Você está na página 1de 8

FONTE: Coren-RS 2006

Enf PAULO SERGIO ARTUZO


Ac Enf LEANDRO MACHADO

LIMPEZA MECÂNICA
A limpeza com solução fisiológica a 0,9% é indicada para hidratar a ferida e acelera
a cicatrização, evitando o traumatismo direto da ferida.
A limpeza mecânica provoca traumatismo do tecido em cicatrização, retardando o
processo.

CONTROVÉRSIAS NO TRATAMENTO DE FERIDAS


ANTI-SÉPTICOS
EM FERIDA
CUTÂNEA ABERTA
Anti-sepsia com polivinilpirrolidona (PVPI) tópico (Povidine®):
Tem finalidade de prevenir a colonização. Pode ser neutralizado rapidamente na
presença de matéria orgânica e tecido necrótico. É indicado na anti-sepsia da pele
íntegra e mucosas, de peri-cateteres, peri-introdutores e fixadores externos. É
contra-indicado em feridas abertas, pois é citolítico e retarda o processo de
cicatrização.
Anti-sepsia com a solução de clorexidina:
Tem ação bacteriana tanto para Gram positivas como Gram negativas, porém com
maior efeito nas Gram negativas. A atividade germicida mantém-se mesmo na
presença de materiais orgânicos. Possui as mesmas indicações e contra-indicações
do PVPI.

CURATIVO
FINALIDADE
Remover o acumulo de secreções e tecido morto da ferida ou da área de incisão;
Diminuir o crescimento de microrganismo na ferida ou na área da incisão;
Promover a cicatrização da ferida.

RESULTADO ESPERADO
Cicatrização da ferida sem sinal de infecção.

PROCEDIMENTO DE ENFERMAGEM
MATERIAL
Bandeja;
Material de curativo;
Cuba rim;
Fita adesiva;
Luva esteril ou luvas de procedimento;
Solução salina (soro fisiologico 0.9%) de 250 ml (bolsa) ou 125 ml (frasco);
Algodão embebido em álcool 70%;
Agulha 40x12;
Pacotes de gazes;
Saco de lixo leitoso;
Solução recomendada.

IMPLEMENTAÇÃO
- Lavar as mãos e organizar o material;
*Reduzir a transmissão de microrganismo.
- Explicar o procedimento ao paciente e dar assistência às suas necessidades;
*Diminuir a ansiedade;
*Promover a cooperação.
- Avaliar o nível de dor do paciente com uso de medicação e esperar que a medicação
faça efeito antes de começar, quando necessário;
*Diminuir o desconforto da troca de curativos.
- Colocar a mesa ao lado da cama próxima ao local em que será feito o curativo;
*Facilitar o gerenciamento do campo e materiais estéreis.
- Colocar o material na mesa ao lado da cama;
*Promover a rápida troca de curativo.
- Saco de lixo ao lado da cama;
*Facilitar a eliminação do material contaminado.
- Abrir o pacote de curativo;
- Abrir mais pacotes de gazes;
*Se o curativo for muito grande.

• Colocar a agulha no frasco de solução salina, previamente aquecida à temperatura


corporal;

• Calçar a luva estéril ou as luvas de procedimentos;


- Retirar a fita adesiva, puxando em direção à ferida e remover o curativo sujo.
*Permite visualizar a área da ferida e do curativo e também a exposição para a limpeza.

IMPLEMENTAÇÃO

• MOLHAR O CURATIVO COM SOLUÇÃO SALINA, SE ESTIVER ADERIDO


Á FERIDA, ENTÃO PUXAR SUAVEMENTE;

• Colocar o curativo no saco de lixo;

• Colocar a cuba rim abaixo da ferida;

• Lavar a ferida com jato de soro morno;


*Para fazer a limpeza da ferida sem retirar áreas já regeneradas.

IMPLEMENTAÇÃO

• Pegar a pinça e fazer uma torunda de gaze;


• Passar a gaze, em áreas que não tenha tecido de granulação, trocando a gaze
sempre que necessário;
*Prevenir a contaminação da ferida por microrganismos.
- Usar medicação, pomada, óleo, recomendado pelo médico ou enfermeiro;
*Seguir a prescrição de enfermagem ou médica.

IMPLEMENTAÇÃO
- Colocar as gazes sobre a área da ferida ou incisão até que a área esteja completamente
coberta;
*Prevenir a contaminação do curativo ou ferida.

• Fixar o curativo com fita adesiva;


- Dispensar as luvas, os materiais e guardá-los apropriadamente;
*Manter o ambiente organizado.
- Abrir o pacote de curativo;
- Abrir mais pacotes de gazes;
*Se o curativo for muito grande.

• Colocar a agulha no frasco de solução salina, previamente aquecida à temperatura


corporal;

• Calçar as luvas de procedimentos;


- Retirar a fita adesiva, puxando em direção à ferida e remover o curativo sujo.
*Permite visualizar a área da ferida e do curativo e também a exposição para a limpeza.

IMPLEMENTAÇÃO

• MOLHAR O CURATIVO COM SOLUÇÃO SALINA, SE ESTIVER ADERIDO


Á FERIDA, ENTÃO PUXAR SUAVEMENTE;
• Colocar o curativo no saco de lixo;

• Colocar a cuba rim abaixo da ferida;

• Lavar a ferida com jato de soro morno;


*Para fazer a limpeza da ferida sem retirar áreas já regeneradas.

IMPLEMENTAÇÃO

• Pegar a pinça e fazer uma torunda de gaze;

• Passar a gaze, em áreas que não tenha tecido de granulação, trocando a gaze
sempre que necessário;
*Prevenir a contaminação da ferida por microrganismos.
- Usar medicação, pomada, óleo, recomendado pelo médico ou enfermeiro;
*Seguir a prescrição de enfermagem ou médica.

IMPLEMENTAÇÃO
- Colocar as gazes sobre a área da ferida ou incisão até que a área esteja completamente
coberta;
*Prevenir a contaminação do curativo ou ferida.

• Fixar o curativo com fita adesiva;


- Dispensar as luvas, os materiais e guardá-los apropriadamente;
*Manter o ambiente organizado.
- Abrir o pacote de curativo;
- Abrir mais pacotes de gazes;
*Se o curativo for muito grande.

• Colocar a agulha no frasco de solução salina, previamente aquecida à temperatura


corporal;
• Calçar as luvas de procedimentos;
- Retirar a fita adesiva, puxando em direção à ferida e remover o curativo sujo.
*Permite visualizar a área da ferida e do curativo e também a exposição para a limpeza.

IMPLEMENTAÇÃO

• MOLHAR O CURATIVO COM SOLUÇÃO SALINA, SE ESTIVER ADERIDO


Á FERIDA, ENTÃO PUXAR SUAVEMENTE;

• Colocar o curativo no saco de lixo;

• Colocar a cuba rim abaixo da ferida;

• Lavar a ferida com jato de soro morno;


*Para fazer a limpeza da ferida sem retirar áreas já regeneradas.

IMPLEMENTAÇÃO

• Pegar a pinça e fazer uma torunda de gaze;

• Passar a gaze, em áreas que não tenha tecido de granulação, trocando a gaze
sempre que necessário;
*Prevenir a contaminação da ferida por microrganismos.
- Usar medicação, pomada, óleo, recomendado pelo médico ou enfermeiro;
*Seguir a prescrição de enfermagem ou médica.

IMPLEMENTAÇÃO
- Colocar as gazes sobre a área da ferida ou incisão até que a área esteja completamente
coberta;
*Prevenir a contaminação do curativo ou ferida.
• Fixar o curativo com fita adesiva;
- Dispensar as luvas, os materiais e guardá-los apropriadamente;
*Manter o ambiente organizado.

• Posicionar o paciente com conforto;


- Lavar as mãos;
*Diminuir a expansão de microrganismos.

• Posicionar o paciente com conforto;


- Lavar as mãos;
*Diminuir a expansão de microrganismos.
Deve ser anotado no prontuário do paciente:

• A localização e o tipo da ferida ou da incisão;

• O estado do curativo anterior;

• O estado da área da ferida/incisão;

• A solução e os medicamentos aplicados na ferida;

• As observações feitas pelo paciente;

• A tolerância do paciente ao procedimento.

ALGUNS TRATAMENTOS

• Açúcar

• Carvão Ativado

• Filme Transparente com Hidrocolóide ou Hidrogel

• Papaína 1% e 8%

ALGUNS TRATAMENTOS

• Solução Fisiológica

• Sulfadiazina de Prata
• A.G.E. – Ácido Linoleico