Você está na página 1de 4

DOSEAMENTO DE LÍPIDOS

LÍPIDOS

Os lípidos são um grupo de compostos quimicamente diversos, principal característica é a


insolubilidade em água.
Ex: óleos, gorduras e ceras.

Os óleos e gorduras têm por base a mesma estrutura geral.


À temperatura ambiente:
Os óleos são líquidos;
As gorduras sólidas.

As gorduras e os óleos são as principais formas de armazenamento de energia em muitos


organismos.

Os fosfolípidos e os esteroides são os principais elementos estruturais das membranas biológicas.

Outros lípidos, em quantidades relativamente pequenas, desempenham papéis cruciais como


cofatores enzimáticos, transportadores de eletrões, pigmentos fotossensíveis, agentes
emulsionantes no trato digestivo, hormonas, mensageiros intracelulares, entre outros.

Os esteroides são lípidos estruturais presentes nas membranas da maioria das células
eucarióticas.
A sua estrutura característica é o núcleo esteroide, que consiste em quatro anéis fundidos, três com
seis carbonos e um com cinco.
Esta estrutura é quase planar e é relativamente rígida – os anéis fundidos não permitem rotação em
torno das ligações C–C.

COLESTEROL

O principal esteroide nos tecidos animais – o colesterol – é anfipático:

 Um grupo “cabeça” polar (o grupo hidroxilo no C-3);


 Um “corpo” hidrocarbonado apolar (o núcleo esteroide e a cadeia lateral hidrocarbonada no
C-17), tão longo quanto um ácido gordo de 16 carbonos na sua forma estendida.

O colesterol desempenha um papel relevante no metabolismo.

As células obtêm colesterol de forma:

 exógena, quando é absorvido via alimentar;


 endógena, quando é sintetizado no organismo.
A SÍNTESE ENDÓGENA DO COLESTEROL

Ocorre principalmente no fígado, a partir da acetil-coenzima

A acetilCoA que se forma no organismo por degradação das principais biomoléculas (carboidratos,
proteínas e, principalmente, lípidos).

Hábitos alimentares fazem variar muito a quantidade de colesterol ingerida.


Por exemplo, uma alimentação unicamente vegetariana não fornece colesterol.

Entre a absorção fisiológica por alimentação e a biossíntese endógena, é provável existir um


mecanismo de regulação específico que procure estabelecer o equilíbrio do nível de colesterol em
circulação.
Um vegetariano pode ter uma concentração sérica de colesterol que não se distingue da
concentração apresentada por outro indivíduo saudável que faça uma alimentação mista.

Neste caso, a síntese endógena foi reforçada de modo a atingir o valor de referência para um
indivíduo saudável.

Grande absorção de gorduras, principalmente animais, inibe a síntese endógena.


Mas só para além dos valores normais da concentração do colesterol no soro.

A diminuição da absorção de colesterol diminui a colesterolemia – nível de colesterol em circulação.

COLESTEROL ENDÓGENO

Pode ter 3 finalidade:

 Parte do é lançado na corrente sanguínea através da linfa.


 Parte é transformado em ácidos biliares e hormonas esteroides
 Parte é integrada na membrana celular e no tecido nervoso.

O colesterol exógeno é emulsionado por sais biliares no intestino, ficando igualmente ao dispor das
vias de biossíntese atrás referidas.

O transporte do colesterol no sangue é assegurado por lipoproteínas (LPs),

Lipoproteínas formadas por:

 uma fração proteica (apoproteína ou apolipoproteína);


 uma fração lipídica (colesterol livre e esterificado, triglicerídeos e fosfolípidos) em proporções
diferentes, consoante o tipo de lipoproteína.

O colesterol é o maior componente das:

 lipoproteínas de baixa densidade (designada por fração LDL, do inglês Low Density
Lipoprotein);
 lipoproteínas de muito baixa densidade (fração VLDL, do inglês Very Low Density
Lipoprotein)

Sendo um componente menor da fração de lipoproteínas de alta densidade (HDL, do inglês High
Density Lipoprotein).
A designação de colesterol total inclui todas as formas de colesterol encontradas nas lipoproteínas.

Valores elevados de colesterol, da fração LDL no sangue, associados a hipertensão e hábito de


fumar contribuem para o aparecimento da aterosclerose

A concentração da fração HDL no sangue está inversamente relacionada com o risco de doenças
cardiovasculares.

Colesterol presente no sangue, 70% encontra-se sob a forma esterificada.

Depois da decomposição enzimática do éster


O colesterol esterificado e o colesterol livre no soro são doseados sob a forma de colesterol total.

A sua concentração depende da idade, sexo e hábitos de vida do indivíduo.

A estipulação de valores de referência de colesterol deve ser feita de forma cautelosa, sendo que os
valores normais indicados não devem ser interpretados como limites decisivos para atuação
terapêutica, sendo sempre necessário considerar o quadro global dos fatores de risco.

EM CASO DE HIPERCOLESTEROLEMIA

Dieta deve ser rica em ácidos gordos insaturados, como o ácido linoleico, e pobre em colesterol.

Quando a dieta não baixa suficientemente a concentração, administram-se medicamentos


hipolipidémicos ou hipolipemiantes.

TRIGLICERÍDEOS
Os lípidos mais simples construídos a partir de ácidos gordos são os triacilgliceróis ou
triglicerídeosgorduras ou gorduras neutras.

Os triglicerídeos:

 são compostos por três ácidos gordos, cada um com uma ligação éster a uma molécula de
glicerol.
 A maioria de ocorrência natural é mista, contém dois ou três ácidos gordos diferentes.
 são produzidos no fígado utilizando glicerol e outros ácidos gordos
 são transportados no sangue por VLDL e LDL.

Quando ingerimos gorduras, consequentemente o nível de triglicerídeos no sangue aumenta.

HIPERLIPIDEMIA

Caracteriza-se por valores elevados de colesterol, de triglicerídeos ou de ambos, sendo um fator de


risco para a doença arterial coronária.

A Hiperlipidemia pode dever-se a fatores hereditários, mas é geralmente adquirida.


QUANTIFICAÇÃO DE COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS POR MÉTODOS ENZIMÁTICOS

KITS LIQUICK COR (CORMAY)


Liquick Cor-CHOL o doseamento rápido e fiável de colesterol total
Liquick Cor-TG o doseamento rápido e fiável de triglicerídeos.

A determinação é realizada por métodos colorimétricos/enzimáticos com deteção por


espetrofotometria visível.

O doseamento de colesterol total é realizado com base na hidrólise inicial dos ésteres de colesterol
presentes no soro do paciente e posterior oxidação enzimática.

Nestas reações intervêm 3 enzimas

 colesterol esterase;
 colesterol oxidase;
 peroxidase.

O produto de reação de ambos os parâmetros – a quinoneimina – é formado pela reação do peróxido


de hidrogénio (H2O2) com a 4-aminoantipirina, na presença de fenol e por ação da peroxidase.

A quinoneimina apresenta uma coloração avermelhada e permite a quantificação de colesterol total e


de triglicerídeos (proporcionalidade direta) num espetrofotómetro UV/Visível a 500 nm e a 550 nm,
respetivamente.

OS TESTES COLORIMÉTRICOS/ENZIMÁTICOS

Obrigam à recolha de sangue num centro de medicina laboratorial, com posterior separação do soro
sanguíneo.

No entanto, já estão disponíveis no mercado equipamentos portáteis, de utilização simples, fiável e


com elevada correlação com o método laboratorial de referência, que permitem a determinação
imediata (alguns segundos) dos níveis de colesterol total e triglicerídeos, entre outros.

Um dos equipamentos que permite o rastreio dos principais parâmetros monitorizados em doenças
cardiovasculares (colesterol total, triglicerídeos, glicose e lactato). O medidor é adequado para uso
profissional, bem como para autoteste.

Com uma simples punção capilar e a aplicação de uma gota de sangue na tira teste, o sistema
Accutrend permite uma monitorização rápida, segura e confiável dos níveis de glicose e lípidos em
circulação.

Você também pode gostar