Você está na página 1de 14

SEGUINDO COM O MATERIAL DA APOSTILA DO CURSO ENEAGRAMA DOS

SUBTIPOS:
OS 2 LADOS DA PERSONALIDADE

O Ser Humano tem duas naturezas, bem distintas, a Essência e a Personalidade,


ambas indispensáveis. Uma delas, a Personalidade, que estabelece como as
pessoas transitam no mundo, pode ser distorcida caso haja exagero na sua
expressividade (a regra é que haja um equilíbrio entre ela e a Essência, uma
apoiando a outra).

A exagerada alimentação da Personalidade rompe o equilíbrio e esta assume o


comando, ofuscando a Essência. Esta situação de desequilíbrio transforma a
Personalidade, algo necessário, em algo ruim, exagerado e compulsivo, a falsa
personalidade ou
EGO.

Vamos ver como utilizar algo necessário, sem deixar que haja um exagero em
sua expressão e ocasione um desequilíbrio:
- O lado bom, funcional, indispensável para transitar na vida, os níveis de
consciência.
- O lado ruim, a compulsividade, o distanciamento de si, a identificação, a
imaginação, os níveis de inconsciência.

Para a correta utilização da Personalidade cada pessoa deve usar as


manifestações de seu tipo, conscientemente, tendo os cuidados necessários
para não deixar a mecanicidade atuar.

Características positivas (desde que conscientes) de cada tipo do Eneagrama

“Cada pessoa se transforma em um especialista, pela repetição de certas


atitudes e comportamentos de seu tipo, podendo utilizá-las de forma positiva
desde que conscientemente. Esta é a forma de utilizar-se a Personalidade
funcionalmente”.
“A ousadia e o inusual, pisar em terreno aparentemente menos firme, é um
espaço da Essência”.
Cuidado Com = Compulsividade
Tipo 1 – Ético, disciplinado, organizado, gosta de fazer bem feito (cuidado com
o Perfeccionismo), vai em frente e termina seus projetos (cuidado com a
obsessão), reformador (cuidado com a busca da perfeição e da justiça à todo
custo).
Tipo 2 - Alegre (cuidado com o histrionismo), dadivoso (cuidado com a falsa
abundância), gentil e que gosta de presentear (cuidado com a manipulação e a
sedução), decidido, corre atrás de suas metas, trabalhador e flexível.
Tipo 3 – Alegre, corre atrás de seus objetivos (cuidado com a competição),
organizado, vende bem seus projetos e os da empresa (cuidado com as
máscaras que usa = camaleão), eficiente, busca resultados (cuidado com a
superficialidade e a performance), cuida de sua imagem e do local onde atua
(cuidado com a vaidade), trabalhador (cuidado com o vício da compulsividade
no trabalho = “workholic” e deixar de lado outras áreas importantes da vida).
Tipo 4 – Criativo, profundo (cuidado com o saco-sem-fundo), gosto pelo belo,
guerreiro e que “não deixa-a-peteca-cair” (cuidado com o masoquismo, o
esforço exagerado e achar nobre o sofrimento), romântico (cuidado com o
drama), entusiasmo (cuidado com a euforia e a ciclotimia), refinado, gosto pelo
único (cuidado com o individualismo exagerado).
Tipo 5 – Meticuloso, discreto (cuidado com o retraimento), objetivo, simples e
econômico (cuidado com a avareza), interesse pela informação e notícia
(cuidado com a intelectualização), gentil (cuidado com a submissão), busca do
extraordinário (cuidado com o desprezo pelo comum), observador (cuidado
com a não-participação).
Tipo 6 – Leal, bons filhos/amigos/pais (cuidado com a busca da segurança
exagerada), fiel (cuidado com o medo da traição), contestador (cuidado com a
busca do poder, desestabilizando a autoridade, fazendo motins), acuidade para
perceber o perigo (cuidado com a desconfiança), organizado.
Tipo 7 – Alegre e positivo (cuidado com o temor da dor), busca da liberdade e
da aventura (cuidado com a evitação exagerada da rotina, a responsabilidade e
o medo da disciplina), mente ágil (cuidado com o charlatanismo e o convencer
a qualquer custo), idealistas (cuidado com a falta da realidade), engraçados,
criativos, buscam o prazer (cuidado com o hedonismo e o epicurismo).
Tipo 8 - Decididos, corajosos, energia alta (cuidado com a busca do controle e
do poder), assertivos (cuidado em ser avassalador, insensível, além do se
frustrar quando não conseguem o que querem), políticos e estratégicos
(cuidado com a amizade com cumplicidade, ser “patoteiro”, quadrilheiro e
mafioso).
Tipo 9 – Confiáveis, bons mediadores, gostam de ajudar e têm facilidade de
adaptação (cuidado com o trabalhar demais para desviar o olhar de si mesmo,
o fingir-se de morto, a “saga” de falar demais para não ir no ponto central,
onde entendem pode-se criar atritos, com o ser serviçal para obter o amor que
acham não merecer por si mesmos).

ALGUNS CAMINHOS, FERRAMENTAS E INDICAÇÕES:


SAIDAS UTILIZANDO AS SETAS

A forma tradicional de estabelecer propósitos para resolver situações


pendentes, apesar de ser melhor do que ficar acomodado, conta com
o inconveniente de buscar soluções rotineiras. Tais soluções estão,
quase sempre, contaminadas pelo próprio ego. Aparentam dar mais
segurança por serem conhecidas, mas estão permeadas por vícios
comportamentais. Ser ousado e buscar o inusual é uma forma de
defender-se da mecanicidade. Tentar remar contra-corrente, pisando
em terreno desconhecido parece ilógico, mas exige uma atitude nova,
criativa e corajosa. É como olhar num espelho que reflete a solução e
não o defeito.

As atitudes anti-egóicas para cada tipo básico podem, assim, ser


buscadas em atividades, comportamentos e atitudes comuns nos dois
tipos a ele ligados pelas setas. Estas atitudes que não são boas para
estes dois tipos, por serem compulsivas, podem ser saídas para o tipo
a eles interligado, pois não fazem parte de seu repertório, sendo ao
contrário difíceis de serem exercidas.

Um levantamento minucioso das atividades, comportamentos e


atitudes rotineiras, mas compulsivas, dos tipos 4 e 7, podem balizar o
caminho do tipo 1; mostrar onde ele deve focar seus esforços para
mudar. Da mesma forma, todos os tipos podem realizar tais
levantamentos, sendo listados a seguir alguns exemplos:
O tipo 6 pode espelhar-se em certas atividades, atitudes e
comportamentos compulsivos para o tipo 9, mas que podem ser muito
transformadoras para ele, entre outros:
- Buscar a simplicidade e coragem para fazer;
- Buscar constância no plano emocional;
- Ter atitudes concretas e os pés-no-chão;
- Descansar de seus processos mentais.

O tipo 6 pode buscar no tipo 3:


- Praticidade e flexibilidade de soluções;
- Visar também o curto-prazo, resultados mais imediatos;
- Correr atrás dos objetivos, indo além do planejamento.

O tipo 3 pode buscar no tipo 6:


- Profundidade e apoio conceitual para os projetos que for
implementar;
- Considerar também os aspectos humanos nas suas decisões
(jogo menos pessoal);
- Focar resultados, mas não deixar de lado a lealdade;
- Deixar permear nos seus projetos o senso comunitário;
- Equilíbrio entre trabalho e família.

O tipo 3 pode buscar no tipo 9:


- Menos preocupação com a própria imagem;
- Repartir com os demais suas próprias vitórias;
- Evitar atitudes competitivas;
- Ter disponibilidade para ajudar as pessoas
desinteressadamente;
- Procurar resultados mais devagar (desacelerar).

O tipo 9 pode buscar no tipo 3:


- Cuidar mais de seu visual;
- Correr atrás do que deseja, não esperando que “as coisas lhe
caiam no colo”;
- Ser mais competitivo;
- Ir direto no ponto desejado;
- Aceitar elogios e desafios.

O tipo 9 pode buscar no tipo 6:


- Ao elaborar projetos, planejar melhor e levar em conta os
aspectos intelectuais;
- Não confiar em demasia;
- Aceitar a ajuda e proteção;
- Não confundir profundidade com complicação.

O tipo 1 pode buscar no tipo 7:


- O lúdico, as brincadeiras, o divertimento e o prazer;
- Flexibilidade e criatividade;
- Sonhar e dar asas à imaginação;
- Preocupar menos, não sendo obstinadamente responsável;
- Contatar sua criança mais freqüentemente;
- Situações novas, se aventurando mais;
- Ser mais paciente com seus erros;
- Se permitir alguma desorganização, indisciplina e rebelar mais.

O tipo 1 pode buscar no tipo 4:


- Acreditar mais em sua intuição;
- Ser romântico e, até certo ponto dramático;
- Combater a tendência a impassividade, expressando mais suas
emoções;
- Entrar em contato com a falta e a perda;
- Fazer atividades que lhe exijam ouvir e aceitar.

O tipo 4 pode buscar no tipo 1:


- Auto-estima e confiança nas suas opiniões e decisões;
- Acreditar em suas metas e fazê-las com disciplina e
determinação;
- Acreditar que tem em si o que deseja no outro.

O tipo 4 pode buscar no tipo 2:


- O auto-engrandecimento;
- Fazer mais pelo outro, a partir da constatação de que tem o
suficiente;
- Ser otimista e viver mais o presente;
- Acreditar que o grande amor está por vir e não escapou no
passado.

O tipo 2 pode buscar no tipo 8:


- Fazer as coisas assertivamente, sem a preocupação de agradar;
- Evitar a manipulação, a sedução e bajular os demais;
- Não se deixar ser tomado por exageros emocionais;
- Manter os “pés bem plantados no chão”;
- Fazer atividades que lhe exijam sinceridade, isenção ou a
necessidade de negar coisas.

O tipo 2 pode buscar no tipo 4:


- Reconhecimento e aceitação de que não tem mais do que os
outros;
- Ser mais realista, entrando em contato com a falta e com
momentos de baixa-estima;
- Auto-exigência e tenacidade;
- Sinceridade e assertividade;
- Obter coisas com esforço e não com sedução.

O tipo 8 pode buscar no tipo 5:


- O conhecimento, a precisão, o método;
- Ser mais analítico e isento;
- Planejar com detalhe suas ações;
- Contentar-se com menos, evitando o exagero;
- Antes de atuar, observar detidamente;
- Procurar atividades que exijam a minúcia, o silêncio e a
programação.

O tipo 8 pode buscar no tipo 2:


- Elogiar os demais;
- Usar alguma adulação e sedução;
- Expressar-se emocionalmente;
- Dar mais de si ao outro;
- Acreditar em sua intuição (diferente de instinto);
- Ser mais crédulo;
- Procurar atividades que exijam docilidade, gentileza e
sensibilidade;
- Trabalhar em equipe.

O tipo 5 pode buscar no tipo 8:


- Mais intensidade em suas ações;
- Ser mais confrontativo, dizendo o que pensa ou sente do outro;
- Aliar à prática suas teorias;
- Atividades que exijam risco, rapidez e autoconfiança.

O tipo 5 pode buscar no tipo 7:


- Ser mais expressivo, emitindo suas opiniões;
- Se divertir, procurando o prazer, o lúdico e a alegria;
- Estar pronto para resolver os problemas que surgirem;
- Atividades que exijam fazer contatos;
- Ambientes em que se precise interelacionar.

O tipo 7 pode buscar no tipo 5:


- Ser mais sintético;
- Detalhar e aprofundar seus projetos;
- O isolamento e a interiorização;
- Atividades que exijam minúcia, silêncio, isolamento, rotina e
sistematização.

O tipo 7 pode buscar no tipo 1:


- Disciplina e organização;
- Aceitar regras e normas de condutas;
- Obedecer às determinações estabelecidas;
- Atividades que exijam a responsabilidade por suas obrigações
tragam ou não satisfação para si;
- Atividades rotineiras e detalhadas.
Bibliografia sobre o Eneagrama

1. “Os Nove Tipos de Personalidade”, Cláudio Naranjo,


Editora Objetiva (de longe o melhor, mas está esgotado).
2. “O Eneagrama da Sociedade, Males do Mundo, Males da
Alma”, Cláudio Naranjo, Editora Esfera.
3. “O Eneagrama - As Nove Faces da Alma”, Richard Rohr,
Editora Vozes, que descreve bem o tipo 1 (ele é este tipo;
tem uma conotação um tanto religiosa).
4. “O Eneagrama”, Helen Palmer, Editora Paulinas.
5. Meu Eu Melhor, Kathleen Hurley e Theodore Dobson
(dois Psicólogos Americanos; muito criativo).
6. “A Sabedoria Milenar do Eneagrama”, Don Richard Rizo,
Editora Cultrix.
7. “A Dimensão Espiritual do Eneagrama”, Sandra Maitri,
Editora Cultrix (uma visão interessante do Eneagrama,
pouco abordada por outros autores).
8. “A Empresa e seus Colaboradores – Usando o Eneagrama
para Otimizar Recursos”, Patrícia e Fabien Chabreuil,
Editora Madras (mais voltado para empresas).

9. “Carácter y Neurosis – Una Visión Integradora”,


Claudio Naranjo – 4ª edición –
Editora “La Llave” – Vitória-Gasteiz, España.

10.“O Eneagrama e os Eneatipos Humanos” guia para


iniciação no mapa dos segredos – Alaor Passos – Editora
Thesaurus.
11. “O Eneagrama ao Vivo – Facetas da Divina Comédia
Humana” – Alaor Passos – Editora Thesaurus.
FILMES COM PERSONAGENS DOS SUBTIPOS DO ENEAGRAMA

1. Sexual – “O Apóstolo” (Pregador).


Social – “Os Miseráveis” (Inspetor Javert).
Conservacional – “Pantaleão e as Visitadoras” (Pantaleão), “Os
Miseráveis” (Lian Nielson - Jean Valjean),
“Vestígios do Dia” (Mordomo).

2. Sexual - “Thelma e Louise” (Thelma),


“Gata em Teto de Zinco Quente” (Elizabeth Taylor – Maggie, a
gata).
Social – “Capote” (Capote – Repórter e Escritor),
“Feitiço do Tempo” (Groundhog Day - O Repórter).
Conservacional – “Kramer X Kramer” (Dustin Hoffman).

3. Sexual – “O Casamento de Meu Melhor Amigo” (C. Diaz)

Social– “O Casamento de Meu Melhor Amigo” (Julia Roberts).


Conservacional - Thelma e Louise (Louise).

4 Sexual – “Perfume de Mulher” (Al Pacino – Coronel Cego).


Social – “A Mulher do Tenente Francês” (Meryl Streep).
Conservacional – “Tess de Uberville” (Nastassja Kinsky)

5 . Sexual “O Fabuloso Destino de Amelie Poulain” (Amelie).


Social – “Morangos Silvestres” (O velho médico).
Conservacional – “Um Sonho de Liberdade” (O contador).

6 Sexual - “Gata em Teto de Zinco Quente” (Paul Newman).


Social – “Ensaio D’orquestra” (O Maestro).

Conservacional – “Guerra e Paz” (Pierre),


“O Discurso do Rei” (O Rei Gago).

7 Sexual – “A Vida é Bela” (Pai do Menino),


“Lua de Papel” (o vendedor).
Social – “O Labirinto do Fauno” (A menina Ofélia),
“Estação Central” (Fernanda Montenegro),
“Jacob, o Mentiroso” (Robin Williams – Jacob),
“Santos Inocentes” (não achei).
Conservacional – “A Lista de Schindler” (Lian Nielson –Schindler),
“O Estômago” (filme Brasileiro – o Cozinheiro Psicopata).

8 Sexual – “Zorba, o Grego” (Anthony Queen –Zorba), “Lendas da


Paixão” (Brad Pitt),
“Nada é Para Sempre” (Brad Pitt, o irmão caçula),
“Clube da Luta”.
Social – “Tomates Verdes Fritos” (Idge).
Conservacional – “Gata em Teto de Zinco Quente” (Burl Ives –
Papa Doc).

9 Sexual -” Forrest Gump” (Forrest Gump).


Social - “Bagdá Café” (A Hóspede e depois Empregada do Café).
Conservacional – “Tomates Verdes Fritos” (O casal de gordos),
“Vinhas da Ira” (a mãe).

Você também pode gostar