Você está na página 1de 5

BIOLOGIA |TESTES DE GRAVIDEZ

1. Hormona Gonadotrofina Coriónica Humana


2. Como é que os testes de gravidez funcionam
3. Quando é que se pode fazer um teste de gravidez?
4. Tipos de testes de gravidez
5. Como usar um teste de gravidez – testes de caneta
6. Como ler um teste de gravidez
7. Evolução dos testes de gravidez

2. COMO É QUE OS TESTES DE GRAVIDEZ FUNCIONAM


Todos os testes de gravidez de farmácia detetam a “hormona da gravidez”, a
gonadotrofina coriónica humana (HCG), na urina. Na gravidez, a HCG é produzida primeiro
pelo óvulo fertilizado e, posteriormente, pela placenta. Um óvulo fertilizado é normalmente
implantado na parede do útero 6 a 8 dias antes da menstruação em falta, quando pequenas
quantidades da HCG começam a aparecer no sangue e na urina da mãe. Apesar de os níveis da
HCG serem inicialmente baixos, vão aumentar de forma rápida e previsível nas primeiras
semanas da gravidez.

Vídeo:

O teste de gravidez de farmácia começa quando quando a urina é aplicada na tira exposta.
A medida que o fluido é absorvido pelas fibras absorventes ela irá passar em três partes
importantes, cada uma com a sua função
Quando a primeira zona é atingida, a zona de reação, proteínas com forma de Y chamadas
anticorpos vão se pegar aos HCG. Podemos perceber que estes anticorpos estão associados a
uma molécula corante que irá depois ser útil.
A urina continua o seu trajeto em conjunto com as enzimas AB1 transportando-as para a
zona de teste, que é onde os resultados aparecem.
Nesta zona há mais anticorpos com o formato de proteínas que se irão aderir também aos
anticorpos com forma de Y. Este teste é regularmente chamado de “Sandwich Assaey” ou
Sanduíche Assaey. Se o HCG está presente ele fica no meio da enzima AB1 e AB2. Permitindo
assim a enzima ativante de corante fazer o seu trabalho e criar um padrão visível.
Se não houver HCG, a urina e enzimas apenas continua o seu caminho.
Finalmente, há uma última paragem, a zona de controlo, como qualquer boa experiência
este passo confirma que o teste está a funcionar como deve ser.
E se a enzima AB1 nunca encontrar HCG ou se foram extras porque a zona 1 está com um
excesso destes, todos as enzimas AB1 não conectadas na zona 1 devem acabar na zona final
para ativar o corante.
Se nenhuma risca aparecer isso indica que o teste está com defeito.
Algumas falhas que podem acontecer são, por exemplo, em casos em que o teste é feito
muito cedo e pode ainda haver pouca HCG na urina, isto leva a um falso positivo.

https://www.youtube.com/watch?v=9AX1XwKCYQE
https://ed.ted.com/lessons/how-do-pregnancy-tests-work-tien-nguyen#review

4. TIPOS DE TESTES DE GRAVIDEZ


 Testes de tira – Varetas e cassetes: são os tipos de testes mais básicos. São
frequentemente pequenos e não são fáceis de usar por implicarem vários passos,
incluindo a recolha de uma amostra antes do teste. Assim, facilmente surgem
enganos e estudos demostram que 1 em 3 mulheres podem interpretar mal estes
tipos de testes, o que os torna nos testes mais difíceis de usar e de ler.
 Testes de caneta – Testes por jato médio, cerca de três quartos das mulheres
preferem fazer o teste diretamente no fluxo urinário. Estes são testes mais
cómodos, higiénicos e práticos.
 Também é possível perceber a gravidez em consulta onde é feita a análise á urina
e também um teste de sangue, cuja eficiência e fiabilidade é muito superior aos
testes de gravidez que se fazem em casa.

7. EVOLUÇÃO DOS TESTES DE GRAVIDEZ


 1985: primeiro teste de gravidez de farmácia fácil de usar, mais rápido e muito
mais simples do que os métodos anteriores. Foi o primeiro teste a poder ser usado
diretamente no fluxo urinário, com apenas 3 passos e com um resultado preciso
em apenas 30 minutos, quando outros métodos demoravam horas ou até dias.
 1988: primeiro teste de gravidez feito com um único passo e com resultados fáceis
de ler em apenas 3 minutos.
 1996: primeiro teste de gravidez com resultados em 1 minuto.
 2003: primeiro teste de gravidez digital com um resultado claro em palavras. Com
1 em 4 mulheres a interpretarem incorretamente uma linha de teste.
 2004: primeiro teste de gravidez com uma ponta de alteração da cor para amostra
rápida.
 2008: primeiro teste de gravidez do mundo que indica o número de semanas
desde a conceção (1-2, 2-3, 3+).
 2012: primeiro teste de gravidez com uma contagem decrescente inteligente até
ao resultado.
Mas o primeiro teste de gravidez conhecido até é 1350 antes de cristo é dos egípcios.
De acordo com estes para uma mulher saber se estava gravida esta tinha que urinar em
sementes de trigo e cevada, e esperar.
Se alguma delas crescer é sinal que a mulher está grávida.
Caso o trigo cresça mais rapidamente seria uma rapariga e caso a cevada cresça mais
rapidamente seria um rapaz. Já no século 20, um pequeno estudo recriou em laboratório este
teste e descobriu se que este método previa a gravides com 70 % exatidão.
No entanto, não era possível determinar o sexo do bebé.
Os cientistas julgam que o teste resultou graças a presença de estrogénio em grande
quantidade na urina de uma mulher grávida o que irá promover o crescimento das sementes.
B
Bibliografia:
SILVA, Amparo Dias et al. Terra, Universo de Vida. Portugal: Porto Editora, 2020

Webgrafia:
https://pt.clearblue.com/testes-de-gravidez
https://pt.clearblue.com/testes-de-gravidez/teste-de-gravidez-com-resultados-
antecipados
https://pt.clearblue.com/testes-de-gravidez

Você também pode gostar