Você está na página 1de 33

Curso Preparatório Exame de Suficiência CFC

2018.1

Caderno
de
Questões
Comentadas

            Momento de Estudar
www.momentodeestudar.com.br
Bem
Vindo(a)
Caro aluno(a),

      É com prazer que trazemos o Caderno de Questões Comentadas para

o CFC 2018.1. Mas antes de falarmos sobre ele deixa eu me apresentar.

Meu nome é Eliane Reis, sou Bacharel em Ciências Contábeis pela

Universidade Federal de Uberlândia, Pós-Graduanda em Gestão de

Negócios e Marketing pela Universidade Cândido Mendes, Servidora

Público Federal, Autora do Blog Momento de Estudar e Professora no

Curso Preparatório Exame de Suficiência CFC 2018.1, e além disso atuei

em diferentes mercados e atividades na área contábil.

      Devido a minha experiência sei da importância do registro para nossa

profissão. O Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade

– CFC é hoje obrigatório para todos os bacharéis em Ciências Contábeis

que desejam atuar na área contábil, seja empreendendo de forma

própria, seja exercendo a carreira como contador em empresas privadas. 

     Além de garantir uma posição interessante diante do mercado de

trabalho, a filiação ao Conselho possibilita a participação em vários

cursos e palestras ministrados pelos Conselhos Regionais, além de outras

facilidades para a rotina de um Contador.

      O objetivo do Momento de Estudar é oferecer uma base sólida que

possa contribuir com sua preparação e por isso contamos com cursos,

postagens em redes sociais e blog.

Bons estudos,

Eliane Reis
Momento de Estudar
www.momentodeestudar.com.br
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

SUMÁRIO

TEORIA DA CONTABILIDADE .............................................................................................. 12


Estrutura Conceitual e Característica Qualitativa da Informação Contábil ............................. 12
Reconhecimento e mensuração de ativos, passivos, receitas e despesas, ganhos e perdas ..... 22
CONTABILIDADE GERAL ...................................................................................................... 31
Patrimônio e Variações Patrimoniais ...................................................................................... 31
Plano de Contas e Procedimentos de Escrituração .................................................................. 40
Avaliação de Ativos e Passivos ............................................................................................... 56
Balanço Patrimonial ................................................................................................................ 65
Depreciação, Amortização e Exaustão .................................................................................... 85
Patrimônio Líquido e Reservas ............................................................................................... 92
Teste de Recuperabilidade e Ajuste a Valor Presente ........................................................... 102
Provisões ............................................................................................................................... 108
Método de Equivalência Patrimonial .................................................................................... 116
Operações Fiscais, Tributárias e de Contribuições ............................................................... 120
Controle e Operações com Mercadorias ............................................................................... 126
Folha de Pagamento e suas Contribuições ............................................................................ 143
Combinação de Negócios ...................................................................................................... 148
Notas Explicativas ................................................................................................................. 151
Demonstração do Resultado do Exercício ............................................................................ 158
Demonstração do Resultado Abrangente .............................................................................. 178
Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados ........................................................... 182
Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido............................................................ 189
Demonstração do Valor Adicionado ..................................................................................... 201
Demonstração dos Fluxos de Caixa ...................................................................................... 206
Consolidação das Demonstrações Contábeis ........................................................................ 213
Efeito das mudanças nas taxas de câmbio e conversão das Demonstrações Contábeis ........ 217
CONTABILIDADE DE CUSTOS............................................................................................ 219
Conceitos, Objetivos e Finalidades da Contabilidade de Custos .......................................... 219
Classificação e Nomenclatura dos Custos ............................................................................. 222
Controle, Registro Contábil, Apuração e Alocação de Custos, Método de Custeamento,
Sistema de Acumulação de Custos e Custos para Controle .................................................. 231
ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL ........................................................................................ 253
AUDITORIA............................................................................................................................. 267
CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO ....................................................... 286
CONTABILIDADE GERENCIAL E CONTROLADORIA .................................................... 303
MATEMÁTICA FINANCEIRA E ESTATÍSTICA ............................................................. 319
NOÇÕES DE DIREITO............................................................................................................ 332
Direito Comercial .................................................................................................................. 332
Direito Tributário .................................................................................................................. 337
Direito do Trabalho ............................................................................................................... 343
PERÍCIA ................................................................................................................................... 353
LÍNGUA PORTUGUESA ........................................................................................................ 365
LISTA DE QUESTÕES ............................................................................................................ 390
TEORIA DA CONTABILIDADE ............................................................................................ 390
CONTABILIDADE GERAL .................................................................................................... 399
Patrimônio e Variações Patrimoniais .................................................................................... 399
Plano de Contas e Procedimentos de Escrituração ................................................................ 403
Avaliação de Ativos e Passivos ............................................................................................. 409
Balanço Patrimonial .............................................................................................................. 413
Depreciação, Amortização e Exaustão .................................................................................. 421
Patrimônio Líquido e Reservas ............................................................................................. 424
Teste de Recuperabilidade e Ajuste a Valor Presente ........................................................... 428

2
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

Provisões ............................................................................................................................... 431


Método de Equivalência Patrimonial .................................................................................... 435
Operações Fiscais, Tributárias e de Contribuições ............................................................... 437
Controle e Operações com Mercadorias ............................................................................... 441
Folha de Pagamento e suas Contribuições ............................................................................ 449
Combinação de Negócios ...................................................................................................... 452
Notas Explicativas ................................................................................................................. 454
Demonstração do Resultado do Exercício ............................................................................ 457
Demonstração do Resultado Abrangente .............................................................................. 467
Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados ........................................................... 469
Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido............................................................ 472
Demonstração do Valor Adicionado ..................................................................................... 478
Demonstração dos Fluxos de Caixa ...................................................................................... 481
Consolidação das Demonstrações Contábeis ........................................................................ 484
Efeito das mudanças nas taxas de câmbio e conversão das Demonstrações Contábeis ........ 486
CONTABILIDADE DE CUSTOS............................................................................................ 488
Conceitos, Objetivos e Finalidades da Contabilidade de Custos .......................................... 488
Classificação e Nomenclatura dos Custos ............................................................................. 489
Controle, Registro Contábil, Apuração e Alocação de Custos, Método de Custeamento,
Sistema de Acumulação de Custos e Custos para Controle .................................................. 494
ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL ........................................................................................ 506
AUDITORIA............................................................................................................................. 513
CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO....................................................... 523
CONTABILIDADE GERENCIAL E CONTROLADORIA .................................................... 532
MATEMÁTICA FINANCEIRA E ESTATÍSTICA ................................................................. 540
NOÇÕES DE DIREITO............................................................................................................ 547
Direito Comercial .................................................................................................................. 547
Direito Tributário .................................................................................................................. 549
Direito do Trabalho ............................................................................................................... 553
PERÍCIA ................................................................................................................................... 557
LÍNGUA PORTUGUESA ........................................................................................................ 563
GABARITO .............................................................................................................................. 588

Exame de Suficiência CFC 2018.1 | Momento de Estudar para o CFC


www.momentodeestudar.com.br
3
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

Veja o conteúdo programático do edital compreendido nesse caderno:

8. TEORIA DA CONTABILIDADE (Questão 01 a 23)


a) Estrutura Conceitual. Conceito e objetivos. Usuários e suas necessidades de informação. Os
diversos ramos aplicados da Contabilidade.
b) Escolas ou doutrinas na história da Contabilidade.
c) Evolução histórica da Contabilidade.
d) Reconhecimento e mensuração de ativos, passivos, receitas e despesas, ganhos e perdas.
Capital físico, financeiro e sua manutenção.
e) Patrimônio Líquido e suas teorias.
f) Características Qualitativas da Informação Contábil.

1. CONTABILIDADE GERAL (Questão 24 a 198)


a) Patrimônio e Variações Patrimoniais: Conceituação de patrimônio, ativos, passivos e
patrimônio líquido. Aspecto qualitativo e quantitativo do patrimônio. Representação gráfica do
patrimônio e equação básica da contabilidade. Formação, subscrição e integralização de capital,
registros de mutações patrimoniais e apuração do resultado.
b) Plano de Contas e Procedimentos de Escrituração: Conceito, classificação (patrimoniais e de
resultado) e natureza das contas (devedoras e credoras). Método das partidas dobradas,
mecanismos de débito e crédito, origens e aplicações de recursos. Elementos essenciais do
lançamento contábil. Regime de competência. Balancete de verificação. Livros utilizados na
escrituração.
c) Avaliação de Ativos e Passivos: Normatização, conceitos, reconhecimento, mensuração
inicial e mensuração subsequente. Custo histórico, custo corrente, valor realizável ou valor de
liquidação e valor presente. Valor justo. Valor recuperável de ativos. Atualização monetária.
Método da equivalência patrimonial. Provisões, Ativos Contingentes e Passivos Contingentes.
d) Mensuração e Reconhecimento de Operações: Normatização, conceito, mensuração e
reconhecimento de transações, tais como: operações financeiras; valores a receber e outros
créditos; operações com mercadorias, produtos e serviços; estoques; inventário periódico e
inventário permanente; despesas pagas antecipadamente; ativo não circulante mantido para
venda e operação descontinuada; investimentos; ativo imobilizado; ativos biológicos; ativos
intangíveis; depreciação, amortização e exaustão; custo atribuído e reavaliação; vendas de ativos
diversos (ganhos e perdas); fornecedores, obrigações fiscais e outras obrigações; constituição de
provisões; folha de pagamento; receitas, despesas, ganhos e perdas; apuração e destinação do
resultado; tributos correntes e diferidos; e demais operações inerentes à atividade das sociedades
empresárias.
e) Operações Fiscais, Tributárias e de Contribuições. Conceitos, contabilização e cálculo de
tributos federais, estaduais e municipais, contribuições previdenciárias, FGTS e outras
operações.
f) Combinação de Negócios: Normatização, conceito, mensuração e reconhecimento das
operações de cisão, fusão, incorporação, extinção e alteração de controle. Ativo identificável
adquirido, passivo assumido, participação de não controlador, ágio por expectativa de
rentabilidade futura (goodwill) e compra vantajosa.
g) Balanço Patrimonial: Apresentação, aspectos conceituais, finalidades e normatização,
critérios de classificação e avaliação, Ativo Circulante, Ativo não Circulante, Passivo
Circulante, Passivo não Circulante e Patrimônio Líquido.
h) Demonstração do Resultado e Demonstração do Resultado Abrangente: Apresentação,
aspectos conceituais, finalidades e normatização, forma de elaboração e seus elementos.
i) Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados: Apresentação, aspectos conceituais,
finalidades e normatização, forma de elaboração e seus elementos.
j) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido: Apresentação, aspectos conceituais,
finalidades e normatização, forma de elaboração e seus elementos.

4
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

k) Demonstração dos Fluxos de Caixa: Apresentação, aspectos conceituais, finalidades e


normatização, forma de elaboração e seus elementos. Método direto e indireto, fluxo
operacional de investimento e de financiamento.
l) Demonstração do Valor Adicionado: Apresentação, aspectos conceituais, finalidades e
normatização, forma de elaboração e seus elementos.
m) Notas explicativas: Aspectos conceituais, finalidades, normatização e conteúdos.
n) Consolidação das Demonstrações Contábeis: Normatização, mensuração e reconhecimento,
conceitos, fundamentos e procedimentos de consolidação, tais como eliminação de resultados
não realizados das transações intragrupo, eliminação de ativos e passivos decorrentes de
transação intragrupo e identificação da participação dos não controladores no patrimônio,
resultado e consolidação proporcional de investimento em empreendimento controlado em
conjunto (Joint venture).
o) Efeitos das mudanças nas taxas de câmbio e conversão das Demonstrações Contábeis:
Normatização, mensuração, apresentação e reconhecimento de transações em moeda
estrangeira, investimentos líquidos no exterior e conversão de demonstrações financeiras.
Técnicas e taxas de conversão. Itens monetários e não monetários, ganhos e perdas. Moeda
funcional, moeda estrangeira e moeda de apresentação.
p) Lei n.° 6.404/1976 e suas alterações, disposições do Conselho Federal de Contabilidade
relativas aos Princípios de Contabilidade e às Normas Brasileiras de Contabilidade.

2. CONTABILIDADE DE CUSTOS (Questão 199 a 239)


a) Conceitos, Objetivos e Finalidades da Contabilidade de Custos: Conceito de gastos, custos,
despesas e investimento. Princípios e conceitos contábeis aplicados à Contabilidade de Custos.
b) Classificação e Nomenclatura dos Custos: Custos fixos e custos variáveis, custos diretos e
indiretos, custos controláveis e não controláveis. Custos primários e custos de transformação.
c) Controle, Registro Contábil, Apuração e Alocação de Custos: Custos dos produtos em
elaboração e serviços em andamento, custo dos produtos acabados, equivalentes de produção e
custos conjuntos. Apropriação dos custos conjuntos aos coprodutos e subprodutos. Custos com
mão de obra direta e indireta. Custos com materiais diretos e indiretos. Custos com matéria-
prima, material secundário e material de embalagem. Métodos de controle de estoques de
materiais. Custos indiretos de fabricação e seus critérios de rateio. Departamentalização.
Centros de custos. Custo dos produtos vendidos e dos serviços prestados.
d) Métodos de Custeamento: Custeio por Absorção, Custeio Variável, Custeio Baseado em
Atividades (ABC) e Custeio Pleno (RKW).
e) Sistemas de Acumulação de Custos: Acumulação de custos por ordem de produção ou
encomendas. Acumulação de custos por processo. Custo por produto, custo por processo e custo
por atividade.
f) Apuração de Custos para Controle: Custos reais (históricos), estimados e projetados. Custo
Padrão. Componentes do custo padrão (padrões físicos e padrões financeiros)

9. LEGISLACÃO E ÉTICA PROFISSIONAL (240 a 256)


a) Ética Geral e Profissional: O conceito e sua inserção na Filosofia. Os campos de Ética e da
Moral. As fontes das regras éticas. A Sociedade e a Ética. O papel da Contabilidade na
sociedade. A Ética Profissional.
b) Legislação sobre a Ética Profissional: Código de Ética Profissional do Contador. Normas
Brasileiras de Contabilidade Profissionais. Possíveis alterações ocorridas ou inclusões até
noventa dias antes da realização do Exame.
c) Legislação Profissional e de Organização dos Conselhos de Contabilidade: Decreto Lei n.°
1.040/1969 e alterações posteriores. Resolução CFC nº 1.370/2011 – Regulamento
Geral dos Conselhos de Contabilidade e alterações posteriores. Decreto-Lei nº
9.295/1946 e alterações. Possíveis alterações ocorridas ou inclusões até noventa dias
antes da realização do Exame.

5
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

11. AUDITORIA (257 a 279)


a) Conceito e Aplicação da Auditoria Contábil: Conceitos. Objetivo e finalidade da
auditoria. Tipos de Auditoria. Auditoria interna. Auditoria externa. Controle interno.
Papéis de trabalho.
b) Estrutura Conceitual para Trabalhos de Asseguração: Princípios éticos e normas de
controle de qualidade. Descrição dos trabalhos de asseguração. Trabalho de atestação e
trabalho direto. Trabalho de asseguração razoável e trabalho de asseguração limitada.
Abrangência da estrutura conceitual. Relatório de trabalho que não é de asseguração.
c) Objetivos Gerais do Auditor Independente e a Condução da Auditoria em
Conformidade com Normas de Auditoria: Auditoria de demonstrações contábeis.
Objetivos gerais do auditor. Requisitos éticos relacionados à auditoria de demonstrações
contábeis, Ceticismo profissional. Julgamento profissional, Evidência de auditoria
apropriada e suficiente e risco de auditoria, Condução da auditoria.
d) Responsabilidade do Auditor em Relação a Fraude, no Contexto da Auditoria de
Demonstrações Contábeis: Características da fraude e Responsabilidade pela prevenção
e detecção de fraude. Ceticismo profissional, discussão entre a equipe de trabalho,
Procedimentos de avaliação de riscos e atividades relacionadas, Identificação e
avaliação dos riscos de distorção relevante decorrente de fraude, Respostas aos riscos
avaliados de distorção relevante decorrente de fraude, Avaliação da evidência de
auditoria, Auditor sem condições de continuar o trabalho, Representações da
administração, Comunicações à administração e aos responsáveis pela governança,
Comunicações às autoridades reguladoras e de controle e Documentação.
e) Planejamento da Auditoria de Demonstrações Contábeis: Papel e oportunidade do
planejamento. Envolvimento de membros-chave da equipe de trabalho. Atividades
preliminares do trabalho de auditoria. Atividades de planejamento. Documentação.
Considerações adicionais em auditoria inicial.
f) Identificação e Avaliação dos Riscos de Distorção Relevante por meio do
Entendimento da Entidade e do seu Ambiente: Procedimentos de avaliação de risco e
atividades relacionadas. Entendimento necessário da entidade e de seu ambiente,
inclusive do controle interno. Identificação e avaliação dos riscos de distorção relevante.
Documentação.
g) Procedimentos Analíticos: Definição dos procedimentos analíticos. Procedimentos
analíticos substantivos. Procedimentos analíticos que auxiliam na formação da
conclusão geral. Exame dos resultados de procedimentos analíticos.
h) Formação da Opinião e Emissão do Relatório do Auditor Independente sobre as
Demonstrações Contábeis: Formação da opinião sobre as demonstrações contábeis.
Forma da opinião. Relatório do auditor independente. Informações suplementares
apresentadas com as demonstrações contábeis. Aspectos qualitativos das políticas
contábeis da entidade. Políticas contábeis divulgadas apropriadamente nas
demonstrações contábeis. Informações apresentadas nas demonstrações contábeis são
relevantes, confiáveis, comparáveis e compreensíveis. Divulgação do efeito de
transações e eventos relevantes sobre as informações apresentadas nas demonstrações
contábeis. Avaliação se as demonstrações contábeis alcançam apresentação adequada.
Descrição da estrutura de relatório financeiro aplicável.
i) Modificações na Opinião do Auditor Independente: Tipos de opinião modificada.
Circunstâncias em que é necessário modificar a opinião do auditor. Determinação do
tipo de modificação na opinião do auditor. Forma e conteúdo do relatório do auditor
com opinião modificada. Comunicação com os responsáveis pela governança.

6
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

j) Parágrafos de Ênfase e Parágrafos de Outros Assuntos no Relatório do Auditor


Independente: Parágrafos de ênfase no relatório do auditor independente. Comunicação
com os responsáveis pela governança. Relação entre parágrafos de ênfase e principais
assuntos de auditoria no relatório do auditor independente. Circunstâncias em que um
parágrafo de ênfase pode ser necessário. Inclusão de parágrafo de ênfase no relatório do
auditor independente. Parágrafos de outros assuntos no relatório do auditor
independente. Localização dos parágrafos de ênfase e parágrafos de outros assuntos no
relatório do auditor independente. Comunicação com os responsáveis pela governança.
k) Outros aspectos relevantes: Concordância com os Termos do Trabalho de Auditoria.
Controle de qualidade da auditoria de demonstrações contábeis. Documentação de
Auditoria. Consideração de Leis e Regulamentos na Auditoria de Demonstrações
Contábeis. Comunicação com os Responsáveis pela Governança. Comunicação de
Deficiências de Controle Interno. Materialidade no Planejamento e na Execução da
Auditoria. Resposta do Auditor aos Riscos Avaliados. Considerações de Auditoria para
a Entidade que Utiliza Organização Prestadora de Serviços. Avaliação das distorções
identificadas durante a auditoria. Confirmações Externas. Trabalhos Iniciais – Saldos
Iniciais. Procedimentos de auditoria, conclusões e relatórios de auditoria. Amostragem
em Auditoria. Auditoria de Estimativas Contábeis, Inclusive do Valor Justo, e
Divulgações Relacionadas. Partes Relacionadas. Eventos Subsequentes. Continuidade
Operacional. Representações Formais. Auditorias de Demonstrações Contábeis de
Grupos, incluindo o Trabalho dos Auditores dos Componentes. Utilização do Trabalho
de Auditoria Interna. Utilização do Trabalho de Especialistas. Comunicação dos
Principais Assuntos de Auditoria no Relatório do Auditor Independente. Informações
Comparativas – Valores Correspondentes e Demonstrações Contábeis Comparativas.
Responsabilidade do Auditor em Relação a Outras Informações. Auditorias de
Demonstrações Contábeis Elaboradas de Acordo com Estruturas Conceituais de
Contabilidade para Propósitos Especiais. Auditoria de Quadros Isolados das
Demonstrações Contábeis e de Elementos, Contas ou Itens Específicos das
Demonstrações Contábeis.

3.CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO ( 280 a 299)


a) Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Informação Contábil de Propósito
Geral pelas Entidades do Setor Público: Função, Autoridade e Alcance da Estrutura
Conceitual. Objetivos e Usuários da Informação Contábil de Propósito Geral das Entidades
do Setor Público. Características Qualitativas. Entidade que reporta a Informação Contábil.
Elementos das Demonstrações Contábeis. Mensuração de Ativos e Passivos nas
Demonstrações Contábeis. Apresentação de Informação no Relatório Contábil de Propósito
Geral das Entidades do Setor Público.
b) Receita de Transação sem Contraprestação: Objetivo, Alcance, Definições, Análise da
Entrada de Recursos de Transações sem Contraprestação, Reconhecimento do Ativo,
Reconhecimento da Receita Proveniente de Transação sem Contraprestação, Mensuração da
Receita Proveniente de Transação sem Contraprestação, Obrigação Presente Reconhecida
como Passivo, Tributo, Transferência, Divulgação.
c) Receita de Transação com Contraprestação: Objetivo, Alcance, Definições, Mensuração
da Receita, Identificação da Transação, Prestação de Serviços, Venda de Bens, Juros,
Royalties e Dividendos ou Distribuições Similares, Divulgação.
d) Provisões, Passivos Contingente e Ativos Contingentes: Objetivo, Alcance, Definições,
Reconhecimento, Mensuração, Reembolso, Mudança na Provisão, Uso de Provisão,
Aplicação das Regras de Reconhecimento e Mensuração, Divulgação.

7
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

e) Estoques: Objetivo, Alcance, Definições, Mensuração de Estoques, Reconhecimento no


Resultado, Divulgação.
f) Contratos de Concessão de Serviços Públicos – Concedente: Objetivo, Alcance,
Definição, Reconhecimento e Mensuração de Ativo da Concessão de Serviço,
Reconhecimento e Mensuração de Passivos, Outros Passivos, Compromissos, Passivos
Contingentes e Ativos Contingentes, Outras Receitas, Apresentação e Divulgação.
g) Plano de Contas Aplicado ao Setor Público.
h) Procedimentos Contábeis Orçamentários: Princípios Orçamentários, Receita
Orçamentária, Despesa Orçamentária.
i) Procedimentos Contábeis Patrimoniais: Composição do Patrimônio Público. Variações
Patrimoniais. Mensuração de Ativos e Passivos. Ativo Imobilizado. Ativo Intangível.
Reavaliação, Redução ao Valor Recuperável, Depreciação, Amortização e Exaustão.
Reflexo Patrimonial das Despesas de Exercícios Anteriores (DEA).
j) Procedimentos Contábeis Específicos: Operações de Crédito. Dívida Ativa. Parcerias
Público-Privadas. Regime Próprio de Previdência Social. Precatórios em Regime Especial.
Consórcios Públicos. Fundeb.
k) Demonstrações Contábeis: Apresentação, Aspectos Conceituais, Finalidades e
Normatização, Forma de Elaboração e seus Elementos. Balanço Patrimonial, Balanço
Orçamentário Balanço Financeiro, Demonstração das Variações Patrimoniais,
Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido; Demonstração dos Fluxos de Caixa,
Notas Explicativas. Consolidação das Demonstrações Contábeis.
l) Controle Interno: Abrangência, Classificação e Estrutura e Componentes.
m) Legislação: Lei nº 4.320/1964, Lei Complementar n.º 101/2000, Normas Brasileiras de
Contabilidade Aplicadas ao Setor Público, Portaria Conjunta STN/SOF n.º 02 de 22 de
dezembro de 2016. Portaria STN n.º 840, de 21 de dezembro de 2016. Aplicações
apresentadas no Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público – Aplicado à União,
aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios, válidas a partir do Exercício de 2017.

4. CONTABILIDADE GERENCIAL E 5. CONTROLADORIA (300 a 314)


CONTABILIDADE GERENCIAL:
a) Custos para Decisão: Comportamento dos custos e volume de produção. Margem de
contribuição. Margem de contribuição e fator de limitação. Margem de contribuição e
custos fixos identificados. Ponto de equilíbrio contábil, econômico e financeiro. Margem de
segurança. Alavancagem operacional. Formação do preço de venda. Decisões entre comprar
ou fabricar. Custo de oportunidade. Custos perdidos. Custos imputados. Análise do Custo
Diferencial. Análise dos Custos de Distribuição. Gestão de custos baseados em atividades e
sua análise. Análise de custo/volume/lucro. Análise de custos e rentabilidade de produtos.
Preço de transferência.
b) Custos para Controle: Análise das variações de custos reais versus custo padrão.
c) Análise das Demonstrações Contábeis: Análise vertical e horizontal. Índices de liquidez.
Índices de endividamento. Índices de rentabilidade. Prazos médios de renovação de
estoques, recebimento de vendas e pagamento de compras. Ciclo operacional e financeiro.
Análise do capital de giro.

CONTROLADORIA:
a) Contextualização: Função da controladoria. Ambiente. Função do controller.
b) Planejamento e Orçamento Empresarial: Planejamento estratégico, tático, operacional.
Orçamentos de vendas, de produção, de despesas operacionais e de caixa. Controle
orçamentário.
c) Gestão e a Controladoria: Processo decisório. Plano estratégico. Sistema de avaliação de
desempenho e modelo de gestão.

8
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

d) Avaliação de Desempenho: Tipos de indicadores. Administração por centro de


responsabilidades. Modelos de avaliação de desempenho.
e) Sistemas de Informações Gerenciais.

7. MATEMÁTICA FINANCEIRA E ESTATÍSTICA (315 a 331)


a) Juros Simples e Compostos.
b) Taxas Nominal, Proporcional, Efetiva e Equivalente.
c) Descontos: Desconto simples. Desconto composto. Desconto comercial (por fora).
Desconto racional (por dentro).
d) Séries de Pagamentos: Anuidades postecipadas. Anuidades antecipadas. Anuidades
diferidas. Anuidades variáveis.
e) Correção Monetária e Inflação: Índices de atualização e inflação. Variação dos índices.
Taxa de juros nominal e real. Depósito com correção monetária.
f) Sistema de Amortização: Sistema Price. Sistema SAC. Sistema SACRE.
g) Análise de Investimentos: Conceito e aplicação de fluxos de caixa. Métodos de análise de
investimentos. Valor presente. Custo anual. Taxa Interna de Retorno (TIR). Payback. Taxa
Mínima de Atratividade (TMA).
h) Distribuição de Frequência: Intervalos de classe. Histogramas e polígono de frequência.
Frequência acumulada e relativa. Representação gráfica.
i) Descrição de Dados: Média aritmética. Média geométrica. Mediana. Moda. Quartis, decis
e percentis. Amplitude. Desvio médio, variância e desvio-padrão. Coeficiente de variação.
j) Probabilidades: Eventos independentes, dependentes e mutuamente exclusivos. Valor
esperado. Probabilidade condicional. Distribuição discreta e contínua. Distribuição
binomial. Distribuição normal. Análise combinatória. Variáveis aleatórias.
k) Regressão e Correlação: Teoria da correlação. Correlação linear e múltipla. Medidas de
correlação. Mínimos quadrados. Equação da correlação. Erro padrão. Variação explicada e
não explicada. Coeficiente de determinação e de correlação. Equação de regressão.
Diagrama de dispersão. Análise de correlação e regressão.
l) Números Índices: Construção de índices simples e compostos. Mudança de base de um
número índice. Índice de preço ao consumidor. Deflação.
m) Teoria da Amostragem: Amostras e populações. Amostra aleatória. Valor esperado.
n) Testes de Hipóteses: Teste de diferenças de médias. Determinação do tamanho da
amostra. Teste Qui Quadrado. Distribuição T Student. Distribuição binomial. Distribuição
F. Teste de Diferença entre Variâncias.

6. NOÇÕES DE DIREITO (332 a 354)


a) Direito Público e Privado: Conceito de direito, direito objetivo e subjetivo, direito
positivo e natural, direito e moral, fontes do Direito, fases da lei, noções de interpretação
jurídica aplicada. O Direito Constitucional, o Direito Administrativo, o Direito
Internacional, o Direito Penal, o Direito Tributário (financeiro) e o Direito Processual. O
Direito Civil, o Direito Comercial, o Direito Trabalhista e o Direito do Consumidor.
Aplicação prática do Direito Público e Privado associados às diversas etapas do processo.
b) Direito Trabalhista e Legislação Social: Consolidação das Leis do Trabalho. Empregador,
definição, empresa individual e coletiva, características, direitos e deveres. Empregado,
definição, características, direitos e deveres. Normas Gerais de Tutela do Trabalho,
identificação profissional, duração do trabalho, salário mínimo, férias, segurança e medicina
no trabalho. Normas Especiais de Tutela do Trabalho, proteção ao trabalho da mulher,
proteção ao trabalho do menor, demais normas especiais de tutela. Contrato Individual de
Trabalho, remuneração, alteração, suspensão e interrupção, rescisão e aviso prévio,
estabilidades. Associação Sindical e Convenção Coletiva do Trabalho, instituições
sindicais, enquadramento sindical, contribuição sindical, dissídios individuais e coletivos.
Justiça do Trabalho, órgãos da Justiça do Trabalho, composição e funcionamento.

9
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

Previdência e Assistência social, conceitos básicos de previdência e assistência social,


previdência pública e previdência privada. Legislação complementar. Aplicação prática do
Direito Trabalhista e da Legislação Social associados às diversas etapas do processo
contábil.
c) Direito Comercial e Legislação Societária: Origem do Direito Comercial, origem do
Direito Empresarial, conceito de comércio e comerciante, conceito de empresa e
empresário, personalidade física e jurídica, capacidade civil e legislação societária. O
Empresário, requisitos, direitos, deveres e prerrogativas, crimes e penalidades e empresário
estrangeiro. A sociedade não personificada (em comum, em conta de participação), a
sociedade personificada (sociedade empresária e simples, em nome coletivo, em comandita
simples, limitada, sociedade anônima, comandita por ações, cooperativas e coligadas), a
administração societária e o contrato social. Dissolução parcial ou total da sociedade,
retirada de sócios, exclusão de sócios, falecimento de sócios, insolvência, recuperação
empresarial, falência e liquidação. Reorganização societária. Lei nº 6.404/1976 e suas
alterações. Aplicação prática do Direito Comercial e Legislação Societária associados às
diversas etapas do processo contábil.
d) Direito e Legislação Tributária: Aspectos legais do Direito Tributário, ordem econômica
e financeira, Sistema Tributário Nacional, finanças públicas, princípios constitucionais
tributários, poder de tributar, Código Tributário Nacional. Competência Tributária,
limitações, poderes e atributos, competência tributária da União, dos estados, do Distrito
Federal e dos municípios, competência cumulativa, comum e residual. Receitas públicas e
tributos, conceito e classificação de receitas, conceito e classificação de tributos, impostos,
taxas e contribuições de melhorias, contribuições parafiscais e empréstimo compulsório e
distribuição de receitas tributárias. Normas Gerais de Direito Tributário, legislação
tributária, obrigação tributária (principal ou acessória), crédito tributário e administração
tributária. Ilícito Tributário, infrações tributárias, sanções administrativas e penais e crimes
fiscais. Contencioso Tributário, processo administrativo tributário, processo judicial e
conselhos de contribuintes. Fato gerador, base de cálculo, alíquotas e apuração dos tributos
federais. Legislação federal aplicável a tributos estaduais e municipais. Aplicação prática do
Direito e Legislação Tributária associados às diversas etapas do processo contábil.
e) Aplicação prática do Direito e Legislação Tributária associada às diversas etapas do
processo contábil (mensuração, reconhecimento e evidenciação).

12. PERÍCIA ( 355 a 367)


a) Conceito: Definição, classificação, finalidade.
b) Aspectos Profissionais: Perfil profissional do perito.
c) Aspectos Técnico, Doutrinário, Processual e Operacional: Perícia Judicial e Extrajudicial
– planejamento, execução e procedimentos. Competência técnico-profissional. Honorários
Periciais. Quesitos. Indicação de assistentes. Laudo Pericial. Parecer Pericial Contábil.
Termo de Diligência.
d) Legislação: Legislação profissional vigente sobre a matéria. Código de Processo Civil.
Disposições do Conselho Federal de Contabilidade relativas aos Princípios de
Contabilidade e às resoluções e Normas Brasileiras de Contabilidade Técnicas e
Profissionais de Perícia editadas até noventa dias antes da realização do Exame.
e) Aplicações Práticas de Perícia Contábil: Aplicações práticas relacionadas ao campo da
perícia contábil, tais como: apuração de haveres, dissolução de sociedades, inventários,
prestações de contas, contratos financeiros, sistema financeiro de habitação e cálculos
trabalhistas, entre outros.

13. LÍNGUA PORTUGUESA (368 a 401)


a) Conhecimentos de Língua Portuguesa abordados no Ensino Fundamental. Lei nº 9.394 de
20/12/1996.
10
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

b) Conhecimentos de Língua Portuguesa abordados no Ensino Médio. Lei nº 9.394 de


20/12/1996.
c) Decreto Lei nº 6.583, de 29 de setembro de 2008. Acordo Ortográfico da Língua
Portuguesa.

11
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

QUESTÕES COMENTADAS

TEORIA DA CONTABILIDADE

Estrutura Conceitual e Característica Qualitativa da Informação


Contábil

01. (CFC/2017.2/Q36/Bacharel) A NBC TG – ESTRUTURA CONCEITUAL –


ESTRUTURA CONCEITUAL PARA ELABORAÇÃO E DIVULGAÇÃO DE
RELATÓRIO CONTÁBIL- FINANCEIRO, ao dispor sobre as características
qualitativas da informação contábil-financeira útil, estabelece que, para a informação
contábil-financeira ser útil, ela precisa ser relevante e representar com fidedignidade o
que se propõe a representar.
Com relação a essas características qualitativas fundamentais da informação contábil-
financeira, julgue os itens a seguir como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida,
assinale a alternativa CORRETA.

I. A informação contábil-financeira relevante é apenas aquela cujo montante monetário


é elevado.
II. Informação contábil-financeira relevante apresenta valor preditivo, confirmatório ou
ambos.
III. Para ser representação perfeitamente fidedigna, a realidade retratada precisa ter três
atributos: ser completa, neutra e livre de erro.

A sequência CORRETA é:

a) F, V, V.
b) F, F, V.
c) V, F, F.
d) V, V, F.

Comentário: As Características Qualitativas estão dividas em Características


Qualitativas Fundamentais e de Melhoria. As Características Qualitativas Fundamentais
devem possuir Relevância e Representação Fidedigna. E as Características Qualitativas
de Melhoria são representadas pela Comparabilidade, Verificabilidade, Tempestividade
e Compreensibilidade. Segue o esquema que utilizamos em nossa aula teórica:

Relevância

Fundamentais
Representação Fidedigna
Característica Qualitativa
Comparabilidade
de Melhoria Verificabilidade
Tempestividade
Compreensibilidade

Vamos agora analisar as alternativas:

12
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

I. A informação contábil-financeira relevante é apenas aquela cujo montante monetário


é elevado. FALSO, uma informação contábil-financeiro relevante é aquela que pode
influenciar as decisões econômicas dos usuários, ajudando-os a avaliar o impacto de
eventos passados, presentes ou futuros ou confirmando ou corrigindo as suas avaliações
anteriores, não importando o tamanho do montante monetário.

II. Informação contábil-financeira relevante apresenta valor preditivo, confirmatório ou


ambos. VERDADEIRO, uma informação relevante apresenta valor preditivo se puder
ser utilizada como dado de entrada em processos empregados pelos usuários para
predizer futuros resultados e valor confirmatório se retro-alimentar avaliações prévias.

III. Para ser representação perfeitamente fidedigna, a realidade retratada precisa ter três
atributos: ser completa, neutra e livre de erro. VERDADEIRO, os relatórios contábil-
financeiros representam um fenômeno econômico em palavras e números. Para ser útil,
a informação contábil-financeira não tem só que representar um fenômeno relevante,
mas tem também que representar com fidedignidade o fenômeno que se propõe
representar. Para ser representação perfeitamente fidedigna, a realidade retratada precisa
ter três atributos. Ela tem que ser completa, neutra e livre de erro. É claro, a perfeição é
rara, se de fato alcançável. O objetivo é maximizar referidos atributos na extensão que
seja possível.
Gabarito: A.

02. (CFC/2017.2/Q37/Bacharel) De acordo com o que define a NBC TG ESTUTURA


CONCEITUAL – ESTRUTURA CONCEITUAL PARA ELABORAÇÃO E
DIVULGAÇÃO DE RELATÓRIO CONTÁBIL-FINANCEIRO, em relação às
características qualitativas de melhoria das informações contábeis, assinale a alternativa
INCORRETA.

a) A Comparabilidade permite que os diferentes usuários das informações contábeis


identifiquem e compreendam similaridades dos itens e diferenças entre eles.
b) A Verificabilidade indica que a entidade deve fornecer informações exclusivas aos
diferentes usuários da informação contábil, de acordo com os interesses.
c) Compreensibilidade consiste em classificar, caracterizar e apresentar a informação
com clareza e concisão tornando-a compreensível.
d) Tempestividade significa ter informação disponível para tomadores de decisão a
tempo de poder influenciá-los em suas decisões.

Comentário: A única alternativa incorreta é a B que diz: “a Verificabilidade indica que a


entidade deve fornecer informações exclusivas aos diferentes usuários da informação
contábil, de acordo com os interesses”. O conceito correto conforme CPC 00 é que a
verificabilidade ajuda a assegurar aos usuários que a informação representa
fidedignamente o fenômeno econômico que se propõe representar ou seja, a
verificabilidade é a análise da informação verificando se ela é verdadeira e se possui
fidedignidade (completa, neutra e livre de erro).
Gabarito: B.

03. (CFC/2016.2/Q38/Bacharel) Uma Sociedade Empresária mensura suas propriedades


para investimento ao Valor Justo, tal como previsto pela NBC TG 28 (R3) –
PROPRIEDADES PARA INVESTIMENTO, mas deixou de apresentar, em sua nota de

13
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

conciliação dos valores contábeis da Propriedade de Investimento no início e no fim do


período, o item “ganhos ou perdas líquidos provenientes de ajustes de valor justo”.
Essa omissão restringiu a capacidade analítica do usuário e, entre outras perdas de
qualidade, prejudicou o valor confirmatório.

De acordo com o disposto pela NBC TG ESTRUTURA CONCEITUAL –


ESTRUTURA CONCEITUAL PARA ELABORAÇÃO E DIVULGAÇÃO DE
RELATÓRIO CONTÁBIL-FINANCEIRO, o valor confirmatório é uma das marcas da
característica qualitativa da:

a) Materialidade.
b) Relevância.
c) Representação Fidedigna.
d) Tempestividade.

Comentário: O caso apresentado é um exemplo de uma característica qualitativa


fundamental que nesse caso representa a falta de relevância (alternativa B), onde o valor
confirmatório foi prejudicado com a omissão de uma informação que restringiu a
capacidade analítica do usuário. Comentando as demais alternativas são também
características qualitativas a Representação fidedigna (alternativa C) e Tempestividade
(alternativa D). Representação Fidedigna refere-se que a informação precisa ser
completa, neutra e livre de erro. Já a Materialidade (alternativa A) estabelece que a
contabilidade não deve se preocupar com valores ou fatos irrelevantes, tanto do ponto
de vista de registro como de controle.
Gabarito B.

04. (CFC/2014.1/Q33/Bacharel) Considerando o que dispõe a NBC TG Estrutura


Conceitual, a respeito das características qualitativas da informação contábil-financeira
útil, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a
opção CORRETA.

I. Para que a informação contábil-financeira seja útil, ela precisa ser relevante e
representar com fidedignidade o que se propõe a representar.
II. A utilidade da informação contábil-financeira é melhorada se ela for comparável,
verificável, tempestiva e compreensível.
III. Informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença nas
decisões que possam ser tomadas pelos usuários.
IV. Comparabilidade é o mesmo que uniformidade e consistência.

A sequência CORRETA é:

a) F, F, F, V.
b) F, F, V, V.
c) V, V, F, F.
d) V, V, V, F.

Comentário: Vamos analisar cada opção:


I. Para que a informação contábil-financeira seja útil, ela precisa ser relevante e
representar com fidedignidade o que se propõe a representar. VERDADEIRO. A

14
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

alternativa trouxe um o item QC4 do CPC 00 de forma literal “Se a informação


contábil-financeira é para ser útil, ela precisa ser relevante e representar com
fidedignidade o que se propõe a representar”.

II. A utilidade da informação contábil-financeira é melhorada se ela for comparável,


verificável, tempestiva e compreensível. VERDADEIRO. Mais um item que trouxe a
literalidade do CPC 00 “QC19. Comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e
compreensibilidade são características qualitativas que melhoram a utilidade da
informação que é relevante e que é representada com fidedignidade”.

III. Informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença nas


decisões que possam ser tomadas pelos usuários. VERDADEIRO. Vamos ao item QC6
do CPC 00 “Informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença
nas decisões que possam ser tomadas pelos usuários”.

IV. Comparabilidade é o mesmo que uniformidade e consistência. FALSO, também de


acordo com o CPC 00 item QC 21 “Comparabilidade é a característica qualitativa que
permite que os usuários identifiquem e compreendam similaridades dos itens e
diferenças entre eles”.
Gabarito: D.

05. (CFC/2015.1/Q33/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual –


Estrutura Conceitual para Elaboração de Relatório Contábil-Financeiro, as
características qualitativas são atributos que tornam as demonstrações contábil-
financeiras úteis para seus usuários.
Assinale a opção que apresenta as Características Qualitativas de Melhoria.

a) comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade.


b) compreensibilidade, relevância, confiabilidade e comparabilidade.
c) relevância, materialidade, comparabilidade e compreensibilidade.
d) tempestividade, confiabilidade, relevância e comparabilidade.

Comentário: Segundo o CPC 00 as características qualitativas de melhoria são “QC19.


Comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade são
características qualitativas que melhoram a utilidade da informação que é relevante e
que é representada com fidedignidade. As características qualitativas de melhoria
podem também auxiliar a determinar qual de duas alternativas que sejam consideradas
equivalentes em termos de relevância e fidedignidade de representação deve ser usada
para retratar um fenômeno.” Dessa forma o gabarito é a alternativa A.

06. (CFC/2015.1/Q35/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual –


Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro,
com relação às características qualitativas da informação contábil, julgue os itens abaixo
como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.

I. A informação necessita, concomitantemente, ser relevante e representar com


fidedignidade a realidade reportada para ser útil. Nem a representação fidedigna de
fenômeno irrelevante, tampouco a representação não fidedigna de fenômeno relevante
auxiliam os usuários a tomarem boas decisões.

15
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

II. Comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade são


características qualitativas que melhoram a utilidade da informação que é relevante e
que é representada com fidedignidade. As características qualitativas de melhoria
podem também auxiliar a determinar qual de duas alternativas, que sejam consideradas
equivalentes em termos de relevância e fidedignidade de representação, deve ser usada
para retratar um fenômeno.
III. O custo de gerar a informação é uma restrição sempre presente na entidade, no
processo de elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro. O processo de
elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro impõe custos, e é importante
que tais custos sejam justificados pelos benefícios gerados pela divulgação da
informação.

A sequência CORRETA é:

a) F, V, F.
b) V, F, V.
c) F, F, F.
d) V, V, V.

Comentário: I. A informação necessita, concomitantemente, ser relevante e representar


com fidedignidade a realidade reportada para ser útil. Nem a representação fidedigna de
fenômeno irrelevante, tampouco a representação não fidedigna de fenômeno relevante
auxiliam os usuários a tomarem boas decisões. CORRETO. A alternativa traz um dos
itens do CPC00 sobre relevância e representação fidedigna: “QC12. Os relatórios
contábil-financeiros representam um fenômeno econômico em palavras e números. Para
ser útil, a informação contábil-financeira não tem só que representar um fenômeno
relevante, mas tem também que representar com fidedignidade o fenômeno que se
propõe representar”.

II. Comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade são


características qualitativas que melhoram a utilidade da informação que é relevante e
que é representada com fidedignidade. As características qualitativas de melhoria
podem também auxiliar a determinar qual de duas alternativas, que sejam consideradas
equivalentes em termos de relevância e fidedignidade de representação, deve ser usada
para retratar um fenômeno. CORRETO. Conforme CPC 00: “QC19. Comparabilidade,
verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade são características qualitativas
que melhoram a utilidade da informação que é relevante e que é representada com
fidedignidade. As características qualitativas de melhoria podem também auxiliar a
determinar qual de duas alternativas que sejam consideradas equivalentes em termos de
relevância e fidedignidade de representação deve ser usada para retratar um fenômeno”.

III. O custo de gerar a informação é uma restrição sempre presente na entidade, no


processo de elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro. O processo de
elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro impõe custos, e é importante
que tais custos sejam justificados pelos benefícios gerados pela divulgação da
informação. CORRETO. O CPC 00 aponta para a observação do custo benefício na
geração de informação: “QC3. As características qualitativas da informação contábil-
financeira útil devem ser aplicadas à informação contábil-financeira fornecida pelas
demonstrações contábeis, assim como à informação contábil-financeira fornecida por

16
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

outros meios. O custo de gerar a informação, que é uma restrição sempre presente na
entidade no processo de fornecer informação contábil-financeira útil, deve ser
observado similarmente. No entanto, as considerações a serem tecidas quando da
aplicação das características qualitativas e da restrição do custo podem ser diferentes
para diferentes tipos de informação. Por exemplo, aplicá-las à informação sobre o futuro
pode ser diferente de aplicá-las à informação sobre recursos econômicos e
reivindicações existentes e sobre mudanças nesses recursos e reivindicações.”
Gabarito: D.

07. (CFC/2016.1/Q37/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual –


Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro, é
INCORRETO afirmar que:

a) as características qualitativas fundamentais são comparabilidade, verificabilidade,


tempestividade e compreensibilidade, pois tornam a informação útil. A utilidade da
informação contábil-financeira é melhorada se ela for relevante e representar com
fidedignidade o que se propõe a representar. Portanto, relevância e representação
fidedigna são características qualitativas de melhoria.
b) a informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença nas
decisões que possam ser tomadas pelos usuários. A informação pode ser capaz de fazer
diferença em uma decisão mesmo no caso de alguns usuários decidirem não a levar em
consideração, ou já tiverem tomado ciência de sua existência por outras fontes.
c) as características qualitativas de melhoria podem também auxiliar a determinar qual
de duas alternativas, que sejam consideradas equivalentes em termos de relevância e
fidedignidade de representação, deve ser usada para retratar um fenômeno.
d) a informação contábil-financeira é capaz de fazer diferença nas decisões se tiver
valor preditivo, valor confirmatório ou ambos. A informação contábil financeira tem
valor preditivo se puder ser utilizada como dado de entrada em processos empregados
pelos usuários para predizer futuros resultados.

Comentário: As características qualitativas da informação contábil-financeira são


apresentadas no CPC 00 que trata da Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação
de Relatório Contábil-Financeiro. As características qualitativas são divididas em
fundamentais e de melhoria. As características qualitativas fundamentais são relevância
e representação fidedigna. Já as características qualitativas de melhoria são
comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade. Vamos agora
analisar as alternativas da questão:

Alternativa a) as características qualitativas fundamentais são comparabilidade,


verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade, pois tornam a informação útil. A
utilidade da informação contábil-financeira é melhorada se ela for relevante e
representar com fidedignidade o que se propõe a representar. Portanto, relevância e
representação fidedigna são características qualitativas de melhoria.
Lendo o enunciado do comentário podemos perceber que a questão inverteu os
conceitos. O correto seria dizer que as características qualitativas fundamentais são
relevância e representação fidedigna (e não comparabilidade, verificabilidade,
tempestividade e compreensibilidade), pois tornam a informação útil. A utilidade da
informação contábil-financeira é melhorada se ela tiver comparabilidade,
verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade (e não relevância e representação

17
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

fidedigna), o que se propõe a representar. Portanto relevância e representação fidedigna


são características qualitativas fundamentais. Dessa forma o item está INCORRETO.

Alternativa b apresentou o texto do CPC 00 item QC6. “Informação contábil-


financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença nas decisões que possam ser
tomadas pelos usuários. A informação pode ser capaz de fazer diferença em uma
decisão mesmo no caso de alguns usuários decidirem não a levar em consideração, ou já
tiver tomado ciência de sua existência por outras fontes.”, portanto o item está
CORRETO.

Alternativa c também foi parte do texto do CPC 00 no item QC19 “As características
qualitativas de melhoria podem também auxiliar a determinar qual de duas alternativas
que sejam consideradas equivalentes em termos de relevância e fidedignidade de
representação deve ser usada para retratar um fenômeno.” E dessa forma o item está
CORRETO.

Alternativa d trouxe dois itens do CPC 00. O item QC7 “A informação contábil-
financeira é capaz de fazer diferença nas decisões se tiver valor preditivo, valor
confirmatório ou ambos.” E parte do item QC8 “A informação contábil-financeira tem
valor preditivo se puder ser utilizada como dado de entrada em processos empregados
pelos usuários para predizer futuros resultados”, a alternativa também está CORRETO.
Gabarito: A.

08. (CFC/2013.1/Q27/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual é


condição necessária à caracterização de uma informação como relevante:

a) apresentar dados inéditos, não antecipados por outras fontes.


b) privilegiar a essência sobre a forma, sem, no entanto, descuidar da característica
qualitativa da prudência.
c) ser capaz de fazer diferença nas decisões que possam ser tomadas pelos usuários.
d) ser efetivamente utilizada por todos os usuários.

Comentário: As informações são relevantes quando podem influenciar as decisões


econômicas dos usuários, ajudando-os a avaliar o impacto de eventos passados,
presentes ou futuros ou confirmando ou corrigindo as suas avaliações anteriores.
Gabarito: C.

09. (CFC/2013.1/Q28/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual, as


características qualitativas se subdividem em características qualitativas fundamentais e
características qualitativas de melhoria.
Não é considerada característica qualitativa de melhoria:

a) Comparabilidade.
b) Compreensibilidade.
c) Conservadorismo.
d) Tempestividade.

Comentário: As características qualitativas de melhoria são atributos que tem como


característica a Comparabilidade, Verificabilidade, Tempestividade e

18
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

Compreensibilidade. Conservadorismo não faz parte das características qualitativas de


melhoria.
Gabarito: C.

10. (CFC/2012.2/Q35/Bacharel) De acordo com a NBC TG ESTRUTURA


CONCEITUAL, para informação contábil-financeira ser útil, ela precisa ter as seguintes
características qualitativas fundamentais:

a) comparabilidade e valor justo.


b) relevância e representação fidedigna.
c) tempestividade e materialidade.
d) verificabilidade e objetividade.

Comentário: As características qualitativas fundamentais são relevância e


representação fidedigna. Como o próprio termo diz são características
“fundamentais”, ou seja, é imprescindível a presença de relevância e de representação
fidedigna nas informações que serão utilizadas para elaboração de demonstrações
contábil-financeiras da entidade.
Gabarito: B.

11. (CFC/2012.1/Q37/Bacharel) A NBC TG – ESTRUTURA CONCEITUAL –


Estrutura Conceitual para a Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis
estabelece os conceitos que fundamentam a preparação e a apresentação de
demonstrações contábeis destinadas a usuários externos.
Portanto, NÂO é finalidade dessa NBC TG:

a) apoiar os usuários das demonstrações contábeis na interpretação de informações nelas


contidas, preparadas em conformidade com as normas.
b) auxiliar os auditores independentes a formar sua opinião sobre a conformidade das
demonstrações contábeis com as normas.
c) dar suporte aos responsáveis pela elaboração das demonstrações contábeis na
aplicação das normas e no tratamento de assuntos que ainda não tiverem sido objeto de
normas.
d) definir normas ou procedimentos para qualquer questão particular sobre aspectos de
mensuração, divulgação ou de publicidade.

Comentário: Entre as alternativas apresentadas a única que não condiz com as


finalidades da NBC TG Estrutura Conceitual é a alternativa D já que a Estrutura não
objetiva definir normas ou procedimentos para questões particulares e sim para atender
as necessidades dos usuários dos relatórios contábil-financeiros.
Gabarito: D.

12. (CFC/2011.2/Q32/Bacharel) Em relação às características qualitativas das


informações contábeis, assinale a opção INCORRETA.

a) A mensuração e a apresentação dos efeitos financeiros de transações semelhantes e


outros eventos devem ser feitas de modo consistente pela entidade, e mudanças em
políticas contábeis somente são admitidas quando requeridas pela introdução de normas
contábeis aperfeiçoadas.

19
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

b) As informações são relevantes quando podem influenciar as decisões econômicas dos


usuários, ajudando-os a avaliar o impacto de eventos passados, presentes ou futuros ou
confirmando ou corrigindo as suas avaliações anteriores.
c) Para ser confiável, a informação contida nas demonstrações contábeis deve ser
neutra, isto é, imparcial. As demonstrações contábeis não são neutras se, pela escolha ou
apresentação da informação, elas induzirem a tomada de decisão ou julgamento
específico, visando atingir um resultado ou desfecho predeterminado.
d) Uma qualidade essencial das informações apresentadas nas demonstrações contábeis
é que elas sejam compreendidas pelos usuários. Para tanto, presume-se que os usuários
tenham um conhecimento razoável dos negócios, atividades econômicas e contabilidade
e a disposição de estudar as informações com razoável diligência.

Comentário: Sobre mudanças de políticas contábeis o CPC 23 afirma que “14. A


entidade deve alterar uma política contábil apenas se a mudança:
(a) for exigida por Pronunciamento, Interpretação ou Orientação; ou
(b) resultar em informação confiável e mais relevante nas demonstrações contábeis
sobre os efeitos das transações, outros eventos ou condições acerca da posição
patrimonial e financeira, do desempenho ou dos fluxos de caixa da entidade.
15. Os usuários das demonstrações contábeis devem ter a possibilidade de comparar as
demonstrações contábeis da entidade ao longo do tempo para identificar tendências na
sua posição patrimonial e financeira, no seu desempenho e nos seus fluxos de caixa. Por
isso, devem ser aplicadas as mesmas políticas contábeis em cada período e de um
período para o outro, a menos que uma mudança em política contábil esteja em
conformidade com um dos critérios enunciados no item 14.”
Dessa forma a alternativa A está incorreta ao afirmar que a mudança de políticas
contábeis somente são admitidas quando requeridas pela introdução de normas
contábeis aperfeiçoadas.
Gabarito: A.

13. (CFC/2011.1/Q42/Bacharel) A Estrutura Conceitual para Elaboração e


Apresentação das Demonstrações Contábeis estabelece os conceitos que fundamentam a
preparação e a apresentação de demonstrações contábeis destinadas a usuários externos.
Com base nessa observação, julgue os itens a seguir como Verdadeiros (V) ou Falsos
(F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.

( ) Estão fora do alcance da Estrutura Conceitual informações financeiras elaboradas


para fins exclusivamente fiscais.
( ) Uma qualidade essencial das informações apresentadas nas demonstrações contábeis
é que elas sejam prontamente entendidas pelos usuários. Por esta razão, informações
sobre assunto complexos devem ser excluídas por serem de difícil entendimento para
usuários que não conheçam as particularidades do negócio.
( ) Regime de Competência e Continuidade são apresentados na Estrutura Conceitual
para Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis como pressupostos
básicos.
( ) Compreensibilidade, relevância, confiabilidade e comparabilidade são apresentadas
na Estrutura Conceitual para Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis
como pressupostos básicos.

A sequência CORRETA é:

20
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

a) F, F, F, F.
b) F, F, V, F.
c) V, F, V, F.
d) V, V, V, F.

Comentário: Vamos comentar cada uma das opções:


( ) Estão fora do alcance da Estrutura Conceitual informações financeiras elaboradas
para fins exclusivamente fiscais. VERDADEIRO, a Estrutura Conceitual objetiva
atender diversos usuários em suas necessidades financeiro-contábil e não apenas fiscais.

( ) Uma qualidade essencial das informações apresentadas nas demonstrações contábeis


é que elas sejam prontamente entendidas pelos usuários. Por esta razão, informações
sobre assunto complexos devem ser excluídas por serem de difícil entendimento para
usuários que não conheçam as particularidades do negócio. FALSO, qualquer
informação jamais deve ser excluída principalmente por apresentar complexidade.

( ) Regime de Competência e Continuidade são apresentados na Estrutura Conceitual


para Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis como pressupostos
básicos. VERDADEIRO, Regime de Competência e Continuidade são pressupostos
básicos da contabilidade consolidados na Estrutura Conceitual.

( ) Compreensibilidade, relevância, confiabilidade e comparabilidade são apresentadas


na Estrutura Conceitual para Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis
como pressupostos básicos. FALSO, Compreensibilidade, relevância, confiabilidade e
comparabilidade são apresentados como características qualitativas da informação
contábil.
Gabarito: C.

21
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

LISTA DE QUESTÕES

TEORIA DA CONTABILIDADE

01. (CFC/2017.2/Q36/Bacharel) A NBC TG – ESTRUTURA CONCEITUAL –


ESTRUTURA CONCEITUAL PARA ELABORAÇÃO E DIVULGAÇÃO DE
RELATÓRIO CONTÁBIL- FINANCEIRO, ao dispor sobre as características
qualitativas da informação contábil-financeira útil, estabelece que, para a informação
contábil-financeira ser útil, ela precisa ser relevante e representar com fidedignidade o
que se propõe a representar.
Com relação a essas características qualitativas fundamentais da informação contábil-
financeira, julgue os itens a seguir como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida,
assinale a alternativa CORRETA.

I. A informação contábil-financeira relevante é apenas aquela cujo montante monetário


é elevado.
II. Informação contábil-financeira relevante apresenta valor preditivo, confirmatório ou
ambos.
III. Para ser representação perfeitamente fidedigna, a realidade retratada precisa ter três
atributos: ser completa, neutra e livre de erro.

A sequência CORRETA é:

a) F, V, V.
b) F, F, V.
c) V, F, F.
d) V, V, F.

02. (CFC/2017.2/Q37/Bacharel) De acordo com o que define a NBC TG ESTUTURA


CONCEITUAL – ESTRUTURA CONCEITUAL PARA ELABORAÇÃO E
DIVULGAÇÃO DE RELATÓRIO CONTÁBIL-FINANCEIRO, em relação às
características qualitativas de melhoria das informações contábeis, assinale a alternativa
INCORRETA.

a) A Comparabilidade permite que os diferentes usuários das informações contábeis


identifiquem e compreendam similaridades dos itens e diferenças entre eles.
b) A Verificabilidade indica que a entidade deve fornecer informações exclusivas aos
diferentes usuários da informação contábil, de acordo com os interesses.
c) Compreensibilidade consiste em classificar, caracterizar e apresentar a informação
com clareza e concisão tornando-a compreensível.
d) Tempestividade significa ter informação disponível para tomadores de decisão a
tempo de poder influenciá-los em suas decisões.

03. (CFC/2016.2/Q38/Bacharel) Uma Sociedade Empresária mensura suas propriedades


para investimento ao Valor Justo, tal como previsto pela NBC TG 28 (R3) –
PROPRIEDADES PARA INVESTIMENTO, mas deixou de apresentar, em sua nota de
conciliação dos valores contábeis da Propriedade de Investimento no início e no fim do
período, o item “ganhos ou perdas líquidos provenientes de ajustes de valor justo”.

390
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

Essa omissão restringiu a capacidade analítica do usuário e, entre outras perdas de


qualidade, prejudicou o valor confirmatório.

De acordo com o disposto pela NBC TG ESTRUTURA CONCEITUAL –


ESTRUTURA CONCEITUAL PARA ELABORAÇÃO E DIVULGAÇÃO DE
RELATÓRIO CONTÁBIL-FINANCEIRO, o valor confirmatório é uma das marcas da
característica qualitativa da:

a) Materialidade.
b) Relevância.
c) Representação Fidedigna.
d) Tempestividade.

04. (CFC/2014.1/Q33/Bacharel) Considerando o que dispõe a NBC TG Estrutura


Conceitual, a respeito das características qualitativas da informação contábil-financeira
útil, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a
opção CORRETA.

I. Para que a informação contábil-financeira seja útil, ela precisa ser relevante e
representar com fidedignidade o que se propõe a representar.
II. A utilidade da informação contábil-financeira é melhorada se ela for comparável,
verificável, tempestiva e compreensível.
III. Informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença nas
decisões que possam ser tomadas pelos usuários.
IV. Comparabilidade é o mesmo que uniformidade e consistência.

A sequência CORRETA é:

a) F, F, F, V.
b) F, F, V, V.
c) V, V, F, F.
d) V, V, V, F.

05. (CFC/2015.1/Q33/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual –


Estrutura Conceitual para Elaboração de Relatório Contábil-Financeiro, as
características qualitativas são atributos que tornam as demonstrações contábil-
financeiras úteis para seus usuários.
Assinale a opção que apresenta as Características Qualitativas de Melhoria.

a) comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade.


b) compreensibilidade, relevância, confiabilidade e comparabilidade.
c) relevância, materialidade, comparabilidade e compreensibilidade.
d) tempestividade, confiabilidade, relevância e comparabilidade.

06. (CFC/2015.1/Q35/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual –


Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro,
com relação às características qualitativas da informação contábil, julgue os itens abaixo
como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.

391
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

I. A informação necessita, concomitantemente, ser relevante e representar com


fidedignidade a realidade reportada para ser útil. Nem a representação fidedigna de
fenômeno irrelevante, tampouco a representação não fidedigna de fenômeno relevante
auxiliam os usuários a tomarem boas decisões.
II. Comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade são
características qualitativas que melhoram a utilidade da informação que é relevante e
que é representada com fidedignidade. As características qualitativas de melhoria
podem também auxiliar a determinar qual de duas alternativas, que sejam consideradas
equivalentes em termos de relevância e fidedignidade de representação, deve ser usada
para retratar um fenômeno.
III. O custo de gerar a informação é uma restrição sempre presente na entidade, no
processo de elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro. O processo de
elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro impõe custos, e é importante
que tais custos sejam justificados pelos benefícios gerados pela divulgação da
informação.

A sequência CORRETA é:

a) F, V, F.
b) V, F, V.
c) F, F, F.
d) V, V, V.

07. (CFC/2016.1/Q37/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual –


Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro, é
INCORRETO afirmar que:

a) as características qualitativas fundamentais são comparabilidade, verificabilidade,


tempestividade e compreensibilidade, pois tornam a informação útil. A utilidade da
informação contábil-financeira é melhorada se ela for relevante e representar com
fidedignidade o que se propõe a representar. Portanto, relevância e representação
fidedigna são características qualitativas de melhoria.
b) a informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença nas
decisões que possam ser tomadas pelos usuários. A informação pode ser capaz de fazer
diferença em uma decisão mesmo no caso de alguns usuários decidirem não a levar em
consideração, ou já tiverem tomado ciência de sua existência por outras fontes.
c) as características qualitativas de melhoria podem também auxiliar a determinar qual
de duas alternativas, que sejam consideradas equivalentes em termos de relevância e
fidedignidade de representação, deve ser usada para retratar um fenômeno.
d) a informação contábil-financeira é capaz de fazer diferença nas decisões se tiver
valor preditivo, valor confirmatório ou ambos. A informação contábil financeira tem
valor preditivo se puder ser utilizada como dado de entrada em processos empregados
pelos usuários para predizer futuros resultados.

08. (CFC/2013.1/Q27/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual é


condição necessária à caracterização de uma informação como relevante:

a) apresentar dados inéditos, não antecipados por outras fontes.

392
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

b) privilegiar a essência sobre a forma, sem, no entanto, descuidar da característica


qualitativa da prudência.
c) ser capaz de fazer diferença nas decisões que possam ser tomadas pelos usuários.
d) ser efetivamente utilizada por todos os usuários.

09. (CFC/2013.1/Q28/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual, as


características qualitativas se subdividem em características qualitativas fundamentais e
características qualitativas de melhoria.
Não é considerada característica qualitativa de melhoria:

a) Comparabilidade.
b) Compreensibilidade.
c) Conservadorismo.
d) Tempestividade.

10. (CFC/2012.2/Q35/Bacharel) De acordo com a NBC TG ESTRUTURA


CONCEITUAL, para informação contábil-financeira ser útil, ela precisa ter as seguintes
características qualitativas fundamentais:

a) comparabilidade e valor justo.


b) relevância e representação fidedigna.
c) tempestividade e materialidade.
d) verificabilidade e objetividade.

11. (CFC/2012.1/Q37/Bacharel) A NBC TG – ESTRUTURA CONCEITUAL –


Estrutura Conceitual para a Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis
estabelece os conceitos que fundamentam a preparação e a apresentação de
demonstrações contábeis destinadas a usuários externos.
Portanto, NÂO é finalidade dessa NBC TG:

a) apoiar os usuários das demonstrações contábeis na interpretação de informações nelas


contidas, preparadas em conformidade com as normas.
b) auxiliar os auditores independentes a formar sua opinião sobre a conformidade das
demonstrações contábeis com as normas.
c) dar suporte aos responsáveis pela elaboração das demonstrações contábeis na
aplicação das normas e no tratamento de assuntos que ainda não tiverem sido objeto de
normas.
d) definir normas ou procedimentos para qualquer questão particular sobre aspectos de
mensuração, divulgação ou de publicidade.

12. (CFC/2011.2/Q32/Bacharel) Em relação às características qualitativas das


informações contábeis, assinale a opção INCORRETA.

a) A mensuração e a apresentação dos efeitos financeiros de transações semelhantes e


outros eventos devem ser feitas de modo consistente pela entidade, e mudanças em
políticas contábeis somente são admitidas quando requeridas pela introdução de normas
contábeis aperfeiçoadas.

393
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

b) As informações são relevantes quando podem influenciar as decisões econômicas dos


usuários, ajudando-os a avaliar o impacto de eventos passados, presentes ou futuros ou
confirmando ou corrigindo as suas avaliações anteriores.
c) Para ser confiável, a informação contida nas demonstrações contábeis deve ser
neutra, isto é, imparcial. As demonstrações contábeis não são neutras se, pela escolha ou
apresentação da informação, elas induzirem a tomada de decisão ou julgamento
específico, visando atingir um resultado ou desfecho predeterminado.
d) Uma qualidade essencial das informações apresentadas nas demonstrações contábeis
é que elas sejam compreendidas pelos usuários. Para tanto, presume-se que os usuários
tenham um conhecimento razoável dos negócios, atividades econômicas e contabilidade
e a disposição de estudar as informações com razoável diligência.

13. (CFC/2011.1/Q42/Bacharel) A Estrutura Conceitual para Elaboração e


Apresentação das Demonstrações Contábeis estabelece os conceitos que fundamentam a
preparação e a apresentação de demonstrações contábeis destinadas a usuários externos.
Com base nessa observação, julgue os itens a seguir como Verdadeiros (V) ou Falsos
(F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.

( ) Estão fora do alcance da Estrutura Conceitual informações financeiras elaboradas


para fins exclusivamente fiscais.
( ) Uma qualidade essencial das informações apresentadas nas demonstrações contábeis
é que elas sejam prontamente entendidas pelos usuários. Por esta razão, informações
sobre assunto complexos devem ser excluídas por serem de difícil entendimento para
usuários que não conheçam as particularidades do negócio.
( ) Regime de Competência e Continuidade são apresentados na Estrutura Conceitual
para Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis como pressupostos
básicos.
( ) Compreensibilidade, relevância, confiabilidade e comparabilidade são apresentadas
na Estrutura Conceitual para Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis
como pressupostos básicos.

A sequência CORRETA é:

a) F, F, F, F.
b) F, F, V, F.
c) V, F, V, F.
d) V, V, V, F.

14. (CFC/2017.2/Q01/Bacharel) De acordo com a NBC TG ESTRUTURA


CONCEITUAL – ESTRUTURA CONCEITUAL PARA ELABORAÇÃO E
DIVULGAÇÃO DE RELATÓRIO CONTÁBIL-FINANCEIRO, os elementos
diretamente relacionados com a mensuração da posição patrimonial e financeira são os
ativos, os passivos e o patrimônio líquido.
Considerando-se essa afirmativa, julgue os itens relativos aos ativos, passivos e ao
patrimônio líquido como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, assinale a
alternativa CORRETA.

I. Ativo é um recurso controlado pela entidade como resultado de eventos passados e do


qual se espera que fluam futuros benefícios econômicos para a entidade.

394
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

II. Passivo é uma obrigação presente da entidade, derivada de eventos passados, cuja
liquidação se espera que resulte na saída de recursos da entidade capazes de gerar
benefícios econômicos.
III. Patrimônio Líquido é o interesse residual nos ativos da entidade depois de
deduzidos todos os seus passivos.

A sequência CORRETA é:
a) F, F, V.
b) F, V, F.
c) V, V, V.
d) V, F, F.

15. (CFC/2016.2/Q39/Bacharel) De acordo com a NBC TG ESTRUTURA


CONCEITUAL – ESTRUTURA CONCEITUAL PARA A ELABORAÇÃO E
DIVULGAÇÃO DO RELATÓRIO CONTÁBIL-FINANCEIRO, no que se refere ao
reconhecimento dos elementos das Demonstrações Contábeis, é CORRETO afirmar
que:

a) um ativo deve ser reconhecido no Balanço Patrimonial quando os gastos incorridos


não proporcionarem a expectativa provável de geração de benefícios econômicos
futuros.
b) um passivo deve ser reconhecido no Balanço Patrimonial quando for remota a
possibilidade de uma saída de recursos para sua quitação e seu valor não puder ser
estimado com confiabilidade.
c) uma despesa corresponde a um decréscimo nos benefícios econômicos durante o
período contábil, sob a forma da saída de recursos ou da redução de ativos ou assunção
de passivos que resultam em decréscimo do patrimônio líquido, e que não estejam
relacionados com distribuições aos detentores dos instrumentos patrimoniais.
d) uma receita deve ser reconhecida quando resultar em diminuição nos benefícios
econômicos durante o período contábil, sob a forma da entrada de recursos ou do
aumento de passivos que resultam em diminuição do patrimônio líquido, e que não
estejam relacionados com a contribuição dos detentores dos instrumentos patrimoniais.

16. (CFC/2016.1/Q36/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual –


Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro,
no que se refere à posição patrimonial e financeira, assinale a opção INCORRETA.

a) Ativo é um recurso controlado pela entidade como resultado de eventos passados e do


qual se espera que fluam futuros benefícios econômicos para a entidade.
b) Passivo é uma obrigação presente da entidade, derivada de eventos passados, cuja
liquidação se espera que resulte na saída de recursos da própria entidade capazes de
gerar benefícios econômicos.
c) Patrimônio Líquido é o interesse residual nos ativos da entidade depois de deduzidos
todos os seus passivos.
d) Receitas são aumentos nos benefícios econômicos durante o período contábil que
resultam em diminuições do Patrimônio Líquido e que estão relacionados com a
contribuição dos detentores dos instrumentos patrimoniais.

395
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

17. (CFC/2015.2/Q35/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual, no


que se refere à inclusão na definição de Ativo, analise as condições apresentadas nos
itens abaixo e, em seguida, assinale a opção CORRETA.

I. Recurso com característica tangível


II. Recurso controlado pela entidade
III. Recurso de propriedade da entidade
IV. Recurso do qual se espera que fluam benefícios econômicos futuros para a entidade
V. Recurso resultante de eventos passados.

De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual, são condições necessárias para o


reconhecimento do Ativo os requisitos apresentados apenas nos itens:

a) I e III.
b) I, III e IV.
c) II, IV e V.
d) III e V.

18. (CFC/2015.2/Q36/Bacharel) De acordo com a definição de Ativo, constante na


NBC TG Estrutura Conceitual, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos
(F) e, em seguida, assinale a opção CORRETA.

I. Um bem do imobilizado que não tenha mais condição de ser usado e nenhum
interesse do mercado por sua aquisição, sob qualquer forma, deve ser mantido no Ativo
até que seja descartado fisicamente.
II. Bens sob arrendamento financeiro não devem ser reconhecidos nas demonstrações do
arrendatário, mas nas demonstrações do arrendador, devido ao fato de não haver
ocorrido a transferência legal do bem, sendo facultado ao arrendatário apenas o seu uso
e, não, a possibilidade de vendê-lo até que se obtenha a propriedade.
III. A alteração no uso de um ativo pode provocar alteração na sua capacidade de
geração de fluxos de caixa futuros. Esse fato, todavia, não deve ensejar revisão de seu
valor recuperável, uma vez que não lhe foi provocado nenhum dano, e os ativos são
mensurados com base no custo histórico.
IV. Considerando-se que um dos principais recursos capazes de gerar benefícios
econômicos futuros são os conhecimentos das pessoas e anda que, atualmente, há
possibilidade de se reconhecerem ativos intangíveis. Se uma determinada empresa tiver
desenvolvido uma equipe com forte capacidade de sinergia com o mercado, que lhe
permita gerar diferencial competitivo, deve reconhecer esse item em seu ativo, já que é
resultado de eventos passados.

A sequência CORRETA é:

a) F, F, F, F.
b) F, V, F, V.
c) V, F, V, F.
d) V, V, V, V

19. (CFC/2014.1/Q34/Bacharel) De acordo com a NBC TG Estrutura Conceitual,


quando os gastos incorridos não proporcionam a expectativa provável de geração de

396
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

benefícios econômicos para a entidade além do período contábil corrente, o item será
reconhecido como:

a) Ativo.
b) Despesa.
c) Intangível.
d) Passivo.

20. (CFC/2013.2/Q35/Bacharel) Com base na Resolução NBC TG Estrutura Conceitual


– Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro,
julgue os itens sobre Manutenção de Capital como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em
seguida, assinale a opção CORRETA.

I. De acordo com o conceito de capital financeiro, tal como o dinheiro investido ou o


seu poder de compra investido, o capital é sinônimo de ativos líquidos ou patrimônio
líquido da entidade.
II. De acordo com o conceito de manutenção do capital físico, o lucro é considerado
auferido somente se a capacidade física produtiva da entidade no fim do período
exceder a capacidade física produtiva no início do período, depois de excluídas
quaisquer distribuições aos proprietários e seus aportes de capital durante o período.
III. Todas as mudanças de preços, afetando ativos e passivos da entidade, são vistas, no
conceito de manutenção de capital físico, como mudanças na mensuração da capacidade
financeira da entidade, devendo ser tratadas como lucro.

A sequência CORRETA é:

a) F, F, V.
b) F, V, F.
c) V, F, V.
d) V, V, F.

21. (CFC/2012.1/Q34/Bacharel) Conforme a NBC TG ESTRUTURA CONCEITUAL –


Estrutura Conceitual para a Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis,
para que um recurso controlado por uma entidade atenda ao conceito de Ativo, é
característica essencial a:

a) entrega ou promessa futura de entrega d caixa ou outros ativos financeiros para a


aquisição.
b) existência de documento que comprove o direito de propriedade da entidade.
c) existência de substância física, material e corpórea, avaliada com base em
documentação hábil.
d) expectativa de geração de benefícios econômicos futuros para a entidade.

22. (CFC/2011.2/Q31/Bacharel) Relacione a base de mensuração na primeira coluna


com a descrição respectiva na segunda coluna e, em seguida, assine a opção
CORRETA.

1. Custo Histórico
2. Custo Corrente

397
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

3. Valor de Realização ou Liquidação

( ) Os ativos são reconhecidos pelos valores em caixa ou equivalentes de caixa que


teriam de ser pagos se esses ativos ou ativos equivalentes fossem adquiridos na data do
balanço.
( ) Os ativos são registrados pelos valores pagos ou a serem pagos em caixa ou
equivalentes de caixa ou pelo valor justo dos recursos que são entregues para adquiri-los
na data da aquisição.
( ) Os ativos são mantidos pelos valores em caixa ou equivalentes de caixa que
poderiam ser obtidos pela venda em uma forma ordenada.

A sequência CORRETA É:

a) 2, 1, 3.
b) 2, 3, 1.
c) 3, 2, 1.
d) 3, 1, 2.

23. (CFC/2011.1/Q36/Bacharel) Em relação ao Passivo, julgue os itens abaixo e, em


seguida, assinale a opção CORRETA.

I. Passivos podem decorrer de obrigações formais ou legalmente exigíveis.


II. Existem obrigações que atendem ao conceito de passivo, mas não são reconhecidas
por não ser possível mensurá-las de forma confiável.
III. A extinção de um passivo pode ocorrer mediante a prestação de serviços.

Está(ão) CERTO(S) o(s) item(ns):

a) I, II e III.
b) I e II, apenas.
c) II e III, apenas.
d) III, apenas.

398
Caderno de Questões Comentadas para o Exame de Suficiência CFC 2018.1
Momento de Estudar www.momentodeestudar.com.br
_____________________________________________________________________________________

GABARITO
1. A 2. B 3. B 4. D 5. A 6. D 7. A 8. C 9. C 10. B
11. D 12. A 13. C 14. C 15. C 16. D 17. C 18. A 19. B 20. D
21. D 22. A 23. A 24. C 25. D 26. D 27. C 28. D 29. C 30. A
31. B 32. D 33. A 34. A 35. C 36. C 37. B 38. D 39. C 40. D
41. B 42. D 43. D 44. C 45. D 46. C 47. A 48. A 49. A 50. C
51. C 52. D 53. C 54. A 55. B 56. D 57. D 58. A 59. A 60. A
61. B 62. A 63. B 64. C 65. B 66. D 67. D 68. D 69. C 70. D
71. D 72. C 73. B 74. D 75. A 76. A 77. B 78. A 79. A 80. D
81. A 82. B 83. B 84. D 85. A 86. A 87. A 88. A 89. D 90. D
91. D 92. A 93. B 94. C 95. B 96. C 97. C 98. C 99. A 100.B
101.B 102.D 103.A 104.B 105.D 106.B 107.D 108.A 109.B 110.A
111.D 112.B 113.A 114.D 115.A 116.B 117.B 118.A 119.B 120.A
121.D 122.D 123.A 124.D 125.D 126.B 127.D 128.C 129.B 130.D
131.C 132.D 133.B 134.B 135.C 136.A 137.B 138.D 139.A 140.C
141.A 142.D 143.D 144.B 145.D 146.B 147.C 148.B 149.A 150.B
151.A 152.B 153.A 154.C 155.C 156.D 157.C 158.C 159.C 160.C
161.A 162.B 163.B 164.C 165.D 166.A 167.C 168.A 169.C 170.B
171.B 172.A 173.A 174.C 175.C 176.A 177.A 178.C 179.B 180.A
181.A 182.A 183.A 184.C 185.C 186.B 187.C 188.C 189.A 190.B
191.A 192.D 193.B 194.D 195.B 196.D 197.D 198.A 199.C 200.C
201.A 202.C 203.A 204.C 205.B 206.C 207.C 208.B 209.C 210.C
211.C 212.A 213.C 214.A 215.D 216.C 217.C 218.A 219.C 220.D
221.C 222.A 223.D 224.B 225.B 226.C 227.C 228.A 229.D 230.C
231.A 232.C 233.B 234.B 235.A 236.A 237.D 238.A 239.A 240.C
241.B 242.A 243.C 244.D 245.D 246.C 247.B 248.A 249.C 250.A
251.A 252.A 253.C 254.C 255.C 256.C 257.B 258.C 259.D 260.B
261.D 262.C 263.B 264.A 265.D 266. B 267.A 268.B 269.B 270.D
271.B 272.C 273.D 274.C 275.D 276.C 277.A 278.D 279.B 280.D
281.A 282.C 283.D 284.A 285.C 286.C 287.D 288.C 289.A 290.A
291.C 292.D 293.C 294.B 295.D 296.B 297.D 298.C 299.B 300.B
301.A 302.A 303.B 304.C 305.A 306.C 307.B 308.D 309.C 310.C
311.D 312.C 313.C 314.C 315.B 316.D 317.B 318.A 319.C 320.A
321.A 322.C 323.D 324.A 325.C 326.B 327.A 328.B 329.X 330.C
331.C 332.B 333.C 334.D 335.B 336.D 337.X 338.A 339.C 340.B
341.C 342.B 343.B 344.C 345.A 346.X 347.A 348.B 349.D 350.X
351.D 352.D 353.B 354.B 355.A 356.D 357.A 358.C 359.D 360.C
361.D 362.C 363.D 364.A 365.B 366.C 367.D 368.A 369.D 370.D
371.D 372.B 373.B 374.B 375.B 376.A 377.C 378.A 379.D 380.C
381.C 382.D 383.A 384.B 385.C 386.C 387.A 388.D 389.C 390.A
391.X 392.B 393.D 394.A 395.B 396.B 397.C 398.A 399.D 400.A
401.B

588
O b r i g a d a p o r p a r t i c i p a r !

Sobre nosso curso preparatório para o Exame de Suficiência acesse


nosso blog em www.momentodeestudar.com.br/cursos

Nos acompanhe nas nossas redes sociais:


Facebook: facebook.com/momentodeestudar
Youtube: youtube.com/momentodeestudar
Instagram: @momentodeestudar

Contato: momentodeestudar@gmail.com

            Momento de Estudar
www.momentodeestudar.com.br

Você também pode gostar