Você está na página 1de 2

@enfimodonto

HIDROCOLÓIDE IRREVERSÍVEL - ALGINATO

 HISTÓRICO  MANIPULAÇÃO
• Final do séc. XIX na Escido por ócia, • Leia as recomendações do fabricante;
descobriu-se um exudato produzido por • Agite o pacote para descompactar o pó;
certas algas, denominadas ALGINAS; • Encha a colher de medida e com a espátula
• Posteriormente surgiu o ALGINATO para retire o excesso de alginato;
a moldagem. PROPORÇÃO
PROPORÇÃO 1 : 1

Hidrocolóide irreversível

 HIDROCOLÓIDES IRREVERSÍVEIS –
ALGINATO

- A mesma quantidade de água que eu uso é a


mesma quantidade de pó que tenho que usar. Se eu
usar 1 colher de pó, vou usar 1 porção de água (até
na primeira linha). Se usar 2 colheres de pó, duas
porções de água (até a segunda linha). E assim
sucessivamente, na relação 1 : 1..
- Quando eu moldo uma pessoa eu tenho o molde,
com o alginato; FORMA CORRETA: “Sempre ele, nela”. Sempre
despejo o pó (ele) na água (nela).
- Depois que eu vazei, coloquei o gesso e coloquei no
alginato. Ai sim terei o modelo de gesso. • Espatular vigorosamente, alternando
movimentos para liberar as bolhas de ar;
Obs.: Quando tem um “buraco” no alginato, chamamos TEMPO de 45 seg a 1 minuto
de bolha negativa. Quando tem algo elevado no gesso,
chamamos de bolha positiva.  PROPORÇÃO ÁGUA-PÓ
15g de pó + 40ml de água
 INDICAÇÕES
• Modelo de estudo; A reação de geleificação se dá entre 3 e 4 minutos
• Modelos ortodônticos; (20ºC).
• Modelos para prótese total (PT); Endurecer do alginato = geleificação
• Modelos para prótese parcial removível (PPR)
• Moldagem de hemiarcada.  MANIPULAÇÃO
A temperatura da água e o tempo de presa
 COMPOSIÇÃO (geleificação) são inversamente proporcionais.
• Alginato de potássio 15%
- A temperatura influencia muito, quanto maior a
• Sulfato de cálcio 16%
temperatura, mais rápida é a geleificação. Exigindo
• Óxido de zinco 4% mais agilidade na manipulação.
• Fluoreto de potássio 3%
• Terra diatomácea 60%
• Fosfato de sódio 2%
1
@enfimodonto

 ALGINATO: COMO ESPATULAR?


ONDE EU ERRO?
• MATERIAL GRANULOSO
- Espatulação inadequada;
- Relação água/pó muito errada.

• RASGAMENTO
- Espessura inadequada do material;
- Contaminação por umidade;
- Remoção prematura da boca;
- Espatulação prolongada.

• BOLHAS DE AR
- Excesso de saliva nos tecidos;
- Movimentos rápidos durante a moldagem.

• DISTORÇÃO
- Molde não foi imediatamente vazado;
- Movimentação da moldeira na boca;
- Remoção prematura ou tardia da boca.
Na parte vertical (eixo y), tenho tempo de presa em
minutos. Já na parte horizontal (eixo x), tenho
temperatura em ºC. Analisando o gráfico é possível
*Resumo de aula – ITPAC/
PAC/Palmas
verificar que ao aumentar a temperatura, diminui o
tempo de presa.

 DESINFECÇÃO
• Banho de imersão por 10min ou spray
Hipoclorito de sódio 1% ou glutaraldeído
Água sanitária caseira (solução 1 / 10)
- Lavar o molde em água corrente;
- Borrifar sobre o molde (spray);
- Colocar o molde em um saco plástico por 10min;
- Lavar e secar o molde com cuidado;
- Verter o gesso.