Você está na página 1de 9

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL


COMITÊ DE DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA ESPACIAL BRASILEIRO

GRUPO TÉCNICO COM ATRIBUIÇÃO PARA PLANEJAR A IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E


ESTABELECER O PLANO DE CONSOLIDAÇÃO DO CENTRO ESPACIAL DE ALCÂNTARA EM ÁREA A SER
AFETADA AO COMANDO DA AERONÁUTICA, NO MUNICÍPIO DE ALCÂNTARA, NO MARANHÃO, E
PROPOR A INCLUSÃO DAS NECESSIDADES DE RECURSOS PARA ESSA FINALIDADE NO PLANO
PLURIANUAL DO PERÍODO COMPREENDIDO ENTRE 2020 E 2023

RELATÓRIO FINAL
2

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO ..................................................................................................................................3
2. CONSTITUIÇÃO DO GRUPO TÉCNICO .............................................................................................3
2.1. RESOLUÇÃO DE CONSTITUIÇÃO...............................................................................................3
2.2. FINALIDADE DO GRUPO DE TRABALHO ...................................................................................3
2.3. COMPOSIÇÃO DO GRUPO TÉCNICO ........................................................................................3
3. DESENVOLVIMENTO DOS TRABALHOS DO GRUPO TÉCNICO .......................................................4
3.1. DA METODOLOGIA...................................................................................................................4
3.2. DO CRONOGRAMA ESTABELECIDO ..........................................................................................4
3.3. DA SÍNTESE DOS TRABALHOS REALIZADOS .............................................................................4
3.4. DOS FATORES INTERVENIENTES ..............................................................................................5
3.5 DAS AÇÕES PENDENTES ...........................................................................................................6
4. RECOMENDAÇÕES DO GRUPO A SEREM APRECIADAS PELO PLENÁRIO DO CDPEB ....................6
4.1. APROVAÇÃO DA PROPOSTA DE PLANO DE CONSULTA ...........................................................6
4.2. CONSTITUIÇÃO DE NOVO GRUPO TÉCNICO. ...........................................................................6
5. CONCLUSÃO ....................................................................................................................................7
6. ASSINATURAS .................................................................................................................................8
ANEXO – PROPOSTA DE PLANO DE CONSULTA
3

1. INTRODUÇÃO
Após a finalização dos trabalhos do Grupo Técnico nº 7 do CDPEB – que resultaram no
equacionamento da questão fundiária e patrimonial do Centro de Lançamento de Alcântara – CLA, e
da conclusão dos trabalhos do Grupo Técnico nº 10, o qual planejou e orientou a integração de
políticas públicas e ações sociais a serem implementadas no Município de Alcântara – MA, verificou-
se a necessidade de continuação de ações que promovessem o dimensionamento dos recursos
necessários, o atendimento dos imperativos previstos em legislação afeta à consulta de parte das
comunidades tradicionais existentes no Município de Alcântara - MA e o oportuno planejamento
orçamentário para suporte às ações necessárias.
Nesse contexto, foi criado o Grupo Técnico nº 13 (GT-13) com o objetivo de promover a
consolidação do Centro Espacial de Alcântara, em sintonia com a concepção do projeto original da
década de 1980.

2. CONSTITUIÇÃO DO GRUPO TÉCNICO

2.1. RESOLUÇÃO DE CONSTITUIÇÃO


Resolução CDPEB nº 8, de 7 de agosto de 2019.

2.2. FINALIDADE DO GRUPO DE TRABALHO


Conforme a Resolução CDPEB 8/2019, o GT-13 foi criado com os seguintes objetivos:
- Planejar a implementação de políticas públicas associadas à consolidação do CEA, em
consonância com as conclusões do Relatório Final do Grupo Técnico nº 10;
- Estabelecer o plano de consolidação do Centro Espacial de Alcântara em área a ser afetada
ao Comando da Aeronáutica, no município de Alcântara - MA; e
- Propor a inclusão das necessidades de recursos no Plano Plurianual do período
compreendido entre 2020 e 2023.

2.3. COMPOSIÇÃO DO GRUPO TÉCNICO


a) Membros natos:
- Casa Civil da Presidência da República;
- Ministério da Defesa;
- Ministério da Economia;
- Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; e
- Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.
b) Membros Convidados:
- Ministério da Justiça e Segurança Pública;
- Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento;
4

- Ministério da Educação;
- Ministério da Cidadania;
- Ministério da Saúde;
- Ministério de Minas e Energia;
- Ministério do Desenvolvimento Regional;
- Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos;
- Secretaria-Geral da Presidência da República;
- Secretaria de Governo da Presidência da República;
- Ministério da Infraestrutura (inclusão pela Resolução nº 11/2020, do CDPEB)
- Ministério do Turismo (inclusão pela Resolução nº 11/2020, do CDPEB)
- Fundação Nacional de Saúde (inclusão pela Resolução nº 11/2020, do CDPEB)

3. DESENVOLVIMENTO DOS TRABALHOS DO GRUPO TÉCNICO


3.1. DA METODOLOGIA
O Grupo Técnico reúne-se com regularidade, sob a coordenação do Ministério da Defesa,
sendo submetidas à deliberação dos participantes as propostas de etapas e de atividades necessárias
à consecução dos objetivos estabelecidos. Os resultados intermediários alcançados nessas reuniões
e as ações decorrentes estão registrados nas atas de cada encontro do subcolegiado. Cabe salientar
que todas as propostas elaboradas no âmbito do GT-13 serão levadas à apreciação do Plenário do
CDPEB, por ocasião da reunião daquele Colegiado de Ministros.

3.2. DO CRONOGRAMA ESTABELECIDO


Inicialmente, a Resolução que constituiu o GT-13 estabeleceu o prazo de 180 (cento e oitenta)
dias para a conclusão de seus trabalhos, cujo encerramento das atividades seria o dia 9 de fevereiro
do corrente ano. Contudo, à consideração de fatores intervenientes, esse prazo foi prorrogado por
igual período, conforme deliberação do Plenário do CDPEB, publicada pela Resolução nº 11/CDPEB,
de 26 de março de 2020.

3.3. DA SÍNTESE DOS TRABALHOS REALIZADOS


Depois de sete reuniões ordinárias, treze reuniões extraordinárias e duas reuniões do Plenário
do CDPEB, o GT-13 apresentou o seguinte:
- elaboração e indicação ao Plenário do Comitê de proposta de matriz1 de responsabilidades
dos órgãos que integram o CDPEB, com as ações voltadas para políticas públicas destinadas às
comunidades que habitam a área de interesse do Estado na consolidação do Centro Espacial de
Alcântara;

1
A citada matriz de responsabilidade, aprovada pela Resolução 11/2020 do CDPEB, objetiva o “empoderamento” de
interlocutores para participarem do processo de consulta previsto pela Convenção nº 169 da Organização Internacional
do Trabalho – OIT, em nome de diversos setores do Governo Federal.
5

- debate e indicação ao Plenário do Comitê de proposta de criação de Grupo Técnico2 com


atribuição para elaborar proposta de integração de ações destinadas ao desenvolvimento da
Península de Alcântara, no Maranhão;
- concepção e aprovação de ações preliminares de desenvolvimento e promoção da cidadania
no município de Alcântara, MA, para concretização imediata ou no curto prazo, e que estivessem
disponíveis em programas setoriais já existentes no âmbito dos diversos órgãos e entidades que
integram o GT-13. As ações apresentadas foram aprovadas pelas resoluções do Plenário do CDPEB nº
4, de 6 de maio de 2019; e nº 8, de 7 de agosto de 2019;
- coordenação de visita a Alcântara, no Maranhão, realizada nos dias 1 e 2 de outubro 2019,
dos Secretários-Executivos dos Ministérios responsáveis por ações definidas no âmbito do Grupo,
voltadas à área de interesse do Estado Brasileiro naquela região, que contou, também, com a
participação de representante da Advocacia-Geral da União, com a finalidade de apresentar a essas
autoridades a relevância para o país do desenvolvimento da localidade que sedia o Centro de
Lançamento de Alcântara;
- coordenação de visita a Alcântara, no Maranhão, realizada nos dias 4, 5 e 6 de dezembro
2019, de especialistas de diversos órgãos e entidades que compõem o GT-13, para reuniões com
agentes da Prefeitura de Alcântara e do Governo do Estado do Maranhão, realizada nos dias 4, 5 e 6
de dezembro de 2019, com vistas a promover sinergia nas ações intergovernamentais; e
- elaboração da Proposta do Estado Brasileiro para consulta às comunidades quilombolas de
Alcântara, no Maranhão, sobre ações compensatórias e políticas públicas relacionadas à consolidação
do Centro Espacial de Alcântara.

3.4. DOS FATORES INTERVENIENTES


Em relação às atribuições do Grupo de Trabalho nº 13 do CDPEB, cabe destacar a ocorrência
de circunstâncias excepcionais que impediram que os resultados almejados fossem plenamente
alcançados.
Nesse sentido, em função do calendário orçamentário, que estabeleceu, até julho de 2019, o
prazo para inclusão de necessidades de recursos no Plano Plurianual 2020/2023, não houve tempo
hábil para a elaboração do referido planejamento financeiro. Além do mais, some-se a este fato que
o montante dos recursos necessários para as realizações naquela localidade somente será conhecido
ao final do processo de consulta, quando as ações compensatórias e políticas públicas relacionadas à
consolidação do CEA forem discutidas e aceitas.
Quanto ao planejamento das mencionadas ações compensatórias e políticas públicas,
necessárias à consolidação do Centro Espacial de Alcântara, observou-se que essas requerem a
realização prévia de levantamento fundiário, cadastramento socioeconômico das famílias envolvidas
nesse processo e do cadastramento de lideranças comunitárias, os quais, por sua vez, foram
postergados, inicialmente, por restrições orçamentárias – que já foram superadas – e posteriormente

2
Foi observado pelos membros do GT-13 que o equacionamento de diversos problemas de infraestrutura em Alcântara
poderia contribuir significativamente para potencializar os trabalhos sob a responsabilidade do Grupo. Entretanto, por
ocasião da reunião do Plenário do CDPEB, o representante do então Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e
Comunicações, informou ao Colegiado que aquela Pasta se encontrava em vias de constituição de uma Comissão de
Desenvolvimento Integrado para o Centro Espacial de Alcântara (CDI-CEA), a ser presidida por seu. Por essa razão, não
prosperou a criação do subcolegiado proposto pelo GT-13.
6

pelo advento da pandemia de Covid-19, fatos que impossibilitou qualquer trabalho em campo dos
técnicos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária - INCRA.

3.5 DAS AÇÕES PENDENTES


No contexto da consolidação do Centro Espacial de Alcântara – CEA, além do mapeamento
fundiário, do cadastramento socioeconômico e do cadastramento de lideranças comunitárias,
mostra-se essencial a implementação do processo de consulta às comunidades quilombolas de
Alcântara, na forma da Proposta do Estado Brasileiro anexa a este Relatório Final. Destaca-se que
essas ações podem ser realizadas de forma concomitante e complementar.
De fato, concluídas as atividades constantes do processo de consulta, ter-se-á construído,
mediante o diálogo com as comunidades passíveis de serem afetadas, observadas as balizas legais e
regulatórias, a proposta final do Governo, compromisso institucional com as ações e políticas públicas
pertinentes.

4. RECOMENDAÇÕES DO GRUPO A SEREM APRECIADAS PELO PLENÁRIO DO CDPEB

4.1. APROVAÇÃO DA PROPOSTA DE PLANO DE CONSULTA


A Proposta do Estado Brasileiro para Consulta às Comunidades Quilombolas de Alcântara, no
Maranhão, sobre ações relacionadas com a consolidação do Centro Espacial de Alcântara, anexa a
este Relatório Final, sistematiza o trato do assunto junto às comunidades quilombolas do Município
de Alcântara - MA, cobrindo todas as ações preparatórias a serem debatidas com as comunidades e
seus representantes, com o objetivo de atender ao disposto na Convenção nº 169 da Organização
Internacional do Trabalho.

4.2. CONSTITUIÇÃO DE NOVO GRUPO TÉCNICO.


Este Subcolegiado requer a constituição de Grupo Técnico com atribuição para implementar,
junto à comunidade quilombola da região de interesse do Estado Brasileiro para a Consolidação do
Centro Espacial de Alcântara, o Plano de Consulta sobre as ações e políticas públicas do Estado para
aquela localidade.
A coordenação das atividades desse novo subcolegiado caberá ao Ministério da Defesa, que
contará com as participações dos seguintes órgãos como integrantes: Casa Civil da Presidência da
República; Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações; Ministério da Agricultura, Pecuária e
Abastecimento; Ministério da Educação; Ministério da Cidadania; Ministério da Saúde; Ministério do
Desenvolvimento Regional; Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos; Secretaria-Geral da
Presidência da República; Secretaria de Governo da Presidência da República; Instituto Nacional de
Colonização e Reforma Agrária; Fundação Nacional de Saúde; e Fundação Cultural Palmares.
Propõe-se que o início dos trabalhos do Subcolegiado a ser criado se dê, apenas, quando
terminadas as ações de enfrentamento à pandemia de Covid-19, ora vivenciada pelo Brasil.
7

5. CONCLUSÃO
O trabalho do GT-13 foi dividido em dois conjuntos complementares: um com ações
preliminares, a serem concluídas antes de qualquer contato formal junto às comunidades; e outro
com as ações que dependem de atividades em campo, seja diretamente junto às comunidades
passíveis de serem afetadas, seja em seu entorno.
Detalhando-se o primeiro conjunto de ações, tem-se a Proposta do Estado Brasileiro para
Consulta à Comunidade Quilombola da região de Alcântara, no Maranhão, conforme a minuta que
segue anexa a este Relatório. Nessa senda, o processo decorrente dessa ação se constitui,
basicamente, de reuniões a serem promovidas com os agentes envolvidos e com as comunidades que
serão diretamente alcançadas.
Compõe, também, o primeiro conjunto de ações o delineamento preliminar das ações
mitigadoras, reparatórias e compensatórias, bem como as políticas públicas associadas ao projeto de
consolidação do CEA, que reúne tanto as ações previstas na Resolução nº 4, de 6 de maio de 2019,
como as previstas na Resolução nº 8, de 7 de agosto de 2019, ambas do Plenário do CDPEB, além de
outras relativas à construção de moradias e infraestrutura a essas associada, para as famílias que
venham a ser realocadas. Nesse sentido, a matriz de responsabilidade aprovada pela Resolução nº
11, de 26 de março de 2020, do Plenário do CDPEB, é o documento que balizará a consecução de tais
atividades.
No segundo conjunto de ações – ainda não iniciado –, além da proposta de ocupação da área
total necessária à consolidação do CEA (a área atualmente ocupada pelo CLA somada à área de 12.645
hectares adjacentes), encontram-se as ações mitigadoras, reparatórias e compensatórias, bem como
as políticas públicas associadas com a possível realocação de comunidades, cuja conclusão dependerá
dos levantamentos a serem realizados pelo INCRA e pela Fundação Cultural, a saber: pelo INCRA, o
mapeamento fundiário, o cadastramento socioeconômico e o cadastramento das lideranças
comunitárias; e pela FCP, o Estudo do Componente Quilombola.
Entende-se que as ações elencadas no parágrafo anterior deverão ser realizadas logo após a
Reunião Informativa prevista na anexa Proposta de Estado para Consulta às Comunidades
Quilombolas, onde será apresentado previamente às comunidades de Alcântara/MA, bem assim a
seus representantes, o objetivo dos trabalhos que serão desenvolvidos pelos técnicos do INCRA e da
FCP na localidade, bem como os benefícios deles decorrentes.
Cabe ressaltar que o resultado do processo de consulta representará o resultado de todo o
trabalho de negociação com transparência e respeito às comunidades, em busca do equilíbrio entre
importantes interesses para o país, sendo um ligado à esfera social e outro ao desenvolvimento
científico e econômico, com reflexos para a Segurança e Defesa Nacionais.

Brasília, 20 de julho de 2020.


8

6. ASSINATURAS

Assinam o presente Relatório Final os seguintes representantes dos órgãos e entidades que
integram este Grupo Técnico do Comitê de Desenvolvimento do Programa Espacial Brasileiro –
CDPEB, conforme deliberação em Reunião Ordinária do Subcolegiado, por videoconferência, do dia
17 de julho de 2020, às 14h30.

Brig Ar R1 ROGÉRIO LUIZ VERÍSSIMO CRUZ ANTONIO CAPISTRANO DE FREITAS FILHO


Ministério da Defesa Contra-Almirante
Coordenador do Grupo Técnico Gabinete de Segurança Institucional da
Presidência da República

Brig Ar JOSÉ VAGNER VITAL ERIC CÉZANNE CÓLEN Cel Av


Comando da Aeronáutica Comando da Aeronáutica
DCTA/CCISE Estado-Maior da Aeronáutica

ESEQUIEL ROQUE DO ESPÍRITO SANTO MARCUS VINÍCIUS BARBOSA PEIXINHO


Ministério da Mulher, da Família e dos Ministério da Saúde
Direitos Humanos

RUY EMMANUEL SILVA DE AZEVEDO LAÉRCIO FIDELIS DIAS


Casa Civil da Presidência da República Fundação Cultural Palmares

FERNANDA REGINA VILARES GUILHERME ZANETTI ROSA


Advocacia-Geral da União Ministério de Minas e Energia

DANIELA FERREIRA MARQUES VALDIR CAMPOI JÚNIOR Coronel


Subchefia para Assuntos Jurídicos da Secretaria-Geral da Presidência da República
Presidência da República

PEDRO HENRIQUE DE A. RECKZIEGEL FABRICIO STORANI DE OLIVEIRA Coronel


Ministério da Economia Ministério da Educação
9

EURICO GASPAR EMÍLIA DE BARROS MAFRA LAPENDA


Instituto Nacional de Colonização e Ministério da Agricultura, Pecuária e
Reforma Agrária Abastecimento

SILENE XIMENES SANTOS ALBERTO VIEIRA VENTURIERI


Fundação Nacional de Saúde Ministério do Desenvolvimento Regional

CLAUDIO OLANY ALENCAR DE OLIVEIRA CRISTIANO AUGUSTO TREIN


Coronel Agência Espacial Brasileira
Ministério da Ciência, Tecnologia e
Inovações

PAULO ROBERTO SISTE CARDOSO Major HELOIZA EGAS


Ministério da Justiça e Segurança Pública Ministério da Cidadania