Você está na página 1de 8

Bom dia! O primeiro pilar que abordaremos é o da #dieta !

Com todas as informações conflitantes sobre dieta, não é de


espantar que o público está confuso. Devemos ter uma dieta com
muito carboidrato, uma dieta baixa em gordura ou um alto teor de
gordura e baixo de carboidratos? Alta ou baixa proteína? Para
agravar o problema, grande parte da informação divulgada ao
público é sem embasamento médico/científico.
Em se tratando de informações conflitantes sobre sua saúde, é
melhor se voltar para a lógica da evolução humana. Por
aproximadamente 2 milhões de anos, os humanos tiveram um
ambiente relativamente estável de alimentação. Por meio da
sobrevivência do mais forte, nós evoluímos e nos tornamos
fisicamente adequados para tal ambiente. Para a grande maioria
da humanidade, esta dieta era “caçar-coletar”. Nós caçávamos e
pescávamos tudo que se alimentava de comidas naturais. A caça
e a pesca não eram criadas em fazendas, em confinamento,
alimentadas de grãos, pesticidas, antibióticos e hormônios. Nós
coletávamos vegetais da terra, frutas das árvores, sementes e
castanhas, alimentos verdadeiramente funcionais e livres de
antinutrientes. Claro que nosso alimento era “integral”, não
processado. Não comíamos grãos até 10 mil anos atrás quando
começamos com a agricultura. Nós também, provavelmente, não
erámos expostos a laticínios até esse período. Somos,
atualmente, a única espécie animal que bebe leite de outras
espécies.
10 mil anos parece muito, mas em termos de evolução, é pouco.
Nossos corpos não tiveram tempo de se ajustar a esta mudança
no fornecimento de alimentos. É por isso que muitos de nós temos
alergias “escondidas” à grãos e laticínios. Essas alergias podem
não ser evidentes, mas podem interferir com nossa saúde ao
impedir a absorção de nutrientes, deste modo criando fatiga,
função imune fraca, inflamação e doenças.
Nossa mudança de uma dieta caçar-coletar para uma baseada em
grãos tem causado grandes alterações em nossa saúde. Estamos
aumentando nossa carga glicêmica (a quantidade de açúcar que
nosso corpo tem que lidar), e nossa proporção entre Ômega 6 e 3.
O Ômega 6 é primeiramente encontrado em grãos e o Ômega 3
em folhas verdes, peixe, linhaça e carnes “selvagens”, que se
alimentaram de pasto. Esse aumento de proporção tem levado ao
aumento de inflamações e todas as doenças que este tipo de
inflamação traz: doenças do coração, infarto, câncer, artrite,
Alzheimer, dentre outras.
A solução é bem simples e lógica. Se você segue uma dieta
caçar-coletar, você será magro e saudável. O desejo por
alimentos irá desaparecer porque as necessidades do nosso
corpo de gordura, proteína e outros nutrientes serão saciadas. A
Diabetes tipo 2 seria essencialmente eliminada, assim como a
“síndrome metabólica”. Na verdade, essa síndrome é a razão mais
comum para o colesterol alto, pressão alta e eventualmente
açúcar elevado no sangue.
Apoiamos este tipo de abordagem e nós podemos lhe auxiliar a
desenvolver uma dieta de acordo com suas necessidades únicas.
Na nossa Clínica, fazemos essa personalização por meio do Geno
Diet, dieta baseada no seu DNA, que já abordamos aqui em
nossas Redes. Entre em contato conosco! Nossa equipe lhe
aguarda! Fiquem ligados, amanhã falaremos de mais um pilar!
Fonte: Linchitz Medical Wellness

Boa tarde! Vamos continuar nosso assunto? O segundo pilar é


#exercício !
Devemos todos fazer longas exaustivas horas de exercício para
continuarmos saudáveis e magros, correto? ERRADO!
Novamente, se nos voltarmos à evolução para respostas lógicas,
descobriremos que por todo reino animal, animais, inclusive
humanos, utilizaram exercícios para dois propósitos: diversão e
sobrevivência. Quase sem exceção, estas atividades são “pausa-
início”. Não existem animais se exercitando com uma taxa de
batimento cardíaco fixa por 20, 30, 60 minutos. Animais mostram
explosões de atividades, intercaladas com descanso. Novamente,
por meio da sobrevivência do mais forte, animais e humanos tem
se adaptado para que a saúde completa venha deste tipo de
atividade.
O tipo de exercício que mais se aproxima dessa atividade natural
são os exercícios com intervalos. Estes são exercícios nos quais
breves séries intensas são intercaladas com descanso.
Você pode caminhar ou correr ao ar livre ou na esteira da
academia. O exercício consiste de um aquecimento de poucos
minutos de atividade moderada (caminhar em um ritmo em que
você consiga assoviar e falar de modo relativamente confortável).
Então você poderia aumentar a intensidade (trotando ou até
mesmo correndo por 20-60 segundos, se você estiver correndo o
tempo todo você pode focar em 20 segundos, se você estiver
correndo em um ritmo mais moderado no qual conversar e
assoviar seria difícil, 60 segundos seria uma meta razoável). Você
então poderia desacelerar para uma caminhada novamente por
vários minutos até que sua respiração fique mais confortável. Este
processo se repetiria de 4 a 6 vezes, seguido por poucos minutos
de caminhada confortável para acalmar.
É isso! O exercício completo duraria 20 minutos ou um pouco mais
dependendo do número de intervalos completos. O mesmo
princípio pode ser adaptado para um treino no elíptico, bicicleta ou
até natação. Isso pode se repetir de duas a três vezes na semana.
Claro, não comece estes intervalos em ritmo alto até que você
tenha treinado seu corpo para resistir à intensidade. Os intervalos
rápidos devem ser inicialmente em um ritmo moderado até que os
músculos e articulações estejam preparados.
Esse tipo de exercício é difícil? Com certeza, é intenso! No
entanto, a parte intensa dura apenas de 20 a 60 segundos.
Quando falamos isso para os pacientes, se eles conseguem
aguentar 20 segundos por vez, a resposta sempre é positiva.
Após uma sessão de intervalo, pacientes geralmente se sentem
energizados ao invés de exaustos. Um outro bônus é que o
metabolismo é aumentado por 48 horas após estes exercícios,
levando ao aumento na queima de gordura e perca de peso!
Você sempre deve consultar um profissional especializado antes
de iniciar qualquer programa de exercício e é claro que você pode
contar com nossa Clínica para isso!
Fonte: Linchitz Medical Wellness

Suplementos foram feitos para serem exatamente o que seu nome


diz, um suplemento, não um substituto para a dieta ideal (o
primeiro pilar).
Mesmo com uma dieta perfeita, suplementos serão necessários.
Os métodos modernos de agricultura tem esgotado o solo. É muito
difícil para a maioria de nós encontrar produtos frescos,
localmente cultivados sem pesticidas. Encontrar peixes frescos
não contaminados, carne de vaca orgânica ou carne de frango
que não tenha sido cultivada em confinamento, também é difícil.
Suplementos podem ser agrupados em várias categorias gerais e
todas são potencialmente importantes.
As #vitaminas tanto solúveis em água e gordura são essenciais
em nossa vida. Os “requisitos mínimos diários” ou “permissão
diária recomendada” são definidos de maneira baixa,
enganosamente. Eles foram definidos para prevenir doenças
conhecidas (escorbuto, raquitismo e outros) e não para ajudar a
obtenção de saúde máxima. As vitaminas deveriam idealmente
ser escolhidas na sua forma natural, contendo todos os cofatores
e componentes da vitamina completa. Claro, que a combinação de
uma boa dieta e vitaminas de qualidade podem ajudar a assegurar
isso.
Os #minerais também são cruciais e nossas necessidades são
geralmente muito simplificadas. Quantos de nós sabemos que, por
exemplo, o magnésio é tão importante para a saúde do osso
quanto o cálcio? O equilíbrio ideal dos minerais, incluindo
pequenas quantidades de minerais “reais”, é extremamente
importante.
Já que a vida e toxinas modernas nos bombardeiam com radicais
livres, os #antioxidantes (incluindo vitaminas antioxidantes)
também são suplementos importantes. Por exemplo, a Coenzima
Q10, ácido alfa lipoico, acetilcarnitina e outros podem melhorar a
produção de energia nas nossas células e combater a fatiga
causada pelo stress da vida moderna.
Os #ácidosgraxos essenciais ( #ômega6 e #ômega3) tem sido
constantemente reconhecidos por desempenharem um papel
importante na nossa saúde. O equilíbrio entre os ácidos graxos
ômega 6 e ômega 3 (idealmente 1:1 até 2:1) determina o nível de
inflamação nos nossos corpos. Quando a proporção é muito alta,
nós desenvolvemos uma inflamação interna que leva a doenças
do coração, câncer, artrite e muitas outras condições crônicas. O
óleo de peixe, por exemplo, rico em ácidos EPA (ácido
ecosapentaenóico) e o DHA (ácido docosahexaenoico), da família
do ômega 3, aumenta o colesterol bom, diminui triglicérides,
estabiliza as placas arteriais (diminuído os ataques cardíacos e
morte súbita), reduz ritmo cardíaco anormal e algumas incidências
de câncer, alivia dores nas articulações artríticas, protege contra
demência e estes são apenas alguns de seus benefícios.
Em nossa Clínica, você encontra profissionais com profundo
conhecimento em terapia nutricional de enzimas que auxiliam o
paciente a definir as doses adequadas e combinações específicas
para suas necessidades únicas, obtendo assim uma
suplementação ideal e individualizada. Esperamos você!
Fonte: Linchitz Medical Wellness
Boa tarde! O quarto pilar é o da #desintoxicação !
Esta é a área onde a evolução não nos fornece muito
conhecimento. Estamos em um ponto único de nossa história no
qual nossa existência está sendo prejudicada por toxinas criadas
por humanos em nosso meio ambiente. Um estudo de Harvard
revelou que temos 1.000 vezes mais chumbo nos nossos ossos
do que há 400 anos atrás. Milhares de novos elementos químicos
estão sendo lançados em nosso meio ambiente todo ano. Nós
sabemos pouco sobre os efeitos causados por cada elemento
químico e menos ainda sobre as interações entre eles.
Substâncias similares a hormônios como plastificantes (tente
evitar contato com plásticos nos dias de hoje) e pesticidas tem
causado feminização de peixes e crocodilos estéreis com ambas
genitália feminina e masculina. Estas mesmas substancias são
provavelmente responsáveis por ao menos parte da incidência
crescente de câncer de mama, próstata e colón, dentre outros.
Existe até uma especulação que estes produtos químicos são
responsáveis por puberdade adiantada em garotas e
desenvolvimento de mama em alguns garotos. Remédios como
Prozac são facilmente medidos no fornecimento de água.
Poluentes industriais tem sido encontrados bem abaixo da
superfície no gelo da região ártica. Bebês nascem com uma média
de quase 100 diferentes elementos químicos detectados no
cordão umbilical. A medicina moderna tem ignorado este
problema, focando, no lugar, no tratamento farmacológico de
sintomas destes problemas “ocultos”.
Metais pesados como #chumbo , #mercúrio , #arsênio , #cadmio e
#alumínio tem sido associados a disfunções imunológicas (outra
potencial razão para o aumento das incidências de câncer e
doenças autoimunes), desregulação endócrina (você tem
reparado no aumento aparente de disfunção da tireoide?), doença
cardíaca, fatiga crônica, condições inflamatórias, disfunção
cerebral, e muitos outros problemas médicos. O problema com a
toxicidade do mercúrio é tão grande, que um artigo recente no
New York Times estimou que mais de 25% da população da
cidade de Nova Iorque é afetada. Parece ser mais conveniente os
médicos tratarem da ansiedade com sedativos; a depressão,
fatiga e confusão com antidepressivos; os problemas
cardiovasculares (pressão alta, insuficiência cardíaca, infarto do
miocárdio) com remédios de coração e pressão sanguínea; do que
admitir que pode haver uma causa tóxica oculta amplamente
espalhada. Todos esses sintomas e outros podem ser sinais de
toxicidade por metais pesados. Nós continuamos a contar em
níveis séricos para diagnosticar toxicidade por metais pesados
apesar do fato de que tem sido apresentado que ele se
correlaciona muito mal com a carga total do corpo dessas toxinas.
Testes provocativos especializados são necessários para ajudar a
fazer o diagnóstico.
A desintoxicação não é mais uma opção mas uma necessidade se
queremos atingir a saúde plena. Os diversos meios disponíveis
incluem a quelação (para metais pesados), sauna infravermelha
(primeiramente para toxinas voláteis, plastificantes, poluentes
orgânicos persistentes, dentre outros), hidroterapia do colón
(efeitos similares ao da sauna), assim como suplementos e outras
técnicas para otimizar nossas vias de desintoxicação naturais.
Nossa Clínica conta com vários métodos para desintoxicação,
venha nos fazer uma visita!
Fonte: Linchitz Medical Wellness

Boa noite! O quinto pilar é Gerenciamento de Stress!


A importância deste pilar vai além da saúde psicológica. O #stress
pode afetar o funcionamento imunológico, causar inflamações e
até afetar o equilíbrio hormonal. Estudos mostraram que o stress
pode reduzir a função natural das células de defesa. Estas são as
células que normalmente atacam invasores externos incluindo
vírus, bactérias e fungos. Elas também são as células que
patrulham o corpo como a primeira linha de defesa contra o
desenvolvimento do câncer.
O stress também aumenta nossos níveis de cortisol, o hormônio
do stress. O cortisol, quando cronicamente elevado, pode
paralisar nosso sistema imunológico e causar osteoporose, ganho
de peso (especialmente a perigosa gordura visceral), pressão alta,
doenças cardiovasculares e câncer.
Por fim, não é o stress em si o problema mas sim como
respondemos a ele, que determina os efeitos fisiológicos no nosso
corpo. Existem técnicas simples que podemos usar para ajudar a
modular a resposta ao stress. As técnicas disponíveis incluem
#meditação , #biofeedback , #hipnose , #acupuntura e várias
outras que simplesmente nos ajudam a nos sentirmos melhores e
que também podem melhorar nossa saúde. A hipnose pode ser
particularmente eficaz na remoção de barreiras emocionais para a
saúde e tem se mostrado benéfica para várias doenças quando
utilizada em um plano compreensivo com outros tratamentos
adequados.
Falamos sobre o #exercício como um dos pilares da saúde
vibrante. Ele também é muito eficaz na redução de stress quando
feito de maneira correta, sem exageros e excessos, e quando
acompanhado de descanso adequado. #Yoga , #TaiChi , #Pilates
, e até mesmo caminhar, nadar, correr e a musculação podem
todos reduzir o stress quando praticados de maneira correta e
moderada.
Então, saiba como lidar bem com o stress e utilize todas essas
técnicas e atividades como seus aliados! E conte com nossa
Clínica, temos profissionais que podem lhe ajudar a gerenciar o
stress do dia a dia, da melhor maneira possível!
Fonte: Linchitz Medical Wellness

Bom dia! O sexto, e último pilar, é a Modulação Hormonal


Bioidêntica para homens e mulheres, tema que já abordamos por
aqui!
A primeira e melhor maneira de obter e manter uma função
hormonal otimizada é seguir os cinco pilares que abordamos:
#dieta , #suplementos , #exercício , gerenciamento de #stress e
#desintoxicação . A dieta ideal lhe auxiliará a maximizar a
produção hormonal saudável na idade avançada. Os suplementos
podem fornecer os precursores nutricionais para os estimulantes
hormonais das glândulas endócrinas, incluindo a pituitária,
tireoide, adrenais e glândulas sexuais. Os exercícios adequados
se mostraram estimulantes da produção hormonal também. O
stress pode ter grandes efeitos na produção de hormônios e seu
gerenciamento eficaz pode ser crucial. Remover toxinas, que
geralmente são disruptores endócrinos, do corpo, permitirá que as
glândulas endócrinas funcionem na eficiência máxima.
No entanto, eventualmente, chegará uma época quando o
equilíbrio delicado de nossos hormônios começará a falhar. Os
hormônios bioidênticos podem fornecer a chave para alcançar e
preservar bem a saúde vibrante na idade avançada.
Os hormônios bioidênticos são formulados para serem idênticos,
molécula por molécula, aos nossos hormônios corporais naturais.
Eles não são patenteáveis pois são naturais ao nosso corpo.
Existem diversos estudos mostrando sua eficiência e segurança
(incluindo uma análise meta recente de grande escala), não
existem estudos de grande escala extensivos como existem para
a terapia tradicional de reposição hormonal. No entanto,
logicamente, os bioidênticos são mais seguros que os hormônios
sintéticos pois o organismo já possui os caminhos das enzimas
que trabalham perfeitamente com eles. Nós também somos
capazes de prescrever dosagens precisas e individualizadas, para
que os níveis normais fisiológicos possam ser mantidos.
É sempre importante, quando se avalia um paciente para
modulação hormonal, analisar todos os hormônios no corpo que
interagem numa perfeita sinfonia de função. Incluindo os
hormônios sexuais, nós também procuramos equilibrar os
hormônios da tireoide, adrenais e pituitários.
Apesar da Modulação Hormonal Bioidêntica parecer ser mais
aceita pelas mulheres, a otimização da testosterona pode
melhorar profundamente a qualidade de vida dos homens. Ela
pode melhorar a saúde cardiovascular (ao contrário da
testosterona sintética que pode causar problemas cardíacos),
assim como pode melhorar a força e a massa muscular. A
modulação hormonal também pode reduzir gordura corporal,
melhorar a saúde dos ossos e ajudar com o gerenciamento de
açúcar no sangue. Ela pode até aliviar depressão!
Então, se você tem interesse nesse tipo de tratamento que é
incrível, entre em contato conosco! Nossa equipe lhe aguarda!
Fonte: Linchitz Medical Wellness

Você também pode gostar