Você está na página 1de 2

TESTE DE IMPULSÃO VERTICAL

Objetivo - Medir indiretamente a força muscular de membros inferiores através do


desempenho em se impulsionar verticalmente.
Material - 1 fita métrica de metal ou tecido fixada verticalmente, de maneira
descendente, onde a marca zero deve ficar no ponto mais alto da parede, pó de giz ou
magnésio, 1 cadeira (45 cm) e material para anotação.
Procedimento:
1) Impulsão vertical sem auxílio dos membros superiores (MMSS). O avaliado se
coloca em pé, calcanhares no solo, pés paralelos, corpo lateralmente à parede com os
MMSS elevados verticalmente. Considera-se como ponto de referência a extremidade
mais distal das polpas digitais da mão dominante projetada na fita métrica. Após a
determinação do ponto de referência, o avaliado afasta-se ligeiramente da parede, no
sentido lateral, para poder realizar a série de três saltos, mantendo-se no entanto com os
MMSS elevados verticalmente. Obedecendo à voz de comando ele executa o salto tendo
como objetivo tocar as polpas digitais, da mão dominante, que deverão estar marcadas
com pó de giz ou magnésio, no ponto mais alto da fita métrica. Durante o movimento, o
braço oposto deverá se manter constantemente na posição de partida, ou seja, elevado.

2) lmpulsão vertical com auxílio dos MMSS. A mesma posição deverá ser seguida para
determinação do ponto de referência, porém somente o braço dominante deverá ser
elevado verticalmente. Então, o avaliado afasta-se ligeiramente da parede, no sentido
lateral, para poder realizar a série de três saltos, sendo permitida a movimentação de
braços e tronco. Através da voz de comando "Atenção!!! Já!!!" ele executa o salto,
tendo como objetivo tocar o ponto mais alto da fita métrica com a mão dominante.
Deverão ser registradas, além do ponto de referência, as marcas atingidas pelo avaliado
a cada série de saltos nos dois métodos. Portanto, o deslocamento vertical é dado em
centímetros, pela diferença da melhor marca atingida e do ponto de referência em cada
um dos métodos. O avaliado ao se colocar na posição inicial toca, por exemplo, o ponto
112 cm da fita métrica. Este é o ponto de referência. Durante a série de saltos ele atinge,
respectivamente os pontos 76, 79, 73 cm. Como a fita está no sentido descendente, a
melhor marca atingida será o ponto 73 cm. Para obter o resultado faz-se a subtração
112-73 = 39 cm.
Este valor corresponde ao deslocamento vertical em centímetros. Calcula-se este
resultado para ambos os métodos.

Precauções:
1) Invalidar o salto que for precedido de marcha, corrida ou outro salto ou ainda a
movimentação dos braços quando esta não for permitida.
2) Verificar se o avaliado mantém o membro superior efetivamente elevado, sem
flexões de quadril, joelho ou tornozelo, no momento da determinação do ponto de
referência.
3) Atenção quanto às determinações dos pontos de referência, visto que, entre as
posições com os dois braços elevados e com um braço elevado, raramente ocorrem
diferenças superiores a dois centímetros.
4) Observar que o avaliador fique sobre uma cadeira para melhor visualização dos
resultados.
TABELA DE AVALIAÇÃO PARA TESTE DE IMPULSÃO VERTICAL:

classificação masculino (cm) feminino (cm)


Excelente > 70 > 60
Ótimo 61-70 51-60
Muito bom 51-60 41-50
Bom 41-50 31-40
Regular 31-40 21-30
Fraco 21-30 11-20
Muito fraco < 21 < 11

Interesses relacionados