Você está na página 1de 87

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
ÁREA:
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
148
CONSULTA CIÊNCIAS
PÚBLICA DA NATUREZA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA A ÁREAPÚBLICADE CIÊNCIAS CONSULTA
DA NATUREZA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A sociedade contemporânea está fortemente organizada com base no desenvolvimento cien-
CONSULTA PÚBLICA
tífico e tecnológico. Desde aCONSULTA
busca do controle dos PÚBLICA CONSULTA
processos do mundo PÚBLICA
natural até a obten-
CONSULTA
ção de seus PÚBLICA CONSULTA
recursos, as ciências influenciaram aPÚBLICA
organização dosCONSULTA
modos de vida. Ao longoPÚBLICA
da história, interpretações e técnicas foram sendo aprimoradas e organizadas como conhe-
CONSULTA PÚBLICA
cimento científico CONSULTA
e tecnológico, da metalurgia, quePÚBLICA CONSULTA
produziu ferramentas PÚBLICA
e armas, passando
CONSULTA
por motores PÚBLICA CONSULTA
e máquinas automatizadas PÚBLICA
até os atuais CONSULTA
chips semicondutores PÚBLICA
das tecnologias
de comunicação, de informação e de gerenciamento de processos. No entanto, o mesmo
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
desenvolvimento científico e tecnológico de notáveis progressos na produção e nos serviços
CONSULTA
também pode PÚBLICA CONSULTA
promover impactos e desequilíbriosPÚBLICA
na natureza e naCONSULTA
sociedade, que deman-PÚBLICA
dam outras sabedorias, não somente científicas, para serem compreendidos e tratados.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Discutir alimentos, CONSULTA
medicamentos ou combustíveis,PÚBLICA CONSULTA
ou debater transportes, saneamento, PÚBLICA
in-
formação ou armamentos envolve conceitos e questões das Ciências da Natureza, tanto
CONSULTA PÚBLICA
quanto cogitar CONSULTA
sobre a manutenção PÚBLICA
da vida na Terra CONSULTA
ou sua existência fora dela, sobre aPÚBLICA
evo-
CONSULTA
lução das PÚBLICA CONSULTA
espécies ou do universo. Isso por si sóPÚBLICA CONSULTA
justifica, na formação PÚBLICA
escolar, a presença
dessas ciências, que têm em comum a observação sistemática do mundo material, com seus
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
objetos, substâncias, espécies, sistemas, fenômenos e processos, estabelecendo relações
CONSULTA PÚBLICA
causais, fazendo CONSULTA
e formulando hipóteses, propondo PÚBLICA CONSULTA
modelos e teorias PÚBLICA
e tendo o questiona-
mento como base da investigação e a experimentação como critério de verificação.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 149
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A área de conhecimento Ciências da Natureza, no Ensino Fundamental, é representada por
um único componente de mesmo nome, enquanto que, no Ensino Médio, o ensino é distribuí-
CONSULTA
do entre osPÚBLICA CONSULTA
componentes curriculares PÚBLICA
Biologia, Física e Química. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
O ensino de Ciências da Natureza tem compromisso com uma formação que prepare o su-
CONSULTA PÚBLICA
jeito para interagir CONSULTA
e atuar em ambientes diversos, PÚBLICA
considerando CONSULTA
uma dimensão planetária,PÚBLICA
CONSULTA
uma formação PÚBLICA CONSULTA
que possa promover a compreensãoPÚBLICA CONSULTA
sobre o conhecimento científico PÚBLICA
perti-
nente em diferentes tempos, espaços e sentidos; a alfabetização e o letramento científicos;
CONSULTA
a compreensãoPÚBLICA
de como aCONSULTA
ciência se constituiuPÚBLICA
historicamente eCONSULTA
a quem ela se destina; PÚBLICA
a
CONSULTA
compreensão PÚBLICA
de questões CONSULTA PÚBLICA
culturais, sociais, éticas e ambientais, CONSULTA
associadas ao uso dos PÚBLICA
re-
cursos naturais e à utilização do conhecimento científico e das tecnologias.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
Uma formação PÚBLICA CONSULTA
com essa dimensão visa capacitarPÚBLICA
as crianças, osCONSULTA
jovens e os adultosPÚBLICA
para
reconhecer e interpretar fenômenos, problemas e situações práticas, como, por exemplo,
CONSULTA PÚBLICA
questões associadas CONSULTA
à geração e ao tratamento PÚBLICA
de lixo urbanoCONSULTA
e à qualidade do PÚBLICA
ar de
CONSULTA PÚBLICA
nossas cidades, ao uso de CONSULTA
agrotóxicos em nossas PÚBLICA CONSULTA
lavouras, a partir de diferentes visões PÚBLICA
de
mundo, contextos e intencionalidades, para que esses sujeitos possam construir posições e
CONSULTA PÚBLICA
tomar decisões CONSULTA
argumentadas, perante os desafiosPÚBLICA
do seu tempo.CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
O ensino das Ciências da Natureza, nos anos iniciais de escolaridade, contribui com a alfa-
CONSULTA
betização,PÚBLICA
ao mesmo tempo CONSULTA
em que proporciona PÚBLICA
a elaboração de CONSULTA
novos conhecimentos. PÚBLICA
É
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
importantePÚBLICA
que as crianças CONSULTA
tragam para a escolaPÚBLICA
suas vivências eCONSULTA PÚBLICA
seus saberes, que devem
ser tratados de acordo com o que cabe a essa etapa.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Nos anos finais CONSULTA
do Ensino Fundamental, PÚBLICA
ampliam-se CONSULTA
os interesses pela vida social, háPÚBLICA
uma
maior autonomia intelectual. Isso permite o tratamento de sistemas mais amplos que dizem
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
respeito às relações dos sujeitos com a natureza, com as tecnologias e com o ambiente, no
CONSULTA
sentido daPÚBLICA
construção de umaCONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
visão própria de mundo.

CONSULTA
No EnsinoPÚBLICA
Médio, com a maiorCONSULTA PÚBLICA
maturidade de jovens CONSULTA
e adultos, os conceitos de cadaPÚBLICA
com-
CONSULTA PÚBLICA
ponente curricular CONSULTA
– Biologia, Física e Química PÚBLICA CONSULTA
– podem ser aprofundados PÚBLICA
em suas espe-
cificidades temáticas e em seus modelos abstratos, ampliando a leitura do mundo físico e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
social, o enfrentamento de situações relacionadas às Ciências da Natureza, o desenvolvi-
CONSULTA
mento do PÚBLICA
pensamento críticoCONSULTA PÚBLICA
e tomadas de decisões CONSULTA
mais conscientes e consistentes.PÚBLICA
CONSULTA
Para essaPÚBLICA
formação ampla,CONSULTA PÚBLICA
os componentes curriculares CONSULTA
da área de conhecimento PÚBLICA
Ciên-
CONSULTA PÚBLICA
cias da Natureza CONSULTA
devem possibilitar a construçãoPÚBLICA
de uma base deCONSULTA PÚBLICA
conhecimentos contex-
tualizada, envolvendo a discussão de temas como energia, saúde, ambiente, tecnologia,
CONSULTA
educaçãoPÚBLICA
para o consumo,CONSULTA PÚBLICA
sustentabilidade, entre CONSULTA
outros. Isso exige, no ensino, umaPÚBLICA
inte-
CONSULTA PÚBLICA
gração entre conhecimentos CONSULTA
abordados nos váriosPÚBLICA
componentes CONSULTA PÚBLICA
curriculares, superando
o tratamento fragmentado, ao articular saberes dos componentes da área, bem como da
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
área Ciências da Natureza com outras. Por exemplo, ao tratar o tema energia no Ensino
CONSULTA PÚBLICA
Médio, os/as CONSULTA
estudantes, além de compreenderem PÚBLICA CONSULTA
sua transformação e conservação,PÚBLICA
do
150
ponto de vista da Física, da Química, da Biologia, podem também percebê-lo na Geogra-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
fia, sabendo avaliar o peso das diferentes fontes de energia em uma matriz energética,
CONSULTA PÚBLICA
considerando fatores comoCONSULTA PÚBLICA
a produção, os recursos CONSULTA
naturais mobilizados, PÚBLICA
as tecnologias
envolvidas e os impactos ambientais. Ainda, pode-se perceber a apropriação humana dos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ciclos energéticos naturais como elemento essencial para se compreenderem as transfor-
CONSULTA PÚBLICA
mações econômicas CONSULTA
ao longo da história. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Sob a perspectiva dos métodos empregados para a aprendizagem, o ensino das Ciências
CONSULTA
da NaturezaPÚBLICA
será realizadoCONSULTA
a partir de diferentesPÚBLICA CONSULTA
estratégias e com o uso de múltiplosPÚBLICA
ins-
trumentos didáticos, buscando sempre promover o encantamento, o desafio e a motivação
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de crianças, jovens e adultos para o questionamento. Para tal, deve mobilizar elementos
CONSULTA PÚBLICA
lúdicos, por exemplo, comoCONSULTA
forma de promover aPÚBLICA
interação dos/asCONSULTA PÚBLICA
estudantes com o mundo,
desde a Educação Infantil até o final do Ensino Médio, com múltiplas alternativas de ação,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
como recursos tecnológicos de informação e comunicação, jogos, brinquedos, modelos e
CONSULTA PÚBLICA
exemplificações. Também aCONSULTA
investigação práticaPÚBLICA
e conceitual deve CONSULTA
ser exercitada, comPÚBLICA
des-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
montes analíticos, uso de manuais de referência e sites de busca, respeitando o estágio
de maturidade de cada etapa ou ano. Dessa forma, uma questão que pode ser formulada
CONSULTA PÚBLICA
e trabalhada CONSULTA
de modo elementar e imediato em PÚBLICA CONSULTA
uma aula do início do Fundamental, PÚBLICA
por
CONSULTA PÚBLICA
exemplo, envolvendo CONSULTA
a conservação PÚBLICA
ou a deterioração CONSULTA
de alimentos, pode dar lugar aPÚBLICA
uma
investigação mais demorada e profunda, individual ou coletiva, em etapas mais avançadas
CONSULTA
da EducaçãoPÚBLICA
Básica. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
GarantidosPÚBLICA
esses pressupostos,CONSULTA PÚBLICA
o ensino de Ciências da Natureza CONSULTA
deve cumprir o compro-PÚBLICA
misso de colaborar na formação intelectual e emocional de crianças, jovens e adultos para
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
a atuação consciente no mundo, seja na esfera social, pessoal ou do trabalho, seja para a
CONSULTA
continuidadePÚBLICA CONSULTA
dos estudos, capacitando-os PÚBLICA
para compreender CONSULTA
as questões PÚBLICA
científicas, tecno-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
lógicas, ambientais e sociais que continuamente se apresentam. Essa formação é possível
em uma escola onde são acolhidos diferentes saberes, manifestações culturais e visões de
CONSULTA
mundo. Essa PÚBLICA
instituição deveCONSULTA
se constituir comoPÚBLICA CONSULTA
um espaço de heterogeneidade PÚBLICA
e plurali-
CONSULTA
dade, que PÚBLICA CONSULTA
valoriza a diversidade PÚBLICA
e se pauta em princípios CONSULTA
de solidariedade PÚBLICA
e emancipação.
Com isso, cabe-lhe promover o envolvimento dos sujeitos da comunidade escolar e extraes-
CONSULTA PÚBLICA
colar em projetos CONSULTA
educacionais, PÚBLICAe aCONSULTA
voltados para a compreensão participação em questõesPÚBLICA
CONSULTA
globais e doPÚBLICA
entorno social,CONSULTA PÚBLICA
e em produções representativas CONSULTA
das culturas que se expressamPÚBLICA
na coletividade.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Considerando as diferentes dimensões formativas mencionadas, é proposta uma organiza-
ção dos conhecimentos das Ciências da Natureza em eixos que possam estruturar o currí-
CONSULTA PÚBLICA
culo e possibilitar CONSULTA
a articulação entre componentesPÚBLICA
curriculares. CONSULTA
É importante ressaltarPÚBLICA
que
CONSULTA PÚBLICA
os eixos guardam relações CONSULTA
próximas, uma vez que PÚBLICA
representam um CONSULTA
todo que se dividePÚBLICA
para
imprimir ênfase em uma ou outra dimensão. São quatro os eixos estruturantes do currículo
CONSULTA
nas CiênciasPÚBLICA
da Natureza: CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Conhecimento conceitual das Ciências da Natureza – neste eixo são enfatizados
CONSULTAosPÚBLICA CONSULTA
conteúdos conceituais específicos dePÚBLICA
cada componente CONSULTA
curricular – o saberPÚBLICA
151
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
sistematizado, leis, teorias e modelos. Os conteúdos conceituais poderão ser
propostos no currículo a partir de estudos sobre fenômenos, processos e situações
CONSULTAquePÚBLICA suscitam o domínioCONSULTA
de conhecimentos PÚBLICA
científicos paraCONSULTA
a sua compreensão.PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Contextualização histórica, social e cultural das Ciências da Natureza – neste
CONSULTAeixo PÚBLICA
são tratadas asCONSULTA PÚBLICA
relações entre conteúdos conceituaisCONSULTA
das Ciências da PÚBLICA

CONSULTANaturezaPÚBLICA e o desenvolvimento histórico da ciência e da tecnologia; o papel dos


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
conhecimentos científicos e tecnológicos na organização social e formação cultural
CONSULTAdosPÚBLICA CONSULTA
sujeitos e as relações entre ciência, PÚBLICA CONSULTA
tecnologia e sociedade. Dessa forma,PÚBLICA
o
CONSULTAcurrículo
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
deve apontar para estudos de temas de relevância social, a partir dos
quais articulações entre diferentes áreas poderão ser feitas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Processos e práticas de investigação em Ciências da Natureza – neste eixo é
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
enfatizada a dimensão do saber fazer, proporcionando-se aos/às estudantes uma
CONSULTAaproximação
PÚBLICA com osCONSULTA
modos de produção PÚBLICA
do conhecimento CONSULTA
científico. O saber PÚBLICA
CONSULTAfazer, PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
compreendido não somente como uma metodologia, busca a apropriação da
metodologia como um objeto de estudo. Nesse sentido, o currículo propõe estudos
CONSULTAsobre PÚBLICA
processos deCONSULTA
construção de modelosPÚBLICA CONSULTA
científicos, práticas de investigação PÚBLICA
CONSULTAcientífica
PÚBLICA (questõesCONSULTA
e procedimentos de PÚBLICA
pesquisa adequadas CONSULTA PÚBLICA
ao contexto escolar),
uso e produção de tecnologias, considerando as especificidades do contexto
CONSULTAescolar.PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Linguagens CONSULTA
das Ciências da Natureza – PÚBLICA CONSULTA
neste eixo é ressaltada a importânciaPÚBLICA
CONSULTAdo domínio das linguagens específicas das Ciências da Natureza e das múltiplas
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
linguagens envolvidas na comunicação e na divulgação do conhecimento
CONSULTAcientífico.
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
As dimensões formativas representadas por esses eixos orientam a proposição de um currí-
CONSULTA PÚBLICA
culo que aproxima CONSULTA
o conhecimento do mundo dasPÚBLICA CONSULTA
crianças, dos jovens PÚBLICA
e dos adultos, orien-
tando sua atuação em diferentes práticas sociais: em práticas da vida cotidiana, culturais, do
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
trabalho, da comunicação e da cidadania. Para isso, a escolha de unidades de conhecimen-
CONSULTA
to deve ser PÚBLICA
feita com atençãoCONSULTA PÚBLICA
aos seguintes pontos: CONSULTA
incluir conteúdos conceituais que PÚBLICA
são
fundamentos do conhecimento da área e que se articulem com saberes da prática; incluir
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
processos cognitivos relativos à investigação e à resolução de problemas que possam auxi-
CONSULTA PÚBLICA
liar o exercício da cidadaniaCONSULTA
e a tomada de decisãoPÚBLICA CONSULTA
socialmente responsável, PÚBLICA
e possibilitar o
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
tratamento progressivo e recursivo de conceitos ao longo do currículo. Dessa maneira, o en-
sino das Ciências da Natureza pode ser desafiador para crianças, jovens e adultos, levando-
CONSULTA PÚBLICA
-os a refletirem CONSULTA
sobre as culturas PÚBLICA
das quais participam, CONSULTA
em uma sociedade PÚBLICA
em que a ciência
CONSULTA PÚBLICA
é instrumento CONSULTA
para a interpretação de fenômenosPÚBLICA CONSULTA
e problemas sociais. PÚBLICA
Contribui, também,
para buscar formas de intervenção pessoais e coletivas, para promover consciência e assu-
CONSULTA PÚBLICA
mir responsabilidade, com aCONSULTA
alegria de quem nãoPÚBLICA
precisa memorizarCONSULTA PÚBLICA
respostas, mas pode, a
CONSULTA PÚBLICA
todo o tempo, CONSULTA
fazer perguntas, PÚBLICA
apresentar e enfrentar dúvidas. CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 152


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
OBJETIVOS GERAIS DA ÁREA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA NA EDUCAÇÃO BÁSICA

CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Compreender CONSULTA
a ciência PÚBLICA
como um empreendimento CONSULTA
humano, PÚBLICA
construído histórica e

CONSULTAsocialmente.
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Apropriar-se CONSULTA
de conhecimentos PÚBLICA
das Ciências da NaturezaCONSULTA
como instrumento dePÚBLICA

CONSULTAleitura do mundo.
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Interpretar e discutir relações entre a ciência, a tecnologia, o ambiente e a
sociedade.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Mobilizar conhecimentos para emitir julgamentos e tomar posições a respeito de
CONSULTAsituações
PÚBLICA CONSULTA
e problemas PÚBLICA
de interesse pessoal CONSULTA
e social relativos às interações daPÚBLICA
CONSULTAciência PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
na sociedade.

CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Saber buscar e fazerCONSULTA
uso de informaçõesPÚBLICA CONSULTA
e de procedimentos de investigação PÚBLICA
com
CONSULTAvistas PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
a propor soluções para problemas que envolvem conhecimentos científicos.

CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Desenvolver sensoCONSULTA PÚBLICA
crítico e autonomia intelectual CONSULTA
no enfrentamento PÚBLICA
de problemas
e na busca de soluções, visando transformações sociais e construção da
CONSULTAcidadania.
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Fazer uso de modos CONSULTA
de comunicação e de PÚBLICA
interação paraCONSULTA PÚBLICA
aplicação e divulgação

CONSULTAdePÚBLICAconhecimentos científicos e tecnológicos.


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Refletir criticamenteCONSULTA
sobre valores humanos, PÚBLICA CONSULTA
éticos e morais relacionados comPÚBLICA
a
aplicação dos conhecimentos científicos e tecnológicos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A ÁREA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA NO ENSINO FUNDAMENTAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Acompanhando o processo de urbanização e industrialização, nas primeiras décadas do
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
século 20, a Educação Básica passou a incorporar componentes científicos. No Ensino Fun-
CONSULTA
damental, PÚBLICA
a formação nessaCONSULTA PÚBLICA
área se resumia à abordagem CONSULTA
de temas PÚBLICA
como a vida e a saúde,
o que persiste até hoje, a despeito das orientações de diretrizes curriculares que têm procu-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
rado diversificar a formação na área.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Mesmo antes de iniciar a vida escolar, as crianças são motivadas – pela exposição aos meios
CONSULTA PÚBLICA
de comunicação CONSULTA
e outros equipamentos PÚBLICA
tecnológicos CONSULTA
– a questionamentos PÚBLICA
sobre processos
CONSULTA
naturais ouPÚBLICA CONSULTA
problemas ambientais e se deparamPÚBLICA
com uma variedadeCONSULTA
de situações que PÚBLICA
en-
volvem conceitos científicos. Na escola, deve-se garantir a continuidade dessa vivência, a
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
partir de uma educação científica que as prepare, por exemplo, para cuidarem da sua saúde,
CONSULTA PÚBLICA
alimentando-se CONSULTA
de forma saudável, PÚBLICA
prevenindo-se CONSULTA
de viroses, evitando problemas como PÚBLICA
a
obesidade; para se prevenirem de perigos, como os acidentes elétricos; para refletirem so-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
bre questões que envolvem responsabilidade coletiva, como o desperdício energético e o 153
CONSULTA PÚBLICA
descarte irresponsável CONSULTA
do lixo. Se cada um desses PÚBLICA
propósitos forCONSULTA PÚBLICA
objeto de ações efetivas,
haverá condições para dominar linguagens, saberes práticos e, ao mesmo tempo, tanto para
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
lidar com tecnologias de informação em contínua evolução, quanto para se posicionar diante
CONSULTA
de questõesPÚBLICA CONSULTA
gerais do seu ambiente natural e daPÚBLICA
vida social. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A questão que se coloca para educadores/as é de que forma e a partir de que momento
CONSULTA PÚBLICA
se deve promover CONSULTA
a iniciação para o emprego PÚBLICA CONSULTA
de conceitos e práticas científicas e PÚBLICA
como
relacionar tal formação com o que se vive fora da escola, de maneira que o conhecimento
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
desenvolvido repercuta significativamente nos contextos de vida dos/as estudantes. Acres-
CONSULTA
cente-se aPÚBLICA
isso a necessidade CONSULTA
de se desenvolveremPÚBLICA
habilidades CONSULTA
e comportamentos neces-PÚBLICA
sários para a vida social e para o trabalho, em uma sociedade em que equipamentos e sis-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
temas já presidem a informação e a comunicação, assim como assumem o trabalho braçal
CONSULTA PÚBLICA
e repetitivo, CONSULTA
de forma que contribuições efetivas PÚBLICA
serão dadas por CONSULTA
aqueles que estiverem PÚBLICA
em
condições de produzir novos conhecimentos e novas práticas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
De fato, desde a EducaçãoCONSULTA PÚBLICA
Infantil, e especialmente CONSULTA
nos primeiros PÚBLICA
anos do Ensino Funda-
mental, tal formação pode ser iniciada, sobretudo considerando-se que as crianças já con-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
vivem com técnicas de base científica, como controles remotos, fones celulares, brinquedos,
CONSULTA PÚBLICA
jogos eletrônicos, além dosCONSULTA
computadores. Elas PÚBLICA CONSULTA
têm acesso à Internet, PÚBLICA
desenvolvem habili-
dades e são estimuladas à busca de informações e a novas formas de interação com base
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
em novos recursos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
Nesses anos PÚBLICA CONSULTA
iniciais, as Ciências da Natureza PÚBLICA CONSULTA
integram os processos PÚBLICA
de alfabetização e
letramento. Temas como o próprio corpo, os órgãos do sentido e suas funções, os animais e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
as plantas de seu ambiente imediato, processos naturais, como chuvas e ventos, ou tecno-
CONSULTA PÚBLICA
lógicos, como CONSULTA
meios de transporte PÚBLICA
e de informação, devem estarCONSULTA
presentes nas práticasPÚBLICA
de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
oralidade, de leitura e de produção de textos.

CONSULTA
As crianças PÚBLICA
já tratam tais temasCONSULTA
com seus desenhosPÚBLICA CONSULTA
antes de estarem PÚBLICA
alfabetizadas. Iniciado
o letramento escolar, textos lúdicos sobre bichos e ambientes já podem ter teor científico e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
produções escritas, descrevendo hábitos pessoais de alimentação e higiene, ou brincadei-
CONSULTA
ras, podemPÚBLICA
ser estimuladasCONSULTA PÚBLICA
criando condições para CONSULTA
o desenvolvimento da linguagem PÚBLICA
escri-
ta. Assim, já nesses anos iniciais, as Ciências da Natureza desenvolvem ferramentas culturais
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
para que as crianças possam compreender desde fenômenos de seu ambiente natural, seja
CONSULTA PÚBLICA
urbano, suburbano, CONSULTA
rural, ribeirinho, praiano ou PÚBLICA CONSULTA
outros, até a operação de tecnologiasPÚBLICA
que
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
fazem parte de seu cotidiano, como equipamentos domésticos, meios de comunicação e de
transporte.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Na etapa do Ensino Fundamental que já conta com o componente curricular Ciências, po-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
dem ser mais complexos os questionamentos que os/as estudantes formulam ou que lhes
CONSULTA PÚBLICA
são formulados, CONSULTA
e mais abrangentes PÚBLICA
as situações tratadas ou osCONSULTA
desafios apresentadosPÚBLICA
a
eles. Essas podem envolver, por exemplo, a investigação de propriedades e utilizações de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
materiais, a compreensão de ciclos naturais e ecossistemas próximos ou distantes, a asso-
CONSULTA
ciação dosPÚBLICA
climas com a latitudeCONSULTA PÚBLICA
e a posição da Terra CONSULTA
relativamente ao Sol. À medida quePÚBLICA
se
154
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
aproxima a conclusão do Ensino Fundamental, os/as estudantes já terão condições amplas
para estabelecer relações entre a ciência, a tecnologia e a sociedade, para a apreciação
CONSULTA
de como os PÚBLICA
ciclos naturais CONSULTA
são utilizados para aPÚBLICA CONSULTA
obtenção e a distribuição PÚBLICA
de água potável,
CONSULTA PÚBLICA
para a produção de recursos CONSULTA PÚBLICA
materiais e energéticos, assim comoCONSULTA
para a compreensãoPÚBLICA
mais
efetiva de como se dão os impactos ambientais desses processos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
OBJETIVOS GERAIS DA ÁREA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA NO ENSINO
CONSULTA
FUNDAMENTAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Realizar uma leitura de mundo apoiada em conhecimentos das Ciências da
CONSULTANatureza.
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Desenvolver o interesse, o gosto e a curiosidade pelo conhecimento científico.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Compreender questões relacionadas a si próprio/a e às suas relações com a
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
sociedade e o ambiente a partir de conhecimentos relacionados às Ciências da
CONSULTANatureza.
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Desenvolver CONSULTA
a autonomia PÚBLICA
intelectual dos/as CONSULTA
estudantes buscando respostas PÚBLICA
CONSULTApara PÚBLICA CONSULTA
problemas e situações PÚBLICA
que fazem parte CONSULTA
de suas vivências e do cotidiano,PÚBLICA
contribuindo para o processo de alfabetização e letramento.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Apropriar-se CONSULTA
de conhecimentos PÚBLICA
das Ciências da NaturezaCONSULTA
como instrumento dePÚBLICA

CONSULTAleitura do mundo, compreendendo as ciências como um empreendimento humano.


PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Identificar CONSULTA
e compreender PÚBLICA
aplicações e implicações CONSULTA
da ciência e da tecnologiaPÚBLICA
na

CONSULTAsociedade
PÚBLICA e no ambiente.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Buscar e fazer uso CONSULTA PÚBLICAde CONSULTA
de informações, de procedimentos investigação com vistasPÚBLICA
a
propor soluções para problemas que envolvem conhecimentos científicos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Utilizar-se CONSULTA
de conhecimentos das CiênciasPÚBLICA
da Natureza paraCONSULTA
emitir julgamentosPÚBLICA
e
tomar posições a respeito de situações e problemas de interesse pessoal e social
CONSULTArelativos
PÚBLICA CONSULTA
às interações PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
da ciência na sociedade.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Desenvolver senso crítico e autonomia intelectual no enfrentamento de problemas
CONSULTAquePÚBLICA CONSULTA
envolvam conhecimentos PÚBLICA
das Ciências da Natureza eCONSULTA
na busca de soluções PÚBLICA
CONSULTAvisando PÚBLICA CONSULTA
a transformações PÚBLICA
sociais e à construção CONSULTA PÚBLICA
da cidadania.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


COMPONENTE CURRICULAR CIÊNCIAS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Antes de iniciar CONSULTA
sua vida escolar, PÚBLICA
a criança convive com fenômenosCONSULTA
e transformações PÚBLICA
da
natureza e com aparatos tecnológicos que fazem parte de seu dia a dia. Crianças e jovens
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
participam, de formas diversas, de um mundo no qual se deparam com situações que de- 155
CONSULTA
safiam suaPÚBLICA
compreensão e CONSULTA PÚBLICA
que, muitas vezes, demandam tomadas CONSULTA
de decisão sobre PÚBLICA
como
atuar nesse mundo. Estudos sobre as Ciências da Natureza podem contribuir para que eles
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
compreendam problemas e situações que envolvem questões das ciências e da tecnologia
CONSULTA
e busquemPÚBLICA CONSULTA
soluções, estabelecendo PÚBLICA
relações entre CONSULTA
os conhecimentos PÚBLICA
científicos e a socie-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
dade, reconhecendo fatores que podem influenciar as transformações de uma dada realida-
de. Como, então, contribuir para que esses sujeitos façam escolhas a partir de reflexões mais
CONSULTA
abrangentes PÚBLICA
e aprofundadas,CONSULTA PÚBLICA
subsidiadas por conceitos, teorias eCONSULTA PÚBLICA
práticas científicas? Como
CONSULTA
ampliar asPÚBLICA
visões de mundoCONSULTA PÚBLICA
construídas em espaços sociais fora CONSULTA
da escola? PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
É fundamental que criançasCONSULTA
e jovens compreendam PÚBLICA CONSULTA
conceitos científicos e tecnológicosPÚBLICA
e os
fatores que influenciam nas transformações de determinada realidade. Para isso, devemos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
considerar o conhecimento do/a estudante sobre o mundo natural, seus saberes e vivên-
CONSULTA
cias, comoPÚBLICA
ponto de partidaCONSULTA
para se estabeleceremPÚBLICA
relações entreCONSULTA PÚBLICA
diferentes visões sobre
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
o mundo e se construírem novos conhecimentos. No Ensino Fundamental, os conhecimen-
tos abordados no componente curricular Ciências estão relacionados a diversos campos
CONSULTA
científicos PÚBLICA CONSULTA
– Ciências da Terra, Biologia, Física ePÚBLICA
Química. NessaCONSULTA
etapa da escolaridade,PÚBLICA
a
CONSULTA
apresentaçãoPÚBLICA
de conceitos,CONSULTA
princípios ou teorias PÚBLICA
sistematizadas de CONSULTA
cada um desses camposPÚBLICA
visa possibilitar às crianças a construção de suas primeiras explicações sobre o mundo físico
CONSULTA PÚBLICA
e social, norteadas CONSULTA
por conhecimentos PÚBLICA
das Ciências da Natureza.CONSULTA
Tais explicações sãoPÚBLICA
con-
CONSULTA
tinuadamentePÚBLICA
aprofundadas, CONSULTA
considerando uma PÚBLICA CONSULTA
abordagem compatível com a alteraçãoPÚBLICA
da
faixa etária ao longo de 9 anos de formação.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
A disciplinaPÚBLICA
escolar CiênciasCONSULTA
surgiu no Brasil nosPÚBLICA CONSULTA
anos 1930, seguindo uma tendênciaPÚBLICA
in-
ternacional que se inicia no século XIX. Desde sua origem, decisões sobre o quê e como
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ensinar essa disciplina envolvem tensões e diferentes perspectivas. A despeito de ter uma
CONSULTA
denominação PÚBLICA CONSULTA
própria, não devemos PÚBLICA
perder de vista que as CiênciasCONSULTA PÚBLICA
no Ensino Fundamental
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
representam uma articulação das ciências que a constituem e que terão seus estudos pro-
gressivamente aprofundados no Ensino Médio.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Nos anos iniciais, as Ciências da Natureza fornecem ferramentas culturais para que as crian-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ças possam compreender desde fenômenos de seu ambiente natural, que fazem parte do
CONSULTA
cotidiano, PÚBLICA CONSULTA
até temáticas sociais PÚBLICAdessa
que envolvem conhecimentos CONSULTA PÚBLICA
área para, assim, fa-
zer uma leitura do mundo. Não é suficiente, portanto, que elas apenas sejam expostas aos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
conhecimentos científicos historicamente produzidos, mas que tenham a oportunidade de
CONSULTA
se inseriremPÚBLICA
em processosCONSULTA PÚBLICA
sistemáticos de interação CONSULTA
e de aprendizagem PÚBLICA
refletindo sobre
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
eles, sobre suas aplicações e implicações na sociedade e no ambiente. Ao longo do Ensino
Fundamental, crianças e jovens vão construindo juízos de valor cada vez mais abrangentes,
CONSULTA
a partir dePÚBLICA CONSULTA
vivências em processos PÚBLICA
de investigação, de apropriaçãoCONSULTA
das linguagens, doPÚBLICA
es-
CONSULTA PÚBLICA
tabelecimento de relações CONSULTA PÚBLICA
entre a ciência, a tecnologia CONSULTA
e a sociedade. PÚBLICA
Assim, o tratamento
dos conhecimentos desse componente curricular se dá de forma recursiva, em níveis de
CONSULTA PÚBLICA
aprofundamento e ampliaçãoCONSULTA
crescentes. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
As Ciências, no Ensino Fundamental, envolvem uma ampla gama de conhecimentos que
CONSULTA
concorremPÚBLICA
para a formaçãoCONSULTA PÚBLICA
integral dos/as estudantes, CONSULTA
articulando diversos campos do PÚBLICA
sa-
156
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ber científico. A expectativa é de que, ao estudar Ciências, crianças e jovens aprendam so-
bre si mesmos, sobre a história biológica de sua espécie e a manutenção da vida; sobre o
CONSULTA PÚBLICA
mundo material em que vivemCONSULTA
e os seus recursosPÚBLICA CONSULTA
naturais, suas transformações PÚBLICA
naturais ea
CONSULTA
exploraçãoPÚBLICA
que sociedadesCONSULTA
humanas vêm fazendo PÚBLICA CONSULTA
desses recursos; sobre os impactos PÚBLICA
am-
bientais causados por essas ações; sobre a diversidade da vida no planeta e sobre o próprio
CONSULTA
planeta, suaPÚBLICA CONSULTA
posição no sistema PÚBLICA
solar e no universo, CONSULTA
os movimentos PÚBLICA
e as forças que atuam
CONSULTA PÚBLICA
na manutenção CONSULTA
e transformação desses sistemas. PÚBLICA
Nesse sentido, CONSULTA
o ensino de CiênciasPÚBLICA
deve
estar inserido em um processo contínuo de contextualização histórica, social e cultural, no
CONSULTA PÚBLICA
qual os conhecimentos CONSULTA
ganham sentido para os/asPÚBLICA
estudantes, uma CONSULTA
vez que contribuem PÚBLICA
efe-
CONSULTA
tivamente PÚBLICA
para compreender, CONSULTA PÚBLICA
explicar e intervir no mundo em queCONSULTA
vivem. PÚBLICA
CONSULTA
As Ciências PÚBLICA CONSULTA
da Natureza, desde os anos iniciais,PÚBLICA CONSULTA
devem ser entendidas PÚBLICA
como uma constru-
CONSULTA
ção humana. PÚBLICA CONSULTA
A contextualização PÚBLICA
histórica, social CONSULTA
e cultural dessas PÚBLICA
ciências se constitui
como um dos quatro eixos que buscam dar destaque a aspectos centrais da organização do
CONSULTA PÚBLICA
currículo. Inicialmente, essaCONSULTA PÚBLICA
contextualização é explorada de modoCONSULTA PÚBLICA
mais restrito, na medida
CONSULTA
em que sePÚBLICA
buscam reconhecer CONSULTA PÚBLICA
múltiplas possibilidades CONSULTA
de explicação PÚBLICA
e de interpretação de
fenômenos da natureza e seus desdobramentos, no sentido de desafiar a noção de ciên-
CONSULTA PÚBLICA
cia como verdade absoluta,CONSULTA
baseada exclusivamentePÚBLICA CONSULTA
em “fatos comprovados”. PÚBLICA
As ideias e
CONSULTA
experiênciasPÚBLICA
pessoais dos/asCONSULTA
estudantes têm papelPÚBLICA CONSULTA
central, assim como a participação PÚBLICA
em
investigações. Posteriormente, na mesma direção, de forma gradual, abordam-se também os
CONSULTA
contextos PÚBLICA
históricos, sociaisCONSULTA
e culturais de origem PÚBLICA CONSULTA
e de desenvolvimento PÚBLICA
de conhecimentos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
científicos PÚBLICA
sobre fenômenosCONSULTA PÚBLICA
naturais. Paralelamente, CONSULTA
recebem especial PÚBLICA
atenção as relações
entre ciência, tecnologia e sociedade, por possibilitarem a compreensão de como a ciência
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
é parte da nossa cultura. Assim, as crianças e jovens têm a oportunidade de se engajarem
CONSULTA PÚBLICA
na investigação de questõesCONSULTA PÚBLICA
que estão diretamente relacionadasCONSULTA PÚBLICA
ao seu contexto social e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
cultural. Além disso, estabelecem contrastes e fazem considerações sobre os conhecimen-
tos e as relações ciência – tecnologia – sociedade, considerando a diversidade de culturas
CONSULTA
presentes PÚBLICA
em nossa sociedade.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A apropriação do conhecimento conceitual das Ciências da Natureza – outro dos quatro
CONSULTA
eixos –, noPÚBLICA CONSULTA
Ensino Fundamental, PÚBLICA
envolve, nos anos CONSULTA
iniciais, um trabalho PÚBLICA
em torno de noções
relacionadas a conceitos científicos das áreas da Biologia, da Física, da Química e da Geo-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ciências. Nesse sentido, o ensino nos anos iniciais envolve um trabalho de natureza con-
CONSULTA PÚBLICA
ceitual, porém, CONSULTA
sem a formalização PÚBLICA
desses conceitos, CONSULTA
que será iniciada PÚBLICA
nos anos finais do
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Ensino Fundamental e aprofundada nos componentes curriculares que compõem a área de
Ciências da Natureza no Ensino Médio. Por exemplo, os/as estudantes, a partir de compara-
CONSULTA
ções entrePÚBLICA CONSULTA
a dentição de diferentes PÚBLICA
animais, identificam diferenças CONSULTA
e fazem associações PÚBLICA
en-
CONSULTA
tre elas e oPÚBLICA
tipo de alimentos CONSULTA PÚBLICA
que as espécies utilizam. Assim, elesCONSULTA PÚBLICA
podem construir relações
entre a forma e as características de órgãos com os comportamentos desses seres vivos e
CONSULTA PÚBLICA
com as características CONSULTA
do meio em que vivem. APÚBLICA
compreensão dessas CONSULTA PÚBLICA
relações será essen-
CONSULTA
cial para aPÚBLICA CONSULTA
significação do conceito biológico dePÚBLICA
adaptação, que CONSULTA PÚBLICA
é apresentado formalmen-
te nos anos finais do Ensino Fundamental e ao longo do Ensino Médio. Os conhecimentos
CONSULTA
conceituaisPÚBLICA
das Ciências daCONSULTA PÚBLICA
Natureza, no componente curricular CONSULTA PÚBLICA
Ciências, foram propostos, 157
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
considerando conceitos, teorias e perspectivas centrais nos campos da Biologia, da Física,
da Química e da Geociências.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
Além disso, PÚBLICA CONSULTA
o componente curricular PÚBLICA
Ciências deve CONSULTA
oportunizar aos/às PÚBLICA
estudantes o engaja-
mento em processos e práticas de investigação – outro dos eixos – que reflitam a diversi-
CONSULTA
dade entrePÚBLICA
diferentes campos.CONSULTA PÚBLICA
Assim, a apropriação de explicações,CONSULTA PÚBLICA
conceitos e teorias im-
CONSULTA PÚBLICA
plica levantar questões queCONSULTA PÚBLICA
sejam passíveis de investigação CONSULTA
dentro PÚBLICA
daquele campo, utilizar
diferentes tipos de dados para construir explicações, contrapor diferentes explicações e ava-
CONSULTA PÚBLICA
liar sua qualidade, construirCONSULTA PÚBLICA
e utilizar modelos, comunicar CONSULTA
suas explicações, PÚBLICA
discutindo-as.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Um quarto e último eixo procura destacar a importância das linguagens das Ciências da
CONSULTA
Natureza, PÚBLICA
considerando que CONSULTA PÚBLICA
a aquisição do conhecimento CONSULTA
científico envolve o uso dePÚBLICA
múl-
CONSULTA PÚBLICA
tiplas linguagens CONSULTA
para a interpretação PÚBLICA
e para a construção CONSULTA
de dados, de gráficos e de PÚBLICA
tabe-
las, assim como para o contato com textos de diferentes gêneros, como textos científicos e
CONSULTA PÚBLICA
informativos, relatórios, sejaCONSULTA PÚBLICA
em práticas de leitura ou de produção CONSULTA PÚBLICA
desses textos, seja em
CONSULTA
práticas dePÚBLICA
oralidade, ou emCONSULTA PÚBLICA
atividades que envolvam outras formas CONSULTA
de representação PÚBLICA
como
os desenhos. Portanto, a apropriação dos conhecimentos e a formação de atitudes e valores
CONSULTA
ocorrem aPÚBLICA CONSULTA
partir do desenvolvimento PÚBLICA
integrado dos CONSULTA
saberes das áreas das Ciências daPÚBLICA
Na-
CONSULTA PÚBLICA
tureza, articulados CONSULTA
com outras áreas. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
A organização CONSULTA
criteriosa dos PÚBLICA
objetivos de aprendizagem, nessa CONSULTA
etapa de ensino, é funda-PÚBLICA
mental para se desenvolver um aprendizado significativo e progressivo na educação em
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ciências. Propõe-se aqui uma organização, a partir de unidades de conhecimento (UC), que
CONSULTA
trazem os PÚBLICA CONSULTA
conteúdos e vivências essenciais paraPÚBLICA
os estudos das CONSULTA
Ciências no Ensino Funda-PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
mental. Essas unidades de conhecimentos estão descritas a seguir.

CONSULTA PÚBLICA
UC1 _ Materiais, substânciasCONSULTA
e processos PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
Esta unidadePÚBLICA
contempla o CONSULTA
estudo dos materiais,PÚBLICA
das substânciasCONSULTA
e dos processos e a PÚBLICA
sua
CONSULTA
relação com PÚBLICA
a vida cotidianaCONSULTA PÚBLICA
da sociedade, explorando o seu usoCONSULTA
e a sua utilização pelo PÚBLICA
ser
humano ao longo dos tempos. Reconhece os processos que estão envolvidos na produção e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
obtenção de materiais, o uso de recursos naturais, os tipos de energias e fontes alternativas,
CONSULTA
buscando PÚBLICA CONSULTA
respostas para perguntas como: de que PÚBLICA CONSULTA
são feitas as coisas? Como são formados PÚBLICA
e transformados os materiais? Qual o papel da energia na transformação dos materiais?
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Quais materiais estão presentes nos diferentes ambientes e qual sua relação com a vida?
CONSULTA PÚBLICA
Para responder CONSULTA
essas questões, PÚBLICA
exige-se a compreensão CONSULTA
e a aplicação de conhecimentoPÚBLICA
científico relativo ao reconhecimento dos materiais e suas aplicações.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC2 _ Ambiente, recursosCONSULTA
e responsabilidadesPÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade CONSULTA
serão estudadas PÚBLICA
questões relacionadas CONSULTA
ao ambiente, a seus recursos PÚBLICA
ea
CONSULTA PÚBLICA
responsabilidade CONSULTA
de seu uso, caracterizando osPÚBLICA
fenômenos e asCONSULTA
interações de organismosPÚBLICA 158
com o ambiente, bem como as implicações causadas pelo uso de produtos tecnológicos
CONSULTA
quanto àsPÚBLICA CONSULTA
alterações climáticas, de temperatura PÚBLICA
e de radiaçãoCONSULTA PÚBLICA
que atingem a superfície
CONSULTA PÚBLICA
terrestre. Contempla, CONSULTA
também, o entendimento das PÚBLICA CONSULTA
relações de diferentes populações huma-PÚBLICA
nas em nosso planeta, em tempos e lugares distintos, quanto à utilização de recursos natu-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
rais e impactos causados e a adoção de alternativas sustentáveis que perpassem, desde a
CONSULTA
mudança de PÚBLICA CONSULTA
atitudes individuais e coletivas até aPÚBLICA CONSULTA
aplicação do conhecimento científicoPÚBLICA
para
o desenvolvimento de tecnologias sociais sustentáveis. Assim, busca possíveis respostas a
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
questões como: qual a relação existente entre o consumo humano e a disponibilidade de
CONSULTA PÚBLICA
recursos naturais? CONSULTA
Qual a relação PÚBLICA
existente entre CONSULTA
modelo de desenvolvimento PÚBLICA
econômico,
padrões de consumo humano e sustentabilidade? Qual o potencial de aproveitamento dos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ambientes, a começar pelo ambiente doméstico? Qual a relação entre consumo e produção
CONSULTA
de resíduos?PÚBLICA CONSULTA
Como as atividades PÚBLICA
humanas inserem-se em ciclos eCONSULTA PÚBLICA
processos naturais (quími-
cos, físicos, biológicos e geológicos), afetando-os?
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC3 _ Bem-estar e saúde CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade, exploram-seCONSULTA PÚBLICA
temas relativos ao bem-estar humanoCONSULTA
e suas condições dePÚBLICA
saú-
CONSULTA
de, levando PÚBLICA
em conta aspectosCONSULTA PÚBLICA
como a higiene pessoal; CONSULTA
o convívio saudável; os hábitos PÚBLICA
ali-
mentares; as atividades físicas e recreativas; os cuidados diversos relacionados a contágios;
CONSULTA
a atençãoPÚBLICA
com a alimentação CONSULTA PÚBLICA
saudável e equilibrada. Contempla, CONSULTA
ainda, a identificaçãoPÚBLICA
de
CONSULTA
doenças que PÚBLICA
acometem a CONSULTA
saúde, suas implicações PÚBLICA
e prevenção,CONSULTA
de forma a responder PÚBLICA
al-
guns questionamentos, quais sejam: qual a importância de consumir alimentos saudáveis?
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Como manipular CONSULTA
bem os alimentos? Como evitarPÚBLICA
contaminação porCONSULTA PÚBLICA
vírus, bactérias, fungos
e parasitos? Como o ambiente favorece ou não para a saúde do ser humano? Que práticas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
devemos evitar para preservar o ambiente e a saúde?
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC4 _ Terra, constituição e movimento
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Esta unidade CONSULTA
busca a compreensão PÚBLICA
de características do planetaCONSULTA
Terra, sua localização PÚBLICA
no
universo, suas origens e a história da vida na Terra. Situa a Terra como um planeta singular
CONSULTA PÚBLICA
com suas esferas CONSULTA
concêntricas do núcleo interiorPÚBLICA
à atmosfera, bem CONSULTA
como sua peculiar PÚBLICA
distri-
CONSULTA PÚBLICA
buição entre CONSULTA
oceanos e continentes como partePÚBLICA
de uma litosferaCONSULTA
fragmentada em placas PÚBLICA
e
em movimento. Trata do papel da atmosfera no equilíbrio energético da Terra, consideran-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
do o intercâmbio de energia e matéria com o resto do sistema solar. Além disso, aborda as
CONSULTA PÚBLICA
relações que CONSULTA
se estabelecem PÚBLICA
entre corpos celestes, considerando CONSULTA
fenômenos como forçasPÚBLICA
que atuam entre corpos. Assim, exploram-se algumas questões, tais como: quais movimentos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ocorrem no/com o planeta Terra e qual é sua relação com fenômenos como o dia e a noite,
CONSULTA
as estaçõesPÚBLICA CONSULTA
do ano e as marés? Como o ser humanoPÚBLICA CONSULTA
tem compreendido e investigado PÚBLICA
a Ter-
ra e o sistema solar ao longo da história da humanidade? Do que é composta a atmosfera
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de nosso planeta e quais suas propriedades? Como características da atmosfera, hidrosfera,
CONSULTA
biosfera e PÚBLICA
litosfera de nossoCONSULTA
planeta mantêm-sePÚBLICA
e se transformamCONSULTA
ao longo da históriaPÚBLICA
da
Terra? Como as atividades humanas e o uso e a produção de bens tecnológicos afetam e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
dependem dessas características, a exemplo das mudanças climáticas?
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 159
UC5 _ Vida: constituição e reprodução
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Esta unidade contempla as CONSULTA
diferentes formas de PÚBLICA CONSULTA
vida, como são constituídas PÚBLICA
e reproduzidas.
Na perspectiva proposta, destacam-se a diversidade da vida, as funções vitais dos seres
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
vivos, bem como sua relação com os processos evolutivos. Aborda as estruturas, os órgãos
CONSULTA PÚBLICA
e as funções CONSULTA
do corpo humano PÚBLICA
e as características dos principais CONSULTA PÚBLICA
grupos de plantas, inverte-
brados e vertebrados, considerando os padrões de adaptação, evolução e reprodução. Para
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
isso, apresentam-se como questões: quais as principais formas de vida presentes nos am-
CONSULTA PÚBLICA
bientes aquáticos, aéreos eCONSULTA PÚBLICA
terrestres e sua relação CONSULTA
com o ambiente em que vivem? ComoPÚBLICA
o ambiente contribui para a adaptação e a evolução dos seres? Qual a relação da luz com
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
o desenvolvimento de plantas e demais seres vivos? Que características dos seres vivos e o
CONSULTA
parentescoPÚBLICA
entre eles podemCONSULTA
estar relacionadasPÚBLICA CONSULTA
à história da vida na Terra? PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC6 _ Sentidos: percepção e interações
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Esta unidade busca promover compreensões sobre os sentidos, levando em conta a diver-
CONSULTA
sidade dePÚBLICA CONSULTA
formas de percepção PÚBLICA
do ambiente pelos seres vivos CONSULTA
e sua relação com os PÚBLICA
fe-
CONSULTA
nômenos de PÚBLICA CONSULTA
natureza sonora, luminosa, térmica,PÚBLICA CONSULTA
elétrica, mecânica PÚBLICA
e bioquímica. Salienta,
também, as interações e as relações dos seres vivos com o ambiente em que vivem e a im-
CONSULTA PÚBLICA
portância das CONSULTA
tecnologias que promovem a mediaçãoPÚBLICA CONSULTA
da interação dos seres humanosPÚBLICA
com
CONSULTA
o ambiente.PÚBLICA CONSULTA
Dessa forma, busca-se PÚBLICA
responder algumas questões:CONSULTA
como ocorre a produção,PÚBLICA
a transformação e a propagação de diferentes tipos de energia? Quais são os efeitos desses
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
diferentes PÚBLICA
tipos de energiaCONSULTA e como estão relacionados PÚBLICA CONSULTA
aos diferentes sentidos? Como PÚBLICA
as
características da luz, do som, do calor estão relacionadas com os sentidos e percepções
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
observados em seres vivos como a visão, o tato e a audição? Como funcionam artefatos e
CONSULTA PÚBLICA
equipamentos que possibilitam CONSULTA
novas formas de interaçãoPÚBLICA CONSULTA
com o ambiente e a compreensãoPÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de fenômenos físicos, químicos e biológicos de natureza distintos?

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UNIDADES DE CONHECIMENTO E OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM DO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
COMPONENTE CURRICULAR CIÊNCIAS NO ENSINO FUNDAMENTAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
1º ANO/EF
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA UC1 _ MATERIAIS, CONSULTA
SUBSTÂNCIASPÚBLICA E PROCESSOS CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA001 CONSULTA Reconhecer materiais de PÚBLICA CONSULTA
uso cotidiano, identificando do que sãoPÚBLICA
feitos e como são utilizados nas atividades humanas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Observar e manipular objetos presentes na sala de aula, discutindo sobre de que materiais são

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


feitos (plástico, madeira, papel, vidro, ferro) e para que servem.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA002 CONSULTA Descrever as características PÚBLICA de materiais CONSULTA
de uso cotidiano e agrupá- PÚBLICA160
los de acordo com tais características.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Manipulação de objetos para verificar se são flexíveis, se têm cheiro, se são moles ou duros, se são
CONSULTA PÚBLICA sólidos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA003 CONSULTA Identificar processos dePÚBLICA transformação deCONSULTA
materiais que ocorremPÚBLICA
no

CONSULTA PÚBLICA dia a dia.


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Observação de objetos de ferro para perceber a formação da ferrugem. Observação do apodreci-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
mento de uma fruta, aparecimento de mofo. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN1FOA004 Reconhecer que a sociedade utiliza conhecimentos sobre materiais
CONSULTA PÚBLICA produzidos pela ciênciaCONSULTA e pela tecnologia. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
a substituição por outrosPÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Comparação entre as pessoas mais velhas sobre objetos que utilizavam quando eram crianças, de
que materiais eram feitos, objetos ou pelo uso de outros materiais. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA005 Descrever etapas de transformação de materiais e fazer perguntas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
sobre o que está ocorrendo.
CONSULTA PÚBLICA Exemplo: AcompanhamentoCONSULTAdo processo de produçãoPÚBLICA CONSULTA
de alimentos, como pão, iogurte, descrevendoPÚBLICA
as ob-
servações e formulando perguntas (quanto a massa de pão cresce?; se juntar mais açúcar, o que acontece?)
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA006 CONSULTA Representar, por meio de PÚBLICA
desenhos, processos CONSULTA de transformaçãoPÚBLICA de
materiais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Elaboração de desenhos que representem as descrições de processos de transformação estuda-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
dos, como prego e portão de ferro enferrujado e não enferrujado; fruta verde, madura e apodrecida.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA007 CONSULTA Construir quadros que PÚBLICA
mostram agrupamentos CONSULTA de materiais de acordo PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
com suas características.
Exemplo: Elaboração de um quadro com ilustrações de materiais separados por semelhanças e diferenças
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
como: de que são feitos, usos, durabilidade. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC3 _ BEM-ESTAR E SAÚDE
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA008 Identificar práticas cotidianas de cuidados pessoais que contribuem
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
para o bem-estar e a saúde.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Realização deCONSULTA PÚBLICA
atividades como lavar as mãos, CONSULTA
lavar alimentos, filtrar PÚBLICA
ou ferver a água para consumo
e outras, relacionando com a manutenção da saúde.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA009 CONSULTA Reconhecer a importância PÚBLICA CONSULTA
do descarte adequado de lixo doméstico, PÚBLICA161
relacionando-o a cuidados com a saúde.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Descrição de problemas causados pelo descarte inadequado do lixo doméstico, tais como cheiros

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


desagradáveis, acúmulo de insetos e suas consequências. Reconhecimento de práticas como acondiciona-
mento e descarte adequados de lixo, cuidados pessoais ao manipular o lixo.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN1FOA019 Observar e classificar os diferentes tipos de resíduos produzidos pela
escola.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Promoção do CONSULTA
envolvimento da comunidadePÚBLICA CONSULTA
escolar quanto à observação, PÚBLICA
coleta, identificação do
lixo produzido na escola, buscando a sensibilização quanto ao cuidado na observação, práticas de limpeza e
CONSULTA PÚBLICA
condições de práticas CONSULTA
saudáveis na escola. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN1FOA010 Representar e expressar, por meio de desenhos ou colagens de
CONSULTA PÚBLICA
imagem, práticas CONSULTA
de cuidados pessoais de PÚBLICA
higiene. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Produção de desenhos ou colagens em cartaz para representar atividades como lavar as mãos,
lavar frutas antes de comê-las, descartar restos de alimentos em lixeira etc.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC6 _ SENTIDOS: CONSULTA
PERCEPÇÃO E PÚBLICA INTERAÇÕES CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA011 CONSULTA Compreender que se interage PÚBLICA com o meioCONSULTA
em que se vive por meio PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
dos sentidos. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Observação e descrição de sensações de cheiros, gostos, texturas, formas, cores.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN1FOA012 Reconhecer que as sensações das interações do cotidiano são
diferentes entre indivíduos.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Apresentação CONSULTA PÚBLICA
de fotos de animais ou objeto CONSULTA
que provocam sensações diferentes entre osPÚBLICA
alunos
(medo e carinho).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA013 CONSULTA Reconhecer equipamentos PÚBLICA
tecnológicos queCONSULTA
necessitam do uso PÚBLICAdos
sentidos no cotidiano.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Observação do semáforo como um equipamento que utiliza cores para organizar o trânsito, que
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ajuda a evitar acidentes.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA014 CONSULTA Identificar diferentes tipos PÚBLICA
de sensações em CONSULTA
ações reais e imaginárias PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
realizadas por personagens infantis em programas TV, livros e outros veículos de
comunicação.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Exibição de CONSULTA
filme e exposição de desenhos PÚBLICA CONSULTA
buscando destacar e PÚBLICA
analisar imagens que representam
162
diferentes sensações.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA015 CONSULTA Fazer levantamento dePÚBLICA CONSULTA
algumas características físicas e de PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
capacidades dos colegas da classe: auditiva, visual, sensações do tato, paladar e
olfato.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ObservaçãoCONSULTA
de características variadas PÚBLICA CONSULTA
entre alunos, com atenção à riqueza da diversidade PÚBLICA
física
(estatura, cor da pele, dos olhos e dos cabelos).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA016 CONSULTA Reconhecer que nossaPÚBLICA mobilidade e nossa CONSULTA
capacidade de utilizar PÚBLICA
os
cinco sentidos dependem das nossas condições físicas e de saúde.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ObservaçãoCONSULTA
de alunos que tenham membrosPÚBLICA
engessados, queCONSULTA PÚBLICA
usem óculos, que sejam cadeiran-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


tes, ressaltando a diversidade de condições físicas e transitórias de saúde.

CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA017 CONSULTA Expressar por desenhos PÚBLICA
e encenações asCONSULTA
diferentes possibilidades PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de emprego dos sentidos.
Exemplo: Produção de desenhos e encenações que ilustram a importância dos sentidos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN1FOA018 Reconhecer símbolos e gestos que representam nossas sensações
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
em situações cotidianas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Produção de CONSULTA PÚBLICA
desenhos com representações de fisionomias eCONSULTA PÚBLICA
gestos que expressam diferentes
sensações, identificando o uso dessas imagens em redes sociais e placas informativas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
2º ANO/EF
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC1 _ MATERIAIS, CONSULTA
SUBSTÂNCIASPÚBLICA E PROCESSOS CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN2FOA001 CONSULTA PÚBLICA
Comparar materiais e reconhecer CONSULTA
usos comuns, prevendo a PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
adequação de diferentes materiais para determinado uso.
Exemplo: Identificação de materiais utilizados em construções (madeira, barro, tijolos, ferro, vidro), embala-
CONSULTA PÚBLICA
gens (papel, plástico, CONSULTA PÚBLICA
madeira) e brinquedos (plástico, CONSULTA PÚBLICA
madeira, metal, papelão).

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN2FOA002 Buscar informações sobre materiais utilizados por diferentes povos na
CONSULTA PÚBLICA
construção de objetos CONSULTA PÚBLICA
de uso diário, identificando a evolução CONSULTA
verificada. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Obtenção de informações sobre como os indígenas produziam as tintas (urucum, jenipapo, aça-
frão...), comparando com a preparação de tintas industrializadas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 163
»» CNCN2FOA003 Observar que as condições do meio alteram as características dos
CONSULTA PÚBLICA
materiais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Descrição do CONSULTA PÚBLICA
que acontece quando materiais feitos de plástico,CONSULTA PÚBLICA
madeira, metal, papel e outros, são
expostos ao sol e à chuva, comentando as mudanças observadas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN2FOA004 CONSULTA Comunicar resultados por PÚBLICA
meio da oralidade CONSULTA
e de desenhos. PÚBLICA
Exemplo: Elaboração de desenhos e discussão das investigações do comportamento dos materiais obser-
CONSULTA PÚBLICA
vados. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC3 _ BEM-ESTAR E SAÚDE
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN2FOA005 CONSULTA Compreender a importância PÚBLICA para a saúdeCONSULTA
de uma alimentação PÚBLICA
saudável e de higiene pessoal.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Identificação CONSULTA PÚBLICA
de alimentos que fazem parte CONSULTA
da alimentação diária, promoção de situações PÚBLICA
de ali-
mentação saudável – lanches coletivos, preparo de alimentos na escola – assim como de hábitos de higiene
CONSULTA PÚBLICA
– lavar as mãos antesCONSULTA PÚBLICA
da merenda, escovar os dentes após a mesma – na CONSULTA
rotina escolar. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTAHISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN2FOA006 CONSULTA Reconhecer mudançasPÚBLICA na alimentação em CONSULTA
função dos materiais PÚBLICA
e
processos empregados.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Conhecimento de práticas alimentares (tipo de alimento, preparo, conservação) que pessoas mais
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
velhas utilizavam a partir de entrevistas a essas pessoas, por exemplo; reconhecimento do desenvolvimento
de processos de produção industrial de alimentos em visitas a lugares onde essa produção aconteça, por
CONSULTA PÚBLICA
exemplo. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN2FOA007 Questionar hábitos alimentares e atividades físicas, relacionando-os à
CONSULTA PÚBLICA
saúde. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Apresentação de alimentos ricos em nutrientes. Discussão de desnutrição, obesidade e sedenta-
rismo.

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNCN2FOA008 Buscar informações sobre produção e conservação de alimentos e a
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
importância da qualidade dos alimentosPÚBLICA
para a saúde. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Investigação sobre cuidados para a conservação de alimentos como frutas, leite, cereais, carnes,
em casa, nos supermercados e em feiras.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN2FOA009 Construir argumentos sobre relações entre alimentação e saúde.
Exemplo: Expressar-se oralmente e por meio de desenhos sobre cuidados com a higiene e a manipulação 164
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de alimentos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC4 _ TERRA: CONSTITUIÇÃO E MOVIMENTO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN2FOA010 Reconhecer que a repetição de dias e noites cadencia atividades
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
humanas e de outros seres.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Descrição de CONSULTA PÚBLICA
atividades realizadas em função CONSULTA
dos horários. Exemplificação PÚBLICA
de evidências de ritmo
diário de plantas e animais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN2FOA011 Relacionar o fenômeno do dia e da noite com o movimento de
rotação da Terra.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Utilização deCONSULTA
uma esfera (representando PÚBLICA
a Terra) e uma fonteCONSULTA PÚBLICA
de luz (representando o Sol) para
explicar dias e noites.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTAHISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN2FOA012 CONSULTA Relacionar o dia e a noite PÚBLICA
com os diversosCONSULTA PÚBLICA
tipos de atividades sociais
e pessoais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão de diferentes formas de organização do trabalho em indústrias e hospitais avaliando

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


relações entre ritmo biológico e atividades diurnas ou noturnas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN2FOA013 CONSULTA Compreender o movimento PÚBLICA
do Sol, utilizandoCONSULTA
diferentes pontos de PÚBLICA
referência: introdução aos pontos cardeais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Identificação das posições do Sol, do nascente ao poente, usando como referência a escola, a rua
CONSULTA PÚBLICA
ou a casa do aluno.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN2FOA014 Utilizar quadros ou tabelas para sistematizar resultados de um
CONSULTA PÚBLICA
levantamento de CONSULTA
dados. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Pesquisar o número de alunos que dormem ou acordam em cada faixa de horas, apresentando os
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
resultados dessa pesquisa em quadros ou tabelas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
3º ANO/EF
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC2 _ AMBIENTE, RECURSOS E RESPONSABILIDADES
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN3FOA001 Reconhecer em diferentes ambientes os recursos naturais disponíveis
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
e o uso que se faz deles.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ObservaçãoCONSULTA
e diferenciação de ambientesPÚBLICA CONSULTA
(lago, rio, mar, deserto, floresta, cerrado, campo, PÚBLICA
cidade)
165
e reconhecimento dos recursos naturais correspondentes.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN3FOA002 Compreender a noção de hidrosfera, atmosfera e litosfera.
Exemplo: Observação do Planeta Azul por meio de imagens e simulações, reconhecendo continentes e ocea-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
nos. Diferenciação entre rochas, minerais e solos. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN3FOA003 CONSULTA Compreender o ciclo da PÚBLICA
água na natureza CONSULTA
e sua importância para PÚBLICA
a
CONSULTA PÚBLICA
vida na Terra. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Explicação de forma simplificada do ciclo da água por meio de esquemas ou desenhos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN3FOA004 Compreender a interdependência campo-cidade, no que se refere à
produção agropecuária e industrial.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: IdentificaçãoCONSULTA PÚBLICA
de situações de uso de produtos CONSULTA
agrícolas e produtos PÚBLICA
industrializados nos contextos
do campo e das cidades.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN3FOA005 CONSULTA Reconhecer a importância PÚBLICA
histórica e atual CONSULTA
da água e do solo para PÚBLICA
as atividades humanas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Identificação do uso da água na produção de energia elétrica, higiene de ambientes, higiene corpo-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
ral, produção de alimentos e de outros materiais. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN3FOA006 CONSULTA Questionar o desperdício PÚBLICA CONSULTA
de água e de energia elétrica. PÚBLICA
Exemplo: Observação e questionamento de situações que identifiquem desperdício de água e de energia na
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
comunidade, identificando medidas de controle. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN3FOA007 Interpretar imagens e elaborar texto escrito sobre sistemas de
CONSULTA PÚBLICA
geração de energia.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Levantamento CONSULTA
e observação de fotos ePÚBLICA
figuras que identificamCONSULTA
a forma correta ou não do PÚBLICA
uso da
energia elétrica e da água com produção de um pequeno texto escrito sobre a leitura de imagem feita.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
UC5 _ VIDA: CONSTITUIÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
E REPRODUÇÃO

CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN3FOA008 CONSULTA Comparar as diferenças PÚBLICA
macroscópicas entre CONSULTA
os animais. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Observação e identificação de diferentes seres, inclusive o ser humano, e as diferenças macroscó-
picas aparentes, relacionando essas diferenças com o ambiente em que cada ser vive.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN3FOA009 Comparar o modo com que diferentes seres vivos realizam suas
CONSULTA PÚBLICA
funções biológicas CONSULTA
no espaço e no tempo. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Descrição, emCONSULTA
linguagem adequada, de PÚBLICA
como diferentes seres,CONSULTA
funções de alimentação, de sustentação, de locomoção e de reprodução.
PÚBLICA
inclusive o ser humano, realizam as
166
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN3FOA010 CONSULTA PÚBLICAdosCONSULTA
Entender as fases de desenvolvimento principais grupos de PÚBLICA
seres
vivos.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Comparação CONSULTA PÚBLICA
das fases de desenvolvimento de diferentes seresCONSULTA PÚBLICA
vivos, inclusive o corpo de homens

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


e mulheres em diferentes fases da vida.

CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN3FOA011 CONSULTA Investigar e reconhecerPÚBLICA características deCONSULTA
determinados animaisPÚBLICA em

CONSULTA PÚBLICA
relação a seu papel CONSULTA
no ambiente e a fases PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de seu desenvolvimento.
Exemplo: Reconhecimento do papel dos seres humanos na relação com o ambiente em diferentes fases do
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
desenvolvimento apontando PÚBLICA
e analisando possíveis CONSULTA PÚBLICA
mudanças identificadas.

CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN3FOA012 Utilizar quadros e tabelas para sistematizar o estudo comparativo
CONSULTA PÚBLICA
de diferentes animais,CONSULTA PÚBLICA
com relação à alimentação, CONSULTA
à locomoção, à reprodução e PÚBLICA
ao

CONSULTA PÚBLICA
habitat.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Produção de cartazes com desenhos ou imagens de animais associados às suas características
CONSULTA PÚBLICA
específicas quanto aoCONSULTA PÚBLICA
habitat, alimentação, locomoção e reprodução. CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC6 _ SENTIDOS: CONSULTA
PERCEPÇÃO E PÚBLICA INTERAÇÕES CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN3FOA013 CONSULTA Perceber o vento comoPÚBLICA ar em movimento.CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Observação do movimento de objetos, árvores, e nuvens e levantamento de poeiras, associando-o
ao deslocamento do ar ou aos ventos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN3FOA014 Compreender a importância do vento no cotidiano.
Exemplo: Observação/experimentação e discussão sobre o processo de secagem de roupas, da sensação de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
frio quando o corpo estiver molhado, do movimento PÚBLICA
das nuvens. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN3FOA015 CONSULTA Reconhecer danos decorrentesPÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
das ventanias.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Observação e descrição de fenômenos destruidores provocados por ventanias.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN3FOA016 Construir e utilizar objetos e brinquedos que dependem da
CONSULTA PÚBLICA
movimentação doCONSULTA ar. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Construção e utilização de objetos e brinquedos que dependem da movimentação do ar, como
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
cata-vento e pipa, chamando PÚBLICA
atenção para os perigos de se empinarem CONSULTA PÚBLICA
pipas próximo a redes elétricas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 167


LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN3FOA017 Correlacionar, por meio de esquemas ou desenhos, ventos, processos
CONSULTA PÚBLICA
e sensações. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: RepresentaçãoCONSULTA
de processos que fazemPÚBLICA
funcionar um barco a CONSULTA
voar, e sensações associadas ao vento, por meio de esquemas e desenhos.
PÚBLICA
vela, um planador, e fazem as pipas

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
4º ANO/EF
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC2 _ AMBIENTE, RECURSOS E RESPONSABILIDADES
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNCN4FOA001 Conhecer as formas de obtenção e armazenamento de alimentos e
seus nutrientes.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ClassificaçãoCONSULTA PÚBLICA
de diferentes tipos de alimentos, associando-os aCONSULTA PÚBLICA
processos e formas de armazena-
mento adequados.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN4FOA002 CONSULTA Reconhecer aspectos de PÚBLICA
diferentes cadeias CONSULTA
alimentares e a PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
importância dessas cadeias para o equilíbrio ecológico.
Exemplo: Identificação de situações alimentares diversas – tais como a ingestão de carnes, peixes, vegetais
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
e produtos industrializados – na sociedade atual e em outros períodos históricos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN4FOA003 CONSULTA Investigar sobre o aumento PÚBLICA
da produção CONSULTA
de alimentos e o acesso PÚBLICA
da
população a esses alimentos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Levantamento de dados referentes ao aumento da produção de alimentos e do seu acesso pela
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
população de determinadas regiões.

CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN4FOA004 Levantar e tratar informações sobre a produção de alimento e seu
CONSULTA PÚBLICA
acesso pela população. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Registro e interpretação de dados obtidos a partir da leitura de jornais, revistas, realização de entre-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
vistas, visitas, produzindo pequenos relatórios. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC3 _ BEM-ESTAR E SAÚDE
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN4FOA005 CONSULTA PÚBLICA
Conhecer as doenças causadas por fungos CONSULTA
e bactérias e as formas PÚBLICA
de prevenção e controle.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: IdentificaçãoCONSULTA PÚBLICA
de situações cotidianas que levem a identificar osCONSULTA PÚBLICA
meios de contágio e de prevenção

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


de doenças causadas por fungos e bactérias – micoses na pele, infecções intestinais e outras

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL 168
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN4FOA006 Conhecer a história dos antibióticos, antissépticos e de vacinas para a
CONSULTA PÚBLICA
prevenção e tratamento CONSULTA de doenças. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão dos mecanismos de ação dos antibióticos, antissépticos e vacinas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN4FOA007 CONSULTA PÚBLICA
Investigar sobre as principais CONSULTA
doenças passíveis de serem prevenidas PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
por vacinas e como elas foram desenvolvidas.
Exemplo: Identificação de importantes tipos de vacina, do processo de imunização que elas promovem e da
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
periodicidade de aplicação dessas vacinas. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN4FOA008 Coletar, tratar e divulgar dados relativos a doenças – profilaxia e
CONSULTA PÚBLICA
tratamento – e vacinas. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Sistematização de quadros, panfletos ou cartazes para divulgação de cuidados e prevenção de
doenças a partir da vacinação e outras ações.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC4 _ TERRA: CONSULTA CONSTITUIÇÃO E MOVIMENTO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN4FOA009 CONSULTA Compreender que o tempo PÚBLICApode ser medido CONSULTA
por eventos cíclicos. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão do movimento cíclico de um pêndulo e os ciclos de sombras ao longo do dia (dia e
noite, sombras sequenciais de um relógio de sol).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN4FOA010 Reconhecer que o movimento da Lua é cíclico e que pode ser usado
CONSULTA PÚBLICA
para marcar a passagemCONSULTA do tempo. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão
de tempo.
CONSULTA
dos ciclos de marés e dasPÚBLICA CONSULTA
diferentes fases e formas PÚBLICA
da lua no céu, como marcadores

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN4FOA011 CONSULTA PÚBLICA
Conhecer os diversos equipamentos que CONSULTA
foram construídos paraPÚBLICA
medir o tempo desde tempos remotos até a atualidade.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA PÚBLICA
da importância e a função CONSULTA
dos diferentes princípios utilizados pelos relógiosPÚBLICA
como

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


marcadores de tempo ao longo da história (relógio mecânico, relógio de areia, relógio de água, relógio de sol).

CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN4FOA012 CONSULTA Investigar as mudançasPÚBLICA CONSULTA
de fase da Lua buscando compreender as PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
suas diferentes formas.
169
Exemplo: Observação do movimento da Lua, bem como as mudanças na sua fase e formas aparentes partindo
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
do ciclo completo de (~29 dias). O movimento da Lua na fase cheia, fazendo comparações com o movimento
do Sol – no que assemelham ou diferem.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN4FOA013 Investigar a posição relativa entre Terra e Sol, observando variações
de sombra considerando a latitude local.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ObservaçãoCONSULTA PÚBLICA
e registro das sombras projetadas no chão a partir CONSULTA PÚBLICA
de uma haste vertical fixada no solo.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN4FOA014 Coletar dados e construir gráficos e desenhos que demonstrem as
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
fases da lua e a variação de sombras. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Produção de desenhos sequenciais e gráficos dos diferentes aspectos da Lua, bem como sombras
de um relógio de sol.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
5º ANO/EF
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC1 _ MATERIAIS, SUBSTÂNCIAS E PROCESSOS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN5FOA001 Reconhecer que os materiais se apresentam na natureza nos estados
sólido, líquido e gasoso, que podem mudar de estado de acordo com a temperatura
CONSULTA PÚBLICA
em que se encontram, CONSULTA PÚBLICA
percebendo as implicações CONSULTA
dessas mudanças na vida diária.PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ClassificaçãoCONSULTA PÚBLICA
dos estados físicos em relação CONSULTA
à temperatura ambiente PÚBLICA
de água, sal de cozinha, al-
gum metal (um prego de ferro, um objeto de alumínio), uma vela, óleo de cozinha. Indicar em que condições
CONSULTA PÚBLICA
de temperatura a água CONSULTA
se apresenta como gelo,PÚBLICA CONSULTA
indicar outros materiais PÚBLICA
que mudam de estado quando a
temperatura é abaixada (no congelador, por exemplo), ou quando são aquecidos. Explicar a formação do
CONSULTA PÚBLICA
orvalho e da geada. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNCN5FOA002 Comparar materiais usados cotidianamente e reconhecer usos
CONSULTA PÚBLICA
comuns, de acordo CONSULTA
com propriedades que PÚBLICA CONSULTA
apresentam de condutibilidade elétricaPÚBLICA
e
térmica.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento de materiais empregados em fios elétricos e em outros materiais utilizados para

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


conduzir eletricidade, exemplos de materiais isolantes elétricos (por que certas ferramentas de metal apre-
sentam o cabo feito de plástico); comparar materiais bons condutores de calor e maus condutores (de que
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
são feitas as panelas, sensação térmica ao se colocar a mão em um pedaço de madeira ou de granito ou ao
segurar uma caneca de louça ou de alumínio contendo líquido gelado).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNCN5FOA003 Investigar, realizando experimentos e observações de fenômenos
naturais, a mudança de estado físico de materiais, levantando questões e elaborando
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
hipóteses sobre possíveis mudanças. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Observação de fenômenos naturais e realização de experimentos simples e seguros que envolvam
investigação de mudança de temperatura de materiais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 170
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN5FOA004 Representar e propor modelos explicativos, por meio de esquemas e
desenhos, processos que envolvam mudança de estado físico.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ElaboraçãoCONSULTA
de esquemas e desenhosPÚBLICA CONSULTA
que representem os resultados PÚBLICA
da investigação sobre a
mudança de estado físico de materiais e de um texto apresentando as conclusões.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
UC5 – VIDA: CONSTITUIÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
E REPRODUÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN5FOA005 Entender como os seres obtêm energia para sua sobrevivência e
CONSULTA PÚBLICA
desenvolvimento.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão dos processos de obtenção de energia, como são classificados e a importância para
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
a permanência das espécies PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
em determinados ambientes.

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNCN5FOA006 Compreender os diferentes modos de reprodução dos seres vivos.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: IdentificaçãoCONSULTA PÚBLICA
de diferentes espécies de animais CONSULTA
e plantas comparando PÚBLICA
os modos de reprodução de
cada uma delas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN5FOA007 CONSULTA Entender a possibilidade PÚBLICA
de criação de novasCONSULTA
espécies vivas porPÚBLICA
meio
da manipulação genética.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Comparação CONSULTA
de processos genéticos paraPÚBLICA
obtenção de novas CONSULTA
espécies e compreensão daPÚBLICA
produ-
ção de híbridos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN5FOA008 CONSULTA PÚBLICA
Investigar os hábitos noturnos de diferentesCONSULTA PÚBLICA
seres e as características
que os diferenciam.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Realizar experimento que mostre a necessidade de luz para a planta realizar fotossíntese, ou seja,

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


para produzir uma reação a partir da qual ela se constrói. Observar o hábito de animais domésticos, tais como,
gatos, cães, pássaros, hamster e outros.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN5FOA009 Relacionar as características observadas dos seres de hábitos
noturnos e os que não possuem os mesmos hábitos em um quadro demonstrando
CONSULTA PÚBLICA
essas diferenças.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Tabulação deCONSULTA
dados introduzindo imagensPÚBLICA CONSULTA
com as diferentes características observadas. PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC6 _ SENTIDOS: PERCEPÇÃO E INTERAÇÕES
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN5FOA010 Compreender a necessidade de energia luminosa para que se
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
possa enxergar e o motivo pelo qual são vistas as diferentes cores. 171
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA
do mecanismo da visão ePÚBLICA
do papel da energia CONSULTA PÚBLICA
luminosa. Elaboração de hipóteses
sobre as cores de diferentes objetos, em contextos diferentes: sem iluminação e com iluminação de diferen-
CONSULTA PÚBLICA
tes cores. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN5FOA011 Reconhecer e caracterizar fontes de energia luminosa e de energia
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
térmica, identificando PÚBLICA
semelhanças e diferenças CONSULTA
nos seus processos de produção.PÚBLICA
Exemplo: Compreensão de fenômenos envolvendo luz e calor: queima de vela e observação da variação
CONSULTA PÚBLICA
da cor em função da CONSULTA
temperatura; observação daPÚBLICA CONSULTA
transformação de energia PÚBLICA
elétrica em energia luminosa e

CONSULTA PÚBLICA
energia térmica.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN5FOA012 CONSULTA Compreender a relação PÚBLICA CONSULTA
entre diferentes contextos PÚBLICA
sociais e culturais

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


e as respectivas formas de utilização da energia.
Exemplo: Compreensão de diferentes usos de energia, em função dos contextos social e cultural, para aten-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
der a necessidades como preparo e conservação PÚBLICA CONSULTA
de alimentos, iluminação, aquecimento do ambiente. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN5FOA013 Investigar o funcionamento de circuitos elétricos simples (corrente
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
contínua ou alternada) e das lâmpadas que PÚBLICA
os compõem. CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Montagem de circuitos constituídos de pilha/bateria, fios e uma lâmpada, representando-os por
meio de desenhos e comparando-os a circuitos elétricos residenciais.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN5FOA014 CONSULTA Representar procedimentos PÚBLICAexperimentaisCONSULTA
e fenômenos que PÚBLICA
envolvam energia.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Descrição ou representação imagética de processos de consumo ou produção de energia associa-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
dos a fenômenos cotidianos e sociais.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


6ºANO/EF
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC2 _ AMBIENTES, CONSULTA RECURSOS EPÚBLICA RESPONSABILIDADES CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN6FOA001 Reconhecer diferentes ecossistemas aquáticos e terrestres,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
identificando as espécies que são nativas PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
e suas características.
Exemplo: Descrição de biomas terrestre como a caatinga e o cerrado, a mata atlântica; descrição de biomas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
aquáticos como manguezais e restingas. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN6FOA002 Relacionar os comportamentos e as estruturas de adaptação das
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
espécies com os ambientes em que vivem PÚBLICA
e se desenvolvem. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Descrição de estruturas de adaptação como os espinhos em limoeiros.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA003 CONSULTA Reconhecer a importância PÚBLICA
da água para os CONSULTA
seres vivos e suas PÚBLICA
172
propriedades específicas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento da ação da água como regulador de temperatura, contribuindo para variação da

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


temperatura ambiente entre o dia e noite.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA004 CONSULTA Compreender a composição PÚBLICA do solo e sua CONSULTA
conservação. PÚBLICA
Exemplo: Explicação de técnicas de conservação dos solos, como plantação em curva de nível, rotação de
CONSULTA PÚBLICA
cultura e de pastagem,CONSULTA
correção do solo, adubaçãoPÚBLICA
verde. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN6FOA005 Conhecer a escala geológica do tempo, a história evolutiva das
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
espécies e suas características ambientais.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: IdentificaçãoCONSULTA PÚBLICA
na escala geológica de tempo CONSULTA
do surgimento de peixes PÚBLICA
e de animais mamíferos.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA006 CONSULTA PÚBLICA
Identificar alterações provocadas CONSULTA
no campo, a partir da chegadaPÚBLICA
de

CONSULTA PÚBLICA
novas tecnologiasCONSULTA
e reconhecer a diferença PÚBLICA
entre modos de CONSULTA
produção. PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento das alterações no mundo do trabalho e nos processos de produção do campo,
CONSULTA PÚBLICA
descrevendo os modos CONSULTA PÚBLICA
de produção da agricultura CONSULTA
familiar e o agronegócio PÚBLICA
relacionando com fatores eco-
nômico, cultural e social.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA007 CONSULTA Caracterizar um ambiente PÚBLICA
natural em queCONSULTA
houve ação humana ePÚBLICA
identificar as características de um ambiente sustentável e não sustentável.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Descrição de um ambiente próximo (bairro, cidade, estado), onde se observou uma mudança pro-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
vocada por ação do homem, quais as causas e consequências da ação, envolvendo fatores social, cultural
e econômico, mostrando os aspectos que caracterizam um ambiente sustentável, como o manejo de plan-
CONSULTA PÚBLICA
tações. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN6FOA008 Representar fatos e ideias, fazendo associações sobre as mudanças
CONSULTA PÚBLICA
do meio ambienteCONSULTA relacionadas à ação do PÚBLICA
homem e os aspectosCONSULTA social, cultural ePÚBLICA
econômico.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo 1: Tabulação de dados coletados de pesquisa bibliográfica e de campo, registro e produção de
CONSULTA PÚBLICA
relatórios que exponhamCONSULTA PÚBLICA
os resultados das situações CONSULTA
problemas. Exemplo PÚBLICA
2: Representação, por meio
gráficos ou painéis, de dados que caracterizam um ambiente sustentável ou não sustentável.
de

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA
UC4 _ TERRA: CONSULTA CONSTITUIÇÃO E MOVIMENTO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA009 CONSULTA Compreender a Terra como PÚBLICAcorpo cósmico, CONSULTA
sua forma arredondada PÚBLICA
e

CONSULTA PÚBLICA
atração gravitacional.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Apresentação, no globo terrestre, do papel da atração gravitacional e da posição relativa de seres 173
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
e objetos na superfície terrestre.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA010 CONSULTA Compreender os movimentos PÚBLICA de rotação CONSULTA
e translação e suas PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
consequências. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Demonstração dos movimentos da Terra e suas consequências para o dia e noite, estações do ano
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
e à incidência de radiação solar sobre a superfíciePÚBLICA
terrestre. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN6FOA011 Compreender que diferentes culturas formulam cosmovisões distintas.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ReconhecimentoCONSULTA
de diferentes leituras PÚBLICA
do céu e a importânciaCONSULTA PÚBLICA
das constelações em diferentes
culturas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA012 CONSULTA Investigar os movimentos PÚBLICA CONSULTA
relativos entre Sol, Terra e Lua. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
o eixo inclinado da Terra, bem como das fases da PÚBLICA CONSULTA
Lua e dos eclipses (solar e lunar). PÚBLICA
Exemplo: Demonstração, por modelos ou simulações didáticas, da rotação e translação da Terra, destacando

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNCN6FOA013 Investigar as posições relativas entre as constelações, Terra e Lua e
CONSULTA PÚBLICA
suas aplicações pelo CONSULTA
homem. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ReconhecimentoCONSULTA PÚBLICA
que algumas constelações (Cruzeiro do Sul,CONSULTA PÚBLICA
Escorpião e Órion) são utilizadas
como guia de navegação.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA014 CONSULTA Produzir esquemas quePÚBLICA demonstrem a translação CONSULTA da Terra e as PÚBLICA
estações do ano com destaque para o papel do eixo inclinado da Terra.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Produção de desenhos demonstrativos da importância da incidência paralela dos raios solares na

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA


Terra com sua forma esférica e eixo inclinado. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC5 – VIDA: CONSTITUIÇÃO E REPRODUÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA015 CONSULTA Entender a célula comoPÚBLICA a unidade da vida. CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Conhecimento das estruturas que realizam transformações de materiais para obtenção de alimen-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
tos e energia, reconhecendo PÚBLICA
a diferença básica entre CONSULTA
as estruturas celulares PÚBLICA
de um animal e um vegetal.

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNCN6FOA016 Compreender o processo da fotossíntese, através de representação
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
simplificada e classificar os seres em relaçãoPÚBLICA CONSULTA
ao tipo de alimento (autótrofo ou PÚBLICA
heterótrofo).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento de que as plantas produzem materiais para seu próprio desenvolvimento a partir

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


da radiação solar, de água e do gás carbônico. Identificação de seres vivos que produzem seu alimento (plan-
tas que realizam fotossíntese) e os que se alimentam de outros seres (animais). 174
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN6FOA017 Reconhecer os principais processos metabólicos e a relação
CONSULTA PÚBLICA
alimento/respiração.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: CaracterizaçãoCONSULTA PÚBLICA
dos processos de respiração celular aeróbica CONSULTA PÚBLICA
e fazendo a relação com a energia
produzida na fotossíntese e consumida na respiração, mostrando que o processo de inspiração e expiração
CONSULTA PÚBLICA
depende de diferenças CONSULTA PÚBLICA
de pressão entre o ambiente CONSULTA PÚBLICA
e o interior dos pulmões.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA018 CONSULTA Conhecer as principaisPÚBLICA
características dosCONSULTA
seres vivos, PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
compreendendo sua CONSULTA PÚBLICA
reprodução e desenvolvimento, suas CONSULTA
diferentes formas de PÚBLICA
locomoção, sustentação, respiração, circulação, excreção, digestão.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA019 CONSULTA Compreender a importância PÚBLICA da microscopia CONSULTA
para o estudo de PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
microrganismo. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Entendimento do uso da microscopia e das vantagens no avanço científico, através de textos cien-
CONSULTA PÚBLICA
tíficos; caracterizaçãoCONSULTA PÚBLICA
do microscópio e visualização CONSULTA PÚBLICA
de protozoários no microscópio.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN6FOA020 Identificar as estruturas anatômicas dos seres vivos.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ObservaçãoCONSULTA PÚBLICA
de mapas anatômicos, identificando suas principaisCONSULTA PÚBLICA
diferenças e função no organismo.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN6FOA021 CONSULTA Representar e associarPÚBLICA ideias e fatos atravésCONSULTA
de textos científicosPÚBLICA
sobre microscopia e sua importância.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Leitura e produção de síntese de textos científicos relacionados à descoberta da célula e ao estudo
CONSULTA PÚBLICA
de microrganismo.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
7º ANO/EF
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC1 _ MATERIAIS, CONSULTA
SUBSTÂNCIASPÚBLICA E PROCESSOS CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN7FOA001 Estabelecer diferenças entre substância e mistura de substâncias,
CONSULTA PÚBLICA
identificando materiaisCONSULTAformados por umaPÚBLICA CONSULTA
ou por mais substâncias e reconhecendo PÚBLICA
a
importância social desses materiais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Elaboração de hipóteses a respeito da composição de materiais que fazem parte do cotidiano:

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


se são constituídos por uma ou mais de uma substância. Comparação das hipóteses elaboradas com infor-
mações contidas nos rótulos das embalagens de alguns materiais. Reconhecimento de que a maioria dos

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


materiais produzidos é composta por várias substâncias e da utilização de substâncias e misturas em certos
processos industriais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN7FOA002 Identificar transformações que ocorrem com materiais importantes no
CONSULTA PÚBLICA
dia a dia das pessoas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 175
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Identificação da combustão como fonte de energia utilizada para variados fins. Compreensão
processos industriais que envolvam minérios, metais e substâncias, com uso de fontes térmicas baseadas em
de

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA


combustão; e de processos caseiros de produçãoPÚBLICA
de sabão, comparadosCONSULTA
com industriais. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN7FOA003 Buscar informações sobre processos e técnicas metalúrgicas ao
CONSULTA PÚBLICA
longo da história CONSULTA
da humanidade. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Comparação de fontes, produção e usos do cobre ao longo da história.

CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA004 CONSULTA PÚBLICA
Investigar, realizando experimentos, CONSULTA
métodos físicos de separação PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
empregados no cotidianoCONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
e no sistema produtivo.
Exemplo: Levantamento de informações sobre processos de separação de importância industrial, social, res-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
saltando possíveis problemas PÚBLICA
ambientais e de biossegurança associados.CONSULTA
Busca de informação sobre PÚBLICA
a ob-
tenção de sal de cozinha nas salinas, realizando experimentalmente a evaporação de uma amostra de água
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
do mar e a recristalização dos sais obtidos. Busca PÚBLICA
de informação sobreCONSULTA PÚBLICA
processo de filtração utilizados no
tratamento de água (filtros domésticos, filtros em uma ETA), construção de filtros e realizar experimentalmente
CONSULTA PÚBLICA
a filtração de águas deCONSULTA
rios ou lagos. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA005 CONSULTA Representar, por meio de PÚBLICA
esquemas e desenhos,CONSULTA processos de PÚBLICA
separação, e elaborar comunicação de resultados de investigações e experimentos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Elaboração de texto contendo uma descrição ou um esquema do processo de obtenção de sal a
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
partir das salinas e do processo de purificação por recristalização. Elaboração de tabela com dados do expe-
rimento de evaporação de uma amostra de água do mar.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC6 _ SENTIDOS: CONSULTA
PERCEPÇÃO E PÚBLICA INTERAÇÕES CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA006 CONSULTA Compreender as interações PÚBLICA que ocorrem CONSULTA
entre as comunidades PÚBLICAe as

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


populações em diferentes espécies.
Exemplo: Compreensão das relações (interações e associações) entre indivíduos da mesma espécie e de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
espécies diferentes, destacando relações de vidaPÚBLICA
em sociedade, mimetismo CONSULTA
e camuflagem. PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA007 CONSULTA Reconhecer instrumentos PÚBLICA
óticos que ampliam CONSULTA
a visão, identificandoPÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
seus principais componentes.
Exemplo: Utilização de esquemas e imagens que representem instrumentos óticos como lupa, luneta, peris-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
cópio, telescópio, microscópio, e seus componentesPÚBLICA
principais. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA008 CONSULTA Compreender fenômenos PÚBLICA
de reflexão, deCONSULTA
refração e de absorção PÚBLICA
da
CONSULTA PÚBLICA
luz e sua relação CONSULTA
com a visão, considerando PÚBLICA CONSULTA
também sua interação com as camadas PÚBLICA 176
internas do olho humano e de outros mamíferos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Observar experimentalmente a incidência da luz em um espelho e na superfície da água e em ou-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


tros materiais. Relação entre a absorção e reflexão da luz por um objeto e a visão que se tem desse objeto.

CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA009 CONSULTA Reconhecer a existência PÚBLICA
de diferentes tipos CONSULTA
de anomalias da visão PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
e compreender osCONSULTA PÚBLICA
princípios ópticos envolvidos CONSULTA
nos procedimentos PÚBLICA
utilizados em suas
correções.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Explicação CONSULTA PÚBLICA
da estrutura interna do olho, CONSULTA
na perspectiva da compreensão PÚBLICA
de diferentes tipos de

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


anomalias da visão e dos respectivos procedimentos de correção.

CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA010 CONSULTA PÚBLICA
Planejar e construir instrumentos ópticos, CONSULTA
como periscópio e câmara PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
escura. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão dos fenômenos e princípios ópticos envolvidos nos equipamentos. Consultar pági-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
nas na internet que mostram PÚBLICA
construção de periscópios CONSULTA
caseiros. Compreender os fenômenos óticosPÚBLICA
envol-
vidos no equipamento.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA011 CONSULTA Elaborar esquemas que PÚBLICA
representem espelhos, CONSULTAlentes e raios dePÚBLICA
luz.
Exemplo: Representação da trajetória da luz em fenômenos de reflexão e refração, diferenciando lentes di-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
vergentes e convergentes.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC3 _ BEM-ESTAR CONSULTA E SAÚDE PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA012 CONSULTA Compreender o significado PÚBLICA
de alimentaçãoCONSULTA
saudável, relacionando PÚBLICA
os
CONSULTA PÚBLICA
alimentos necessários CONSULTA aos aspectos do bom PÚBLICA
funcionamento CONSULTA
e desenvolvimento corporal. PÚBLICA
Exemplo: Abordagem de aspectos relacionados à pirâmide alimentar, relacionando com a má alimentação e
CONSULTA PÚBLICA
os problemas de saúde CONSULTA
causados como anorexia,PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
bulimia, obesidade e diabetes.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA013 CONSULTA Compreender a importância PÚBLICAda manipulação CONSULTA
segura de alimentos. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Descrição dos CONSULTA
riscos físicos, químicos ePÚBLICA
parasitos e produtos químicos).
CONSULTA
biológicos (lesões, contaminação PÚBLICA
por fungos, bactérias,

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA014 CONSULTA PÚBLICA
Entender que hábitos alimentares mudamCONSULTA
ao longo da história. PÚBLICA
Exemplo: Perguntas a pessoas mais velhas, a cozinheiras ou fabricantes de alimentos, sobre o como era feito
CONSULTA PÚBLICA
o preparo de alimentos CONSULTA PÚBLICA
(uso de banha de porco, linguiça CONSULTA
feita em casa, não PÚBLICA
existência de certos alimentos),
de como eram conservados os alimentos (salga, imersão em banha animal).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN7FOA015 CONSULTA Relacionar algumas doenças PÚBLICA CONSULTA
com a deficiência de certas vitaminas,PÚBLICA
sais minerais e nutrientes.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Busca de informações sobre algumas vitaminas importantes para o organismo humano, como as 177
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
vitaminas A, D, E, B, C, suas funções, alimentos que as contêm, e doenças associadas à falta dessas vitaminas
no organismo.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN7FOA016 Coletar dados e construir tabelas demonstrando características
funcionais e nutricionais de alimentos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Elaboração de tabela demonstrando valores funcionais e nutricionais dos alimentos encontrados

CONSULTA PÚBLICA
em feiras livres.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
8º ANO/EF
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC1 _ MATERIAIS, SUBSTÂNCIAS E PROCESSOS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA001 CONSULTA Caracterizar uma substância PÚBLICA por meio dasCONSULTA
propriedades físicas: PÚBLICA
densidade, ponto de ebulição, ponto de fusão e solubilidade.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Identificação CONSULTA
de diferentes metais pelaPÚBLICA
medida de densidadeCONSULTA
(por deslocamento de volumePÚBLICA
de

CONSULTA PÚBLICA
ebulição e densidadeCONSULTA
de substâncias como água,PÚBLICA CONSULTA
água), comparando com valores conhecidos; organização de uma tabela com temperaturas de fusão e de
etanol, acetona, hexano, PÚBLICA
oxigênio, gás carbônico, nitrogê-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


nio, cloreto de sódio, sacarose, cobre, alumínio, grafite, etc (substâncias no estado sólido, líquido e gasoso),
reconhecimento de diferenças entre os valores.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA002 CONSULTA Compreender processos PÚBLICA
envolvidos na produçãoCONSULTA de alguns PÚBLICA
combustíveis, ressaltando possíveis problemas ambientais e de biossegurança
CONSULTA PÚBLICA
associados.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA
da destilação fracionadaPÚBLICA
do petróleo. Comparação CONSULTA PÚBLICA
da natureza e da produção de
gasolina com o processo de fermentação de açúcar para obtenção de etanol e com o processo de obtenção
CONSULTA PÚBLICA
de biogás a partir de CONSULTA PÚBLICA
resíduos ricos em materiais biodegradáveis CONSULTA
(de lixões, PÚBLICA
de esgotos, de excrementos de
animais).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA003 CONSULTA Buscar informações sobre PÚBLICA
unidades produtoras CONSULTA de combustíveis,PÚBLICA
identificando matérias-primas, produtos e impactos ambientais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Realização de visitas presenciais ou virtuais a unidades produtoras de combustíveis, industriais ou
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
domésticas, verificando PÚBLICA
a origem das matérias primas,
e impactos ambientais da produção.
CONSULTA
o processo, armazenamento, PÚBLICA
condições de segurança

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA004 CONSULTA Realizar experimentos PÚBLICA
que determinem densidade,CONSULTA solubilidade,PÚBLICA
pontos de fusão e de ebulição, visando identificar materiais e caracterizar substâncias.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Proposição CONSULTA PÚBLICA
de um experimento para identificar CONSULTA
tipos de plástico PÚBLICA
utilizando a densidade (flutuação

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


ou afundamento de amostras de plásticos em água e em solução aquosa de sal de cozinha); investigação da
temperatura de ebulição da água e de uma mistura de água e contendo açúcar.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 178


LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA005 Registrar, por meio de gráficos e tabelas, dados e informações obtidos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
em experimentos que determinem densidade, solubilidade, pontos de fusão e de
CONSULTA PÚBLICA
ebulição, visandoCONSULTA PÚBLICA
identificar materiais e caracterizar CONSULTA PÚBLICA
substâncias.
Exemplo: Elaboração de relatórios sobre experimentos realizados, contendo gráficos, tabelas, esquemas e
CONSULTA PÚBLICA
desenhos explicativos.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC6 _ SENTIDOS: PERCEPÇÃO E INTERAÇÕES
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA006 CONSULTA Compreender o significado PÚBLICA CONSULTA
de simetria bilateral e reconhecer essa PÚBLICA
característica na maioria dos animais e em máquinas que voam ou se locomovem,
CONSULTA PÚBLICA
ressaltando-se a CONSULTA
relação com o equilíbrio. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: IdentificaçãoCONSULTA PÚBLICA
de eixo de simetria em seres
objetos como avião, carro etc.
humanos, cachorro,CONSULTA PÚBLICA
gato, borboleta, pássaro etc., e em

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNCN8FOA007 Identificar equilíbrios estável, instável e indiferente pela análise da
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
posição do centro de gravidade, bem como caracterizar a diferença entre equilíbrio
CONSULTA PÚBLICA
estático e dinâmico. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Verificação do funcionamento da balança de braços iguais, da gangorra, etc.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA008 CONSULTA Investigar sobre a existênciaPÚBLICA CONSULTA
de tipos de simetria na natureza. PÚBLICA
Exemplo: Observação de obras de arte, como pinturas e identificação de elementos de simetria; construção
CONSULTA PÚBLICA
de um caleidoscópio CONSULTA PÚBLICA
e comparação de imagens formadas CONSULTA
quanto a aspectos de simetria. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN8FOA009 Planejar a construção de objetos que exemplifiquem diferentes tipos
CONSULTA PÚBLICA
de equilíbrio.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Levantamento CONSULTA
de exemplos de diferentes PÚBLICA
equilíbrios presentesCONSULTA
no dia-a-dia. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN8FOA010 Elaborar esquemas, desenhos e imagens que representem diferentes
CONSULTA PÚBLICA
equilíbrios. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Elaboração de materiais de divulgação que expliquem os diferentes equilíbrios presentes no dia-a-
dia.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA
UC3 _ BEM-ESTAR CONSULTAE SAÚDE PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA011 CONSULTA Identificar que a ocupação PÚBLICA
irregular do solo CONSULTA
provoca desastres PÚBLICA
179
naturais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Identificação da importância do planejamento urbano, ressaltando os problemas das cidades como

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


a impermeabilização do solo e o acúmulo de lixo.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA012 CONSULTA Reconhecer os principais PÚBLICA
parasitas do corpo, CONSULTA
os vetores e os PÚBLICA
hospedeiros de microrganismos causadores de doenças.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Caracterização dos parasitas como o Esquistossomose e amarelão (verminoses perigosas); como
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ocorre a infestação por contaminação dos solos e das lagoas; os cuidados de higiene e alimentação que
evitam a verminose; os mosquitos causadores de doenças; condições de proliferação dos mosquitos (malária
CONSULTA PÚBLICA
e dengue); transmissão,CONSULTA
evolução e manifestação PÚBLICA
do Mal de Chagas. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA013 CONSULTA Entender as condiçõesPÚBLICA necessárias para a CONSULTA
proliferação de PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
microrganismos causadores de patologias.
Exemplo: Entendimento de situações que evidenciem a proliferação de doenças causadas por fungos, bac-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
térias e vírus, como: AIDS, PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
viroses humanas, micoses.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN8FOA014 Reconhecer os perigos causados à sociedade pelo uso de inseticidas.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA
de que alimentos in naturaPÚBLICA
consumido nas cidades CONSULTA
vêm do campo que utiliza PÚBLICA
agrotó-
xicos para se livrar de pragas nas plantações.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN8FOA015 CONSULTA Reconhecer na região onde PÚBLICAse mora riscos CONSULTA
de contaminação humana. PÚBLICA
Exemplo: Investigação, com pesquisa de campo, dos problemas nas cidades que possam causar algum tipo
CONSULTA PÚBLICA
de contaminação por CONSULTA
bactérias, parasitos, fungos, PÚBLICA
protozoários. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN8FOA016 Registrar dados e informações sobre problemas ambientais e/ou
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
relacionados com a produção de alimentos, tratando os dados coletados por meio de
CONSULTA PÚBLICA
gráficos e tabelas.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Elaboração de gráficos para expressar os problemas mapeados em determinadas regiões da
cidade.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


9º ANO/EF
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC4 _ TERRA: CONSULTA CONSTITUIÇÃO E MOVIMENTO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN9FOA001 Compreender a formação do Sistema Solar a partir de uma nebulosa
CONSULTA PÚBLICA
e os processos deCONSULTA
acreção que originaram PÚBLICA
os planetas rochosos CONSULTA
e gasosos com seus PÚBLICA
satélites e o cinturão de asteroides.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Descrição da evolução da formação do sol e dos planetas por meio da teoria da nebulosa primitiva. 180
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN9FOA002 Reconhecer a Terra como um planeta de esferas aproximadamente
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
concêntricas do seu interior até a atmosfera, com propriedades físico-químicas
CONSULTA PÚBLICA
diferentes. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão dos processos físicos e químicos de formação da Terra, caracterizando os materiais
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
constituintes, as temperatura PÚBLICA
e pressão de cada esfera. CONSULTA
Utilização de imagens PÚBLICA
ou simulações existentes na
Internet sobre a constituição do interior da Terra (crosta, manto, núcleo externo e núcleo interno) para com-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
preender o tamanho aproximado PÚBLICA
das camadas internas e externas. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN9FOA003 Compreender o modelo das placas tectônicas (ou litosféricas) para
CONSULTA PÚBLICA
explicar fenômenos CONSULTA
naturais como vulcões, PÚBLICA CONSULTA
terremotos e tsunamis, entendendo a raraPÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ocorrência desses fenômenos no Brasil.
Exemplo: Utilização de imagens ou simulações que mostram as placas tectônicas em um planisfério para
CONSULTA PÚBLICA
explicar como ocorrem CONSULTA
os terremotos, os vulcões PÚBLICA
e os tsunamis. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN9FOA004 CONSULTA Compreender a interdependênciaPÚBLICA do cicloCONSULTA
das rochas com a PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
tectônica de placas. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão que a Terra é uma enorme máquina térmica gerando os movimentos tectônicos e o
CONSULTA PÚBLICA
ciclo das rochas com CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
seus diferentes tipos de rochas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN9FOA005 CONSULTA Compreender e prevenir PÚBLICA
os riscos naturaisCONSULTA
de fenômenos PÚBLICA
devastadores como terremotos, tsunamis, vulcanismo, escorregamentos e inundações.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Construção de mapa-mundi com os eventos do cinturão de fogo e a discussão de medidas preventi-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
vas em infraestrutura e atitudes e hábitos. Compreensão que, no Brasil, predominam os eventos catastróficos
relacionados aos fenômenos climáticos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN9FOA006 Entender e apreciar diferentes paisagens e relevos, compreendendo
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
que são condicionadas pela tectônica de placas, gravidade, fluxo térmico e clima.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ObservaçãoCONSULTA
de diferentes paisagens e seu PÚBLICA CONSULTA
relevo, caracterizando PÚBLICA
a interdependência dessas mu-
danças com a tectônica, clima, gravidade e fluxo térmico.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN9FOA007 CONSULTA Pesquisar e analisar escalas PÚBLICA de medidas CONSULTA
de fenômenos naturaisPÚBLICAque
podem ser devastadores, como os terremotos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Construção de tabela de valores (pequeno, moderado, forte), a intensidade (Escala Richter) e os

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


efeitos correspondentes dos terremotos.

CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN9FOA008 CONSULTA Fazer leitura de imagem/vídeos PÚBLICA CONSULTA
sobre o Cosmo, atentando para PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
fenômenos que ocorrem CONSULTA no mesmo, bemPÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
como realizar simulações.
181
Exemplo: Explorar vídeos, como da Coleção “Cosmos”, de Carl Sagan, bem como simulações sobre o tama-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
nho relativo dos planetas PÚBLICA
e do Sol, e distâncias relativas CONSULTA
entre eles, incluindo PÚBLICA
sua localização na galáxia ea
representação da estrela mais próxima (Próxima Centauri).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
UC5 _ VIDA: CONSTITUIÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
E REPRODUÇÃO
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN9FOA009 CONSULTA Mostrar os componentes PÚBLICA
e o funcionamento CONSULTA
do aparelho genitalPÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
masculino e feminino. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão de como a vida é perpetuada; dos hormônios gonadotróficos; da fertilidade; da es-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
terilidade e da fecundação.

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNCN9FOA010 Entender como os hormônios regulam e promovem o equilíbrio do
CONSULTA PÚBLICA
funcionamento doCONSULTA
corpo. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Caracterização das relações entre esforço físico, frequência respiratória e batimentos cardíacos; o
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
papel das glândulas adrenais PÚBLICA
e do pâncreas na produção de energia; a CONSULTA PÚBLICA
função das glândulas endócrinas e

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


hormônios.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN9FOA011 CONSULTA Entender a transmissãoPÚBLICA dos impulsos elétricos CONSULTA
pelo corpo, através PÚBLICA
das sinapses.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA PÚBLICA
do que é um reflexo voluntário e involuntário; aCONSULTA PÚBLICA
constituição e o funcionamento do
sistema nervoso central.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN9FOA012 Entender a relação dos processos como respiração, circulação e
digestão humana.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Caracterização do aparelho circulatório;PÚBLICA CONSULTA
as características e a função do sangue relacionandoPÚBLICA
com
a respiração humana. Caracterizar o aparelho digestivo; enzimas e funções; função e processo da digestão.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN9FOA013 CONSULTA Compreender as mudanças PÚBLICA CONSULTA
físicas, fisiológicas e comportamentais PÚBLICA
ocorridas no processo de puberdade.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecer mudanças no organismo que ocorrem com a adolescência; reconhecer responsabilida-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
des decorrentes de tais mudanças, relacionadas a comportamentos sociais e à sexualidade.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN9FOA014 Investigar a influência da alimentação com a produção de hormônios
CONSULTA PÚBLICA
e a regulação e oCONSULTA
equilíbrio do organismo. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Utilização de dados bibliográficos para fazer levantamento de como nutrientes em excesso ou sua
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
falta causam desequilíbrio PÚBLICA
no organismo; como a deficiência de iodo podeCONSULTA PÚBLICA
causar problemas na glândula ti-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


reoide e não produzir mais hormônios; como o excesso de açúcar inibe a produção de insulina no organismo.

CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 182
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN9FOA015 CONSULTA Elaborar comunicaçõesPÚBLICA sobre mudanças CONSULTAque acontecem na PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
adolescência.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Elaboração de cartazes e folhetos de divulgação sobre doenças sexualmente transmissíveis, sobre
CONSULTA PÚBLICA
transformações físicasCONSULTA
e emocionais. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC2 _ AMBIENTE, RECURSOS E RESPONSABILIDADE
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN9FOA016 Compreender a ocorrência de ciclos naturais e a sua importância
para a vida na Terra.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Descrição dasCONSULTA
etapas que envolvem os PÚBLICA CONSULTA
principais ciclos biogeoquímicos PÚBLICA
no planeta: o ciclo da
água, do nitrogênio, do oxigênio e do carbono.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNCN9FOA017 Identificar situações de utilização adequada e de desperdício de
água, incentivando práticas de consumo consciente na sociedade.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Reaproveitamento de água da chuva para PÚBLICA
outras atividades. CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN9FOA018 Compreender implicações do uso de produtos pelos seres humanos
CONSULTA PÚBLICA
que interferem naCONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
atmosfera e na vida terrestre.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICAExemplo: Compreensão CONSULTA
da relação dos gases doPÚBLICA CONSULTA
efeito estufa com as mudanças PÚBLICA
climáticas, de temperatu-
ra; da alteração da incidência de radiação ultravioleta sobre a superfície terrestre em função dos gases que
CONSULTA PÚBLICAreagem com o ozônioCONSULTA
na atmosfera. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNCN9FOA019 Investigar as principais fontes de água utilizadas na comunidade e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
suas formas de tratamento.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Investigação das águas de rios, mar, igarapés, lagos, poços artesianos, bem como formas de trata-
mento e de disponibilidade da água na comunidade: água encanada, poços, estação de tratamento.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNCN9FOA020 Investigar as principais implicações causadas pelo uso de produtos
CONSULTA PÚBLICAtecnológicos quanto CONSULTA PÚBLICA
às alterações climáticas, de temperatura CONSULTA
e de radiação que PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICAatingem a superfície CONSULTA
terrestre. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Busca de informações sobre substâncias que causam o efeito estufa, comparação da contribuição
CONSULTA PÚBLICArelativa de cada uma CONSULTA PÚBLICA
dessas substâncias no aumento CONSULTA
do efeito estufa, proposição de soluções paraPÚBLICA
a mini-
mização do problema.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICALINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNCN9FOA021 CONSULTA Interpretar comunicações PÚBLICA CONSULTA
presentes em diversas mídias sobre PÚBLICA
problemas ambientais.
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Interpretação de infográficos que apresentam informações sobre aquecimento global, e de

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


gráficos sobre o aumento da concentração de gás carbônico na atmosfera ao longo do tempo. Leitura de
textos de divulgação sobre problemas ambientais. 183
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A ÁREA DE CIÊNCIAS DA NATUREZA NO ENSINO MÉDIO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
O Ensino Médio CONSULTA
é a etapa conclusiva da Educação PÚBLICA
Básica que amplia, CONSULTA
consolida e aprofunda PÚBLICA
a formação realizada no Ensino Fundamental. Nas Ciências da Natureza isso corresponde
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
à divisão da área em três componentes curriculares, uma nova organização por razões con-
CONSULTA PÚBLICA
ceituais e históricas, CONSULTA
que reflete PÚBLICA
o tipo dos conhecimentos tratados CONSULTA
e a forma como eles PÚBLICA
são
e foram produzidos. No Ensino Fundamental, os/as estudantes já são iniciados/as na forma
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
como essas ciências interpretam fenômenos naturais e tratam processos tecnológicos, ao
CONSULTA
formularem PÚBLICA
e ao responderem CONSULTA
perguntas que lhes PÚBLICA CONSULTA
permitam apropriar-se de conceitos, PÚBLICA
de
procedimentos, de teorias e de linguagens dos diversos campos dessas ciências, por exem-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
plo: como as Ciências da Natureza se relacionam com vários aspectos da vida pessoal e
CONSULTA
social, comPÚBLICA
questões da saúde CONSULTA
e das comunicações; PÚBLICA como interpretam CONSULTAo mundo, desde PÚBLICA
seu
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
entorno imediato, como o estabelecimento de relação entre propriedades das substâncias
e seus usos, até âmbitos maiores, como a relação entre estações e climas com a posição do
CONSULTA PÚBLICA
eixo da Terra relativamenteCONSULTA
ao Sol. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Uma formação guiada por princípios de liberdade e por ideais de solidariedade humana,
CONSULTA
que inspirePÚBLICA
o exercício pleno CONSULTA
da cidadania, promova PÚBLICA a inserçãoCONSULTA
no trabalho e incentive PÚBLICA
a
continuidade dos estudos, deve ser assegurada a jovens e adultos no Ensino Médio. Muitos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
desses sujeitos CONSULTA
têm poder decisório PÚBLICA
por serem eleitores, exerceremCONSULTA
direitos e deveres PÚBLICA
de ci-
dadãos, participarem no mundo do trabalho, fazendo parte de contextos culturais nos quais
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
a ciência aparece como mais uma cultura com a qual eles vão interagir. Os/as estudantes
CONSULTA
do Ensino PÚBLICA
Médio têm maior CONSULTA
maturidade cognitivaPÚBLICA
e vivência social,CONSULTA
estando, assim, maisPÚBLICA
bem
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
preparados para a nova ambição formativa nas Ciências. Assim, têm a oportunidade de
se aprofundarem nos modos de pensar e de falar próprios da cultura científica, situando-a
CONSULTA
entre outrasPÚBLICA CONSULTA
formas de organização PÚBLICA
do conhecimento, CONSULTA
e de compreenderem PÚBLICA
os processos
CONSULTA
históricos ePÚBLICA CONSULTA
sociais de construção do conhecimentoPÚBLICA CONSULTA
científico, para atuarem criticamente PÚBLICA
na
sociedade. Essa formação já pode ser especificada em termos da Física, da Química e da
CONSULTA PÚBLICA
Biologia, garantindo, assim,CONSULTA PÚBLICA
questionamentos e tratamentos maisCONSULTA
aprofundados, com temá-PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ticas e metodologias CONSULTA
próprias de cada um dos três PÚBLICA
componentes CONSULTA
que se desenvolveram PÚBLICA
de
forma relativamente autônoma, em trajetórias historicamente diversas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Como o amplo filosofar sobre o mundo material em geral, a Física é milenar. Veio a se esta-
belecer como ciência experimental, a partir do período mercantil, há cerca de cinco séculos,
CONSULTA
quando seu PÚBLICA
objeto de estudoCONSULTA
se define melhor em PÚBLICA CONSULTA
torno da constituição da matéria, daPÚBLICA
qua-
CONSULTA
lificação ePÚBLICA
da quantificaçãoCONSULTA PÚBLICA
dos movimentos. A Química, CONSULTA
com origens PÚBLICA
na alquimia medieval,
afirmou-se como ciência há cerca de um par de séculos, em plena sociedade industrial,
CONSULTA
tratando da PÚBLICA CONSULTA
identificação, da PÚBLICAdas
modelagem e das transformações CONSULTA PÚBLICA
substâncias e materiais.
CONSULTA
A BiologiaPÚBLICA CONSULTA
se estabeleceu como ciência unificadaPÚBLICA CONSULTA
da vida no século PÚBLICA
20, tratando da consti-
tuição, da diversidade, da interdependência, da reprodução e da evolução dos seres vivos,
CONSULTA
a partir da PÚBLICA
tradição secular daCONSULTA PÚBLICA
história natural, reunindo CONSULTA
muitas especialidades PÚBLICA
antes separa- 184
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
das, como a Zoologia, a Botânica e a Genética.

CONSULTA
Cada um dos PÚBLICA
componentesCONSULTA PÚBLICA
curriculares dessa área CONSULTA
de conhecimento, com objetos de PÚBLICA
es-
CONSULTA PÚBLICA
tudo próprios, CONSULTA
modelos explicativos PÚBLICA
distintos, desenvolveu CONSULTA
dinâmica PÚBLICA
peculiar de produção
de conhecimento. Como essa produção se encontra diretamente relacionada a produtos e
CONSULTA
processosPÚBLICA
tecnológicos, cuja CONSULTA
importância social ePÚBLICA
econômica teveCONSULTA PÚBLICA
tal ampliação, seu estudo
CONSULTA
não pode PÚBLICA
ser separado dasCONSULTA
ciências correlatas. A PÚBLICA CONSULTA
vida humana seria PÚBLICA
impensável sem essas
Ciências na sociedade contemporânea, por sua presença na cultura e por sua relação com
CONSULTA
produtos ePÚBLICA CONSULTA
processos tecnológicos. PÚBLICA
Por isso, entre as razões paraCONSULTA PÚBLICA
uma formação articulada
CONSULTA PÚBLICA
entre Ciências CONSULTA
e tecnologias, está a necessidadePÚBLICA
de qualificar os CONSULTA
jovens para o uso das PÚBLICA
tec-
nologias, assim como para fazer julgamentos, tomar iniciativas práticas, elaborar argumen-
CONSULTA PÚBLICA
tos e apresentar CONSULTA
proposições. PÚBLICA
Como se pode ilustrar, em muitas CONSULTA
das temáticas tratadas PÚBLICA
em
CONSULTA
cada uma PÚBLICA
das Ciências da CONSULTA PÚBLICA
área, estão muito próximos CONSULTA
os conceitos PÚBLICA
gerais e as aplicações
correlatas. Desse modo, é apropriado que seu ensino possa se fundar em contextos de vida
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de estudantes e professores/as.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Na Física, questões envolvendo transportes, por exemplo, podem ambientar a aprendiza-
CONSULTA PÚBLICA
gem da Dinâmica, CONSULTA
ao mesmo tempo em que oPÚBLICAdesempenho deCONSULTA
motores a combustão PÚBLICA
e
CONSULTA
turbinas sãoPÚBLICA
centrais para aCONSULTA PÚBLICAMotores
aprendizagem da Termodinâmica. CONSULTA PÚBLICA
elétricos e telecomu-
nicações darão elementos para se aprender o eletromagnetismo, tanto quanto tecnologias
CONSULTA
de radiaçõesPÚBLICA
se associam àCONSULTA PÚBLICA
Física Atômica e Nuclear, e sistemas deCONSULTA PÚBLICA
informação se associam
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
à Microeletrônica. CONSULTA
Há, ainda, PÚBLICA
outros sistemas, como CONSULTA
o aproveitamento de ciclos de arPÚBLICA
e da
água ou da radiação solar direta para a geração de energia, que fornecem contextos am-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
plos para a aprendizagem da Física.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Na Química, ciência que já nasceu com forte motivação pragmática, um importante campo
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de ambientação do ensino está na obtenção dos materiais como recursos para uso indus-
CONSULTA PÚBLICA
trial, a partir da litosfera, da CONSULTA PÚBLICA
hidrosfera, da atmosfera e da biosfera,CONSULTA PÚBLICA
assim como os processos
de transformação envolvidos na preparação de substâncias para seu emprego final. Ainda
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
mais ostensivamente presentes na vida de todos, são as propriedades de produtos químicos
CONSULTA PÚBLICA
de uso diário, CONSULTA
como detergentes, PÚBLICA
solventes, desinfetantes CONSULTA
e combustíveis, que podem PÚBLICA
ser
discutidos relativamente à sua obtenção, importância prática e impacto ambiental.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
Na Biologia,PÚBLICA
composição e CONSULTA
qualidades nutricionaisPÚBLICA
de alimentos ouCONSULTA PÚBLICA
princípios ativos de me-
dicamentos são mais imediatamente visíveis porque constantes em rótulos e bulas. Contudo,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
os aspectos contextuais e aplicados são múltiplos e de enorme centralidade na vida humana,
CONSULTA PÚBLICA
como sexualidade e saúde,CONSULTA
endemias e epidemias, PÚBLICA CONSULTA
dinâmicas da biosfera PÚBLICA
e sustentabilidade
ambiental, que dão contexto ao pensar conceitual sobre diversidade e interdependência da
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
vida, considerada a presença humana e sua intervenção transformadora.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
No entanto, os núcleos conceituais abstratos dessas ciências precisam ser trabalhados coor-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
denadamente com o tratamento contextual e como pauta para este, pois eles são a estrutura
CONSULTA
central dasPÚBLICA CONSULTA
Ciências da Natureza. PÚBLICA
A caracterização e a operaçãoCONSULTA
dos seres vivos, suaPÚBLICA
base
185
genética molecular, a conceituação de ecossistemas e biomas, a organização e a classifi-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
cação das espécies, a relação entre reprodução, hereditariedade e evolução são aspectos
CONSULTA
estruturaisPÚBLICA
da Biologia, queCONSULTA
são basilares e semPÚBLICA
os quais não seCONSULTA
sustentam discussões PÚBLICA
da
problemática ambiental ou da saúde humana. A relação entre estruturas e propriedades de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
átomos e moléculas, a classificação das substâncias e a sistematização das suas reações e
CONSULTA PÚBLICA
dos correspondentes CONSULTA
balanços PÚBLICA
energéticos são exemplos CONSULTA
de aspectos PÚBLICA
estruturais da Quími-
ca, sem os quais não se poderiam conduzir as investigações práticas. As leis de conservação
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
das quantidades de movimento e da energia, os limites teóricos da conversão calor-trabalho,
CONSULTA PÚBLICA
a interdependência CONSULTA
essencial PÚBLICA
entre campos elétricos CONSULTA
e magnéticos ou a organização PÚBLICA
ea
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
classificação da estrutura infinitesimal da matéria são aspectos fundamentais da Física que
presidem qualquer de suas aplicações.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A cultura científica a ser vivida e incorporada pelos jovens no Ensino Médio é realizada a
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
partir de uma articulação consistente entre os fundamentos conceituais e sua aplicação em
CONSULTA PÚBLICA
contexto. Esse desenvolvendo CONSULTA PÚBLICA
cognitivo e cultural do/a estudanteCONSULTA PÚBLICA
é pressuposto necessário
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
para atender às demandas formativas para sua atuação como cidadão, para que possa se
inserir no mundo do trabalho e da participação social, com consciência de direitos, responsa-
CONSULTA PÚBLICA
bilidade social e ambiental,CONSULTA
autonomia intelectualPÚBLICA CONSULTA
e princípios éticos, PÚBLICA
fazendo uso dos modos
CONSULTA
de pensar PÚBLICA CONSULTA
e expressar da cultura PÚBLICA
científica, ao lado da compreensão CONSULTA PÚBLICA
dos processos sociais e
históricos, inclusive os que resultam na construção do conhecimento científico.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
OBJETIVOS PÚBLICA
GERAIS DA ÁREA CONSULTA
DE CIÊNCIAS DA PÚBLICA
NATUREZA NO CONSULTA
ENSINO MÉDIO PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


ƒƒ Apropriar-se da cultura científica como permanente convite à dúvida, considerando
CONSULTAosPÚBLICA CONSULTA
princípios científicos PÚBLICA
como sínteses provisórias de umaCONSULTA PÚBLICA
construção ininterrupta.

CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Compreender CONSULTA
a ciência PÚBLICA
como um empreendimento humano,CONSULTA PÚBLICA
construído histórica e
CONSULTAsocialmente.
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Utilizar-se CONSULTA
de conhecimentos PÚBLICA
das Ciências da Natureza como CONSULTA PÚBLICA
instrumento de leitura
CONSULTAdoPÚBLICA
mundo. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Interpretar e discutirCONSULTA PÚBLICA
relações entre a ciência, a tecnologia, CONSULTA
o ambiente e a PÚBLICA
CONSULTAsociedade,
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
em seu próprio contexto e em âmbito maior no espaço e no tempo.

CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Mobilizar CONSULTA
conhecimentos científicos paraPÚBLICA
emitir julgamentos CONSULTA
e tomar posições PÚBLICA

CONSULTAainterações
respeito de situações e problemas de interesse pessoal e social, relativos às
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
da ciência na sociedade.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Saber buscar e fazer uso de informações e de procedimentos de investigação, com
CONSULTAvistas PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
a propor soluções para problemas que envolvem conhecimentos científicos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Apreciar atividades relacionadas às ciências e divulgações das investigações
CONSULTAcientíficas
PÚBLICA CONSULTA
como exercício PÚBLICA
prazeroso de fruição cultural. CONSULTA PÚBLICA 186
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Desenvolver senso crítico e autonomia intelectual no enfrentamento de problemas
CONSULTAe na PÚBLICA CONSULTA
busca de soluções, PÚBLICA
visando a transformações sociaisCONSULTA
e à construção da PÚBLICA
CONSULTAcidadania.
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Fazer uso de modos CONSULTA
de comunicação e de PÚBLICA
interação paraCONSULTA PÚBLICA
aplicação e divulgação
CONSULTAdePÚBLICA
conhecimentos científicos e tecnológicos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ Refletir criticamenteCONSULTA
sobre valores humanos,PÚBLICA
éticos e moraisCONSULTA
relacionados à PÚBLICA

CONSULTAaplicação
PÚBLICA dos conhecimentos científicos e tecnológicos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA COMPONENTE PÚBLICA CURRICULAR CONSULTA BIOLOGIA PÚBLICA
CONSULTA
A BiologiaPÚBLICA CONSULTA
é uma ciência autônoma PÚBLICA
que tem como CONSULTA
objeto de estudo o fenômeno vidaPÚBLICA
e,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
juntamente com a Física, a Química, a Astronomia e a Geociências, agrega um conjunto de
conhecimentos que se propõe a compreender e a explicar fenômenos naturais e processos
CONSULTA
de naturezaPÚBLICA CONSULTA
científica e tecnológica. PÚBLICA
Como componente curricular,CONSULTA PÚBLICA
para a Biologia, entender
CONSULTA
a vida comoPÚBLICA CONSULTA
fenômeno é reconhecer PÚBLICA
que os sistemas CONSULTA
orgânicos estão PÚBLICA
em constante transfor-
mação, têm elevada complexidade, são abertos e estabelecem interações com o ambiente,
CONSULTA PÚBLICA
trocando energia, CONSULTA
participando PÚBLICA
da ciclagem de matéria CONSULTA
e respondendo a estímulos do PÚBLICA
meio.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Portanto, para compreendê-laCONSULTA
satisfatoriamente,PÚBLICA
é preciso ter emCONSULTA PÚBLICA
conta tanto as distintas
escalas temporais em que os processos biológicos agem, como os diversos níveis de organi-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
zação em que se realizam. Isso deve ser feito abrangendo, desde os processos que ocorrem
CONSULTA
no tempo PÚBLICA CONSULTA
de vida de um organismo e nos níveisPÚBLICA
de organizaçãoCONSULTA
abaixo dele, àquelesPÚBLICA
que
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
compreendem um intervalo de tempo muito maior, de caráter filogenético, que atravessam
diversas gerações de populações de organismos, além dos que ocorrem em sistemas mais
CONSULTA PÚBLICA
amplos, como comunidades CONSULTA
e ecossistemas. Essa PÚBLICA
diversidade de CONSULTA
escalas e níveis emPÚBLICA
que
CONSULTA PÚBLICA
a vida pode/deve CONSULTA
ser investigada está na origem PÚBLICA CONSULTA
dos diversos campos PÚBLICA
das Ciências Bioló-
gicas, como a Biologia celular e molecular, a Anatomia, a Fisiologia, a Genética, a Ecologia
CONSULTA PÚBLICA
e a Biologia CONSULTA
evolutiva. A noção de evolução e oPÚBLICA
pressuposto de CONSULTA
que todas as formas PÚBLICA
vivas
CONSULTA
descendem PÚBLICA
de um ancestral CONSULTA
comum permite que PÚBLICA
o fenômeno vida CONSULTA
tenha uma unicidadePÚBLICA
e
que a Biologia seja uma disciplina integrada.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
O trabalho com o componente curricular Biologia, no Ensino Médio, tem se realizado também
pela ampliação das interfaces entre essa ciência, os processos e os produtos tecnológicos
CONSULTA PÚBLICA
e as questões CONSULTA
de âmbito social PÚBLICA
e caráter político, CONSULTA
ético e moral. Pode-se PÚBLICA
dizer que o jovem
CONSULTA PÚBLICA
não pode prescindir CONSULTA
do conhecimento conceitualPÚBLICA
em Biologia paraCONSULTA PÚBLICA
estar bem informado, se
posicionar e tomar decisões acerca de uma série de questões do mundo contemporâneo,
CONSULTA PÚBLICA
que envolvem CONSULTA
temas diversos, como: identidadePÚBLICA CONSULTA
étnico-racial e racismo; PÚBLICA
gênero, sexualida-
CONSULTA PÚBLICA
de, orientação CONSULTA
sexual e homofobia; PÚBLICA
gravidez e aborto; CONSULTA
problemas socioambientais PÚBLICA
relativos à
preservação da biodiversidade e estratégias para desenvolvimento sustentável; problemas
CONSULTA PÚBLICA
relativos ao CONSULTA
uso de biotecnologia, PÚBLICA
tais como produção CONSULTA
de transgênicos, PÚBLICA
clonagem de órgão; 187
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
terapia por células-tronco. É importante, por exemplo, que os/as estudantes saibam aplicar,
de forma adequada, a teoria da seleção natural para explicar eventos evolutivos como o sur-
CONSULTA
gimento dePÚBLICA CONSULTA
bactérias resistentes a antibióticos, oPÚBLICA CONSULTA
problema da obesidade PÚBLICA
em algumas popu-
CONSULTA PÚBLICA
lações humanas CONSULTA
ou a diversificação de espécies.PÚBLICA
O conhecimentoCONSULTA PÚBLICA
conceitual pode, portanto,
promover uma aproximação dos jovens com os conhecimentos produzidos pela Biologia que
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
circulam em mídias eletrônicas às quais têm acesso e nas discussões sociopolíticas sobre
CONSULTA
temas quePÚBLICA
envolvem ciência CONSULTA PÚBLICA
e tecnologia. Portanto, o conhecimentoCONSULTA PÚBLICA
biológico está presente
em várias dimensões da vida do/a estudante, seja dentro ou fora da escola, e necessita de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
um espaço/tempo escolar, para que seja abordado de forma que faça sentido para eles/as.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Igualmente fundamental é a apropriação pelos/as estudantes dos processos e das práticas
CONSULTA PÚBLICA
investigativas CONSULTA
dessa ciência, que possam lhes PÚBLICA
fornecer subsídiosCONSULTA
para a investigaçãoPÚBLICA
de
CONSULTA
fenômenosPÚBLICA
naturais que lhes CONSULTA PÚBLICA
instiguem a curiosidade CONSULTA
ou que estejam PÚBLICA
relacionados à resolu-
ção de problemas cotidianos e que afetam sua qualidade de vida. A compreensão e a apro-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
priação da metodologia do uso de bioindicadores no monitoramento de áreas degradadas,
CONSULTA PÚBLICA
por exemplo, podem permitir CONSULTA
aos/às estudantes PÚBLICA CONSULTA
identificar sinais de PÚBLICA
perturbação ambiental,
diagnosticar a qualidade do ar em seu bairro ou inferir a efetividade de ações mitigadoras
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de poluição, usadas pela comunidade, poder público, para resolver problemas ambientais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A Biologia, como toda ciência, tem seus códigos e formas de comunicação. Dessa forma, é
CONSULTA PÚBLICA
preciso garantir CONSULTA
aos estudantes o aprendizado da PÚBLICA
“linguagem” daCONSULTA PÚBLICA
Biologia em seus proces-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
sos de produção e divulgaçãoCONSULTA
de conhecimentos.PÚBLICA CONSULTA
Interpretar gráficos PÚBLICA
filogenéticos e produzir
inferências sobre as relações de parentesco entre espécies neles indicadas, nos contextos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
da compreensão de eventos evolutivos, distinguir o significado de termos que circulam no
CONSULTA PÚBLICA
cotidiano como CONSULTA
evolução, adaptação, ambiente ePÚBLICA
saúde são alguns CONSULTA PÚBLICA
exemplos desse proces-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
so de apropriação da linguagem, que faz parte do aprendizado da Biologia escolar.

CONSULTA PÚBLICA
O conhecimento biológico CONSULTA
tem dimensões sociais, PÚBLICA
tecnológicas, CONSULTA PÚBLICA
culturais, éticas, afetivas e
artísticas. A discussão de questões sociocientíficas pode ser utilizada para contemplar tais
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
dimensões. A construção de uma usina hidrelétrica, a produção de uma nova vacina, o au-
CONSULTA PÚBLICA
mento de casos CONSULTA
de uma determinada PÚBLICA
doença, a preservação CONSULTA
de um local, a recuperação PÚBLICA
de
processos ecológicos, a decisão sobre um novo tratamento para uma doença são algumas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
das questões que podem ser levadas para a sala de aula para tornar o ensino de Biologia
CONSULTA
mais próximoPÚBLICA CONSULTA
de jovens e adultos. Todas essas PÚBLICA CONSULTA
questões são consideradas dimensõesPÚBLICA
da
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
contextualização histórica, social e cultural da Biologia. Por meio dessa abordagem, pre-
tende-se, também, construir uma visão mais crítica do conhecimento científico e tecnológico
CONSULTA PÚBLICA
e de sua relação CONSULTA
com a sociedade, PÚBLICA
ao se considerar, por exemplo,CONSULTA
a função ideológicaPÚBLICA
que
CONSULTA
os conceitosPÚBLICA
de competiçãoCONSULTA PÚBLICA
inter-racial e de extinção CONSULTA
de raças desempenharam PÚBLICA
em ações
imperialistas das potências europeias no século XIX, dando origem a projetos de eugenia,
CONSULTA PÚBLICA
hierarquização, subordinação CONSULTA PÚBLICA
e escravidão de raças. CONSULTA
Mais recentemente, PÚBLICA
podemos analisar
CONSULTA
a influênciaPÚBLICA
do discurso daCONSULTA
genética contemporâneaPÚBLICA – ao tratarCONSULTA PÚBLICA
da variabilidade genética
humana e a desconstrução do conceito de raça – sobre políticas afirmativas. A contextuali-
CONSULTA
zação temPÚBLICA
como finalidade CONSULTA PÚBLICA
promover uma aproximação CONSULTA
dos/as estudantes PÚBLICA
com as diferentes 188
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
realidades em que vivem, ao mesmo tempo em que lhes são oferecidas oportunidades para
entenderem como esse conhecimento é produzido e quais são suas implicações na socieda-
CONSULTA
de. Assim, PÚBLICA
poderão compreender CONSULTA
que a produçãoPÚBLICA
do conhecimento CONSULTA PÚBLICA
não é livre de influências
CONSULTA
políticas ePÚBLICA CONSULTA
sociais e que a Biologia é uma ciênciaPÚBLICA CONSULTA
dinâmica e de afirmações PÚBLICA
transitórias.

CONSULTA PÚBLICA
A partir dessa CONSULTA
visão da Biologia como componente PÚBLICA
curricular e CONSULTA
das demandas formativasPÚBLICA
CONSULTA
de jovens e PÚBLICA CONSULTA
adultos brasileiros que ingressam noPÚBLICA CONSULTA
Ensino Médio, propõe-se a organizaçãoPÚBLICA
do
ensino desse componente curricular em torno de unidades de conhecimento que atendem
CONSULTA PÚBLICA
aos seguintes critérios: CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ incluam saberes conceituais que estruturem o pensamento da área, que se
CONSULTAarticulem
PÚBLICA com saberesCONSULTA PÚBLICA
práticos e auxiliem o exercício da CONSULTA
cidadania e a tomadaPÚBLICAde
CONSULTAdecisão PÚBLICA socialmente CONSULTA
responsável; PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ permitam CONSULTA
um tratamento PÚBLICA
progressivo e recursivo CONSULTA
de conceitos estruturantes aoPÚBLICA
CONSULTAlongo PÚBLICA
do currículo;
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ƒƒ contemplem, CONSULTA
em conjunto, os diferentes PÚBLICA CONSULTA
níveis de organização PÚBLICA
da vida (molecular,

CONSULTAcelular,PÚBLICAtecidual, sistêmico, populacional, ecossistêmico) e a relação entre eles.


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
AtendendoPÚBLICA
a esses critérios,CONSULTA
são propostas setePÚBLICA CONSULTA
unidades de conhecimento PÚBLICA
(UCB) para a
organização de objetivos de aprendizagem de Biologia. Por meio dessas unidades de co-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
nhecimento,PÚBLICA CONSULTA
pretende-se disponibilizar PÚBLICA
aos/às estudantes CONSULTA
conceitos, teorias e modelos PÚBLICA
expli-
cativos que lhes permitam entender os fenômenos biológicos e suas relações com questões
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de sua vida cotidiana.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC1B _ Biologia: a vida como fenômeno único e seu estudo
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade pretende-seCONSULTA
apresentar a BiologiaPÚBLICA CONSULTA
como ciência única que tem a vida PÚBLICA
como
objeto de estudo. Procura-se responder as seguintes questões: o que faz a vida ser um fenô-
CONSULTA
meno único PÚBLICA
e coerente de modoCONSULTA PÚBLICA
a se tornar objeto de uma ciênciaCONSULTA
autônoma? O que há PÚBLICA
nos
CONSULTA PÚBLICA
sistemas vivos que os tornaCONSULTA PÚBLICA
diferentes dos sistemas CONSULTA
físicos e químicos? Que implicações PÚBLICA
es-
sas diferenças apresentam para o modo como a Biologia produz conhecimento? Para tanto,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
são centrais as seguintes noções: os sistemas vivos são capazes de mudar ao longo do tem-
CONSULTA PÚBLICA
po; os sistemas CONSULTA
vivos são conjuntos complexos de PÚBLICA CONSULTA
partes interagentes, PÚBLICA
que se inter-relacio-
nam de modo que mudanças ocorridas em um nível de organização afetam os demais níveis.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICAorganização,
UC2B _ Biodiversidade: CONSULTA PÚBLICA
distribuição e abundância CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Um dos aspectos distintivosCONSULTA PÚBLICA
da vida é sua diversidade. CONSULTA
Nesta unidade PÚBLICA
procura-se respon-
CONSULTA PÚBLICA
der as questões: CONSULTA
como a diversidade PÚBLICA
de organismos se encontraCONSULTA
distribuída no tempoPÚBLICA
e no
espaço? O que explica a abundância e o padrão de distribuição dos organismos? Como a
CONSULTA PÚBLICA
biodiversidade se mantém CONSULTA PÚBLICA
e é gerada? Como podemos mensurarCONSULTA PÚBLICA
a biodiversidade? Como
CONSULTA PÚBLICA
podemos descrever CONSULTA
a biodiversidade PÚBLICA
por meio de CONSULTA
sistemas ordenados? PÚBLICA
Para isso, é preciso
189
entender que, apesar da grande diversidade de organismos, há possibilidades de organi-
CONSULTA PÚBLICA
zá-la em categorias CONSULTA
com base PÚBLICA
em padrões compartilhados; queCONSULTA PÚBLICA
os organismos interagem
CONSULTA
com seus PÚBLICA
ambientes bióticos CONSULTA PÚBLICA
e abióticos; que tais CONSULTA
relações são influenciadas PÚBLICA
pelo tempo e
espaço, de modo que as propriedades ecológicas das espécies são resultado da evolução.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC3B _ Metabolismo: CONSULTA
transformação PÚBLICA
de matéria CONSULTA
e energia, e manutenção PÚBLICA
dos sistemas
vivos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade, busca-se a compreensão do metabolismo como uma rede de processos de
transformação de matéria e energia que ocorrem de modo coordenado em componentes ce-
CONSULTA
lulares porPÚBLICA
meio dos quais os CONSULTA
sistemas orgânicosPÚBLICA CONSULTA
mantêm-se a si mesmos. PÚBLICA
Busca-se respon-
CONSULTA PÚBLICA
der as seguintes CONSULTA
questões: como PÚBLICA
os organismos conseguem CONSULTA
manter sua organização em PÚBLICA
um
universo que tende ao aumento de entropia? Por que eles funcionam como dissipadores de
CONSULTA PÚBLICA
energia? Para além de dar CONSULTA
acesso à descrição de PÚBLICA
um conjunto de CONSULTA
reações químicas, é PÚBLICA
fun-
CONSULTA PÚBLICA
damental apresentar CONSULTA
os princípios por meio dosPÚBLICA
quais as funçõesCONSULTA
do metabolismo ocorremPÚBLICA
de modo integrado e encontram-se relacionadas com a organização compartimentalizada
CONSULTA
da célula. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC4B _ Organismo: sistema natural complexo e autorreguláveis
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade pretende-se construir uma visão dos organismos como sistemas dinâmicos,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
em que diversos processos ocorrem concomitantemente de maneira integrada e coorde-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
nada. Busca-se responder aCONSULTA PÚBLICA
questão: como os organismos mantêmCONSULTA
sua integridade ePÚBLICA
suas
condições internas relativamente constantes (homeostase), apesar das influências externas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
e das transformações que estas acarretam nos sistemas vivos? Nesse ponto, é central a
CONSULTA
compreensãoPÚBLICA CONSULTA
dos mecanismos PÚBLICA
autorregulatórios que formam alças CONSULTA PÚBLICA
de retroalimentação e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
da relação estrutura e função nos níveis de organização da célula, tecidos e órgãos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA


UC5B _ Hereditariedade: padrões e processos PÚBLICA CONSULTA
de armazenamento, transmissão PÚBLICA
e ex-
pressão de informação
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade pretende-seCONSULTA PÚBLICA
compreender os processos CONSULTA
de transmissão de informação PÚBLICA
ge-
nética ao longo das gerações e sua expressão nos organismos, bem como a relação com o
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
desenvolvimento de traços fenotípicos. Busca-se responder questões como: por que somos
CONSULTA PÚBLICA
semelhantes, CONSULTA
mas não idênticos aos nossos paisPÚBLICA
e irmãos? Por CONSULTA PÚBLICA
que é possível, a partir de
uma amostra de células, confirmar um caso de paternidade? Para isso, é importante tratar, de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
modo integrado, os processos de divisão celular, gametogênese e desenvolvimento embrio-
CONSULTA PÚBLICA
nário e introduzir o conceitoCONSULTA PÚBLICA
de herança epigenética na abordagem CONSULTA PÚBLICA
das interações comple-
xas entre herdabilidade e fatores ambientais na constituição fenotípica.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC6B _ Evolução: padrõesCONSULTA PÚBLICA
e processos de diversificação CONSULTA PÚBLICA
da vida

CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade CONSULTA
busca-se a compreensão PÚBLICA
das explicações CONSULTA
que a Biologia oferece, porPÚBLICA
meio
CONSULTA PÚBLICA
da evolução, para a origemCONSULTA PÚBLICA
da diversidade de formas orgânicas, CONSULTA
o surgimento de novas PÚBLICA
es-
190
pécies e sua diversificação. Pretende-se abordar desde questões que instigam nossa curio-
CONSULTA PÚBLICA
sidade – por exemplo, comoCONSULTA PÚBLICA
é possível as baleias CONSULTA
terem se originado PÚBLICA
a partir de vertebrados
CONSULTA
terrestres?PÚBLICA
O que explica aCONSULTA
existência de formasPÚBLICA
tão distintas de CONSULTA
vertebrados como osPÚBLICA
qua-
drúpedes, serpentes e baleias? – a problemas que afetam nossa qualidade de vida, como:
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
por que alguns antibióticos não são mais eficazes no combate a algumas infecções?; Por
CONSULTA
que é tão PÚBLICA CONSULTA
difícil desenvolver PÚBLICA
vacinas e tratamentos eficazes paraCONSULTA
controle do contágioPÚBLICA
e
tratamento da AIDS e outras doenças? Para tanto, são centrais o conceito de ancestralidade
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
comum, a noção da extensão do tempo geológico e a compreensão de mecanismos evolu-
CONSULTA PÚBLICA
tivos – como CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
a seleção natural.

CONSULTA
UC7B _ OsPÚBLICA CONSULTA
Ecossistemas, Gestão Ambiental e PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Diversidade Sociocultural
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A proposta desta unidade é compreender os aspectos envolvidos no funcionamento dos
CONSULTA PÚBLICA
ecossistemas CONSULTA
- planos de conservação PÚBLICA
e problemas ambientais que CONSULTA PÚBLICA
os afetam. Além disso, a
CONSULTA PÚBLICA
unidade propõe CONSULTA
uma reflexão PÚBLICA
sobre como o conhecimento CONSULTA
biológico PÚBLICA
pode auxiliar as discus-
sões sobre sustentabilidade e preservação do ambiente. Como a problemática ambiental é
CONSULTA
um assunto PÚBLICA CONSULTA
recorrente e relevante, PÚBLICA
algumas questões CONSULTA
serão discutidas nessa unidade, PÚBLICA
tais
CONSULTA
como: quaisPÚBLICA CONSULTA
são os principais PÚBLICA
problemas ambientais CONSULTA
locais, regionais e mundiais? Como PÚBLICA
po-
demos remediar situações de degradação? Como o conhecimento de diferentes povos pode
CONSULTA
auxiliar naPÚBLICA
manutenção e na CONSULTA PÚBLICA
preservação do ambiente? Para isso,CONSULTA
é importante que seja PÚBLICA
tra-
CONSULTA PÚBLICA
tado o conceito CONSULTA
de ecossistema, PÚBLICAe manejo,
bem como seu funcionamento CONSULTA PÚBLICA
além de conceitos
como sustentabilidade e serviços ambientais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
OBJETIVOS PÚBLICA
DE APRENDIZAGEM CONSULTA COM PROGRESSÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
E RECURSIVIDADE

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Para cada uma dessas unidades são propostos objetivos de aprendizagem, em relação aos
CONSULTA
quais são PÚBLICA
indicadas as abordagensCONSULTA progressivasPÚBLICA
e recursivas, aoCONSULTA
longo dos três anosPÚBLICA
para
o Ensino Médio. Para cada um dos objetivos, indica-se também a progressão esperada para
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
cada ano letivo.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Os objetivos podem ser iniciados (I) – quando os/as estudantes começam a se familiarizar e
CONSULTA PÚBLICA
se apropriar do conhecimento CONSULTA PÚBLICA
em questão – trabalhado CONSULTA
sistematicamente PÚBLICA
(TS) – quando
CONSULTA PÚBLICA
os estudantes têm oportunidadeCONSULTA PÚBLICA
de aplicar e operar com essesCONSULTA
conhecimentos, aprofun- PÚBLICA
dando-os – e ainda consolidados (C) – quando os/as estudantes têm clareza da fertilidade
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
desses conhecimentos e os generalizam a mais de uma situação.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A recursão (R) diz respeito à ação pedagógica de retomar um conceito, modelo explicativo
CONSULTA
já abordadoPÚBLICA
anteriormente,CONSULTA
relacionando-o comPÚBLICA tema, conceito ou CONSULTA
fenômeno correlato, PÚBLICA
de
CONSULTA PÚBLICA
modo a proporcionar CONSULTA
diferentes oportunidades PÚBLICA
aos/às estudantes CONSULTA
de consolidarem aque- PÚBLICA
le objetivo de aprendizagem. Por exemplo, é proposto que o objetivo “Compreender a im-
CONSULTA PÚBLICA
portância das controvérsiasCONSULTA
para a construção do PÚBLICA
conhecimento CONSULTA
científico, no contexto PÚBLICA
das
CONSULTA
disputas emPÚBLICA
torno dos modelos CONSULTA
explicativos paraPÚBLICA
a origem da vida”, CONSULTA
referente à unidade PÚBLICA
de
conhecimento 1, seja iniciado e trabalhado sistematicamente no primeiro ano, vinculado à
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
abordagem dos modelos de explicação de origem da vida. Indica-se a recursão nos anos
CONSULTA
seguintes, PÚBLICA
tendo em vista que, CONSULTA
sempre que foremPÚBLICA abordados fenômenos CONSULTA ou processos,PÚBLICA
para
191
os quais foram propostos diferentes modelos explicativos ao longo da história das ciências
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
– por exemplo, modelos de membrana, teorias evolutivas –, o/a estudante terá novas opor-
CONSULTA
tunidades PÚBLICA
para consolidar CONSULTA
a compreensão do papel PÚBLICA CONSULTA
que as controvérsias apresentam PÚBLICA
na
produção do conhecimento científico, especialmente, se o professor mediar intencionalmen-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
te essa relação entre os assuntos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA UC1B _ BIOLOGIA: CONSULTA
A VIDA COMO FENÔMENO PÚBLICA ÚNICO E SEU CONSULTA
ESTUDO PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
OBJETIVO: Reconhecer CONSULTA PÚBLICA
que, para investigar e compreenderCONSULTA
os sistemas vivos, é PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


preciso considerar suas partes constituintes, o modo como estão integradas em termos
de estrutura e função, e seu nível hierárquico de organização.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Só é possível entendermos a propriedadePÚBLICA CONSULTA
de permeabilidade seletiva PÚBLICA
da membrana, é preciso não
só entender as propriedades de seus componentes – os fosfolipídios e as proteínas – mas como encontram-
CONSULTA PÚBLICA se organizados em umaCONSULTA PÚBLICA
estrutura molecular complexa, CONSULTA
caracterizada pelo modelo de mosaico fluido.PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA 1º ANO _ I CONSULTA


2º ANO _ TS PÚBLICA
3º ANO _ R/C CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC3B _ METABOLISMO: TRANSFORMAÇÃO DE MATÉRIA E ENERGIA, E MANUTENÇÃO
CONSULTA PÚBLICA DOS SISTEMAS VIVOS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Reconhecer o caráter da célula como unidade fundamental da vida e sistema
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
altamente ordenado, CONSULTA PÚBLICA
espacialmente demarcado que interageCONSULTA
com ambiente externo, PÚBLICA
no contexto da compreensão de como as rotas metabólicas ocorrem de modo
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
integrado nos diversos componentes celulares.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Seres aeróbicos no processamento do PÚBLICA CONSULTA
oxigênio, que se combina PÚBLICA
com carboidratos, gorduras ou
proteínas para liberar energia.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
1º ANO_ I 2º ANO _ TS/C
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGEM
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Entender as representações simbólicas das reações químicas por equações e as
diferentes formas de expressão científica (tabelas, gráficos, diagramas).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC4B _ ORGANISMO: SISTEMA NATURAL COMPLEXO E AUTORREGULÁVEIS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» Compreender o papel da meiose no processo de gametogênese, promoção da
CONSULTA PÚBLICA
variabilidade genéticaCONSULTA PÚBLICA
e transmissão precisa CONSULTA
de características hereditárias e PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
manutenção da vida CONSULTA
dos seres. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
1º ANO _ I CONSULTA
2º ANO _ TS PÚBLICA
3º ANO _ R/C CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC5B _ HEREDITARIEDADE: PADRÕES E PROCESSOS DE ARMAZENAMENTO,
CONSULTA PÚBLICA
TRANSMISSÃO E CONSULTA EXPRESSÃO DE INFORMAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 192
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Reconhecer que a informação genética é a mesma em todas as células somáticas de
CONSULTA PÚBLICA
um mesmo organismo, CONSULTA
independente daPÚBLICA
função que desempenhamCONSULTA nos diferentesPÚBLICA
tecidos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Por meio da comparação do cariótipo de células de dois tecidos diferentes, e da compreensão dos

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


processos da mitose que garantem a conservação do número cromossômico e distribuição de cópias exatas
do material genético.
CONSULTA PÚBLICA
1º ANO _ I
CONSULTA
2º ANO _ TS
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
3º ANO _ R/C
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Compreender a relação entre cromossomos, genes e alelos na resolução de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
problemas com cruzamentos envolvendoPÚBLICA
duas características CONSULTA
distintas. PÚBLICA
Exemplo: Análise de genealogias sobre a herança de cor e formato de ervilhas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
1º ANO_ I 3º ANO _ TS/C
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
Analisar o papel que CONSULTA
o modelo da estruturaPÚBLICA
do DNA proposto CONSULTA
por Watson e Crick PÚBLICA
desempenhou no estabelecimento do campo da genética molecular, no contexto da
CONSULTA PÚBLICA
análise da busca CONSULTA
pela estrutura molecular PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
da informação genética.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Mostrar o significado desse estabelecerPÚBLICA CONSULTA
a base material da herança para os geneticistas doPÚBLICA
século
XX, e apresentar toda diversidade de estudos relacionados ao DNA e sua expressão na célula que surgiram
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
a partir de então, fundando PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
o campo da biologia molecular.

CONSULTA PÚBLICA
2º ANO _ I/TS CONSULTA
3º ANO _ R/C PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC6B _ EVOLUÇÃO: PADRÕES E PROCESSOS DE DIVERSIFICAÇÃO DA VIDA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» Compreender a extensão do tempo geológico e sua importância para entender a
CONSULTA PÚBLICA
evolução. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Por meio da análise da relação entre as observações de fósseis marinhos em grande altitude na
viagem aos Andes por Darwin, a noção da ordem de grandeza da idade da Terra e o desenvolvimento da

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


teoria darwinista de evolução.

CONSULTA PÚBLICA
1º ANO _ I
CONSULTA
3º ANO _ TS/C
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Compreender os conceitos de ancestralidade comum, filogenia e homologia no
contexto da interpretação de narrativas históricas a respeito da origem de uma
CONSULTA PÚBLICA
característica ou de CONSULTA
um grupo taxonômico. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Evolução do vôo nas aves; origem dos cetáceos.

CONSULTA PÚBLICA
1º ANO _ I /TS
CONSULTA
3º ANO _ R/C
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 193
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» Compreender o significado que evidência, teoria, modelos apresentam na produção do
conhecimento científico no contexto da análise da recepção do darwinismo no século
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
XIX e do papel central que a teoria darwinista de evolução apresenta hoje para a
CONSULTA PÚBLICA
Biologia. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Na análise das razões pelas quais a teoria da descendência comum teve ampla aceitação pela
CONSULTA PÚBLICA
comunidade acadêmica CONSULTA
contemporânea a Darwin PÚBLICA CONSULTA
enquanto a seleção natural PÚBLICA
como mecanismo evolutivo só

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


seria aceita de modo mais consensual a partir das décadas de 1920 e 1930.

1º ANO _ I /TS 3º ANO _ R/C


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
Interpretar gráficos CONSULTA PÚBLICA
filogenéticos e as inferências CONSULTA
sobre as relações de parentescoPÚBLICA
entre espécies neles indicadas nos contextos da compreensão de eventos evolutivos,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
interpretação de questões sociocientíficasPÚBLICA
e tomada de decisõesCONSULTAcientificamente PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
informadas. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Para rastrear a trajetória de doenças infecciosas e determinar regiões que contêm maior variedade
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
de espécies biologicamente diferentes. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
1º ANO _ I /TS CONSULTA
3º ANO _ R/C PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
UNIDADESPÚBLICA
DE CONHECIMENTO CONSULTA E OBJETIVOS PÚBLICA
DE APRENDIZAGEM CONSULTA DO PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
COMPONENTE CURRICULAR CONSULTA
BIOLOGIA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
1º ANO/EM
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC1B _ BIOLOGIA: CONSULTA
A VIDA COMOPÚBLICA FENÔMENO ÚNICO CONSULTA E SEU ESTUDO PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI1MOA001 Identificar os princípios da organização da vida que a tornam um
CONSULTA PÚBLICA
fenômeno único eCONSULTAobjeto de estudo de uma PÚBLICA
ciência unificada, CONSULTA
no contexto da história PÚBLICA
do desenvolvimento da Biologia como campo de conhecimento.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA002 CONSULTA Conhecer as diferentesPÚBLICApropostas de definiçãoCONSULTA de vida ao longoPÚBLICA
da
história da Biologia, no contexto da discussão a respeito das formas limítrofes de vida.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Exploração de diferentes propostas para definir vida, a partir de listas de propriedades necessárias,

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


para se classificar uma entidade como ser vivo, ao longo da história da Biologia. Essas propostas, em geral,
implicam considerar os vírus como forma limítrofe de vida, comparando-as a outras propostas como a de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
defini-la como autopoiése, PÚBLICA
advinda da teoria de autopóise de Maturana eCONSULTA PÚBLICA
Varela, ou a de vida, como seleção
natural de replicadores, encontrada na Biologia evolutiva neodarwinista. Neste segundo caso, os vírus seriam
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
incluídos entre os sistemas vivos. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA003 CONSULTA Compreender os modelos PÚBLICA
explicativos para CONSULTA
a origem da célula PÚBLICA
194
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
como unidade de vida e a diversificação de sua estrutura em organismos procariontes,
eucariontes, unicelulares e multicelulares.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ReconhecimentoCONSULTA PÚBLICA
da teoria endossimbiótica CONSULTA
de Margulis para explicar PÚBLICA
a evolução de eucariotos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNBI1MOA004 Reconhecer a importância social e cultural da produção de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
conhecimento dos diversos campos que compõem a Biologia e a diversidade de
CONSULTA PÚBLICA
processos e práticas CONSULTA
investigativas que os PÚBLICA
sustentam. CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Busca de informações sobre o uso de técnicas de Biotecnologia no melhoramento de produtos de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
interesse comercial como sementes para cultivo. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNBI1MOA005 Compreender a importância das controvérsias para a construção do
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
conhecimento científico, no contexto dasPÚBLICA
disputas em tornoCONSULTA
dos modelos explicativos PÚBLICA
para a origem da vida.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: A análise dos aspectos em torno dos quais os modelos apresentam discordâncias. Tais como: o tipo
CONSULTA PÚBLICA
de metabolismo dos CONSULTA
primeiros organismos vivos PÚBLICA CONSULTA
(autotrófico vs. heterotrófico);
vida, a autoreplicação ou mecanismo bioenergéticos.
PÚBLICA
qual processo deu origem a

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
UC2B _ BIODIVERSIDADE: PÚBLICA
ORGANIZAÇÃO, CONSULTA
DISTRIBUIÇÃO E PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ABUNDÂNCIA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTACONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA007 CONSULTAEntender que os seres PÚBLICA
vivos se relacionam CONSULTA
com componentes bióticos PÚBLICA
e abióticos do ambiente, influenciando a sua distribuição, abundância e composição.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Estudos de casos nos quais a competição entre seres vivos e/ou predação podem ser utilizadas no

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


controle de pragas para a agricultura.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA008 CONSULTACompreender que o conceito PÚBLICA CONSULTA
de biodiversidade pode ser tratadoPÚBLICA
nos

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


vários níveis hierárquicos da Biologia (genético, de espécies e ecossistêmico) e que
essa abordagem pode trazer diferentes interpretações na resolução de problemas
CONSULTA PÚBLICA
científicos. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Análise de um conjunto de insetos de mesma espécie, como pernilongos, levando ao reconheci-
mento de uma grande diversidade, apesar da grande semelhança entre eles.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNBI1MOA009 Reconhecer que as teias alimentares contribuem para a estabilidade
CONSULTA PÚBLICA
das comunidades,CONSULTA
mostrando que a perda PÚBLICA
da biodiversidade CONSULTA
gera desequilíbrios em PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
um ambiente. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão de como o uso indiscriminado de inseticidas pode causar problemas para outros
CONSULTA PÚBLICA
seres vivos. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA010 CONSULTA PÚBLICA
Reconhecer que a diversidade CONSULTA
pode ser organizada em sistemasPÚBLICA
de 195
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
classificação que expressam as relações filogenéticas dos grandes grupos de seres
vivos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Estudos de casos de relações de parentesco entre seres vivos, como, por exemplo, os primatas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA011 Analisar o papel ecológico de representantes dos vírus, moneras,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
protistas, fungos, vegetais e animais na natureza, dando enfoque à sua relação com
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
problemas socioambientais.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: No contexto da relação entre gestão ambiental e controle e prevenção de doenças fitossanitárias,
veterinárias e humanas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA012 Compreender como realizar um trabalho de campo (a importância da
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
observação e da formulação de questões a serem investigadas a partir desse trabalho).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Estudo, a partir PÚBLICA
do levantamento de plantas CONSULTA
e animais no entorno PÚBLICA
de parques, praças ou localida-
des próximas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI1MOA013 Observar modelos macro e microscópicos de estruturas e funções
de diferentes representantes dos vírus, moneras, protistas, fungos, vegetais e animais,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
reconhecendo a importância de padrõesPÚBLICA CONSULTA
no estudo da biodiversidade PÚBLICA
e transpor tais

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


conhecimentos para a vida cotidiana.
Exemplo: Confecção de modelos tridimensionais de vírus ou de bactérias.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA014 CONSULTA Compreender o método PÚBLICA
de nomeação dos CONSULTA
organismos e de seusPÚBLICA
agrupamentos pelos sistemas de classificação taxonômica e como decodificar as
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
informações que ela dispõe.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: As convenções, nas quais se baseiam aPÚBLICA CONSULTA
nomenclatura científica, permite que, diante de umPÚBLICA
nome,
possamos acessar informações sobre os organismos e as categorias taxonômicas nas quais são classificados.
CONSULTA PÚBLICA
Por exemplo, se dois CONSULTA PÚBLICA
organismos apresentam o primeiro nome igual e oCONSULTA PÚBLICA
segundo distinto, isso nos permite
concluir que pertencem a duas espécies e a um único gênero, ou, se em um texto encontra-se o nome de um
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
agrupamento de organismos que tem a terminação PÚBLICA CONSULTA
“idae”, sabe-se que representa família. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC5B _ HEREDITARIEDADE: PADRÕES E PROCESSOS DE
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
TRANSMISSÃO DE INFORMAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNBI1MOA015 Reconhecer que a informação genética é a mesma em todas as
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
células somáticas de um mesmo organismo, independente da função que essas células
CONSULTA PÚBLICA
desempenham nos CONSULTA
diferentes tecidos. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: A informação genética pode ser reconhecida, por meio da comparação do cariótipo de células de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
dois tecidos diferentes PÚBLICA
e da compreensão dos processos CONSULTA
da mitose que garantem PÚBLICA
a conservação do número
cromossômico e a distribuição de cópias exatas do material genético.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC6B _ EVOLUÇÃO: CONSULTA PADRÕES EPÚBLICA PROCESSOS DE CONSULTA
DIVERSIFICAÇÃOPÚBLICA DA 196
CONSULTA PÚBLICA
VIDA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA016 CONSULTA Compreender a extensão PÚBLICA
do tempo geológicoCONSULTAe sua importânciaPÚBLICA
para

CONSULTA PÚBLICA
entender a evolução. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Relação entre as observações de fósseis marinhos em grande altitude na viagem aos Andes por
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Darwin, a noção da ordem de grandeza da idade PÚBLICA CONSULTA
da Terra e o desenvolvimento PÚBLICA
da teoria darwinista de evo-
lução.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI1MOA017 Compreender os conceitos de ancestralidade comum, filogenia e
homologia no contexto da interpretação de narrativas históricas, a respeito da origem
CONSULTA PÚBLICA
de uma característica CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ou de um grupo taxonômico.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Compreender a evolução do voo das aves; a origem dos cetáceos.

CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA018 CONSULTA Compreender o significado PÚBLICA
que evidenciaCONSULTA
a teoria de modelos PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
apresentados na CONSULTA
produção do conhecimento PÚBLICA CONSULTA
científico, no contexto da análise da PÚBLICA
recepção do darwinismo no século XIX e do papel central que a teoria darwinista de
CONSULTA PÚBLICA
evolução apresenta CONSULTA
hoje para a Biologia.PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA
das razões pelas quais a PÚBLICA
teoria da descendênciaCONSULTA
comum teve ampla aceitação
comunidade acadêmica contemporânea a Darwin, enquanto a seleção natural, como mecanismo evolutivo,
PÚBLICA
pela

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA


só seria aceita, de modo mais consensual, a partirPÚBLICA
das décadas de 1920 eCONSULTA
1930. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI1MOA019 CONSULTA PÚBLICA
Interpretar os gráficos filogenéticos CONSULTA
e as inferências PÚBLICA
sobre as relações
de parentesco entre espécies neles indicadas, nos contextos da compreensão de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
eventos evolutivos, interpretação de questões sociocientíficas e tomada de decisões
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
cientificamente informadas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Investigação da trajetória de doenças infecciosas e determinar regiões que contêm maior variedade
de espécies biologicamente diferentes.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
2º ANO/EM

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC1B _ BIOLOGIA: A VIDA COMO FENÔMENO ÚNICO E SEU ESTUDO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNBI2MOA001 Reconhecer que, para investigar e compreender os sistemas vivos, é
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
preciso considerar suas partes constituintes, o modo como estão integradas em termos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
de estrutura e função, PÚBLICA
e o seu nível hierárquico CONSULTA PÚBLICA
de organização.
Exemplo: A necessidade de entendermos não só as propriedades dos fosfolipídios e das proteínas de mem-
CONSULTA PÚBLICA
branas, como tambémCONSULTA
o modo como estas moléculasPÚBLICA
estão organizadas CONSULTA PÚBLICA
na dupla camada lipídica, para com-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


preendermos a propriedade de permeabilidade seletiva da membrana plasmática.

CONSULTA PÚBLICA
UC3B _ METABOLISMO: CONSULTA PÚBLICA
TRANSFORMAÇÃO CONSULTA
DE MATÉRIA E ENERGIAPÚBLICA E 197
CONSULTA PÚBLICA
MANUTENÇÃOCONSULTA DOS SISTEMAS VIVOS PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI2MOA002 CONSULTAReconhecer o metabolismo PÚBLICA
como um sistema CONSULTA
ordenado de processos PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
de transformaçãoCONSULTA
de matéria e energia, que PÚBLICA
envolve etapas CONSULTA
de construção e PÚBLICA
degradação de compostos, e a sua relação com a compartimentalização da célula.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Reconhecimento das transformações quePÚBLICA CONSULTA
ocorrem nos carboidratos no processo digestivo, PÚBLICA
a ener-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


gia envolvida e a construção de músculos.

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA


CNBI2MOA003. Compreender PÚBLICA
as propriedades CONSULTA
estruturais das biomoléculas e suaPÚBLICA
função no metabolismo celular, para permitir uma visão geral dos mecanismos pelos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
quais a célula degrada os nutrientes para obtenção de energia e síntese das principais
CONSULTA PÚBLICA
macromoléculas. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento da importância da amamentação para o crescimento e a proteção da criança. A
CONSULTA PÚBLICA
desnutrição, causada CONSULTA
por falta de uma alimentaçãoPÚBLICA
adequada, pode levar CONSULTA PÚBLICA
a síndromes como a de Kwashior-
kor e do marasmo.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI2MOA004 CONSULTAReconhecer como os fatores PÚBLICA CONSULTA
ambientais interferem em processosPÚBLICA
metabólicos de diversos seres.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Reconhecimento da temperatura comoPÚBLICA CONSULTA
um fator que interfere na fermentação do pão, ou PÚBLICA
seja,

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


quanto menor a temperatura, maior será o tempo gasto para a massa fermentar.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI2MOA005 CONSULTA Compreender os processos PÚBLICA
de metabolismo CONSULTA
energético, tais como PÚBLICA
fotossíntese, quimiossíntese, fermentação e respiração, nos diversos organismos e sua
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
relação com a produção de energia para a manutenção dos sistemas vivos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Reconhecimento PÚBLICA
da fotossíntese como processo que garante aCONSULTA PÚBLICA
manutenção de seres aeróbios e
inibe o metabolismo de seres anaeróbios.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI2MOA006 Reconhecer o caráter da célula como unidade fundamental da vida e
sistema altamente ordenado, espacialmente demarcado que interage com o ambiente
CONSULTA PÚBLICA
externo, no contexto CONSULTA
da compreensão dePÚBLICA CONSULTA
como as rotas metabólicas ocorrem de modoPÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
integrado nos diversos PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
componentes celulares.
Exemplo: Estabelecimento de relações entre transformações de carboidratos, de proteínas e de gorduras que
CONSULTA PÚBLICA
acontecem em seres CONSULTA
aeróbios. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI2MOA007 Conhecer as aplicações biotecnológicas do metabolismo energético
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
de certos microrganismos na transformação PÚBLICA
da matéria para CONSULTA PÚBLICA
o benefício do ser humano

CONSULTA PÚBLICA
e do meio ambiente.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Busca de informações sobre a produção de alimentos, bebidas, energia limpa, depuração biológica
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
da água e esgoto; tratamento PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de lixo orgânico – compostagem.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI2MOA008. Aplicar os conhecimentos sobre processos de transformação de 198
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
materiais e de metabolismo energético, emPÚBLICA CONSULTA
atividades relativas à fabricação de PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


alimentos e bebidas e gestão do lixo orgânico na fabricação do pão, bebida alcoólica
e outros produtos.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: InvestigaçãoCONSULTA
do processo de fermentaçãoPÚBLICA CONSULTA
alcoólica na fabricação PÚBLICA
do pão; o manejo adequado de
composteiras e minhocários urbanos podem ser aplicados em residências e escolas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI2MOA009. EntenderCONSULTA as representaçõesPÚBLICA
simbólicas das CONSULTA
reações químicas porPÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


equações e as diferentes formas de expressão científica (tabelas, gráficos, diagramas).

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC4B _ ORGANISMO: SISTEMA NATURAL COMPLEXO E
CONSULTA PÚBLICA
AUTORREGULÁVEIS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI2MOA010 Compreender como os organismos se mantêm em homeostase,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
por meio do funcionamento integrado dePÚBLICA
seus componentes CONSULTA
e processos internos,PÚBLICA
no
contexto da análise descritiva das atividades fisiológicas da respiração, da circulação,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
da nutrição, da digestão e da excreção, nos diferentes níveis hierárquicos em que
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
ocorrem (celular, tecidual e sistêmico). PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Reconhecimento PÚBLICA
que o transporte ativo de CONSULTA
íons cloreto por células PÚBLICA
das brânquias de peixes de água
doce e a eliminação de água na urina diluída permitem manter o equilíbrio osmótico.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI2MOA011 Compreender o papel desempenhado pelos mecanismos
de retroalimentação (alças de retroalimentação ou feedback) no padrão de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
autorregulação seguidos pelos processos PÚBLICA
de manutenção CONSULTA
da homeostase. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento do papel dos neurônios termorreceptores presentes na pele, no hipotálamo e em
outras regiões do corpo, na manutenção da temperatura corporal nos humanos, ao agirem de forma seme-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


lhante a um termostato, monitorando a temperatura do sangue (agindo como receptores).

CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI2MOA012 CONSULTA Conhecer os principaisPÚBLICAmecanismos de defesa CONSULTAdos organismos que PÚBLICA
eliminam os corpos estranhos e as células lesionadas ou envelhecidas, relacionando-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
os com os processos de fagocitose e pinocitose.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: IdentificaçãoCONSULTA PÚBLICA
da formação de pus em furúnculos CONSULTA
em decorrência PÚBLICA
da morte de neutrófilos no com-
bate contra bactérias.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI2MOA013 Compreender o papel das divisões celulares por mitose, no processo
de regeneração dos tecidos e na reprodução assexuada nos eucariontes, destacando
CONSULTA PÚBLICA
as organelas (como CONSULTA
microtúbulos, centríolos,PÚBLICA CONSULTA
complexo golgiense, lisossomos, porPÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


exemplo) envolvidas no processo.
Exemplo: Compreensão da regeneração do tecido epitelial após uma exposição intensa ao sol; a reprodução
CONSULTA PÚBLICA
dos protozoários por CONSULTA
bipartição. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI2MOA014 CONSULTA Compreender o papel da PÚBLICA
meiose no processo CONSULTA
de gametogênese, PÚBLICA 199
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
a promoção da variabilidade genética e a transmissão precisa de características
hereditárias e a manutenção da vida dos seres diploides.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Reconhecimento, PÚBLICA
no contexto da reprodução CONSULTA
sexuada nos organismos, PÚBLICA
ocorre o encontro dos ga-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


metas e, consequentemente, a fecundação.

CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI2MOA015 CONSULTA Compreender que as doenças PÚBLICA sistêmicasCONSULTA
podem ser causadas por PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
vários fatores, dentreCONSULTA
eles a obesidade ePÚBLICA o uso excessivo de CONSULTA
drogas, que dificultam PÚBLICA
o
funcionamento adequando no organismo, exigindo integralidade de saberes no que se
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
refere a ações preventivas de controle ePÚBLICA
de tratamento. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento de que o uso do tabagismo e outras drogas podem aumentar a incidência de cân-
cer nos pulmões; o acúmulo de placas de gordura, colesterol e outras substâncias nas paredes das artérias,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
o que restringe o fluxo sanguíneo e que pode levar PÚBLICA
a infartos. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI2MOA016 Analisar hemogramas simples para compreender a quantidade de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
células e de fragmentos celulares esperados PÚBLICA para o sangue CONSULTA
em organismos saudáveis. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Comparação entre os dados dos exames laboratoriais, como hemograma, solicitados pelos médi-
cos, com valores médios apontados nesses exames.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI2MOA017 CONSULTA Compreender que a descriçãoPÚBLICA de fenômenos CONSULTA
por meio de modelos PÚBLICA

como representações da realidade – é uma característica da linguagem das ciências,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de sua comunicação e ensino, no contexto da interpretação das representações
CONSULTA PÚBLICA
esquemáticas de CONSULTA
estruturas orgânicas e PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de processos fisiológicos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA
UC5B _ HEREDITARIEDADE:CONSULTA PÚBLICA
PADRÕES E PROCESSOS CONSULTA DE PÚBLICA
TRANSMISSÃO DE INFORMAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI2MOA018 Analisar o papel que o modelo da estrutura do DNA proposto por
Watson e Crick desempenhou no estabelecimento do campo da genética molecular, no
CONSULTA PÚBLICA
contexto da análise CONSULTA
da busca pela estrutura PÚBLICA CONSULTA
molecular da informação genética. PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Análise do significado do estabelecimento da base material da herança para os geneticistas do
século XX, reconhecimento de estudos relacionados ao DNA e sua expressão na célula que surgiram a partir

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


de então, fundando o campo da biologia molecular.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


3º ANO/EM
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC5B _ HEREDITARIEDADE:CONSULTA PÚBLICA
PADRÕES E PROCESSOS CONSULTA DE PÚBLICA 200
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
TRANSMISSÃO DE INFORMAÇÃO

CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA001 CONSULTA Compreender a relação PÚBLICA
entre cromossomos, CONSULTA
genes e alelos, na PÚBLICA
resolução de problemas com cruzamentos envolvendo duas características distintas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Análise de genealogias sobre a herança de cor e formato de ervilhas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNBI3MOA002. Compreender a relação entre formação de gametas, o processo de
CONSULTA PÚBLICA
segregação cromossômicaCONSULTA e as proporçõesPÚBLICA CONSULTA
mendelianas esperadas no contexto dePÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
resolução de problemas,CONSULTA PÚBLICA
envolvendo determinação CONSULTA
de genótipo em um cruzamento PÚBLICA
hipotético.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA PÚBLICA
e caracterização de herança CONSULTA
do fator Rh utilizando PÚBLICA
esquemas representativos dos

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


alelos na gametogênese.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA003 CONSULTA Compreender que o fenótipo PÚBLICA CONSULTA
resulta de complexas relações entrePÚBLICA
processos genéticos, epigenéticos e ambientais no contexto das explicações para
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
características comportamentais humanas que têm sido propagadas, a partir de visões
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
deterministas biológicas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA


reação com linhagens dePÚBLICA
plantas geneticamenteCONSULTA
Exemplo: A relação complexa entre estes processos pode ser abordada por meio dos resultados de expe-
rimentos de normas de PÚBLICA
idênticas, crescidas em ambientes

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


distintos. A partir desse ponto poderão ser discutidas questões sobre características humanas, tais como, as
diferentes explicações para homossexualidade; ou os resultados de experimentos com gêmeos idênticos

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


que se desenvolveram em ambientes culturais e sociais distintos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA004 CONSULTA Analisar as implicaçõesPÚBLICA
éticas e sociais do CONSULTA
acesso a aconselhamento PÚBLICA
genético e a diagnósticos moleculares de doenças de etiologia genética em indivíduos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
adultos, ou de análise genômica de feto em desenvolvimento, na análise de situações
CONSULTA PÚBLICA
de tomada de decisão CONSULTA PÚBLICA
por familiares diante de resultados de CONSULTA
exames desta natureza. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
de risco de ocorrênciaCONSULTA
ou recorrência de doençasPÚBLICA
em irmãos ou filhos deCONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Discussão sobre aspectos éticos e sociais diante de diagnóstico de alterações cromossômicas, ou
um indivíduo.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA005 Aplicar conhecimentos estatísticos e de probabilidade na resolução
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de problemas relativos à previsão de transmissão de certas características hereditárias.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Resolução de CONSULTA PÚBLICA
problemas sobre a probabilidade de nascimentos CONSULTA
de pessoas com hemofilia,PÚBLICA
a partir
da análise de diversos cruzamentos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA006 CONSULTA Compreender a relação PÚBLICA
entre ferramentasCONSULTA
de resolução de PÚBLICA
problemas da genética com os conhecimentos conceituais que os informam.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: A aplicação de algoritmos e quadrado de Punnett e os conceitos de alelo, gameta, genótipo, segre-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


gação independente; uso de heredrogramas e os conceitos de cruzamento parental.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC6B _ EVOLUÇÃO: PADRÕES E PROCESSOS DE DIVERSIFICAÇÃO DA 201
CONSULTA PÚBLICA
VIDA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI3MOA007 Compreender o papel que processos genéticos – produção de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
variabilidade fenotípica PÚBLICA
– e processos ecológicos CONSULTA
– as mudanças no ambiente, PÚBLICA
incluindo aquelas geradas pelas atividades dos próprios organismos – apresentam no
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
mecanismo da seleção natural, no contexto de explicações de fenômenos relativos a
CONSULTA PÚBLICA
mudanças adaptativas CONSULTA
e a diversificações PÚBLICA
de espécies. CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Explicação de fenômenos como a resistência bacteriana a antibióticos e a origem das espécies de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
tentilhões da Galápagos, respectivamente. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI3MOA008 Compreender o papel que mudanças em padrões ambientais e no
CONSULTA PÚBLICA
desenvolvimento CONSULTA
de formas orgânicas podem PÚBLICAdesempenhar CONSULTA
na explicação de eventos PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de macroevolução, tais como irradiações adaptativas, extinções e surgimento de novos
grupos taxonômicos.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA PÚBLICA
das possíveis implicações CONSULTA
de fenômenos associados ao congelamento de PÚBLICA
pratica-
mente todo o planeta (na chamada snowball Earth) para a explosão de novas formas de metazoários no cam-
CONSULTA PÚBLICA
briano. O deslocamentoCONSULTA
da região em que o gene PÚBLICA CONSULTA
Hox6 é expresso e a origem PÚBLICA
de diferentes planos corporais
de vertebrados no que diz respeito ao comprimento do pescoço.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA009 CONSULTA Aplicar a teoria da seleçãoPÚBLICA CONSULTA
natural e o conceito de adaptação na PÚBLICA
resolução de problemas sociocientíficos que afetam nossa qualidade de vida.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: A ponderação a usos inadequados de antibióticos – usá-los para doenças sem diagnóstico preciso
CONSULTA PÚBLICA
ou abandonar tratamento CONSULTA PÚBLICA
prematuramente – julgando CONSULTA
riscos de gerar problemas PÚBLICA
futuros de multirresistência
bacteriana.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI3MOA010 Analisar as implicações culturais e sociais da teoria darwinista nos
contextos das explicações para as diferenças de gênero, comportamento sexual e nos
CONSULTA PÚBLICA
debates sobre distinção CONSULTAde grupos humanos, PÚBLICA com base no CONSULTA
conceito de raça, e o perigoPÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
que podem representar CONSULTApara processos de PÚBLICA CONSULTA
segregação, discriminação e privação PÚBLICA
de
benefícios a grupos humanos.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Fazer aplicaçõesCONSULTA PÚBLICA
dos conceitos darwinistas CONSULTA
de competição inter-racial PÚBLICA
e extinção inter-racial para

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


interpretar e justificar genocídios de grupos étnicos sob o domínio das potências europeias do século XIX.

CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA011 CONSULTA Compreender a importância PÚBLICA do papel do CONSULTA PÚBLICA
teste de narrativas históricas

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


e da análise comparativa de evidências para a produção de conhecimento da biologia
evolutiva no contexto da explicação de eventos evolutivos.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: InvestigaçãoCONSULTA PÚBLICA
e explicação da evolução dos CONSULTA
peixes de mandíbulas, PÚBLICA
dos cetáceos, ou da origem da
espécie humana.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 202
CONSULTA PÚBLICA
UC7B _ DINÂMICA CONSULTA
DOS ECOSSISTEMAS, PÚBLICA GESTÃO CONSULTA
AMBIENTAL E PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
DIVERSIDADE CONSULTA SOCIOCULTURAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA012 CONSULTA PÚBLICA
Reconhecer que o funcionamento CONSULTA
de um ecossistema PÚBLICA
é influenciado

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


pelo tempo e pelo espaço e que acontecem transferências de energia e ciclagem da
matéria entre seus componentes.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Estudo de um CONSULTA PÚBLICA
caso no qual é possível compreendermos porqueCONSULTA PÚBLICA
os mares e oceanos são grandes
produtores de oxigênio para o planeta.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA013 CONSULTA Compreender que os seres PÚBLICAhumanos fazem CONSULTA
parte do ambiente ePÚBLICA
que se relacionam com outras espécies e com os recursos desse ambiente, causando
CONSULTA PÚBLICA
impactos e promovendo CONSULTA PÚBLICA
equilíbrio no âmbito local, regionalCONSULTA
e global. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA
de que o derramamento de PÚBLICA
petróleo em uma área CONSULTA
pode causar problemas para
o oceano. Ao mesmo tempo podem-se conhecer estratégias de mitigação ou de prevenção de acidentes
PÚBLICA
todo

CONSULTA PÚBLICA
como esse. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA014 CONSULTA Compreender que os recursosPÚBLICA CONSULTA
naturais podem ser esgotáveis e que PÚBLICA
é
CONSULTA PÚBLICA
necessária uma gestão CONSULTA PÚBLICA
consciente dos impactos CONSULTA PÚBLICA
da sua exploração.
Exemplo: Identificação de que o problema da falta de água está ligada ao gerenciamento dos recursos hídri-
CONSULTA PÚBLICA
cos da região afetada.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICACONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNBI3MOA015 CONSULTACompreender como diferentesPÚBLICA contextos CONSULTA
culturais influenciam e PÚBLICA
geram relações com o meio, mostrando as vantagens e desvantagens de ações que
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
vão desde a agricultura de subsistência até a exploração do meio em larga escala.
CONSULTA PÚBLICAExemplo: Comparação CONSULTA
entre uma monocultura e umPÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
sistema agroflorestal.

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNBI3MOA016 Compreender os componentes históricos, sociais e políticos de
CONSULTA PÚBLICAproblemas ambientais.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Conhecimento de projetos de gerenciamento de resíduos sólidos (como a reciclagem de lixo) que
CONSULTA PÚBLICApromoveram benefíciosCONSULTA PÚBLICA
sociais, econômicos e rediscutiram CONSULTA
valores relacionados ao consumo. PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI3MOA017 Compreender que os conceitos de ambiente, sustentabilidade
CONSULTA PÚBLICAe ecossistema possuemCONSULTA PÚBLICA
diversos significados associados aCONSULTA
interesses políticos, PÚBLICA
econômicos e sociais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Discussão de como a ideia de sustentabilidade tem sido modificada desde a Eco -92 até os dias
CONSULTA PÚBLICAde hoje.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI3MOA018 Compreender como é o processo de produção de relatórios
CONSULTA PÚBLICAde impacto ambiental CONSULTA
e suas consequências PÚBLICApara políticas CONSULTA
públicas de manejo e PÚBLICA
conservação do ambiente.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Avaliação de conflitos gerados na produção dos relatórios de impacto para a construção de usinas 203
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
hidrelétricas.

CONSULTA PÚBLICALINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNBI3MOA019 Compreender como a linguagem matemática e as representações
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
gráficas são empregadas para interpretarPÚBLICA
e descrever fenômenosCONSULTA ecológicos PÚBLICA
(pirâmides de massa, diagramas de teias alimentares).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Montagem de uma teia alimentar para analisar a consequência para as outras populações, quando

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


ocorre a perda de um componente da teia.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA COMPONENTE PÚBLICA CURRICULAR
CONSULTA FÍSICAPÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Crianças, jovens e adultos CONSULTA
são expostos cotidianamentePÚBLICA CONSULTA
a fenômenos complexos que PÚBLICA
po-
CONSULTA
dem e devemPÚBLICA CONSULTA
ser tratados desde cedo na educação PÚBLICA escolar, sejaCONSULTA
pela simples observação PÚBLICA
de uma porta que se abre automaticamente, ao se interromper um feixe de luz, visível ou não,
CONSULTA PÚBLICA
seja pela percepção de queCONSULTA
o controle remoto da PÚBLICA
TV não funciona CONSULTA
dentro do bolso. A PÚBLICA
inter-
CONSULTA PÚBLICA
-relação mundial provida hojeCONSULTA
pela Internet decorre PÚBLICAda aplicaçãoCONSULTA
de conhecimentos físicosPÚBLICA
presentes na microeletrônica de semicondutores e lasers, de modo semelhante ao encon-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
trado em equipamentos usados em terapias médicas ou em uma UTI, que fazem a interface
CONSULTA PÚBLICA
entre corpos humanos e umCONSULTA
sofisticado sistema de PÚBLICA CONSULTA
diagnóstico. Fenômenos PÚBLICA
aparentemente
tão distintos como a colisão de veículos, a emissão de luz por átomos ou a variação das ma-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
rés envolvemPÚBLICA CONSULTA
princípios físicos gerais, tais como PÚBLICA
a conservação da CONSULTA PÚBLICA
energia e da quantidade
de movimento linear e angular. Da mesma forma, a segunda lei da termodinâmica pode ser
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
aplicada a sistemas tão diversos quanto o funcionamento de um motor de combustão interna
CONSULTA
ou a erupçãoPÚBLICA
de um vulcão.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Os conceitos e modelos da Física nos ajudam a descrever e a interpretar o mundo à nossa
CONSULTA
volta, sejamPÚBLICA
sistemas naturaisCONSULTA
ou equipamentosPÚBLICA
tecnológicos. Como CONSULTAcorpo organizadoPÚBLICA
de
conhecimentos, a Física representa uma maneira de dialogar com o mundo, uma forma de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
“olhar o real”, que apresenta características peculiares, como a proposição de representa-
CONSULTA PÚBLICA
ções, modelos, CONSULTA
leis e teorias PÚBLICA
com alto grau de abstração, CONSULTA
sofisticação, consistência ePÚBLICA
coe-
rência internas; o uso de metodologias e de linguagem próprias; a busca de relações de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
causa e de efeito. O conhecimento conceitual assim construído – que pode ser articulado
CONSULTA PÚBLICA
com a Química e a BiologiaCONSULTA PÚBLICA
– representa uma grande conquista da CONSULTA PÚBLICA
humanidade, cujo direito
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
à aprendizagem deve estar garantido ao longo do processo de escolarização de crianças,
jovens e adultos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
É fundamental que esse corpo organizado de conhecimentos seja percebido em sua dina-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
micidade histórica e social. Trata-se de um conhecimento que se desenvolveu – e se desen-
CONSULTA
volve – emPÚBLICA
diálogo constante CONSULTA
com o mundo naturalPÚBLICA
e social, em CONSULTA
um processo marcado PÚBLICA
por
rupturas e continuidades, no qual conhecimentos anteriores são, por vezes, ampliados, mas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
em muitos aspectos superados ao longo do tempo. A compreensão que hoje se tem do Uni-
CONSULTA
verso e dePÚBLICA
seu surgimento CONSULTA
e desenvolvimento, porPÚBLICA
exemplo, temCONSULTA PÚBLICA
suas raízes mais remotas
204
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
fortemente vinculadas às necessidades das primeiras grandes civilizações agrícolas e à con-
fecção de calendários. Um entendimento da teoria cosmológica do Big Bang, assim como
CONSULTA
das leis doPÚBLICA
movimento, em CONSULTA PÚBLICA
geral, é mais rico e robusto, quando seCONSULTA PÚBLICA
tem em conta a perspec-
CONSULTA PÚBLICA
tiva histórica, considerando-seCONSULTA PÚBLICA
a transição do sistema de mundo CONSULTA PÚBLICA
geostático ao heliostático,
assim como todo o desenvolvimento histórico das noções de força e de inércia, por exemplo.
CONSULTA PÚBLICA
Desde a ideia CONSULTA
de “lugar natural”, em Aristóteles, PÚBLICA CONSULTA
passando pelo conceito de impetus daPÚBLICA
Ida-
CONSULTA
de Média, PÚBLICA
até chegarmos aCONSULTA
Galileu, Descartes e PÚBLICA
Newton, no século CONSULTA
XVII, a compreensãoPÚBLICA
do
movimento se deu com profundas transformações na forma de ver e compreender a realida-
CONSULTA PÚBLICA
de, refletindo-se CONSULTA
nas construções conceituais quePÚBLICA
dela decorrem. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
As dimensões histórica e social nos ajudam a perceber a Física como conhecimento produ-
CONSULTA
zido em um PÚBLICA
contexto complexo CONSULTA PÚBLICA
de relações e demandas sociais, CONSULTA
em uma via de mão duplaPÚBLICA
CONSULTA PÚBLICAtecnológico.
com o desenvolvimento CONSULTA PÚBLICA
Por exemplo, CONSULTA
a criação dos princípios PÚBLICA
da Termodinâmi-
ca ocorreu a partir da necessidade de compreender e aprimorar o funcionamento das má-
CONSULTA PÚBLICA
quinas térmicas, no âmbito CONSULTA PÚBLICA
da Revolução Industrial, que se inicia CONSULTA PÚBLICA
na Inglaterra e se espalha
CONSULTA
pelo mundo, PÚBLICA
transformando-o CONSULTA
radicalmente. NãoPÚBLICA
foi diferente com CONSULTA PÚBLICA
o estudo da Eletricidade
e do Magnetismo que, posteriormente, inauguram todo um novo conjunto de fenômenos a
CONSULTA PÚBLICA
ser interpretado, explorado,CONSULTA PÚBLICA
explicado e modelizado. CONSULTA
A grande síntese de Maxwell, em PÚBLICA
fins
CONSULTA
do século PÚBLICA
XIX, incorporou CONSULTA PÚBLICA
uma série de conhecimentos sobre os CONSULTA
fenômenos ópticosPÚBLICA
que
havia à época, unificando campos antes considerados separados. As revoluções da virada
CONSULTA
do século PÚBLICA
XX trouxeram à tona CONSULTA PÚBLICA
limitações da chamada CONSULTA
Física Clássica, PÚBLICA
seja no que se refere
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
a fenômenosPÚBLICA
com velocidades CONSULTA
próximas à da luz,PÚBLICA
seja no que dizCONSULTA
respeito a fenômenos PÚBLICA
do
mundo submicroscópico dos átomos e moléculas. Surgiram novos conceitos, leis e modelos,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
que vieram acompanhados de novas formas de ver e olhar o mundo que problematizaram
CONSULTA
noções já PÚBLICA CONSULTA
arraigadas de tempo, espaço, massa,PÚBLICA CONSULTA
energia, causalidade, PÚBLICA
determinismo, previ-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
sibilidade e representação. Parte do impacto da revolução quântica reflete-se até hoje na
parafernália tecnológica que dependeu do desenvolvimento de uma sofisticada eletrônica à
CONSULTA PÚBLICAcujos
base de semicondutores, CONSULTA PÚBLICA
princípios de funcionamento CONSULTA
se baseiam em teorias daPÚBLICA
cha-
CONSULTA
mada FísicaPÚBLICA
Moderna. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
A Física é uma CONSULTA
construção humana PÚBLICA
e como tal deve CONSULTA
ser apresentada. PÚBLICA
Isso implica considerar
a história passada e presente, em suas diversas interpretações possíveis, como caminho
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
para a compreensão da ciência como instituição social. Trabalhar na interlocução ciência,
CONSULTA
tecnologiaPÚBLICA CONSULTA
e sociedade proporciona PÚBLICA
uma ampliação da percepção CONSULTA
do papel da Física PÚBLICA
como
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
saber social. O conhecimento proporcionado pela Física é social, o que traz implicações de
natureza política, econômica e, também, ética. Saber Física e sobre a Física contribui para
CONSULTA
entender ePÚBLICA CONSULTA
posicionar-se criticamente PÚBLICA
frente a questões CONSULTA
tecnocientíficas da atualidadePÚBLICA
que
CONSULTA
envolvem PÚBLICA
diversos interesses CONSULTA PÚBLICA
e grupos sociais. Se queremos ou não CONSULTA PÚBLICA
investir em mais usinas
ou em submarinos nucleares, é apenas um exemplo. O conhecimento físico na forma de leis,
CONSULTA
conceitos, PÚBLICA CONSULTA
grandezas e relações matemáticas sóPÚBLICA
ganha significadoCONSULTA PÚBLICA
se utilizado em proble-
CONSULTA PÚBLICA
máticas reais, tornando-se, CONSULTA
assim, um instrumento PÚBLICA
de participaçãoCONSULTA PÚBLICA
mais consciente e consis-
tente na sociedade, propiciando, por exemplo, avaliar os efeitos biológicos da radiação em
CONSULTA
um examePÚBLICA
de radiografia ouCONSULTA
tomografia, o uso dePÚBLICA
diferentes fontesCONSULTA
de energia elétrica ePÚBLICA
seus 205
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
efeitos ambiental e socioeconômico ou mesmo compreender o funcionamento de eletrodo-
mésticos e os cuidados que devem ser tomados em sua instalação e utilização. A Física in-
CONSULTA
sere-se noPÚBLICA
contexto mais amploCONSULTA
da nossa cultura,PÚBLICA CONSULTA
podendo ser percebida também como PÚBLICA
cul-
CONSULTA PÚBLICA
tura. O conhecimento CONSULTA
científico dialoga com outrosPÚBLICA
elementos da CONSULTA
cultura representados, PÚBLICA
por
exemplo, em produções da literatura, das artes plásticas, do teatro e da música. Assim, os
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
contextos histórico e social, e também o contexto cultural, se constituem como cenários para
CONSULTA
a produção PÚBLICA CONSULTA
de sentidos e significados PÚBLICA
para o conhecimento CONSULTA
da Física PÚBLICA
e das outras ciências.

CONSULTA PÚBLICA
O conhecimento produzido CONSULTA PÚBLICA
pela Física não se desvincula CONSULTA
das práticas associadas à suaPÚBLICA
pro-
CONSULTA PÚBLICA
dução, compreendidas como CONSULTA PÚBLICA
um conjunto de procedimentos, CONSULTA
métodos PÚBLICA
e técnicas relativas à
investigação, seja ela de natureza teórica ou experimental. O “fazer” ciência costuma ser as-
CONSULTA
sociado a PÚBLICA
determinadas ações CONSULTA PÚBLICA
de ordem geral, tais CONSULTA
como: observações PÚBLICA
e inferências; coleta,
CONSULTA PÚBLICA
interpretação, CONSULTA
análise e avaliação PÚBLICA
de dados; formulação CONSULTA
de hipóteses; PÚBLICA
realização de previsões
e testes; modelagem matemática. Não se deve caracterizar o “fazer ciência” como uma se-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
quência rígida e linear de passos pré-estabelecidos. Atualmente, nas mais variadas subáreas
CONSULTA PÚBLICA
da Física, uma diversidade deCONSULTA PÚBLICA
procedimentos é utilizada de acordoCONSULTA PÚBLICA
com os diferentes objetos
de estudo, equipamentos disponíveis e seus níveis de precisão e acuidade, técnicas de obten-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ção e de análise de dados, entre outros fatores. As metodologias diferem entre as áreas, que
CONSULTA PÚBLICA
buscam internamente acordosCONSULTA
que garantam umaPÚBLICA CONSULTA
crescente confiabilidade PÚBLICA
dos procedimentos
e das técnicas adotados em seus respectivos processos e práticas de investigação. O caráter
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
coletivo e comunitário da prática da Física é algo que merece ser ressaltado.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
A perspectiva investigativaCONSULTA
deve estar presente PÚBLICA CONSULTA
na vivência escolar. PÚBLICA
Estimular a curiosidade
das crianças e jovens, principalmente a partir de desafios e problemas abertos e contextua-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
lizados, contribui para romper com a visão caricata de que a Física seja um conjunto de fór-
CONSULTA PÚBLICA
mulas e exercícios CONSULTA
de aplicação. Os/as estudantesPÚBLICA
da Educação CONSULTA
Básica não são pequenos PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
cientistas, mas a prática da investigação, envolvendo procedimentos relativos à observação,
à formulação de hipóteses, à argumentação, à realização de experimentos, à comunicação
CONSULTA PÚBLICA
de resultados, entre outros,CONSULTA PÚBLICA
colabora para o desenvolvimento CONSULTA
de um PÚBLICA
“olhar científico” para o
CONSULTA
mundo, naPÚBLICA
medida em que CONSULTA
permite uma apropriaçãoPÚBLICA
do estilo de CONSULTA PÚBLICA
pensar e fazer da ciência.

CONSULTA
Um aspecto PÚBLICA
particularmenteCONSULTA
marcante da Física,PÚBLICA
com consequências CONSULTA
importantes para PÚBLICA
o en-
sino, é a sua linguagem. Formas de representação como gráficos, tabelas, esquemas e dia-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
gramas são utilizados extensivamente e caracterizam os modos de registro de informações
CONSULTA
e a maneira PÚBLICA CONSULTA
de comunicar resultados. PÚBLICA
A Física incorpora CONSULTA
a Matemática PÚBLICA
em sua interpretação
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
da realidade, em suas leis e teorias, apresentadas desde a forma de equações simples até
modelos matemáticos bastante complexos. A compreensão de uma lei física envolve, geral-
CONSULTA
mente, tantoPÚBLICA CONSULTA
aspectos conceituais PÚBLICA
e de ordem qualitativa, CONSULTA
como também PÚBLICA
aspectos matemá-
CONSULTA
ticos e de PÚBLICA
ordem quantitativa.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Alguns termos e expressões CONSULTA
usados na Física são,PÚBLICA
muitas vezes, CONSULTA
encontrados em nossa PÚBLICA
lin-
guagem cotidiana com sentidos e significados distintos, o que acaba gerando dificuldades
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de entendimento. Palavras como massa, energia, força, matéria, calor, entre outros inúmeros
CONSULTA
exemplos, PÚBLICA CONSULTA
evidenciam o caráter PÚBLICA
mais restritivo, particular CONSULTA
e contextual que os conceitos PÚBLICA
da
206
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Física apresentam. Nesse aspecto, faz-se necessário estar atento ao caráter polissêmico da
linguagem, para que diferenças de significado sejam apontadas e não se tornem obstáculos
CONSULTA PÚBLICA
à aprendizagem. CONSULTA
Compreender, por exemplo, que PÚBLICA CONSULTA
o “calor” da Física PÚBLICA
não significa a mesma
CONSULTA
coisa que PÚBLICA CONSULTA
o “calor” da linguagem comum e buscar PÚBLICA
usar o conceitoCONSULTA
correto no contexto PÚBLICA
apro-
priado. O diálogo com a cultura científica deve ter como base os conhecimentos que os/as
CONSULTA
estudantesPÚBLICA CONSULTA
já trazem, esclarecendo diferenças PÚBLICA
de significado paraCONSULTA
uma apropriaçãoPÚBLICA
mais
CONSULTA
adequadaPÚBLICA
da linguagem da CONSULTA
Física, uma vez que PÚBLICA
aprender FísicaCONSULTA PÚBLICA
passa, necessariamente,
pela compreensão da linguagem que lhe é própria.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
As várias dimensões do conhecimento físico usadas nesta apresentação se constituem nos
eixos estruturantes escolhidos para orientar o currículo deste e dos demais componentes
CONSULTA PÚBLICA
da área. Assim, CONSULTA
devemos levar PÚBLICA
em conta o conhecimento CONSULTA
conceitual, PÚBLICA
os contextos histórico,
CONSULTA PÚBLICA
social e cultural, CONSULTA
os processos PÚBLICA
e as práticas de investigação, e a CONSULTA
linguagem, ao pensarmos PÚBLICA
no currículo de Ciências da Natureza para a Educação Básica. Esses eixos nos ajudam a
CONSULTA PÚBLICA
observar elementos comunsCONSULTA
da Física, da QuímicaPÚBLICA CONSULTA
e da Biologia que PÚBLICA
devem ser explorados
CONSULTA PÚBLICA
no desenvolvimento CONSULTA
dos currículos, assim comoPÚBLICA CONSULTA
na busca do tratamento PÚBLICA
interdisciplinar de
temas. Também evidenciam diferenças e especificidades que merecem ser preservadas nes-
CONSULTA
sa etapa de PÚBLICA
escolarização,CONSULTA PÚBLICA
permitindo que as diversas Ciências CONSULTA
da Natureza lancemPÚBLICAseus
CONSULTA
múltiplos ePÚBLICA
complementares CONSULTA PÚBLICA
olhares para os fenômenos CONSULTA
e propiciem aos/às estudantes PÚBLICA
da
Educação Básica um diálogo inteligente com o mundo à nossa volta.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
Procurando PÚBLICA
estabelecer umCONSULTA PÚBLICA
diálogo com as práticas curricularesCONSULTA PÚBLICA
e escolares já estabele-
cidas, mas percebendo a importância de se situarem os conhecimentos físicos a partir da
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
própria natureza dos fenômenos que buscam explicar, propõem-se seis unidades de conhe-
CONSULTA PÚBLICA
cimento (UCF) CONSULTA
para a organização PÚBLICA
dos currículos de Física. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC1F _ Movimentos em sistemas e processos naturais e tecnológicos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade são apresentados conhecimentos da Física que auxiliam a responder per-
CONSULTA PÚBLICA
guntas como: CONSULTA
por que estudar movimentos? Se não PÚBLICA
ocorrer mudançaCONSULTA
nos movimentos, PÚBLICA
como
CONSULTA PÚBLICA
marcar a passagem CONSULTA
do tempo? Como conceberPÚBLICA CONSULTA
o espaço? As mudanças PÚBLICA
nos movimentos
ocorrem de qualquer forma? Existem leis de conservação que informam quais mudanças
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
nos movimentos não podem ocorrer, seja na dimensão do cotidiano, do infinitesimal ou do
CONSULTA PÚBLICA
astronômico. CONSULTA
O estudo dessas leis e a compreensãoPÚBLICA CONSULTA
das transformações na percepção PÚBLICA
do
tempo e espaço, decorrente da evolução histórica dos meios de transporte e dos processos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de utilização da potência mecânica, são temas desta unidade.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC2F _ Energia em sistemas e processos naturais e tecnológicos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade CONSULTA
são apresentados conhecimentos PÚBLICA CONSULTA
da Física que contribuem PÚBLICA
para responder
perguntas como: por que estudar energia? O uso da energia tem aumentado vertiginosa-
CONSULTA PÚBLICA
mente no último CONSULTA
século e a sua PÚBLICA
demanda ainda continua crescendo,CONSULTA PÚBLICA
exigindo mais produção,
CONSULTA PÚBLICA
trazendo, com CONSULTA
isso, consequências PÚBLICA
como desequilíbrios ambientaisCONSULTA PÚBLICA
e problemas econômicos
207
e sociais. Para um posicionamento frente a essa problemática do uso da energia, são ne-
CONSULTA
cessários PÚBLICA CONSULTA
o conhecimento das propriedades e dos PÚBLICA CONSULTA
processos térmicos, o funcionamento PÚBLICA
de
CONSULTA
máquinas PÚBLICA
térmicas com seus CONSULTA
ciclos de operação PÚBLICA CONSULTA
e eficiência, o papel PÚBLICA
histórico das máquinas
térmicas nas mudanças da relação de trabalho, das formas de organização social e da visão
CONSULTA
de mundo.
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC3F _ Eletromagnetismo em sistemas e processos naturais e tecnológicos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade são apresentados conhecimentos da Física que auxiliam na compreensão da
vida humana contemporânea, inconcebível sem a eletricidade em motores, em lâmpadas e
CONSULTA
em sistemasPÚBLICA
de comunicaçãoCONSULTA
e informação. Para PÚBLICA
isso, conceitosCONSULTA PÚBLICA
e princípios do eletromag-
CONSULTA PÚBLICA
netismo envolvidos CONSULTA
na geração, PÚBLICA
transmissão e utilização CONSULTA
da eletricidade PÚBLICA
são fundamentais.
Esses mesmos conceitos e princípios contribuem para a compreensão do funcionamento
CONSULTA PÚBLICA
de uma série CONSULTA
de equipamentos PÚBLICA
tecnológicos presentes CONSULTA
no cotidiano. PÚBLICA
No último meio século,
CONSULTA PÚBLICA
muitos equipamentos CONSULTA
incorporaram PÚBLICA
semicondutores e lasers, emCONSULTA
substituição a outros PÚBLICA
dis-
positivos de caráter clássico, como as velhas válvulas termiônicas. Por isso, essa unidade
CONSULTA PÚBLICA
também trata CONSULTA
de sua constituição quântica. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC4F _ Comunicação e informação em sistemas e processos naturais e tecnológicos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade são apresentados ou empregados conhecimentos da Física que são impor-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
tantes para a compreensão dos sistemas e dos processos de comunicação e informação,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
pelo registro e processamento CONSULTA
de dados, que sãoPÚBLICA
parte da cultura CONSULTA
humana, desde as escritasPÚBLICA
em papiros até os atuais CDs ou computadores; desde as formas de comunicação por sinais
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
sonoros e gestuais até as modernas técnicas de transmissão de informações via satélite. A
CONSULTA
compreensãoPÚBLICA CONSULTA
e o uso adequado desses sistemasPÚBLICA CONSULTA
naturais e desses equipamentos tecno-PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
lógicos fazem parte desta unidade de conhecimento que requer o estudo dos conceitos da
Física ondulatória e quântica.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC5F _ Matéria e radiação em sistemas e processos naturais e tecnológicos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade CONSULTA
são apresentados conhecimentosPÚBLICA CONSULTA
da Física que auxiliam a compreensão PÚBLICA
do
uso das radiações em variadas atividades na atualidade, como em diagnósticos médicos,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
como radiografia e tomografia, na produção de energia com base em processos nuclea-
CONSULTA
res, ou nasPÚBLICA
guerras com asCONSULTA
bombas de fissão ePÚBLICA
fusão nuclear. Isso CONSULTA
depende de responder PÚBLICA
diferentes questões: no que diferem essas radiações? Como elas são produzidas? Como as
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
diferentes radiações interagem com a matéria? Do que a matéria é constituída? Quais são os
CONSULTA PÚBLICA
efeitos biológicos CONSULTA
e ambientais PÚBLICA
das diferentes radiações? CONSULTA
Esta unidade PÚBLICA
estuda as proprieda-
des das radiações e da matéria, bem como suas interações.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC6F _ Terra, CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Universo e vida

CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade CONSULTA
são apresentados conhecimentosPÚBLICA CONSULTA
da Física que contribuem PÚBLICA
para responder
CONSULTA
perguntas PÚBLICA
como: qual a idadeCONSULTA
do Universo? Qual PÚBLICA
o tamanho do CONSULTA
Universo? O que existe PÚBLICA
no
208
Universo? As galáxias, as estrelas e os planetas sempre existiram ou se formaram em algum
CONSULTA
momento na PÚBLICA CONSULTA
história do Universo? Se houve uma PÚBLICA
gênese, como CONSULTA
ocorreu? Como nascem PÚBLICA
e
CONSULTA
morrem asPÚBLICA
estrelas? QuemCONSULTA
somos nós e onde nos PÚBLICA CONSULTA
situamos no Universo PÚBLICA
conhecido? Existe
vida fora da Terra? Essas são algumas das questões abordadas nesta unidade, que traz
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
como principal referência o modelo cosmológico do Big Bang.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
UNIDADES PÚBLICA
DE CONHECIMENTO CONSULTAE OBJETIVOS PÚBLICA
DE APRENDIZAGEM CONSULTA DO PÚBLICA
CONSULTA
COMPONENTE PÚBLICA CURRICULAR CONSULTA
FÍSICA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
1º ANO/EM PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC1F _ MOVIMENTOS EM SISTEMAS E PROCESSOS NATURAIS E
CONSULTA PÚBLICATECNOLÓGICOS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICACONHECIMENTO CONSULTA
CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA001 CONSULTA
Compreender e utilizarPÚBLICA
adequadamente as CONSULTA
leis da conservação PÚBLICA
da
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
energia (escalar) e PÚBLICA
da quantidade de movimento CONSULTA
linear e angular PÚBLICA
(vetorial) para prever
e avaliar variações de movimentos e identificar transformações de energia em sistemas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
e processos naturais e tecnológicos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Conservação CONSULTA
da quantidade de movimento PÚBLICA CONSULTA
linear na interação entre PÚBLICA
duas bolas de bilhar, entre dois
veículos, entre a água e um nadador, entre um astronauta e a nave espacial, na queda de um objeto na su-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
perfície da Terra, na colisão PÚBLICA
de partículas em aceleradores; relação entre CONSULTA PÚBLICA
a lei da conservação da quantidade
de movimento e as leis de Newton; conservação do momento angular em situações em que o torque é zero:
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
equilíbrio de ciclista, movimento de um helicóptero,PÚBLICA
dos planetas em torno CONSULTA PÚBLICA
do Sol, satélites de comunicação
ao redor da Terra; transformações e conservação da energia em situações variadas, como a freada de um
CONSULTA PÚBLICA
automóvel, um salto de CONSULTA
bungee jumping, brinquedos PÚBLICA
de parques de diversão,CONSULTA PÚBLICA
Sol e transformação da energia
nuclear em radiação.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA002 CONSULTA Utilizar adequadamente PÚBLICA
o modelo de atração CONSULTAgravitacional paraPÚBLICA
explicar as interações astronômicas, identificando e estimando a ordem de grandeza
CONSULTA PÚBLICA
de massas, distâncias CONSULTA
e tempos em situações PÚBLICA nas quais essa CONSULTA
interação é relevante PÚBLICA
e
CONSULTA PÚBLICA
significativa para CONSULTA
a explicação dos fenômenos. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Movimento dos satélites artificiais e da Lua em torno da Terra, dos planetas do Sistema Solar, dos co-
CONSULTA PÚBLICA
metas e asteroides, das CONSULTA PÚBLICA
galáxias; comparação de tamanhos e distâncias doCONSULTA PÚBLICA
cotidiano e do Universo: tamanho
relativo dos planetas entre si, distância Terra-Lua em comparação com distância à estrela mais próxima e com
CONSULTA PÚBLICA
1 ano-luz; massa de um CONSULTA PÚBLICA
ser humano e do planeta Terra; comparação do tempo CONSULTA PÚBLICA
de vida média do ser humano
com o tempo de formação do Universo e do planeta Terra.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA003 CONSULTA Reconhecer máquinas PÚBLICA e sistemas mecânicos CONSULTA
que ampliam forçasPÚBLICA
ou velocidades, identificando os principais elementos que os compõem e as leis ou
CONSULTA PÚBLICA
princípios físicos que CONSULTA PÚBLICA
proporcionam a explicação CONSULTA PÚBLICA
desses resultados.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Conservação do trabalho em ferramentas, sistema de roldanas, catraca de bicicleta, engrenagens
de sistemas mecânicos; princípio de Pascal em macaco hidráulico.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 209
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNFI1MOA004 Reconhecer os impactos e mudanças socioculturais da evolução dos
meios de transporte e da evolução dos processos de utilização da potência mecânica,
CONSULTA PÚBLICA
assim como as diferençasCONSULTA e as mudanças PÚBLICA
socioculturais naCONSULTAcompreensão do espaço PÚBLICA
e
CONSULTA PÚBLICA
do tempo. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Infográfico das velocidades dos meios de transporte no período entre os anos de 1500 a 2000 e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
análise dos tempos necessários PÚBLICA
para um determinado deslocamento e CONSULTA PÚBLICA
suas consequências socioculturais;
infográfico da potência de veículos de transporte e análise da quantidade de carga a ser transportada; no-
CONSULTA PÚBLICA
ções de espaço e tempo CONSULTA PÚBLICA
em diferentes culturas; desigualdades quanto aoCONSULTA PÚBLICA
acesso e à utilização dos meios de
transporte coletivo; impactos ambientais dos diferentes meios de transporte; ampliação de forças na constru-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
ção civil com a utilização de engrenagens, roldanas;PÚBLICA
moinhos e rodas d’água;CONSULTA PÚBLICA
teares na revolução industrial;
máquinas mecânicas no setor produtivo atual.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA005 CONSULTA Compreender os contextos PÚBLICAhistóricos, sociaisCONSULTA
e culturais e os PÚBLICA
problemas que levaram à produção de descrições e explicações sobre o movimento,
CONSULTA PÚBLICA
percebendo as mudanças CONSULTA de significados PÚBLICA
dos conceitos aoCONSULTA longo do tempo, bem PÚBLICA como
CONSULTA PÚBLICA
o caráter coletivoCONSULTA PÚBLICA
dessa produção e a existência CONSULTA
de controvérsias e disputas. PÚBLICA
Exemplo: Transformação da visão de mundo geocêntrica para a heliocêntrica; o contexto histórico do Renas-
CONSULTA PÚBLICA
cimento e da expansão CONSULTA PÚBLICA
marítima europeia e a síntese CONSULTA
newtoniana; as reformas PÚBLICA
do calendário ao longo dos
séculos; o movimento não inercial em Aristóteles, a física medieval do impetus e a construção da noção de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
inércia da mecânica clássica; PÚBLICA
os conceitos de “lugar CONSULTA
natural”, na física aristotélica, PÚBLICA
e de força, na mecânica de
Newton; os processos movidos contra Galileu pela Igreja durante o século XVII; descrição das constelações
CONSULTA PÚBLICA
em diferentes culturas CONSULTA
dos hemisférios Norte e SulPÚBLICA
(como a Europa atual, CONSULTA
a Babilônia da AntiguidadePÚBLICA
e as
comunidades indígenas da Amazônia).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA006 CONSULTA Estimar valores de umaPÚBLICA CONSULTA
grandeza que caracteriza um movimento, PÚBLICA
realizando medidas, e determinar experimentalmente grandezas e relações entre elas,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
investigando arranjos e procedimentos adequados.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Velocidade CONSULTA
média de um entregador dePÚBLICA
jornal; distância médiaCONSULTA PÚBLICA
percorrida por um taxi ou motoboy
em um dia; determinar a aceleração da gravidade local, utilizando o movimento de um pêndulo simples, o
CONSULTA PÚBLICA
movimento de uma esfera CONSULTA PÚBLICA
em uma canaleta inclinada ou a queda de umCONSULTA PÚBLICA
objeto com sensores que medem
tempos da ordem de décimos de segundo.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA007 CONSULTA PÚBLICA
Investigar as várias situações CONSULTA
de riscos envolvendo PÚBLICA
altas velocidades,
agrupá-las segundo critérios de mesma natureza e para cada grupo utilizar argumentos
CONSULTA PÚBLICA
científicos para propor CONSULTA PÚBLICA
soluções que minimizem os riscos. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Cinto de segurança, air bag, material com coeficiente de restituição pequena; aumento da energia
de movimento com o quadrado da velocidade [Ec = ½ mv ]; tempo de reação humana não desprezível; força
2

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


de atrito na frenagem e na mudança de direção da trajetória de móveis.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA008 CONSULTA Verificar qualitativamentePÚBLICA
a conservação CONSULTA
da energia, investigando PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
arranjos experimentais e procedimentos factíveis, bem como a conservação da
quantidade de movimento, formulando hipóteses plausíveis sobre movimentos antes e
CONSULTA PÚBLICA
depois de colisões CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
ou interações de objetos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Movimento de um pêndulo simples, de uma esfera descendo em uma canaleta a partir de diferen-
tes alturas; vários tipos de brinquedos em parque de diversões, como montanha russa, looping; dados reais

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


dos autos de colisão de veículos; choque de bolas de bilhar; interação entre um carro e a Terra ao iniciar um
movimento. 210
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI1MOA009 Representar ou obter informações de gráficos de grandezas
(escalares e vetoriais) e suas variações no tempo ou no espaço, assim como de tabelas
CONSULTA PÚBLICA
que relacionam grandezasCONSULTA PÚBLICA
que caracterizam movimentos de CONSULTA
objetos. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Gráfico do deslocamento em função do tempo e da variação da velocidade em função do tempo;
representação vetorial das quantidades de movimento de dois corpos antes e depois de uma interação; tabe-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


la de valores de força em função de diferentes deslocamentos; tabela de período de revolução e raio médio
da órbita dos planetas do Sistema Solar.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNFI1MOA010 Reconhecer o uso de conceitos e modelos da Física, associados ao
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
estudo do movimento, em diferentes manifestações culturais e textos disponíveis no
CONSULTA PÚBLICA
cotidiano, tais como CONSULTA
jornais, revistas, TV, PÚBLICA
músicas, blogs e sítiosCONSULTA
da Internet, assim como PÚBLICA
em manuais de equipamentos tecnológicos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reportagens sobre exploração planetária, existência de vida fora da Terra, radiação solar, acelera-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


dores de partículas, entre outros; textos de peças teatrais (como Galileu Galilei, de Brecht); letras de música
(como Tempo Rei, de Gilberto Gil, ou Astronauta, de Gabriel Pensador e Lulu Santos); literatura (como Todas

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


as Cosmicômicas, de Ítalo Calvino, ou poesias de cordel); manuais de automóveis.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA011 CONSULTA PÚBLICA
Elaborar e apresentar relatórios CONSULTA
de experimentos e/ou de pesquisas PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
teóricas investigativas, utilizando linguagem científica adequada e meios atuais de
comunicação e informação.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Apresentação CONSULTA PÚBLICA
de dados em forma de tabelas CONSULTA
e gráficos; estruturação PÚBLICA
textual contendo elemen-
tos como objetivos, justificativas, procedimentos, resultados, conclusões e considerações; comunicação de
CONSULTA PÚBLICA
resultados em formato CONSULTA PÚBLICA
digital, com o uso de vídeos, CONSULTA
apresentações multimídia; trocas de informaçãoPÚBLICA
sobre
experimentos e pesquisas utilizando redes sociais, blogs.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC2F _ ENERGIA CONSULTA
EM SISTEMAS EPÚBLICA PROCESSOS NATURAIS CONSULTA E PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
TECNOLÓGICOS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA012 CONSULTA Reconhecer os diferentes PÚBLICA
processos de mudança CONSULTA de temperatura PÚBLICA
presentes em sistemas naturais, utensílios domésticos e processos tecnológicos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
(condução, convecção e irradiação), descrevendo-os a partir dos modelos explicativos
CONSULTA PÚBLICA
associados a cada CONSULTA
um deles. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Aquecimento do alimento sobre a chama de fogão a gás; funcionamento de aparelhos de ar condi-
cionado; funcionamento de fornos de micro-ondas; aquecimento da Terra pelo Sol; efeito estufa; fenômenos

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


naturais atmosféricos como nevoeiros, geadas, frentes frias, inversões térmicas, El Niño.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA013 CONSULTA Utilizar corretamente asPÚBLICA propriedades térmicas CONSULTA
das substâncias (comoPÚBLICA
condutividade, calor especifico, calor latente de mudança de estado físico, coeficiente
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de dilatação, calor de combustão) na análise de problemas que envolvem fenômenos
CONSULTA PÚBLICA
térmicos, e explicar CONSULTA
tais propriedades porPÚBLICA meio do modelo CONSULTA cinético-molecular da PÚBLICA
matéria.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Função do cobertor em dias de baixa temperatura; a sensação de “frio” em pisos cerâmicos; ciclo 211
CONSULTA PÚBLICA
da água; ciclo do ar; CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
avaliação comparativo do custo do etanol e da gasolina; condutividade como a
das moléculas, em que quanto maior a interação, mais eficiente é a troca de calor; calor de combustão como
interação

CONSULTA PÚBLICA
a energia de ligação ou CONSULTA PÚBLICA
energia potencial de interação entre átomos dasCONSULTA
moléculas, em que quanto PÚBLICA
energia potencial maior será a energia cinética que resulta em temperatura maior; dilatação como o aumento
maior a

CONSULTA PÚBLICA
da distância média entre CONSULTA
as moléculas com o aumentoPÚBLICA
da temperatura. CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA014 CONSULTA Compreender e explicar PÚBLICA
o funcionamentoCONSULTA de máquinas térmicas PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
reais, seus ciclos CONSULTA
de operação, eficiênciaPÚBLICA CONSULTA
e rendimento, considerando os princípiosPÚBLICA
da
termodinâmica.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Motor a combustão PÚBLICA
interna; turbina a vapor; refrigerador. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNFI1MOA015 Reconhecer os instrumentos e os processos de medição de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
temperatura ao longo da história da tecnologia, compreendendo a importância das
CONSULTA PÚBLICA
medidas de temperaturas CONSULTA e reconhecendo PÚBLICA
os impactos sociais CONSULTA
de sua evolução. PÚBLICA
Exemplo: Evolução dos termômetros desde o termoscópio de Galileu até os termômetros digitais atuais, iden-
CONSULTA PÚBLICA
tificando semelhançasCONSULTA
e diferenças entre eles e oPÚBLICA
avanço do alcance dasCONSULTA PÚBLICA
amplitudes de medidas; diferentes

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


processos de medição de temperatura, como na indústria (alto-fornos, metalurgia) e na astronomia (tempera-
turas do Sol e de estrelas).

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNFI1MOA016 Identificar as fontes de energia na Terra e o caráter irreversível de
CONSULTA PÚBLICA
suas transformações, CONSULTA
bem como a utilização PÚBLICAdessas fontesCONSULTA
e suas consequências PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ambientais, climáticasCONSULTA PÚBLICA
e sociais, posicionando-se em relação CONSULTA
à necessidade de PÚBLICA
soluções adequadas para a sustentabilidade do planeta Terra.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Sol e geotermia como fontes primárias da energia na Terra; porcentagem de energia do Sol que
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
atinge a superfície da Terra e as transformações que ocorrem ao atingi-la; formação de fontes de energia
como petróleo e carvão mineral (combustíveis fósseis); usinas hidroelétricas, termoelétricas e nucleares;
CONSULTA PÚBLICA
energia solar (placas)CONSULTA PÚBLICA
e eólica; biomassa; comparação CONSULTA
da matriz e energética e consumo de vários PÚBLICA
países.
Consequências como a intensificação do efeito estufa; mudanças na camada de ozônio; chuva ácida; ilhas de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
calor; aquecimento global; propostas de aumentoPÚBLICA
de fontes renováveis deCONSULTA
energia, de acordo com asPÚBLICA
possi-
bilidades e contextos de cada região.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA017 Compreender o desenvolvimento das máquinas térmicas e a
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
importância da Primeira Revolução industrial, assim como a relação desses eventos
CONSULTA PÚBLICA
com as explicações CONSULTA
teóricas dos fenômenos PÚBLICA
térmicos. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: As primeiras máquinas térmicas para retirada de água de minas de carvão; máquinas térmicas de
James Watt; locomotivas e navios a vapor; impactos e transformações sociais causados pelas máquinas térmi-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


cas, como o aumento da produção de bens, migrações do campo para as cidades e exploração do trabalho;
problematização da relação ciência-tecnologia, em virtude do desenvolvimento teórico posterior das leis da

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


termodinâmica face ao desenvolvimento das práticas e técnicas.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA018 CONSULTA Reconhecer a existência PÚBLICA
de diferentes modelosCONSULTAexplicativos dos PÚBLICA
fenômenos térmicos ao longo da história e a existência de controvérsias e disputas,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
assim como o processo histórico da unificação entre trabalho mecânico e calor na
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
construção do princípio da conservação PÚBLICA
da energia. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Teoria do flogisto para a combustão; calor com substância (calórico) ou associado ao movimento de
partículas; equivalente mecânico do calor nos trabalhos de James Joule; caráter coletivo, complexo e multi-
212
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
disciplinar do desenvolvimento do conceito unificador de energia no século XIX.

CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA019 CONSULTA Medir, estimar e calcular PÚBLICA
valores de grandezas CONSULTA
associadas a PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
fenômenos térmicos, CONSULTA
em ambientes naturais PÚBLICA
ou tecnológicos, CONSULTA
a partir de fontes PÚBLICA
confiáveis e escolhas de instrumentos e procedimentos adequados.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Infográfico de PÚBLICA
temperaturas, da mais baixa CONSULTA
para a mais alta, considerando temperatura mais PÚBLICA
baixa

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


em ambientes naturais, como o pico do Himalaia, e ambientes tecnológicos, como interior de um freezer,
temperatura ambiente do dia a dia, temperatura do interior da Terra, da superfície do Sol, no interior de um

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


forno elétrico, em um alto forno siderúrgico; comparação da eficiência das fontes de calor a partir do calor de
combustão dos principais combustíveis; análise da diferença de custos entre o uso do álcool ou da gasolina,

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


ou da gasolina e do diesel; consumo e gasto energético de uma pessoa, a partir de tabelas de energia de
alimentos e de energia necessária para realização das principais atividades do cotidiano.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNFI1MOA020 Construir protótipos ou equipamentos simples, investigando arranjos
CONSULTA PÚBLICA
e procedimentos CONSULTA
adequados e compreendendo PÚBLICA os fenômenos CONSULTA
térmicos envolvidosPÚBLICAem
CONSULTA PÚBLICA
cada parte do arranjo.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Aquecedor solar caseiro, observando a altura do reservatório de água aquecida superior ao das
CONSULTA PÚBLICA
placas absorvedoras CONSULTA
de luz solar, a cor preta dosPÚBLICA
tubos absorvedores, aCONSULTA
cobertura de vidro sobre os PÚBLICA
tubos
para aumentar a eficiência; fogão solar, observando a geometria envolvida em sua construção; protótipo de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
máquina térmica similar PÚBLICA
à de Heron (eolípila), observando a geometria eCONSULTA PÚBLICA
os processos de troca de calor en-
volvidos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS DASCONSULTA CIÊNCIAS PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI1MOA021 CONSULTA PÚBLICA
Representar ou obter informações CONSULTA
de gráficos de grandezas PÚBLICA
térmicas e suas variações em função de uma variável, assim como de tabelas que
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
relacionam grandezas que caracterizam estados térmicos ou propriedades térmicas de
CONSULTA PÚBLICA
substâncias. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
de sua temperatura –CONSULTA PÚBLICA
extrair informação sobre mudança de estado físico,CONSULTA
determinar o valor do calorPÚBLICA
Exemplo: Do gráfico Q x T – quantidade de calor recebida por uma substância e o aumento correspondente
latente

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


de mudança de fase ou o valor do calor específico da substância em cada estado; do gráfico P x V – variação
da pressão em função da variação do volume da substância de máquina térmica – extrair informações sobre

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


a natureza das transformações térmicas que ocorrem durante o ciclo; do diagrama de fase P x T de uma subs-
tância, extrair o estado físico para uma dada temperatura e pressão; de gráficos que relacionam consumo de

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


energia e IDH de uma região ou país, extrair informações e formular hipóteses sobre diferenças regionais e
globais; tabela com valores de calor de combustão para vários tipos de combustíveis; tabela com valores de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
coeficiente de condutividade térmica, de calor específico, de temperatura de fusão, de temperatura de ebuli-
ção, de calor latente de mudança de estado de substâncias.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
2º ANO/EM
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC3F _ ELETROMAGNETISMO EM SISTEMAS E PROCESSOS NATURAIS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
E TECNOLÓGICOS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 213
»» CNFI2MOA001 Reconhecer as propriedades elétricas e magnéticas dos diferentes
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
materiais, interpretando-as a partir de conceitos e modelos físicos apropriados e
CONSULTA PÚBLICA
identificando grandezasCONSULTA fundamentais que PÚBLICA
as caracterizam.CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Condutibilidade e resistividade de metais, não metais, sólidos, líquidos e gases; modelo de corren-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
te elétrica; relações entre propriedades elétricas PÚBLICA
e magnéticas e estrutura CONSULTA PÚBLICA
atômico-molecular dos materiais;
geometria de condutores e isolantes; materiais semi e supercondutores; modelo de ímãs e inseparabilidade
CONSULTA PÚBLICA
dos polos magnéticos; CONSULTA
permeabilidade magnética.PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNFI2MOA002 Compreender e explicar o funcionamento de circuitos elétricos
CONSULTA PÚBLICA
simples a partir deCONSULTA
conceitos, leis e princípiosPÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
do eletromagnetismo.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Relações entre tensão, corrente, resistência, potência dissipada, espessura e comprimento dos fios
em um circuito; corrente contínua e alternada; circuitos em uma instalação residencial; chuveiros, aquecedo-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


res, lâmpadas e outros equipamentos do cotidiano; curto-circuito e choque elétrico.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI2MOA003 CONSULTA Compreender os modelos PÚBLICA
de campo elétrico CONSULTA
e de campo magnético PÚBLICA
e utilizá-los adequadamente para interpretar fenômenos nos quais a interação
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
eletromagnética é relevante/significativa.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Campo magnético da Terra e de um ímã;PÚBLICA CONSULTA
raios e para-raios; relação PÚBLICA
entre forças e campos; compor-
tamento de cargas elétricas em campos magnéticos; auroras; bússolas; orientação de animais (como migra-
CONSULTA PÚBLICA
ção de aves). CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI2MOA004 Compreender as relações entre os campos elétricos e magnéticos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
a partir de suas variações no tempo e noPÚBLICA
espaço, identificando CONSULTA
os princípios de PÚBLICA
funcionamento de equipamentos e sistemas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Bobinas e eletroímãs; PÚBLICA
motores, geradores, CONSULTA
capacitores, indutores e transformadores; dínamo PÚBLICA
de
bicicletas; pilhas e baterias.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI2MOA005 Compreender a estrutura da matéria de um semicondutor,
sua presença em componentes eletrônicos e suas propriedades funcionais nos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
equipamentos contemporâneos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Bandas de energia: de valência e de condução; GAP de bandas; dopagem de materiais para produ-
ção de semicondutores – diminuição do GAP de energia; diodos semicondutores para retificação de corrente

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


e chaveamento de circuito elétrico; LED (diodo emissor de luz).

CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI2MOA006 CONSULTA Compreender os princípios PÚBLICA CONSULTA
físicos envolvidos na descrição e PÚBLICA
explicação de lasers, assim como os diversos usos desse tipo de luz em equipamentos
CONSULTA PÚBLICA
e sistemas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Luz monocromática, coerente e colimada;PÚBLICA
lasers de diferentes CONSULTA
materiais, comprimentos de PÚBLICA
onda e
potência; usos na medicina (cirurgias), na odontologia (substitui o “motorzinho”), na indústria (corte de metais),
CONSULTA PÚBLICA
no comércio (leitores CONSULTA PÚBLICA
de código de barras, fibras ópticas, CONSULTA
DVDs, CDs), entre outros. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNFI2MOA007 Reconhecer o impacto do desenvolvimento do eletromagnetismo
CONSULTA PÚBLICA
no âmbito da chamada CONSULTA Segunda Revolução PÚBLICA
Industrial, assimCONSULTA
como as transformações PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
sociais e culturaisCONSULTA
decorrentes desse evento. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Aumento da potência mecânica útil com os motores; automação industrial; usinas hidrelétricas e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
termelétricas; impactos: ambientas, na produção PÚBLICA
de alimentos, nos meiosCONSULTA
de transporte, nos hábitosPÚBLICA
e nos
214
modos de vida das sociedades.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI2MOA008 Reconhecer a existência de diferentes modelos explicativos para os
fenômenos elétricos e magnéticos ao longo da história e a existência de controvérsias
CONSULTA PÚBLICA
e disputas, assim CONSULTA
como o processo histórico PÚBLICA
de unificação da CONSULTA
eletricidade com o PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
magnetismo.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Magnetismo na Antiguidade; bússola; modelo de um fluido e de dois fluidos elétricos; eletricidade
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
como fluido versus noção PÚBLICA
de cargas elétricas; Galvani CONSULTA
e eletricidade animal; experimentos de Franklin, PÚBLICA
Gray,
Du Fay, Volta, Biot, Oersted, Coulomb, Faraday, Hertz e seus modelos e explicações dos fenômenos; ondas
CONSULTA PÚBLICA
eletromagnéticas e a CONSULTA
unificação de Maxwell. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNFI2MOA009 Construir equipamentos simples e realizar experimentos, investigando
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
arranjos e procedimentos PÚBLICAosCONSULTA
adequados e compreendendo fenômenos elétricos ePÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
magnéticos envolvidos CONSULTAem cada parte doPÚBLICA arranjo. CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Atração e repulsão entre ímãs; partição de um ímã; linhas de campo magnético com limalha de ferro;
CONSULTA PÚBLICA
deflexão de bússola comCONSULTA
um ímã e com um fio com PÚBLICA CONSULTA
corrente; eletricidade PÚBLICA
estática a partir do atrito de dife-
rentes materiais; força de Lorentz e motor elétrico simples com fios, pilhas e ímã; circuitos elétricos simples e
CONSULTA PÚBLICA
medições de grandezas CONSULTA PÚBLICA
com amperímetro, voltímetro e ohmímetro. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI2MOA010 Pesquisar o funcionamento de diferentes tipos de usinas elétricas,
CONSULTA PÚBLICA
assim como a produção, CONSULTA a distribuição ePÚBLICA
o consumo de energia CONSULTA
elétrica e seus PÚBLICA
impactos ambientais e sociais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Usinas hidrelétricas, PÚBLICA
termelétricas, nucleares, eólicas e solares;CONSULTA
rede de transmissão; consumoPÚBLICA
em
residências, indústrias e variações sazonais; matriz energética brasileira; novas tecnologias de aproveitamen-
CONSULTA PÚBLICA
to de energia elétricaCONSULTA
com o menor desperdício PÚBLICA CONSULTA
possível; impactos ambientais: PÚBLICA
formação de represas nas
hidrelétricas, desequilíbrio de fauna e flora, lixo atômico, emissão de CH4 e CO2.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI2MOA011 Construir maquetes, investigando arranjos e procedimentos
adequados e compreendendo os fenômenos eletromagnéticos envolvidos em cada
CONSULTA PÚBLICA
parte do arranjo. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Maquetes de usinas hidrelétricas e transmissão de energia; instalação elétrica residencial.

CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS DASCONSULTA CIÊNCIAS DA NATUREZA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI2MOA012 CONSULTA PÚBLICA
Representar ou obter informações CONSULTA
de gráficos e tabelas, assim como PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
compreender símbolos CONSULTA e códigos utilizados PÚBLICA
para identificarCONSULTA
grandezas elétricas e PÚBLICA
magnéticas e suas variações.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Tabela comCONSULTA
propriedades magnéticas de PÚBLICA CONSULTA
materiais diamagnéticos, PÚBLICA
paramagnéticos e ferromagné-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


ticos e suas aplicações; gráfico de tensão x corrente em circuitos; tabela de consumo de energia elétrica em
vários países; representação icônica de resistência, fonte, sentido de corrente elétrica; código de cores dos

CONSULTA PÚBLICA
resistores.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC4F _ COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO EM SISTEMAS E PROCESSOS
CONSULTA PÚBLICA
NATURAIS E TECNOLÓGICOS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 215
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI2MOA013 Identificar os meios de comunicação utilizados na atualidade e
CONSULTA PÚBLICA
organizá-los, utilizandoCONSULTA critérios baseados PÚBLICA
em propriedadesCONSULTAfísicas como a natureza PÚBLICA
da
propagação da informação.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Propagação de som – onda mecânica: fala, música etc.; propagação de luz – onda eletromagnética:

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


linguagem corporal, dança, libras; propagação de som e luz: onda mecânica e onda eletromagnética: televi-
são, telefone celular, cinema; contato mecânico – força eletromagnética: braile.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNFI2MOA014 Utilizar corretamente as propriedades do som na descrição e na
CONSULTA PÚBLICA
explicação de fenômenos CONSULTA acústicos. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Relação entre: CONSULTA PÚBLICA
frequência do som e da fonte, velocidade e meioCONSULTA PÚBLICA
de propagação, altura e frequência
do som, intensidade e energia da onda sonora; timbre e características dos instrumentos (formas, materiais
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
etc.); eco ou reverberação: reflexão do som e tempo PÚBLICA CONSULTA
de ida e volta do som; ressonância: frequência PÚBLICA
igual à frequência natural do receptor e ampliação do som com aumento de intensidade; efeito Doppler; fala
do som

CONSULTA PÚBLICA
e audição: sistemas da CONSULTA
fonação e audição humanas. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI2MOA015 CONSULTA Reconhecer a função de PÚBLICA
equipamentos óticos, CONSULTA
identificando a PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
formação de imagens CONSULTA
e caracterizando os PÚBLICA
fenômenos luminosos CONSULTAenvolvidos. PÚBLICA
Exemplo: Equipamentos óticos para ver, melhorar e ampliar a visão, como óculos, telescópios e microscópios;
CONSULTA PÚBLICA
propagação retilínea da CONSULTA PÚBLICA
luz; reflexão da luz em espelhos CONSULTA
planos e esféricos PÚBLICA
e seus usos no cotidiano; refração
(lentes, arco-íris, nascer e pôr-do-sol); relação entre velocidade de propagação, frequência e comprimento
CONSULTA PÚBLICA
de onda. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI2MOA016 Identificar a luz visível no espectro das ondas eletromagnéticas,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
diferenciando suas CONSULTA
cores de acordo comPÚBLICA CONSULTA
as frequências e reconhecer a composição PÚBLICA
das três cores primárias da luz (vermelho, verde e azul) no sistema de percepção das
CONSULTA PÚBLICA
cores.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Função dosCONSULTA PÚBLICA
cones (permite visão das cores) e bastonetes (visãoCONSULTA PÚBLICA
em branco e preto) na retina; telas
coloridas de monitores de computador, de televisão, de celular; luz branca de led; disco de Newton.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI2MOA017 Compreender os processos físicos envolvidos nos diferentes sistemas
de registro e transmissão de informação sob a forma de sons e imagens, em ondas em
CONSULTA PÚBLICA
transmissão aberta, CONSULTA
ou laser em cabos de PÚBLICA
fibras óticas. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Registro de som e imagens em CDs, DVDs e pen drives, e sua transmissão em antenas, satélites,
cabos ou fibras óticas; GPS; megafones; diferenças entre ondas de rádio AM e FM.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI2MOA018 Reconhecer o desenvolvimento dos meios para registrar, armazenar
e processar as informações, contextualizando histórica e socialmente as formas
CONSULTA PÚBLICA
de comunicação, CONSULTA seja por sinais sonorosPÚBLICA e gestuais, até modernasCONSULTA técnicas de PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


comunicação por satélite.
Exemplo: Armazenamento e processamento de informações: cerâmicas, tábuas (sulcos – visão), papiros, li-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
vros (tinta – visão), discos de vinil (sulcos – leituraPÚBLICA
mecânica), fita magnéticaCONSULTA PÚBLICA
(depósito de material magnético
– leitura eletromagnética), CD, computador; infográfico temporal indicando a evolução dos meios de comu-
CONSULTA PÚBLICA
nicação, a velocidadeCONSULTA
de transmissão da informação PÚBLICA CONSULTA
e a avaliação de seus PÚBLICA
impactos sociais, econômicos,
culturais e políticos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 216
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO EM CIÊNCIAS DA NATUREZA

CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI2MOA019 CONSULTA Realizar experimentos PÚBLICA CONSULTA
e confeccionar equipamentos simples, PÚBLICA
utilizando arranjos experimentais e procedimentos factíveis, para investigar fenômenos
CONSULTA PÚBLICA
acústicos ou ópticos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Iluminação de CONSULTA
objetos de cores diferentesPÚBLICA
com diferentes cores CONSULTA
de luz, evidenciando que asPÚBLICA
cores
dos objetos dependem das cores das luzes que os iluminam; câmera escura de orifício; periscópio; dispersão
CONSULTA PÚBLICA
das cores com prismas CONSULTA PÚBLICA
ou CDs; tubos sonoros; confecção de instrumentosCONSULTA
musicais. PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI2MOA020 CONSULTA Investigar questões de PÚBLICA interesse e relevância CONSULTA
social relativas à PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
comunicação e à CONSULTA informação, identificando PÚBLICA CONSULTA
problemas e apontando soluções. PÚBLICA
Exemplo: Poluições sonora, visual e eletromagnética; níveis de ruído e consequências para a saúde física e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
mental; recomendações da OMS – Organização Mundial da Saúde para radiofrequências; inclusão social de

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


pessoas surdas, cegas e com baixa visão: equipamentos de apoio e soluções adotadas.

CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS DASCONSULTA CIÊNCIAS DA NATUREZA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI2MOA021 CONSULTA Representar grandezas, PÚBLICA
utilizando códigos, CONSULTA
símbolos e nomenclatura PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
específicos da Física CONSULTA
no estudo do som, da PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
imagem e da informação.
Exemplo: Bit, bytes e seus múltiplos (quilobytes, megabytes etc.), pixel; Hz (frequência), B e dB (intensidade
CONSULTA PÚBLICA
sonora - Bel e decibel),CONSULTA
λ (comprimento de onda);PÚBLICA
T (período). CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI2MOA022 Reconhecer a presença de conceitos e modelos da Física,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
relacionados ao estudoCONSULTA do som e da luz,PÚBLICA CONSULTA
em diferentes manifestações culturais PÚBLICA
presentes no cotidiano.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Técnicas de sonorização e iluminação no cinema e no teatro; cinema 3D; geometria de anfiteatros
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
e acústica; faixas de frequência de rádios AM e FM; instrumentos musicais e suas diferenças; manuais de
equipamentos tecnológicos como TVs, celulares, aparelhos de som portáteis.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
3º ANO/EM
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC5F _ MATÉRIA E RADIAÇÃO EM SISTEMAS E PROCESSOS NATURAIS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
E TECNOLÓGICOS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNFI3MOA001 Identificar os diferentes tipos de radiações presentes na vida
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
cotidiana, associando suas características físicas como frequência, energia e
CONSULTA PÚBLICA
comprimento de onda CONSULTAàs diferentes fontes PÚBLICA
e usos. CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Construção do espectro eletromagnético em função da frequência, comprimento de onda e ener-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
gia, analisando-o qualitativamente; PÚBLICA
usos: infravermelho – controle remotoCONSULTA PÚBLICA
de TV; ondas de rádio – rádio AM/

CONSULTA PÚBLICA
e procedimentos emCONSULTA
medicina, esterilização de PÚBLICA
alimentos, gamagrafia CONSULTA PÚBLICA
FM; micro-ondas – telefonia celular; iluminação – luz visível; raio X – radiografias; raios gama: diagnósticos
em peças metálicas, autenticidade

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA


fóton com a frequência/comprimento de onda da PÚBLICA
radiação, associação da CONSULTA PÚBLICA
de obras de arte, datação geológica; fontes: frequência de rádio ao ultravioleta – associação da energia do
energia do fóton com a diferença

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


de energia de sua fonte geradora: entre níveis/subníveis atômicos de elétrons; raio X – desaceleração de
elétrons; raios gama: associados às transições internas do núcleo atômico. 217
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNFI3MOA002 Desenvolver modelagem do núcleo atômico em seus componentes
CONSULTA PÚBLICA
básicos (prótons eCONSULTA
nêutrons), apresentando PÚBLICA
a força nuclearCONSULTA
forte como responsável PÚBLICA
por
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
sua coesão, e processos de decaimentoPÚBLICAenvolvendo a força CONSULTA
nuclear fraca. PÚBLICA
Exemplo: Conceituação de núcleos estáveis e instáveis, observando a tabela periódica dos elementos, se-
CONSULTA PÚBLICA
guida da discussão dosCONSULTA
diferentes decaimentos PÚBLICA
e transmutações e dasCONSULTA PÚBLICA
famílias ou séries de substâncias
resultantes.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI3MOA003 Identificar a radiação alfa e a radiação beta, em sua natureza
corpuscular, em sua origem em processos nucleares e em suas aplicações energéticas,
CONSULTA PÚBLICA
industriais e médicas.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão das alfas como núcleos de Hélio e das betas como elétrons de alta velocidade,
revelando os processos que os produzem em associação com as interações nucleares fortes e fracas. Con-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


ceituação das diferentes capacidades de penetração dessas radiações e relação com seus usos.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA004 CONSULTA Reconhecer a naturezaPÚBLICA dual da radiação CONSULTA
e da matéria, PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
caracterizando-as tanto como onda quanto como partícula, e associar corretamente a
interação com a natureza corpuscular e a propagação com a natureza ondulatória.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Máquina fotográfica: PÚBLICA
passagem da luz pelo CONSULTA
orifício e lentes – propriedades PÚBLICA
de onda; formação da
imagem – propriedade de partícula; exame radiológico: raio X do aparelho ao corpo humano – propriedades
CONSULTA PÚBLICA
de onda; interação comCONSULTA
a matéria – propriedade de PÚBLICA
partícula; difração deCONSULTA
elétrons. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA005 CONSULTA Reconhecer a evoluçãoPÚBLICA histórica dos modelosCONSULTA PÚBLICA
explicativos da matéria,
explicitando seus principais elementos constituintes e relacionando os modelos com
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
diferentes aspectos sociais, culturais e políticos de cada época.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Átomo grego; CONSULTA PÚBLICA
modelos de Dalton e de Rutherford; CONSULTA
modelos de Bohr e de Pauli; modelo dos PÚBLICA
quarks,
leptons e partículas mediadoras; caráter contínuo ou descontínuo da matéria ao longo da história (horror ao
CONSULTA PÚBLICA
vácuo em Aristóteles, CONSULTA
universo pleno de matéria em PÚBLICA
Descartes, atomismo CONSULTA
em Newton e no século XIX, PÚBLICA
“explo-
são” de partículas elementares no século XX); contribuição de César Lattes nas pesquisas em raios cósmicos
CONSULTA PÚBLICA
e física de partículas; CONSULTA
busca pela transmutação dePÚBLICA
elementos da Alquimia CONSULTA PÚBLICA
no desenvolvimento da química e
da física nuclear que resulta na bomba atômica.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA006 CONSULTA Analisar os vários eventos PÚBLICA
envolvendo o uso CONSULTA
da energia nuclear,PÚBLICA
desde a explosão de bombas atômicas, o vazamento de usinas de geração de
CONSULTA PÚBLICA
energia até descartes CONSULTA
de material radioativo.PÚBLICA CONSULTA
Explicar os perigos PÚBLICA
do uso dessa energia,
CONSULTA PÚBLICA
utilizando modelos CONSULTA
explicativos da ciência, PÚBLICA
posicionando-seCONSULTA
sobre o seu uso adequado PÚBLICA
e avaliando benefícios e malefícios.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Bombas atômicasCONSULTA PÚBLICA
de Hiroshima e Nagasaki; CONSULTA
acidentes em usinas nucleares – Three MilePÚBLICA
Island,

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Chernobyl, Fukushima; acidente radiológico de Goiânia; lixo atômico e problemas de descarte; caracterís-
ticas: altas energias (fissão nuclear); meia vida que depende do material (queda exponencial da atividade

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


radioativa); questão ambiental de baixo ou longo alcance temporal e espacial.

CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA007 CONSULTA Planejar procedimentosPÚBLICA CONSULTA
adequados e investigar PÚBLICA
as diferentes formas 218
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de interação onda-matéria, em função do material e do comprimento de onda da
radiação. Explicar os resultados observáveis, utilizando modelos científicos explicativos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Materiais transparentes como vidro ou água; semitransparentes como óculos escuros; opacos como

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


tela de metal ou papelão; creme de protetor solar; radiação: luz UV, luz visível, infravermelho, rádio de dife-
rentes comprimentos de onda; fenômenos observáveis: absorção, penetração/atenuação, reflexão, refração.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Igualdade da energia do fóton da radiação e GAPs de energia dos átomos do material para ocorrer a intera-
ção da radiação com a matéria - transferência de energia do fóton para a matéria.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNFI3MOA008 Investigar os usos das radiações ionizantes e não ionizantes em
CONSULTA PÚBLICA
vários âmbitos daCONSULTAvida cotidiana, identificandoPÚBLICA os benefíciosCONSULTA
e malefícios de cada PÚBLICA
tipo
CONSULTA PÚBLICA
de uso e sugerindo CONSULTA
procedimentos para PÚBLICA usos adequados. CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Luz solar – absorção de vitamina D – uso de cremes protetores solares e/ou limites para exposição
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
às radiações; luz de laser PÚBLICA
– procedimentos cirúrgicos CONSULTA
– uso correto das dosagens; PÚBLICA
lâmpadas UV germicidas
– uso correto de protetores; raio X e radiação nuclear – radiações ionizantes; dosagens de radiação; formas
CONSULTA PÚBLICA
de proteção e minimizar CONSULTA
as dosagens de radiaçãoPÚBLICA
dos operadores desses CONSULTA
equipamentos. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNFI3MOA009 Utilizar unidades científicas corretas para expressar grandezas que
CONSULTA PÚBLICA
caracterizam radiações CONSULTA PÚBLICA
ou como eles interagem CONSULTA
com a matéria (unidades de medidas).PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: No SI (sistema CONSULTA PÚBLICA
internacional) - Atividade CONSULTA
radioativa (A): bequerel PÚBLICA
(Bq); Dose absorvida (D):
(Gy=100rad); Dose de radiação: sievert (Sy = 100 rem); Energia em elétron volt (eV), determinada por E = hf
gray

CONSULTA PÚBLICA
(h=constante de PlankCONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
e f = frequência da radiação).

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA010 CONSULTA Construir ou obter informaçõesPÚBLICA de gráficos CONSULTA
e tabelas que relacionam PÚBLICA
grandezas de radiações e de imagens radiológicas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Representação gráfica do decaimento radioativo; curvas de absorção de radiação em função do
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
comprimento de onda e/ou da densidade do material; curvas de emissão de radiação em função do compri-
mento de onda; leitura qualitativa de radiografias: regiões claras x escuras em uma radiografia, identificação
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de pinos metálicos, ossos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC6F _ TERRA, UNIVERSO E VIDA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNFI3MOA011 Identificar e descrever os diferentes elementos que compõem o
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Universo, reconhecendo sua organização a partir de diferentes critérios.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Alguns componentes do Universo: luas,PÚBLICA CONSULTA
planetas, estrelas, aglomerados PÚBLICA
globulares, galáxias, nu-
vens de gás e poeira, nebulosas, constelações. Critérios de organização: distância; massa; tamanho; veloci-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
dade; agrupamento, posição relativa. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA012 CONSULTA Identificar as diversas etapasPÚBLICA possíveis daCONSULTA
evolução estelar e PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
relacionar com o CONSULTA
espectro eletromagnético PÚBLICA CONSULTA
visível da superfície da Terra. PÚBLICA
Exemplo: Formação de uma estrela e as diferentes possibilidades de evolução em função de sua massa:
CONSULTA PÚBLICA
estrelas da sequênciaCONSULTA PÚBLICA
principal, gigante azul, gigante CONSULTA
vermelha, anã branca, PÚBLICA
estrela de nêutrons, supernova,
quasares, buraco negro; estrelas de diferentes cores presentes no céu e relação com etapas da evolução
CONSULTA PÚBLICA
estelar. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNFI3MOA013 Compreender o modelo padrão do Big Bang para a formação do 219
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Universo, localizando e descrevendo os principais eventos espaço-temporais que o
caracterizam e identificando algumas lacunas desse modelo.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Relação entre idade cósmica e temperatura do Universo; radiação cosmológica de fundo; eventos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
marcantes como a separação das 4 forças na evolução temporal, formação das galáxias, formação do sistema
solar, surgimento da vida, evolução do Homo sapiens; lei de Hubble, paradoxo de Olbers; características que
CONSULTA PÚBLICA
o Big Bang não explica,CONSULTA
por exemplo, o tamanhoPÚBLICA CONSULTA
das galáxias, a estrutura não homogênea do Universo,
densidade de energia do Universo; modelos alternativos, como o do estado estacionário.
PÚBLICAa

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA014 Reconhecer os diversos tipos de emissões realizadas por astros
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
dentro e fora do Sistema Solar, bem como sua detecção na Terra, levando em conta a
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
velocidade de propagação das informações PÚBLICA
no espaço cósmico.CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Detecção na Terra: explosões solares e sua relação com as auroras, fontes extragalácticas de raios
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
X e raios γ, raios cósmicos; PÚBLICA
possibilidade de detecção CONSULTA
na superfície da Terra: PÚBLICA
dilatação do tempo e contração

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


do espaço no referencial da informação.

CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA015 CONSULTA PÚBLICA
Identificar os eventos associados CONSULTA
à exploração do cosmo, PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
relacionando-os a contextos históricos, políticos e socioculturais.
Exemplo: Exploração da Lua e do Sistema Solar pelo homem, associando-os aos contextos da corrida espa-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
cial, da Guerra Fria e da PÚBLICA
disputa política e econômica entre nações. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA016 CONSULTA Reconhecer a existência PÚBLICA CONSULTA
de modelos explicativos da origem e PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICAda constituição doCONSULTA PÚBLICA
Universo, segundo diferentes CONSULTA
épocas e culturas, identificando PÚBLICA
semelhanças e diferenças em suas formulações.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Cosmologia indígena brasileira; cosmologia de povos pré-colombianos (Maias, Incas); Aristóteles,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Ptolomeu e o mundo grego da Antiguidade; cosmologia dos egípcios, babilônios; Galileu, Kepler e Newton
e o modelo heliocêntrico.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO

CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA017 CONSULTA PÚBLICA
Consultar fontes, sistematizar informaçõesCONSULTA
e avaliar as hipótesesPÚBLICA
cientificas de vida fora da Terra e confrontá-las com crenças culturais de existência de
CONSULTA PÚBLICAvida extraterrestre. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Procura de bioassinaturas dentro do Sistema Solar; procura de exoplanetas; exobiologia; procura
da presença de água na Lua, em cometas e em outros planetas; estudo de emissões regulares de radiofre-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
quências de fontes galácticas PÚBLICA
e extragalácticas; exibição
Cocoon, 2001, O dia em que a Terra parou etc.
e discussão deCONSULTA PÚBLICA
filmes de ficção como Contato, ET,

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNFI3MOA018 Pesquisar fontes e extrair dados que evidenciam o conhecimento
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
da ciência física como parte integrante da cultura contemporânea, presente nas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
manifestações artísticas ou literárias. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Peças de teatro, letras de música, livros ou poesias que abordam temas relacionados ao Universo
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
como um todo, elementos PÚBLICA
cósmicos ou suas características; representações CONSULTA PÚBLICA
do modelo Big Bang em Centros

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


de Ciências ou em outros espaços não formais.

CONSULTA PÚBLICALINGUAGENS DASCONSULTA CIÊNCIAS DA NATUREZA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 220


CONSULTA»» PÚBLICA
CNFI3MOA019 CONSULTA PÚBLICA
Ler e extrair dados de gráficos e tabelas que CONSULTA
relacionam elementos PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
astronômicos ou cosmológicos e de imagens de objetos astronômicos obtidos por
instrumentos ópticos.
CONSULTA PÚBLICAExemplo: No gráfico HRCONSULTA PÚBLICA
– luminosidade x temperatura CONSULTA
estelar, extrair o significado PÚBLICA
de sequência principal; po-
sição das estrelas super gigantes, gigantes vermelhas, anãs brancas; localização das estrelas mais próximas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
ao sistema solar, sequenciamento da evolução de PÚBLICA
estrelas; interpretação CONSULTA PÚBLICA
de imagens obtidas de galáxias,

CONSULTA PÚBLICAda superfície de MarteCONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


nebulosas, aglomerados pelo telescópio espacial Hubble, da superfície de Plutão pela sonda New Horizons,
pelo robô Curiosity.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNFI3MOA020 Utilizar unidades cosmológicas adequadas para situar objetos e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
fenômenos cosmológicos, reconhecendoPÚBLICA sua proporção com CONSULTA
unidades do cotidiano. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: UA (unidade astronômica) para localização de corpos celestes no âmbito da astronomia planetária;
anos-luz (al) para localização de estrelas, parsec (pc) para medida de distâncias entre estrelas ou entre ga-

CONSULTA PÚBLICAláxias.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA COMPONENTE PÚBLICA CURRICULAR CONSULTA QUÍMICA PÚBLICA
CONSULTA
A QuímicaPÚBLICA CONSULTA
tem inúmeras aplicações em setoresPÚBLICArelacionados ao CONSULTA
funcionamento e ao PÚBLICA
de-
CONSULTA PÚBLICA
senvolvimento do país e está CONSULTA
presente no cotidiano. PÚBLICAA indústria de CONSULTA
alimentos, por exemplo, PÚBLICA
utiliza-se de muitos processos químicos, no refino do açúcar ou na produção de pães, para
CONSULTA
aumentar o PÚBLICA
tempo de duração CONSULTA PÚBLICA
do alimento ou modificar seu valor CONSULTA
nutricional e mesmo PÚBLICA
seu
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
sabor. Quando se visita umCONSULTA
supermercado, pode-se PÚBLICA CONSULTA
constatar, pela simples leitura dosPÚBLICA
rótu-
los de alimentos e de produtos de limpeza, a ampla gama de aplicações da Química. Ainda,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
pode-se reconhecer a presença da Química na sociedade, quando se considera a matriz
CONSULTA
energéticaPÚBLICA CONSULTA
atual, em que parte dos combustíveisPÚBLICA
é produto do CONSULTA
refino de petróleo e PÚBLICA
outra
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
parte é proveniente de transformações da biomassa. Entretanto, em muitos dos processos
químicos utilizados pela sociedade, ocorre a geração de resíduos e de outras substâncias
CONSULTA
que afetamPÚBLICA CONSULTA
o ambiente e a saúde, PÚBLICA
o que requer mais conhecimentos CONSULTA PÚBLICA
para a melhoria desses
CONSULTA
processosPÚBLICA
e, também, reflexãoCONSULTA
acerca do modo PÚBLICA
de vida atual. CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
Estudar Química no Ensino CONSULTA
Médio ajuda o jovemPÚBLICA
a tornar-se maisCONSULTA
bem informado, maisPÚBLICA
críti-
co, a argumentar, posicionando-se em uma série de debates do mundo contemporâneo. As
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
mudanças climáticas e o efeito estufa, o uso de feromônios como alternativa aos agrotóxicos
CONSULTA
no combate PÚBLICA CONSULTA
às pragas agrícolas, a necessidade PÚBLICA CONSULTA
de informações sobre PÚBLICA
a presença de trans-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
gênicos em rótulos de alimentos e os custos ambientais das minerações são apenas alguns
exemplos de assuntos em que o conhecimento químico é vital para que o/a estudante possa
CONSULTA PÚBLICA
posicionar-se CONSULTA
e tomar decisões com consciência. PÚBLICA CONSULTA
O estudo da Química, PÚBLICA
nessa perspectiva,
CONSULTA
envolve a PÚBLICA
participação dosCONSULTA
jovens e adultos em PÚBLICA CONSULTA
processos de investigação PÚBLICA
de problemas e
fenômenos presentes no seu dia-a-dia. Ao investigar questões relacionadas, por exemplo,
CONSULTA PÚBLICA
ao lixo, à poluição dos riosCONSULTA PÚBLICA
e lagos urbanos, à qualidade do ar deCONSULTA
sua cidade, os/asPÚBLICA
estu-
CONSULTA PÚBLICA
dantes terão oportunidade CONSULTA PÚBLICA
de elaborar seus conhecimentos, CONSULTA
formulando PÚBLICA
respostas que en-
volvem aspectos sociais, econômicos, políticos, entre outros, exercendo, desse modo, sua
CONSULTA
cidadania.PÚBLICA
É importante queCONSULTA PÚBLICA
essa formação possibilite CONSULTA
conhecer como a Química foi sePÚBLICA
con- 221
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
solidando como ciência, com seus métodos, modelos e teorias. Isso permite a compreensão
da dinâmica da geração do conhecimento, com seus avanços, disputas e erros, e a influência
CONSULTA PÚBLICA
de contextos sociais nesse CONSULTA
processo de construçãoPÚBLICA CONSULTA
humana. É necessário PÚBLICA
garantir espaço
CONSULTA PÚBLICA
e tempo escolares para que CONSULTA PÚBLICA
sejam abordados esses CONSULTA
temas, de forma PÚBLICA
que o conhecimento
faça sentido para a vida dos/as estudantes.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
O ensino daPÚBLICA
Química, com CONSULTA
esses pressupostos, PÚBLICA CONSULTA
envolve a contextualização PÚBLICA
sociocultural
dos conhecimentos, isto é, a discussão de processos químicos e suas implicações sociais e
CONSULTA
ambientais.PÚBLICA
A contextualizaçãoCONSULTA
demanda que os PÚBLICA
conceitos químicosCONSULTA
sejam entendidos PÚBLICA
em
CONSULTA PÚBLICA
determinados CONSULTA
contextos, como, por exemplo, na PÚBLICA CONSULTA
análise da utilização de materiais ePÚBLICA
nos
resíduos que são gerados nesse uso. Envolve, também, a contextualização sócio-histórica,
CONSULTA PÚBLICA
ao serem abordados, CONSULTA
por exemplo, PÚBLICA
conhecimentos sobre o átomo CONSULTA PÚBLICA
e a estrutura da matéria.
CONSULTA PÚBLICA
O/a estudante CONSULTA
poderá entender o impasse que PÚBLICA
permeou a Química CONSULTA
no século XIX, noPÚBLICA
qual
a existência do átomo foi negada por falta de evidências empíricas que dessem suporte ao
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
modelo atômico de Dalton e, assim, compreender a Química como uma ciência na qual, no
CONSULTA
nascimento PÚBLICA CONSULTA
das teorias, as certezas convivem comPÚBLICA
controvérsias. CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA
O ensino daPÚBLICA
Química envolve CONSULTA PÚBLICA
também as linguagens específicas CONSULTA PÚBLICA
das ciências e da Química,
CONSULTA PÚBLICA
em particular. CONSULTA
Assim, por exemplo, PÚBLICAquímicas
representar transformações CONSULTA PÚBLICA
por meio de equa-
ções requer o emprego de uma linguagem simbólica, que envolve a representação de ele-
CONSULTA PÚBLICA
mentos químicos, moléculas, CONSULTA PÚBLICA
átomos, das quantidades, dos estadosCONSULTA PÚBLICA
físicos das substâncias,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
entre outros. As variações deCONSULTA PÚBLICA
energia e de velocidade CONSULTA
de transformações PÚBLICA
químicas podem
ser representadas por diferentes tipos de gráficos. Há, ainda, toda uma gama de represen-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
tações de moléculas e das ligações químicas, como, por exemplo, o modelo bola-vareta,
CONSULTA
as fórmulasPÚBLICA
de Lewis ou uma CONSULTA
fórmula estrutural.PÚBLICA
Essas diferentesCONSULTA PÚBLICA
formas de representação
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
podem indicar propriedades particulares da molécula. Deve-se considerar, também, que al-
gumas palavras e termos específicos que fazem parte da linguagem química são usados
CONSULTA PÚBLICA
na linguagem CONSULTA
cotidiana, geralmente PÚBLICA
com significados diferentes CONSULTA
do que os atribuídosPÚBLICA
pela
CONSULTA PÚBLICA
Química. Por CONSULTA
exemplo, palavras PÚBLICA
como fusão, solução, calor têm umCONSULTA PÚBLICA
significado diferente no
cotidiano e no contexto da Química. A aprendizagem da Química é, dessa forma, indissociá-
CONSULTA
vel, sem sePÚBLICA
reduzir a ela, daCONSULTA PÚBLICA
aprendizagem da linguagem própriaCONSULTA
que a constitui. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
A Química constitui-se de práticas de investigação, em que as teorias e os modelos são
CONSULTA
submetidos PÚBLICA CONSULTA
a provas empíricas, em um processoPÚBLICA CONSULTA
constante de formulação PÚBLICA
de novas teorias,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
reformulação das já existentes e abandono de outras teorias e modelos. Tais práticas ocor-
rem por diferentes métodos, cada qual com um propósito de uso. Ao se exercitar na prática
CONSULTA PÚBLICA
desses métodos CONSULTA
das ciências, PÚBLICA
o/a estudante experimenta CONSULTA
diferentes processos comuns PÚBLICA
do
CONSULTA PÚBLICA
fazer Química, como obter CONSULTA
dados por meio de PÚBLICA CONSULTA
experimentos, determinando, PÚBLICA
por exemplo,
diferentes propriedades dos materiais; elaborar hipóteses sobre um problema, propor e rea-
CONSULTA PÚBLICA
lizar investigações, CONSULTA
como investigar a qualidadePÚBLICA CONSULTA
da água que abastece PÚBLICA
a cidade; elaborar
CONSULTA
conclusõesPÚBLICA CONSULTA
e avaliar soluções e comunicar seusPÚBLICA
achados. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
Enfim, são PÚBLICA CONSULTA
inúmeras as possibilidades pelas quaisPÚBLICA
os/as estudantesCONSULTA PÚBLICA
podem vivenciar proces-
222
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
sos de investigação que levem à resposta para questões concretas sobre problemas reais.

CONSULTA
Todas essasPÚBLICA CONSULTA
ações têm sentido apenas quandoPÚBLICA CONSULTA
articuladas a conhecimentos PÚBLICA
conceituais
que permitem dar sentido aos processos de contextualização sociocultural e histórico e aos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
processos de investigação. A Química envolve conhecimentos sobre o uso, as propriedades
CONSULTA PÚBLICA
e as transformações CONSULTA
dos materiais, bem como de PÚBLICA CONSULTA
modelos submicroscópicos PÚBLICA
que explicam
esses comportamentos. É no contexto de uso que esses conhecimentos ganham importân-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
cia, como no reconhecimento e na análise das propriedades que os plásticos apresentam
CONSULTA PÚBLICA
que possibilitaram CONSULTA
que se substituíssem os metaisPÚBLICA
na carroceria deCONSULTA PÚBLICA
automóveis. Para enten-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
der muitos dos usos dos materiais, os/as estudantes terão de recorrer a estudos da estrutura
atômico-molecular e das interações entre átomos, íons e moléculas. Por exemplo, diamante,
CONSULTA PÚBLICA
grafite, grafeno e nanotubos CONSULTA PÚBLICA
de carbono apresentam diferentes CONSULTA
propriedades e usos,PÚBLICA
ain-
CONSULTA PÚBLICA
da que compostos CONSULTA
pelo mesmo PÚBLICA
elemento químico, CONSULTA
o carbono. Conhecimentos PÚBLICA
conceituais
sobre as transformações químicas, como as relações de massa, a energia envolvida, a ex-
CONSULTA
tensão e aPÚBLICA
velocidade comCONSULTA PÚBLICA
que ocorrem, são importantes CONSULTA
para auxiliar PÚBLICA
jovens e adultos no
CONSULTA PÚBLICA
entendimento de processosCONSULTA
que acontecem noPÚBLICA
meio natural, naCONSULTA PÚBLICA
indústria, em suas casas,
ampliando, assim, a compreensão do mundo físico e social.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
Portanto, oPÚBLICA
ensino da Química CONSULTA
no Ensino Médio PÚBLICA CONSULTA
pode propiciar aos/às PÚBLICA
estudantes vivências
e aprendizagens únicas, próprias da relação com essa rica e complexa forma de conhecer
CONSULTA PÚBLICA
o mundo criada CONSULTA
pela Humanidade. PÚBLICA
Os/as estudantes CONSULTA
compreenderão PÚBLICA
que estudar Química
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
contribui para CONSULTA
o desenvolvimento da capacidade PÚBLICA CONSULTA
de pensar criticamente PÚBLICA
e tomar decisões
fundamentadas, ao compreenderem certas relações que ficariam invisíveis na ausência do
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
seu estudo, levando-os/as a ocupar outro lugar no mundo.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Para a organização do currículo de Química, no Ensino Médio, são propostas seis unidades
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de conhecimento (UCQ) que remetem aos grandes temas da Química e a algumas práticas
CONSULTA PÚBLICA
de investigação relevantes CONSULTA PÚBLICA
para a sociedade brasileira. CONSULTA
Na Química, PÚBLICA
são necessários conhe-
cimentos sobre o uso e as propriedades dos materiais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC1Q _ Materiais, CONSULTA
propriedades PÚBLICA
e usos: estudando materiais noCONSULTA
dia-a-dia. PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade CONSULTA
estão incluídos PÚBLICA
conhecimentos químicos CONSULTA
que possibilitam compreenderPÚBLICA
a im-
CONSULTA PÚBLICA
portância das propriedadesCONSULTA PÚBLICA
dos materiais e as relações CONSULTA
dessas propriedades com o seuPÚBLICA
uso.

CONSULTA PÚBLICA dos


UC2Q _ Transformações CONSULTA PÚBLICA
materiais na natureza CONSULTA
e no sistema produtivo: como PÚBLICA
reco-
CONSULTA PÚBLICA
nhecer reações CONSULTA
químicas, representá-las PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
e interpretá-las.

CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade, os estudos CONSULTA PÚBLICA
de Química estão voltados CONSULTA
para a compreensão de reaçõesPÚBLICA
quí-
micas, como elas ocorrem, que energia produzem ou consomem e com que velocidade se
CONSULTA
processam.
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC3Q – Modelos atômicos e moleculares e suas relações com evidências empíricas e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
propriedades dos materiais. 223
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade são estudados modelos explicativos da Química relativos à estrutura mole-
CONSULTA
cular que, PÚBLICA CONSULTA
entre outros, possibilitam a compreensãoPÚBLICA CONSULTA
do comportamento PÚBLICA
e das propriedades
CONSULTA PÚBLICA
das substâncias químicas eCONSULTA
materiais. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC4Q _ Energia CONSULTA
nas transformações químicas:PÚBLICA CONSULTA
produzindo, armazenando PÚBLICA
e transportan-
CONSULTA
do energiaPÚBLICA
pelo planeta. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade, CONSULTA
o foco é dado PÚBLICA
aos aspectos energéticos CONSULTA
implicados nas transformações PÚBLICA
quí-
CONSULTA PÚBLICA
micas, enfatizando CONSULTA
os processos de geração, de PÚBLICA
armazenamento CONSULTA PÚBLICA
e de transporte de energia
e suas consequências para a vida e o ambiente.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC5Q _ A Química de sistemas naturais: qualidade de vida e meio ambiente.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade, é dada ênfaseCONSULTA
à necessidade de PÚBLICA CONSULTA
se estudar e investigar PÚBLICA
os sistemas químicos
naturais constituídos pelos rios e lagos, pelo ar atmosférico e pelos solos que se distribuem
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
por todos os quatro cantos do Brasil. Assim, a Química passa a ser aplicada na investigação
CONSULTA
de questõesPÚBLICA CONSULTA
ambientais relacionadas à qualidadePÚBLICA CONSULTA
de corpos d’água, do ar atmosférico PÚBLICA
e dos
solos presentes em todos os municípios e áreas rurais brasileiras.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC6Q _ Obtenção CONSULTA
de materiais e seus impactos PÚBLICA
ambientais. CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Nesta unidade, CONSULTA
também a questão PÚBLICA
ambiental é colocada em foco,CONSULTA PÚBLICA
considerando-se a produ-
ção de materiais importantes para a economia brasileira, como petróleo, minérios, fármacos,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
alimentos etc.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Para cada unidade de conhecimento, foram propostos objetivos de aprendizagem que se
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
organizam em torno dos quatro eixos que estruturam a área de Ciências da Natureza na
CONSULTA PÚBLICA
Base Nacional CONSULTA
Comum Curricular. Esses eixos PÚBLICA
podem orientar, CONSULTA PÚBLICA
de diferentes maneiras, o
planejamento de atividades pelo/a professor/a para o trabalho em sala de aula. Assim, os
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
objetivos de aprendizagem listados nos dois primeiros eixos – conhecimento conceitual e
CONSULTA PÚBLICA
contextualização históricaCONSULTA PÚBLICA
– correspondem a conteúdos CONSULTA
que devem ser tratados naPÚBLICA
sala
de aula, usando as mais variadas estratégias didáticas: aulas expositivas dialogadas; aulas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de resolução de exercícios e problemas; aulas de leitura e produção de textos; aulas de re-
CONSULTA
solução dePÚBLICA
atividades; aulas CONSULTA PÚBLICA
de simulação envolvendo tecnologiasCONSULTA PÚBLICA
de informação e Internet
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
etc. Já os objetivos de aprendizagem listados no terceiro eixo – processos e práticas de
investigação – podem ser pensados como projetos de investigação a serem realizados pe-
CONSULTA PÚBLICA
los/as estudantes CONSULTA
com relativa autonomia, em um PÚBLICA
intervalo de tempoCONSULTA PÚBLICA
que pode se estender
CONSULTA
por várias PÚBLICA
semanas e que pode CONSULTA
acontecer de formaPÚBLICA
concomitanteCONSULTA PÚBLICA
ou paralela à abordagem
de outros conteúdos em sala de aula. Os objetivos de aprendizagem listados no último dos
CONSULTA PÚBLICA
eixos – linguagens CONSULTA
– são transversais, no sentido PÚBLICA
de que atravessam CONSULTA
toda a unidade dePÚBLICA
co-
CONSULTA
nhecimento PÚBLICA CONSULTA
e devem ser tratados em praticamente PÚBLICA
todas as aulasCONSULTA
de cada unidade. PÚBLICA

CONSULTA
Por fim, háPÚBLICA
que se considerar CONSULTA PÚBLICA
que os principais temas da QuímicaCONSULTA
no Ensino Médio são PÚBLICA
tra-
224
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
tados, nesta proposta, contemplando também a sua contextualização histórica, social e cul-
tural e as práticas e os processos de investigação associados a cada tema. A Química Or-
CONSULTA
gânica estáPÚBLICA CONSULTA
presente em várias PÚBLICA
unidades de conhecimento e nãoCONSULTA
é tratada em bloco.PÚBLICA
Da
CONSULTA PÚBLICA
mesma forma, há ênfase nas CONSULTA PÚBLICA
aplicações da Química importantes,CONSULTA PÚBLICA
para que o/a estudante
seja capaz de argumentar, de se posicionar e tomar decisões acerca de uma variedade de
CONSULTA PÚBLICA deCONSULTA
questões sociocientíficas, modo a se tornar um PÚBLICA
cidadão críticoCONSULTA
e participativo que PÚBLICA
saiba
CONSULTA PÚBLICA
usar o conhecimento CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
químico.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA
UNIDADES PÚBLICA
DE CONHECIMENTO CONSULTA E OBJETIVOS PÚBLICA
DE APRENDIZAGEM CONSULTA DO PÚBLICA
COMPONENTE CURRICULAR QUÍMICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA
1º ANO/EM
PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICAUC1Q _ MATERIAIS, CONSULTA
PROPRIEDADES PÚBLICA CONSULTA
E USOS: ESTUDANDO PÚBLICA
MATERIAIS
NO DIA-A-DIA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL

CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA001 CONSULTA PÚBLICA
Descrever diferentes tipos de materiais deCONSULTA
que objetos são PÚBLICA
feitos, reconhecer suas propriedades e usos em situações cotidianas e processos
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
tecnológicos socialmente PÚBLICA
relevantes, associando-os CONSULTA
à presença de diferentes PÚBLICA
substâncias.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento de que os materiais plásticos constituem grande parte dos automóveis modernos;
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
reconhecimento de formas de reciclagem de materiais que envolvem o reutilização e reaproveitamento de
garrafas PET; identificação de matérias primas, empregadas na obtenção de materiais como plásticos, medi-
CONSULTA PÚBLICA
camentos e outros. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA002 CONSULTA Reconhecer as propriedades PÚBLICA CONSULTA
físicas dos materiais e substâncias PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
(temperatura de fusão, CONSULTA PÚBLICA
temperatura de ebulição, densidade, CONSULTA
solubilidade, PÚBLICA
condutibilidade elétrica, condutibilidade térmica) e sua utilização na identificação de
CONSULTA PÚBLICA
materiais e substânciasCONSULTAe na escolha de PÚBLICA
processos de purificaçãoCONSULTA de substâncias.PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Verificação da adulteração ou não do álcool hidratado vendido em postos de gasolina, o leite
vendido em cooperativas, etc., usando densímetros; identificação de determinado material líquido como uma
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
substância ou uma mistura PÚBLICA
pela determinação da temperatura CONSULTA PÚBLICA
de ebulição.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU1MOA003 Relacionar as propriedades dos materiais e as possíveis aplicações
CONSULTA PÚBLICA
tecnológicas, buscando CONSULTA informações para PÚBLICA
comparar os materiais CONSULTA
utilizados na PÚBLICA
confecção de objetos em diferentes épocas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Relação entre as propriedades de metais, como a condutibilidade térmica e elétrica, a maleabilida-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


de, com seu uso na produção de panelas, caldeiras, fios e máquinas. Reconhecimento de que certas partes,
feitas de plástico nos automóveis, já foram feitas de metal; discutir o porquê dessas mudanças em termos de
CONSULTA PÚBLICA
consumo de combustível CONSULTA
e de segurança, em casos PÚBLICA
de acidentes etc. CONSULTA PÚBLICA
225
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA004 CONSULTA PÚBLICA
Reconhecer e efetuar diferentes formas de CONSULTA
reutilização, PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
reaproveitamento e reciclagem de materiais utilizados no dia-a-dia.
Exemplo: Reconhecimento de um método de separação de plásticos para a reciclagem, baseado na diferen-
CONSULTA PÚBLICA
ça de densidade entreCONSULTA
eles pela flutuação ou não PÚBLICA CONSULTA
em líquidos de diferentes PÚBLICA
densidades. Visita a estações de
tratamento de lixo para reconhecer a obtenção de metano ou o potencial para tal; visita a usinas de compos-
CONSULTA PÚBLICA
tagem; confecção de CONSULTA
um mini biodigestor. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNQU1MOA005 Buscar informações sobre a composição de diferentes materiais
CONSULTA PÚBLICA
em rótulos de produtos CONSULTA PÚBLICA
disponíveis no mercado, identificando CONSULTA
a diversidade de PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


componentes e a presença de componentes comuns, reconhecendo diferentes
sistemas de unidades de medidas utilizadas nesses rótulos.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Pesquisa de CONSULTA
rótulos de diferentes águasPÚBLICA CONSULTA
minerais, identificando os principais componentesPÚBLICA
que
diferenciam uma água com gás de uma água sem gás; identificação, nos rótulos de produtos para desentupir
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
pias e banheiros, da presença PÚBLICA
de soda cáustica, associando as medidasCONSULTA PÚBLICA
tomadas, no caso de sua ingestão,

CONSULTA PÚBLICA
às suas propriedades.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA006 CONSULTA Elaborar procedimentos PÚBLICA
experimentais para CONSULTA
separar, identificar ou PÚBLICA
quantificar substâncias presentes em materiais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Determinação da quantidade de etanol presente na gasolina por meio do processo de extração

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


com água; obtenção e processo de purificação de sal de cozinha; separação e identificação de plásticos por
diferença de densidade.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA007 CONSULTA Investigar quantitativamente PÚBLICAsituações deCONSULTA
desperdício de materiais PÚBLICA
usados no dia-a-dia e sugerir medidas para evitar tais situações.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Investigação da quantidade de água empregada na agricultura, na pecuária, na produção de ali-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
mentos e em diferentes práticas cotidianas; do uso abusivo de embalagens nos mais variados setores da vida
cotidiana; discussão de hábitos associados ao uso abusivo de produtos supérfluos; ações visando a redução
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
do consumo desses objetos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


LINGUAGENS DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU1MOA008 Representar as propriedades físicas e as mudanças de estado físico
CONSULTA PÚBLICA
dos materiais porCONSULTAmeio de gráficos e tabelas. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
a partir de medidas dePÚBLICA
Exemplo: Construção de gráficos de temperatura X tempo, para comportamento da água e da água com sal,
em aquecimento e ebulição; construção de gráficos de densidade de materiais, massa

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


e volume.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC2Q _ TRANSFORMAÇÕES DOS MATERIAIS NA NATUREZA E NO
CONSULTA PÚBLICA
SISTEMA PRODUTIVO: CONSULTA COMO RECONHECERPÚBLICA CONSULTA
REAÇÕES QUÍMICAS, PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
REPRESENTÁ-LAS CONSULTA
E INTERPRETÁ-LAS PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTA CONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA009 CONSULTA Reconhecer as transformações PÚBLICA CONSULTA
químicas por meio das suas PÚBLICA
evidências, da sua ocorrência em diferentes escalas de tempo, relacionando-as com
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
transformações que ocorrem no dia-a-dia. 226
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento de reações químicas que produzam gás (metal + ácido), calor (queima de ma-
teriais), sólidos (reações de precipitação), luz (queima de vela), mudança de cor (palha de aço em solução
CONSULTA PÚBLICA
aquosa de sulfato de CONSULTA PÚBLICA
cobre); contraexemplos de evidências CONSULTA
que não correspondem a reações químicas PÚBLICA
(libe-
ração de gás de um refrigerante; fundição de metais; mudança de cor na mistura de cores diferentes); reco-
CONSULTA PÚBLICA
nhecimento de reações CONSULTA PÚBLICA
que se passam na vida cotidiana, que podem serCONSULTA PÚBLICA
lentas (enferrujamento de portões)
e rápidas (combustão).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA010 CONSULTA Reconhecer a conservação PÚBLICA
da massa nasCONSULTA
transformações químicas PÚBLICA
e as proporções entre as massas de reagentes e produtos, nesses processos,
CONSULTA PÚBLICA
percebendo suasCONSULTA implicações no sistemaPÚBLICA produtivo. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Previsão de quantidade de ferro produzido numa siderúrgica, a partir de massas conhecidas dos
materiais envolvidos no processo; questionar o senso comum de que na queima de lixo há materiais que
CONSULTA PÚBLICA
desaparecem. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA011 CONSULTA Estabelecer relação entre PÚBLICA
massas envolvidas CONSULTA
em transformaçõesPÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


químicas e quantidade de matéria, representando a transformação que ocorre, por
meio do balanceamento das equações químicas, aplicando-a em sistemas naturais e
CONSULTA PÚBLICA
industriais. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Correlação entre grandezas conhecidas, como a massa, número de átomos e a quantidade de
matéria (mol); cálculos envolvendo quantidade de matéria, massa e volume dos reagentes e produtos de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
transformações químicas que ocorrem na queima de gasolina e de etanol, comparando as quantidades de
CO2 produzido por litro e por mol de combustível.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA012 CONSULTA Reconhecer parâmetros PÚBLICA
quantitativos em CONSULTA
transformações químicas PÚBLICA
que ocorrem em soluções, aplicando-os a transformações que ocorrem em sistemas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
naturais e industriais.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: IdentificaçãoCONSULTA PÚBLICA
de que a maioria das transformações CONSULTA
químicas ocorre PÚBLICA
em solução, estudo das con-
centrações usuais (g/L; mg/g; porcentagem em volume, em peso, ppm etc.), utilização dessas unidades em
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
determinações quantitativas.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNQU1MOA013 Compreender que as transformações químicas fazem parte da história
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
da humanidade, associadas a processosPÚBLICA CONSULTA
tecnológicos de produção de materiais ePÚBLICA
à
CONSULTA PÚBLICA
busca de explicações CONSULTA
e criação de modelos PÚBLICA CONSULTA
para as transformações químicas. PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento de processos metalúrgicos, da produção de tintas desde a pré-história até os dias
CONSULTA PÚBLICA
atuais; a produção de CONSULTA
novos materiais; comparaçãoPÚBLICA CONSULTA
entre modelos explicativos PÚBLICA
para a transformação químicas
elaborados em diversas épocas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA014 CONSULTA Investigar a produção de PÚBLICA
materiais e sua CONSULTA
utilização em vários PÚBLICA
setores da vida cotidiana, identificando os usos supérfluos, o impacto ambiental dessa
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
utilização e propor medidas para a redução do consumo e do desperdício.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Reconhecimento dos principais tipos dePÚBLICA CONSULTA
plásticos usados na vida PÚBLICA
diária, busca de informações so-
bre a fabricação de alguns deles, considerando a origem das matérias primas empregadas, as transformações
CONSULTA PÚBLICA
químicas envolvidas, oCONSULTA PÚBLICA
consumo de água e de energia. CONSULTA
Busca de informações PÚBLICA
sobre as quantidades produzi-
227
das, as unidades produtoras.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA015 CONSULTA Entender as representações PÚBLICAsimbólicas das CONSULTA
reações químicas por PÚBLICA
equações, e por diferentes formas de expressão científicas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Uso de símbolos químicos e correlatos para representação de substâncias, materiais, processos e
CONSULTA PÚBLICA
reações químicas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC3Q _ MODELOS ATÔMICOS E MOLECULARES E SUAS RELAÇÕES
CONSULTA PÚBLICA
COM EVIDÊNCIAS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
EMPÍRICAS E PROPRIEDADES DOS MATERIAIS PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU1MOA016 Entender o modelo de Dalton como resultado de uma reflexão
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
histórica sobre a natureza da matéria e as PÚBLICA
relações de massa CONSULTA
nas transformaçõesPÚBLICA
químicas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Investigação de experiências que levam à observação da conservação da massa, por exemplo,
CONSULTA PÚBLICA
queima de lã de aço,CONSULTA PÚBLICA
produção de água, a partir dos CONSULTA
gases oxigênio e hidrogênio; PÚBLICA
descrição dos princípios
da teoria atômica de Dalton, uso da ideia de que cada átomo tem uma massa característica; interpretação da
CONSULTA PÚBLICA
conservação da massa CONSULTA
e das proporções entre asPÚBLICA CONSULTA
massas, a partir das ideias PÚBLICA
de Dalton; representação
átomos por fórmulas; histórico do desenvolvimento do modelo de Dalton: atomismo de Demócrito e Leucipo;
dos

CONSULTA PÚBLICA
atomismo de Gassendi, CONSULTA
Newton, Boyle etc. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU1MOA017 CONSULTA Compreender a periodicidade PÚBLICA CONSULTA
de certas propriedades PÚBLICA
dos elementos
químicos constantes da tabela periódica, traduzi-las em propriedades macroscópicas
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
das substâncias elementares e relacioná-las às aplicações práticas.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: InvestigaçãoCONSULTA
de comportamentos similares PÚBLICA CONSULTA
entre substâncias elementares, PÚBLICA
como reatividade, tem-
peratura de fusão e ebulição, densidade e estado físico; relação com massas atômicas; estudo do histórico
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
da tabela periódica. Identificação das famílias maisPÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
comuns da tabela periódica.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNQU1MOA018 Reconhecer a existência de uma linguagem universal da Química
CONSULTA PÚBLICA
para representar CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
elementos químicos e substâncias.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento que um símbolo químico ou uma fórmula química de uma substância terá a mesma
interpretação em diferentes países.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
2º ANO/EM
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
UC2Q _ TRANSFORMAÇÕES DOS MATERIAIS NA NATUREZA E NO
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
SISTEMA PRODUTIVO: COMO RECONHECER REAÇÕES QUÍMICAS,
CONSULTA PÚBLICA
REPRESENTÁ-LAS CONSULTAE INTERPRETÁ-LAS PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU2MOA001 Reconhecer fatores (temperatura, pressão, superfície de contato, 228
CONSULTA PÚBLICA
concentração e presençaCONSULTA de catalisadores) PÚBLICAque influenciamCONSULTA
a velocidade das PÚBLICA
reações químicas, o que permite acelerar ou retardar um processo, relacionando a
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
transformações que ocorrem na natureza e no sistema produtivo.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Controle daCONSULTA
velocidade de apodrecimento PÚBLICA CONSULTA
de alimentos diminuindo PÚBLICA
a temperatura do ambiente
onde eles estão; cozimento de alimentos usando panelas comuns e de pressão. Uso de catalisadores no
CONSULTA PÚBLICA
controle da velocidade CONSULTA
de reações de poluentes, PÚBLICA
formados na queimaCONSULTA PÚBLICA
de combustíveis, e em processos
biológicos como a digestão.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA002 Reconhecer CONSULTA que existem PÚBLICA
transformações CONSULTA
químicas reversíveis, nas PÚBLICA
quais reagentes e produtos coexistem num estado de equilíbrio químico, identificando
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
fatores (pressão, temperatura, concentração PÚBLICA e presença deCONSULTA
catalisador) que interferemPÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
no equilíbrio químico, CONSULTA
prevendo perturbações PÚBLICA no estado deCONSULTA
equilíbrio (deslocamento). PÚBLICA
Reconhecer a importância do controle desses fatores no sistema produtivo e em
CONSULTA PÚBLICA
sistemas naturais.CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: ReconhecimentoCONSULTA
do equilíbrio químico em PÚBLICA CONSULTA
situações do dia-a-dia, PÚBLICA
como o sangue, a formação
espeleotemas, a dissolução de gás carbônico nos oceanos e as implicações ambientais da perturbação
de

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA


desse equilíbrio. Reconhecimento do controle daPÚBLICA
pressão e temperaturaCONSULTA PÚBLICA
na produção industrial de amônia,
estudo do sistema CO2 e H2O em águas naturais (efeito da concentração e temperatura) e no sangue.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA003 Identificar reações ácido-base e sua importância para a vida
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
cotidiana, os processos industriais e o meio ambiente.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA
do comportamento ácido-base PÚBLICA como processoCONSULTA PÚBLICA
relacional; estudo de reações áci-
do-base que ocorrem em sistemas naturais (chuva ácida, sangue etc.); obtenção industrial de ácidos (ácido
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
sulfúrico, ácido clorídrico, PÚBLICA
ácido fosfórico etc.), e sua CONSULTA PÚBLICA
importância econômica.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA004 Identificar CONSULTA a composição PÚBLICA
e compreender aCONSULTA produção de fármacos. PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento da estrutura de substâncias utilizadas como medicamentos e drogas, como ácido
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
acetilsalicílico, vitamina PÚBLICA
C, paracetamol, nicotina, cafeína, CONSULTA
álcool etílico etc. Busca de informações sobre PÚBLICA
mé-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


todos de obtenção de acido acetilsalicílico e vitamina C.

CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA005 Investigar CONSULTA a composição PÚBLICA
química dos alimentos CONSULTA e a relação entrePÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA
alimentação e saúde. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento dos principais componentes dos alimentos (proteínas, carboidratos, gorduras e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
sais) e buscar informações PÚBLICA
sobre as transformações CONSULTA
dos alimentos no organismo humano, e sobre oPÚBLICA
papel
das proteínas, carboidratos, ácidos graxos, vitaminas e sais minerais numa dieta balanceada. Estudo das cau-
CONSULTA PÚBLICA
sas da obesidade e da CONSULTA PÚBLICA
desnutrição; aspectos químicos CONSULTA
do colesterol e dos PÚBLICA
triglicérides; hábitos alimentares
e metabolismo humano.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA006.CONSULTA PÚBLICA
Interpretar textos de divulgação científicaCONSULTA
relacionados às PÚBLICA
transformações químicas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Leitura e interpretação de textos de revistas de divulgação científica (Ciência Hoje, Scientific Ameri-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


can Brasil etc); produção de textos escritos sobre temas químicos.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC3Q _ MODELOS ATÔMICOS E MOLECULARES E SUAS RELAÇÕES 229
CONSULTA PÚBLICA
COM EVIDÊNCIAS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
EMPÍRICAS E PROPRIEDADES DOS MATERIAIS PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU2MOA007 Entender o modelo atômico de Rutherford-Bohr, destacando o
CONSULTA PÚBLICA
contexto históricoCONSULTA PÚBLICA
e as evidências da existência do elétron,CONSULTA
do núcleo atômico e dos PÚBLICA
níveis de energia.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Evidências da natureza elétrica da matéria (eletrificação por atrito, condutividade elétrica etc); des-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
coberta dos raios X e da radioatividade; a experiência de Geiger-Mardsen e a existência do núcleo atômico;
teste de chama como exemplo dos níveis de energia; frequência, energia e aplicações de ondas eletromag-
CONSULTA PÚBLICA
néticas (forno de micro CONSULTA
ondas, iluminação pública,PÚBLICA
filtros solares etc.). CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA008 Compreender CONSULTA PÚBLICA
as relações entre o modeloCONSULTAde Rutherford-Bohr e aPÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


tabela periódica moderna.
Exemplo: Identificação da variação das propriedades periódicas submicroscópicas e suas relações com mo-
CONSULTA PÚBLICA
delo de Rutherford-Bohr;CONSULTA
utilização do modelo dePÚBLICA CONSULTA
Rutherford-Bohr para explicar PÚBLICA
a periodicidade de algumas
propriedades.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU2MOA009 Compreender os modelos de ligações iônicas, metálicas e covalentes
e suas relações com as propriedades macroscópicas dos materiais.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão CONSULTA PÚBLICA
das propriedades macroscópicas dos materiaisCONSULTA
(maleabilidade dos metais,PÚBLICA
rigidez
dos cristais, temperaturas de fusão e ebulição, solubilidade em água e solventes orgânicos etc.), suas aplica-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
ções práticas e suas relações com os modelos dePÚBLICA
ligação química. CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA010 CONSULTACompreender os modelos PÚBLICA CONSULTA
de interações intermoleculares e suasPÚBLICA
relações com as propriedades macroscópicas dos materiais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Compreensão das propriedades particulares da água e sua importância para a vida; das diferenças
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
de temperaturas de fusão, ebulição e solubilidade de substâncias orgânicas, relacionando com sua utilização
na vida prática.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL

CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA011 CONSULTACompreender a importância PÚBLICA da utilizaçãoCONSULTA
das novas tecnologiasPÚBLICA
na modelagem molecular e suas implicações na criação de novos materiais (Práticas
CONSULTA PÚBLICA
voltadas para o mundoCONSULTA do trabalho e seu PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
impacto na vida social).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Visualização molecular e construção de modelos moleculares como requisitos para a obtenção de
materiais com propriedades específicas; simuladores moleculares.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO/PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO NOS
CONTEXTOS CIENTÍFICO E ESCOLAR
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNQU2MOA012 Investigar as relações entre as propriedades de materiais naturais, os
CONSULTA PÚBLICA
usos orientados pelasCONSULTA
tradições populares PÚBLICA
e a possibilidade CONSULTA PÚBLICA
de sua produção sintética,

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


a partir de modelos de suas estruturas.
Exemplo: Identificação de propriedades terapêuticas de folhas e raízes, a partir do relato de pessoas mais
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
velhas, de curandeiros, PÚBLICA
pajés e raizeiros e suas explicações CONSULTA
em termos de modelos moleculares e a PÚBLICA
síntese
de substâncias com as mesmas características.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA 230
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS

CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA013 CONSULTARepresentar as moléculas PÚBLICA CONSULTA
por fórmulas estruturais, eletrônicas PÚBLICA
e moleculares e inferir as três dimensões do edifício molecular, a partir das
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
representações em duas dimensões.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Representação PÚBLICA
de moléculas, por diferentes modelos, de modoCONSULTA PÚBLICA
a ressaltar propriedades particula-
res, como no caso do grafite, diamante e fulereno; de moléculas que compõem argilas etc.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
UC4Q _ ENERGIA CONSULTA
NAS TRANSFORMAÇÕES PÚBLICA CONSULTA
QUÍMICAS: PRODUZINDO, PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
ARMAZENANDO CONSULTA
E TRANSPORTANDO PÚBLICA ENERGIA PELO CONSULTAPLANETA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONSULTACONCEITUAL PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA014 CONSULTA PÚBLICA
Identificar processos endotérmicos CONSULTA
e exotérmicos, reconhecendo-os PÚBLICA
nas transformações químicas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento de transformações que ocorrem com liberação ou absorção de energia, tais como

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


a queima da vela e da condensação de vapor d’água como exemplos de processos exotérmicos; a decompo-
sição do carbonato de cálcio e a fusão do gelo como exemplos de processos endotérmicos. Reconhecimento

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


da relação entre quantidades de reagentes e a energia envolvida na transformação química.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA015 CONSULTAConceituar calor de reação, PÚBLICAentendendo CONSULTA
sua importância prática.PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


Exemplo: Determinação de calor de combustão e comparação entre diferentes combustíveis.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA016 CONSULTA Compreender a importância PÚBLICA CONSULTA
histórico-tecnológica da “dominação” PÚBLICA
do
fogo pelo ser humano.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Estudo da história do uso do fogo na conservação de alimentos (defumação), na iluminação, na
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
produção das primeiras ligas metálicas; compreensão da teoria do Flogisto como uma explicação teórica da
combustão e explicações posteriores até a compreensão atual.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNQU2MOA017 Compreender os processos que contribuem para o aumento do
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
efeito estufa, relacioná-los à queima de combustíveis fósseis, ao consumo desigual de
CONSULTA PÚBLICA
energia de diferentes CONSULTA PÚBLICA
países e ao aquecimento global. CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Gases estufa e o efeito do aumento de sua concentração sobre o clima da Terra; efeitos da queima
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
de combustíveis fósseis PÚBLICA
sobre o aumento da concentração CONSULTA
de gás carbônico; PÚBLICA
outros gases estufa (metano,

CONSULTA PÚBLICA
meio ambiente; medidasCONSULTA
que podem ser tomadasPÚBLICA CONSULTA
ozônio, óxido nitroso etc); consumo diferenciado de energia por diferentes países e suas implicações para o
para minimizar a emissão PÚBLICA
de gases estufa; discussão dos

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


motivos da aceitação ou não de acordos internacionais (ex. Protocolo de Kyoto) por diferentes países.

CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA PÚBLICA
DE INVESTIGAÇÃO/PRÁTICAS CONSULTA
DE INVESTIGAÇÃO NOS PÚBLICA
CONTEXTOS CIENTÍFICO E ESCOLAR
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU2MOA018 Identificar o uso de fontes alternativas de energia e compreender
a importância da investigação científica na geração de outras fontes de energia
CONSULTA PÚBLICA
(biocombustíveis, CONSULTA
combustíveis a base dePÚBLICA hidrogênio, energia CONSULTA
eólica etc.). PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Comparação da eficiência energética, do custo e dos impactos ambientais de várias fontes alter-
nativas de energia (solar, eólica, das marés, hidroelétrica, o uso de biocombustíveis, de energia nuclear etc.); 231
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
processos de obtenção de etanol, biodiesel, hidrogênio etc. e seus impactos ambientais.

CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU2MOA019 CONSULTA Investigar experimentalmente PÚBLICA calores de CONSULTA
combustão de alimentos PÚBLICA
e

CONSULTA PÚBLICA
combustíveis.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Elaboração de um procedimento investigativo para determinar a energia envolvida na queima de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
alimentos, como castanhas, nozes, amendoim, pão PÚBLICA CONSULTA
torrado; e combustíveis, como etanol, querosene. PÚBLICA
paração entre os valores obtidos e sua relação com alimentação e eficiência energética dos combustíveis.
Com-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA
CNQU2MOA020 Compreender PÚBLICA
e criar diagramas associadosCONSULTA
à produção e ao PÚBLICA
consumo de energia, à variação de entalpia e à distribuição de energia pelo planeta.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Produção de CONSULTA
gráficos sobre a produçãoPÚBLICA
de CO2 x consumo deCONSULTA PÚBLICA
combustível; criação de diagramas

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


para representar o consumo e a produção de energia em diferentes partes do planeta.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
3º ANO/EM

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC5Q _ A QUÍMICA DE SISTEMAS NATURAIS: QUALIDADE DE VIDA
CONSULTA PÚBLICA
AMBIENTE
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
»» CNQU3MOA001 Identificar parâmetros de qualidade da água e analisar amostras de
CONSULTA PÚBLICA
águas provenientes CONSULTA
de corpos d’água urbanos PÚBLICA e rurais (rios,CONSULTA
lagoas, igarapés, oceano PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
etc.).
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Identificação e compreensão de parâmetros de qualidade de água (oxigênio dissolvido, pH, turbi-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
dez, condutividade elétrica, íons de metais pesadosPÚBLICA CONSULTA
etc.); coleta e análise de água provenientes de PÚBLICA
corpos
d’água. Identificação dos parâmetros de potabilidade da água.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU3MOA002 Identificar os ciclos de carbono, nitrogênio e enxofre e sua
importância para a química da atmosfera.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Identificação CONSULTA
das camadas da atmosferaPÚBLICA CONSULTA
e sua composição; história PÚBLICA
da composição da atmosfera
(de redutora a oxidante); o ciclo de carbono e o papel dos oceanos na regulação das concentrações de gás
CONSULTA PÚBLICA
carbônico; o ciclo de CONSULTA PÚBLICA
nitrogênio e a produção e fixação de nutrientes para CONSULTA
o solo; o ciclo de enxofre ePÚBLICA
a pro-
dução de poluentes.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU3MOA003 CONSULTA Identificar parâmetros de PÚBLICA
qualidade do arCONSULTA
e avaliar a poluição doPÚBLICA ar
atmosférico em áreas industriais e urbanas.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Identificação CONSULTA
e compreensão de parâmetros PÚBLICAde qualidade doCONSULTA PÚBLICA
ar (material particulado, óxidos de
232
CONSULTA PÚBLICA
urbanas e industriais. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
enxofre e de nitrogênio, monóxido de carbono etc.) e presença desses poluentes na atmosfera de regiões

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA, SOCIAL E CULTURAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU3MOA004 Relacionar e discutir dados coletados por companhias de águas e
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
esgotos sobre a qualidade das águas de corpos d’água urbanos com os parâmetros
CONSULTA PÚBLICA
legais, identificando CONSULTA
fontes de poluição. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Estudo de legislação ambiental relacionada à qualidade da água (resoluções CONAMA Nº 274
CONSULTA PÚBLICA
de 29/11/2000 e Nº 357 CONSULTA
de 07/03/2005, que dispõemPÚBLICA
sobre a qualidadeCONSULTA
das águas de acordo com PÚBLICA
as suas

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA etc. IdentificaçãoCONSULTA


classes); estudos de caso de análise de qualidade de água em corpos d’água, enfatizando a presença de
íons de metais pesados, resíduos de mineração, esgoto de fontes de contaminação, PÚBLICA
como

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


esgotos domésticos e industriais, agrotóxicos, e outros, e avaliação da contaminação ambiental, a partir dos
parâmetros da legislação.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


»» CNQU3MOA005 Relacionar e discutir dados coletados por companhias de controle
CONSULTA PÚBLICA
de qualidade do ar CONSULTA
atmosférico, em ambientes PÚBLICA urbanos com CONSULTA
os parâmetros legais,PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
identificando fontes CONSULTA
de poluição. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Estudo de legislação ambiental relacionada à qualidade do ar (estudo das resoluções CONAMA
CONSULTA PÚBLICA
Nº 003 de 28/06/1990 CONSULTA
que dispõe sobre padrõesPÚBLICA CONSULTA
do ar, Nº 382 de 26/12/2006 PÚBLICA
(completada pela resolução
Nº 436 de 2011 que estabelece sobre limites máximos de emissão de poluentes para fontes fixas; e Nº 340
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
de 25/09/2003 que dispõe sobre a utilização dePÚBLICA
cilindros de gases queCONSULTA
destroem a Camada de Ozônio PÚBLICAe
dá outras providências); estudo de casos envolvendo os parâmetros de qualidade de ar analisados em dife-
CONSULTA PÚBLICA
rentes centros urbanos CONSULTA PÚBLICA
brasileiros. Estudo de soluções CONSULTA
para problemas ambientais PÚBLICA
como o uso de filtros em
chaminés industriais; utilização de catalisadores em descargas veículos automotores, entre outros.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
PROCESSOS E PRÁTICAS CONSULTA DE INVESTIGAÇÃO PÚBLICA CONSULTA
/PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO NOS PÚBLICA
CONTEXTOS CIENTÍFICO E ESCOLAR
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU3MOA006 Investigar problemas ambientais relacionados à contaminação de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
solos rurais e urbanos, e propor soluções visando a minimização de seus impactos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
Exemplo: Busca de informações sobre os impactosPÚBLICA
ambientais da pecuáriaCONSULTA
e da agricultura sobre os PÚBLICA
solos e
da geração de chorume em aterros sanitários; avaliação da dimensão desses impactos (quantidade de agro-
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
tóxicos usados em lavouras PÚBLICA
de monocultura, descarte CONSULTA
de embalagens, quantidade de chorume produzidoPÚBLICA
em
um aterro) e proposição de soluções para alguns desses problemas.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS DASCONSULTA CIÊNCIAS DA NATUREZA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU3MOA007 CONSULTA Elaborar comunicaçõesPÚBLICA sobre problemas CONSULTA
ambientais estudados,PÚBLICA
visando a esclarecimento da população.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Elaboração de relatórios sobre impactos ambientais sobre água, ar ou solo; elaboração de cartazes

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


para divulgação de informações para a comunidade.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


UC6Q _ OBTENÇÃO DE MATERIAIS: SEUS BENEFÍCIOS E SEUS
CONSULTA PÚBLICA
IMPACTOS AMBIENTAIS CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
CONHECIMENTO CONCEITUAL
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU3MOA008 Compreender os processos de oxidação e de redução e relacioná-los
CONSULTA PÚBLICA
à produção de energia CONSULTAem pilhas e bateriasPÚBLICAe à obtenção de CONSULTA
metais. PÚBLICA 233
Exemplo: Compreensão da oxidação e redução de espécies químicas como processos relacionais; estudo de
CONSULTA PÚBLICA
reações de oxirredução CONSULTA PÚBLICA
usadas na obtenção de metais e em processos deCONSULTA PÚBLICA
galvanoplastia; estudo do proces-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


so de oxirredução como gerador de corrente elétrica em pilhas e baterias.

CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTUALIZAÇÃO CONSULTA
HISTÓRICA, SOCIAL PÚBLICA
E CULTURAL CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU3MOA009 Reconhecer CONSULTA a atividadePÚBLICA
mineradora no Brasil, CONSULTA
compreender sua PÚBLICA

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


importância econômica e avaliar os benefícios sociais e seus impactos ambientais.
Exemplo: Reconhecimento de atividades mineradoras como a do ferro, alumínio, carvão, nióbio etc., dos
CONSULTA PÚBLICA
processos de obtenção CONSULTA PÚBLICA
de metais. Busca de informações sobre dadosCONSULTA PÚBLICA
de produção brasileira e mundial.
Estudo da resolução CONAMA Nº 420 de 28/12/2009 (alterada pela resolução CONAMA 460 de 30/12/2013)
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
que dispõe sobre critérios e valores orientadoresPÚBLICA
de qualidade do soloCONSULTA PÚBLICA
quanto à presença de substâncias
e estabelece diretrizes para o gerenciamento ambiental de áreas contaminadas por essas substâncias em
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
decorrência de atividade PÚBLICA
antrópica; extração mineral, CONSULTA
sua importância econômica PÚBLICA
e seus impactos ambientais.

CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CNQU3MOA010 Estudar a obtenção de novos materiais e avaliar o seu alcance no
CONSULTA PÚBLICA
aprimoramento dos CONSULTA
materiais tradicionais. PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Caracterização, importância econômica e tecnológica dos novos materiais (nanotubos de carbono,
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
grafenos, semicondutores etc); PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU3MOA011 Compreender a produção industrial de alimentos e seus aspectos
CONSULTA PÚBLICA
positivos e negativos. CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Identificação das várias etapas da cadeia produtiva de alimentos, de aditivos (corantes, estabilizan-
tes, etc.) e seus impactos na saúde humana; comparação entre a produção de alimentos pela agricultura con-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA
vencional e a orgânica:CONSULTA PÚBLICA
impactos na saúde e no ambiente; CONSULTA
identificação de PÚBLICA
doenças associadas ao consumo
de certos alimentos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU3MOA012 Estudar a produção de fármacos, relacionando aspectos dessa
produção a investimentos em pesquisa e necessidades sociais.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Identificação CONSULTA
de novos fármacos e sua PÚBLICA CONSULTA
contribuição no controle de doenças (hipertensão, PÚBLICA
AIDS,
colesterol, diabetes, etc.); pesquisas científicas sobre doenças endêmicas (leishmaniose, malária, doença de
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA
chagas etc.), relação entre investimentos do setor PÚBLICA CONSULTA
produtivo e as necessidades da sociedade. PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU3MOA013 Compreender a importância da indústria do petróleo em suas
CONSULTA PÚBLICA
vertentes: na obtenção CONSULTA de combustíveis PÚBLICA
e na produção de matériaCONSULTA prima de produtosPÚBLICA
sintéticos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Estudo dos processos de destilação fracionada, craqueamento e reforma catalítica, para obtenção
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
dos derivados do petróleo e de processos de obtenção de polímeros e outros materiais, a partir do petróleo;
conhecimento da tecnologia de extração de petróleo em águas profundas: aspectos ambientais e tecnológi-
CONSULTA PÚBLICA
cos; problematização CONSULTA
da utilização do petróleo como
como matéria prima de produtos sintéticos.
PÚBLICA
fonte de combustíveisCONSULTA PÚBLICA
e a utilização dos seus derivados

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU3MOA014 Estudar a produção de álcool e biodiesel e seus impactos ambientais.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Estudo do contexto histórico da criação do Proálcool no Brasil e a sua importância econômica para

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


o país; a pesquisa sobre obtenção de biodiesel (matérias primas, processo de produção, uso de catalisado-
res) e os seus aspectos econômicos. Comparação entre a utilização como combustível de diesel e biodiesel.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Estudo dos impactos ambientais na produção desses combustíveis e em sua utilização.

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


PROCESSOS E PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO/PRÁTICAS DE INVESTIGAÇÃO NOS 234
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONTEXTOS CIENTÍFICO E ESCOLAR

CONSULTA»» PÚBLICA
CNQU3MOA015 CONSULTA Investigar processos dePÚBLICA produção de adubos CONSULTA
químicos, fontes dePÚBLICA
matérias primas e relacioná-los com a indústria química brasileira.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Reconhecimento dos principais materiais usados como adubos, seus métodos de produção, iden-

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


tificando as matérias primas e as origens das mesmas. Buscar informações sobre quantidades utilizadas no
Brasil e no mundo, custos de produção e impactos ambientais; comparação entre agricultura diversificada e

CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA


monocultura: impactos ambientais e custos de produção; estudo dos transgênicos e das potencialidades e
riscos de sua utilização.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
LINGUAGENS
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA»» PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CNQU3MOA016 Representar as transformações químicas que acontecem em pilhas,
baterias e processos eletrolíticos por meio de equações químicas.
CONSULTA PÚBLICA
Exemplo: Previsão deCONSULTA PÚBLICA
ocorrência de reações de oxirredução, a partir da CONSULTA PÚBLICA
análise de valores de potenciais de
redução e oxidação; equações de oxirredução para pilhas, baterias e processos eletrolíticos.
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA
CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA CONSULTA PÚBLICA

Você também pode gostar