Você está na página 1de 2

MÓDULO 4 - Operações de Logística

1. Suas operações logísticas devem ocupar-se prioritariamente de quatro atividades: a)


armazenagem, b) movimentação de materiais, c) transporte e d) centros de distribuição.

2. Armazenagem é a atividade que permite manter as características do produto, na temperatura


adequada, para o consumo específico.

3. A eficácia operacional da armazenagem está no controle do inventário e duas condições básicas


precisam ser resolvidas: 1. reserva de área para atender às necessidades de produção e vendas;
2. forma de retirada, para um rápido atendimento da demanda, quer interna, quer externa.

4. Os custos básicos de operação de armazenagem são cinco: 1. espaço; 2. forma de ocupação


deste espaço; 3. equipamentos utilizados; 4. mão-de-obra; sistema de controle e gerenciamento da
armazenagem.

5. Os oito principais tipos de armazéns são: 1. Terminais EADI - Estações Aduaneiras do Interior;
2. Terminais para cargas em geral; 3. câmeras frigoríficas; 4. Terminais portuários; 5. Terminais
aeroportuários; 6. Terminais para produtos a granel; 7. Contêineres; 8. Terminais industriais e
comerciais.

6. São vinte os princípios de armazenagem, dentre eles o de planejamento, integração,


simplificação de fluxos, segurança, padronização, flexibilidade, desempenho etc.

7. São dez as orientações para selecionar o equipamento móvel mais adequado: 1. tipo de carga a
ser movimentada; 2. peso da carga a ser movimentada; 3. dimensões da carga a ser movimentada;
4. ciclo de movimentação das cargas; 5. tipo de terreno a ser percorrido; 6. o percurso a ser
percorrido tem rampas?; 7. o percurso tem passarelas aéreas, pontes?; 8. qual a largura do
corredor?; 9. qual a largura a ser utilizada para a estocagem?; 10. qual o tipo da indústria ou quais
suas características ambientais?

8. Os custos básicos para avaliação de um sistema de transporte são: 1. equipamento; 2.


combustível; 3. mão-de-obra; 4. material rodante.

9. Cross-docking é um sistema temporário e rápido de armazenamento, sem que ali permaneça


por muito tempo. Os materiais podem ser separados, embalados, etiquetados, redistribuídos,
arrumados em lotes etc.

10. As operações básicas de um centro de distribuição são cinco: 1. recebimento; 2.


armazenagem; 3. separação; 4. expedição e 5. gestão.

11. Para reavaliar o layout de seu armazém, três questões precisam de respostas específicas: 1.
quantidade de equipamentos necessários; 2. quantidade de pessoas e de turnos; 3. quantidade de
espaço necessário para o armazenamento.

12. Para análise de sua operação logística: 1 - Analise as relações Produto x Qualidade e/ou
Quantidade; 2 - Avalie os processos de produção para melhorias; 3 - Calcule as necessidades dos
equipamentos de produção; 4 - Avalie os fluxos básicos de materiais; 5 - Revise os sistemas de
movimentação de materiais; 6 - Calcule as necessidades de áreas para armazenagem; 7 - Analise
as atividades relacionadas com o fluxo de materiais; 8 - Verifique se as áreas (espaço) estão
atendendo às necessidades; 9 - Desenvolva o novo layout proposto e o compare com o atual; 10 -
Identifique e avalie as diferenças e alternativas significativas; 11 - Projete planos e procedimentos
para implementação das mudanças; 12 - Revise os fluxos de matérias-primas, materiais em
processo e componentes acabados ao longo de todo o processo produtivo; 13 - Há necessidade de
transferência durante o processo de produção para outras empresas para beneficiamento?; 14 -
Reveja a política de abastecimento de matérias-primas, a fim de tentar reduzir os estoques no
almoxarifado.; 15 - Reveja a política de estoque de produtos acabados, a fim ganhar espaço na
expedição.; 16 - Tente ganhar espaço vertical; 17 - Alugue depósitos auxiliares; 18 - Coloque
escritórios de supervisores e instalações sanitárias em mezaninos, aproveitando a área útil por
baixo deles.

13. Para apurar o custo logístico é necessário levantar com cuidado e precisão os gastos com: 1.
armazenagem; 2. material em estoque; 3. transporte.

14. Para a operação de frota própria é preciso considerar como custos fixos, entre outros: 1.
depreciação; 2. remuneração do capital; 3. licenciamentos; 4. salários e encargos; 5. hora do
caminhão parado; outros gastos.

15. Para operação de frota própria é preciso considerar como custos variáveis, entre outros: 1.
combustível, lavagem e lubrificação, pneus e câmeras, peças e acessórios e lubrificantes.

Você também pode gostar