Substantivo

:
É a palavra variável que denomina qualidades, sentimentos, sensações, ações, estados e seres em geral Quanto a sua formação, o substantivo pode ser primitivo (jornal) ou derivado (jornalista), simples (alface) ou composto (guarda-chuva).Já quanto a sua classificação, ele pode ser comum (cidade) ou próprio (Curitiba), concreto (mesa) ou abstrato (felicidade).Os substantivos concretos designam seres de existência real ou que a imaginação apresenta como tal: alma, fada, santo. Já os substantivos abstratos designam qualidade, sentimento, ação e estado dos seres: beleza, cegueira, dor, fuga.Os substantivos próprios são sempre concretos e devem ser grafados com iniciais maiúsculas.Certos substantivos próprios podem tornar-se comuns, pelo processo de derivação imprópria (um judas = traidor / um panamá = chapéu).Os substantivos abstratos têm existência independente e podem ser reais ou não, materiais ou não. Quando esses substantivos abstratos são de qualidade tornam-se concretos no plural (riqueza X riquezas).Muitos substantivos podem ser variavelmente abstratos ou concretos, conforme o sentido em que se empregam (a redação das leis requer clareza / na redação do aluno, assinalei vários erros). Já no tocante ao gênero (masculino X feminino) os substantivos podem ser:biformes: quando apresentam uma forma para o masculino e outra para o feminino. (rato, rata ou conde X condessa). y uniformes: quando apresentam uma única forma para ambos os gêneros. Nesse caso, eles estão divididos em: y epicenos: usados para animais de ambos os sexos (macho e fêmea) - albatroz, badejo, besouro, codorniz; y comum de dois gêneros: aqueles que designam pessoas, fazendo a distinção dos sexos por palavras determinantes - aborígine, camarada, herege, manequim, mártir, médium, silvícola; y sobrecomuns - apresentam um só gênero gramatical para designar pessoas de ambos os sexos algoz, apóstolo, cônjuge, guia, testemunha, verdugo; Alguns substantivos, quando mudam de gênero, mudam de sentido. (o cisma X a cisma / o corneta X a corneta / o crisma X a crisma / o cura X a cura / o guia X a guia / o lente X a lente / o língua X a língua / o moral X a moral / o maria-fumaça X a maria-fumaça / o voga X a voga). Os nomes terminados em -ão fazem feminino em -ã, -oa ou -ona (alemã, leoa, valentona). Os nomes terminados em -e mudam-no para -a, entretanto a maioria é invariável (monge X monja, infante X infanta, mas o/a dirigente, o/a estudante). Quanto ao número (singular X plural), os substantivos simples formam o plural em função do final da palavra. y vogal ou ditongo (exceto -ÃO): acréscimo de -S (porta X portas, troféu X troféus); y ditongo -ÃO: -ÕES / -ÃES / -ÃOS, variando em cada palavra (pagãos, cidadãos, cortesãos, escrivães, sacristães, capitães, capelães, tabeliães, deães, faisães, guardiães). Os substantivos paroxítonos terminados em -ão fazem plural em -ãos (bênçãos, órfãos, gólfãos). Alguns gramáticos registram artesão (artífice) - artesãos e artesão (adorno arquitetônico) - artesões. y -EM, -IM, -OM, -UM: acréscimo de -NS (jardim X jardins); y -R ou -Z: -ES (mar X mares, raiz X raízes); y -S: substantivos oxítonos acréscimo de -ES (país X países). Os não-oxítonos terminados em -S são invariáveis, marcando o número pelo artigo (os atlas, os lápis, os ônibus), cais, cós e xis são invariáveis; y -N: -S ou -ES, sendo a última menos comum (hífen X hifens ou hífenes), cânon > cânones; y -X: invariável, usando o artigo para o plural (tórax X os tórax); y -AL, EL, OL, UL: troca-se -L por -IS (animal X animais, barril X barris). Exceto mal por males, cônsul por cônsules, real (moeda) por réis, mel por méis ou meles; y IL: se oxítono, trocar -L por -S. Se não oxítonos, trocar -IL por -EIS. (til X tis, míssil X mísseis). Observação: réptil / reptil por répteis / reptis, projétil / projetil por projéteis / projetis; y sufixo diminutivo -ZINHO(A) / -ZITO(A): colocar a palavra primitiva no plural, retirar o -S e acrescentar o sufixo diminutivo (caezitos, coroneizinhos, mulherezinhas). Observação: palavras com esses sufixos não recebem acento gráfico. y metafonia: -o tônico fechado no singular muda para o timbre aberto no plural, também variando em função da palavra. (ovo X ovos, mas bolo X bolos). Observação: avôs (avô paterno + avô materno), avós (avó + avó ou avô + avó). Os substantivos podem apresentar diferentes graus, porém grau não é uma flexão nominal. São três graus: normal, aumentativo e diminutivo e podem ser formados através de dois processos: y analítico: associando os adjetivos (grande ou pequeno, ou similar) ao substantivo; y sintético: anexando-se ao substantivo sufixos indicadores de grau (meninão X menininho). Certos substantivos, apesar da forma, não expressam a noção aumentativa ou diminutiva. (cartão, cartilha).

alguns sufixos aumentativo: -ázio, -orra, -ola, -az, -ão, -eirão, -alhão, -arão, -arrão, -zarrão; alguns sufixos diminutivo: -ito, -ulo-, -culo, -ote, -ola, -im, -elho, -inho, -zinho (o sufixo -zinho é obrigatório quando o substantivo terminar em vogal tônica ou ditongo: cafezinho, paizinho); O aumentativo pode exprimir desprezo (sabichão, ministraço, poetastro) ou intimidade (amigão); enquanto o diminutivo pode indicar carinho (filhinho) ou ter valor pejorativo (livreco, casebre). Algumas curiosidades sobre os substantivos: Palavras masculinas: y ágape (refeição dos primitivos cristãos); y anátema (excomungação); y axioma (premissa verdadeira); y caudal (cachoeira); y carcinoma (tumor maligno); y champanha, clã, clarinete, contralto, coma, diabete/diabetes (FeM classificam como gênero vacilante); y diadema, estratagema, fibroma (tumor benigno); y herpes, hosana (hino); y jângal (floresta da Índia); y lhama, praça (soldado raso); y praça (soldado raso); y proclama, sabiá, soprano (FeM classificam como gênero vacilante); y suéter, tapa (FeM classificam como gênero vacilante); y teiró (parte de arma de fogo ou arado); y telefonema, trema, vau (trecho raso do rio). Palavras femininas: y abusão (engano); y alcíone (ave doa antigos); y aluvião, araquã (ave); y áspide (reptil peçonhento); y baitaca (ave); y cataplasma, cal, clâmide (manto grego); y cólera (doença); y derme, dinamite, entorce, fácies (aspecto); y filoxera (inseto e doença); y gênese, guriatã (ave); y hélice (FeM classificam como gênero vacilante); y jaçanã (ave); y juriti (tipo de aves); y libido, mascote, omoplata, rês, suçuarana (felino); y sucuri, tíbia, trama, ubá (canoa); y usucapião (FeM classificam como gênero vacilante); y xerox (cópia). Gênero vacilante: y acauã (falcão); y inambu (ave); y laringe, personagem (Ceg. fala que é usada indistintamente nos dois gêneros, mas que há preferência de autores pelo masculino); y víspora. Alguns femininos: y abade - abadessa; y abegão (feitor) - abegoa; y alcaide (antigo governador) - alcaidessa, alcaidina; y aldeão - aldeã; y anfitrião - anfitrioa, anfitriã; y beirão (natural da Beira) - beiroa; y besuntão (porcalhão) - besuntona; y bonachão - bonachona; y varão - matrona, mulher; y y

veado - veada; vilão - viloa, vilã. Substantivos em -ÃO e seus plurais: y alão - alões, alãos, alães; y aldeão - aldeãos, aldeões; y capelão - capelães; y castelão - castelãos, castelões; y cidadão - cidadãos; y cortesão - cortesãos; y ermitão - ermitões, ermitãos, ermitães; y escrivão - escrivães; y folião - foliões; y hortelão - hortelões, hortelãos; y pagão - pagãos; y sacristão - sacristães; y tabelião - tabeliães; y tecelão - tecelões; y verão - verãos, verões; y vilão - vilões, vilãos; y vulcão - vulcões, vulcãos. Alguns substantivos que sofrem metafonia no plural: abrolho, caroço, corcovo, corvo, coro, despojo, destroço, escolho, esforço, estorvo, forno, forro, fosso, imposto, jogo, miolo, poço, porto, posto, reforço, rogo, socorro, tijolo, toco, torno, torto, troc o. Substantivos só usados no plural: anais, antolhos, arredores, arras (bens, penhor), calendas (1º dia do mês romano), cãs (cabelos brancos), cócegas, condolências, damas (jogo), endoenças (solenidades religiosas), esponsais (contrato de casamento ou noivado), esposórios (presente de núpcias), exéquias (cerimônias fúnebres), fastos (anais), férias, fezes, manes (almas), matinas (breviário de orações matutinas), núpcias, óculos, olheiras, primícias (começos, prelúdios), pêsames, vísceras, víveres etc., além dos nomes de naipes. Coletivos: y alavão - ovelhas leiteiras; y armento - gado grande (búfalos, elefantes); y assembléia (parlamentares, membros de associações); y atilho - espigas; y baixela - utensílios de mesa; y banca - de examinadores, advogados; y bandeira - garimpeiros, exploradores de minérios; y bando - aves, ciganos, crianças, salteadores; y boana - peixes miúdos; y cabido - cônegos (conselheiros de bispo); y cáfila - camelos; y cainçalha - cães; y cambada - caranguejos, malvados, chaves; y cancioneiro - poesias, canções; y caterva - desordeiros, vadios; y choldra, joldra - assassinos, malfeitores; y chusma - populares, criados; y conselho - vereadores, diretores, juízes militares; y conciliábulo - feiticeiros, conspiradores; y concílio - bispos; y canzoada - cães; y conclave - cardeais; y congregação - professores, religiosos; y consistório - cardeais; y fato - cabras; y feixe - capim, lenha; y junta - bois, médicos, credores, examinadores; y y

y bispo .y girândola .pluvial.amigos. y malta . referindo-se a duas ou mais nacionalidades ou regiões. semelhança ou finalidade deste (sambas-enredo.cefálico. y cabeça . y tropilha .aquilino. soldados. os ganha-pouco. se fizer referência a pessoa varia por ser substantivo. . y chuva . Substantivos compostos: Os substantivos compostos formam o plural da seguinte maneira: y sem hífen formam o plural como os simples (pontapé/pontapés). Podem ser simples ou compostos. y chumbo .episcopal. chaves. y renque . y astro . y miríade . y caso não haja caso específico.alho. y em elementos repetidos. y compostos cujo segundo elemento já está no plural não variam (os troca-tintas. y tertúlia . preposição. revistas. cebola. grã-cruzes. os diz-que-me-diz). y bexiga .jornais. y palavra guarda. particípio. y súcia . numeral.anjos. pessoas ou coisas enfileiradas. os espirra-canivetes). Adjetivo: É a palavra variável que restringe a significação do substantivo. y matula . os bota-fora.sideral.cavalos. vagabundos. advérbio. pó. intelectuais. prefixo. muito parecidos ou onomatopaicos. onde o segundo limita o primeiro elemento. y nuvem . normalmente são formados pelo acréscimo de um sufixo ao substantivo de que se originam (Alagoas por alagoano). bel-prazeres). grã e bel (grão-duques. y locuções adjetivas: expressões formadas por preposição e substantivo e com significado equivalente a adjetivos (anel de prata = anel argênteo / andar de cima = andar superior / estar com fome = estar faminto).sacarino. os bota-abaixo.grande quantidade de coisas.borboletas migratórias. pronomes. São palavras invariáveis: verbo. y hemeroteca . corre-corres. Mantém com o substantivo que determina relação de concordância de gênero e número.foguetes. os salta-pocinhas. y são invariáveis os elementos grão. y adjetivos pátrios: indicam a nacionalidade ou a origem geográfica. y anel . y talha -lenha.porcos. com exceção do último elemento (franco-ítalo-brasileiro). y vara .gafanhotos. indicando qualidades e características deste. y panapaná . verifica-se a variabilidade das palavras que compõem o substantivo para pluralizá-los. y penca . tique-taques. apenas o primeiro se flexiona (pés-de-moleque). Caso represente o verbo guardar. y com elementos ligados por preposição. só o segundo vai para o plural (ticoticos. indicando tipo. os pisa-mansinho. y récua . y ror .gado miúdo. São palavras variáveis: substantivo. São adjetivos eruditos: y açúcar . patifes.cavalgaduras (bestas de carga). y réstia .bananas.estrelas. bananas-maçã) y nenhum dos elementos vai para o plural se formado por verbos de sentidos opostos e frases substantivas (os leva-e-traz. políticos.desordeiros.árvores.desordeiros. y legião . demônios. fogos de artifício. y águia . guarda-chuvas). pingue-pongues). não pode variar (guardas-noturnos. adjetivo.anular.plúmbeo. insetos.vesical. os louva-a-Deus. nestes últimos casos assumem sua forma reduzida e erudita. y só variará o primeiro elemento nos compostos formados por dois substantivos.pessoas desonestas. y grei .

não se diz que um adjetivo é masculino ou feminino.vespertino. de superioridade sintético (o maior de/dentre) ou de inferioridade (o menos alto de/dentre). numismático. em função de sua terminação (agradável X agradáveis). os adjetivos apresentam duas formas: comparativo e superlativo.fabril.lupino. qualidade relacionada. fígado . y amigo . Pode ser de superioridade analítico (o mais alto de/dentre). pedra . velhice . rio . ebóreo. sul .leporino. y fiel . quando a qualidade não se refere à de outros elementos. São superlativos absolutos sintéticos eruditos da língua portuguesa: y acre .rupestre. potâmico.amicíssimo. os adjetivos simples formam o plural segundo os mesmos princípios dos substantivos simples.ínfimo. ofídico.senil.cinéreo. eles apresentam as seguintes características: O gênero é uniforme ou biforme (inteligente X honesto[a]). y baixo . inverno . y frio . O grau comparativo refere-se a uma mesma qualidade entre dois ou mais seres.fluvial. lago .vulpino. hialino. argírico.argênteo. marfim . Quanto ao gênero. memória .hibernal.pétreo.mnemônico. Quanto à variação dos adjetivos.gástrico. neve . guerra .monetário. (muito alto X altíssimo) O superlativo pode ser também relativo. y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y . prata .viril. além do acréscimo do -S de plural.níveo. O grau superlativo exprime qualidade em grau muito elevado ou intenso. de superioridade: mais alto (do) que (analítico) / maior (do) que (sintético) e de inferioridade: menos alto (do) que.hepático. y amável .dulcíssimo. raposa .ebúrneo.docílimo. cobra .lacustre.colubrino. y doce . argentino. à de outros elementos. rocha . moeda . sumo.acérrimo. y cruel . sonho .frigidíssimo.cinza .vítreo.humílimo. favorável ou desfavoravelmente. vidro . dinheiro . duas ou mais qualidades de um mesmo ser.meridional. Pode ser analítico (acréscimo de advérbio de intensidade) ou sintético (-íssimo. Os adjetivos terminados em -OSO. tarde . ílimo). y dócil .fidelíssimo. mudam o timbre do primeiro o. homem . fogo . lobo . O superlativo pode ser classificado como absoluto. Pode ser de igualdade: tão alto quanto (como / quão). y alto . estômago .bélico. -érrimo. No tocante a número. fábrica . velho.pecuniário. austral.onírico. lebre . num processo de metafonia.ígneo. Já os substantivos utilizados como adjetivos ficam invariáveis (blusas cinza). Quanto ao grau. e sim que tem terminação masculina ou feminina.supremo.crudelíssimo.amabilíssimo. y humilde .

laranjada. problemas sócio-econômicos). EMPREGO DAS LETRAS G/J Escrevemos com a letra G: I ± Substantivos terminados em ±agem. giz.libérrimo. III ± Nomes derivados de outros grafados com G. viagem. são invariáveis cores em que o segundo elemento é um substantivo (blusas azul-turquesa. (Ele prestou socorro). arranjou. as cores: azul-celeste e azul-marinho são invariáveis. são . ferrugem.misérrimo.sapientíssimo. determinando-o. Exemplos: Garagem.aquele que fala. mensageiro (derivado de mensagem). relógio. magro . Exemplos: Contágio. ou seja. -úgio. apogeu.sacratíssimo. II ± Todas as formas dos verbos terminados em ±jar ou ±jear. Os adjetivos compostos formam o plural da seguinte forma: têm como regra geral. Exemplos: Massagista (derivado de massagem). receptor. passageiro (derivado de passagem).velocíssimo. vertigem. aragem.macérrimo. sábio . sagrado . gíria. -ugem. y Quanto às pessoas do discurso. podendo variar em função do contexto frasal.saníssimo. flexionar o último elemento em gênero e número (lentes côncavo-convexas. J. indicando-o como pessoa do discurso. II ± Os substantivos terminados em ±ágio. igem. mísero . monge. em surdo-mudo flexionam-se os dois elementos. gesto.nigérrimo. Exemplos: Cerejeira (derivado de cereja). -ógio. laranjeira (derivado de laranja). S e Z. gengivite. referente ACENTUAÇÃO GRÁFICA DAS PALAVRAS ORTHOS . a língua portuguesa apresenta três pessoas: y 1ª pessoa . bolsas branco-gelo). megera. refúgio. definir normas as quais as palavras devem ser escritas corretamente. y 2ª pessoa . veloz .. emissor.y y y y y y y y y y y y y y livre . -ígio. Nesse tutorial veremos o emprego das letras G. y A diferença entre pronome substantivo e pronome adjetivo pode ser atribuída a qualquer tipo de pronome.(correta) + GRAFIA (escrita) » escrita correta A função da ortografia é o emprego correto das letras e dos sinais gráficos na língua escrita. Arranjar ± arranjei. Exemplos: Algema. número e pessoa que substitui ou acompanha um substantivo. y Pronome: y É palavra variável em gênero. prodígio. . Os pronomes pessoais são sempre substantivos. egrégio. pobre . Assim. pois com certeza causam dúvidas na hora de grafar corretamente as palavras que necessitam do uso delas.aquele de que ou de quem se fala. arranjamos. IV ± Outros substantivos grafados com G. (vestidos cor-de-rosa). gestação. representando-o. Escrevemos com a letra J: I ± Palavras derivadas de outras que terminadas em ±ja. o pronome substantivo é aquele que substitui um substantivo. auge. gengiva.paupérrimo. lojista (derivado de loja).aquele com quem se fala. Já o pronome adjetivo é aquele que acompanha um substantivo. -égio. (Aquele rapaz é belo). negro . origem.. y 3ª pessoa . não variam as locuções adjetivas formadas pela expressão cor-de-. lisonjear e flexões (derivado de lisonja). estrangeiro.

viajamos. cresço. Exemplos: Catequese. I ± Palavras grafadas com C. extraordinário. gorjeiam. II ± Palavras grafadas com SS. Ç. concessão. nojeira. ESA. cimento. cidadão. nojo. III ± Substantivos com os sufixos -ese. Exemplos: Acrescentar. exceção. Exemplo: Acetona. massagem. muçulmano. manjedoura. excelente. -isa. sujeira. Gorjear ± gorjeio. poetisa. excitação. IV ± Verbos derivados de palavras cujo radical termina em S. IV ± Palavras grafadas com X Exemplos: Aproximação. extasiar (derivado de êxtase). acessório. II ± Adjetivos pátrios com os sufixos ÊS. Exemplos: Inglês. objetivo. diocese. sessão. muriçoca. japonês. excepcional. excitado. profissional. polonesa. trouxe. -ose. exceder. excepcionalmente. trouxeste. japonesa. excedente. IV ± Palavras de origem indígena ou africana: Exemplos: Canjica. teimoso. decrescente. paçoca. Alguns homônimos: Acento Assento Cesta Sexta Cismo Sismo Incipiente Insipiente Ruço Russo Paço Passo EMPREGO DA LETRA S (com som da letra Z) Escrevemos com S ao invés de Z: I ± Adjetivos com sufixos ±oso. Exemplos: Berinjela. traje. exceto. cidade. desço. francês. SC. -osa. SÇ. . V ± Outras palavras grafadas com a letra J.Viajar ± viajei. Exemplos: Analisar (derivado de análise). exceto. carrossel. Exemplos: Exceção. ultraje. Na língua portuguesa existem letras que representam o fonema |s|: C. viajem. açúcar. pajé. holandesa. graciosa. piscina. projeto. X. Exemplos: Gostoso. etc. Jerônimo. V ± Palavras grafadas com XC. SS. adolescente. discussão. anoitecer. profissão. massagista. V ± As formas e derivados dos verbos pôr e querer. expressivo. nojento. projétil. III ± Palavras grafadas com SC. desajeitado. jerimum. Exemplo: Acesso. misteriosa. máximo. crescimento. ajeitar. sacerdotisa. Exemplos: Jeito. jenipapo. proximidade. metamorfose. III ± Palavras cognatas ou derivadas de outras que têm J. próximo. adolescência.Ç. SÇ. XC.

através. Exemplo: Chinês (China). Escrevemos com a letra J: I ± Palavras derivadas de outras que terminadas em ±ja. tais como: Azeite. III ± Verbos terminados em ±izar. e seus cognatos. querosene. IV ± Palavras de origem indígena ou africana: V ± Outras palavras grafadas com a letra J. Exemplos: Fertilizante. -úgio. -ugem. estupidez (estúpido).Exemplos: Pus. francês (França). usineiro. puseste. ESA. etc. prezado. II ± Palavras derivadas de outras cujo radical termina em Z. tais como: EMPREGO DAS LETRAS S/Z I ± sufixo ±ês e ez: ÊS » derivado do latim ense. derivados de adjetivos que denotam qualidade física ou moral. -zinho. riqueza (de rico). esvaziar (derivado de vazio). III ± Palavras cognatas ou derivadas de outras que têm J. pezinho. -ógio. derivados de adjetivos. IV ± Substantivos abstratos terminados em ±eza. III ± Nomes derivados de outros grafados com G. amizade. algumas vezes substantivos. limpeza (de limpo). VII ± Alguns substantivos e seus cognatos. EMPREGO DA LETRA Z I ± Os derivados terminados em ±zal. usina. e seus cognatos. -égio. EMPREGO DA LETRA Z I ± Os derivados terminados em ±zal. derivados de substantivos concretos. -osa. Exemplo: Acidez (ácido). V ± Algumas palavras. igem. Exemplos: Baltasar. IV ± Verbos derivados de palavras cujo radical termina em S. Escrevemos com S ao invés de Z: I ± Adjetivos com sufixos ±oso. polonês (Polônia). EZ » Forma substantivos femininos. -zinha. mesada. presídio. buzina. -zinha. Isabel. quiséssemos. burguês (burgo). V ± Algumas palavras. xadrez. IV ± Outros substantivos grafados com G. Exemplos: Análise. frase. japonês (Japão). etc. V ± As formas e derivados dos verbos pôr e querer. Exemplos: Pobreza (de pobre). SINTESE DO TUTORIAL Escrevemos com a letra G: I ± Substantivos terminados em ±agem. tesoureiro. Exemplos: Cruzeiro (derivado de cruz). IV ± Substantivos abstratos terminados em ±eza. cafezinho. tesoura. holandês (Holanda). nudez (nu). . prisioneiro. quisemos. -ígio. derivados de adjetivos que denotam qualidade física ou moral. compusesse. -zeiro. -zinho. etc. II ± Adjetivos pátrios com os sufixos ÊS. VI ± Alguns nomes próprios. III ± Verbos terminados em ±izar. II ± Todas as formas dos verbos terminados em ±jar ou ±jear. Forma adjetivos. Isaura. vizinha. raposa. II ± Palavras derivadas de outras cujo radical termina em Z. -zeiro. vazamento. II ± Os substantivos terminados em ±ágio. Exemplos: Cafezal. lucidez (lúcido). fertilizar.

III ± sufixos ISAR e IZAR: Verbos terminados em ±isar o radical dos nomes termina em ±s. duquesa. I. II ± na última sílaba dos verbos terminados em ±oar: Exemplo: Abençoe. lh. holandesa.II ± sufixos ESA e EZA ESA Verbos terminados em ±ender: presa (prender). perdoe. V ± no substantivo próprio Bahia. ninho. Empregamos o H nos seguintes casos: I ± inicial. Escrevemos com a letra I: I ± na última sílaba dos verbos terminados em ±uir: . magoe. baiano. franqueza (franco). Exemplo: Chaveiro. (surpreender). perpetue. anteontem. nh. condição. Formas femininas dos adjetivos terminados em ±ês. hélice. quando etimológico. galho. baronesa. camponesa. empresa. minhoca. fraqueza (fraco). Exemplo: Ih! Esqueci da minha chave. telhado. defesa (defender). Nos derivados não se grafa o H. super-homem. burguesa. companhia. Escrevemos com a letra E: I ± na última sílaba dos verbos terminados em ±uar: Exemplo: Continue. III ± palavras formadas com o prefixo ANTE. surpresa. estado. seja no início ou no fim das palavras. chuva. IV ± no segundo elemento dos substantivos compostos unidos por hífen. II ± dígrafos ch. anti-higiênico. marquesa. palhaço. pontue. Exemplo: Civilizar ± (civil + izar) Amenizar ± (ameno + izar) Colonizar ± (colono + izar) Cicatrizar ± (cicatriz + ar) Deslizar ± (deslize + ar) EMPREGO DA LETRA H Não há valor fonético para esta letra. francesa. Exemplo: Consulesa. Exemplo: Japonesa. Exemplo: Frisar (friso + ar) Pisar (piso + ar) Catalisar (catálise + ar) Analisar (análise + ar) Verbos cujo radical não terminam em ±s. baião. manhã. EMPREGO DAS LETRAS E. hérnia. EZA Substantivos femininos abstratos derivados de adjetivos que denotam qualidade. Exemplo: Baiana. mochila. Exemplo: Antebraço. riqueza (rico). O e U. Substantivos que designam títulos de nobreza. pobreza (pobre). polonesa. Horácio. Exemplo: Beleza (belo). habitue. empresário (empreender). III ± nas interjeições. Exemplo: Homem. grafam-seizar. se etimológico: Exemplo: Pré-histórico.

III ± nas palavras de origem africana ou indígena. CS Sexo. As palavras podem apresentar igualdade total ou parcial no que se refere a sua grafia e pronúncia. engolir. SS Auxílio. praxe. exato. quando tem o mesmo som (paço. exatamente. ameixa. Exemplo: Feixe. Escrevemos com CH as seguintes palavras: Mochila. etc. Auxiliadora. chocolate. Xavante. peixe. significa música vocal). mosquito. possui. êxodo. botequim. chupeta. II ± palavras formadas pelo prefixo ANTI Exemplo: Antitetânica. têxtil. exercício. expoente. quando tem a mesma grafia (gosto. Com a letra U escrevemos as seguintes palavras: Cúpula. expiar. etc. baixela. palácio ou passo. proximidade. tóxico. machucado. etc. enxuto. retribui. xícara. devem-se observar as seguintes regras: O fonema s: . mesmo tendo significados diferentes. sexologia. etc. antibiótico. etc. 1ª pessoa do singular do verbo gostar) e homófonas. etc. concha. camundongo. do grego. A ortografia é a parte da língua responsável pela grafia correta das palavras. lixeira. máxima. etc. chuveiro. II ± em palavras iniciadas por ±EN: Enxurrada. enxugamento. próximo. expectativa. chaveiro. S sexta-feira. jabuti. I. significa ângulo / canto. exponencial. toxicologia. As palavras homônimas dividem-se em homógrafas. expiação. enxame. xingar. etc. colcha. Diferenciamos alguns parônimos pela oposição das letras E. xenofobia. chinelo. substantivo e gosto. U: Área ± ária Emigrar ± imigrar Recrear ± recriar Descrição ± discrição Eminente ± iminente Soar ± suar Comprimento ± cumprimento. usufrui. examinar. tribo. baixo. fachada. O. xarope. Findo mais um tutorial com a esperança de ter alcançado o meu objetivo: passar o conhecimento de nossa língua portuguesa Ortografia. Com a letra O escrevemos as seguintes palavras: Canto. IV ± em algumas palavras: Bexiga. mexido. tábua. Escrevemos com X e não com CH: I ± depois de ditongo. textura. do latim. enxugar. extenso. extensivo. machucar. táxi. Abacaxi. Escrevemos com X e não com S: Êxtase. pechincha. flecha. texto. puxada. Z Exílio. enxurrada. movimento durante o andar). caxumba. lixo. salsicha. Essa grafia baseia-se no padrão culto da língua. EMPREGO DO X Na língua portuguesa o X é representado pelos seguintes fonemas: CH CS Z SS S CH Vexame. etc. enxada. xampu. Xingu.Exemplo: Diminui. etc. etc. expansivo. curumim. extensão. manto. tabuada. chave. etc. Essas palavras são chamadas de homônimas (canto. exame. anticristo. Quanto à grafia correta em língua portuguesa. urtiga.

marciano / infrator . uçu.percussão / regredir .Luisinho / Rosa . prim ou com verbos terminados por tir ou meter Exemplos: agredir . y as formas verbais pôr e querer.regressão / oprimir .cafezal  lápis + inho . poetisa. falasse Escreve-se com C ou Ç e não com S e SS: y os vocábulos de origem árabe: Exemplos: cetim.decisão / empreender .lapisinho y após ditongos Exemplos: coisa.abstenção / deter .ascensão / inverter . ricaço. cachaça. pouso y em verbos derivados de nomes cujo radical termina com s. ecer.recurso / discorrer . caniço. Exemplos: anális(e) + ar . pausa.assimétrico / re + surgir . caçula.Escreve-se com S e não com C/Ç: as palavras substantivadas derivadas de verbos com radicais em nd. esia.pretensão / expandir . y estrangeirismo. Exemplos: pé + inho . cuja letra G é originária. rt. metamorfose.inversão / aspergir aspersão / submergir .atenção / reter . freguesia. esa. Exemplos: aludir . girafa. aço. ou em gentílicos e títulos nobiliárquicos. carniça. carapuça. cacique y os sufixos aça. empalidecer. Exemplos: catequese.impressão / admitir . to(r) Exemplos: marte . princesa.sensível / consentir consensual Escreve-se com SS e não com C e Ç: y os nomes derivados dos verbos cujos radicais terminem em gred. rg.pezinho / café + al . pus. ese.lapisinho O fonema j: Escreve-se com G e não com J: y as palavras de origem grega ou árabe Exemplos: tigela.discurso / sentir .repulsa / recorrer . ise e ose.Rosinha / lápis .absorção O fonema z: Escreve-se com S e não com Z: y os sufixos: ês.pesquisar Escreve-se com Z e não com S: y os sufixos ez e eza das palavras derivadas de adjetivo Exemplos: macio . Exemplos: barcaça. uça.alusão / decidir . coice.infração / absorto .impulsivo / compelir compulsório / repelir . y os sufixos gregos: ase. Exemplos: abster .opressão / comprometer . Exemplos: sargento. pel. quisera.ressurgir y no pretérito imperfeito simples do subjuntivo Exemplos: ficasse. etc. quis.finalizar / concreto . corr e sent. baronesa. quiseste. çar. esperança.empresa / difundir .detenção / ater .submissão y quando o prefixo termina com vogal que se junta com a palavra iniciada por s Exemplos: a + simétrico . nça. Exemplos: pretender . gim. ação.analisar / pesquis(a) + ar .diversão / impelir .difusão y os diminutivos cujos radicais terminam com s Exemplos: Luís .compromisso / submeter . y .cessão / exceder excesso / percutir .admissão / ceder . ced. iça. traição y palavras derivadas de outras terminadas em te.agressivo / imprimir .riqueza y os sufixos izar (desde que o radical da palavra de origem não termine com s) Exemplos: final . Exemplos: pôs.expansão / ascender . quando o radical é substantivo. e isa. freguesa.concretizar y como consoante de ligação se o radical não terminar com s. açúcar y os vocábulos de origem tupi. aguçar. y nomes derivados de verbos com radicais terminados em d. africana ou exótica Exemplos: cipó.submersão / divertir . açucena. Juçara.maciez / rico . gesso. Exemplos: freguês. dentuço y nomes derivados do verbo ter.retenção y após ditongos Exemplos: foice.

filé. Exemplos: eleger. ultraje O fonema ch: Escreve-se com X e não com CH: y as palavras de origem tupi. y atenção para as palavras que mudam de sentido quando substituímos a grafia e pela grafia i: área (superfície). nenéns. seguidos ou não de S. y depois da letra a.substantivo critica . E. sapé. ugem. caqui. chope. só o ditongo interno cãibra. Os monossílabos tônicos apresentam acento próprio. Corumbá. Exemplos: xampu. A presença da sílaba tônica na língua portuguesa cria os seguintes grupos: y palavras oxítonas. mocotó. y as palavras de origem árabe. amém. aci. ógio. majestade. Exemplos: alforje. feixe. rondó. tumultue. faz). dilatar (expandir) / emergir (vir à tona). quente. antepenúltima sílaba é a tônica: cômodo. Escrevemos com i. massapê. Observação Exceção: pajem y as terminações: ágio. y . africana ou exótica. Exemplos: frouxo. ENS: caju. sortilégio. ora para outra. imergir (mergulhar) / peão (de estância. pronunciado com intensidade (gás.forma verbal Dentro da língua portuguesa é a pronúncia que permite ao leitor identificar o significado das palavras acima. igem. Belém. chumbo. os verbos com infinitivo em -air. jibóia. oge (com poucas exceções) Exemplos: imagem. y depois de ditongo. africana ou exótica. mochila. armazéns. y palavras proparoxítonas. armazém. São acentuadas. y depois de en. lagartixa. Exemplos: emergir. porque ora damos entonação maior para uma sílaba. y as palavras de origem inglesa (sh) e espanhola (J). y os verbos que apresentam infinitivo em -oar. manjerona. Já os monossílabos são palavras que apresentam apenas uma sílaba. -uar são escritos com e: caçoe. bege. de madeira). ege. Iguaçu. As letras e e i: y os ditongos nasais são escritos com e: mãe. Exemplos: enxurrada. y as palavras terminada com aje. japonês. y os verbos terminados em ger e gir. Essa sílaba pronunciada com uma entonação maior recebe o nome de sílaba tônica: cô-mo-do. crítica . agente. chassi. a última sílaba é a tônica. salsicha. E em EM. Exemplos: laje. Com i. foge. miudeza. ígio. portanto. desde que não seja radical terminado com j. jiló. Exemplos: sufrágio. maracujá. y palavras paroxítonas. litígio. Exemplos: ágil.Cheio . maná. põem. ugio. hoje. xucro. Escreve-se com J e não com G: y as palavras de origem latinas Exemplos: jeito. ária (melodia) / delatar (denunciar). penugem. Já os monossílabos átonos não se destacam e estão ligados às palavras mais próximas (o homem. Acentuação. enxoval Observação: Exceção: quando a palavra de origem não derive de outra iniciada com ch .(enchente) Escreve-se com CH e não com X: y as palavras de origem estrangeira Exemplos: chave.as terminações: agem. dói. pião (brinquedo). Eles podem ser tônicos ou átonos. vertigem. y depois da letra "r" com poucas exceções. -oere -uir: trai. quando terminarem em A. parabéns. surgir. possui. égio. sanduíche. filó. relógio. Maringá. espadachim. Exemplo: abacaxi. também. a penúltima sílaba é a tônica: porta. mugir. refúgio. O. sonâmbulo. rapé. muxoxo. hora. que anda a pé).

pode (pres. cipó. o em. xô. saí. crescente ou decrescente.: aí: a-í. cajá. herói y hiato . y Apesar de não poder ser considerado um caso de tonicidade. "aquilo": à. cáries. de poder) y pôr (verbo) . ágil. mas por o i e o u formarem sílabas sozinhos. amável. pónei.i e u nas condições: o sejam a segunda vogal tónica / tônica de um hiato. ãos: ímã. café. os: só.Têm a última sílaba tônica. éter. egoísta: e-go-ís-ta. precedidas de ditongo. álbuns.indicativo) (opcionalmente) O acento diferencial do pretérito é opcional. órfãs. Acento diferencial O acento diferencial é utilizado para diferenciar palavras de grafia semelhante. nó. o acento diferencial foi quase totalmente eliminado da escrita. "aquelas". lúcido. parabélum. vá. a pronúncia continua a mesma. num hiato. as: Pará. Júpiter. mês. coloca-se um acento grave "`" na crase da preposição "a" com os artigos femininos "a". prótons. vi-ú-vo. ãs. mágoas. obviamente. hífen. r. heroína: he-ro-í-na. o o. caráter. balaústre: ba-la-ús-tre. vintém. bênção. ímãs. árduo.tem (terceira pessoa do singular do verbo ter) y Os derivados do verbo ter têm na terceira pessoa do singular um acento agudo "´". ão. ons: vírus. "aqueles". beribéri.abertos tónicos / tônicos quando em palavras oxítonas o éi: anéis. véu o ói: constrói. É o caso de: lâmpada. y ditongo . sótãos. trôpego. troféu. fácil. às. o e. júri. Disso. ps: incrível. ótimo. Após a Reforma Ortográfica. armazéns. fé. flácido. faísca: fa-ís-ca. São acentuadas as que terminam em: o i. us. ónix / ônix. "aquela". estás. parabéns. etc. bónus / bônus. àquele. o e. de poder) . bíceps. y paroxítonas . o não sejam seguidas pelo dígrafo nh. o ã. éden. útil. mocotó. órfã. . porém. pó. seguido ou não de s: água. São acentuadas as que terminam em: o a. nesse caso.mantêm y fôrma (substantivo) . y monossílabostónicos / tônicos . lápis.indicativo) chegamos (1ª pessoa do plural no presente . jóqueis. "as" e com os pronomes demonstrativos "aquele". Palavras como baú. gás. um. Atlântico. já a com timbre fechado ou nasal é acentuada com um acento circunflexo. fénix / fênix.por (preposição) y têm (terceira pessoa do plural do verbo ter) . é a sílaba que leva acento. nêutron. fiéis. jóquei. do ind. É utilizado nos seguintes casos: y pôde (pret. supôs. on. destróier. fórceps. o formem sílabas sozinhos ou com s na mesma sílaba.são todas acentuadas. parabéluns. má. dói. y Não se acentuam as palavras oxítonas terminadas em i ou u (seguidos ou não do s). três. do ind.são as palavras mais numerosas da língua e justamente por isso as que recebem menos acentos. o não sejam. resultam as seguintes regras básicas: y proparoxítonas . perf.forma (substantivo e verbo)(opcionalmente) O acento em "fôrma" pode ser considerado opcional. àquilo. mártir. são acentuadas não por serem oxítonas. crê. ex. Urupês. uns. y chegámos (1ª pessoa do plural no pretérito . x. Brás. Quéops. pôs. as: pá. ens: alguém. também. y oxítonas . es: pé. o ditongo oral. papéis o éu: céu. só. Têm a antepenúltima sílaba tônica e. retrós. is: táxi. paletó. viúvo. quando em palavras paroxítonas. es: você. tórax. o o. o l. já a terceira pessoa do plural tem um acento circunflexo "^" mantém . irás. saúde: sa-ú-de. ninguém. avô. revólver. cá. álbum. A vogal com timbre aberto é acentuada com um acento agudo.Regras de acentuação: As regras de acentuação gráfica procuram reservar os acentos para as palavras que se enquadram nos padrões prosódicos menos comuns da língua portuguesa. n. Anhagabaú. órgão. nós. saída: sa-í-da. víssemos. o u. os: jiló. jacarés. pólen. vatapá. grátis. órfãos. relâmpago. avó.são acentuados os terminados em: o a. Têm a penúltima sílaba tônica. o não forem repetidas (i-i ou u-u)..

is e u. cipós. ens: ninguém.rainha. argúis. averigúem. órfãs ei(s): jóquei. ruim. independente da posição de tonicidade. tainha Acentua-se também as primeiras vogais dos hiatos oo e eem. mês. o. anéis éu(s): chapéu. conjunção) quê (substantivo ou em fim de frase) porque (advérbio ou conjunção) porquê (substantivo ou em fim de frase) pára (verbo) para (preposição) pélo. nós. ã(s): órfãos. apazigúes. apazigúem. pélas.Acentuamos os monossílabos tônicos terminados em: a. áreas São acentuados todos os proparoxítonos: cômodo. pela (preposição + artigo) péla. mágoa. e. somente serão acentuadas quando formarem hiatos: baú. lápis us: vírus um. obliqúes.vôo. obliqúem. Se o I destes casos vier seguido de NH não será acentuado . es: pé. açaí. uns: álbum. pelas. Já o acento diferencial aparece nas seguintes situações: ás (substantivo) às (contração) pôr (verbo) por (preposição) que (pronome. que. se tônicos . os: avó. pélas (jogo) . Todos os ditongos abertos. e. us. Acentua-se os oxítonos terminados em: a. as: lá. péla (verbo) pelo. álbuns r: revólver x: tórax n / nos: hífen. crêem. argúem. prótons l: fácil ps: bíceps ditongos crescentes seguidos ou não de S: ginásio. sofás. são acentuados: éi(s):assembléia. heróis São acentuados I e U. obliqúe. São acentuados os paroxítonos terminados em: ão(s). O U dos grupos gue. apazigúe. As palavras oxítonas terminadas em i. es: jacaré. as: Pará. fáceis i(s): júri. juiz. seguidos ou não de S. argúi. o. cafés. lâmpada. qui se forem tônicos levarão acento: averigúe. em. egoísmo. armazéns. averigúes. os: pó. tônicos e que formam hiato: saúde. troféus ói(s):heróico. hás. gui.

arco-íris .processo em que ocorre a junção de dois ou mais radicais. é necessário o conhecimento dos seguintes processos de formação: Composição . y aglutinação: quando ocorre a alteração fonética. côas (verbo) coa.rebento ou broto de árvore) pola. Exemplos: comprá-la. Processos de formação de palavras: As palavras estão em constante processo de evolução. Nos nomes compostos. ele vem. y sufixal: acréscimo de sufixo à palavra primitiva (clara-mente). considera-se a tonicidade da última palavra para efeito de classificação. y regressiva: redução da palavra primitiva.pólo. polas (por + las) pêra (fruta ou barba) pera (preposição arcaica) côa. As demais palavras que constituem o nome composto são ditas átonas. com perda de elementos (pernalta. y prefixal: acréscimo de prefixo à palavra primitiva (in-útil).só possuem um radical (couve. coas (preposição + artigo) pôde (pretérito perfeito) pode (presente do indicativo) Ter e vir na 3ª pessoa plural recebem acento: ele tem. substituí-lo. o que torna a língua um fenômeno vivo que acompanha o homem. flor) y palavras compostas . Os pronomes oblíquos átonos o/a/os/as podem transformar-se em lo/la/los/las ou no/na/nos/nas em função da terminação verbal. em função da estruturação e origem das palavras encontramos a seguinte divisão: y palavras primitivas .derivam de outras (casebre. sexta-feira). . Exemplos: couve-flor . São dois tipos de composição.oxítona.não derivam de outras (casa.possuem mais de um radical (couve-flor. geram acentuação se a forma verbal (sem o pronome) tiver seu acento justificado por alguma regra. y justaposição: quando não ocorre a alteração fonética (girassol.processo em que a palavra primitiva (1º radical) sofre o acréscimo de afixos. pôlos (ave) pôla. pólos (extremo ou jogo) pêlo. Quando os verbos terminam por R/S/Z ou no caso de mesóclise (R). Nesse processo forma-se substantivos abstratos por derivação regressiva de formas verbais (ajuda / de ajudar). São cinco tipos de derivação. aguardente) Para a formação das palavras portuguesas. de perna + alta).paroxítona. comprá-la-íamos  parti-los. eles têm. Por isso alguns vocábulos caem em desuso (arcaísmos). Derivação . pelos (preposição = artigo) pôlo. eles vêm Observações: Alguns problemas de acentuação devem-se a vícios de fala ou pronúncia inadequada de algumas palavras. flor) y palavras derivadas . Esse processo é responsável pela formação de verbos. y parassintética ou parassíntese: acréscimo simultâneo de prefixo e sufixo. pêlos (cabelo) pelo. Na Língua Portuguesa. à palavra primitiva (em + lata + ado). enquanto outros nascem (neologismos) e outros mudam de significado com o passar do tempo. de base substantiva ou adjetiva. vendê-los. pôlas (substantivo . florzinha) y palavras simples .

Quanto ao tempo verbal. mas não foi concluída ou era uma ação costumeira no passado. y pretérito imperfeito do indicativo: indica um fato real cuja ação foi iniciada no passado. São classificados como anômalos em todas as gramáticas os verbos ser e ir. y Onomatopéia: reprodução imitativa de sons (pingue-pingue. extra.eu canto) e formas arrizotônicas (tonicidade fora do radical . latim e grego / alcalóide. y formas rizotônicas (tonicidade no radical .no presente do indicativo só apresenta a 1ª e a 2ª pessoa do plural). gerúndio e particípio) não possuem função exclusivamente verbal. pneu. 2ª ou 3ª. enquanto o gerúndio equipara-se ao adjetivo ou advérbio pelas circunstâncias que exprime.africano e latino / sambódromo . duvidoso ou hipotético situado no momento ou época em que se fala. y certos verbos possuem pronomes pessoais átonos que se tornam partes integrantes deles.imprópria: é a alteração da classe gramatical da palavra primitiva ("o jantar" . duvidoso ou hipotético cuja ação foi iniciada mas não concluída no passado. o particípio tem valor e forma de adjetivo. A partir de siglas. petista) y Neologismo: nome dado ao processo de criação de novas palavras. obs. y voz: ativa. alcoômetro. Infinitivo é antes substantivo. devendo-se usar o particípio regular com ter e haver. De acordo com a relação dos verbos com esses paradigmas. já o irregular com ser e estar (aceito/aceitado. o presente. a língua portuguesa também possui outros processos para formação de palavras. miau). y pessoa gramatical: 1ª. eles apresentam os seguintes valores: y presente do indicativo: indica um fato real situado no momento ou época em que se fala. como: y Hibridismo: são palavras compostas. passiva e reflexiva. ou derivadas.de substantivo próprio a comum). y abundantes . y defectivos: não são conjugados em determinadas pessoas.nós cantaríamos). unipessoais (vozes ou ruídos de animais. zunzum. . y Abreviação vocabular: redução da palavra até o limite de sua compreensão (metrô. o pronome não tem função sintática (suicidar-se. "é um judas" . y pretérito imperfeito do subjuntivo: indica um fato provável.ABL). y pretérito perfeito do indicativo: indica um fato real cuja ação foi iniciada e concluída no passado. bígamo.africano e grego / burocracia .estou/estão). moto. seja ação. Em função da vogal temática. y Verbo: É a palavra variável que exprime um acontecimento representado no tempo. formam-se outras palavras também (aidético.) y Siglas: a formação de siglas utiliza as letras iniciais de uma seqüência de palavras (Academia Brasileira de Letras . estar .tenho/hei aceitado  é/está aceito).de verbo para substantivo.). y tempo: referência ao momento em que se fala (pretérito. constituídas por elementos originários de línguas diferentes (automóvel e monóculo. estado ou fenômeno da natureza. presente ou futuro). advertência ou pedido). y presente do subjuntivo: indica um fato provável. y irregulares: não seguem o paradigma verbal da conjugação a que pertencem. As irregularidades podem aparecer no radical ou nas desinências (ouvir . Além desses processos. destacam-se os anômalos que apresentam profundas irregularidades. só conjugados nas 3ª pessoas) por eufonia ou possibilidade de confusão com outros verbos. Os defectivos distribuem-se em três grupos: impessoais. acendido/aceso . Mais freqüente no particípio. obtém-se a seguinte classificação: y regulares: seguem o paradigma verbal de sua conjugação.apresentam mais de uma forma para uma mesma flexão. ou para palavras que adquirem um novo significado. As três formas nominais do verbo (infinitivo. bicicleta. Nesses casos. Presentes nos tempos compostos e locuções verbais.. y modo: indicativo (certeza de um fato ou estado).francês e grego). grego e latim / sociologia. Os verbos apresentam três conjugações. tempo ou modo (falir . subjuntivo (possibilidade ou desejo de realização de um fato ou incerteza do estado) e imperativo (expressa ordem. apiedar-se. queixar-se etc. Quanto à flexão verbal. árabe e grego / caiporismo: tupi e grego / bananal . podem-se criar três paradigmas verbais. temos: y número: singular ou plural. dr.ouço/ouve. Entre os verbos irregulares. y auxiliares: juntam-se ao verbo principal ampliando sua significação. O modo imperativo só tem um tempo.

dito principal. y pretérito mais-que-perfeito: imperfeito do subjuntivo do auxiliar + particípio do VP (Tivesse falado). os verbos apresentam a voz: y ativa: sujeito é agente da ação verbal. y reflexiva: sujeito é agente e paciente da ação verbal. Na transformação da voz ativa na passiva. y futuro do presente: futuro do presente do indicativo do auxiliar + particípio do VP (Terei falado). a variação temporal é indicada pelo auxiliar (ser na maioria das vezes). y gerúndio composto: gerúndio do auxiliar + particípio do VP (Tendo falado). y futuro do presente do indicativo: indica um fato real situado em momento ou época vindoura. y São derivados do infinitivo impessoal: y futuro do presente do indicativo: TEMA do infinitivo + RA + DNP. y futuro composto: futuro do subjuntivo do auxiliar + particípio do VP (Tiver falado).pretérito mais-que-perfeito do indicativo: indica um fato real cuja ação é anterior a outra ação já passada. hipotético. y futuro do subjuntivo: TEMA do perfeito + R + DNP. -EM) y gerúndio: TEMA do infinitivo + -NDO. duvidoso. Quanto às formas nominais. y particípio regular: infinitivo impessoal sem vogal temática (VT) e R + ADO (1ª conjugação) ou IDO (2ª e 3ª conjugação). -MOS. Não há presente composto nem pretérito imperfeito composto Quanto às vozes. No modo Indicativo.) ou IA (2ª e 3ª conj. y futuro do subjuntivo: indica um fato provável. situado num momento ou época futura. Também pode ser recíproca ao mesmo tempo (acréscimo de SE = pronome reflexivo. os tempos compostos são formados da seguinte maneira: y pretérito perfeito: presente do indicativo do auxiliar + particípio do verbo principal (VP) [Tenho falado]. elas são formadas da seguinte maneira: y infinitivo composto: infinitivo pessoal ou impessoal do auxiliar + particípio do VP (Ter falado / Teres falado). as demais também vêm do presente do subjuntivo). y futuro do pretérito: futuro do pretérito indicativo do auxiliar + particípio do VP (Teria f alado). O modo subjuntivo apresenta três pretéritos.) + DNP. mas ligado a um momento passado. situado num momento futuro. y presente do subjuntivo: RAD da 1ª pessoa singular do presente + E (1ª conj. variável em função da pessoa do verbo). hipotético. No modo Subjuntivo a formação se dá da seguinte maneira: y pretérito perfeito: presente do subjuntivo do auxiliar + particípio do VP (Tenha falado). mas passeemos). y pretérito mais-que-perfeito: pretérito imperfeito do indicativo do auxiliar + particípio do VP (Tinha falado).verbo auxiliar + particípio do verbo principal.2ª pessoa. São derivados do pretérito perfeito do indicativo: y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: TEMA do perfeito + RA + DNP. y pretérito imperfeito do subjuntivo: TEMA do perfeito + SSE + DNP.) + Desinência número pessoal (DNP). Os verbos em -ear têm duplo "e" em vez de "ei" na 1ª pessoa do plural (passeio. Quanto à formação.) ou A (2ª e 3ª conj. y futuro do pretérito: TEMA do infinitivo + RIA + DNP. y futuro do pretérito do indicativo: indica um fato possível. y passiva: sujeito é paciente da ação verbal. os chamados tempos simples podem ser primitivos (presente e pretérito perfeito do indicativo e o infinitivo impessoal) e derivados: São derivados do presente do indicativo: y pretérito imperfeito do indicativo: TEMA do presente + VA (1ª conj.O trabalho foi feito por ele y . -DES. os tempos compostos da voz ativa constituem-se dos verbos auxiliares TER ou HAVER + particípio do verbo que se quer conjugar. como notamos nos exemplos a seguir: Ele fez o trabalho . Quanto à formação dos tempos. y imperativo negativo (todo derivado do presente do subjuntivo) e imperativo afirmativo (as 2ª pessoas vêm do presente do indicativo sem S. A voz passiva pode ser analítica ou sintética: y analítica: . sendo o imperfeito na forma simples e o perfeito e o mais-que-perfeito nas formas compostas. y infinitivo pessoal: infinitivo impessoal + DNP (-ES . y sintética: na 3ª pessoa do singular ou plural + SE (partícula apassivadora).

A seguir temos uma lista. urgir) y Agredir (alternância vocálica e/i) .pretérito perfeito .. aguastes.atraí. côa..presente do indicativo . averiguaste. aprouvemos. mobíliam . jazes.. cearam (= verbos terminados em -ear: falsear. transgredir) / Aguar (regular) . compeles. coagir..aprouve.. erigir. atribuem .. distrair.pretérito perfeito .arguo (ú). constroem (ou construem) . ceaste.presente do indicativo . vão . vamos. côas. ceou.presente do indicativo . ceastes. aprouvestes.. averiguas (ú).averigüei.presente do indicativo . agredimos. argüiste.presente do indicativo . argúem . agridem (= prevenir.ceio. cria. ceamos.. regredir.. magoar.pretérito perfeito indicativo .. e pretérito perfeito do indicativo . carpir.pretérito perfeito indicativo ..) y Coar (irregular) . y Mobiliar (irregular) . foste. diferir.pretérito perfeito indicativo . emergir. vai. frege. averiguamos. crias. apraz. .pretérito perfeito ... compilaste. sair. odiar) y Compelir (alternância vocálica e/i) . construíste.. águas. averigua (ú).. coou.presente do indicativo .obstei. atribuíste. aguou. argúis. coais. constrói (ou construi). vás.. averigúes. atribui. . (= afluir. y Abolir (defectivo) .creio. argúi. aprouveram y Argüir (irregular com alternância vocálica o/u) . credes. incendiar.. atribuímos.averiguo (ú). constróis (ou construis).. compila... agrides. vais. argüis. jazeste.frigi.. remediar.compilei.agrido. atribuís. y Crer (irregular) . subtrair) y Atribuir (irregular) .presente do subjuntivo . atrais. frigis... (= aguerrir. consumir. fulgir.pretérito perfeito indicativo . obstas.atribuí. averiguais.. minguar) y Aprazer (irregular) . ceais. foragir-se. averigúe. argüimos. compilas.. aprouveste. creste. ..presente do indicativo ...mobiliei. y Compilar (regular) . ceias.pretérito perfeito indicativo . crêem . y Ir (irregular) . remir.. agredis. mobília.. espargir. possuir. ceamos. (= abençoar.. ...pretérito perfeito do indicativo . coam . (com trema) y Atrair (irregular) ...presente do indicativo .cria. (= afligir. comercias. críamos.comerciei. construís. / pretérito perfeito do indicativo .compilo. .presente do indicativo . mobiliamos. mobiliaste.águo.presente do indicativo . atraíste...frijo..construo. vamos. freges. engolir. (= verbos em -iar .presente do indicativo ..ajo.(mantido o pretérito perfeito do indicativo) / O vento ia levando as folhas . haurir.. digerir.presente do indicativo . seguida de comentários sobre essas dificuldades de conjugação. vá. ages. crê. colorir. mobiliais. renhir) y Frigir (acomodação gráfica g/j e alternância vocálica e/i) . passear.vou. demolir.adiro. atribuis.ceei.construí. . excluir.presente do indicativo . frigiste.cri. adere..argüi. aguamos.presente do indicativo comercio.pretérito perfeito coei.. coaste.presente do indicativo .. despir. transigir.falimos. ferir..atribuo. críeis. faliste.fali..pretérito perfeito indicativo . concluir. destituir. (= banir.. construímos.pretérito perfeito indicativo .. urgir) y Acudir (alternância vocálica o/u) . fregem .mobílio.presente subjuntivo . aguaste.jazo. aguaram (= desaguar. atribuiu. progredir. delinqüir.imperfeito indicativo . sugerir) y Agir (acomodação gráfica g/j) . exceto os seguintes verbos: mediar. descomedir-se.presente do indicativo . ceia. averiguam (ú) . cremos.presente do indicativo .obsto. fugir) / Adequar (defectivo) . coamos. cerzir. cremos. compeliste.presente do indicativo .agüei.pretérito perfeito .compilo. criam y Falir (defectivo) .presente do indicativo .pretérito perfeito indicativo . falis .presente do indicativo .pretérito perfeito indicativo . vades. . agride. / pretérito perfeito .presente do indicativo . exaurir. Alguns verbos da língua portuguesa apresentam problemas de conjugação. . ides.. . creu. cuspir. creram .jazi. crês. frigimos. aprouve.com u (= bulir.. vão y Jazer (irregular) .aprazo.acudo. y Construir (irregular e abundante) .presente do indicativo .pretérito perfeito indicativo . ceiam . instruir.. (= apaziguar) y Cear (irregular) .presente do indicativo .. aprazes. / Obstar (regular) . refulgir.atraio..averigúe.compeli. divergir. por isso não possui presente do subjuntivo e o imperativo negativo. acodes.. crestes.vá. perdoar) / Comerciar (regular) . combalir.. . enxaguar. retorquir. cair.alguns apresentam pronúncia aberta: estréio..côo.. (= abstrair.pretérito perfeito indicativo fui. jazeu.As folhas iam sendo levadas pelas folhas (mantido o gerúndio do verbo principal). estréia. restringir.. obstaste.só possui a 1ª e a 2ª pessoa do plural no presente do indicativo y Aderir (alternância vocálica e/i) .não possui a 1ª pessoa do singular do presente do indicativo. mobílias. fremir. (= advertir. ansiar.. usufruir) y Averiguar (alternância vocálica o/u) ..

.. provês.presente do indicativo . . . suas... desses. damos.pretérito perfeito indicativo ri. désseis. saúdas. esteja. caibais. sua.requeiro. reouveste. estivemos.pretérito perfeito indicativo requeri.presente do indicativo .saúdo.pretérito perfeito indicativo . deres. pretérito mais-que-perfeito do indicativo: dissera. recuar. Também merecem atenção os seguintes verbos irregulares: Pronominais: Apiedar-se.provi. condizer. pretérito mais-que-perfeito do indicativo: coubera. etc. maldizer. dá.precavi-me. cabe.provejo. coubésseis. Suar (regular) . situar) Valer (irregular) . Dar presente do indicativo: dou. dizeis. disserdes. futuro do presente: direi. riem . desdizer. desse. deram. bendito.presente do indicativo . dermos.reouve. disséramos. disséssemos.. individuar. coubemos. caibam.valho. diferindo dele na 1ª pessoa do singular do presente do indicativo e no pretérito perfeito do indicativo e derivados. estiveram. coubéssemos. dão. coubeste. medir) / Polir (alternância vocálica e/i) presente do indicativo . coubesses... derdes. vales.presente do indicativo . estejas. dignar-se. couberam.rio. cabemos.reavemos.presente do indicativo .. pretérito imperfeito do subjuntivo: coubesse. estais.presente do indicativo . estejamos. dirias. couberes.y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y Pedir (irregular) .remi.pulo. . pedimos. precaveis-vos pretérito perfeito indicativo . riste. sendo regular) Rir (irregular) . dessem.. suaste. estejais. poliste.peço. pedis. ri. estamos..poli. déramos. pules. (derivado do querer. (verbo derivado do haver. valeste. couberam. reaveis .. deis. dissésseis. estás. couberdes.. pedem . estejam.pedi. caiba.presente do indicativo . predizer. / Prover (irregular) . provê. dirás. provemos. Precaver-se (defectivo e pronominal) . pule. couber. disser. pretérito imperfeito do subjuntivo: desse. dissermos. dissere m. dizes. disseres. disse. presente do subjuntivo: dê. remis .pretérito perfeito indicativo . proveste. futuro do pretérito: diria. dizemos. valeu. deu. sou.pretérito perfeito indicativo . demos. coubéramos. polis.. pretérito perfeito do indicativo: coube. dera. pretérito perfeito do indicativo: dei. dissesse.. pretérito imperfeito do subjuntivo: dissesse. pediste.vali.pretérito perfeito indicativo .pretérito perfeito indicativo .. estivestes. remiste.pretérito perfeito indicativo .. esteve. futuro do subjuntivo: der. dirá. digais. digamos. Seguem esse modelo os derivados bendizer.. expedir. dê.. disseram.. precaveste-te.pretérito perfeito indicativo . cabem. derem. diria.saudei... habituar. estão. dizem. (= despedir.. provedes. etc... dás.pretérito perfeito indicativo . . reouve. pedes. caibamos. deras. coubéreis. couberas. futuro do subjuntivo: disser. presente do subjuntivo: diga. saudaste.. digas.. disséreis. coube. caibas. dissera. contradito. couberem. deram. déreis.. der. coubermos.suo. . presente do subjuntivo: caiba.presente do indicativo .remimos. dêem. coubesse. Requerer (irregular) . continuar. diga. contradizer.. disseras. pretérito mais-que-perfeito do indicativo: dera. dissessem. disseste.presente do indicativo . dissesses. provêem . demos. dais. dissestes. mas só é conjugado nas formas verbais com a letra v) Remir (defectivo) .. persignar-se. requeres. diz. rimos. coubera. (= sorrir) Saudar (alternância vocálica) . rides.. coubestes. etc. destes. estiveste. déssemos. cabeis. pulem . (= atuar. Dizer presente do indicativo: digo. precaver-se Caber presente do indicativo: caibo. futuro do subjuntivo: couber. proveu. deste.precavemo-nos. requereu.suei.. coubessem.presente do indicativo . cabes. Estar presente do indicativo: estou. está. requereste. vale. dês. presente do subjuntivo: esteja. Os particípios desse verbo e seus derivados são irregulares: dito. dissemos. pretérito perfeito do indicativo: disse. pretérito perfeito do indicativo: estive. / Reaver (defectivo) . pede.. polimos. digam. rir. disseram.

estiveras. fizer. pudeste. dispor. opor. pudermos. puderes. possas. y presente do subjuntivo: vá. hajais. houvésseis. punha. y pretérito perfeito do indicativo: pude. y pretérito perfeito do indicativo: quis. queirais. houveste. estivermos. descompor. estiver. estiverem. íamos. havemos. houveres. pomos. puserdes. recompor. estivesse. fizesses. possam. queres. y futuro do subjuntivo: puser. estivéramos. decompor. indispor. repor. transpor são alguns deles. ponhais. fizer em. puder. fizeste. desfeito. fizessem. quiseram. fazem. pressupor. y pretérito imperfeito do subjuntivo: estivesse. etc. pôde. interpor. vais. y futuro do subjuntivo: puder. estivéssemos. pondes. houvemos. pudéreis. fôssemos. fizemos. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: quisera. puderam. Haver y presente do indicativo: hei. possamos. depor. vá. querem. fizésseis. foram. houvesse. ia. foi. pusesse. Os particípios desse verbo e seus derivados são irregulares: feito. vão. hajas. pudessem. houve. fôreis. podeis. queira. ponham. y pretérito imperfeito do indicativo: punha. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: fizera. satisfeito. for. houverem. quisemos. y futuro do subjuntivo: houver. estivésseis. quisestes. haja. y presente do subjuntivo: ponha. vão. punham. fomos. fosses. façam. puser. fazemos. púnheis. forem. houverdes. quereis. hão. fores. impor. quiséreis. y pretérito imperfeito do subjuntivo: quisesse. fizéreis. podemos. podem. quisermos. houvera. predispor. pudemos. foste. hajam. faça. y pretérito imperfeito do subjuntivo: pudesse. sobrepor. hajamos. queiram. pospor. y presente do subjuntivo: possa. quiserdes. puderem. puséreis. y pretérito perfeito do indicativo: houve. compor. houvéramos. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: pusera. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: houvera. fizeras. expor.pretérito mais-que-perfeito do indicativo: estivera. propor. y presente do subjuntivo: queira. fôramos. façamos. queiramos. y presente do subjuntivo: haja. houvéreis. fizera. fazes. quiser. puseram. pôs. quiséramos. houvessem. estivessem. possais. vamos. fizeres. supor. houvestes. Ir y presente do indicativo: vou. pudesses. houveram. Fazer y presente do indicativo: faço. pusessem. pudesse. pudéssemos. y pretérito perfeito do indicativo: pus. faz. pode. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: fora. há. punhas. vamos. puserem. y pretérito imperfeito do subjuntivo: fizesse. fosse. fizesse. y . Poder y presente do indicativo: posso. haveis. quiséssemos. liquefazer e satisfazer. vás. quis. fordes. y pretérito perfeito do indicativo: fiz. quiserem. y presente do subjuntivo: faça. pudera. quisésseis. houvesses. fora. puseste. estiveram. queremos. Pôr y presente do indicativo: ponho. estiveres. vades. pusésseis. formos. fizestes. quiseram. y pretérito imperfeito do subjuntivo: houvesse. y futuro do subjuntivo: fizer. ides. fostes. quisesses. Seguem esse modelo desfazer. estivesses. fizéssemos. pusestes. puderam. põem. liquefeito. puséssemos. quisera. y futuro do subjuntivo: estiver. pusemos. pões. fossem. vai. puderdes. houveram. pudésseis. iam. Todos os derivados do verbo pôr seguem exatamente esse modelo: antepor. quiseras. puseres. y pretérito imperfeito do subjuntivo: pusesse. pusermos. puseram. ias. púnhamos. fazeis. quiseste. contrapor. y pretérito imperfeito do subjuntivo: fosse. estiverdes. foras. fora m. houvermos. y pretérito imperfeito do indicativo: ia. fez. quisesse. faças. estivéreis. quer. façais. fizerdes. puséramos. puderas. quiseres. queiras. possa. ponha. fizeram. y futuro do subjuntivo: quiser. houver. pudestes. põe. pusera. fizermos. houveras. pusesses. pudéramos. y pretérito perfeito do indicativo: fui. fôsseis. íeis. hás. houvéssemos. quisessem. fizeram. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: pudera. Querer y presente do indicativo: quero. ponhamos. fizéramos. estivera. ponhas. y futuro do subjuntivo: for. puseras. podes.

As segundas pessoas do imperativo afirmativo são: sê (tu) e sede (vós). foi. fores. vierem. Seguem esse modelo os verbos advir. vêem. viéreis. tiveram. soubera. vejas. víreis. y pretérito imperfeito do subjuntivo: soubesse. tiverdes. viessem. tem. saibam. tragais. tiver em. tivermos. tivestes. vi eram. vimos. y futuro do presente: trarei. tragamos. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: vira. viéramos. rever. Ser y presente do indicativo: sou. sabemos. traria. y pretérito perfeito do indicativo: vi. y futuro do subjuntivo: trouxer. sabe. y presente do subjuntivo: tenha. vens. víssemos. vinham. traz. Seguem esse modelo os verbos ater. vi ram. vir. pretérito perfeito do indicativo: soube. provir. fosses.. visse. viera. saibais. soubessem. Seguem esse modelo os derivados antever. fossem. vinhas. têm. vindes. tendes. fôreis. trouxer. viésseis. y pretérito imperfeito do subjuntivo: viesse. y futuro do subjuntivo: souber. sabeis. vinha. fôramos. vier. tinhas. conter. traga. trazem. soubemos. vira. éreis. y pretérito imperfeito do subjuntivo: fosse. nos demais tempos. foram. soubermos. tivésseis. sobrevir. viesses. sejais. venham. tivéramos. viram.Saber presente do indicativo: sei. y futuro do subjuntivo: for. souberes. virmos. vê. y pretérito perfeito do indicativo: vim. y pretérito imperfeito do subjuntivo: trouxesse. trouxessem. viéssemos. trazes. vieres. vínheis. tragas. y presente do subjuntivo: veja. for. trouxeram. trarás. souberam. tiver. veio. tínheis. vieras. saibamos. tenhamos. fora. tivesses. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: tivera. sabes. deter. sabem. formos. etc. são. fomos. entrever.. souberam. soubesses. virem. entreter. viste. y pretérito perfeito do indicativo: trouxe. vemos. prever. temos. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: trouxera. venha. y presente do subjuntivo: traga. tiveras. soubéramos. trará. saiba. veja. fôssemos. foram. y futuro do subjuntivo: vir. Vir y presente do indicativo: venho. seja. vieste. visses. tiveram. sejam. tenha. é. vires. vêm. trouxeste. manter. tivessem. convir. y presente do subjuntivo: seja. tenham. trouxéssemos. reter. vieram. vierdes. tragam. pretérito mais-que-perfeito do indicativo: soubera. soubeste. era. y pretérito imperfeito do subjuntivo: tivesse. y pretérito imperfeito do subjuntivo: visse. fosse. Trazer y presente do indicativo: trago. y pretérito imperfeito do indicativo: vinha. y futuro do subjuntivo: vier. trouxerdes. y pretérito perfeito do indicativo: fui. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: fora. souberem. souberas. éramos. y pretérito imperfeito do indicativo: era. viesse. viras. viestes. trouxera. vissem. viermos. trouxermos. venhamos. sejas. trouxesse. y pretérito perfeito do indicativo: tive. vejam. soubestes. eras. presente do subjuntivo: saiba. trouxéreis. trazeis. viemos. fostes. tínhamos. trouxesses. tivéssemos. desavir-se. soube. vínhamos. trouxeram. soubéreis. tinha. tivemos. foste. foras. tivéreis. y futuro do pretérito: traria. trazemos. trouxestes. tens. venhais. vimos. tiveres. trouxerem. tivesse. eram. soubéssemos. soubésseis. virdes. víramos. teve. trouxeres. tiveste. vísseis. és. vistes. intervir. vês. y presente do subjuntivo: venha. y pretérito mais-que-perfeito do indicativo: viera. y particípio e gerúndio: vindo. souberdes. venhas. Ter y presente do indicativo: tenho. vejais. trouxeras. sejamos. souber. soubesse. tinham. trouxéramos. saibas. fôsseis. Prover segue o modelo acima apenas no presente do indicativo e seus tempos derivados. tenhas. viu. comporta-se como um verbo regular da segunda conjugação. y pretérito imperfeito do indicativo: tinha. tivera. tenhais. trarias. vem. forem. vejamos. y futuro do subjuntivo: tiver. trouxemos. trouxe. fordes. Ver y presente do indicativo: vejo. somos. vedes. y y y y . etc. sois. trouxésseis.

mesmo. podendo surgir concordância atrativa. ele pode concordar com os dois termos. e surgem palavras ou expressões que deixam em dúvida. pode-se formular o princípio de que o adjetivo anteposto concorda com o substantivo mais próximo. d) Elas mesmas resolveram a questão. inclusive é invariável (mesmo eles ficaram chateados) / expressão "em anexo" é invariável. podem ser usadas as seguintes construções: a) Falei com os moradores do primeiro e segundo andar. próprio . que se referem a pronomes indefinidos. No caso de numerais ordinais que se referem a um único substantivo composto. Adjetivos regidos pela preposição de. incluso. y quando queremos determinar o sujeito (usa-se a 3ª pessoa do plural): . se o adjetivo estiver depois do substantivo. por meio de flexão. além da possibilidade de concordar com o mais próximo. ou a pronome substantivo ou numeral substantivo. ficando no plural. b) Os edifícios da cidade nada têm de elegantes.. Quando o adjetivo tiver função de predicativo. a) O livro segue anexo. concorda com todos os núcleos a que se relaciona. Anexo. Usa-se o impessoal: y sem referência a nenhum sujeito: É proibido fumar na sala. A construção: Estudo a cultura brasileira e portuguesa. O impessoal é usado em sentido genérico ou indefinido. b) Estudo as culturas brasileira e portuguesa. O problema da concordância nominal ocorre quando o adjetivo se relaciona a mais de um substantivo. Quando um substantivo determinado por artigo é modificado por dois ou mais adjetivos.Escutei baterem à porta. o pessoal refere-se às pessoas do discurso. embora provoque incerteza.são adjetivos ou pronomes adjetivos. Aquele beijo foi dado num lugar e hora inoportuna. não relacionado a nenhuma pessoa. y quando o infinitivo exerce função de complemento de adjetivos: É um problema fácil de solucionar.) do primeiro e segundo andares. devendo concordar com o substantivo a que se referem. b) A fotografia vai inclusa. podem ser usadas as seguintes construções: a) Estudo a cultura brasileira e a portuguesa. indo para o masculino se um dos substantivos for masculino. (aqui fica mais claro que o adjetivo refere-se aos dois substantivos) y regra geral .a partir desses exemplos.Ele respondeu: "Marchar!" Usa-se o pessoal: y quando o sujeito do infinitivo é diferente do sujeito da oração principal: Eu não te culpo por saíres daqui. y nas locuções verbais: Devemos avaliar a sua situação. obrigado. a) Sua vida não tem nada de sedutor. dependendo do contexto. c) As duplicatas seguem anexas. c) Os dedos indicador e médio estavam feridos. Recomenda-se sempre o uso da forma pessoal se for necessário dar à frase maior clareza e ênfase. ficam normalmente no masculino singular.O emprego do infinitivo não obedece a regras bem definidas. Aquele beijo foi dado num lugar e hora inoportunos.. é aceita por alguns gramáticos. Mesmo = até. Concordância nominal: Na concordância nominal. Um adjetivo anteposto em referência a nomes de pessoas deve estar sempre no plural (As simpáticas Joana e Marta agradaram a todos). os determinantes do substantivo (adjetivos. Mas./ (. a que se referem na frase. y quando o infinitivo possui valor de imperativo . pronomes adjetivos e artigos) alteram sua terminação (gênero e número) para se adequarem a ele. . se quer realçar ou identificar a pessoa do sujeito: Foi um erro responderes dessa maneira. numerais. y quando. d) O dedo indicador e o médio estavam feridos. Observe estas frases: Aquele beijo foi dado num inoportuno lugar e hora. (São calamitosos a pobreza e o desamparo / Julguei insensatas sua atitude e suas palavras).

salvo (= exceto) e alerta não se flexionam a) Eles eram uns pseudo-sábios.) / conforme = como (não flexiona). Haja vista . b) Haja vista dos recados do chefe. a) Eles ficaram conformes com a decisão. c) Poucas pessoas tinham muitos livros. f) Aquela chuva foi necessária. Quando funcionarem como advérbios.não se flexiona. b) A água é boa. Pseudo. c) Eles ficaram alerta. exceto por concordância atrativa antes de substantivo no plural sem preposição.usa-se adjetivo masculino em concordância ideológica com um homem ao qual se relaciona a forma de tratamento que é feminina. com. c) Bastantes alunos foram à reunião. bastante. adjetivos e advérbios podem. b) Vieram só os rapazes. Conforme = conformado (adjetivo . É bom.var. O (a) mais possível (invariável) / as. d) As bebidas são proibidas para menores. pouco. barato . Só = sozinho (adjetivo. b) Salvo nós dois.Meio. e) Chuva é necessário. por serem passíveis de emprego de crase.var. . e) Andavam por longes terras. longe. h) Pagaram barato aqueles livros. Só forma a expressão "a sós" (sozinhos). caro. Os adjetivos adverbializados são invariáveis (vamos falar sério / ele e a esposa raro vão ao cinema) Silepse com expressões de tratamento .) / só = somente. apenas (não flexiona). b) Dançam conforme a música. por regência nominal. todos fugiram. os mais possíveis (é uma moça a mais bela possível / são moças as mais belas possíveis). c) Bebida é proibido para menores. a) Só elas não vieram. caso contrário a concordância será obrigatória. a) Compraram livros caros. a) Água é bom. d) Eles falaram bastante. Muito. a) Tomou meia garrafa de vinho. . b) Os livros custaram caro. f) Havia menos pessoas vindo de casa. mantendo concordância se fizerem referência a substantivos.meio e bastante. Merecem atenção especial as palavras que exigirem preposição A.invariável (ela crescia a olhos vistos).expressões formadas do verbo ser + adjetivo Não variam se o sujeito não vier determinado. quando se referem a um substantivo. d) Leram pouco as moças muito vivas. b) Vossa Excelência é injusto. "Menos" é sempre invariável. menos . e) Eram alunas bastante simpáticas. y acostumado a. Os particípios concordam como adjetivos. mostrou-se generoso. a) A refém foi resgatada do bote. a) Haja vista (hajam vistas) os comentários feitos. permanecerão invariáveis. devem concordar com esse substantivo. Segue uma lista de palavras e as preposições exigidas.podem ser palavras adjetivas ou advérbios. é proibido. b) Ela estava meio aborrecida. exigir complementação para seu sentido precedida de preposição. A locução adverbial "a olhos vistos" (= visivelmente) . Regência nominal: Substantivos. g) Eram mercadorias baratas. f) Eles moram longe da cidade. o rei. a) Vossa Majestade. c) As juízas tinham iniciado a apuração. é necessário . b) Os materiais foram comprados a prazo.

b) Vossas Senhorias estão de acordo comigo. curioso de. situado a. de. de. Quando o verbo se distanciar do sujeito coletivo. * sujeito é um pronome de tratamento . constante de. empenho de. por. por. por. por. entre.verbo fica na 3ª pessoa. último a. em.verbo no plural (Mais de um sócio se insultaram. sobre. de. falta a. em. de. a) Vossa Senhoria não é justo. para. imune a. conforme a. de. aversão a. apto a. em. imbuído de. de. ambicioso de. de. de. para. respeito a. de. de. O pessoal já saiu. para.). acerca de. de. a) Uma boa Constituição é desejada por todos os brasileiros. * expressão mais de + numeral . contemporâneo a. apaixonado de. para. por. único a. junto a. constituído com. . amizade a.a turma concordava nos pontos essenciais. aflito com. devoto a. a) Mais de um candidato prometeu melhorar o país. por. em. para. em.verbo fica no singular. mais de um representante faltaram à reunião. desgostoso com. em.). por. afeiçoado a. por.verbo concorda com o sujeito simples em pessoa e número. * mais de um + mais de um . para. com. o verbo poderá ir para o plural concordando com a idéia de quantidade (silepse de número) . por. preferível a. * sujeito coletivo (singular na forma com idéia de plural) . por. propenso a.verbo no plural (Mais de um candidato. com. inclinação a. por. para. próximo a. em. * mais de um + se (idéia de reciprocidade) . por. Concordância verbal: * sujeito simples . por. ávido de. contente com. para. dúvida em. incompatível com. alheio a. com. b) Mais de duas pessoas vieram à festa. atencioso com. amor a. discordavam apenas nos pormenores. sobre.verbo concorda com o numeral. de. com. ansioso de. entre. por. para.y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y afável com. b) De paz necessitam as pessoas. por. cruel com. para. desprezo a. devoção a. concordando com a palavra escrita não com a idéia.

o verbo também se pluraliza (Foram vencedores Pedro e Paulo.verbo no plural (Um e outro se agrediram). cerca de. Com idéia de reciprocidade .verbo no plural. * sujeito é pronome interrogativo ou indefinido (núcleo) + de nós ou de vós . y dois infinitivos exprimindo idéias opostas . y com núcleos sinônimos .verbo na 3ª pessoa do plural ou concordando com o pronome pessoal. c) Mais de mil vozes pediam justiça.concordância com o pronome. usa-se o singular (um bando de soldados enchia o pavimento inferior).verbo no singular. . * quem (pronome relativo sujeito) . / O desalento e a tristeza abalaram-me. * sujeito composto ligado por nem .verbos no singular ou plural (O rancor e o ódio cegou o amante. y eu + outros pronomes .depende do pronome núcleo.* expressões perto de. Se houver idéia de reciprocidade.). d) Manos de duas pessoas fizeram isto. também vale a concordância atrativa (saímos/saí eu e tu). y sem artigo . * sujeito composto de diferentes pessoas gramaticais . nada a alegrava. Quando o verbo ser está acompanhado de substantivo plural. * que ( pronome relativo sujeito) . a) Quais de nós votaram (votamos) conscientemente? b) Muitos de vós foram (fostes) insultados. * sujeito composto posposto .verbo no singular (estudar e trabalhar é importante.verbo concorda com o núcleo do sujeito ou com o especificador (AA). * expressão um ou outro . menos de + sujeito no plural .verbo no plural (Nem o conforto. nem ela fomos ao cinema).concordância normal ou atrativa (com o núcleo mais próximo). admite-se também a concordância ideológica (silepse) com a palavra obra implícita na frase ("Os Lusíadas" exalta a grandeza do povo português). y pronome-núcleo no singular . O anel e os brincos sumiram da gaveta. gracejos.). Discutiram / discutiu muito o chefe e o funcionário. tu e ele sairemos).). Risos.verbo no plural (Rir e chorar se alternam.verbo no singular ou no plural (Um e outro falava/ falavam a verdade.). grande parte. * expressões a maior parte.).verbo no singular (Minas Gerais produz muito leite / férias faz bem). Se o sujeito estiver posposto.verbo no singular (Um ou outro rapaz virava a cabeça para nos olhar).verbo no plural. y com núcleos em gradação . Quando a ação só pode ser atribuída à totalidade e não separadamente aos indivíduos. y pronome-núcleo no plural . * expressão um e outro . um dia passa/passam rápido).verbo no singular (Nem um nem outro comentou o fato. * sujeito composto anteposto ao verbo . Fomos nós que falamos. verbo vai para o plural (Estimam-se o chefe e o funcionário. b) Cerca de trezentas pessoas ganharam o prêmio. Para nomes de obras literárias.depende da pessoa prevalente.verbo na 1ª pessoa plural (eu. * nomes só usados no plural . leva-se em conta a prioridade gramatical (nem eu.a concordância depende da presença ou não de artigo.verbo na 2ª pessoa do plural (preferência) ou 3ª pessoa do plural (tu e teu colega estudastes/estudaram?). b) Grande parte dos torcedores aplaudiu (aplaudiram) a jogada. nem a glória lhe trouxeram a felicidade. a) Qual de nós votou conscientemente? b) Nenhum de vós irá ao cinema. uma hora. a) Perto de quinhentos presos fugiram.verbo na 3ª pessoa do singular concordando com o pronome quem ou concorda com o antecedente.verbo no plural ("Os Lusíadas" exaltam a grandeza do povo português / as Minas Gerais produzem muito leite). mais de. * expressão nem um nem outro . * sujeito composto resumido por um pronome-síntese (aposto) .). y precedidos de artigo plural . y dois infinitivos como núcleos . a) Fui eu quem falou (falei). Aparecendo pronomes pessoais misturados.). y tu + eles .). a maioria de (= sujeito coletivo partitivo) + adjunto adnominal no plural . piadas. b) Fomos nós quem falou (falamos).verbo singular ou plural (um minuto.verbo concorda sempre com o antecedente. c) A maioria dos constituintes votou (votaram). a) A maior parte dos constituintes se retirou (retiraram).

c) Não a vejo faz uns meses (= faz). y verbo concorda com termo posposto ao número (80% da população tinha mais de 18 anos / dez por cento dos sócios saíram da empresa). verbo no singular. a) Havia vários alunos na sala (= existiam). a) As pessoas pareciam acreditar em tudo.* sujeito composto ligado por ou . Cada criança.) y verbo no singular com vírgulas. cada adolescente. a) Geia muito no Sul. y o verbo concorda com o número quando estiver anteposto a ele (perderam-se 40% da lavoura).) * verbo fazer indicando tempo decorrido ou fenômeno da natureza (impessoal). idéia de companhia (O presidente. b) Houve bastantes acidentes naquele mês (= aconteceram).verbos têm como sujeito o número que indica as horas.verbo na 3ª pessoa singular por serem impessoais.verbo na 3ª pessoa do singular. * sujeito composto antecedido de cada ou nenhum . fazer (tempo decorrido) é impessoal. idéia de exclusão .verbo no singular (um) ou plural (dos que). * sujeito é número percentual . se o número vier determinado por artigo ou pronome no plural (os 87% da produção perderam-se / aqueles 30% do lucro obtido desapareceram).faz-se em função da idéia transmitida pelo ou. suplicava-lhe o perdão.) Os verbos existir e acontecer são pessoais e concordam com seu sujeito (Existiam sérios compromissos. y . nenhum ser humano faria isso.observar presença ou não de vírgulas. / 3/5 dos candidatos foram reprovados. * sujeito composto ligado por com . com os ministros. / L tem um lugar ali. Com o infinitivo pronominal. b) Meio-dia soou no velho relógio da igreja. b) Faz verões maravilhosos nos trópicos. Se a expressão significar apenas um.) * verbos dar. a) Fazia anos que não vínhamos ao Rio. desembarcou em Brasília. flexiona-se apenas o infinitivo (Elas parece zangarem-se com a moça.verbo concorda com o sujeito. Assistiu-se à apresentação da peça. / nenhum político. / Aconteceram bastantes problemas naquele dia. verbo no singular (é uma das peças de Nelson Rodrigues que será apresentada). cada adulto ajudava como podia. * sujeito paciente ao lado de um verbo na voz passiva sintética . b) Choveu por muitas noites no verão. y verbo no plural sem vírgulas (Eu com outros amigos limpamos o quintal. Rio de Janeiro como Florianópolis são belas cidades.) * haver = existir ou acontecer. bem como (formas correlativas) . extensivo aos auxiliares se estiverem em locuções verbais. a) Deram dez horas naquele momento. assim como. * verbos indicadores de fenômenos da natureza . * sujeito composto ligado por como. y verbo no plural.verbo concorda com o numerador.verbo no plural (matemática ou física exigem raciocínio lógico / riso ou lágrimas fazem parte da vida) y idéia explicativa ou alternativa . 1/4 da turma faltou ontem. b) As pessoas parecia acreditarem em tudo. / tanto uma. nenhuma cidade. como a outra.verbo parecer varia ou o infinitivo.deve-se preferir o plural.observar a posição do número percentual em relação ao verbo.) * sujeito indeterminado + SE.concordância com sujeito mais próximo (ou eu ou ele irá / ou ele ou eu irei) * expressão um dos que . Em sentido figurado deixam de ser impessoais (Choveram vaias para o candidato. bater e soar + horas . Discutiu-se o plano. * locução verbal constituída de: parecer + infinitivo . d) Deve haver muitas pessoas na fila (devem existir). sendo mas raro o singular. Considera-se errado o emprego do verbo ter por haver quando tiver sentido de existir ou acontecer (J há um lugar ali. * sujeito é número fracionário .verbo no singular (José ou Pedro será eleito para o cargo / um ou outro conhece seus direitos) y idéia de inclusão ou antinomia . / Discutiram-se os planos. Ele foi um dos que mais falou/falaram.

a elas. No lugar. em ordem. absorver (pede objeto direto . i) Tudo são flores. é muito. * se o sujeito é palavra coletiva. As medidas econômicas do Presidente nunca agradam ao povo. coloca-se a ele. y alguns verbos e seu comportamento: ACONSELHAR (TD e I) Aconselho-o a tomar o ônibus cedo.). * pronome pessoal pessoa substantivo concreto substantivo abstrato pronome indefinido. b) Maria és tu. Ele aspira à carreira de jogador de futebol. nem sempre aparece depois do verbo. * no sentido de ser agradável. Não admite a utilização do complemento lhe. a ela. Outras vezes. ASPIRAR * No sentido sorver. a eles. o verbo concorda com o predicativo (A maioria eram adolescentes. Aqui é fundamental o conhecimento da transitividade verbal.tem preposição "a"). . Agrado minhas filhas o dia inteiro. a) A formosura de Páris e Helena foram causa da destruição de Tróia. h) A riqueza são as terras. é suficiente. o que acontece nas orações iniciadas pelos pronomes relativos (O ideal a que aspira é nobre).não tem preposição). g) As terras são a riqueza. com a classe que tiver prioridade. Também observa-se a obrigatoriedade do uso de crase. O objeto direto sempre será a coisa. concordará. quando exigida. * silepse de pessoa . com a preposição A. ela pode ser empregada antes do verbo. quando for TI seguido de substantivo feminino (que exija o artigo) ASSISTIR * No sentido de ver ou ter direito (TI . ela deve ser empregada antes do verbo. f) Minhas alegrias é Maria. c) Tu és minhas alegrias. e) Maria é minhas alegrias.preposição A). verbo ser no singular (Três mil reais é pouco pelo serviço. a pessoa. / Hoje é dia doze.* verbo ser .tem preposição "a").impessoal quando indica data hora e distância. / Hoje é ou são doze. Aconselho-lhe tomar o ônibus cedo. * sujeito indica peso. AGRADAR * no sentido de acariciar ou contentar (pede objeto direto . * No sentido de almejar.). concordando com a expressão numérica ou a palavra a que se refere (Eram seis horas. a) Tu és Maria. j) Emoções são tudo. residia um grande poeta). / Daqui ao centro são treze quilômetros. independente de função sintática. Assistimos a um bom filme. bastando para isso inverter a ordem dos elementos da frase (Na rua dos Bobos. d) Minhas alegrias és tu. ficou em casa naquele dia. quantidade + é pouco. preferencialmente. AGRADECER * TD e I. Para agradar o pai. Assiste ao trabalhador o descanso semanal remunerado. Agradecer-lhe-ei os presentes. Aspiro o ar fresco de Rio de Contas. / A maior parte eram problemas. Agradeceu o presente ao seu namorado. / Dez quilômetros já é bastante para um dia.verbo concorda com um elemento implícito. b) Os brasileiros somos improvisadores (idéia de inclusão de quem fala entre os brasileiros). medida.). é bastante. objetivar (pede objeto indireto . é tanto. Eles aguardavam pelo espetáculo. * se estiver entre dois núcleos das classes a seguir. demonstrativo ou interrogativo. Regência verbal: Dá-se quando o termo regente é um verbo e este se liga a seu complemento por uma preposição ou não.não tem preposição). A preposição. AGUARDAR (TD ou TI) Eles aguardavam o espetáculo. e o objeto indireto. satisfazer (pede objeto indireto . Às vezes.

ele irá para Brasília. Chamei todos os sócios. ou com a preposição DE.* No sentido de prestar auxílio. a ela. Se o complemento for um pronomes pessoal referente a pessoa. Chamaram-no irresponsável. Chamaram-lhe de irresponsável. Chamaram-no de irresponsável. Hei de cogitar no caso. certifica alguém de algo. e sim fazer se notado (O cartaz chamava a atenção de todos que por ali passavam) * Pode ser TD ou TI. com a preposição EM. com a preposição a. e DE. Não admite a utilização do complemento lhe. * TD e I. Chamei o menino à atenção. Cheguei tarde à escola.com a preposição A) Minha família sempre assistiu o Lar dos Velhinh os. quando significa ver. só se emprega a forma objetiva direta (O diretor atendeu os interessados ou aos interessados / O diretor atendeu -os) CERTIFICAR (TD e I) Admite duas construções: Quem certifica. quando significar invocar. CHEGAR. prestar atenção pede objeto indireto com a preposição a. seguida de um substantivo feminino (que exija o artigo a). Certifico-lhe que seria empossado. No lugar. coloca-se a ele. chega de. o verbo ir segue-se da preposição PARA. com a preposição A. IR (Intransitivo) Aparentemente eles têm complemento. ocorrerá crase (Vou à Bahia) * no emprego mais freqüente. Também observa-se a obrigatoriedade do uso de crase. pois quem vai. usam a preposição A e não EM. Observa-se a obrigatoriedade do uso de crase. Chamei-o à atenção. com a preposição A. Se for eleito. Foi ao escritório de mau humor. Cheguei no ônibus da empresa. quando o OI for um substantivo feminino (que exija o artigo) Certifico-o de sua posse. Minha família sempre assistiu ao Lar dos Velhinhos. Quando houver a necessidade da preposição A. A expressão "chamar a atenção de alguém" não significa repreender. Chamei por você insistentemente. Aspirando a um cargo público. mas exige preposição EM. vai a algum lugar e quem chega. para participarem da reunião. pois estava conversando durante a aula. quando significar repreender. Atenderam o meu pedido prontamente. . ou não. * quando indicam meio de transporte no qual se chega ou se vai. ajudar (TD ou TI . quando significar convocar. Porém a indicação de lugar é circunstância (adjunto adverbial de lugar). Certificou o escrivão do desaparecimento dos autos. na indicação de destino. Esses verbos exigem a preposição A. com a preposição POR. e não complementação. Chamaram-lhe irresponsável. ele vai assistir em Brasília. * TI. A qualidade (predicativo do objeto) pode vir precedida da preposição DE. a elas. certifica algo a alguém ou Quem certifica. No sentido de deferir ou receber (em algum lugar) pede objeto direto No sentido de tomar em consideração. Certificamo-nos de seu êxito no concurso. * No sentido de morar é intransitivo. quando significar dar qualidade. na indicação de procedência. então exigem EM. a eles. Começou a cogitar uma viagem pelo litoral. A delegação irá novôo 300. mas não me ouviu. O diretor cogitou de demitir-se. * se houver idéia de permanência. quando for TI seguido de substantivo feminino (que exija o artigo) ATENDER * Atender pode ser TD ou TI. CHAMAR * TD. COGITAR * Pode ser TD ou TI. Atenderam ao meu pedido prontamente.

Custou-me acreditar em Hipocárpio. que será objeto indireto. * TD.00. com a preposição A. * TI com a preposição COM. informa algo a alguém ou Quem informa. a pessoa.COMPARECER (Intransitivo) Compareceram na sessão de cinema. Estes sapatos custaram R$ 50. dar trabalho será TD e I. Três homens faltaram ao trabalho hoje. quando significar fazer supor. O mendigo namorava a torta que estava sobre a mesa. RESTAR E BASTAR * Podem ser intransitivos ou TI. e o objeto indireto. quando significar envolver alguém. * no sentido de causar transtorno. * constroem-se sem preposição (TD). são TI e constroem-se com DE. Minha casa situa-se na rua Cassiano. Custa a algumas pessoas permanecer em silêncio. dar a entender. * no sentido de ter preço será intransitivo. COMUNICAR (TD e I) * Admite duas construções alternando algo e alguém entre OD e OI. Resido no Jardim Petrópolis. MORAR. Ela se lembrou do namorado distante. ESQUECER. como muitas vezes acontece. RESIDIR. Não sei por que o professor implica comigo. quando significar antipatizar. LEMBRAR * quando acompanhados de pronomes. nunca a pessoa. Ela lembrou o namorado distante. Comunico meu sucesso a todos. acarretar. produzir como conseqüência. O objeto direto sempre será a coisa. Suas palavras implicam denúncia contra o deputado. CUSTAR * No sentido de ser difícil será TI. ENSINAR . / Por que não obedeces aos teus pais? y Verbos TI que admitem formação de voz passiva: PAGAR. terá como sujeito aquilo que é difícil. com a preposição A. Comunico-lhe meu sucesso. Nesse caso.TD e I Ensinei-o a falar português. SITUAR -SE (Intransitivo) * Seguidos da preposição EM e não com a preposição A. Informei-o de que suas férias terminou. Resta aos vestibulandos estudar bastante. Implicaram o advogado em negócios ilícitos. NAMORAR (TD) Ela namorava o filho do delegado. Informei-lhe que suas férias terminou. PERDOAR São TD e I. Você se esqueceu da caneta no bolso do paletó. Ensinei-lhe o idioma inglês. Emprega-se preferentemente sem a preposição EM (Magistério implica sacrifícios) INFORMAR (TD e I) Admite duas construções: Quem informa. Compareceram à sessão de cinema. DESOBEDECER (TI) Devemos obedecer às normas. Paguei a conta ao Banco. . informa alguém de algo. OBEDECER. Moro em Londrina. Os precedentes daquele juiz implicam grande honestidade. com a preposição A. Sua irresponsabilidade custou sofrimento a toda a família. Pagam o preço do progresso aqueles que menos o desfrutam. FALTAR. Você esqueceu a caneta no bolso do paletó. com a preposição A. DESFRUTAR E USUFRUIR (TD) Desfrutei os bens de meu pai. IMPLICAR * TD e I com a preposição EM. se desacompanhados de pronome. Muitos alunos faltaram hoje.

Queria-lhe mais do que à própria vida. quando significar dar início ou realizar. ter a intenção ou vontade de. Respondi ao bilhete imediatamente. PROCEDER * TI. Ele renunciou o encargo. Procedemos à feitura das provas. A educação visa ao progresso do povo. mas agramaticais PEDIR (TD e I) * Quem pede. Quando estava no colegial. Pediram-lhe perdão. muito mais. portanto não existe sobressair-se. mas antipatizo com o irmão dela. VISAR * no sentido de ter em vista. Suas palavras não procedem! Aquele funcionário procedeu honestamente. quando possuir apenas um complemento. quando significar conduzir-se ou ter fundamento. com a preposição DE. * Intransitivo. SOBRESSAIR (TI) * Com a preposição EM.Perdôo os erros ao amigo. SIMPATIZAR E ANTIPATIZAR (TI) * Com a preposição COM. Respondeu ao professor com desdém. Maria quer demais a seu namorado. coloca-se a ele (a/s) . Os fiscais procederam à prova com atraso. nem antipatizarse. O mau-humor de Pedro procede da educação que recebeu. REVIDAR (TI) Ele revidou ao ataque instintivamente. Não é pronominal. Esta madeira procede do Paraná.preposição A). Ele renunciou ao encargo. PREFERIR (TD e I) * Não se deve usar mais. antes. Pediu perdão a Deus. * TI. não aceita construção de voz passiva. com a preposição A. PRECISAR * No sentido de tornar preciso (pede objeto direto). RESPONDER * TI. objetivar (TI . Ele visava os contratos um a um. Se TI não admite a utilização do complemento lhe. Não são pronominais.preposição A) Não visamos a qualquer lucro. RENUNCIAR * Pode ser TD ou TI. * TD com OD para expressar a resposta (respondeu o quê?) Ele apenas respondeu isso e saiu. QUERER * No sentido de desejar. As construções de voz passiva com esses verbos são comuns na fala. originar-se ou provir. sobressaía em todas as matérias. No lugar. quando significar derivar-se. pede algo a alguém. com a preposição A. estimar (TI . Quero meu livro de volta. Preferia um bom vinho a uma cerveja. tencionar (TD). nem que ou do que. com a preposição A. * No sentido de ter necessidade (pede a preposição de). Sempre quis seu bem. Portanto é errado dizer Pedir para que alguém faça algo. * No sentido de apontar arma ou dar visto (TD) Ele visava a cabeça da cobra com cuidado. O mecânico precisou o motor do carro. mil vezes. Preciso de bom digitador. Nesse caso. portanto não existe simpatizar-se. Sempre simpatizei com Eleodora. * No sentido de querer bem.

consentir (em). renunciar (a). a fim de dissipar qualquer tipo de ambigüidade. admitindo duas construções: Quem informa. ela reavê. satisfazer (a). anuir. se eu rever. advertir. silêncio . cogitar (de. not iciar. Forma padrão: eu reouve. gozar (de). presidir (a). obedece-se às leis de ecologia) * Verbos que podem ser usados como TD ou TI. por exemplo: fev. A casa. y as variáveis na conjugação de alguns verbos: Existem algumas variáveis na conjugação de alguns verbos. hab. o se indica sujeito indeterminado. Forma padrão: quando eu compuser. melodia. se eu disposse. parecia abandonada. Forma popular: quando eu obter. Forma popular: se eu ver. Forma padrão: seu eu vier. ele deteve. atentar (em. = fevereiro. eu intervi. rod. precisar (de). visar. neste caso. eles provieram. se eu mantivesse. É que. ter e seus derivados. Avisar. certificar. O ponto que é empregado para encerrar um texto escrito recebe o nome de ponto final. expressões ou orações e esclarecer o sentido de frases. O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: I . para substituir tais recursos.gratuidade do ensino em estabelecimentos oficiais. eles proviram. Forma popular: eu reavi.pluralismo de idéias e de concepções. não admitem plural. referir -se. eles dispuseram. notificar. desdenhar (de). b) separar vários itens de uma enumeração: Art. y o ponto-e-vírgula: Utiliza-se o ponto-e-vírgula para assinalar uma pausa maior do que a da vírgula. quase sempre fechada. assistir (ver). se eu mantesse. Geralmente. e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino. necessitar (de). se eu revisse. ele interviu.que só estão presentes na oralidade. Forma popular: quando eu compor. em). obrigando o verbo a ficar na terceira pessoa do singular. versar (sobre) . eles disporam. prevenir são TD e I. Os verbos transitivos indiretos na 3ª pessoa do singular. anteceder (a). eles reouveram. para). almejar (por). = habitante. tornou-se uma doidivanas. agora. = rodovia. no entanto tudo no seu interior era conservado com primor. Na linguagem escrita. seu eu intervir. Os lingüistas chamam os desvios de variáveis. reaver. III . usamos os sinais de pontuação. foi uma garota sapeca. ansiar (por).São estes os principais verbos que. comunicar. (Precisa-se de novas esperanças / Aqui. acompanhados do pronome se. verbo ver e derivados.pausa. se eu revir. se eu dispusesse. informa alguém de algo. ensinar. II . sem alteração de sentido: abdicar (de). não aceitam LHE/LHES como complemento. praticamente uma pausa intermediária entre o ponto e a vírgula. moça. basicamente. (Constituição da República Federativa do Brasil) y dois-pontos: . 206. se eu intervier. Desejo-lhe uma feliz viagem. O ponto é também usado em quase todas as abreviaturas. mulher madura. entonação e até mesmo. Forma padrão: quando eu obtiver. eles reaveram. atender (a). pesquisar e divulgar o pensamento. deparar (com). emprega-se o ponto-e-vírgula para: a) separar orações coordenadas que tenham um certo sentido ou aquelas que já apresentam separação por vírgula: Criança. pôr e seus derivados. eu intervim. era inteligente e alegre. aludir.liberdade de aprender. Forma padrão: se eu vir. ele interveio. ela reouve Pontuação: Há certos recursos da linguagem . se eu revesse. estando em seu lugar a ele (a/s) . Estes são também usados para destacar palavras. informar. cientificar.lista de Pasquale e Ulisses. ele deteu. acreditar (em). para indicar o término de um frase declarativa de um período simples ou composto. preceder (a). y ponto: Emprega-se o ponto. Forma popular: se eu vir. informa algo a alguém ou Quem informa.aspirar. a arte e o saber. enquanto os gramáticos tratam-nos como erros. verbo vir e derivados. IV . lembrar. quando TI.igualdade de condições para o acesso e permanência na escola.

Andava pelos cantos. se o senhor não der outra ordem. notas ou observações. indignação etc. isoladamente). Nota: A preposição per. melhorzinho.Às cinco. o modo porque falou: e daí tornou atrás. Eis aqui um comedouro muito compreensível e muito repousante. . homem! (Eça de Queiroz) NOTA O ponto de exclamação é também usado com interjeições e locuções interjetivas: Oh! Valha-me Deus! y O uso da vírgula: Emprega-se a vírgula (uma breve pausa): a) para separar os elementos mencionados numa relação: A nossa empresa está contratando engenheiros. sala de jantar. Estirado no gabinete. e gesticulava. censo/senso. ainda que esta não exija resposta: O criado pediu licença para entrar: . Exemplos: ratificar/retificar. Parônimos são vocábulos diferentes na significação e parecidos na forma. aquela mexeriqueira do quarto andar. desligue já esse telefone! Por favor. que normalmente exprime admiração. A que horas janta-se? . a vírgula deve ser empregada: Rodrigo estava nervoso.. o marido indagou: .. longinho. Rubião recordou a sua entrada no escritório do Camacho. descriminar/discriminar etc. . senhor. mas para magoar Lucila. c) para isolar o aposto: Dona Sílvia. o salto que deu. sala de visitas.. o carro. Não porque o amasse. economistas.Viva o meu príncipe! Sim. área de serviço e dois banheiros. NOTA A invocação em correspondência (social ou comercial) pode ser seguida de dois-pontos ou de vírgula: Querida amiga: Prezados senhores.Afinal. evocou a cena: o menino.Bem. pouquinho etc.Não.O senhor não precisa de mim? . Ricardo. . os cavalos. (José de Alencar) y ponto de exclamação: O ponto de exclamação é empregado para marcar o fim de qualquer enunciado com entonação exclamativa. ficou presa no elevador. b) para isolar o vocativo: Cristina.. o que houve? c) um esclarecimento: Joana conseguira enfim realizar seu desejo maior: seduzir Pedro... considerada arcaica. Jacinto! . Mesmo que o e venha repetido antes de cada um dos elementos da enumeração. analistas de sistemas e secretárias.Os dois-pontos são empregados para: a) uma enumeração: . (Machado de Assis) b) uma citação: Visto que ela nada declarasse. o grito. . surpresa. Observe que os dois-pontos são também usados na introdução de exemplos. levado de um ímpeto irresistível. y ponto de interrogação: O ponto de interrogação é empregado para indicar uma pergunta direta. e falava em voz alta.Então janta.Não obrigado. O apartamento tem três quartos. venha até o meu gabinete. assombro. ao próprio ato. Observação: Na linguagem coloquial pode-se aplicar o grau diminutivo a alguns advérbios: cedinho. somente é usada na frase de per si (= cada um por sua vez. e roía as unhas. e ria.O senhor sai a passeio depois do jantar? de carro ou a cavalo? .

Não se sabe ao certo. "estação de rádio" estiverem subentendidas. . n) para isolar orações intercaladas: Não lhe posso garantir nada.00 na reforma do apartamento. adverbiais ou conjuntivas (femininas). Vidas Secas. O filme. o nome do lugar: São Paulo.) . à queima-roupa. pode ser um artigo definido. Maria dirigiu-se à Globo (estação de rádio). aliás.): Gastamos R$ 5. que é um romance contemporâneo. das sete às onze. isto é. às cegas. "loja". foi escrito por Graciliano Ramos. m) para isolar as orações adjetivas explicativas: Marina. sem saber onde. Os candidatos serão atendidos.000. f) para isolar elementos repetidos: O palácio.Rafael. b) O jogador fez um gol à Pele. a irmã. h) para isolar os adjuntos adverbiais: A multidão foi. O acento que marca este fenômeno é o grave (`). Não compareci ao trabalho ontem. A crase é obrigatória: . O primeiro é uma preposição. fomos todos jantar fora.quando as palavras "rua". nasceu em Urbino. Uma dica é trocar a palavra feminina por uma masculina equivalente. o segundo. se aparecer ao (s) usa-se crase. . isto é. estrebuchava como um animal. a) Era um penteado à francesa. j) para indicar a elipse de um elemento da oração: Foi um grande escândalo. outras. crase é opcional (escrevi a (à) máquina. e sim superposição de dois "as". para o Canadá. O domínio da crase depende de o aluno conhecer a regência de alguns verbos e nomes. Ouvir cantar o galo. logo não é digno de confiança. cansados de dar dó! g) para isolar. i) para isolar as orações coordenadas. k) para separar o paralelismo de provérbios: Ladrão de tostão. Às vezes gritava. ou melhor.em locuções prepositivas. As situações onde não existe crase são: . d) para isolar palavras e expressões explicativas (a saber. o gênio da pintura italiana. aliás. b) Todos iriam ao encontro. à vontade Em expressões que indicam instrumento. disse ele. mas tome muito cuidado ao dirigir. Crase: Crase não é acento. por exemplo. Paulo diz que ela se suicidou.crase da preposição a com o artigo definido a(s): Condições necessárias para ocorrer crase: termo regente deve exigir a preposição e o termo regido tem de ser uma palavra feminina que admita artigo. à proporção que. pois estava doente. Respeitosamente. Roma. que é uma criatura maldosa.e aquilo. 22 de maio de 1995. Você pode usar o meu carro. à procura de.expressão à moda de. é fantástico. o palácio está destruído. mesmo que subentendida. "puxou o tapete" de Juliana lá no trabalho. l) após a saudação em correspondência (social e comercial): Com muito amor. Estão todos cansados. que foi um acidente. respondi secamente. as noites são escuras e perigosas. Eles viajaram para a América do Norte. e) para isolar o adjunto adverbial antecipado: Lá no sertão. caso apareça a ou o (s) não haverá crase a) Todos iriam à reunião. um pronome demonstrativo a(as) ou aquele(a/s). Ontem à noite. ladrão de milhão. além disso etc. à medida que. 13 de dezembro de 1995. pelo próprio gerente. nas datas. tudo o que tínhamos economizado durante anos. aos poucos. às vezes. exceto as introduzidas pela conjunção e: Ele já enganou várias pessoas. avançando para o palácio. à beça.

b) Não deram valor a esta idéia.no a singular seguido de palavra no plural.Crase da preposição a com o pronome demonstrativo e relativo: Com os demonstrativos aquele (s). A exceção ocorre quando o nome feminino vier acompanhado de uma expressão que a determine a crase é obrigatória (Dedico minha vida à Rosa do Jaboatão) . . Se nesta troca aparecer chego da. Na expressão devido à (s) + palavra feminina ocorre a crase.antes dos pronomes pessoais.antes da preposição a tiver outra preposição. Apena pode ir de advertência a multa. há crase. usa-se o teste da troca do verbo para chegar. O pronome demonstrativo a (s) aparece antes de que ou de e pode ser trocado por aquela (s). . Pediu apoio a pessoas estranhas. b) O texto foi redigido a lápis. b) Iremos à bela Curitiba. há crase. com exceção de outra. a) Refiro-me a estas flores. aquela (s) e aquilo. a menos que estejam determinados..antes de pronomes indefinidos.no meio de expressões com palavras repetitivas. Neste caso. os pronomes senhora e senhorita são exceções. Fui à cidade fazer compras . Com a preposição até o uso é facultativo. . . se for chego de. a crase é indispensável (Ele admite ter cedido à pressão dos superiores. se antes aparecer a. e) Pediu informações às minhas secretárias. Compareceu perante a juíza no dia da audiência. . c) Iremos à Bahia. . a) Enviei presentes àquela menina. a) Refiro-me a uma blusa mais fina. c) Não se de ênfase àquilo. e excluída qualquer das hipóteses tratadas. A crase é facultativa: .antes de pronomes demonstrativos esta (s) e essa (s).antes de artigo indefinido e numeral cardinal (exceto em horas). basta verificar se. . Uma dica é trocar aquele (a/s) por este (a/s) e aquilo por isto. a) Enviei uma mensagem a Vossa Majestade. b) Pediu informações à minha secretária. Se ocorrer ao no masculino.sem artigo): Enviei um presente a (à) Maria. b) A matéria não se relaciona àqueles problemas. a crase será obrigatória (Foi a [à] sua cidade natal e à minha) . b) O vilarejo fica a duas léguas daqui. não há crase. Quando o topônimo não estiver determinado. .antes do pronome adjetivo possessivo feminino singular: a) Pediu informações a minha secretária. por regência. Havendo determinação. haverá crase. inclusive as formas de tratamento.antes de nomes próprios femininos (exceto em nomes de personalidade pública .antes de palavra masculina e verbos. d) Pediu informações as minhas secretárias. Se o pronome possessivo for substantivo e por regência a preposição for exigida. Deve-se fazer o teste da troca por um masculino similar e verificar se aparece ao (s) . .) Na dúvida. alguma palavra pede a preposição que irá se fundir com o "a" inicial do próprio pronome.(ao supermercado). Não haverá crase antes de pronome interrogativo. basta substituir a palavra feminina por uma masculina equivalente. c) Pediu informações a minhas secretárias. b) Fiz alusão a esta moça e à outra. a) Direi a todas as pessoas.antes de topônimos. c) Ele começou a fazer dietas. Ficamos cara a cara. a) Iremos a Curitiba. b) Nada direi a ela.palavra feminina tomada em sentido genérico. a) Vende-se a prazo.

as (= aquele. planeta ou lugar . b) A professora a quem me refiro é bonita.Com palavras exclamativas: Comome valorizam! 2.a) Esta estrada é paralela à que corta a cidade (o caminho é paralelo ao que corta a cidade). . não a de branco. o. nos. a norma culta da Língua Portuguesa só aceita a forma lusitana: Dê-me um cigarro. Obs. vos. (Futuro do presente) .: Embora seja uma forma consagrada no Brasil.antes da palavra casa: Quando a palavra casa significa lar.Com conectivos (conjunções subordinativas e pronomes relativos): Eu disse queo vimos ontem. ar e bordo .Com certos advérbios: Semprenos encontramos aqui. . b) Conheço a moça de azul. lhes o. os. b) A espaçonave voltará à Terra em um mês. Colocação de Pronomes Átonos São Pronomes Átonos: PRONOMES PESSOAIS OBLÍQUOS PRONOMES SUBSTANTIVOS DEMONSTRATIVOS me.. Iremos à casa de minha mãe. Iremos a casa assim que chegarmos (iremos ao lar assim que chegarmos). b) A fama à qual almejo não é difícil.Com palavras interrogativas: Quemte disse? . . b) Olhava-nos a distância.. as. se aparecer ao (s) há crase a) A menina a que me refiro não estudou. Casos especiais sobre o uso da crase: . ou locução adjetiva. a) Voltei à terra natal.antes da palavra distância: Não se usa crase.Iniciar período por pronomes átono. salvo se vier determinada. Antes dos pronomes relativos "que" e "quem" não ocorre crase.pode haver crase. se.antes da palavra terra: Oposto de mar.Com palavras negativas: Nãote disse isso. Exemplos: Dar-te-ei um cigarro. segundo a Gramática Tradicional . te. .. Exemplo: Me dê um cigarro. POSIÇÕES DOS PRONOMES ÁTONOS 1. domicílio e não vem acompanhada de adjetivo. a.não há crase O Marinheiro forma a terra. . a.) PRINCIPAL ERRO. não se usa a crase. Quando terra significa solo. a) Via-se o barco à distância de quinhentos metros (determinado). lhe. PRÓCLISE: é obrigatóra nos seguintes casos: . os. aquela. Já o pronome qual (s) admite crase Uma dica é trocar o substantivo feminino anterior ao pronome por um masculino. Quando a palavra casa estiver modificada por adjetivo ou locução adjetiva. aqueles. MESÓCLISE: Só deve ser usada quando o verbo está no futuro (do presente ou do pretérito). aquilo. e não haja motivo para uma próclise.

(rígida) POSIÇÕES DOS PRONOMES ÁTONOS EM LOCUÇÕES VERBAIS A gramática lusitana condena a colocação do pronome átono solto entre dois verbos. (aceita) CASO I . (próclise do verbo auxiliar) Ele tinhame dito.) . (próclise do auxiliar) No primeiro exemplo. (próclise do verbo auxiliar) No primeiro exemplo. entretanto. Ele não nosestava olhando. (Próclise obrigatória) 3. (Futuro do pretérito) Obs.) . os gramáticos brasileiros também aceitaram a próclise do verbo auxiliar e a do gerúndio: Ele nos estava olhando. caso não haja a obrigatoriedade da próclise. classifica-se: . Colocação pronominal: Em função da posição do pronome em relação ao verbo.) . (próclise do gerúndio). Exemplos: 1.Dar-te-ia um cigarro. (aceita) Eu encontrei-o na praia.: Não te darei um cigarro. Exemplos: Ele tinha-me dito. Exemplos: Quero dar-te um cigarro. (próclise do particípio). Alguns gramáticos brasileiros já aceitam certas formas: Eu oencontrei na praia. os gramáticos brasileiros já aceitaram tanto a próclise do verbo auxiliar como a do particípio: Ele metinha dito.VERBO AUXILIAR + GERÚNDIO Pela gramática tradicional.ênclise: depois do verbo (Fugiram-nos as palavras. (ênclise do auxiliar) Ele não metinha dito. aceita pela maiora dos gramáticos brasileiros. CASO II .: Embora seja Ênclise a posição normal da Gramática Tradicional. (rígida) Quero tedar um cigarro. a tendência do Portu guês falado no Brasil é a Próclise. Esta colocação já é. Obs. (próclise do auxiliar) Ele estava nos olhando. ÊNCLISE: é a posição para a Gramática Tradicional. o certo seria a ênclise do verbo auxiliar ou do gerúndio.próclise: antes do verbo (Nada se perde. caso não haja obrigatoriedade para a próclise do verbo auxiliar. Exemplo: Dê-me um cigarro.VERBO AUXILIAR + PARTICÍPIO Pela gramática tradicional. o certo é a ênclise do verbo auxiliar.mesóclise: no meio do verbo (Dirigir-lhe-emos a palavra. "Ele estava-nos olhando" (ênclise do verbo auxiliar) ou "Ele estava olhando-nos" (ênclise do gerúndio) 2.

desde que não haja fator de próclise ou seja um dos futuros do indicativo. . Ninguém me convencerá. b) Os amigos sinceros lembrar-nos-ão um dia. Ele se feriu ou ele feriu-se.em início da frase ou após sinal de pontuação. A elipse da conjunção não dispensa a próclise: Quando passo e te vejo. não pode quebrar o princípio dos fatores de próclise. Procure suas colegas e convide-as. Se o sujeito estiver logo antes do verbo.junto ao infinitivo não flexionado.pronome indefinido.A regra geral diz que se deve colocar o pronome enclítico. a) Quem me viu ontem? b) Queria saber por que te afliges tanto. pode-se preferir a próclise ao invés da ênclise. b) Ele começou a insultá-la. . Este fator. b) Isso te pertence. a) Silenciei para não irritá-lo. exalto-me. b) O homem produz pouco. Se a palavra negativa preceder um infinitivo não-flexionado. regra geral = ênclise (Viver é adaptar-se.conjunção subordinativa. cantar-se-ia melhor. mesmo com a presença do advérbio não. a) Diante da platéia. quando o sujeito vier antes do verbo "Cada dia lhe desfolha um afeto. O uso de mesóclise: Respeitados os princípios de próclise. a) Todos corriam a escutá-lo com atenção.pronome ou palavras interrogativas. a próclise será facultativa. . demonstrativo e relativo. precedido da preposição a. com atenção aos casos especiais.casos não proclíticos e não mesoclíticos em geral. b) Aqui. .) . dar-te-ei = darei + te. c) Ambos se olharam profundamente. a) Alguém me ajude a sair daqui. b) Tudo se fez por uma boa causa. . a) Aqui se vê muita miséria. Dar-te-ia = daria + te. Usa-se ênclise: . a) Deus te guie! b) Quanto sangue se derramou inutilmente! . é indiferente a colocação do pronome oblíquo antes ou depois do verbo. vê-se muita miséria. quando se alimenta mal. Quanto às formas infinitas e locuções verbais: Para as formas finitas: ." Você viu-o.nas orações imperativas afirmativa.advérbio (não seguido de vírgula) e o numeral ambos. b) Silenciei para não o irritar. a) O homem se recupera ou o homem recupera-se. a) Preciso de que me responda algo. c) Ele que se vestiu de verde está ridículo.infinitivo. Por questão de eufonia. far-se-á mesóclise caso o verbo esteja nos tempos futuros do indicativo. . c) Nem sei se nos tornaremos a vê-los novamente. desde que não haja pausa entre o verbo e as palavras de negação. a) Ninguém se mexe. é possível a ênclise: Calei para não magoá-lo. Você o viu.frases exclamativas (começadas por palavras exclamativas) e optativas (desejo). em se tratando dos pronomes o/a (s). b) Nada me abala.oração negativa. Estando o infinitivo pessoal regido da preposição para. . entretanto. São fatores de próclise: .

y brado.) Devo calar-me / devo-me calar / devo me calar Não devo calar-me / não me devo calar / não devo me calar. Se o infinitivo vier flexionado. sei tudo!) . a) Os amigos o tinham prevenido. é obrigatória a ênclise. sem pausa (Em se tratando de colocação pronominal. y ativo e inativo. estar em próclise ou ênclise.bem. ANTONIMOS. y extinguir. Observação: A contribuição greco-latina é responsável pela existência de numerosos pares de sinônimos: y adversário e antagonista. y translúcido e diáfano. y simétrico e assimétrico. farei por merecê-la. conforme as circunstâncias. y semicírculo e hemiciclo.abolir. o pronome não pode aparecer entre os verbos. y moral e ética. de acordo com as circunstâncias. HOMONIMOS. Concedida a mim a preferência.Não se há de acostumar / não há de acostumar-se.Auxiliar + preposição + infinitivo (Há de acostumar-se / há de se acostumar . ora ao verbo auxiliar. não o incomodar / incomodá-lo) Se o pronome for o/a (s) e o infinitivo regido da preposição a.auxiliar + infinitivo (podem os pronomes.gerúndio. Auxiliar + particípio (os pronomes se juntam ao auxiliar e jamais ao particípio.) . y contraveneno e antídoto. ora à forma nominal.humildade. y louvar .): Vou-me arrastando / vou me arrastando / vou arrastando-me Não me vou arrastando / não vou arrastando-me. grito . apagar . . Sem auxiliar não admite próclise ou ênclise e sim a forma oblíqua regida de preposição. y mal . y soberba . y oposição e antítese. y progredir e regredir.censurar. prefere-se a próclise (desde que não inicie o período) . y transformação e metamorfose. Observação: A antonímia pode originar-se de um prefixo de sentido oposto ou negativo: y bendizer e maldizer. Para as locuções verbais: .particípio.clamor. y comunista e anticomunista. ora à forma nominal.abecedário. estar em próclise ou ênclise. Mesmo com fator de próclise.Auxiliar + gerúndio (podem os pronomes. SINONIMOS. regra geral = ênclise A próclise é obrigatória se: o gerúndio vier precedido da preposição em ou se o gerúndio vier precedido de advérbio que o modifique diretamente. conforme as circunstâncias. y simpático e antipático. y colóquio e diálogo. * Antônimos São palavras de significação oposta: y ordem . y esperar e desesperar.anarquia. PARONIMOS * Sinônimos São palavras de sentido igual ou aproximado: y alfabeto . ora ao verbo auxiliar. b) Os amigos tinham-no prevenido.Admite-se também a próclise se o infinitivo não-flexionado vier precedido de preposição ou palavra negativa (para te servir / servir-te. Com fator de próclise. y concórdia e discórdia. a ênclise no infinitivo é correta. .

mas ainda não retornaram. y comprimento e cumprimento. Homônimos y São palavras que apresentam a mesma pronúncia ou grafia.). (cassar ± ato ou efeito de anular) y Os homônimos podem ser: y Homônimos homógrafos. y suar e soar. y jogo (subst. y apoio (subst. b) Homófonos: são palavras iguais na pronúncia e diferentes na escrita: y acender (atear) e ascender (subir). y A criança ficou contente com o presente. y livre (adj. y Eles ficaram alegres com a notícia.) e caminho (verbo). pois já está virando anarquia. y deferir e diferir. contrários. y Cinco jurados condenaram e apenas dois absolveram o réu.) e providencia (verbo). y paço (palácio) e passo (andar). . y denúncia (subst.) e jogo (verbo). y concertar (harmonizar) e consertar (reparar). Antônimos y São palavras que apresentam significados opostos. y y Exemplo: y O faturista retificou o erro da nota fiscal. y tetânico e titânico. y cedo (verbo) e cedo (adv. y osso e ouço. y Exemplo: y Precisamos colocar ordem nessa baderna. y Homônimos homófonos. * Parônimos São palavras parecidas na escrita e na pronúncia: y coro e couro. y sede e cede. y cesta e sesta.) e apóio (verbo). c) Homógrafos e homófonos simultaneamente: São palavras iguais na escrita e na pronúncia: y caminho (subst. y providência (subst. y cela (compartimento) e sela (arreio).). (caçar ± prender.O que são Homônimos e Parônimos: * Homônimos a) Homógrafos: são palavras iguais na escrita e diferentes na pronúncia: y rego (subst. matar) y Vão cassar o mandato daquele deputado. y Sinônimos y y São palavras que possuem significados iguais ou semelhantes. mas significados diferentes. y O faturista corrigiu o erro da nota fiscal. y infligir e infringir. y degradar e degredar.) e denuncia (verbo). y autuar e atuar. y eminente e iminente.) e livre (verbo).) e rego (verbo). y colher (verbo) e colher (subst. y Exemplo: y Eles foram caçar. y censo (recenseamento) e senso (juízo).

Exemplos: Cela ± quarto de prisão Sela ± arreio Coser ± costurar Cozer ± cozinhar Concerto ± espetáculo musical Conserto ± ato ou efeito de consertar Homônimos perfeitos São palavras que possuem a mesma pronúncia e mesma grafia.y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y Homônimos perfeitos. Exemplos: Almoço (ô) ± substantivo Almoço (ó) ± verbo Jogo (ô) ± substantivo Jogo (ó) ± verbo Para ± preposição Pára ± verbo Homônimos homófonos São palavras que possuem o mesmo som e grafia diferente. Homônimos homógrafos São palavras iguais na grafia e diferentes na pronúncia. Exemplos: Emergir ± vir à tona Imergir ± afundar Infringir ± desobedecer Infligir ± aplicar Relação de alguns homônimos Acender ± pôr fogo Ascender ± subir Acento ± sinal gráfico . Exemplos: Cedo ± verbo Cedo ± advérbio de tempo Sela ± verbo selar Sela ± arreio Leve ± verbo levar Leve ± pouco peso Parônimos São palavras que possuem significados diferentes e apresentam pronúncia e escrita parecidas.

elevado. retardar Delatar ± denunciar Dilatar ± estender. padecer Espiar ± espionar. impreciso Inserto ± introduzido. enlevado Estrato ± tipo de nuvem Extrato ± trecho. observar Estático ± imóvel Extático ± posto em êxtase. fragmento. ampliar Eminente ± alto. ato ou efeito de consertar Coser ± costurar Cozer ± cozinhar Expiar ± sofrer. chefe de tribo ou soberano Concerto ± sessão musical Conserto ± reparo. inserido Chácara ± pequena propriedade campestre Xácara ± narrativa popular Relação de parônimos Absolver ± perdoar Absorver ± sorver Acostumar ± habituar-se Costumar ± ter por costume Acurado ± feito com cuidado Apurado ± refinado Afear ± tornar feio Afiar ± amolar Amoral ± indiferente à moral Imoral ± contra a moral.y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y y Assento ± tampo de cadeira. banco Aço ± metal Asso ± verbo (1ª pessoa do singular. devasso Cavaleiro ± que anda a cavalo Cavalheiro ± homem educado Comprimento ± extensão Cumprimento ± saudação Deferir ± atender Diferir ± adiar. presente do indicativo) Banco ± assento com encosto Banco ± estabelecimento que realiza transações financeiras. Cerrar ± fechar Serrar ± cortar Cessão ± ato de ceder Sessão ± reunião Secção/seção . resumo Incerto ± indeterminado.divisão Cesto . excelente Iminente ± que ameaça acontecer Emergir ± sair de onde estava mergulhado Imergir ± mergulhar Emigrar ± deixar um país Imigrar ± entrar num país Estádio ± praça de esporte .cesta pequena Sexto ± numeral ordinal Cheque ± ordem de pagamento Xeque ± lance no jogo de xadrez Xeque ± entre os árabes.

( ) Se for possível. a. ( ) O convidado retirou-se mais cedo.Identifique. 6. se retiraram da sala. ( ) Parece a mim que ele não vem. ( ) Sempre encontramo-nos em Roma. ( ) O presidente encontrou-o em Roma. 4. te. 8. os. lhes. ( ) Ninguém encontrou-o em Roma. ( ) O convidado ainda não se retirou da sala. retiraram-se da sala. 10. ligue-me. ( ) O presidente encontrou ele em Roma. ( ) Ninguém o encontrou em Roma. 9. ( ) O presidente o encontrou em Roma. 5. ( ) Parece-me que ele não vem à reunião. nos. ( ) O convidado se retirou mais cedo. ( ) Sempre nos encontramos em Roma. ( ) Terminada a reunião. as. ( ) Nós nos encontramos na reunião de ontem. 7. Exercício 1 . todos se retiraram da sala. Próclise: Eu o encontrei na praia (uso preferencial no Brasil)). ( ) Se for possível. ( ) Encontramo-nos na reunião de ontem. vos. em cada questão. me ligue. ligue para mim. Ênclise: Eu encontrei-o na praia (uso preferencial em Portugal). ( ) Terminada a reunião. as alternativas aceitáveis (a) e qual é a opção mais adequada (X): 1. encontramo-nos em Brasília. Mesóclise: Encontrá-lo-ei na praia (só com verbo no futuro do indicativo). ( ) Ontem. ( ) Nos encontramos na reunião de ontem. lhe. o. 3.y y y y y y y y y y y y y y y Estágio ± aprendizado Flagrante ± evidente Fragrante ± perfumado Incidente ± circunstância acidental Acidente ± desastre Inflação ± aumento geral de preços. ( ) Se for possível. ( ) O convidado ainda não retirou-se da sala. ( ) Terminada a reunião. se. . ( ) Me parece que ele não vem à reunião. perda do poder aquisitivo Infração ± violação Ótico ± relativo ao ouvido Óptico ± relativo à visão Peão ± homem que anda a pé Pião ± brinquedo Plaga ± região. país Praga ± maldição Pleito ± disputa eleitoral Preito ± homenagem EXERCÍCIOS Colocação dos pronomes Pronomes átonos: me. 2.

( ) Este é o restaurante em que se come melhor. ( ) Tudo move-se. . nos encontramos em Brasília. ( ) O presidente encontrou ele em Roma. nós nos encontramos em Brasília. ( ) Ontem nos encontramos em Brasília. ( ) Em tratando-se de dinheiro. ( ) Nada foi dito porque trata-se de um assunto sigiloso. (a) Encontramo-nos na reunião de ontem. (a) O convidado retirou-se mais cedo. 23. 5. 19. ( ) Faria-se o possível para assinar o contrato. me ligue. ( ) A reunião realizará-se somente amanhã. ( ) Nada foi dito porque se trata de um assunto sigiloso. ( ) Ele encontrá-lo-ia em São Paulo. ( ) A proposta é boa. ( ) Se se trata de assunto polêmico. ( ) Terminada a reunião. ( ) A reunião não realizar-se-á hoje. 24. ( ) Caso se trate de assunto polêmico. 15. ( ) Em se tratando de dinheiro. 6. ele não opinará. ( ) Seria feito o possível para assinar o contrato. considerando-se o fato de ser em euros. ele é mestre. saiu mais cedo. ele não opinará. ( ) Quem disse-lhe que o argentino já foi contratado? ( ) Quem lhe disse que o argentino já foi contratado? 20. 2. saiu mais cedo. ( ) Nós censurávamos-te. (X) O convidado se retirou mais cedo. ele é mestre. retiraram-se da sala. (X) Parece a mim que ele não vem. 3. (a) O presidente encontrou-o em Roma. 14. 22. ( ) Se trata-se de assunto polêmico. 16. se retiraram da sala. ( ) Nos encontramos na reunião de ontem. ( ) Como respeitam-no! ( ) Como o respeitam! 21. ( ) Me parece que ele não vem à reunião. (X) O presidente o encontrou em Roma. ( ) Ontem. 12. (a) Parece-me que ele não vem á reunião. ( ) Este é o restaurante em que come-se melhor. ( ) Far-se-ia o possível para assinar o contrato. ( ) Ele o encontraria em São Paulo. ( ) Se faria o possível para assinar o contrato. as alternativas aceitáveis (a) e qual é a opção mais adequada (X): 1. 4. ligue para mim. ( ) A reunião se realizará somente amanhã. (a) Terminada a reunião. ( ) Para não o ver. todos se retiraram da sala. ligue-me. ( ) A reunião realizar-se-á somente amanhã. 17. 11. 18. 13. ( ) Para não vê-lo. (X) Terminada a reunião. ( ) Tudo se move. (X) Nós nos encontramos na reunião de ontem. se considerando o fato de ser em euros. (X) Se for possível.( ) Ontem. ( ) A proposta é boa. Respostas Exercício 1 -Identifique. em cada questão. ele não opinará. ( ) A reunião não se realizará hoje. ( ) Nós te censurávamos. ( ) Se for possível. (a) Se for possível.

(a) A reunião realizar-se-á somente amanhã. (X) Ele o encontraria em São Paulo. 23. 16. se considerando o fato de ser em euros. ( ) O convidado ainda não retirou-se da sala. 10. 13. saiu mais cedo. ( ) Como respeitam-no! (X) Como o respeitam! 21.( ) Lhe devo enviar os documentos. (X) Tudo se move. (a) Ontem. 14. Em locuções verbais: Eu lhe devo enviar os documentos = próclise do verbo auxiliar. encontramo-nos em Brasília. 12. ( ) Sempre encontramo-nos em Roma. saiu mais cedo. Exercício 1 . ( ) Nada foi dito porque trata-se de um assunto sigiloso. (X) Para não vê-lo. (X) A reunião não se realizará hoje. ( ) A proposta é boa.7. (a) Para não o ver. (X) A reunião se realizará somente amanhã. (X) O convidado ainda não se retirou da sala. ( ) Devo enviar-lhe os documentos. ( ) Quem disse-lhe que o argentino já foi contratado? (X) Quem lhe disse que o argentino já foi contratado? 20. ( ) A reunião não realizar-se-á hoje. ( ) A reunião realizará-se somente amanhã. ele não opinará. (X) Ontem nos encontramos em Brasília. ( ) Se trata-se de assunto polêmico. considerando-se o fato de ser em euros. 24. (X) Sempre nos encontramos em Roma.( ) Eu lhe devo enviar os documentos. 8. ( ) Em tratando-se de dinheiro. 9. (X) Ninguém o encontrou em Roma. 19. ele não opinará. (X) Nada foi dito porque se trata de um assunto sigiloso. ( ) Faria-se o possível para assinar o contrato. ele é mestre. ( ) Nós censurávamos-te. nos encontramos em Brasília. Eu devo-lhe enviar os documentos = ênclise do verbo auxiliar. ( ) Devo-lhe enviar os documentos. 15. (X) Caso se trate de assunto polêmico. ( ) Ontem. (X) A proposta é boa. (a) Ontem. 18. ( ) Eu devo-lhe enviar os documentos. ( ) Este é o restaurante em que come-se melhor. 17. nós nos encontramos em Brasília. (a) Far-se-ia o possível para assinar o contrato. segundo a norma culta. (X) Seria feito o possível para assinar o contrato. (X) Este é o restaurante em que se come melhor. ( ) Devo lhe enviar os documentos. ( ) Tudo move-se. 2. Eu devo lhe enviar os documentos = próclise do verbo principal (uso preferencial). ele não opinará.Identifique. 22. ele é mestre. (a) Se se trata de assunto polêmico. ( ) Se faria o possível para assinar o contrato. (a) Ele encontrá-lo-ia em São Paulo. (X) Em se tratando de dinheiro. (X) Nós te censurávamos. as aceitáveis (a) e as mais adequadas (A) para cada frase: 1. Eu devo enviar-lhe os documentos = ênclise do verbo principal. 11. . as opções inaceitáveis (i). ( ) Ninguém encontrou-o em Roma.

( ) Ele não havia comunicado-me o fato. (a) Eu lhe devo enviar os documentos. (a) Eles estavam observando-nos. ( ) Eu não devo lhe enviar os documentos. (a) Eu devo-lhe enviar os documentos. (i) Eles não estavam-nos observando. ( ) Estavam-nos observando. (A) Eu não devo lhe enviar os documentos. (A) Eu não devo enviar-lhe os documentos. 7. as opções inaceitáveis (i). (a) Eles estavam-nos observando. (A) Estavam nos observando. ( ) Eu devo enviar-lhe os documentos. 8. ( ) Eles não estavam nos observando. ( ) Ele havia comunicado-me o fato. ( ) Havia comunicado-me o fato. 4. ( ) Havia me comunicado o fato.( ) Me havia comunicado o fato. (a) Devo-lhe enviar os documentos. 5. ( ) Eles estavam observando-nos. (i) Nos estavam observando. (a) Estavam-nos observando. (A) Eu devo lhe enviar os documentos. (i) Eu não devo-lhe enviar os documentos. ( ) Ele não havia-me comunicado o fato.( ) Eu devo lhe enviar os documentos.( ) Eles não nos estavam observando. ( ) Ele havia me comunicado o fato. ( ) Ele havia-me comunicado o fato.( ) Eles nos estavam observando. ( ) Eles estavam-nos observando. ( ) Eu não devo-lhe enviar os documentos. . ( ) Eles não estavam-nos observando. (a) Eles não nos estavam observando. ( ) Ele não havia me comunicado o fato. (A) Devo enviar-lhe os documentos. (i) Lhe devo enviar os documentos. ( ) Eu não devo enviar-lhe os documentos. 4. 6. ( ) Havia-me comunicado o fato.( ) Ele me havia comunicado o fato. segundo a norma culta. Respostas Exercício 1 . (a) Eu não lhe devo enviar os documentos. ( ) Eles estavam nos observando. ( ) Estavam observando-nos. (a) Eles nos estavam observando. (A) Eu devo enviar-lhe os documentos.Identifique. 3. (A) Devo lhe enviar os documentos.( ) Ele não me havia comunicado o fato. 5. (A) Eles estavam nos observando. 6. 3. ( ) Estavam nos observando. as aceitáveis (a) e as mais adequadas (A) para cada frase: 1. (a) Estavam observando-nos.( ) Nos estavam observando. 2. 9.( ) Eu não lhe devo enviar os documentos. ( ) Eles não estavam observando-nos.

5. b) Na idade média.trouxa . 4. d) realisar . c) ironia .jiló .canalisar .analizar .comercializar.frisar. 7.catequisar.gipe.analisar . b) berinjela . os povos da América do Sul não tinham laços de amizade com a Europa. c) Nos substantivos próprios de qualquer espécie d) Nos nomes de fatos históricos dos povos em geral.defeza. 1. c) O pião conseguiu o primeiro lugar na competição. b) comércio . (a) Havia-me comunicado o fato. (a) Eles não estavam observando-nos. c) banalizar . (a) Ele havia-me comunicado o fato.analisar .desafio . b) No começo de período. e) nervoso . e) análise . (i) Ele havia comunicado-me o fato. d) Ele cantou uma área belíssima.atravez. com suas dádivas: ouro. d) catequese . 7. Todas as alternativas são verdadeiras quanto ao emprego da inicial maiúscula. e) A Avenida Afonso Pena." d) "Chegam os magos do Oriente. foi ornamentada na época de natal. Quanto ao emprego de iniciais maiúsculas. e) Utilizamos as salas com exatidão.(A) Eles não estavam nos observando. 8. (A) Ele havia me comunicado o fato. (A) Havia me comunicado o fato.ironizar. A forma dual que apresenta o verbo grafado incorretamente é: a) hidrólise . Marque a opção cm que todas as palavras estão grafadas corretamente: a) enxotar . (A) Ele não havia me comunicado o fato. exceto: a) Nos nomes dos meses quando estiverem nas datas.paralizar . Indique a única seqüência em que todas as palavras estão grafadas corretamente: a) fanatizar . b) fanatisar . b) Ele agiu com muita descrição. c) passos .discussão . (i) Havia comunicado-me o fato. (a) Ele me havia comunicado o fato.empresa .paralizar. Estão corretamente empregadas as palavras na frase: a) Receba meus cumprimentos pelo seu aniversário.hidrolisar.analisar.chícara. 2. 9. e) utilizar . as regras de acentuação das oxítonas. A alternativa que apresenta erro(s) de ortografia é: . não sofreram alterações. (i) Me havia comunicado o fato.vasamento. 3.arremesso. incensos e mirra " (Manuel Bandeira). d) certeza . 6. (a) Ele não me havia comunicado o fato. em Belo Horizonte. assinale a alternativa em que não há erro de grafia: a) A Baía de Guanabara é uma grande obra de arte da Natureza. (i) Ele não havia-me comunicado o fato.frizar. (i) Ele não havia comunicado-me o fato. verso ou alguma citação direta. c) Diz um provérbio árabe: "a agulha veste os outros e vive nua. e) Nos nomes de escolas de qualquer natureza.paralisar. Como se pode observar.

pesquisar.bexiga. b) propôs / pu__ eram. uma labareda ascendeu ao céu. Assinale a alternativa em que todas as palavras estão grafadas corretamente: a) analizar .vaso . 13.ascenção.concessão. e) me__erico / en__ame / bru__a. d) presunção .impecilho. d) enxada . e) batizar .esplêndido. c) A fartura e a escassez são problemáticas. d) francês. c) __utar / frou__o / mo__ila. 14.majestade. c) gorjeta. A alternativa que apresenta palavra grafada incorretamente é: a) fixação . 15.prazeirosamente .ojeriza. d) iminente.discussão . 12. Dos pares de palavras abaixo. e) esvaziar / e___ tender. e) flecha . e) vadiar.hérnia . c) atrás / retra __ ado.excurção.princesa . b) richa . d) enxergar .passeiar .paralisação. e) estupidez.descrição.pagem . c) tábua .oscilação .economizar .previlégio . aquele em que a segunda não se escreve com a mesma letra sublinhada na primeira é: a) vez / reve___ar. b) poleiro .cassação . Assinale a opção cm que a palavra está incorretamente grafada: a) duquesa.compreensão .civilizar. c) seção .paralisia. 9. c) vadear.rendição . e) cessão . b) fei__e / pi__ar / bre__a. c) criação .a) O experto disse que fora óleo em excesso. exceto: a) dejeto.distensão. e) Aceso o fogo.submissão.sintonisar.majestade.lage . b) exceção .mixto .silvícola. d) cafezinho/ blu __ inha.bucha. Todas as palavras estão com a grafia correta.disenteria . b) O assessor chegou à exaustão. Indique o item em que todas as palavras devem ser preenchidas com x: a) pran__a / en__er / __adrez. 8. 16.marquês.admissão . 11. Marque a única palavra que se escreve sem o h: .jeito . d) pretencioso . e) gasolina . d) fle__a / en__arcar / li__ar. c) berinjela . Assinale a alternativa em que todas as palavras estão grafadas corretamente: a) tijela .bruxa . 10. d) Assintosamente apareceu enxarcado na sala. b) magestade. b) ogeriza.sintetizar . b) receoso . Assinale a alternativa em que todas as palavras estão grafadas corretamente: a) atrasado .

previlégio.emigrantes d) sessão . duquesa. a) __irau. ascensão b) abóbada. tre__eito.ele traz 23. asterisco.evidente d) descrição . (CFC/96) Assinalar a alternativa correta quanto à grafia das palavras: a) atraz .discrição 18.mais 25. pa__em c) ma__estoso. c) umor. (CESD/97) Assinalar a alternativa que completa as lacunas da frase abaixo.seu b) paço . (CFC/95) Assinalar a alternativa que preenche corretamente as lacunas do seguinte período: "Em _____ plenária. consciencioso. economizar d) adivinhar. estudou-se a _____ de terras a _____ japoneses. francesa b) estrupar. meteorologia. privilé__io.mais d) mais . prazerosamente. manteigueira 22.ele trás d) atraz . (CFC/95) Assinalar a alternativa que apresenta um erro de ortografia: a) enxofre.a) omeopatia. palavras homônimas. São. __egue b) gor__eio.imigrantes c) sessão . assunção c) despender.mas b) mais . d) erdeiro. a) mas .passo c) eminente . calda/açúcar derretido para doce.ele trás b) atrás . (CFS/95) Assinalar o par de palavras parônimas: a) céu . hesitar d) cabeleireiro. __ibóia. berin__ela 19. pretensioso. (CFS/95) Assinalar a alternativa em que todas as palavras devem ser escritas com "j".emigrantes b) cessão . (CFC/95) Assinalar a alternativa que contém um erro de ortografia: a) beleza. portanto. Associe as duas colunas e assinale a alternativa com a seqüência correta." a) seção . beneficente 21. "O Brasil de hoje é diferente. na ordem em que aparecem. _____ os ideais de uma sociedade _____ justa ainda permanecem". 17.mas c) mas .imigrantes 20. deslizar c) esplêndido.cessão . (CESD/98) Cauda/rabo. (CFS/96) Assinalar a palavra graficamente correta: a) bandeija b) mendingo c) irrequieto d) carangueijo 24.conserto ( ) valor pago 2 . __enipapo d) here__e.ele traz c) atrás .secção . e) iena.sessão .cessão .censo ( ) reparo 4 .concerto ( ) juízo claro 3 . b) umidade.senso ( ) estatística . 1 . exceção. __esto.

bisavo. __epa c) li__ar. inverossímil. (CFS/96) Quanto à sinonímia. porque há palavras homógrafas com pronúncia aberta b) Não se deve colocar acento grave no a do contexto: Fui a cidade c) Não se deve colocar trema em palavras como tranquilo. amago. linguiça. Assinale a alternativa em que pelo menos um vocábulo não seja acentuado: a) voo. vovozinho e) O emprego do trema é facultativo 3.5 . tambem c) tactil. possível c) têm. associar a coluna da esquerda com a da direita e indicar a seqüência correta. orfão. __ilrear Exercício Acentuação 1. bro__e d) ê__tase.proeminente ( ) notável a) 2-4-3-1 b) 3-4-2-1 c) 4-3-1-2 d) 3-2-4-1 29. ambar e) hifen. __u__u.extático ( ) saliente 3 . (CFC/98) Assinalar o par de palavras antônimas: a) pavor . impossível. éter d) há. bau. ninguém. crítico e) pólen. alguem. Assinale a alternativa correta a) Não se deve colocar acento circunflexo em palavra como avo.susto c) dignidade . en__erto. sequência d) Não se deve colocar trema em palavras derivadas como avozinho. cipos. e__torquir. anéis.tacha ( ) apresentação musical a) 5-4-1-3-6-2 b) 5-3-2-1-6-4 c) 4-2-6-1-3-5 d) 1-4-6-5-2-3 26. incrível e caráter. pi__e. sinta__e. (ITA/SP) Em que caso todos os vocábulos são grafados com "x" ? a) __ícara. 1 . (CFS/97) O antônimo para a expressão "época de estiagem" é: a) tempo quente b) tempo de ventania c) estação chuvosa d) estação florida 28. taxi.taxa ( ) pequeno prego 6 .indecoro d) dignidade . Assinale o item em que todas as palavras são acentuadas pela mesma regra de: também. a) alguém. ta__ativo.insigne ( ) ignorante 2 . __ávena. balaustre b) itens. en__erido.integridade 27. pe . magnólias. cortex. tórax b) hífen. be__iga b) __enófobo. onix.pânico b) pânico . nós 2. parabens. roi d) papeis. leem.insipiente ( ) absorto 4 .

4. Assinale a opção em que as palavras, quanto à acentuação gráfica, estejam agrupadas pelo mesmo motivo gramatical. a) problemáticos, fácil, álcool b) já, até, só c) também, último, análises d) porém, detêm, experiência e) país, atribuíram, cocaína 5. "À luz de seu magnífico ______ -de-sol ______ parece uma cidade ______ . a) por, Itaguaí, tranquila b) por, Itaguai, tranqila c) por, Itaguaí, tranqüila d) pôr, Itaguaí, tranqüila e) pôr, Itaguai, tranquila 6. Marque item em que necessariamente o vocábulo deve receber acento gráfico: a) historia b) ciume c) amem d) numero e) ate 7. São acentuadas graficamente pela mesma razão as palavras da opção: a) há - até - atrás b) história - ágeis - você c) está - até - você c) ordinário - apólogo - insuportável c) mágoa - ícone - número 8. Assinale a série cuja acentuação gráfica se justifique da mesma forma que em: baiúca - ônus apóio. a) viúvo, ônibus, pastéis b) vírus, hífen, jibóia c) centopéia, Garibáldi, caí d) egoísmo, Quéops, escarcéu e) lápis - vôlei - girassóis 9. Das alternativas abaixo, aquela em que as demais não se acentuam com base na mesma regra da palavra entre aspas é: a) "holandês" - anunciá-lo / paletós b) "desejável" - açúcar / hífen c) "público" - súbito / álcool d) "matéria" - glória / idéia e) "daí" - viúva / sanduíche 10. Em que série nem todas as palavras se acentuam pelo mesmo motivo: a) juízo, aí, saíste, saúde b) poética, árabes, lírica, metáfora c) glória, apóia, série, inócuo d) réptil, fêmur, contábeis, ímã e) assembléia, dói, papéis, céu 11. Todas as palavras devem ser acentuadas na alternativa: a) pudico, pegada, rubrica b) gratuito, avaro, policromo c) abdomen, itens, harem d) magoo, perdoe, ecoa e) contribuia, atribuimos, caiste 12. O ________ resulta da __________ entre a alga e o fungo. a) líquen, simbiose b) liquen, simbiose c) liquem, simbiose

d) líquen, simbióse e) líquem, simbióse 13. Assinale o item em que as palavras estão acentuadas segundo a mesma regra: a) miúdo, pêndulo b) história, distância c) pedrês, porém d) respeitável, pálpebra e) Lucília, três 14. Há erro(s) de acentuação gráfica em: a) recém-vindo, decano, refrega b) pudico, bímano, gratuito c) inaudito, pegada, zênite d) íbero, ávaro, levedo e) filantropo, opimo, aziago 15. Assinale a opção em que todos os vocábulos deveriam estar acentuados graficamente: a) perdoo, balaustre, bambu b) itens, assembleia, cafeina c) tuneis, juri, pessoa d) aerodromo, estrategia, nectar e) agape, apoio (subst.), nuvens 16. Por serem proparoxítonos, deveriam estar acentuados os vocábulos da opção: a) refrega, ibero, decano b) aziago, pegada, avaro c) leucocito, alcoolatra, interim d) inaudito, batavo, erudito e) rubrica, maquinaria, pudico 17. Qual dentre as palavras abaixo deve ser necessariamente acentuada: a) ai b) pais c) doida d) sauva e) saia 18. Assinale a opção em que os vocábulos obedecem à mesma regra de acentuação gráfica: a) pés, hóspedes b) sulfúrea, distância c) fosforecência, provém d) últimos, terrível e) satânico, porém 19. Num dos itens abaixo, a acentuação gráfica não está devidamente justificada. Assinale este item: a) círculo: vocábulo paroxítono b) além: vocábulo oxítono terminado em -em c) órgão: vocábulo paroxítono terminado em til d) dócil: vocábulo paroxítono terminado em -l e) pôde: acento diferencial 20. Marque a alternativa em que pelo menos um vocábulo não seja acentuado: a) voo, parabens, hifen, sofas b) fenix, esplendido, voce, volatil c) aneis, rubrica, tenis, urubu d) chama-la, veem, Tamanduatei, tambem e) cipos, biceps, rape, sauva 21. A alternativa em que somente uma das palavras deve receber acento gráfico é: a) Luis, patroa, nuvem b) hifens, item, somente c) arcaico, itens, caju

d) seduzi-lo, maracatu, cafezal e) abençoe, saiu, hotel 22. Das palavras abaixo, uma admite duas formas de justificar o acento gráfico: a) combustível b) está c) três d) países e) veículos 23. Assinale a alternativa em que a acentuação das palavras se explica pela mesma regra. a) fábrica, máquina, ímã b) saúde, egoísta, atribuí-lo c) môo, pó, vêm d) quilômetro, cinqüenta, privilégio e) hífen, médium, álcool 24. Há erro de acentuação em: a) O repórter havia afirmado que a canoa da República andava órfã. b) Ontem você não pode vir por água no fogo e souberam disso através dos colegas. c) Rui vem de ônibus, lê o jornal e sempre procura saber o nome dos partidos que retêm o uso do poder. d) Ainda não soube do porquê de sua desistência do vôo de ontem e) "Deus te abençoe" era o grito de pára que acalmava a meninada na hora de dormir. 25. A alternativa em que todas as palavras recebem acento gráfico é: a) pudico, rubrica, destruido, Piaui b) campo, polens, hifen, abdomens c) feiura, pessego, virus, voce d) salada, camera, tatu, latex e) item, pudico, gratuito, raiz 26. Qual a seqüência acentuada por terminar em encontro vocálico pronunciado como ditongo crescente? a) assembléia, caracóis, solidéu e jibóia b) Tambaú, Camalaú, Tambaí e açaí c) série, pátio, área e tênue d) imóveis, pênseis, pudésseis e mísseis e) bônus, júri, lápis e tênis 27. Assinale a alternativa em que pelo menos um vocábulo não seja acentuado. a) abençoo,refens, polen, cipos b) tenis, esplendido, voce, portatil c) papeis, rubrica, onix, urubu d) compo-la, leem, Tamanduatei, armazem e) apos, climax, sape, saude 28. Analisando as palavras: 1. apóiam, 2. bainha, 3. abençoo, notamos que está/estão corretamente grafada(s): a) apenas a palavra n.º 1 b) apenas a palavra n.º 2 c) apenas a palavra n.º 3 d) todas as palavras e) n.d.a. 29. Assinale a opção na qual todas as palavras devem ser acentuadas. a) persegui-lo, candido, benção, estreia b) espelho, reporter, interim, arguem c) eletron, fluor, eloquente, abençoe d) iamos, caiste, vendereis, foramos e) impar, itens, arguem, apoia 30. Há erro de acentuação num dos conjuntos seguintes:

A única palavra indevidamente acentuada é: a) álcali.vôos. b) funcionários . d) futebolísticos . d) azíago. d) glória e está.médiuns .refém . tênue d) ávaro.elétrons. Todas as palavras abaixo admitem dupla prosódia.convêm (singular) . d) gratuíto . e) mausoléu e líquido. c) íbero.pegáda . também. d) ístmo-resfolego e) bólido-interim. 32.ótimo. item.público.mês . íngreme. rubrica. boêmia.fazê-lo.Nobél.Constituição. polens. c) será . 34.a) grátis.sôbre . d) hieróglifo. altruísmo b) aqui. armazens. b) sóror. A palavra que pode ser enquadrada em duas diferentes regras de acentuação é: a) estratégia. e) revoem . juri. 39. jibóia. trégua. As palavras que são acentuadas tendo em vista a mesma regra de acentuação são. A única alternativa que possui. caráter e) circuito. preto.pôr (verbo).álbuns . juriti. A alternativa em que todas as palavras estão corretamente acentuadas: a) atraí-los . tatu.obrigatórias. c) três . raiz. e) tematico.têxtil . d) refém. e) xérox. 38. lapisinho. c) jacarandá e lápis. 36. c) límpido. Nélson 31. e) tédio . e) crisântemo. e) pajé.rubiácea . uisque. pelo menos. 37.pélo (verbo). ínterim. b) petróleo e paciência. a) emergências . 35. Assinale a palavra que não se acentua segundo a regra das demais: . b) abençôo. uma palavra indevidamente acentuada é: a) fórceps-avícola b) lábaro-néctar.bíceps . O acento gráfico desempenha a mesma função em: a) carnaúba e história. b) iras. b) azáfama. Nobel. d) gratuito. c) bátega. espelho. c) homília-hieróglifo. 33. A alternativa em que nenhuma palavra possui acento gráfico é: a) item. b) jibóia . exceto: a) acróbata. camara. rubrica c) apóio. c) biquini.

preste .afoito . c) pólo / pára / reféns / atrás.põe-lo . A alternativa em que todas as palavras têm acento gráfico é: a) para-brisa . Se __________ a interferência do Ministro nos programas de televisão e se ele __________. __________ onde combinamos.coroneis .suspender d) puser .decida-te .sutil . Depois que o sol se __________.desanime b) Mostre a ti .interviesse c) requerêssemos .fiques .vê b) Descubra .decide-te . a) reouveres .presta . 41.veja d) Descubra .interviesse 6.decide-te .carencia.suspenderem 4. c) ruim .enjoo . e) mistério. na 1a.interviesse b) requiséssemos . __________ e não __________ .vê c) Descubra .pera (substantivo).fiques . Não se deixe dominar pela solidão. pessoa do plural do imperativo afirmativo é: a) submetamo-nos b) submeta-se c) submete-te d) submetei-vos 2.suspender b) por . __________ mesmo que és capaz de vencer. d) xicara .heroina . b) pudico .põe-no b) reouveres .presta .polen .desanimes 3. 1.miudo. A alternativa que possui duas palavras indevidamente acentuadas é: a) construí-lo / ruína / hífen / fiéis. d) rúbrica / herói / bênção / jóvem.hifen . c) início d) centenárias. não __________ com ele. haverão de __________ as atividades. e) jóquei / mártir / pêlo / vêem.a) também. a) Descobre . A forma correta do verbo submeter-se.interim. não ocorreriam certos abusos. a) requerêssemos .pensil . Se __________ o livro. a) Mostra a ti .veja 5. __________ atenção à transbordante linguagem das coisas e __________ o mundo pelo qual transita distraído. b) espécies.preveem. 40.desanimes c) Mostra a ti . __________ a vida que há nas formas da natureza.perdoe .decida-te . a) pôr .desanimes d) Mostra a ti . b) álbum / réis / fósseis / tênue. e) trofeu .pode(passado) .suspenderem c) puser .presta .intervisse d) requizéssemos . A alternativa em que nenhuma palavra tem acento gráfico é: a) cadaver-modelo-todo-vezes b) toda-flui-orgão-fossil c) governo-juri-juriti-cutis d) garoa-armazens-polen-caju e) item-polens-rubrica-erro 42.

ouve-o -precipites 10.detiveram .divergem d) mantém . Os pais ainda __________ certos princípios. __________ bem. a) mantém .requeresse b) sobreviram .os vir d) vier .lhes vir 11. a) deter .mantiverem . duran vários anos.c) reaveres . não __________ comigo. viveriam mais felizes. no porto.conteve .fica .favoreça . mas os filhos já não __________ neles e __________ de sua orientação.censura b) expuserem .ponha-o d) reaveres fique .detiveram . não os _____ _____ .ouve-o precipita d) detiver . __________.ouça-lhe .interveio b) previsse .ponha-o 7.manterem .interviu 16.favoreça . quando Jesus __________ e __________ todos em paz. portanto. não se __________.conta d) premeio . a) expuserem . e __________ na briga que não era sua.divirgem 12.obstrui c) veres .crêem .os ver c) vier .manterem .requisesse c) sobrevieram .ouve-lhe . Eu não __________ a desobediência.os ver b) vir . __________ graves problemas que o __________. a) vier . a) mantivessem .interveio c) prevesse .requisesse d) sobrevieram . sua promoção.refizerem d) mantessem .precavém-te .conteve .crêem . Se todas as pessoas __________ boas relações e __________ as amizades.detiveram .precavenha-se .acautela-te .refazessem c) mantiverem .contes b) premio .requeresse 14. a) premio .obstrui d) vires .mantiverem .conta c) premio . Os habitantes da ilha acreditam que. a) veres . a) sobreviram . A locução verbal que constitui voz passiva analítica é: . Se o __________ por perto.censures d) exporem . haverá de abençoá-los.interviu d) previsse . Não te __________.acautela-te .continha .censura 8.favorece . embora ela me _________.deteram .refizessem 13.divergem b) mantêem .obstrue b) vires . ele __________ o esforço construtivo de qualquer pessoa.censures c) exporem . Se ele se __________ em sua exposição. e te impediram que __________ . Se ao menos ele __________ a confusão que aquilo ia dar! Mas não pensou.continha .contas 15.crêem .precipites b) deter .divergem c) mantêm .crêem . em tempo devido. Se eles __________ suas razões e __________ suas teses. a) prevesse .favoreça .refizessem b) mantivessem .obstrui 9.precipita c) detiver .

retifiquem 25. Em meio àquele tumulto. substitui corretamente a forma verbal grifada. a) As novelas substituíram os folhetins do passado b) O diretor reuniu para esta novela um elenco especial c) Alguns episódios estão mexendo com as emoções do público d) O autor extrai alguns detalhes do personagem de pessoas conhecidas * Instruções para as questões subsequentes: Passe a frase dada. a) disparara b) fora disparado c) tinham disparado d) tinha disparado 19. O seguinte período apresenta uma forma verbal na voz passiva: "as pessoas comprometidas com a corrupção deveriam ser punidas de forma mais rigorosa". a) é feito b) têm feito c) foi feito d) fazem 22.a) Vais fazer essa operação? b) Você teria realizado tal cirurgia? c) Realizou-se logo a intervenção. Se fôssemos ouvidos. na data marcada. . Saí de lá com a certeza de que os livros me seriam enviados por ele. 17. para a voz passiva. e vice-versa. 21.retificassem d) se submetesse . Seria bom que o projeto fosse submetido à apreciação da equipe.retifiquem b) submeter . a) submeteram . d) A operação foi realizada logo.retificar c) submetessem . sem falta. se for ativa. feita a transformação. muitos aborrecimentos seriam evitados. a) foi terminando b) foi sendo terminado c) foi terminado d) ia sendo terminado 24. ele ia terminando o complicado trabalho. Qual a alternativa que apresenta a forma verbal ativa correspondente? a) deveria punir b) puniria c) puniriam d) deveriam punir 18. Assinale a alternativa que. Assinale a oração que não tem condições de ser transformada em passiva. A oração "o engenheiro podia controlar todos os empregados da estação ferroviária" está na voz ativa. sem que haja mudança de tempo e modo verbais. A oração "o alarma tinha sido disparado pelo guarda" está na voz passiva. para que se retificassem possíveis falhas. a) podiam ser controlados b) seriam controlados c) podia ser controlado d) controlavam-se 20. Assinale a forma verbal passiva correspondente. Assinale a alternativa que apresenta a forma verbal ativa correspondente. Não se faz mais nada como antigamente. a) iria enviar b) foram enviados c) enviará d) enviaria 23.

d) Pretérito mais-que-perfeito do indicativo. 7 .advérbio .serão evitados c) nos ouvissem . b) adequar. c) advérbio de condição. d) cristão. identifique-o: a) pôr.. b) Havia muito bichinho ruim. c) Presente do indicativo. e) capitão. a palavra grifada pode ser classificada como: a) advérbio de modo.ermitões. c) copiar. e) preposição essencial. 3. "Enquanto punha o motor em movimento. e) brigar. Aponte a opção em que muito é pronome indefinido: a) O soldado amarelo falava muito bem. e) interjeição .chãos. d) Fabiano vacilava muito para tomar decisão.". 9. b) Agi com calma.estaríamos b) formos ouvidos .conjunção. Dos verbos abaixo apenas um é regular. 2. b) Pretérito mais-que-perfeito do subjuntivo. d) Apesar do fracasso. 8. Das palavras abaixo.adjetivo. c) conjunção . c) Os mudos falam com as mãos. A alternativa que apresenta classes de palavras cujos sentidos podem ser modificados pelo advérbio são: a) adjetivo .catalões. c) alemão.verbo. e) Pretérito imperfeito do indicativo. 6.interjeição ." O verbo destacado encontra-se no: a) Presente do subjuntivo. b) verbo . e) Aquela rua é demasiado estreita. A flexão do número incorreta é: a) tabelião .melões c) ermitão . d) reaver. b) conjunção adversativa. ele insistiu. d) chão .a) ouvíssemos .advérbio . b) melão . Marque a frase em que o termo destacado expressa circunstância de causa: a) Quase morri de vergonha.tabeliães. A alternativa que não apresenta erro de flexão verbal no presente do indicativo é: . 5.numeral . 4. faz plural como "assombrações" a) perdão. b) bênção. e) catalão . Na oração "Ninguém está perdido se der amor. d) conjunção condicional.interjeição.verbo. d) adjetivo . e) Muito eficiente era o soldado amarelo.se evitariam d) nos ouvissem ± evitariam 1.verbo .. c) Fabiano era muito desconfiado.

c) preposição. A classe de palavras que é empregada para exprimir estados emotivos: a) adjetivo. c) radícula. d) marmita. Em "Escrever é alguma coisa extremamente forte. b) precavo (precaver). Marque o item em que a análise morfológica da palavra sublinhada não está correta: a) Ele dirige perigosamente .. b) interjeição. Indique a frase em que o verbo se encontra na 2ª pessoa do singular do imperativo afirmativo: a) Faça o trabalho.(advérbio). e) Beba água filtrada.(verbo). b) Acabe a lição. b) grânulo. c) verbo-substantivo-conjunção coordenativa-verbo-adjetivo..(pronome indefinido). e) dias-a-dia / lufa-lufas / capitães-mor. d) frijo (frigir).(verbo). c) coloro (colorir). respectivamente: a) pronome adjetivo . b) verbo-substantivo-conjunção integrante-verbo-substantivo. e) pronome interrogativo . c) Mande a carta.os cipós que se emaranhavam. d) pronome adjetivo . c) pronome relativo. 16.conjunção alternativa. 10. e) fedo (feder). b) pronome interrogativo . Em "Tem bocas que murmuram preces..conjunção alternativa. d) conjunção." . c) O cantar dos pássaros alegra as manhãs . mas que pode me trair e me abandonar.. e) Os jovens gostam de cantar música moderna . 13. . b) Nada foi feito para resolver a questão .(numeral). A palavra sublinhada é: a) conjunção explicativa. 14. c) terças-feiras / mãos-de-obras / guarda-roupas. ".conjunção aditiva. d) A metade da classe já chegou . 15. e) verbo-advérbio-pronome relativo-verbo-substantivo. e) advérbio.. b) tico-ticos / bem-te-vis / joões-de-barro. 17. d) advérbio interrogativo.". exceto: a) saquitel.". a seqüência morfológica é: a) verbo-substantivo-pronome relativo-verbo-substantivo.conjunção adversativa. 11. d) verbo-adjetivo-pronome indefinido-verbo-substantivo. A alternativa que possui todos os substantivos corretamente colocados no plural é: a) couve-flores / amores-perfeitos / boas-vidas.a) reavejo (reaver). c) pronome substantivo . e) óvulo. Todas as formas abaixo expressam um tamanho menor que o normal. 12.conjunção aditiva. d) arco-íris / portas-bandeiras / sacas-rolhas. as palavras grifadas podem ser classificadas como. e) preposição acidental. d) Dize a verdade.. b) conjunção integrante.

pronome possessivo. 24. b) Requeri a pensão alimentícia.gás. d) oásis . d) quebra-mares. respectivamente. c) artigo . O substantivo composto que está indevidamente escrito no plural é: a) mulas-sem-cabeça. Quanto à flexão de grau. O único substantivo que não é sobrecomum é: a) verdugo. exceto: a) abolir.alferes.substantivo . d) pulais.18. b) numeral .preposição. c) pianista. as invariáveis são: a) interjeição . b) valham. 26. aviso você d) Anseio por sua felicidade. 25. e) pães-de-ló. . c) ananás . c) meçais. A alternativa que apresenta um verbo indevidamente flexionado no presente do subjuntivo é: a) vade.conjunção. e) indivíduo. Está errada a flexão verbal em: a) Eu intervim no caso. c) ratazana. "Paula mirou-se no espelho das águas": Esta oração contém um verbo na voz: a) ativa. A alternativa que apresenta um substantivo invariável e um variável. d) adjetivo .advérbio . e) sineta. c) extorquir. Todos os verbos abaixo são defectivos. b) manequim. c) passiva pronominal. 20. b) passiva analítica. b) colorir. 19. e) conjunção . d) reflexiva recíproca. d) criança. b) vilarejo.preposição .pronome demonstrativo .revés.ourives. c) abaixos-assinados. é: a) vírus .interjeição . d) ruela. o substantivo que difere dos demais é: a) viela. e) exprimir. d) falir. e) reflexiva. c) Quando eu ver a nova casa. Das classes de palavra abaixo.substantivo.álcool. e) faquir . b) fênix . 23. b) cavalos-vapor. e) caibamos. 21.advérbio. 22. e) Não pudeste falar.

32. e) Aderir. A alternativa em que não há erro de flexão do verbo é: a) Nós hemos de vencer. morfologicamente e sintaticamente. 35. assim caído." a palavra destacada. abstrato e masculino. imbecil) é um substantivo: a) comum. Na frase: "Apieda-te qualquer sandeu". substantivo abstrato. A única forma que não corresponde a um particípio é: a) roto. concreto e sobrecomum b) concreto. d) pronome oblíquo e adjunto adnominal. a palavra sandeu (idiota. 28. e) acudi. d) Eles precavêm. d) sepulto. b) artigo e objeto direto. A alternativa que apresenta uma flexão incorreta do verbo no imperativo é: a) dize. b) Nós aboliremos. eu adiro. e) impoluto. abstrato e feminino.. 33. e) Eles aboliram. simples e masculino e) simples. d) Sou o funcionário mais dedicado da repartição. A alternativa em que o verbo abolir está incorretamente flexionado é: a) Tu abolirás. A alternativa em que o verbo "precaver" está corretamente flexionado é: a) Eu precavejo. d) Eu reavi o meu caderno que estava perdido. b) Deixa que eu coloro este desenho. b) Precavê tu. d) Eu abolo. e) pronome oblíquo e objeto indireto.27. 29. A única alternativa em que as palavras são. c) Que ele precavenha. adjetivo biforme e preposição acidental é: a) beijo-alegre-durante b) remédio-inteligente-perante c) feiúra-lúdico-segundo d) ar-parco-por e) dor-veloz-consoante . b) nato. b) faz. b) Ele é um bom funcionário. Em "Imaginou-o. O item em que temos um adjetivo em grau superlativo absoluto é: a) Está chovendo bastante. 30. c) João Brandão é mais dedicado que o vigia. c) Pega a pasta e a flanela e pole o meu carro. e) João Brandão foi tremendamente inocente. c) Aboli vós. e) Ela precaveu. é: a) artigo e adjunto adnominal. d) comum.. mas não é por muito tempo! 31. d) traze. c) simples. c) crede. 34. simples e comum de dois gêneros. respectivamente. c) pronome oblíquo e objeto direto. c) incluso.

indiferente ___ que acontece ao seu redor".àqueles .há b) a .à e) às . ___ tarde. volto ___ referir-me ___ problemas já expostos ___ V. a) após às b) após as . b) Dirigiu-se ao tribunal disposto à falar ao juiz.a .há 6. a) o .aqueles .aquelas .a 5. "O pobre fica ___ meditar. c) Chegou à noite. "Nesta oportunidade.a d) o . ora a nada.a . a) às .à .a b) as .àquilo c) a . a) à .à 4.àquilo 3.à . "A casa fica ___ direita de quem sobe a rua.a e) o . e se exibe diariamente ___ hora do almoço".à c) a .àqueles . __.a . ora aquilo. e) Cortou o cabelo à Gal Costa.àquelas _ à b) as . 7.há 9. d) Esta é a casa à qual me referi ontem às pressas. a) às .a . b) Ele tem um estilo à Eça de Queiroz c) Dei um presente à Mariana.há . a) à .a .à 8.a .à d) às .à .à .a c) às àquelas .a . O Ministro informou que iria resistir _____ pressões contrárias _____ modificações relativas _____ aquisição da casa própria.à e) as .a e) a . 2.há b) a . e) Ora aspirava a isto.aqueles . Sª ___ alguns dias".a b) ao .à .a d) à .1.àquelas . A alusão _____ lembranças da casa materna trazia _____ tona uma vivência _____ qual já havia renunciado. a) à .a d) às .aquelas .a e) à . Use a chave ao sair ou entrar __________ 20 horas.à c) ao .há .a .a .há c) as .a .àquilo d) à .aquilo e) à .duas quadras da Avenida Central".àqueles . "O grupo obedece ___ comando de um pernambucano.aquilo b) a .à . Assinale a frase gramaticalmente correta: a) O Papa caminhava à passo firme.há c) a .há d) à . Em qual das alternativas o uso do acento indicativo de crase é facultativo? a) Minhas idéias são semelhantes às suas.à .à . d) Fizemos alusão à mesma teoria. precisamente as dez horas. radicado ___ tempos em São Paulo.

a c) a .à e) a .à . No tocante _____ empresa _____ que nos propusemos _____ dois meses.à .a . a) a .a 14.a d) à .a . nada foi possível fazer.a .a .à .a que e) a qual a que 15.à .à b) a .a c) à .à c) a .a 12.a .à .à .a que d) a que .aquela e) a . Fique _____ vontade.a e) À .a .à .à .a c) À .à .a .há 13. estou _____ seu inteiro dispor para ouvir o que tem _____ dizer.a 11. a) a .à .àquela 16.que b) a que .a .à e) àquela .a . a) Há .à .à d) à .à . numa reunião de escritores.à d) a . a) à . a) a qual .a c) àquela . A estrela fica _____ uma distância enorme.a b) à .à b) aquela .c) após das d) após a e) após à 10.à .à b) há .a b) A .à 17.a c) há .a e) há . _____ milhares de anos-luz. a) a .a .que c) à que .a e) à .há d) aquela .à d) à .a . A tese _____ aderimos não é aquela _____ defendêramos no debate sobre os resultados da pesquisa. _____ dias não se consegue chegar _____ nenhuma das localidades _____ que os socorros se destinam.a . Chegou-se _____ conclusão de que a escola também é importante devido _____ merenda escolar que é distribuída gratuitamente _____ todas as crianças. deve-se dizer que ela exerce função paralela _____ da linguagem.a b) à . Em relação _____ mímica. se propôs a maldição do cientista que reduzira o arco-íris _____ simples matéria: era uma ameaça _____ poesia. Foi _____ mais de um século que.a . a) a .a d) Há .à . a) àquela .à .à b) a . e não é visível _____ olho nu.

as b) a toa .comigo .comigo .às d) à toa .a 25.às d) a que .a . _____ emprestar-lhe minha colaboração. a) atoa .a e) a .à 23. Quanto _____ suas exigências.a .a .as 19. Disse _____ ela que não insistisse em amar _____ quem não _____ queria.a .às c) a que . quando foi _____ televisão.à .a c) aquele .à c) à .à e) a .a . mas ele não estava disposto _____ retomar os estudos.a .a .a b) à . pôs-se _____ roer as unhas.à 18.a .à .a 22.a e) à .a b) a .à e) as .à .à c) a .as b) à que .a .a .a c) à .a b) a . a) a .à 21. a) à .à c) a . estou disposto.a e) à .a c) as .a . a) a .a d) à .a .à .à .a d) a .à 20.à .à c) a tôa .à .a d) à .à d) à .à .à . a) há .à e) a . emitia luz _____ grande distância. a) à que . Eis o lema _____ sempre obedecia: ódio _____ guerra e aversão _____ injustiças.a 24.para mim .as e) a que . A lâmpada _____ cuja volta estavam mariposas _____ voar.à d) aquele . a) aquele .para mim . Aquela candidata _____ rainha de beleza.à .à . Estavam _____ apenas quatro dias do início das aulas.às e) à toa .à d) à . Estava __________ na vida.a b) àquele . vivia _____ expensas dos amigos. recuso-me _____ levá-las _____ sério. a) às .à .a .por mim .a . Quanto _____ problema.c) à .as .à .à b) a .à .a d) há . para ser coerente __________ mesmo.à b) à .a e) àquele .

a) A .às e) à . a) a . porque as ordens _____ quais se opunha eram rigorosas e destinavam-se _____ funcionárias daquele setor.à b) Há .às .a .às . a) A .a d) Há .as b) a . _____ alguns meses o Ministro revelou-se disposto _____ abrir _____ discussões em torno do acesso dos candidatos e dos partidos _____ televisão.à b) À .a d) À .às 27.às .às .à .a ± a Gabarito Crase 1 C / 2 C / 3 D / 4 B / 5 B / 6 D / 7 A / 8 D / 9 B / 10 D / 11 B / 12 E / 13 D / 14 B / 15 B / 16 E / 17 B / 18 D / 19 B / 20 A / 21 B / 22 B / 23 D / 24 E / 25 C / 26 B / 27 E / 28 E / 29 B. Expunha-se _____ uma severa punição.as c) à . _____ Igreja cabe propugnar pelos princípios éticos e morais que devem reger _____ vida das comunidades.as .às d) à .às .à .às d) à .à 29.a c) À .a . enquanto _____ política deve visar ao bem comum.às c) a .à .a c) A .à .à .à .à e) A .as .à e) Há .a .às b) à .a . a) a .a .às 28.à . Gabarito Classe de Palavras 1 A / 2 A / 3 D / 4 A / 5 E / 6 B / 7 E / 8 E / 9 D / 10 B / 11 D / 12 A / 13 B / 14 C / 15 D / 16 D / 17 C / 18 C / 19 C / 20 E / 21 E / 22 C / 23 A / 24 E / 25 C / 26 D / 27 B / 28 D / 29 D / 30 E / 31 C / 32 E / 33 D / 34 E / 35 C Gabarito Verbos 1 A / 2 D / 3 C / 4 C / 5 A / 6 A / 7 B / 8 D / 9 D / 10 C / 11 C / 12 A / 13 D / 14 A / 15 B / 16 D / 17 D / 18 D / 19 A / 20 C / 21 D / 22 D / 23 D / 24 C / 25 D Gabarito Acentuação 1 A / 2 D / 3 B / 4 E / 5 D / 6 B / 7 C / 8 D / 9 D / 10 C / 11 E / 12 A / 13 B / 14 D / 15 D / 16 C / 17 D / 18 B / 19 A / 20 C / 21 A / 22 E / 23 B / 24 B / 25 C / 26 C / 27 C / 28 D / 29 D / 30 D / 31 D / 32 B / 33 B / 34 A / 35 A / 36 A / 37 C / 38 D / 39 A / 40 D / 41 E / 42 D GABARITO PORTUGUÊS: 1 A / 2 A / 3 C / 4 D / 5 D / 6 C / 7 D / 8 B / 9 D / 10 E / 11 B / 12 E / 13 E / 14 A / 15 E / 16 B / 17 D / 18 A / 19 D / 20 C / 21 B / 22 B / 23 C / 24 C / 25 A / 26 C / 27 C / 28 B / 29 B .a .às e) a .as .a .as . Faltou _____ todas as reuniões e recusou-se _____ obedecer _____ decisões da assembléia.as .26.

.Nunca comece uma redação com períodos longos.Verifique sempre a estética: Parágrafo.. pois a dissertação é a explicação racional do que vai ser desenvolvido e uma gíria pode cortar totalmente a seqüência do que vai ser desenvolvido além de ofender a norma culta da Língua Portuguesa.Nunca coloque vírgulas onde não são necessárias (o que tem de erro de pontuação!). .. .. inconstitucionalizável..." mostra dúvidas em seus argumentos anteriores. .Nunca esqueça dos pingos nos "is" pois bolinha não vale. acentuação. . .Nunca coloque hífen onde não é necessário como em penta-campeão ou separação de sílabas erroneamente como ca-rro (isto só acontece em espanhol e estamos escrevendo na língua portuguesa).imexível.... Eu acho.Tenha calma na hora de dissertar e sempre volte à frase-núcleo para orientar seus argumentos.. E de "neologismos incultos" do tipo: ".Prepare sempre um esquema lógico em cima da estrutura intrínseca e extrínseca.Não inicie nem termine uma redação com expressões do tipo: ".. . .Respeite as margens do papel e procure sempre fazer uma letra constante sem diminuir a letra no final da redação para ganhar mais espaço ou aumentar para preencher espaço. . mesmamente..REDAÇÃO A estética de uma redação: No primeiro contato com a redação surge algo que torna importante o nosso ato de escrever que se mantém na forma de passar a mensagem ao nosso leitor e a estética do trabalho redacional.Nunca entregue uma redação sem verificar a separação silábica das palavras. .A letra tem que ser visível e compreensível para quem lê.. Acredito mesmo..Nunca comece a escrever sem estruturar o que vai passar para o papel. separação silábica e principalmente a pontuação que é a maior dificuldade de quem escreve e a maioria acha que é tão fácil pontuar! .. . . .. você deve visualizar também a sua estética: . pois o erro de ortografia e acentuação é o que mais tira pontos em uma redação.. Quem sabe.Nunca use gírias na redação.Cuidado com "superlativos criativos" do tipo: ". Parece ser.Nunca coloque uma expressão que desconheça.. Basta fazer uma frase-núcleo que será a sua idéia geral a ser desenvolvida nos parágrafos que se seguirão. apenasmente. .".". que mostra o quanto estamos interessados em que nosso pensamento seja bem compreensível com lógica e clareza. Ao formar um plano de trabalho para escrever sua redação. . Surge então a busca por um trabalho mais limpo e com estética para a estrutura.. vocabulário..

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful