Você está na página 1de 7

Você deve estudar o conteúdo online e esses são os laboratórios:

QUÍMICA

==>Condutividade Elétrica em Líquidos e Sólidos

==>Condutividade Elétrica em Líquidos e Sólidos – Análise Qualitativa

==>Pilha de Daniell

==>Eletrólise

==>Reações químicas metalográficas

Estudar

Física experimental

Movimento retilíneo uniforme

Movimento retilíneo uniformemente variado

Queda livre

Lei de hooke

APRESENTAÇÃO
1. OBJETIVO

Este experimento trata do movimento de um corpo em linha reta. Iremos


comprovar que um objeto (móvel) em movimento retilíneo uniforme (MRU)
percorre distâncias iguais em intervalos de tempo iguais. Assim, iremos
verificar a validade das equações que descrevem o MRU. Como parte das
atividades você terá que fazer a montagem e ajustes dos equipamentos e
instrumentos necessários para a realização do experimento, de acordo com as
instruções do roteiro apropriado.

Ao final deste experimento, você deverá ser capaz de:

 identificar as características de um movimento retilíneo uniforme


(MRU);
 coletar dados experimentais para identificar o MRU;

 determinar a velocidade média de um móvel em MRU;

 construir o gráfico da variação da posição do móvel em função do


tempo;

 fornecer a equação horária da posição e da velocidade de um


móvel em MRU, a partir de suas observações e medições.

2. ONDE UTILIZAR ESSES CONCEITOS?


Apesar de o MRU ser o movimento mais simples que se possa imaginar,
ele não ocorre frequentemente na natureza. Isso se deve ao fato de que
um objeto quando impelido a colocar-se em movimento, dificilmente
consegue manter-se em velocidade constante devido às forças que
atuam sobre ele.

Se o motorista de um automóvel que se move a 80 km/h em uma


estrada perfeitamente plana tirar o pé do acelerador, imediatamente
perceberemos uma diminuição da velocidade do automóvel, que irá
inevitavelmente parar depois de algum tempo. Para manter uma
velocidade constante, precisamos compensar ou equilibrar as forças que
tendem a desacelerar o automóvel, reduzindo sua velocidade.

O acelerador do carro tem exatamente essa função. Com um piloto


automático, que controlasse adequadamente o acelerador, poderíamos
manter o automóvel em uma velocidade constante.

Um avião comercial em velocidade de cruzeiro, mantida pelo piloto


automático, é um exemplo de MRU semelhante ao do automóvel.

Outro caso interessante, que mais se aproxima de um MRU real é o do


salto de paraquedas. O paraquedista ao saltar de pernas juntas e braços
colados ao corpo está em um movimento de queda livre, com sua
velocidade aumentando pela ação da gravidade. Sua velocidade final
antes da abertura do paraquedas chega a variar entre 200 e 240 Km/h.
Com o paraquedas aberto, embora inicialmente realize um movimento
acelerado, dada a resistência do ar, logo entra em movimento uniforme
e, exatamente por isso, a velocidade não aumenta demasiadamente, o
que proporciona uma “queda suave”.

3. O EXPERIMENTO
Nesse experimento você irá utilizar o plano inclinado, onde fará uso de
um ímã para movimentar a esfera por dentro do tubo com água, um
nível bolha para nivelar a base de ensaio e um cronômetro para realizar
a medição do tempo em que a esfera percorre o trajeto do tubo além de
posicionar a base na angulação necessária para a realização do
experimento.

4. SEGURANÇA
O experimento foi concebido para não trazer riscos físicos. Ainda assim,
o experimento necessita de EPI'S adequados para a realização da
atividade no laboratório.

5. CENÁRIO
Você irá encontrar sobre a bancada, o plano inclinado, o imã, o
cronômetro e o nível bolha.

Nível bolha: É utilizado para alinhar o plano inclinado.


Fuso elevador: Usado para regular a angulação do plano inclinado no
qual o corpo de prova irá percorrer.
Ímã: É utilizado para movimentar a esfera e posicioná-la dentro do tubo
antes de começar o ensaio.
Cronômetro: É utilizado para medir o tempo que o corpo de prova leva
para percorrer o trajeto determinado.
Esfera: Está localizada dentro do tubo para a prática de MRU.
Fonte de energia: É utilizada para ligar o cronômetro.
Disparador: Está associado ao cronômetro e determina os intervalos
em que a esfera percorre os pontos de medida da escala do sistema de
MRU.
Sistema MRU: Composto por um tubo com água e uma esfera metálica
em seu interior.
APRESENTAÇÃO
1. OBJETIVO

O experimento tem como objetivo explorar o comportamento de um carrinho


submetido a um movimento retilíneo uniformemente variado. Como parte das
atividades você terá que fazer a montagem e ajustes dos equipamentos e
instrumentos necessários para a realização do experimento, de acordo com as
instruções do roteiro apropriado.

Ao final deste experimento, você deverá ser capaz de:

 caracterizar o movimento retilíneo uniformemente variado (MRUV);

 fornecer a equação horária da posição e da velocidade de um


móvel em MRUV, a partir de suas observações e medições;

 construir diferentes gráficos envolvendo as principais variáveis


físicas do MRUV;

 interpretar gráficos das variáveis do MRUV.

2. ONDE UTILIZAR ESSES CONCEITOS?


Os conceitos abordados nessa prática são importantes na
caracterização de diversos movimentos retilíneos de corpos com
aceleração constante, como por exemplo, o voo de um meio de
transporte qualquer.

3. O EXPERIMENTO
Nesse experimento você irá utilizar o plano inclinado, onde com a ajuda
do ímã, posicionará o carrinho em um ponto. O carrinho será solto e
descerá a rampa. Com a utilização de um multicronômetro, associado a
um sensor fotoelétrico, serão realizadas medições dos intervalos em que
o móvel percorre o trajeto do plano inclinado.
4. SEGURANÇA
O experimento foi concebido para não trazer riscos físicos. Ainda assim,
o experimento necessita de EPI'S adequados para a realização da
atividade no laboratório.

5. CENÁRIO
Você irá encontrar sobre a bancada um nível bolha, fuso elevador, plano
inclinado, carrinho, ímã, multicronômetro e sensor fotoelétrico.

Nível bolha: É utilizado para alinhar o plano inclinado.


Fuso elevador: Usado para regular a angulação do plano inclinado no
qual o corpo de prova irá percorrer.
Sensor de passagem: É utilizado para verificar o tempo que o corpo de
prova leva para percorrer o trajeto determinado.
Cronômetro: É utilizado para medir o tempo que o corpo de prova leva
para percorrer o trajeto determinado.
Carrinho: Associado a uma régua de intervalos de medida, percorre a
base de ensaio e passa pelo sensor para a obtenção dos intervalos de
tempo durante o trajeto.
Ímã: É utilizado para fixar o carinho na base de ensaio para que ele não
realize o trajeto antes do tempo desejado.