Você está na página 1de 3

Disciplina PEN5031

Fundamentos da Metodologia Científica

Docente Responsável: Jose Jeremias de Oliveira Filho

Objetivos:

A disciplina visa fornecer uma formação básica sobre a natureza do conhecimento científico,
estudando os fundamentos lógicos e epistemológicos da metodologia científica; preparando
os alunos para a identificação de problemas, conceitos e argumentos das correntes
metacientíficas e crítica de fundamentos que influenciam nas estratégias teóricas e técnicas
de investigação nas ciências empíricas.

Justificativa:

O programa estará dividido em (A) identificação e análise do instrumental de reconstrução


de processos de investigação; os sistemas conceituais, argumentos e regras adotados como
critérios para a construção do conhecimento , intervenção e políticas científicas – e (B)
estudo dos problemas básicos da metodologia analítica, natureza das teorias e das
explicações científicas (enfoque sincrônico e estrutural) e do desenvolvimento científico
(enfoque diacrônico e histórico), confrontando-os, quando for o caso, com as metodologias
compreensivas (hermenêutica e fenomenológica) e a metodologias dialéticas.

Conteúdo:

1) A natureza do conhecimento. O conhecimento científico como problema de


investigação.

2) Reconstruções metodológicas de processos de investigação:

2.1. correntes da fundamentação analítica;

2.2. a fundamentação compreensiva ou hermenêutica;

2.3. a fundamentação dialética;

2.4. o pluralismo metodológico.

3) Teorias da Ciência como sistemas de regras metodológicas.

4) A corrente analítica:

4.1. a concepção lógico-semântica de linguagem;

4.2. a estrutura das Teorias Científicas (termos conceituais, definições, tipologias e sistemas
teóricos).

5) A corrente analítica: a estrutura das Explicações Científicas:

5.1. Explicações causais indutivas e hipotético-dedutivas;

5.2. Explicações não causais;

5.3. A Compreensão Interpretativa e as explicações causais;

5.4. Dialética, Compreensão e Explicações Científicas de 2015.


Bibliografia:

A)—

1) Tugenhat, Ernst e Ursula Wolf – Propedêutica Lógico-Semântica. Vozes, 1997 (tradução


de F.A da Rocha Rodrigues).

2) Hospers, John – An Introduction to Philosophical Analysis. Prentice-Hall, 1966 (trad. esp.


da Alianza em trad. de Nestor Míguez, primeira ed. de1976). (caps. 1-5)

3) Oliveira Filho, J.J. de – “Reconstruções metodológicas de processos de investigação


social”, Revista de História, número 107, São Paulo, 1976.

4) - “Patologias e regras metodológicas”, Estudos Avançados, 9 (23), págs. 43-63, 1995.

5) Rudner, Richard S. – Philosophy of Social Science. Prentice-Hall, 1966 (Alianza, 1966).

6) Laudan, Larry et al., - “Mudança científica: modelos filosóficos e pesquisa histórica”,


Estudos Avançados, 7 (19), 7-89, 1993 ( tradução de Caetano Plastino).

7) Science and Relativism, Some Key Controversies in the Philosophy of Science. The Univ.
of Chicago Press, 1990 (Alianza, 1993).

8) Loose, John – A Historical Introduction to the Philosophy of Science. Oxford University


Press, terceira edição revista e ampliada, 1993 (há trad. bras. de ed. anterior da Edusp-
Itaiaia).

9) Radnitzky, Gerard – Contemporary Schools of Metascience. Henry Regnery Company,


Chicago, terceira ed. Ampliada, 1973.

10) Newton-Smith, W.H. – The Rationality of Science. Routledge & Kegan, 1981 (trad. da
Paidos, 1987).

11) Habermas, Jürgen – Zur Logik der Sozialwissenschaften( Lógica das Ciências Sociais).
Suhkamp, 1970, revista e ampliada em 1982 (a trad. espanhola de 1988 da Tecnos, a mais
completa existente, segue esta ed.). A primeira ed. da Mohr, 1967, foi o texto base da trad.
italiana de 1970. A tradução The MIT Press On the Logic of the Social Science, limita-se ao
artigo central do livro, de mesmo título, ainda importante resenha da literatura metodológica
e onde encontramos uma apreciação crítica da explicação causal em sociologia).

12) Manicas, Peter T. – A History & Philosophy of the Social Sciences. Blackwell, 1987.

13) Gordon, Scott – The History and Philosophy of Social Science. Routledge, 1991, 1993,
1995.

14) Olivé, León – Conocimiento, Sociedad y Realidad. Fondo de Cultura Económica, 1988.

15) Bernstein, Richard J. – Beyond Objetivism and Relativism. Blachwell,1983, 1989.

16) Martin, Michael and McIntyre, Lee C. (eds)– Readings in the Philosophy of Social Science.
The MIT Press, 1994. (Trata-se da mais importante coletânea de textos de metodologia das
ciências sociais publicada recentemente, substituindo e complementando a de May Brodbeck,
de mesmo título, com muitos textos igualmente clássicos sobre explicação científica e outros
temas).
B) –

1) Mill, John Stuart - A System of Logic, Ratiocinative and Inductive, Being a Connected View
of the Principles of Evidence and the Methods of Scientific Investigations. University of
Toronto Press e Routledge & Kegan Paul, 1973. Vol.VII ,Collected Works of John Stuart Mill ,
com edição de texto de J.M. Robson.

2) Neurath, Otto - Foundations of Social Sciences. International Encyclopedia of Unified


Science, The University of Chicago Press,1944.

3) Neurath, Otto - Empiricism and Sociology. Reidel, 1973.

4) Hempel, Carl G. - Aspects of Scientific Explanation,The Free Press, 1965.

5) Hempel, Carl G. - Philosophy of Natural Sciences. Prentice-Hall, 1966.

6) Nagel, Ernest - The Structure of Science. Routledge & Kegan Paul, 196l.

7) Dray, William - Laws and Explanation in History. Oxford University Press, 1957.

8) Popper,Karl – A Lógica da Pesquisa Científica. Cultrix-Edusp ou Abril Cultural.

9) von Wright, Georg Henrik - Explanation and Understanding. Routledge & Kegan Paul,
1971.

10) Manninen, R. and R. Toumela (eds) - Essays on Explanation and Understanding. Reidel,
1976.

11) Apel, Karl-Otto - Understanding and Explanation. The MIT Press, 1984.

12) Lloyd, Christopher, - Explanation in Social History. Basil Blackwell, 1986.

13) Miller, Richard - Fact and Method . Explanation, Confirmation and Reality in the Natural
and Social Sciences. Princeton University Press, 1987.

14) Salmon, Wesley - Four Decades of Scientific Explanation. University of Minnesota Press,
1988, 1990.

15) Elster, Jon - Explaining Technical Change. A Case Study in the Philosophy of Science.
Cambridge University Press-Universitetsforlaget, 1983.

16) Fernandes, Florestan – Fundamentos Empíricos da Explicação Sociológica. Companhia


Editora Nacional, segunda ed., 1967. ( Livro pioneiro de teoria e metodologia no Brasil, ainda
pouco compreendido, e da mesma família da Estrutura da Ação Social de Parsons e O
Capitalismo e a Moderna Teoria Social de Giddens).

17) Borger, Robert and Fank Cioffi (eds) – Explanation in the Behavioural Sciences.
Cambridge Univ. Press, 1970. (Há trad. Espanhola parcial desta coletânea de debates
metodológicos).

18) Little, Daniel – Varieties of Social Explanation. Westview Press, 1991. ( Obra introdutória
que traça amplo painel dos modelos de explicação contemporâneos na ciência social de
língua inglesa).