Você está na página 1de 26

Igreja de Nova Vida - Ministério Centro

Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Refutação à Seita:
“Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós
falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de
renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina
destruição. ” 2 Pedro 2: 1

I) Introdução

 Fundada por Charles Taze Russell em 1874 no Brooklyn, Nova York, E.U.A., onde ainda
tem a sua sede.
 Desde sua fundação tiveram vários nomes, são eles:
 Torre de Vigia de Sião (1874);
 Aurora do Milênio;
 Associação do Púlpito do Povo (1909);
 Associação Internacional dos Estudantes da Bíblia (1914);
 Sociedade da Bíblia e Tratados da Torre de Vigia (título oficial);
 Testemunhas de Jeová (1931 – título comum);
 Russelitas (título aplicado pelos estranhos à seita);

Estimam que tenham cerca de 2 milhões de adeptos no mundo. Atualmente as TJs predominam
em: E.U.A., Canadá, México, Inglaterra, China, Japão, África do Sul, América do Sul,
especialmente o Brasil e trabalham em 150 países.

Possuem uma enorme editora, uma emissora (a estação WBBR) e um Instituto bíblico, todos em
Nova Iorque. Este último já enviou cerca de 1800 missionários por todo mundo desde sua
fundação em 1943.

Sua sede mundial encontra-se no Brooklyn, constituída pelo corpo governante (CG) que
atualmente são em número de 14 anciãos, conhecidos alegoricamente como o escravo fiel e
discreto, estes têm a liberdade de pleitear e decidir, enquanto os demais membros sofrem todo
tipo de restrição, perdendo toda liberdade.

OBS: Caso um integrante do CG enxergue a loucura de suas afirmações e lute contra, este é
desassociado e inventam toda sorte de mentiras a respeito de sua vida, descredibilizando o
mesmo diante dos membros e assim convencendo os mesmos de que o que falara procede do
diabo e continuam crendo nas doutrinas da seita. Ex: Em 1917, Rutherford teve problemas com
o CG e simplesmente expulsou 4 diretores inconvenientes.

A Sociedade Torre de Vigia (STV) é o órgão responsável pelas literaturas das TJs. As literaturas
mais comuns são os periódicos: "A Sentinela" que trata de assuntos doutrinários da seita e
"Despertai" que trata de assuntos gerais e acontecimentos no mundo.

1
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

O tema principal de seu trabalho é "Um Novo Mundo Melhor", razão pela qual a torna tão
perigosa, pois atinge a esperança e anseio dos homens.

Usam a bíblia, porém em sua própria versão conhecida como "A Tradução do Novo Mundo das
Escrituras Sagradas".
As TJs fazem uso de versículos isolados como base de suas afirmações não levando em conta o
sentido do contexto bíblico.

Sua principal atuação é ir de casa em casa em dupla, sendo um mais experiente que fala, cada
membro da seita é considerado um ministro da mesma. Nestas visitas vendem suas publicações
“A Sentinela” e “Despertai”. Seus vendedores, denominados Publicadores do Reino, dizem que
não vendem, mas “colocam”, só que não as dão de graça. Quando o ouvinte não tem dinheiro,
aceitam sabonetes, pasta de dente, etc., isso se dá ao fato de que os mesmos compram essas
revistas da Sociedade Torre de Vigia e precisam revendê-las para reaver seu dinheiro. Em suas
visitas não ouvem argumentos, apenas querem falar sobre suas doutrinas, se são confrontadas
irritam-se.

Suas doutrinas são um veneno perigoso, pois citam a Bíblia, mas na sua própria interpretação,
centrada em negar a Divindade de Cristo e sua obra. Suas doutrinas tornam-se perigosas, pois
misturam mentiras a Palavra de Deus dando outras interpretações e, como característica principal
de toda seita, dizem que só eles conhecem a verdade e que só eles tem a salvação.

No livro de estudo “Conhecimento Que Conduz à Vida Eterna”, p.14/7 lemos: Um harmonioso
tema permeia a Bíblia. Que tema é esse? É a vindicação do direito de Deus governar a humanidade e a realização
do seu propósito amoroso por meio do Reino. Continua o citado livro, na página 69/20: A nossa salvação
não é a justificativa principal para a vida e a morte de Jesus na terra.

Refutação:
Perguntamos: O tema central da Bíblia é a vindicação do direito de Deus governar
a terra? Algum tempo esse direito esteve em dúvida? Não é isso o que a Bíblia nos
ensina. Lemos que o domínio de Deus sobre sua obra nunca foi questionado
(Salmo 24: 1)

Em 1Tm1.15 diz: “Fiel é a palavra e digna de toda aceitação, que Cristo Jesus veio
ao mundo para salvar aos pecadores, dos quais eu sou o principal”. Jesus mesmo
afirmou em Lc19.10 qual foi esse propósito: buscar e salvar os pecadores. Para isso
Ele morreu por nós (Rm 5.8); carregou nossos pecados sobre a cruz (1 Pe 2.24) e
ressuscitou corporalmente dentre os mortos (Rm 4.25). Errar no propósito
principal da vinda de Jesus ao mundo é errar no essencial. Ensinar ao contrário é
doutrina de demônios (1 Tm 4.1).

2
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Assim como toda a seita as Testemunhas afirmam que só eles conhecem a verdade Divina e só
eles têm a salvação, ou seja, para obter sua bênção de vida eterna deve tornar-se membro da
Torre de Vigia: “... Você precisa pertencer à organização de Jeová e fazer a vontade de Deus, a fim de receber
Sua benção de vida eterna (“Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra”. Sociedade Torre de
Vigia e Tratados, 1993, p.255/14)”.

Refutação:
Fazer esta afirmação é um disparate inqualificável.
“Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de
vida eterna;” João 6: 68;
“E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum
outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos". Atos
4: 12

As Testemunhas são proibidas de ler qualquer publicação que não tenha sido redigida pela
sociedade, daí o fato de não ouvirem outros argumentos.

Dizem que não precisam aprender das demais religiões nem ler ou ouvir o que seus adeptos têm
a dizer, mas recomendam que os outros façam um exame da sua própria religião para saber se os
ensinos estão apoiados na Bíblia. Dizem:

Destrói você sabiamente matéria apóstata?...O que fará se receber uma carta ou alguma literatura, e, abrindo-a, vê
logo que procede de um apóstata? Será induzido pela sua curiosidade a lê-la, só para ver o que ele tem a dizer?(“A
Sentinela”, 15-3-1986, p.12).

II – O Fundador e Seu Sucessor

Charles Taze Russell, nascido em 1852, próximo a Pittsburgh, Pensilvânia, E.U.A. e morreu em 1916 em um
trem no Texas.

Criado na igreja presbiteriana, quando adulto foi para igreja congregacional, porém após estas
passagens mudou-se para igreja adventista, depois de um tempo deixou-a e começou a ensinar
suas próprias doutrinas, dizendo que estas eram a verdade Divina e absoluta.

De acordo com as TJs em uma de suas literaturas relatam que em 1870 Russell sentia-se confuso
com os ensinos sobre predestinação e o tormento eterno no inferno de fogo.

Em 1872 iniciou suas atividades religiosas resultando no Russelismo, porém sem uma
organização definida e sem título oficial. Em 1874 já havia formado um grupo que aderisse a suas
ideias e crenças, sendo então instituída a referida seita. Então, através de literaturas, começou a
divulgar suas falsas doutrinas.

3
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Em suas doutrinas Russell declara: "Em Mateus 24:45, o servo fiel e prudente que o Senhor
constituiu sobre a sua casa para dar o sustento a seu tempo, sou eu mesmo".

Russell foi envolvido em adultério, mau trato para com sua esposa, processos em tribunal, prática
de induzir pessoas à beira da morte a doar bens à organização russelita e outros escândalos.

O sucessor de Russell foi Joseph Franklin Rutherford, nascido em 1896 e falecido em 1942.
Advogado no Missouri, um grande líder, foi maior escritor que Russell. Após a morte de Russell,
Rutherford começando seus ensinos rejeitou alguns deles, então houve uma divisão em 1930. Um
grupo denominado "Testemunhas de Jeová" pelo próprio Rutherford e o outro se chamou
"Estudantes da Bíblia da Aurora".

III – As TJs apresentam características comuns a outras seitas:

Negar a Trindade (negam a Divindade de Cristo e a Pessoa do Espírito Santo);


Têm seu próprio livro doutrinário, o qual dizem ser melhor lê-lo do que ler a Bíblia – “Ademais,
não só descobrimos que as pessoas, ao estudarem apenas a Bíblia, não podem discernir o plano
Divino, mas, também descobrimos que, se alguém puser de lado os Estudos da Escrituras,
mesmo depois de já os ter usado e de se tornar familiarizado com eles, após os ter lido durante
dez anos – se então os puser de lado e ignorá-los, indo somente à Bíblia, embora entenda a Bíblia
por dez anos, a nossa experiência mostra que dentro de dois anos ficará em trevas. Por outro
lado, se tivessem simplesmente lido os Estudos das Escrituras, com as suas referências, e não
lesse uma página da Bíblia sequer, esse alguém estaria na luz no fim de dois anos, porque teria a
luz das Escrituras” (“ A Sentinela”, 158 – 1964, p. 511/12).
Ainda sobre a interpretação e o entendimento da Bíblia dizem: “A Bíblia é um livro de
organização, não a indivíduos, não importa quão sinceramente creiam poder interpretar a Bíblia.
Por esta razão, a Bíblia não pode ser devidamente entendida, sem se ter presente à organização
visível de Jeová (“ A Sentinela “, 1-6-1968, p. 327). Como se vê, para as TJs a Bíblia tem pouco
valor se não for interpretada pelo escravo fiel e discreto”.

Refutação:
A Bíblia não necessita de organização para ser compreendida e o único interprete
de que necessitamos é o Espírito Santo que habita em nós. O Apóstolo Paulo
quando escreveu a Timóteo, não mencionou a necessidade de qualquer auxílio
para que Timóteo entendesse suas palavras – “Tu porém, permanece naquilo que
aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a
infância, sabes as Sagradas Letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela
fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino,
para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça a fim de que o
homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda a boa obra”. 2
Timóteo 3: 14 – 17

O Espírito Santo nos ensina todas as coisas (Jo 14: 26);

4
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Suas doutrinas mudam com o passar do tempo e/ou contradizem-se em suas próprias
publicações. Como por exemplo:

Há uma doutrina que fala sobre o povo de Sodoma e a ressurreição, essa doutrina tem respostas
diferentes com o passar do tempo, vejamos:

O povo de Sodoma irá ressuscitar?


1959 – “Do Paraíso Perdido ao Paraíso Recuperado”, p. 236 – R: Não;
1983 – “Poderá Viver para Sempre no Paraíso na Terra” p. 179 – R: Sim;
1989 – “Poderá Viver para Sempre no Paraíso na Terra” p. 179 – R: Não.

Vemos também algumas contradições encontradas entre suas literaturas:

Interpretam de diferentes modos à passagem do Rico e Lázaro (Lucas 16: 19 – 31), vejamos:

No folheto “Inferno”, declaram que o homem rico representa a nação de Israel e Lázaro
representa os gentios;

No Livro “Novo Mundo”, pág. 368 e 369, afirmam que o homem rico representa o grupo dos
amigos de Jó e Lázaro a classe de Jó;

No livro “Seja Deus Verdadeiro”, asseveram que: o homem rico representa a classe dos clérigos,
e Lázaro, o resto do corpo de Cristo.

Também encontramos divergências quando o tema é religião:

No livro “Poderá Viver para Sempre no Paraíso na Terra”. Pág. 190/19, lemos: “Uma só religião
verdadeira. É somente lógico que haja uma só religião verdadeira”.
Já no livro “Filhos” pág. 91, declaram: “Toda a religião se originou com o diabo e seus demônios
associados que a impõem ao povo, sendo o seu propósito desviar de Deus o povo e destruí-lo
completamente”.
É interessante verificar que em “A Sentinela” de 8/10/1970, pág. 8-9, afirmam que as mudanças
doutrinárias perturbam as pessoas honestas, mas seus ensinos estão recheados de contradições.

Encontramos também falsas profecias em seus livros, dentre elas, destacamos as várias datas
indicadas para o Armagedom. Foram sugeridos os seguintes anos: 1914, 1925, 1941 e 1975. A
mais recente data sugerida foi 2000.

“O Apóstolo Paulo servia de ponta-de-lança na atividade missionária cristã. Ele também lançava
o alicerce para uma obra que seria terminada em nosso século 20” (“A Sentinela” – 1/1/1989 –
pág. 12).

5
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

IV – A Origem do Nome Testemunhas de Jeová

Titulam-se Testemunhas de Jeová dando como base Isaías 43: 10a, o qual diz: “Vós sois minhas
testemunhas, diz o Senhor, o meu servo a quem escolhi...”. Quando as TJs citam esta passagem
para sua posição de Testemunhas de Jeová, não podemos esquecer que sua base Bíblica não está
correta, pois os judeus sim eram testemunhas de Jeová, estando sob o antigo pacto, ou antigo
concerto. Nós, cristãos, sob o novo pacto ou novo concerto, somos tidos como testemunhas de
Jesus, vejamos: “mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas
testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até os confins da terra”.
Atos 1: 8

Frequentemente, quando conversamos com as TJs, elas se referem a Jesus Cristo como a
primeira Testemunha de Jeová. Pretendem, com isso, rebaixar a pessoa de Jesus como se Ele
fosse igual a elas, que se dizem Testemunhas de Jeová. É de se observar que Jesus é chamado de
testemunha fiel e verdadeira de Deus em Ap. 3: 14, mas deve-se ter presente que Jeová é também
testemunha de Jesus. Por varias vezes Jeová deu testemunho de Jesus: Jo 5: 31 – 32; 1 Jo 5: 9 –
10; Mt 3: 16 – 17; Mt 17: 5; Jo 12: 28 – 32, etc. ...

V – A Literatura

Os livros mais conhecidos são:

 A Bíblia – Tradução Novo Mundo;


 Estudos nas Escrituras – livro doutrinário básico escrito por Russell e Rutherford;
 A Verdade Vos Tornará Livres;
 Filhos;
 A Harpa de Deus;
 Religião;
 Salvação;
 Seja Deus Verdadeiro – contém grande parte dos falsos ensinos;
 Inimigos;
 Jeová;
 Qualificados para o Ministério – para a preparação de obreiros;
 Estas Boas Novas do Reino – livreto, (contém um resumo das doutrinas da seita);
 Do Paraíso Perdido ao Paraíso Restaurado;
 A Sentinela – periódico, teve seu primeiro número publicado em 1879, Naquele ano
teve uma circulação de 6.000 exemplares; agora são 3.800.000 anualmente – publicada
nos dias 1 e 15 de cada mês;
 Despertai – periódico, com tiragem anual de mais de 3.000.000 de exemplares –
publicada nos dias 8 e 22 de cada mês.

6
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

As duas últimas literaturas são distribuídas em mais de 80 línguas em todo o mundo. Os preços
são os mais razoáveis o possível.

Hoje está sendo usado o livreto “Conhecimento que Conduz à Vida Eterna” como manual de
orientação para as pessoas que aceitam o convite para o estudo da Bíblia. Pensam as pessoas
visitadas estar estudando a Bíblia, mas, na verdade, estão estudando as doutrinas ensinadas pelas
TJs.

As perguntas constantes do rodapé das páginas do livro de estudo são feitas pelo instrutor e as
respostas de cada página, são lidas pelos aprendizes e por fim vão à Bíblia para apoiar seus
ensinos como se fossem Bíblicos.

Utilizam também o livro “Raciocínio à Base das Escrituras” para responder às objeções
levantadas pelos opositores no seu trabalho de campo.

VI – A Tradução Novo Mundo

Autores: Anônimos

A Tradução Novo Mundo é repleta de pequenas e sutis distorções, tendo como objetivo atacar
doutrinas básicas do cristianismo, como por exemplo, a Divindade de Cristo, a Pessoa do
Espírito Santo e o inferno.

Vamos estudar algumas destas distorções:

a) Gn 1: 2 – colocam força ativa em lugar de Espírito de Deus;

b) Mt 4: 1-3 – onde aparece grafado com letra minúscula, espírito, e com letra maiúscula Diabo
e Tentador. A palavra filho aparece com letra minúscula;

c) Mt 27: 52-53 – negam a ressurreição corporal dos santos. Apenas foram expostos das
sepulturas os corpos dos mortos e não ressuscitados. Diz a TNM: “... muitos corpos de
santos que tinham adormecido foram levantados e pessoas, saindo dentre os túmulos
memoriais depois de terem sido levantadas, entraram na cidade santa, e tornaram-se visíveis a
muitas pessoas”;

d) Mt 14: 33; 15: 25; 28: 9, 27; Jo 9: 38; Hb 1: 6 – prestar homenagem em lugar de adorar a
Jesus. A palavra proskuneo é sempre traduzida por prestar homenagem para Jesus. Para o
Pai, satanás e deuses falsos é traduzida por adorar (Mt 4: 10; Jo 4: 24; Lc 4: 7; Ap. 13: 4; 22:
8);

e) Jo 8: 58 – eu tenho sido em vez de eu sou, para evitar comparação com Êx 3: 14;

7
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

f) Mt 27: 32 – estaca de tortura em lugar de cruz;

g) 2 Co 11:8 – Paulo é chamado de ladrão, tendo roubado outras igrejas. Diz a TNM: “A outras
igrejas roubei...”;

h) Lc 23: 43 – Deveras te digo hoje em lugar de hoje estarás comigo no Paraíso. – As TJs
confessam no rodapé da TNM (Bíblia de Púlpito) que alteraram sua tradução, omitindo a
vírgula antes de hoje;

i) Jo 1: 1 – "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus",
mudam para “... e o verbo era (um) deus", alterando absurdamente o sentido do texto. As TJ
alegam que a ausência do artigo definido "o" antes de Deus, no texto, deixa de se tratar de
pessoa divina, porém apenas uma qualidade divina.

Vejamos o que eruditos do grego afirmam sobre Jo 1: 1 na TNM:

“Com relação a João 1: 1 há, é claro, uma complicação simplesmente porque a Tradução do
Novo Mundo foi aparentemente feita por pessoas que não levaram a sério à sintaxe do
grego” – Dr. Eugene A. Nida, chefe do Departamento de Tradução da Sociedade Bíblica
Norte-Americana – Responsável pela Good News Bible.

“Uma má tradução chocante. Obsoleta e incorreta. Não é nem erudito nem razoável traduzir
João 1: 1 a Palavra era (um) deus”– Dr. J. R. Manthey.

Não bastassem as opiniões de gramáticos da língua grega refutando a TNM de Jo 1: 1 e a


Palavra era (um) deus, há que se levar em conta também que os tradutores da TNM se
valeram de uma tradução espírita para a sua tradução de Jo 1: 1, isso confessado por elas
mesmas em suas edições de “A Sentinela” de 1-10-1956 p. 187/10 e 1/10/1983 p. 31;

j) Cl 1: 16, 17 – quatro vezes aparece à palavra outras para sugerir que Jesus é a primeira criação
por meio de quem as outras coisas foram criadas. Jesus é o Criador e não criatura (Jo 1: 3);

k) Traduziram as palavras gregas Kyrios (Senhor) e Théos (Deus) no Novo Testamento para
Jeová 237 vezes sempre que a passagem se referia a uma citação do Antigo Testamento, onde
aparecesse o tetragrama YHWH. Quando o tetragrama aparecia num texto do Antigo
Testamento, e aplicado a Jesus no Novo Testamento com as palavras Kyrios ou Théos,
traduziram por Senhor, não seguindo a regra por elas mesmas estabelecidas para a inserção
do nome Jeová no Novo Testamento. Isso é reconhecido pelos líderes delas: “Nenhum
manuscrito grego hoje em nosso poder, desde os livros de Mateus até Apocalipse, contém o
nome de Deus (isto é, Jeová) por si mesmo” (“O Nome Divino” – p. 23).

8
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Exemplos:
 Salmo 102: 1, 25, 26 é aplicado a Jesus em Hb 1: 10 – 12. Aqui aparece a palavra
Senhor, e não Jeová. Deixaram de seguir a regra empregada para o Pai, que sempre
traduzem para Jeová.
 Isaías 8: 13 é aplicado a Jesus em 1 Pe 3: 15;
 Isaías 8: 14 é aplicado a Jesus em 1 Pe 2: 4;
 Isaías 45:23 é aplicado a Jesus em Fp 2: 10, 11.

VII – O que Crêem as Testemunhas de Jeová?

Teologicamente, estas são algumas de suas doutrinas:

1) A doutrina da Santíssima Trindade é de origem satânica (Refutação: vide tópico abaixo);


2) O nome pessoal de Deus é exclusivamente Jeová (Refutação: vide tópico abaixo);
3) Cristo não passa de simples criatura – o arcanjo Miguel (Refutação: vide tópico abaixo);
4) Espírito Santo (grafado com letra minúscula) não é uma personalidade, mas a força ativa de
Deus (Refutação: vide tópico abaixo);
5) A existência humana de Cristo terminou no madeiro ignorando-se onde está o corpo humano
de Jesus – possivelmente desfeito em gases (Refutação: vide tópico abaixo);
6) Jesus morreu num madeiro, numa estaca de tortura, e não em qualquer cruz (Refutação: vide
tópico abaixo);
7) Jesus ressuscitou como espírito glorificado e não com corpo glorificado (Refutação: vide
tópico abaixo);
8) A segunda vinda de Cristo (falam em segunda presença) consumou-se em 1914, ocasião em
que ele foi “entronizado” no céu como rei (Refutação: vide tópico abaixo);
9) É pecado orar a Jesus (Refutação: Jo 14: 14);
10) É pecado adorar a Jesus (Refutação: Is 49: 7, Mt 28: 17);
11) A morte significa aniquilação e não separação (Refutação: Ap. 21: 8);
12) Após a morte haverá nova oportunidade para os que não se arrependeram com relação aos
bilhões de mortos desde Adão que não ouviram a mensagem das Testemunhas de Jeová
(Refutação: Hb 9: 27);
13) O homem não tem alma, o homem é uma alma. Morreu o homem, morreu a alma
(Refutação: Hb 4: 12; 1 Ts 5: 23);
14) A ressurreição chamada a primeira já se realizou a partir de 1918. Os da classe dos ungidos
quando morrem já são ressuscitados espiritualmente para a vida celestial (Refutação: Lc 23:
43, Ef 2: 5,6);
15) Os ímpios julgados jamais ressuscitarão e foram aniquilados para sempre (Refutação: Ap. 21:
8 com Ap. 20: 10);
16) Satanás e seus demônios serão aniquilados para sempre (Refutação: Ap. 20: 10);
17) O inferno é a sepultura, um lugar de esperança para bilhões de pessoas que já morreram
(Refutação: vide tópico abaixo);
18) Só entrarão no céu 144 mil da classe dos ungidos. A oportunidade para pertencer a essa classe
terminou em 1935 (Refutação: vide tópico abaixo);

9
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

19) Esses 144 mil terão como sacerdotes celestiais de Deus o poder de perdoar os pecados dos
que viverem durante o reino celestial de Jesus de mil anos (Refutação: Ef 2: 5, 6);
20) Só os que fazem parte da classe dos ungidos poderão participar da refeição noturna (Ceia do
Senhor). Os demais são apenas observadores (Refutação: Ap. 21: 1 - 5);
21) A esperança da maioria das testemunhas é viver para sempre na terra. São os da classe das
“outras ovelhas”, também conhecidas como os da “grande multidão” (Refutação: vide
tópico abaixo);
22) A transfusão de sangue, mesmo para salvar a vida de um familiar, não deve ser praticada.
Quem o fizer não ressuscitará. Estará aniquilado para sempre (Refutação: vide tópico
abaixo);
23) São costumes que desagradam a Deus celebrar aniversários, Natal de Cristo, dias especiais
como dia das mães, dos pais e outros dias paralelos, prestar serviço militar, jurar à Bandeira;
cantar o Hino Nacional, votar (o voto é anulado, não podendo ser indicado nenhum nome de
candidato) e ser votado;
24) Elas são os únicos cristãos. Os demais que se dizem cristãos, na verdade, pertencem à
cristandade;
25) Só o Corpo Governante está autorizado à interpretar a Bíblia. Nenhuma Testemunha de
Jeová pode interpretar a Bíblia.

VIII – Sobre a Trindade, a Divindade de Cristo e o Espírito Santo

“...Satanás deu origem à doutrina da Trindade” (“Seja Deus Verdadeiro” p. 81).

Uma das doutrinas mais criticadas pelas TJs é a doutrina da Trindade. Declaram que a doutrina é
de origem satânica, e que, pelo fato de negarem essa doutrina, podem ser tidos como integrantes
da única igreja verdadeira sobre a face da terra. Vangloriam-se disso e é o primeiro assunto que
gostam de conversar quando se deparam com crentes evangélicos no seu trabalho de casa em
casa.
Na verdade, o ato de negar a Trindade e consequentemente a Divindade de Cristo e o Espírito
Santo, torna-se no grande abismo que os separa de Deus. O único pecado que não pode ser
perdoado é blasfemar contra o Espírito Santo (Mc 3: 29), ou seja, negá-lo, pois se é o Espírito
Santo o único que pode nos convencer do pecado, do juízo e da vida eterna, se o negarmos,
como nos arrependeremos, como nos achegaremos a Cristo? E, se não tivermos comunhão com
Cristo através do Espírito Santo, então como teremos comunhão com Deus?
Utilizam-se de muitos argumentos para confrontar a Trindade, vamos estudar algum
deles:

Costumam atacar a doutrina da Trindade afirmando que a mesma sé veio a existir a partir do
Concílio de Nicéia em 325 a.D. e que não encontramos a palavra trindade na Bíblia.

Afirmam que Jesus nunca disse que era Deus ou igual a Deus e que nunca agia por iniciativa
própria. Este ensino é tão influente que mesmo que um membro da seita rejeite alguns

10
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

ensinamentos e abandone a mesma, este tem uma enorme dificuldade de aceitar qualquer grupo
religioso que tem como crença essa doutrina

Na revista “Poderá Viver para Sempre no Paraíso na Terra”, pag: 40 / 16 de 1983, blasfemam de
Jesus dizendo: “Mas, não é Jesus chamado de deus na bíblia? Poderá perguntar alguém. Isto é
verdade. Contudo, Satanás também é chamado de deus.”.

Chegam também ao ponto de chamar Jesus de anjo do abismo – “Jesus, como „anjo do abismo‟ e
„Destruidor‟, deveras soltará um ai atormentador sobre a cristandade” (Revelação, Seu Grandioso
Clímax está Próximo!” p. 148)
Sobre a exclamação do apóstolo Tomé em Jo 20.28 que diz: “Meu Senhor e meu Deus!”, dizem
que para ele, Jesus era “um deus“ devido as circunstâncias miraculosas que provocaram esta
reação. Dizem também que alguns peritos sugerem que Tomé talvez tivesse simplesmente
fazendo uma exclamação emocional de assombro, falando a Jesus, mais dirigindo-se a Deus.
Tomé não pensava que Jesus fosse o Deus Todo-Poderoso, dizem: “Pois ele e todos os outros
apóstolos sabiam que Jesus jamais afirmou ser Deus”.

Declaram que não existe pluralidade de pessoas na Divindade:

“Pode alguém ser o único Deus, somente (ele ser) verdadeiro Deus, se houver mais dois outros
que são Deus no mesmo grau que ele? Quaisquer outros referidos por deuses devem ser falsos ou
meramente um reflexo do verdadeiro Deus” (“Raciocínios à Base das Escrituras” p. 403)

Sua doutrina “anti-trinitarista” torna-se letal quando as TJs se utilizam de versículos Bíblicos
isolados para fundamentar sua oposição e negar a Trindade. Os versículos preferidos são:

“E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem
enviaste.” Jo 17: 3;
“Respondeu Jesus: O principal é: Ouve, ó Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor!” Mc
12: 29;

“Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo o homem, e o homem, o cabeça da
mulher, e Deus, o cabeça de Cristo” 1 Co 11: 3;

“Ouviste que eu vos disse: vou e volto para junto de vós. Se me amásseis, alegrarvos-íeis de que
eu vá para o Pai, pois o Pai é maior do que eu.” Jo 14: 28

Para dar sustento a suas doutrinas, dizem então que Jesus é um anjo, mais especificamente o
arcanjo Miguel, a primeira e a principal criação de Deus, querendo com isso negar a Divindade de
Cristo.

Usam como base para essa afirmação Daniel 10: 13 e Apocalipse 12:7.

11
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Fazem uma analogia na qual chamam Jesus de mestre de obras e Deus de arquiteto, querendo
explicar Jesus sendo o criador de todas as coisas.

Em suas literaturas também verificamos:

“Jesus e Jeová não são a mesma pessoa; nem Jesus é igual a Deus, somente Jeová é supremo.”
(“Estas Boas Novas Do Reino”)

“O anjo mais importante, tanto em poder como em autoridade, é o arcanjo Jesus Cristo, também
chamado de Miguel (“A Sentinela”).”

“Conhecido como Miguel, e também é conhecido por esse nome desde que retornou ao céu,
onde reside como o glorificado Filho espiritual de Deus” (“Raciocínios”, p. 210).

Também quanto ao Espírito Santo o negam, negam sua Divindade, negam sua pessoa. Para as
TJs o Espírito Santo, é apenas a força ativa de Deus, comparam o Espírito Santo a uma corrente
elétrica ou a um fluído, mas não a uma pessoa coexistente com Deus.

Dizem: “Seu espírito santo, que é a sua invisível força ativa, pode ser sentido em toda a parte, em
todo o universo”.

Afirmam também que o Espírito Santo apareceu em forma de pomba e em outra ocasião em
forma de língua de fogo e nunca apareceu em forma de pessoa.

Refutação:
Cremos em um só Deus eternamente subsistente em três pessoas: O Pai, o Filho e o
Espírito Santo. Estas três pessoas constituem um só Deus; o mesmo em natureza;
iguais em poder e glória. Assim, o Pai é Deus; o Filho é Deus e o Espírito Santo é
Deus.

Há que se compreender que Jesus em sua passagem humana pela terra teve como
objetivo testificar de Deus e não de si mesmo, bem como vencer a morte como
homem e não como Deus. Assim como Cristo testifica de Deus, o Espírito Santo em
relação a Cristo, testificando de Cristo. Se compreendermos e crermos na Trindade e
no propósito de Jesus, entenderemos o motivo pelo qual Jesus a todo o tempo referir-
se ao Pai e não a si mesmo.

Com relação a afirmação de que a doutrina da Trindade surgiu em um Concílio da


Igreja Católica, enganam-se, pois a palavra Trindade já aparece pela primeira vez nos
escritos de Teófilo de Antioquia, quase 200 anos antes de Constantino, além do que a
idéia da Trindade, a divindade de Cristo e do Espírito Santo já eram conhecida sim
pela igreja primitiva, vejamos:

12
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

A Trindade no antigo testamento

“Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem conforme a nossa semelhança;” Gn 1:
26a – aqui encontramos a palavra Elohim, particularmente não aconselho basear ou querer
mostrar a doutrina da Trindade com este argumento para um Tjs e/ou qualquer outra pessoa,
pois lemos em muitas literaturas evangélicas que Elohim significa pluralidade de pessoas, porém
existem muitas outras literaturas científicas que declaram que Elohim significa Deus dos deuses,
ou que esta palavra tem sua origem no politeísmo babilônico e que seria utilizada para indicar que
estavam se referindo Deus verdadeiro. De fato as TJs se utilizam destas declarações encontradas
em enciclopédias para atacar a afirmação de Elohim estar ligada a Trindade.

“Então, disse o Senhor Deus: Eis que o homem se tornou como um de nós, conhecedor do bem
e do mal;” Gn 3: 22a

Em Is 6: 1-3, Isaías disse que viu a Deus, e em Jo 12: 41, João diz que Isaías viu a Jesus.

Da mesma forma Paulo diz em At 28: 25, que quando Isaías ouviu a voz de Deus em Is 6: 8, 9,
na verdade ele ouvia ao Espírito Santo.
Nota: Algumas vezes as TJs alegam que o plural de Gn 1: 26 se trata de plural de majestade e não
de pluralidade de pessoas, como afirmamos. Entretanto, como as mudanças doutrinárias são
comuns entre elas, o novo manual “Conhecimento que Conduz à Vida Eterna”, pag: 30/12 diz:
“João 1: 1 diz que à Palavra „Jesus na sua existência pré-humana) estava com Jeová quando „os
céus e a terra‟ foram criados. Deus se dirigiu à Palavra quando disse: Façamos o homem a nossa
imagem (Gn 1: 26).”

E o novo testamento, fala sobre a Trindade? Sim!

“Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus
descendo como pomba, vindo sobre ele. E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o meu Filho
amado, em quem me comprazo.” Mt 3: 16, 17;

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do
Espírito Santo;” Mt 28: 19;

“Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o mesmo. E também a diversidade nos serviços,
mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade nas realizações, mas o mesmo Deus é quem opera
tudo em todos.” 1 Co 12: 4 – 6

“A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam
com todos vós.” 1 Co 13: 13

13
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

“Há somente um corpo e um Espírito, como também fostes chamados numa só esperança da
vossa vocação; há um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual
é sobre todos, age por meio de todos e está em todos.”

“Também sabemos que o Filho de Deus é vindo e nos tem dado entendimento para
reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em seu Filho, Jesus Cristo. Este é o
verdadeiro Deus e a vida eterna.” 1 Jo 5: 20

“deles são os patriarcas, e também deles descende o Cristo, segundo a carne, o qual é sobre
todos, Deus bendito, para todo o sempre. Amém!” Rm 9: 5

É mentira e blasfêmia afirmar que Jesus é o arcanjo Miguel.

“Pois a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei
Pai e ele me será Filho?

 Jesus é Deus (Jo 1: 1) e Miguel é anjo (Jd 9), na hierarquia de arcanjo;


 Jesus é o Criador (Jo 1: 3) e Miguel é criatura espiritual criado pelo próprio Jesus (Cl 1: 16
e 17);
 Jesus é o Rei dos reis (Ap. 17: 14; 19: 16) e Miguel é um dos primeiros príncipes, havendo
outros como ele (Dn 10: 13);
 Jesus é adorado pelos próprios anjos (Hb 1: 6) e Miguel não pode ser adorado (Ap. 22: 8-
9);
 Jesus é defensor ou Advogado de todos os homens (1 Jo 1: 1-2) e Miguel é
especificamente defensor do povo judeu (Dn 12: 1)

14
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Veja a tabela abaixo:


Jeová Jesus
Salvador Is 43: 11; 45: 21; Os 13: 4 Tt 1: 3-4; 2: 13; 3:4, 6; 2Pe 1: 1
Mc 2: 5-10; Lc 5: 21-25; 1 Co 8: 12; Ef 4:
Perdoa Pecados Is 43: 25
32
Onisciente 1 Rs 8: 39 Mt 9: 4; Cl 2: 3
Onipresente Jr 23: 23-24 Mt 18: 20; 28: 20
Eterno Sl 90: 2 Mq 5: 2; Jo 1: 1; 8: 58; Cl 1: 17; Hb 7: 3
Imutável Ml 3: 6 Hb 1: 8; 13: 8
Jo 12: 26; Rm 1: 1; Gl 1: 10; Fp 1: 1; Cl
É correto servi-lo? Mt 4: 10
3: 24; Tg 1: 1; Jd 1; Ap. 22: 3
Jesus recebe glória:
Jeová proíbe glória o outrem Jo 1: 14; 5: 22-23; 11: 4; 13: 31-32; 16:
É correto glorifica-lo?
Is 42: 8; 48: 11 13-15; 17:5; Fp 2: 9-11; 2Pe 3: 18; Ap. 5:
11-12
At 7: 59-60; 9: 14,20-21; 22: 16-19; Rm
É correto orar a: Mt 6: 9
10: 9-10, 13; 1 Co 1: 2; Ap. 22: 20
Mt 2: 11; 14: 33; 28: 9, 17; Jo 9: 38; Hb 1:
É correto adora-lo? Dt 6: 13
6; Fp 2: 9-11
Jo 20: 28; Ef 4: 4-5; Rm 10: 9-10; 1Co
É Senhor Dt 6: 4
12: 3
Ap. 1: 17-18; 2: 8; 22: 13, 16, 20; Is 7: 14;
É Deus verdadeiro? Dt 32: 36, 39; 43: 10; 44: 6
Mt 1: 21-23; Jo 5: 18; 20: 28; 1 Jo 5: 20

Veja o motivo pelo qual os judeus tentavam matar a Jesus:

“Por isso pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não somente violava o Sábado,
mas também dizia que Deus era seu próprio pai, fazendo-se igual a Deus.” Jo 5: 18

Em relação ao Espírito Santo, blasfemam, pois não o aceitam como uma pessoa coexistente em
Deus, para as TJs o Espírito Santo é a força ativa de Deus e nada mais.

Em muitas passagens o Espírito Santo com características de pessoa, por exemplo:

 Espírito Santo fala – Mt 10: 20; At 10: 19 – 20; Ap. 22: 17;
 Espírito Santo ensina – Lc 12: 12; Jo 14: 26;
 Espírito Santo testifica – Jo 15: 26; Rm 8: 16;

Outra passagem que nos fala claramente da Trindade está em Jo 14: 23, onde Jesus nos promete
que Ele e o Pai viriam e fariam morada em todos os que cressem Nele. Quem habita em nós não
é o Espírito Santo? Entendemos então que a Pessoa de Deus, a Pessoa de Cristo habitam em nós
através da Pessoa do Espírito Santo.

15
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

IX – Sobre o Nome de Deus

Dizem que a maioria das pessoas das igrejas conhece o Criador como Deus, Senhor, o Todo-
Poderoso ou com outra designação parecida. Consideram as pessoas que assim estão
acostumadas como vítimas de fraude religiosa. Dizem que os líderes religiosos estão escondendo
o nome verdadeiro de Deus que é Jeová.

Jeová é nome verdadeiro de Deus?

As TJs reconhecem que não há possibilidades de pronunciarmos corretamente o nome de Deus.

Perguntam: Qual é a forma correta do nome divino – Jeová, Iahweh ou Javé?


Ninguém hoje pode saber com certeza como era pronunciado originalmente em hebraico.

Dizem mais: “Não se sabe exatamente como era pronunciado, embora alguns eruditos achem
que Javé (Iahweh) seja a forma correta. No entanto, a forma Jeová já está em uso por muitos
séculos e é mais conhecida” (“Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra”, p.43/23).

Como se vê, as TJs adotaram o nome Jeová não porque fosse o mais correto, mas porque já está
em uso por muitos séculos. Seguem a tradição e não a correção.

Refutação:
O que eruditos declaram sobre o nome de Jeová:
Na verdade, não há possibilidade de sabermos como pronunciar o nome de Deus.
Vejamos o que dizem os eruditos sobre o nome Jeová:
JEOVÁ – Leitura falsa do hebraico, jahweh, (“Webster´s Collegiate Dictionary” –
Dicionário Colegiado Webster);
JEOVÁ – A pronúncia Jehovah é um erro resultante entre cristãos ao combinar as
consoantes YWH com as vogais de Adhonay (Enciclopédia Britânica);
JEOVÁ – Palavra mal pronunciada do hebraico YHWH do nome de Deus. Esta
pronúncia é gramaticalmente impossível. A forma Jehovah é uma impossibilidade
fisiológica (“The Universal Jewish Encyclopedia” – A Enciclopédia Hebraica
Universal);
Deus tem vários nomes:
Elohim – Deus (forma plural, significado cercado de controvérsias). Aparece 2.226
vezes.
Eloah – Deus (forma singular, indicando singularidade de natureza). Aparece 52
vezes.
El – Deus. Aparece 90 vezes.
Adonai – Senhor, Amo.
El Olam – Deus eterno.
El Elyon – Deus Altíssimo.
El Shadai – Deus Todo-Poderoso.

16
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Théos – Deus no grego. Aparece 1.232 vezes.


Kurios – Senhor no grego. Aparece 691 vezes.
Pater – Usado com relação a Deus 257 vezes.
Jeová – Aparece o tetragrama YHWH 6.823 vezes no Antigo Testamento.

X – Sobre a Ressurreição de Jesus

As Tjs crêem que Jesus não ressuscitou corporalmente:

“Então que aconteceu ao corpo carnal de Jesus? Não encontraram os discípulo o seu túmulo
vazio? Sim, porque Deus removeu o corpo de Jesus. Mas visto que foi possível o apóstolo Tomé
pôr sua mão no orifício no lado de Jesus, não mostra isso que Jesus foi ressuscitado no mesmo
corpo que foi pregado na estaca? Não, pois Jesus simplesmente se materializou, ou assumiu um
corpo carnal... A fim de convencer Tomé quanto a quem Ele era, Ele usou um corpo com marcas
de ferimento” (“Poderá Viver para Sempre no Paraíso na Terra” p. 144).

Refutação:
Jesus afirmou que ressuscitaria corporalmente – Lc 18: 31 – 33; 1 Co 15: 20; Mt 12: 40;
Jo 2: 19-22;
Jesus afirmou aos discípulos que não era um espírito, mas que tinha corpo com carne
e ossos – Lc 24: 36-43;

XI – Sobre a Natureza do Homem

As TJs não crêem na eternidade do espírito. Elas crêem que:

a) O espírito do homem não tem existência consciente fora do corpo: Quando essa ru-ah, ou
força ativa de vida deixa o corpo, perecem os pensamentos da pessoa; não continuam em outro domínio
(Raciocínios à Base das Escrituras, p. 145);

b) Por ocasião da morte o espírito deixa de existir, Deus retém apenas na sua memória
aquele que morreu. Na morte, o espírito do homem, sua força de vida, que é sustentada pela
respiração, sai. Deixa de existir (“Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra”, p. 77/4).

Refutação:
O que é espiritual é eterno: 2 Co 4: 18;
• espírito do homem é uma personalidade que pode ver, ouvir, falar e sentir (1 Co
2.11);
• espírito do homem é distinto do corpo (Zc 12.1; Mc 2.8,12; Rm 1.9; 8.16; 1 Co 5.5; 2
Co 7.1);

17
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

• espírito do homem se separa do corpo na hora da morte (Ec 12.7; Lc 8.52-55;


23.46; At 7.55-60; Hb 12.22-24).

Substituamos a palavra espírito por força de vida para vermos o resultado:

• Lc 9.39 – uma força de vida (espírito) se apodera dele;


• Lc 10.20 – não porque as forças de vida (espíritos) se vos submetem, e sim, porque
os vossos nomes estão arrolados nos céus;
• Jo 4.24 – Deus é força de vida (Espírito) e os que o adoram o adoram em força de
vida (espírito) e em verdade;
• At 19.15 – mas a força de vida (espírito) lhes respondeu: Conheço a Jesus e sei
quem é Paulo; mas vós, quem sois?;
• 1 Co 2.11 – ninguém sabe o que está no homem, senão a força de vida (espírito) do
homem que nele está;
Hb 12.23 – as forças de vida (espíritos) dos justos aperfeiçoados.

XII – Sobre a Alma do Homem

As TJs crêem que:

a) homem é uma alma. Que a alma é o resultado da união entre o corpo e o espírito: “Visto que
a alma humana é o próprio homem, então ela não pode ser alguma coisa indeterminada que
apenas habite no corpo ou que possa existir separada do corpo” (“A Verdade que Conduz à
Vida Eterna”, p. 36/6).

b) Que a alma não sobrevive à morte do corpo: “A Bíblia não diz nem uma única vez em
qualquer um dos seus versículos que, quer a alma humana, quer a alma animal, seja imortal,
imorredoura, não podendo ser destruída” (“A Verdade que Conduz à Vida”, p. 37/9).

Refutação:
Para as TJsm os homens e os animais são a mesma coisa. Todos são almas.
Esquecem elas que enquanto os animais foram criados segundo a sua espécie (Gn 1:
20, 24; 9: 10), o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus (Gn 1: 26).
Encontramos aí a Tricotomia, Deus é trino, assim também o homem e composto de 3
partes distintas: o espírito a alma e o corpo (1 Ts 5: 23).

A palavra alma aparece com vários sentidos na Bíblia. Alguns sentidos são figurados:

• Alma com sentido de pessoa (gn 46: 27; At 27: 37);


• Alma com sentido de sangue (Lv 17: 14);
• Alma com sentido de vida (At 20: 10);
• Alma com o sentido de sentimento (At 4: 32);

18
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Aparece também e, principalmente na Bíblia, a palavra alma com o sentido literal


como entidade consciente e inteligente que habita no corpo e se separa do corpo na
hora da morte. Após a morte do corpo, a alma continua consciente e,
inteligentemente, dado que à alma ou o espírito do homem são atribuídas faculdades
pessoais (1 Co 2: 11; Rm 8: 16);

• O homem que crê em Jesus nunca verá a morte – Jo 8: 51; 11: 25 – 26; Rm 8: 38 –
39;
• A alma sobrevive à morte do corpo – Lc 12: 4 – 5; Mt 10: 28;
• A alma se separa do corpo na hora da morte – Gn 35: 18; 2 Pe 1: 13 – 15;
• A alma retorna ao corpo na hora da ressurreição – 1 Rs 17: 20 – 22;
• A alma do cristão vai ao céu por ocasião da morte do corpo – 2 Co 5: 6 – 8; 2 Co 12:
2 – 4; Fp 1: 21 – 23; Ap. 6: 9 – 11;

A alma do ímpio vai para o Hades onde permanece em estado de tormento


consciente – Lc 16: 22 – 25.

XIII – Sobre a Salvação, Paraíso e Inferno

A doutrina das TJs sobre Salvação, Paraíso e Inferno é completamente contraditório a verdade
Bíblica.

“Habitar o homem na terra é também algo permanente... O propósito de Deus, portanto, é que a
Terra seja a habitação do homem em perfeição e felicidade” (“Ajuda para Entendimento da
Bíblia”, p. 16170).

Numa visão simplificada para melhor entendimento, a salvação consiste em reinar com Cristo em
seu reino celestial (exclusivo para os 144 mil, conhecidos por ungidos) ou viver no paraíso que
será restaurado aqui mesmo. Para as TJs não há inferno, quando alguém morre, se esse alguém
for uma Testemunha de Jeová ela ou reinara com Cristo, ou ressuscitará para habitar no paraíso
aqui na terra. Para os que não tiveram a oportunidade de ouvir a mensagem das TJs ressuscitarão
durante o reinado de Cristo e então terão uma nova oportunidade de se associarem as TJs para
então ressuscitar no paraíso. Quanto aos que ouviram a mensagem das TJs e recusaram-na, para
estes não outro fim, senão a aniquilação eterna.

Quando alguém morre como as TJs não crêem na eternidade do espírito e nem da alma do
homem, o mesmo passa a existir apenas na memória de Deus até o momento de sua ressurreição.

O inferno para as TJs é simplesmente a sepultura, para eles não há um inferno de fogo, não há
um lugar de tormento, isso é uma doutrina maravilhosa para a prática do pecado já que eles
crêem que quando morrerem simplesmente deixarão de existir sem nada sofrer com isso.

19
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Teologicamente as TJs crêem que as palavras Seol e Hades se referem à sepultura comum: “O
Seol e o Hades não se referem a um lugar de tormento, mas à sepultura comum da humanidade.
Tanto as pessoas boas como as más vão para o Seol ou Hades (“Poderá Viver para Sempre no
Paraíso na Terra.” P. 83 / 7).

“Então o que é o „lago de fogo‟ mencionado no livro bíblico de Revelação? Tem significado
similar ao da Geena. Não significa tormento consciente, mas, antes, a morte ou destruição eterna
(“Poderá Viver Eternamente no Paraíso na Terra” p. 87 / 15).

Zombam do inferno: INFERNO, Lugar de Descanso em Esperança o título de um capítulo do


livro “Seja Deus Verdadeiro”.

Refutação:
As TJs argumentam que o inferno como lugar de tormento consciente não pode
existir porque é contrário ao amor de Deus (1 Jo 4: 8). Ressaltando, porém, as
qualidades do Deus verdadeiro, ensinam que Ele revelou sua justiça por aplicar
punição contra opositores obstinados e opressores de seu povo (“Conhecimento
que Conduz à Vida Eterna” p. 27/14).
Deus não manda ninguém para o inferno por sadismo, ao contrário, o seu amor
pelo homem foi provado quando mandou seu Filho Jesus Cristo para nos livrar da
condenação (Jo 3: 16 – 18). O homem vai para o inferno porque despreza o favor
de Deus para sua salvação (2 Pe 3: 9)
O Inferno na Bíblia: Seol e Hades – A palavra Seol é encontrada 65 vezes no
Antigo Testamento: Algumas referências onde a palavra Seol é encontrada:
“Pois descerei pranteando para meu filho ao Seol” Gn 37: 35
“...então certamente faríeis meus cabelos grisalhos descer com pesar ao Seol.” Gn
42: 38
Outras referências: Gn 44: 29, 31; Dt 32: 22; 2 Sm 22: 6; Jó 11: 8; 14: 13; Sl 9: 17; 86:
13; 139: 8; Pv 7: 27; 9: 18; 15: 11; 23: 14; Is 14: 9, 15; Ez 31: 16 – 17;
A palavra Hades é encontrada dez vezes no Novo Testamento:
“E, tu Cafarnaum, serás por acaso enaltecida no céu? Até o Hades descerás” Mt
11: 23
“...e os portões do Hades não a vencerão: Mt 16: 18
Outras referências: Lc 10: 15; 16: 23; At 2: 27, 31; Ap. 1: 18; 6: 8; 20: 13 – 14;
Nota: Seol e Hades são palavras sinônimas indicando o mesmo lugar. Seol-Hades
estava dividido em duas partes: o lugar dos justos chamado Seio de Abraão ou
Paraíso, o lugar de descanso. Antes da vinda de Cristo os santos do Antigo
Testamento ao morrerem iam para esse lugar e ficavam em estado consciente de
descanso. O lugar dos perdidos era propriamente o inferno, lugar de tormentos
conscientes – Lc 16: 22 – 25. Depois da ressurreição de Cristo os cristãos não vão
mais para o Seio de Abraão ou Paraíso do Hades. Vão direto para o céu onde
ficam em estado consciente de felicidade 2 Co 5: 6 – 8; Fp 1: 21 – 23; Ap. 6: 9 – 11.

20
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Na volta de Cristo os espíritos dos justos descerão com Cristo para a ressurreição
do corpo (1 Ts 4: 14 – 16). Estêvão, primeiro mártir do Cristianismo, ao morrer, foi
para o céu (At 7: 55 – 60).

Geena
A palavra Geena aparece 12 vezes no Novo Testamento, como lugar de tormento consciente
após a ressurreição final: “...estarás sujeito à Geena ardente ... do que ser todo o teu corpo
lançado na Geena ... do que todo o teu corpo acabar na Geena.” Mt 5: 22, 29 e 30
Outras referências a Geena: Mt 10: 28; 18: 9; Mc 9: 43, 45, 47; Lc 12: 5; Tg 3: 6.

Lago de Fogo
A palavra „lago de fogo‟ aparece em Ap. 19: 20; 20: 10, 14 – 15; 21: 8; 22: 15 como lugar de
tormento consciente por toda a eternidade (Ap. 14: 10 – 11).
Nota: A Besta e o Falso profeta são lançados no lago de fogo (Ap. 19: 20) e mil anos depois
satanás é jogado no mesmo lugar e encontra ainda os dois vivos (Ap. 20: 10). Não estavam
aniquilados.

Tártaro
A palavra Tártaro é encontrada uma só vez em 2 Pe 2: 4 como lugar de tormento de anjos caídos.

Sepultura
Lugar distinto de Seol e Hades

O Seol, Hades não pode ser confundido com a sepultura. A própria TNM traz a palavra
sepultura traduzida das palavras hebraicas Kever, Kevurá: “Dai-me a propriedade de uma
sepultura (kever). Enterra a tua morta na mais seleta das nossas sepulturas. Dê-ma... como
propriedade de uma sepultura” Gn 23: 4, 6, 9, 20.

XIV – Sobre a Segunda Vinda de Cristo

A primeira data indicada para a vinda de Cristo foi em 1º de outubro de 1874. As TJs declaram
que a segunda vinda de Cristo ocorreu invisivelmente em 1º de outubro de 1914. Atualmente elas
procuram demonstrar que se apoiam na Bíblia para indicar a data da volta de Cristo para 1914,
mas na verdade, as TJs se valeram das medidas da pirâmide de Gizé, no Egito, para fixar essa
data. Isso é confessado francamente no livro “Testemunhas de Jeová – Proclamadores do
Reino”. 201. Fizeram uso destas medidas durante 35 anos, Russell justificava sua posição
dizendo: “Sua maravilhosa correspondência com a Bíblia não deixa a mais leve sombra de dúvida
de que, quem inspirou os profetas e apóstolos também inspirou essa „testemunha‟ de pedra na
terra do Egito” (“The Kingdom Come, Serie III”, Studies in the Scriptures, p. 362).

21
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Mais tarde, Rutherford, o segundo presidente da Sociedade Torre de Vigia, já tinha outra idéia
inteiramente contrária: “Então Satanás pôs sua sabedoria na pedra morta a qual pode ser
chamada de Bíblia de Satanás e não pedra testemunha de Deus. Em erigir a Pirâmide, Satanás pôs
nela alguma verdade, porque este é o método de ele praticar a fraude e o engano”
(“Watchtower”, 15 de novembro de 1928, p. 344).

Hoje apresentam outro raciocínio, embora mantenham a mesma data de 1914: “Contando-se
2.520 anos a partir de princípios de outubro de 607 a.C. ... chegamos a princípios de 1914”
(“Raciocínios à Base das Escrituras”, p. 111).

“A evidência Bíblica mostra que no ano de 1914 a.D. o tempo de Deus chegou para Cristo voltar
e começar a dominar” (“Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra”, p. 147/16).
Para explicarem o motivo de um grande número de profecias não cumpridas, declaram o
seguinte: “As Testemunhas de Jeová. Devido ao seu anseio pela segunda vinda de Jesus,
sugeriram datas que se mostraram incorretas. Por isso, há quem as chame de falsos profetas. No
entanto, nunca nesses casos presumiram que suas predições eram feitas no nome de Jeová.

Nunca disseram: Estas são as palavras de Jeová” (“Despertai”, 22/03/1993 – p. 4).

As TJs também crêem que Cristo não deixou o céu para vir à Terra: “A volta de Cristo não
significa que ele volte literalmente a esta terra. Antes, significa que assume o poder do Reino com
relação a esta terra e volta sua atenção para ela. Ele não precisa deixar seu trono celestial e
realmente vir à terra.” (“Poderá Viver para Sempre no Paraíso na Terra”, p. 147/16).

Refutação
Em Hb 9: 28 lemos que na sua primeira vinda para resgatar o homem do pecado e
da condenação, Ele deixou o céu e se fez homem (Jo 1: 1, 14) e na sua Segunda
vinda Ele virá literalmente, deixando o céu, para buscar a sua Igreja aqui na terra
(At 1: 9 – 11). Nesta última passagem se diz que o mesmo Jesus é que voltará.
Como foi Jesus ao céu? Foi pessoal, corporal e visivelmente. Como então ele
voltará? Ele voltará pessoal, corporal e visivelmente.
Cristo sempre esteve invisivelmente presente conosco desde quando ascendeu ao
céu depois de ressuscitado e não a partir de janeiro de outubro de 1914: Mt 18: 10.

XV – Sobre os 144 Mil de Apocalipse, a Classe dos Ungidos e a Classe da Grande


Multidão

Primeiramente disseram que os 144 mil descritos em Ap. 14: 1 – 3 seriam todos os Testemunhas
de Jeová, mas com o passar do tempo encontraram um problema nesta afirmação já que o
número de TJs ultrapassava os 144 mil, então para resolverem este problema disseram depois
que os 144 mil são as TJs que irão reinar com Cristo nos Céus e as demais TJs farão parte do

22
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

paraíso restaurado aqui na terra. Dizem eles que essa seleção iniciou-se no ano 33 a.D. e findou
em 1925.

O 144 mil são conhecidos por Ungidos e somente esses recebem todos os benefícios
conquistados por Jesus, bem como o Novo Testamento a partir da carta aos Romanos. Os
demais são conhecidos por a classe da grande multidão e são excluídos de muitas coisas:
 Não são filhos de Deus por adoção, condição essa indicada para todos os que
recebem a Cristo como Senhor e Salvador (Jo 1 : 12; Gl 4: 4 – 6);
 Só tem perdão de pecados herdados e não perdão de pecados atuais, ao passo que
sangue de Jesus nos purifica de todo o pecado (1 Jo 1: 7, 9; 2: 12);
 Não estão ligados à videira que é Jesus. Precisam estar ligados às varas, os ungidos, e
não à videira, que é Jesus;
 Não participam da Ceia do Senhor (refeição noturna). São apenas observadores;
 Não têm Jesus como mediador, embora em 1 Tm 2: 5 se diga que Jesus é mediador
de todos os homens que o aceitam como Salvador e Senhor. Seu mediador são os 144
mil;
 Não precisam nascer de novo, embora Jesus tenha dito que é indispensável nascer de
novo (Jo 3: 7);
 Não entram pela porta que é Jesus (Jo 10: 9), mas sobem por outra parte;
 Não são justificados pela fé (Rm 5: 1);
 Não pertencem a Jesus (2 Co 13: 5);
 Precisam vencer quatro provas para obter vida eterna na terra: 1ª Prova: na vida atual;
2ª Prova: durante o Armagedom; 3ª Prova: durante o reinado de mil anos de Cristo; 4ª
Prova: depois dos mil anos, quando satanás será solto.

“O „pequeno rebanho‟ de Lc 12: 32 deve ser igualado com os 144 mil de Ap. 7: 4 – 6 e Ap. 14: 1
– 3; Jesus disse que apenas um pequeno rebanho receberia o Reino Celestial como recompensa
(Lucas 12: 32). O número total seria de 144 mil (Ver 14: 1 – 3). Esse grupo começou a ser
selecionado em 33 a.D. Razoavelmente, haveria um número pequeno que participaria
atualmente” (“Raciocínios à Base das Escrituras”, p. 88)
“João o Batizador, não irá para o céu... Davi, Jó e João o Batizador, receberão a ressurreição para
a vida aqui na Terra. De fato, todos os homens e mulheres fiéis que morreram antes de Jesus
morrer tinham a esperança de viver novamente na Terra, não no céu; serão ressuscitados para se
tornarem parte dos súditos do Reino de Deus...” (“Poderá Viver para Sempre no Paraíso na
Terra”, 14/6,7,18 e 19).

Quando um dos ungidos morre vai imediatamente para o céu.

Para os associados é informado que esses cristãos ungidos foram arrolados desde o dia de
pentecostes até a década de 30. Havia uma expectativa de que no ano de 1925 ressuscitariam os

23
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

santos do antigo testamento e os 144 mil, por causa da profecia do presidente da organização, o
juiz Rutherford, porém nada ocorreu.

Refutação
As testemunhas de Jeová dizem que apenas 144.000 vão para o céu. Somente 144
mil (que são cristãos ungidos pelo espírito) serão justificadas e salvas, porém não
compreendem a justificação pela fé, redenção, adoção, etc.
Na antiga aliança o sangue de animais aspergido sobre o povo era válido para
justificá-los.(EX 24:5 - 8). Na nova aliança o sangue de Jesus justificaria apenas
144 mil? (JO 1:12). No entanto podemos perceber que somente nos tempos
apostólicos milhares de pessoas creram e obtiveram a salvação.
Nós sabemos que a salvação é pela graça mediante a fé em Jesus Cristo quando
confessamos com nossa boca e cremos com o coração. (RM 10:9 - 10) (AP 22:17)
Quanto a reinar com Cristo sabemos que isso só será possível a aqueles que
obtiverem galardão e não encontramos nenhuma base Bíblica para sustentar essa
doutrina de que os 144 mil foram os que morreram entre 30 a.D. e 1925.

XVI – Sobre o Armagedom


As TJs já divulgaram diversas datas para o Armagedom: 1914, 1925, 1941 e 1975. Estimularam os
jovens a abandonar empregos e estudos; os demais se desfizeram de propriedades e outros bens
com o propósito de ocuparem o tempo restante em visitas de casa em casa advertindo o povo
sobre a iminência do Armagedom.

Justificando-se por marcar várias datas para o Armagedom e nada Ter acontecido, dizem as TJs:
“O povo de Jeová, ansioso de ver o fim deste sistema iníquo, às vezes tem especulado sobre
quando irromperia a „grande tribulação, e até mesmo relacionando isso com cálculos sobre a
duração da vida duma geração desde 1914” (“A Sentinela”, 1/11/1995, p. 17 / 6).

XVII – Sobre a Vacinação, Transfusão de Sangue e Transplante de Órgãos


As TJs foram proibidas de serem vacinadas entre 1931 e 1962.

Também não podem doar e nem receber sangue. Da mesma forma procedem em relação ao
transplante de órgãos.

Baseiam essa doutrina utilizando At 15: 28, 29, vamos estudá-la.

“Pois pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor maior encargo além destas cousas
essenciais: que vos abstenhais das cousas sacrificadas a ídolos, bem como do sangue, da carne de
animais sufocados e das relações sexuais ilícitas; destas cousas fareis bem se vos guardardes.
Saúde.” At 15: 28, 29.

24
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

Em uma primeira analise destes versículos nos parece que eles realmente têm razão, porém a
proibição sobre a transfusão de sangue provém de uma particular interpretação, a qual adicional à
passagem um significado que foge ao seu real contexto. Os apóstolos, líderes da igreja, reúnem-
se para discutir sobre quais admoestações deveriam ser transmitidas aos gentios convertidos.
Grande contenda se levantou sobre este assunto (At 15: 1), porém ao final do concílio ficou
decidido que não deveria ser impostas aos irmãos convertidos os fardos da lei, mas apenas que
fossem exortados a afastarem-se de tais práticas. Qual o motivo destas quatro exortações?
Claramente enxergamos que os apóstolos orientavam àquele povo que outrora vivia em meio a
uma cultura totalmente fora da Palavra de Deus, a que se afastassem das práticas que eram
comuns àqueles povos, como por exemplo: a idolatria, adoração aos deuses através de comidas
baseadas no sangue e do sexo.

XVIII - Outras Proibições e Afirmações


As TJs também são proibidas de participar de atividades cívicas como: prestar o serviço militar
obrigatório, jurar a bandeira, votar, ser votado, cantar o Hino Nacional, etc.

Afirmam que todo o governo é do Diabo, que a O.N.U. é a besta e que a Igreja organizada é
inimiga de Deus – Babilônia. Dizem que as Igrejas Católica e Protestante foram rejeitadas por
Deus e são agências de satanás.

Também não comemoram datas paralelas como aniversários, dia dos pais, dia das mães, natal etc.

25
Igreja de Nova Vida - Ministério Centro
Escola Ministerial
Classe: Seitas e Heresias
Módulo: Testemunhas de Jeová

BIBLIOGRAFIA
A Bíblia Sagrada – Tradução Revista e Atualizada - João Ferreira de Almeida
Série Apologética – Vol. III – ICP Editora
Revista Defesa da Fé – Ano 7 No. 45
Escrituras Sagradas – Tradução Novo Mundo – Editora Sociedade Torre de Vigia.

Sites interessantes:

Odracir Web Site


http://www.geocities.com/torredevigia/
Observatório Watchtower
http://www.geocities.com/osarsif/
O Sentinela
http://www.geocities.com/osentinela/
A Torre Sob Escrutínio
http://members.tripod.com/elderspov/

Notas Sobre Este Estudo


Esta apostila é parte integrante de um estudo sobre seitas e heresias desenvolvido durante o ano
de 2002 por um grupo de missões urbanas. O projeto original deste estudo tinha como objetivo
inicial apoiar o grupo no trabalho evangelístico, posteriormente este estudo foi apresentado para
o corpo da Igreja. Sinta-se livre para copiá-lo e distribuí-lo, desde que sem fins comercias.

Participaram da pesquisa, edição e compilação deste estudo: Alexandre Gama, Luciana Gama,
Luiz Antonio M. S. de Oliveira, Fabiana Pereira Kessler Soares de Oliveira, Gilberto, Sônia,
Danielle P. Leites, Maria Inês Leites, Roberta Leites Borges e Bárbara Sharom.

26

Você também pode gostar