Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAIBA

DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DAS RELIGIÕES

ALUNO: JOÃO BERNARDINO DA SILVA

APRENDER A SER PROFESSOR, APRENDER A SER EDUCADOR

A cada dia há uma nova aprendizagem em nossa vida. Ao ensinar aprendemos,


para ensinar melhor, criando assim um círculo contínuo e produtivo num clima de
aproximação entre as partes. Este bom relacionamento depende da personalidade,
competência, facilidade de aproximar e gerenciar pessoas. Uma das principais formas
de estabelecer vínculos é demonstrar genuíno interesse entre professor e alunos, num
ambiente de reciprocidade. O que determina o sucesso profissional do professor é a
capacidade de relacionar-se, de comunicar-se, de motivar o aluno, constante e
competentemente.

Se a aprendizagem deve acontecer naturalmente, sem imposições nem ritmo pré-


estabelecido, por que não valorizar o conhecimento prévio do aluno? São nestes
momentos que a interação do educador com o educando, deve tomar maiores
proporções, uma vez que, o professor precisa demonstrar afetividade e respeito pelo
aluno, levando-o a crer que existe entre eles algo que os torna iguais: a condição
humana de inacabados e em constante transformação. É ai que entra o educador, que
pode ser complexo e limitado, mas com um diferencial; é inovador e capaz de
comprovar que vale a pena aprender, que a vida tem mais aspectos positivos que
negativos, que o aprendente pode realizar-se cada vez mais, pode ser luz na escuridão
em meio a visões derrotistas, negativistas e enraizadas em sociedades dependentes como
a nossa.
O professor é o profissional da educação, transmite conhecimento, formação,
métodos e técnicas de ensino. Em sua maioria é formal e pragmático. Em contrapartida,
o educador é um orientador, um sinalizador de possibilidades onde ele também está
envolvido, colocando-se como um dos exemplos das contradições e da capacidade de
superação, que todos possuem. Um testemunho vivo de que podemos evoluir sempre.
Ele é especialista em conhecimento, equilibrado, ético, paciente, testemunha viva da
aprendizagem continuada, tornando-nos mais humanos e mostrando que vale a pena
viver para aprender.

Os profissionais de sucesso na área da educação desenvolvem bons


relacionamentos com seus alunos, levando-os a crer que, existe entre eles algo que os
torna iguais: estes estão muito atentos à pessoa do professor, não somente ao que fala,
mas ao que fala mais que as palavras.

Ser educador é exercer a mais refinada profissão. É ser um profissional na arte


de melhorar o ser humano ou, um missionário no desenvolvimento da consciência. Uma
sociedade é formada por indivíduos muitas vezes, cheios de cultura, conhecimento,
muitos argumentos, mas sem nenhuma consciência. Certamente esta pessoa teve no seu
convívio escolar um professor e não um educador.