Você está na página 1de 2

Figura 3.99 Diagrama elétrico.

• Corrente do relé
Iur = 5 A (corrente nominal do relé)

Faixa de ajuste: (1 a 16) × RTC


• Corrente de acionamento
Ia = Iam × RTC = 1,3 × 5 × 120 = 780 A
• Tempo de operação do relé para a condição de curto-circuito

(corrente de contribuição do gerador para defeito tripolar no


secundário do transformador: circulação de corrente inversa)
Tms – curva ajustada: 0,3 (valor adotado em função do tempo de coordenação com outros relés não
considerados aqui).
• Ajuste do ângulo característico do relé

O ângulo do relé direcional de sobrecorrente deve ser ajustado em 53° (a faixa de ajuste varia entre 15°
e 85°).
b) Ajuste da unidade instantânea de sobrecorrente de fase
• Habilitação da unidade: não.
c) Ajuste da unidade temporizada direcional de neutro
• Corrente de tape

Faixa de ajuste: (0,1 a 12) × In, em passos de 0,01 A


• Corrente de acionamento
Iac = Iam × RTC = 0,26 × 5 × 120 = 156 A
• Tempo de operação do relé para a condição de curto-circuito fase-terra

(corrente de contribuição do gerador para defeito monopolar no


secundário do transformador: circulação de corrente inversa)
Tms = 0,1 (valor adotado em função do estudo de seletividade não apresentado neste exemplo)
Fica para o leitor a tarefa de determinar os ajustes do relé direcional instalado do lado do gerador.

3.4 RELÉ DE DISTÂNCIA (21)

3.4.1 Introdução
Inicialmente os sistemas de transmissão são tradicionalmente protegidos por relés de
sobrecorrente temporizados, funções 50/51. No entanto, o desempenho desse tipo de proteção é
sofrível, quando se sabe que esses relés respondem apenas pela grandeza da corrente, cujas
desvantagens são cada vez maiores à medida que as linhas de transmissão adquirem comprimentos
muito grandes e os sistemas elétricos assumem configurações extremamente complexas. As