Você está na página 1de 26

DIREITO

ADMINISTRATIVO

SÓ PROVAS

QUESTÕES COM
FCC GABARITO
COMENTADO
2007 ABORDANDO
CONCEITOS E
ARTIGOS DA
LEGISLAÇÃO
INDICADOS NOS
PROGRAMAS
PARA:

TRF TJ

TRE CADEP
(A) impessoalidade.
(B) legalidade.
(C) publicidade.
(D) eficiência.
(E) continuidade.
Dicas:
1. administração pública = sentido objetivo,material, Comentários:
funcional = ao que é feito, atividades EC 19/98 deu nova redação ao Art.37 da CF e introduziu o
administrativas. princípio da Eficiência, que exige que a atividade
administrativa seja exercida com presteza, perfeição e
2. Administração Pública = sentido subjetivo,formal, rendimento funcional.
orgânico, a quem faz = órgãos, agentes e Alternativa D.
entidades;
3. Princípios Expressos = Legalidade, (FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): Em razão do
Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e princípio da legalidade, é correto afirmar que a:
Eficiência = LIMPE;
(A) atividade administrativa somente poderá ser válida, se
4. Legislação indicada: exercida no limite e intensidade necessária ao fim
10.520/02 = Pregão proposto.
8.1112/90 = RJU (B) atividade administrativa deve ser exercida com
8.663/93 = Licitações e Contratos presteza, qualidade e produtividade funcional.
9.784/99 = Processo Administrativo (C) Administração Pública tem certa liberdade de
8.429/92 – Sanções aos Agentes Públicos atuação,pois pode exercer qualquer atividade, desde que a
Podem ser encontradas no site lei não proíba.
www.planalto.gov.br , menu Legislação. (D) Administração Pública só pode fazer o que a lei
determina ou autoriza.
(E) Administração Pública fica obrigada a manter uma
PRINCÍPIOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA posição imparcial em relação aos administrados.
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007) Sobre os Comentários:
princípios básicos da Administração Pública, é A – Impessoalidade (Finalidade);
INCORRETO afirmar que: B – Eficiência;
C – Legalidade = não há liberdade. Só se faz o que a lei
(A) a idéia segundo a qual a Administração Pública deve permitir;
agir de modo rápido e preciso, com o fim de produzir D – Legalidade;
resultados que satisfaçam as necessidades da população, E – Impessoalidade.
diz respeito ao princípio da eficiência. Alternativa D.
(B) o princípio da impessoalidade determina à
Administração Pública que dê amplo conhecimento a todos (FCC-TJUPE-Anal.Judiciário–2007): Com relação aos
do ato administrativo editado para que o mesmo tenha princípios constitucionais da Administração Pública,
efeitos externos. considere:
(C) a proibição de constar nome, símbolos ou imagens que
caracterizem promoção pessoal de autoridade ou servidor I. A Constituição Federal proíbe expressamente que conste
público na publicidade de atos, programas, obras e nome, símbolo ou imagens que caracterizem promoção
serviços, refere-se ao princípio da publicidade. pessoal de autoridade ou servidores públicos em
(D) haverá ofensa ao princípio da moralidade publicidade de atos, programas, obras, serviços e
administrativa sempre que o ato administrativo, embora campanhas dos órgãos públicos.
legal, ofenda os bons costumes, a idéia comum de II. Todo agente público deve realizar suas atribuições com
honestidade ou os princípios de justiça e de eqüidade. presteza, perfeição e rendimento funcional.
(E) o princípio da legalidade relaciona-se com a idéia de
que o administrador não pode agir, nem deixar de agir, As afirmações citadas correspondem, respectivamente,aos
senão de acordo com a lei e na forma determinada. princípios da:
Comentários: (A) moralidade e legalidade.
A – correta; (B) eficiência e publicidade.
B – princípio da publicidade; (C) impessoalidade e eficiência.
C – princípio da impessoalidade; (D) publicidade e moralidade.
D – correta (E) legalidade e impessoalidade.
E – correta
O gabarito oficial indicou a alternativa C, porém também Comentários:
seria a B. A questão foi anulada. I – Princípio da Impessoalidade;
II – Princípio da Eficiência.
(FCC/TRF2R-CONTADORIA-2007): O Administrador Alternativa C.
Público ao observar que determinado servidor público
deixou de desempenhar, reiteradamente, suas atribuições ÓRGÃOS E AGENTES PÚBLICOS
com dedicação, passando a ter comportamento
desleixado, improdutivo e indiferente no cumprimento dos
(FCC-TRF3R-Anal.Judiciária-2007) 47.Quanto aos órgãos
seus deveres, resolve instaurar processo disciplinar tendo
e agentes públicos é INCORRETO afirmar que:
em vista a violação do princípio da:

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 2


(A) agentes administrativos são todos aqueles que se (E) credenciado.
vinculam ao Estado ou à s suas entidades autárquicas
e fundacionais por relações profissionais, sujeitos à Comentários:
hierarquia funcional e ao regime jurídico determinado A - correta;
pela entidade estatal a que servem. B - tem vínculo profissional com a Adm.Pública;
(B) os órgãos públicos colegiados, nas relações com a C – decidem a vontade soberana do Estado sem
própria Administração e com terceiros, não são subordinação hierárquica = Presidente, Governador,
representados por seus dirigentes, mas por seus Deputados, Senadores, Magistrados, membros do MP, do
membros, conjunta ou isoladamente. TC...)
(C) a criação e extinção de órgãos da administração D - incumbência da execução de determinada atividade
pública depende de lei, de iniciativa privativa do Chefe pública de interesse coletivo.
do Executivo. E - Aqueles que recebem a incumbência de representar a
(D) para a eficiente realização de suas funções cada Administração em determinado ato ou praticar atividade
órgão público é investido de determinada competência específica, mediante remuneração do Poder Público
redistribuída entre seus cargos, com a correspondente credenciante.
parcela de poder necessária ao exercício funcional de Alternativa A.
seus agentes.
(E) classificam-se como compostos os órgãos públicos (FCC-TJUPE-Of-Justiça-2007): No que se refere aos
que reúnem na sua estrutura outros órgãos menores, agentes públicos, é certo que, uma pessoa ao ser
com função principal idêntica ou com funções auxiliares convocada para prestar serviços de mesário eleitoral,
diversificadas. exercerá suas funções na qualidade de agente:

Comentários: (A) delegado, uma vez que recebe a incumbência da


A = correta; execução de determinada atividade pública de interesse
B = órgãos colegiados decidem por maioria. coletivo.
C = correta; (B) político, podendo receber um pro labore e contar o
D = correta; período de trabalho como de serviço público.
E = correta. (C) honorífico, sem qualquer vínculo empregatício ou
Alternativa B. estatutário.
(D) administrativo voluntário, sujeito às normas estatutárias
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007): No que se e equiparado aos funcionários públicos para fins penais e
refere aos órgãos e agentes públicos, considere: civis.
(E) credenciado, que representa o órgão público eleitoral
I. A atuação do órgão público é imputada à pessoa jurídica em determinado ato de caráter transitório.
que ele integra, mas o órgão não pode representá-la
juridicamente. Comentários:
II. Órgãos superiores são os originários da Constituição e A – Agente Delegado = cartórios;
representativos dos Poderes de Estado, sem qualquer B – Agente Político = Presidente, Governador, Deputados,
subordinação hierárquica ou funcional. Senadores, Magistrados, membros do MP, do TC...
III. Agentes credenciados são os particulares que recebem C – correta;
a incumbência de executar determinada atividade, obra ou D – Agente Administrativo = servidor , empregado público
serviço público, em nome próprio e por sua conta e risco. e cargo em comissão;
E – Agente Credenciado = advogado, profissional super
Está correto o que consta APENAS em: qualificado.
(A) II e III. Alternativa C.
(B) I e III.
(C) I e II. (FCC-TJUPE-Anal.Judiciário–2007): Como centros de
(D) II. competência instituídos para o desempenho de funções
(E) I. estatais, os órgãos públicos:
Comentários: (A) representam juridicamente a pessoa jurídica que eles
I – correta = Órgão não tem personalidade jurídica; integram em virtude da teoria da imputação.
II – errada = Detêm poder de direção, controle, decisão e (B) colegiados atuam e decidem por meio de um único
comando, subordinando-se a um órgão mais alto; agente, uma vez que são originários da Constituição
III – errada= Aqueles que recebem a incumbência de Federal e representativos dos Poderes do Estado.
representar a Administração em determinado ato ou (C) gozam de capacidade processual para defesa de suas
praticar atividade específica, mediante remuneração do prerrogativas funcionais, posto que possuem
Poder Público credenciante. personalidade jurídica própria.
Alternativa E. (D) possuem vontade própria e detém personalidade
jurídica de direito público.
(FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): O cidadão que (E) são dotados de vontade e capazes de exercer direitos
é convocado ou designado para prestar, transitoriamente, e contrair obrigações para a consecução de seus fins
determinado serviço ao Poder Público em razão da sua institucionais.
condição cívica ou de sua notória capacidade profissional,
mas sem vínculo empregatício, é denominado agente: Comentários:
‘Órgão não tem personalidade jurídica’
(A) honorífico. Alternativa E.
(B) administrativo.
(C) político.
(D) delegado.

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 3


DESCENTRALIZAÇÃO, DESCONCENTRAÇÃO, coletividade. Dir,público =qdo a lei a cria, e Dir.Privado qdo
ADM. DIRETA E INDIRETA a lei autoriza sua criação.Não há capital.
E – Pessoa jurídica de direito privado autorizada a
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007) Considere as exploração de atividade econômica sob a forma de S/A e o
proposições abaixo. capital pertença em sua maioria (50% + 1) ao poder
I. Descentralização e desconcentração são formas público.
semelhantes de distribuição de competências da Alternativa A.
Administração Pública indireta.
II. A distribuição de competências de uma para outra ATOS ADMINISTRATIVOS
pessoa, física ou jurídica, é característica própria da (FCC/TRF2R-CONTADORIA-2007): Considere as
descentralização. seguintes proposições:
III. As entidades da Administração Pública indireta podem
ter personalidade jurídica de direito público ou privado, I. No ato administrativo discricionário, a competência pode
mas sempre devem ser criadas por lei. ser transferida pela simples vontade dos agentes públicos
IV. Como exemplo de descentralização administrativa, interessados.
destacam-se os Estados-membros da Federação e os II. O poder hierárquico conferido à Administração Pública
Municípios. relaciona-se com o requisito de validade do ato
administrativo da competência.
Está correto o que consta APENAS em III. O motivo expresso como razão determinante do ato
(A) II, III e IV. discricionário vincula a Administração Pública, de tal forma
(B) I e III. que, uma vez constatada a falsidade do motivo, o ato não
(C) II e III. será válido.
(D) I, III e IV. IV. A presunção de legitimidade dos atos administrativos é
(E) I e IV. absoluta enquanto que a presunção de veracidade é
relativa.
Comentários:
I – Descentralização = transferência de competência para Está correto o que consta APENAS em
prestação de serviço público, atividade social ou
econômica criando a Administração Indireta.Há delegação (A) III e IV.
e concessão para pessoas jurídicas de direito público ou (B) II e IV.
privado; Desconcentração = transferência de competência (C) II e III.
de um órgão superior para um escalão inferior, sem a (D) I e IV.
criação de pessoa jurídica.Não há delegação ou (E) I, II e III.
concessão.
II – correta; Comentários:
III – correta; I – discricionários só podem ser os meios e modos de
IV – Estados-membros e municípios não são pessoas administrar;
jurídicas. II – correta;
Alternativa C. III – correta = teoria dos motivos determinantes;
IV – presunção de veracidade não existe...
(FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): A forma de Alternativa C.
descentralização da Administração Pública, criada por lei
para desempenhar atividade de natureza econômica, com ATRIBUTOS:
personalidade de direito privado, organizada sob a forma (FCC-TJUPE-Anal.Judiciário–2007): Dentre os atributos do
de sociedade civil e constituída com capital público, refere- ato administrativo, a imperatividade:
se ao conceito de: (A) é o resultado que a Administração quer alcançar com a
prática de atos que conferem direitos solicitados pelos
(A) empresa pública. administrados.
(B) entidade paraestatal. (B) garante ao Poder Público a execução de determinado
(C) autarquia. ato administrativo, sem necessidade de intervenção do
(D) fundação. Poder Judiciário.
(E) sociedade de economia mista. (C) autoriza a Administração Pública a executar os atos
que não respeitaram os requisitos necessários para sua
Comentários: formação válida, enquanto não decretada sua nulidade
A – correta; pelo Judiciário.
B – São os Serviços Sociais Autônomos = pessoa jurídica (D) exige que os atos administrativos correspondam a
de direito privado criadas para prestar serviços de figuras definidas previamente na lei como aptas a produzir
interesse social ou utilidade pública, geridas por estatutos determinados resultados.
aprovadas por decreto e podendo arrecadar contribuições (E) permite que determinado ato obrigacional expedido
parafiscais.Vinculam-se ao Ministério competente e pela Administração Pública se imponha a terceiros,
utilizam-se de verbas públicas, devendo prestar contas independentemente de sua concordância.
conforme lei.
C – Pessoa jurídica de direito público de natureza Comentários:
administrativa, criada por lei específica para realização de Atributos do Ato Administratico = PIA
obras, atividades ou serviços.Funcionam e operam Presunção de legitimidade: decorre do princípio da
conforme a lei que a criou.Seus bens são públicos, não há legalidade.Só age conforme a lei permite.
capital. Imperatividade: força impositiva própria do Poder Público.
D – Pessoa jurídica de direito público ou privado atribuída Válido ou não, todo ato administrativo deve ser cumprido
a um patrimônio ou complexo de bens para servir a um enquanto existir juridicamente.
determinado fim de utilidade pública ou em benefício da

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 4


Auto-executoriedade: imediata e direta execução dos atos 5. Punitivos: Multa; Interdição de Atividade e
administrativos pela própria Administração,independente Destruição de coisas.
de ordem ou autorização judicial. Alternativa A.
Alternativa E. (FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): Dentre os
CLASSIFICAÇÃO: vários critérios de classificação e espécies dos atos
(FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): Quando a administrativos, considere:
Administração Pública, nos limites da lei, atua com certa I. aqueles que contêm um comando geral visando a correta
liberdade de escolha especialmente quanto à conveniência aplicação da lei;
e oportunidade, exterioriza a sua vontade por meio do ato: II. os que certificam, atestam ou declaram um fato. Esses
conceitos referem-se, respectivamente,
(A) de gestão. (A) às portarias e aos atos enunciativos.
(B) vinculado. (B) aos atos normativos e aos atos negociais.
(C) discricionário. (C) aos atos enunciativos e aos atos normativos.
(D) arbitrário. (D) às inscrições e aos atos enunciativos.
(E) de império. (E) aos atos normativos e aos atos enunciativos.

Comentários: Comentários:
A – Quanto ao Objeto: de Gestão= a Administração pratica I – Normativos;
sem usar sua supremacia,atos puramente de II – Enunciativos.
administração de bens e serviços públicos e nos Alternativa E.
negociais....;
B – Quanto ao Regramento: Vinculado= a lei estabelece EXTINÇÃO:
rigidamente os requisitos e condições... (FCC/TRF2R-Anal.Jud-Exec.Mandados-2007): A respeito
C - Quanto ao Regramento: Discricionário= liberdade de da revogação e invalidação do ato administrativo,
escolha de seu conteúdo, de seu destinatário, de sua considere:
conveniência, de sua oportunidade e do modo de sua
realização,... I. O ato administrativo que contém vício de legalidade
D – é o que nenhum ato pode ser; poderá ser anulado pela Administração Pública, desde que
E - Quanto ao Objeto: de Império ou de Autoridade= a haja presente interesse público.
Administração pratica usando sua supremacia..; II. Cabe à Administração Pública revogar ato
Alternativa C. administrativo, com retroação dos efeitos ex-nunc.
III. A legalidade é o único aspecto a ser controlado pelo
ESPÉCIES: Poder Judiciário ao apreciar ato administrativo.
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007): A respeito IV. Compete também ao Judiciário a anulação do ato
dos vários critérios de classificação e espécies dos atos administrativo, com retroação dos efeitos ex-tunc.
administrativos, considere:
Está correto o que consta APENAS em
I. os que são editados por superior hierárquico com a (A) II e IV.
finalidade de fixar diretrizes aos subordinados quanto ao (B) I, II e III.
modo de realização de serviço; (C) I e III.
II. aqueles pelos quais a Administração torna possível ao (D) I e IV.
interessado a realização de certa atividade, serviço ou (E) II, III e IV.
utilização de determinados bens, nas condições impostas
ou consentidas por ela. Comentários:
I - ..ser anulado pela Administração Pública ou pelo Poder
Esses conceitos referem-se, respectivamente, Judiciário.A legalidade administrativa deve ser
(A) às instruções e às autorizações. restabelecida e se não o fizer, poderá o interessado pedir
(B) às instruções e aos atos normativos. ao Judiciário..
(C) aos regimentos e às autorizações. II – correta. Obs: efeito ex-nunc = da data da revogação
(D) aos atos normativos e às instruções. em diante;
(E) aos regimentos e às instruções. III – além dos requisitos necessários à formação do ato,
existe a motivação por onde o administrador público
Comentários: justifica sua ação administrativa e vincula o motivo ao ato.
I = Ato Ordinatório, Instrução; Nos atos vinculados, a motivação é obrigatória, nos
II = Ato Negocial, Autorização. discricionários, se feita, atua como elemento vinculante.
Como determinante, torna-se suscetível de controle pela
Espécies de Atos Administrativos: administração e pelo Poder Judiciário.
1. Normativos: Decretos; Regulamentos; Instruções IV – correta.Obs: ex-tung = efeitos retroagem às origens.
Normativas; Regimentos; Resoluções e Alternativa A.
Deliberações;
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Judiciária-2007): Em relação ao
2. Ordinatórios: Instruções; Circulares; Avisos; controle do ato administrativo, é correto afirmar que:
Portarias; Ordens de Serviço; Ofícios e
Despachos.
(A) não pode ser anulado o ato administrativo com vício de
3. Negociais: Licença; Autorização; Permissão; legalidade, caso já tenha o mesmo produzido efeito.
Aprovação; Admissão; Visto; Homologação; (B) a revogação do ato administrativo legal e eficaz
Dispensa; Renúncia e Protocolo Administrativo. compete apenas à Administração Pública e produzirá
4. Enunciativos: Certidões; Atestados; Pareceres; efeito ex-nunc.
Apostilas. (C) a anulação do ato administrativo legal e eficaz compete

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 5


apenas à Administração Pública e produzirá efeito ex-tunc. destinatários de tais atos são terceiros em relação ao ato
(D) a revogação pode ser declarada tanto pela nulo.
Administração Pública quanto pelo Poder Judiciário,
quando provocado. Comentários:
(E) a existência de ilegalidade sempre é pressuposto da O ato anulado foi o de nomeação e não os atos entre a
revogação do ato administrativo. Administração e terceiros.
Alternativa E.
Comentários:
A – deve ser anulado; PODERES ADMINISTRATIVOS
B – correta;
C - ..ou pelo Poder Judiciário.A legalidade administrativa
(FCC-TRF3R-Anal.Judiciária-2007): Em tema de Poderes
deve ser restabelecida e se não o fizer, poderá o
Administrativos, considere:
interessado pedir ao Judiciário..
D – somente pela Administração Pública;
I.O poder discricionário é sempre relativo e parcial,
E – revoga-se ato perfeito e legal, por não mais convir a
porque, quanto à competência, à forma e à
Administração.
finalidade do ato, a autoridade está subordinada ao
Alternativa B.
que a lei dispõe, como para qualquer ato vinculado.
II.A punição decorrente do poder disciplinar da
administração e a criminal têm fundamentos idênticos,
(FCC- TJUPE-Of-Justiça-2007): O prefeito de uma cidade
com também idênticas a natureza das penas, pois a
próxima a Olinda determinou a construção de uma praça
diferença não é de substância, mas de grau.
nos arredores do loteamento de seu irmão, com o objetivo
III.O poder regulamentar é a faculdade de que dispõe os
único de valorizá-lo perante o mercado imobiliário. Em
chefes de executivo de explicar a lei para sua correta
razão desta situação, que visou fim diverso daquele
execução, ou de expedir decretos autônomos sobre
previsto, explicita ou implicitamente, na regra de
matéria de sua competência ainda não disciplinada por lei.
competência, o ato administrativo que determinou referida
IV.Poder hierárquico é o que dispõe o Executivo para
obra deverá ser, em tese,
distribuir e escalonar funções de seus órgãos,
ordenar e rever a atuação de seus agentes, estabelecendo
(A) invalidado judicialmente por apresentar patente vício
a relação de subordinação entre os servidores do seu
quanto ao objeto.
quadro de pessoal.
(B) anulado, com efeitos ex nunc, em virtude de vício
V.O ato administrativo decorrente do poder de polícia não
quanto aos motivos.
fica sujeito a invalidação pelo Poder Judiciário, sujeitando-
(C) revogado pelo Poder Judiciário, com efeitos ex tunc.
se apenas a revisão pela própria administração, em
(D) declarado nulo, administrativa ou judicialmente, por
razão da sua autonomia, ainda que praticado com
vício de finalidade.
desvio de poder.
(E) convalidado pela própria Administração Pública, em
razão da não observância de formalidades essenciais.
Está correto o que se afirma APENAS em:
(A) III, IV e V.
Comentários:
(B) I e II.
Ato com vício de finalidade deve ser anulado pela
(C) I, III e IV.
Admnistração Pública e na sua falta, pelo poder Judiciário.
(D) II e III.
Alternativa D.
(E) II, IV e V.
(FCC-TRF3R-Anal.-Judiciária-2007): Willian, servidor
Comentários:
público, teve anulado o ato de sua nomeação. Assim,
I – correto;
deverá ele, se estiver de:
II –natureza de penas distintas;
III – correta;
(A) boa ou má-fé , ficar isento da obrigação da devolução
IV – correta.
dos vencimentos percebidos ilegalmente, declarando-se,
Alternativa C.
porém, inválidos todo e qualquer ato por ele praticado
no desempenho de suas atribuições administrativas.
(FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): A limitação
(B) má -fé , ficar isento da obrigação da devolução dos
imposta pela Administração Pública, ao exercício de
vencimentos percebidos ilegalmente, declarando-se,
direitos e atividades individuais em função do interesse
porém, inválidos todo e qualquer ato por ele praticado
público, relaciona-se com o poder:
no desempenho de suas atribuições administrativas.
(C) boa ou má -fé , repor parceladamente os vencimentos
(A) hierárquico.
percebidos ilegalmente, declarando-se inválidos os atos
(B) de polícia.
por ele praticados no desempenho de suas atribuições
(C) regulamentar.
funcionais, ainda que os destinatários de tais atos sejam
(D) normativo.
terceiros em relação ao ato nulo.
(E) de império.
(D) boa-fé , ficar isento da obrigação da devolução dos
vencimentos percebidos ilegalmente, declarando-
Comentários:
se,porém, inválidos os atos por ele praticados no
A – poder de distribuir e escalonar as funções de seus
desempenho de suas atribuições funcionais, ainda que
órgãos, ordenar e revisar a atuação de seus agentes,
os destinatários de tais atos sejam terceiros em relação ao
estabelecendo a relação de subordinação...
ato nulo.
B – poder de polícia administrativa sobre todas as
(E) má -fé , repor os vencimentos percebidos ilegalmente,
atividades e bens os quais afetam ou possam afetar a
mas permanecem válidos os atos por ele praticados no
coletividade.
desempenho de suas atribuições funcionais, porque os

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 6


C – poder de editar atos gerais para complementar leis e agentes, de modo que as atividades por eles
permitir a sua efetiva aplicação; desempenhadas obedeçam ao princípio da eficiência.
D – normativo é espécie de ato, não poder administrativo. (C) apura infrações e aplica penalidades aos servidores
E – império = classe de ato, quanto ao objeto. públicos e demais pessoas sujeitas à disciplina
Alternativa B. administrativa.
(D) edita normas complementares à lei, que disponham
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007) Quanto ao sobre organização administrativa ou relações entre os
poderes conferidos ao Administrador Público, é particulares que estejam em situação de submissão
INCORRETO afirmar que especial ao Estado.
(A) a edição de atos normativos, para ordenar a atuação (E) condiciona e restringe o uso e gozo de bens, atividades
dos órgãos subordinados, é um dos poderes decorrentes e direitos individuais em benefício da coletividade ou do
da hierarquia. próprio Estado.
(B) ocorre excesso de poder, quando o agente público,
embora competente para a prática do ato administrativo, Comentários:
age além dos limites a ele conferidos. A - Poder Discricionário;
(C) o poder normativo confere ao chefe do executivo a B – Poder Hierárquico;
possibilidade de editar normas complementares à lei para C – Poder Disciplinar;
o fim de explicitá-la ou de prover a sua execução. D – Poder Regulamentar;
(D) no poder disciplinar, também conhecido por poder E – Poder de Polícia.
punitivo do Estado, não há espaço para a Alternativa C.
discricionariedade na aplicação da sanção.
(E) são atributos do poder de polícia a discricionariedade, ABUSO DE PODER
a auto-executoriedade e a coercibilidade.

Comentários: (FCC/TRF2R-Anal.Jud-Judiciária-2007): O delegado de


A - correta; polícia, que tem competência para investigação criminal,
B – correta; deve instaurar inquérito policial quando verificar a
C – correta; existência de uma conduta ilícita. Posto isto, no caso de a
D – há espaço para discricionariedade, pois a há liberdade autoridade policial instaurar inquérito sem que exista
de escolha de seu destinatário notícia de conduta criminal, é correto asseverar que ela
E – correta. agiu com
Alternativa D.
(A) correção.
(B) abuso de competência.
(FCC-TJUPE-Of-Justiça-2007): No que tange ao Poder de (C) excesso de poder.
Polícia, é correto afirmar que: (D) discricionariedade.
(E) desvio de finalidade ou de poder.
(A) corresponde à atividade do Estado consistente em
limitar o exercício dos direitos individuais em benefício do Comentários:
interesse público. Ultrapassar os limites de sua própria competência = desvio
(B) a medida de polícia, como todo ato administrativo de poder, alternativa E.
discricionário, não encontra limitações legais ou
normativas. RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO
(C) possui caráter exclusivamente repressivo, já que se
destina a reprimir atividades privadas nocivas ao interesse
público. (FCC/TRF2R-Anal.Jud-Exec.Mandados-2007): Sobre a
(D) dentre os seus atributos, a auto-executoriedade responsabilidade civil do Estado, está correto APENAS o
permite à Administração Pública distribuir e escalonar as que se afirma em:
funções de seus órgãos e rever a atuação de seus
agentes. (A) A Administração Pública somente responderá pela
(E) consiste na faculdade de que dispõe os órgãos reparação do dano se ficar comprovado o dolo ou a culpa
públicos de apurar e punir internamente as faltas do servidor.
funcionais de seus servidores. (B) A indenização por qualquer prejuízo causado a
Comentários: terceiros, em razão da teoria da responsabilidade objetiva
A – correta; do Estado, é obrigatória e impede que se alegue
B – todo ato administrativo só pode agir conforme a lei = excludentes.
princípio da legalidade; (C) A responsabilização do Estado independe se o agente
C – não é repressivo...; público agiu no exercício de suas funções.
D – Poder Hierárquico (D) O Estado não será responsável pela reparação do
E – Poder Disciplinar dano, quando este decorrer exclusivamente de força
Alternativa A. maior.
(E) A Administração Pública somente responderá pelo
dano, se o servidor culpado, uma vez executado e
(FCC-TJUPE-Anal.Judiciário–2007): A Administração condenado, não tiver meios para arcar com a
Pública, por meio do regular uso do poder disciplinar, indenização.
(A) pratica atos administrativos de sua competência,
com liberdade de escolha quanto à sua conveniência, Comentários:
oportunidade, forma e conteúdo. A – só pessoas jurídicas de direito público e as de direito
(B) distribui, ordena, escalona e revê a atuação de seus privado prestadoras de serviços públicos responderão pelos
danos que seus agentes, nessa qualidade, causarem a

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 7


terceiros,assegurando o direito de regresso contra o responsável A – Art. 2o As obras, serviços, inclusive de publicidade,
nos casos de dolo ou culpa; compras, alienações, concessões, permissões e locações
B – o Estado responde por prejuízos causados a terceiros da Administração Pública, quando contratadas com
decorrentes de decisões judiciais. terceiros, serão necessariamente precedidas de licitação,
C –...danos que seus agentes, nessa qualidade, causarem a ressalvadas as hipóteses previstas nesta Lei.
terceiros,... B – Art.1º,Parágrafo único. Subordinam-se ao regime
D – correta; desta Lei, além dos órgãos da administração direta, os
E – ....,assegurando o direito de regresso contra o responsável fundos especiais, as autarquias, as fundações públicas, as
nos casos de dolo ou culpa. empresas públicas, as sociedades de economia mista e
Alternativa D. demais entidades controladas direta ou indiretamente pela
(FCC-TJUPE-Of-Justiça-2007): O agente público União, Estados, Distrito Federal e Municípios;
pertencente a uma autarquia estadual, durante o exercício C – Art.3º,§ 1o É vedado aos agentes públicos: I - admitir,
legal de suas funções, praticou determinado ato comissivo prever, incluir ou tolerar, nos atos de convocação,
que ocasionou danos materiais a terceiro. Em virtude deste cláusulas ou condições que comprometam, restrinjam ou
fato, o particular atingido pela conduta lesiva ao seu frustrem o seu caráter competitivo e estabeleçam
patrimônio: preferências ou distinções em razão da naturalidade, da
sede ou domicílio dos licitantes ou de qualquer outra
(A) poderá recorrer ao Poder Judiciário visando a circunstância impertinente ou irrelevante para o específico
reparação dos prejuízos suportados, com base na teoria objeto do contrato;
da responsabilidade subjetiva do Estado, sob a D - Art. 2o As obras, serviços, inclusive de publicidade,
modalidade do risco integral. compras, alienações, concessões, permissões e locações
(B) poderá pleitear a reparação dos danos sofridos com da Administração Pública, quando contratadas com
base na teoria da responsabilidade objetiva do Estado, sob terceiros, serão necessariamente precedidas de licitação,
a modalidade do risco administrativo. ressalvadas as hipóteses previstas nesta Lei;
(C) não poderá ser ressarcido dos prejuízos eventualmente E –Art.3º - correta.
sofridos, posto que a ação do agente obedeceu aos Alternativa E.
ditames legais.
(D) deverá acionar diretamente o agente público, que Art.3º e 4º:
responderá de forma objetiva, com base no risco integral. (FCC-CADEP-Anal.Leg-Inf.Legislativa-2007): A respeito da
(E) será ressarcido dos prejuízos apenas se demonstrar a licitação, analise:
culpa do agente público e a omissão do Estado em
fiscalizar seus servidores. I.Em regra, a licitação será sigilosa ao público em
todos os seus atos e procedimentos para garantir a
Comentários: observância dos princípios da moralidade e da
‘O Estado responde por prejuízos causados a terceiros probidade administrativa.
decorrentes de decisões judiciais’ II.O procedimento licitatório caracteriza ato administrativo
Alternativa B. formal, seja ele praticado em qualquer esfera da
Administração Pública.
III.No procedimento licitatório, é admitido ao agente
LEI 8.666/93 – LICITAÇÕES E CONTRATOS público estabelecer tratamento diferenciado de natureza
CAPÍTULO I trabalhista e previdenciária entre empresas brasileiras e
estrangeiras.
DAS DISPOSIÇÕES GERAIS IV.É vedado ao agente público tolerar, nos atos de
Seção I convocação,cláusulas ou condições que comprometam,
Dos Princípios restrinjam ou frustrem o seu caráter competitivo e
estabeleçam preferências ou distinções em razão da
Art.1º,2º e 3º: naturalidade, da sede ou domicílio dos licitantes.
(FCC-CADEP-Téc.Leg-Assist.Administrativo-2007): Com
relação ao procedimento licitatório previsto na Lei nº Em consonância com a Lei no 8.666/93, é correto o
8.666/93, é correto afirmar: que consta APENAS em
(A) II, III e IV.
(A) Em regra, os serviços de publicidade, quando (B) III e IV.
contratados com terceiros, não serão necessariamente (C) I e III.
precedidos de licitação. (D) I, II e IV.
(B) O procedimento licitatório não será obrigatório para (E) II e IV.
as sociedades de economia mista, por não se
subordinarem ao regime previsto em lei. Comentários:
(C) É permitido aos agentes públicos prever, nos atos de I – Art.3º, § 3o = A licitação não será sigilosa, sendo
convocação, condições que estabeleçam circunstância públicos e acessíveis ao público os atos de seu
impertinente ou irrelevante para o específico objeto do procedimento, salvo quanto ao conteúdo das propostas,
contrato. até a respectiva abertura;
(D) Em regra, as locações da Administração Pública, II – Art.4º,Parágrafo único = correta;
quando contratadas com terceiros, não serão III – Art.3º, II - estabelecer tratamento diferenciado de
necessariamente precedidas de licitação. natureza comercial, legal, trabalhista, previdenciária ou
(E) Os princípios da publicidade, da vinculação ao qualquer outra, entre empresas brasileiras e estrangeiras,
instrumento convocatório e do julgamento objetivo devem inclusive no que se refere a moeda, modalidade e local de
ser observados no processamento e julgamento da pagamentos, mesmo quando envolvidos financiamentos
licitação. de agências internacionais, ressalvado o disposto no
parágrafo seguinte e no...
Comentários: IV – Art.3º,§1º,I = correta.

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 8


Alternativa E. data do recebimento das propostas, observada a
CAPÍTULO II necessária qualificação e a modalidade de licitação entre
DA LICITAÇÃO quaisquer interessados que, na fase inicial de habilitação
preliminar, comprovem possuir os requisitos mínimos
Art.21: de qualificação exigidos no edital para execução de seu
(FCC-CADEP-Téc.Leg-Assist.Administrativo-2007): De objeto são, respectivamente:
acordo com a Lei no 8.666/93, a divulgação do Edital de
um procedimento licitatório é obrigatória pela imprensa (A) concorrência e convite.
oficial, sendo que o prazo mínimo para convocação dos (B) concorrência e tomada de preço.
licitantes será de: (C) tomada de preço e concorrência.
(D) convite e tomada de preço.
(A) sessenta dias para a licitação na modalidade tomada (E) convite e concorrência.
de preço.
(B) quarenta e cinco dias para a licitação na modalidade Comentários:
convite. Art.22, §2º = tomada de preços
(C) vinte dias para a licitação na modalidade convite. Art.22,§1º = concorrência.
(D) quarenta e cinco dias para a licitação na modalidade Alternativa C.
concurso.
(E) vinte dias para a licitação na modalidade concurso. Art.22,23,24 e 25:
(FCC-TJUPE-Anal.Judiciário–2007): No que tange à
Comentários: licitação, observe as seguintes afirmações:
A – Art.21, §2º,II - trinta dias para: tomada de preços e
concorrência; I. Ao declarar a licitação dispensável, o órgão responsável
B – Art.21,§2º, IV - cinco dias úteis para convite; deverá demonstrar a inviabilidade de competição ante a
C – idem B. existência de um único objeto ou pessoa que atenda às
D – Art.21,§2º, I - quarenta e cinco dias para: concurso e necessidades da Administração.
concorrência, quando o contrato a ser celebrado II. Verifica-se a licitação deserta quando não acudirem
contemplar o regime de empreitada integral ou quando a interessados na licitação anterior e esta, justificadamente,
licitação for do tipo "melhor técnica" ou "técnica e preço"; não puder ser repetida sem prejuízo para a Administração,
E – idem D. mantidas, neste caso, todas as condições
Alternativa D. preestabelecidas.
III. Dentre os tipos de licitação, o convite destina-se a
Art.22: escolha de trabalho técnico, artístico ou científico,
(FCC-CADEP-Téc.Leg-Assist.Administrativo-2007): Em mediante a instituição de um prêmio.
consonância com a Lei no 8.666/93, na licitação IV. A concorrência é obrigatória, dentre outras hipóteses,
realizada pela modalidade convite, existindo na praça para as concessões de direito real de uso.
mais de três possíveis interessados, a cada novo convite,
realizado para objeto idêntico ou assemelhado, é: É correto o que se afirma APENAS em
(A) II e IV.
(A) obrigatório o convite a, no mínimo, mais dois (B) I e II.
interessados, enquanto existirem cadastrados não (C) I e III.
convidados nas últimas licitações. (D) I, III e IV.
(B) obrigatório o convite a, no mínimo, mais três (E) II, III e IV.
interessados, enquanto existirem cadastrados não
convidados nas últimas licitações. Comentários:
(C) obrigatório o convite a, no mínimo, mais um I –Art.25 - Inviabilidade de competição = ‘inexigível’.
interessado, enquanto existirem cadastrados não Dispensável = casos de calamidade púbica, guerra,bens
convidados nas últimas licitações. até 10% dos valores limites para cada categoria de
(D) obrigatório o convite a, no mínimo, mais seis licitação...
interessados, enquanto existirem cadastrados não II – Art.24,V - correta = dispensável;
convidados nas últimas licitações. III – Art.22,§4º = Concurso é a modalidade de licitação
(E) facultado o convite a, no mínimo, mais três entre quaisquer interessados para escolha de trabalho
interessados, enquanto existirem cadastrados não técnico, científico ou artístico, mediante a instituição de
convidados nas últimas licitações. prêmios ou remuneração aos vencedores, conforme
critérios constantes de edital publicado na imprensa oficial
Comentários: com antecedência mínima de 45 (quarenta e cinco) dias.
Art.22,§6º = Na hipótese do § 3o deste artigo, existindo na IV – Art.23,§3º = correta.
praça mais de 3 (três) possíveis interessados, a cada novo Alternativa A.
convite, realizado para objeto idêntico ou assemelhado, é
obrigatório o convite a, no mínimo, mais um interessado, Art.5º,22 e 23:
enquanto existirem cadastrados não convidados nas (FCC/TRF2R-Anal.Jud-Exec.Mandados-2007): Tendo em
últimas licitações. vista a Lei de Licitação no 8.666/93, considere:
Alternativa C.
I. Tomada de preços é a modalidade de licitação entre
Art.22: interessados devidamente cadastrados ou que atenderem
(FCC-CADEP-Anal.Leg-Inf.Legislativa-2007): A a todas as condições exigidas para cadastramento até o
modalidade de licitação entre interessados devidamente terceiro dia anterior à data do recebimento das propostas,
cadastrados ou que atenderem a todas as condições observada a necessária qualificação:
exigidas para cadastramento até o terceiro dia anterior à

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 9


II. Concorrência pública é a modalidade de licitação para apresentar-se na festa de 35 anos da cidade.
realizada entre interessados previamente registrados. Neste caso, a licitação será:
III. Nos casos em que a modalidade de licitação cabível
seja convite, é vedado à administração utilizar a tomada de (A) obrigatória, na modalidade concurso
preços. (B) dispensável.
IV. Todos os valores, preços e custos utilizados nas (C) inexigível.
licitações terão como expressão monetária a moeda (D) obrigatória, na modalidade concorrência.
corrente nacional, podendo ser permitida a cotação do (E) obrigatória, na modalidade convite.
preço em moeda estrangeira nas concorrências de âmbito
internacional realizadas no Brasil. Comentários:
Está correto o que consta APENAS em Art. 25. É inexigível a licitação quando houver
(A) III e IV. inviabilidade de competição, em especial:
(B) I, II e III. III - para contratação de profissional de qualquer setor
(C) I, III e IV. artístico, diretamente ou através de empresário exclusivo,
(D) I e IV. desde que consagrado pela crítica especializada ou pela
(E) II e III. opinião pública.
Alternativa C.
Comentários:
I – Art.22,§2º = correta; Art.3º,44 e 50:
II – Art.22,§1º = Concorrência é a modalidade de licitação (FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): A respeito de
entre quaisquer interessados que, na fase inicial de licitações, considere:
habilitação preliminar, comprovem possuir os requisitos I. Quanto à competição no processo licitatório, pode-se
mínimos de qualificação exigidos no edital para execução afirmar que é relativa, na medida em que, no interesse
de seu objeto público, impõe-se regras, dentre outras, que afastam o
III – Art.23, § 4o = Nos casos em que couber convite, a licitante não constituído regularmente.
Administração poderá utilizar a tomada de preços e, em II. O julgamento das propostas deve ser objetivo e pautado
qualquer caso, a concorrência. por critérios claros contidos no edital.
IV – Art.5º = correta III. Segundo o princípio da adjudicação compulsória, a
Alternativa D. Administração Pública é obrigada a contratar
imediatamente o licitante vencedor.
Art.22 e 53: Está correto o que consta APENAS em
(FCC/TRF2R-CONTADORIA-2007): Sobre a modalidade (A) II e III.
de licitação leilão e, considerando a Lei no 8.666/93, é (B) I e II.
INCORRETO asseverar que: (C) I e III.
(D) II.
(A) os bens arrematados serão pagos à vista ou no (E) III.
percentual estabelecido no edital, não inferior a 5% (cinco
por cento), e o valor restante no prazo estipulado no edital Comentários:
de convocação, sob pena de perder em favor da I – Art. 3o A licitação destina-se a garantir a observância
Administração o valor já recolhido. do princípio constitucional da isonomia e a selecionar a
(B) é obrigatória não só a avaliação prévia de qualquer proposta mais vantajosa para a Administração e será
bem a ser leiloado, para fixação do preço mínimo de processada e julgada em estrita conformidade com os
arrematação, como também a ampla divulgação do edital princípios básicos da legalidade, da impessoalidade, da
de leilão, principalmente no município em que se realizará. moralidade, da igualdade, da publicidade, da probidade
(C) deve ser sempre confiado a leiloeiro oficial, vedada, em administrativa, da vinculação ao instrumento convocatório,
qualquer hipótese, sua realização por funcionário do julgamento objetivo e dos que lhes são
designado pela Administração. correlatos.correta;
(D) constitui modalidade licitatória adequada à venda de II - Art. 44. No julgamento das propostas, a Comissão
bens movéis inservíveis para a Administração ou de levará em consideração os critérios objetivos definidos no
produtos legamente apreendidos ou penhorados. edital ou convite, os quais não devem contrariar as normas
(E) constitui modalidade licitatória adequada à alienação e princípios estabelecidos por esta Lei = correta;
de bens imóveis da Administração Pública, cuja aquisição III - Art. 50. A Administração não poderá celebrar o
haja derivado de procedimentos judiciais ou de dação em contrato com preterição da ordem de classificação das
pagamento. propostas ou com terceiros estranhos ao procedimento
licitatório, sob pena de nulidade.
Comentários: Alternativa B.
A – Art.53, § 2o = correta;
B –Art.53, § 1o = correta; CAPÍTULO III
C -Art. 53. O leilão pode ser cometido a leiloeiro oficial ou a DOS CONTRATOS
servidor designado pela Administração, procedendo-se na forma Art.78:
da legislação pertinente.
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007): Sobre a
D – Art.22,§5º = correta;
inexecução do contrato administrativo, considere:
E – Art.22,§5º = correta
I. Se houver sustação do contrato, o cronograma de
Alternativa C.
execução será prorrogado automaticamente por igual
tempo.
Art.25: II. Em regra, se houver atraso superior a sessenta dias dos
(FCC-CADEP-Téc.Leg-Assist.Administrativo-2007): A pagamentos devidos pela Administração, o contratado tem
Prefeitura da Cidade “X” pretende contratar profissional de o direito de optar pela suspensão do cumprimento de suas
setor artístico, consagrado pela crítica especializada e pela obrigações até que seja normalizada a situação.
opinião pública, por meio de seu empresário exclusivo,

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 10


III. Se ocorrer caso fortuito ou de força maior, regularmente (FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): Considerando
comprovado e que impeça a execução do contrato, poderá a Lei no 8.666/93, especialmente quanto aos contratos
a Administração Pública rescindir unilateralmente. administrativos, é correto afirmar que:

Está correto o que consta APENAS em (A) é permitida a rescisão amigável, por acordo entre as
(A) II e III. partes, reduzida a termo no processo da licitação,
(B) I e III. independentemente da conveniência para a Administração.
(C) III. (B) o contratado fica obrigado a aceitar, nas mesmas
(D) II. condições contratuais, os acréscimos ou supressões que
(E) I. se fizerem nas compras, até cinqüenta por cento do valor
Comentários: inicial atualizado do contrato.
I - Art. 79. A rescisão do contrato poderá ser:.. § 5o (C) a garantia do contrato administrativo, cujas
Ocorrendo impedimento, paralisação ou sustação do modalidades são, dentre outras, caução em dinheiro e
contrato, o cronograma de execução será prorrogado fiança bancária, sempre será exigida pela Administração
automaticamente por igual tempo. = correta; no patamar de dez por cento do valor contratado.
II – Art.78. Constituem motivo para rescisão do contrato:... (D) as cláusulas econômico-financeiras e monetárias dos
XV - o atraso superior a 90 (noventa) dias dos pagamentos contratos administrativos só poderão ser alteradas com
devidos pela Administração decorrentes de obras, serviços prévia concordância do contratado.
ou fornecimento, ou parcelas destes, já recebidos ou (E) os licitantes ficam liberados do compromisso assumido,
executados, salvo em caso de calamidade pública, grave se não houver convocação para a contratação no prazo de
perturbação da ordem interna ou guerra, assegurado ao trinta dias, contados da entrega das propostas.
contratado o direito de optar pela suspensão do
cumprimento de suas obrigações até que seja normalizada Comentários:
a situação; A – Art.79. A rescisão do contrato poderá ser:... II =
III – Art. 78. Constituem motivo para rescisão do amigável, por acordo entre as partes, reduzida a termo no
contrato:... XVII - a ocorrência de caso fortuito ou de força processo da licitação, desde que haja conveniência para a
maior, regularmente comprovada, impeditiva da execução Administração;
do contrato. B – Art.65. Os contratos regidos por esta Lei poderão ser
Alternativa B. alterados, com as devidas justificativas, nos seguintes
casos: ... § 1o O contratado fica obrigado a aceitar, nas
Art.54,59,65 e 71: mesmas condições contratuais, os acréscimos ou
(FCC-TJUPE-Of-Justiça-2007): Com relação aos contratos supressões que se fizerem nas obras, serviços ou
administrativos, é correto afirmar que: compras, até 25% (vinte e cinco por cento) do valor inicial
atualizado do contrato, e, no caso particular de reforma de
(A) o fato do príncipe compreende qualquer conduta da edifício ou de equipamento, até o limite de 50% (cinqüenta
Administração que, como parte contratual, torne impossível por cento) para os seus acréscimos.
a execução do ajuste ou provoque seu desequilíbrio C – Art. 56,§ 1o = Caberá ao contratado optar por uma das
econômico. seguintes modalidades de garantia:.. I - caução em
(B) todas as cláusulas dos contratos administrativos são dinheiro ou em títulos da dívida pública, devendo estes ter
fixadas mediante prévio acordo entre a Administração sido emitidos sob a forma escritural, mediante registro em
Pública contratante e o contratado. sistema centralizado de liquidação e de custódia
(C) quando conveniente a substituição da garantia da autorizado pelo Banco Central do Brasil e avaliados pelos
execução, os contratos administrativos poderão ser seus valores econômicos, conforme definido pelo
alterados unilateralmente pelo contratado, sem Ministério da Fazenda; II - seguro-garantia; III - fiança
necessidade de justificação prévia. bancária. § 2o A garantia a que se refere o caput
(D) o contratante é responsável pelos encargos deste artigo não excederá a cinco por cento do valor do
trabalhistas,previdenciários, fiscais e comerciais contrato e terá seu valor atualizado nas mesmas
resultantes da execução do contrato. condições daquele, ressalvado o previsto no parágrafo 3o
(E) a declaração de nulidade do contrato administrativo deste artigo
opera retroativamente impedindo os efeitos jurídicos que D – Art.58,§1º = correta;
ele, ordinariamente, deveria produzir, além de desconstituir E – Art.64, § 3o =Decorridos 60 (sessenta) dias da data da
os já produzidos. entrega das propostas, sem convocação para a
contratação, ficam os licitantes liberados dos
Comentários: compromissos assumidos.
A – Fato do príncipe = Ato da Administração Pública que, Alternativa D.
em nome do interesse coletivo, altera contrato que
celebrou com particular, tornando seu cumprimento, por Art.87:
parte deste, mais oneroso. (FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007): Se houver
B – Art.54, § 1o Os contratos devem estabelecer com inexecução total ou parcial do contrato, é INCORRETO
clareza e precisão as condições para sua execução, afirmar que a Administração poderá, garantida a prévia
expressas em cláusulas que definam os direitos, defesa, aplicar ao contratado a sanção de:
obrigações e responsabilidades das partes, em
conformidade com os termos da licitação e da proposta a (A) advertência, cumulada com multa, na forma prevista
que se vinculam. no instrumento convocatório ou no contrato.
C – Art.65,II = Por acordo das partes... (B) multa, na forma prevista no instrumento convocatório
D – Art.71 = O contratado é responsável... ou no contrato.
E – Art.59 = correta. (C) suspensão temporária de participação em licitação e
Alternativa E. impedimento de contratar com a Administração, por prazo
não superior a três anos.
Art.56,58,64,65,79: (D) advertência.

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 11


(E) declaração de inidoneidade para licitar ou contratar e entregarão os envelopes contendo a indicação do objeto
com a Administração Pública enquanto perdurarem os e do preço oferecidos,procedendo-se à sua imediata
motivos determinantes da punição. abertura.

Comentários: Comentários:
Art. 87. Pela inexecução total ou parcial do contrato a A – Art.4º,VIII = correta;
Administração poderá, garantida a prévia defesa, aplicar B – Art.4º,IX = correta;
ao contratado as seguintes sanções: C – Art.4º,XVI = correta;
I - advertência; D – Art.4º, XVIII - declarado o vencedor, qualquer licitante
II - multa, na forma prevista no instrumento poderá manifestar imediata e motivadamente a intenção
convocatório ou no contrato; de recorrer, quando lhe será concedido o prazo de 3 (três)
III - suspensão temporária de participação em dias para apresentação das razões do recurso, ficando os
licitação e impedimento de contratar com a Administração, demais licitantes desde logo intimados para apresentar
por prazo não superior a 2 (dois) anos; contra-razões em igual número de dias, que começarão a
IV - declaração de inidoneidade para licitar ou correr do término do prazo do recorrente, sendo-lhes
contratar com a Administração Pública enquanto assegurada vista imediata dos autos;
perdurarem os motivos determinantes da punição ou até E – Art.4º,7º = correta
que seja promovida a reabilitação perante a própria Alternativa D.
autoridade que aplicou a penalidade, que será concedida
sempre que o contratado ressarcir a Administração pelos Art.4º:
prejuízos resultantes e após decorrido o prazo da sanção (FCC/TRF2R-Anal.Jud-Judiciária-2007): Tendo a
aplicada com base no inciso anterior. Administração Pública escolhido a modalidade pregão com
§ 1o Se a multa aplicada for superior ao valor da o fim de adquirir produtos, o prazo, contado a partir da
garantia prestada, além da perda desta, responderá o publicação do aviso, a ser fixado para a apresentação das
contratado pela sua diferença, que será descontada dos propostas:
pagamentos eventualmente devidos pela Administração ou
cobrada judicialmente. (A) não será inferior a oito dias úteis.
§ 2o As sanções previstas nos incisos I, III e IV (B) será de quinze dias corridos.
deste artigo poderão ser aplicadas juntamente com a do (C) será de cinco dias corridos.
inciso II, facultada a defesa prévia do interessado, no (D) não será inferior a doze dias úteis.
respectivo processo, no prazo de 5 (cinco) dias úteis. (E) não será inferior a dez dias úteis.
§ 3o A sanção estabelecida no inciso IV deste
artigo é de competência exclusiva do Ministro de Estado, Comentários:
do Secretário Estadual ou Municipal, conforme o caso, Art.4º, V - o prazo fixado para a apresentação das
facultada a defesa do interessado no respectivo processo, propostas, contado a partir da publicação do aviso, não
no prazo de 10 (dez) dias da abertura de vista, podendo a será inferior a 8 (oito) dias úteis;
reabilitação ser requerida após 2 (dois) anos de sua Alternativa A.
aplicação.
A alternativa C está incorreta por afirmar três anos. LEI 8.8112/90 - Regime Jurídico dos Servidores
Públicos Civis da União, das Autarquias e das
Fundações Públicas Federais.
LEI nº 10.520/02 – MODALIDADE PREGÃO
TÍTULO II
Art.4º:
(FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): Em relação à Do Provimento, Vacância, Remoção,
modalidade de licitação denominada pregão, é Redistribuição e Substituição
INCORRETO afirmar:
(A) No curso da sessão, o autor da oferta de valor mais
CAPÍTULO I
baixo e os das ofertas com preços até 10% (dez por cento)
superiores àquela poderão fazer novos lances verbais e
Do Provimento
sucessivos, até a proclamação do vencedor. Art.5º,25,28 e 30:
(B) Se, além da oferta de valor mais baixo, não houver (FCC-TRF3R-Anal.Judiciária-2007): Considere as
pelo menos duas outras com preço superior, mas até seguintes assertivas a respeito do provimento de
o limite dos 10% da oferta com preço mais baixo, poderão cargo público:
os licitantes das melhores propostas, até o máximo de três, I.Reintegração é o retorno à atividade de servidor
oferecer novos lances verbais e sucessivos, quaisquer que aposentado por invalidez, quando, por junta médica oficial,
sejam os preços oferecidos. forem declarados insubsistentes os motivos da
(C) Se a oferta do licitante vencedor não for aceitável, o aposentadoria.
pregoeiro examinará as ofertas subseqüentes e a II.Reversão é a reinvestidura do servidor estável no
qualificação dos licitantes, na ordem de classificação, e cargo anteriormente ocupado, quando invalidada a sua
assim sucessivamente, até a apuração de uma que atenda demissão por decisão administrativa ou judicial, com
ao edital. ressarcimento de todas as vantagens.
(D) Declarado o vencedor, qualquer licitante poderá, no III.Em regra, as universidades e instituições de
prazo de três dias, interpor recurso, podendo apresentar pesquisa científica e tecnológica federais poderão prover
os demais licitantes, contra-razões, em igual prazo, seus cargos com professores, técnicos e cientistas
contado a partir da publicação da decisão que estrangeiros.
receber o recurso. IV.O retorno à atividade de servidor em disponibilidade far-
(E) Aberta a sessão, os licitantes apresentam declaração se-á mediante aproveitamento obrigatório em cargo de
de que cumprem todos os requisitos de habilitação atribuições e vencimentos compatíveis com o
anteriormente ocupado.

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 12


Seção IV
De acordo com a Lei no 8.112/90 está correto o que Da Posse e do Exercício
se afirma APENAS em
(A) III e IV.
(B) I e II. Art.13:
(C) I, II e III. (FCC/TRF2R-Arquivologia-2007): A posse dar-se-á pela
(D) I e IV. assinatura do respectivo termo, no qual deverão constar as
(E) II, III e IV. atribuições, os deveres, as responsabilidades e os direitos
Comentários: inerentes ao cargo ocupado, que não poderão ser
I - Art.28 = Reintegração é a reinvestidura do servidor alterados unilateralmente, por qualquer das partes,
estável no cargo anteriormente ocupado, ou no cargo ressalvados os atos de ofício previstos em lei. Com relação
resultante de sua transformação, quando invalidada a sua à posse é correto afirmar que:
demissão por decisão administrativa ou judicial, com
ressarcimento de todas as vantagens. (A) a posse em cargo público, em regra, não dependerá de
II - Art.25 = Reversão é o retorno à atividade de servidor prévia inspeção médica oficial, tratando-se esse ato de
aposentado por invalidez, quando, por junta médica oficial, faculdade da administração pública.
forem declarados insubsistentes os motivos da (B) a posse ocorrerá no prazo de noventa dias contados da
aposentadoria; publicação do ato de provimento.
III – Art.5º,§3º = correta; (C) só haverá posse nos casos de provimento de cargo por
IV – Art.30 = correta. nomeação.
Alternativa A. (D) a posse não poderá ocorrer mediante qualquer tipo de
procuração, tratando-se de um ato personalíssimo
envolvendo a Administração Pública.
Seção I (E) a posse e o exercício deverão ocorrer no prazo de
Disposições Gerais cento e vinte dias contados da nomeação.
Art.5º:
(FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): As Comentários:
instituições de pesquisa científica e tecnológica federais A – Art. 14 = A posse em cargo público dependerá de
poderão prover seus cargos com: prévia inspeção médica oficial;
B – Art.13,§1º = A posse ocorrerá no prazo de trinta dias
(A) professores, técnicos e cientistas, brasileiros ou contados da publicação do ato de provimento;
estrangeiros, dispensado o gozo dos direitos políticos. C – Art.13,§4º = correta
(B) técnicos e cientistas estrangeiros, de acordo com as D – Art.13,§ 3o = A posse poderá dar-se mediante
normas e procedimentos legais. procuração específica;
(C) técnicos e cientistas, desde que brasileiros e quites E –Art.15, § 1o É de quinze dias o prazo para o servidor
com as obrigações militares. empossado em cargo público entrar em exercício,
(D) professores brasileiros e estrangeiros, estando, ou contados da data da posse.
não, no gozo dos direitos políticos. Alternativa C.
(E) professores, desde que brasileiros natos ou
naturalizados, excluída a quitação das obrigações Art.13:
militares. (FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): Orfeu,
aprovado no concurso público para provimento do cargo
Comentários: de técnico judiciário - área administrativa, está tomando
Art.5º,§ 3o = As universidades e instituições de pesquisa providências para tomar posse. Dentre elas, e com o que
científica e tecnológica federais poderão prover seus dispõe expressamente a Lei no 8.112/90, deverá, no ato
cargos com professores, técnicos e cientistas estrangeiros, da posse, apresentar as declarações:
de acordo com as normas e os procedimentos desta Lei.
Alternativa B. (A) de que não responde a quaisquer ações judiciais, e
quanto ao exercício de outro cargo público efetivo ou em
Seção II comissão, sendo que a posse poderá ocorrer por
Da Nomeação procuração ad juditia ou geral.
Art.9º: (B) da ausência de processos administrativos, e de valores
(FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): De acordo que constituem seu patrimônio, observando que a posse é
com a Lei no 8.112/90, a nomeação far-se-á em: de natureza personalíssima e sem procuração.
(C) do estado civil, e dos bens que constituem o patrimônio
(A) caráter efetivo, exceto na condição de interino, para conjunto, se casado, ou isolado, se solteiro, sendo que a
cargos de confiança vagos. posse poderá ocorrer mediante qualquer procuração por
(B) comissão, quando se tratar de cargo isolado de instrumento público.
provimento efetivo ou de carreira. (D) da ausência de antecedentes criminais, e quanto ao
(C) comissão, exceto na condição de interino, para cargos exercício ou não de outro cargo ou função pública, sendo
de confiança vagos. vedada a posse por qualquer modalidade de procuração.
(D) comissão, inclusive na condição de interino, para (E) de bens e valores que constituem seu patrimônio, e
cargos de confiança vagos. quanto ao exercício ou não de outro cargo, emprego ou
(E) caráter transitório, quando se tratar de cargo isolado de função pública, observando que a posse poderá dar-se
provimento efetivo ou de carreira. mediante procuração específica.

Comentários: Comentários:
Art.9º, II = alternativa D. Art.13, § 5o = No ato da posse, o servidor apresentará
declaração de bens e valores que constituem seu

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 13


patrimônio e declaração quanto ao exercício ou não de (FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): Considere as
outro cargo, emprego ou função pública. seguintes assertivas a respeito do estágio probatório:
Alternativa E. I. Não será objeto de avaliação para o desempenho do
cargo o fator relacionado à capacidade de iniciativa.
Art.18: II. Seis meses antes de findo o período do estágio
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Taquigrafia-2007): Em regra, o probatório, será submetida à homologação da autoridade
servidor que deva ter exercício em outro Município em competente a avaliação do desempenho do servidor.
razão de ter sido removido terá, contados da publicação do III. Em regra, o servidor não aprovado no estágio
ato, no mínimo: probatório será exonerado ou, se estável, reconduzido ao
(A) trinta e, no máximo, sessenta dias de prazo para a cargo anteriormente ocupado.
retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo, IV. O servidor em estágio probatório poderá exercer
incluído nesse prazo o tempo necessário para o quaisquer cargos de provimento em comissão ou funções
deslocamento para a nova sede. de direção, chefia ou assessoramento no órgão ou
(B) quinze e, no máximo, quarenta e cinco dias de prazo entidade de lotação.
para a retomada do efetivo desempenho das atribuições
do cargo, excluindo nesse prazo o tempo necessário para Segundo a Lei no 8.112/90, está correto o que consta
o deslocamento para a nova sede. APENAS em
(C) dez e, no máximo, trinta dias de prazo para a retomada (A) III e IV.
do efetivo desempenho das atribuições do cargo, incluído (B) I e II.
nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para (C) I, II e III.
a nova sede. (D) II e III.
(D) dez e, no máximo, trinta dias de prazo para a retomada (E) II, III e IV.
do efetivo desempenho das atribuições do cargo, excluindo
nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para Comentários:
a nova sede. I - Art. 20. Ao entrar em exercício, o servidor nomeado
(E) trinta e, no máximo, sessenta dias de prazo para a para cargo de provimento efetivo ficará sujeito a estágio
retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo, probatório por período de 24 (vinte e quatro) meses,
excluindo nesse prazo o tempo necessário para o durante o qual a sua aptidão e capacidade serão objeto de
deslocamento para a nova sede. avaliação para o desempenho do cargo, observados os
seguinte fatores:
Comentários: I - assiduidade;
Art. 18. O servidor que deva ter exercício em outro II - disciplina;
município em razão de ter sido removido, redistribuído, III - capacidade de iniciativa;
requisitado, cedido ou posto em exercício provisório terá, IV - produtividade;
no mínimo, dez e, no máximo, trinta dias de prazo, V- responsabilidade.
contados da publicação do ato, para a retomada do efetivo II – Art.20,§ 1o = Quatro meses antes de findo o período
desempenho das atribuições do cargo, incluído nesse do estágio probatório, será submetida à homologação da
prazo o tempo necessário para o deslocamento para a autoridade competente a avaliação do desempenho do
nova sede. servidor, realizada de acordo com o que dispuser a lei ou o
Alternativa C. regulamento do sistema de carreira, sem prejuízo da
continuidade de apuração dos fatores enumerados nos
incisos I a V deste artigo;
Art.15 e 20: III – Art.20,§2º = correta;
(FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): 32. Afrodite,
IV – Art.20,§3º = correta.
tendo tomado posse e entrado em exercício no cargo de
Alternativa A.
técnico judiciário – área administrativa, não satisfez as
condições do estágio probatório, enquanto Zeus, tomou
posse, mas não entrou em exercício no prazo Seção VIII
estabelecido. Diante dessas situações, ocorrerá: Da Reversão
Seção IX
(A) o aproveitamento e a disponibilidade, respectivamente. Da Reintegração
(B) a demissão e a exoneração a pedido, respectivamente.
(C) a exoneração de ofício, em ambos os casos.
Art.25 e 28:
(D) a readaptação especial e a demissão,
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Taquigrafia-2007): Maria, servidora
respectivamente.
pública federal estável, aposentada por invalidez, retornou
(E) a demissão de ofício, em ambos os casos.
à atividade, uma vez que uma junta médica oficial declarou
insubsistentes os motivos de sua aposentadoria. Mário,
Comentários:
servidor público federal estável, foi reinvestido no cargo
Art.20, § 2o = O servidor não aprovado no estágio
que anteriormente ocupava, uma vez que foi invalidada a
probatório será exonerado ou, se estável, reconduzido ao
sua demissão por decisão judicial, com ressarcimento de
cargo anteriormente ocupado, observado o disposto no
todas as vantagens. Nesses casos ocorreram,
parágrafo único do art. 29.
respectivamente, a
Art.15, § 2o = O servidor será exonerado do cargo ou será
tornado sem efeito o ato de sua designação para função
(A) reversão de Maria e a recondução de Mário.
de confiança, se não entrar em exercício nos prazos
(B) recondução de Maria e a reintegração de Mário.
previstos neste artigo, observado o disposto no art. 18;
(C) reintegração de Maria e a reversão de Mário.
Alternativa C.
(D) reintegração de Maria e a recondução de Mário.
(E) reversão de Maria e a reintegração de Mário.
Art.20:
Comentários:

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 14


Art.25 = Reversão é o retorno à atividade de servidor (C) removido ao cargo de origem, com direito à
aposentado por invalidez, quando, por junta médica oficial, indenização
forem declarados insubsistentes os motivos da ou aproveitado em outro cargo, vedada a sua colocação
aposentadoria; em disponibilidade.
Art.28 = Reintegração é a reinvestidura do servidor estável (D) reconduzido ao cargo de origem, sem direito à
no cargo anteriormente ocupado, ou no cargo resultante indenização
de sua transformação, quando invalidada a sua demissão ou aproveitado em outro cargo, ou, ainda, posto em
por decisão administrativa ou judicial, com ressarcimento disponibilidade.
de todas as vantagens. (E) aproveitado obrigatoriamente em cargo diverso, mas
Art. 29. Recondução é o retorno do servidor estável ao de atribuições e vencimentos compatíveis com o
cargo anteriormente ocupado e decorrerá de: anteriormente ocupado.
I - inabilitação em estágio probatório relativo a outro cargo;
II - reintegração do anterior ocupante. Comentários:
Alternativa E é a correta. A –Art.23 = Transferência = revogado pela Lei 9.527/97;
B –Art.25 = Reversão = retorno à atividade de servidor
Art.25 e 28: aposentado por invalidez, quando, por junta médica oficial,
(FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): Pégaso, forem declarados insubsistentes os motivos da
servidor público aposentado, e estando presentes os aposentadoria;
requisitos legais, retornou à atividade, no interesse da C –Art.36 = Rremoção = deslocamento do servidor, a
Administração, enquanto Medusa, servidora pública pedido ou de ofício, no âmbito do mesmo quadro, com ou
estável, foi reinvestida no cargo anteriormente ocupado, sem mudança de sede.
por ter sido invalidada a sua demissão por decisão D – Art.29 = Recondução = retorno do servidor estável ao
administrativa. Essas situações caracterizam, cargo anteriormente ocupado e decorrerá de:
respectivamente,as formas de provimento denominadas: I - inabilitação em estágio probatório relativo a outro cargo;
II - reintegração do anterior ocupante.
(A) recondução e remoção. E – Art.30 = Disponibilidade e do Aproveitamento =
(B) readaptação e reintegração. retorno à atividade de servidor em disponibilidade far-se-á
(C) reversão e recondução. mediante aproveitamento obrigatório em cargo de
(D) reintegração e nomeação. atribuições e vencimentos compatíveis com o
(E) reversão e reintegração. anteriormente ocupado.
Alternativa D é a correta.
Comentários:
Art.36 = Rremoção = deslocamento do servidor, a pedido Seção XI
ou de ofício, no âmbito do mesmo quadro, com ou sem Da Disponibilidade e do Aproveitamento
mudança de sede.
Art. 24. Readaptação é a investidura do servidor em cargo
de atribuições e responsabilidades compatíveis com a
Art.32:
limitação que tenha sofrido em sua capacidade física ou (FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): Polifemo,
mental verificada em inspeção médica. servidor público federal, encontrava-se em disponibilidade.
Art. 9o A nomeação far-se-á: Ao retornar à atividade foi aproveitado em outro cargo de
I - em caráter efetivo, quando se tratar de cargo atribuições e vencimentos compatíveis com o
isolado de provimento efetivo ou de carreira; anteriormente ocupado. Porém, Polifemo não entrou em
II - em comissão, inclusive na condição de interino, exercício no prazo legal, e não era portador de doença
para cargos de confiança vagos. comprovada por junta médica oficial. Nesse caso,
As demais alternativas estão elucidadas na questão
anterior. (A) o servidor será exonerado ou transferido, a critério da
Alternativa correta é a E. Administração.
(B) será tornado sem efeito o aproveitamento e cassada a
disponibilidade.
Seção X (C) o servidor terá um prazo adicional de 30 (trinta) dias
Da Recondução para tomar posse.
(D) o servidor será submetido a processo judicialiforme
Art.29º: para verificar qual a pena aplicável.
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007) A (E) poderá ser cassado o aproveitamento, mas mantida a
reintegração é a reinvestidura do servidor estável no cargo disponibilidade.
anteriormente ocupado, ou no cargo resultante de sua
transformação, quando invalidada a sua demissão por Comentários:
decisão administrativa ou judicial, com ressarcimento de Art. 32. Será tornado sem efeito o aproveitamento e
todas as vantagens. Encontrando-se provido o cargo, o cassada a disponibilidade se o servidor não entrar em
seu eventual ocupante será: exercício no prazo legal, salvo doença comprovada por
junta médica oficial.
(A) transferido ao cargo de origem, sem direito à Alternativa B.
indenização
ou aproveitado em outro cargo, vedada a sua colocação CAPÍTULO III
em disponibilidade. Da Remoção e da Redistribuição
(B) revertido ao cargo de origem, com direito à Seção I
indenização, Da Remoção
vedado o seu aproveitamento em outro cargo e a sua
colocação em disponibilidade.
Art.18:

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 15


(FCC-CADEP-Téc.Leg-Assist.Administrativo-2007): (C) I, II e IV.
Segundo a Lei no 8.112/90, em regra, o servidor (D) II e III.
público que deva ter exercício em outro município em (E) II, III e IV.
razão de ter sido removido, terá, no mínimo:
Comentários:
(A) trinta e, no máximo, noventa dias de prazo, contados I - Art. 37, § 1º = A redistribuição ocorrerá ex officio para
da publicação do ato, para a retomada do efetivo ajustamento de lotação e da força de trabalho às
desempenho das atribuições do cargo, excluído necessidades dos serviços, inclusive nos casos de
nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para reorganização, extinção ou criação de órgão ou entidade:
a nova sede. II – Art.36,III, b) = correta;
(B) dez e, no máximo, trinta dias de prazo, contados da III – Art.36 = correta;
publicação do ato, para a retomada do efetivo IV – Art.37,§3º = Nos casos de reorganização ou extinção
desempenho das atribuições do cargo, incluído nesse de órgão ou entidade, extinto o cargo ou declarada sua
prazo o tempo necessário para o deslocamento para a desnecessidade no órgão ou entidade, o servidor estável
nova sede. que não for redistribuído será colocado em disponibilidade,
(C) dez e, no máximo, trinta dias de prazo, contados da até seu aproveitamento na forma dos arts. 30 e 31.
publicação do ato, para a retomada do efetivo Alternativa D.
desempenho das atribuições do cargo, excluído
nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para CAPÍTULO III
a nova sede. Da Remoção e da Redistribuição
(D) trinta e, no máximo, sessenta dias de prazo, contados Seção II
da publicação do ato, para a retomada do efetivo Da Redistribuição
desempenho das atribuições do cargo, incluído nesse
prazo o tempo necessário para o deslocamento para a
nova sede. Art.37:
(E) trinta e, no máximo, sessenta dias de prazo, contados (FCC/TRF2R-Arquivologia-2007) Redistribuição é o
da publicação do ato, para a retomada do efetivo deslocamento de cargo de provimento efetivo, ocupado ou
desempenho das atribuições do cargo, excluído nesse vago no âmbito do quadro geral de pessoal, para outro
prazo o tempo necessário para o órgão ou entidade do mesmo Poder, com prévia
deslocamento para a nova sede. apreciação do órgão central do SIPEC. A redistribuição
ocorrerá ex officio para:
Comentários: (A) atender às necessidades dos serviços nas hipóteses
Art. 18. O servidor que deva ter exercício em outro de
município em razão de ter sido removido, redistribuído, extinção ou criação de órgão ou entidade, desde que haja
requisitado, cedido ou posto em exercício provisório terá, efetivo interesse da administração, e que não seja caso de
no mínimo, dez e, no máximo, trinta dias de prazo, reorganização de órgão ou entidade.
contados da publicação do ato, para a retomada do efetivo (B) ajustamento de lotação e da força de trabalho às
desempenho das atribuições do cargo, incluído nesse necessidades dos serviços inclusive nos casos de
prazo o tempo necessário para o deslocamento para a reorganização, extinção ou criação de órgão ou entidade.
nova sede. (C) ajustamento de lotação e da força de trabalho às
Alternativa B. necessidades dos serviços, exceto nos casos de
Seção II reorganização, extinção ou criação de órgão ou entidade.
Da Redistribuição (D) apenas para ajustamento de lotação, mas facultado, os
casos de extinção ou criação de órgão ou entidade.
Art.36 e 37: (E) apenas para ajustamento de lotação, mas facultado, os
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Exec.Mandados-2007): Considere casos de reorganização de órgão ou entidade.
as seguintes assertivas a respeito da remoção e da
redistribuição de servidor público: Comentários:
Alternativa B é a correta - Art.37,§1º = incluído pela Lei .
I. A redistribuição ocorrerá ex officio para ajustamento de 9527/97
lotação e da força de trabalho às necessidades dos
serviços, exceto nos casos de extinção ou criação de
órgão ou entidade.
TÍTULO III
II. O servidor poderá requerer a sua remoção, para outra Dos Direitos e Vantagens
localidade, independentemente do interesse da CAPÍTULO I
Administração, por motivo de saúde de seu cônjuge, Do Vencimento e da Remuneração
condicionada à comprovação por junta médica oficial.
III. Remoção é o deslocamento do servidor, a pedido ou de Art.44 e 45:
ofício, no âmbito do mesmo quadro, com ou sem mudança (FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): Em relação
de sede. ao vencimento e à remuneração do servidor público, é
IV. Nos casos de reorganização de órgão, extinto o cargo correto afirmar:
ou declarada sua desnecessidade no órgão, o servidor
estável que não for redistribuído será exonerado ex officio. (A) O vencimento do cargo efetivo, acrescido de quaisquer
vantagens, não está sujeito a reduções de qualquer
De acordo com a Lei no 8.112/90 está correto o que consta natureza.
APENAS em: (B) As faltas justificadas decorrentes de caso fortuito
devem ser compensadas, mas não consideradas como de
(A) III e IV. efetivo exercício.
(B) I e II.

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 16


(C) O servidor, de regra, perderá a parcela da localidade de origem, dentro do prazo de 1 (um) ano,
remuneração diária, proporcional aos atrasos, ausências contado do óbito.
justificadas e saídas antecipadas. Alternativa D.
(D) É vedada a consignação em folha de pagamento em Subseção II
favor de terceiros, salvo por mandado judicial. Das Diárias
(E) O servidor não perderá a remuneração do dia em que Art.59:
faltar ao serviço, ainda que sem motivo justificado. (FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): O servidor
que, a serviço, afastar-se da sede em caráter eventual ou
Comentários: transitório, para outro ponto do território nacional ou para o
A – Art.45,§ 3o = O vencimento do cargo efetivo, acrescido exterior, fará jus a passagens e diárias destinadas a
das vantagens de caráter permanente, é irredutível; indenizar as parcelas de despesas extraordinárias com
B – Art.44,Parágrafo único. As faltas justificadas pousada, alimentação e locomoção urbana. O servidor que
decorrentes de caso fortuito ou de força maior poderão ser receber diárias e não se afastar da sede, por qualquer
compensadas a critério da chefia imediata, sendo assim motivo:
consideradas como efetivo exercício.
C – Art.44 = O servidor perderá: .... II - a parcela de (A) fica obrigado a restituir 50% do valor recebido, no
remuneração diária, proporcional aos atrasos, ausências prazo máximo de 180 dias.
justificadas, ressalvadas as concessões de que trata o art. (B) fica obrigado a restituí-la, sendo que tal verba será
97, e saídas antecipadas, salvo na hipótese de abatida da remuneração do mês subseqüente.
compensação de horário, até o mês subseqüente ao da (C) não será obrigado a restituí-las em razão do caráter
ocorrência, a ser estabelecida pela chefia imediata; alimentar de tal verba.
D – Art.45, Parágrafo único. Mediante autorização do (D) fica obrigado a restituí-las integralmente, no prazo
servidor, poderá haver consignação em folha de de vinte dias.
pagamento a favor de terceiros, a critério da administração (E) fica obrigado a restituí-las integralmente, no prazo
e com reposição de custos, na forma definida em de cinco dias.
regulamento; Comentários:
E - Art. 44 = O servidor perderá: I - a remuneração do dia Art. 59. O servidor que receber diárias e não se afastar da
em que faltar ao serviço, sem motivo justificado; sede, por qualquer motivo, fica obrigado a restituí-las
Alternativa C. integralmente, no prazo de 5 (cinco) dias.
Alternativa E.
CAPÍTULO II Subseção IV
Das Vantagens Do Auxílio-Moradia
Seção I
Das Indenizações Art.60-C:
Subseção I (FCC/TRF2R-Arquivologia-2007): Segundo a Lei no
Da Ajuda de Custo 8.112/90, o auxílio-moradia:

(A) não será concedido por prazo superior a cinco anos


Art.53:
dentro de cada período de oito anos, ainda que o servidor
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Judiciária-2007): Segundo a Lei no
mude de cargo ou de Município de exercício do cargo.
8.112/90, a ajuda de custo:
(B) continuará sendo pago por três meses no caso de
falecimento, exoneração, colocação de imóvel funcional à
(A) não será concedida àquele que, não sendo servidor da
disposição do servidor ou aquisição de imóvel.
União, for nomeado para cargo em comissão,
(C) consiste no ressarcimento das despesas
independentemente da mudança de domicílio.
comprovadamente realizadas pelo servidor com aluguel de
(B) será concedida ao servidor que se afastar do cargo, ou
moradia, no prazo de seis meses após a comprovação da
reassumi-lo, em virtude de mandato eletivo.
despesa pelo servidor.
(C) destina-se a compensar as despesas de instalação do
(D) será concedido ao servidor público federal estável que
servidor que passar a ter exercício em nova sede, com
preencher os requisitos legais, inclusive na hipótese de
mudança de domicílio em caráter provisório.
cônjuge ou companheiro do servidor ocupar imóvel
(D) é calculada sobre a remuneração do servidor,conforme
funcional.
se dispuser em regulamento, não podendo exceder a
(E) é limitado a cinqüenta por cento do valor do cargo em
importância correspondente a três meses.
comissão ocupado pelo servidor e não poderá ser superior
(E) e o transporte para a localidade de origem serão
a setenta por cento do valor do auxíliomoradia recebido
assegurados à família do servidor que falecer na nova
por inistro de Estado.
sede, dentro do prazo de seis meses, contado do óbito.
Comentários:
Comentários:
A - Art. 60-C = correta;
A - Art. 56 = Será concedida ajuda de custo...
B – Art.60-E = ..pago por um mês...
B - Art. 55 = Não será concedida ajuda de custo ao
C - Art. 60-A = onsiste no ressarcimento das despesas
servidor que se afastar do cargo...
comprovadamente realizadas pelo servidor com aluguel de
C - Art. 53. = A ajuda de custo destina-se a compensar as
moradia ou com meio de hospedagem administrado por
despesas de instalação do servidor que, no interesse do
empresa hoteleira, no prazo de um mês após a
serviço, passar a ter exercício em nova sede, com
comprovação da despesa pelo servidor;
mudança de domicílio em caráter permanente, vedado o
D – Art.60-B,II = o cônjuge ou companheiro do servidor
duplo pagamento....
não ocupe imóvel funcional;
D – Art.54 = correta;
E - Art. 60-D = é limitado a vinte e cinco por cento do valor
E – Art.53,§ 2o = À família do servidor que falecer na nova
do cargo.
sede são assegurados ajuda de custo e transporte para a
Alternativa A.

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 17


fazem jus a um adicional sobre o vencimento do cargo
Art.60-C: efetivo.
(FCC-CADEP-Téc.Leg-Assist.Administrativo-2007): De § 1o O servidor que fizer jus aos adicionais de
acordo com a Lei no 8.112/90, o auxílio-moradia: insalubridade e de periculosidade deverá optar por um
deles.
(A) é limitado, em regra, a cinco por cento do valor do § 2o O direito ao adicional de insalubridade ou
cargo em comissão ocupado pelo servidor. periculosidade cessa com a eliminação das condições ou
(B) será concedido quando o deslocamento do servidor dos riscos que deram causa a sua concessão = Adicional
tenha sido por força de alteração de lotação ou = correta
nomeação para cargo efetivo. II – Art. 62. Ao servidor ocupante de cargo efetivo
(C) cessará imediatamente nos casos de exoneração, investido em função de direção, chefia ou
colocação de imóvel funcional à disposição do assessoramento, cargo de provimento em comissão ou de
servidor ou aquisição de imóvel. Natureza Especial é devida retribuição pelo seu exercício.
(D) é limitado, em regra, a quinze por cento do valor do = Retribuição.
cargo em comissão ocupado pelo servidor. III – Art. 63. A gratificação natalina corresponde a 1/12
(E) não será concedido por prazo superior a cinco (um doze avos) da remuneração a que o servidor fizer jus
anos, dentro de cada período de oito anos, ainda que no mês de dezembro, por mês de exercício no respectivo
o servidor mude de cargo ou de Município de exercício ano. Parágrafo único. A fração igual ou superior a 15
do cargo. (quinze) dias será considerada como mês integral =
Gratificação
Comentários: IV - Art. 76. Independentemente de solicitação, será pago
A - Art. 60-D. O valor do auxílio-moradia é limitado a vinte ao servidor, por ocasião das férias, um adicional
e cinco por cento do valor do cargo em comissão ocupado correspondente a 1/3 (um terço) da remuneração do
pelo servidor e, em qualquer hipótese, não poderá ser período das férias =Adicional = correta
superior ao auxílio-moradia recebido por Ministro de V – Art.68 = idem acima = Adicional = correta;
Estado. VI - Art. 73 = O serviço extraordinário será remunerado
B – Art.60-B,V - o servidor tenha se mudado do local de com acréscimo de 50% (cinqüenta por cento) em relação à
residência para ocupar cargo em comissão ou função de hora normal de trabalho = Adicional = correta.
confiança do Grupo-Direção e Assessoramento Alternativa D
Superiores - DAS, níveis 4, 5 e 6, de Natureza Especial, CAPÍTULO V
de Ministro de Estado ou equivalentes. Dos Afastamentos
C - Art. 60-E. No caso de falecimento, exoneração, Seção II
colocação de imóvel funcional à disposição do servidor ou Do Afastamento para Exercício de Mandato Eletivo
aquisição de imóvel, o auxílio-moradia continuará sendo
pago por um mês.
D – Art.60-D = ídem A. Art.94:
E – Art.60-C = correta. (FCC-CADEP-Téc.Leg-Assist.Administrativo-2007): Por
Alternativa E. força da Lei no 8.112/90, o servidor público investido no
Seção II mandato de Prefeito:
Das Gratificações e Adicionais
Art.61: (A) será afastado do cargo, sendo-lhe facultado optar
(FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): Além do pela sua remuneração.
vencimento e das vantagens, podem ser deferidos aos (B) será afastado do cargo, mas receberá as vantagens de
servidores públicos federais outros direitos. Assim, analise seu cargo e a remuneração do cargo eletivo.
as situações funcionais sobre: (C) será afastado do cargo, independentemente de
haver compatibilidade de horário, não podendo optar pela
I. insalubridade ou atividades penosas; sua remuneração.
II. exercício de função de direção; (D) não será afastado do cargo, e perceberá as vantagens
III. natal; de seu cargo, sem prejuízo da remuneração do cargo
IV. férias; eletivo,se houver compatibilidade de horário.
V. periculosidade; (E) não será afastado do cargo, mas receberá apenas a
VI. serviço extraordinário. remuneração do cargo eletivo.

Referem-se, legalmente, aos adicionais SOMENTE as Comentários:


situações: Art.94,II- investido no mandato de Prefeito, será afastado
(A) III, IV, V e VI. do cargo, sendo-lhe facultado optar pela sua remuneração;
(B) I, II, III e V. Alternativa A.
(C) I, II, III e IV.
(D) I, IV, V e VI.
(E) II, IV, V e VI. TÍTULO IV
Do Regime Disciplinar
Comentários: CAPÍTULO III
Art. 61. Além do vencimento e das vantagens previstas Da Acumulação
nesta Lei, serão deferidos aos servidores as seguintes
Art.118:
retribuições, gratificações e adicionais:....
(FCC-TRF3R-Anal.Jud-Contadoria-2007): Com relação
acumulação de cargos públicos, considere as seguintes
I - Art. 68. Os servidores que trabalhem com habitualidade
assertivas:
em locais insalubres ou em contato permanente com
substâncias tóxicas, radioativas ou com risco de vida,

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 18


I.A proibição de acumular estende-se a cargos, empregos públicas, empresas públicas, sociedades de economia
e funções em autarquias, fundações públicas, mista da União...
empresas públicas e sociedades de economia mista da II – Art.118,§2º - A acumulação de cargos, ainda que lícita,
União. fica condicionada à comprovação da compatibilidade de
II.Considera-se acumulação lícita a percepção de horários.
vencimento de cargo público efetivo com proventos da III - Art. 119 = correta;
inatividade, independentemente dos cargos de que IV – Art.118,§3º = correta.
decorram essas remunerações serem acumuláveis ou não Alternativa A.
na atividade.
III.A acumulação de cargos, ainda que lícita, fica Art.119:
condicionada à comprovação da compatibilidade de (FCC/TRF1R-Téc.Jud.Seg.Transporte-2007)54. Em
horários. matéria de acumulação remunerada de cargos públicos, é
IV.Em regra, o servidor poderá exercer mais de um certo que o servidor público federal:
cargo em comissão, bem como ser remunerado pela
participação em órgão de deliberação coletiva. (A) não poderá exercer mais de um cargo em comissão,
salvo se nomeado para ter exercício, interinamente,
De acordo com a Lei no 8.112/90, está correto o que em outro cargo de confiança, sem prejuízo das
se afirma APENAS em atribuições do que atualmente ocupa, devendo optar pela
(A) II, III e IV. remuneração de um deles durante o período da
(B) II e IV. interinidade.
(C) I, II e III. (B) não poderá, em qualquer hipótese exercer mais de um
(D) I e III. cargo em comissão, todavia tem o direito de ser
(E) I e IV. remunerado pela participação em órgão de deliberação
coletiva.
(C) sempre pode exercer mais de um cargo em comissão,
Comentários:
tendo em vista a natureza e peculiaridade das funções,
I – Art.118,§1º = correta;
assim como por ser de livre nomeação e exoneração.
II – Art.118, § 3o = Considera-se acumulação proibida a
(D) não pode acumular cargos e funções públicas, porém
percepção de vencimento de cargo ou emprego público
essa vedação não se estende aos empregos em
efetivo com proventos da inatividade, salvo quando os
autarquias e fundações públicas com sede no Distrito
cargos de que decorram essas remunerações forem
Federal.
acumuláveis na atividade;
(E) vinculado ao regime jurídico destes servidores, que
III – Art.118,§2º = correta;
acumular licitamente dois cargos efetivos, quando
IV - Art. 119 = O servidor não poderá exercer mais de um
investido em cargo de comissão, será obrigado, em
cargo em comissão, exceto no caso previsto no parágrafo
qualquer situação, a afastar-se de ambos os cargos
único do art. 9o, nem ser remunerado pela participação em
efetivos.
órgão de deliberação coletiva.
Alternativa D.
Comentários:
A - Art. 119. O servidor não poderá exercer mais de um
Art.118: cargo em comissão, exceto no caso previsto no parágrafo
(FCC-CADEP-Anal.Leg-Inf.Legislativa-2007): Considere as único do art. 9o, nem ser remunerado pela participação em
seguintes assertivas a respeito da acumulação de cargos órgão de deliberação coletiva. + Art.9º Parágrafo único. O
públicos: servidor ocupante de cargo em comissão ou de natureza
especial poderá ser nomeado para ter exercício,
I.A proibição de acumular cargo público não se estende interinamente, em outro cargo de confiança, sem prejuízo
a cargos, empregos e funções em empresas públicas e das atribuições do que atualmente ocupa, hipótese em que
sociedade de economia mista da União. deverá optar pela remuneração de um deles durante o
II.A acumulação de cargos não está condicionada à período da interinidade;
comprovação de compatibilidade de horários. B - Art. 119. O servidor não poderá exercer mais de um
III.Em regra, o servidor público federal não poderá exercer cargo em comissão, exceto no caso previsto no parágrafo
mais de um cargo em comissão, nem ser remunerado pela único do art. 9o, nem ser remunerado pela participação em
participação em órgão de deliberação coletiva. órgão de deliberação coletiva;
IV.Considera-se acumulação proibida a percepção de C – - Art. 119. O servidor não poderá exercer mais de um
vencimento de cargo ou emprego público efetivo com cargo em comissão,....
proventos da inatividade, salvo quando os cargos de D – Art.118,§ 1o = A proibição de acumular estende-se a
que decorram essas remunerações forem acumuláveis na cargos, empregos e funções em autarquias, fundações
atividade. públicas, empresas públicas, sociedades de economia
mista da União, do Distrito Federal, dos Estados, dos
De acordo com a Lei no 8.112/90, está correto o que Territórios e dos Municípios.
consta APENAS em E - Art. 120. O servidor vinculado ao regime desta Lei,
que acumular licitamente dois cargos efetivos, quando
(A)III e IV. investido em cargo de provimento em comissão, ficará
(B)I e II. afastado de ambos os cargos efetivos, salvo na hipótese
(C)I, II e III. em que houver compatibilidade de horário e local com o
(D)I e IV. exercício de um deles, declarada pelas autoridades
(E)II, III e IV. máximas dos órgãos ou entidades envolvidos.
Alternativa A
Comentários:
I – Art.118,§1º - A proibição de acumular estende-se a
cargos, empregos e funções em autarquias, fundações CAPÍTULO IV

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 19


Das Responsabilidades (E) não será afastada em nenhuma hipótese, face a
inexistência de relação com a absolvição criminal.
Art.122:
(FCC/TRF2R-Arquivologia-2007): Considere as seguintes Comentários:
assertivas a respeito das responsabilidades: Art. 126. A responsabilidade administrativa do servidor
I. A responsabilidade administrativa do servidor será será afastada no caso de absolvição criminal que negue a
afastada no caso de absolvição criminal que negue a existência do fato ou sua autoria.
existência do fato ou sua autoria. Alternativa D.
II. Não há responsabilidade civil decorrente de ato CAPÍTULO V
omissivo culposo, independentemente de resultar em Das Penalidades
prejuízo ao erário ou a terceiros. Art.129:
III. Tratando-se de dano causado a terceiros, responderá o (FCC/TRF2R-Anal.Jud-Exec.Mandados-2007): Jonas e
servidor perante a Fazenda Pública, em ação regressiva. Daniel são servidores públicos estáveis que exercem suas
IV. As sanções civis, penais e administrativas poderão atividades no Tribunal Regional Federal da 2a Região.
cumular-se, sendo independentes entre si. Jonas ausentou-se do serviço durante o expediente, sem
De acordo com a Lei no 8.112/90, está correto o que prévia autorização do chefe imediato e Daniel recusou fé a
consta documentos públicos. Considerando que ambos os
APENAS em: servidores não registram punições anteriores e são
(A) II, III e IV. excelentes funcionários, de acordo com a Lei no 8.112/90,
(B) I, III e IV. em regra, Jonas e Daniel estão sujeitos a penalidade
(C) I, II e IV. disciplinar de:
(D) I e III.
(E) I e II. (A) advertência verbal e suspensão, respectivamente.
(B) advertência escrita.
Comentários: (C) advertência verbal.
I – Art.126 = correta; (D) suspensão e advertência escrita, respectivamente.
II - Art. 122 = A responsabilidade civil decorre de ato (E) advertência escrita e suspensão, respectivamente.
omissivo ou comissivo, doloso ou culposo, que resulte em
prejuízo ao erário ou a terceiros Comentários:
III – Art.122,§2º = correta; Art. 129. A advertência será aplicada por escrito, nos
IV – Art.125. casos de violação de proibição constante do art. 117,
Alternativa B é a correta. incisos I a VIII e XIX, e de inobservância de dever
funcional previsto em lei, regulamentação ou norma
Art.122: interna, que não justifique imposição de penalidade mais
(FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): Eros, em grave. Art. 117. Ao servidor é proibido: I - ausentar-se do
razão de seu cargo de técnico judiciário – área serviço durante o expediente, sem prévia autorização do
administrativa, e por ato de omissão culposa, causou chefe imediato; ..... III - recusar fé a documentos públicos;
danos patrimoniais à empresa "Atenas Ltda.", no valor de Alternativa B.
R$ 20.000,00 (vinte mil reais). Nesse caso, Eros:
(A) responderá perante a Fazenda Pública, em ação Art.130:
regressiva. (FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): Douglas,
(B) está sujeito à perda do cargo, se requerida pela servidor público federal estável, está se recusando,
empresa "Atenas Ltda.". injustificadamente, a se submeter a inspeção médica
(C) responderá perante a empresa "Atenas Ltda.", em determinada pela autoridade competente. Neste caso,
ação regressiva. Douglas será punido com:
(D) não tem qualquer responsabilidade civil ou
administrativa. (A) demissão, uma vez que não havia justificativa para tal
(E) deverá responder apenas criminalmente perante o recusa, configurando insubordinação grave passível
Estado. de tal penalidade.
(B) suspensão de até quinze dias, cessando os efeitos da
Comentários: penalidade uma vez cumprida a determinação.
Art. 122. A responsabilidade civil decorre de ato omissivo (C) suspensão de até noventa dias, cessando os efeitos da
ou comissivo, doloso ou culposo, que resulte em prejuízo penalidade uma vez cumprida a determinação.
ao erário ou a terceiros. § 2o Tratando-se de dano (D) suspensão de até trinta dias, não cessando os efeitos
causado a terceiros, responderá o servidor perante a da penalidade ainda que cumprida a determinação.
Fazenda Pública, em ação regressiva. (E) advertência escrita em que será fornecido prazo para o
Alternativa A. cumprimento espontâneo da determinação.

Art.126: Comentários:
(FCC/TRF1R-Téc.Jud.Seg.Transporte-2007): A Art.130, § 1o = Será punido com suspensão de até 15
responsabilidade administrativa do servidor público: (quinze) dias o servidor que, injustificadamente, recusar-se
(A) será sempre afastada no caso de absolvição criminal a ser submetido a inspeção médica determinada pela
por qualquer fundamento ou motivo. autoridade competente, cessando os efeitos da penalidade
(B) será afastada também no caso de absolvição uma vez cumprida a determinação.
criminal por insuficiência de provas. Alternativa B.
(C) não será afastada no caso de absolvição criminal
que negue a existência de sua autoria. Art.130,131:
(D) será afastada também no caso de absolvição (FCC-TRF3R-Anal.Jud-Contadoria-2007): O servidor que,
criminal que negue a existência do fato. injustificadamente, recusar-se a ser submetido a

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 20


inspeção médica determinada pela autoridade IX - revelação de segredo do qual se apropriou em
competente, será punido com a penalidade de: razão do cargo;
X - lesão aos cofres públicos e dilapidação do
(A) suspensão, sendo que essa penalidade terá o seu patrimônio nacional;
registro cancelado, após o decurso de 3 anos de efetivo XI - corrupção;
exercício, se o servidor não houver, nesse período, XII - acumulação ilegal de cargos, empregos ou
praticado nova infração disciplinar. funções públicas;
(B) suspensão, sendo que essa penalidade terá o seu XIII - transgressão dos incisos IX a XVI do art. 117.
registro cancelado, após o decurso de 5 anos de efetivo I – correta;
exercício, se o servidor não houver, nesse período, II – correta;
praticado nova infração disciplinar. III – correta;
(C) suspensão, sendo que essa penalidade terá o seu IV – Art.117 = Ao servidor é proibido: VII - coagir ou aliciar
registro cancelado, após o decurso de 3 anos de subordinados no sentido de filiarem-se a associação
efetivo exercício, independentemente do servidor profissional ou sindical, ou a partido político; + Art. 129. A
praticar, nesse período, nova infração disciplinar. advertência será aplicada por escrito, nos casos de
(D) advertência escrita, sendo que essa penalidade terá o violação de proibição constante do art. 117, incisos I a VIII
seu registro cancelado, após o decurso de 1 ano de e XIX;
efetivo exercício, se o servidor não houver, nesse período, V – Art.117 = Ao servidor é proibido: VIII - manter sob sua
praticado nova infração disciplinar. chefia imediata, em cargo ou função de confiança,
(E) demissão, incompatibilizando o ex-servidor para nova cônjuge, companheiro ou parente até o segundo grau civil;
investidura em cargo público federal, pelo prazo de 2 ; + Art. 129. A advertência será aplicada por escrito, nos
anos. casos de violação de proibição constante do art. 117,
incisos I a VIII e XIX;
Comentários: Alternativa B.
Art.130, § 1o = Será punido com suspensão de até 15
(quinze) dias o servidor que, injustificadamente, recusar-se Art.133:
a ser submetido a inspeção médica determinada pela (FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007) Detectada a
autoridade competente, cessando os efeitos da penalidade qualquer tempo a acumulação ilegal de cargos, empregos
uma vez cumprida a determinaçã; ou funções públicas, a autoridade competente
Art. 131 = As penalidades de advertência e de suspensão (A) notificará o servidor, por intermédio de sua chefia
terão seus registros cancelados, após o decurso de 3 imediata, para apresentar opção no prazo improrrogável de
(três) e 5 (cinco) anos de efetivo exercício, dez dias, contados da data da ciência.
respectivamente, se o servidor não houver, nesse período, (B) exonerará ex officio o servidor que ficará
praticado nova infração disciplinar. Incompatibilizado para nova investidura em cargo público
Alternativa B. federal, pelo prazo de oito anos.
(C) notificará o servidor pessoalmente, para apresentar
Art.132: opção no prazo improrrogável de vinte dias, contados da
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Taquigrafia-2007): Considere as data da ciência.
seguintes condutas: (D) notificará o servidor, por intermédio de sua chefia
I. Inassiduidade habitual. imediata, para apresentar opção no prazo de vinte dias,
II.Incontinência pública e conduta escandalosa, na prorrogável por igual período, contados da data da ciência.
repartição. (E) notificará o servidor pessoalmente, para apresentar
III. Utilizar pessoal ou recursos materiais da repartição em opção no prazo de quinze dias, prorrogável por igual
atividades particulares. período, contados da data da ciência.
IV.Coagir subordinados no sentido de filiarem-se a
associação sindical. Comentários:
V. Manter sob sua chefia imediata em cargo ou função de A - Art.133 = correta;
confiança cônjuge, companheiro ou filhos. B – o servidor tem direito a optar por um dos cargos;
C – Art.133 = ..,por intermédio de sua chefia…(vide “A”);
A penalidade de demissão será aplicada nas condutas D – Art.133 = ..prazo de dez dias...
indicadas APENAS em: E - Art.133 = ..,por intermédio de sua chefia…(vide “A”).

(A) III, IV e V. Art.137:


(B) I, II e III. (FCC/TRF2R-Arquivologia-2007): Diego, funcionário
(C) I, II e IV. público federal, foi demitido em razão de ter aplicado de
(D) II, III e IV. forma irregular dinheiros públicos. Neste caso, Diego:
(E) II, III e V.
(A) estará impedido de ocupar cargo ou função pública
Comentários: federal, pelo prazo de sete anos.
Art. 132. A demissão será aplicada nos seguintes casos: (B) não poderá retornar ao serviço público federal, pelo
I - crime contra a administração pública; prazo de dez anos.
II - abandono de cargo; (C) estará incompatibilizado para nova investidura em
III - inassiduidade habitual; cargo público federal, pelo prazo de cinco anos.
IV - improbidade administrativa; (D) não poderá retornar ao serviço público federal, por
V - incontinência pública e conduta escandalosa, na expressa vedação legal.
repartição; (E) estará incompatibilizado para nova investidura em
VI - insubordinação grave em serviço; cargo ou função pública federal, pelo prazo de quinze
VII - ofensa física, em serviço, a servidor ou a anos.
particular, salvo em legítima defesa própria ou de outrem;
VIII - aplicação irregular de dinheiros públicos;

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 21


Comentários: (FCC/TRF2R-Anal.Jud-Taquigrafia-2007): A ação
Art.137 Parágrafo único. Não poderá retornar ao serviço disciplinar nos casos de infrações puníveis com demissão,
público federal o servidor que for demitido ou destituído do suspensão e advertência, prescreverá, respectivamente,
cargo em comissão por infringência do art. 132, incisos I, em:
IV, VIII, X e XI = A demissão será aplicada nos seguintes
casos: (A) dez anos, cinco anos e um ano.
I - crime contra a administração pública; (B) sete anos, três anos e seis meses.
IV - improbidade administrativa; (C) cinco anos, três anos e seis meses.
VIII - aplicação irregular de dinheiros públicos; (D) cinco anos, dois anos e cento e oitenta dias.
X - lesão aos cofres públicos e dilapidação do (E) três anos, um ano e cento e oitenta dias.
patrimônio nacional;
XI - corrupção; Comentários:
Alternativa D. Art. 142. A ação disciplinar prescreverá:
Art.137: I - em 5 (cinco) anos, quanto às infrações puníveis
(FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): Poseidon era com demissão, cassação de aposentadoria ou
ocupante de cargo em comissão na Administração Pública disponibilidade e destituição de cargo em comissão;
Federal. Por ter sido responsabilizado pela aplicação II - em 2 (dois) anos, quanto à suspensão;
irregular de dinheiros públicos foi apenado com a III - em 180 (cento e oitenta) dias, quanto á
destituição do cargo em comissão. Nesse caso, Poseidon: advertência.
Alternativa D.
(A) não poderá retornar ao serviço público federal.
(B) será considerado inidôneo, mas pode retornar ao Art.142:
cargo, a critério da Administração. (FCC/TRF1R-Téc.Jud.Seg.Transporte-2007): No que diz
(C) estará impedido de nova investidura em cargo público respeito às penas disciplinares, considere a prescrição da
federal durante 5 (cinco) anos. ação disciplinar, quanto:
(D) estará sujeito à indenização do prejuízo, mas sem
qualquer outra vedação. I. à advertência;
(E) não poderá ser investido em cargo público federal pelo II. à suspensão; e
prazo de 8 (oito) anos. III. à infração punível com cassação de aposentadoria.

Comentários: Nesses casos, a prescrição da ação disciplinar ocorrerá,


Art.137 Parágrafo único. Não poderá retornar ao serviço respectivamente, em:
público federal o servidor que for demitido ou destituído do
cargo em comissão por infringência do art. 132, incisos I, (A) 240 (duzentos e quarenta) dias, 4 (quatro) anos e
IV, VIII, X e XI = A demissão será aplicada nos seguintes 8 (oito ) anos.
casos: (B) 180 (cento e oitenta) dias, 2 (dois) anos e 5 (cinco)
I - crime contra a administração pública; anos.
IV - improbidade administrativa; (C) 180 (cento e oitenta) dias, 1 (um) ano e 3 (três)
VIII - aplicação irregular de dinheiros públicos; anos.
X - lesão aos cofres públicos e dilapidação do (D) 120 (cento e vinte) dias, 3 (três) anos e 5 (cinco)
patrimônio nacional; anos.
XI - corrupção; (E) 120 (cento e vinte) dias, 2 (dois) anos e 3 (três)
Alternativa A. anos.

Art.139: Comentários:
(FCC-CADEP-Téc.Leg-Assist.Administrativo-2007): Art. 142 = vide questão anterior.
Conforme a Lei no 8.112/90, a falta ao serviço, sem causa Alternativa B.
justificada, por sessenta dias, interpoladamente, durante o
período de doze meses, configura, especificamente, TÍTULO V
hipótese de:
Do Processo Administrativo Disciplinar
(A) insubordinação grave em serviço, estando o servidor CAPÍTULO I
sujeito à penalidade de suspensão de até 30 dias. Disposições Gerais
(B) inassiduidade habitual, estando o servidor sujeito à
penalidade de demissão. Art.144,145 e 146:
(C) abandono de cargo, estando o servidor sujeito à (FCC/TRF1R-Téc.Jud.Seg.Transporte-2007): No que se
penalidade de suspensão de até 90 dias. refere ao processo administrativo, analise:
(D) inassiduidade habitual, estando o servidor sujeito à
penalidade de suspensão de até 90 dias. I. O prazo para conclusão da sindicância não excederá 30
(E) abandono de cargo, estando o servidor sujeito à (trinta) dias, podendo ser prorrogado por igual período, a
penalidade de demissão. critério da autoridade superior.
II. Ainda que o fato narrado não configure evidente infração
Comentários: disciplinar ou ilícito penal, a denúncia não pode ser
Art. 139. Entende-se por inassiduidade habitual a falta ao arquivada tendo em vista a supremacia do interesse
serviço, sem causa justificada, por sessenta dias, público sobre o particular.
interpoladamente, durante o período de doze meses. III. As denúncias sobre irregularidades serão objeto de
Alternativa B. apuração, desde que contenham a identificação e o
endereço do denunciante e sejam formuladas por escrito,
Art.142: confirmada a autenticidade.

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 22


IV. Em razão da independência dos procedimentos e do prazo, sem prejuízo da remuneração.
rito processual específico, a sindicância não poderá (E) determinar o seu afastamento do exercício do cargo,
resultar na instauração de processo disciplinar. pelo prazo de até 60 dias, prorrogável por igual
prazo, com prejuízo da remuneração.
Nesses casos, é correto SOMENTE o que se afirma em
(A) II, III e IV. Comentários:
(B) I e II. Art. 147. Como medida cautelar e a fim de que o servidor
(C) I e III. não venha a influir na apuração da irregularidade, a
(D) II e IV. autoridade instauradora do processo disciplinar poderá
(E) I, III e IV. determinar o seu afastamento do exercício do cargo, pelo
prazo de até 60 (sessenta) dias, sem prejuízo da
Comentários: remuneração.
I – Art.145, Parágrafo único. = correta; Alternativa A.
II – Art.144, Parágrafo único. Quando o fato narrado não CAPÍTULO III
configurar evidente infração disciplinar ou ilícito penal, a Do Processo Disciplinar
denúncia será arquivada, por falta de objeto.
III - Art. 144 = correta;
IV - Art. 146. Sempre que o ilícito praticado pelo servidor
Art.149:
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007) Considere as
ensejar a imposição de penalidade de suspensão por mais
seguintes assertivas a respeito do Processo Disciplinar:
de 30 (trinta) dias, de demissão, cassação de
I. O processo disciplinar será conduzido por comissão
aposentadoria ou disponibilidade, ou destituição de cargo
composta de cinco servidores estáveis designados pela
em comissão, será obrigatória a instauração de processo
autoridade competente, que indicará, dentre eles, o seu
disciplinar.
presidente.
Alternativa C.
II. O presidente da comissão de sindicância deverá,
necessariamente, ser ocupante de cargo efetivo superior
Art.145: ou ter nível de escolaridade superior ao do indiciado.
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Serv.Social-2007): De acordo com
III. Não poderá participar de comissão de sindicância ou de
a Lei no 8.112/90, no processo administrativo disciplinar, o
inquérito, cônjuge, companheiro ou parente do acusado,
prazo para conclusão da sindicância NÃO excederá:
consangüíneo ou afim, em linha reta ou colateral, até o
terceiro grau.
(A) cento e vinte dias, podendo ser prorrogado pelo tempo
IV. O prazo para a conclusão do processo disciplinar não
necessário para a regular apuração da existência de
excederá sessenta dias, contados da data de publicação
infração disciplinar.
do ato que constituir a comissão, admitida a sua
(B) noventa dias, podendo ser prorrogado por igual
prorrogação por igual prazo, quando as circunstâncias o
período, a critério do presidente da comissão processante.
exigirem.
(C) noventa dias, podendo ser prorrogado por mais trinta
De acordo com a Lei no 8.112/90, está correto o que
dias, a critério da autoridade superior.
consta
(D) sessenta dias, podendo ser prorrogado por mais trinta
APENAS em
dias, a critério do presidente da comissão processante.
(A) III e IV.
(E) trinta dias, podendo ser prorrogado por igual período, a
(B) I e II.
critério da autoridade superior.
(C) I, II e III.
Comentários: (D) I e IV.
Art.145,Parágrafo único. O prazo para conclusão da (E) II, III e IV.
sindicância não excederá 30 (trinta) dias, podendo ser
prorrogado por igual período, a critério da autoridade Comentários:
superior. I – Art.149 = ...conduzido por comissão composta de três
Alternativa E. servidores...
CAPÍTULO II II – Art.149 = ... ocupante de cargo efetivo superior ou de
Do Afastamento Preventivo mesmo nível, ou ter nível de escolaridade igual ou superior
ao do indiciado.
III – Art.149,§2º = correta;
Art.147: IV – Art.152 = correta.
(FCC-CADEP-Téc.Leg-Assist.Administrativo-2007): Como Alternativa A.
medida cautelar, a fim de que o servidor não venha a
Seção III
influir na apuração da irregularidade, a autoridade
instauradora do processo administrativo disciplinar poderá: Da Revisão do Processo

(A) determinar o seu afastamento do exercício do cargo, Art.174:


pelo prazo de até 60 dias, prorrogável por igual (FCC/TRF1R-Téc.Jud.Seg.Transporte-2007): Perseu,
prazo, sem prejuízo da remuneração. servidor público, submetido a processo administrativo
(B) suspendê-lo pelo prazo improrrogável de 15 dias, sofreu penalidade que seria considerada inadequada.
sem prejuízo da remuneração, uma vez que não Além disso, Perseu sendo portador de doença mental teve
existe afastamento preventivo de servidor antes de declarada sua incapacidade mental.Nesse caso, a revisão
encerrada a instrução. do processo administrativo:
(C) determinar o seu afastamento do exercício do cargo,
pelo prazo de até 90 dias, prorrogável por igual (A) deve ser suspensa até que ocorra a prescrição da
prazo, com prejuízo da remuneração. pena.
(D) determinar o seu afastamento do exercício do cargo, (B) é cabível, e deve ser requerida pelo respectivo curador.
pelo prazo de até 90 dias, prorrogável por igual (C) não tem cabimento porque ela é restrita para provar a
inocência.

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 23


(D) é cabível, e pode ser requerida por qualquer pessoa da
família. Comentários:
(E) não tem cabimento em razão da incapacidade mental. A - Art. 49 = Além do vencimento, poderão ser pagas ao
servidor as seguintes vantagens:
Comentários: I - indenizações;
Art. 174. O processo disciplinar poderá ser revisto, a II - gratificações;
qualquer tempo, a pedido ou de ofício, quando se III - adicionais.
aduzirem fatos novos ou circunstâncias suscetíveis de § 1o As indenizações não se incorporam ao
justificar a inocência do punido ou a inadequação da vencimento ou provento para qualquer efeito.
penalidade aplicada. § 2o No caso de incapacidade § 2o As gratificações e os adicionais incorporam-se
mental do servidor, a revisão será requerida pelo ao vencimento ou provento, nos casos e condições
respectivo curador. indicados em lei;
Alternativa B. B - Art. 15 = correta;
C - Art. 40. Vencimento é a retribuição pecuniária pelo
Art.174,176,177 e 182: exercício de cargo público, com valor fixado em lei;
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Judiciária-2007): Considere as D - Art. 2o Para os efeitos desta Lei, servidor é a pessoa
seguintes assertivas a respeito da revisão de processo legalmente investida em cargo público.
administrativo disciplinar: E - Art. 41. Remuneração é o vencimento do cargo
I. O processo administrativo disciplinar poderá ser revisto, efetivo, acrescido das vantagens pecuniárias permanentes
a qualquer tempo, a pedido dos interessados, sendo estabelecidas em lei.
vedada a revisão de ofício. Alternativa B.
II. Julgada procedente a revisão, será declarada sem efeito
a penalidade aplicada, restabelecendo-se todos os direitos Art.47 e 133:
do servidor, exceto em relação à destituição do cargo em (FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): No que diz
comissão, que será convertida em exoneração. respeito aos direitos do servidor público e à acumulação de
III. A simples alegação de injustiça da penalidade constitui cargos, analise:
fundamento para a revisão, tratando-se de direito I. O servidor em débito com o erário que for exonerado,
assegurado pela legislação brasileira. demitido, ou que tiver sua aposentadoria ou disponibilidade
IV. O requerimento de revisão será dirigido ao Ministro de cassada, terá um prazo legal para quitar o débito.
Estado ou autoridade equivalente, que, se autorizar a II. Detectada a qualquer tempo a acumulação ilegal de
revisão, encaminhará o pedido ao dirigente do órgão ou cargos, empregos ou funções públicas, o servidor será
entidade onde se originou o processo disciplinar. notificado para apresentar opção dentro de um prazo legal.
De acordo com a Lei no 8.112/90, está correto o que Esses prazos legais são, respectivamente, de:
consta APENAS em:
(A) 90 (noventa) dias, sob pena de execução fiscal; e 5
(A) II e IV. (cinco) dias úteis, prorrogáveis por mais 5 (cinco).
(B) III e IV. (B) 60 (sessenta) dias, prorrogáveis por mais 30 (trinta); e
(C) I e II. 15 (quinze) dias, sob pena de exoneração de ofício.
(D) I, II e III. (C) 60 (sessenta dias), sob pena de inscrição em dívida
(E) II, III e IV. ativa; e 10 (dez) dias improrrogáveis, sob pena de
instauração de procedimento sumário.
Comentários: (D) 30 (trinta) dias, prorrogáveis por mais 30 (trinta); e 15
I - Art. 174 = O processo disciplinar poderá ser revisto, a (quinze) dias, prorrogáveis por mais 15 (quinze).
qualquer tempo, a pedido ou de ofício, quando se (E) 30 (trinta) dias, sob pena de inscrição em dívida ativa;
aduzirem fatos novos ou circunstâncias suscetíveis de e 10 (dez) dias, prorrogáveis por mais 10 (dez), sob pena
justificar a inocência do punido ou a inadequação da de instauração de sindicância.
penalidade aplicada;
II – Art.182 = correta; Comentários:
III - Art. 176 = A simples alegação de injustiça da Art. 47. O servidor em débito com o erário, que for
penalidade não constitui fundamento para a revisão, que demitido, exonerado, ou que tiver sua aposentadoria ou
requer elementos novos, ainda não apreciados no disponibilidade cassada, ou ainda aquele cuja dívida
processo originário; relativa a reposição seja superior a cinco vezes o valor de
IV – Art.177 = correta. sua remuneração terá o prazo de sessenta dias para quitar
Alternativa A. o débito;
Art.133 = Detectada a qualquer tempo a acumulação ilegal
Art.2º,15,40,41 e 49: de cargos, empregos ou funções públicas, a autoridade a
(FCC/TRF1R-Tec. Jud-Administrativa-2007): No que diz que se refere o art. 143 notificará o servidor, por
respeito ao regime jurídico do servidor público federal, é intermédio de sua chefia imediata, para apresentar opção
legal e tecnicamente correto afirmar que: no prazo improrrogável de dez dias, contados da data da
ciência e, na hipótese de omissão, adotará procedimento
(A) as vantagens consistem em indenizações e sumário para a sua apuração e regularização imediata,
gratificações, e sempre se incorporam ao vencimento. cujo processo administrativo disciplinar se desenvolverá
(B) o exercício é o efetivo desempenho das atribuições do nas seguintes fases:...
cargo público ou da função de confiança. Alternativa C.
(C) o salário é a retribuição pecuniária pelo exercício de
cargo público, com valor fixado em lei.
(D) o funcionário público é a pessoa que ocupa cargo LEI 9.784/99 - PROCESSO ADMINISTRATIVO
público criado por decreto do Poder Executivo. CAPÍTULO II
(E) a remuneração é o valor-base do cargo em exercício, DOS DIREITOS DOS ADMINISTRADOS
não acrescido das vantagens pecuniárias.

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 24


tramita o processo administrativo determinará a intimação
Art.3º: do interessado para ciência de decisão ou a efetivação de
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Exec.Mandados-2007): Nos diligências. Diante disso, analise:
processos administrativos no âmbito da Administração I. Informação da continuidade do processo
Pública Federal, os administrados têm o seguinte direito, independentemente do seu comparecimento.
dentre outros, perante a Administração, sem prejuízo de II. Se o intimado deve comparecer pessoalmente, ou fazer-
outros que lhe sejam assegurados: se representar.
III. Indicação dos fatos pertinentes, ou não, dispensada a
(A) obter cópias de quaisquer documentos e conhecer as fundamentação.
decisões, desde que assistido por advogado. IV. Observância da antecedência mínima de cinco dias
(B) formular alegações em qualquer fase processual, úteis quanto à data do comparecimento.
mesmo sem a condição de titular do direito ou interessado.
(C) apresentar documentos, antes ou após a decisão,mas Nesses casos, são considerados requisitos obrigatórios da
facultativa a consideração deles pelo órgão público. intimação, APENAS os previstos em
(D) fazer-se assistir, obrigatoriamente, e em qualquer (A) II, III e IV.
hipótese, por advogado. (B) I e II.
(E) ter ciência da tramitação dos processos administrativos (C) I, III e IV.
em que tenha a condição de interessado e ter vista dos (D) I e IV.
autos. (E) II e III.

Comentários: Comentários:
A - Art.3º II - ter ciência da tramitação dos processos I – Art.26,§1º,V = correta;
administrativos em que tenha a condição de interessado, II - Art.26,§1º,IV = correta;
ter vista dos autos, obter cópias de documentos neles III - Art.26,§1º,VI = indicação dos fatos e fundamentos
contidos e conhecer as decisões proferidas; + IV - fazer- legais pertinentes ;
se assistir, facultativamente, por advogado, salvo quando IV –Art.26,§ 2o = A intimação observará a antecedência
obrigatória a representação, por força de lei; mínima de três dias úteis quanto à data de
B – Art.3º,III = formular alegações e apresentar comparecimento.
documentos antes da decisão, os quais serão objeto de Alternativa B é a correta.
consideração pelo órgão competente;
C – Art.3º,III = ídem acima; CAPÍTULO VIII
D – Art.3º,IV = fazer-se assistir, facultativamente, por
DA FORMA, TEMPO E LUGAR DOS ATOS DO
advogado, salvo quando obrigatória a representação, por
força de lei; PROCESSO
E – Art3º,II = correta.
CAPÍTULO X
CAPÍTULO VI DA INSTRUÇÃO
DA COMPETÊNCIA
CAPÍTULO XV
Art. 11: DO RECURSO ADMINISTRATIVO E DA REVISÃO
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007) Nos
processos administrativos no âmbito da Administração Art.24,41,42 e 59:
Pública Federal, é certo que a competência é irrenunciável (FCC/TRF2R-CONTADORIA-2007): No que se refere aos
e se exerce pelos órgãos administrativos a que foi prazos e situações deles decorrentes, nos processos
atribuída como própria, SALVO: administrativos no âmbito da Administração Pública
Federal, analise:
(A) a matéria de competência privativa da autoridade. I. Os interessados serão intimados de diligência ordenada,
(B) a matéria de competência exclusiva do órgão público. com antecedência mínima de três dias úteis,
(C) a edição de atos de caráter normativo. mencionando-se a data, a hora e o local de sua realização.
(D) a decisão de recursos administrativos. II. Quando deva ser obrigatoriamente ouvido um órgão
(E) os casos de delegação e avocação legalmente consultivo, o parecer deverá ser sucinto e emitido no prazo
admitidos. máximo de dez dias, improrrogáveis.
III. O prazo para a interposição de qualquer recurso
Comentários: administrativo é de quinze dias, contado a partir da
A - Art. 13,III = ..competência exclusiva… Não pode ser divulgação oficial da decisão recorrida.
objeto de delegação; IV. Inexistindo disposição específica, os atos do órgão ou
B - Art. 13,III = Não pode ser objeto de delegação; autoridade responsável pelo processo e dos administrados
C – Art.13,I = Não pode ser objeto de delegação; que dele participem devem ser praticados, no prazo de
D – Art.13,II = Não pode ser objeto de delegação; cinco dias, salvo motivo de força maior, podendo este, se
E – Art.11 = correta for o caso, ser dilatado até o dobro.
Alternativa E. Nesses casos, APENAS são corretos:
(A) I e IV.
CAPÍTULO IX (B) II e III.
(C) II e IV.
DA COMUNICAÇÃO DOS ATOS (D) I, III e IV.
(E) I, II e IV.
Art.26:
(FCC/TRF2R-Anal.Jud-Administrativa-2007) Nos Comentários:
processos administrativos no âmbito da Administração
Pública Federal, o órgão competente perante o qual

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 25


I – Art.41 = correta, artigo na íntegra = Os interessados I - os titulares de direitos e interesses que forem
serão intimados de prova ou diligência ordenada, com parte no processo;
antecedência mínima de três dias úteis, mencionando-se II - aqueles cujos direitos ou interesses forem
data, hora e local de realização =; indiretamente afetados pela decisão recorrida.
II - Art. 42. Quando deva ser obrigatoriamente ouvido um III - as organizações e associações
órgão consultivo, o parecer deverá ser emitido no prazo representativas, no tocante a direitos e interesses
máximo de quinze dias, salvo norma especial ou coletivos;
comprovada necessidade de maior prazo; IV - os cidadãos ou associações, quanto a
III - Art. 59. Salvo disposição legal específica, é de direitos ou interesses difusos.
dez dias o prazo para interposição de recurso Alternativa C.
administrativo, contado a partir da ciência ou divulgação
oficial da decisão recorrida;
IV - Art. 24. = correta.
Alternativa é a A.

CAPÍTULO XII
DA MOTIVAÇÃO
Art.50:
(FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): Dentre outros
casos, nos processos administrativos no âmbito da
Administração Pública Federal, NÃO é necessária a
motivação dos atos administrativos, com a indicação dos
fatos e fundamentos jurídicos, quando

(A) imponham deveres ou encargos.


(B) dispensem a inexigibilidade do processo licitatório.
(C) decorram do reexame de ofício.
(D) importem em convalidação de ato administrativo.
(E) declarem a exigibilidade do processo licitatório.

Comentários:
Art. 50. Os atos administrativos deverão ser motivados,
com indicação dos fatos e dos fundamentos jurídicos,
quando:
I - neguem, limitem ou afetem direitos ou
interesses;
II - imponham ou agravem deveres, encargos ou
sanções;
III - decidam processos administrativos de
concurso ou seleção pública;
IV - dispensem ou declarem a inexigibilidade de
processo licitatório;
V - decidam recursos administrativos;
VI - decorram de reexame de ofício;
VII - deixem de aplicar jurisprudência firmada
sobre a quêstão ou discrepem de pareceres, laudos,
propostas e relatórios oficiais;
VIII - importem anulação, revogação, suspensão
ou convalidação de ato administrativo.
Alternativa E NÃO está entre as opções acima.

CAPÍTULO XV
DO RECURSO ADMINISTRATIVO E DA REVISÃO

Art.58:
(FCC/TRF2R-Téc.Jud-Administrativa-2007): No âmbito da
Administração Pública Federal, é certo que o recurso
administrativo também será conhecido quando interposto:

(A) perante órgão incompetente.


(B) após exaurida a esfera administrativa.
(C) por aquele cujo direito for indiretamente afetado pela
decisão recorrida.
(D) fora do prazo legal.
(E) por quem não seja legitimado.

Comentários:
Art. 58. Têm legitimidade para interpor recurso
administrativo:

DIREITO ADMINISTRATIVO - FCC 26