Você está na página 1de 1

TRANSPOSIÇÃO DO DISCURSO DIRECTO PARA O INDIRECTO

Discurso directo: apresenta uma linguagem viva, colocando os factos no momento


presente. Reproduzem-se textualmente as palavras que alguém pronunciou.

Ex.: - António, chegaste ao Colégio Vasco da Gama ontem e ainda não te tinha visto! – exclamou o colega
muito surpreendido.

Discurso indirecto: não transmite as falas tal qual foram ditas e o diálogo é relatado,
subordinando-o a verbos declarativos (dizer, afirmar, responder, contar, replicar,
contestar, exclamar…), que introduzem orações subordinadas completivas.

Ex.: O colega, surpreendido, exclamou que o António tinha chegado (chegara) ao Colégio no dia anterior e
ainda não o tinha visto (vira).
Algumas regras
DISCURSO DIRECTO DISCURSO INDIRECTO

Uso da 1ª ou 2ª pessoa Uso da 3ª pessoa

Verbos: Verbos:
Presente Pretérito imperfeito
Pretérito perfeito Pretérito mais-que-perfeito
Futuro do indicativo Condicional (futuro do pretérito)
Futuro do conjuntivo Pretérito imperfeito do conjuntivo
Modo imperativo Modo conjuntivo ou infinitivo

Pronomes pessoais de 1ª ou 2ª pessoa: Pronomes pessoais de 3ª pessoa:


Eu, tu Ele, ela
Nós vós Eles, elas

Pronomes ou determinantes de 1ª ou 2ª Pronomes ou determinantes de 3ª


pessoa: pessoa:
Este (s), esse (s) Aquele (s)
Isto, isso Aquilo
Meu (s), teu (s), nosso (s), vosso (s) Seu (s) ou dele (s)

Advérbios de lugar e de tempo: Advérbios de lugar e de tempo:


Aqui, cá Ali. Lá
Aí, ali, lá Lá
Agora, já Então, naquele momento, logo,
imediatamente
Hoje Naquele dia
Ontem No dia anterior, na véspera
Amanhã No dia seguinte
Logo Depois

Frase interrogativa directa: Frase interrogativa indirecta:


Ex.: - Ana, vais ao Colégio? Ex.: Perguntou à Ana se ia ao Colégio.

Vocativo: Desaparece ou passa a complemento


indirecto:
Ex.: - Vasco, canta! Ex.: Disse ao Vasco que cantasse.
Discurso directo / indirecto José Manuel Martins Cobrado