Você está na página 1de 2

RESUMO DE ERGONOMIA

Ergonomia

Estudo científico das relações entre homem e máquina, visando a uma segurança e eficiência
ideais no modo como um e outra interagem.
otimização das condições de trabalho humano, por meio de métodos da tecnologia e do
desenho industrial.

Ergonomia consiste no conjunto de disciplinas que estuda a organização do trabalho no qual


existem interações entre seres humanos e máquinas.

Este termo se originou a partir do grego ergon, que significa “trabalho”, e nomos, que quer
dizer “leis ou normas”.

O principal objetivo da ergonomia é desenvolver e aplicar técnicas de adaptação de elementos


do ambiente de trabalho ao ser humano, com o objetivo de gerar o bem-estar do trabalhador e
consequentemente aumentar a sua produtividade.

No âmbito das ciências econômicas, a ergonomia consiste na área que aborda tópicos
relacionados com o contexto moderno de trabalho, especialmente na economia industrial.

Dois temas cruciais no âmbito da ergonomia são a segurança no trabalho e a prevenção dos
acidentes laborais. Neste contexto, a ergonomia sugere a criação de locais adequados e de
apoios ao trabalho, criação de métodos laborais e sistemas de retribuição de acordo com o
rendimento (valorização e estudo do trabalho, por exemplo).

A ergonomia também determina os horários de trabalho, assim como a sua nacionalização, e


contempla tudo através de uma perspectiva humanitária da empresa e das relações que se
estabelecem nela.

O conceito de Ergonomia se aplica à qualidade de adaptação de uma máquina ao seu


operador, proporcionando um eficaz manuseio e evitando um esforço extremo do trabalhador
na execução do trabalho.

As lesões por esforço repetitivo (LER) são um dos problemas físicos mais comuns que pode
causar limitações ou mesmo a incapacidade de trabalhar, por exemplo. Utilizar soluções
ergonômicas no local de trabalho é uma iniciativa que pode aumentar significativamente os
níveis de satisfação, eficácia e eficiência do trabalhador.

Ver também: o significado de Ergonômico.

Fatores humanos (do inglês Human Factors) é um termo utilizado com o mesmo significado da
ergonomia. Quando se fala em fatores humanos ou ergonomia, sua aplicação abrange áreas
como: aeronáutica, tecnologias de informação e comunicação, desenho de produtos
adaptados ao ser humano, cuidados com a saúde física e mental, dentre outras áreas.

Ergonomia cognitiva

A ergonomia cognitiva é também conhecida como engenharia psicológica. A palavra


"cognitiva" sugere uma relação com um conjunto de processos mentais, entre eles a
percepção, a atenção, a cognição, o controle motor e o armazenamento e recuperação de
memória.
RESUMO DE ERGONOMIA
A ergonomia cognitiva pretende analisar o impacto que esses processos têm na interação do
ser humano e outros elementos dentro de um sistema.

Algumas áreas específicas são: carga mental de trabalho, vigilância, tomada de decisão,
desempenho de habilidades, erro humano, interação humano-computador e treinamento.

Ergonomia organizacional

Também conhecida como macro ergonomia, a ergonomia organizacional parte do pressuposto


que todo o trabalho ocorre no âmbito de organizações.

A ergonomia organizacional pretende potencializar os sistemas existentes na organização,


incluindo a estrutura, as políticas e processos da organização. Algumas das áreas específicas
são: trabalho em turnos, programação de trabalho, satisfação no trabalho, teoria motivacional,
supervisão, trabalho em equipe, trabalho à distância e ética.

Você também pode gostar