Você está na página 1de 2

PREGÃO ELETRÔNICO? SIM. E MUITO MAIS.

Muito se fala sobre o uso da internet nas empresas, de suas


aplicações, dos negócios on-line, do futuro dos mercados, dos
equipamentos e etc. Porém, como em toda conversa, há muitas
opiniões relevantes e também muita bobagem. Previsões
catastróficas apregoando o fim do varejo, a materialização do Big
Brother de Orwell, juntam-se aos infindáveis e-mails sobre rins
extraídos em banheiras de gelo e herdeiras nigerianas procurando
ajuda no grupo das bobagens.
Para separar o joio do trigo é preciso entender que a internet tem
uma real capacidade estratégica e, por isto deve ser utilizada pelas
empresas e profissionais liberais na busca por produtividade e
competitividade. Artigos, matérias ou editoriais que mostrem como
fazer isto devem ser considerados, as previsões, como o horóscopo
diário, búzios ou cartas de tarô, devem ser olhadas com muito rigor.
Em termos práticos a real capacidade estratégica da internet é
quebrar barreiras:
a) Geográficas: Captando informações sobre transações comerciais
de locais distantes.
b) de Tempo: Fornecendo informações para locais remotos
imediatamente após serem requisitadas.
c) de Custo: Reduzindo o custo dos meios mais convencionais de
comunicação.
d) Estruturais: Apoiando conexões para obter vantagem
competitiva.
Em termos comerciais isto significa, por exemplo, redução de custos
de sua representação comercial, agilidade nos processos de compras
ou disponibilidade de contato com o cliente 24 horas por dia, 7 dias
por semana.
Incluir uma empresa na internet não significa apenas registrar um
domínio, desenhar uma página estática bonita e fornecer contas de e-
mail aos funcionários. Significa, de maneira pragmática, reorganizar
as operações e processos da empresa de forma a utilizar todo o
potencial dos recursos disponíveis, buscando atuar como produtor e
também consumidor de produtos e serviços.
O Pregão Eletrônico, ineficaz para a licitação de um complexo projeto
de engenharia, é uma ferramenta perfeita para a empresa contratar
serviços ou comprar insumos e suprimentos para a obra, reduzindo
tanto os custos do processo de aquisição, como dos próprios produtos
e serviços comprados.
Ferramentas de colaboração e redes sociais, podem ser uma dor de
cabeça se mal utilizadas, mas tanto mensageiros instantâneos, como
blogs e ambientes de relacionamento tem resultados extremamente
positivos na troca de conhecimento e realização de encontros virtuais,
sem custos de telefonia.
Sites de compartilhamento de fotos, vídeos, slides, oferecem uma
oportunidade poderosa para arquivos de treinamento, suporte
técnico, catálogos de produtos e apresentações comerciais.
O Instituto de Engenharia, com a Rede da Engenharia no PEABIRUS,
deu um grande passo em sua estratégia de inclusão da internet em
suas atividades, ecolhendo uma plataforma que agrega
relacionamento, construção de conhecimento e realização de
negócios, operando tudo dentro de seu próprio Site.