Você está na página 1de 6

João Batista Lacerda Junior

8030907

Educação Física Para Grupos Especiais e Adaptada

Projeto pratica

Trabalho apresentado ao    Claretiano


Centro Universitário para a disciplina_
Educação Física Para Grupos Especiais e
Adaptada como requisito parcial para
obtenção de avaliação, ministrado pelo
professor: Antonio Eduardo Ribeiro

Belo Horizonte
2020
Título do Projeto Como ensinamos e Aprendemos
Entrega do Projeto

Descrição do Projeto
Entre em contato com um profissional de Educação Física que atua na área do bacharel
(Academia, Escolinha de esporte, clube etc.) Para este contato você poderá usar
qualquer meio de rede social, e-mail, ou qualquer outro dispositivo que respeite o
isolamento social.
Utilize o mesmo modelo de capa que utilizou para postar o primeiro portfólio, prática
ou avaliação continuada;

1- Realize um bate papo como professor acompanhando o roteiro a seguir:

2– Dados pessoais
A). Idade:
B). Sexo: ( ) Feminino ( ) Masculino

3– Dados profissionais

A). Qual sua formação acadêmica?


( ) Graduação.
( ) Especialização.
( ) Mestrado.
( ) Doutorado.
( ) Outros_ _____________________________________________________________

B). Há quanto tempo atua na área de Educação Física?


( ) Menos de 1 ano.
( ) Entre 1 e 5 anos.
( ) Entre 5 e 10 anos.
( ) Mais de 10 anos.

C ) Perguntas a serem realizadas para o professor:


Quantidade alunos com e sem deficiência que ele trabalha por aula.
Tipo de atividade realizada, e como pedagogicamente são realizadas as atividades.
Qual o tipo de deficiência apresentada pelos alunos?
( ) Visual.
( ) Auditiva.
( ) Intelectual.
( ) Motora, física.
( ) Múltipla
( ) Outros (descreva) ______________________
.
D) Em sua opinião, quais são os requisitos necessários para um professor de Educação
Física poder incluir um aluno com alguma de Deficiência, (ou pessoa com deficiência)
em suas aulas? Atenção, importante que este profissional esteja realizando trabalho com
este tipo de público.

A importância de uma boa formação o professor precisa também realizar atualizações e


especificações pois o trabalho realizado com alunos portadores de alguma deficiência
exige de uma maior atenção e preparação por parte dos profissionais.

E) De acordo com a fala do professor, em sua opinião, será que ele encontrará alguma
dificuldade para realizar o trabalho com a pessoa com deficiência, caso a resposta seja
sim, qual (s) dificuldade (s)?

Não, ele domina a aula e os alunos entedem o que é passado.

F) Em sua opinião, de acordo com a fala do professor, quais destes dois tipos de
modalidade (INTEGRAÇÃO e INCLUSÃO) ele irá conseguir aplicar em sua aula
quando for trabalhar coma a pessoa com deficiência? (Lembrando que, estas
modalidades de atendimento já foram estudadas na confecção do primeiro portfólio do
qual falamos sobre INTEGRAÇÃO e INCLUSÃO).

Em minha opinião são realizadas as duas modalidades, pois, os alunos realizam as


atividades juntos e com equiparação de igualdades.

G) Em relação ao bate papo com o professor, descreva em sua opinião se o mesmo


conhece ou não os princípios da INCLUSÃO. (Faça esta análise de acordo com a
reposta que for dada pelo professor em relação à pergunta o item D).

Na academia em que ele trabalha ocorre a modalidade da inclusão social pois há


claramente a intenção de equiparação de oportunidades, a diversidade e o trabalho
social onde os alunos com deficiências realizam as atividade iguais aos alunos sem
deficiência.

E para finalizar
Nesta etapa, você deverá fazer uma descrição em forma de dissertativa (texto),
que deverá englobar a fala do professor, e também as demais respostas que você
descreveu nas perguntas desde o inicio do roteiro até as questões E, F e G.
Junte todas as descrições daquilo do que foi pedido sendo; o roteiro que foi
respondido e as questões ligadas ao bate papo com o professor e a demais resposta que
descreveu referente às perguntas E, F e G. Reforçando, faça uma descrição em forma de
texto, descreva seguindo o roteiro deste trabalho e deixe as duas formas de escrita no
trabalho, tanto o roteiro quanto a descrição final (texto).
Em uma conversa realizada com um professor de educação fisíca foi relatdo que
a aula ministrada de running class pelo professor Pedro Lacerda, onde alunos que
apresentam algum tipo de deficiência participam da aula junto com alunos que não
apresenta nenhum tipo de deficiência.
A aula relatada é realizada nas segundas e quintas, às nove horas da manha, com
50 minutos de durabilidade.
Esta aula é realizada em uma sala onde possui 10 esteiras, com som e iluminação
específica para motivar os alunos.
O professor Pedro faz a periodização de suas aulas com o objetivo de melhorar o
condicionamento físico e cardiorrespiratório do aluno, alem de montar treinos
específicos para alunos com o objetivo de realizar provas de corridas.
A aula possui alunos com deficiências como relatado e para melhor
entendimento por parte destes alunos o professor realiza sinais no qual possibilita o
entendimento destes alunos para a realização do comando dado.
Além de sinais, a aproximação do professor em cada aluno que estava
participando da aula, tanto nos alunos com deficiência, quanto nos alunos que não
possuía nenhum tipo de deficiência, pois, mesmo sendo uma aula coletiva, dentro de
uma turma com 10 pessoas possui não só estas pessoas com deficiência, mais também
pessoas de diferentes condições físicas e condicionamento físico que precisam ser
orientadas individualmente em relação a velocidade a ser colocada e forma também na
forma de se desenvolver a corrida.
Nesta aula possuía alunos com deficiência auditiva, intelectual e motora. Mas a
aula era igualmente realizada por todos os praticantes desta modalidade.
No final da aula é realizado alongamentos, conduzido e orientado pelo professor
Marcelo Neves responsável pela modalidade.
O professor Pedro 30 anos, atua na area desde 2015, e teve sua graduação
realizada na universidade Izabela Hendrix, possui especialização no treinamento de
corrida de rua e na área de gestão em academias.
Segundo o professor Pedro a formação de um professor é de estrema
importância para que ele possa ter totais condições para realizar com eficiência a
inclusão destes alunos nas aulas coletivas, não só na modalidade em que ele é
responsável, mais também em qualquer outra modalidade realizada dentro de uma
academia.
Na minha opinião alêm da importância de uma boa formação o professor precisa
também realizar atualizações e especificações pois o trabalho realizado com alunos
portadores de alguma deficiência exige de uma maior atenção e preparação por parte
dos profissionais.
Na aula relatada o professor domina sua em relação entre os alunos com algum
tipo de deficiência e por parte destes alunos tem a segurança e prazer em esta realizando
aquela modalidade.
Na academia onde trabalha possui um programa especial para receber alunos
com deficiência, facilitando assim a integrção dos mesmos nas atividades realizadas
pela academia, algo que todas as academias deveriam se preocupar para evitar algum
tipo de constrangimento e para também ampliar o campo de capitação de alunos
considerados grupos especiais.
Nessa atividade esta ocorrendo a modalidade da inclusão social pois há
claramente a intenção de equiparação de oportunidades, a diversidade e o trabalho
social onde os alunos com deficiência realizam atividades iguais aos alunos sem
deficiência, assim contribuindo para a construção de uma sociedade mais democrática
no qual todos possuem o direito da cidadania, prevalecendo o respeito e a aceitação do
diferente.
O professor Pedro responsável técnico da academia Alcance não só domina estes
princípios da inclusão desses alunos na academia, como também realiza treinamento de
sua equipe, aumentando assim a qualidade em seu atendimento, em busca da excelência
no mercado que hoje é muito concorrido, mas não pelo bom atendimento e sim por
academias com boas estruturas, o que deixa o atendimento ou o recebimento desses
alunos portadores de algum tipo de deficiência com atendimento desejado pelo mesmo e
pelo principio da inclusão destes alunos perante a sociedade.
Após esta conversa realizada pude perceber que o trabalho realizado e de
extrema importancia, ampliando assim meus conhecimentos voltados a este público
muitas vezes discriminados e mal recebidos dentro das academias.