Você está na página 1de 2

Curso: Geriatria Ação: 261

UFCD: 3536 - Velhice – ciclo vital e aspetos sociais


Nome do Formando:
Data: 18/12/2020 Formadora: Renata Sousa
Valor: Ass. Formador:
Ficha Avaliativa

Leia atentamente todas as afirmações e identifique as verdadeiras (V) e falsas (F).


(1 valor cada questão)

Nº Afirmação V F
1 Entende-se por tarefas de desenvolvimentos aquelas que a pessoa deve cumprir para garantir
o seu desenvolvimento e seu ajustamento psicológico e social.
2 Uma das alterações resultantes do envelhecimento passa pelo aumento da capacidade de visão
e audição.
3 A reforma provoca o afastamento do círculo de atividades e perda do contacto social com os
amigos e colegas de trabalho.
4 A prática de exercício físico está associada a melhorias na qualidade de vida dos idosos e,
através desta, obterão benefícios significativos a nível da saúde.
5 A leitura ativa a memória, estimula a criatividade, amplia os conhecimentos e enriquece o
vocabulário.
6 Todos os idosos aceitam e adaptam-se facilmente à aproximação do fim da vida.
7 Não há fórmulas milagrosas nem medicação para a eterna juventude, temos de aprender a
aceitar a última etapa da vida. A atitude que adotamos ao olhar para esta fase da vida, vai
marcar a forma como a viveremos e desfrutamos.
8 A família, enquanto cuidadora, poderá representar a resposta mais adequada para o cuidado
ao idoso, se tiver disponíveis os recursos e apoios indicados.
9 Segundo Erickson, o estádio “integridade versus desespero” (após os 65 anos de idade),
corresponde à fase em que a pessoa avalia a sua vida, podendo experimentar sentimentos de
satisfação ou de fracasso.

Formadora:
Renata Sousa
10 Ter um propósito de vida é um dos aspetos mais importantes para promover o bem-estar da
pessoa idosa.
11 O exercício físico excessivo tem um impacto positivo na nossa saúde e qualidade de vida à
medida que envelhecemos.
12 O ser idoso deve ser entendido como uma etapa “anormal”, com características próprias e que
deve ser vivida e aproveitada da forma mais positiva e enriquecedora possível.
13 Adotar novos papéis e construir condições de forma a se tornar mais autónomo e responsável
são tarefas do desenvolvimento psicológico do adulto.
14 A família não pode ser considerada o principal pilar de apoio ao idoso em situação de
dependência.
15 Mesmo com o aumento da esperança de vida, a morte é sempre um período finito. Essa
finitude passa a ser mais consciente com a chegada da última etapa da vida da pessoa.
16 Do ponto de vista biológico, a morte é o término das funções vitais, das funções encefálicas.
17 A velhice não é um problema social, mas a forma com que a sociedade tem lidado com ela
tem trazido problemas socias.
18 O ciclo vital é o conjunto das fases da vida onde é suposto realizar-se uma série de transições
e de superar uma série de provas.
19 Infância, juventude e velhice são as etapas do ciclo de vida.
20 Na última etapa do ciclo vital a pessoa idosa tem tarefas de desenvolvimento a cumprir, de
modo a ser feliz e a ter qualidade na sua vida.

Boa sorte!
Renata Sousa

Formadora:
Renata Sousa