Você está na página 1de 8

CIÊNCIA DAS ARTES VISUAIS / TÉCNICAS DE EXPRESSÃO ARTÍSTICAS/ 10ªCLASSE / ANO LECTIVO 2019

UNIDADE 1-LINGUAGEM PLÁSTICA

Conceito de linguagem

Sistema de signos

 Música
 Pintura
 Cinema Articulações próprias – Expressões
 Escultura
 Outras

Linguagem: A linguagem é composta essencialmente por dois


elementos fundamentais, Língua (sistema de signos), Fala (Utilização
individual dos signos

Podemos aplicar o conceito de língua aos signos das artes


mencionadas a cima? Em princípio não. Porque estes signos têm
apenas uma articulação (uma linguagem própria, ou seja, por exemplo
na música, só pode ser compreendida como música) e o termo
linguagem aplica-se apenas aos sistemas com dupla articulação.
Contudo estes sistemas agrupam-se aos conceitos genéricos da
comunicação na análise as diversas obras.

Especificidade da linguagem

Como já referimos, vimos que a linguagem varia de acordo a área de


conhecimento, no caso das artes, dependendo do tipo de arte, cada
arte tem um linguagem especifica. Todavia a linguagem plástica possui
elementos peculiares que a caracterizam. Na pintura, uma das formas
de expressão plástica, as obras para além de serem figurativa são
abstractas. Cada obra é composta por signos visuais (pontos, linhas,
textura e cor) que têm a função de formar figuras no espaço de
composição quando combinados entre si, onde o ponto tem como
principal papel a organização do espaço de composição.

Obra de arte abstracta: Neste tipo de o bras de artes, os signos visuais


perdem a sua relação com a realidade exterior para acentuar as
próprias formas e sua inter-relação uma metalinguagem, onde a
linguagem pictórica fala por si mesma, de modos a exprimir sentimentos
e emoções num texto ou linguagem específica.

Obras de arte figurativas: Este tipo de obra refere-se essencialmente a


especificidade da linguagem do artista pois alguns artistas possuem um
único processo de conjugação dos elementos formais(signos visuais),daí

Elaborado por Paulo F. da Silva Lussati


1
CIÊNCIA DAS ARTES VISUAIS / TÉCNICAS DE EXPRESSÃO ARTÍSTICAS/ 10ªCLASSE / ANO LECTIVO 2019

que a identificação das sua obras seja feita sem ser necessário analise
da assinatura, facto que torna o estado de espírito e a expressão únicos.

Relação entre a palavra e a formação plástica

Esta relação é intrínseca na medida em que se refere a escrita que não


sabemos e não precisamos saber o que significa mas que nos revela
uma enorme carga expressiva que é dada pelo conjunto de linhas
manchas e pontos que as compõem. Estes caracteres também nos
transmitem uma linguagem que não representam as palavras faladas,
mas que comunicam um sentido estético, de formas, espaços, ritmo e
transmitem a sensação como leveza, peso, alegria ou tristeza

Processo de significação

Signos: É um conceito base de cada linguagem. É toda a coisa que


substitui outra representando-o para alguém, sob certos aspectos e sob
certa medida, ou seja o signo é uma realidade sensível que aponta
para um referente através do processo de simplificação, o qual pode
possuir ou não um código.

Sinais: Quando a relação entre a realidade e a obra é óbvia(O céu


está nublado, vai chover ).

Ícone: Quando a imagem do signo possui semelhança com a realidade


(Fotografias)

Simbolo: Quando a percepção exige aprendizagem (Sinais de transito)

Figura 1-Processo de significação

Isso significa que para que se tenha uma obra é necessário primeiro que
haja uma referência ou realidade a qual o sujeito (artista) deve se
basear. Ora nessa referencia ou realidade (objecto real) deve ter um

Elaborado por Paulo F. da Silva Lussati


2
CIÊNCIA DAS ARTES VISUAIS / TÉCNICAS DE EXPRESSÃO ARTÍSTICAS/ 10ªCLASSE / ANO LECTIVO 2019

significado, isto é, o que pensa o artista sobre esse objecto real tido
como referencia avaliando o seu valor expressivo, temático e simbólico.
Os signos surgem como a linguagem específica utilizada na
transferência da realidade para obra, tendo em conta o tipo de signo a
ser utilizado (Sinais, ícones ou símbolos),pois esses possuem códigos
próprios de percepção. Por consequência disso dá a origem a obra
como o que se refere a realidade expresso numa linguagem própria
como referente.

A arte como sistemas de formas organizadas

A arte é um sistema de formas organizadas .A relação entre esses


formas condicionam a percepção que temos dela delas.

A percepção das formas e a organização das formas estéticas podem


ser condicionadas por alguns parâmetros como:

Plano, tensões dinâmicas e estáticas, Equilíbrio e desequilíbrio, peso,


rectângulo de ouro (proporções),linha, Valor do claro- escuro, textura.

1. PLANO : É superfície sobre a qual se desenvolve uma composição,


pode ter uma forma geométrica ou não. Essa superfície pode ser
definida pelos seus limites físicos ou por uma linha de contorno
traçada previamente, que pode se transformar numa barreira e
criar um enquadramento que, se for dominado pode tornar-se um
factor positivo e não um estorvo. O plano é também designado
de estrutura básica. No enquadramento mais simples, que é o
quadrado, medianas representam uma estrutura estática
(expressões estáveis) e as diagonais uma estrutura dinâmica
(expressões dinâmicas)

Figura 2-Expressões de estruturas estáticas e dinâmicas

Elaborado por Paulo F. da Silva Lussati


3
CIÊNCIA DAS ARTES VISUAIS / TÉCNICAS DE EXPRESSÃO ARTÍSTICAS/ 10ªCLASSE / ANO LECTIVO 2019

As estruturas básicas são traçados ou grelhas que atribuem um certa


ordem ao plano .Traçados semelhantes permitem modular, orientar,
estabelecer malhas para execução .

Figura 3-Traçados ou grelhas de composição

No caso do enquadramento do desenho de observação do natural,


existe a necessidade de definir o enquadramento apesar de o assunto
estar definido. O enquadramento neste caso contem em si
possibilidades expressivas explicitas (limites) e implícitas(estruturas
básicas) que actuam logo que um ponto ou uma linha é desenhada
sobre o plano.

Figura 4-Disvio da centro de equilíbrios

Assim, sem enquadramento não há significado expressivo. O campo


visual é definido pelo limite do plano ,pelas dimensões e pelo formato
da superfície.

A forma da superfície onde desenhamos influencia a distribuição que


fazemos dos elementos visuais e dos espaços dentro dos contornos que
limitam essa superfície, porem quando desenhamos não podemos
exercer a nossa atenção apenas no objecto que queremos desenhar.
Devemos antes de mais ver como organizamos o conjunto desses
elementos na superfície delimitada pelo contorno do formato. É
necessário ter em atenção todo espaço do campo visual, procurando
inter-relacionar os elementos do desenho entre si e em todo campo.

Elaborado por Paulo F. da Silva Lussati


4
CIÊNCIA DAS ARTES VISUAIS / TÉCNICAS DE EXPRESSÃO ARTÍSTICAS/ 10ªCLASSE / ANO LECTIVO 2019

As dimensões do campo visual são, conjuntamente com a forma da


superfície, geradas pelo contorno e fundamentalmente para os efeitos
visuais a criar.

A maneira como organizamos os elementos visuais no campo, permite a


obtenção de composição plástica que deferem do efeito, conforme
estes se integram.

Portanto, algumas maneiras de organizar esses elementos no campo


visual e dos quais podemos tirar partido, corresponde as seguintes
estratégias :

 Intersecção –Quando os objectos penetram uns nos outros


 Sobreposição –Quando os objectos estão sobrepostos e
paralelamente esconde alguns.
 Transparência – Corresponde a um efeito visual que nos é dado
pela sobreposição de vários elementos, onde se apresentam
totalidade das forma, criando deste modo ideia visual de
transparência .
 Separação –Neste caso as formas encontram-se separadas

Figura 5-Organização dos elementos no espaço

Elaborado por Paulo F. da Silva Lussati


5
CIÊNCIA DAS ARTES VISUAIS / TÉCNICAS DE EXPRESSÃO ARTÍSTICAS/ 10ªCLASSE / ANO LECTIVO 2019

Entretanto a superfície do campo é sentida e percepcionada não


apenas como fundo, onde as formas estão organizadas mas também
como um valor visual em si mesmo do tipo de subdivisão que organiza.

Figura 6-Formas de organização do espaço ou campo


2.
3. TENSÕES DIMAMICAS E ESTÁTICAS

Se formos analisar os primeiros resquícios de uma obra de pintura,


escultura ou arquitectura encontrar-nos-emos sempre em riscos
confusos misturados com traços bem carregados que acentuam
direcções, volumes ou delimitações, e que ao longo de um
desenvolvimento paciente irão constituir sempre o esquema orientador
da obra em questão.

As acentuações de direcções podem ser interpretadas como


movimentos, pois há movimentos respectivamente para direita, para
cima e para baixo. Este movimento não é, evidentemente, um
movimento percebido, pois as figuras encontra-se perfeitamente
paradas. De facto, deveremos falar em tensões em vez de movimento,
na medida em que se trata de desvios do centro de equilíbrio do
campo.

O elemento é sempre afectado por uma linha de força,


independentemente de se encontrar exactamente sobre ela; ao
mesmo tempo verificaremos que o elemento tende a ser afectado por
uma linha estrutural, que lhe permitira a tensão a exercer na nossa
psique.

Elaborado por Paulo F. da Silva Lussati


6
CIÊNCIA DAS ARTES VISUAIS / TÉCNICAS DE EXPRESSÃO ARTÍSTICAS/ 10ªCLASSE / ANO LECTIVO 2019

Figura 7-Tensões dinâmicas e estáticas

3.1. Composição Dinâmica e composição estática

Nas composições estáticas a disposição dos


elementos visuais no campo organiza-se
sempre segundo uma dada direcção. A
composição é estática quando os
elementos dominantes – com maior peso
visual –se encontram organizados sobre
eixos horizontais ou verticais. Este tipo de
composição apresentam normalmente uma
disposição equilibrada e tendencialmente
simétrica.

Figura 8-Composição estática

Elaborado por Paulo F. da Silva Lussati


7
CIÊNCIA DAS ARTES VISUAIS / TÉCNICAS DE EXPRESSÃO ARTÍSTICAS/ 10ªCLASSE / ANO LECTIVO 2019

A composição e dinâmica quando os


principais elementos visuais-com maior
peso visual –se encontram organizados
segundo linhas oblíquas,
nomeadamente referenciadas às
diagonais do campo.

A composição decorre sempre do


resultado global (inter-relação dos
elementos formais) dos elementos no
campo. Embora existam sempre
elementos com mais peso visual e, por
isso, com uma atracção visual mais forte, o resultado é obtido pelo
conjunto e não por cada um dos elementos da composição.

Figura 9-Composição dinâmica

...EM ELABORAÇÃO…

Elaborado por Paulo F. da Silva Lussati


8

Você também pode gostar