Você está na página 1de 47

INSTRUÇÃO INTERNA– Nº04 – REV 001

DE CONTRATAÇÃO, AQUISIÇÃO E GESTÃO DE CONTRATOS

A Chefia de Gabinete, no uso das atribuições fundamentadas nos termos da Portaria


nº027/2017, nos princípios da transparência, na eficiência e eficácia do serviço público,
e considerando:

1. O Manual de Gestão e Fiscalização de Contratos combinado com disposto no


art. 67 da Lei Federal n.º 8.666/93 e demais alterações e;

2. Que um dos maiores problemas enfrentados pela Administração Pública nos


contratos administrativos é a má execução contratual. Tal situação poderia ser
minimizada se as fiscalizações, efetuadas pelos Fiscais dos Contratos, fossem mais
eficientes;

3. Que o acompanhamento e a fiscalização da execução do contrato são


obrigatórios para todos os contratos administrativos, inclusive aqueles que, sistemática
e teleologicamente, se esgotem em um único ato;

4. Acompanhar significa estar presente ou manter um sistema de


acompanhamento da execução do contrato;

5. Fiscalizar significa verificar se o contrato está sendo executado de acordo com o


que foi pactuado, através de observações e ações junto ao gestor da contratada;

6. a necessidade de regularizar a formalização da indicação do fiscal dos contratos


de forma extratemporânea nesta Pasta.
PREFEITURADO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
CHEFIA DE GABINETE

DECIDE:

1 - Reorganizar a fiscalização dos contratos, no âmbito da gestão da Pasta:

1.1 Para os fins desta instrução, entende-se por contrato é todo e qualquer ajuste entre
órgãos ou entidades da Administração Pública e particulares, em que há um acordo
de vontade para a formação de vínculo e a estipulação de obrigações recíprocas, e
podem ser classificado como:

I - serviços continuados: serviços cuja interrupção possa comprometer a continuidade


das atividades da Administração e cuja necessidade de contratação deva estender-se
por mais de um exercício financeiro e continuamente;

II - serviços não continuados: serviços que têm como escopo a obtenção de produtos
específicos em um período predeterminado;

III – aquisição de entrega parcelada dentro de um exercício fiscal;

2 – FISCALIZAÇÃO E GESTÃO DO CONTRATO

2.1 - Unidade de Gestão de Contrato (SGAF-4) ,tem as seguintes atribuições


constantes no Decreto Nº 54.873/2014:

I - coordenar, acompanhar toda a execução do contrato, verificando a prestação dos


serviços, de forma a assegurar o cumprimento do contrato, consolidando as
informações repassadas pelos fiscais técnico e administrativo, quando aplicável;
PREFEITURADO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
CHEFIA DE GABINETE

II - comunicar à autoridade superior o descumprimento total ou parcial, por parte da


contratada, das responsabilidades assumidas em contrato, propondo soluções para os
problemas detectados e sanções julgadas cabíveis;

III - notificar a contratada em caso de acidente de trabalho e outras ocorrências;

IV - solicitar ao preposto da contratada a substituição dos empregados que


comprometam a perfeita execução dos serviços, inclusive quando decorrente de
comportamento inadequado;

V - comunicar, formalmente, à autoridade competente sobre a necessidade de abertura


de nova licitação, com antecedência mínima de 180 (cento e oitenta) dias da data de
término do contrato, bem como as prorrogações ou os acréscimos/supressões
necessários ao objeto do contrato;

VI - solicitar à contratada a substituição de qualquer ferramenta ou equipamento cujo


uso seja considerado prejudicial à boa conservação dos bens ou instalações, ou ainda,
que não atendam às necessidades da Administração, quando houver pertinência;

VII – fazer constar no processo administrativo correspondente as informações e os


documentos necessários à formalização do contrato, inclusive quando o seu
instrumento for substituído nos termos do artigo 62 da Lei Federal nº 8.666, de 1993;

VIII – encaminhar cópia do contrato firmado, da proposta do contratado, do edital e dos


demais documentos pertinentes ao fiscal do contrato, para subsidiar o exercício da
respectiva fiscalização;
IX – verificar, com base na legislação vigente, a regularidade da documentação
necessária à formalização do contrato, bem como mantê-la atualizada, nos termos da
lei e do contrato;
PREFEITURADO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
CHEFIA DE GABINETE

X – receber e anexar ao respectivo processo as anotações relativas às ocorrências


registradas pelo fiscal do contrato, bem como adotar as providências cabíveis visando
ao saneamento de falhas da execução contratual;
XI – emitir declarações, certidões e atestados de capacidade técnica em relação à
execução dos serviços e aquisições contratados, ouvido o fiscal do contrato;
XII – dar início aos procedimentos para a prorrogação dos contratos com a
antecedência necessária, levando em conta as informações prestadas pela unidade
demandante do serviço e pelo fiscal do contrato, os preços de mercado e demais
elementos que auxiliem na identificação da proposta mais vantajosa para a
Administração;
XIII – executar as diligências e providenciar a tramitação necessária que precedem a
assinatura dos contratos, termos aditivos e de apostilamento, termos de rescisão
contratual, termos de recebimento contratual e afins pela autoridade competente para,
ao final, promover a publicidade desses atos;
XIV – identificar, com auxílio do fiscal do contrato, eventuais inadimplementos
contratuais e, se for o caso, promover o encaminhamento do processo para adoção
das providências cabíveis na forma da lei e do contrato, bem como informar, com a
devida justificativa técnica, às autoridades responsáveis, os fatos que ensejam a
aplicação de sanções administrativas em face da inexecução parcial ou total do
contrato;
XV – apurar situação de inadimplemento com relação às obrigações trabalhistas, ao
tomar conhecimento dela por qualquer meio, independentemente de ação judicial, e
adotar, garantido o contraditório e a ampla defesa, as providências previstas em lei e
no contrato;
XVI – manter o controle de todos os prazos relacionados aos contratos e informar à
autoridade competente a necessidade de prorrogação contratual ou de realização de
nova contratação, conforme o caso;
XVII – manter o controle do prazo de vigência e da atualização do valor da garantia
contratual, procedendo, em tempo hábil, o encaminhamento necessário à sua
substituição e/ou reforço ou prorrogação do prazo de sua vigência, quando for o caso;

PREFEITURADO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO


SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
CHEFIA DE GABINETE
XVIII – verificar se a documentação necessária ao pagamento, encaminhada pelo fiscal
do contrato, está de acordo com o disposto no contrato e na portaria da Secretaria de
Finanças e Desenvolvimento Econômico que disciplina os procedimentos para a
liquidação e pagamento;
XIX – encaminhar à unidade responsável pela execução orçamentária do órgão ou
entidade contratante a documentação a que se refere o inciso XII deste artigo ou
devolvê-la ao fiscal do contrato para regularização, quando for o caso;
XX – exercer qualquer outra incumbência que lhe seja atribuída por força de previsão
normativa.

2.2 - FISCAL DO CONTRATO tem como atribuições:


2.2.1 - verificação da conformidade dos serviços e obras executados e dos materiais
entregues com o objeto contratado, de forma a assegurar o exato cumprimento do
contrato, devendo ser exercida por representante da Administração especialmente
designado, nos termos do artigo 67 da Lei Federal nº 8.666, de 21 de junho de
1993,art. 3 - Decreto Nº 54.873/2014, com as seguintes atribuições:
I – acompanhar e registrar as ocorrências relativas à execução contratual, informando à
unidade responsável pela gestão de contratos aquelas que podem resultar na
execução dos serviços e obras ou na entrega de material de forma diversa, tomando as
providências necessárias à regularização das faltas ou defeitos observados;
II – recepcionar da contratada, devidamente protocolados, os documentos necessários
ao pagamento, previstos no termo de contrato e na portaria da Secretaria Municipal de
Finanças e Desenvolvimento Econômico que disciplina os procedimentos para a
liquidação e pagamento, conferi-los e encaminhá-los à unidade responsável pela
gestão de contratos;
III – verificar se o prazo de entrega, as quantidades e a qualidade dos serviços, das
obras ou do material encontram-se de acordo com o estabelecido no instrumento
contratual, atestar a respectiva nota fiscal ou fatura e encaminhá-la unidade
responsável pela gestão de contratos;
IV – recusar materiais, serviços e obras que não estejam em conformidade com as
condições pactuadas, comunicando imediatamente o fato à unidade responsável pela
gestão de contratos;

PREFEITURADO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO


SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
CHEFIA DE GABINETE

V – após executado todo o contrato, receber o respectivo objeto na conformidade do


disposto no artigo 8º deste decreto;
VI – manifestar-se formalmente, quando consultado, sobre a prorrogação, rescisão ou
qualquer outra providência que deva ser tomada com relação ao contrato que fiscaliza;
VII – consultar a unidade demandante dos serviços, obras ou materiais sobre a
necessidade de acréscimos ou supressões no objeto do contrato, se detectar algo que
possa sugerir a adoção de tais medidas;
VIII – propor medidas que visem à melhoria contínua da execução do contrato;
IX – exercer qualquer outra incumbência que lhe seja atribuída por força de previsão
normativa.
X - autuar processo administrativo de liquidação e pagamento, para processar cada
medição acompanhado dos documentos constantes no contrato devidamente
acompanhados dos documentos constantes na Portaria SF 092/2014, nos autos deverá
seranexado, no mínimo, os seguintes documentos: cópias de contrato e seus anexos,
termos aditivos/apostilamentos, nota de empenho, Termo de Anuênciados fiscais.
XI- atestar as notas fiscais/faturas correspondentes à prestação dos serviços
contratados, segue abaixo as observações:
2.3 - a fiscalização mensal de prestação dos serviços, antes do pagamento da fatura, a
qual caberá:

a) consultar a situação da empresa junto ao Cadastro Informativo dos Créditos não


Quitados do Setor Público (CADIN),

b) exigir a Certidão Negativa de Débito (CND), junto ao INSS, a Certidão Negativa de


Débitos de Tributos e Contribuições Federais, o Certificado de Regularidade do
FGTS (CRF) e a Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas (CNDT), caso esses
documentos não estejam regularizados no SICAF;

c) conferir as medições dos serviços fornecidos pela contratada nas datas


estabelecidas, antes do ateste pelo fiscal das respectivas Notas Fiscais/Faturas;

d) conferir os dados da Nota Fiscal/Fatura, a fim de verificar se há alguma divergência


com relação ao serviço prestado, erro ou rasura, adotando as medidas necessárias
para a solução da pendência detectada;
PREFEITURADO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
CHEFIA DE GABINETE

e) receber todos os documentos necessários e conferir com o serviço prestado;

f) informar à contratada o que foi aceito, o que pode ser corrigido e o que resta para
se cumprir, concedendo-lhe um prazo para que corrija eventuais falhas;

g) nos casos de pendência cumprida pela contratada, explicitar a informação de


conclusão da pendência para respaldar a emissão de fatura específica ao objeto
pendente;

h) O acompanhamento das obrigações trabalhistas e sociais quando da extinção ou


rescisão do contrato:

m.1) Analisar, por meio de cópias autenticadas ou não, desde que acompanhadas
dos originais, os seguintes documentos entregues pela contratada:

m.2) Termos de rescisão dos contratos de trabalho dos prestadores de serviço,


devidamente homologados, quando exigível pelo sindicato da categoria;
m.3) Guias de recolhimento da contribuição previdenciária e do FGTS, referentes
às rescisões contratuais;
m.4) Extratos dos depósitos efetuados nas contas vinculadas individuais do FGTS
de cada empregado dispensado;
n- Atuar, em conjunto com o SGAF 4, em atividades burocráticas administrativas,
como vigência contratual, repactuações, reajustes, prorrogações, processos de
penalidade, paralisações, entre outros.
n1) Procedimentos para notificação da Empresa:
a) O fiscal deverá notificar por meio de memorando direcionado à SGAF 4,
relativos a ocorrências de não conformidade na execução do contrato;
a1) Entende-se como não conformidade, toda ação ocorrida que afronte ou
desrespeite as cláusulas contratuais;

PREFEITURADO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO


SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
CHEFIA DE GABINETE
b) Caberá a SGAF4 notificar a empresa contratada sobre os fatos relatados pelos
fiscais, fundamentado nos termos das legislações e do contrato celebrado;
c) Para as solicitações de prorrogações, SGAF4 irá notificar os fiscais para saber
se haverá interesse na prorrogação do contrato, via memorando;
c1) O fiscal se manifestará por memorando sua decisão a SGAF4;
c2) Caberá ao SGAF4, a notificação à empresa e os demais procedimentos;
d) Quanto ao apostilamento de reajuste deverá ser lavrado pelo SGAF4 antes da
emissão da Nota Fiscal.

2.2 -Ao fiscal do contrato compete ainda, entre outros:

I – fazer visitas no local da execução do contrato;

II- zelar pela fiel execução dos serviços, sobretudo no que concerne à qualidade dos
materiais utilizados;

III - verificar se o prazo de entrega, as especificações e as quantidades fornecidas se


encontram de acordo com o estabelecido no instrumento contratual;

IV - dirigir-se ao preposto da contratada para resolver qualquer problema na execução


do objeto, comunicando o fato ao gestor do contrato, o qual deverá determinar, por
escrito e com prazo para cumprimento, o que for necessário para a regularização das
falhas ou fatos observados;

V - exigir da contratada o uso de uniforme e crachá pelos seus funcionários, e se for o


caso, repassar ao gestor do contrato o seu descumprimento;

VI - assegurar-se de que o número de funcionários alocados ao serviço é suficiente


para o bom desempenho das atividades, respeitando o que preconiza o contrato;

VII - fiscalizar o cumprimento das normas e dos procedimentos de segurança e higiene


estabelecidos em contrato;

PREFEITURADO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO


SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
CHEFIA DE GABINETE

VIII - acompanhar e controlar, quando for o caso, o estoque de materiais de reposição,


destinado à execução do objeto contratado, principalmente quanto à qualidade;
IX - promover periodicamente pesquisa junto ao público usuário para avaliação do nível
de satisfação dos serviços prestados.

3 - Será de competência da autoridade superior, oficiar formalmente a contratada,


diante das informações repassadas pelo gestor do contrato.

4 -O não atendimento tempestivo ao disposto nesta Instrução implicará em


responsabilidade ao agente publico que deu causa ao atraso no pagamento da fatura.

5 - Fazem parte integrante desta Instrução, os seguintes documentos:


● P-SGAF 2/1 Procedimentos para elaboração de Termo de Referência;
● P-SGAF 2/2 Procedimentos para aquisição de materiais e contratação de serviços
comuns;
● Fluxo processo licitação;
● A-SGAF2-001 Modelo de quadro média de preços;
● A-SGAF2-002 Modelo de formulário para solicitação de reserva de recursos;
● P-SGAF4-001 Procedimento para formalização de contratos e envio de notas
fiscais;
● A-SGAF4-002 Fluxograma para emissão de Termo de Contrato;
● A-SGAF4-003 Formulário para Cadastro de Empresas;
● A-SGAF4-004 Check-list para formalização de contratos;
● A-SGAF4-005 Termo de Anuência;
● A-SGAF4-006 Modelo de Extrato de Contrato;
● A-SGAF4-007 Termo de retirada de Nota de Empenho;
● A-SGAF4-008 Formulário para registro de garantia contratual;
● A-SGAF4-009 Formulário para autorização de reajuste contratual;
● A-SGAF4-010 Check-list – pagamento de notas fiscais;
● Fluxo de Medição
● Fluxo de Termo Aditivo;

PREFEITURADO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO


SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
CHEFIA DE GABINETE

● Fluxo de prazo de entrega de medição;


● Apresentação Contratos Administrativos;
● Lei Municipal nº9.989/79 – Estatuto do Servidor Municipal – Título VI – Dos
Deveres e da Ação Disciplinar.

Base Legal
Lei Federal n.º 8666/93 e demais alterações
Direito Administrativo por Maria Sylvia Zanella Di Pietro
Decreto n. 54.873/2014 que Estabelece as atividades e os procedimentos a serem observados
pelas unidades gestoras e pelos fiscais de contratos firmados pelos órgãos da Administração
Municipal Direta, autarquias e fundações de direito público, bem como a forma de recebimento
dos objetos contratuais.
MANUAL DE GESTÃO DE CONTRATOS DO MUNICIPIO DE SÃO PAULO
PORTARIA N.º 92/SF/2014 que Padroniza os procedimentos para liquidação e pagamento de
despesas no âmbito da Administração Direta, das Autarquias e das Fundações de Direito
Público do Município de São Paulo.

São Paulo, 30 de maio de 2017.

ELIANA GOMES
CHEFE DE GABINETE
SEHAB

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/1
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE TERMO DE REFERÊNCIA -


TDR

OBJETIVO DESTE PROCEDIMENTO

Propor conhecimento, de como elaborar um Termo de Referencia observando os


pontos fundamentais necessários para uma correta contratação.

DA LEGALIDADE DA ELABORAÇÃO DO TERMO DE REFERENCIA

A necessidade do TERMO DE REFERÊNCIA-TDR  e sua inserção no rol dos


documentos exigidos para o certame atende ao que preconiza o artigo 7º, § 2º,
Inciso I, combinado com artigo 40º, § 2º, inciso I, ambos da Lei Federal nº
8.666/93, atualizada pela Lei Federal nº 8.883/94 e suas alterações posteriores.

Este documento tem por finalidade fornecer dados e informações mínimas


necessárias aos interessados em participar do certame, promovido para a
contratação dos serviços, bem como estabelecer as obrigações da empresa sobre a
qual recairá a adjudicação do objeto da licitação, obrigações essas explicadas na
Minuta do Contrato a ser celebrado após a homologação do pregão.

O que é um Termo de Referência: Conjunto de elementos necessários e


suficientes, com nível de precisão adequado, para caracterizar a obra ou serviço, ou
complexo de obras ou serviços objeto da licitação, elaborado com base nas
indicações dos estudos técnicos preliminares, que assegurem a viabilidade técnica e
o adequado tratamento do impacto ambiental do empreendimento, e que possibilite
a avaliação do custo da obra e definição dos métodos e prazo de execução.

O Termo de Referência/ Projeto Básico deverá apresentar, conforme o caso,


minimamente os seguintes elementos:

● Introdução
● Definição do objeto
● Justificativa da necessidade da contratação
● Especificação dos serviços a serem executados
● Obrigações do Contratante e da Contratada
● Condições de recebimento
● Qualificação
● Prazo de execução
● Garantia dos serviços ou peças
● Procedimentos de gerenciamento e fiscalização
● Local de execução dos serviços
● Fiscalização

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/1
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE TERMO DE REFERÊNCIA -


TDR

Definição do objeto

O objeto da licitação, ou seja, aquilo que vai ser contratado, adquire contorno especial
neste trabalho, uma vez exigir especificação de forma clara, objetiva,
convenientemente definida em edital afim de que os licitantes possam atender
fielmente ao desejo do Poder Público, buscando exonerar as partes contratantes de
descontentamentos e insatisfações, impedindo incertezas quanto à ideal formatação do
objeto a ser contratado.
Critérios para definição do objeto:
a) Adequação à necessidade;
b) Economicidade;
c) Ampliação da competição, salvo se não for tecnicamente possível
Sendo indispensável encontrar a medida exata entre estas três condições.

Justificativa
A justificativa é o momento adequado para esclarecer o que administração pública
pretende contratar, deve conter no mínimo:
3.1. Motivo da contratação;
3.2. Benefícios diretos e indiretos que resultarão da contratação;
3.3. Critérios ambientais adotados, se houver;
3.4. Natureza do serviço, se continuado ou não;
3.5. Inexigibilidade ou dispensa de licitação, se for o caso;
3.6. Referência a estudos preliminares, se houver.

4. ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO Neste item deverá ocorrer o detalhamento das


principais informações sobre a aquisição ou serviço. Caso a especificação seja muito
extensa, este item deverá abordar aspectos gerais e remeter os detalhamentos à outra
parte do TR, normalmente ao Anexo I-A (especificações).

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/1
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE TERMO DE REFERÊNCIA -


TDR

5. QUANTIDADE Relação entre a demanda e a quantidade de serviço a ser contratada,


acompanhada, no que couber, dos critérios de medição utilizados. Este item pode ser
absorvido pelas Especificações do objeto, se não houver prejuízo no entendimento da
informação.

6. LOCAL DE EXECUÇÃO
De forma clara e objetiva, deverá ser apontado o local, ou os locais de entrega dos
materiais ou execução dos serviços, bem como os horários disponíveis para
recebimento ou execução dos mesmos. Se for necessário agendar visita ou horário,
informar como deverá ocorrer este contato (canal, área responsável, telefone, e-mail...).
7. PRAZO DE ENTREGA OU INÍCIO DA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO

Expor de forma objetiva o prazo para entrega do material ou início da prestação do


serviço, vinculado a uma data ou evento, normalmente estas datas estão atreladas a
emissão da NE ou assinatura do Contrato. Se for o caso, o item deverá prever se este
prazo poderá ou não ser prorrogado, a critério da Administração.

8. CONDIÇÕES DE RECEBIMENTO

O recebimento dos bens ou serviços deverá ocorrer de forma provisória, para posterior
verificação de conformidade do objeto, e definitivamente, após a verificação das
especificações, da qualidade e quantidades dos materiais. Informar também se o
serviço será recebido por comissão ou servidor indicado.

9. FORMA COMO OS SERVIÇOS / COMPRAS SERÃO SOLICITADOS

Deverá conter no TR como os serviços serão solicitados. No caso de SRP, o mesmo


deverá também dispor deste detalhamento.

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/1
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE TERMO DE REFERÊNCIA -


TDR

10. FORMALIZAÇÃO DO CONTRATO

Dependendo da natureza do objeto, dias para entrega, deverá no TR ou Projeto Básico


constar se haverá formalização do Contrato ou se a Autorização de Fornecimento
quando for contratação por meio de ATA de RPterá força de Contrato. Se houver
contrato detalhar a vigência do mesmo. É dispensável o “termo de contrato” e facultada
a substituição prevista neste artigo (por NE, OS, Carta-contrato, autorização de
fornecimento), a critério da Administração e independentemente de seu valor, nos
casos de compra com entrega imediata e integral dos bens adquiridos, dos quais não
resultem obrigações futuras, inclusive assistência técnica.

11. GARANTIA CONTRATUAL


A critério da autoridade competente, em cada caso, e desde que prevista no
instrumento convocatório, poderá ser exigida prestação de garantia nas contratações
de obras, serviços e compras. A garantia a que se refere o caput deste artigo não
excederá a 5% do valor do contrato e terá seu valor atualizado nas mesmas condições
daquele.

12. GARANTIA DO PRODUTO OU SERVIÇO

Garantia dos serviços, do material ou da obra, prazo para conserto ou substituição de


bem. Informar que, se o fabricante / fornecedor possuir uma garantia maior que a
determinada no TR, deverá prevalecer a maior.

13. INDICAÇÃO DE PESSOAL

A indicação de pessoal sempre será feita por pessoal técnico qualificado.

14. OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

Inserir neste item todas as obrigações cabíveis pela CONTRATADA e já prevendo


todas suas obrigações e responsabilidades.

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/1
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE TERMO DE REFERÊNCIA -


TDR

15. OBRIGAÇÕES DA CONTRATANTE

Inserir todas as obrigações do Conselho Federal de Administração, com a Contratada


e seus funcionários.

16. ACOMPANHAMENTO E FISCALIZAÇÃO

Deverá informar como será feito o acompanhamento e a fiscalização dos serviços ou


recebimento dos bens, bem como o responsável ou área responsável.

17.ASSINATURAS O TDR

Deverá sempre ser assinado por quem o elaborou e pela autoridade superior do
solicitante.
ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS :
A especificação técnica e a descrição dos serviços representa um requisito fundamental em um edital de licitação,
pois por meio dele o licitante tem ciência do objeto que está sendo licitado. Da mesma forma, é também por meio da
especificação que a unidade requisitante poderá efetuar o controle de qualidade nos recebimentos, exigir garantias e
o cumprimento de todos os requisitos de ordem técnica.

Antes de se iniciar a elaboração do Termo de referência, se faz necessário responder estas perguntas:

O QUE se quer comprar?

PARA QUE servira esse produto?

QUEM fará uso dele?

O QUE será feito?

POR QUE será feito?

ONDE será feito?

QUANDO será feito?

COMO será feito?

Depois de definido o produto ou o serviço , a utilidade e o usuário; o segundo passo é conhecer bem o produto ou
serviço. Não se pode descrever algo que não se conhece bem.

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.

1. OBJETIVO

Descrever os procedimentos e fluxos para aquisição de materiais e contratação de


serviços comuns.

2. CAMPO DE APLICAÇÃO

Este procedimento aplica-se a todos os setores envolvidos com aquisições ou


contratações de serviços realizadas no âmbito da SEHAB.

3. REFERÊNCIAS

A-SGAF2 – 001 Quadro de média de preços


A-SGAF2 – 002 – Formulário para solicitação de reserva de recursos
A-SGAF2 – 003 - Requisição Padrão de Compras
Decreto Municipal nº45.689/05 dispõe sobre a obrigatoriedade da modalidade
pregão para aquisição de bens e serviços.
Decreto Municipal nº54.102/13 dispõe sobre a obrigatoriedade da realização de
licitação na modalidade pregão e da dispensa de licitação por pequeno valor, na
forma eletrônica.
Decreto Municipal nº56.475/15 disciplina o tratamento diferenciado e favorecido a
ser dispensado às microempresas – ME e às empresas de pequeno porte – EPP.
Lei Municipal nº13.278/2002, dispõe sobre normas específicas em matéria de
licitação e contratos administrativos no âmbito do Município de São Paulo e
alterações subseqüentes (Lei Municipal nº 14.145/2006).
Lei Federal nº10.520/2002, institui no âmbito da União, estados, Distrito Federal e
Municípios, nos termos do art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, modalidade
de licitação denominada pregão para aquisição de bens e serviços comuns e dá
outras providências.
Lei Federal nº8.666/93, regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal,
institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras
providências e alterações subseqüentes.

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.

4. DEFINIÇÕES E SIGLAS

BEC: Bolsa Eletrônica de Compras

CADIN: Cadastro Informativo Municipal.

CG: Chefia de Gabinete

CAUFESP: Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado de São Paulo

DOC: Diário Oficial da Cidade

DOU: Diário Oficial da União

Nota de Empenho (NE): Documento utilizado para registrar as operações que


envolvem despesas orçamentárias realizadas pela Administração Pública e que
indica o nome do credor, a especificação, a importância da despesa, e as dedução
desta do saldo da dotação própria.

OC: Oferta de Compras

SGAF 1: Supervisão de Finanças


SGAF 2: Supervisão de Licitação

SGAF 4: Supervisão de Administração

5. PROCEDIMENTO
5.1 Descrição dos procedimentos por modalidade de compra/contratação:
As compras e contratações de serviços podem ser feitas pelas seguintes
modalidades: Convite BEC, Dispensa BEC, Pregão Eletrônico, Tomada de Preço,
Concorrência Pública ou Inexegibilidade.

5.1.1 Pesquisar Item BEC

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.
PREFEITURA DE SÃO PAULO
P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.
PREFEITURA DE SÃO PAULO
P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.
PREFEITURA DE SÃO PAULO
P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.
PREFEITURA DE SÃO PAULO
P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.
PREFEITURA DE SÃO PAULO
P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.

5.1.2 Aquisição de Materiais – Dispensa de Licitação BEC


Após a pesquisa de preço (mínimo de 3 propostas comerciais) e elaboração de quadro
de médias, se a média for menor que R$8.000,00 (oito mil reais), a aquisição poderá
ser feita por meio de Dispensa BEC.
Observação: São aquisições/contratações de bens e serviços de pequeno valor por
intermédio de processo eletrônico na Internet. São considerados bens e serviços de
pequeno valor aqueles que se enquadram na hipótese de dispensa de licitação prevista
no inciso II do Art. 24 da Lei nº 8.666/1993.

Com essa facilidade, bastará aos servidores responsáveis pelas compras efetuarem o
cadastramento do pedido de cotação/dispensa com a indicação dos bens a serem
adquiridos e dos serviços a serem contratados, que o sistema se incumbirá de fazer o
encaminhamento dos pedidos, por correspondência eletrônica, aos fornecedores que
se inscreveram para participar desse procedimento.
No período estabelecido para recebimento de propostas, os fornecedores poderão
encaminhá-las e competir, oferecendo novos lances de menor valor.
Ao término do período estabelecido, automaticamente, o sistema efetuará o
encerramento da sessão e a classificação das propostas para adjudicação.

A cotação/dispensa eletrônica se caracteriza como uma sessão pública virtual, que


transcorrerá sem interferência do servidor responsável pelas compras, na qual a
sociedade poderá observar as aquisições efetuadas pela administração e os valores
contratados.
5.1.3Convite
Nessa modalidade de licitação, deverão ser convidadas pelo menos 3 (três)
empresas cadastradas, que sejam do ramo de atividade pertinente ao objeto
licitado. Os valores limite na utilização dessa modalidade é de R$ 150.000,00
(cento e cinqüenta mil reais) para obras e serviços de engenharia e de R$
80.000,00 (oitenta mil reais) para as demais compras e serviços. 

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.

5.1.4 Aquisição de Materiais/ Contratação de Serviços – Pregão Eletrônico


Após a pesquisa de preço (mínimo de 3 propostas comerciais) e elaboração de
quadro de médias, as aquisições de materiais ou contratação de serviços será feita
por meio de pregão eletrônico.
Após a reserva de recursos, a Chefia de Gabinete irá deliberar as condições do
pregão, conforme disposto no Artigo 3º, Inciso I, da Lei Federal nº10.520/02, por
meio de Despacho Deliberativo devidamente numerado, datado e assinado;
Após a deliberação, o SGAF 2 providenciará a OC, no Sistema SOF, registrando o
número de itens e a quantidade que será adquirida. O Sistema irá gerar um número
de OC com a seguinte sequência: XXXXXX000012017OCYYYYY, os seis primeiros
números identificam a Unidade Gestora, os próximos cinco dígitos sempre serão
00001, depois o ano e após as letras OC, terão cinco dígitos que se referem a
sequência das Ocs já realizadas.
Com o número da OC, é elaborado a Minuta de Edital pelo subscritor indicado na
deliberação da Chefia de Gabinete, e encaminhado ao ATAJ para análise e parecer.
O SGAF 2 publicará o comunicado no DOC sobre a abertura da licitação,
respeitando os prazos mencionados no Artigo 4º, inciso V da Lei Federal 10520/02.
Em licitações acima de R$650.000,00 (seiscentos e cinqüenta milhões) a abertura
tem que ser publicada em jornal de grande circulação, e havendo previsão de uso
de dinheiro do governo Federal, tem que ser publicado no DOU, conforme texto a
seguir:

Encontra-se aberta na Secretaria Municipal de Habitação, licitação na modalidade


PREGÃO ELETRÔNICONº000/2017 do tipo MENOR PREÇO - OC:
xxxxxx0000012017OCyyyyy, objetivando (colocar o objeto do processo), a
ser realizada por intermédio do Sistema Eletrônico de Contratações denominado
Bolsa Eletrônica de Compras - Sistema BEC-SP. A realização da sessão pública será
no endereço eletrônico www.bec.sp.gov.br, na data de 00/00/0000, às 00:00
horas, horário de Brasília-DF. O edital completo e demais informações estarão a
disposição para retirada na Supervisão de Licitações – SGAF 2, situado na Rua São
Bento, 405 – 22º andar - sala 221 B - Centro - São Paulo/SP, a partir do dia
00/00/0000 ou pelo endereço eletrônico "<http://www.imesp.com.br/>" opção
"e-negociospublicos".

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.

A abertura da sessão pública será feita em dia e horário estipulado, conforme


requisito para desempenho de tal atividade e contidas no Manual Pregão Eletrônico
– Pregoeiro e Autoridade Competente.
Observação: Essa modalidade foi instituída pela Lei Federal 10.520/2002 e é
subsidiada pela Lei Federal 8.666/93 e demais alterações, trazendo ao processo
licitatório maior celeridade e transparência, desburocratizando etapas da licitação,
propiciando economicidade e praticidade às aquisições públicas.

É a modalidade de licitação utilizada para a aquisição de materiais de uso comum,


bens permanentes e serviços, qualquer que seja o valor estimado da contratação.
São considerados como materiais, bens e serviços comuns aqueles cujos padrões
de desempenho e qualidade possam ser, concisa e objetivamente, definidos em
edital, com base em especificações usuais de mercado.
Como particularidades relevantes podemos destacar:
● Ser sem limite de valores.
● Ter sua abertura em 8 dias úteis da data de publicação. 
● Ser ideal para grandes volumes de uma mesma natureza.
● Trazer e ampliar a disputa entre fornecedores através dos lances.

O Decreto Municipal 45.689/05 torna obrigatória às unidades da PMSP, a utilização


da modalidade, inclusive no formato eletrônico para aquisição de itens e serviços de
uso comum.
O Pregão Eletrônico é realizado em sessão pública, por meio de sistema eletrônico
que promova a comunicação pela Internet, abrangendo todas as etapas inerentes (I
- Convocação; II - Credenciamento; III - Cadastramento de proposta; IV -
Apresentação de Lances; V - Aceitação; VI - Habilitação; VII - Adjudicação; VIII -
Homologação).

5.2 Fluxo para solicitação de serviços:


O SGAF 2 recebe as solicitações de serviços, os departamentos deverão
encaminhar o termo de referência contemplando os seguintes itens: objetivo,
justificativa, memorial descritivo, especificações (mão de obra e materiais), prazos
(para entrega), local de entrega, garantia (de 90 dias para peças e 30 para
serviços) obrigações e responsabilidades, juntada dos respectivos itens de serviço e
material.

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.

5.3 Procedimentos para aquisição


Para todas as modalidades de compras/contratações de serviço o SGAF 2 realiza os
procedimentos a seguir:
● Pesquisa de preços
● Quadro de média ou quadro de preços;
● Solicitação de reserva de recursos;
● Elaboração de despachos, deliberações e Minuta de Edital
● Publicidade
5.3.1 Pesquisa de Preços
5.3.1.1 Pesquisa dos fornecedores
A busca de fornecedores pode ser realizada no: CAUFESP – site da BEC ou pelo
nome do produto em sites da internet.
Os pedidos de orçamento deverão ser solicitado para no mínimo 3 (três)
fornecedores, todas as solicitações de orçamentos enviadas e as propostas
comercias recebidas deverão ser inseridas ao processo.
5.3.2 Quadro de média de preços/ Quadro de Preços
a) Com base nas propostas comerciais recebidas fazer o quadro de
b) média, preenchendo o anexo A-SGAF2 – 000 – Quadro de Média de Preços, o
quadro de média deverá ser composto no mínimo por três fornecedores.
c) Conferir o descritivo do produto/serviço solicitado com o descritivo e unidade
de fornecimento constante do orçamento;
d) Conferir os cálculos referentes ao valor final obtido (valor unitário cotado
versus quantidade solicitada, média de preços).
5.3.3 Solicitação de Reserva de Recursos
Antes da solicitação de reserva é necessário verificar a validade da proposta
comercial e, caso esteja vencida, solicitar sua atualização;
O SGAF 2 preenche o anexo A SGAF2 – 002 – Formulário para solicitação de
reserva de recursos, anexa ao processo e envia à CG para autorização.
A CG encaminha ao SGAF 1 que efetua a reserva de recursos e encaminha de
volta ao SGAF2.

PREFEITURA DE SÃO PAULO


P-SGAF 2/2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO
Revisão 1
SGAF 2 – SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO

PROCEDIMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO


DE SERVIÇOS COMUNS.

5.3.4 Elaboração de Despachos, Deliberação e Edital


Após a emissão de reserva, SGAF 2 deverá instruir os autos, por meio de
despachos padronizados, deliberação da Chefia de Gabinete e Minuta de Edital.
5.3.5 Publicação de abertura e demais procedimentos
O SGAF 2 publica a abertura da licitação no DOC, acima de R$650.000,00
(seiscentos e cinqüenta mil reais), tem que ser publicado em jornal de grande
circulação, e quando há previsão de dotação orçamentário do governo federal,
deverá ser publicado no DOU. Suspensão, reabertura, comunicados e
homologação também serão publicados.
COMPETENCIAS DOS AGENTES PUBLICOS NO PROCESSO DE LICITAÇÃO NO ÂMBIT

RECEBE O PRODUTO/E OU CÓPIA DE CONTRATO

Unidad UNIDADEREQUISITANTE A PARTIR DE DETECTAR UMA NECESSIDADE


e
Requisit SE FOR AQUISIÇÃO EFETUAR A
SE FOR PARA CONTRATAÇÃO DE
ante PESQUISA NA BEC VER P-SGAF-2/2
SERVIÇO ELABORAR UM TDR
VER-01
VER P-SGAF-2/1- VER.01

SGAF-G ANALISA OS DOCUMENTOS PROVIDENCIA A AUTUAÇÃO DO


SGAF G PROCESSO E ENCAMINHA PARA O SGAF- 2

PROVIDENCIA A PESQUISA DE
PREÇO, GRADE ORÇAMENTÁRIA SOLICITA ABERTURA DE LICITAÇÃO, EMITE
(A-SGAF2-001) E SOLICITA DELIBRAÇÃO DA CHEFIA PUBLICIDADE,
DE GABINETE; ABERTURA E
ELABORAÇÃO MINUTA DE EDITAL
SGAF 2 RESERVA DE RECURSOS (A-SGAF2- ENCERRAMENTO DA LICITAÇÃO
002) P/CHEFIA DE GABINETE

CHEFIA AUTORIZA RESERVA DE ASSINA DELIBERAÇÃO HOMOLOGA E AUTORIZA


DE RECURSOS AUTORIZATÓRIA DE EMISSÃO DE NOTA DE EMPENHO
GABINE ABERTURA DE LICITAÇÃO

TE

EMITE NOTA DE EMPENHO E


EMITERESERVA DE RECURSOS ENCAMINHA P/ SGAF 4
SGAF 1

ANALISA E EMITE PARACER SOBRE O PROCEDIMENTO LICITATÓRIO E


ENCAMINHA PARA SGAF 2 VIA CHEFIA DE GABINETE
ATAJ
SOLICITA CAUÇÃO QUANDO NECESSÁRIO, EMITE TERMO DE CONTRATO E ENTREGA NOTA DE EM

SGAF 4

SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO

SUPERVISÃO DE LICITAÇÃO – SGAF 2


NÚMERO TÍTULO

A-SGAF2 – 001 QUADRO DE MÉDIA DE PREÇOS

Número
do
6014.2017............. Data 12/05/2017 Preenchido por: Juliane Mendes Am
Process
o

Objeto: Emissão de certificado digital


EMPRESAS
DESCRITIVO QUANTIDADE IMPRENSA
OFICIAL

Unidade de Valor Valor Valor Val


ITEM CÓDIGO DESCRITIVO Qtde.
Fornecimento Unitário Total Unitário Tot

1 R$0,00 R$0,00 R$0,00 R$0,

2
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO P-SGAF4-001

Tipo: P
PROCEDIMENTO PADRÃO PARA FORMALIZAÇÃO DE
Hierarquia: Procedimento
CONTRATOS E ENVIO DAS NOTAS FISCAIS PARA
PAGAMENTO Revisão: 001
Data de aprovação:

1. OBJETIVO
Orientar os fiscais de Contratos quanto ao envio das Notas Fiscais referentes aos
Serviços de Engenharia, Manutenção Predial, Projetos ,Limpeza Predial, Manutenção
de Bens Móveis e Imóveis e Controle de Pragas, e outros contratos emitidos pela
SEHAB.

2. CAMPO DE APLICAÇÃO

Aplica-se a todos os gestores de Contratos, no âmbito da Secretaria Municipal de


Habitação

3. REFERÊNCIAS

Lei Federal n° 8.666/1993

Decreto nº. 54.873 – 25/02/2014

Portaria SF nº. 92/2014 – Incisos I a IX


A-SGAF 4-001 – Conhecendo Documentos de Regularidade Fiscal e trabalhista
A-SGAF 4-002 - Fluxograma pra emissão do termo de contrato
A-SGAF 4 -003 - Formulário de cadastro de empresas
A-SGAF 4-004- Check-list para formalização de contratos
A-SGAF 4-005 - Termo de anuência
A-SGAF 4-006- Modelo de extrato de contrato
A-SGAF 4-007 -Termo de retirada de nota de empenho
A-SGAF 4-008 - Formulário para registro de garantia contratual
A-SGAF 4-009 - Formulário para autorização de reajuste contratual
A-SGAF 4-010 - Check-List – Pagamento de Notas Fiscais de compras, prestação de
serviços, contratos de serviços contínuos e execução de obras, contratos de
projetos.
A-SGAF 4- 011 – Fluxo de Medição
A-SGAF 4 – 012 – Fluxo de Termo Aditivo
A-SGAF 4 – 013 – Cronograma de Prazos e Ações

4 -DEFINIÇÕES

Fiscal de Contrato é o servidor público que foi formalmente designado pela


autoridade competente para gerenciar a execução de um contrato específico. A
responsabilidade da gestão contratual é do gestor. 
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO P-SGAF4-001

Tipo: P
PROCEDIMENTO PADRÃO PARA FORMALIZAÇÃO DE
Hierarquia: Procedimento
CONTRATOS E ENVIO DAS NOTAS FISCAIS PARA
PAGAMENTO Revisão: 001
Data de aprovação:

4. PROCEDIMENTO

4.1 O preenchimento A-SGAF4-005 -Termo de Anuência é de responsabilidade


da Unidade Demandante, e a conferência do gestor do contrato e será autorizada a
indicação pela Sra. Chefe de Gabinete de acordo com o art. 67 da Lei 8.666/93.

4.2 É de total responsabilidade da contratante o preenchimento dos anexos A-


SGAF 4-003 - Formulário de cadastro de empresas e A-SGAF 4-007 - Termo de
retirada de nota de empenho e a veracidade das informações para a emissão do
termo de contrato.

4.3 O A-SGAF 4-006 - Modelo de extrato de contrato será preenchido após a


emissão do contrato, o extrato de contrato oficializa o termo de contrato através de
sua publicação em Diário Oficial de acordo com a Seção II do art. 61 parágrafo único
até o quinto dia útil do mês seguinte ao de sua assinatura.

4.4 O A-SGAF 4-004 - Check-list para formalização de contratos serve de


instrumento de orientação das etapas para emissão do termo de contrato.

4.5 O A-SGAF 4-008 -Formulário para registro de garantia contratual de acordo


com o art. 56 da Lei 8.666/93 poderá ser exigida prestação de garantia nas
contratações, caberá ao contratado optar pela modalidade da garantia, que será
registrada na Secretaria de Finanças do Município.
4.6 O A-SGAF 4-009 -Formulário para autorização de reajuste contratual é um
direito da contratada de acordo com o parágrafo 8º do art. 65 da Lei 8.666/93 onde
a variação do valor contratual anual de acordo com índice oficial constante do Edital
do Pregão e cláusula referente a “Cláusula de Previsão de Reajuste”.

5. ALTERAÇÕES EM RELAÇÃO À REVISÃO ANTERIOR


Não se aplica
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO P-SGAF4-001

Tipo: P
PROCEDIMENTO PADRÃO PARA FORMALIZAÇÃO DE
Hierarquia: Procedimento
CONTRATOS E ENVIO DAS NOTAS FISCAIS PARA
PAGAMENTO Revisão: 001
Data de aprovação:

6 - CONHECENDO UMA NOTA FISCAL

ATENÇÃO AOS CAMPOS DA


NOTA FISCAL .

ESTA NF- É UM MODELO


PARA O FISCAL TER CIENCIA
DO SEU PREENCHIMENTO

7. alterações em relação à revisão anterior não se aplica


SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO A-SGAF4-002

Tipo: A
FLUXOGRAMA PARA EMISSÃO DO TERMO DE Hierarquia: Anexo
CONTRATO
Revisão: 001
Data de aprovação:

Autuar e Protocolar o Encaminhar à Chefia de


Processo Gabinete para homologar

Encaminhar ao SGAF 2 Encaminhar SGAF 2para


elaboração do resumo

Encaminhar à Chefia de Encaminhar ao GT-


Gabinete para autorizar e Contratos para emissão
indicar recursos do Termo de Contrato

Encaminhar a SGAF 1para Encaminhar SGAF 2 para


reserva de recursos emissão do CT

Encaminhar ao SGAF 2 para Encaminhar a


elaboração do Edital Contabilidade para
emissão da Nota de
Empenho

Identificar os processos que Encaminhar ao GT-


contenham minuta de Contratos para entrega
contrato do Empenho e assinatura
do Termo de Contrato e
publicação do Extrato

Realizar a Licitação
SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO A-SGAF 4-003

Tipo: A
FORMULÁRIO PARA CADASTRO DE Hierarquia: Anexo
EMPRESAS Revisão: 001
Data de aprovação:

DADOS DA EMPRESA
Nome da
Empresa
CNPJ

Endereço
CEP

Telefone  

Fax  

E-mail  
 
DADOS DO REPRESENTANTE LEGAL (QUE IRÁ ASSINAR O CONTRATO)
Nome do
Representante
CPF

RG

Cargo/Função

E-mail  
 
DADOS DO PREPOSTO (QUE IRÁ GERENCIAR O CONTRATO)
Nome do
 
Preposto
Telefone  
 
DADOS BANCÁRIOS
Banco
(Número/Nom 001/BANCO DO BRASIL
e)
Agência
 
(Número)
Agência
 
(Nome)
Conta  
 
GARANTIA (SE HOUVER)
1 - Caução em dinheiro (GARE) 2 - Seguro garantia (Apólice) 3-
Modalidade
Fiança bancária
REFERÊNCIAS
P- SGAF4-003 -Instruções para formalização do termo de contrato

SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO A-SGAF 4-004

Tipo: A
Hierarquia: Anexo
CHECK-LIST PARA FORMALIZAÇÃO DE CONTRATOS Revisão: 001
Data de aprovação:

Processo n°

 
Contrato n°

                 
Não
Responsáve
  Ação Sim Não Compet Data Rubrica
e l pela ação
Encaminhar FORMULÁRIO
P/CADASTRO DE EMPRESAS, para
1          
a empresa providenciar o
preenchimento
2 Preencher o contrato            

3 Conferir o contrato preenchido            


Encaminhar o CHECK-LIST PARA
4 FORMALIZAÇÃO DE CONTRATOS para            
o gestor preencher
5 Solicitar o recolhimento da garantia            
Emitir o Ofício para cadastro da
Garantia junto à Secretaria Municipal
6            
de Finanças e Desenvolvimento
Econômico
Solicitar que o representante
7 compareça para assinatura do            
Contrato
8 Preparar a Lauda para publicação            
Encaminhar as três vias do contrato e
9 a Lauda para assinatura da Chefe de            
Gabinete
10 Publicar o Extrato no DOC            
11 Imprimir a publicação            

12 Encaminhar ao TCM quando o valor            


Encaminhar cópia do contrato e da
13            
publicação ao Gestor

14 Anexar os documentos ao processo            

15 Cadastrar no Arquivo 'Contratos'            


Arquivar cópia do Contrato e
16            
publicação

REFERÊNCIAS
P-SGAF4-004 - Instruções para formalização do termo de contrato

SECRETARIA MUNICIPAL DE
A-SGAF4-005
HABITAÇÃO

Tipo: A
Hierarquia: Anexo
TERMO DE ANUÊNCIA Revisão: 001
Data de aprovação:

Data:
Contrato:
Processo:
Objeto:
SEHAB Secretaria Municipal de Habitação
Nome:
RG:
CPF:
Cargo/Função:

Eu, ..........................................................., RF. nº. .............................., servidor (a)


do ............................................................................, da Secretaria Municipal de
Habitação, assim qualificado concordo em ser designada(o) Fiscal do Contrato em
epígrafe, com fulcro no Artigo 67 da Lei Federal nº 8.666/93 e Artigos 2º.e 6º. do
Decreto Municipal nº 54.873, pelo período de sua vigência.

____________________ ____________________
Fiscal do Contrato Supervisão de Administração
Unidade de Gestão de Contrato

__________________
Chefe de Gabinete
Assinatura e Carimbo

REFERÊNCIAS
P- SGAF4-005 - Instruções para formalização do termo de contrato

SECRETARIA MUNICIPAL DE
A-SGAF 4-006
HABITAÇÃO

Tipo: A
Hierarquia: Anexo
MODELO DE EXTRATO DE CONTRATO Revisão: 001
Data de aprovação:

Processo:  Nº. Contrato:  Nº.

Modalidade:   Número:  

Contratante: PREFEITURA DO MUNICIPIO DE SÃO PAULO / SEHAB


Contratada:  

Objeto: .

Fiscal do
Contrato
Valor Mensal Valor Total do
  R$.
do Contrato: Contrato:
Natureza da Data da
 
Despesa: assinatura:

Vigência: Período:

REFERÊNCIAS
P-SGAF 4-006- Instruções para formalização do termo de contrato

SECRETARIA MUNICIPAL DE
A-SGAF 4-007
HABITAÇÃO

Tipo: A
TERMO DE RETIRADA DE NOTA DE Hierarquia: Anexo
EMPENHO Revisão: 001
Data de aprovação:

DADOS DA EMPRESA
Nome da Empresa

C.N.P.J. Nº.

Endereço
CEP. Nº.

Telefone

Fax

E-mail/ site
 
DADOS DO CONTRATO
Número do Processo

Número do Contrato

Número do Empenho
 
RETIRADO EM
Data  

Nome Completo  

RG  

Telefone  

E-mail  
 

Assinatura da contratada

SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO A-SGAF 4-008

Tipo: A
FORMULÁRIO PARA REGISTRO DE GARANTIA Hierarquia: Anexo
CONTRATUAL Revisão: 000
Data de aprovação:

Secretaria Municipal de Habitação - CNPJ:


Dados do Contratante:
46.392.106/0001-89
Endereço: Rua São Bento, nº.405 25º.Andar – Sala
253-A – Bairro: Centro - São Paulo – SP – CEP: 01011-
Endereço do Contratante:
100 - Tel: (11) 3322-4776 – e-mail:
papoliveira@prefeitura.sp.gov.br

Legislação Aplicável: Lei Federal nº 8.666/93 e alterações posteriores


 
Contrato Inicial Aditamento   Prorrogação de  
Contratual Prazo

 
Processo Nº.

Contrato Nº.
Objeto:
Programa de Trabalho:
Código Local:
Elemento da despesa:
Empresa:
CNPJ:
Endereço:
Valor Total do Contrato:
Modalidade da Garantia:
Percentual:
Valor da Garantia:
Validade da Garantia:
                   
PROCEDIMENTO:A modalidade da Garantia quem determina é a empresa que pode ser:

1-) Seguro Garantia – Feita no Banco;


2-) Apólice de Seguro – Seguradora – Ex.Porto Seguro

VALOR DA GARANTIA: O cálculo é feita dessa forma: base mensal * a vigência do contrato * 5% quando
for contrato (serviços; limpeza; vigilância/segurança; reprografia, etc.) e 2% quando for contrato de obras

Registrar a Garantia Contratual na Secretaria Municipal de Finanças e Desenvolvimento Econômico e


entregar cópia da NL.............., no SGAF2 – Supervisão de Licitação.

Endereço da Secretaria Municipal de Finanças e Desenvolvimento Econômico:


Viaduto do Chá, nº. 15 – 12º. Andar – Centro - São Paulo.

SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO A-SGAF 4-009

Tipo: A
FORMULÁRIO PARA AUTORIZAÇÃO DE Hierarquia: Anexo
REAJUSTE CONTRATUAL Revisão: 001
Data de aprovação:

Legislação aplicável:
Decreto Municipalnº 54.873/2014
Resolução CC-77de 10/11/2004
Lei Federal nº 8.666/1993

Processo nº.:

Contrato nº.:
Objeto:
Empresa:
Valor Mensal Atual:
Variação do Período:
Valor Mensal
Reajustado:
Diferença Mensal:
Vigência:
 
     

Supervisão Administração – Gabinete do Supervisor -G


SGAF-4
Assinatura e carimbo Assinatura e carimbo
             

Despacho SEHAB G
Ciente e de acordo. Autorizo o Reajuste acima proposto.
Encaminhe-se para:
1) SGAF1 -Reserva de recursos;e empenhamento do valor;
2) SGAF 4 - Elaboração do Termo de Aditamento e demais providências que se fizerem necessárias.
 

  Chefe de Gabinete
  Assinatura e carimbo

REFERÊNCIAS
P- SGAF 4-009 - Instruções para formalização do termo de Reajuste Lei Federal 8.666/93

SECRETARIA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO A SGAF 4 - 010

CHECK-LIST - PAGAMENTO DE NOTAS


Tipo: A
FISCAIS DE COMPRAS; PRESTAÇÃO DE Hierarquia: Anexo
SERVIÇOS; CONTRATOS DE SERVIÇOS Revisão: 001
Data de aprovação:
CONTÍNUOS COM LOCAÇÃO DE MÃO DE
OBRA E EXECUÇÃO DE OBRAS – Incisos I a
IX e § primeiro do Art.1º. – Port. SF 92/2014

EMPRESA

CONTRATO

PROCESSO OBSERVAÇÃO

FISCAL ESTE SIMBOLO ABAIXO


VALOR DA NOTA DEFINE AS
FISCAL COMPETENCIAS
VALOR POR
EXTENSO
DATA DA
NÚMERO DA NOTA    
NOTA
MÊS DE REFERÊNCIA  

Nº. DE
APLICAVEL AO NÃO
APLICAVEL A FLS.do
DOCUMENTOS ÓRGAO SIM NÃO COMPET
CONTRATADA processo
PUBLICO E
de
medição
1 – Nota Fiscal ou Nota Fiscal / Fatura ou
Nota de Serviços Eletrônica ou
Documento Equivalente
2 –Cópia da Nota de Empenho
3 –Certidão negativa de débitos de
tributos mobiliários do Município de São
Paulo
4 –Ateste da Nota Fiscal / Fatura ou Nota
de Serviços Eletrônica ou Documento
Equivalente
5 – Demonstrativo da Retenção dos
Impostos Devidos e Outros Descontos
Referentes ao Pagamento da Despesa
6 –Cópia da requisição de fornecimento
de materiais, de prestação de serviços ou
de execução de obra
7 – Medições detalhadas que atestem a
execução das obras ou serviços
executados no período a que se refere o
pagamento
8 –Cópia do ato que designou o Fiscal do
Contrato
9 –Certidão Negativa ou Positiva com
Efeitos de Negativa de Débitos Relativos
às Contribuições Previdenciárias e às de
Terceiros – INSS
10 –Certificado de Regularidade do
FGTS
11 –Certidão Negativa de Débitos
Trabalhistas (CNDT)
12 – Outros Documentos Definidos no
Contrato
13 – Relação atualizada dos empregados
vinculados à execução do contrato
14 – Folha de freqüência dos
empregados vinculados à execução do
contrato
15 – Folha de Pagamento dos
empregados vinculados à execução do
contrato
16 – Cópia do protocolo de envio de
arquivo emitido pela Conectividade
Social (GFIP / SEFIP)
17 – Cópia da relação dos trabalhadores
constantes do arquivo SEFIP no mês da
última fatura vencida
18 – Cópia da guia quitada do INSS
correspondente ao mês anterior ao
pedido de pagamento
19 – Demonstrativo Mensal das Horas
trabalhadas por tipo de veículo
20 – Recolhimento das importâncias
devidas do INSS, FGTS e ISS relativa às
faturas anteriores

21 – CADIM MUNICIPAL

22 – Cópia da guia quitada do FGTS


correspondente ao mês anterior ao
pedido de pagamento

_____________________ _______________________
FISCAL DO CONTRATO UNIDADE GESTORA DE CONTRATO
ASSINATURA E CARIMBO CONFERENCIA
ASSINATURA E CARIMBO

REFERÊNCIAS
SGAF4-010 - Instruções para envio das notas fiscais para pagamento de prestação de serviços
/ execução de obras