cadastro de Acidentes), mesmo que os dias
efetivamente perdidos seja maior do que o número de dias a debitar ou até mesmo
quando não haja dias perdidos;

Taxa de freqüência (F): É o número de acidentes ou acidentados (com e sem lesão)


por milhão de horas-homem de exposição ao risco, em determinado período. É
calculada pela fórmula:

F = N x 1.000.000
H

CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 11 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

Onde: N = número de acidentados


H = homens-hora de exposição ao risco
1.000.000 = um milhão de horas de exposição ao risco.

Taxa de gravidade (G): É o tempo computado por milhão de horas-homem de


exposição ao risco. Deve ser expressa em números inteiros e calculadas pela
fórmula:

G = T x 1.000.000
H

Onde: T = tempo computado (dias perdidos + dias debitados);


H = homens-hora de exposição ao risco;
1.000.000 = um milhão de horas de exposição ao risco

O Mapa de riscos tem como objetivos:

• reunir as informações necessárias para estabelecer o diagnóstico da situação


de segurança e saúde no trabalho na empresa;
• possibilitar, durante a sua elaboração, a troca e divulgação de informações
entre os trabalhadores, bem como estimular sua participação nas atividades
de prevenção.

Etapas de elaboração:
1. Conhecer o processo de trabalho no local analisado: os
trabalhadores: número, sexo, idade, treinamentos profissionais
e de segurança e saúde, jornada; os instrumentos e materiais
de trabalho; as atividades exercidas; o ambiente.

CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 12 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

2. Identificar os riscos existentes no local analisado.

3. Identificar as medidas preventivas existentes e sua eficácia.


Medidas de proteção coletiva; medidas de organização do
trabalho; medidas de proteção individual; medidas de higiene e
conforto: banheiro, lavatórios, vestiários, armários, bebedouro,
refeitório, área de lazer.

4. E em caso de acidentes,acionar o corpo de bombeiro 190,SAMU


192 e o Hospitais mais próximo como por ex:Hospital São
Sebastião,fica localizado no Cabo de Santo Agostinho fone:
3521-0081, Hospital Dom Helder Câmara fone:3183-2059.

5. Será feita inspeção de segurança em todos os equipamentos e


ferramentas,máquinas veículos e etc,cuidando assim da
segurança,saúde,integridade física do colaborador.

6. Mencionar que o controle ,Supervisão e o acompanhamento do


plano,são de responsabilidade da Empresa Contratante que
será assessorada pelo seu próprio profissional de SMS.

Antes da execução da Obra,foram realizados treinamentos com


vários assuntos abordados.EX

ATA DE TREINAMENTO

SETOR/SEÇÃO: _________________________________________________________

ASSUNTO(S) ABORDADO(S)
1. Equipamento de Proteção Individual – EPI (conforme item 6.7 e 6.8 da Norma Regulamentadora nº 6)
Cabe ao empregador quanto ao EPI:
 Adquirir o adequado ao risco de cada atividade;
 Exigir seu uso;
 Fornecer ao trabalhador somente o aprovado pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho;
 Orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;
CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 13 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

 Substituir imediatamente, quando danificado ou extraviado;


 Responsabilizar-se pela higienização e manutenção periódica; e,
 Comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada.
Cabe ao empregado quanto ao EPI:
 Usar, utilizando-o apenas para a finalidade a que se destina;
 Responsabilizar-se pela guarda e conservação;
 Comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne impróprio para uso; e,
 Cumprir as determinações do empregador sobre o uso adequado;
2. De acordo com o Art. 462 da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, nos casos de perda, dano ou extravio dos EPI’s fornecidos, o
colaborador será responsável por restituir à empresa o valor equivalente do(s) referido(s) equipamento(s). Vale ressaltar que a não
apresentação dos EPI’s anteriormente fornecidos pela empresa no momento da reposição, também serão considerados para fins de
desconto;
3. Aqueles que não tiverem suas respectivas proteções devidamente adequadas aos riscos que estejam expostos devem de imediato
procurar o departamento de Segurança do Trabalho para que sejam tomadas as providências cabíveis;

PROGRAMA DE COLETA SELETIVA

Com o objetivo de reduzir o crescente impacto ambiental associados a


extração,geração,beneficiamento,transporte ,tratamento e destinação final de
matérias- primas,provocando lixões e aterros sanitários,as campanhas de
educação ambiental,providas de um sistema de identificação de fácil
visualização.

Os resíduos deve ser destinados para Empresas devidamente licenciadas


pelo Órgão Ambiental.

-Deve ser feito de forma separada evitando a possibilidade de mistura entre


os resíduos.

-O local de armazenamento de resíduos deve possuir sinalização de


segurança e identificação dos resíduos armazenados e devem ser colocados
em sacos,tambores e cônteiners,coletores de resíduos identificados por
cores de acordo com o CONAMA n° 275 de 25 de Abril de 2001.

CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.
PROCEDIMENTO EXECUTIVO Página 14 de 14
REVISÃO
Plano de Segurança Meio Ambiente e DATA
Saúde(SMS) IDENTIFICAÇÃO
PE-14

CONTROLE DA REVISÃO
rev. data elaboração Verificação Aprovação

Annecleide
01 29/12/10
Eng. Romildo Figueiredo
SMS Eng.Residente
Fiscalização
VM ENGENHARIA LTDA. VM ENGENHARIA LTDA.