Você está na página 1de 47

Planificação Anual de

Português / Matemática / Estudo do Meio / Expressões Artísticas


Físico Motoras / Apoio ao Estudo

NOTA:
As planificações foram elaboradas de acordo com o Programa do Ensino Básico, atendendo às Novas Metas Curriculares e ao Perfil do Aluno.
De acordo com a especificidade de cada turma (ritmo e evolução de aprendizagem) as mesmas estarão sujeitas a alteração ao longo do ano letivo.

Ano Letivo 2020/2021


Avaliação
A avaliação dos alunos poderá ser realizada através de:
- Teste de Avaliação Diagnóstica
- Caderno Diário
- Manual
- Caderno de Fichas
- Fichas de trabalho
- Participação
- Empenho

1. ° PERÍODO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS Ano Letivo 2020/2021

Meses Domínios Objetivos Descritores de desempenho Conteúdos programáticos


setembro Oralidade 1. Escutar para aprender e 1.1. Distinguir informação essencial de acessória.
COMPREENSÃO DO ORAL
construir conhecimentos.
1.2. Identificar informação implícita.
2. Utilizar técnicas para Vocabulário (sinónimos, antónimos,
1.3. Diferenciar facto de opinião.
registar e reter a famílias de palavras, instruções,
informação. 1.4. Identificar ideias-chave de um texto ouvido. indicações)
3. Produzir um discurso 1.5. Identificar diferentes graus de formalidade em discursos ouvidos. Informação essencial e acessória
outubro oral com correção.
2.1. Preencher grelhas de registo.
4. Produzir discursos com Facto e opinião
3.1. Usar a palavra de forma audível, com boa articulação, entoação e ritmo adequados, e
diferentes finalidades,
tendo em conta a situação olhando o interlocutor. Ideia principal
e o interlocutor. 3.2. Mobilizar vocabulário cada vez mais variado e preciso, e estruturas frásicas cada vez mais
complexas. Reconto
5. Participar em atividades
novembro de expressão oral 4.1. Adaptar o discurso às situações de comunicação e à natureza dos interlocutores. Intencionalidade comunicativa
orientada, respeitando
regras e papéis 4.2. Informar, explicar.
Pesquisa e organização da
específicos. 4.3. Formular avisos, recados, perguntas, convites. informação (tema, tópico, assunto,
4.4. Fazer perguntas sobre a apresentação de um trabalho de colegas. hierarquização da informação,
mapas de ideias, de conceitos,
4.5. Fazer uma apresentação oral (cerca de 3 minutos) sobre um tema, previamente planificado, palavras-chave, abreviaturas,
e com recurso eventual a tecnologias de informação. esquemas)
dezembro
4.6. Fazer um pequeno discurso com intenção persuasiva.
Registo formal e informal,
4.7. Debater ideias (por exemplo, por solicitação do professor, apresentar “prós e contras” de repetições, frases inacabadas,
uma posição). pausas...
5.1. Assumir diferentes papéis (entrevistador, entrevistado, porta-voz…). EXPRESSÃO ORAL
5.2. Interpretar pontos de vista diferentes.
Articulação, acento, entoação,
5.3. Retomar o assunto, em situação de interação. pausa
5.4. Justificar opiniões, atitudes, opções.
Planificação do discurso
5.5. Acrescentar informação pertinente. (identificação do tópico, tema,
5.6. Precisar ou resumir ideias. seleção e hierarquização da
informação essencial de acordo
com o objetivo)

Relato, reconto, descrição, narrativa

Aviso, pergunta, pedido, recado,


instrução
Leitura e Escrita 6. Ler em voz alta palavras 6.1. Decodificar palavras com fluência crescente (não só palavras dissilábicas de 4 a 6 letras LEITURA
e textos. como trissilábicas de 7 ou mais letras): decodificação altamente eficiente e identificação
automática da palavra. Instruções; indicações
7. Ler textos diversos.
6.2. Ler corretamente um mínimo de 95 palavras por minuto de uma lista de palavras de um
8. Apropriar-se de novos Paratexto e vocabulário relativo ao
texto apresentadas quase aleatoriamente.
vocábulos. livro ( título, subtítulo, capa,
6.3. Ler um texto com articulação e entoação corretas e uma velocidade de leitura de, no contracapa, lombada, ilustração,
9. Organizar os
mínimo, 125 palavras por minuto. ilustrador, índice...)
conhecimentos do texto.
7.1. Ler textos narrativos, descrições, retratos, notícias, cartas, convites, avisos, textos de Autor
10. Relacionar o texto com
enciclopédias e de dicionários, e banda desenhada.
conhecimentos anteriores
e compreendê-lo. 8.1. Reconhecer o significado de novas palavras, relativas a temas do quotidiano, áreas do Pesquisa e organização da
interesse dos alunos e conhecimento do mundo (por exemplo, países e regiões, meios de informação (tema, tópico, assunto,
11. Monitorizar a hierarquização da informação,
comunicação, ambiente, geografia, história, símbolos das nações).
compreensão. mapas de ideias, de conceitos,
9.1. Identificar, por expressões de sentido equivalente, informações contidas explicitamente em palavras-chave, abreviaturas,
12. Elaborar e aprofundar
textos narrativos, informativos e descritivos, de cerca de 400 palavras. esquemas)
ideias e conhecimentos.
9.2. Identificar o tema ou assunto do texto (do que trata) e distinguir os subtemas, relacionando-
13. Desenvolver o Configuração gráfica, produção de
-os, de modo a mostrar que compreendeu a organização interna das informações.
conhecimento da sentido
ortografia. 9.3. Realizar ao longo da leitura, oralmente ou por escrito, sínteses parciais (de parágrafos ou
secções). Funções e objetivos da leitura
14. Mobilizar o
conhecimento da 10.1. Escolher, em tempo limitado, entre diferentes frases escritas, a que contempla informação
representação gráfica e da contida num texto de cerca de 150 palavras, lido anteriormente. Intenção comunicativa (informar,
pontuação. recrear, mobilizar a ação)
10.2. Propor e discutir diferentes interpretações, por exemplo sobre as intenções ou sobre os
Relações intratextuais (parte-todo,
15. Planificar a escrita de sentimentos da personagem principal, num texto narrativo, tendo em conta as informações
causa-efeito, facto-opinião)
textos. apresentadas.
16. Redigir corretamente. 11.1. Identificar segmentos de texto que não compreendeu. Ficção, não ficção
Informação relevante e acessória
17. Escrever textos 11.2. Verificar a perda da compreensão e ser capaz de verbalizá-la.
narrativos.
12.1. Procurar informação em suportes de escrita variados, segundo princípios e objetivos de Assunto e ideia principal
18. Escrever textos pesquisa previamente definidos.
informativos. Sentidos explícitos e implícitos
12.2. Preencher grelhas de registo, fornecidas pelo professor, tirar notas e identificar palavras-
19. Escrever textos -chave que permitam reconstituir a informação. Texto narrativo, conversacional,
dialogais. poesia
13.1. Escrever um texto em situação de ditado sem cometer erros, com especial atenção a
20. Escrever textos homófonas mais comuns.
descritivos. Componentes da narrativa:
14.1. Utilizar adequadamente os seguintes sinais de pontuação: dois pontos (introdução de personagens (principal,
21. Escrever textos enumerações); reticências; vírgula (deslocação de elementos na frase). secundária(s)), espaço, tempo e
diversos. ação
14.2. Utilizar os parênteses curvos.
22. Rever textos escritos.
14.3. Fazer a translineação de palavras em consoantes seguidas pertencentes a sílabas Estrutura da narrativa: introdução,
diferentes e em palavras com hífen. desenvolvimento e conclusão
15.1. Registar ideias relacionadas com o tema, organizando-as e hierarquizando-as.
Carta: fórmulas de saudação e
16.1. Utilizar uma caligrafia legível. despedida; assunto; data;
16.2. Escrever com correção ortográfica e de pontuação. remetente, destinatário

16.3. Usar vocabulário adequado e específico dos temas tratados no texto. Poesia: verso, estrofe, rima e refrão
16.4. Escrever frases completas, respeitando relações de concordância entre os seus
elementos. Texto conversacional: verbos
introdutores do relato no discurso;
16.5. Redigir textos, utilizando os mecanismos de coesão e coerência adequados: retomas marcas gráficas (travessão; dois
nominais e pronominais; adequação dos tempos verbais; conectores discursivos. pontos)
17.1. Escrever pequenas narrativas, integrando os elementos quem, quando, onde, o quê,
como e respeitando uma sequência que contemple: apresentação do cenário e das Leitura orientada
personagens, ação e conclusão. Tipos e formas de leitura
17.2. Introduzir descrições na narrativa. Ilustração, grafismo; humor, ironia;
rimas
18.1. Escrever pequenos textos informativos com uma introdução ao tópico; o desenvolvimento
deste, com a informação agrupada em parágrafos; e uma conclusão.
19.1. Escrever diálogos, contendo a fase de abertura, a fase de interação e a fase de fecho, ESCRITA
com encadeamento lógico.
Registo e organização da
20.1. Escrever descrições de pessoas, objetos ou paisagens, referindo características informação
essenciais.
21.1. Escrever avisos, convites e cartas.
Resumo
21.2. Escrever falas, diálogos ou legendas para banda desenhada.
Abreviatura, formas de destaque,
22.1. Verificar se o texto respeita o tema proposto.
nota, apontamento, sumário, índice,
22.2. Verificar se o texto obedece à tipologia indicada. gráficos, tabelas, mapas,
esquemas...
22.3. Verificar se o texto inclui as partes necessárias e se estas estão devidamente ordenadas.
22.4. Verificar se as frases estão completas e se respeitam as relações de concordância entre Planificação de textos
os seus elementos; proceder às correções necessárias.
Textualização
22.5. Verificar a adequação do vocabulário usado e proceder às reformulações necessárias.
22.6. Identificar e corrigir os erros de ortografia e de pontuação. Escrita compositiva

Educação 23. Ler e ouvir ler textos 23.1. Ler e ouvir ler obras de literatura para a infância e textos da tradição popular. Coesão e coerência, progressão
Literária literários. (v. Lista em temática
23.2. Fazer a leitura expressiva de pequenos textos, após preparação da mesma.
anexo)
23.3. Ler poemas em coro ou em pequenos grupos. Configuração gráfica, pontuação e
24. Compreender o
essencial dos textos 24.1. Reconhecer características essenciais do texto poético: estrofe, verso, rima e sinais auxiliares de escrita,
escutados e lidos. (v. sonoridades. ortografia
Lista em anexo)
24.2. Reconhecer onomatopeias. Texto narrativo, conversacional,
25. Ler para apreciar textos poesia
literários. (v. Lista em 24.3. Identificar, justificando, personagens principais e coordenadas de tempo e de lugar.
anexo e Listagem PNL) Componentes da narrativa:
26. Ler em termos 24.4. Delimitar os três grandes momentos da ação: situação inicial, desenvolvimento e situação personagens (principal,
pessoais. (v. Listagem final. secundária(s)), espaço, tempo e
PNL) ação
24.5. Fazer inferências (de agente-ação, de causa-efeito, de problema-solução, de lugar e de
27. Dizer e escrever, em tempo). Carta: fórmulas de saudação e
termos pessoais e despedida; assunto; data;
criativos. 24.6. Recontar histórias lidas, distinguindo introdução, desenvolvimento e conclusão.
remetente, destinatário
24.7. Propor alternativas distintas: alterar características das personagens; sugerir um cenário
(temporal ou espacial) diferente. Texto conversacional: verbos
introdutores do relato no discurso;
24.8. Recontar uma história a partir do ponto de vista de uma personagem.
marcas gráficas (travessão; dois
24.9. Interpretar sentidos da linguagem figurada. pontos)
24.10. Responder, oralmente e por escrito, de forma completa, a questões sobre os textos.
Revisão de textos
25.1. Ler e ouvir ler obras de literatura para a infância e textos da tradição popular.
Tipos de erros
25.2. Manifestar sentimentos e ideias suscitados por histórias e poemas ouvidos.
26.1. Ler, por iniciativa própria ou com orientação do professor, textos diversos, nomeadamente
os disponibilizados na Biblioteca Escolar.
26.2. Apresentar à turma livros lidos, justificando a escolha e recomendando a sua leitura.
27.1. Memorizar e dizer poemas, com clareza e entoação adequadas.
27.2. Dramatizar textos (treino da voz, dos gestos, das pausas, da entoação e da expressão
facial).
27.3. Escrever pequenas narrativas, a partir de ajudas, que identifiquem a sequência:
apresentação do cenário (tempo e lugar); das personagens, acontecimento desencadeador da
ação; ação; conclusão; emoções ou sentimentos provocados pelo desfecho da narrativa.
27.4. Escrever pequenos poemas rimados (por exemplo, recorrendo a poemas-modelo, a jogos
poéticos, como o “poema-fenda”, ou a fórmulas, como o acróstico).
27.5. Reescrever um texto, escolhendo as diferentes perspetivas das personagens.

Sílaba, monossílabo, dissílabo,


Gramática 28. Conhecer propriedades 28.1. Formar o plural dos nomes e adjetivos terminados em consoante.
trissílabo, polissílabo
das palavras e explicitar
28.2. Formar o feminino de nomes e adjetivos terminados em consoante.
aspetos fundamentais da
Sílaba tónica e sílaba átona
sua morfologia e do seu 28.3. Identificar os graus dos adjetivos e proceder a alterações de grau. Palavras agudas, graves,
comportamento sintático. 28.4. Fazer variar os nomes em grau (aumentativo e diminutivo). esdrúxulas
29. Reconhecer classes de
palavras. 28.5. Identificar pronomes pessoais (forma átona), possessivos e demonstrativos. Palavras variáveis e invariáveis
28.6. Conjugar verbos regulares e verbos irregulares muito frequentes no indicativo (pretérito
30. Analisar e estruturar Flexão nominal, adjetival: número
perfeito, pretérito imperfeito e futuro) e no imperativo.
unidades sintáticas.
(singular, plural); género
28.7. Substituir nomes pelos correspondentes pronomes pessoais. (masculino, feminino);
28.8. Relacionar os pronomes pessoais com os nomes que substituem. Flexão pronominal – número
(singular, plural); género
28.9. Identificar radicais. (masculino, feminino), pessoa (1.ª,
28.10. Identificar prefixos e sufixos de utilização frequente. 2.ª, 3.ª)

28.11. Distinguir palavras simples e complexas. Palavra, palavra simples, palavra


28.12. Produzir novas palavras a partir de sufixos e prefixos. complexa

28.13. Organizar famílias de palavras. Radical, sufixo, prefixo


29.1. Integrar as palavras nas classes a que pertencem: Derivação – prefixação, sufixação
Composição
a) nome: próprio e comum (coletivo);
b) adjetivo: qualificativo e numeral;
Quantificador numeral
c) verbo;
d) advérbio: de negação, de afirmação, de quantidade e grau; Nome próprio, comum (coletivo)
e) determinante: artigo (definido e indefinido), demonstrativo e possessivo; Adjetivo numeral, qualificativo
f) pronome: pessoal, demonstrativo e possessivo;
Família de palavras
g) quantificador numeral; Significação; relações semânticas
entre palavras
h) preposição.
Sinónimos, antónimos
30.1. Identificar as seguintes funções sintáticas: sujeito e predicado.
Valores semânticos da frase:
30.2. Identificar o tipo de frase imperativa. afirmativa, negativa
30.3. Distinguir discurso direto de discurso indireto.
Discurso direto, verbos introdutores
30.4. Expandir e reduzir frases, acrescentando, substituindo e deslocando palavras e grupos de do relato do discurso; discurso
palavras. indireto
Configuração gráfica: espaço,
margem, período, parágrafo
Formas de destaque: itálico,
negrito, sublinhado

2. ° PERÍODO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS Ano Letivo 2020/2021

Meses Domínios Objetivos Descritores de desempenho Conteúdos programáticos

janeiro Oralidade 1. Escutar para aprender e 1.1. Distinguir informação essencial de acessória.
COMPREENSÃO DO ORAL
construir conhecimentos.
1.2. Identificar informação implícita.
2. Utilizar técnicas para Vocabulário (sinónimos, antónimos,
1.3. Diferenciar facto de opinião. famílias de palavras, instruções,
registar e reter a
informação. 1.4. Identificar ideias-chave de um texto ouvido. indicações)
3. Produzir um discurso 1.5. Identificar diferentes graus de formalidade em discursos ouvidos. Informação essencial e acessória
fevereiro oral com correção.
2.1. Preencher grelhas de registo.
4. Produzir discursos com Facto e opinião
diferentes finalidades, 3.1. Usar a palavra de forma audível, com boa articulação, entoação e ritmo adequados, e
olhando o interlocutor. Ideia principal
tendo em conta a situação
e o interlocutor. 3.2. Mobilizar vocabulário cada vez mais variado e preciso, e estruturas frásicas cada vez mais
complexas. Reconto
5. Participar em atividades
março
de expressão oral 4.1. Adaptar o discurso às situações de comunicação e à natureza dos interlocutores. Intencionalidade comunicativa
orientada, respeitando
regras e papéis 4.2. Informar, explicar.
Pesquisa e organização da
específicos. 4.3. Formular avisos, recados, perguntas, convites. informação (tema, tópico, assunto,
4.4. Fazer perguntas sobre a apresentação de um trabalho de colegas. hierarquização da informação,
mapas de ideias, de conceitos,
4.5. Fazer uma apresentação oral (cerca de 3 minutos) sobre um tema, previamente planificado,
palavras-chave, abreviaturas,
e com recurso eventual a tecnologias de informação.
esquemas)
4.6. Fazer um pequeno discurso com intenção persuasiva.
Registo formal e informal,
4.7. Debater ideias (por exemplo, por solicitação do professor, apresentar “prós e contras” de
repetições, frases inacabadas,
uma posição).
pausas...
5.1. Assumir diferentes papéis (entrevistador, entrevistado, porta-voz…).
EXPRESSÃO ORAL
5.2. Interpretar pontos de vista diferentes.
5.3. Retomar o assunto, em situação de interação. Articulação, acento, entoação,
pausa
5.4. Justificar opiniões, atitudes, opções.
5.5. Acrescentar informação pertinente. Planificação do discurso
(identificação do tópico, tema,
5.6. Precisar ou resumir ideias. seleção e hierarquização da
informação essencial de acordo
com o objetivo)
Relato, reconto, descrição, narrativa
Aviso, pergunta, pedido, recado,
instrução
Leitura e Escrita 6. Ler em voz alta palavras 6.1. Decodificar palavras com fluência crescente (não só palavras dissilábicas de 4 a 6 letras LEITURA
e textos. como trissilábicas de 7 ou mais letras): decodificação altamente eficiente e identificação
automática da palavra. Instruções; indicações
7. Ler textos diversos.
6.2. Ler corretamente um mínimo de 95 palavras por minuto de uma lista de palavras de um
8. Apropriar-se de novos Para texto e vocabulário relativo ao
texto apresentadas quase aleatoriamente.
vocábulos. livro (título, subtítulo, capa,
6.3. Ler um texto com articulação e entoação corretas e uma velocidade de leitura de, no contracapa, lombada, ilustração,
9. Organizar os
mínimo, 125 palavras por minuto. ilustrador, índice...)
conhecimentos do texto.
7.1. Ler textos narrativos, descrições, retratos, notícias, cartas, convites, avisos, textos de
10. Relacionar o texto com Autor
enciclopédias e de dicionários, e banda desenhada.
conhecimentos anteriores
e compreendê-lo. 8.1. Reconhecer o significado de novas palavras, relativas a temas do quotidiano, áreas do Pesquisa e organização da
interesse dos alunos e conhecimento do mundo (por exemplo, países e regiões, meios de informação (tema, tópico, assunto,
11. Monitorizar a hierarquização da informação,
comunicação, ambiente, geografia, história, símbolos das nações).
compreensão. mapas de ideias, de conceitos,
9.1. Identificar, por expressões de sentido equivalente, informações contidas explicitamente em palavras-chave, abreviaturas,
12. Elaborar e aprofundar
textos narrativos, informativos e descritivos, de cerca de 400 palavras. esquemas)
ideias e conhecimentos.
9.2. Identificar o tema ou assunto do texto (do que trata) e distinguir os subtemas, relacionando-
13. Desenvolver o Configuração gráfica, produção de
-os, de modo a mostrar que compreendeu a organização interna das informações.
conhecimento da sentido
ortografia. 9.3. Realizar ao longo da leitura, oralmente ou por escrito, sínteses parciais (de parágrafos ou
secções). Funções e objetivos da leitura
14. Mobilizar o
conhecimento da 10.1. Escolher, em tempo limitado, entre diferentes frases escritas, a que contempla informação
representação gráfica e da contida num texto de cerca de 150 palavras, lido anteriormente. Intenção comunicativa (informar,
pontuação. recrear, mobilizar a ação)
10.2. Propor e discutir diferentes interpretações, por exemplo sobre as intenções ou sobre os
Relações intratextuais (parte-todo,
15. Planificar a escrita de sentimentos da personagem principal, num texto narrativo, tendo em conta as informações
causa-efeito, facto-opinião)
textos. apresentadas.
16. Redigir corretamente. 11.1. Identificar segmentos de texto que não compreendeu. Ficção, não ficção
Informação relevante e acessória
17. Escrever textos 11.2. Verificar a perda da compreensão e ser capaz de verbalizá-la.
narrativos.
12.1. Procurar informação em suportes de escrita variados, segundo princípios e objetivos de Assunto e ideia principal
18. Escrever textos pesquisa previamente definidos.
informativos. Sentidos explícitos e implícitos
12.2. Preencher grelhas de registo, fornecidas pelo professor, tirar notas e identificar palavras-
19. Escrever textos -chave que permitam reconstituir a informação. Texto narrativo, expositivo,
dialogais. descritivo, instrucional,
13.1. Escrever um texto em situação de ditado sem cometer erros, com especial atenção a
20. Escrever textos homófonas mais comuns. conversacional, poesia
descritivos.
14.1. Utilizar adequadamente os seguintes sinais de pontuação: dois pontos (introdução de Componentes da narrativa:
21. Escrever textos enumerações); reticências; vírgula (deslocação de elementos na frase). personagens (principal,
diversos. secundária(s)), espaço, tempo e
14.2. Utilizar os parênteses curvos.
22. Rever textos escritos. ação
14.3. Fazer a translineação de palavras em consoantes seguidas pertencentes a sílabas
diferentes e em palavras com hífen. Estrutura da narrativa: introdução,
15.1. Registar ideias relacionadas com o tema, organizando-as e hierarquizando-as. desenvolvimento e conclusão

16.1. Utilizar uma caligrafia legível. Texto expositivo: facto, explicação,


16.2. Escrever com correção ortográfica e de pontuação. exemplos; introdução,
desenvolvimento, conclusão
16.3. Usar vocabulário adequado e específico dos temas tratados no texto.
16.4. Escrever frases completas, respeitando relações de concordância entre os seus Texto instrucional: instrução; ação,
elementos. explicação; sequencialização;
abreviaturas
16.5. Redigir textos, utilizando os mecanismos de coesão e coerência adequados: retomas Poesia: verso, estrofe, rima e refrão
nominais e pronominais; adequação dos tempos verbais; conectores discursivos.
17.1. Escrever pequenas narrativas, integrando os elementos quem, quando, onde, o quê, Leitura orientada
como e respeitando uma sequência que contemple: apresentação do cenário e das Tipos e formas de leitura
personagens, ação e conclusão. Ilustração, grafismo; humor, ironia;
rimas
17.2. Introduzir descrições na narrativa.
18.1. Escrever pequenos textos informativos com uma introdução ao tópico; o desenvolvimento
deste, com a informação agrupada em parágrafos; e uma conclusão. ESCRITA

19.1. Escrever diálogos, contendo a fase de abertura, a fase de interação e a fase de fecho, Registo e organização da
com encadeamento lógico. informação
20.1. Escrever descrições de pessoas, objetos ou paisagens, referindo características
essenciais. Resumo
21.1. Escrever avisos, convites e cartas.
Abreviatura, formas de destaque,
21.2. Escrever falas, diálogos ou legendas para banda desenhada. nota, apontamento, sumário, índice,
gráficos, tabelas, mapas,
22.1. Verificar se o texto respeita o tema proposto.
esquemas...
22.2. Verificar se o texto obedece à tipologia indicada.
Planificação de textos
22.3. Verificar se o texto inclui as partes necessárias e se estas estão devidamente ordenadas.
22.4. Verificar se as frases estão completas e se respeitam as relações de concordância entre Textualização
os seus elementos; proceder às correções necessárias.
Escrita compositiva
22.5. Verificar a adequação do vocabulário usado e proceder às reformulações necessárias.
22.6. Identificar e corrigir os erros de ortografia e de pontuação. Configuração gráfica, pontuação e
sinais auxiliares de escrita,
Educação 23. Ler e ouvir ler textos 23.1. Ler e ouvir ler obras de literatura para a infância e textos da tradição popular. ortografia
Literária literários. (v. Lista em
23.2. Fazer a leitura expressiva de pequenos textos, após preparação da mesma.
anexo) Texto narrativo, expositivo,
23.3. Ler poemas em coro ou em pequenos grupos. descritivo, instrucional,
24. Compreender o
essencial dos textos 24.1. Reconhecer características essenciais do texto poético: estrofe, verso, rima e conversacional, poesia
escutados e lidos. (v. sonoridades.
Lista em anexo) Componentes da narrativa:
24.2. Reconhecer onomatopeias. personagens (principal,
25. Ler para apreciar textos secundária(s)), espaço, tempo e
literários. (v. Lista em 24.3. Identificar, justificando, personagens principais e coordenadas de tempo e de lugar.
ação
anexo e Listagem PNL)
26. Ler em termos 24.4. Delimitar os três grandes momentos da ação: situação inicial, desenvolvimento e situação Estrutura da narrativa: introdução,
pessoais. (v. Listagem final. desenvolvimento e conclusão
PNL) Fórmulas de abertura e
24.5. Fazer inferências (de agente-ação, de causa-efeito, de problema-solução, de lugar e de encerramento; conectores
27. Dizer e escrever, em tempo). discursivos
termos pessoais e
criativos. 24.6. Recontar histórias lidas, distinguindo introdução, desenvolvimento e conclusão.
Texto expositivo: facto, explicação,
24.7. Propor alternativas distintas: alterar características das personagens; sugerir um cenário exemplos; introdução,
(temporal ou espacial) diferente. desenvolvimento, conclusão
24.8. Recontar uma história a partir do ponto de vista de uma personagem.
Texto conversacional: verbos
24.9. Interpretar sentidos da linguagem figurada. introdutores do relato no discurso;
marcas gráficas (travessão; dois
24.10. Responder, oralmente e por escrito, de forma completa, a questões sobre os textos.
pontos)
25.1. Ler e ouvir ler obras de literatura para a infância e textos da tradição popular.
Revisão de textos
25.2. Manifestar sentimentos e ideias suscitados por histórias e poemas ouvidos.
Tipos de erros
26.1. Ler, por iniciativa própria ou com orientação do professor, textos diversos, nomeadamente
os disponibilizados na Biblioteca Escolar.
26.2. Apresentar à turma livros lidos, justificando a escolha e recomendando a sua leitura.
27.1. Memorizar e dizer poemas, com clareza e entoação adequadas.
27.2. Dramatizar textos (treino da voz, dos gestos, das pausas, da entoação e da expressão
facial).
27.3. Escrever pequenas narrativas, a partir de ajudas, que identifiquem a sequência:
apresentação do cenário (tempo e lugar); das personagens, acontecimento desencadeador da
ação; ação; conclusão; emoções ou sentimentos provocados pelo desfecho da narrativa.
27.4. Escrever pequenos poemas rimados (por exemplo, recorrendo a poemas-modelo, a jogos
poéticos, como o “poema-fenda”, ou a fórmulas, como o acróstico).
27.5. Reescrever um texto, escolhendo as diferentes perspetivas das personagens.

Gramática 28. Conhecer propriedades 28.1. Formar o plural dos nomes e adjetivos terminados em consoante.
Flexão pronominal – número
das palavras e explicitar
28.2. Formar o feminino de nomes e adjetivos terminados em consoante. (singular, plural); género
aspetos fundamentais da
(masculino, feminino), pessoa (1.ª,
sua morfologia e do seu 28.3. Identificar os graus dos adjetivos e proceder a alterações de grau.
2.ª, 3.ª)
comportamento sintático. 28.4. Fazer variar os nomes em grau (aumentativo e diminutivo).
29. Reconhecer classes de Flexão verbal: conjugação (1.ª, 2.ª,
palavras. 28.5. Identificar pronomes pessoais (forma átona), possessivos e demonstrativos. 3.ª); pessoa (1.ª, 2.ª, 3.ª); número
28.6. Conjugar verbos regulares e verbos irregulares muito frequentes no indicativo (pretérito (singular, plural); vogal temática
30. Analisar e estruturar
perfeito, pretérito imperfeito e futuro) e no imperativo.
unidades sintáticas. Tempos verbais: presente, futuro,
28.7. Substituir nomes pelos correspondentes pronomes pessoais. pretérito (perfeito, imperfeito)
28.8. Relacionar os pronomes pessoais com os nomes que substituem.
Modos verbais – indicativo,
28.9. Identificar radicais. imperativo, infinitivo
28.10. Identificar prefixos e sufixos de utilização frequente.
Determinante artigo (definido,
28.11. Distinguir palavras simples e complexas. indefinido), possessivo,
28.12. Produzir novas palavras a partir de sufixos e prefixos. demonstrativo

28.13. Organizar famílias de palavras. Pronome pessoal (forma tónica e


29.1. Integrar as palavras nas classes a que pertencem: átona); possessivo, demonstrativo,
interrogativo
a) nome: próprio e comum (coletivo);
b) adjetivo: qualificativo e numeral; Advérbio

c) verbo; Preposição
d) advérbio: de negação, de afirmação, de quantidade e grau;
Família de palavras
e) determinante: artigo (definido e indefinido), demonstrativo e possessivo; Sinónimos, antónimos
f) pronome: pessoal, demonstrativo e possessivo;
Valores semânticos da frase:
g) quantificador numeral; afirmativa, negativa
h) preposição.
30.1. Identificar as seguintes funções sintáticas: sujeito e predicado.
30.2. Identificar o tipo de frase imperativa.
30.3. Distinguir discurso direto de discurso indireto.
30.4. Expandir e reduzir frases, acrescentando, substituindo e deslocando palavras e grupos de
palavras.

3. ° PERÍODO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE PORTUGUÊS Ano Letivo 2020/2021

Meses Domínios Objetivos Descritores de desempenho Conteúdos programáticos


abril Oralidade 1. Escutar para aprender e 1.1. Distinguir informação essencial de acessória.
COMPREENSÃO DO ORAL
construir conhecimentos.
1.2. Identificar informação implícita.
2. Utilizar técnicas para Vocabulário (sinónimos, antónimos,
1.3. Diferenciar facto de opinião.
registar e reter a famílias de palavras, instruções,
informação. 1.4. Identificar ideias-chave de um texto ouvido. indicações)
3. Produzir um discurso 1.5. Identificar diferentes graus de formalidade em discursos ouvidos. Informação essencial e acessória
maio oral com correção.
2.1. Preencher grelhas de registo.
4. Produzir discursos com Facto e opinião
diferentes finalidades, 3.1. Usar a palavra de forma audível, com boa articulação, entoação e ritmo adequados, e
olhando o interlocutor. Ideia principal
tendo em conta a situação
e o interlocutor. 3.2. Mobilizar vocabulário cada vez mais variado e preciso, e estruturas frásicas cada vez mais
complexas. Reconto
5. Participar em atividades
junho de expressão oral 4.1. Adaptar o discurso às situações de comunicação e à natureza dos interlocutores. Intencionalidade comunicativa
orientada, respeitando
regras e papéis 4.2. Informar, explicar.
Pesquisa e organização da
específicos. 4.3. Formular avisos, recados, perguntas, convites. informação (tema, tópico, assunto,
4.4. Fazer perguntas sobre a apresentação de um trabalho de colegas. hierarquização da informação,
mapas de ideias, de conceitos,
4.5. Fazer uma apresentação oral (cerca de 3 minutos) sobre um tema, previamente planificado, palavras-chave, abreviaturas,
e com recurso eventual a tecnologias de informação.
esquemas)
4.6. Fazer um pequeno discurso com intenção persuasiva.
4.7. Debater ideias (por exemplo, por solicitação do professor, apresentar “prós e contras” de Registo formal e informal,
uma posição). repetições, frases inacabadas,
pausas...
5.1. Assumir diferentes papéis (entrevistador, entrevistado, porta-voz…).
5.2. Interpretar pontos de vista diferentes. EXPRESSÃO ORAL
5.3. Retomar o assunto, em situação de interação. Articulação, acento, entoação,
5.4. Justificar opiniões, atitudes, opções. pausa
Planificação do discurso
5.5. Acrescentar informação pertinente. (identificação do tópico, tema,
5.6. Precisar ou resumir ideias. seleção e hierarquização da
informação essencial de acordo
com o objetivo)

Relato, reconto, descrição, narrativa


Aviso, pergunta, pedido, recado,
instrução
Leitura e Escrita 6. Ler em voz alta palavras 6.1. Descodificar palavras com fluência crescente (não só palavras dissilábicas de 4 a 6 letras LEITURA
e textos. como trissilábicas de 7 ou mais letras): descodificação altamente eficiente e identificação
automática da palavra. Instruções; indicações
7. Ler textos diversos.
6.2. Ler corretamente um mínimo de 95 palavras por minuto de uma lista de palavras de um
8. Apropriar-se de novos Para texto e vocabulário relativo ao
texto apresentadas quase aleatoriamente.
vocábulos. livro (título, subtítulo, capa,
6.3. Ler um texto com articulação e entoação corretas e uma velocidade de leitura de, no contracapa, lombada, ilustração,
9. Organizar os
mínimo, 125 palavras por minuto. ilustrador, índice...)
conhecimentos do texto.
7.1. Ler textos narrativos, descrições, retratos, notícias, cartas, convites, avisos, textos de
10. Relacionar o texto com Autor
enciclopédias e de dicionários, e banda desenhada.
conhecimentos anteriores
e compreendê-lo. 8.1. Reconhecer o significado de novas palavras, relativas a temas do quotidiano, áreas do Pesquisa e organização da
interesse dos alunos e conhecimento do mundo (por exemplo, países e regiões, meios de informação (tema, tópico, assunto,
11. Monitorizar a hierarquização da informação,
comunicação, ambiente, geografia, história, símbolos das nações).
compreensão. mapas de ideias, de conceitos,
9.1. Identificar, por expressões de sentido equivalente, informações contidas explicitamente em palavras-chave, abreviaturas,
12. Elaborar e aprofundar
textos narrativos, informativos e descritivos, de cerca de 400 palavras. esquemas)
ideias e conhecimentos.
9.2. Identificar o tema ou assunto do texto (do que trata) e distinguir os subtemas, relacionando-
13. Desenvolver o Funções e objetivos da leitura
-os, de modo a mostrar que compreendeu a organização interna das informações.
conhecimento da
ortografia. 9.3. Realizar ao longo da leitura, oralmente ou por escrito, sínteses parciais (de parágrafos ou Intenção comunicativa (informar,
secções). recrear, mobilizar a ação)
14. Mobilizar o
conhecimento da 10.1. Escolher, em tempo limitado, entre diferentes frases escritas, a que contempla informação Relações intratextuais (parte-todo,
representação gráfica e da contida num texto de cerca de 150 palavras, lido anteriormente. causa-efeito, facto-opinião)
pontuação.
Ficção, não ficção
15. Planificar a escrita de 10.2. Propor e discutir diferentes interpretações, por exemplo sobre as intenções ou sobre os
Informação relevante e acessória
textos. sentimentos da personagem principal, num texto narrativo, tendo em conta as informações
apresentadas.
16. Redigir corretamente. Assunto e ideia principal
11.1. Identificar segmentos de texto que não compreendeu.
17. Escrever textos
Sentidos explícitos e implícitos
narrativos. 11.2. Verificar a perda da compreensão e ser capaz de verbalizá-la.
18. Escrever textos 12.1. Procurar informação em suportes de escrita variados, segundo princípios e objetivos de Texto narrativo, poesia
informativos. pesquisa previamente definidos.
Componentes da narrativa:
19. Escrever textos 12.2. Preencher grelhas de registo, fornecidas pelo professor, tirar notas e identificar palavras- personagens (principal,
dialogais. -chave que permitam reconstituir a informação. secundária(s)), espaço, tempo e
20. Escrever textos 13.1. Escrever um texto em situação de ditado sem cometer erros, com especial atenção a ação
descritivos. homófonas mais comuns.
Poesia: verso, estrofe, rima e refrão
21. Escrever textos 14.1. Utilizar adequadamente os seguintes sinais de pontuação: dois pontos (introdução de
diversos. enumerações); reticências; vírgula (deslocação de elementos na frase). Leitura orientada
22. Rever textos escritos. 14.2. Utilizar os parênteses curvos. Tipos e formas de leitura
Ilustração, grafismo; humor, ironia;
14.3. Fazer a translineação de palavras em consoantes seguidas pertencentes a sílabas rimas
diferentes e em palavras com hífen.
15.1. Registar ideias relacionadas com o tema, organizando-as e hierarquizando-as.
ESCRITA
16.1. Utilizar uma caligrafia legível.
16.2. Escrever com correção ortográfica e de pontuação. Registo e organização da
informação
16.3. Usar vocabulário adequado e específico dos temas tratados no texto.
16.4. Escrever frases completas, respeitando relações de concordância entre os seus Resumo
elementos.
Planificação de textos
16.5. Redigir textos, utilizando os mecanismos de coesão e coerência adequados: retomas
nominais e pronominais; adequação dos tempos verbais; conectores discursivos. Textualização
17.1. Escrever pequenas narrativas, integrando os elementos quem, quando, onde, o quê,
como e respeitando uma sequência que contemple: apresentação do cenário e das Escrita compositiva
personagens, ação e conclusão.
Coesão e coerência, progressão
17.2. Introduzir descrições na narrativa. temática,
18.1. Escrever pequenos textos informativos com uma introdução ao tópico; o desenvolvimento
deste, com a informação agrupada em parágrafos; e uma conclusão. Configuração gráfica, pontuação e
sinais auxiliares de escrita,
19.1. Escrever diálogos, contendo a fase de abertura, a fase de interação e a fase de fecho, ortografia
com encadeamento lógico.
20.1. Escrever descrições de pessoas, objetos ou paisagens, referindo características Texto narrativo, expositivo,
essenciais. descritivo, instrucional,
conversacional, poesia
21.1. Escrever avisos, convites e cartas.
21.2. Escrever falas, diálogos ou legendas para banda desenhada. Componentes da narrativa:
personagens (principal,
22.1. Verificar se o texto respeita o tema proposto. secundária(s)), espaço, tempo e
22.2. Verificar se o texto obedece à tipologia indicada. ação
22.3. Verificar se o texto inclui as partes necessárias e se estas estão devidamente ordenadas. Cartaz
22.4. Verificar se as frases estão completas e se respeitam as relações de concordância entre
os seus elementos; proceder às correções necessárias. Revisão de textos
22.5. Verificar a adequação do vocabulário usado e proceder às reformulações necessárias. Tipos de erros
22.6. Identificar e corrigir os erros de ortografia e de pontuação.
Educação 23. Ler e ouvir ler textos 23.1. Ler e ouvir ler obras de literatura para a infância e textos da tradição popular.
Literária literários. (v. Lista em
23.2. Fazer a leitura expressiva de pequenos textos, após preparação da mesma.
anexo)
23.3. Ler poemas em coro ou em pequenos grupos.
24. Compreender o
essencial dos textos 24.1. Reconhecer características essenciais do texto poético: estrofe, verso, rima e
escutados e lidos. (v. sonoridades.
Lista em anexo)
24.2. Reconhecer onomatopeias.
25. Ler para apreciar textos
literários. (v. Lista em 24.3. Identificar, justificando, personagens principais e coordenadas de tempo e de lugar.
anexo e Listagem PNL)
26. Ler em termos 24.4. Delimitar os três grandes momentos da ação: situação inicial, desenvolvimento e situação
pessoais. (v. Listagem final.
PNL)
24.5. Fazer inferências (de agente-ação, de causa-efeito, de problema-solução, de lugar e de
27. Dizer e escrever, em tempo).
termos pessoais e
criativos. 24.6. Recontar histórias lidas, distinguindo introdução, desenvolvimento e conclusão.
24.7. Propor alternativas distintas: alterar características das personagens; sugerir um cenário
(temporal ou espacial) diferente.
24.8. Recontar uma história a partir do ponto de vista de uma personagem.
24.9. Interpretar sentidos da linguagem figurada.
24.10. Responder, oralmente e por escrito, de forma completa, a questões sobre os textos.
25.1. Ler e ouvir ler obras de literatura para a infância e textos da tradição popular.
25.2. Manifestar sentimentos e ideias suscitados por histórias e poemas ouvidos.
26.1. Ler, por iniciativa própria ou com orientação do professor, textos diversos, nomeadamente
os disponibilizados na Biblioteca Escolar.
26.2. Apresentar à turma livros lidos, justificando a escolha e recomendando a sua leitura.
27.1. Memorizar e dizer poemas, com clareza e entoação adequadas.
27.2. Dramatizar textos (treino da voz, dos gestos, das pausas, da entoação e da expressão
facial).
27.3. Escrever pequenas narrativas, a partir de ajudas, que identifiquem a sequência:
apresentação do cenário (tempo e lugar); das personagens, acontecimento desencadeador da
ação; ação; conclusão; emoções ou sentimentos provocados pelo desfecho da narrativa.
27.4. Escrever pequenos poemas rimados (por exemplo, recorrendo a poemas-modelo, a jogos
poéticos, como o “poema-fenda”, ou a fórmulas, como o acróstico).
27.5. Reescrever um texto, escolhendo as diferentes perspetivas das personagens.

Sílaba, monossílabo, dissílabo,


Gramática 28. Conhecer propriedades 28.1. Formar o plural dos nomes e adjetivos terminados em consoante.
trissílabo, polissílabo
das palavras e explicitar
28.2. Formar o feminino de nomes e adjetivos terminados em consoante.
aspetos fundamentais da
Sílaba tónica e sílaba átona
sua morfologia e do seu 28.3. Identificar os graus dos adjetivos e proceder a alterações de grau. Palavras agudas, graves,
comportamento sintático. 28.4. Fazer variar os nomes em grau (aumentativo e diminutivo). esdrúxulas
29. Reconhecer classes de
palavras. 28.5. Identificar pronomes pessoais (forma átona), possessivos e demonstrativos. Entoação: declarativa, interrogativa,
exclamativa, imperativa
28.6. Conjugar verbos regulares e verbos irregulares muito frequentes no indicativo (pretérito
30. Analisar e estruturar
perfeito, pretérito imperfeito e futuro) e no imperativo. Palavras variáveis e invariáveis
unidades sintáticas.
28.7. Substituir nomes pelos correspondentes pronomes pessoais.
Flexão nominal, adjetival: número
28.8. Relacionar os pronomes pessoais com os nomes que substituem. (singular, plural); género
28.9. Identificar radicais. (masculino, feminino); grau
(aumentativo, diminutivo), (normal,
28.10. Identificar prefixos e sufixos de utilização frequente. comparativo, superlativo)
28.11. Distinguir palavras simples e complexas.
Flexão pronominal – número
28.12. Produzir novas palavras a partir de sufixos e prefixos. (singular, plural); género
28.13. Organizar famílias de palavras. (masculino, feminino), pessoa (1.ª,
2.ª, 3.ª)
29.1. Integrar as palavras nas classes a que pertencem:
a) nome: próprio e comum (coletivo); Flexão verbal: conjugação (1.ª, 2.ª,
3.ª); pessoa (1.ª, 2.ª, 3.ª); número
b) adjetivo: qualificativo e numeral; (singular, plural); vogal temática
c) verbo;
Tempos verbais: presente, futuro,
d) advérbio: de negação, de afirmação, de quantidade e grau; pretérito (perfeito, imperfeito)
e) determinante: artigo (definido e indefinido), demonstrativo e possessivo;
Modos verbais – indicativo,
imperativo, infinitivo
f) pronome: pessoal, demonstrativo e possessivo;
g) quantificador numeral; Palavra, palavra simples, palavra
complexa
h) preposição.
30.1. Identificar as seguintes funções sintáticas: sujeito e predicado. Radical, sufixo, prefixo
Derivação – prefixação, sufixação
30.2. Identificar o tipo de frase imperativa. Composição
30.3. Distinguir discurso direto de discurso indireto.
Determinante artigo (definido,
30.4. Expandir e reduzir frases, acrescentando, substituindo e deslocando palavras e grupos de indefinido), possessivo,
palavras. demonstrativo

Quantificador numeral

Nome próprio, comum (coletivo)

Pronome pessoal (forma tónica e


átona); possessivo, demonstrativo,
interrogativo

Quantificador numeral

Adjetivo numeral, qualificativo

Verbo

Advérbio

Preposição

Sujeito e predicado

Família de palavras

Sinónimos, antónimos

Valores semânticos da frase:


afirmativa, negativa

Relações entre palavras escritas e


entre grafia e fonia – homonímia,
paronímia, homofonia, homografia
Lista de obras e textos para iniciação à educação literária 4.º Ano
Autor Título

António Botto “O menino recompensado” in Histórias do Arco da Velha


Hans Christian Andersen “A Princesa e a ervilha”; “O Rouxinol”; “Os Sapatos Vermelhos” in Contos
de Andersen (preferencialmente na trad. Silva Duarte) (escolher 2 contos)
António Manuel Couto Viana Versos de Cacaracá
António Torrado Teatro às Três Pancadas
Luísa Dacosta História com Recadinho
José Saramago A Maior Flor do Mundo
Matilde Rosa Araújo Mistérios
Mia Couto - O Beijo da Palavrinha
- O Gato e o Escuro
Oscar Wilde - O Gigante Egoísta
- O Príncipe Feliz

1. ° PERÍODO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA Ano Letivo 2020/2021

Meses Domínio Subdomínio Objetivo Geral Descritores


setembro Aventura 0
Resolver problemas de até três passos
Divisão/Multiplicação Resolver problemas
envolvendo situações de partilha equitativa e de
Números agrupamento.
e operações
Resolver problemas de até três passos
envolvendo situações multiplicativas nos sentidos
aditivos e combinatório.
Multiplicar números naturais
Saber de memória as tabuadas.

Adição e subtração Adicionar e subtrair números naturais Adicionar dois números naturais cuja soma seja
inferior a 1 000 000, utilizando o algoritmo da adição.

Subtrair dois números naturais até 1 000 000,


Resolver problemas utilizando o algoritmo da subtração.

Resolver problemas de até três passos


envolvendo situações de juntar, acrescentar, retirar,
completar e comparar.

Resolver problemas
Organização Representação e Resolver problemas envolvendo a organização
e tratamento tratamento de dados de dados por categorias/classes e a respetiva
de dados representação de uma forma adequada.

Números
Medir com frações
e operações Números racionais Fixar um segmento de reta como unidade de
não negativos comprimento e representar números naturais e
frações por pontos de uma semirreta dada,
representando o zero pela origem e de tal modo que
o ponto que representa determinado número se
encontra a uma distância da origem igual a esse
número de unidades.
Ordenar números racionais positivos utilizando a
reta numérica ou a medição de outras grandezas.
Utilizar corretamente os numerais fracionários.

Medida Medir comprimentos e áreas Medir distâncias e comprimentos utilizando as


Geometria
unidades do sistema métrico.
e medida
Fixar uma unidade de comprimento e identificar
a área de um quadrado de lado de medida 1 como
uma «unidade quadrada».
Figuras geométricas Utilizar corretamente os termos «centro», «raio»
Reconhecer propriedades geométricas e «diâmetro».
Reconhecer e representar segmentos de reta
perpendiculares e paralelos em situações variadas.

outubro Aventura 1 Representar qualquer número natural até 1 000


000, identificando o valor posicional dos algarismos
Números Sistema de Descodificar o sistema de numeração decimal
que o compõem e efetuar a leitura por classes e por
e operações numeração decimal ordens.
Efetuar a decomposição decimal de qualquer
número natural até um milhão.

Reconhecer que o produto de um número por


Multiplicar números naturais 10, 100, 1000, etc. se obtém acrescentando à
Multiplicação
representação decimal desse número o
correspondente número de zeros.

Reconhecer os múltiplos de 2, 5 e 10 por


inspeção do algarismo das unidades.

Reconhecer que divisão de um número por 10,


Efetuar divisões inteiras 100, 1000, se obtém retirando à representação
Divisão decimal desse número o correspondente número de
zeros.
Resolver problemas Resolver problemas de vários passos
envolvendo números naturais e as quatro operações.

Aventura 2 Figuras geométricas Reconhecer propriedades geométricas Reconhecer que duas retas são perpendiculares
quando formam um ângulo reto e saber que nesta
Geometria
situação os restantes três ângulos formados são
e medida
igualmente retos.
Designar por «retas paralelas» retas em
determinado plano que não se intersetam e como
«retas concorrentes» duas retas que se intersetam
exatamente num ponto.
Saber que retas com dois pontos em comum
Números e são coincidentes.
operações Efetuar representações de retas paralelas e
novembro
concorrentes, e identificar retas não paralelas que
não se intersetam.
Reconhecer que se poderia prosseguir a
Números naturais Contar contagem indefinidamente introduzindo regras de
construção análogas às utilizadas para a contagem
até um milhão.
Saber que o termo «bilião» e termos idênticos
noutras línguas têm significados distintos em
diferentes países, designando um milhão de milhões
em Portugal e noutros países europeus e um milhar
de milhões no Brasil (bilhão) e nos EUA (billion), por
exemplo.

Multiplicar quaisquer dois números cujo produto


Multiplicação Multiplicar números naturais seja inferior a um milhão, utilizando o algoritmo da
multiplicação.
Divisão Efetuar divisões inteiras
Efetuar divisões inteiras utilizando o algoritmo.

dezembro Aventura 3 Associar o termo «ângulo» a um par de direções


relativas a um mesmo observador, utilizar o termo
«vértice do ângulo» para identificar a posição do
Geometria e Localização e ponto de onde é feita a observação e utilizar
medida orientação no corretamente a expressão «ângulo formado por duas
espaço Situar-se e situar objetos no espaço direções» e outras equivalentes.
Identificar ângulos em diferentes objetos e
desenhos.
Identificar «ângulos com a mesma amplitude»
utilizando deslocamentos de objetos rígidos com três
pontos fixados.
Reconhecer como ângulos os pares de direções
associados respetivamente à meia volta e ao quarto
de volta.
Identificar e comparar ângulos Identificar as semirretas situadas entre duas
Figuras geométricas
semirretas ȮA e ȮB não colineares como as de
origem que intersetam o segmento de reta [AB].
Identificar um ângulo convexo AOB de vértice O
(A , O e B pontos não colineares) como o conjunto de
pontos pertencentes às semirretas situadas entre ȮA
e ȮB .
Identificar um semiplano como cada uma das
partes em que fica dividido um plano por uma reta
nele fixada.
Identificar um ângulo côncavo AOB de vértice O
(A , O e B pontos não colineares) como o conjunto
complementar, no plano, do respetivo ângulo
convexo unido com as semirretas ȮA e ȮB .
Identificar, dados três pontos A , O e B não
colineares, «ângulo AOB » como uma designação do
ângulo convexo AOB , salvo indicação em contrário.
Designar uma semirreta ȮA que passa por um
ponto B por «ângulo AOB de vértice O» e referi-la
como «ângulo nulo».
Associar um ângulo raso a um semiplano e a um
par de semirretas opostas que o delimitam e
designar por vértice deste ângulo a origem comum
das semirretas.
Associar um ângulo giro a um plano e a uma
semirreta nele fixada e designar por vértice deste
ângulo a origem da semirreta.
Utilizar corretamente o termo «lado de um
ângulo».
Identificar um ângulo como «agudo» se tiver
amplitude menor do que a de um ângulo reto.
Identificar um ângulo convexo como «obtuso»
se tiver amplitude maior do que a de um ângulo reto.
Reconhecer ângulos retos, agudos, obtusos,
convexos e côncavos em desenhos e objetos e saber
representá-los.
Efetuar divisões inteiras com dividendos de três
algarismos e divisores de dois algarismos, nos casos
em que o dividendo é menor que 10 vezes o divisor,
começando por construir uma tabuada do divisor
constituída pelos produtos com os números de 1 a 9
e apresentar o resultado com a disposição usual do
algoritmo.
Efetuar divisões inteiras com dividendos de três
Números e Números naturais Efetuar divisões inteiras algarismos e divisores de dois algarismos, nos casos
operações em que o dividendo é menor que 10 vezes o divisor,
utilizando o algoritmo, ou seja, determinando os
algarismos do resto sem calcular previamente o
produto do quociente pelo divisor.
Resolver problemas envolvendo a divisão.

Reconhecer que a soma e a diferença de


números naturais podem ser determinadas na reta
Números racionais Adicionar e subtrair números racionais numérica por justaposição retilínea extremo a
não negativos extremo de segmentos de reta.
Reconhecer que a soma e a diferença de
frações de iguais denominadores podem ser obtidas
adicionando e subtraindo os numeradores.

2. ° PERÍODO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA Ano Letivo 2020/2021

Meses Domínio Subdomínio Objetivo Geral Descritores


janeiro Aventura 4 Reconhecer dois ângulos, ambos convexos ou
ambos côncavos, como tendo a mesma amplitude
Geometria e Figuras Identificar e comparar ângulos marcando pontos equidistantes dos vértices nos
Medida geométricas lados correspondentes de cada um dos ângulos e
verificando que são iguais os segmentos de reta
determinados por cada par de pontos assim fixado
em cada ângulo, e saber que ângulos com a mesma
amplitude são geometricamente iguais.
Identificar dois ângulos convexos AOB e COD
como verticalmente opostos quando as semirretas
A˙O e O˙B são respetivamente opostas a O˙C e O˙D
ou a O˙D e O˙C .
Identificar dois ângulos situados no mesmo
plano como «adjacentes» quando partilham um lado
e nenhum dos ângulos está contido no outro.
Identificar um ângulo como tendo maior
amplitude do que outro quando for geometricamente
igual à união deste com um ângulo adjacente.
Identificar um ângulo como «reto» se, unido com
um adjacente de mesma amplitude, formar um
semiplano.

Identificar os retângulos como os quadriláteros


Reconhecer propriedades geométricas cujos ângulos são retos.
Números e Números naturais
operações Designar por «polígono regular» um polígono de
Efetuar divisões inteiras lados e ângulos iguais.
Saber que dois polígonos são geometricamente
iguais quando tiverem os lados e os ângulos
correspondentes geometricamente iguais.
Efetuar divisões inteiras com dividendos de três
algarismos e divisores de dois algarismos, nos casos
em que o dividendo é menor que 10 vezes o divisor,
começando por construir uma tabuada do divisor
constituída pelos produtos com os números de 1 a 9
e apresentar o resultado com a disposição usual do
algoritmo.
Efetuar divisões inteiras com dividendos de três
algarismos e divisores de dois algarismos, nos casos
em que o dividendo é menor que 10 vezes o divisor,
utilizando o algoritmo, ou seja, determinando os
algarismos do resto sem calcular previamente o
produto do quociente pelo divisor.
Efetuar divisões inteiras utilizando o algoritmo.
Identificar os divisores de um número natural até
100.

Identificar as frações decimais como as frações


Sistema de Representar números racionais por dízimas com denominadores iguais a 10, 100, 1000, etc.
numeração decimal
Representar as frações decimais como dízimas.
Adicionar frações decimais com denominadores
até 1000, reduzindo ao maior denominador.
Aventura 5 Números racionais Simplificar frações Reconhecer que multiplicando o numerador e o
não negativos denominador de uma dada fração pelo mesmo
fevereiro Números e número natural se obtém uma fração equivalente.
operações Simplificar frações nos casos em que o
numerador e o denominador pertençam
simultaneamente à tabuada do 2 ou do 5 ou sejam
ambos múltiplos de 10.
Medir com frações Utilizar corretamente os termos «numerador» e
«denominador».
Utilizar corretamente os numerais fracionários.
Utilizar as frações para designar grandezas
formadas por certo número de partes equivalentes a
uma que resulte de divisão equitativa de um todo.
Reconhecer que frações com diferentes
numeradores e denominadores podem representar o
mesmo ponto da reta numérica, associar a cada um
desses pontos representados por frações um
«número racional» e utilizar corretamente neste
contexto a expressão «frações equivalentes».
Reconhecer que uma fração cujo numerador é
divisível pelo denominador representa o número
natural quociente daqueles dois.
Ordenar números racionais positivos utilizando a
reta numérica ou a medição de outras grandezas.
Ordenar frações com o mesmo denominador.

Sistema de Adicionar e subtrair números racionais Reconhecer que a soma e a diferença de


numeração decimal frações de iguais denominadores podem ser obtidas
adicionando e subtraindo os numeradores.

Efetuar divisões inteiras com dividendos de dois


algarismos e divisores de um algarismo, nos casos
Números naturais Efetuar divisões inteiras em que o número de dezenas do dividendo é
superior ou igual ao divisor, utilizando o algoritmo.
Efetuar divisões inteiras utilizando o algoritmo.

março Aventura 6 Estender dos naturais a todos os racionais não


negativos a identificação do produto de um número q
por um número natural n como a soma de n parcelas
Números e Números racionais Multiplicar e dividir números racionais não iguais a q , se n > 1 , como o próprio q , se n = 1 , e
operações não negativos negativos representá-lo por n × q e q × n .
𝑎 𝑛×𝑎
Reconhecer que n × = e que, em
𝑏 𝑏
𝑎
particular b × = a , (sendo n , a e b números
𝑏
naturais).

Estender dos naturais a todos os racionais não


negativos a identificação do quociente de um número
por outro como o número cujo produto pelo divisor é
igual ao dividendo e utilizar o símbolo «:» na
representação desse resultado.
𝑎 1
Reconhecer que a : b = = a × (sendo a e b
𝑏 𝑏
números naturais).
𝑎 𝑎
Reconhecer que : n = (sendo n , a e b
𝑏 𝑛×𝑏
números naturais).
Estender dos naturais a todos os racionais não
negativos a identificação do produto de um número q
1
por (sendo n num número natural) como o
𝑛
1 1
quociente de q por n , representá-lo por q × e ×
𝑛 𝑛
q e reconhecer que o quociente de um número
1
racional não negativo por é igual ao produto desse
𝑛
número por n .
Distinguir o quociente resultante de uma divisão
inteira do quociente racional de dois números
Representar números racionais por dizimas
naturais.

Reconhecer que o resultado da multiplicação ou


divisão de uma dízima por 10, 100, 100, etc. pode
ser obtido deslocando a vírgula uma, duas, três, etc.
casas decimais respetivamente para a direita ou
esquerda.

Reconhecer que o resultado da multiplicação ou


divisão de uma dízima por 0,1, 0,01, 0,001, etc. pode
ser obtido deslocando a vírgula uma, duas, três, etc.
casas decimais respetivamente para a esquerda ou
direita.
Determinar uma fração decimal equivalente a
uma dada fração de denominador 2, 4, 5, 20, 25 ou
50, multiplicando o numerador e o denominador pelo
mesmo número natural e representá-la na forma de
dízima.
Representar por dízimas números racionais
dados por frações equivalentes a frações decimais
com denominador até 1000, recorrendo ao algoritmo
da divisão inteira e posicionando corretamente a
vírgula decimal no resultado.
Calcular aproximações, na forma de dízima, de
números racionais representados por frações,
recorrendo ao algoritmo da divisão inteira e
posicionando corretamente a vírgula decimal no
resultado, e utilizar adequadamente as expressões
«aproximação à décima», «aproximação à
centésima» e «aproximação à milésima».
Multiplicar números representados por dízimas
finitas utilizando o algoritmo.
Dividir números representados por dízimas
finitas utilizando o algoritmo da divisão e
posicionando corretamente a vírgula decimal no
quociente e no resto.

3. ° PERÍODO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA Ano Letivo 2020/2021

Meses Domínio Subdomínio Objetivo Geral Descritores


abril Aventura 7 Identificar a «frequência relativa» de uma
categoria/classe de determinado conjunto de dados
como o quociente entre a frequência absoluta dessa
Organização Utilizar frequências relativas e percentagens categoria/classe e o número total de dados.
Tratamento de dados
e tratamento Exprimir qualquer fração própria em
de dados percentagem arredondada às décimas.

Resolver problemas Resolver problemas envolvendo o cálculo e a


comparação de frequências relativas.

Geometria e Medida
Medir comprimentos e áreas Reconhecer que a área de um quadrado com
medida um decímetro de lado (decímetro quadrado) é igual à
centésima parte do metro quadrado e relacionar as
diferentes unidades de área do sistema métrico.
Medir áreas utilizando as unidades do sistema
métrico e efetuar conversões.
Calcular numa dada unidade do sistema métrico
a área de um retângulo cuja medida dos lados possa
ser expressa, numa subunidade, por números
naturais.

maio Aventura 8 Reconhecer que a área de um quadrado com


um decímetro de lado (decímetro quadrado) é igual à
Geometria e Medida Medir comprimentos e áreas centésima parte do metro quadrado e relacionar as
medida
diferentes unidades de área do sistema métrico.
Reconhecer as correspondências entre as
unidades de medida de área do sistema métrico e as
unidades de medida agrárias.
Medir áreas utilizando as unidades do sistema
métrico e efetuar conversões.

Figuras geométricas Reconhecer propriedades geométricas Identificar os paralelepípedos retângulos como


os poliedros de seis faces retangulares e designar
por «dimensões» os comprimentos de três arestas
concorrentes num vértice.
Designar por «planos paralelos» dois planos
que não se intersetam.

Identificar «prismas triangulares retos» como


poliedros com cinco faces, das quais duas são
triangulares e as restantes três retangulares,
sabendo que as faces triangulares são paralelas.
Decompor o cubo e o paralelepípedo retângulo
em dois prismas triangulares retos.
Identificar «prismas retos» como poliedros com
duas faces geometricamente iguais situadas
respetivamente em dois planos paralelos e as
restantes retangulares e reconhecer os cubos e os
demais paralelepípedos retângulos como prismas
retos.
Relacionar cubos, paralelepípedo retângulos e
prismas retos com as respetivas planificações.
Reconhecer pavimentações do plano por
triângulos, retângulos e hexágonos, identificar as que
utilizam apenas polígonos regulares e reconhecer
que o plano pode ser pavimentado de outros modos.
Construir pavimentações triangulares a partir de
pavimentações hexagonais (e vice-versa) e
pavimentações triangulares a partir de
pavimentações retangulares.

junho Aventura 9 Fixar uma unidade de comprimento e identificar


o volume de um cubo de aresta um como «uma
Geometria e Medida Medir volumes e capacidades
unidade cúbica».
medida Comparar e ordenar medidas de capacidade.
Resolver problemas utilizando e relacionando as
unidades de medida SI.
Estabelecer relações entre o litro e os seus
múltiplos e submúltiplos.
Medir o volume de figuras decomponíveis em
unidades cúbicas.
Reconhecer, fixada uma unidade de
comprimento, que a medida, em unidades cúbicas,
do volume de um paralelepípedo retângulo de
arestas de medida inteira é dada pelo produto das
medidas das três dimensões.
Reconhecer o metro cúbico como o volume de
um cubo com um metro de aresta.
Reconhecer que o volume de um cubo com um
decímetro de aresta (decímetro cúbico) é igual à
milésima parte do metro cúbico e relacionar as
diferentes unidades de medida de volume do sistema
métrico.
Reconhecer a correspondência entre o
decímetro cúbico e o litro e relacionar as unidades de
medida de capacidade com as unidades de medida
Resolver problemas de volume.
Resolver problemas de vários passos
relacionando medidas de diferentes grandezas.
1. ° PERÍODO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE ESTUDO DO MEIO Ano Letivo 2020/2021

Meses Domínios Subdomínios Metas finais Metas intermédias Conteúdos programáticos


setembro Conhecimento Viver melhor na O aluno sistematiza as O aluno explica a função dos ossos, dos músculos e da pele. À DESCOBERTA DE SI
do meio natural Terra modificações ocorridas no seu MESMO
O aluno comunica e participa, ao seu nível de saber, em espaços digitais de
e social corpo, explicando as funções
Comunicação de debate e divulgação sobre questões ligadas ao meio natural e social (exemplos: O seu corpo:
principais de órgãos constituintes,
conhecimento participar ou construir blogues e webquest e editar podcast).
bem como as funções vitais de – o esqueleto;
sobre o meio
sistemas humanos, e relaciona
natural e social – os músculos.
características fisionómicas de
membros da mesma família. A segurança do seu corpo:
O aluno estrutura, comunica e – a saúde e a segurança do
debate conhecimentos sobre o esqueleto;
meio natural e social, utilizando as
TIC como recurso. – a saúde e a segurança dos
músculos.

outubro Dinamismo das Viver melhor na O aluno sistematiza as O aluno explica a função dos ossos, dos músculos e da pele. À DESCOBERTA DE SI
inter–relações Terra modificações ocorridas no seu MESMO
O aluno identifica regras de prevenção de incêndios (por exemplo: nas
natural–social corpo, explicando as funções
habitações, locais públicos, floresta) e de segurança antissísmica (prevenção e O seu corpo:
principais de órgãos constituintes,
comportamentos a ter durante e depois de um sismo).
bem como as funções vitais de – a pele.
sistemas humanos, e relaciona O aluno descreve medidas de prevenção comunitárias relativas a minimização
características fisionómicas de A segurança do seu corpo:
das consequências de alguns fenómenos naturai,s tais como sismos, vulcões,
membros da mesma família. cheias, maremotos. – a exposição solar;
O aluno demonstra conhecimento – os incêndios em casa, em
e aplica normas e cuidados de espaços públicos, nas
saúde e segurança, a nível florestas e matas;
individual e comunitário, com vista
ao equilíbrio natural. – os sismos;
– as inundações e as secas.
novembro Conhecimento Utilização de O aluno interpreta fontes diversas O aluno constrói conhecimento sobre o passado familiar, local, regional e À DESCOBERTA DOS
do meio natural fontes de e, com base nestas e em nacional no contexto europeu, pesquisando e selecionando fontes. OUTROS E DAS
e social informação conhecimentos prévios, produz INSTITUIÇÕES
O aluno analisa diferentes fontes de conhecimento histórico com linguagens
informação e inferências válidas e
Localização no Compreensão diversas e com estatutos diferentes (exemplos: documentos legais, fontes O passado do meio local.
pertinentes sobre o passado
espaço e no histórica privadas e públicas).
pessoal e familiar, local, nacional e Fontes orais e documentais.
tempo contextualizada
europeu. O aluno compara fontes com diferentes mensagens, identificando alguns
O século
Localização/Com- aspetos consensuais e divergentes.
O aluno sistematiza
preensão O passado nacional:
conhecimentos de si próprio, da O aluno realiza inferências válidas sobre o passado a partir de fontes diversas.
espacial e
sua família, comunidade, história – a Península Ibérica no
temporal O aluno descreve aspetos significativos da história pessoal e familiar, da História
local, nacional e europeia Mundo;
relativamente ao passado próximo local, nacional no contexto europeu (exemplos: origem da povoação, concessão
Comunicação de
de forais, batalhas, lendas, figuras da história local e nacional). – os primeiros povos;
conhecimento e ao passado mais longínquo.
sobre o meio O aluno descreve ações de diversos intervenientes na História nacional em – os Romanos e os povos
O aluno reconhece e respeita
natural e social situações de interação pacífica ou de tensão/conflito, distinguindo alguns dos bárbaros;
identidades sociais e culturais à
seus motivos e identificando consequências dessas situações.
luz do passado próximo e – os Muçulmanos;
longínquo, tendo em conta o O aluno identifica e valoriza o património histórico – local, nacional, europeu,
contributo dos diversos – a Reconquista Cristã e o
mundial – analisando vestígios materiais do passado (edifícios, pontes, moinhos
patrimónios e culturas para a vida Condado Portucalense;
e estátuas), costumes, tradições, símbolos e efemérides.
social, presente e futura. – a formação de Portugal;
O aluno relaciona o presente com o passado histórico nacional e projeta
O aluno mobiliza e integra algumas possibilidades futuras a nível pessoal e coletivo (exemplo: imaginar a – a primeira dinastia (o
vocabulário e conceitos vida daqui a 10 anos a partir das condições do presente e tendo em conta o alargamento do reino, o
substantivos específicos dos passado). povoamento do reino);
diferentes conteúdos, temas e
problemas explorados. O aluno utiliza, de forma integrada e transversal, conceitos essenciais para a – a segunda dinastia (a crise
compreensão dos conteúdos explorados: filiação; geração; intergeracional; de 1383–1385, a expansão
O aluno utiliza adequadamente toponímia; estatuária; tradições e costumes; símbolos locais, regionais e portuguesa);
diversas formas de comunicação e nacionais (bandeiras, brasões e hinos); instituições; setores de atividades;
expressão relacionadas com o agricultura; silvicultura; exploração mineira; atividade piscatória; pecuária; – a terceira dinastia (a perda
meio natural e social, no presente indústria; comércio; serviços; meios de comunicação pessoal e social; da independência);
e no passado. aglomerados populacionais; emigração; imigração; migração; culturas; minorias; – a quarta dinastia
países lusófonos; feriados; vida quotidiana; Descobrimentos; expansão (a Restauração);
O aluno estrutura, comunica e
marítima; Monarquia; República; Democracia; União Europeia.
debate conhecimentos sobre o – o século XIX.
meio natural e social, utilizando as O aluno expressa os seus conhecimentos e pontos de vista sobre o presente e o
TIC como recurso. passado, em Portugal e no Mundo, participando em debates e diálogos
O aluno lê formas simplificadas de organizados para esse fim.
representação cartográfica com O aluno identifica e comunica conhecimentos, conceções e sentimentos
diferentes escalas e representa, relacionados com culturas de lugares e tempos actuais e distantes, e com
nas mesmas, lugares, elementos fenómenos naturais da atualidade ou do passado, através de expressões
naturais e humanos, utilizando o culturais diversas.
título, a legenda e a orientação
como fonte para a relação da ação O aluno utiliza mapas de diferentes escalas, para localizar espaços e
acontecimentos à escala local, nacional e mundial (exemplos: viagens e rotas da
humana com diferentes espaços e expansão portuguesa e eventos como os jogos olímpicos).
tempos.
O aluno utiliza diferentes unidades de tempo: dia, semana, mês, ano, década,
O aluno utiliza diferentes século, milénio, e as referências temporais a. C. e d. C.
unidades/convenções temporais e
O aluno sequencializa, por ordem cronológica, datas, personagens e factos
situa no tempo rotinas, datas,
significativos associados à História local e nacional (exemplos: 1143, Tratado de
eventos e personagens da História
Zamora; 1498, chegada de Vasco da Gama à Índia; 1910, Implantação da
e das comunidades atuais.
República; 25 de Abril de 1974).
O aluno constrói linhas de tempo
O aluno estima a distância temporal e/ou intervalo entre acontecimentos
relacionadas com rotinas e datas
(exemplo: a Implantação da República ocorreu há 100 anos).
significativas para a história
pessoal, local e nacional. O aluno constrói diferentes linhas de tempo (lineares: verticais ou horizontais;
circulares, em espiral, em ziguezague…) relacionadas com datas e factos
O aluno identifica mudanças e
significativos da história pessoal, local e nacional.
permanências ao longo do tempo
pessoal, local e nacional, O aluno reconhece mudanças nas culturas e tradições ao longo dos tempos, ao
reconhecendo diferentes ritmos nível da comunidade local e nas comunidades de origem (exemplo:
(mudança gradual ou de rutura) e sequencializa imagens do mesmo espaço em diferentes períodos).
direções (progresso, ciclo,
O aluno identifica diferenças e semelhanças entre o passado e o presente
permanência, simultaneidade).
quanto a recursos materiais, tecnológicos, económicos e sociais (exemplos:
O aluno reconhece, na sua mudanças nos símbolos nacionais; evolução das comunicações; mudanças na
representação do espaço, a distribuição das atividades económicas; permanência da importância das
relação com a ação humana ao cidades do litoral apesar de modificadas).
longo dos tempos.
O aluno reconhece diferentes ritmos e direções de mudança em realidades
diversas (por exemplo, a evolução, em simultâneo, da vida numa cidade e numa
aldeia).
O aluno associa a ideia de espaço a diferentes tempos (exemplo: identifica
marcas de diferentes épocas numa localidade, praça, rua, monumento).
O aluno comunica e participa, ao seu nível de saber, em espaços digitais de
debate e divulgação sobre questões ligadas ao meio natural e social (exemplos:
participar ou construir blogues e webquest e editar podcast).

dezembro Conhecimento Utilização de O aluno interpreta fontes diversas O aluno constrói conhecimento sobre o passado familiar, local, regional e À DESCOBERTA DOS
do meio natural fontes de e, com base nestas e em nacional no contexto europeu, pesquisando e selecionando fontes. OUTROS E DAS
e social informação conhecimentos prévios, produz INSTITUIÇÕES
O aluno analisa diferentes fontes de conhecimento histórico com linguagens
informação e inferências válidas e
Localização no Compreensão diversas e com estatutos diferentes (exemplos: documentos legais, fontes O passado nacional:
pertinentes sobre o passado
espaço e no histórica privadas e públicas).
pessoal e familiar, local, nacional e – o fim da Monarquia e a
tempo contextualizada
europeu. O aluno compara fontes com diferentes mensagens, identificando alguns Implantação da República;
Localização/Com- aspetos consensuais e divergentes.
O aluno sistematiza – o 25 de Abril;
preensão
conhecimentos de si próprio, da O aluno realiza inferências válidas sobre o passado a partir de fontes diversas.
espacial e – a Democracia.
sua família, comunidade, história
temporal local, nacional e europeia
O aluno descreve aspetos significativos da história pessoal e familiar, da história Os símbolos nacionais.
relativamente ao passado próximo
Comunicação de local, nacional no contexto europeu (exemplos: origem da povoação, concessão
e ao passado mais longínquo.
conhecimento de forais, batalhas, lendas, figuras da história local e nacional).
sobre o meio O aluno reconhece e respeita
O aluno descreve ações de diversos intervenientes na história nacional em
natural e social identidades sociais e culturais à
situações de interação pacífica ou de tensão/conflito, distinguindo alguns dos
luz do passado próximo e
seus motivos e identificando consequências dessas situações.
longínquo, tendo em conta o
contributo dos diversos O aluno identifica e valoriza o património histórico – local, nacional, europeu,
patrimónios e culturas para a vida mundial –, analisando vestígios materiais do passado (edifícios, pontes, moinhos
social, presente e futura. e estátuas), costumes, tradições, símbolos e efemérides.
O aluno mobiliza e integra O aluno relaciona o presente com o passado histórico nacional e projeta
vocabulário e conceitos algumas possibilidades futuras a nível pessoal e coletivo (exemplo: imaginar a
substantivos específicos dos vida daqui a 10 anos a partir das condições do presente e tendo em conta o
diferentes conteúdos, temas e passado).
problemas explorados.
O aluno utiliza, de forma integrada e transversal, conceitos essenciais para a
O aluno utiliza adequadamente compreensão dos conteúdos explorados: filiação; geração; intergeracional;
diversas formas de comunicação e toponímia; estatuária; tradições e costumes; símbolos locais, regionais e
expressão relacionadas com o nacionais (bandeiras, brasões e hinos); instituições; setores de atividades;
meio natural e social, no presente agricultura; silvicultura; exploração mineira; atividade piscatória; pecuária;
e no passado. indústria; comércio; serviços; meios de comunicação pessoal e social;
aglomerados populacionais; emigração; imigração; migração; culturas; minorias;
O aluno estrutura, comunica e
países lusófonos; feriados; vida quotidiana; Descobrimentos; expansão
debate conhecimentos sobre o
marítima; Monarquia; República; Democracia; União Europeia.
meio natural e social, utilizando as
TIC como recurso. O aluno expressa os seus conhecimentos e pontos de vista sobre o presente e o
passado, em Portugal e no mundo, participando em debates e diálogos
O aluno lê formas simplificadas de
organizados para esse fim.
representação cartográfica com
diferentes escalas, e representa, O aluno identifica e comunica conhecimentos, conceções e sentimentos
nas mesmas, lugares, elementos relacionados com culturas de lugares e tempos atuais e distantes, e com
naturais e humanos, utilizando o fenómenos naturais da atualidade ou do passado, através de expressões
título, a legenda e a orientação, culturais diversas.
como fonte para a relação da ação
O aluno utiliza mapas de diferentes escalas, para localizar espaços e
humana com diferentes espaços e
acontecimentos à escala local, nacional e mundial (exemplos: viagens e rotas da
tempos.
expansão portuguesa e eventos como os jogos olímpicos).
O aluno utiliza diferentes
unidades/convenções temporais e O aluno utiliza diferentes unidades de tempo: dia, semana, mês, ano, década,
século, milénio, e as referências temporais a. C. e d. C.
situa no tempo rotinas, datas,
eventos e personagens da História O aluno sequencializa, por ordem cronológica, datas, personagens e factos
e das comunidades atuais. significativos associados à História local e nacional (exemplos: 1143, Tratado de
Zamora; 1498, chegada de Vasco da Gama à Índia; 1910, Implantação da
O aluno constrói linhas de tempo
relacionadas com rotinas e datas República; 25 de Abril de 1974).
significativas para a história O aluno estima a distância temporal e /ou intervalo entre acontecimentos
pessoal, local e nacional. (exemplo: a Implantação da República ocorreu há 100 anos).
O aluno identifica mudanças e O aluno constrói diferentes linhas de tempo (lineares: verticais ou horizontais;
permanências ao longo do tempo circulares, em espiral, em ziguezague…) relacionadas com datas e factos
pessoal, local e nacional, significativos da história pessoal, local e nacional.
reconhecendo diferentes ritmos
O aluno reconhece mudanças nas culturas e tradições ao longo dos tempos, ao
(mudança gradual ou de rutura) e
nível da comunidade local e nas comunidades de origem (exemplo:
direções (progresso, ciclo,
sequencializa imagens do mesmo espaço em diferentes períodos).
permanência, simultaneidade).
O aluno identifica diferenças e semelhanças entre o passado e o presente
O aluno reconhece, na sua
quanto a recursos materiais, tecnológicos, económicos e sociais (exemplos:
representação do espaço, a
mudanças nos símbolos nacionais; evolução das comunicações; mudanças na
relação com a ação humana ao
distribuição das atividades económicas; permanência da importância das
longo dos tempos.
cidades do litoral apesar de modificadas).
O aluno reconhece diferentes ritmos e direções de mudança em realidades
diversas (por exemplo, a evolução, em simultâneo, da vida numa cidade e numa
aldeia).
O aluno associa a ideia de espaço a diferentes tempos (exemplo: identifica
marcas de diferentes épocas numa localidade, praça, rua, monumento).
O aluno comunica e participa, ao seu nível de saber, em espaços digitais de
debate e divulgação sobre questões ligadas ao meio natural e social (exemplos:
participar ou construir blogues e webquest e editar podcast).
2. ° PERÍODO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE ESTUDO DO MEIO Ano Letivo 2020/2021

Meses Domínios Subdomínios Metas finais Metas intermédias Conteúdos


janeiro Localização no Localização/Com- O aluno lê formas simplificadas de O aluno utiliza o globo terrestre e o planisfério para localizar lugares ou À DESCOBERTA DO
espaço e no preensão representação cartográfica com elementos naturais e humanos no Mundo (continentes, países, cidades, rios, AMBIENTE NATURAL
tempo espacial e diferentes escalas e representa, cadeias montanhosas).
Os astros:
temporal nas mesmas, lugares, elementos
O aluno distingue estrelas de planetas e simula em modelos (físicos e
naturais e humanos, utilizando o – a forma do planeta Terra;
A Terra no informáticos) o seu posicionamento/dinâmica.
título, a legenda e a orientação,
Espaço: Universo – as fases da Lua;
como fonte para a relação da ação O aluno descreve o movimento aparente do Sol, registando o tamanho e a
e Sistema Solar
humana com diferentes espaços e orientação das sombras ao longo do dia, do ano e em diferentes estações do – o Sistema Solar.
Localização e tempos. ano.
compreensão À DESCOBERTA DAS
O aluno descreve, em termos O aluno identifica, com base na observação de modelos, a existência dos INTER–RELAÇÕES ENTRE
espacial: a Terra
gerais, a constituição do Universo movimentos da rotação e translação da Terra. ESPAÇOS
no Sistema Solar
e a constituição do Sistema Solar,
explicando a importância do Sol O aluno identifica consequências dos movimentos de rotação e translação da O globo e o planisfério.
para a vida na Terra. Terra, a partir de evidências diversificadas: sucessão dia e noite e estações do
Os continentes e os oceanos.
ano.
O aluno descreve a forma e os A localização de Portugal na
O aluno identifica e representa a Lua nas diversas fases, a partir da análise de
movimentos da Terra e da Lua, Europa e no Mundo.
explicando fenómenos como as evidências diversificadas.
estações do ano. As fronteiras de Portugal.
Os países lusófonos.
Portugal e a União Europeia.
Os aglomerados
populacionais.
A capital do país e as capitais
de distrito.
fevereiro Conhecimento Subdomínio: viver O aluno identifica e verifica O aluno descreve o ciclo da água, identificando as mudanças de estado que À DESCOBERTA DO
do meio natural melhor na Terra propriedades de diferentes ocorrem, e participando em processos laboratoriais para a sua verificação. AMBIENTE NATURAL
e social materiais, condições em que se
O aluno demonstra pensamento científico (prevendo, planificando, Os estados da água.
manifestam e formas de alteração
experimentando...), explicitando os diferentes fatores (variáveis) que podem
do seu estado físico, e manipula Os fenómenos de
influenciar as características e fenómenos estudados.
pequenos dispositivos para fins transformação da água.
específicos. O aluno identifica e descreve diferentes tipos de sons e suas fontes realizando
O ciclo da água.
atividades práticas de transmissão do som através de meios diferentes (sólidos,
líquidos e gasosos). À DESCOBERTA DOS
MATERIAIS E OBJETOS
O aluno identifica em situações do dia a dia ou laboratoriais, fenómenos tais
como: diferentes formas de precipitação atmosférica; pressão atmosférica. Experiências com água.
Os efeitos da temperatura
sobre a água.
Os materiais sólidos, líquidos
e gasosos.
A dilatação de sólidos,
líquidos e gases.
março Conhecimento Conhecimento O aluno descreve e compara O aluno compara as formas de relevo, os rios e o povoamento da região onde À DESCOBERTA DO
do meio natural dos lugares e das elementos físicos e humanos de vive com os de outras regiões do país, utilizando vocabulário adequado. AMBIENTE NATURAL
e social regiões lugares e regiões, utilizando
O aluno mobiliza informação recolhida sobre fenómenos geográficos (exemplos: A água subterrânea.
vocabulário adequado
cursos de água, serras, áreas funcionais; ocupação do espaço agrícola;
À DESCOBERTA DOS
O aluno caracteriza elementos atividades industriais; qualidade ambiental) na descrição de lugares e regiões.
MATERIAIS E OBJETOS
naturais e humanos de lugares e
regiões através de recolha e O princípio dos vasos
mobilização adequada de comunicantes.
informação.
À DESCOBERTA DO
AMBIENTE NATURAL
Os rios.
Aspetos físicos de Portugal:
– os principais rios de
Portugal.
– as principais elevações de
Portugal.
À DESCOBERTA DAS
INTER–RELAÇÕES ENTRE
ESPAÇOS
O contacto entre a terra e o
mar:
– a costa portuguesa;
– os aspetos da costa;
– as marés;
– a sinalização da costa.
3. ° PERÍODO PLANIFICAÇÃO ANUAL DE ESTUDO DO MEIO Ano Letivo 2020/2021

Meses Domínios Subdomínios Metas finais Metas intermédias Conteúdos


abril Conhecimento Conhecimento O aluno caracteriza elementos O aluno mobiliza informação recolhida sobre fenómenos geográficos (exemplos: À DESCOBERTA DAS
do meio natural dos lugares e das naturais e humanos de lugares e cursos de água, serras, áreas funcionais; ocupação do espaço agrícola; INTER–RELAÇÕES ENTRE
e social regiões regiões através de recolha e atividades industriais; qualidade ambiental) na descrição de lugares e regiões. A NATUREZA E A
mobilização adequada de SOCIEDADE
Dinamismo das Viver melhor na O aluno seleciona informação sobre problemas ambientais e sociais (trânsito,
informação.
inter–relações Terra resíduos sólidos urbanos, a pobreza, poluição da água…). Principais atividades
natural–social O aluno interpreta a realidade económicas nacionais:
O aluno formula, a partir da informação obtida, questões de natureza geográfica,
natural, humana e social, a partir
histórica e social que sustentam a procura de explicações fundamentadas para – a agricultura;
de questões geográficas,
as questões suscitadas.
históricas e sociais, sobre a – a pecuária;
realidade que observa. O aluno explica que a energia elétrica pode ser usada de diferentes maneiras,
– a silvicultura;
em particular para fornecer iluminação, aquecimento e para funcionamento de
O aluno descreve o funcionamento
dispositivos – a pesca;
de um circuito elétrico e classifica
operacionalmente os materiais O aluno descreve o procedimento adequado para construir um circuito elétrico – a indústria;
como bons e maus condutores de simples (com uma pilha, lâmpada e fios), segundo um desenho ou fotos.
corrente elétrica. – o comércio, os serviços e o
O aluno reconhece as condições que permitem que uma lâmpada acenda turismo.
(circuito fechado, fonte adequada e lâmpada em boas condições), identificando
fatores que podem influenciar o brilho da lâmpada num circuito elétrico. À DESCOBERTA DOS
MATERIAIS E OBJETOS
O aluno classifica operacionalmente materiais/objetos em bons e maus
A utilização e conservação
condutores de eletricidade.
dos objetos.
O aluno explica como respeitar normas de segurança relativas ao uso da
Experiências com materiais
eletricidade (não fazer cortes em pilhas, não tentar recarregar pilhas que não
são recarregáveis, não fazer ligações indevidas às tomadas de parede,...) de uso corrente.
Experiências com a
eletricidade.

maio Conhecimento Sustentabilidade O aluno analisa problemas O aluno relaciona desequilíbrios de consumo, destruição das florestas e poluição À DESCOBERTA DAS
do meio natural naturais e sociais associados a com o esgotamento de recursos, a extinção de espécies e alterações profundas INTER–RELAÇÕES ENTRE
Conhecimento
e social alterações nos ecossistemas. na qualidade do ambiente. A NATUREZA E A
dos lugares e das
SOCIEDADE
Conhecimento regiões O aluno reconhece a importância O aluno identifica problemas (exemplos: incêndios, poluição atmosférica,
do meio natural da preservação da biodiversidade aquática...) associados à ação humana geradores de desequilíbrios ambientais e A qualidade do ambiente.
Viver melhor na
e social e dos recursos para garantir a conflitos sociais, reconhecendo intervenções (individuais e comunitárias, em
Terra A poluição:
sustentabilidade dos sistemas diferentes regiões do planeta) reconhecidas como boas práticas com vista à
naturais. sustentabilidade. – a poluição atmosférica;
O aluno descreve o processo de O aluno identifica o papel de algumas indústrias na exploração e transformação – a poluição sonora.
exploração, transformação e de matérias–primas, usando o petróleo como fonte de energia, e a necessidade
À DESCOBERTA DOS
aplicação de recursos naturais, de procura de energias alternativas, tendo em vista a sua gestão sustentável. MATERIAIS E OBJETOS
inferindo a necessidade da sua
O aluno identifica objetos tecnológicos e as suas principais utilizações no meio Experiências com o som.
gestão sustentável.
familiar e em várias atividades económicas.
Experiências com o ar:
O aluno caracteriza elementos
O aluno mobiliza informação recolhida sobre fenómenos geográficos (exemplos:
naturais e humanos de lugares e – o ar e a pressão
cursos de água, serras, áreas funcionais; ocupação do espaço agrícola;
regiões através de recolha e atmosférica.
atividades industriais; qualidade ambiental) na descrição de lugares e regiões.
mobilização adequada de
informação. O aluno seleciona informação sobre problemas ambientais e sociais (trânsito,
resíduos sólidos urbanos, a pobreza, poluição da água…).
O aluno interpreta a realidade
natural, humana e social, a partir O aluno formula, a partir da informação obtida, questões de natureza geográfica,
de questões geográficas, histórica e social que sustentam a procura de explicações fundamentadas para
históricas e sociais, sobre a as questões suscitadas.
realidade que observa.
O aluno demonstra pensamento científico (prevendo, planificando,
O aluno identifica e verifica experimentando...), explicitando os diferentes fatores (variáveis) que podem
propriedades de diferentes influenciar as características e fenómenos estudados.
materiais, condições em que se
manifestam e formas de alteração O aluno identifica e descreve diferentes tipos de sons e suas fontes realizando
do seu estado físico, e manipula atividades práticas de transmissão do som através de meios diferentes (sólidos,
pequenos dispositivos para fins líquidos e gasosos).
específicos. O aluno identifica em situações do dia a dia ou laboratoriais, fenómenos tais
como: diferentes formas de precipitação atmosférica; pressão atmosférica.

junho Conhecimento Sustentabilidade O aluno analisa problemas O aluno relaciona desequilíbrios de consumo, destruição das florestas e poluição À DESCOBERTA DAS
do meio natural naturais e sociais associados a com o esgotamento de recursos, a extinção de espécies e alterações profundas INTER–RELAÇÕES ENTRE
Conhecimento
e social alterações nos ecossistemas. na qualidade do ambiente. A NATUREZA E A
dos lugares e das
SOCIEDADE
Dinamismo das regiões O aluno reconhece a importância O aluno reconhece a existência na Terra de grandes focos e vazios
inter–relações da preservação da biodiversidade demográficos e que há fatores naturais e humanos que influenciam a A qualidade do ambiente.
Dinamismo das
natural–social e dos recursos para garantir a distribuição observada (exemplos: temperaturas muito elevadas no deserto ou
inter–relações A poluição:
sustentabilidade dos sistemas muito baixas nos continentes gelados, áreas litorais ou junto a grandes rios
entre espaços
naturais. muito povoadas. – a poluição dos solos;
O aluno descreve o processo de O aluno propõe medidas e ações ao seu alcance para solucionar problemas – a poluição aquática.
exploração, transformação e detetados no seu ambiente próximo (exemplos: recolha seletiva de resíduos,
aplicação de recursos naturais, reutilização e reciclagem dos resíduos domésticos, campanhas de A água.
inferindo a necessidade da sua sensibilização...). A desflorestação.
gestão sustentável.
O aluno identifica o valor da sua pegada ecológica discutindo práticas que Os parques e as reservas
O aluno caracteriza elementos contribuam para a diminuição desse valor. naturais.
naturais e humanos de lugares e
O aluno identifica problemas (exemplos: incêndios, poluição atmosférica,
regiões através de recolha e
aquática...) associados à ação humana geradores de desequilíbrios ambientais e
mobilização adequada de
conflitos sociais, reconhecendo intervenções (individuais e comunitárias, em
informação.
diferentes regiões do planeta) reconhecidas como boas práticas com vista à
sustentabilidade.
O aluno identifica o papel de algumas indústrias na exploração e transformação
O aluno interpreta a realidade
de matérias–primas, usando o petróleo como fonte de energia, e a necessidade
natural, humana e social, a partir
de procura de energias alternativas, tendo em vista a sua gestão sustentável.
de questões geográficas,
históricas e sociais, sobre a O aluno identifica objetos tecnológicos e as suas principais utilizações no meio
realidade que observa. familiar e em várias atividades económicas.
O aluno deteta alterações nas O aluno identifica a localização das grandes reservas de água doce no planeta e
características naturais do justifica a necessidade da poupança de água para a sua gestão sustentável.
território, resultantes da ação
O aluno mobiliza informação recolhida sobre fenómenos geográficos (exemplos:
humana, e problemas, com
cursos de água, serras, áreas funcionais; ocupação do espaço agrícola;
expressão territorial, no meio local,
atividades industriais; qualidade ambiental) na descrição de lugares e regiões.
identificando os seus aspetos
positivos e negativos. O aluno seleciona informação sobre problemas ambientais e sociais (trânsito,
resíduos sólidos urbanos, a pobreza, poluição da água…).
O aluno formula, a partir da informação obtida, questões de natureza geográfica,
histórica e social que sustentam a procura de explicações fundamentadas para
as questões suscitadas.
O aluno demonstra pensamento científico (prevendo, planificando,
experimentando...), explicitando os diferentes fatores (variáveis) que podem
influenciar as características e fenómenos estudados.
O aluno refere problemas ambientais existentes na localidade ou na região,
selecionando informação sobre possíveis ações, pessoais e coletivas, que
contribuam para a sua solução.
O aluno descreve medidas locais e globais relacionadas com a conservação e
melhoria do ambiente, o uso racional dos recursos naturais e a preservação de
espécies animais e vegetais.
PLANIFICAÇÃO ANUAL DE EXPRESSÕES ARTÍSTICAS FÍSICO MOTORAS Ano Letivo 2020/2021

Avaliação
A avaliação dos alunos poderá ser realizada através de:
• Registo de comportamentos;
• Registos de observação direta.

Expressão Plástica

Domínios Objetivos Descritores de Desempenho

➢ Experimentar a leitura de formas visuais em


diversos contextos - pintura, escultura, fotografia, ➢ O aluno é capaz de ler e analisar diferentes formas
cartaz, banda desenhada, televisão, vídeo, cinema visuais, através do contacto com diferentes modalidades
Desenvolvimento da Capacidade de
Expressão e Comunicação. e Internet; expressivas (pintura, escultura, fotografia, cartaz, banda
desenhada, entre outros);
Desenvolvimento da Criatividade ➢ Ilustrar visualmente temas e situações;
➢ O aluno adquire e aplica a linguagem elementar das
➢ Explorar a relação imagem texto na artes visuais para identificar e analisar, com um
construção de narrativas visuais; vocabulário específico e adequado, conceitos, contextos
e técnicas em obras artísticas e noutras narrativas
Apropriação da Linguagem Elementar da ➢ Identificar e utilizar códigos visuais;
Expressão Dramática visuais, em situações de observação e/ou da sua criação
plástica.
➢ Reconhecer processos de representação
gráfica convencional; ➢ O aluno identifica a representação da figura humana;
➢ Identificar e experimentar diferentes modos de ➢ O aluno descreve a cor em situações do mundo que
Compreensão das Artes no Contexto representar a figura humana; nos rodeia (natureza, obras de arte, arquitetura, design,
➢ Identificar vários tipos de espaço: vivencial, objetos do quotidiano, entre outros objetos
pictórico, escultórico, arquitetónico, virtual e culturais) e explicita a sua importância na aparência visual
cenográfico; dos objetos.

➢ Reconhecer e experimentar representações ➢ O aluno reconhece o valor expressivo da linha, num


bidimensionais e tridimensionais; contexto figurativo ou abstrato, recorrendo ao património
natural (natureza e cenas do quotidiano) e ao património
➢ Exprimir graficamente a relatividade de artístico (monumentos e museus), em suportes físicos
posições dos objetos representados nos registos e/ou digitais.
bidimensionais;
➢ O aluno reconhece e relaciona as diferentes formas
➢ Compreender que a forma aparente dos dos objetos no património natural (natureza, objetos do
objetos varia com o ponto de vista; quotidiano) e no património artístico (pintura, escultura,
arquitetura, entre outros), compreendendo a diferença
➢ Relacionar as formas naturais e construídas entre valor utilitário e estético das formas.
com as suas funções e materiais que as
constituem; O aluno reconhece as diferentes texturas nos
elementos/objetos do património natural
➢ Perceber que a mistura das cores gera novas (natureza, objetos do quotidiano) e no património
cores; artístico ( pintura, escultura, arquitetura, entre
outras).
➢ Conhecer e aplicar os elementos visuais – linha,
cor, textura, forma, plano, luz, volume – e a sua
relação com as imagens disponíveis no património
artístico, cultural e natural;

➢ Criar formas a partir da sua imaginação


utilizando intencionalmente os elementos
visuais.
Educação Musical

Domínios Objetivos Descritores de Desempenho

• Cantar as suas músicas e as dos outros ➢ O aluno canta sozinho e em grupo, com
utilizando diversas técnicas vocais simples; intencionalidade expressiva, canções de diferentes
formas, géneros e estilos, em métrica binária e ternária,
Desenvolvimento da capacidade de • Tocar as suas músicas e as dos outros, utilizando a memória
Expressão e Comunicação utilizando instrumentos acústicos, eletrónicos,
convencionais e não convencionais; ➢ O aluno toca sozinho e em grupo, peças de diferentes
formas, géneros, estilos e culturas, utilizando técnicas
• Apresentar publicamente peças musicais
diferenciadas de acordo com a tipologia musical, em
utilizando instrumentos e técnicas interpretativas
simples; instrumentos não convencionais e convencionais na
interpretação de música instrumental ou vocal
Compreensão das Artes no Contexto
• Explorar diferentes códigos e convenções acompanhada.
musicais na música gravada e ao vivo;
➢ O aluno improvisa e compõe acompanhamentos e
• Responder a conceitos, códigos e pequenas peças musicais, utilizando a voz, o corpo e
convenções musicais na música gravada e ao vivo; instrumentos não convencionais e convencionais.

• Explorar e responder aos elementos básicos da


música; ➢ O aluno expressa ideias sonoras utilizando recursos
Desenvolvimento da Criatividade técnico-artísticos elementares, tendo e m conta
▪ Identificar e explorar as qualidades de sons;
diversos estímulos e/ou intenções.
▪ Explorar e descrever técnicas simples de
organização e estruturação sonora e musical; ➢ O aluno cria códigos para registo gráfico de criações
musicais.
▪ Identificar auditivamente mudanças rítmicas,
melódicas e harmónicas; ➢ O aluno identifica, analisa e descreve
Apropriação da Linguagem elementar da ▪ Utilizar vocabulário e simbologias simples e características rítmicas, melódicas, tímbricas e formais da
Música apropriadas para descrever e c o m p a r a r música.
diferentes tipos de sons e peças
musicaisdediferentesestilose ➢ O aluno utiliza notação não convencional para ler e
géneros;
expressar ideias musicais.
▪ Reconhecer a música como parte do
quotidiano e as diferentes funções que ela ➢ O aluno reconhece e valoriza a música como
desempenha; construção social, como património e como fator de
identidade social e cultural.
▪ Identificar diferentes culturas musicais e os
contextos onde se inserem; ➢ O aluno expressa de forma não-verbal diversas
temáticas da realidade envolvente, utilizando de modo
▪ Produzir material escrito, audiovisual e
eficaz o potencial comunicativo do corpo.
multimédia ou outro, utilizando vocabulário simples
e apropriado.
➢ O aluno, individualmente e em grupo, apresenta,
interage e partilha com as audiências peças de dança e
coreografias.

➢ O aluno inter pr eta temas, ideias,


emoções e sentimentos, mobilizando o
vocabulário específico da dança.
Expressão Dramática

Domínios Objetivos Descritores de Desempenho

▪ Relacionar-se e comunicar com os outros; ➢ O aluno movimenta-se de forma livre e pessoal:


▪ Explorar diferentes formas e sozinho e em pares;
atitudes corporais;
Desenvolvimento da Capacidade de
➢ O aluno explora os movimentos segmentares do
Expressão e Comunicação. ▪ Explorar maneiras pessoais de desenvolver o
corpo;
movimento;
Desenvolvimento da Criatividade
▪ Explorar diferentes tipos de emissão sonora; ➢ O aluno explora as diferentes possibilidades
expressivas;
▪ Aliar gestos e movimentos ao som;
➢ O aluno experimenta maneiras diferentes de
Apropriação da Linguagem Elementar da ▪ Reconhecer e reproduzir sonoridades; produzir sons:
Expressão Dramática
▪ Explorar, individual e coletivamente, ➢ O aluno explora sons orgânicos ligados a ações
diferentes níveis e direções no espaço;
quotidiana;
▪ Utilizar, recriar e adaptar o espaço
Compreensão das Artes no Contexto circundante; ➢ O aluno mima, a dois ou em pequenos grupos,
▪ Orientar-se no espaço através de referências
visuais, auditivas e táteis; atitudes, gestos, movimentos;

▪ Utilizar e transformar o objeto, através da ➢ O aluno participa na elaboração oral de uma história;
imaginação;
➢ - O aluno improvisa um diálogo ou uma
▪ Explorar o uso de máscaras, fantoches e pequena história;
marionetas; ➢ -O aluno improvisa palavras, sons, atitudes, gestos e
movimentos constituindo sequências de ações —
▪ Mimar atitudes, gestos e ações; situações recriadas ou imaginadas.
▪ Realizar improvisações e dramatizações a partir
de histórias ou situações simples;

▪ Participar na criação oral de histórias;

▪ Observar, escutar e apreciar o desempenho dos


outros.
Expressão Físico Motora

Domínios Objetivos Descritores de Desempenho

-Elevar o nível funcional das capacidades ➢ O aluno cumpre as habilidades no âmbito da:
condicionais e coordenativas;
Ginástica • Resistência Geral;
• Cooperar com os companheiros nos jogos e
• Velocidade de Reação simples e complexa de
exercícios, compreendendo e aplicando as regras
combinadas na turma, bem como os princípios de
execução de ações motoras básicas e de
Jogos
cordialidade e respeito na relação com os colegas deslocamento;
e o professor; • Flexibilidade;
Atividades Rítmicas Expressivas (dança ) • Controlo de postura;
• Participar, com empenho, no aperfeiçoamento
• Equilíbrio dinâmico em situações de «voo», de
da sua habilidade nos diferentes tipos de
atividades, procurando realizar as ações
aceleração e de apoio instável e/ou limitado;
adequadas com correção e oportunidade; • Controlo da orientação espacial;
• Ritmo;
• Realizar ações motoras básicas com • Agilidade.
aparelhos portáteis, segundo uma estrutura
rítmica, encadeamento ou combinação de
movimentos, conjugando as qualidades da
▪ O Aluno coopera com os companheiros
ação própria ao efeito pretendido de
movimentação do aparelho; procurando realizar as ações favoráveis ao
• Realizar ações motoras básicas de cumprimento das regras e do objetivo do jogo;
deslocamento, no solo e em aparelhos,
segundo uma estrutura rítmica, encadeamento,
▪ O aluno trata os colegas de equipa e os
ou combinação de movimentos, coordenando a adversários com igual cordialidade e respeito,
sua ação para aproveitar as qualidades evitando ações que ponham em risco a sua integridade
motoras possibilitadas pela situação; física.

• Realizar habilidades gímnicas básicas em ▪ - O aluno realiza habilidades gímnicas básicas em


esquemas ou sequências no solo e em aparelhos, esquemas ou sequências no solo, encadeando e/ou
encadeando e ou combinando as ações com combinando as ações com fluidez e harmonia de
fluidez e harmonia demovimentos; movimentos;

• Participar em jogos ajustando a iniciativa


própria e as qualidades motoras na prestação às
possibilidades oferecidas pela situação de jogo e
ao seu objetivo, realizando habilidades básicas e
ações técnico-táticas fundamentais, com
oportunidade e correção demovimentos;

• Combinar deslocamentos, movimentos não


locomotores e equilíbrios adequados à expressão
de motivos ou temas combinados com os colegas e
professor, de acordo com a estrutura rítmica e
melodia de composições musicais;
APOIO AO ESTUDO

Avaliação
Observação direta: Participação Cooperação Iniciativa
Participação
Cooperação
Iniciativa
Empenho
Autonomia
Responsabilidade
Persistência
Empenho
Autonomia
Cumprimento das regras

Objetivos Curriculares Sugestões metodológicas: atividades/estratégias


▪ Promover hábitos e métodos de trabalho que ajudem os alunos a acompanhar • Organização da sala; distribuição de tarefas; discussão sobre as regras de sala.
as atividades escolares diárias. • Direitos e deveres dos alunos.
▪ Considerar o respeito pelos outros, as regras de convivência social, o sentido • Eleição do delegado e subdelegado.
de cooperação e de comunicação. • Organizar do horário semanal.
▪ Realização de fichas/exercícios de aplicação e treino dos conteúdos • Refletir sobre a organização do seu local de trabalho.
desenvolvidos nas aulas. • Elaboração de resumos/esquemas das temáticas estudadas nas diferentes
▪ Reconhecer a persistência, a responsabilidade e a criatividade. áreas para reforço e consolidação dos estudos.
▪ Perceber aprendizagens significativas. • Organizar debates em turma sobre assuntos de interesse da turma.
▪ Consultar e utilizar diversas fontes de informação (fichas informativas e/ou de • Aprender a consultar dicionário, enciclopédias, prontuários, etc.
trabalho; outros manuais; pesquisas na internet). • Fazer ditados de palavras e pseudo -palavras com tempo determinado.
▪ Pesquisar na internet e em suportes digitais. • Fazer leitura em voz alta, em tempos designados.
▪ Consolidar/reforçar as aprendizagens efetuadas nas áreas curriculares, através
• Recolher documentação/informação.
da realização de exercícios práticos de aplicação/ treino dos
conhecimentos/conteúdos estudados.
▪ Desenvolver métodos e hábitos de estudo autónomo e responsável, com
Saber organizar e classificar a documentação segundo critérios diversos.
recurso a estratégias diversificadas e personalizadas.
▪ Apoiar os alunos com maiores dificuldades, através de trabalhos adequados à
superação das mesmas. • Organização dos cadernos diários.
▪ Considerar o respeito pelos outros, as regras de convivência social, o sentido • Organização e utilização dos manuais escolares.
de cooperação e de comunicação. • Expressão/comunicação de dúvidas edificuldades.
▪ Consultar e utilizar diversas fontes de informação (fichas informativas e/ou de • Consulta de: um livro, um dicionário, umarevista.
trabalho; outros manuais; pesquisas na internet). • Treino da leitura e interpretação de textos.
▪ Aprender a planificar o estudo e o trabalho. • Treino dos exercícios de Inglês.
▪ Organizar os instrumentos de trabalho e o local de estudo. • Realização de fichas/exercícios de aplicação e treino/reforço dos conteúdos
▪ Desenvolver o gosto pelo trabalho e pelo estudo. desenvolvidos nas aulas.
▪ Concretizar motivações e interesses em atividades diversas. • Aprendizagem por processos lúdicos.
▪ Desenvolver as capacidades de cooperação; solidariedade e respeito pelos • Resolução de situações problemáticas.
outros. • Exploração de jogos didáticos.
▪ Desenvolver a iniciativa. • Pesquisa na internet e pesquisa de suportes digitais.
▪ Demonstrar a responsabilidade.
▪ Demonstrar a responsabilidade.
▪ Aumentar a autoestima e a autoconfiança.
▪ Melhorar a atenção e a concentração.
▪ Desenvolver as capacidades de memorização e raciocino.

Você também pode gostar