Você está na página 1de 97

EMENTA

MÓDULO HERA

SUMÁRIO

DISCIPLINA
PÁGINA

Direito Internacional
Direito Interno
Economia
Geografia
História Mundial
Língua Inglesa
Língua Portuguesa
Política Internacional

2
DISCIPLINA: DIREITO INTERNACIONAL
Docente: Guilherme Bystronski

Aula 01 - Introdução ao Direito Internacional. Denominação. Definição. Caráter


jurídico do DI

 Objetivo da Aula
 Apresentar a disciplina.
 Discutir as origens da expressão “Direito Internacional”.
 Constatar o caráter jurídico (e não meramente moral) das normas internacionais.

Ponto do Edital Abordado: 1

Leituras Obrigatórias
Celso – Capítulos I, II e III (recomendado)
Guido – Capítulo 1
Accioly – Introdução, Definição e Denominação (logo no início), e Capítulo 8
Rezek – Introdução (parágrafo 1)

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Capítulo 1
Mazzuoli – Capítulo I da Parte I
Portela – Parágrafos 1 a 4 e 6 do Capítulo 1 da Parte I

Leituras complementares em língua estrangeira


Abass – Chapter 1

Aula 02 - Fundamento de validade material do DI. Relações entre o DI e o direito


interno: dualismo e monismo

 Objetivo da Aula
 Examinar as doutrinas que estudam os elementos que explicar iam a
obrigatoriedade do DI.
 Analisar as teorias que se dedicaram a
 examinar as relações entre o DI e o Direito interno.

Ponto do Edital Abordado: 1.1

Leituras Obrigatórias
Celso – Capítulos IV e V (recomendado)
Guido – Capítulos 3 e 4.
Accioly – Parágrafos 1.2 e 1.5
Rezek – Introdução (parágrafos 2 e 3).

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Capítulo 1.
Mazzuoli – Capítulos II e III da Parte I
Portela – Parágrafos 5 e 8 do Capítulo 1 da Parte I

Leituras complementares em língua estrangeira


Abass - Chapter 1

Aula 03 - Direito Internacional Público e Direito Interna cional Privado: co nflito de


jurisdições e de leis

 Objetivo da Aula
 Ressaltar as diferenças existentes entre o DI Público e o DI Privado.
 Apresentar as principais características do D I Privado, com enfoque na
relevância das normas da atual LINDB (antiga LICC).

Ponto do Edital Abordado: 1.1

Leituras Obrigatórias:
Celso – Capítulo II (ponto 14)
Guido – Não aborda.
Accioly – Não aborda
Rezek – Não aborda

Leituras Avançadas
Dolinger – Capítulo X (recomendado)
Amaral Júnior – Capítulo 1
Mazzuoli – Não aborda
Portela – Parágrafo 7 do Capítulo 1 da Parte I

Aula 04 - Sujeitos de DI. Personalidade jurídica internacional. Capacidades


internacionais titularizadas pelos Estados.

 Objetivo da Aula
 Fornecer os conceitos de sujeito de DI e personalidade jurídica internacional, e
explicar como os sujeitos de DI não são idênticos em sua natureza e extensão
dos seus direitos e obrigações internacionais.

Ponto do E dital Abordado: 3

Leituras Obrigatórias:
Celso – Capítulo XV.
Guido – Capítulo 7 e Parágrafo 7.1 (recomendado)
Accioly – P arágrafo 1.6
Rezek – Parágrafo 83

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Parágrafo 3. 1
Mazzuoli – Parágrafos 1, 2, 3 e 4 do Capítulo I da Parte II
Portela – Parágrafo 1 do Capítulo IV

Leitura complementar em língua estrangeira


Cassese – Chapter s 3 and 4

Aula 05 - Sujeitos de DI. Organizações internacionais. Indivíduos.

 Objetivo da Aula
 Definir os elementos constitutivos de uma organização internacional.
 Explicar como as organizações internacionais e os indivíduos podem adquirir
direitos e obrigações internacionais, e quais são os limites desses últimos.

Pontos do Edital Abordados: 3, 3.8, 3.9, 3.11

Leituras Obrigatórias
Celso – Capítulo XXIV e parágrafos 308 a 311 (sem os subparágrafos) do Capítulo X
XIX.
Guido – Parágrafos 7. 2 e 7.3 (recomendado)
Accioly – Parágrafo 1.6
Rezek – Parágrafos 84 a 87, e 154 a 169

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Capítulos 3.3 e 3.4.
Mazzuoli – Parágrafos 4 e 8 do Capítulo I da Parte II, e Seção I do Capítulo III da Parte
II
Portela – P arágrafos 3 e 5 do Capítul o IV, e parágrafo 1 do Capítulo VII da Parte I.

Leitura complementar em língua estrangeir a - Cassese – Chapter s 3 and 4

Aula 06 - Sujeitos de DI. Situações particulares: (1) Est ado s-membros de uma
federação ; (2) Movimentos de libertação nacional; (3) Comunidades beligerantes e
insurgentes; (4) Entidades sui generis (Santa Sé, Taiwan, Comitê Internacional da Cru
z Vermelha).

 Objetivo da Aula
Analisar a existência de sujeitos de DI que não possuem algumas características
normalmente encontradas nos Estados e nas organizações internacionais. Entre outros
debates, apresentar as posições acerca da personalidade jurídica internacional da Santa
Sé e do Vaticano.

Pontos do Edital Abordados: 3, 3.10

Leituras Obrigatórias
Celso – Capítulo XXIII (recomendado)
Guido – Parágrafo 7.4
Accioly – Parágrafo 1.6 e Subparágrafo 2.3.2
Rezek – Parágrafos 146 a 151

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Não aborda.
Mazzuoli – Parágrafos 5, 6, 7 e 9 do Capítulo I da Parte II
Portela – Parágrafos 4, 6. 7 e 8 do Capítulo IV da P arte I

Leitura complementar em língua estrangeira


Cassese – Chapter s 3 and 4.

Aula 07 - Fontes do DI. Artigo 38 d o Esta tuto da Corte Internacional de Justiça. Novas
fontes do DI. Solução de conflitos entre a s fontes do DI. Tratados: introdução.

 Objetivo da Aula
Discorrer sobre a relevância das fontes do DI na identificação das normas
internacionais. Explicar onde essas fontes podem ser localizadas, e se existe hierarquia
entre elas. Abordar o conceito de tratado no atual DI.

Pontos do Edital Abordados: 2, 2.1

Leituras Obrigatórias
Celso – Capítulo VIII e parágrafos 74 e 75 do Capítulo IX (recomendado)
Guido – Capítulo 4 e parágrafo 4. 1
Accioly – Parágrafo 1.3 e subparágrafo 1.3.2.1
Rezek – Parágrafos 5 a 9

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Parágrafos 2.1, 2.2, e 2.3 (pontos 2.3. 1 e 2.3.2) do Capítulo 2
Mazzuoli – Seção I (menos os parágrafos 5 e 6) do Capítulo IV da Parte I
Portela – Parágrafos 1 a 3 do Capítulo II

Leitura complementar em língua estrangeira


Thirlway (in EVANS, Malcolm) – Chapter 4

Aula 08 - Tratados. Convenção de Viena sobre o Direito dos Tratados. Representantes


de um Estado. A gênese de um tratado. Necessidade de aprovação parlamentar.

 Objetivo da Aula
Examinar as principais disposições da Convenção de Viena no que se refere ao processo
de criação de um tratado. Verificar as hipóteses em que o nosso Congresso Nacional é
chamado a se manifestar para que possamos participar em um tratado.

Ponto do Edital Abordado: 2.1


Leituras Obrigatórias
Celso – Capítulo IX (Parágrafos 76 a 88)
Guido – Parágrafo 4.1 do Capítulo 4
Accioly – Subparágrafos 1.3.2.2, 1.3.2.4 e 1.3. 2.5
Rezek – Parágrafos 10 a 34, 37 e 38 (recomendado)

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Subparágrafos 2.3.1 a 2.3.5 do Capítulo 2
Mazzuoli – Seções I (Parágrafos 1 a 9 e 12) e III (Parágrafos 1 a 5) do Capítulo V da
Parte I
Portela – Parágrafos 1 a 7, 9, e Subparágrafos 13.2 e 13.3 do Capítulo III da Parte I

Leitura complementar em língua estrangeira


Aust – Chapters 1-7, 9 and 19

Aula 09 - A incorporação de tratados ao Direito interno brasileiro. Hierarquia dos


tratados incorporados ao nosso Direito brasileiro. Reservas e declarações interpretativas
(“understandings”). Denúncia de um tratado. Posição brasileira.

 Objetivo da Aula
Explicar quais são as etapas que precisam ser percorridas para que tratados possuam
vigência interna no Brasil. Analisar como conflitos entre tratados e nosso direito
interno são solucionados à luz da jurisprudência do STF. Mencionar os requisitos para a
retirada unilateral de um tratado.

Pontos do Edital Abordados: 1. 1, 2.1

Leituras Obrigatórias
Celso – Capítulo IX (Parágrafos 89 a 94)
Guido – Parágrafo 4.1 do Capítulo 4
Accioly – Não aborda.
Rezek – Parágrafos 35, 39, 40, e 49 a 53 (recomendado)

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Subparágrafos 2.3.6 e 2.3. 10 do Capítulo 2
Mazzuoli – Seções I (Parágrafos 10, 11 e 22), III (Parágrafos 6 a 8), IV e V do Capítulo
V da P ar te I
Portela – Parágrafos 11 e 14, Subparágrafos 12.1.1, 13.1 e 13.4 do Capítulo III da
Parte I, e Capítulo VI da Par te III

Leitura complementar em língua estrangeira


Aust – Chapter s 8, 10 and 16

Aula 10 - Validade de um tratado. Nulidade relativa e nulidade absoluta. Extinção e


suspensão de u m tratado. Depositário de u m tratado.

 Objetivo da Aula
Abordar quais são as hipóteses que permitem a nulidade, a extinção e a suspensão de
um tratado segundo a Convenção de Viena sobre o Direito dos Tratados. Explicar a
função desempenhada pelo depositário.

Ponto do Edital Abordado: 2.1

Leituras Obrigatórias
Celso – Capítulo IX (Parágrafos 95 a 99)
Guido – Parágrafo 4.1 do Capítulo 4
Accioly – Subparágrafos 1.3.2.3, e 1.3.2.6 a 1.3.2.8
Rezek – Parágrafos 36 a 38, 41 a 48, e 54 (recomendado).

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Subparágrafos 2.3.7 a 2.3.9, e 2. 3.11 a 2.3.15 o Capítulo 2
Mazzuoli – Seção I (Parágrafos 13 a 21 e 23 a 24) do Capítulo V da Parte I
Portela – Parágrafos 8, 10 e 12 do Capítulo III da Parte I

Leitura complementar em língua estrangeira - Aust – Chapters 13, 17 and 18

Aula 11 - Costume internacional. Princípios gerais de direito.

 Objetivo da Aula
Fornecer definição do que constitui o costume internacional, e examinar quais são os
elementos necessários à sua formação.
Analisar a relevância dos princípios gerais de direito no atual DI, e distingui-los dos
princípios gerais do direito e do DI.

Ponto do Edital Abordado: 2.1

Leituras Obrigatórias
Celso – Capítulos X e XII
Guido – Parágrafos 4.2 e 4.3 (recomendado)
Accioly – Parágrafos 1.3.1 e 1.3.3
Rezek – Parágrafos 56 a 70

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Parágrafos 2.4 e 2.5
Mazzuoli – Parágrafos 5 e 6 da Seção I do Capítulo IV da Parte I
Portela – Parágrafos 4, 7 e 8 do Capítulo II da Parte I

Leitura complementar em língua estrangeira


Akehurst – Chapter 3

Aula 12 - Jurisprudência e doutrina como meios/fontes subsidiárias. Atos unilaterais dos


Estado s. Decisões das organizações internacionais. Jus cogens (norma s imperativas de
DI geral).
 Objetivo da Aula
Expor a relevância em particular da jurisprudência como instrumento que nos ajuda a
constatar e interpretar as normas internacionais. Apresentar os atos unilaterais dos
Estados e decisões das organizações internacionais com as novas fontes do DI,
explicando os requisitos para que possam criar novas normas internacionais. Aduzir o
conceito de jus cogens no atual DI, e fornecer exemplos de normas que assim podem ser
rotuladas.

Pontos do Edital Abordados: 2. 2, 2.3, 2.4

Leituras Obrigatórias
Celso – Capítulos XI, XII e XIII.
Guido – Parágrafos 4. 4 a 4.6, e capítulos 5 e 6 (recomendado)
Accioly – Parágrafos 1.3.4 a 1.3.8.
Rezek – Parágrafos 55, e 71 a 82.

Leituras Complementares
Amaral Júnior – Parágrafos 2.3.16, e 2.6 a 2.10
Mazzuoli – Seção II do Capítulo IV da Par te I
Portela – Parágrafos 5, 6, e 9 a 14 do Capítul o II da Par te I

Leitura complementar em língua estrangeira


Akehurst – Chapter 3

Aula 13 - Esta dos. Elemen tos constitutivos de um Esta do. Artigo 1º da Convenção de
Montev idéu de 1933 sobre os
Direitos e Devere s dos Estados. Pop ulação permanente. Território d efinido. Governo
(ef etivo). Cap acidade d e
estabelecer relações com outros p aíses ( independência)

 Objetivo da Aula
Investigar os requisitos necessários à existência de um Estado segundo o atual
DI. Analisar o significado de uma população
permanente, de um território defini do, de um governo, e da capacidade de estabelecer
relações com outros países.

Pontos do Edital Abordados: 3. 1, 3.2

Leituras Obrigatór ias


Celso – Capítulos XVI e XIX (recomendado)
Guido – Parágrafo 7.1 do capítul o 7
Accioly – P arágrafo 2 e Subparágrafos 2.1, e 2.2
Rezek – Parágrafos 88 a 91 e 101 a 102

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Parágrafo 3. 2.
Mazzuoli – Seções I (pontos 1, 2, e 5) e III do Capítul o II da Parte II.
Portela – P arágrafos 1, 2, 3, 6 e 8 do Capítulo V da Parte I.

Leitura compl ementar em língua estrangeira


Crawford – Chapter 2

Aula 14 - Nacionalidade no DI. Hipóteses de a quisição e perda da nacionalid ade


brasileira segu ndo a CF/88.

 Objetivo da Aula
Fornecer conceito de nacionalidade segundo o DI, e diferenciá-lo daquele
referente à cidadani a. Explanar os casos em que a
nacionalidade pode ser considerada inválida segundo o DI. Aduzir as hipóteses
constitucionais de aquisiç ão e perda da naciona lidade
brasileira.

Ponto do E dital Abordado: 3.1

Leituras Obrigatór ias


Celso – Capítulo XXXI.
Guido – Capítulo 14.
Accioly – P arágrafo 4.3
Rezek – Parágrafos 102 a 108 (recomendado)

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Parágrafo 12.3.
Mazzuoli – Seção I do Capítulo IV da Parte II
Portela – Capítulo VIII da Parte I

Leitura compl ementar em língua estrangeira


Brownlie – Chapter 19

Aula 15 - Condição jurídica do estrangeiro no Brasil. Lei n.º 6. 815 e a nova Lei d e
Migrações.

 Objetivo da Aula
Expor quai s são os direitos e as limitações que a l egislação brasileira prevê ao abordar
o status dos estrangeir os no Brasil. Explicar a
possibilidade de equiparação de portug ueses a br asil eiros (naturalizados) prevista
no Tratado de Am izade, Cooperação e Consul ta
entre Brasil e Por tugal , de 2000, e no art. 12, §1º da CF/88.

Ponto do E dital Abordado: 3.1


Leituras Obrigatór ias
Celso – Capítulos XXXV e XXXVI (recom endado)
Guido – Não aborda
Accioly – P arágrafo 4.4 e Subparágr af os 4.4.1 e 4.4.2
Rezek – Parágrafos 109 a 114

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Parágrafo 12.4 e Subparágrafo 12.4.1
Mazzuoli – Parágrafos 1 a 4 da Seção II do Capítulo IV da Parte II
Portela – P arágrafos 1 e 2 do Capítul o IX da Parte I

Aula 16 - Deportação. Expulsão

 Objetivo da Aula
Fornecer explicações acerca dessas duas formas de excl usão do estrangeiro do
território nacional, demonstrando quais são as
semelhanças e difer enç as entr e elas, e como são di stintas da extradição.

Ponto do E dital Abordado: 3.1

Leituras Obrigatór ias


Celso – Capítulo XXXVI
Guido – Não aborda.
Accioly – Subparágrafo 4.4.4.
Rezek – Parágrafos 115 e 116 (recomendado)

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Subparágrafos 12.4.2 e 12.4.3.
Mazzuoli – Parágrafo 5 da Seç ão I do Capítulo IV da Par te II.
Portela – P arágrafos 3 e 4 do Capí tulo IX da Parte I.

Aula 17 - Extra dição

 Objetivo da Aula
Abordar esse mecanism o de cooper ação jurídica internacional em matéri a penal em
todos os seus aspectos, conferindo relevância
especial aos requisitos e condições previstos na legislação brasileira que preci sam
ser examinados pel o STF para que um i ndivíduo
possa ser extraditado do Brasil.

Ponto do E dital Abordado: 3.1

Leituras Obrigatór ias


Celso – Capítulo XXXIII
Guido – Não aborda.
Accioly – Subparágrafo 4.4.3
Rezek – Parágrafos 117 a 128 (recomendado)

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Parágrafo 12.4.4 do Capítulo 12
Mazzuoli – Parágrafo 6 da Seç ão II do Capítulo IV da Parte I I
Portela – P arágrafo 5 do Capítulo IX da Parte I

Aula 18 - Surgimento e reconhecimento de Estado

 Objetivo da Aula
Explicar que os requisitos exigidos para o surgimento de um Estado não são os
mesmos que o atual DI requer para que o
reconhecimento de Estado possa ocorrer . Ressaltar a natur eza declaratór ia desse i
nstituto, aduzindo os requisit os pol ítico e jurídicos
para que o reconhec imento possa ser ef etuado.

Ponto do E dital Abordado: 3.3

Leituras Obrigatór ias


Celso – Par ágrafos 156 a 166 do Capítulo XVII (recomendado)
Guido – Capítulo 11 ( pág s. 243-249)
Accioly – P arágrafo 2.3 e Subparágr afo 2.3. 1.
Rezek – Parágrafos 140 e 141

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Parágrafo 11.1 do Capítulo 11
Mazzuoli – Parágrafo 4 da Seç ão I do Capítulo II da Parte II
Portela – P arágrafo 5 do Capí tulo V da Par te I.

Leitura compl ementar em língua estrangeira


Crawford – Chapter s 1 and 3.

Aula 19 - Reconhecimento de governo

 Objetivo da Aula
Diferenciar o reconhecimento de Estado do reconhecim ento de governo, explicando
em que situações essa última modalidade de
reconhecimento pode ser efetuada no atual DI. Discutir a relevância das
Doutrinas Tobar e Estrada no atual DI. E xaminar os
requisitos necessários para que um novo governo possa ser rec onhec ido.

Ponto do E dital Abordado: 3.3


Leituras Obrigatór ias
Celso – Par ágrafos 167 a 178 do Capítulo XVII (recomendado)
Guido – Capítulo 11 ( pág s. 249-250)
Accioly – Subparágrafo 2.3.3.
Rezek – Parágrafos 140 a 145.

11

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Parágrafo 11.2.
Mazzuoli – Parágrafo 4 da Seç ão I do Capítulo II da Parte II
Portela – P arágrafo 5 do Capí tulo V.

Leitura compl ementar em língua estrangeir a


Shaw - Chapter 9

Aula 20 - Sucessão de Estados no DI

 Objetivo da Aula
Identificar quais são os casos em que o fenômeno da sucessão de Estados opera
seus efeitos no DI , e explicar quais princípios
descrevem as consequências jurídicas de tal fenômeno. Apresentar as modalidades
de sucessão de E stados, e explicar que efeitos
elas produzem seja em relação a tratados, seja em relação a bens, arqui vos e dívidas
dos Estados.

Ponto do E dital Abordado: 3.4

Leituras Obrigatór ias


Celso – Capítulo XVIII.
Guido – Capítulo 11 ( par te final – recomendado).
Accioly – P arágrafo 2.4.
Rezek – Parágrafos 187 a 194.

Leituras Avançadas
Amaral Júnior – Capítulo 10.
Mazzuoli – Parágrafos 3, 6, 7 e 8 da Seção I do Capítulo II da P arte II.
Portela – P arágrafo 7 do Capítulo V da Parte I.

Leitura compl ementar em língua estrangeira


Shaw – Chapter 17.

Referências bibliográficas utilizadas nas aulas

 Em Port uguês
ACCIOLY, Hildebrando. Tratado de Direito Internacional Público, 3v. 2ª ed. Rio de
Janeiro: I BGE, 1956.
ACCIOLY, Hildebrando; SILVA, Geraldo Eulálio do Nascim ento e; CASE LLA,
Paulo Borba. Manual de dir eito i nter nacional público.
16ª ed. São Paul o: Saraiva, 2008.
AMARAL JÚNIOR, Alberto do. Introduç ão ao Dir eito Internacional Público. São
Paulo: Atlas, 2008.
DEL’OLMO, Florisbal de Souz a. Curso de Direito I nternacional Públic o. 2ª ed.
Rio de Janeiro: Forense, 2006.
DOLINGER, Jacob. Direito Internacional Privado: parte geral. 5ª ed., rev. Rio de
Janeiro: R enover , 1997.
DINH, Nguyen Quoc; DAI LLER, Patrick; PELLE T, Alain. Direito internaci ona l
público. 2ª ed. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2003.
JO, Hee Moon. Introdução ao Direito Internacional. 2ª ed. São Paulo: LTr, 2004.
MAZZUOLI, Valério. Curso de Direito Internacional Públi co. 5ª ed. São Paulo: Edi
tora Revista dos Tribunais, 2011.
MELLO, Celso Duvi vier de Albuquerque. Curso de Direito Internacional Públi co, 2v.
15ª ed. Rio de Janeiro: Renovar, 2004.
MIRANDA, Jorge. Curso de Direito Internaci onal Público. Cascais: Principi a, 2002.
OCAMPO, Raúl Granill o. Di reito Internacional Público da Integr aç ão. Ri o de
Janeir o: Elsevier, 2009.
PIOVESAN, Flávi a. Direitos Hum anos e o Direito Constitucional Internacional. 2ª
ed. São Paulo: Max Limonad, 1997.
PIOVESAN, Flávia. Direitos humanos e justiça internacional: um estudo comparativo
dos sistema s regi onais europeu, i nteramericano
e africano. São Paulo: Saraiva, 2006.
PORTELA, P aulo Henrique Gonçalves. Direito Internaci onal Público e Privado. 2ª
ed. Salvador: Editora Juspodivm, 2010.
REZEK, José Francisco. Direi to Internacional Públic o: curso elem entar. 12ª ed.. São
Paulo: Saraiva, 2010.
SOARES, Guido Fer nando Silva. Curso de Direito Internaci onal Públi co, v.1. 2ª
ed. São Paul o: Atlas, 2005.
TRINDADE, Antônio Augusto Canç ado. Tratado de Direito Inter nacional dos D
ireitos Humanos. 3v. Por to Alegre : Sérgio Antônio
Fabris Editor, 2003.
________. A proteção inter nacional dos D ireitos Hum anos e o Brasil (1948/1997):
as primeiras ci nco décadas. 2ª ed. Brasília:
Editora Univer sidade de Brasília, 2000.
VARELLA, Marcelo D. Dir eito I nternacional Público. São Paulo: Saraiva, 2009.

 Em Inglês

ABASS, Ademola. Internati onal Law: text, cases, and materials. Oxford: Oxford
University Press, 2012.
AUST, Anthony. Handbook of Inter nati onal Law. Cambri dge: Cambri dg e
University P ress, 2006.
________. Modern Treaty Law and Practice. Cam bridge: Cam bridge University
Press, 2000.
BRIERLY, James Leslie. The Law of Nations: an introduction to the international
Law of Peace. 6th ed. Oxford: Oxfor d Univer si ty
Press, 1963.
BROWNLIE, Ian. Principles of Public International Law. 6th ed. Oxford: Oxf ord
University Press, 2003.
BUERGENTHAL , Thomas; MURPHY, Sean D . Public Inter nati onal Law in a
nutshell. 3rd ed. St. Paul, MN: West Group, 2002.
CASSE SE, Antonio. Inter nati onal Law. Oxford: Oxford University Press, 2001.
CRAWFO RD, Jam es. The International Law Commission’s articles on state
responsibility: introduction, text, and commentari es.
Cambridge: Cambr idge University Press, 2002.
CRAIG, Paul; DE BÚRCA, Gráinne. EU Law: text, c ases, and materials. 3rd ed.
Oxford: Oxfor d Universi ty Press, 2003.
DAMROSCH, Lori; HE NKI N, Louis; PUG H, Richard Crawfor d; SCHACHTER, O
scar; SMI T, Hans. Internati onal Law: cases and materi als.
4th ed. St. Paul , MN: West Group, 2001.
DENZA, Eileen. Di plomatic Law: Commentar y in the Vienna Convention on Dipl om
atic Relations. 3rd ed. Oxford: Oxford Uni versity
Press, 2008.
EVANS, Mal colm (org) . International Law. 3rd ed. Oxford: Oxf ord Univer sity Pr
ess, 2010.
KÄLIN, Walter; KÜNZLI, Jörg. The Law of International Human Rights P rotection.
Oxford: Oxfrod University Press, 2010.
MALANCZUK, Peter. Akehurst´s modern introduction to Inter national Law. 7th ed.
London: Routledge, 1997.
MATSUSHI TA, Mitsuo; SCHOENBAUM, Thomas J.; MAVROIDIS, Petros C. The
World Trade O rganization: law, practice, and policy.
Oxford: Oxfor d University Press, 2003.
MURPHY, Sean D. Principles of International Law. St. Paul, MN: Thomson/West,
2006.

13

STEINER, Henry J.; ALSTON, Philip; GOODMAN, Ryan. International Human


Rights in context: l aw, poli tics, morals. 3rd ed. Oxford:
Oxford Uni versity Press, 2008.
STEINER, Josephine; WOODS, Lorna. EU L aw. 10th ed. Oxford: Oxford uni versity
Press, 2009.
VON GLAHN, Gerhar d. Law among Nations: an introduction to Public International
Law. 7th ed. New York: Long man, 1996.
SCHABAS, William. An introduction to the International Criminal Court. 2nd ed.
Cam bridge: Cam bridge University Press, 2005.
SHAW, Malcolm N. International Law. 7th ed. Cambridge: Cambridge Univer sity
Press, 2014.
TAMS, Christian; SLOAN, James (ed.). The Development of Internati onal Law by
the International Court of Justice. Oxford: Oxford
University Press, 2013.
 Em Alemão

BLACKMANN, Albert. Völ kerrecht. Baden-Baden: Nom os Verl agsgesell schaft,


2001.
HERDEGEN, Matthias. Völkerrecht. München: C. H. Beck, 2000.
HOBE, Stephan. Einführung i n das Völker recht. 9. aktualisierte und erweiter te Aufl.
Tübingen: Narr Fr ancke Attem pto Verl ag, 2 008.
IPSEN, Knut. Völkerrecht: ein Studienbuch. 4., völlig neu bearb. Aufl. München: C.
H. Beck, 1999.
SEIDL-HOHENVELDERN, Ignaz; STEIN, Torsten. Völkerrec ht. 10., neubearb. Aufl.
Köln: Carl Heym anns, 2000.
VERDROSS, Alfred; SIMMA, Bruno. Universelles Völkerr ec ht: Theori e und P
raxis. 3., völli g neu bear b. Aufl. Berli n: Dunker und
Humblot, 1984.

 Em Italian o

CANNIZARO, Enzo. Diritto I nternazional e. Torino: G. Giapichel li Editore, 2012.


68 páginas
rotate_leftzoom_inzoom_out
z
DISCIPLINA: DIR EITO INTERNO
Docente: Ricardo Victalino

Aula 01 - Normas jurídicas: característica s básicas

Pontos do Edital Abordados: 1 Norm as jur ídicas. 1.1 Características básicas. 1.2
Hierarquia

Leituras Obrigatór ias


GONÇALVES, Car los Roberto, Sinopeses Jurídica s, Direito Civil – Parte Geral,
E d. Saraiva: Introdução ao Direito Civil, Capítulo I
(Conceito e Divisão do Direito).
Leituras Complementares
SUNDFELD, Carlos Ari, Fundamen to s d e Di reito Público, Ed. Malheiros:
Capítulo III (O E stado Social e Democrático de Direito);
Capítulo IX (Direito e Ciênci a Jurídica)

Aula 02 - Teo ria geral do ordenamento jurídico

Pontos do Edital Abordados: 1 Norm as jur ídicas. 1.1 Carac ter ísticas básic as. 1.2
Hierarquia

Leituras Obrigatór ias


GONÇALVES, Carlos Roberto, Sinopeses Jurídicas, Direito Civil – Parte Geral , E d.
Sarai va: Lei de I ntrodução ao Código Civi l
Leituras Complementares
SUNDFELD, Carlos Ari, Fu ndamentos d e Di reito Público, Ed. Malheiros: Capí
tulo III (O E stado Social e Democrático de Direito);
Capítulo IX (Direito e Ciênci a Jurídica)

Aula 03 - Pe rsonalidade jurídica no direito brasileiro

PONTOS DO E DITAL ABORDADOS: 3 Fatos e atos jurídicos. 3.1 E lementos,


cl assi ficação e vícios do ato e do negócio jurídico. 3.2
Personalidade jurídica no Direito Brasileiro

Leituras Obrigatór ias


GONÇALVES, Carlos Roberto, Sinopeses Jurídicas, Direito Civil – Parte Geral,
Ed. Sar aiva: Parte Geral do Código Civil, L ivro I – Das
Pessoas, Título I (Das Pessoas Naturai s), Capítulo I (Da Personalidade e da
Capacidade); Título II (Das Pessoas Jurídicas).

Aula 04 - Capacidade civil


Pontos do Edital Abordados: 3 Fatos e atos jurídi cos. 3.1 Elementos,
classificação e vício s do ato e do negócio jurídico. 3.2
Personalidade jurídica no Direito Brasil eiro

Leituras Obrigatór ias


GONÇALVES, Carlos Roberto, Sinopeses Juríd icas, Direito Civil – Parte Geral,
Ed. Sar aiva: Parte Geral do Código Civil, Livro I – Das
Pessoas, Título I (Das Pessoas Natur ais), Capítulo I (Da P ersonalidade e da
Capacidade)

15

Aula 05 - Fato s, atos e negócios j urídicos (teoria geral)

PONTOS DO E DITAL ABORDADOS: 3 Fatos e atos jurídic os. 3.1 Elementos,


classifi cação e vícios do ato e do negócio jurídico. 3.2
Personalidade jurídica no Direito Brasil eiro

Leituras Obrigatór ias


GONÇALVES, Carlos Roberto, Sinopeses Juríd icas, Direito Ci vil – Parte G eral ,
Ed. Saraiva: Par te Geral do Código Civil, Livro I II – Dos
Fatos Jurídi cos, Título I (Do Negóc io Jurídico), Capí tul o I (Disposições Ger ais);

Aula 06 - Vícios do negócio jurídico

Pontos do Edital Abordados: 3 Fatos e atos jurídicos. 3. 1 Elem entos,


classificação e vícios do ato e do negóci o jur ídico. 3. 2
Personalidade jurídica no Direito Brasil eiro

Leituras Obrig atóri as


GONÇALVES, Carlos Roberto, Sinopeses Juríd icas, Direito Ci vil – Parte G eral ,
Ed. Saraiva: Par te Geral do Código Civil, Livro I II – Dos
Fatos Jurídicos, Título I (D o Negócio Jurídico), Capítulo I V (Dos Defeitos do
Negóci o Jurí dico); Capítulo V (Da Invali dade do Negócio
Jurídico)

Aula 07 - Constituição: conceito. Estrutura da CF/88

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da


Constituição, controle de c onstitucionalidade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vi cente; ALEXANDRINO, Mar celo, Direito Constitucio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Método: Capítulo I (Itens 1, 2, 5 –
Origem e conteúdo do Di reito Constituci onal ; Constituição: noções iniciais,
objeto e evolução; Classificação e es trutura da
Constituição Feder al de 1988)
Leituras Complementares
LENZA, P edr o, Direito Constitucional Descompl icado, E d. Saraiva: Capítulo 1 (Itens
1. 2 – Constitucionalismo); Capítulo 3 (Item 3.10 –
Estrutura da Constituição)

Aula 08 - Constituição: classificações

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da


Constituição, controle de c onstitucionalidade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO, Marcel o, Direito Constitucional Descomp
licado , E d. Forense e Método: Capítul o I (Item 3 –
Classific ação das c onstituiç ões)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 2 (Item
2.4 – Cl assific ação (tipologi a))

Aula 09 - Constituição: tipos d e normas constitucio nais quanto à ef icácia

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da


Constituição, controle de c onstitucionalidade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, V icente; ALEXANDRI NO, Marcelo, Di reito Constitucional Descomp
licado , Ed. Forense e Método: Capítulo 1 (Item 7 –
Classific ação das normas constitucionais quanto ao grau de efi các ia e
aplicabilidade)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucional Descomplicado, Ed. Saraiva: Capítulo 5
(Eficácia e Apli cabi lidade das Normas Constitucionais)

Aula 10 - Constituiçã o: teoria do poder constituinte

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da


Constituição, controle de constituci onali dade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO, Marcelo, Direito Constitucional
Descomplicado, E d. Forense e Método: Capítulo 2 (Poder
Constituinte)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 4 (Poder
Constituinte)
Aula 11 - Limites ao poder constituinte derivado reformador

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da


Constituição, controle de constituci onali dade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO, Marcelo, Direito Consti tucional Descomp
licado , Ed. For ense e Método: Capítulo 9 (Modificação da
Constituição Feder al de 1988)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 4 (Poder
Constituinte)

Aula 12 - Dire ito Constitucional intertemporal

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da


Constituição, controle de c on stituci onal idade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


(PAULO, Vicente; ALEXANDRINO, Mar celo, Direito Constitucio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Mé todo: Capítul o 1 ( Item 6 – Entrada
em vigor de uma nova Constituição)
Leituras Com plementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 4 (Poder
Constituinte)

Aula 13 - Constituição: controle de constitucionalid ade d as leis e dos atos normativos


(teoria geral)

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da


Constituição, controle de c onstituci onali dade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO , Marcelo, Direito Constitu cio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Mé todo: Capítulo 13 (Controle de
Constitucionali dade)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 6
(Controle de constitucionali dade)

Aula 14 - Constituição: tipos de inconstitu cionalidade


Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da
Constituição, controle de c onstitucionalidade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO , Marcelo, Direito Constitu cio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Mé todo: Capí tulo 13 (Controle de
Constitucionali dade)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 6
(Controle de constitucionali dade)

Aula 15 - Constituiçã o: controle preventivo e controle repressivo

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: conceito, c lassifi cações, primado da


Consti tui ção, controle de constituc ionalidade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO , Marcelo, Direito Constitu cio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Método: Capítulo 13 (Controle de
Constitucionali dade)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 6
(Controle de constitucionali dade)

Aula 16 - Constituiçã o: controle difuso ou concreto

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da


Constituição, controle de c onstitucionalidade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO , Marcelo, Direito Constitu cio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Mé todo: Capítulo 13 (Controle de
Constitucionali dade)

18

Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 6
(Controle de constitucionali dade)

Aula 17 - Constituição: resolução do Sena do, sú mulas v inculantes, reserva de plenário


Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da
Constituição, controle de c onstitucionalidade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO , Marcelo, Direito Constitu cio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Mé todo: Capítulo 13 (Controle de
Constitucionali dade)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 6
(Controle de consti tuc ionalidade)

Aula 18 - Constituição: controle concentrado ou ab strato

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da


Constituição, controle de c onstitucionalidade das
leis e dos atos nor mativos

Leituras Obrig atóri as


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO , Marcelo, Direito Constitu cio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Mé todo: Capítulo 13 (Controle de
Constitucionali dade)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 6
(Controle de c onstituci onali dade)

Aula 19 - Constituição: aspectos processuais do co ntro le concentrado ou abstrato

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: c oncei to, c lassifi cações, primado da


Constituição, controle de c onstitucionalidade das
leis e dos atos normati vos

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO , Marcelo, Direito Constitu cio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Mé todo: Capítulo 13 (Controle de
Constitucionali dade)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descomplicado, Ed. Saraiva: Capítulo 6
(Controle de constitucionali dade)

Aula 20 - Constituição: ações típicas do controle a bstrato ou concentrado

Pontos do Edital Abordados: 2 Constituição: conceito, classifi cações, primado da


Constituição, controle de c onstituci onali dade das
leis e dos atos nor mativos
19

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO , Marcelo, Direito Constitu cio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Mé todo: Capítulo 13 (Controle de
Constitucionali dade)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 6
(Controle de constitucionali dade)

Leituras Obrigatór ias


PAULO, Vicente; ALEXANDRINO , Marcelo, Direito Constitu cio nal
Descomplicado, Ed. Forense e Mé todo: Capítulo 13 (Controle de
Constitucionali dade)
Leituras Complementares
LENZA, Pedro, Direito Constitucio nal Descompl icado, Ed. Saraiva: Capítulo 6
(Controle de constitucionali dade)
DISCIPLINA: ECONOMIA
Docente: Daniel Sousa
Livros Sugeridos:

Introdução à Ec onomia
N Gregory Manki w
Editora: Campus
Ano: 2001

Microecon omia: Princ ípios B ásico s


Autor: Hal R. Varian
Editora: CAMPUS
Ano de Edição: 2000

Manual De Economia – Eq uipe d e Professores da Usp


Autor: Marco Antônio Vasconcellos
Editora: Sarai va
Ano de Edição: 2006

Manual d e Macroecon omia: Nível Básico e Nível Intermediário.


Autor: Marco Antôni o Vasc oncellos
Editora: Atlas
Ano de Edição: 2010

Contabilid ade Soc ial: A No va Referência das Contas Nacio nais do Brasil
Autor: Carm em Feijó
Editora: CAMPUS
Ano de Edição: 2012

Economia Internac ional – Teoria e Política


Autor: Krugm an - Obstfeld
Editora: PEARSON EDUCATION - BR
Ano de Edição: 2005

Formação Econô mica d o Brasil


Autor: Celso Furtado
Editora: Cia das Letras
Ano de Edição: 2007

A Ordem do progres so: do is séculos de Po lítica Econômica no Brasil


Autor: Marcelo de Paiva Abreu
Editora: Cam pus
Ano de Edição: 2015

Formação Econô mica d o Brasil


Autor: Am aury Patr ick Gremaud e Outros
Editora: Atlas
Ano de Edição: 1997
Aula 01 - Oferta x Demanda
Leitura Obri gatór ia
MANKIW, G ( 2001) , capítulos 1 (Dez princípios de Economia) e 2 (Pensando como
um econom ista). MANKIW, G (2001), capítulo 4
(As forças de mercado da oferta e da demanda).

Aula 02 - Elasticidades e Imp ostos sobre o equilíb rio en tre oferta e demanda
Leitura Obri gatór ia
MANKIW, G ( 2001) , capítulo 5 (Elastic idade e sua aplicação).

Aula 03 - Teoria do Co nsumidor


Leitura Obri gatór ia
MANKIW, G ( 2001) , capítulo 7 (Consumidores, produtores e ef iciênc ia dos
mercados). MANKIW, G (2001), capítul o 21 (A teoria da
escolha do consumidor). VASCO NCELLO S, M. A. S. et al. (2004), capítulo 5 (A
teoria do consumi dor ).

Aula 04 – Isoqua ntas e Isocusto

Leitura Obri gatór ia


MANKIW, G ( 2001) , capítulo 13 ( Os custos de pr oduç ão).
VASCONCE LLOS, M. A. S. et al. (2004), capítulo 7 (Teoria da firma: a produção e
a firma).
Leitura compl ementar/opcional: VARIAN, H. (2003), capítulos 18 (Tecno l ogia) e 21
(Curvas de custo).

Aula 05 – T eoria da Firma


Leitura Obri gatór ia
MANKIW, G ( 2001) , capítulo 13 ( Os custos de pr oduç ão).
VASCONCE LLOS, M. A. S. et al. (2004), capítulo 7 (Teoria da firma: a produção e
a firma).
Leitura compl ementar/opcional: VARIAN, H. (2003), capítulos 18 (Tecno l ogia) e 21
(Curvas de custo).

Aula 06 - Est rutura de Mercado - Concorrência p erfeita e Oligopólio


Leitura Obri gatór ia
MANKIW, G ( 2001) , capítulo 14 (Empresas em mercados competitivos).
MANKIW, G ( 2001) , capítulo 15 ( Monopólio).
VASCONCE LLOS, M. A. S. et al. (2004), capítulo 8 (Estruturas de mercado).

Aula 07 - Estrutu ra de Mercado - Monopólio e Concorrência Monopolista


Leitura Obrigatória
MANKIW, G ( 2001) , capítulo 14 (Empresas em mercados competitivos).
MANKIW, G ( 2001) , capítulo 15 ( Monopólio).
VASCONCE LLOS, M. A. S. et al. (2004), capítulo 8 (Estruturas de mercado).

Aula 08 - Economia Cafeeira


Leitura Obri gatór ia
FURTADO, Celso. For mação Econômica Br asileira (2007) pp. 251-335. A Crise da
Economia Cafeeira.
GREMAUD, Amaury Patrick. Form ação Ec onôm ica do Brasil. et al (1997) pp. 39-
97. O Café e o Crescimento da Indústr ia durante a
primeira Repúblic a.

Aula 09 - Anos 1920, cisão oligárquica, política anticíclica varguista inconsciente e


subproduto da defesa do café
Leitura Obri gatór ia
FURTADO, Celso. Formação Econômica Br asileira (2007) pp. 251- 335. A Cri se da
Economia Cafeeira.
GREMAUD, Amaury Patrick. Form ação Ec onôm ica do Brasil. et al (1997) pp. 39-
97. O Café e o Crescimento da Indústr ia durante a
primeira Repúblic a.

Aula 10 - Industrialização anos 1930 e 1940. Avanço e recuo no governo Dutra.


Leitura Obri gatór ia
BIELSCHOWSKY, Ricardo. Cinquenta anos de pensam ento na CEP AL, p. 15 -68.
GREMAUD, Amaury Patrick. Form ação Ec onôm ica do Brasil et al (1997) pp. 98-
166. O Processo de Industri alização na Era do
Populismo.
GIAMBIAG I, Fabio. Economia B rasileira Contemporân ea (1945-2000) et al (2005).
pp. 21-59 Cap. 1. Pós-Guerra.

Aula 11 - II Governo Vargas e JK


Leitura Obri gatór ia
BIELSCHOWSKY, Ricardo. Cinquenta anos de pensam ento na CEP AL, p. 15 -68.
GREMAUD, Amaury Patrick. Form ação Ec onôm ica do Brasil et al (1997) pp. 98-
166. O Processo de Industri alização na Era do
Populismo.
GIAMBIAG I, Fabio. Economia B rasileira Contemporânea (1945 -2000) et al (2005).
pp. 21-59 Cap. 1. Pós-Guerra.

Aula 12 – Crise dos 60’s (debate acadêmico) e PAEG


Leitura Obri gatór ia
GIAMBIAG I, Fabio. Economia Brasileira Contemporânea (1945 -2000) et al (2005).
pp. 59-82 Cap. 2. Dos “ Anos Dourados” de JK à
Crise não Resolvida.

Aula 13 – Milagre econômico


Leitura Obri gatór ia
GIAMBIAG I, Fabio. Economia B rasileira Contemporânea (1945 -2000) et al (2005)
pp. 82-90 - Cap. 3. Reformas, Endividamento
Externo e o “Milag re” Econômico.

Aula 14 – II PND e Crise da dívida


Leitura Obri gatór ia
GIAMBIAG I, Fabio. Economia B rasileira Contemporânea (1945 -2000) et al (2005).
pp. 93-115. Cap. 4. Auge e Declínio do Modelo
de Crescim ento com Endividamento: O II e a Crise da Dívida Externa.
GIAMBIAG I, Fabio. Economia B rasileira Contemporânea (1945 -2000) et al (2005).
pp. 116- 140. Cap. 5. Esperança, Frustração e
Aprendizado: A História da Nova República.

Aula 15 – Inf lação e Plano s anti-inflacionários


Leitura Obri gatór ia
GIAMBIAG I, Fabio. Economia B rasileira Contemporânea (1945 -2000) et al (2005).
pp. 93-115. Cap. 4. Auge e Declínio do Modelo
de Crescim ento com Endividamento: O II e a Crise da Dívida Externa.
GIAMBIAG I, Fabio. Economia B rasileira Contemporânea (1945 -2000) et al (2005).
pp. 116- 140. Cap. 5. Esperança, Frustração e
Aprendizado: A História da Nova República.

Aula 16 – Ab ertura econômica, privatização e Plano Real


Leitura Obri gatór ia
GIAMBIAG I, Fabio. Economia B rasileira Contemporânea (1945 -2000) et al (2005).
pp. 141-194. Cap. 6. Privatiz ação, Aber tura e a
Desintexaç ão: A Primeira Metade dos Anos 90.

Aula 17 – Governos FHC


Leitura Obri gatór ia
GIAMBIAG I, Fabio. Economia B rasileira Contemporânea ( 1945-2000) et al (2005).
pp. 141-194. Cap. 6. Privatiz ação, Aber tura e a
Desintexaç ão: A Primeira Metade dos Anos 90.

Aula 18 – Governo Lula


Leitura Obri gatór ia
GIAMBIAG I, Fabio. Economia B rasileira Contemporânea (1945 -2000) et al (2005).
pp. 196-217 . Cap. 8. Rompendo c om Rupturas:
Governo Lula.

Aula 19 – Governo Dilma/Temer


Leitura Obri gatór ia
Dados recentes da Econom ia Brasileira a serem apresentados pel o professor.

Aula 20 – Perspectivas e conjun tura macroeconômica brasileira


Leitura Obrigatória
Dados recentes da Econom ia Brasileira a serem apresentados pel o professor.

DISCIPLINA: GEOGR AFIA


Docente: João Felipe Ribeiro

Aula 01 - História da Geografia

 Objetivo da Aula
Nessa aula analisamos a institucionalização da geogr áfico e sua relação com a
questão nacional na E uropa e a expansão colonial.
Abordamos, também, a evol ução da geogr af ia institucionalizada e as di ferentes
correntes de pensamento geográf ico.

Ponto do E dital Abordado: ponto 1 do pr og rama do CACD - A História da Geogr afia

Leitura Obri gatór ia


MORAES, Antonio Carlos Robert. Geografia: Pequena História Crítica. São Paul o:
Huc itec, 1997.

Leitura Com plementar


SANTO S, Milton. Metamorfoses do Espaço Habitado. São Paulo: Hucitec, 1997.
Disponível em
http://www.geoacademia.c l/revista/Metamorf%20Do%20Espaco%20Habitado%20Mil
ton%20Santos%20cap.%201%20y%20cap.%
204.pdf

Aula 02 - Os con ceitos fundamentais da geografia (1)

 Objetivo da Aula
Nessa aul a, inici amos a análise dos c onceitos fundamentais da geografi a:
Paisagem, Espaço, Território, L ug ar, Região.

Pontos do Edital Abordados: Essa aula tam bém está relacionada ao ponto 1 do
programa, porém, por ser uma aula de
embasam ento teórico, tem relaç ão com todo o program a.

Leituras Obrigatór ias


CASTRO , Iná Elias de, et alli. Geografia: Conc eito s e Temas. Rio de Janei ro: Bertr
and, 10 edi ção. CORRÊA, Roberto Lobato. "Espaço:
um conceito c have da Geografi a". P . 15-47
CASTRO , Iná E lias de, et alli . Geografia: Conceitos e T emas . Rio de
Janeiro: Bertr and, 10 edição. GOMES, Paulo Cesar da Costa. O
conceito de região e suas di scussões. P. 49-76. Disponível em
http://www2. fct.unesp.br/docentes/geo/raul/biogeog rafia_saude_publica/aulas
%202014/2 - G eografia%20-
%20Conceitos%20e%20Temas.pdf

Leituras Complementares
CASTRO , I ná Eli as de, et alli. Geografia: Con ceitos e Temas. Rio de Janeiro:
B ertrand, 10 edição. SOUZA, Marcelo José Lopes. O
território: sobre espaço e poder , autonomia e desenvol vimento. P. 77-116. Di sponível
em
http://www2. fct.unesp.br/docentes/geo/raul/biogeog rafia_saude_publica/aulas
%202014/2 - G eografia%20-
%20Conceitos%20e%20Temas.pdf

Aula 03 - Os con ceitos fundamentais da geografia (2)


 Objetivo da Aula
Continuamos a análi se dos conceitos fundamentais da geogr afia, incl uindo a questão
da escala geográfica e o impacto do avanço
das técnicas na produção do espaço.

25

Pontos do Edital Abordados: Essa aula está relaci onada ao ponto 1 do program a
(História da G eogr afia), porém , por ser uma aula
de embasamento teórico, tem relação com todo o programa.

Leitura Obri gatór ia


"Do meio natural ao Meio Técnico-Científico-Informacional". p. 233-241. Disponível
em
http://bibli odigital.uni jui.edu.br:8080/xmlui/bitstream/handle/123456789/1799/A
%20natureza%20do%20Espa%C3%83%C2%A7o
.pdf?sequenc e=1

Leitura Com plementar


CASTRO , Iná Elias de, et alli. Geografia: Conceito s e T emas . Rio de Janei ro:
Bertr and, 10 edição. CASTRO, Iná Elias- O pr obl ema da
escala. P.117 a 140
http://www2. fct.unesp.br/docentes/geo/raul/biogeog rafia_saude_publica/aulas
%202014/2 - G eografia%20-
%20Conceitos%20e%20Temas.pdf

Aula 04 - Geografia Política e Geopolítica: As relações entre espaço e poder

 Objetivo da Aula
Nessa aul a tratamos da geopolíti ca destacando a evolução desse campo de estudo e
as teorias clássicas: poder marítimo, poder
terrestre, as pan regiões de Haushofer e a teoria do Rim land, de Spykman.

Pontos do Edital Abordados: Essa aula tem relação direta com o ponto 6 do
programa, denomi nado geografi a política.

Leitura Obri gatór ia


CASTRO , I ná Elias de, et alli. Geografia: Conceito s e Temas. Rio de Janeiro:
Bertrand, 10 edição. BECKER, Bertha. "A Geopolítica na
virada do milênio: Logística e Desenvolvimento Sustentável". P. 271-307.

Leituras Complementares
MELLO, Leonel Itaussu. Quem tem medo de geopo lítica? São Paulo: E ditora
Hucitec, 1999. Cap. 1, 2, 3 e 4 - Pág. 11-133.
CASTRO , Iná Elias de. Geografia e Política. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005.
Cap. 1 - "P ensar a geografia polític a no século XXI".
P. 15-37; Cap. 2 - Relações entre território e conflito: o campo da g eog rafia
política". P. 39- 94; Cap. 3 - O poder e o poder político
como problemas". P. 95-137.

Aula 05: Geop olítica- hotspots atuais e a geopolítica bra sileira

 Objetivo da Aula
Nessa aul a continuamos tratando do tema geopolítica, analisamos alguns exemplos de
áreas de conflito no mundo atual.
Destacam os a situação brasi leira e os el ementos geográficos fundamentais para uma
análi se geopolítica do Brasil.

Ponto do E dital Abordado: Essa aul a tem rel ação direta com o ponto 6 do program a,
denom inado geografia pol ítica,
especificam ente o 6.1- Teorias geopolíti cas e poder m undial.

Leitura Obri gatór ia


A teoria geopolítica meridi onal ista de André Martin- Al buquer que, E du Sil vestre.
Disponível em
http://www.revi stageopolitica.com.br/index.php/revistageopoli tica/article/viewFil
e/106/105

Leituras Complementares
GEOPOLÍTICA CLÁSSICA E GEOPOLÍ TICA BRASILEIRA CONTEMPOR
ÂNEA: MAHAN, MACKI NDER e a “grande estr atégia” do Brasil
para o sécul o XXI- Carmona, Ronal do Gomes. Disponível eem: 26
http://docplayer.com. br/10943402-Geopolitica-classica-e-geopol itica-brasil eira-
contem poranea-mahan-m ackinder -e-a-g rande-estrategia-do-br asil -para-o-seculo-
xxi. htm l

Aula 06 - Geografia Econômica: A divisão internaciona l do trabalho

 Objetivo da Aula
Analisar a impor tância da ati vidade i ndustrial para a organização do Espaç o Geogr
áfico e as m odificações na DIT associadas ao
reordenam ento territor ial pós-fordista

Pontos do Edital Abordados: Essa aula tem relação direta com o item 3 do programa
de geografi a, m ais especif icamente com o
subitem 3.1, que trata da DIT e 3. 3, que trata do território no modelo de produção
pós- fordista.
Leitura Obrigatória
HARVEY, David. Co ndição pós-mod erna: Uma p es quisa sobre as origens d a
Mudança Cultural. Edições Loyola. P ar te II -
Transform ação político-econômica do capitalismo - Cap.7 - "Introdução"; Cap. 8 - " O
fordi smo"; Cap.9 - " Do fordism o à ac umulação
flexível"; Cap. 10 - "Teorizando a transição"; Cap. 11 - "Acumulaç ão flexí vel". P 117-
184.

Leitura Com plementar


BENKO, Georges. Econ omia, Espaço e Globalização na aurora d o século XXI .
Editora Hucitec. Cap.5- Em ergència de um novo sistema
produtivo. P. 105-130

Aula 07 - Geografia econômica: Globalização

 Objetivo da Aul a
Analisar o processo de gl obalização da economi a, a form ação e estrutur a dos blocos
econôm icos internaci onai s e a visão do
professor Milton Santos sobre esse processo. É fundamental a percepção geogr áfica
de um processo concomitante de globalização
e fragmentação.

PONTOS DO EDITAL ABORDADOS: Essa aula, assim como a aul a anterior , tam
bém está associada ao item 3, geografia econômica,
mais especi ficamente aos subi tens 3. 1 e 3.2, que tratam da globalização e dos blocos
ec onôm icos.

Leituras Obrigatór ias


SANTO S, Milton. Por uma outra Globalização. Rio de Janeiro: R ecord, 2004. Cap.
I - "Introdução Geral". P. 17-21. Disponível em
http://www.educadores.di aadia. pr.gov. br/arquivos/File/2010/sugestao_leitur
a/sociologia/outra_globalizacao.pdf

Leitura Complem entar


SENE, Eustáquio de. Glo balizaç ão e Espaço Geográfico. São Paulo: Contexto, 2003.
P. 15- 63.

Aula 08 - Dinâmica demográfica e distribuição da população (1)

 Objetivo da Aula
Analisar a distribuição geográfica da população m undial e brasilei ra e inici a r o
estudo da dinâmica demográfic a, destacando o
modelo de transição de Warren Thompson
Pontos do Edital Abordados: item 2 do pr ograma, geografia da população, mais
especific am ente aos subitens 2.1 e 2.3, ou seja:
Distribuiç ão espaci al da popul ação no Brasil e no mundo e Dinâmica popul acional
e indicadores da qual idade de vi da das
populações.

27

Leitura Obri gatór ia


Relatório sobre a situação da população m undial -2015- UNFPA. Disponível em
http://unf pa.org.br/Ar quivos/swop2015.pdf

Aula 09 - Dinâmica d emográfica brasileira e estrutura etária

 Objetivo da Aula
Analisar a evolução demográfi ca brasileira, as modificaç ões na estrutur a etária, o
quadr o atual de bônus demográfico ou janel a de
oportunidade e traçar cenários para a evolução da população nas pr óximas décadas.

Pontos do Edital Abordados: item 2 do pr ograma, geografia da população, mais


especific am ente aos subitens 2.1 e 2.3, ou seja:
Distribuiç ão espaci al da popul ação no Brasil e no mundo e Di nâmica popul acional
e indicadores da qual idade de vid a das
populações.

Leituras Obrigatór ias


IBGE. Projeç ão da População do Brasil por sexo e idade – 2000-2060. Revisão
2013. Disponível em:
http://www.ibg e. gov.br/home/estatistica/populacao/projecao_da_populacao/2013/

Leitura Com plementar


ALVES, José Eustáquio Diniz. A t rans ição d emo gráfica e a janela de
oportunid ade. São Paulo 2008. pp. 1-13. Disponível em:
http://www.braudel.org. br /pesquisas/pdf/transicao_demografica.pdf

Aula 10 - Migrações no Espaço Mundial

 Objetivo da Aula
Analisar os deslocamentos popul acionais na escala mundial

Pontos do Edital Abordados: item 2 do pr ograma, especificam ente o subitem 2.2: Os


grandes movimentos migratórios
internacionai s e intranac ionais.

Leituras Obrigatór ias


Global Tr ends 2015. Disponível em http://unhcr.org/556725e69.html#_g
a=1.251194374.1643710402.1422214247

Leitura Com plementar


Refúgio no Br asil - Uma análi se estatística - ACNUR
http://www.acnur.org/t3/fil eadmin/scr i pts/doc.php?file=t3/fi
leadmin/Documentos/portugues/Estatisticas/Refugio_no_Brasil_20
10_2014

Aula 11 - Migrações no Espaço brasilei ro

 Objetivo da Aula
Identificar as principais correntes m igratóri as no Espaço Brasi leiro e a tendência
atual do fenômeno

Pontos do Edital Abordados: item 2 do pr ograma, especificam ente o subitem 2.2: Os


grandes movimentos migratórios
internacionai s e intranac ionais.

Leitura Obrigatória
IBGE. Reflexões sob re os Deslocamentos Populacionais no Brasil. Rio de Janeir o.
2011. Disponível em:
http://www.ibg e. gov.br/home/estatistica/populacao/ref
lexoes_deslocamentos/deslocamentos.pdf

Aula 12 - A Forma ção Territo rial d o Brasil

 Objetivo da Aula
Analisar o processo de formação territori al do B rasil com destaque par a a
ampliação do território original e definição dos li mites
internacionai s.

Pontos do Edital Abordados: 6.2, as fronteiras e as form as de apropriação política do


espaço, e 6.4 a formaç ão territor ial brasileira.

Leitura Obri gatór ia


MAGNOLI , Demétrio. O Corpo da Pátria – imaginação geográfica e política
externa no Brasil (1808-1912). São Paulo: Ed.
Unesp/Moderna, 1997. Cap. VI - "O corpo da pátria". P. 239-287.

Leitura Complem entar


SANTO S, Mi lton; SIL VEIRA, Maria Laura. O Brasil: território e sociedade no iníc io
do século XXI. 10 ed. Rio de Janeir o: Edi tora Rec ord,
2008. Cap I - "A questão: o uso do ter ritóri o".
Aula 13 - A integração do território e faixa de fronteira

 Objetivo da Aula
Analisar o processo de organiz aç ão do Espaço Geográf ico brasileiro, destacando a
integr ação do território e as especif icidade s da
Faixa de Fronteira.

Pontos do Edital Abordados: 6.2, as fronteir as e as formas de apropri ação política


do espaço, e 6.4 a formação territorial
brasileira.

Leitura Obri gatór ia


SANTO S, Mi lton; SIL VEIRA, Maria Laura. O Brasil: território e sociedade no iníc io
do século XXI. 10 ed. Rio de Janeir o: Edi tora Rec ord,
2008. Cap. II - "Do meio natural ao Meio Técnico-Científico-Informacional"; Cap III
- " p. 19 -104.

Leitura Complem entar


MORAES, Antonio Carlos Robert. Territ ório e história no Brasil. São Paulo: Anna
Blume Editora.

Aula 14 - As diferentes formas de Regionalização do Brasil

 Objetivo da Aula
Analisar as diferentes formas de regi onali zação, evolução da divisão do IBGE, a
divisão em regiões geoeconômicas e os “ 4 Bra sis”
de Milton Santos

Pontos do Edital Abordados: 3.4 do programa, ou seja, das Disparidades r eg ionais e


planejamento no Brasil.

Leituras Obrigatór ias


SANTO S, Milton e LAURA, María Silveira. O Brasil: Território e socied ade no
iníc io d o século XXI . 10 ed. Ri o de Janeiro: Editora
Record, 2008. Cap. XII - "As diferenciações no terr itório". p. 258-277.

Leituras Complementares
CORRÊA, Roberto Lobato. Trajetórias Geo gráfic as. Rio de Janeiro: 1997. Cap.
9 - "Região: A tradição g eog ráfica". P. 183-196; Cap.
10 - "A Organização Regional do E spaço Brasilei ro". p. 197 -210.

29

CASTRO , I ná Eli as de, et alli. Geografia: Conceitos e T emas . Ri o de Janeiro:


Bertrand, 10ª edi ção. G OMES, Paulo Cesar da Costa. O
conceito de região e suas di scussões. P. 49-76. Disponível em
http://www2. fct.unesp.br/docentes/geo/raul/biogeog rafia _saude_publi ca/aulas
%202014/2-Geografia%20-
%20Conceitos%20e%20Temas.pdf

Aula 15: A ind ustrialização brasileira (1)

 Objetivo da Aula
Identificar as diferentes fases da atividade industri al no Brasil e a importânci a do
processo para a integração do território

Pontos do Edital Abordados: Nessa aula tratamos da atividade industrial no Brasil que
possui correspondência c om a geografi a
econômica (item 3 do programa) e e a geografia política (item 6).

Leituras Obrigatór ias


Presente e futuro do desenvolvimento brasileiro. IPEA. Cap.10. A in dustrialização
do brasil ante a nova
Divisão in terna cional do trabalho . AREND, Marcelo. Pág.375-421. D isponível
em
http://www.ipea.gov.br/por tal/i mages/stories/PDFs/livros/li vros/li
vro_presente_futuro_desenvolvimento

Aula 16: A ind ustrialização brasileira (2)

 Objetivo da Aula
Analisar o processo de concentração espacial da atividade industrial no Brasil, as
tentativas governamentais de descentraliza ção e
as modificações nas últimas décadas associadas ao modelo de pr odução flexível.

Pontos do Edital Abordados: Nessa aula tratamos da atividade industr ial no Brasil
que possui correspondência c om a geografi a
econômica (item 3 do programa) e e a g eografia pol ítica (item 6).

Leituras Obrigatór ias


SANTO S, Milton e LAURA, María Si lveira. O Brasil: Território e socied ade
no início do século XXI. Rio de Janeiro: E ditora Record,
2001. Cap. V - "Uma reorganiz aç ão produtiva no território". p.105 -117.

Leituras Complementares
CAMPOLINA, Clélio Diniz. Des envolvimento Poligonal no Brasil: Nem
desconcentração nem contínua polarização . P. 35 -59.
Disponível em: http://www.face.ufmg.br/novaeconomia/sumarios/v3n1/030103.pdf
Aula 17: A u rbanização no Espaço Mundial (1)

 Objetivo da Aula
Analisar o processo de urbaniz ação destacando as diferenças entre o que ocor reu
nos países centr ais e o q ue ocorre nas últimas
décadas nos países periféricos.

Pontos do Edital Abordados: item 5 do pr ograma - Geog rafia Urbana- mais


especificamente dos subitens 5.1 Processo de
urbanização e for mação de redes de Cidades e 5.2 Conurbação, m etropolização e
cidades-mundiais.

Leitura Obri gatór ia


SANTO S, Milton. Manual d e geogra fia Urbana . São Paul o, Edusp.2008. Cap.1 e
2- pág. 13-30 . Cap.10, 11 e 12. Pág. 129 a 185

Aula 18: A u rbanização no Espaço Mundial (2)

 Objetivo da Aula
Destacar as mudanças recentes na urbanização associadas ao processo de g
lobalização com ênfase na organização das ci dades
globais.

Pontos do E dital Abordados: item 5 do pr ogr ama- G eografia Urbana- m ais


especificamente dos subitens 5.1 Processo de ur banização
e formação de redes de Cidades e 5.2 Conurbaç ão, m etropoliz ação e cidades-mundiai
s.

Leitura Obri gatór ia


SANTO S, Milton. Manual d e geogra fia Urbana . São Paul o, Edusp.2008. Cap.1 e
2- pág. 13-30 . Cap.10, 11 e 12. Pág. 129 a 185

Leitura Com plementar


EGLER, Cl áudio. A formação da r ede de cidades na América do Sul. Disponível em
http://www.egler.com.br /pdf/Anpege_2011.pdf.

Aula 19: Urb anização no Espaço brasileiro (1)

 Objetivo da Aula
Analisar o processo de urbaniz ação no Brasil, destacar a metropolização, a macrocef
al ia e a tendência de desmetr opolização nas
últimas décadas.

Pontos do Edital Abordados: 5, ur banização, mais analisamos agora o processo no


Brasil enfatizando o subitem 5.4 - O papel das
cidades médias na moder nização do Brasil.
Leituras Obrigatór ias
Região de influênci a das cidades 2007-IBGE. Disponível em
http://biblioteca.ibge.gov. br/visualizacao/livros/liv40677.pdf
SANTO S, Milton. A Urban ização Brasileira. São Paulo: Huci tec, 1996

Leitura Com plementar


Arranjos popul ac ionais e concentrações urbanas no Brasi l- IBGE 2015. Disponível
em
http://www.ibg e. gov.br/apps/arranjos_populacionais/2015/

Aula 20: Urb anização no Espaço brasileiro (2)

 Objetivo da Aula
Analisar a dinâmica intraur bana das c idades brasileiras, destacar o processo de seg
regação espacial e as modificações na rede
urbana.

Pontos do Edital Abordados: 5, ur banização, mais analisamos agora o processo no


Brasil enfatizando os subitens 5.3 - Dinâm ica
intraurbana das metrópoles br asil eiras- e 5.4 - O papel das cidades médi as na
modernização do Brasil.

Leitura Obri gatór ia


COSTA, E veraldo Bati sta. Brasíli a me ta-síntese do poder no controle e arti culação
do territór io nacional
http://www.ub.edu/geocrit/coloquio2014/E veraldo%20Batista%20da%20Costa.pdf

Leitura Com plementar


Arranjos popul ac ionais e concentrações ur banas no Brasil - IBGE 2015. Disponí vel
em
http://www.ibg e. gov.br/apps/arranjos_populacionais/2015/
DISCIPLINA: HISTÓRIA MUNDIA L
Corpo Docente: Daniel A raújo e João Daniel Almeida

Aula 01 - Estado Moderno Europeu e a sua Crise

 Objetivo da Aula
Entender a Crise do Antig o Regim e Europeu)

Ponto do E dital Abordado: As revoluções burguesas

Leitura obrig atóri a


HOBSBAWN, Eric. A era das Revol uçõ es (1789-1848). São Paulo: Paz e Terra,
2003.
Leitura Com plementar
(FORTES, Luiz Roberto Salinas. O Ilumi nismo e os reis filósofos. 8. ed. Brasiliense,
1989. )

Aula 02 - A Revolução Francesa – Parte 01

 Objetivo da Aula
Entender como o ilum inismo foi i mposto ao Estado Moderno mais estruturado e m
odel ar dos Tempos Modernos

Ponto do E dital Abordado: As revoluções burguesas

Leitura Obrigatória
VOVELLE, Michel . A Revo lução Francesa. São Paulo: Edusp, 2004.

Leitura Com plementar


GALLO, Max. Revolução Francesa . Volume 1: O povo e o rei (1774- 1793).

Aula 03 - A Revolução Francesa – Parte 02 + Era Napoleônica

 Objetivo da Aula
Entender como o ilumini smo foi imposto ao Estado Moderno mais estruturado e
model ar dos Tempos Modernos .

Ponto do E dital Abordado: As revoluções burguesas


Leitura Obri gatór ia
VOVELLE, Michel . A Revo lução Francesa. São Paulo: Edusp, 2004.

Leitura Com plementar


GALLO, Max.. Revo lução Francesa . Volume 2: Às Armas, cidadãos! (1793-1799). P
orto Alegre: L&PM Editores, 2012.

Aula 04 - Congresso de Viena + Revoluções Lib erais + Romantismo


 Objetivo da Aula
Entender as dificuldades para a consoli dação do liber alismo no continente europeu.

Pontos do Edital Abordados: As revoluções burguesas + O Concer to Eur opeu e sua


crise ( 1815-1918): Do Congr esso de Viena e a
Santa Aliança à Quádrupla Alianç a + P ontos de Ruptur a + O m ovimento romântico
+ As grandes correntes ideoló gicas do sécul o
XIX

Leitura Obri gatór ia


SARAIVA, José Flávio Sombra (Org. ). História das relações interna cio nais
contempo rân eas. 2. ed. São Paulo: Sarai va, 2007.

Leituras Complementares
KISSINGE R, Henry. Diplomacy. New York: Harper Books, 1994.
________. O mundo restaurado. London: Phoenix Press, 1957.
LESSA, Antônio Carl os. História das relações i ntern acionais I – A Pax Britânica e
o mundo do sécul o XIX. 4. ed. Petrópol is: Vozes,
2005. )

Aula 05 - Un ificações Tardias – O caso Italia no

 Objetivo da Aula
Entender a formaç ão da Itália atual e a sua infl uência para o E quilíbrio Europeu.

Pontos do Edital Abordados: A Construção dos Estados Nac ionais: Itália e Alem
anha

Leitura Obri gatór ia


SCHNERB, R ober t. O sécul o XIX: o apogeu da civi lizaç ão europeia (1815 -1914) .
Rio de Janeir o: Bertrand Russel , 1996 (Coleção
História Geral das Civi lizações, v. XI II).

Leitura Com plementar


GOOCH, John. A unificação Italia na. São Paulo: Ática, 1991.

Aula 06 - Unificações Ta rdias – O caso alemão

OBJETIVO DA AULA: (Entender a form ação da Alem anha atual e a sua


influência para o Equilíbr io E uropeu)

PONTOS DO EDITAL ABORDADOS: (A Construção dos E stados Nacionais: I tália


e Alemanha)

Leituras Obrigatór ias


(SCHNERB, Robert. O sécu lo XIX: o apogeu da civil ização europeia (1815-1914).
Rio de Janeiro: B ertrand Russel, 1996 (Col eção
História Geral das Civi lizações, v. XI II).

Leituras Complementares
(PALMER, Alan. Bismarck. Brasíl ia: Brasiliense, 1976. )

Aula 07 - Revolução Industrial – Aula 01

 Objetivo da Aula
Explicar o processo inglês, ressaltando as suas peculiaridades)

Pontos do Edital Abordados: Da Revolução Industri al ao c apitalismo or ganizado –


séculos XV III e XIX + m arxismo)

Leituras Obrigatór ias


HOBSBAWN, Eric. A era das Revoluções (1789-1848). São Paulo: Paz e Terra, 2003.

Leitura Com plementar


LANDES, David S. A riquez a e a pobreza das nações. Rio de Janei ro: Campus,
1998. _______ _. Prometeu desacorrentado:
transformação tecnológic a e desenvolvimento i ndustri al na Europa Ocidental, desde
1750 até a nossa época. Rio de Janeir o: Nova
Fronteira, 1994.

Aula 08 - Revolução Industrial – Aula 02

 Objetivo da Aula
Trabalhar a c onsolidaç ão e expansão do modelo)

34

Pontos do Edital Abordados: Da Revolução I ndustri al ao c apitalismo organizado –


séculos XVIII e XIX + Anar quism o + Socialismo

Leituras Obrigatór ias


HOBSBAWN, Eric.A era do capital (1848-1875). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.
________. Da Revolução Industrial Inglesa ao imperialismo. Rio de Janeir o: Forense,
2000.

Leituras Complementares
JOLL, James. Europe Since 1870. 4. ed. Ed. L ondon: Penguin, 1990.

Aula 09 - Imperialismo Europeu – Aula 01


Objetivo da Aula
Explicar o processo imper ialista e suas repercussões

Pontos do Edital Abordados: A nova expansão europei a + Os debates acerca da


natureza do imperial ismo + A partil ha da África + A
Cultura do Imperiali smo

Leituras Obrigatór ias


HOBSBAWM, E. A era dos Impérios 1875-1914. Rio de Janei ro: Paz e Terr a, 1988.

Leituras Complementares
MACKENZIE, J. M. A partil ha da África (1880-1900) e o imperia lismo europeu no
século XIX.
São Paulo: Ática, 1994.

Aula 10 - Imperialismo Europeu – Aula 02

 Objetivo da Aula
Entender os principais casos de i mperi alismo e as consequências do processo para as
relações internaci onai s c ontem porâneas)

Pontos do Edital Abordados: As rivalidades coloniai s + O processo de dom inação na


Índia, China e Japão

Leitura Obrigatória
HOBSBAWM, E. A era dos Impérios 1875-1914. Rio de Janei ro: Paz e Terr a, 1988.

Leitura Complem entar


PINTO, Paulo Antônio Pereira. A China e o Sud este Asiá tico . Porto Alegre:
Editora da UFRGS, 2000

Aula 11 - Colonização e Independência dos EUA

 Objetivo da Aula
Entender o processo de independência dos E UA e o pioneirismo estadunidense com r
elação ao liberalismo)

Ponto do E dital Abordado: O fim do Antigo Regim e)

Leitura Obri gatór ia


CINCOTTA, Howard (Org. ). O perfil da histó ria dos EUA. Departamento de Estado
dos Estados Unidos da América, 1994.

Leitura Com plementar


KENNEDY, Paul. Ascensão e queda das g randes potência s: transfor mação ec onôm
ica e conflito militar de 1500 a 2000. Rio de
Janeiro: Campus, 1989.
Aula 12 - Esta dos Unidos no Século XIX

 Objetivo da Aula
Explicar a construção da maior nação americana.

Pontos do Edital Abordados: A expansão territor ial dos E UA + A G uerra de


Secessão

Leitura Obri gatór ia


CINCOTTA, Howard (Org. ). O perfil da histó ria dos EUA. Departamento de Estado
dos E stados Unidos da América, 1994.

Leitura Com plementar


EISENBERG , Peter Louis. A guerra civil ameri ca na. São Paulo: Br asiliense, 1982.

Aula 13 - Colonização e Indep endência da América Es panhola


 Objetivo da Aula
Compreender a Cri se do Antigo Sistema Colonial.

Leituras Obrigatór ia
BETHELL, Leslie (Ed.). História d a Améri ca Latina. São Paulo: ED USP, 200. v. I e
III.

36

Leituras Complementares
DONGHI, Tuli o Halperin. História da Amér ica latina. Paz e Terr a, 2005.

Aula 14 - América Latina no Século XIX

 Objetivo da Aula
Compreender a construção das naç ões latino-ameri canas.

Pontos do Edital Abordados: A constituição das identidades nacionai s e dos Estados


na América Latina + A Doutr ina Monroe e sua
Aplicação + O Pan-Americanmismo + militarismo e Caudi lhismo)

Leitura Obri gatór ia


BETHELL, Leslie (Ed.). História d a Améri ca Latina. São Paulo: ED USP, 200. v. I e
III.

Leitura Com plementar


DIVINE, Robert et al. América: passado e pr esente. Rio de Janeir o: Nórdica, 1992.
WASSERMAN, Cl audia (Org. ). América: cinco
séculos. Por to Al egre: E ditora da UFRGS, 1998.
Aula 15 - Primeira Guerra Mundial - 01

 Objetivo da Aula
Entender o processo de falência dos “cem anos de guerra sistêm ica”)

Pontos do Edital Abordados: A Questão Balcânica + As causas da Primei ra G uerra


Mundial

Leitura Obri gatór ia


REIS FILHO, Daniel Aarão; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Cel este (Org.). O século
XX. Rio de Janei ro: Civilização Brasi leira, 2000. v. 1.

Leitura Com plementar


HENING, Ruth. As origen s da Primeira Guerra Mundial. São Paulo: Ática, 1991.

Aula 16 - Primeira Guerra Mundial - 02

 Objetivo da Aula
Analisar o desenvolvimento e as consequências da Primeira G uerra Mundi al

Pontos do Edital Abordados: Os 14 Pontos de Wilson + A Paz de Versalhes e a or


dem resultante + A Liga das Naç ões

Leitura Obri gatór ia


HOBSBAN, E ric. A era dos extremo s. São Paul o: Companhia das Letras, 1995. 

Leituras Complementares
VIZENTINI, Paulo Fagundes. Primei ra Guerra Mundial.
MOTTA, Márcia Maria Menendes. A Primeira G rande G uerra. In: REIS, Daniel
Aarão; FERRE IRA, Jorge; ZENHA, Celeste. O século XX,
o tempo das certez as. Rio de Janeiro: Civiliz ação Brasileira, 2005, p. 231-251.
BECKER, Jean-Jacques. O Tratado de Versalhes. São Paulo: Ed. da UNESP , 2011.

Aula 17 - As Revoluções
Russas de 1917
 Objetivo da Aula
Entender as origens das
Revoluções Russas de 1917 e suas
repercussões.
Pontos do Edital Abordados: As
revoluções do sécul o XX: Rússia
Leitura Obri gatór ia
REIS FILHO, Daniel Aarão;
FERREIRA, Jorge; ZENHA, Cel
este (Org.). O século XX. Rio de
Janeiro: Civi lização Brasil eira,
2000. v. 2. 
Leitura Com plementar
LENIN, Vladimir I. Obras escog
ida s. Moscou, Progresso, 1978. 

Aula 18 - O Socialismo Real


Soviético
 Objetivo da Aula
Entender a consolidação do
socialismo soviético.
Pontos do Edital Abordados: As
revoluções do sécul o XX: Rússia
Leitura Obri gatór ia
REIS FILHO, Daniel Aarão;
FERREIRA, Jorge; ZENHA, Cel
este (Org.). O século XX. Rio de
Janeiro: Civili zação Br asil eira,
2000. v. 2. 
Leitura Com plementar
REIS FILHO, Daniel Aarão As
revoluções russas e o socialismo
soviético. São Paulo: UNESP,
2007.
38

Aula 19 - Os Estados Unidos


no Período Entre – Guerras
 Objetivo da Aula
Entender a consolidação dos
EUA c om o principal potência
econômi ca, a crise do liberal
ismo e a recuperação dos anos
1930.
Pontos do Edital Abordados: As
crises e os mecanismos anticrise:
a Cr ise de 1929 e o New Deal.
Leituras Obrigatór ias
ARRUDA, José Jobson de Andr
ade. A crise do capitalismo
liberal. In: REIS FILHO, D a - ni
el Aarão; FERREIRA, Jorge;
ZENHA, Celeste
(Org.). O sécu lo XX: o tem po
das crises. Rio de Janei ro:
Civilização Brasileira, 2000.
Leituras Complementares
COGGIOLA, Osvaldo. As gran
des depressõ es (1873-1896 e
1929-1939) : fundamentos econô-
mic os, consequênc ias
geopolíticas e
lições para o presente. São Paulo:
Alameda, 2009. 245 p.
LIMONCIC, Flávio. Os invento
res do New Deal: Estado e
sindicatos no combate à grande
depressão. Rio de Janeiro: Civi
lização
Brasileira, 2009.
Aula 20 - A Europa no Pós-1
Guerra Mundial
 Objetivo da Aula
Entender como estava a Europa no
pós-1 Guer ra Mundial e como
isso c riou c ondições para a
ascensão dos fasci smos + As
vanguardas europeias
Pontos do Edital Abordados: As
grandes cor rentes ideológicas da
política do século XX: d
emocracia, fasci smo e com uni
smo
Leitura Obri gatór ia
KONDER, Leandro. Cultura
política nos anos crític os. In. O
sécu lo XX – o tempo das cr ises
(Revoluç ões, Fascism os e
Guerras).
Leitura Compl em entar
HISTORIA DA ARTE. Autor:
GOMBRICH, E. H. (ERNST
HANS)
RAWSON, Judy , O
futurismo italiano. In:
BRADBURY, Malcolm,
McFARLANE, James (orgs
.) Modernismo: guia
geral, 1 890-1930. São
Paulo: Companhia das
Letras, 1999. p.198 -250

Aula 21 – REVISÃO
Aula 22 - A Ascensão dos fascismos
 Objetivo da Aula
Nazismo e Fascism o Ital iano

Pontos do Edital Abordados: Ditaduras e Regimes Fascistas

Leitura Obri gatór ia


HOBSBAN, E ric. A era dos extremo s. São Paul o: Companhia das Letras, 1995. 

Leituras Complementares
LENHARO, Alcir. Nazismo – o tri unfo da vontade. São Paulo: Ática, 1986.
ARENDT, Hannah. As origens do totalitarismo. São Paul o: Com panhi a das Letras,
1989.
PAXTON, Robert O. A chegada ao poder. I n: __ _. A anatomia do fascismo. Rio de
Janeiro: paz e Terra, 2007.
p.151-196.
ROMERO SALVAD , Francisco J. O legado da Guerra Civil Espanhola. In: ___. A G
uerra Civi l Espanhola. Rio de
Janeiro: Zahar, 2008. p.239-249 e 287-289. e FERR O, Marc. Memria do exílio: os
republicanos espa nhis . In:
O ressentimento na Histria. Rio de Janeiro: Ediou ro, 20 09. p.199-203.

Aula 23 - A Segunda Guerra Mu ndial - 01

 Objetivo da Aula
Entender o fracasso da diplomac ia e a eclosão da 2 GM.

Ponto do E dital Abordado: As causas da 2GM

Leitura Obrigatória
MAGNOLI , Demétr io. A história das guerras. São Paulo: Contexto. 

Leitura Complem entar


VIZENTINI, Paulo G. Fagundes. Segund a Guerra Mun dial. Porto Alegre: Editora da
UFRG S.

Aula 24 - A Segunda Guerra Mu ndial - 02

 Objetivo da Aula
Entender o desenvolvimento da 2 GM.

Pontos do Edital Abordados: A Segunda Guerra Mundial

Leitura Obri gatór ia


BRENER, Jayme. A Segu nda G uerra Mundial: o planeta em cham as. São Paulo:
Ática (Coleção Retrospectiva do século XX).

Leitura Complem entar


GONALVES, Williams da Silva. A segunda guerra m undial. In: REIS, Dani el
Aarão; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Celeste. O sculo XX, o
tempo das crises. Rio de Janeir o: Civi lizaç ão Brasileira, 2005, p. 165- 194.

Aula 25 - As Conferências de Paz e o Imediato Pós -2GM

 Objetivo da Aula
Final da 2G M e o impacto da mesma

Pontos do Edital Abordados: As conferências de Moscou + Teerã + Ialta + Potsdam +


São Franc isco/ A or dem Mundi al decorrente/
Bretton Woods/ONU

Leitura Obrigatória
MAGNOLI , Demétr io. A história da paz. São Paulo: Contexto.

Leitura Complem entar


BARBOSA, E laine Seni se; MAG NOL I, Demétrio. O Mundo em Desordem. Rio
de Janeiro: Record.

Aula 26 - Guerra Fria – 01

 Objetivo da Aula
Entender a bipolar ização mundial e as suas consequências.

41

Pontos do Edital Abordados: O Plano Marshall/ Os conflitos localizados/ OE A e o


Tratado do Rio de Janeiro

Leitura Obri gatór ia


BARBOSA, E laine Seni se; MAG NOL I, Demétrio. O Levia tã desafiado. Rio de
Janeiro: Record.

Leitura Complem entar


JUDT, Tony. Pós-guerra - uma históri a da eur opa desde 1945

Aula 27 - Guerra Fria – 02

 Objetivo da Aula
Entender a bipolar ização mundial e as suas consequências.

Pontos do Edital Abordados: Os conflitos locali zados/ Coexistência Pacífi ca

Leitura Obri gatór ia


REIS FILHO, Daniel Aarão; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Cel este (Org.). O século
XX: o tempo das dúvidas. Rio de Janeiro: Civilização
Brasileira, 2000.

Leitura Complem entar


SARAIVA, José Flávio Som br a. Doi s gigantes e um condomínio: da guerr a
fria à coexistênci a pacífica (1947-1968). In: História das
relações interna ciona is co ntempo râneas – da sociedade internacional do sécul o XIX
à era da globalização.

Aula 28 - Guerra Fria – 03

 Objetivo da Aula
Entender a bipolar ização mundial e as suas consequências

Pontos do Edital Abordados: Os conflitos locali zados/ D étente

Leitura Obri gatór ia


Gaddis, John Lewis, A Guerra Fria

Leitura Complem entar


SARAIVA, José Flávio Som br a. Doi s gigantes e um condomínio: da guerr a
fria à c oexistência pac ífica (1947- 1968). In: Hi stória das 42 relações interna
ciona is co ntempo râneas – da sociedade internacional do sécul o XIX à era da
globalização.

de 68 páginas
rAula 29 - Guerra Fria – 04

 Objetivo da Aula
Entender a bipolar ização mundial e as suas consequências.

Pontos do Edital Abordados: Welfare State e a sua crise/ Os confli tos localizados/ A
“segunda guerra fria”/ A cri se e o desmonte do
bloco soviétic o

Leitura Obri gatór ia


VIZENTINI, Paulo G. Fagundes. Da G uerra Fria à crise.

Leituras Com plementares


Serge Berstein e Pier re Milza. Históri a do século XX. V. 2: 1945 -1973 – o mundo
entre a guerra e a paz. São Paulo: Companhia
Editora Nacional, 2007, p. 14 (com adaptações).
Jeffry A. Frieden. Capitali smo global: história ec onôm ica e política do sécul o XX.
Rio d e Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2008, p. 283-4
(com adaptaç ões). 
Aula 30 - A Revolução Chinesa

 Objetivo da Aula
Entender a construção da repúbli ca popular da China.

Pontos do Edital Abordados: As revoluções do sécul o XX: China .

Leitura Obri gatór ia


Pomar, Wladimir. A revolução Chinesa

Leitura Complem entar


Jonathan D. Spence. Em busca da China Moderna - Quatr o séc ulos de história

Aula 31 - Oriente Médio

 Objetivo da Aula
Entender a Questão da Palestina)

43

Pontos do Edital Abordados: Descoloniz aç ão/ O novo nacionalismo e a questão do


fundamentalismo contemporâneo

Leitura Obri gatór ia


BRENER, Jayme. Ferida aberta: o o ri ente médio e a nova ordem mund ial . E d. São
Paulo: Atual, 1995. 102 p

Leitura Complem entar


SAID, Edward W ( 1978) . Orientalismo: O Ori ente como invenção do ocidente. São
Paulo: Cia das Letras, 2007

Aula 32 - Lutas de Libertação Afro-Asiáticas - 01

 Objetivo da Aula
Explicar a formaç ão dos Estados Nacionais afro-asiáticos no século XX.

Pontos do Edital Abordados: Conferência de B andung/Tercei ro Mundismo/ O


novo nacionali smo e a questão do fundamentalism o
contemporâneo.

Leitura Obri gatór ia


HERNANDEZ, Leil a. Á África na sala de aula: visita à história contemporânea. Selo
Negro Edições ( Summus E ditorial) , 2005.

Leitura Complem entar


BITTENCOUR T, Marcelo. Colonial ismo , descolonização e cri ses na África .
Disponível em:
<http://www.historia.uff.br /nec /sites/default/fil es/Col oni alismos_descolonizacoes_e_
crises_na_Afri ca__protegido.pdf>.

Aula 33 - Lutas d e Libertação Afro-Asiáticas – 02

 Objetivo da Aula
Explicar a formaç ão dos Estados Nacionais afro-asiáticos no séc ulo XX.

Pontos do Edi tal Abordados: Pós-Fordismo e a Acumulaç ão Flexível/Ter ceir o


Mundi smo/ O novo nacionalismo e a questão do
fundamentalismo contempor âneo.

Leituras Obrigatór ia
HERNANDEZ, Leil a. Á África na sala de aula: visita à história contemporânea. Selo
Negro Edições ( Summus Editorial ), 2005.

44

Leituras Complementares
SARAIVA, José Flávio Som bra. Dois gigantes e um condomínio: da guerra fria
à coexi stênci a pacífica(1947-1968). In: História das
relações interna ciona is co ntempo râneas – da sociedade internacional do sécul o XIX
à era da globalização.

Aula 34 - A Revolução Mexican a

 Objetivo da Aula
Entender a Revolução Mexicana, de 1910, desencadeada a partir de uma questão
político- el eitoral, a reeleição de P or firio Dí az , que
ganhou densidade c om as dem andas sociais, especial mente as do campo. 
Ponto do E dital Abordado: As Revoluções na Am érica Latina: Méxic o

Leituras Obrigatór ias


BARBOSA, Carlos Alberto Sampaio. A Revo lução Mexicana. São Paulo: Editora
Unesp, 2010 ( Coleç ão Revoluções do Século XX).

Aula 35 - Argentina no sécu lo XX

 Objetivo da Aula
Entender a formação da Argentina no século XX

Pontos do Edital Abordados: América Latina e a sua inserç ão nas Relações


Internacionais

Leituras Obrigatór ias


ROMERO, Luiz Alber to. Breve historia contemporanea de la Argentina . Rio de
Janei ro: Jorge Zahar, 2008.

Aula 36 - Revolução Cubana

 Objetivo da Aula
Analisar desde os pri mórdios do Estado Nacional cubano até a guinada da Revolução
Cubana para o socialismo transplantou a G ue rra
Fria para a Am érica. Na primeir a metade da década de 60, a descoberta de mísseis
soviéticos instalados na ilha c om andada por Fidel
Castro exacer bou dramatic am ente a tensão m undial e o c onf ronto Leste ver sus
Oeste.

Ponto do E dital Abordado: As Revoluções na América Latina: Cuba.

Leituras Obrigatór ias


SADER, Em ir. A Revolução Cubana. São P aul o: Moderna, 1986. p. 53.

Leituras Complementares
AYERBE, Luis Fernando. A Revolução Cubana. São P aul o: Editor a Unesp, 2004
(Coleção Revoluções do Séc ulo XX).
GUERCIO, Maria Rita; CARVALHO, Dorisney. Cuba e Estados Unidos: uma história
de hostil idades. I n: Revolução Cubana – hi stóri a e
problemas atuais. São Paul o: Xamã, 1998.

Aula 37 - Revolução Chilena

 Objetivo da Aula
Entender como o Chile protagonizou a experiência latino-americana, inédita até então,
de adoção do social ism o pela via eleitor al,
que se deu com a vi tória de Salvador Allende. Em 1973, um golpe de Estado
pôs fim ao governo socialista e mergulhou o país em
uma das m ais feroz es ditaduras do Cone Sul

Ponto do E dital Abordado: As Revoluções na América Latina: Chile

Leituras Obrigatór ias


WIN, Peter. A Revolução Chilena

Leituras Complementares
Cuban Forei gn Pol icy and Chil ean Poltics, by Miles D. Wolpi n. ton,
Massachusetts: Lexington Books, D. C. Heath and Co. 1972

Aula 38 - América Latina no século XX e outros casos


 Objetivo da Aula
Analisar processos políticos como aquele desenvolvido por Vel asco Alvarado (Peru)
ou mesmo Paz E stensoro (B ol ívia), assim c om o
aquele implementado pel os sandinistas na Nic arágua.

Ponto do E dital Abordado: As Revoluções na América Latina: Nicarágua

Leituras Obrigatór ias


Paulo Fagundes Visentini / Analúc ia Danilevicz P er eira. Manual do Candidato:
História Mundial Contemporânea 3° Edição

Leituras Complementares
Santiago Roncagli olo, A Quarta Espada

Aula 39 - A Igreja Católica na América Latina

 Objetivo da Aula
Compreender a influência da Igreja Católica no continente latino -americano.

Leituras Obrigatór ias


Almeida, João Daniel. Quantas divisões tem o papa?,Ano de Obtenção: 2001

Leituras Complementares
Carl Bernstei n e Marco P oliti. Sua Santid ade

Aula 40 - REVISÃO

46
DISCIPLINA: LÍNGUA INGLESA
Docente: Manoela A ssayag

Aula 01 - Foreign Policy (Tópico gramatical central: subject-v erb agreement)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estratégi as de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrig atóri as


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Press,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 02 - International Organizations (Tóp ico gramatical central: inversion)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Press,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 03 - Diplomacy (Tóp ico gramatical central: the passiv e voice)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;

Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de frases,
com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estratégi as de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de int
erpretaç ão, gramát ica, v ocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

47

 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estratégi as de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
int erpretaç ão, gramát ica, v ocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Press,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 04 - Development & International Aid (Tópico gramatical central: clauses)


Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatórias
HEWINGS, Martin. Advanced Grammar in Use, Cambridge Uni versity Press, 2013.
MURPHY, Raymond. English Gramm ar in Use – Intermediate” , Cambridge
University Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 05 - Health (T ópico gramatical central: plurals & past tenses)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecimentos de gramática;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estratégi as de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares

48
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 06 - International Finance (Tópico gramatical central: determiners, articles & if


-clauses)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cais relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advanced Grammar in Use, Cambridge Uni versity Press, 2013.
MURPHY, Raymond. English Gramm ar in Use – Intermediate” , Cambridge
University Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 07 - Ele ctions (Tópico gramatical central: relative p ronouns)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estratégi as de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Gramma r o f
Eng lish. Cambr idge University Press, 2002.

Aula 08 - Hard politics (Tópico grama tical central: cond itionals)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Trabalhar estr atégias e prática de tradução e versão;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD.

47

 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estratégi as de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
int erpretaç ão, gramát ica, v ocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Press,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.
LANDO, Isa Mara. Vocabul ando: V ocabul ár io Pr ático I nglês-Portug uês. Disal,
2006. SANTO S, Agenor Soares dos. Guia Pr ático de Traduç ão Inglesa Como evitar
as armadilhas das falsas semelhanç as. Editora Campus/Elsevi er, 2007.
Aula 09 - Environment (Tópico gramatical central: modal verbs & a dverbs – positions
& functions)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecimentos de gramática;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estratégi as de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cais relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 10 - Arts & Culture (Tópico gramatical central: adjectives – positio ns &
functions)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advanced Grammar in Use, Cambridge Uni versity Press, 2013.
50

MURPHY, Raymond. English Gramm ar in Use – Intermediate” , Cambridge


University Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 11 - Identity & Society (Tópico gramatical central: prepositions & gerund s + inf
initives)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estr atég ias de aprendizagem de vocabu lário tem áti co;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Compreensão de textos escritos em língua inglesa. Itens


gramatic ai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 12 - Immigra tion (Tópico gramatical central: punctuation)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .
Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramaticais relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advanced Grammar in Use, Cambridge Uni versity Press, 2013.
MURPHY, Raymond. English Gramm ar in Use – Intermediate” , Cambridge Uni
versity Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 13 - Civil so ciety & so cial movements (Tópico gramatical cen tral: punctuation)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;

Objetivo da Aula  Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;


Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de frases,
com foco no inglês em uso
 Apresentar e pratic ar estratégias de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. English Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
English. Cambridge University Press, 2002.
K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of English. Cambridge University Press,
2002. m_out_map
Aula 14 - Regional integration (Tópico gramatical central: expressin g purpose, cause &
effect)
Objetivo da Aula
Revisar e trabalhar conhecimentos de gra mátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Trabalhar estr atégias e prática de tradução e versão;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advanced Grammar in Use, Cambridge Uni versity Press, 2013.
MURPHY, Raymond. English Gramm ar in Use – Intermediate” , Cambridge
University Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & Geoff rey K. P ULLUM. The Ca mb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridge University Press, 2002.

Aula 15 - The United Na tions (T ópico gramatical central: expressing time)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estratégi as de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões d e
interp retação, gramática, vocabu lário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Press,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 16 - Humanitarian interventions (Tóp ico gramatical central: collocations & p


hrasal verb s)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e semântica pertinentes aos mesm os, no modelo
da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrig atóri as


HEWINGS, Martin. Advanced Grammar in Use, Cambridge Uni versity Press, 2013.
MURPHY, Raymond. English Gramm ar in Use – Intermediate” , Cambridge
University Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.
McCARTHY, MI CHAEL & Felicity O ’DE ILL. English Phrasal Verbs in Use,
Advanced. Cambridge University Press, 2007.
McCARTHY, MI CHAEL & Felicity O ’DE ILL. English Phrasal Verbs in Use, Interm
ediate. Cambridge Univer sity Press, 2004.

Aula 17 - War & peace (T ópico gramatical central: collocations & phrasal verbs)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de
frases, com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estratégi as de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.
Leituras Obrigatór ias
HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.
McCARTHY, MI CHAEL & Felicity O ’DE ILL. English Collocations in Use, A
dvanced. Cambridge University Press, 2008.
McCARTHY, MI CHAEL & Felicity O ’DE ILL. English Collocations in Use,
Advanced. Cambridge University Press, 2005.
McCARTHY, MI CHAEL & Felicity O ’DE ILL. English Phrasal Verbs in Use,
Advanced. Cambridge University Pre ss, 2007.
McCARTHY, MI CHAEL & Felicity O ’DE ILL. English Phrasal Verbs in Use, Interm
ediate. Cambridge Univer sity Press, 2004.
Oxford Coll ocati ons Dictionary [for students of Engl ish], O xford University Press.
[Também disponível com o app]

Aula 18 - Encyclo pedic Knowledge (Tópico gramatical central: differences between


American and British English)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de frases,
com foco no inglês em uso ;
 Trabalhar estr atégias e prática de tradução e versão;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. English Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.
BARBOSA, Heloísa Gonçalves. Procedimentos Técnicos da Tradução: Uma nova
proposta. Pontes, 1990. GREENBAUM, Sidney. The
Oxford English Grammar. Oxford Univer sity Press, 1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.
LANDO, Isa Mara. Vocabul ando: V ocabul ár io Pr ático I nglês-Portug uês. Disal,
2006.
SANTO S, Agenor Soares dos. Guia Prático de Tradução Inglesa Como evitar as
armadil has das falsas semel hanças. Editora
Campus/Elsevi er, 2007.

Aula 19: NATO (Tópico gramatical central: reported speech)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de frases,
com foco no inglês em uso ;
 Apresentar e praticar estratégi as de aprendizagem de vocabulário tem ático;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

Pontos do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens
gramati cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatórias
HEWINGS, Martin. Advan ced Grammar in Use. Cam br idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002.

Aula 20 - Lite rature (Tópico gramatical central: connectors)

Objetivo da Aula
 Revisar e trabalhar conhecim entos de gramátic a ;
 Trabalhar estr uturas complexas, form ação de pal avras e reform ulação de frases,
com foco no inglês em uso ;
 Compreensão de textos escritos em língua inglesa e reali zação de questões de
interpretação , gramática, vocabulário e
semântica pertinentes aos mesm os, no modelo da 1a fase do CACD .

do Edital Abordados: Com preensão de textos escritos em língua inglesa. Itens gramati
cai s relevantes para compreensão
dos conteúdos sem ânticos.

Leituras Obrigatór ias


HEWINGS, Martin. Advan ced Gra mmar in Use. Cambr idge University Press, 2013.
MURPHY, Raymond. E nglish Grammar in Use – Intermediate. Cambr idge University
Press, 2014.

Leituras Complementares
GREENBAUM, Sidney. The Oxford E nglish Grammar. Oxford University Pr ess,
1996.
HUDDLESTON, Rodney & G eoffrey K. PULLUM. The Camb ridge Grammar of
Eng lish. Cambridg e Univer sity Press, 2002
DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA
Docente: Isabel Veg a

Aula 01 - Língua e sociedade

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a compree nder a língua como elemento vivo, representativo da c ul
tura de um povo.

Pontos do Edital Abordados: 1 Lí ngua portuguesa: modalidade culta usada


contem poraneamente no Brasil. 1.3 Semântica. 1.4
Vocabulário. 2.1 Compreensão, interpretação e análise crítica de textos escritos em
língua portuguesa.

Leituras Obrigatór ias


VANOYE, Fr anci s. Usos da Linguagem. São Paulo: Martins Fontes.
CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gr am ática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Aula 02 - Teo ria da Comunicação/ Fun ções da Linguagem

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a reconhecer a intencionalidade discur siva dos textos escritos.

Pontos do Edital Abordados: 2.1 Com preensão, inter pr etação e anál ise c rític a
de textos escr itos em língua portuguesa. 2.2
Conhecimentos de linguí stica, l iteratura e estilísti ca: funções da linguagem .

Leituras Obrigatór ias


VANOYE, Fr anci s. Usos da Linguagem. São Paulo: Martins Fontes.

Aula 03 - Textu alidade / Coerência / Coesão

 Objetivo da Aula
Capacitar o aluno para identificar as relações de sentido intra e extratextuais, bem com o
para reconhecer os mecanism os de c o esão
que estruturam o texto.

Pontos do Edital Abordados: 2.1 Com preensão, interpretação e análise crítica de


textos escrito s em l íngua portuguesa. 2.2
Conhecimentos de linguística, literatura e estilí stica: estrutura textual. 2.3 Redaç
ão de textos dissertati vos dotados de
fundamentação conceitual e factual(...), coerência, (...) coesão textual e cor reção
gramatical.

Leituras Obrig atóri as


Fiorin, José Luiz e SAVIOLI, Francisco. Manual do candidato . BSB:Funag.
Garcia, Othon Moacyr. Comunicação em prosa moderna. RJ: FGV
Aula 04 - Figuras de linguag em e Vícios de lin guagem

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a ler e a interpretar textos nos ní veis denotativo e sim bólico.

Pontos do Edital Abordados: 2.1 Com preensão, inter pr etação e anál ise c rític a
de textos escritos em l íngua por tuguesa. 2.2
Conhecimentos de linguí stic a, l iteratura e estilística: textos literári os e não literári os;
denotação e conotação; figuras de linguagem.

Leituras Obrigatór ias


VANOYE, Fr anci s. Usos da Linguagem. São Paulo: Martins Fontes.
CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gr am ática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fr ontei ra.
AZEREDO, José Carlos de. G ramática Houai ss da Língua Portuguesa. SP:
Publifolha.

Aula 05 - Novo Acordo Ortográfico

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a conhecer e a dom inar as regras de or tografia vigentes.

Pontos do Edital Abordados: 1.1 Sistema gráfico: ortograf ia, acentuação.

Bibliografia:
BECHARA, E vani ldo. A nova ortografia. Rio de Janei ro: Nova Fronteira/Lucerna.
AZEREDO, José Carlos de e INSTITUTO ANTONI O HOUAISS. Escrevendo pela
nova or tografia. São Paulo: Publifol ha .
CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gramática do português
contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Aula 06 - Crase / Homônimos

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a conhecer e a dom inar as regras de or tografia vigentes

Ponto do E dital Abordado: 1.1 Sistema gráfico: ortografia, acentuação

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gr am ática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fr ontei ra.
KURY, Adri ano da Gam a. Ortografi a, Pontuação e Crase. RJ. Fename

Aula 07 - Estrutu ra e Processos de Forma ção de Palavras

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a conhecer e a identifi car a estrutura constituinte das palavras e os
processos de ampl iação do léxico.

Pontos do Edital Abordados: 1.2 Morf ossi ntaxe. 1.3 Semântica. 1. 4 Vocabulário.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gr am ática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fr ontei ra.

Aula 08 - Substantivos e Adjetivos

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a entender as r elações de sentido e analisar o papel si ntático desses term
os gramaticais no interior do período simples,
bem como a ampliação desses termos sintáticos no período composto.

Pontos do Edital Abor dados: 2. 1 Compr eensão, interpretação e análi se crítica


de textos escritos em língua portuguesa.1.2
Morfossintaxe.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gr am ática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeiro : Nova Fronteira.

Aula 09 - Artigos / Numerais / Pronomes

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a entender as r elações de sentido e analisar o papel sintátic o desses term
os gramaticais no interior do período simples,
bem como a ampliação desses termos sintáticos no período composto.

Pontos do Edital Abor dados: 2. 1 Compr eensão, interpretação e análi se crítica


de textos escritos em língua portuguesa.1.2
Morfossintaxe.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L. F. Lindley. Nova gramática do por tuguês contem
porâneo. Rio de Janeiro: Nova Fr ontei ra.

Aula 10 - Colocação Pron ominal

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a distinguir a colocação f or mal e informal dos pronomes oblíquos e a
domi nar as regras de colocação pronominais da
norma-padrão.

Pontos do Edital Abor dados: 2. 1 Compr eensão, interpretação e análi se crítica


de textos escritos em língua portuguesa.1.2
Morfossintaxe.

Leituras Obrigatórias
CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gram ática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeir o : Nova Fr ontei ra.

Aula 11 - Verbo I - Formação do imperativo, Formas nominais e Temp os comp ostos

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a analisar e empr egar corretamente as f or mas verbais, distinguindo
o uso formal e o coloquial .

Pontos do Edital Abor dados: 2. 1 Compr eensão, interpretação e análi se crítica


de textos escritos em língua portuguesa.1.2
Morfossintaxe.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gramática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeir o: Nova Fr ontei ra.

Aula 12 - Verbo II – Aspectos e Voze s Verbais

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a i dentificar as relações de sentido pr oduzidas pelos diferente s aspectos
ver bai s e pel a escolha do emprego das vozes
verbais (val orizaç ão ou apagamento do agente verbal).

Pontos do Edital Abor dados: 2. 1 Compr eensão, interpretação e análi se crítica


de textos escritos em língua portuguesa.1.2
Morfossintaxe.

Leituras Obrig atóri as


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gramática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeir o: Nova Fr ontei ra.

Aula 13 - Ad vérbios, Palav ras denotativas e Interjeições

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a entender as relações de sentido e analisar o papel sintático dos
advérbios no interior do período simples, bem como
a ampliação desse termo sintático no período composto. L evar o aluno a
distinguir os advérbios das palavras denotativas e a
identificar o empr ego fátic o das interjeições.
Pontos do Edital Abor dados: 2. 1 Compr eensão, interpretação e análi se crítica
de textos escritos em língua portuguesa.1.2
Morfossintaxe.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gram ática do por tuguês contem
porâneo. Rio de Janeiro : Nova Fronteir a.

Aula 14 - Conjunções e Preposições

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a identifi car os mecanismos de coesão mediante o emprego de
preposições e de conjunções e as relações de sentid o
produzidas pel o uso desses mecanismos.

Pontos do Edital Abordados: 2.1 Com preensão, inter pr etação e anál ise c rític a
de textos escritos em l íngua por tuguesa. 1. 2
Morfossintaxe. 1.3 Semântica. 1. 4 Vocabulário. 2.3 R edação de textos
dissertativos dotados de funda mentação c onc eitual e
factual(...), coerênc ia, (...) coesão textual e corr eção gramatical.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gramática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Aula 15 - Período simples I - Termos es senciais e termos integrantes

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a sistematizar e fixar o conhecimento dos termos sintáticos do período
sim ples já trabalhados durante o curso.

Ponto do E dital Abordado: 1.2 Morf ossintaxe.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L. F. Lindley. Nova gramática do por tuguês contem
porâneo. Rio de Janeir o: Nova Fr ontei ra.

Aula 16 - Período simples II - Termos integrantes (cont.) / Termos acessórios / Vocativo

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a sistematizar e fixar o conhecimento dos term os sintáticos do perí odo
simples já trabalhados durante o curso.

Ponto do E dital Abordado: 1.2 Morf ossintaxe.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gr amática do português c ontem por
âneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.
Aula 17 - Período composto I - Orações Sub ordinadas Substantivas e Ad jetivas

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a sistematizar e fixar o conheci mento dos termos sintáticos, já
trabalhados durante o curso, ampliados no período
composto.

Ponto do E dital Abordado: 1.2 Morf ossintaxe.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gramática do português
contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Aula 18 - Período composto II - Orações Subordinadas Adv erbiais e Coordenadas

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a sistemati zar e f ixar o conhecimento dos termos adverbiai s, já
trabalhados dur ante o curso, am pliados no perío do
composto. Levar o aluno a identificar as relações de sentido entre as orações c oor
denadas.

Pontos do Edital Abordados: 1.2 Morf ossi ntaxe.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gramática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fr ontei ra.

Aula 19 - Pontu ação e Concordância nomin al

 Objetivo da Aula
Levar o aluno a conhecer e a dominar as r egras de pontuação vigentes bem como
as regras da norma -padrão para a concordância
nominal, di stingui ndo o uso formal e o inform al.

Pontos do Edital Abordados: 1.1 Sistema gráfico: pontuação; 1.2 M or fossintaxe. 1.3
Semântic a. 2.3 Redação de textos dissertativos
dotados de fundam entação concei tual e factual, (...) e correção gramatical.

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gram ática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.
KURY, Adri ano da Gam a. Ortografi a, Pontuação e Crase. RJ. Fename.

Aula 20 - Concordân cia verbal e Regência nominal e verbal


 Objetivo da Aula
Levar o al uno a c onhecer e a dominar as regras da norma -padr ão para a concordância
verbal, distingui ndo o uso f ormal e o informal .

Pontos d o E dital Abordados: 1.2 Morfossintaxe. 1.3 Semântica. 2. 3 Redação de


textos dissertativos dotados de fundamentação
conceitual e factual , ( ...) e correção g ramatical .

Leituras Obrigatór ias


CUNHA, Celso e CINTRA, L . F. Lindley. Nova gramática do por tuguês
contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.
DISCIPLINA: POLÍTIC A INTERNA CIONAL
Corpo Docente: Tanguy Baghdadi e Paulo Afonso Velasco

Aula 01 - PEB I

Esta aula tem por objetivo apresentar as princ ipais estratégias e iniciativas da políti ca
externa brasileira nos governos Dutra, Vargas
e JK (1946-1960).

 Objetivos Ger ai s
Compreender as bases da i nserç ão internacional do Brasil no mundo pós -II GM,
enfatizando a r elação com os Estados Uni dos em
um contexto inici al de Guerr a Fria.

 Objetivos Específ icos


Conhecer conceitos c om o ¨alinham ento sem recompensas¨ (Gerson Moura) e
iniciati vas como a Comi ssão Mistra B rasil - EUA e a
Operação Pan-americana (OPA), entre outras. Entender as razões do r om pimento de
relações com a URSS e as bases da relação c om
os Estados Uni dos.

Leituras obrigatória s
CERVO, Amado & BUENO, Clodoaldo. História da Política Exterior d o Brasil.
Brasília: Editora UNB, 2002. Capítul o: Al inhamento e
desenvolvimento associado (1946-1961). P. 269-307.
MOURA, Gerson. Sucessos e Ilusões. Ri o de Janeir o: editora da Fundação Getúlio
Var gas, 1991. Pág 59 a 86
HIRST, M. A política externa do Segundo G overno Var gas. In:
ALBUQUERQUE (or g.). Sessenta Anos de Polí tica Extern a Brasileira,
1930-1990, vol. 1. São Paulo: Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais
da USP/Cultura Editores Associados, 1996, pp. 263-
289.
MOURA, Gerson. A política externa de JK. In: G OMES, Ângela de Castro. O Brasil
de JK. 2ª. Edição. Rio de Janeiro: FG V, 2002.

Aula 02 - PEB II

O objetivo desta aula é apresentar as caracter ísti cas da inserção internacional do


Brasil durante os g over nos Jânio Quadros e João
Goulart, bem como as m udanças pr ati cadas com o golpe militar no governo Castelo
Branco.

 Objetivos Ger ai s
Compreender a chamada Política E xterna Independente (PEI) , destacando os
objetivos e princi apis i niciativas, além de reconhecer
a ruptura promovida pel o primeiro governo militar, com o seu ali nham ento aos
Estados Unidos.

 Objetivos Específicos
Apresentar conceitos como autonomi a, di versificação de parcerias e ¨passo fora
da cadência¨(Am ado Cervo) e debater questões
como o restabelecim ento de relações com a URSS, a suspensão de Cuba da OEA, as
tensões com os EUA, o apoio norte -americano
ao golpe mi litar, o rompimento de rel ações com Cuba, a intervenção militar em
Santo Dom ingo (1965).

Leituras obr igatórias


AMADO, R. “A Política Externa no governo João Goulart” . In:
ALBUQUERQUE (org.). Sessenta Anos de Política Externa Br asil eira,
1930-1990, vol. 1. São Paulo: Núcleo de Pesquisa em Relações Internaci onai s da
USP/Cultura Editores Associados, 1996.
CERVO, Amado & BUENO, Clodoaldo. História da Política Exterior do Brasil.
Brasília: Editora UNB , 2002. Capítulo: A Pol ítica Externa
Independente do apogeu do popul ism o (1961 -1964). P. 309-350
DANTAS, Santiago. P olíti ca Externa Independen te
Aula 03 - PEB III
A política externa dos governos Costa e Silva, Médici, Geisel e Figueir edo. A consoli
dação da autonomia e o fim do alinham ent o aos
EUA. Diver sificação de Parcerias.

 Objetivos Ger ai s
Vislumbrar as estratégi as da política externa br asileira do per íodo, destacando a
aposta pela autonomia e pela diversific aç ão de
parcerias. Reconhec er a impor tânci a e o legado deixado pelo chancelaria de
Azeredo da Silveir a.

 Objetivos Específ icos


Conhecer c oncei tos como Diplomacia da Pr osperidade, Diplomacia do I nter esse
Nacional, Pr agamtismo Responsável e Ecum êni co e
Universalim o. Entender a importância do Brasil na II UNCTAD (1968), a questão das
200 milhas de mar territorial, o reconhecim ento
da independência das colônias por tuguesas na África, a aproximação com os países
árabes, a aproximação com a Argentina, a ALADI,
entre vários outros mom entos m arcantes do período.

Leituras obr igatórias


CERVO, Amado & BUENO, Clodoaldo História da Política Exterior do Brasil.
Brasília: Edi tor a UNB, 2002. Capítulo: A fr ustrada
“correção de rumos e o pr ojeto desenvol vi mentista. P. 367-395.
CERVO, Am ado & BUENO, Cl odoaldo. História da P ol ítica E xterior do
Brasil . Brasíli a: E di tora UNB, 2002. Capítulo: A frustrada
“correção de rumos e o pr ojeto desenvol vi mentista. P. 367-395.
MARTINS, Carlos E stevam . A Evolução da Polí tica E xterna Brasi leira na Década
de 64/74. Estudos CEBR AP, n. 12, 1974.
SOUTO MAIOR, Luiz Augusto. O “Pragmatismo Responsável”. In: Albuquer que,
J. A. Guilhon (Coord.) 60 anos de Política Extern a
Brasileira. Rio de Janer io: Lumen Juris, 2006.
SPEKTOR, Matias. Orig ens e direção do Pragm ati smo Ecumênico e
Responsável (1974-1979) . Rev. bras. polít. int. [online]. 2004,
vol.47, n.2, pp. 191-222
Aula 04 - PEB IV

A redem oc ratização abriu espaço para uma maior projeç ão internacional do Brasil e
para a consolidação de estratégias im portan tes
como a integr aç ão regi onal e a aproximação de regim es internacionais.

 Objetivos Ger ai s
Compreender a importânci a do Mercosul e construção de confiança mútua com a
Argentina. Entender a lógica das relações com os
Estados Unidos, destacando encontros e desencontros. Apresentar a posiç ão
renovada do Brasil nos regimes de direi tos humanos,
meio ambiente e não-proliferação de armas nuclear es.

 Objetivos Específicos
Debater conceitos com o autonomia pela partic ipação, renovação de credenciai s e
autonomia pel a integração. Apresentar a posiçã o
do Brasil no Mercosul, na CNUMAD (1993), na Conferênci a de Viena (1993), bem
como a relação com o entorno reg ional e parc eiros
tradicionai s e não-tradicionais.

Leitura obrig atóri a


FONSECA, Gelson. Mundos diversos, argumentos afins: aspectos doutrinários da
polític a exter na independente e do pragmatismo
responsável. In: FO NSECA, Gelson. A legi timidade e outras questões in ternacionais.
São Paulo: P az e Ter ra, 1998. Pág. 293 a 352.

Aula 05 - PEB V
A política externa dos governos L ula, Dilma e Temer. A autonomia pela di
versificação e a maior projeção do Brasil na cena
internacional . A cooperação sul -sul e a ênfase no desenvolvim ento. A nova
dinâmica da integ ração regional.

 Objetivos Ger ai s
Destacar o novo papel do Brasil na agenda internacional, considerando -se a sua
capacidade e di sposição de assumir
responsabili dades. Rec onhec er a universalização das relações externas do país, com o
avanço do diálogo junto a regiões como Á frica
e Oriente Médio. Destacar o diálogo com o Sul Global, em paralelo ao apr ofundam
ento da rel ação com parc eiros tradicionais.

 Objetivos Específicos
Apresentar iniciativas como IBAS, G20 OMC, BRICS, BASI C. Debater o
conceito de autonom ia pel a di versificação (Tullo Vigevani ).
Entender a posição de Chi na e Estados Unidos na PEB contemporânea. os
principais fatos que levaram à ascensão dos tem as do
terrorism o e do narcotráf ico ao longo das últimas décadas; o posici onam ento da
ONU e de instituições regionais acerca dos temas;
possibilidade de uso da força na solução de desafi os em ambos os temas; posição polí
tica de países espec íficos diante de ambo s os
assuntos.

Leituras obr igatórias


AMORIM, Celso. Brazilian Foreign Policy under Presi dent Lula (2003-2010): an
over view. RB PI. 53 (special editi on): 214-240, 2010.
SOARES de LIMA. Mari a Regina. Tradiç ão e I novaç ão na Políti ca Externa Brasil
eira. Plataforma Democr ática. Worki ng Paper nº 3,
Julio de 2010 Disponível em
<http://www.plataformademocratica.org/Arquivos/Tradi cao%20e%20Inovacao%20na
%20Politica%20Externa%20Bra sileira.pdf>.
CERVO, Amado Luiz. Brazil’s Rise on the International Scene: Brazil and the Wor
ld. RBPI. 53 (speci al edition): 7-32. 2010
VELASCO JUNIOR, Paulo A.; Autônoma, Politiz ada, Anticonformista, Não
Subserviente: um a Política Externa Brasileira fiel à sua
tradição. Insight Inteligên cia (Rio de Janeir o) , v. 55, p. 118-124, 2011.
VIGEVANI, Tullo, CEPALUNI, G abriel. A política externa de Lula da Silva: a
estratég ia da autonomia pela diversificação. Contexto
Internacional, vol. 29, nº 2, jul-dez 2007. (pp. 273 a 335)

Aula 06 - Brasil-Argentina I

Desde o império, a relação com a Arg enti na ( ou as Provínci as Unidas do Rio


da Prata) oc upa posição central na pol ítica extern a
brasileira. A estratégi as de inserção regional e internacional do Brasi l sempre
levaram em consideração o vizinho platino, em um
relacional mento m arcado por rivalidades, tensões, guerr as e permanentes avanços e
recuos.

 Objetivos Ger ai s
Compreender a evolução histórica das rel ações Brasil e Argentina desde o século XIX
até o fi nal dos r egim es militares nos dois países.

 Objetivos Específicos
Conhecer a dinâm ica das relações a partir de personagens como Rosas, Z eballos,
Bar ão do Rio Br anco e em momentos marcantes
como na Er a Vargas, durante a PEI e nos regimes militares.

Leituras obr igatórias


CANDEAS, Alessandro Warley. Relações Brasil-Argenti na: Uma análise dos
Avanços e Recuos. R BPI, nº 48 (I), 2005. Disponível em
http://www.scielo.br/sciel o.php?pid=S0034-732920050001 00007& script=sci_arttext
BOTAFOGO G ONÇALVES, José & CARVALHO L YRI O, Maurício. Aliança
Estratégica entre Brasil e Argentina: Antecedentes, E stado
Atual e Perspectivas. Dossiê Ceb ri, v.2, ano 2, 2003.

Aula 07 - Brasil-Argentina II
Com a redem ocratiz ação as r elações Brasil e Argentina entram em uma nova di
nâm ica, marcada por estabil idade e cooper ação. O
avanço de um processo de i ntegração e a adoção de medidas de construção de
confi ança m útua constituem base para o
estabelecimento de uma al iança estratégica.

 Objetivos Ger ai s
Identificar e com preender as bases do diálogo bilateral a partir dos anos 1980,
destacando as estratégias de inserç ão interna cional
de cada um, seus encontros e desencontros.

 Objetivos Específicos
Apresentar iniciativas como a ABACC e c onc eitos como aliança estratégica,
bem como discutir a evol uç ão recente das relações
bilaterais e a cooper aç ão setor ial em ár eas como armam ento, energia, satélites, entre
outras.

Leituras obr igatórias


CANDEAS, Alessandro Warley. Relações Brasil-Argenti na: Uma análise dos
Avanços e Recuos. R BPI, nº 48 (I), 2005. Disponível em
http://www.scielo.br/sciel o.php?pid=S0034-732920050001 00007& sc r i pt= sci_artte
xt

Aula 08 – Brasil-Estados Unidos I

A relação com os Estados Unidos ganha central idade com a proclamação da r epública,
c oi ncidindo com a progressiva ascensão des se
Estados como potênci a regional e mundial.

 Objetivos Ger ai s
Apresentar a evolução das relações bilaterais desde o século XIX, enfatizando as
ideias de aliança, alinham ento e autonomia a o
longo do tempo.

 Objetivos Específicos
Compreender os distintos momentos da relação bil ater al, com destaque para a gestão
R io Br anco, a II GM, a PEI e o regime militar.

Leitura obrig atóri a


HIRST, Mônica. Os ci nco “As” das relações Brasi l -Estados Unidos: aliança,
alinhamento, autonom ia, ajustamento e afirmação. I n:
Lessa, A.C. & Oliveira, H. A. (Org .) Relaçõ es Interna cio nais do Brasil: Temas e
Agenda s. São Paulo: Editora Sarai va: 2007. Disponível
em http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/36743/000817166.pdf?
sequence=1 (cap. 2)

Aula 09 - Brasil - Estados Unidos II

A r el ação com os Estados Unidos passa por ajustes desde o fim da Guerra
Fria, revelando crescente m atur idade e al cançando
momento de im portante afirmação do Brasil como interl ocutor necessário par a
diver sos temas.

 Objetivos Ger ai s
Reconhecer o nível elevado de confiança mútua construído ao longo do tempo ,
bem c om o a dinâmi ca da rel ação nos anos 1990 e
2000.

 Objetivos Específicos

64
Entender a i dei a de diálogo estr átégico e anal isar os múltiplos mecanism os de
cooperação existentes, desde tem as c omo energia s
e c om ércio até ações mul ti laterais c om o a parceria por um governo aberto,
sem descuidar dos contenciosos na OMC e dos
desencontr os em temas como Irã, Iraque, Síria, entre outros

Leituras obr igatórias


HIRST, Mônica. Os ci nco “As” das relações Brasi l -Estados Unidos: aliança,
alinhamento, autonomia, ajustamento e afirm ação. In:
Lessa, A.C. & Oliveira, H.A. (Org .) Relações Internacionais do Br asil : Temas e
Agendas. São Paulo: Editora Saraiva: 2007. Dis ponível
em http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/36743/000817166.pdf?
sequence=1 (cap. 2)
PATRIOTA, Antonio de A.. O Brasil e a política externa dos EUA. Política Extern a,
vol. 17, nº 1, junho/ago, 2008, p. 97 a 109.
PATRIOTA, Antonio de A.. O Brasil e a política externa dos EUA no governo
Obama. Política Externa, vol. 18, nº 1, junho/ago, 2009,
p. 83 a 92

Aula 10 - Brasil - China

A relação com a China releva extraordinária evolução nos últimos 15 anos,


tendo o paí s asiático se tornado aliado em diver sas
iniciativas mul ti laterais do Brasil, além de maior par ceiro comercial .

 Objetivos Ger ai s
Analisar a essência das rel aç ões bilaterais, com destaque para temas c om o
cooperação comercial, tecnológica, investimetos, BR ICS,
entre outros.

 Objetivos Específicos
Discutir a evolução recente da relação, com ênfase em projetos com o o CBERS
e na parceri a comer cial. Entender o alcance de
conceitos como parceria estratégica e par ceria estratégica global, bem como os
acordos r ecentes na ár ea de investimentos.

Leituras obr igatórias


ALTEMANI DE OL IVEIRA, Henrique. Brasil- China: uma relação sul-sul. Cadernos
Adenauer, Ano VII, nº 1, 2006. (pp. 117 a 127)
CABRAL, Severino. 1974-2004: Trinta anos de relações Brasil e China. In:
Amaral Júnior, Alberto & Sanchez , Mi chelle Ratton (Org.)
Relações Sul-Sul: países da Ásia e o Brasil. São Paulo: Aduaneiras, 2004. (pp. 153 a
171)
BIATO JUNIOR, Oswaldo. A parceri a estra tégica sino -brasileira: origens evolu ção e
perspectivas ( 1993-2006).. Brasília: Funag, 2010.
http://www.funag.gov.br/bi blioteca/dmdocum
ents/a_parceria_estrategica_sino_brasileira_origens_evol ucao_e_perspectivas.pdf

Aula 11 – Brasil - Índia e África do Sul

A r elação do Brasil com países do sul global como Índia e África do Sul não
se insere na esfera de parcerias tr adi cionais do Brasil,
mas ganha i mportância crescente nos últimos anos.

 Objetivos Ger ai s
Apresentar a evolução das r elações com esses dois par ceriros, destacando o r eforço
e aprofundamento ocorrido a partir do i ní cio
dos anos 2000.
 Objetivos Específicos
Entender as bases da parc eria estratégica entre o Brasil e Índia e Áfri ca do Sul,
com especial atenção para a crescente conce rtação
política e a elevada c ooperação setor ial, inclusive em comérci o.

Leituras obr igatórias


MACHADO, Vera Barrouin. Brasil -Índia: Parceria em Consolidação. In: Amaral
Júnior , Alber to & Sanchez , Michell e Ratton ( Org. )
Relações Sul-Sul: países da Ásia e o Brasil.
PENNA FIL HO, Pio. A evolução das relações entre o Brasil e a África do Sul - de
1918 a 2000.

Aula 12 - Brasil - África

A relação entre o Brasil e os países africanos revela notável evolução nos últimos
15 anos, com destaque para a abertura de n ovas
embaixadas, r eforço da concer tação política e aumento do comércio e investim entos.

 Objetivos Ger ais


Apresentar as principais i niciativas concernetes às relações do Brasil com os
países africanos, especialmente nos âmbitos bi lateral
e multilater al.

 Objetivos Específicos
Conhecer a dinâmi ca estabelecida em foros como: AFRAS, ZOPACAS, CPLP e
UA, e a essência da cooperação em temas como
desenvolvimento, ciência e tecnologi a, comércio e investimentos. Destacar ainda
alguns desafi os para o Brasil, como o avanço da
presença chi nesa no continente.

Leitura obrig atóri a


SARAIVA, José Flávio S. África parceira do Brasi l atlântico: relações internacionais
do Br asil e da África no início do século XXI. Belo
Horizonte: Fino Traço, 2012.
65
Aula 12 - Brasil - África

A relação entre o Brasil e os países africanos revela notável evolução nos últimos
15 anos, com destaque para a abertura de n ovas
embaixadas, r eforço da concer tação política e aumento do comércio e investim entos.

 Objetivos Ger ais


Apresentar as principais i niciativas concernetes às relações do Brasil com os
países africanos, especialmente nos âmbitos bi lateral
e multilater al.

 Objetivos Específicos
Conhecer a dinâmi ca estabelecida em foros como: AFRAS, ZOPACAS, CPLP e
UA, e a essência da cooperação em temas como
desenvolvimento, ciência e tecnologi a, comércio e investimentos. Destacar ainda
alguns desafi os para o Brasil, como o avanço da
presença chi nesa no continente.

Leitura obrig atóri a


SARAIVA, José Flávio S. África parceira do Brasi l atlântico: relações internacionais
do Br asil e da África no início do século XXI. Belo
Horizonte: Fino Traço, 2012.

Aula 13 - Brasil - Rússia

Esta aula tem por objetivo apresentar o históri co do relacionam ento entre o Brasil e a
União Soviétic a, seguido das relações Br asil -
Rússia, desde os anos 1990 até os di as de hoje. O contexto deste relacionamento
permite a abordag em do contexto geopolíti co da
Rússia na contemporaneidade, e suas relações com Eur opa, Oriente Médio e Chi na.

 Objetivos Ger ai s
Compreender o relacionamento histór ico entre Brasil e URSS/Rússia e o papel deste
país na inserção internacional do Brasil.

 Objetivos Específicos
Conhecer a forma de inserção da Rússia no mundo contemporâneo, bem como os
desafios eoportunidades abertos ao Br asil.

Leitura obrig atóri a


ROSA, Vinícius Guntler. Brasil e Rússia: uma parceria verdadeiram ente estratégica?.
Dissertação de mestrado. Unb 2014.
Disponível em http://repositorio. unb. br/bitstr
eam/10482/16897/1/2014_ViniciusGurtlerdaRosa.pdf

Aula 14 - Brasil - Amér ica Latina

Entender a evoluç ão do relacionamento do Brasil com seus vizinhos ao longo do


tempo, reconhecendo o avanço percebido a partir
dos anos 1980.

 Objetivos Ger ai s
Compreender as distintas nuances do diálogo subregional do Br asil ,
considerando temas como comércio, investimentos,
concertação política e estabilidade. Discutir as perspectivas de uma identidade sul
-amer icana ou latino-americana.

 Objetivos Específicos
Apresentar as bases da r elação do Brasil com atores destacados da subregi ão,
reconhecendo iniciativas e desafios. Entender a lógica
de iniciativas c om o Grupo do R io e Celac .
Leitura obrig atóri a SIMÕES, Antonio José Ferreira. Integração: so nho e real idade
na América do Sul. B rasí lia: Funag, 2011.

Aula 15 - Brasil - Ásia - Oriente Médio


A relação do Brasil com os países asiáticos traduz bem a perspectiva universali sta da
di plomaci a brasileira e ganha notori eda de a
partir dos anos 1970, com o aprofundam ento das r elações com o Japão. Nos úl timos
15 anos ganha c entr alidade a relação com a
China e o estreitamento do diálogo com outr os ator es como a Indonésia, a Coreia do
Sul e os países da ASEAN e do Oriente Médi o.

 Objetivos Ger ai s
Apresentar as principais iniciativas tanto em âmbito bilateral , quanto i nter regi onal ou
multil ater al com parec eiros asiáticos ,
destacando temas como comércio e investim entos, cooperaç ão técnico-científica e
concertação polí ti ca.

 Objetivos Específicos
Reconhecer e entender os avanços e desafios nas relações do Brasi l com os principais
parceiros asiáti cos e a transcendência d e
foros como a ASP A e a FOCALAL. Destacar indicadores comer ciais e parcerias no
âmbito multilater al .

Leituras obr igatórias


MESSARI, Nizar. O B rasil e o m undo árabe. In: ALTEMANI, Henri que; LESSA,
Antônio Carl os (Org.) . Relações I nternacionais do
Brasil: Temas e Agendas. São Paulo: Editora Saraiva: 2007
AMARAL JUNIOR, Alberto & SANCHEZ, Mi chelle Ratton (Org.) Relações Sul -Sul:
países da Ási a e o Brasil. São Paulo: Aduaneir as,
2004

Aula 16 - Brasil - UE

A relação do Brasil com a União Europeia ganha destaque ao longo dos anos
1990 e 2000, sobretudo na esfera comercial, m as
também em temas como desenvolvimento, investimentos e democr aci a. O
estabelecimento de parceria estratégic a em 2007 é
marco relevante do alcance e prof undidade alcançados pel o relacionamento.
 Objetivos Ger ai s
Apresentar a evolução das relações e os pri ncipais espaços de cooperação bi lateral ou
interregi onal .

 Objetivos Específicos
Conhecer as bases da parceria estratég ica , c om destaque para as cúpulas Brasil-UE, e
anali sar encontros e desencontros em temas
diversos, sobretudo nas neg ociações climáticas e com erciais.

Leituras obr igatórias


SARAIVA, Miriam G omes. As relações Brasi l-Europa de 1990 a 2004: entre o i
nter- regionalismo e o bilateralismo. In: Lessa, A.C. &
Oliveira, H.A. (Or g.) Relações Internacio nais do Brasil: Temas e Ag enda s. São
Paulo: Editora Saraiva: 2007.
TOSTES, Ana P aul a. A UE e o Brasil: 30 anos. Mural Internacional vol. 5 n.
2, jul-dez 2014. http://www.e-
publicacoes.uer j.br/index. php/mur al internaci onal/article/view/13894/10862

Aula 17 - Brasil - País es Europeus

A relação do Brasil com os países europeus compõe o eixo assi métrico das relações
externas do Brasil e encaixa -se dentro da lógica
de parc erias tradi cionais. De f ato, o diálogo com países como Reino Unido, França e
Alemanha ocupa espaço central nas estratágias
de inserção internaci onal do Brasil desde o século XIX, com peso elevado i nclusive
na últim a década.

 Objetivos Ger ai s
Conhecer os contornos das relações bilaterais com os principais atores europeus,
com destaque para as dim ensões política,
econômica e cultural.
 Objetivos Específicos
Apresentar as características das rel ações com cada um dos grandes parceiros do Brasil
na Europa: Franç a, Alem anha, I tál ia, Reino
Unido, Espanha e Portugal.

Leitura obrig atóri a


SARAIVA, Miriam G omes. As relações Brasi l-Europa de 1990 a 2004: entre o i
nter- regionalismo e o bilateralismo. In: Lessa, A.C. &
Oliveira, H.A. (Or g.) Relações Internacio nais do Brasil: Temas e Ag enda s. São
Paulo: E di tora Saraiva: 2007.

Aula 18 - BRICS - IBAS

A form aç ão de c oal izões de geom etria variável como IBAS ou BRICS torna-se
marca da política externa brasileira dos últimos 15 anos
e mostra-se compatível com as estratégi as de diversif icação de parcer ias e ênfase
nas relações sul -sul.

 Objetivos Ger ai s
Compreender a essência do IBAS e BRICS, destacando objetivos, características,
evolução e desafios.

 Objetivos Específicos
Analisar as iniciativas de cooper ação setorial dentro do IBAS e BRICS, bem como ini
ciativas m arcantes: Fundo IBAS, Novo B anc o de
Desenvolvim ento e Arranjo Contingente de Reservas. Reconhecer as estratégi as
desses foros a partir de conceitos como soft
balancing e revisionismo soft.
Leituras obr igatórias
HURRELL, Andrew (org). Os Brics e a ordem global. Rio de Janeiro: Editora FGV,
2009
DAMICO, Flávio. Antec edentes: do Acrônimo de Mer cado à
Concertação Político-Diplom ática. In: BR ICS: estudos e docum entos. Brasíli a:
Funag, 2015.
DUPAS, G ilberto. África do Sul, Brasil e Índia: divergênci as, convergências e
perspectivas de alianças. In: Villares, Fábio. Índia, Brasil
e África do Sul: perspectiv as e alianças. São Paulo: Editora Unesp. p. 335-363
FIORI, José L uis. A nova geopolítica das nações e o lugar de Rússia, China,
Índia Brasil e África do Sul . Oikos, revista de econo mia
heterodoxa, n.8, ano V I, 2007.

Aula 19 - Brasil e Desenvolvimento

A temática do desenvolvimento sem pre esteve relacionada com a essência da


política exter na brasileira, entendida como
fundamental para aproveitar as oportunidades externas em favor das necessi dades i
nternas. Nos últimos 15 anos, per cebe-se uma
retomada da lógica desenvolvimentista, m as c om maior ativismo da diplom acia
brasileira, disposta a assum ir c rescentes
responsabili dades no tema e na agenda inter nacional.

 Objetivos Ger ai s
Entender a importância da cooper ação para o desenvolvimento na PEB contempor
ânea e suas caracterí stic as.
 Objetivos Específicos
Apresentar iniciativas marcantes de cooperação para o desenvolvimento e sua rel aç ão
com concei tos como cooperação sul- sul, não
indiferença, solidariedade perif érica, entr e outros. Destacar o papel de agênci as como
a Fi ocruz, a Embrapa, o Senai, entre outras.

Leituras obr igatórias


MILANI, Carl os e DUARTE, Rubens. Cooperação para o desenvolvimento e c
ooperação Sul -Sul : a perspectiva do Br asil . I n: RAMAZINI
JUNIOR, Har oldo e AYERBE, Luis Fernando. Política externa brasileira,
cooperação su l -su l e n egociações internaci onais. São Paulo :
Cultura Acadêmica, 2015.
VELASCO JUNIO R, Paulo A e LEITE, Julia Lorêdo. Our Dail y Bread: Brazil and the
European Union in the Struggle for Food Security. I n:
RYAN, Gregory e NEVES, Leonardo Paz (org.). International Security: A European -
South American Dia logue. Rio de Janeiro: K onrad
Adenauer Stiftung, 2015.

Aula 20 - Brasil no mundo - Diplomacia de resultados em uma ordem mu ltipolar.

A diplomaci a br asil eira das últimas duas décadas tem revelado grande ativismo
na cena internacional, assentada em uma cl ar a
ênfase no m ultilateralismo e na defesa de uma mul tipolaridade de cooper ação.

 Objetivos Ger ai s
Apresentar os principais concei tos que orientam a atuação diplomática do Brasil na
cena contemporânea.

 Objetivos Específicos
Entender o al cance das i deias de multipolaridade benigna, mulitlaterali smo de
reci procidade e diplomaci a de resultados, entre
outros que fundamentam a inserção internacional do Brasil .

Leituras obr igatórias


Sem leituras obrigatórias, poi s a aula f unc iona como um fecho conc eitual do curso,
tendo por base todas as l eituras indicadas em
aulas anteriores.
oom_out_map